Issuu on Google+

TRICOLOR:

VERDÃO

PEIXE

Ganso faz dois gols e São Paulo vence Flamengo no Maracanã

Palmeiras vence Vitória fora de casa e se aproxima do G4

Pág. 10

Pág. 8

Santos perde de virada para o Atlético-MG na Arena Pantanal Pág. 4

PERDEU BRASILEIRÃO:

Corinthians é vaiado, joga mal e perde na estreia da sua Arena Págs. 6 e 7

EM CASA www.esportivotala.com.br

NA REDE

19 a 21 de maio de 2014 | Ano I | Edição 42 | Distribuição Gratuita

Paulo Whitaker/Reuters

Montagem sobre foto: Richard Gutierrez

CAVALCANTE & WINTER

11

4963-5353

A D V O G A D O S

Av. Salgado Filho, nº 1.560 - 3º andar - Sala 34 - Centro - CEP 07115-000 - Guarulhos - SP


| www.esportivotala.com.br 2 | 193 a 214de maio 5 de62014 7 8 9 10 11 12

6 ª Rodada Brasileirão

Classificação:

Resultados 5ª Rodada Brasileirão

TALA Esportivo

DIGITAL

Esportivo TÁLÁ Editorial Ltda - Av. Salgado Filho, nº 1.560, sala 31 - Centro - Guarulhos/SP - CEP: 07115-000 - Tel.: (11) 2408-9547 - e-mail: contato@esportivotala.com.br Jornalista: Richard Gutierrez - MTB 75872/SP / Administrativo – Marcos Winter Gomes / Comercial - Verônica Alanis / Diagramação/Arte – Richard Gutierrez / Web/Arte – Carlos Ribeiro / Colaboração: Ricardo Leonoro Periodicidade: De Seg. à Qua. Impresso e Qui. à Dom. Digital / Impressão: Lance! / Tiragem: 10.000 exemplares / Site: www.esportivotala.com.br / Edições Anteriores: issuu.com/esportivotala / FanPage Facebook: www.facebook.com/esportivotala


www.esportivotala.com.br | 19 a 21 de maio de 2014 2|

3

Carta ao leitor: Por Johnny Flavio Advogado e-mail: johnnyflavio@ig.com.br

Do Bom Retiro para o mundo Peço desculpas ao leitores em interromper nessa nossa crônica semanal, o tema Copa do Mundo como tínhamos comentado anteriormente. Mas hoje é um dia muito especial. Nasci em 1970 e cresci em Ermelino Matarazzo na Zona leste de São Paulo, onde de cada três torcedores quatro torciam para o Bi-Campeão Mundial FIFA. Como ocorre nos dias atuais em relação ao povo no poder e o preconceito que isso gera na elite, senti na pele as enormes agressões que sofríamos dos adversários naqueles dias, especialmente da colônia e da elite do Morumbi. Era pequeno e lembro que em 1977 estávamos já há muito tempo sem ganhar um título, e antes dos 36 minutos do segundo tempo daquele 13 de outubro, éramos o time sem título, sem estádio, sem campeonato brasileiro, sem campeonato mundial, sem libertadores e sem dinheiro para tentar crescer mais. A torcida, contudo, nunca foi contestada pelos adversários. Não tinham coragem. Quanto mais porrada, mais adversidade, mais ofensas, ela crescia e já se tornava a mais apaixonada e fanática do Estado. Ao final do jejum daquele ano, grandes esquadrões desfilaram pelos lados do Tatuapé. Joguei nas categorias de base do Timão em meados dos anos 80 e cansei de ficar assistindo o Sócrates, o Casagrande, Zenon, Ataliba e tantos outros belos jogadores que desfilaram na Fazendinha, depois do treino. Após o começo dourado dos anos 80, ainda faltava muito: o campeonato brasileiro, a Libertadores, o Mundial e obviamente, o estádio. 1990: o gol único do talismã Tupãzinho em 16 de dezembro, fazia a nação gritar em plenos pulmões que era campeão do Brasil e deixava de ser um time regional. Na mesma década de 90 vieram mais 02 títulos e consolidava o time como um dos maiores vencedores nacionais. Mas, e o resto? 14 de janeiro de 2000. Apesar das reclamações e da inveja dos recalcados, o time pinta o mundo de preto e branco e se consagra como o primeiro clube campeão do mundo FIFA. Era um timaço: Dida; Índio, Adílson, Fábio Luciano e Kléber; Vampeta, Rincon, Ricardinho e Edílson; Marcelinho e Luisão. A primeira década no século XXI, torna o time o mais importante do Brasil e os adversários voltam a lembrar daquele time da zona leste de operários e extremamente popular, que era olhado de maneira preconceituosa pelo restante. Voltavam a falar de Libertadores, estádio.... Veio 04 de julho de 2012. Chegou a Libertadores invicta sobre um time argentino e o maior deles. As piadas começaram a ficar extremamente fracas e a pressão aumentava sobre os rivais que via o time do

