Page 1

P a m

G o d w i n

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Disponibilização: Eva Tradução: Alexia Revisão: Keira Leitura Final e Formatação:

Eva

Julho/2019

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Uma promessa. Um para sempre. Apenas um olhar e eu já sabia que Cole era meu. Meu rebelde sombrio vestido de couro. Ele é a minha intensa paixão, com um sorriso devastador e toda a sua impulsividade. Quando seu trabalho o envia para outro país, ele promete voltar para mim. Mas essa promessa é destruída de uma maneira que não tem mais volta. Dois anos depois, um arrogante de terno invade minha inconsolável solidão. Com aparência impecável e rude, Trace é tudo o que o Cole não era. No início, era apenas um trabalho que iria resgatar a minha companhia de dança. Mas à medida que ele se intromete na minha vida, a nossa relação hostil evolui. Ele sabe que ainda estou apaixonada por Cole, mas a sua dedicação é minha ruína. Então um momento catastrófico muda tudo. Promessas ressurgem. Mentiras se entrelaçam. E uma decisão difícil destrói o meu mundo. Eu amo dois homens e só posso ter um. A série TANGLED LIES deve ser lida em ordem. One is a Promise Two is a Lie Three is a War

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Dedicatória Para os meus leitores Quando você encontrar o livro que muda o ritmo do seu coração, dance conforme o ritmo. Nunca o deixe ir. Obrigada por ler minhas histórias. Obrigada por recomendá-las a seus amigos. Obrigada por acreditar em mim.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Dangerous Woman by Ariana Grande Cupid Shuffle by Cupid Try by Pink Hips Don't Lie by Shakira Stay by Rihanna We Found Love by Rihanna One More Night by Maroon 5 Down by Marian Hill Talk Dirty by Jason Derulo XO by Beyoncé Criminal by Britney Spears Dancing On My Own by Calum Scott Say You Won't Let Go by James Arthur Close by Nick Jonas & Tove Lo Shape of You by Ed Sheeran Get Lucky by Daft Punk

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Um Dias Atuais

Minhas mãos tremem tanto que o brilho labial escorrega dos meus dedos e faz barulho na pia do banheiro. Droga, a campainha tocará a qualquer segundo e já estou estressada. Entre outras coisas. A horrível sensação faz meu peito estremecer com apreensão, tristeza e culpa. Toda a merda de sempre. Respire, Danni. É só uma noite. Sem expectativas. Sem promessas. Coloco minhas mãos na beira da pia e olho para o meu reflexo em frangalhos. Jesus, eu não estive tão nervosa desde que dancei na festa de Natal do prefeito. Erguendo os braços, cheiro cada axila—úmida e sem cheiro— e ajusto o top do meu vestido maxi sem alças. Estou mostrando muita pele? Olho para baixo. Muito mamilo. Preciso de um sutiã. Mas as alças aparecerão. Vou ter que trocar de vestido. Eu tenho tempo? A campainha toca e o som me atinge diretamente no estômago.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Merda, eu não posso fazer isso. Não estou preparada. Nunca estarei pronta. Eu pego o brilho labial. Pingo em meus lábios, esfrego. Então passo o óleo Nag Champa em meus pulsos e pescoço. Isso terá que servir. Recolho a saia do vestido que vai até o chão, saio do banheiro e paro no saguão quadrado que fica ao lado dos quartos do meu pequeno bangalô de um andar. Fecho a porta do meu quarto à esquerda e deixo minha mão ficar na maçaneta de vidro. Se eu fizer sexo esta noite, não será na cama que eu compartilhei com Cole. No quarto de hóspedes à direita, cabides com collants, tutus e sutiãs de lantejoulas revestem as paredes. Não preciso fechar a porta. Dois degraus me levam até a cozinha e viro para a sala de jantar. Não há mobília aqui, apenas uma moto preta da HarleyDavidson que fica em cima do tapete, no centro. Brilhante e polido como no dia em que a trouxeram, é a única coisa nesta casa que eu mantenho meticulosamente limpo. Saindo do meu devaneio, acaricio o assento de couro macio e respiro em profunda agonia que isso me causa. Sinto tanto sua falta. A aliança de prata no meu dedo reluz na luz fraca da janela. Movo meu braço para trás e tiro o anel de noivado da minha mão esquerda e coloco na direita. É uma das muitas maneiras de me torturar, constantemente mudando a aliança de uma mão para outra, testando minha determinação. Eu deveria parar de usá-la completamente, mas só o pensamento dessa horrível decisão me machuca. Passos de bebê.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Forçando meus pés descalços sobre o piso de madeira marrom, entro na sala de estar e espreito pelo olho mágico na porta da frente. Lá fora, o meu encontro enfia as mãos nos bolsos da frente da calça jeans e olha para cima. Ele está examinando minhas calhas caídas? Se bem me lembro, esse cara instala revestimentos de vinil para viver. Mark Taylor. Ele parece com a foto que minha irmã me mandou. No final da casa dos vinte anos. Rosto liso e sem barba. Lábios finos. Estatura magra. O pôr-do-sol reflete no comprimento da sua mandíbula e por todo seu cabelo, destacando as mechas loiras em relação aos fios castanhos. Ele é bonito o bastante, mas não é o Cole. Pare com isso. Com uma respiração estimulante, coloco um sorriso e abro a porta. “Oi.” Ele enrijece, movendo apenas os olhos no meu corpo enquanto me dá uma checada. “Danni Angelo?” “Esta sou eu.” Recuo e limpo minhas palmas úmidas no vestido. “Entre. Estou quase pronta.” Seus tênis de lona permanecem enraizados na varanda de tijolos. “Uau. Você é...” Ele coloca a mão sobre a boca. “Muito mais bonita em pessoa.” Que foto Bree lhe mostrou? Minha irmã tem sido tão obcecada com minha inexistente vida amorosa que deixei que ela me apresentasse a um dos amigos de seu marido. Não sei nada sobre esse cara. Eu realmente não me importo. Só quero acabar com isso para que ela pare de me incomodar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Quero dizer, sua foto me fez concordar com o encontro imediatamente.” Ele sorri e examina meu corpo novamente, demorando no meu peito. “Mas Danni Angelo em carne e osso é um arraso.” “Obrigada.” Desloco-me desconfortavelmente. Por que ele está olhando meus peitos? Eu mal tenho carne suficiente para segurar o vestido. Certamente nada para ficar babando. Deve ser os mamilos. Uma espiada confirma isso. Ele parece se livrar de seu estupor e entra na sala da frente. Eu torço o anel na minha mão direita enquanto ele observa a lareira de tijolos, o sofá de veludo vermelho, a poltrona laranja e o tapete roxo. Ele vai até a mesa lateral que contém a única moldura com foto que eu não consegui guardar para o encontro de hoje à noite. Olho para a foto com saudade. É minha selfie favorita de Cole e eu, tirada no Busch Stadium há três anos, quando ele me surpreendeu com ingressos para ver os St. Louis Cardinals. “Porra, isso é foda.” Mark se aproxima da sala de jantar. “Hmm?” Empurrando memórias de baseball e Cole, eu caminho atrás dele. Ele circula a motocicleta e levanta uma sobrancelha. “Você sabe como montar isso?” Eu sei como andar na garupa, segurando firmemente o homem que a deixou para trás. “Não.” Eu coloco em minha boca um sorriso. “Apenas guardando para alguém.” Endireito minha espinha e vou em direção ao corredor. “Eu vou pegar uns sapatos e...” “Eu estava pensando...” Ele caminha na minha direção com as mãos nos bolsos. “Talvez pudéssemos ficar aqui? Pedir alguma

