Page 1

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Quinzenário informativo e regionalista Director: Paulo Gonçalves / Sai às sextas-feiras Gratuito / 18 de Dezembro 2009 / N.º 626

Estrada Nac.13 | R. Sra. da Saude Tef. 253 968 236 | Esposende

O rio atinge os objectivos porque aprendeu a contornar os obstáculos

PUBLICIDADE

Telm. 935 010 112 www.penorio.com Marginal de esposende

PUBLICIDADE

Festas Felizes

O movimento nestes dias pelas principais ruas da cidade é pouco, e “quem vende” espera por melhores dias.

O empresário fangueiro Paulo Campos, que este ano apostou na área da comunicação so-

(PÁGINAS 2 e 3)

Manuel Enes é o líder da bancada do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Esposende. “As pessoas que deixaram de ter emprego na indústria têxtil e na construção não tem mais alternativa nenhuma em Esposende”

Pintura de Viterbo

Natal época de paz, convívio, solidariedade, e de muitas prendas para os mais pequenos, porque as crianças, essas mesmas crianças de Esposende ou de Díli vão continuar a ser a melhor coisa do mundo, traquinas e honestos, livres e com sorrisos verdadeiros. Todos temos memórias dos nossos tempos dessa juventude que já passou, agora a idade não perdoa, em mais uma etapa de uma vida em que por vezes somos autênticos atletas a saltar barreiras no dia a dia. Vencer é acordar todos os dias pela manhã e respeitar o próximo, ser honesto é um troféu para a nossa vitrina imaginária, que ocupa um lugar especial no nosso coração. Eu agora que estou mais velho, ainda me recordo, dos tempos em que me falavam do Pai Natal e do Menino Jesus. Na noite de 24 de Dezembro, sempre aguardava os presentes com muita expectativa, sou oriundo de uma família humilde de gente que sempre viveu do trabalho, e nessa altura tudo que viesse à minha rede de prendas era “Peixe”, porque agora as prendas são mais sofisticadas. Também neste natal, não me posso esquecer de todas as pessoas que me rodeiam ao longo do ano, para eles e elas as maiores felicidades estejam onde estiverem. Por último uma saudação especial a toda a equipa do Jornal de Esposende, a todos os colaboradores, ao paginador Luís Costa pelo seu excelente desempenho com brio e dedicação a este quinzenário, que continua a ser livre e gratuito, à Administração liderada pelo Paulo Sérgio Campos e Carla Viana por me deixarem continuar a escrever histórias verdadeiras do concelho de Esposende e a todos os patrocinadores deste jornal. Para todos um excelente Natal e um ano de 2010 repleto de sucessos. Abraço Paulo Gonçalves Director do Jornal de Esposende

(PÁGINA 4 )


JORNAL DE ESPOSENDE

Natal Já cheira a Natal, e desde logo o apetite se lembra, do bacalhau, aletria com ovos, bolo-rei, filhós, mexidos e rabanadas. Enquanto o dia mágico não chega, fomos passear pelas ruas iluminadas da cidade e encontramos o comércio local pronto para receber os clientes que por estes dias vão “comprar” os diversos produtos para a “Ceia de Natal” e restantes dias festivos da época natalícia. O movimento nestes dias pelas principais ruas da cidade é pouco, e “quem vende” espera por melhores dias. No dia 24, muita gente estará fora do lar familiar, descobrimos um bombeiro que vai estar de serviço na noite da consoada e recordações de natal de um médico-dentista.

Basilia Neiva, aguarda que os clientes entrem pela sua loja dentro, ali mesmo ao lado da igreja Matriz, a proprietária do “Rei do Bacalhau”, casa com mais de 29 anos, apresenta o “fiel amigo” deitado em prateleiras e com preços para todos os gostos e carteiras”as vendas este ano estão más, as grandes superfícies comerciais estão a dar cabo do negócio aos pequenos comerciantes, aqui na cidade de Esposende”Basilia Neiva teme que o negócio continue fraco, atendendo que por esta altura de Dezembro em anos passados já tinha vendido vários quilos de bacalhau, em desabafo recon2 | 18 de Dezembro de 2009

hece que as pessoas estão a passar por dificuldades económicas “o bacalhau até não está caro, tenho preços que vão desde os 9 euros, por 22 euros uma família de quatro pessoas já pode saborear esta especialidade” A crise deixa Basilia Neiva “abismada” que observando as ruas iluminadas perto do seu estabelecimento comercial, não deixa de dizer que a cidade está muito bonita, mas quem vai pagar a factura são os comerciantes”sou sócia da ACICE, e por ano pago cerca de 90 euros, a que se junta os impostos, mas o negócio está cada vez pior” Neste contacto com os comerciantes, a “Tattoon” situada na zona central da cidade, apresenta artigos de decorativos e diversos utensílios e brinquedos.

Nuno Silva vai abastecendo a loja, procurada por gente de todas as idades, o movimento acontece, no entra e sai de clientes”as vendas estão a decorrer bem, no entanto reconheço que em anos passados foi melhor”na “Tattoon” os preços são baixos e os produtos de qualidade, pelo que é de esperar que com o aproximar do dia 24, os clientes devem aparecer em maior quantidade.

“Vendas calminhas” é desta forma que Francisco Chavães, analisa o movimento actual na “Chavães”loja situada na

rua 1º de Dezembro (Rua Direita) e conhecida pelos seus artigos “presentes” em Jóias e Relojoaria”já estamos habituados a estas coisas, porque as pessoas deixam as compras para os dias próximos do natal, primeiro vão aos centro comercias e só depois vão ao comércio tradicional”vendas ao ritmo da economia ou o comércio local a passar por dias difíceis devido às grandes superfícies comerciais? é a questão que se coloca, para a qual Francisco Chavães respondeu desta forma”as pessoas cada vez procuram estacionamento mais fácil , e a visita aos grandes centros comerciais continuam a ser uma realidade”

A noite de natal, vai ser diferente para muita gente, que vai estar de serviço permanente, nos hospitais, nos postos policiais e em outros locais, como é o caso de Miguel Guerra, este bombeiro de 39 anos, já viu a escala e desde logo ficou a saber que a noite da consoada será passada no quartel dos Bombeiros Voluntários de Esposende”vou entrar de serviço às 21 horas do dia 24 de Dezembro, sou bombeiro já vai para 21 anos e desta vez cabe-me a mim estar operacional na noite da consoada “ossos do oficio de um bombeiro, que no dia 24 vai jantar mais cedo para estar junto da família, depois é tempo de entrar de serviço e esperar que o Natal seja de felicidade, por isso todos os cuidados são poucos”mesmo na noite de natal, somos solicitados para alguns serviços, devido a ser uma época fria, e as pessoas com idade mais avançada terem alguns problemas respiratórios e outras coisas mais”acrescentou Miguel Guerra. Entre rabanadas, bolo-rei e bacalhau é preciso saber comer com moderação,

Filipe Lima é médico-dentista, e nesta quadra natalícia, aproveita todos os momentos para estar junto da família “o natal representa um desafio, para manter e estreitar os laços familiares, fruto um pouco também da vida típica que a sociedade hoje em dia tem, devido aos desafios profissionais e académicos “

Natal, significa também troca de prendas, recuando no tempo Filipe Lima, nunca se vai esquecer dos seus tempos de juventude, teria nove anos quando recebeu uma “Prenda”inesquecível “eu e os meus irmãos, recebemos prendas preten-

didas, sempre adoramos os “Legos”, passei a noite inteira a montar uma Estação Espacial, enquanto os meus irmãos estavam entretidos a montar um Quartel de Bombeiros e um Castelo, foi uma noite longa que durou até às 6 horas da manhã, na nossa casa de férias nas Azenhas do Mar, no concelho de Sintra”recordações dos tempos da juventude de Filipe Lima.


JORNAL DE ESPOSENDE

Exposição Uma colecção de “Presépios” de autoria de Santa Rosa de Viterbo está exposta no Posto de Turismo de Esposende. Nesta visita pode contemplar 48 peças em pedra, 38 de cerâmica, 3 de madeiraxisto e 8 de vidro a que se juntam alguns quadros de autoria de Viterbo alusivos ao natal. A exposição vai ficar patente até ao final deste mês de Dezembro, podendo ser visitada nos seguintes horários. De segunda-feira a sábado das 9.30 h -12.30 horas e das 14 h-18 horas Ao domingo no horário entre as 15 h -18 horas

NATAL em FÃO A Junta de Freguesia de Fão já deu a conhecer as iniciativas para a quadra natalícia, pelas ruas da vila foram instalados 39 arcos luminosos a que se juntam 2 à entrada da localidade, cada comerciante-empresário participou com 37,50 euros, a que se juntou o apoio do Pacha e Bibofir, enquanto a autarquia de Esposende vai pagar o consumo de energia. O próximo fim de semana (dias 19 e 20 de Dezembro) será animado com a passagem pelas ruas de Fão do comboio turístico da ACICE, estando programada a chegada do “Pai

Natal”ao Largo do Cortinhal, amanhã (sábado) às14h00m chegando de “barco”. Ai as crianças terão oportunidade de tirar umas fotos com o “velhinho” e depois partirem na viagem de comboio. A ACICE disponibilizará também insufláveis para divertimento dos miúdos. Entretanto para o dia 8 de Janeiro de 2010, Dia de Fão (foi elevada à categoria de Vila em 8 de Janeiro de 1976) estão previstas diversas actividades, as quais serão divulgadas oportunamente pela Junta presidida por Luís Peixoto.