povo, o time da periferia, crescer e crescer. Muitas pessoas que habitam essa grande terra, tiveram o seu final de ano de 2012 estragado, ofuscado pela conquista do Bi-Campeonato Mundial em 16 de dezembro no Japão. O Santos que vinha de uma goleada sofrida pelo Barcelona no ano anterior, era o retrato de um futebol brasileiro que estava sofrendo enxovalhos e humilhações. Estive em Yokohama naquela noite e garanto sem medo de errar, que foi a maior invasão de um povo em outro território em tempo de paz. Falar mais o que? Tinha alguma agremiação maior? Mas os recalcados e invejosos batiam na mesma tecla: cadê o estádio? Nossos argumentos eram legítimos, ou seja, que mesmo sem estádio, éramos os maiores vencedores no Pacaembu e no Morumbi até então os principais palcos da cidade. O resto, todos sabemos. Enfim, nasceu o nosso estádio que é o mais moderno do Brasil e um dos melhores do mundo, em Itaquera como sonhou um dia o eterno presidente Vicente Matheus. Essa geração de corinthianos é a mais feliz de todas. No ano de 2187, um grupo de homens reunidos num boteco espacial, dirão: como foram felizes aqueles corinthianos que viveram em 2012 (teve bi rebaixamento neste ano para ficar completo). 02 títulos mundiais (oficiais da FIFA); 01 Libertadores invicta; 05 campeonatos brasileiros no campo (sem fax ou lobby); 03 copas do Brasil; 27 campeonatos paulistas, e dezenas de torneios no exterior. Vestiram essa camisa jogadores extraordinários como: Rivellino, Sócrates, Tevez, Ronaldo, Adriano, Casagrande, Gilmar, Wladimir, Paulinho, Luizinho, Claudio, Baltazar, Zé Maria, Domingos da Guia, Marcelinho, Rincon, Guerrero, Basílio, Biro Biro, Chicão, Ricardinho, Marcio, Claudio Adão, Waguinho, Geraldão, Romeu, Luisão, Wilson Mano, Tupãzinho, Zenon, Dida, Cássio, enfim... Muitos outros que não caberiam nessas linhas. Agora caro amigos, fechem o “face” e vão viver. Não há mais para onde chegar. Ganhou tudo, tem tudo e tudo é tudo. Mas desde a sua fundação em 1910, uma coisa

jamais f o i contestada: a força de sua torcida e seu imensurável tamanho. Obrigado meu paizinho Bio, pela maior herança que o senhor me deixou depois de sua honra e caráter: torcer para aquele time da zona leste que fazia a elite e a burguesia olhar de lado, mas que para sempre, vão ficar com a boca amarga pelo silêncio.


3 4

| 19 5 a 216de maio 10 11 12 7 de820149| www.esportivotala.com.br

BRASILEIRÃO:

Com dois gols de André, Atlético Mineiro vira para cima do Santos O Atlético Mineiro contou com os gols de André, ex-jogador do Santos, para conseguir a vitória de virada, por 2 a 1, sobre o time da Vila, na Arena Pantanal. Com a vitória, o time mineiro, que volta a jogar diante do Vitória, fica em 11°, uma posição na frente do Peixe, que na próxima rodada enfrenta o Goiás.