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

comida e...” O canto dos lábios dele se curva. “Conhecer um ao outro sem tentar falar sobre o barulho de um bar ou restaurante?” “Oh. Um...” Eu realmente prefiro ficar aqui do que ir a qualquer lugar com um homem que não conheço. Se este encontro for uma merda, seria mais fácil expulsá-lo da minha casa do que tentar pegar uma carona de volta. Além da maneira descarada como ele me verificou, ele parece educado e despretensioso. Mas e se eu estiver perdendo algum tom em sua sugestão? Será que ficar aqui significa que ele espera sexo? Deus, eu preciso disso. Realmente, realmente preciso da sensação dura e consumidora de um homem dentro do meu corpo. Emocionalmente, no entanto, não estou preparada para isso. A ideia de intimidade com qualquer um, menos Cole, parece uma traição. “Foi apenas uma sugestão, Danni.” Seus olhos verdes procuram meu rosto. “Se você preferir...” “Eu não tenho um encontro em três anos.” Toco minha testa corada, amaldiçoando-me por admitir isso em voz alta. “Eu não sabia.” Ele me dá um sorriso gentil. “Eu definitivamente deveria leva-la para fora então.” “Não, não é isso que eu quero dizer.” Eu aliso meus dedos pelo meu cabelo, mantendo a bagunça loira longe do meu rosto. “Estou apenas nervosa e um pouco enferrujada com isso. Ou talvez muito enferrujada. Como é que isso funciona? O sexo é esperado em um primeiro encontro?” Ele engasga e cobre seu sorriso chocado com o copo em sua mão. Então modera sua voz e esconde sua expressão. “Você é bem honesta, hein?” “Foi o que me disseram. Você quer uma cerveja?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Certo.” Ele me segue até a cozinha. “Para responder sua pergunta, não estou esperando sexo esta noite. Mas eu não vou mentir. Eu estou loucamente atraído por você.” Com a cabeça na geladeira, olho por cima do ombro e o pego olhando a minha bunda meio segundo antes que ele desvie o olhar. Isso não me incomoda. Eu trabalho duro para manter meu corpo em forma, e é bom ser apreciada. Eu entrego a ele uma Bud Light e abro uma para mim. “Há um lugar aconchegante para sentar lá atrás. Cerveja e conversa sem o barulho. Eu posso pedir pizza. Nenhuma promessa de sexo. Parece bom?” “Perfeito.” Agarrando meu telefone, eu o guio através da passagem estreita entre os balcões paralelos da cozinha e vou em direção à porta do outro lado. “Amo o estilo daqui.” Ele desliza os dedos no fogão verde e se vira para ver os armários verdes retrô, os azulejos verdes e o papel de parede amarelo. Cinco anos atrás, comprei a casa de uma senhora que não tinha reformado desde os anos setenta. Cada cômodo, eu lentamente fui modificando, mas fiquei sem dinheiro para cuidar da cozinha e do banheiro. Porém, acabei gostando do verde vintage em ambos os cômodos. “Eu gosto também.” Seguro a porta para ele e caminho para os fundos da casa. Há muito tempo, este era o meu lugar favorito. Os espelhos vão do chão ao teto, as barras de balé na parede e o piso de madeira envernizada foram instalados durante o ano mais feliz da minha vida, cada parafuso e suporte foram colocados pelas mãos mais fortes e amorosas que já conheci.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Mark engole um pouco de cerveja e olha em volta. “Então é aqui que a mágica acontece?” Muita mágica aconteceu aqui, mas isso foi antes de todo o meu mundo ser arrancado. “Eu dirijo uma academia de dança fora daqui.” Cole fez amor comigo com ternura, brutalmente, ofegando e gemendo em cada centímetro desse espaço. Agora, os rangidos no chão, os arranhões na madeira, o buraco quebrado em um dos espelhos, cada eco e poeira é uma memória dolorosa cavando a ferida dentro de mim. Nos piores dias, é impossível entrar aqui sem sentir muita dor. Esta noite, eu me sinto... perdida. “Sem chance.” A atenção de Mark se concentra no poste na extremidade do quarto. “Você tem que dançar para mim.” “Eu prefiro não fazer isso.” Eu não toquei nesse poste em três anos. “Por favor?” Seu sorriso se curva com ideias obscenas enquanto sua língua escorrega para molhar seu lábio inferior. “Você sabe que eu não sou uma stripper, certo?” “Seu perfil diz que você é uma instrutora de dança, mas não diz que tipo de dança.” Ele caminha em direção ao poste e dá um aperto, testando sua firmeza. “Isto é um poste de stripper.” “Odeio arruinar sua fantasia, mas eu ensino dança de salão, jazz, balé e cardio.” Eu também faço dança do ventre duas vezes por semana em Bissara, um restaurante local marroquino. Mas não vou contar a Mark e dar a ele uma razão para começar a comer pastilla nas noites do fim de semana. Especialmente porque não sei como este encontro vai acabar. “Minhas aulas exigem roupas.” Eu me viro para o espelho mais próximo e corrijo minha postura. Mesmo quando não estou

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

dançando, tenho consciência de boa postura e alinhamento corporal. Uma compulsão que todo dançarino tem. “O poste é para tonificação muscular.” Não é mentira, mas também não é a verdade completa. Eu tenho um poste de stripper na minha casa porque Cole era um pervertido da melhor maneira possível. Uma dor indesejada estremece dentro de mim. “Por aqui.” Abro a porta dos fundos e entro no quintal que se estende pela lateral da minha casa. Mark se junta a mim do lado de fora e acena com a cabeça para o conversível amarelo MG Midget estacionado a poucos metros de distância. “Qual é o ano?” “1974” Eu arrumo meu cabelo devido a brisa suave, saboreando o calor do final da primavera. “Chega a ser bom o suficiente para abaixar a capota.” Dirigir com o vento no rosto nunca envelhece. Eu adoro quase tanto quanto andar na traseira de uma motocicleta. Ele anda ao longo do caminho sinuoso de tijolos até os móveis de ferro estofados. Um enorme carvalho de cem anos de idade fica no centro do pequeno quintal, cobrindo a área de estar com galhos grossos de folhagem. “Há quanto tempo você o possui?” Seu olhar vagueia sobre o carro enquanto ele se reclina no sofá. “Está em ótimo estado.” “Comprei no meu último ano na Universidade de Washington.” Sento ao lado dele, embalando a cerveja em minhas mãos e lutando contra a ansiedade em minha barriga. “Você foi para WashU?” “Sim. Dança por quatro anos. Eu tinha vinte e dois anos quando comprei o Midget. Então eu comprei... há seis anos. Eu

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

substituí quase tudo nele apenas para mantê-lo funcionando. Os invernos do meio-oeste corroem o trem de pouso, mas não consigo vende-lo.” Eu não posso pagar um carro novo. Não que eu me importe. O Midget me leva onde preciso ir, então está tudo bem. “Você sempre morou em St. Louis?” Ele pergunta. “Sim. Minha irmã mora com o marido e a filha a dez minutos de distância. Meus pais se mudaram para a Flórida há alguns anos. Você?” “Nascido e criado aqui. Muita família está espalhada pela cidade.” Entramos em conversas amistosas, pedimos pizza e acabamos com mais cervejas. Perdi a noção do quanto bebi, mas sei que excedi meu limite quando meus nervos e inibições me fazem sentir as pernas pesadas e pele corada. Ele é fácil de conversar, tem um sorriso atraente e a cerveja tem um sabor melhor do que senti há muito tempo. Ao longo da próxima hora, ele se aproxima cada vez mais. Então encosta suas coxas quentes e duras contra as minhas. “Isso é patchouli?” Seu nariz roça a junção entre meu pescoço e ombro. “Nag Champa.” Minha cabeça inclina para trás, e sinto arrepios com a sua respiração sobre a minha pele. “Seu cheiro é tão bom. Intoxicante.” Dedos longos roçam minha clavícula. “Tão doce e sexy.” Ele toca a cavidade da minha garganta. “Incrivelmente bonita.” Seu outro braço desliza ao longo das costas do sofá, enganchando em volta dos meus ombros. “Eu quero beijar você.” Na escuridão da noite, embalada pelo zumbido dos insetos e pelos efeitos entorpecedores do álcool, também quero isso.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Virando a cabeça, eu paro com a minha boca bem perto da dele, mas não tenho coragem de fechar a lacuna. Está tão escuro que seu rosto é uma sombra indescritível. Ele poderia ser qualquer um. Ele poderia ser Cole, mesmo que apenas por um breve beijo. Eu separo meus lábios, respiro acelerado e ele mergulha. Um toque de lábios. Uma mão no meu cabelo. Dedos enrolando no meu pescoço. Eu fico quieta, olhos fechados, e imagino músculos tatuados e um sorriso perigoso. Mark puxa uma respiração instável e traça sua língua ao longo do interior do meu lábio inferior. Um toque cuidadoso, hesitante e indagador. Nada como o Cole. “Você pode me beijar mais forte” eu sussurro. “Profundo.” Ele se aproxima mais, inclinando-se sobre mim e mergulhando a língua dentro da minha boca. Rolando minha língua com a dele, tento me render a invasão, mas a mecânica parece errada, como se eu estivesse liderando em vez de seguir, esforçando-me em vez de deixar ir. Ele não tem o gosto certo. Seus lábios são muito maleáveis e finos. Sua mandíbula é pontuda demais, seus ombros são magros sob minhas mãos. Eu continuo fingindo que sua boca não está acumulando saliva, na esperança de cair em um ritmo irracional. Essa esperança é frustrada no momento em que ele empurra a mão entre as minhas pernas, protegida apenas pela saia longa do meu vestido. Eu nunca fui uma puritana, mas me lembro por que a dúzia de amantes que eu tive antes de Cole nunca durou. Sedução é tudo, e Cole sabia como me violentar só com um único olhar. Então ele me abandonou.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Preciso superar ele. Eu sei disso e, para isso, preciso esquecer os sentimentalismos e apenas fazer sexo. Não precisa ser ótimo. Não precisa nem ser bom. Eu só preciso fazer isso já. Então eu deixo Mark cutucar e cavar minha virilha através das dobras do vestido, mentalmente incitando meu corpo a jogar junto. Dez minutos de beijos desleixados e desajeitados, e minha buceta ainda está tão seca e fria quanto meu estado emocional. É impressão minha? Estou tão confusa que encontrarei mil falhas em cada homem com quem tento estar? Eu interrompo o beijo e pressiono meus lábios no ombro de Mark, discretamente limpando seu cuspe. “Eu vou pegar outra cerveja. Quer uma?” “Ok.” Ele deve pensar que eu não posso vê-lo ajustando seu pau no escuro, porque ele faz isso com um puxão de uma maneira não-sexy. Deslizo meu telefone da mesa de café e faço a minha fuga para dentro. Quando chego à cozinha, ligo para Bree. Minha irmã responde no primeiro toque. “Você deveria estar em um encontro.” “Não está funcionando.” “Qual parte?” “Tudo isso. Ele é legal, mas não sinto nada.” Seu suspiro atravessa pelo telefone. “Você o conhece há dez minutos.” “Duas horas. Não há química. Sem faíscas. Nada. Nada.” “Dê a ele uma chance.” Algo cai no fundo e ela abafa o altofalante através de seu grito. “Anjo, eu lhe disse para não tocar

