Issuu on Google+

PUBLICIDADE

Ver página 10

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Quinzenário informativo e regionalista Director:Paulo Gonçalves / Sai às sextas-feiras Gratuito / 25 de Fevereiro de 2011 / nº 654

O que à muito se esperava Mar engoliu a restinga

Zona ribeirinha da cidade esteve em perigo

PÁGINAS 2 e 3

Teatro na JUM

Paulo Cepa vai lutar para ser Campeão Nacional PÁGINA 20

Grupo apostado em divulgar

ACTUALIDADE

Carina no Modtíssimo

a cultura PÁGINAS 6 E 7

PUBLICIDADE

DESPORTO

PÁGINA 14


2

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

ACTUALIDADE

Editorial PAULO GONÇALVES Director do Jornal

Após uma noite bem dormida, acordei e qual a minha grande surpresa, o sol tinha voltado, após uns dias de ausência. Este mês de Fevereiro, teve dias muito escuros, e no qual o mau tempo, fortes chuvas, ventos a grande velocidade e um mar chateado acabaram de fazer das suas um pouco por todo o lado. O mar continua a ser o mesmo de sempre, e desta vez acabou com a tão badalada restinga, as ondas surgiram em sequência, e foi mesmo por muito pouco, que o mar não visitou a marginal da cidade.

Jornal de Esposende

Marginal em Risco Mau tempo fez das suas no concelho de Esposende

Foi um aviso, é preciso que alguém de direito, não adormeça, porque as marés vivas, podem voltar e destruir em instantes, o que demorou e custou tanto a construir. Não sou muito de dizer, que existem boas ou más noticias, para mim existem sim notíciais, e logo no princípio desta semana, fiquei surpreendido com o encerramento das emissões da Esposende TV. Também passei por lá, colaborei dentro das minhas possibilidades, dei o meu melhor, numa experiência que vou recordar para sempre, afinal modéstia à parte, fui lançado às feras, logo no dia da primeira edição em directo, do auditório municipal, com a presença de seis candidatos a deputados à Assembleia da República. Confesso que de princípio fiquei intimidado com a presença de tanta luz e das ditas objectivas, não usei teleponto, foi de improviso, algo que ganhei dos anos em que fiz rádio. Recordo agora outros momentos marcantes da minha passagem pela Esposende TV, foram as entrevistas a gente que conhece esta terra e o concelho, como a palma da mão, Nazaré, Miquelino, Sérgio do Fojo, Quim Taxista, Guimarães, João da Pã Pã, entre muitos outros, contaram histórias da sua vida cheias de episódios , que me fizeram sorrir. A Esposende TV ao terminar agora as suas emissões, pelo que se sabe, falta de apoios, deixa no ar um vazio, certo que os muitos esposendenses espalhados pelo mundo, já se tinham habituado diariamente, a clicar, e num segundo, ver o que estava a ser feito no concelho que os viu nascer. A frase é célebre, uma imagem vale mil palavras, verdade seja dita, foram realizadas coisas bonitas, enquanto a Esposende TV durou. A finalizar, passei a tarde do último domingo, a assistir a mais uma jornada do campeonato concelhio de futebol infantil, a competição é uma festa dentro e fora das quatro linhas. Dentro de campo, os miúdos jogam, rematam e marcam golo, e nas suas caras é visível a alegria, o entusiasmo, os craques de palmo e meio, até me confessaram que este campeonato é um espectáculo. Embora eu não seja de fazer elogios fáceis, a máquina deste campeonato, está a meu ver muito bem montada, participam 48 equipas, envolvendo cerca de 700 atletas, nos escalões de infantis, escolas e pré escolas. Um forte abraço a todos os envolvidos neste campeonato concelhio, continuem estão no caminho certo.

Restinga 17 de Fevereiro de 2011 Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

O mar nos últimos dias galgou a restinga, uma barreira natural de protecção e destruiu-a por completo, pondo desta forma em risco a zona ribeirinha da cidade de Esposende. A sobrelevação das ondas, a agitação marítima e os ventos fortes, provocaram a ruptura verificada na restinga, e só não provocaram mais inundações, porque as condições atmosféricas não foram extremas e não se verificaram descargas das barragens. No entanto a zona ribeirinha esteve fortemente ameaçada por uma grande inundação, pois atingiu áreas de esplanadas a norte da marina de recreio, local onde alguns barcos afundaram-se, tendo sido mesmo mais grave que a última verificada em 28 de Fevereiro do ano passado. Do mau tempo, fica também o registo do Ribeiro do Peralto-Marinhas, completamente destruído, ficando agora reduzido a escassas centenas de metros. Em Apúlia, na zona das Pedrinhas, o mar destruiu o pontinho de abrigo dos pescadores de Fonte Boa, a zona dunar envolvente, e o passadiço em frente ao abrigo dos aprestos do mar dos pescadores de Apúlia. A Protecção Civil Municipal esteve presente

no terreno, durante as intempéries a acompanhar as diversas situações verificadas, e a responder da melhor forma, às muitas

ANTES - 2 de Fevereiro de 2011

solicitações dos munícipes, a que se juntaram agentes da protecção civil, bombeiros voluntários, ISN, GNR e PNLN.


ACTUALIDADE

Jornal de Esposende

Restinga

Desde Dezembro que o rio Cávado transportava a areia, devido às correntes fortes e ao caudal volumoso, reconstruindo, paulatinamente, a restinga e sem qualquer projecto ou estudo elaborado pelo homem. A restinga é uma parte móvel de areia feita pela natureza e que não obedece a trabalhos executados pela intervenção humana.

Ribeiro do Peralto

O ribeiro do Peralto e a zona envolvente da praia de Rio de Moinhos foi a área mais atingida pelo mau tempo com estragos irreparáveis do ribeiro. A destruição total das dunas vai ameaçar os campos agrícolas adjacentes, pois o mar galgou cerca de 100 metros e, a norte, já destruiu alguns terrenos agrícolas. Os passadiços ficaram destruídos, o ribeiro

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

Assim, os estudos e as obras realizadas para a reposição da restinga feitas no passado recente foram destruídos rapidamente. Porém, em dois meses apenas, a natureza executou a obra visível na foto.

completamente assoreado e reduzido a algumas centenas de metros. Verifica-se, assim, o aparecimento de inúmeros afloramentos rochosos nesta área, junto ao ribeiro.

Foz do Neiva

O mar galgou e destruiu uma extensão considerável de dunas ameaçando os passadiços, que por razões de segurança vão ser retirados alguns metros.

Queda de árvores na EN 13 Devido ao vento forte com rajadas e chuva intensa, no passado dia 16, caiu uma árvore do lado poente da Estrada Nacional 13, na Sozende e, só por muita sorte, não houve um grave acidente com um autocarro que circulava no sentido sulnorte e que se aproximava no momento da queda da árvore centenária. A árvore de grande porte “choupo” arrancada pela raiz, atravessou a estrada e atingiu o terreno a nascente da estrada, provocando apenas danos materiais e o incómodo para os automobilistas, devido ao corte da estrada

durante meia hora. Após uma análise pormenorizada a duas árvores contíguas foi decidido proceder ao abate, de imediato, por razões de segurança, pois ameaçavam cair a qualquer momento, dada a fragilidade das mesmas e o agravamento previsto das condições atmosféricas. O abate das árvores realizou-se dentro da normalidade, apenas com desvio pontual do trânsito no local, assegurado por elementos da GNR de Esposende.

Vento derrubou painéis, árvores e levou telhados de casas e anexos, cobertos e barracão agrícola Estragos e prejuízos, alguns elevados, com o derrube de painéis, árvores e levantamento de telhados e estruturas em algumas casas e anexos e destruição de parte de um telhado de um barracão agrícola.