As tradições religiosas vão ser alteradas durante a quadra natalícia para evitar que a gripe A se propague. Pelo menos é o que vai acontecer em algumas paróquias portuguesas, noticia a agência Lusa. Durante décadas as pessoas beijaram a imagem do Menino Jesus em jeito de adoração nas celebrações religiosas de Natal, mas o vírus H1N1 veio colocar um ponto final em algumas tradições. Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt 18 de Dezembro de 2009 |

3


JORNAL DE ESPOSENDE

Política Manuel Enes

Manuel Enes de Abreu IDADE: 50 anos NATURAL: Marinhas PROFISSÃO: Bancário

Manuel Enes é o líder da bancada do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Esposende. Em entrevista ao Jornal de Esposende, dá conta desta sua nova faceta na política concelhia, após uma experiência como vereador municipal. Como encara este “novo desafio” de ser o porta-voz da bancada do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Esposende? Manuel Enes: Pois será mais um desafio como tantos outros, que naturalmente também já tive na vida, onde igualmente e por força da função que exercia me obrigava a dar uma atenção especial a assuntos que de outra maneira não o faria. Assembleia Municipal, tem hoje um papel muito importante, e têlo-á ainda maior no futuro, tendo em conta que todos os dias são transferidos para o Poder Local e mais competências. Ora isto obriga a cada deputado dessa Assembleia, se for o líder ainda mais, a dedicar algum do seu tempo a estas questões, tempo escasso, porque ninguém ali é profissional da política. Ser o porta-voz ou líder de uma bancada, nem é mais em menos importante do que os restantes, cabe-lhe talvez mais uma tarefa, a de obter consensos quando as

4 | 18 de Dezembro de 2009

opiniões são divergentes, marcar sempre presença mesmo quando a situação seja incómoda. Na bancada no Partido Socialista todos os membros vão participar, quando e onde assim o entenderem, e já foi visível na última Assembleia em que todos falaram. Trata-se de um grupo e como tal funciona como grupo coeso Estando o PS na oposição o que vai defender para os interesses do concelho? O que o PS pretende defender para o concelho, será no essencial aquilo que qualquer cidadão anónimo defenderia se porventura fosse ele a governar. À parte aqueles que não se importam de guiar a água para o terreno do vizinho quando esta já não lhe interessa, o que o PS defende é que cada um individual ou colectivamente, se sinta cada vez melhor nesta terra, pelo que um cidadão eleito nas lista do Partido Socialista tem como principal objectivo que cada pessoa á sua medida e da maneira que melhor entenda seja feliz em Esposende. Para isso defenderemos os valores individuais e colectivos dos munícipes deste concelho, continuaremos inflexíveis na defesa da Democracia e na igualdade de acessos aos direitos cívicos e políticos dos cidadãos, estaremos atentos a discriminações em da função da cor, ou da simpatia do Partido que manifestem. Em tempos foi vereador na autarquia, que balanço faz dessa sua passagem pelo executivo? Além de uma experiência nova, embora curta, pois apenas participei em poucas reuniões de

“As pessoas que deixaram de ter emprego na indústria têxtil e na construção não tem mais alternativa nenhuma em Esposende”

Câmara. Foi uma experiência muito positiva no sentido que tive a oportunidade de ver melhor como funciona, e se governa uma Câmara Municipal. Acompanhar como é que uma Empresa igual em tudo igual a todas as outras, que tem que cumprir objectivos, respeitar competências entre outras coisas, tem simultaneamente e, este porventura um dos seus maiores objectivos, atender a uma parte social e humana que caracterizam estas Entidades públicas como representantes do Poder Central. Às empresas cabe-lhes gerar lucros, mesmo que isso seja através de produtos com ou sem interesse para a vida quotidiana das pessoas, porém a uma Câmara, além de uma gestão competente, rigorosa e justa que tem que ter, cabe-lhe ainda a obrigação de estar alerta para ás carências económicas e sociais dos seus munícipes. É a ela, Câmara que compete estabelecer a ponte entre uma sociedade cada vez mais egoísta e desumana e uma sociedade fraterna e altruísta que felizmente também vamos constatando, como foi prova disso as diversas iniciativas de solidariedade social, promovidas nesta quadra natalícia, fossem pelo Banco Alimentar, como outras de índole semelhante que se fizeram no concelho. O desemprego continua a aumentar no país, e o concelho de Esposende também passa por esse dilema? A pergunta não precisava de ser interrogativa, pois o desemprego

é um facto infelizmente presente em muitos lares deste concelho, passando hoje Esposende, por uma das suas maiores crises a nível do emprego. Isto Porquê? Exactamente porque os seus principais sectores de actividade, aqueles que mais postos de trabalho garantiam, construção e indústria têxtil foram precisamente os mais afectados nesta crise, económica e financeira, que segundo os especialistas ainda está para durar, logo, será urgente procurar alternativas de trabalho noutras áreas, onde e mais uma vez aqui a Autarquia, mas também as Escolas têm uma papel fundamental a desenvolver. Se quanto ao sector têxtil, isto já era previsível, uma vez que quando os países deixam de estar naquele patamar de subdesenvolvidos e passam à fase de países desenvolvidos a sua primeira consequência é o fim dos têxteis e isso foi bem visível em Portugal, particularmente em Esposende onde dezenas talvez centenas de fábricas, daquelas de apelidávamos de “fabriquetas” fecharam portas, por falta de capacidade de competir, nomeadamente com países asiáticos com mão de obra em saldo.

“Falo do turismo. Este é ainda um filão por descobrir em Esposende, onde nada tem sido feito por ele” Já quanto à construção, é verdade que é também ele um fenómeno nacional, mas mesmo assim não dispensará um estudo, quanto ao facto de actualmente os imóveis á venda em segundo mão terem um valor substancialmente mais baixo do que por exemplo nos concelho vizinhos. A verdade é que as pessoas que deixaram de ter emprego na indústria têxtil e na construção não tem mais alternativa nenhuma em Esposende, apesar disso, tanto a Autarquia como a iniciativa privada ainda não perceberam que existem mais recursos em Esposende por explorar.

Falo do turismo.Este é ainda um filão por descobrir em Esposende, onde nada tem sido feito por ele. Veja-se o facto de por exemplo, a última unidade hoteleira que aqui se construiu aconteceu há cerca de cinco dezenas de anos. Isto é estranho numa terra que se queria de uma dinâmica de desenvolvimento, onde e repito a Câmara tem forçosamente um papel determinante, pois tem mecanismo a seu dispor para aprovar iniciativas em conjunto com a Assembleia Municipal, projectos de excepção em prol do desenvolvimento de Esposende com criação de riqueza e de emprego. Temos mar, monte e rio, temos um orla marítima, todo um litoral que faz inveja a muitas estancias balneares do país, temos monte de Faro, S. Lourenço, Moinhos de Abelheira, Senhora da Paz e da Guia, e o que temos aproveitado? Muito pouco. Nada Também muito falada a forte possibilidade de portagens na A28, qual o seu comentário a este assunto? Eu sobre isto penso que como qualquer outro serviço, quando nós queremos um melhor serviço, com qualidade, mais conforto, mais rapidez, isso paga-se, isto é o que aconteceria com a A28, se efectivamente isso fosse assim. Porém a realidade é outra é que nós aqui não temos alternativa, ou seja, quando nós queremos ir a Lisboa, temos duas possibilidades ou vamos pela EN 1, e demoramos mais tempo, expomo-nos a muitos mais riscos, gastámos mais combustível, mas e porque foi nossa opção, não pagámos portagens e ponto final. Outra será optarmos, por ir mais rápido, mais confortáveis e isso ter um preço, pagámos portagens, logo opção é nossa. Em relação à A28, o problema reside precisamente aqui. É que não é uma questão de opção, nós não temos é alternativa à A28, por isso ou não transitámos nela, ou se o fizermos pagámos, a EN 13 já não é alternativa há muito, está hoje completamente descontinuada, em muitas partes está mesmo classificada como estrada municipal, logo, nunca servirá de argumento de ser alternativa á A28. Quanto a portagens na A28, não estou de acordo.

Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt


JORNAL DE ESPOSENDE

Carvoeiro exige medidas urgentes para resolver problemas Dez milhões para demolir 200 casas dos transportes escolares dos alunos das Pedreiras-Fão ameaçadas pelo mar

O Deputado do PCP, Manuel Carvoeiro, alertou para o problema dos transportes escolares dos alunos de Fão, designadamente da zona das Pedreiras-Fão. É que, os autocarros só de manhã, na ida para as escolas, efectuam o circuito pela rua das Pedreiras, não o fazendo no regresso. Passados 20 dias, após a intervenção do Deputado Comunista na Assembleia Municipal, “ nada “foi resolvido como se agravou toda a situação. Os alunos tem que aguardar o transporte na ida para a escola na Estrada nacional 13, e no fim do dia são deixados, também, na EN13; numa zona sem qualquer protecção, sem abrigo de passageiros, sem passadeiras que facilite o atravessamento da mencionada

EN13. Os alunos, na partida para a escola e no seu regresso, aglomeram-se nas bermas da EN13, expostos ao perigo e sujeitos a sofrer acidentes. Alunos que depois têm que percorrer, até às suas casas, uma grande distância ao longo da Rua das Pedreiras, artéria, em alguns locais apertada, sem passeios laterais, alagada, colocando em causa a segurança dos discentes. Segundo Carvoeiro, está-se perante a falta de respeito para com os alunos utentes do serviço de transporte escolar. Segundo declarações do Deputado Municipal, existe um claro retrocesso na qualidade do “serviço prestado”. Na opinião de Manuel Carvoeiro, a Câmara Munici-

pal, enquanto entidade responsável pelos transportes escolares tem que assegurar um serviço de qualidade.”A Câmara, ao contratualizar com as empresas prestadoras deste serviço, deve exigir a máxima qualidade, acautelando a segurança e bem estar das crianças e jovens”. Manuel Carvoeiro entende a revolta e indignação dos pais, quando estes se confrontam com a falta de segurança dos seus filhos. Por isso, Carvoeiro volta ao assunto, requerendo à Vereadora da Educação que esta informe, com brevidade, sobre as medidas que tomou ou tenciona vir a tomar tendentes à resolução deste grave problema.