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

nisso!” Ruídos de farfalhar arranham o telefone. “Danni, olhe, tente ter uma mente aberta, ok? Essas coisas levam tempo.” “Levou apenas uma fração de segundo com...” “Se você disser o nome dele, então que Deus me ajude.” “Estou tentando, Bree.” Eu apoio meus cotovelos no balcão da cozinha e movo meu anel de noivado de volta para a minha mão esquerda, onde ele pertence. “Esse cara... ele não é certo para mim.” “Você está atraída por ele?” “Ele é fofo.” “Então ele é fofo e legal. Deixe-o usar essas características para limpar a poeira da sua vagina.” Eu aperto meu nariz. “Eu não entendo como você dá aulas para alunos da primeira série com essa boca.” “Estou cuidando de você, Danni. Basta pensar em todos os orgasmos que você pode ter sem se preocupar com as baterias. Lembra-se de como é isso?” "Sim.” Eu me lembro, com desejo doce e agonizante. “Então vá pular em um pau.” Ela desliga. Quero morrer. Nesse ritmo, vou morrer sozinha, esperando por um homem que nunca vai voltar. Solto uma respiração exasperada. É só sexo. Ou não sexo. De qualquer forma, sair com Mark é o oposto de sozinha. Eu preciso disso. Depois de mais alguns minutos de hesitação, volto ao quintal com o coração disparado no peito.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você esqueceu as cervejas.” Sua silhueta esbelta vagueia em minha direção. Merda. Minha mente está tão confusa que nem consigo pensar em uma desculpa. Ele se vira ao meu redor para olhar a entrada da rua. “Você está esperando alguém?” “Não.” Eu me junto a ele no lado da casa e olho para o sedan de luxo estacionado no meio-fio. A porta dos fundos do misterioso carro se abre e uma mulher sai. Seus calcanhares se voltam para nós e clicam ao longo do caminho, soando conforme seu avanço. Ela está perdida? Está muito escuro para ver suas feições, mas ela passará por baixo do sensor de movimento instalado em três, dois... O holofote ilumina sua estrutura alta e esbelta. Cabelos castanhos escuros varrem um coque baixo. Vestido preto sem mangas, pele dourada impecável, maquiagem pesada. Uma expressão vazia em um rosto que eu nunca vi antes. “Senhorita Angelo?” Ela faz uma pausa ao alcance do braço. “Sim?” Com vinte ou trinta e poucos anos, ela ergue o nariz com um ar arrogante. Tão bonita como ela é, provavelmente está acostumada com as pessoas olhando para ela. “Sou Marlo Vogt, representante do Regal Arch Casino e Hotel.” Ela aperta minha mão com dedos moles. “Sr. Savoy gostaria de se encontrar com você.” “Eu não sei quem é.” “Ele é dono do cassino.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O dono? Do maior cassino do centro-oeste? Meu queixo cai. “Por que ele quer se encontrar comigo?” “Ele quer discutir” seu olhar afiado passa sobre meu corpo “seus serviços.” Meus pelos se arrepiam. “Se ele quer aulas de dança, pode marcar um encontro...” “Ele está esperando.” “Ele o quê?” Meus olhos se arregalam. “Ele quer se encontrar agora?” “Estou aqui para acompanhá-la ao cassino.” Tudo dentro de mim se rebela contra sua prepotência. “Ele pode marcar uma consulta como todo mundo.” Cruzo meus braços sobre o peito. “Eu tenho planos esta noite.” Marlo lança um olhar desinteressado para Mark, que observa a interação com uma sobrancelha arqueada. “Sr. Savoy é um homem ocupado” ela diz em um tom entediado. “A oferta é agora.” Eu não posso me dar ao luxo de recusar um emprego. Eu mal estou mantendo minha companhia de dança flutuando e aulas particulares de dança são uma maneira fácil de trazer dinheiro. Mas não vou instruir alguém que espera que eu largue tudo em um estalar dos dedos dele. “Envie minhas condolências ao Sr. Savoy.” Eu aperto a mão de Mark. “Se ele está interessado em meus serviços, sou listada na Danni's Dance Company na Internet.” Eu me viro e deixo-a olhando para mim. Mark me segue de volta para o sofá atrás da casa. “Isso foi estranho, hein?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Muito estranho.” Sento ao lado dele, imaginando quanto dinheiro acabei de recusar. “A maior parte do meu negócio são aulas particulares de salão. Velhos ricos. Casais procurando apimentar seu casamento. Eu realmente poderia usar o dinheiro, mas isso foi... eu nunca tive alguém aparecendo na minha casa assim.” Meu estômago dá um nó. “Meu endereço não está listado publicamente.” “Ele é dono das propriedades do Regal Arch. Se um homem rico quiser contratar você, ele pode descobrir facilmente onde você mora.” Ele descansa a mão no meu joelho. “Você nunca o conheceu?” “Não que eu saiba. Você já?” “Eu já ouvi falar.” Passos ecoam ao longo da entrada de carros, o som sapatos de sola macia se aproximando. Eu não ouvi Marlo ir embora e estupidamente me pergunto se ela mudou de posição. Permaneço do mesmo jeito enquanto o invasor contorna o canto de trás da minha casa e minha respiração para. Um homem alto e imponente de terno entra no caminho de tijolos, iluminado pelo refletor. Ombros para trás e mãos para baixo, ele é uma coluna carrancuda de intimidação. É este o Sr. Savoy? Ele estava no carro o tempo todo? Por que meu coração está batendo tão freneticamente? Eu sou instantaneamente atraída por ele, pelo jeito que ele faz uma pausa na beira da luz sem falar. A maneira como ele abaixa o queixo e levanta apenas o olhar para me olhar diretamente nos olhos. A maneira como sua expressão severa não se contorce, não expondo nenhuma sugestão de emoção ou intenção. Meus pés se movem cautelosamente, como se comandados por seu foco constante. Como se estivesse reunindo cada molécula

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

no ar, evocando toda a energia de todos os seres vivos ao seu redor, exigindo a atenção do mundo apenas pela presença de seu domínio. Seu cabelo loiro está penteado com perfeição, alongado em cima, emoldurado pelos lados. Sua pele clara, queixo esculpido, lábios carnudos e testa severa trabalham juntos para formar uma carranca irresistível. Como posso estar atraída por uma carranca está além de mim, mas isso me desperta alguma coisa. Algo primal, dolorido e muito solitário. Eu passo a centímetros dele e inclino minha cabeça para cima. Puta merda, ele é pelo menos trinta centímetros mais alto que o meu um metro e sessenta e cinco de altura. Mais de um metro e oitenta de um lindo deus nórdico sob medida. É como se o terno fosse ajustado para enfatizar as linhas duras de suas pernas, o corte de coxas tonificadas, a protuberância considerável de sua virilha e a largura de seu peito. Tudo isso me acorda de um sono nebuloso e fantasmagórico. Piscando uma vez, duas vezes, levanto a cabeça para olhar para o rosto dele. Olhos azuis cristalinos. Meu estômago irrompe em uma onda de tremores. Meu Deus, conheço esses olhos. Eu enrolo meus dedos contra os tijolos enquanto excitação e ansiedade explode através dos meus nervos. Há algo nesse olhar, algo nessas piscinas azuis que me conhecem também. Mas como? Onde eu o conheci? Uma voz pigarreia atrás de mim e minha coluna fica rígida. Merda. Mark. Eu dou um sorriso de desculpas por cima do ombro e volto a olhar para o físico esculpido sob a camisa branca. Com a gravata

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

prateada solta e os primeiros botões abertos, há uma linda extensão de pescoço forte e peitorais sem pelos expostos. Não que eu esteja olhando. “De onde eu te conheço?” Eu levanto meus olhos para o azul gelado dele. “Todo mundo me conhece.” Ele oferece uma mão grande. “Trace Savoy.” O dono do cassino. “Nunca fui ao seu cassino.” Coloco minha palma na sua e engulo com a eletricidade percorrendo meu braço. “Eu não sei como...” Minha voz vacila enquanto me recordo. Sala de jantar lotada em Bissara. Terno escuro. Olhos azuis. Ele me assistiu dançar a dança do ventre no restaurante. “Você gosta de comida marroquina?” Deslizo minha mão e flexiono meus dedos ao meu lado. “Gosto.” Sua carranca se aprofunda e isso o deixa ainda mais sexy, se é que isso é possível. “Eu comprei o Bissara.” “Quando? Por que não fui notificada?” “Sou o dono desde esta manhã. Quero discutir seu emprego no cassino.” Eu balanço minha cabeça, confusa. “Eu não trabalho no cassino.” “Você irá. Vamos terminar esta conversa no meu escritório.” Ele olha para os meus pés descalços. “Coloque alguns sapatos.” Sacudindo o pulso, ele olha para o relógio. Colocando as mãos atrás dele. “Não me deixe esperando.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Dois Dias Atuais