Jogo é equilibrado A primeira etapa foi equilibrada. As duas equipes alternavam bons momentos, uns melhores que os outros. O Santos começou melhor e levou perigo a Victor logo cedo, aos 3 minutos, com Cícero, mas o goleiro levou a melhor. Com o passar do tempo, o Peixe foi esbarrando na armação das

jogadas, e o Galo melhorou na partida. Aos 30, Leonardo Silva subiu mais que a zaga após cobrança de escanteio, mas Aranha defendeu. O time da Vila Belmiro conseguiu abrir o placar ainda na primeira etapa. Alan Santos fez grande lançamento para Cícero, que tirou do goleiro e abriu o placar. Na segunda metade, o time mineiro passou a pressionar mais, e o jogo ficou mais aberto. André teve uma oportunidade no início, mas não vinha

bem no jogo. Já Gabigol, aos 26, invadiu a área e chutou, mas parou em Victor. André garante virada As principais jogadas do Atlético aconteciam no lado direito da defesa santista. Foi por ali que foi feita a jogada do empate, com Alex Silva, que tabelou e conseguiu cruzar para André empatar. A virada do time de Levir Culpi veio novamente com o atacante, que recebeu na área e bateu de bico para mandar para as redes e garantir a vitória atleticana. Fonte: ogol

O que rolou

Getty Image


www.esportivotala.com.br | 19 a 21 de2maio3de 2014 4|

5


de 2014 12 5 6 | 19 11| www.esportivotala.com.br 7 a 218de maio 9 10

BRASILEI

Figueirense estraga na Arena e vence Cor Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians


www.esportivotala.com.br2| 19 a321 de4maio5de 2014 6|

7

IRÃO:

a festa rinthians A tarde era de sonho para os corintianos, que comemoravam o seu novo estádio, mas acabou virando pesadelo. O Corinthians perdeu, em sua Arena, para o Figueirense, por 1 a 0. Giovanne Augusto marcou o primeiro tento oficial do estádio. Com o placar, o Timão, que na próxima rodada enfrenta o Atlético Paranaense, caiu para sétimo, enquanto o Figueira, que volta a jogar diante do Palmeiras, conseguiu seus primeiros três pontos no Brasileiro, mas segue na zona de rebaixamento. Primeiro tempo é amarrado Tanto para os jogadores, quanto para os torcedores, tudo era novidade na Arena Corinthians. O gramado, novidade no Brasil para os jogadores, as arquibancadas para os torcedores e a atmosfera para ambos. Talvez pela novidade que era, a torcida fez a festa durante todos os minutos que a bola rolou na primeira etapa. O jogo não ajudava, mas era mais importante para os torcedores que o time do Parque São Jorge agora tinha a sua arena moderna. O jogo era muito amarrado, e os goleiros não foram obrigados a fazer nenhuma grande defesa nos primeiros 45 minutos de partida. Jádson, pouco participativo no time, pouco aparecia para o jogo. Renato Augusto? Não dava para notar nem que estava em campo. Do outro lado, as investidas eram raras também. Se não saiu o primeiro gol durante a primeira metade, saiu a primeira vaia em coro para o juiz. Já na reta final, Guerrero tentou ganhar da zaga, mas foi derrubado. O apitador não apitou, e os torcedores não perdoaram.

dio fosse marcado pelo Figueirense. O pesadelo se tornou realidade logo aos dois minutos, com Giovanne Augusto, que recebeu na área e bateu de direita para comemorar o primeiro gol oficial da Arena Corinthians. Para o desespero dos corintianos. Depois do gol, o time da casa passou a pressionar, criou chances de marcar, mas não conseguiu. Apareceu a primeira zebra na Arena. Fonte: ogol

O que rolou

Figueirense faz história Se o primeiro tempo já não foi grande coisa para o Timão, o segundo começou da pior forma possível. Se tinha uma coisa que o torcedor corintiano não esperava, era que o primeiro gol de seu novo está-

Ricardo Leonoro (Cadu) cadu@arquibancadashow.com.br Comentarista/Arquibancada Show