Portagens na A28 Reunião Adiada José Maria Costa presidente da autarquia de Viana do Castelo, garantiu na passada segunda feira, que os autarcas do Litoral Norte serão “intransigentes” na luta contra a introdução de portagens na A-28, entre aquela cidade e o Porto. “Nós temos um argumento muito forte e incontornável, que é a absoluta falta de alternativas. A ‘13’ já nem se pode chamar estrada

O Polis Litoral Norte vai investir cerca de 90 milhões de euros, até 2013 nos concelhos de Viana do Castelo, Esposende e Caminha, e as intervenções no “terreno” devem avançar já no próximo ano, e decorrerão numa extensão de 50 quilómetros de costa, abrangendo ainda as zonas estuarinas dos rios Minho, Lima e Cávado, numa área total de cinco mil hectares. Uns dos aspectos mais visíveis da intervenção serão as demolições no concelho de Esposende, mais de 200 construções, grande parte em “situação ilegal”. Em causa estão as construções erigidas ilegalmente em duas zonas de dunas até 1987, em Apúlia, entre os lugares de Pedrinhas e Cedovem. ´ Nesta freguesia são mais de 200 construções ilegais, entre as quais 97 arrecadações e 11 em ruínas. Ainda 78 habitações, das quais 56 são segundas casas e sete são de comércio, nomeadamente restaurantes. O Polis Litoral Norte tem cerca de 40 projectos para executar. Depois de uma fase de projectos e de lançamento de concursos, as intervenções no terreno avançarão em 2010, tendo na ciclovia que, pelo litoral, ligará os três concelhos, um dos aspectos mais mediáticos. nacional, porque tem alguns troços que já estão municipalizados, e, por isso, acreditamos firmemente que vai haver bom senso por parte do Governo e que a A-28 vai ficar sem portagens”, disse, à Lusa, José Maria Costa. A reunião solicitada pelos autarcas do Litoral Norte com o ministro das Obras Públicas, expressamente para exporem os argumentos que, na sua opinião, “inviabilizam” a introdução de portagens na A-28, acabou por ser adiada por questões de agenda do governante. “O nosso argumento mais forte é a falta de alternativas”, frisou José Maria Costa, lembrando que um estudo feito há poucos anos revelava que a EN-13 possui meio milhar de constrangimentos, entre rotundas, semáforos e

passadeiras para peões. O autarca vianense lembrou ainda que a ponte de Fão, em Esposende, não permite o trânsito de pesados, o que obrigaria estes veículos a utilizarem “forçosamente” a A-28. A contestação às portagens na A-28 já conta com o apoio de 15 municípios: os 10 do Alto Minho e ainda Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Matosinhos e Maia, o primeiro do distrito de Braga e os restantes quatro, do Porto. Na Internet, corre igualmente uma petição contra as portagens, que já reuniu perto de 13 mil assinaturas, um número que, segundo o seu promotor, Daniel Pedro Silva, deverá nos próximos tempos “crescer até 20 mil”. 18 de Dezembro de 2009 |

5


JORNAL DE ESPOSENDE

6 | 18 de Dezembro de 2009


JORNAL DE ESPOSENDE

Opinião Onde pára o Menino Jesus?

O SALVADOR Dr. Carlos Ferreira

Alunos, professores e as corridas dos pais para as escolas estão prestes a entrar em férias. Nos bosques procuram-se os melhores musgos para os presépios e cortam-se os pinheirinhos. Enfeitam-se as casas, os pinheirinhos e os presépios com luzinhas de piscar, só de uma cor ou de várias cores, conforme os gostos de cada um. Nas lojas dos “trezentos” (agora, de um euro e meio), nas lojas dos chineses e nos centros comerciais abunda a azáfama na procura dos enfeites e das prendas. As crianças esperam ansiosamente a vinda do gordinho das barbas brancas, de riso farto, cara rosada e bonacheirona, que com o seu sobretudo vermelho e branco e com habilidade de causar inveja aos melhores jóqueis, conduz o trenó, puxado pelas suas oito renas, por entre as estrelas, arrastando flocos de neve e cortando as noites frias e gélidas de Dezembro. Os adultos sonham com a ceia, as mesas fartas, a casa cheia, o bacalhau bem regado, o desgraçado do peru, a lareira acesa e a “roupa velha”. È Natal. Dão-se asas aos desejos, aos sonhos e á imaginação. O Natal simboliza o nascimento e a vitória de José e Maria sobre o rei Herodes, os quais conseguiram com o seu burrinho e muito sacrifício fazer nascer Jesus e escapar á sentença do rei Herodes. Será que se José e Maria não tivessem fugido para Belém, Jesus não teria nascido? O nascimento de Jesus foi um acontecimento crucial para a nossa civilização, de importância tal que ficou a ser o marco de contagem do tempo tal como hoje o fazemos. Os acontecimento passaram a ocorrer ou antes ou depois de Jesus Cristo. Porém, a verdadeira data do nascimento de Jesus continua sem se saber. Com efeito, convencionalmente, aceita-se que Jesus tenha nascido no dia 25 de Dezembro no ano 1 a.C., não tendo existido o ano zero, pois no primeiro dia do mês de Janeiro seguinte ao mês atribuído como o do nascimento de Jesus já estamos no primeiro ano depois do seu nascimento. Para a Igreja, Jesus nasceu no ano 3 ou 2 a.C. Por sua vez, os estudiosos desta questão, consideram

que Jesus nasceu no ano 6 ou 7 a.C. Há ainda quem entenda que Jesus nasceu no dia 29 de Maio do ano 7 a.C, por considerarem que a Estrela de Belém era a estrela de Kepler, sendo essa a data do seu aparecimento, bem como também há quem defenda que Jesus nasceu no ano 9 ou 10 a.C. De qualquer modo, o importante não é propriamente a data do nascimento mas é antes o próprio nascimento de Jesus e o facto de ter deixado o maior e o mais importante legado para a humanidade, em grande parte consubstanciado na Bíblia. Jesus, o Cristo, o Senhor, o Filho do Homem, o Filho de Deus, o Rabi, o Profeta, o Sacerdote, o Nazareno, Deus, o Verbo, o Filho de José, o Filho de Maria, Emanuel, o Cordeiro, o Pastor, o Pão da Vida, a Luz do Mundo, o Messias consubstancia direcção dos nossos passos, o exemplo para as nossas vida, a VERDADE. A época de Natal é também a altura ideal para as pessoas meditarem na razão da sua existência, fazendo um exame de consciência profundo, silencioso, cuidado e, obviamente, profícuo. Nesse exame não podemos também deixar de meditar no mundo, em Portugal e em nós, sempre com os olhos postos na saída do marasmo em que nos encontramos. Quanto a Portugal, é necessário dar-lhe uma vida nova, é necessário rapidamente encontrarse medidas profundíssimas que levantam a agricultura da lama em que se encontra, é necessário criar condições ao surgimento e desenvolvimento de empresas com qualidade cujo objecto sejam as lides do mar e do turismo, é necessário estabelecerem-se regras de educação firmada em pilares onde os valores morais e de respeito pela dignidade humana seja uma realidade e não uma simples pretensão. Portugal tem que criar condições para ser um país autónomo, um país que se baste a si mesmo, de modo a não depender sistematicamente de terceiros. Para isso, nas escolas, tal como existe e é leccionado o curso de gestão de empresas, deveriam ser ministrados cursos para políticos, cursos de gestão de autarquias locais, cursos de gestão e administração que permitissem e leccionassem como governar bem o país, com rigor e com empenho.

Actualmente, para se ser politico e exercer um qualquer cargo politico, apesar da importância da função, não se exige qualquer habilitação ou conhecimento, bastando fazer-se parte de uma lista partidária e cozinhar um lugar elegível. Ora, devido á falta de habilitações, de capacidade e de idoneidade para se exercer um cargo politico é que o país, as suas regiões, as suas autarquias e, consequentemente, a vida dos portugueses, se encontram num estado lastimável. È claro que, se quem geriu o país, as regiões e as autarquias não tiveram sageza e conhecimentos para evitar o caos, também não os têm, como é óbvio, o que piora a situação, para criar medidas que nos tirem do marasmo onde nos encontramos. Todos estão á espera para ver o que acontece no dia seguinte. Uns, esperam sinais de desanuviamento da crise económica, como se fosse isso que viesse criar emprego e trazer o pão á mesa dos pobres e desempregados. Outros, esperam subsídios e dinheiros para pagar as dividas em que se encontram atolados e para fazer obras que alimentem as campanhas eleitorais que lhes segure o futuro. E o desgraçado do nosso povo assiste impávido e sereno como se nada fosse com ele. No fundo, todos esperam por um milagre, pela chegada de um salvador, pelo arribar de um messias que traga uma nova ordem nacional e até mundial. Era bom que o messias chegasse e que milagrosamente criasse igualdade, saúde, emprego, riqueza, enfim, bem estar. Porém, esse milagre só poderá chegar quando quem estiver a ocupar cargos políticos de administração ou de governação tiver habilitações e capacidade para saber o que lá está a fazer, em vez de olhar para o seu umbigo. È que, os políticos que se limitam a olhar para o umbigo apenas vêem as suas barrigas a crescer e nem sequer têm olhos para ver que as barrigas dos administrados e governados já desapareceu, não havendo milagre nem salvador que os possa amparar, mesmo em tempo de Natal. Até breve.