Não o deixe esperando? Uma onda de raiva me faz estremecer por dentro, mas não posso me dar ao luxo de explodir e arriscar perder o contrato de dança do ventre. Com uma respiração tranquila, levanto meu queixo. “Vou me encontrar com você, Sr. Savoy...” “É Trace.” “...em um horário e local agendados.” Eu me sinto tão pequena sob sua estatura assustadoramente alta que estou tentada a levantar na ponta dos pés para competir melhor com seu olhar severo. “Talvez eu não tenha sido claro.” Sua cabeça se inclina, com uma expressão de pedra. Como uma estátua de mármore. “Você trabalha para mim agora e eu exijo sua presença no meu escritório.” Eu apoio meus pulsos nos meus quadris. Trace pode ter comprado o restaurante que eu danço, mas trabalho para mim

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

mesma. Ele pode pegar o seu modo exagerado de superioridade e enfiar no rabo. “Olá, sou Mark Taylor.” Meu encontro estende a mão para meu visitante indesejado. Trace olha para Mark, em uma avaliação de milissegundos e o ignora, antes de voltar para mim. “Diga boa noite para o seu amigo, Danni.” Eu solto uma risada chocada. “Não me diga o que fazer.” Você é insanamente bonito, arrogante Troglodita. Santa misericórdia, por que seu jeito mandão me excita tanto? A intensidade do seu contato visual me suga em um redemoinho. Não é como os olhares rápidos que troco com os homens que passo pela rua. Esse vai além de qualquer um daqueles longos segundos de olhar compartilhado entre estranhos. Isto é diálogo sem palavras. Assimilar sem expressar. Preliminares sem nenhum toque. Eu o sinto em lugares que não são tocados por um homem há anos. “Eu possuo uma empresa de revestimento de vinil.” Mark puxa um cartão de visita de sua carteira e o oferece a Trace. “Nós fazemos trabalhos comerciais, por isso, se estiver procurando renovar qualquer uma das suas propriedades, eu adoraria trabalhar com você.” Eu fico boquiaberta com ele. Será que ele seriamente apenas transformou isso em uma oportunidade de negócio? Se Cole estivesse aqui, teria colocado Trace para fora da minha propriedade com vapor saindo de suas orelhas. Não que eu espere uma reação aquecida de Mark, mas um ‘Ei cara, ela está passando a noite comigo’ daria-lhe talvez uma chance para um segundo encontro. Trace coloca no bolso o cartão de visita e Mark sorri como se tivesse ganho na loteria. Ambos podem ir para o inferno.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Mark, odeio terminar a noite mais cedo.” A mentira tem um gosto doce de alívio. “Mas eu preciso lidar com isso.” “Não se preocupe. Tenho que acordar cedo de qualquer maneira. Eu te ligo, ok?” Ele se inclina para me beijar e eu viro minha cabeça, deixando seus lábios roçarem minha têmpora. Enquanto o vejo andando em direção a sua caminhonete, a potência do olhar de Trace sequestra meu desejo traidor. Ele olha para mim como se tivesse acabado de me reivindicar e Deus me ajude, esse pensamento desperta uma necessidade tão profunda dentro de mim que é preciso todas as minhas forças para não me render a ela. Calor formiga nas minhas bochechas, pulsa nos meus seios e incha entre as minhas pernas. Meus pulmões se esforçam e uma leve carícia varre minha pele. Eu imagino seus lábios descendo pelo meu pescoço e beliscando a curva do meu ombro. Sua respiração seria constante, paciente, pairando sobre o ponto de pulsação na minha garganta e me eletrificando com desejo. Eu não seria capaz de me impedir de agarrar seu cabelo loiro perfeito e levar sua boca ao meu peito, onde meus mamilos agora estão se apertando e latejando sob o tecido fino. Meu coração bate contra as minhas costelas, levantando a poeira da emoção abandonada. Eu quero ter isso... essa possibilidade louca. Mas se o meu trabalho vai ficar emaranhado com ele, não posso. Eu nem o conheço, pelo amor de Deus. Quando Mark se afasta do meio-fio, eu vou em direção à porta dos fundos e acelero meus passos ao som de pisadas atrás de mim. “Você não vai ver aquele idiota novamente.” Sua voz sedosa beija minha espinha.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Isso é exatamente o que Cole teria dito e a possessividade familiar balança meus joelhos. Corro para dentro da casa e giro na porta, forçando-me a olhar para os olhos penetrantes e intrusivos. “Minha companhia de dança está listada online, junto com meu número de telefone. Boa noite, Sr. Savoy.” Fecho a porta dos fundos em sua bela expressão pensativa e tranco. “Porra, isso foi... só... porra." Encosto minhas costas contra a parede, grata por não haver janelas na sala de dança. Porque os olhos dele... Santo inferno, ele tem esse olhar. O que faz meu sangue correr tão quente que tudo dentro de mim derrete e treme. É o mesmo olhar que Cole me deu no dia em que nos conhecemos. O olhar de você é minha, e não há uma maldita coisa que você pode fazer sobre isso, o olhar que me possuía imediata e completamente. Arrepios suaves passam por mim enquanto vou para o quarto. Eu considero ligar para Bree, mas esperarei até amanhecer. Conversas sobre Trace serão melhores com uma cabeça clara. Do jeito que está, estou me afogando em uma confusão de emoções sem sentido e conflitantes. Faz tanto tempo desde que fui afetada por um homem, que eu questiono se isso é minha imaginação desesperada. Depois da sessão de despedida sem brilho com Mark, qualquer um poderia ter passado pela minha garagem e capturado minha atenção. Mas Trace não é apenas qualquer um. Ele é a personificação do poder eloquente, riqueza, intimidação e mistério. Um chefão moderno e seguro de si, comandando, conquistando e por um momento debilitante, sua mira estava em mim. Jesus, o que estou fazendo? Ele provavelmente olha para todas as mulheres com o mesmo foco ardente, e agora, ele está indo embora com Marlo Vogt, sua linda funcionária. Ele poderia estar levando-a de volta para casa neste exato segundo com a mão entre suas pernas e seu nome sussurrado em seus lábios pintados.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Deletando essas imagens, visto uma camisola roxa e calças de pijama de algodão com bolinhas pretas e brancas. Então vou para a cozinha, amarrando meu cabelo loiro bagunçado em um coque na minha cabeça. Eu preciso de algo que tranquilize meu cérebro e me coloque para dormir. Uma garrafa cheia de vinho Riesling deve resolver. Enchendo o meu maior copo de vinho até a borda, engulo a metade e levo de volta para o quarto. Ao passar pelo corredor, algo se move na minha visão periférica além da sala de jantar. Giro em direção a ela e minha linha de visão se concentra na sala de estar e no homem arrogante de terno reclinado no sofá. Um grito congela na minha garganta. “O que você está fazendo na minha casa?” Eu corro em direção a Trace, derramando o vinho na minha corrida louca. Ele olha para a moldura da foto em sua mão. “Se você está comprometida com esse, o que você estava fazendo sozinha com um idiota?” Sozinha? “Mark não estaria sozinho agora se você não tivesse aparecido. E o que lhe dá a impressão de que estou noiva...?” Seguindo seu olhar para o anel de noivado na minha mão esquerda, eu enrolo meus dedos. “Você está o traindo?” Ele estreita os olhos para mim. “Não.” Meu estômago dá um nó com uma culpa irracional. “Como você chegou aqui?” “A trava pesada na porta da frente é inútil quando está destrancada. Uma pequena mulher que vive sozinha nunca deveria...” “Eu não estou desamparada.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Nunca deixe sua porta destrancada.” Ele se senta de frente, com os olhos piscando em chamas azuis. “Como você pode ser tão descuidada?” Minhas narinas se abrem. “Uma porta destrancada não é um convite para entrar.” Essa conversa é irritantemente familiar. Eu preciso parar de comparar caras com o Cole, mas sério, o Cole chutava minha bunda toda vez que eu esquecia de me trancar. Trace segura a foto. “O que seu noivo pensaria sobre o idiota com quem você esteve hoje à noite?” Ele teria esmagado o rosto de Mark por mil razões, mas em primeiro lugar por me deixar desprotegida com um invasor usando um terno—Viking. Arranco a moldura da mão dele e a devolvo para a mesa lateral. “E invadir é um hábito para você?” “Não. Também não tenho o hábito de esperar.” Olhos azuis gelados percorrem meus pijamas e ficam aguçados quando alcançam meus pés descalços. “Eu lhe disse para colocar sapatos.” “Hum.” Eu descanso a mão no meu quadril inclinado e tomo um gole do vinho, observando-o sobre a borda do copo. “Eu não estou indo a lugar nenhum.” Ele toca na tela em seu telefone e o coloca no ouvido. “Leve Marlo de volta ao cassino e retorne para mim.” Do lado de fora, um motor ruge para a vida e imagens de Trace indo para casa com Marlo vaporizam. Eu escondo meu sorriso estúpido por trás do copo de vinho. Ele coloca o telefone no bolso com graça controlada em seus movimentos, em desacordo com o músculo esticando os ombros do paletó. Ele é todo forte e musculoso em um pacote pretensioso. O