Director: Paulo Gonçalves - E-Mail: paulofernandogoncal@sapo.pt Redacção: Paulo Gonçalves e EsposendeTv Colaboradores: Dr. Bernardino Amândio, Prof. Rui Vasquinho, José Belo, Dra. Carla Gomes, Dra. Diana Vale, Dr. Carlos Ferreira, Artur L. Costa, Margarida F., Catarina Portela, M. Morim, Marta Costa Paginação/Design: Luís Costa Proprietária e Editor: Info Média Emissões Lda. - NIF N.º 509 173 128 Sede e Redacção: Rua Dr. Henrique Barros Lima, nº5 - 4740 - 323 Fão - Esposende - Telefone: 253 048 985 - Internet: www.esposendetv.com.pt - E-mail: jornaldeesposende@sapo.pt Sócios com mais de 10%: Sabores de Verão Impressão: Oficinia de S. José - Apartado 4711 - 914 Braga

Ano 31- Nº 654 Tiragem 1500 No. Reg. I.C.S. - 106125 Depósito legal no. 204498/03

3


4

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

PUBLICIDADE

Jornal de Esposende


LOCAL

Jornal de Esposende

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

5

Fim de emissão na EsposendeTV

A Esposende TV, considerada uma das melhores a nível nacional, encerrou esta semana as suas emissões regulares, os motivos estão relacionados com a falta

de apoios verificados desde o início deste projecto que recebeu os maiores elogios por parte dos muitos cibernautas que diariamente visitavam a página da Esposende

TV. A primeira emissão ocorreu a 17 de Setembro de 2009, com um debate, no qual participaram seis candidatos à Assembleia da Repú-

blica, e que colocou desde logo o concelho de Esposende no top das televisões mais vistas no mundo da internet, por isso não será de admirar, os 3 milhões de visitas num curto espaço de um ano. Equipada com equipamento de alta gama, a Esposende TV cresceu de tal modo, que vários municípios vizinhos, reconheceram a sua importância no desenvolvimento promocional de toda a região norte, tendo mesmo chegado à administração da Esposende TV diversos convites para que este projecto inovador e de qualidade se transferisse para dois municípios vizinhos de Esposende. Diversos programas divulgaram diariamente a cultura, desporto, tradições, turismo, natureza, politica e a economia de todo o concelho de Esposende, mas mesmo com a falta de apoios, necessá-

rios para fazer crescer a cada dia que passava o projecto inovador, a administração da Esposende TV foi resistindo, a todas as barreiras e cumprindo com os salários aos seus profissionais. A contínua falta de apoios, e cansada de remar contra a maré, a administração da Esposende TV, decidiu na passada segunda feira, 21 de Fevereiro, colocar um ponto final nas emissões regulares. O concelho de Esposende, fica desta forma órfão, de uma televisão local, que levou o nome do concelho aos quatro cantos do mundo, o projecto inovador, talvez tenha aparecido com alguns anos de avanço, daquilo que será provavelmente a televisão do futuro e que Esposende não soube dar o devido valor.

Pescadores em protesto 150 pescadores protestaram, esta semana, junto às instalações do Centro Distrital da Segurança Social de Braga, exigindo alterações ao novo Código Contributivo. Em nota à imprensa, o PCP-Esposende, manifesta a sua solidariedade para com os homens do mar que, com a entrada em vigor do novo Código Contributivo, se vêm a braços com mais dificuldades, sem a garantia de manterem os seus direitos.

Lembrando que, aos pescadores de Esposende, o Estado ainda é devedor da Construção da Barra, para garantir o seu direito ao trabalho, o PCP sublinha que os trabalhadores da pesca têm uma situação particular que deve ser tida em conta no tratamento das contribuições à Segurança Social. O PCP fez-se representar nesta manifestação, transmitindo o seu total apoio às reivindicações dos pescadores, com uma delegação constituída por António Esperança,

do executivo da DORBraga e Manuel Carvoeiro, eleito na Assembleia Municipal de Esposende. Nesse sentido o Grupo Parlamentar do PCP já requereu a presença urgente dos Secretários de Estado da Segurança Social e das Pescas e Agricultura na Comissão de Agricultura e Pescas, para prestarem esclarecimentos sobre as implicações do novo Código Contributivo no sector das Pescas.

.

A Freguesia de S. Bartolomeu do Mar, no concelho de Esposende, compareceu a mais uma recolha de sangue A população da freguesia de São Bartolomeu do Mar compareceu em grande número a mais uma dádiva de sangue que decorreu nas instalações do Centro Social da Juventude de Mar, levada a cabo pelo Instituto Português do Sangue, em colaboração com a Associação dos Dadores de Sangue de Esposende. Ao todo foram cento e quatro os dadores que marcaram presença, apesar do mau tempo que se fez sentir, tendo sido realizadas 78 recolhas.

.


6

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

ENTREVISTA

Jornal de Esposende

O Grupo de Teatro Amador da Juventude Unida de Marinhas continua apostado em divulgar a cultura e as tradições de um povo

João Paulo Torres, o director do grupo sente um enorme orgulho em liderar uma equipa totalmente amadora, mas que gosta de subir ao palco e representar. A maioria das actuações, são gratuitas, e os elementos do grupo entram em cada peça, de corpo e alma. Actor e sempre que solicitado no papel de encenador, João Paulo Torres abre o pano e aborda a sua entrada para o teatro. Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

Como aconteceu a sua entrada para o grupo de Teatro Amador do Centro Social da Juventude Unida de Marinhas? João Paulo Torres: Desde 2006, altura em que terminei o meu curso superior no Porto, passei a morar a tempo inteiro em Marinhas. O Fernando Morgado e o Horácio Patrão, que me conhecem há anos, souberam que nos meus tempos de seminário tinha feito parte dos grupos de teatro que lá tínhamos e convidaram-me a integrar o Grupo de Teatro Amador da JUM. Aceitei logo o convite porque, apesar de não me considerar um actor ao nível dos que temos no Grupo de Teatro, gosto de fazer teatro, gosto do espírito com que se ensaia teatro e acima de tudo gosto da forma “dedicadamente amadora” como fazem teatro nas Marinhas. Durante anos acompanhei as actuações do Grupo de Teatro da JUM pelo que foi uma honra poder integrar este grupo, cuja existência esteve na origem da própria JUM. Algum tempo depois fui convidado pelo Dr. Jorge Cardoso a integrar a Direcção da JUM tendo-me incumbido de assumir as funções de director do grupo de teatro, uma vez que fazia parte do grupo e da Direcção, sendo assim uma ligação fácil entre ambos. Desde então tem-se mantido a ligação a este grupo de gente empenhada em manter tradi-

ções e que marca a diferença por levar a cultura a toda a gente, isto porque a maioria das nossas actuações são gratuitas e as que o não são têm preços simbólicos, apenas para suportar os custos do guarda-roupa e material que temos vindo a adquirir para dotar o grupo de mais meios. Qual a peça de teatro em que mais gostou de participar como actor? Não consigo individualizar uma só peça, na melhor das hipóteses elejo duas: “Job que gritas em mim” e “Coração Lusitano”. São duas peças distintas desde logo porque na primeira, ainda no seminário com o Grupo S. João Bosco, tive um pequeno papel de cinco minutos, assumindo o lugar de um jovem afectado por uma doença grave e em estado terminal. Foi um papel emotivo, forte nas palavras, e que me deixou a chorar em plena peça. Foi um momento marcante por ter conseguido “vestir o papel”. A segunda, já no Grupo de Teatro da JUM, foi o “9 de Abril ou Coração Lusitano”, uma peça levada a cena por duas ou três vezes nos últimos 40 anos. Aqui com um papel principal foi um gosto e uma responsabilidade entrar numa peça que faz parte da memória das gentes de Marinhas. A grande responsabilidade já não era que a peça saísse bem, era sim que não frustrasse as expectativas de quem tinha boas memórias de uma peça cujo texto eram relatos de vidas da terra. Foi uma peça demorada

nos ensaios, com muito trabalho, às vezes tocada pelo cansaço, pois havia muita gente em palco para ensaiar, muitas “arestas” para limar e embora conscientes de que somos um grupo amador, e enquanto tal não poderemos ambicionar o nível de quem tem mais arte e engenho para o palco, gostamos de dar o melhor de nós também por respeito para com quem assiste às nossas actuações. O teatro é uma boa forma de ocupar os tempos livres, por norma quantas vezes ensaia antes de cada peça, e o que sente no final de cada interpretação? O teatro é sem dúvida uma boa forma de ocupar os tempos livres. No nosso Grupo há dias em que os ensaios são mais produtivos a nível de peça, outros em que são mais produtivos a nível de convívio e de “família”, porque também aqui há uma amizade que se cultiva, também é preciso diálogo para que os ensaios no fim de dias de trabalho não sejam também eles parte do cansaço. Há sempre o tempo para as histórias de actuações de outros tempos, de verdadeiras anedotas passadas em ensaios, tempo para rir quando alguém se esquece ou inventa texto, ou quando “trava a língua”, no fundo é saudável e diria mesmo “terapêutico”. Obviamente que como tudo na vida, há também o contra! No teatro o contra é muitas vezes o definir data para levar a peça a cena, aí começa a pressão, começam as sobrecargas de ensaios

e por vezes cansa um pouco. É uma forma de lazer, mas que tem que ser sempre encarada com compromisso porque é algo que não dá para levar no espírito “só vou quando me apetecer”, porque por vezes basta faltar uma pessoa para que se perca um ensaio e todas as outras tenham ido em vão ao ensaio. A cada nova peça começamos por ensaiar uma vez por semana, para dar tempo aos elementos para irem lendo e relendo os textos. Quando começamos a ter uma ideia de data para estrear a peça passamos para dois ensaios por semana e nas últimas semanas antes de ir para cena chegamos a ensaiar todos os dias. É um ritmo que se faz à medida da disponibilidade das pessoas e das necessidades da peça. Quanto ao sentimento no final de cada actuação é sem dúvida de alegria. Há sempre uma sensação de “missão cumprida”. Os dias que antecedem cada actuação, mesmo que seja uma reposição de peça, são sempre de pressão, sejam ensaios ou logística de cenários e som, pois somos todos “actores e monta-palcos”, pelo que no final é sempre bom sentir o aliviar da situação e claro está que quando sen-