Dezembro chegou e instalou-se, trazendo na bagagem as festas de Natal e o passaporte para um novo ano. E, como é época de festa, há que vestir a preceito. Entre chuva, vento e um espreitar tímido do Sol, aldeias e cidades vão-se engalanando com enfeites e luzes coloridas para festejar mais uma quadra natalícia. O Natal é, por excelência, a festa da família, onde sentimentos como o Amor, a Paz, a Fraternidade e a Amizade são exaltados, ou, assim, se pretende que seja, pois a tradição já não é o que era. Independentemente do credo ou da religião, o Natal é a comemoração do nascimento de Jesus Cristo e todas as religiões, à sua maneira, o comemoram. Por isso, o Natal é, acima de tudo, uma festa espiritual, facto que tem sido desconsiderado nos últimos tempos. Nos Natais de outrora, o Menino Jesus era o centro das atenções, como símbolo dos mais elevados valores morais e humanos, servindo de exemplo para miúdos e graúdos. Hoje, parece que um velhinho de barbas brancas, vestido de vermelho e com um saco às costas, ocupou o seu lugar, destronando o Menino Jesus, pelo menos no que a presentes diz respeito. Nos Natais modernos, os valores que giram em torno da reunião familiar, do amor pelo próximo e por nós próprios e a prática de boas acções foram substituídos por valores que alimentam o consumo de bens supérfluos e vaidades humanas sustentadas à custa de créditos bancários. Mas, porque não consumir produtos do Comércio Justo e de Organizações Não Governamentais (ONG’s), cujas receitas revertem a favor de causas sociais? E que padrões educativos e morais estão a ser transmitidas às crianças de hoje? Com a chegada da época natalícia, as crianças ficam ansiosas por abrir presentes que, na maioria das vezes, não valorizam, acreditando que o Natal é, apenas, aquilo que o Pai Natal deixou no “sapatinho”. Os pais, como que para compensar os filhos pela sua ausência e falta de tempo durante o ano, derivada da azáfama do trabalho e outros “afazeres”, cobrem os filhos de presentes materiais. Será que estão a zelar, de forma correcta, pela boa educação dos filhos en-

Dra. Carla Gomes

quanto pessoa? As crianças de hoje serão os adultos de amanhã e para um crescimento saudável precisam, ao longo do ano, de amor, carinho, atenção e união familiar. Bens que não custam dinheiro e que, gratuitamente, se concretizam num beijo, num abraço, numa brincadeira, num mimo, numa palavra de conforto, mas que, pelo vistos, começam a cair em desuso ou praticadas em menor frequência que aquela que seria desejável. Até porque com as redes sociais como o HI5, Facebook, Twitter, as relações tornam-se mais impessoais, camuflando ou dificultando a expressão de emoções e sentimentos. Crianças e adultos comunicam atrás do monitor de um computador em vez de se olharem olhos nos olhos. Cada um vive virado para o seu umbigo, mas o Natal convida-nos a olhar à nossa volta, para as necessidades alheias e a deixar emergir as nossas melhores qualidades. Perante fragilidades humanas como a fome, a pobreza, a doença, a solidão, nós podemos, com pouco esforço, dar o nosso contributo para levar um pouco de felicidade e de dignidade ao nosso próximo. Temos, no entanto, de encontrar o Menino Jesus para retornarmos aos valores mais nobres e à verdadeira essência da dimensão humana. Será que o Menino Jesus precisa de publicidade tal como a do Pai Natal? Onde o poderemos encontrar? E se procurássemos no nosso coração? O Natal abrasa corações, enchendo-os dos mais belos sentimentos. Por isso é que todos nos tornamos mais solidários e fraternos, nesta altura do ano… e eis que a magia do Natal se instala no ar. Os gestos mais simples, são os presentes mais valiosos. Distribua beijos, abraços e sorrisos. Se puder faça alguém mais feliz e isso será…NATAL. FELIZ NATAL.

18 de Dezembro de 2009 |

7


JORNAL DE ESPOSENDE

Venda De Veiculos novos e usados Serviço pós venda - Assistência oficial da Ford - Serviços de mecanica geral (alinhamento, calibragem, etc...) - Chaparia e pintura - Fazemos diagonosticos para várias marcas

eses m 0 2 té 1 a o ada t i Créd u sem entr com o

PUBLICIDADE

Espoauto . Comércio e Industria de Automóveis , LDA Bouro - Gandra - 4740-473 Esposende | Telf.: 253 969 184 | Tel. Assist.: 253 969 185 www.espoauto.com | espoauto@espoauto.com

Fim de Semana - Cabritinho no forno com arroz de miúdos e grelos - Cozidinho à portuguesa com feijoada de nabos

Especialidades: Brôa Recheada de Bacalhau e Grelos Fritada de Polvo c/ Gambas Peixe na Brasa à Lagareiro Peixe Gratinado com Batata a Murro em Azeite Arroz de Pato à Antiga Folhado Grelhado de Boi Trinchado Rojões Frito na Telha

Parceiros American Express Publicado na Wine Passion Receituário no Jornal de Notícias Prémio Boa Cama Boa Mesa do Expresso Selecionado Roteiro do Minho Receituário no Wall Street Journal U.S.A. Publicações na Evações Publicados na Focus

PUBLICIDADE

( A concurso: 6º concurso 09 Gastronomia com Vinho do Porto)

Rua do facho - Apúlia(Frente aos Moinhos | Tlm. 969 554 185 - Telf. 253 987 048 | Encerramos à segunda - Feira 8 | 18 de Dezembro de 2009


JORNAL DE ESPOSENDE

Seg.- Sáb. 10:00h ás 13:30h 14:30h ás 17:30h

Deseja Boas Festas aos seus Clientes

Rua Sra. da Saúde | 913 789 869 | Esposende

1 eira 3 o f a t n ut Qui na Co a i r a Dj M Ni Dj Sr vio tá Dj Oc t rro Dj Ca PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Domingos 14:00h ás 17:00h

Dj Carrot Dj Octávio Dj Sr Ni Dj Mariana Couto Quinta-feira 31

Entrada Livre

Passagem de Ano Passagem de Ano

Suplemento Especial Natal

Nesta época Natalícia Compre no Comércio Local 18 de Dezembro de 2009 |

9


JORNAL DE ESPOSENDE

Este Natal, ofereça beleza e bem-estar...

As Clínicas VIDA,

dispõem especialmente para si de cheques-oferta com Packs Boas Festas, produtos e tratamentos especiais para este Natal.

Porque a VIDA é bela…

PUBLICIDADE

ESPOSENDE – 253 962 343 964 482 462 BARCELOS – 253 826 286 913 703 122

10 | 18 de Dezembro de 2009


JORNAL DE ESPOSENDE

CHAVテウS

PUBLICIDADE

Rua 1ツコ Dezembro | Esposende

18 de Dezembro de 2009 |

11


JORNAL DE ESPOSENDE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O seu parceiro na テ《ia


PUBLICIDADE

JORNAL DE ESPOSENDE

Restaurante

Marginal de Esposende Reservas - 935 010 010 www.penorio.com

18 de Dezembro de 2009 |

13


PUBLICIDADE

JORNAL DE ESPOSENDE

14 | 18 de Dezembro de 2009


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Email. artcenter_esposende@hotmail.com Tel. 253 966 024 / 965 892 376 Rua Eng. Custódio Vilas Boas, Edifício Vila Sudeste, Loja 3 4740-274 Esposende

Aulas Workshops Demonstrações grátis

Ensinamos todas as Técnicas.

Venha fazer as suas prendas de Natal

Tudo para manualidades

JORNAL DE ESPOSENDE

18 de Dezembro de 2009 |

15


PUBLICIDADE

JORNAL DE ESPOSENDE

16 | 18 de Dezembro de 2009


JORNAL DE ESPOSENDE

!

!

!

Bolo Rei

Pão de Ló Rio Doce Pão de ló Humido Pão de ló Chocolate

!

Bolo Rei especial

Troncos de Natal Todas as variedades de Bolos Tartes de Fruta !

Doce de Ovos Brôinhas de ovos Delícias de ovos Papas de Anjo Sonhos Filhoses Rabanadas

!

Bolo Rei folhado !

!

Bolo Rei chocolate

Bolo Rainha

PUBLICIDADE

Largo da Matriz, 4/7 - 4740 Esposende | Telf. 253 962 240 18 de Dezembro de 2009 |

17


JORNAL DE ESPOSENDE

TRATAMENTO CAPILAR

ESCOVA MARROQUINA ALISAMENTO - Aplicação de extensões de Cabelo (100% Natural) - Manicure - Unhas de Gel - Pedicure - C/ ou S/ Marcação

PUBLICIDADE

- Depilação a Lazer

Na forma Exclusiva do Reconstrutor Capilar Marroquino encontrs-se além da queratina e argila branca, óleo de cacau que trata cabelos danificados de maneira eficaz e duradoura!