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

que eu não daria para desembrulhá-lo e descobrir exatamente o que ele está escondendo sob aquelas roupas sob medida. Suas pernas estão abertas, ocupando espaço como se fosse o dono, com os joelhos roçando a mesa de café. Neste ponto, uma mulher normal teria alcançado o telefone e discado 911. Eu considero fazer isso, por meio segundo, mas decido lidar com ele do meu jeito. Fui chamada de imprudente, sem vergonha, audaciosa e até ingênua, mas acho que os que acham isso vivem com medo e paranoia. Eu prefiro ver as coisas com otimismo e de mente aberta. Trace Savoy, em seu terno chique e com motorista pessoal, não está aqui para transformar minha vida em um filme de terror. Ele não vai me esfaquear, roubar ou me amarrar em uma cabana abandonada. Qualquer outra coisa, eu posso lidar. Especialmente com a coragem líquida correndo pelo meu sangue. É por isso que eu não hesito em pisar entre aquelas coxas musculosas e sentar na beira da mesa, colocando minhas pernas entre as suas. Eu não espero que ele se afaste e ele não me desaponta. Ele se inclina para a frente na cintura com as mãos cruzadas entre nós, fazendo-me mergulhar nos infinitos oceanos de seus olhos antes de baixar o olhar para os meus lábios. “Você vai me oferecer uma bebida?” “Não.” Eu me inclino mais perto, a um beijo de distância. “Por que você está aqui?” Sua carranca se intensifica. “Eu já te disse.” “Sua boca diz uma coisa, mas seus olhos dizem outra.” O ar se agita ao nosso redor com pura turbulência e eu me glorifico nele, inspirando profundamente. Eu nunca pensei que sentiria esse sentimento novamente — a emoção febril na minha

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

barriga, a luxúria pulsante entre as minhas pernas, a esperança imprudente florescendo no meu peito. Seus lábios se separam. Os ângulos de seu rosto suavizam e algo passa por seu olhar. Algo que ele não quer me dar, porque desaparece com uma piscadela lenta, substituída por uma expressão intransigente e tranquila em sua carranca. “Estou fechando o Bissara e reabrirei no cassino.” Ele remove um papel dobrado do bolso interno do paletó. “O que?” Endireito-me e coloco o copo na mesa ao lado do meu quadril. “E os funcionários?” “A maioria dos empregos serão oferecidos no novo local. Incluindo você.” Ele me entrega a papelada. “Estes são os termos do seu emprego.” Pelos próximos minutos, leio o contrato de várias páginas. Eu só danço em Bissara duas vezes por semana, mas de acordo com isso, ele está triplicando meu salário por hora? Eu estou tonta até chegar à seção sobre o meu horário requerido. “Cinco noites por semana? De jeito nenhum. Eu dou aulas de dança em...” “Você mal consegue se sustentar com essas aulas.” Ele encara com seu olhar arrogante a minha mobília de brechó e os assoalhos de madeira arranhados. “Estou oferecendo a você uma oportunidade de ganhar uma vida mais confortável.” “Eu tenho me sustentado por anos. É o que as pessoas fazem.” Irritação aquece minhas bochechas e de repente desejo que eu não estivesse sentada tão perto dele. “Eu acho que o seu nível de conforto parece muito diferente do meu, Sr. Savoy.” “Trace.” “Todos os seus funcionários se referem a você pelo primeiro nome?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Ninguém.” Apenas seus lábios se movem, seus olhos estão firmes como sempre, perfurando os meus. “Você trata seus funcionários com visitas pessoais às suas casas?” “Não.” Ele resmunga. Dobro o contrato, coloco-o de lado e me inclino, ficando tão perto da menta presente em sua respiração que formiga meus lábios. “Eu vou perguntar de novo. Por que você está aqui?” Um músculo flexiona sua mandíbula. É a única resposta que ele dá. “Ok, vou tentar responder.” Deslizo meus dedos sob sua gravata prateada, acariciando a seda fina. “Você me assistiu dançar em Bissara. Você gostou do que viu. Talvez você imagine que uma mulher que gire seus quadris assim é fácil. Ou talvez isso não importe, porque o poderoso Trace Savoy sempre consegue o que quer.” Eu dou uma puxada na gravata que não o move. “Você veio aqui para mim e não tem nada a ver com esse contrato.” Ele agarra a seda acima dos meus dedos e a puxa. Puxa, puxa, puxa, até escorregar da minha mão. “Acho seu atrevimento desanimador.” Meu pescoço fica tenso. “Eu poderia dizer a mesma coisa sobre o seu olhar de foda-me com os olhos.” “Foda-me com os olhos.” Sua voz profunda e imperturbável me rodeia em uma névoa esfumaçada. “É uma conversa curiosa para alguém que usa um anel de noivado.” Pressiono meu polegar contra a aliança prateada e imagino a mulher que eu costumava ser. De espírito livre, feliz e atrevida como o inferno. Ela está enrolada em posição fetal durante muito tempo. “Eu não estou mais noiva.” Eu evito seu olhar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Então ele é tão idiota como aquele que estava com você esta noite.” A necessidade de defender Cole enche meu interior como uma brasa quente. “Talvez eu seja uma cadela chata e o tenha levado a ir embora.” “Agora eu sei que você está mentindo.” Ele coloca uma mecha solta de cabelo atrás da minha orelha, fazendo minha respiração oscilar. “Você, minha pequena dançarina, é um sonho erótico mergulhado no mel mais doce. Um homem só precisa olhar para você para se tornar ferozmente protetor do seu sorriso.” Seu dedo traça o meu lábio inferior. “De cada uma das suas curvas flexíveis.” Ele percorre o caminho do meu decote. “E de cada delicioso tremor.” Ele se levanta do sofá para se curvar sobre mim, forçandome para trás com sua estrutura grande. Minha coluna pressiona contra a mesa de café e aperto minhas pernas juntas entre o V de suas pernas. Nenhuma parte dele me toca, mas ele não precisa. Seus olhos são suficientes para aumentar meus batimentos e mergulhar meus sentidos em uma desorientação delirante. “Eu assisti você dançar.” Ele se inclina para mais perto, os braços apoiados em ambos os lados da minha cabeça com a gravata de seda balançando em uma carícia provocante em toda a minha barriga exposta. “Eu memorizei cada deslize e impulso de seus quadris, os movimentos sensuais de seus braços, os movimentos de flerte de sua cabeça e a flexibilidade ilimitada de sua espinha. Você é uma junção de carne e músculo de sexo. Cada tremor de quadril, o balanço de suas coxas e o saltar de seus peitos pequenos instala pensamentos obscenos na cabeça de um homem. Dá agua na boca, então ele quer mais para beber. Suas calças ficam muito apertadas, então ele permanece na mesa, escondendo a evidência inchada das suas intenções. Ele fica com fome, com muita fome, ele fica, assiste e come.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Minhas entranhas vibram com a cadência aveludada de seu timbre, cada palavra se mexendo, seduzindo, deixando-me impotente. O cheiro de sua pele inunda meus pulmões, sufocandome em uma névoa perversa de loção pós-barba e masculinidade. Não me lembro da última vez que estive excitada. Estou tão molhada que minha calça de pijama gruda nas minhas coxas. A dor entre as minhas pernas é insuportável e minha voz é um caso perdido sob os rápidos suspiros da minha respiração. Eu quero esse homem. Esta noite. Agora mesmo. Eu perdi minha maldita mente? Por mais que tente, não posso racionalizar minha reação a ele. Apenas algumas horas atrás, eu não estava preparada para dar esse salto assustador com ninguém. Agora estou arqueando as costas e ofegando como uma vadia? “O que estamos fazendo, Trace?” Eu prendo a respiração enquanto ele provoca com seu nariz o meu pescoço, ao longo da minha clavícula e através do topo da camisola onde o algodão encontra a pele trêmula. Ele me estuda com tanta concentração que parece que ele pode ver através das minhas roupas, do meu corpo, para examinar meus mais profundos desejos. “Estamos finalizando a entrevista.” Entrevista? Meu estômago endurece e empurro seu peito. “O que isso significa?” Ele não se move contra a minha mão, sua voz vazia de emoção. “Você é uma aquisição. Uma que me dará muito dinheiro.” Sua cabeça se inclina ligeiramente. “Não fique tão surpresa. Você não estava ouvindo nada do que eu disse?” Ele pede mais para beber... ele permanece na mesa ... ele assiste e come. A realização despeja água fria em minha excitação. Trace não estava se referindo a si mesmo. Ele estava falando sobre os clientes no restaurante.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele se recosta no sofá, ajustando o paletó com indiferença aos seus quadris estreitos como se seu pênis não estivesse forçando o tecido brilhante de sua calça. “Se você está aqui estritamente a negócios...” Cambaleio para fora da mesa de café e fico no lado oposto. “Explique isso.” Aponto para a ereção dele. “Ganhar dinheiro deixa meu pau duro.” De onde veio esse idiota com um coração em uma lata? Eu me sinto como uma estúpida. Como eu me derreti sob suas manipulações tão facilmente? Sou realmente tão ingênua? E por que acha que ganharei dinheiro para ele? Eu não sou ninguém. Minha rotina de dança do ventre ganha boas gorjetas, mas é apenas um ambiente, muito comum com uma banda de mariachi em um restaurante mexicano. “Estou confusa.” Ando pela sala de estar. “Os clientes podem desfrutar da minha rotina de dança, mas eles vêm para a comida.” Ele me olha impassível. “Você já foi a Bissara nas noites em que não está dançando?” Não. Eu olho para ele. “É uma cidade fantasma.” Ele estica um braço ao longo das costas do sofá. “A sala de jantar superlotada que você está acostumada a ver? Isso só acontece nas noites em que você dança. Você sabe porquê?” Dado o olhar incisivo em seus olhos e a crueldade em sua carranca, posso adivinhar. “Sexo vende.” Seu olhar migra do meu rosto para as minhas coxas e vice-versa. “E você está gotejando isso.” A humilhação incendeia minhas bochechas e estou ciente da virilha molhada e fria da minha calça de pijama. Toda a sua conversa sobre os meus sorrisos e curvas era apenas o seu jeito