Fazendo história Salve Caros Torcedores ! Ia escrever esta coluna após o jogo do Timão contra o Figueirense na inauguração em jogos oficiais da novíssima e linda arena. Mas falar do jogo e de quem marcou o primeiro gol vocês todos já sabem, então preferi escrever sobre a emoção deste capítulo histórico. Não há palavras que possam expressar a emoção que o Corinthiano sente com a sua nova casa, e podemos sentir isso na pele em nossa visita, a trabalho é claro, no maravilhoso templo Alvi Negro na ultima sexta-feira. Começamos a escrever novas páginas da maravilhosa história do Corinthians, que para terror dos antis, agora com sua casa padrão Fifa, o Timão confirma o que já sabíamos há muito tempo, somos o maior clube do Brasil, pois como time de futebol já éramos desde 1910. Aliás caros leitores, queria ter uma máquina do tempo, e voltar naqueles primeiros dias de setembro de 1910, pra mostrar aos trabalhadores que fundaram o Timão, no que se transformou o time que eles idealizaram. Muito obrigado Joaquim Ambrósio, Antônio Pereira, Anselmo Corrêa, Carlos Silva e aos que contribuíram na ocasião com 20.000 réis e se tornaram sócios fundadores, Alexandre Magnani, Antônio Nunes, César Nunes, Salvador Lopomo, Antônio Vizonne, Emilio Lotito, Jorge Campbell e Miguel Bataglia, que seria o primeiro presidente do Timão. Ah e como esquecer de um importantíssimo personagem dessa história, João Murino que por falta de papel forneceu a palheta onde foi registrada a primeira ata. Vocês, todos trabalhadores, iniciaram ali a maior paixão do mundo, e neste 18 de maio de 2014 , 104 anos depois podemos festejar o início desta fase que será com toda certeza maravilhosa e quase tão importante quanto a que vocês fizeram. Tenho certeza que de onde estejam, estão felizes , sorrindo juntamente com os outros mais de 30 milhões de trabalhadores que como vocês construíram, honraram e continuarão a proclamar e espalhar por todo o planeta o maior amor que já existiu. Eu Te Amo Coringã ! Saudações Corinthianas!

Marcos Ribolli


19 a10 21 de11 maio12 de 2014 | www.esportivotala.com.br 7 8 |9

BRASILEIRÃO: Romildo de Jesus

Palmeiras vence o Vitória fora de casa O Palmeiras venceu mais uma no Brasileiro. O time alviverde bateu o Vitória, por 1 a 0, no Pituaçu, em jogo marcado por erros, chuva forte e futebol decepcionante. Para o Palmeiras, a vitória significa a luta pela parte de cima da tabela, com nove pontos, na sexta posição. O Vitória estacionou nos cinco pontos e é o 14º.

O que rolou

Jogo morno termina com vitória do Palmeiras Vitória e Palmeiras não fizeram uma boa primeira parte. O jogo foi pegado, duro, com poucas chances de gol. O placar mais justo era o 0 a 0 e foi assim para o intervalo. Os donos da casa tiveram a única grande chance, com Marquinhos completando de primeira cruzamento de Nino Paraíba e enviando para fora, raspando a trave. O segundo tempo foi mais agradável. Começou já com

o gol de Marquinhos Gabriel, arriscando de fora da área e contando com sorte no caminho: um desvio tirou o goleiro Wilson do lance. Depois do gol, o Vitória acordou e colocou Fábio a prova. O goleiro, substituto de Fernando Prass, não decepcionou o torcedor alviverde. Primeiro defendeu bomba de Caio. Depois, mostrou firmeza em finalizações de Léo Costa e Marquinhos. O placar ficou no 1 a 0. Fonte: ogol

Marquinhos Gabriel comemora goll pelo Verdão


www.esportivotala.com.br 21 de 6 maio de 2 3 4| 19 a 5 7 2014 8|

www.facebook.com/juventudeparquececap?fref=ts

9 1


19 a 21 12de maio de 2014 | www.esportivotala.com.br 9 10 |11

BRASILEIRÃO:

Ganso define vitória do São Paulo no Maracanã, contra o Flamengo Divulgação

De um lado, um time com pouca qualidade técnica e nenhum entrosamento. Do outro, o São Paulo, de Paulo Henrique Ganso. Ficou com dúvida de quem venceu? Sim, o Tricolor, com dois gols do meia. Com a derrota, o time da Gávea, que volta a jogar diante do Bahia, fica em 16°, enquanto a equipe do Morumbi, que retorna a campo para encarar o Fluminense, sobe para a sexta colocação.