Avenida Dr. Henrique Barros Lima | 4740 - 203 Esposende | Telf. 253 966 921 | Telm. 910 324 254 ou 965 833 809

PUBLICIDADE

BOAS FESTAS

Zona Ind. de Gandra - Lugar do Bouro - 4740 - 010 Esposende | email: tattoon@sapo.pt | Tel: 253 966480 | Tlm: 962 744 136 Rua Eng. Alexandre Losa de Faria nº 155- A | 4740-268 Esposende | Tel. 253 963441 | Tlm: 962 744 120

18 | 18 de Dezembro de 2009


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Brevemente

TotalMarket

PUBLICIDADE

JORNAL DE ESPOSENDE

18 de Dezembro de 2009 |

19


JORNAL DE ESPOSENDE

S A T

S A O

B

20 | 18 de Dezembro de 2009

S E F


JORNAL DE ESPOSENDE

Artur L. Costa

Dra. Diana Vale

Reestruturação Empresarial Pedido via Internet de isenção fiscal Foram publicados através das Portarias n°s 1254/200 9, 1255/2009 e 1256/2009, todas de 14 de Outubro, o regime e a regulamentação dos pedidos electrónicos de isenção de impostos e encargos nas operações de cisão e fusão. Esta desmaterialização do procedimento de pedido de isenção decorre do programa SIMPLEX que vem adoptando diversas medidas para tornar mais simples e rápidas as operações de fusão e cisão de empresas e reduzir custos de contexto e encargos administrativos, uma vez que, segundo Governo, a facilitação das operações de fusão ou cisão pode ser essencial, tanto para o acréscimo da competitividade da empresas, como para a sua sobrevivência e manutenção de postos de trabalho, o que é especialmente relevante face crise internacional que se vive. Deste modo, a isenção prevista no artigo 60° do Est atuto dos Benefícios Fiscais, relativo à reestruturação empresarial, será bem mais célere e desburocratizada, por um lado, através da criação de condições para que as empresas passem a poder enviar e instruir o respectivo pedido por via electrónica, no momento em que promovem o registo do projecto de fusão ou cisão através da Internet. Por outro lado, pela redução das taxas correspondentes aos actos que, em matéria de propriedade industrial, seja necessário praticar numa operação de fusão e cisão. Assim, o diploma agora aprovado permitirá reduzir ainda mais os encargos administrativos das empresas com este tipo de opera-

ções de reestruturação, uma vez que além do valor do emolumentos de registo comercial ter sido reduzido, esse valor passou a incluir todos os actos de registo automóvel, de navios de registo predial que sejam necessários fazer em resultado da fusão ou cisão; este diploma alarga ainda esta redução de encargos aos actos de registo de propriedade industrial. Deste modo, o custo das operações de fusão ou cisão deixa igualmente de depender do número de marcas, patentes desenhos ou modelos e logótipos que é necessário registar na sequência destas operações, reduzindo ainda mais os custos a suportar. Incentivo ao registo de marcas Foram eliminadas as taxas específicas de registo das marcas, logótipos recompensas, denominações de origem e indicações geográfica nacionais, previstas na tabela de taxas de propriedade industrial. Esta medida encontra-se inserida na Portaria n°1254 /2009 de 14 de Outubro, permitindo, segundo o Governo, continuar a reduzir os custos que as pessoas e empresas suportam na prática destes actos. Deste modo, é reduzido em 25 euros o processo on-line do registo das marcas, logótipos, recompensas, denominações de origem e indicações geográficas nacionais. Hoje em dia uma marca ou qualquer outro dos referidos direitos, se for pedida on-line custa 115 euros, sendo que 25 euros corresponde ao registo. Assim, desde 23 de Outubro do corrente ano o valor a pagar online é de 90 euros. Diana Vale

BOAS FESTAS

HISTÓRIA DE ESPOSENDE No deambular por entre coisas resguardadas e, aparentemente sem valor, deparamos com três fascículos sobre a história de Esposende da autoria do Dr. B. Amândio, com dedicatória ao Coronel Lopes da Costa. O teor dos fascículos não surpreende, antes, o “achado” contém factos curiosos sobre as origens de Esposende. Datado de 1994, com prefácio do Dr. Rui Faria Viana, ao tempo Director da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, sendo de interesse histórico, mereceu o louvor e, também, o seu conhecimento público. Iniciaremos com a “Evolução histórica do concelho de Esposende”, embora sem o desenvolvimento desejado, pela sua complexidade, “como centro de famosos mareantes”. Aliás, é pertinente dizer-se, a nossa terra é de recente formação, com origens nos começos da nacionalidade. - Centro de famosos mareantes Na opinião do Dr. Bernardino Amândio, a sede do Concelho está ligada a outros factores, e não será de recuar no tempo em busca das suas origens; contudo “esta terra de marinheiros que entronna no rio Cávado, o principal factor da sua ascendência face a localidades limítrofes”. Será curioso notar, também, que o progresso de Esposende assenta na arte de marear, com pujança nos séculos XIV e XV de que beneficiaram outras localidades junto à foz do rio Cávado, mais a proximidade do mar. - Fantasias de colorido histórico No dizer do historiador esposendense, em “tais localidades de base de fantasias a que pretende remontar a tempos mais remotos “ um colorido histórico de complexidade quanto a origens. É o caso da Cidade de Águas Celennas, facto tratado por D. Jerónimo Contador de Argote, nas memórias para a história Eclesiástica do Arcebispado de Braga, a que se liga “a segunda Via militar romana. - Outros estudos sobre o tema No próximo capítulo daremos outros apontamentos, com base em estudos do Padre Martins Capela e, bem assim, resultado de estudos do Dr. Figueiredo da Guerra, entre outros autores consultados. Por isso, depois de nos referirmo-nos às origens prováveis de Esposende, chegamos ao meio termo quanto às condições de governabilidade, embora com

concelho tenha passado por tais dificuldades nos sectores essenciais, que tendiam ao equilíbrio económico, social e de urbanismo. Depois de referirmos às possíveis origens de Esposende e a sua evolução, chegamos ao meio termo, quanto a condições de governabilidade, embora o Concelho tenha complexidades que a produção e a economia tenham de recorrer a outros sistemas para o equilíbrio, em termos de necessidades. José Moreira, autor e investigador/historiador, na sua apresentação do segundo fascículo, reafirma: “O mar e o rio – o Atlântico e o Cávado foram as fervilhantes realidades…” como forma de se garantir “ao Homem desta terra” o seu futuro. Elogia, por isso, o poder crítico do Dr. Bernardino Amândio como que a pedir outros rumos e não quimeras. O Dr. Bernardino Amândio não deixa de assinalar as necessidades materiais, vitais para um desenvolvimento equilibrado, face às condições, entretanto indispensáveis para a sua evolução, em especial económica e social, tendo em consideração as potencialidades de que se dispõe à época, considerando-se os seus antecedentes históricos e sociais, com vista a um futuro mais qualificado. A ocupação sistemática dos solos sem aptidão agrícola para efeitos de habitação, entre as capacidades para um desenvolvimento mais técnico e de acordo com as suas potencialidades, neste caso especial, considerando a sua localização, e a construção naval, deveria ser um pretexto para Esposende aproveitar as capacidades, ao tempo, oferecidas pelo rio Cávado e a sua proximidade com o mar; e neste caso, a indústria originária, como as pescas, completariam um quadro de resolução, de entre os inúmeros problemas previstos para o futuro. Tais precauções, todavia, poderiam ditar outro e melhor destino às suas gentes. Atrás do progresso, certamente, outras condições de vida poderiam surgir, aproveitando, entretanto, as valências ainda que importadas de outros países nossos vizinhos. O Mundo Europeu tomou outras formas, envolveu-se em modos diferentes e a pretexto de tudo, para salvaguarda dos seus usos e costumes, de tradições, com aplicação de especialidades e artífices locais. Na era moderna, pese embora a crise social, económica e de es-

truturas, teremos de prosseguir no sentido de mais e melhor capacidade nos ideais que os países, agora agrupados num só bloco, para melhores políticas e de práticas de trabalho e de convivência. XII CONGRESSO DE GASTRONOMIA E O NATAL 2009 São passados oito anos sobre a realização do XII Congresso de gastronomia de Esposende, em organização da Região de Turismo do Alto Minho de Viana do Castelo. O evento mexeu com esta cidade e entronizou o jovem presidente da Câmara Municipal, João Cepa, a que assistiu o mais velho jornalista de Esposende. Salientamos, nas conclusões algumas boas recomendações, entre as quais: ”Uso da Gastronomia o Património Cultural e Turístico” e, bem assim, “a dieta Atlântica e Sabores de Mar”; também, os produtos naturais desta região minhota, com destaque para a gastronomia da época de Natal com os tradicionais requintes caso, do bacalhau cozido e acompanhamento indispensável e hortaliças bem temperadas com o azeite, além da batata bem curtida com os acepipes a temperar o gosto dos comensais; ainda, “a roupa velha”, no dia seguinte à consoada, devidamente preparada para apetecer os bons vinhos das quintas, com os temperos de cebola, tudo em fartura pois, o “prato” puxa por eles, comensais; o mar também dá o seu toque a maresia, para consolo de toda a gente, mas os tintos e brancos, relíquias da produção vinícola das tais quintas, será o melhor contributo, para digerir noite fora. Mas isto ainda não é o suficiente… O leite creme, arroz doce, nozes e figos, amêndoas doces, rabanadas feitas com o pão bem tratado, afogado em preparada calda de arrebitar o ânimo e o apetite pela noite! Falta o vinho do Porto, como remate, depois de uns docinhos de se tirar o barrete… Neste Congresso, apesar de incluirmos a gastronomia deste Natal como recordação do evento, teve a presença de dois “monarcas” em tais cerimónias: Manuel de Boaventura, escritor e jornalista, muito dado a “contarelos” de sua lavra, mais Francisco Sampaio, o técnico por excelência na organização destes eventos. O Turismo passou por Esposende em 2001, deixou marcas, também saudades. Artur L. Costa 18 de Dezembro de 2009 |