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

doentio de fazer um ponto. Meu corpo serve a um propósito, seu propósito e não tem nada a ver com interesse romântico. Eu realmente sou uma tola. “Por que não basta abrir seu próprio restaurante e me oferecer um emprego?” Eu mordo o canto da unha do meu polegar. “Você não tem que comprar o Bissara.” Ele olha sem um franzir ou um vinco em sua expressão dura como pedra e a resposta fica clara. “Você quer possuir o único restaurante marroquino da cidade.” A amargura prende minha voz. “Eliminar a concorrência? Ou me forçar a trabalhar para você?” “Ambos. Mas eu não estou te forçando. Estou apenas tornando a decisão fácil para você.” “Oh, é fácil, tudo bem. É fácil dizer para você ir se foder.” Eu estou mais alta que ele e aponto um dedo em direção à porta. “Eu quero que você saia.” “Você está exagerando.” Ele libera uma respiração impaciente. “Isso é apenas negócios. Estou oferecendo um salário que é mais que justo, então pare com essa atitude e aceite o emprego.” Uma aflição atinge meu corpo e revira meu estômago. Estou atraída por ele e ele me vê como nada além de um acordo financeiro. Estou mortificada por tremer e ofegar sob seu toque, mas preciso superar isso e chutá-lo para fora ou considerar sua oferta de emprego. Arranco o contrato da mesa e leio de novo sem olhar para ele. “Por que o dono do cassino está fazendo essa oferta e não um gerente intermediário?” “Eu sou prático” diz ele em uma voz profunda e retumbante.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Um arrepio voraz atinge meu corpo e tenho certeza de que é a resposta que ele pretendia provocar. Seus olhares assertivos, toques inadequados e palavras sugestivas são destinados a persuadir. Eu teria que estar em coma para não ser afetada por isso. Mas não são apenas suas ações. É ele. Ele é atraente, lindo e poderoso. O tipo de homem que uma mulher quer ao seu lado, ficar unida e enroscada nele, lutando por ela e não contra ela. Eu me encolho com o pensamento de fazer um inimigo como esse homem, mas se eu mantiver minhas emoções fora disso, ele não poderá me machucar. Quando chego ao final do contrato, minha cabeça está girando. É muito dinheiro para recusar e suspeito que Trace Savoy não aceitará minha rejeição sem lutar. Não significa que vou recuar, mas preciso considerar todas as perspectivas. Passando a mão pelo meu cabelo, levanto o olhar. Nossos olhos se conectam e congelamos. Tudo está parado. Nós não piscamos, não nos movemos, nem respiramos. Há algo lá, algo frágil, pervertido e complicado rastejando entre as linhas de pessoal e de negócios. Eu sei que ele sente isso também. Parte de mim quer exigir que ele reconheça isso, mas a outra parte, a parte mais inteligente, sabe que nada de bom pode vir se eu me envolver com esse homem. Seu telefone toca no bolso, quebrando o transe. Ele olha para a tela e volta sua atenção para mim. “Por que você dança?” “É a minha paixão.” “Elabore.” Apesar de seu tom curto, não me importo de responder. Dançar é a parte de mim que nunca minimizarei ou ocultarei. “Eu amo criar arte através do movimento. Isso não apenas me permite expressar meus sentimentos, mas faz com que os outros também os sintam.” Eu me abaixo na mesa de café,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

dobrando uma perna sobre a superfície para encará-lo. “Não é sobre o trabalho ou o dinheiro ou os elogios. Eu danço porque preciso. Porque é quem eu sou—a artista e a atleta. É a minha saída para extravasar, simplesmente ser eu.” “E você consegue isso através do ensino?” “Sim, mas honestamente, prefiro me concentrar em aperfeiçoar meu próprio talento. Em um mundo ideal, eu me apresentaria no palco com dançarinos com quem posso aprender. Mas Beyonce ainda tem que bater na minha porta e me oferecer uma posição em sua equipe de dança.” Eu bufo para mim mesma. Até parece. “Nós nem sempre conseguimos o trabalho que queremos. Por isso, dou aulas de dança e entretenho os clientes do restaurante. Isso me faz sorrir e mantém um teto sobre minha cabeça.” “Há um pequeno palco no centro da nova localização do restaurante e esse palco será visível a partir das áreas de jogos mais ativas do cassino.” Ele se inclina, olhos duros, um homem de negócios pronto para selar um acordo. “O cassino tem em média mais de seis milhões em admissões a cada ano. São seis milhões de clientes passeando pelas minhas portas e descansando os olhos na arte que você cria através do movimento.” “Arte ou desejo masculino?” Olho para ele. “Seu discurso sobre a venda de sexo soa exatamente como se você pretende me usar para promover seus produtos e serviços. Eu sou uma pessoa, não uma mercadoria.” “Você é o que eu quero que seja.” O controlador retorna. “Vamos finalizar o contrato amanhã à noite. Sete horas em ponto.” É preciso um grande esforço para não recuar do estalo de sua voz. “Que porra é o seu problema?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Meu escritório fica no 30º andar do hotel cassino.” Ele abre a porta, trazendo consigo o som do carro em marcha lenta no meiofio. “Não me faça esperar.” “Eu estou agendada para dançar em Biss...” “Bissara está fechada até que a reforma esteja terminada no cassino.” “Espere. Volte.” Eu me aproximo dele com suspeita em minha voz. “Você não acabou de comprar esta manhã? Você vai perder dinheiro se não mantê-lo aberto.” “Vou perder dinheiro se não conseguir que os funcionários sejam realocados e atualizados imediatamente.” Ele apoia sua mão na porta, elevando-se sobre mim. “O novo Bissara será um ótimo restaurante. Serviço completo, de alta qualidade, atendendo a clientes ricos com paladares refinados. A equipe deve passar por treinamento completo para atender às especificações.” Bem, grande coisa. Eu não me importo com suas agendas ricas e importantes. Eu vou para o escritório dele amanhã, só porque quero entregar uma contraoferta que fará seus olhos incharem e seu ego explodir de indignação. “Tranque a porta.” Ele sai e fecha atrás dele com um brilho vitorioso por trás de sua carranca. Eu olho para o ferrolho até a minha visão se desfocar. Por que ele se importa se eu bloquear? O que diabos ele pensa? Há algo acontecendo além dele querendo meu emprego. Ele afugentou meu encontro. Invadiu minha casa. Ofereceu-me um emprego que paga o triplo da taxa normal. Parece que ele saiu do seu caminho para me colocar diretamente sob suas rédeas. Estou pensando muito sobre isso? A porta se abre e seus olhos azuis cristalinos preenchem a lacuna. “Bloqueia. Isto.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Oh meu Deus. Enfio-o, viro a tranca e o tiro pela porta. Um momento depois, o som abafado de seu carro desaparece na distância. É quando me ocorre que eu não sofri por Cole nenhuma vez enquanto Trace esteve aqui. É tanto perturbador quanto notável. Não há uma chance no inferno de esquecer o que perdi, mas na última hora, a bunda de Trace acabou com a dor que eu carrego pelo homem que é dono do meu coração. Mas, à medida que o silêncio se aproxima, o mesmo acontece com a dor emocional que venho afundando há anos. Dor de auto piedade, de alma e desejo de morte. Às vezes parece que tudo o que me resta é um poço infinito de lágrimas e a amarga solidão. Às vezes é mais fácil se entregar à angústia do que mantê-la sob controle. Estou cansada. Tão cansada de sentir falta do Cole em cada respiração agonizante. Estou desaparecendo? Tornando-me menos do que eu era? A ausência de Cole me lança na escuridão, mas essa solidão e desarmonia são de minha própria autoria. Atravesso a sala de jantar e, em vez de ceder à vontade de me abraçar e abraçar sua motocicleta com todas as minhas forças, continuo andando. Passando pelo corredor, tiro a calça do pijama. No quarto de hóspedes que serve de guarda-roupa, coloco um short curto. Então eu entro no estúdio de dança através da porta entre os quartos. Minhas emoções se desenrolam a cada passo do piso de madeira. Queimando no peito, apertando a garganta, pressionando por trás dos olhos — está tudo lá, ameaçando a me transformar em uma bolha inútil. Faço alongamento antes de ligar o sistema de som e selecionar uma música. A introdução instrumental de Dangerous Woman, de Ariana Grande, passa pelos alto-falantes. Estou no centro da sala, rolando