ENTREVISTA

Jornal de Esposende

timos do outro lado do palco que as pessoas passaram um bom momento há uma satisfação acrescida que ajuda a dormir mais descansado. No fundo, a sensação final é tão boa que faz esquecer todas as horas de ensaios, faz com que a única memória a guardar seja um sentimento de que valeu a pena. Já pensou escrever a curto prazo, uma peça de teatro ligada à freguesia de Marinhas e às suas tradições? A curto prazo é uma ideia inviável, não por falta de vontade mas por falta de capacidade! Há coisas que na vida não se fazem só com o querer. Temos que ter a humildade para reconhecer o que temos capacidade para fazer e o que não temos e nesta altura ainda não consegui “colher” tudo o que entendo necessário para que algo dessa dimensão possa sair com nível, porque fazer algo por fazer não faz sentido. É

preciso que se faça mas com um mínimo de qualidade. Marinhas é uma terra com tradições e cujas memórias dão por si uma boa revista, desde os moleiros, à agricultura, passando pela pesca artesanal e pela arte de trabalhar a pedra, há muito de tradição que merece ser perpetuada mas que terá necessariamente que sê-lo com qualidade. A crise porque passa Portugal daria para escrever uma boa peça de teatro? A crise que afecta o país traz à memória de muita gente uma peça intitulada “A greve”, peça que o Grupo de Teatro da JUM já levou a cena há mais de duas décadas. O texto da peça é um retrato social de uma classe operária decadente e “sem pão para a boca”, de uma sociedade em desespero onde um pai pensa matar um filho para o poupar à fome. É um retrato extremo mas que nos leva a pensar que já nos anos 70

a ideia generalizada era em tudo semelhante à dos dias de hoje. Face ao retrato dessa peça, bastaria reescrever partes do texto e inserir uns computadores, televisão e luz eléctrica para que a peça parecesse escrita nos dias de hoje. Temos um país cujo retrato social em peça teria que andar muito próximo dos textos de Gil Vicente, seria um misto de drama e sátira, drama de um povo em condições de vida cada vez piores mas que se conforma perante as negociatas que se passam nas esferas do poder e do capital. Qual a faceta que mais gosta de interpretar, actor ou encenador? Actor, sem qualquer dúvida. Desde logo porque o meu nível de “encenador” é ainda ao jeito de “dou umas dicas”, como aliás damos todos no grupo da JUM. A maioria da encenação é feita pelo Dr. Jorge Cardoso e a restante

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

7

é o resultado dos reparos e dicas que vamos dando uns aos outros, porque quem está pontualmente fora de cena consegue ter uma visão que quem está em cena não tem e assim nos vamos corrigindo. Talvez daqui a uns anos tenha um pouco mais de vontade de estar do “lado de fora do palco” mas neste momento o verdadeiro “gozo” é estar lá, sentir aquele nervoso miudinho e a satisfação de saber que estou a fazer parte de um momento bem passado para muita gente da minha terra e que estou a fazer algo que gosto.

«Março com Sabores do Mar»

Pratos de peixe e marisco com tradição e inovação Este evento é um cartaz turístico de elevada importância para o concelho e que o Município vai levar a cabo no decurso do próximo mês, em colaboração com 26 unidades de restauração do concelho. A 12.ª edição deste evento, que inclui a realização do 9.º Concurso Gastronómico “Sabores do Mar”, a que concorrem 16 dos restaurantes aderentes, bem como o 3.º concurso “Jovem Cozinheiro dos Sabores do Mar”, promovido em parceria com a Escola Profissional de Esposende (EPE). Um curso intensivo de iniciação à cozinha, na Escola Profissional de Esposende, a 14 de Março, e um “Challenger” de várias actividades na Zona Ribeirinha de Fão, no dia do Pai, também integra a apresentação do novo portal de Turismo de Esposende, no dia 4 de Março. Associado a esta 12.ª edição está também o “Fim de Semana Gastronómico”, organizado em parceria com a Entidade Regional Turismo e Norte de Portugal, nos dias 5 e 6 de Março, e a VII Festa Gastronómica da Lampreia do Rio Cávado, a realizar pela Associação dos Profissionais de Pesca do Concelho de Esposende, entre os dias 11 e 13. Do cartaz deste ano faz parte igualmente o Troféu Nacional de Moto Ralis, organizado pelo Moto Clube do Porto, a realizar nos dias 26 e 27. Paralelamente, desenro-

lar-se-á um programa de animação ao “Fim de Semana Gastronómico”, que inclui visitas guiadas pela tradição marítima da cidade de Esposende e ao Castro de S. Lourenço, em Vila Chã, e a realização de um Festival Infantil de Folclore. Esposende deve voltar-se cada vez mais para o Turismo de Eventos, atendendo à sazonalidade a que está votado, situação agravada pela erosão costeira. A Autarquia continua a enaltecer esta iniciativa, que considera uma aposta ganha, tal como o Encontro Luso-galaico de BTT, como forma de atrair turistas e visitantes ao concelho, não obstante a “machadada na estratégia de desenvolvimento do concelho” que constituiu a introdução de portagens na A28. A apresentação do programa da edição de 2011 esteve a cargo do Vereador do Turismo da Câmara Municipal, que frisou que o “Março com Sabores do Mar” é hoje uma importante aposta na Qualidade, Inovação e Excelência do Serviço e na arte de bem confeccionar, assumindo que constitui “uma iniciativa que pretende contrariar a sazonalidade do sector do turismo”. Rui Pereira desafiou os restaurantes que concorrem ao Concurso Gastronómico a assumirem os pratos inovadores nas ementas, de modo a captar novos clientes para

os restantes meses do ano. “Queremos que Esposende se destaque pela tradição e inovação da sua gastronomia, com especial enfoque para os produtos do mar” afirmou, em representação da Confraria dos Gastrónomos do Minho, Albino Penteado Neiva, que integra também o júri da Comis-

são Gourmet do Concurso “Sabores do Mar”. Penteado Neiva apontou a iniciativa Março com Sabores do Mar como “uma importante fatia do nosso património identitário” e felicitou a Autarquia pela sua realização, considerando que “ficamos todos a ganhar”.

.


8

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

OPINIÃO

Jornal de Esposende

OPINIÃO CARLA GOMES

2011: Ano Europeu do Voluntariado Na sequência de um conjunto de solicitações feitas por organizações de voluntariado de toda a Europa, a União Europeia instituiu o ano de 2011 como o Ano Europeu do Voluntariado. Segundo dados do Eurobarómetro há, actualmente, mais de 100 milhões de europeus a fazerem trabalho voluntário, mas o número é insuficiente e as metas traçadas até 2015, de acordo com estudos da União Europeia, estão longe de serem alcançadas. Perante tal cenário, a União Europeia, ao instituir o ano de 2011 como o Ano Europeu do Voluntariado visa promover uma

cidadania mais activa de modo a alcançar os objectivos de desenvolvimento do milénio. O Ano Europeu do Voluntariado tem como guia a “Declaração de Bruxelas”, aprovada pelo Centro Europeu de Voluntariado, com 43 medidas a serem desenvolvidas pela sociedade civil, organizações de voluntariado, políticos, empresas e indivíduos. Reforçar a contribuição do voluntariado na autonomia e na inclusão social das pessoas em situação de pobreza, melhorar o trabalho voluntário como meio de inclusão mais eficaz, reforçar o papel do voluntariado com vista a aumentar a empre-

gabilidade e assegurar juridicamente que o voluntariado é um direito que chega a todos são metas que se pretendem alcançar. Em Portugal, o Ano Europeu do Voluntariado está sob a tutela do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social. Para a Confederação Portuguesa de Voluntariado este ano servirá para fazer uma radiografia ao sector, de forma a apurar os números dos voluntários (estimado em um milhão e meio) e das missões voluntárias. Os objectivos nacionais passam por dar mais visibilidade ao voluntariado de modo a ultrapassar as barreiras logísticas e financeiras

com que as organizações de voluntariado se deparam. Com a crise económica e o aumento do número de pobres por toda a Europa, o voluntariado tem tido um papel relevante no desenvolvimento social da Europa, ajudando a baixar o número de pessoas que vive abaixo do limiar da pobreza, de 1800 para 1400 milhões, entre 1990 e 2005. O voluntariado é considerado por muitos como uma “parte importante da vida democrática da Europa” e para outros como um acto de boa cidadania. Quer o voluntariado seja praticado por um acto de humanismo para com o próximo ou de

“descargo de consciência”, o certo é que o voluntariado está a ganhar relevância como um poderoso instrumento da Economia Social. O voluntariado faz o ser humano sentir-se útil e feliz por ajudar o próximo. Se tem disponibilidade, não espere pelo Natal para fazer “boas acções” e distribua sorrisos hoje mesmo, fazendo a diferença na vida dos outros e sendo voluntário activo ou “esporádico”. Poderá saber mais, por exemplo, em www. voluntariado.pt. Um óptimo fim-de-semana.