21


JORNAL DE ESPOSENDE

Opinião Esposende na internet

SOCIEDADE EM MUDANÇA Paulo Campos Nos últimos anos temos sentido um aumento na frontalidade dos portugueses, daí pensarmos que os portugueses estão menos hipócritas. Esta era uma das críticas sociais mais frequentes, a da hipocrisia que começa agora, frequentemente, a conduzir ao aumento da arrogância. Existem pessoas que gostam de trabalhar com arrogantes, pois referem que essas pessoas, como não querem ver o seu trabalho mal visto, fazem de tudo para serem os melhores. Estas mudanças parecemme uma questão de temperamento, fruto, também, de uma maior liberdade disponível. O que me deixa um pouco desconcertado é essa liberdade ser usada para ainda se ser menos livre. Talvez tudo isto parta de uma ilusão muitas vezes propagandeada, de que a liberdade se obtém tomando partido, aderindo a causas, tendo opinião, entre outras. Claro que a liberdade deve permitir todos estes comportamentos, mas estes acabam por ser, com frequência, instrumentos com que os demagogos mexem os seus peões. È muito mau quando alguém toma uma posição antes de se inteirar completamente sobre um determinado assunto. Muitos fazem-nos por serem limitados intelectualmente, e aí tomam-se posições e só depois se elaboram os argumentos mirabolantes para sustentar essas mesmas posições. Existe uma dificuldade enorme de perceber e explicar como muitos humanos defendem as suas ideias. Por tudo isto, torna-se 22 | 18 de Dezembro de 2009

difícil debater o que quer que seja com cidadãos que não aceitam as “regras do jogo”. É necessário que se comece de factos sólidos, desenvolvam raciocínios lógicos sem ceder às, bem conhecidas, falácias. Quando apresentamos matéria de facto dizem-nos que tudo não passa da nossa opinião. Quando raciocinamos com lógica trazem argumentos emocionais ou que tenham peso na conjuntura do momento, mesmo que sejam reconhecidas mentiras. Tudo advém de ser cada vez mais raro encontrar pessoas sinceras, que saibam “abrir mão” quando não têm razão, que saibam ouvir os outros, que saibam reconhecer quando erram, que saibam pedir desculpa ou, pelo menos, se não tiverem essa capacidade, pois tal capacidade é uma virtude, que saibam parar para raciocinar com lógica e dar um “passo atrás” para corrigir o que fizeram de mal. Agora, para terminar e como estamos em época de Natal, em que muitas vezes paramos para reflectir junto daqueles que nos são mais queridos, aproveitemos para fazer uma retrospecção de tudo o que de mal fizemos, para que mais tarde possamos corrigir os nossos erros. Desde já, desejo a todos um Natal repleto de alegria e muita saúde! E um Feliz Ano de 2010!

Paulo Campos

Espero que todos os nossos leitores tenha feito essa viagem ao “Ciberespaço” para visitar a sugestão feita. Para esta semana sugerimos algo que não está muito nos hábitos dos portugueses no geral embora acredite que no particular as nossas gentes tem demonstrado uma sensibilidade acima da média nestas coisas da “net” , trata-se do blog do fangueiro Carlos Palma Rio que de uma forma despretenciosa procura revelar a riqueza da nossa fauna mas e há sempre um mas leva-nos também a descobrir um concelho magnífico na paisagem .vale bem a pena percorrer este blog na que nos presenteia com imagens inéditas e de rara beleza o seu autor tem o objectivo de mostrar o maior numero de epecies que tem o concelho como habitat e também as espécies que utilizam o nosso concelho como ponto de passagem nas sua migrações temos portanto um catalogo de rara beleza ,as imagens ,que segundo o seu autor despretenciosamente não concidera como sendo tecnicamente de elevada qualidade premite ver promenores bastante interessastes mesmo para os leigos na matéria será portanto um “blog “ a visitar uma experiência bastante enriquecedora que conserteza nos fará pensar mais na nossa terra aqui à beira maro endereço pelo qual devem procurar http://www.fao-natural.blogspot.com/.espero que se divirtam tanto quanto eu nesta visita cibernética. Queria também desejar um bom natal a todos quantos lêem este jornal cada vez mais uma voz actual e pertinente. Deixo também o convite aos nossos leitores para se assim o entenderem nos enviarem sugestões de sites de Esposende para esposendenses, também sites sobre Esposende . As vossas sugestões poderão ser enviadas para rutra@portugalmail.pt.

Jorge Costa


JORNAL DE ESPOSENDE

MÓVEIS SANTOS carpintaria

ANOS

PUBLICIDADE

1979 - 2009

Telf/Fax: 253 962 405 E-mail: moveissantos@sapo.pt Lugar do Bouro - Gandra Esposende

“ de Profissional para Profissionais “

Telef. 253267604 Fax 253267605 www.erudis.pt | geral@erudis.pt

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Rua Conselheiro Lobato Nº 500 3º Sala 1 4705-085 Braga

FRUTAS VIANA & NOGUEIRA

VENDO

ATvidros

Armindo Torre

FRUTAS & LEGUMES ARMAZENISTA/DISTRIBUIÇÃO

CENTRO DE CURVOS

Qualidade e Excelência

Restaurantes – Hotéis – Bares Cantinas – Hospitais Consulte os nossos preços. Contacto: 963 987 049 Esposende

VENDO

Rua Artur Sobral | Fão | Telm: 913 253 471 / 913 259 046

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Vidros | Espelhos Portas em Vidro | Vidros Lacados

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Vende-se moradia a 200m da rotunda Norte da cidade. Inserida em jardim arborizado de aprox. 1500m com diferentes áreas de lazer. Piso superior com 4 quartos e salão com terraço, todos exp. sul. Piso térreo com sala comum de exp. sul-poente, ampla cozinha, escrit., quarto. Acesso coberto à garagem e lavand. anexa. Telf. particular: 962 862 175. S/ especulação.

PUBLICIDADE

Esposende | Junto à Matriz | T. 253 967 190 www.esporent.com

Terreno 2000m2 Viabilidade de construção Contacto: 966 009 207

OCASIÃO

VENDE-SE

Apart. T3 Duplex (tipo moradia) Garagem fechada, log. c/ 60m, piscina e ténis. Rua Pinhal da Foz nº31 r/c dto. Junto ao hotel Suave Mar. Só Visto! 165.000€ negociável Contacto: 919 371 367

Apúlia Mar apartamento T3 Óptimas áreas, piscina, ténis, garagem. Junto à praia. Telf. 966 009 207

18 de Dezembro de 2009 |

23


JORNAL DE ESPOSENDE

Desporto

A CSJUM – Centro Social da Juventude Unida de Marinhas – Secção de BTT, iniciou a sua preparação desportiva para 2010, estando a pré-época a ser orientada pelo treinador/preparador físico Miguel Neto. Desenvolvendo a sua actividade velocipédica desde 1997, período durante o qual primou por lugares dignos de referência, “regozijando-se” por

lugares de pódio, e consequentemente a consolidação de vários títulos individuais e de equipa, de Campeões Regionais nos Campeonatos de Cross Country do Porto e Minho, bem como lugares de referência em Provas da Taça de Portugal e Campeonato Nacional. A equipa de BTT do CSJUM, irá competir nas seguintes vertentes: Cross Country – Regional de Min-

BTT CENTRO SOCIAL JUVENTUDE UNIDA DE MARINHAS

ho e Porto, Taça de Portugal, Campeonato Nacional, maratonas – Taça de Portugal e Campeonato Nacional, bem como outras provas oficiais da modalidade. Para 2010, a CSJUM alargou o seu leque de atletas em escalão de formação, e tem como objectivos individuais e de equipa, melhorar os resultados obtidos na época de 2009.

Plantel 2010

Juvenis: Fábio Abreu Cadetes: Mário Barroso, Diogo Figueiredo, Carlos Leal e Diogo Escrivães Juniores: Abel Machado e João Sá Elites: André Neiva, Flávio Rocha e Artur Lima Veteranos A: Nuno Cepa, Hélder Assunção Veteranos B: Abel Machado, Mário Cruz e João Araújo Treinador Principal: Hélder Assunção Treinadores Adjuntos: Mário Cruz e Miguel Neto Preparador Físico: Miguel Neto Director Desportivo: Mário Cruz Mecânico: Paulo Calheiros

Atleta do Clube Náutico de Fão alcançou o 13.º lugar na prova de surfski no Dubai Shamal O atleta Jorge Gomes, do Clube Náutico de Fão, alcançou o 13.º lugar na prova de surfski no Dubai Shamal, que decorreu no passado dia 2 de Dezembro, inserida no circuito mundial da modalidade. Jorge Gomes foi um dos oito atletas portugueses e o único do concelho de Esposende a participar nesta importante prova, que contou com a participação de 130 atletas, incluindo os melhores do mundo da modalidade. O 13º lugar na categoria de veteranos nesta prova mundial constitui um excelente resultado, que honra e prestigia o Clube Náutico de Fão e o Concelho de Esposende.

Director: Paulo Gonçalves Redacção: Carla Viana e Paulo Gonçalves Colaboradores: Dr. Bernardino Amândio, Prof. Rui Vasquinho, José Belo, Dra. Carla Gomes, Dra. Diana Vale, Dr. Carlos Ferreira, Artur L. Costa, Jorge Costa Publicidade: Patrícia Mateus Paginação/Design: Luís Costa Fotografia: Lúcio Viana Distribuição: Gratuita Proprietário: Info Média Emissões Lda - Rua Dr. Henrique Barros Lima, 5 - 4740-323 Esposende Telefone/Fax: 253 048 985 E-mail: jornaldeesposende@sapo.pt Editor: Info Média Emissões Lda Sede: Info Média Emissões Lda - Rua Dr. Henrique Barros Lima, 5 - 4740-323 Esposende Impressão: Oficina de S. José Apartado 4711-914 Braga

24 | 18 de Dezembro de 2009

Ano 29 - Nº 626 Tiragem 1500 No. Reg. I.C.S. - 106125 Depósito legal no. 204498/03


JORNAL DE ESPOSENDE

Futebol Campeonato Nacional da 3ª Divisão: Paragem fez mal a Fão e Marinhas Depois de 2 semanas de paragem, o Campeonato da 3ª Divisão, regressou com as duas equipas do concelho a somarem derrotas e afastarem-se cada vez mais dos 6 primeiros. Entretanto, a equipa de Jó Faria viu saírem dois jogadores (Quirino e Zé Rego) e contratou Ébongué, que se estreou com o Bragança.