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

meus ombros e medindo minhas respirações. No instante em que os vocais estrondosos começam, eu me movo. Braços, pernas, abdômen, pescoço, todos os músculos estão envolvidos, fazendo grandes movimentos fluidos e canalizando minhas emoções. Não preciso me concentrar ou pensar nas etapas. Simplesmente deixo ir, eu me entrego ao momento. A música flutua através de mim, enquanto possui meu corpo e me leva para dias melhores.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Três Quatro Anos Atrás

“Aí vem ele.” Virgínia envolve sua mão manchada em volta do meu braço e aponta seus olhos claros para a rua vazia. “Ouviu isso?” Tudo o que ouço é o cantar de um pássaro me dizendo que é muito cedo, que é hora de voltar para a cama. “Ele está trazendo a maconha para o nosso bairro.” A pele flácida em seu pescoço treme. “Eu sei disso.” Um sorriso se esforça por trás dos meus lábios fechados. Quando minha antiga vizinha de noventa anos não está reclamando dos bósnios que vão morar com seus flamingos cor-derosa e música alta, ela está preocupada com a suposta atividade de drogas. Eu amo muito a Virginia, mas sua imaginação excessiva é terrivelmente discriminatória. Nas últimas semanas, ela apareceu com a sua blusa floral toda enrolada para o diabo tatuado em sua motocicleta que desce o nosso quarteirão. Ela não consegue ver dois metros à sua frente, mas sua audição é mais aguçada que a de um morcego. E ela diz que ele está vindo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Um nevoeiro gentilmente cobre a estrada sonolenta. Os carvalhos gigantes e os pitorescos bangalôs de tijolos do bairro datam da década de 1920, assim como a maioria dos moradores. Como sou a única com menos de setenta anos, todos eles vêm a mim quando há um problema. Na semana passada, passei uma tarde inteira perseguindo um pobre esquilo no porão de Jackie. E Wilson, o veterano do Vietnã que mora do outro lado da rua, precisa de ajuda para programar sua TV semanalmente. Eu ainda não ouço a motocicleta infratora, que Virginia afirma balançar sua porcelana fina antes que Deus tenha se levantado para o dia. Ela também jura que o selvagem fumando maconha tenta atropela-la quando ela sai do meio-fio. Claro, ela escolhe me alertar sobre o mau comportamento dele às seis da manhã. Já que não sou madrugadora, estou preparada para fazer qualquer coisa para acabar com ela batendo na minha porta. Então aqui estou. Armada com café — não posso funcionar sem ele. De pé no meu quintal da frente — está frio o suficiente para congelar meus seios. Vestida para matar — eu sei como arrasar em uma camisola de flanela curta e calções de menino atrevido. O plano é simples. Acenarei para o motoqueiro com um pequeno flash de pele. Ele vai parar porque ele é um homem. Teremos uma conversa amigável com os vizinhos e voltarei à minha cama quente num piscar de olhos. “Eu vou cuidar disso, Virginia.” Com um aperto no cotovelo ossudo, eu a guio pela calçada. Seus chinelos caseiros se arrastam pela calçada, irritando minha paciência. No momento em que eu a convenço de ir para sua casa ao lado, estou tremendo tanto que meus ossos doem. Eu considero voltar para minha casa para vestir uma calça, mas um

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

motor ronca a alguns metros, talvez dois... três quarteirões de distância. Enrolando minhas mãos ao redor da caneca de café quente, eu passo na ponta dos pés pela grama fria e passo para o meio da rua vazia. O céu cinzento lança uma névoa em um brilho de inverno, fazendo com que pareça mais frio do que deveria ser no final de setembro. O ronronar do motor fica mais alto e, depois de algumas respirações trêmulas, a motocicleta explode como um garanhão preto saindo da neblina no final da rua. Estou esperando por um motoqueiro calvo e grisalho. Nunca conheci ninguém que eu não goste. Ele vem em minha direção, montando uma fera motorizada e mantendo o limite de velocidade prudente. Botas pesadas, jeans desbotados e uma jaqueta de couro preta aparecem, mas é aí que o estereótipo termina. Sob o capacete de meia concha, há um rosto jovem, bem barbeado e com enormes olhos castanhos. A seis metros de distância, sei que estou em apuros, porque esse homem é lindo demais. É o sorriso dele. Meu coração bate forte, sexy-pra-caralho, um sorriso de mudar o mundo, que brilha de dentro para fora. Ele levanta seu rosto, iluminando toda a sua expressão, e me dou conta que nem sinto meus próprios lábios. Ele diminui a velocidade e para no meio-fio ao meu lado. Com os olhos nos meus, ele desliga o motor e coloca uma perna para fora, equilibrando a moto entre as coxas musculosas envoltas em jeans desfiados. Eu flutuo em direção a ele e seu olhar me segue, traçando meu rosto como se absorvesse todos os detalhes. Nós dois estamos sorrindo, trancados em uma preliminar maravilhosamente bizarra.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Nossos olhos dançam um sobre o outro, cumprimentando, explorando e se conectando em um momento de fascinação silenciosa, onde o tempo e as palavras são irrelevantes. Posso ouvir as possibilidades crescendo, sinto as vibrações respondendo dentro de mim, e tudo apenas... estala. Seu sorriso, cheio de covinhas, cresce incrivelmente mais quando eu o bebo dele. Pele bronzeada, lábios macios, dentes brancos e retos, mandíbula quadrada — cada característica simétrica representa uma escultura da beleza masculina. Esculpido até a perfeição, sua rebeldia aparente e flertando sem abrir a boca, oh baby, ele é tudo isso e um detonador de bomba armado. “Eu esperava a jaqueta preta, um vagabundo e jeans desbotados.” Eu chego perto o suficiente para sentir o calor do seu corpo. “Mas essas covinhas...” “Se você apertar minhas bochechas e me disser que sou adorável, você nunca mais as verá.” O divertimento brilha em seus olhos, mas algo mais penetra em sua voz grave, algo sombrio e pecaminoso. “Cristo, seu sorriso é lindo.” “Obrigado por dizer isso.” Ele me dá mais um sorriso. O olhar que se segue marca o antes e o depois da minha vida. O ar deixa de existir e a única coisa entre nós é a antecipação do que está por vir. Nesse lampejo de tempo, com algo tão inconcebível como um olhar, ele me reivindica, possui e me arruína para todos os outros. É um olhar tão definidor que coloca aspas ao redor dos meus, dele, nós e para sempre. Meu pulso acelera. Minha pele formiga e um coquetel de desejo circula e se multiplica no meu sangue. É isso, o momento suspenso que vou lembrar para sempre. Aquele que determina minha felicidade ou morte final. O ponto culminante que revela quem eu sou e o que quero.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele solta a fivela do capacete e o deixa apoiado no pescoço. “Você está tremendo.” Estou? Saio do meu torpor e levo a caneca aos lábios. “Você é casado?” “Eu vou ser.” Descansando um antebraço em sua manga de couro no tanque de gasolina, ele se inclina para mais perto. “As cinco horas da tarde está bom para você?” Eu saboreio o café e sussurro. “Isso é uma proposta?” “Com certeza.” Ele esfrega o queixo com a mão enluvada. “Eu sempre imaginei como você se pareceria.” “Você se perguntou como eu pareceria?” “Meu feliz para sempre.” Sua resposta desencadeia substâncias químicas no meu cérebro, mas faço o melhor que posso para me comportar como uma mulher de vinte e quatro anos. “Eu não posso dizer se você está sendo sincero ou fodendo comigo.” Eu queria que o café fizesse efeito para que eu pudesse continuar. “Acho que você poderia ser um paciente com transtorno mental. Você escapou do hospital em sua moto?” “Transtorno mental? Você é a única parada na rua, congelando seu traseiro e sorrindo como se estivesse esperando por mim.” “Eu estava esperando por você.” “Perfeito” ele murmura, seu olhar paralisado na minha boca. Eu pulo na ponta dos pés, tentando trabalhar um pouco de sangue nos meus músculos congelados. “Nós precisamos conversar.” Seus olhos voam para os meus. “É mesmo?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Sim.” Endireito os ombros. “Está prestes a começar.” “Eu não posso esperar.” Ele sorri. “Segure isso.” Entrego a caneca para ele e pego a gola de sua jaqueta de motociclista. Ele leva o café aos lábios, observando-me com curiosidade enquanto deslizo pelo pesado zíper, expondo sua camiseta preta por baixo. Tentáculos de tinta serpenteiam ao longo de seu pescoço e desaparecem sob o algodão que se estende por seu peito largo. Meus dedos coçam para sentir a pele desse peitoral, então eu me rendo, achatando a palma contra a parede de cimento de seu torso e deslizando sobre o terreno ondulante de seu abdômen. Ombros largos, estreito na cintura, ele é todo músculo abastecido com testosterona envolta de couro, jeans e calor. Eu definitivamente vou me agarrar a isso. Para o calor, claro. Não porque eu esteja sob a influência hormonal de santa merda, ele é sexy. “Você faz uma maldita xícara de café.” Ele toma outro gole, sorrindo ao redor da borda enquanto seus olhos seguem o movimento da minha mão. “Obrigada.” Eu coloco uma perna por cima da moto, escorrego na largura das coxas dele e monto seu colo, peito a peito. Oh meu, ele é grande... em todo lugar. Ele não recua com a minha ousadia e, em vez disso, equilibra a caneca em uma mão para que ele possa enrolar a jaqueta pesada em minhas costas. “Melhor?” “Muito melhor.” Eu suspiro com o calor que irradia de sua camisa e aperto seus bíceps, dobrando minhas pernas ao redor de sua cintura e me sentindo em casa.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Poderíamos foder nessa posição, com nossos peitos pressionados juntos, as virilhas alinhadas e suas coxas duras como aço flexionando abaixo de mim. Ele só precisa sair e empurrar seus quadris. Minha fome por ele pulsa, quente e imprudente, entre as minhas pernas. Tal reação é estranha para alguém que acabei de conhecer, mesmo que me sinto tão incrivelmente bem. Ele me enrola apertado contra ele dentro do casaco e passa o nariz pelo meu cabelo. “É assim que vai ser?” “Depende de como você fará com essa conversa que precisamos ter.” “Tudo bem.” Ele ri e o som vibra através de mim. “Vá em frente então.” Eu inclino minha cabeça para trás e olho para ele através dos meus cílios. “Ouvi dizer que você está traficando drogas pelo meu bairro.” Com o rosto inclinado para baixo e a centímetros do meu, seu olhar sobe, passando pelas casas vizinhas. “Esse é o boato nos círculos de tricô?” Sem dúvida, meus vizinhos estão debruçados sobre seus andadores e nas janelas meio abertas. Mas nenhum deles tem visão suficiente para ver o íntimo casulo de homem e couro em que estou entrando. “Nunca subestime um cidadão preocupado com uma agulha de tricô.” Eu pisco. Ele inclina a caneca de volta, sua garganta trabalhando enquanto bebe. A profunda engolida, saltando o pomo de Adão e a pele bronzeada sobre o músculo — é tudo tão cativante. Por que estou enfeitiçada pelo pescoço de um homem? Eu quero cheirar isso. Lamber isso. Marcar com chupões.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Passando o café de volta para mim, ele estica as abas com zíper ao redor dos meus ombros. Não há espaço suficiente para nós dois nesta jaqueta, mas suas mãos enluvadas cobrem a pele nua da parte inferior das costas, minimizando a perda de calor. “Diga a seus cidadãos preocupados” ele diz “que são bemvindos para procurar a minha pessoa a qualquer hora que quiserem.” Eu serei a única a procurar a sua… tudo. “Eles não vão chegar perto de você. Algo a ver com o seu hábito de atropelar pessoas idosas.” “Por que a velhinha atravessou a rua?” Sorrio, surpresa com o absurdo da pergunta. “Para chegar ao outro lado?” “Alguém poderia pensar assim. Mas a velha senhora em questão atravessou a rua para me bater com um jornal enrolado enquanto eu passava. Sorte para ela, que tenho reflexos ninja e evitei uma colisão.” É. Isso soa como a Virgínia. Ela é uma encrenqueira e é por isso que eu não levo as reclamações dela a sério. Mas se eu quiser dormir de novo, ele precisa encontrar um novo caminho para onde quer que vá às seis da manhã. “Onde você mora?” Eu alcanço o capacete, morrendo de vontade de ver o cabelo dele. “Alugo uma casa a poucos quarteirões em Lemona.” Ele acena com a cabeça atrás dele e levanta o olhar para minha mão. “Continue. Tire.” Eu removo o capacete e arregalo os olhos para o estilo do cabelo que faz contraste com a pele. Cortado baixo, pode ser quase um corte militar, mas os grossos fios marrons no topo são longos