OPINIÃO CATARINA PORTELA

Justiça, ou falta dela… A justiça esconde-se numa capa, debaixo do Homem. É nela depositada toda uma confiança, que se esbate com o tempo. A primeira vez que se entra nessa sala gélida, não se esquece, quer se tenha feito muito, pouco ou nada. A verdade perde-se no meio dos artigos, e os outros debatem-se em nosso nome. Falta algo importantíssimo na nossa justiça. Chama-se investigação. Uma investigação com uma qualidade irrefutável. Investigação com um carácter sério, com novas tecnologias e novos métodos. Sobretudo faz falta uma investigação obrigatória. Não devia ser sequer requerida, devia ser apenas informada de um novo processo jurídico, e posteriormente colocar os seus homens a pesquisar e a procurar verdades. Com uma verdade irrefutável, não haveria sequer artigos jurídicos que pudessem corromper as provas. O nome da justiça seria lavado. A verdade torna-se imponente, crente que a falsidade e a maldade jamais prevalece sobre a justiça.

No entanto a justiça de hoje é diferente… Justiça é um conjunto de leis muito mal geridas, que procuram na mesma frase, demonstrar mil e uma forma de verdades distintas. Corrompidas por mentes obscuras, defendidas por dinheiro, ou mal defendidas por falta dele. Um saber perspicaz que muda a forma de estar. Muitos ficam sem paciên cia para ouvir dificuldades, afinal para muitos, não passam de banalidades. Uma transformação de pessoa, de carisma, de personalidade, uma transformação de verdade. Uma inteligência repleta de estratagemas, de um poder mal utilizado, um crescer conturbado que deturpa o ser humano. Justiça nunca será o “respeito à igualdade de todos os cidadãos”, pelo menos enquanto nós seres humanos imperfeitos, tão cheios de defeitos, decidirmos ter um poder que não nos pertence. A verdadeira justiça vive na consciência de cada um, que guarda para si o que verdadeiramente acontece, mas tenta mostrar aos outros uma verdade que não existe, e que apenas gostava que existisse…

A lei permite ao bom senso decidir se a quer usar para a verdade, ou se a quer deturpar na mentira… Isto é injúria.

Mas todos lhe chamam vulgarmente de Justiça.


PUBLICIDADE

Jornal de Esposende

Apresentação do Livro Infantil “O Lápis de Cor Desaparecido” A Casa da Juventude de Esposende vai acolher a sessão de apresentação do livro infantil “O Lápis de Cor desaparecido”, da autoria da esposendense Alice Costa, que terá lugar no próximo domingo, dia 27 de Fevereiro, pelas 15h00. Alice Costa é natural da freguesia de Curvos e faz a sua incursão no mundo da escrita com este livro dedicado ao filho Diogo, cujo gosto pelo lápis preto serviu de inspiração à história. O facto de a criança pintar as coisas preferidas quase sempre de preto, causava alguma apreensão à mãe, que receava que ele não se sentisse feliz e que essa escolha fosse uma forma inconsciente de revelar o seu estado interior. Sugeria-lhe outras cores, mas ele não parecia seduzido por qualquer uma como pelo preto, que é, afinal, a sua cor preferida. No âmbito da sua política de apoio a autores do concelho, a Câmara Municipal de Esposende associa-se a esta iniciativa, contribuindo para a promoção do livro e da leitura.

.

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

9


10

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

PUBLICIDADE

Carnaval na Vila de Fão A Junta de Freguesia de Fão vai promover, no dia 8 de Março, um desfile do Entrudo com concentração marcada junto à Escola do Ramalhão. Com esta iniciativa a Junta de Freguesia pretende renovar no espírito dos Fangueiros, o valor do Entrudo. Tradicionalmente nesta altura, em tempos idos, era comum cruzarmo-nos na rua com um Entrudo ou um conjunto deles. Tratava-se de pessoas que naquele dia se mascaravam e disfarçavam de personagens com modos e aspectos distintos, que as tornavam irreconhecíveis. A Junta de Freguesia

de Fão propõe assim este desafio a toda a comunidade. Vistam-se de Entrudo e concentrem-se na escola do Ramalhão, pelas 15 horas no dia 8 de Março. O desfile vai sair em direcção à Rua Azevedo Coutinho, vai passar nos Bombeiros Voluntários de Fão e regressa pela Marginal terminando com a concentração no Cortinhal. As novidades não ficam por aqui, a Junta vai ainda oferecer prémios nas categorias de melhor disfarce: Mais Jovem, Mais Idoso, Coletividade/Associação com maior número de elementos, Melhor Grupo e Melhor Individual.

Jornal de Esposende


LOCAL

Jornal de Esposende

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

11

Joana Gonçalves reeleita presidente da Juventude Popular de Esposende A recandidatura de Joana Gonçalves surgiu com o intuito de dar seguimento ao trabalho iniciado no anterior mandato, apostando essencialmente, numa intervenção activa na política local,

em dar voz aos jovens do concelho e às suas necessidades, na realização de tertúlias de esclarecimento e de iniciativas de fórum social, e promover o interesse dos jovens pelas questões políticas. Durante o seu primeiro mandato de um ano, a Juventude Popular de Esposende teve a opor-

tunidade de organizar e participar em diversos eventos dos quais se destacam: Recolha de medula Óssea, tertúlia sobre tensão social e conflitos emergentes, participação no limpar Portugal, promoção do com��rcio tradicional através de animação de rua pela Tuna Académica da ESEIG e a participação na mani-

festação de “Jovens em Protesto”. A renovada equipa é constituída pelos elementos: Joana Gonçalves, João Paulo Silva, Inês Ribeiro, Ana Silva, Jorge Ferreira, Sara Alto, Mário Mendonça, Ricardo Silva e Marcelo Silva.

Mar com novo autocarro O Centro Social da Juventude de Mar informa que acaba de adquirir um novo autocarro de 28 lugares para apoio das diferentes valências e actividades que a instituição mantém em curso, nomeadamente, Creche, Jardimde-infância e ATL, no sector social e andebol (desporto federado). O novo veículo está equipado com os meios técnicos e acessórios mais modernos, obedecendo às regras rigorosas que permite o transporte de crianças. Por outro lado vem substituir um outro veículo que já perto do fim de circulação apresentava algumas deficiências no que diz respeito às exigências para transportar crianças, como a placa de separação do motorista e passageiros.

Realiza-se no próximo dia 11 de Março, sexta-feira, a reposição da peça teatral “Avant Mamozelles”, da responsabilidade do GATERC (Grupo Amador de Teatro de Esposende Rio Cávado). Com início às 21.30h, no Auditório Municipal de Esposende, a peça com encenação de

Jorge Alonso, vai a cena pela terceira vez. Interpretada maioritariamente por artistas locais, e com direito a música ao vivo, esta “matine – teatral – dançante – mágico – flauta musical”, promete uma hora de bastante humor e algum suspense. Os bilhetes (que custam 2.50€ e servirão

para o pagamento do aluguer do espaço e suporte de despesas de realização), podem ser adquiridos no Auditório Municipal. Um espectáculo para toda a família, a não perder!

O Clube de Minis de Portugal em colaboração com a Junta de Freguesia de Fão vai promover uma concentração de viaturas MINI no próximo dia 05 de Março. Cerca de 70 viaturas vão estar estacionadas durante aproximadamente hora e meia, na Avenida Marginal em Fão. Entre as 11h00 e as 12h30m os entusiastas de automóveis e admiradores desta mítica viatura vão ter a oportunidade de ver reunidos ao longo da Avenida do Rio mais de meia centena de Minis em perfeito e excelente estado de conservação.