O que rolou

São Paulo aproveita péssimo jogo do Fla A diferença entre as equipes era grande. O Tricolor, apesar de não ter feito uma grande exibição na primeira metade da partida, era superior tecnicamente, era mais organizado em campo e controlava mais o jogo. Vale ressaltar, claro, que ainda era a primeira vez da equipe rubro-negra sob nova direção. Ney Franco resolveu apostar em dois atacantes de área: Alecsandro e Hernane. A bola pouco chegou. Quando chegava na frente, a finalização não era das melhores. O Tricolor se aproveitou da falta de organização do RubroNegro para chegar ao gol ainda na primeira metade. Paulo Henrique Ganso aproveitou boa jogada em velocidade de Osvaldo e recebeu na área para abrir o placar. A obrigação em buscar o jogo, com o revés no marcador, pareceu dificultar ainda mais o time da Gávea. As jogadas não aconteciam e o torcedor queria que o primeiro tempo acabasse logo. Rubro-Negro volta melhor Na volta do intervalo, o time de Ney Franco pareceu bem melhor e, apesar de um vacilo de Felipe no início, que Ganso não conseguiu aproveitar, o jogo se desenvolvia bem. Paulinho e Éverton, com jogadas em velocidade, apareciam bem no ataque e, nos primeiros dez minutos, a equipe criou mais do que o primeiro tempo inteiro. Apesar do bom início, aos poucos, no decorrer da etapa final, o time do Morumbi foi recuperando o jogo e passou a tocar a bola com tranquilidade. Na reta final, o Fla tentou o empate de qualquer maneira, na base da disposição, mas quem voltou a marcar foi Ganso, para definir a vitória são-paulina. Fonte: ogol

Cacá Gouveia

cavgouveia@gmail.com Radialista e Jornalista

Ficou barato! Nosso glorioso SÃO PAULO continua sem derrota no Brasileirão. Ontem, dia 18, vencemos nosso segundo jogo e seguimos firmes na luta pela liderança do campeonato. Pra não dizer que o Flamengo não viu a cor da bola, isso aconteceu no começo do segundo tempo. Só. No mais, o Tricolor dominou a partida e o Ganso – aquele Jornalista lá, que os santistas dizem ser podre – reinou em campo. Dois britânico gols e maestria com dribles e passes. Andrew A atuaçãoJennings do meia foi bem resumida pelo M1to: “O Ganso, quando é competitivo, não há jogador que faça o que ele faz. A bola corre mais fácil, ele faz coisas que os outros não fazem. Ele só tem que ficar ligado os 90 minutos”. O amado clube brasileiro, até que enfim, começa a se parecer um time. Está ficando com cara e forma. Só precisamos, agora, reforçar a zaga – alô Aidar, o Lugano rescindiu o contrato e está livre no mercado. Só ficar ligado e trazer o cara de volta. Não dá pra achar que não precisamos de zagueiro. Esse jogo contra o Flamengo não foi parâmetro. Afinal, não tivemos nenhuma ameaça séria. Mas o histórico do Paulo Miranda depõe contra ele. Mas voltando à partida, nosso ataque trabalhou muito bem. Só não foi melhor porque foram só dois gols. Poderiam ser mais. Ficou barato. Aquela cabeçada do Luis Fabiano, sozinho (finalizando o cruzamento do Osvaldo), que o diga. Aliás, o Cristiano Osvaldo também jogou muito ontem. Agora, que venha o FuminenC, também no Maracanã. Briga direta por melhores posições na tabela. Sou mais nosso glorioso SÃO PAULO. Bom negócio – Considero que a ida do Wellington ao Internacional foi um bom negócio para o SÃO PAULO. Ele é voluntarioso, mas é ruim. E não é pouco. É muito. Tomara que desse empréstimo saia uma negociação definitiva. Vâmo SÃO PAULO!


www.esportivotala.com.br maio 9 de 2014 2 3 4 5 |619 a 21 10 | 7 de 8

Fase de Grupos

11 1


1 12

| 19 a 21 de maio de 2014 | www.esportivotala.com.br

QUE TAL CUIDAR

FELICIDADE

DA SUA

EM UM LUGAR COMPLETO? A ACM / YMCA SÃO PAULO TEM TUDO O QUE VOCÊ PRECISA.

ATIVIDADES PARA TODAS AS IDADES:

ACMSP_MKT_2014

N ATA Ç Ã O G I N Á S T I C A M U S C U L A Ç Ã O C O N D I C I O N A M E N T O F Í S I C O E S P O RT E S D E Q U A D R A HIDROGINÁSTICA I N T E R C Â M B I O V O L U N TA R I A D O BRINQUEDOTECA E MUITO MAIS... ESTE APRESENTE

CIO ANÚN HE UM

AN EEG SCONTO D

ESPECIAL

DE NA COMPRA ÃO. SUA INSCRIÇ

UNIDADE GUARULHOS

RUA ASSIS CHATEAUBRIAND, 205

11 2472 5600 www.acmsaopaulo.org /ymcaacm

@acmsaopaulo

PRATIQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL! SUA MENSALIDADE TRANSFORMA A VIDA DE MILHARES DE PESSOAS.


Esportivo Tala ed42