Regionais

AD Esposende sensacional apanha Taipas no comando! Vila Chã chega à liderança Gandra desce ao 3º lugar ao perder em casa com o líder Divisão de Honra: Continua em grande estilo a equipa de António Carlos, que após mais duas vitórias alcançou o Taipas na liderança, apesar do jogo complicado em casa com o Pica. Por outro lado, o GD Apúlia conseguiu os primeiros pontos fora de casa e Sérgio Lino acredita na manutenção. 10ª Jornada: AC Martim, 2 GD Apúlia, 2 (Torres e Tiago Rocha) Silvares, 0 AD Esposende, 3 (Formoso; Pedro Marques e Né) 11ª Jornada: AD Esposende, 2 AD Pica, 1 (Formoso e Postiga) 1º Taipas, 26 pontos, 2º ADE 26 pontos, Apúlia 13º com 11 1ª Divisão: O Forjães e Vila Chã voltaram a vencer, ambos em casa de adversários directos na luta pela subida e pelo mesmo resultado, no caso do Vila Chã, já no período de descontos através de uma grande penalidade marcada por Pedro Ribeiro. 9.ª Jornada:

UD Vila Chã, 2 AD Ninense, 0 (Tiago e P.Gomes) Forjães SC-Terras do Bouro (adiado devido ao mau tempo) 10ª Jornada: FC Tadim, 0 Vila Chã, 1 (Pedro Ribeiro) Soarense, 0 Forjães SC, 1 (Roger) 1º Vila Chã, 25 pontos , 4º Forjães com 21.

Andebol

5ª Jornada: Juv. Mar, 34 Santa Isabel, 24 Juv. Mar no 2º lugar com 8 pontos

Equipas de Mar regressam aos bons resultados Campeonato Nacional de Seniores – 1ª Divisão 12ª Jornada: Juv. Mar, 27 São Bernardo, 25 A Juv. Mar está no 5º lugar com 28 pontos Campeonato Nacional de Iniciados – 1ª Divisão 9ª Jornada: Juv.Mar, 27 Almeida Garret, 27 A Juv. Mar está em 2º com 20 pontos 2ª Divisão

2ª Divisão: O Gandra ao perder com o líder Pousa em casa, não só deixou a oportunidade de voltar ao 1º lugar como desceu ao 3º lugar, portanto fora dos lugares de subida, embora com os mesmos pontos do Cabreiros. 9ª Jornada: Carreira, 4 Juv Belinho, 1 Antas FC, 3 Lemenhe, 0 Arnoso SM, 1 Gandra FC, 3 (Fabinho(2) e Tiago ) 10ª Jornada: Juv. Belinho, 4 Arentim, 4 (Russo(3) e Cristiano) Necessidades, 2 Antas FC, 1 Gandra FC, 0 GFC Pousa, 2 1º Pousa, 27 pontos, 3º Gandra com 22, 10º Antas FC com 10, 13º Belinho com 8

José Belo

Canoagem

Bruno Silva na Selecção Nacional Juniores em velocidade. O canoísta fangueiro do Rec. Gemeses, foi chamado para o primeiro estágio da nova época, como forma de preparar o próximo campeonato da Europa que decorrerá na Rússia em 2010.

Camadas Jovens

Juniores – 1ª Divisão: AD Esposende, 3 Pico Reg., 0 Prado, 0 Marinhas, 0 2ª Divisão: Vila Chã, 2 Ceramistas, 1 Antas FC, 1 Laje,1 Juvenis 1ª Divisão: FC Marinhas, 4 Prado, 0 Arsenal, 3 Esposende, 0 Marinhas 2º com 21 pontos

Resultados 9ª Jornada: Morais FC, 3 CF Fão, 2 (Luís Pedro e Hélder) FC Marinhas, 1 Mac. Cavaleiros, 2 (Rodrigo) 10ª Jornada: CF Fão, 0 GD Bragança, 1 Mirandela, 2 FC Marinhas,1 Classificação 1º Maria da Fonte, 23 pontos 2º Montalegre, 22 3º Mirandela, 20 4º Mac. Cavaleiros, 19 5º Bragança, 18 6º Limianos, 16 7º Valenciano, 11 8º FC Marinhas, 10 9º FC Amares, 10 10º CF Fão, 8 11º Santa Maria, 7 12º Morais, 7 Próxima jornada: Santa Maria-CF Fão e FC Marinhas-Montalegre

José Belo

2ª Divisão: FC Marinhas-Vila Chã (adiado) Gandra FC, 2 Antas, 6 Est. Faro, 2 Carreira, 1 1º Marinhas, 21 pontos, 2º Fão, 18 Taça – 2ª Eliminatória: CF Fão, 5 Amares, 1 Iniciados 1ª Divisão: Marinhas-B.Misericórdia

Palmeiras, 0 Esposende, 0 2ª Divisão: Arnoso, 1 Gandra, 6 Est. Faro, 3 Fão, 0 1º Gandra, 25 pontos Infantis: CF Fão, 11 Gandra, 3 Marinhas, 1 Esposende, 9 Escolas: SC Braga, 9 Esposende, 2

ante o Sobreira. Ora isso já vem acontecendo há alguns jogos, em que no entanto, a equipa com maior ou menor dificuldades tem ultrapassado. Campeonato Nacional da 3ª Divisão 11ª Jornada: Pess. Vouga, 6 HC Fão, 7 12ª Jornada: HC Fão, 5 Sobreira, 6 1º CD Póvoa, 33 pontos 2º Seixas HC, 28 3º HC Fão, 24

Regionais: HC Fão, 8 Juv. Viana, 7 (Juniores) HC Fão, 1 AD Barcelos, 6 (Infantis) HC Fão, 3 AD Barcelos, 2 (Iniciados) HC Fão, 1 AD Barcelos, 4 (Escolares) Os Juniores estão no 2º lugar, a 4 jornadas do final, sendo apurados os 3 primeiros para os nacionais

Hóquei em Patins

José Belo

Juniores H. C. Fão Dirigentes do HC Fão indignados com arbitragens dos últimos jogos Juniores estão muito perto de fazerem história e irem aos nacionais. Uma onda de revolta e indignação invadiu os adeptos, dirigentes e jogadores que presenciaram o último jogo no pavilhão de Fão, em que o árbitro da partida teve uma actuação no mínimo lamentável e parcial, que originou a derrota

José Belo 18 de Dezembro de 2009 |

25


JORNAL DE ESPOSENDE

Actualidade Pároco Armindo Abreu homenageado Homem da igreja, da sociedade e da cultura, o padre Armindo Patrão Abreu foi homenageado pelos paroquianos de Palmeira de Faro, freguesia onde exerce o cargo de pároco já vai para 20 anos. Conhecido pela sua “frontalidade”o actual arcipreste do concelho de Esposende, acordou cedo na manhã de 8 de Dezembro, dia da referida homenagem, tendo confessado ao Jornal de Esposende a satisfação por este momento vivido junto dos palmeirenses”eu nunca procurei homenagens, mas um grupo de pessoas teve esta ideia de me homenagear pelos 20 anos em que estou à frente da paróquia, é um gesto de gratidão e de carinho para comigo” A homenagem começou com a eucaristia realizada na igreja de Palmeira de Faro, tendo depois o pároco recebido como prenda

um quadro a óleo pintado pelo conceituado pintor esposendense Fernando Rosário, a que se seguiu um almoço, no qual estiveram perto de duas centenas de pessoas. Armindo Abreu, gostou do momento e do convívio, onde não faltaram as concertinas de gente do concelho, que também prestaram a devida homenagem, ao “homem frontal” que também recordou os 42 anos como sacerdote”nunca me arrependi de ser padre, e sou desde os meus 23 anos de idade. Sou muito exigente comigo próprio, tenho o meu feitio, e não abdico facilmente dos meus princípios, isto não quer dizer que não seja uma pessoa tolerante e dialogante, mas não aceito também as facilidades que os outros me querem impingir”concluiu o homenageado.

Mensagem de Natal de um Esposendense no Brasil

Fernando Rites está radicado no Brasil, mas com o coração em Esposende. O responsável pelo blogue concelhodeesposende, visitado diariamente por muitos esposendenses aceitou o convite do Jornal de Esposende para deixar uma mensagem desta época natalícia. “Divulgar as notícias do concelho e congregar os

esposendenses. Assim, o blogue se vem fazendo” Queremos que você, caro internauta, continue nos prestigiando com sua visita diária, pois só assim, teremos motivo para continuar e buscar sempre a melhor informação. Resgatar o lindíssimo passado do concelho de Esposende, divulgar o presente em busca de um futuro melhor para todos os esposendense. É com esse espírito que o blogue deseja votos de um Santo Natal e um 2010 repleto de realizações.” Muito obrigado pela atenção e espaço. Cordialmente, Fernando Rites

Opiniões

O pintor Fernando Rosário em declarações a este jornal, deu conta de mais um quadro que pintou a óleo neste caso ” é um amigo, e que foi digno de uma homenagem como esta por parte do povo de Palmeira de Faro e amigos que se associaram à mesma” Também Manuel Couto, membro da comissão organizadora da homenagem, reconheceu a importância do pároco palmeirense”não nos podemos esquecer das obras que o padre Armindo realizou desde que chegou à nossa freguesia”

A outra faceta do padre Armindo No dia a dia, levanta-se muito cedo, sempre às cinco e meia da manhã, a que se segue um passeio a pé. Deixou de praticar desporto, mas quando jovem e durante a sua

passagem pelo “Seminário”, onde como diz foi “um bom guarda-redes” tendo chegado mesmo a representar a selecção dos seminaristas, porque tinha um bom poder de encaixe”ainda hoje o tenho”. Armindo Patrão é um adepto fervoroso do Sporting de Braga do qual foi sócio durante 15 anos e do Futebol Clube do Porto. Actualmente desempenha o cargo de arcipreste do concelho de Esposende, sendo também pároco nas freguesias de Curvos e Palmeira de Faro. Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

Cronista de baixa

PASSEIO A ACD “Os Apulienses”, promove no próximo domingo de manhã, a 3ª edição do seu Passeio de Pais Natal, que tanto sucesso tem tido, tendo registado perto de 300 participantes a ano passado. Este passeio, que percorrerá as principais artérias da Vila de Apúlia e ainda outra freguesias como a vizinha Vila de Fão e a sede do concelho, terá um percurso de 21 Devido uma queda, que provocou ter partido um braço, o quilometros. Doutor Bernardino Amândio ficou impedido deste modo de escrever a sua habitual crónica quinzenal no Jornal de Esposende. Cronista atento e sempre disposto a colaborar com este jornal, Bernardino Amândio vai agora passar pela fase de recuperação, e a quem desde já a equipa do Jornal de Esposende deseja as rápidas melhoras.