12

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

PUBLICIDADE

Jornal de Esposende

Convite Assinatura de Protocolo

Exmos/as Senhores/as, O Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária Henrique Medina convida V. Exa. a participar, na próxima quinta-feira, dia 24 de Fevereiro, no auditório do bloco B, na sessão pública de assinatura de protocolo entre as freguesias do concelho de Esposende e o CNO.

Programa 17:30—Sessão de abertura Coordenador do CNO 17:45—Assinatura do protocolo Presidentes das freguesias e Director do CNO 18:15—Sessão de encerramento Director do CNO 18:30— “Verde de Honra”

Escola Secundária Henrique Medina

ACEITAM-SE INSCRIÇÕES Full-Time / Part-Time Para PénoRio Restaurante - Esposende

ABERTAS INSCRIÇÕES Estão abertas as inscrições p/ trabalho temporário (meses de Verão) no PénoRio Bar - Esposende

M/F Empregado de Mesa ou Balcão

M/F Barman Empregado de Mesa

Contacto 935 010 010 / 253 987 286 geral@penorio.pt

Contacto 935 010 112/253 987 286 geral@penorio.pt


PUBLICIDADE

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

13

www.pontodecopias.com

Jornal de Esposende

aplicação de extensões de cabelo (100% natural) manicure - unhas de gel - pedicure - calista com ou sem marcação depilação a laser - alisamento brasileiro - unisexo

avenida dr. henrique barros lima 4740-203 esposende heliadias_cab@hotmail.com 253 966 921 | 910 324 254 | 965 833 809


14

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

SOCIEDADE

Jornal de Esposende

Semana da Leitura no Agrupamento Vertical de Escolas António Correia de Oliveira A Semana da Leitura decorre até esta sexta-feira, em todas as escolas do Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira, com destaque para as Bibliotecas Escolares da Escola Sede e da Escola EB1/JI de Curvos. Segundo a coordenadora das Bibliotecas Escolares do Agrupamento, Alice Fangueirinho, pretende-se com esta Semana “a celebração, por excelência, da leitura e do livro”. Por isso, este acontecimento é “muito significativo” para a comunidade escolar na medida em que é a “valorização da leitura” junto dos jovens e dos Encarregados de Educação. Simultaneamente, esta iniciativa permite a “aproximação da Escola à própria comunidade local”, de acordo com a responsável da Biblioteca do Agrupamento. Ao longo desta Semana da Leitura, na Biblioteca da Escola Sede,

decorrem várias iniciativas, nomeadamente uma feira do livro de autor, hora do conto e sessão de contos. Na Biblioteca de Curvos, decorre uma feira de livro infanto-juvenil e sessões da Hora do Conto para as diversas escolas e jardins-de-infância do Agrupamento, dinamizadas por professores, educadoras, alunos e Encarregados de Educação da Associação de Pais de Gemeses. O encerramento desta Semana da Leitura está marcado para logo à noite, pelas 21 horas, na Biblioteca de Curvos, com música, poesia e a dramatização de textos por alunos da Escola de Curvos e Pais do Clube de Famílias Leitoras de Curvos. Esta iniciativa tem o apoio da Câmara Municipal e do Centro de Intervenção Cultural e Social de Palmeira de Faro que asseguram o transporte dos alunos para as diversas actividades.

Carina no Modtíssimo A esposendense Carina Mourão Azevedo, natural de S. Bartolomeu do Mar e finalista de Mestrado do Curso de Design e Moda, da Universidade Técnica de Lisboa, participou no desfile denominado “Fashion 5”, evento integrado no MODTÍSSIMO que decorre no Salão Nobre do Edifício da Alfândega, no Porto. O Fashion 5, uma criação do grupo I&D Moda, realiza-se pela primeira vez e está integrado na 37ª edição do MODTÍSSIMO, evento ligado à moda do Porto, e contempla um desfile em que participam os cinco melhores alunos das quatro instituições de ensino superior que promovem cursos de Design de Moda, a saber, Universidade Técnica de

Lisboa, Universidade da Beira Interior, Instituto Politécnico de Castelo Branco e Universidade do Minho. Este projecto visa mostrar a criatividade, qualidade e o prestígio da Moda, segundo a organização. Carina Azevedo vai apresentar uma colecção constituída por uma dúzia de trabalhos denominados “Crystallization”, construídos à base de materiais não-tecidos, o que torna o trabalho original. Segundo Carina Azevedo, “a colisão entre a imponderável cristalização e o imprevisível dos materiais criaram uma nova visão, enaltecendo a beleza feminina”.

.

À esquerda Carina Azevedo

Cruz Vermelha, solidária A Delegação de Esposende da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), concluiu a campanha de recolha de tampinhas para ajudar na angariação de uma cadeira de rodas eléctrica trepadora, para um jovem do concelho de Esposende. Segundo informações da CVPEsposende, foram recolhidas 20 toneladas de tampas de plástico, na referida campanha. Perante a demonstração de entreajuda e solidariedade social, com

dimensão a nível nacional, é objectivo da CVP-Esposende continuar a campanha de recolha. Esta campanha irá beneficiar agora uma criança de 4 anos com paralisia cerebral e tem por objectivo a obtenção de um andarilho. “A Delegação de Esposende da Cruz Vermelha Portuguesa agradece a todos quantos possam entregar, nas suas instalações, tampinhas de plástico, para ajudar uma criança da freguesia de Marinhas”.


PUBLICIDADE

Jornal de Esposende

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011



               

      

    

       

   



 



    



15


16

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

PUBLICIDADE

Jornal de Esposende


PUBLI-REPORTAGEM

Jornal de Esposende

Cidade Gym Marta Costa jornaldeesposende@sapo.pt

Nelson Veloso é o proprietário do ginásio “Cidade Gym”, em Esposende. Ligado à área à mais de 15 anos, Nelson teve a oportunidade de abrir o seu próprio ginásio, não pensou duas vezes e decidiu arriscar. Quando

O acompanhamento é uma das principais prioridades da gerência e para isso contam com três técnicos devidamente formados, Filipa, Nelson e João são técnicos de musculação e cardiofitness credenciados pelo IDP (Instituto do Desporto de Portugal).

Com uma equipa jovem, dinâmica e devidamente formada o ginásio “Cidade Gym” promove a importância da actividade física num ambiente familiar e acolhedor. A pensar sobretudo num estilo de vida saudável a médio e longo prazo deixam um convite para conhecerem o seu trabalho para assim poderem alcançar os seus objectivos mais rapidamente.

questionado sobre o receio dos riscos que implicam a abertura de um negócio afirma seguro “Fui movido pelo gosto e não tive medo de arriscar. Arrisquei muito, arrisquei tudo mas até hoje correu bem”. Nelson esteve ligado ao culturismo e participou pela primeira vez numa competição em 1996, depois dessa tomou-lhe o gosto e participou em várias que o foram tornando conhecido, desse reconhecimento nasceu a necessidade de abrir um espaço em Esposende uma vez que atraía muita gente para o ginásio.

No “Cidade Gym” a aposta recai sobretudo na musculação, no cardiofitness e nos exercícios de recuperação, sempre assegurando o acompanhamento adequado de todos os clientes.

Uma imagem vale mais que mil palavras e hoje em dia cuidar da imagem é fundamental em todas as áreas, a demonstrar isso mesmo Nelson sublinha “Em Esposende as pessoas estão a gostar cada vez mais de fazer exercício físico e vai tornando-se parte da educação de muitos”. “Eu gosto que as pessoas treinem a sério, que dêem valor aos treinos e gosto queiram ter resultados, porque as pessoas que querem resultados treinam o ano todo para os atingirem” diz Nelson defendendo que esse é um dos principais factores que incute nos seus espaços. João Real um dos técnicos do ginásio afirma que hoje em dia já se ultrapassou a ideia de que os ginásios são apenas para os musculados, defendendo todos os benefícios “É bom para o bem-estar, para socializar, as pessoas sentem-se melhor”. Num país onde existem mais de 380 mil obesos João lança o desafio “Combatam a obesidade, pratiquem desporto e venham experimentar e conhecer o nosso espaço”.

Rua da Sra. da Saúde e Eng. Custódio Vilas Boas Esposende Tlm. 967 553 892 www.cidadegym.blogspot.com

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

17


18

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

DESPORTO

Jornal de Esposende

Canoagem

7 títulos no Campeonato Regional de Fundo para atletas do concelho Disputou-se no Sábado passado o Campeonato Regional da Zona Norte com a participação de 16 equipas, entre elas o Rec. Gemeses, que alcançou o 3º lugar colectivo, o CN Fão e o Rio Neiva-ADA. Individualmente destacam-se os títulos alcançados pelos Infantis Daniel Brito (CN Fão) e Marina Silva (Gemeses), Cadetes Miguel Rodrigues e Ana Fradique (Gemeses), Iniciado Rúben Boas (K1) e José Paço (C1), ambos do Gemeses e a Sénior e consagrada Teresa Portela. O Gemeses colectivamente somou 1506 pontos contra os 2469 do campeão CN Ponte de Lima. CN Fão foi 9º com 202 e o Rio Neiva 12º com 96. Em Veteranos o CN Fão foi 5º com 99 pontos.

3 atletas do Náutico de Fão nas Selecções Nacionais de Kayak-Pólo António Pazos, seleccionador nacional de Kayak Pólo chamou 26 atletas para o 2º estágio que se realiza este fim-de-semana em Setúbal das equipas nacionais de Seniores e Sub 21. Entre eles destacam-se os atletas do Náutico de Fão Bruno Pereira (Sénior), Paulo Aguiam e Bruno Dias (sub 21).

.

José Belo

Patinagem Artística Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

Três atletas do Hóquei Clube de Fão estiveram em bom plano durante a prova de “Promoção, Iniciação e Certificado de Aptidão de Patinagem Artística “, que decorreu no pavilhão municipal de Barcelos, e no qual participaram cerca de 60 atletas oriundos de vários clubes nacionais. Cátia Carmen, Indira Peixoto e Mafalda Novo, com apenas 3 meses na prática da modalidade, obtiveram o certificado, sendo o júri unânime na qualificação das atletas, que fizeram uma prova irrepreensível.

Desporto formação

Andebol

Hóquei em Patins

Juventude de Mar sensacional chega ao 3º lugar e atinge Fase Final Com cinco vitórias cons e c ut i vas, a equipa de Paulo Martins (na foto), atinge o 3º lugar com 59 pontos e repete a grande proeza da época passada ao passar à Fase Final do Nacional da 1ª Divisão, onde se vai bater com as equipas do Colégio de Gaia, Alavarium, Académico, Juv. Lis, Colégio João de Barros, Madeira SAD e Gil Eanes.

HC Fão ainda sem vencer fora de portas Ao perder no Porto frente ao Vigorosa, a equipa fangueira continua sem vencer fora de casa, onde apenas conquistou um ponto e fica cada vez mais longe dos lugares de honra.

25ª Jornada Académico FC, 23 Juv. Mar, 28 26ª Jornada Juv. Mar, 26 CALE, 25

Futsal

1º Colégio de Gaia, 71 pontos, 2º Alavarium, 64, 3º Juv. Mar, 59, 4º Académico, 58 Fase Final - 1ª Jornada: (26 Fevereiro) Colégio de Gaia - Juv. Mar

.

O Hóquei Clube de Fão continua a fazer um esforço enorme para que a vertente da patinagem artística, seja praticada no concelho, oferecendo desta forma aos jovens mais uma modalidade desportiva. Carla Alves Abreu (coordenadora) e Violeta Machado (treinadora) estão deste modo a desenvolver um excelente trabalho.

15ª Jornada Est. Vigorosa, 6 HC Fão, 3 16ª Jornada (26 Fevereiro) Académico-HC Fão 1º Famalicense, 39 pontos, 2º P: Rei, 34, 8º HC Fão, 18 1ª Jornada da Taça do Minho Escolas: Famalicense, 6 HC Fão, 9 Infantis: Famalicense, 0 HC Fão, 3 Iniciados: Famalicense, 2 HC Fão, 4

17ª Jornada Vieira Futsal, 4 ACD “Os Apulienses”, 3 18ª Jornada ACD “Os Apulienses, 5 CART, 5 12º Apulienses com 21 pontos 19ª Jornada CD Priscos-ACD Apulienses (26 Fevereiro)

.

Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

A Associação Desportiva de Criaz continua apostada em formar jovens futebolistas, actualmente participa em mais uma edição do campeonato concelhio, com uma equipa de infantis, que em cada partida, procura sempre com muita entrega

o melhor resultado. Atletas: Hugo Lopes, Gabriel Cruz, Sérgio Carreirinha, Adriano Machado, Ricardo José, Ruben, Ricardo Faria , Manuel Oliveira, Hugo Eiras , Adriano Silva e Tiago Faria. Treinadores: Victor Manuel Lopes e Marco Gustavo Lopes


DESPORTO

Jornal de Esposende

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

19

Nacional de Iniciados

FC Marinhas garante a manutenção e marca quarta presença nos Nacionais

FUTEBOL NACIONAL 3ª Divisão AD Esposende e CF Fão bem posicionados

As equipas do nosso concelho com prestações bem conseguidas e semelhantes nas duas últimas jornadas, estão em boa posição para atingiram a manutenção já nesta 1ª fase. 18ª Jornada AD Esposende, 4 M. Fonte, 1 (Orlando, Mário(2) e Abílio-gp) CF Fão, 4 Taipas, 1 (Kevin, Ruca, Hélder Silva e Luís Andrade) 19ª Jornada Santa Maria, 1 CF Fão, 1 (Ruca) Mirandela, 0 Esposende, 0 20ª Jornada (27 Fevereiro) Esposende-Taipas e Fão-Vianense Classificação 1º Limianos, 35 2º Melgacense, 32 3º Vianense, 32 4º Mirandela, 30 5º AD Esposende, 29 6º CF Fão, 28 7º FC Amares, 27 8º Santa Maria, 26 9º Maria da Fonte, 22 10º Vieira SC, 21 11º CC Taipas, 21 12º Valenciano, 5

Ao vencer o adversário directo na luta pela manutenção o FC Marinhas, graças a um golo de Jonas, assegurou a permanência nos Campeonatos Nacionais pela 3ª época consecutiva. Querubim Areias treinador que na hora da consagração não deixou de enaltecer o trabalho de Pedro Miguel, foi o treina-

dor desta equipa que escreveu mais uma página dourada na vida do clube marinhense. 22ª Jornada: FC Marinhas, 1 Limianos, 0 (Jonas)

José Belo

José Belo

5º Vila Chã, 33 pontos, 9º Gandra, 23 19ª Jornada (27 Fevereiro): Leões Enguardas-Vila Chã e Carreira-Gandra

FUTEBOL REGIONAL Divisão de Honra

Marinhas cede terreno e Forjães foge à concorrência Uma quinzena particularmente negativa para o líder Marinhas que somou apenas 1 pontos e deixa aproximar-se perigosamente o Vilaverdense. Por outro lado, Zé Miguel continua a levar o Forjães a distanciar-se da zona de despromoção, estando reunidos os melhores condimentos para o “derby” do próximo domingo. 17ª Jornada Marinhas, 0 Arões, 0 Ronfe, 3 Forjães, 0 18ª Jornada T. Bouro, 1 Marinhas, 0 Forjães, 2 Arões, 1 (Káká(2)) 1º Marinhas, 40 pontos; 9º Forjães, 23 19ª Jornada (27 Fevereiro): FC Marinhas-Forjães

TERRAS BOURO, 1

Antas FC ganha mesmo de folga Depois de uma difícil vitória frente ao Operário, o Antas aproveitou o empate entre Cabreiros e Sequeirense para se distanciar e mesmo sem jogar na última jornada, viu o 2º classificado Cabreiros perder na Ucha, mantendo uma boa vantagem. 17ª Jornada Antas FC, 1 Operário, 0 (Romeu)

FC MARINHAS, 0

Estádio Municipal de Terras do Bouro, 20 Fevereiro 2011 Árbitro: Pedro Costa Amarelos: Hernâni, Agostinho, Gama, Marquinhos e Bruno. T. BOURO: Hélder; Ché, Moisés, Peixe e Hernâni; Agostinho (Ruca), Pi e Tiririca (Marquinhos); Vítor (Bruno), Dino e Gama. Treinador: Dinis Rodrigues FC MARINHAS: Pinho; Alex (Marinho), Gualter, Zito e F. Edgar; Diogo, Nuno Gomes (Gil), Gabi (Paulo Nóvoa) e Fial; Hugo Venda e Ever ton. Treinador: Mário Souto Golos: Gama (63m) A segunda derrota da equipa de Mário Souto, ficou a dever-se a muita infelicidade com os postes de Hélder a evitarem o golo eminente dos marinhenses, que tudo fizeram por outro resultado, construído graças a um golo de belo efeito, mas feliz de Gama.