Sê solidário, dá um pouco de ti À semelhança dos anos transactos, o Departamento da II Secção do Núcleo Cego do Maio (Escuteiros de Vila do Conde, Póvoa do Varzim e Esposende), estão a levar a efeito uma recolha de bens para ajudar uma instituição carenciada. Desta feita será para

26 | 18 de Dezembro de 2009

uma instituição de Esposende (Apúlia) a ASCRA. A recolha será de produtos de higiene, desde sabonetes, gel de banho, pasta de dentes, escova de dentes, fraldas, champô, etc. A entrega será feita amanhã pelas 14h30 na ASCRA. Solicitamos a

todos os escuteiros, em especial aos EXPLORADORES que façam um gesto de solidariedade e sejam como nos outros anos, um exemplo a seguir.


JORNAL DE ESPOSENDE

Juventude Ai estão duas imagens do Pai Natal e a canção “a todos um bom natal”, para a pequenada cantar e pintar durante este período de férias. Boas pinturas e canções numa quadra natalícia, em que os mais pequenos vão aguardar com muita expectativa as prendas que pediram para o sapatinho.

CANÇÃO DE NATAL A Todos Um Bom Natal Refrão A todos um Bom Natal A todos um Bom Natal Que seja um Bom Natal, para todos vós Que seja um Bom Natal, para todos vós No Natal pela manhã Ouvem-se os sinos tocar E há uma grande alegria, no ar Refrão A todos um Bom Natal A todos um Bom Natal Que seja um Bom Natal, para todos vós Que seja um Bom Natal, para todos vós Nesta manhã de Natal Há em todos os países Muitos milhões de meninos, felizes Refrão A todos um Bom Natal A todos um Bom Natal Que seja um Bom Natal, para todos vós Que seja um Bom Natal, para todos vós Vão aos saltos pela casa Descalças ou com chinelos Procurar suas prendas, tão belas Refrão A todos um Bom Natal A todos um Bom Natal Que seja um Bom Natal, para todos vós Que seja um Bom Natal, para todos vós Depois há danças de roda As crianças dão as mãos No Natal todos se sentem irmãos Refrão A todos um Bom Natal A todos um Bom Natal Que seja um Bom Natal, para todos vós Que seja um Bom Natal, para todos vós Se isto fosse verdade Para todos os Meninos Era bom ouvir os sinos tocar. Refrão A todos um Bom Natal A todos um Bom Natal Que seja um Bom Natal, para todos vós Que seja um Bom Natal, para todos vós (Letra de Lúcia Carvalho) 18 de Dezembro de 2009 |

27


LOCAIS DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA : ESPOSENDE: BAZAR SERRA SERRA DA SORTE CONFEITARIA PRIMOROSA NÉLIA LOJA KELI PAPELARIA CÁVADO PÉNORIO BAR & RESTAURANTE CAFÉ MACIEL MARISITA 4 PIZZARIA SIAMO IN DUE FÃO: CAFÉ TODAVIA PÃ-PÃ PAPELARIA GALÁCTICA PADARIA-PASTELARIA 3º GERAÇÃO S.BARTOLOMEU DO MAR: CAFÉ MARANHÃO BELINHO: CAFÉ AVENIDA MARINHAS: QUIOSQUE SÃO MIGUEL APÚLIA: CAFÉ RAFAEL PIZZARIA URBANUS FONTE BOA: CAFÉ TÁ-SE BEM CAFÉ BOA FONTE RIO TINTO: CAFÉ PIMENTA GANDRA: CAFÉ NOVO SÉCULO CAFÉ DO PAÇO S.PAIO DE ANTAS: CAFÉ NOVA ERA FORJÃES: CAFÉ NOVO VILA-CHÃ: CAFÉ PRINCIPAL PALMEIRA DE FARO: TROPICAL CAFFÉ GEMESES: CAFÉ STOP 5 CAFÉ CASEIRO CAFÉ CRUZ CURVOS: CAFÉ JUVENTUDE BARCELOS: CASA TEMTUDO

PUBLICIDADE

BRAGA: COLINATRUM A BRASILEIRA ASTÓRIA QUIOSQUE DA ARCADA QUIOSQUE NANI

Luís Pereira “O andebol é espectacular por isso desfrutem tudo o que ele vos dá” Foi jogador e agora passou para a faceta de árbitro. Luís Pereira o fangueiro que na décadas de 80 e 90 se destacou ao serviço do extinto Esposende Andebol Clube e do Sporting de Braga, em entrevista ao Jornal de Esposende, dá conta da sua ligação a esta modalidade e ao desporto concelhio. Como tem decorrido este início de carreira como árbitro de Andebol? Luís Pereira: Como em qualquer profissão o início é sempre de aprendizagem de forma a consolidar a teoria e a prática e ganhar “experiência/à vontade” de jogo para jogo, quer “in loco”, quer em analisar jogos nos mais diversos meios. Já teve algum “jogo complicado”, em que pensou duas vezes se deveria continuar a ser juiz? Nunca, a missão dos árbitros é garantir a equidade e boa aplicação das regras de jogo da modalidade de andebol. Por vezes existem jogos complicados nos de escalões mais jovens por terem mais dificuldades em jogar, nos escalões superiores torna-se mais fácil por terem um elevado nível de jogo e uma interpretação das leis mais claras, apesar do nível competitivo.

Sonha um dia chegar a árbitro internacional? Qualquer árbitro quando inicia a sua carreira tem como objectivo ser o melhor e alcançar a categoria máxima - Elite em Portugal ou até mesmo Internacional. As categorias de árbitros são: Regional, Nacional B, Nacional A, Elite, Internacionais. O seu percurso desportivo na modalidade de Andebol, foi recheada de sucesso? Iniciei nesta modalidade aos 9 anos, houve um interregno de 4 anos que estive a jogar futebol (C.F. Fão, A.D.E., Palmeira de Faro e MARCA Vila Cova) e regressei como treinador do Centro Social da Juventude de Mar e Águias Serpa Pinto. Outros momentos marcantes da sua carreira como andebolista? A primeira convocatória para a Selecção Nacional, quando representava a Escola Secundária Henrique Medina e”penso” que fui o primeiro atleta masculino do Clube a ser convocado para a Selecção. Ainda se recorda do título nacional-desporto escolar, conquistado ao serviço da Escola Secundária Henrique Medina frente aos Pupilos do Exército? Claro, o primeiro título Nacional

marca qualquer pessoa. E quando este foi alcançado em condições adversas e de parcos recurso que tinha o Clube valoriza ainda mais o feito alcançado. Que recordações guarda dos seus ex treinadores? Tenho excelentes recordações de todos os Treinadores que tive porque aprendi muito e formaram como desportista, claro que em cada Clube havia sempre um que se destacava quer pelo apoio quer acompanhamento aos atletas e a influência que tinha no Clube, destacando de Esposende: o Prof. Manuel Ribeiro, e seus colaboradores Rui Moura, Paulo Sérgio, Rui Machado; e eu próprio em algumas situações do S. C. Braga: Prof. António Lopes, Prof. Vasco, Prof. Jorge Rodrigues (antigo atleta internacional Português); das Selecções: Prof. Paulo, Prof. João Ferreira, Prof. Marinho, Costache, Prof. Carlos Jorge, e espero não estar a esquecer ninguém. Conhecendo de perto a realidade do andebol, como analisa o trabalho feito no concelho, em que a Juventude de Mar actua presentemente na 1.ª Divisão – Seniores femininos? O trabalho realizado pelo Centro Social da Juventude de Mar

Rua Frei Bartolomeu dos Mártires | Esposende

Nome: Luís António da Silva Pereira Idade:33 anos Natural: Fão Profissão: Funcionário Público tem sido profícuo, e de reconhecido mérito, tendo alcançado um título como Treinador, na época 2001/2002, no escalão de Juvenis Femininas, sem qualquer derrota. Contudo, defendo e sempre defendi - tendo elaborado um estudo académico no âmbito da Licenciatura em Animação Sociocultural, sobre a modalidade e suas potencialidades em locais específicos - que deveria haver outros clubes no Concelho com escalões de formação de andebol, aumentando a prática desportiva do sexo feminino. Espera ver a curto prazo mais jovens do concelho de Esposende a envergar pela carreira de árbitro de andebol? Sim, como existe um clube a probabilidade de surgirem novos talentos está sempre presente, não falando nos clubes escolas. O que gostaria de transmitir a toda a juventude, que escolheu o andebol como desporto de competição? O andebol é espectacular por isso desfrutem tudo o que ele vos dá. Saudações desportivas.

Paulo Gonçalves paulofernandogoncal@sapo.pt

jornal de esposende nº626  

jornal de esposende nº626

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you