1ª Divisão

2ª Divisão

Vila Chã volta a derrapar e Gandra continua grande recuperação Depois de uma excelente vitória em Roriz o V. Chã deixa escapar novamente o 2º lugar ao perder em casa com o Tadim. A equipa de Bé palheiras é que continua de vento em popa e com mais 2 vitórias já leva 7 acima da “linha de água”. 17ª Jornada Roriz, 1 Vila Chã, 3 (Carlos, Tiago e Roberto) Viatodos, 1 Gandra FC, 2 (Romano e Rafa ) 18ª Jornada Vila Chã, 0 Tadim, 2 Gandra FC, 2 Alvelos, 1 (Fabito (2))

Equipa: Antas F. C.

1º Antas, 38 pontos, 2º Sequeirense, 34 19ª Jornada (27 Fevereiro): Arnoso SM-Antas FC

Benjamins do Esposende “roubam” liderança ao Estrelas de Faro Infantis do CF Fão e Juniores da ADE também lideram regionais Nos campeonatos regionais temos a destacar a vitória (3-2) da AD Esposende no campo do Santa Maria, seu adversário directo na luta pela vitória no grupo e discutir o acesso aos Campeonatos Nacionais. Os mais jovens da ADE ao vencerem os concorrentes (Fão e Est. Faro) pelos mesmos 7-2, isolaram-se no Regional de Benjamins e tal como os Juniores, ainda sem derrotas. Nos Infantis a equipa do CF Fão perdeu os 2 primeiros pontos à 14ª jornada, mas continua na liderança invicta e já com 112 golos marcados.

José Belo


20

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

DESPORTO

Jornal de Esposende

BTT

Paulo Cepa é o novo reforço da Candibyke Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

O tri campeão regional do Minho em BTT e vencedor da Taça de Portugal, Paulo Cepa terminou a sua ligação à formação da Póvoa BTT e já chegou a acordo com a Candibyke para a temporada de 2011. Paulo Cepa, um dos melhores atletas nacionais de BTT-Cross Country, em entrevista ao Jornal de Esposende, afirmou que vai lutar em 2011 pelo campeonato nacional e defender o título da Taça de Portugal, conquistado na última época. Como analisa o final da ligação à Póvoa BTT? Paulo Cepa: É com muita tristeza que abandono a Póvoa BTT, como já antes tinha dito ao Jornal de Esposende eu ia continuar a correr pela Póvoa BTT este ano e queria fazer uma coisa que não fiz no ano passado que foi subir ao pódio do campeonato nacional com a camisola deles. Quando tudo estava bem encaminhado para mais uma época dura e exigente, recebo uma chamada a comunicar-me que a equipa tinha terminado, já lá vão duas semanas desde que recebi a notícia e ainda não tive nenhuma justificação por parte da direcção. Por isso vejo este final da equipa com muita tristeza mas talvez seja melhor assim, é preferível acabar, do que continuar sem empenho das pessoas que fazem parte da direcção. Mas eu sou atleta e isso não é papel meu. Que momentos guarda da sua passagem pelo clube poveiro? Apesar da minha curta passagem pela Póvoa BTT, sinto-me orgulhoso por fazer uma época na melhor equipa nacional, levo excelentes memórias no meu coração, e esta equipa deu-me a coisa que eu sempre lutei que foi a presença na selecção nacional, ajudou-me também na conquista da Taça de Portugal, Regional do Minho e Porto.

Paulo Cepa Natural - Belinho Idade - 18 anos

Principais títulos conquistados

• Vencedor da Taça de Portugal em 2009 e 2010 • Campeão Nacional em 2008 • Campeão Regional do Minho em 2008, 2009 e 2010 • Campeão Regional do Porto em 2009 e 2010 • Vencedor da Taça do Porto em 2009

E agora já encontrou um novo clube, como decorreram as negociações? No final da época de 2010 várias equipas mostraram interesse em mim, mas eu acabei por rejeitá-las todas visto que o meu objectivo era ficar pela Póvoa. Depois de se tornar oficial o final do Póvoa BTT as equipas voltaram a contactar-me e num sábado de manhã, recebo um telefonema do director da Candibyke a dizer que estava a chegar a minha casa para conversarmos e acabei por assinar por esta equipa visto que também era a que me dava melhores condições. Nova época desportiva, quais são as metas traçadas para 2011? Para 2011 tenho como principal meta a conquista do campeonato nacional e defender o título de vencedor da taça. Sei também que vai ser a época mais difícil que vou ter até aqui, há excelentes atletas no escalão de juniores como por exemplo Diogo Figueiredo e Carlos Leal entre outros. Não prometo vitórias a quem me acompanha e confia em mim mas prometo dedicação a mil por cento, todos os dias.

.


Jornal de Esposende

PUBLICIDADE

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

21


22

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

PUBLICIDADE

Jornal de Esposende

ROTA DE SABORES

A página quinzenal da Rota de Sabores é uma montra útil da variedade dos restaurantes da região, convidando os leitores a descobrirem sabores e iguarias em ambientes variados. Para a inclusão de novos restaurantes neste guia, pode contactar o tel. 253 048 985

Pizzaria Di Pappi

Tipo de Restaurante: Italiano Especialidades: Pizzas de massa fina e estaladiça, confecionadas em forno a lenha várias entradas como os cogumelos Portobello recheados com alheira e queijo gratinado, Tagliatelle de Gambas com tomate cherry e rucula, lasanha à bolonhesa e vegetariana, bife de Lombo e muito mais. Ambiente e Decoração: Espaço rústico com um toque acolhedor situado em plena zona histórica, com esplanada. Horário: 12h às 15h e das 19h às 23h Folga: Terça-feira (excepto mês de Agosto). Morada: Largo Dr. Fonseca Lima nº 5 e 6, Esposende (em frente à Caixa Geral de Depósitos) Tel. 253 968 069 E-mail: pizzariadipappi@gmail.com - Fazemos entregas ao domicílio e Serviço Take Away - temos Sport tv

Restaurantes Bom Fim Churrascarias

Especialidades: Frango assado, Costelinha, bacalhau ; Serviço Take Away e Serviço de Catering. Horário: Das 10h às 23h. Folga: Segunda-feira Morada: Rua António Pascoal,14 - r/c - 4740 - 233 Esposende Tlm. 253 962 047, Fax 253 962 409 Email: bomfim@sapo.pt | www.bomfim.pt

Proibido Fumar

Santo António Restaurante

Proibido Fumar

Proibido Fumar

Especialidades:Filetes de Polvo, Costeleta recheada com creme de camarão, Peixe sempre fresco, Serviço à lista, cozinha caseira. Sobremesas: Doçaria caseira e Regional (Travesseiros de ovos, Pasteis de chila). Horário: 10h às 16h e das 18h às 23h. Folga: Quarta-feira Morada: Rua Azevedo Coutinho nº23, 4740 - 339 Fão Telf. 253 981 442.

Rita Fangueira II

Pastelaria, Pasteis de Chila , Travesseiros de Ovos, Pateis de Nata. Outras Variedades. Venha visitar - nos e ficará nosso cliente

Cantinho dos Lírios

Especialidades: Costeletão de Novilho na Brasa, Secretos de Porco Preto, Bacalhau à Casa, Arroz de Marisco, Espetada de Lulas com gambas e Todo o tipo de Peixe Fresco. (Aos Domingos Há Cozido à Portuguesa)Serviços: Prato do Dia de Segunda a Sexta Feira ao Almoço 6€. Sobremesas: Todo Tipo de Sobremesas Caseiras.Folga: Segundas ao Jantar com excepção em Agosto.Morada: Rua dos Lírios, 4740 - 368 Fão Telf. 253 982 381 Tel. 964 051 414 Sala para 250 Lugares Serviço de Esplanada

Bem Estar I

Especialidades: Churrasqueira. Catering, Confraternizações, Baptizados, Aniversários, Casamentos, Comunhões e Ser viço à Lista. Tel. 253 961 059 / 968 042 353 Marinhas - Esposende

Bem Estar II

PénoRio - Restaurante

Adega Regional O Barrote

Especialidades: Petíscos, Pataniscas de Bacalhau, Chouriço Assado, Moelas e Outros. Almoços e Jantares, Vinho da Casa (zona Celorico de Bastos. Sobremesas: Todo o tipo de sobremesas caseiras. Folga: Terçafeira à noite Morada: Largo Dr. Fonseca Lima, 4740 Esposende. Telf. 253 963 884 Serviço de Esplanada • Durante a hora de Inverno encerra ao domingo •

Rita Fangueira Restaurante

Especialidades:Bacalhau com Broa, Misto de Polvo. Carnes: Bifinhos de Porco Preto, Costelinha de Cabrito, Bife de Lombo de Vitela Barrosã. Sobremesas: Tarte de Maçã e Pudim de Pão. Morada: Lugar de Faro Palmeira Esposende Telf. 253 961 166 Telm: 935 011 345

A cozinha privilegia pratos simples e deliciosos nu ma f usão t ipicamen te por t uguesa. Momentos inesquecíveis esperam por si. Depois de um dia de trabalho, usufrua de um jantar a dois. Uma pausa romântica como só o restaurante PénoRio lhe sabe oferecer. Especialidades: peixe grelhado, mariscos diversos, cataplana de marisco, arroz de lavagante Morada: Marginal de Esposende Telem: 935 010 010 www.penoriorbar.com

Pizzaria, Cervejaria, Cafetaria , Gelataria , Take away serviço à Lista .Morada: Av. da Igreja - Ed. Central .Telf. 253 963 391 Tel. 968 042 353 Video Telefone 300 302 353


LOCAL

Jornal de Esposende

SEXTA-FEIRA 25 DE FEVEREIRO DE 2011

23

OPINIÃO Artur L. Costa

MARÇO COM SABORES DO MAR – GASTRONOMIA “Temos de fazer algo que tenha retorno…”É, afinal, a promoção de Esposende pois, já lá vai o tempo das férias balnear”, disse o presidente da C. M. de Esposende na sua intervenção de abertura desta sessão de Março com sabores de Mar, no Forum Rodrigues Sampaio. O Turismo de Esposende, conforme crónica já publicada na imprensa regional sobre o tema ,tivemos oportunidade de referir outras condições sobre o atendimento aos nossos turistas; de resto, as praias e as condições são as indicadas para segurar a corrente dos que procuram as praias de Suave Mar e a planura das paisagens ao redor.

Tudo isto já deu o que tinha para dar, logo, a modernidade é a fase seguinte pois, as nossas virtualidades são quanto baste para seduzir os mais estranhos ao nosso tipo de formosura: somos um paraíso à beira mar plantado. A iniciativa deste ano não será muito diferente em relação a outras, caso da 11ª realizada por terras do alto Minho, que teve a nossa colaboração. Mas, a iniciativa deste “Março com sabores de Mar”, nesta época de 2011 já começa a provocar desgaste se não forem dadas as convenientes reviravoltas. É que na sessão deste ano, o Vereador do Turismo de Esposende, procurou dar todo o seu melhor para

convencer ou fazer crer, com veemência, “lá em baixo”,das nossas potencialidades e valor turístico, embora saibamos desse nosso valor e como potência no conjunto de iguais zonas bem semelhantes “ao nosso”, Esposende. Faltará conhecer como explorar, convictamente, com os políticos a mina que temos aos nossos pés. Mas usar o nosso peso na política regional teremos em breve o quanto nos faz falta para sermos o “jardim à beira – mar plantado.” É quase diária a visita a locais privilegiados e são inúmeros os visitantes para ver o mar, a sua raiva, o seu poder sobrenatural: extasia essa gente…

Estátua Henrique Medina muda de local

A estátua de homenagem ao pintor Henrique Medina esteve ao longo de muitos anos situada no conhecido Largo dos Peixinhos em Esposende, mas na quarta-feira, 23 de Fevereiro, foi mudada para outro local. Desde desta quarta-feira que é possível ver a estátua na praça Henrique Medina. O nome do pintor foi já atribuído há vários anos a esta praça e nasceu daí a justificação para esta mudança daquela que era já uma “velha” presença no agora renovado Largo dos Peixinhos. Recorde ainda que Henrique Medina nas-

ceu no Porto em 18 de Agosto de 1901 e faleceu em 30 de Novembro de 1988, tendo frequentado a Escola Superior de Belas Artes no Porto e prosseguido estudos em Paris, onde permaneceu vários anos. Viveu e trabalhou em cidades como Londres, Roma, Buenos Aires, Hollywood e executou algumas das suas pinturas também na Suécia, Dinamarca e Espanha. Retratou artistas da época e diversas personalidades de várias áreas e as suas obras encontram-se em grandes museus e fundações do país e em colecções estrangeiras.

Vende-se Pavilhão

Área 610 m2 Zona Industrial de Esposende Contacto 966 009 207

.

Importa conhecer, também, o que de interesse se passou para quem assistiu: a sessão foi presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Esposende, ladeado pelo Vereador do turismo local e pelo Dr. Penteado Neiva. O presidente da C. M. de Esposende, como já referimos, deu o seu ponto de vista sobre os preparativos e, por outro lado, algumas opiniões sobre o caminho a seguir. O Dr. Penteado Neiva, um dos membros do júri para classificação dos concorrentes ao concurso aberto para este ano e da possibilidade de evitar que se ausculte a pontuação aliás, foram 26 as aderências ao concurso aberto e da

colaboração prestada pela Escola Profissional de Esposende, esperando-se, por isso, novo êxito na organização deste gastronómico concurso. Daremos a conhecer como sinalizar a nomenclatura da nossa zona: Região de Turismo Porto litoral norte, em que Esposende se integra. No final foi oferecido um beberete aos participantes. Naõ esqueceremos a “machadada” que o governo nos deu à borla: Fomos afectados pelas portagens nos vários acessos às fronteiras e até às praias de Esposende. E esta hein ???


Locais de Distribuição Gratuita

Esposende

Bazar Serra Serra da Sorte Confeitaria Primorosa Nélia Loja Kéli Papelaria Cávado PénoRio Bar Café Maciel Pizzaria Siamo in Due Papelaria Solmar Quiosk Papelaria Belinha

Clubes onde jogou

AD Esposende, Trofense, Ovarense, Canelas, Vila Real, Sporting de Espinho, Santa Clara, Paços de Ferreira, Gondomar, Moreirense, Desportivo de Chaves, Ribeirão, AS Perpignan e Perpignan Canet FC (clube actual).

Títulos conquistados

• Campeão nacional da 2ª divisão (AD Esposende e Ovarense) • Campeão nacional da 2ª liga (Paços de Ferreira)

Bar dos Bombeiros Cafetaria Municipalis Fão Café Todavia Pã - Pã Papelaria Galáctica Pão Quente Fangueiro Pastelaria Clarinha Livraria Pôr do Sol Snack-Bar The Friend

Melhor marcador • Vila Real 24 golos • AS Perpignan 21 golos

S. Bartolomeu do Mar Café Maranhão Belinho Café Avenida Servilima

Marinhas

Bem Estar 2 Belmar Quiosque das Marinhas

Apúlia

Café Rafael Pizzaria Urbanus

Fonte Boa

Café Tá-se Bem Café Boa Fonte Posto de Abastecimento

Rio Tinto

Café Pimenta

Gandra

Café do Paço

S. Paio de Antas Café Nova Era

Forjães

Café Novo

Vila - Chã

Café Principal

Palmeira de Faro Tropical Caffé

Gemeses

Café Stop 5 Café Caseiro Café Cruz

Curvos

Café Juventude

Póvoa de Varzim Livraria Moderna Meu Café Bonzai Café Kioske Press Póvoa

Tiago Martins Goleador pelos clubes por onde passou, o esposendense Tiago Martins, depois de várias épocas a actuar em Portugal, cumpre agora a segunda temporada a jogar nos campeonatos de França. Desde Perpignan, Tiago Martins avança ao Jornal de Esposende, que nunca se esqueceu dos grandes momentos passados no seu clube do coração, a Associação Desportiva de Esposende. Que balanço faz da sua carreira desportiva, ao longo destes 16 anos como futebolista? Tiago Martins: Posso dizer que me

sinto feliz com a carreira que percorri até hoje, consegui chegar ao mais alto nível do futebol português, mesmo sem nunca ter um chamado empresário de futebol. Tudo que alcancei foi pelo meu próprio valor e suor, ao longo destes anos conheci muitos treinadores, presidentes e jogadores, mas penso que se tivesse um bom empresário poderia ter ido mais longe, porque os que me apareceram eram só promessas. Consegui no entanto realizar alguns sonhos, que foi jogar na 1ª divisão portuguesa e jogar agora no estran-

geiro. Terminar a carreira em França é o seu objectivo? Não posso dizer que vai ser aqui em França ou em Portugal, porque no futebol não se sabe o dia de amanhã. Eu e a minha família sentimonos bem aqui (Perpignan), e também até temos tido várias propostas para continuar em França. Mas já pensou no regresso a Portugal e voltar a jogar na AD Esposende? Ainda não pensei no regresso, é verdade que passei 10 anos na AD

Esposende onde saí já vai para 14 anos. Mesmo que não se concretize o regresso ao meu clube de sempre AD Esposende, tenho o sonho de fazer o meu jogo de despedida no estádio Padre Sá Pereira (onde comecei e queria acabar a minha carreira de futebolista), mas para já ainda me sinto bem, e vou continuar a fazer o que mais gosto, jogar futebol.

Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt


JOrnal de Esposende nº 654