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

o suficiente para sugerir que o cabelo dele ficará ondulado se ele deixar crescer. “Indo se alistar como fuzileiro?” Fazendo malabarismo com o capacete e a caneca entre nós, eu percorro a mão pelo cabelo suavemente cortado acima da orelha. Suas pálpebras ficam pesadas e ele se inclina para o meu toque. “Algo parecido.” Isso significa que ele é militar? Eu posiciono o capacete de volta em sua cabeça, endireitando as correias contra seu queixo esculpido. “Onde você vai todas as manhãs?” “Trabalho.” Ele aponta o queixo na direção da cidade atrás de mim. “No centro da cidade.” Não há grandes bases militares em St. Louis, mas pergunto mesmo assim. “Forças Armadas?” “Nenhuma agência de serviços secretos. Só funcionário público entediado.” Eu tenho dificuldade em imaginar isso. “Trabalho de escritório?” “Às vezes.” “E você passa por este bairro porque é mais rápido?” “Sim.” Seus olhos fixam em mim, concentrados em sua leitura. “Se você for pelo Mackenzie, pode ganhar… trinta segundos no seu caminho. É uma avenida principal, então você não estará agitando pequenos bairros tranquilos e, o mais importante, eu vou conseguir dormir. Você estaria disposto a fazer isso?” “Só se você disser sim.” Suas covinhas se aprofundam.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Dizer sim para o quê?” “Tudo o que eu quero.” Rude e grosso, sua voz eletrifica a excitação que está entre nós. “Isso soa perigoso.” E gloriosamente malvado. “Que tal começarmos com um encontro?” “Podemos chamar isso de qualquer coisa que você queira.” Ele me puxa para mais perto no círculo em seus braços, esmagando a caneca de café entre nós. “Há onze coisas que você deve saber antes de sair comigo” eu digo. “Onze?” “Nem mais. Nem menos.” Acabei de inventar essa merda. Ele ri com prazer brilhando em seus olhos. “Ok, conte-me.” Respiro fundo, como se estivesse me preparando para proferir um longo discurso. Estou enrolando-o, para ser sincera. Ele não parece estar com pressa e apesar do frio que rasteja sobre minhas pernas expostas, eu não quero que ele vá embora. “Eu não posso passar por um espelho” digo “sem me verificar.” “Tão linda como você é...” “Não é vaidade.” Embora o elogio tenha me irradiado. “É uma questão de crescimento profissional. Dançarinos vivem, respiram e prosperam observando seus reflexos.” “Ah” Ele olha para as minhas coxas onde elas se agarram ao redor de sua cintura. “Isso explica por que você está tão em forma.” “Cardio direto, o dia todo, todos os dias.” Termino o último gole de café morno. “Sua vez.” “Eu não sabia que eu estava participando.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Diga-me onze coisas que preciso saber. Sinta-se à vontade para começar com os mais escandalosos.” Seu sorriso é contagiante. “Eu tenho um enorme apetite. Por comida e outras coisas.” “Eu me exercito para viver, o que significa que estou sempre com fome. Por comida e outras coisas.” Ele geme. “Estou pronto para começar o encontro agora.” “Você não ouviu o resto.” Eu ergo minha cabeça. “A próxima coisa que você deve saber é que o único gênero de filme que existe é Dirty Dancing.” “Isso não é um gênero.” Eu arqueio uma sobrancelha. “Ok, eu entendi” ele diz. “Não haverá discussões sobre o que assistiremos na noite do cinema.” “A menos que Dancing with the Stars ou So You Think You Can Dance estejam em cartaz. Esses têm prioridade.” Ele sacode a cabeça, sorrindo. “Eu posso viver com isso, se você puder viver com o meu meio de transporte.” Eu levanto meu pescoço para olhar as linhas sensuais da Harley que estamos ocupando. “E se estiver nevando?” “Ficamos na cama.” Bem, porra. Eu pressiono meu sorriso contra seu peito. Eu tenho sorrido tanto que minhas bochechas doem muito. Quem saberia que um momento inesperado com um estranho poderia ser tão agradável. Eu quero colocar este sentimento em uma caixa à prova de fogo e mantê-lo debaixo do meu travesseiro. “Fale outro” ele diz.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu tenho uma tendência a dançar.” Eu me contorço no colo dele. “Em qualquer lugar. A qualquer momento. Se há uma oportunidade para dançar espontaneamente — no supermercado, em um bar, no banheiro, é melhor você estar preparado.” "Isso, eu tenho que ver." Seu polegar enluvado acaricia a pele ao longo da minha espinha, fazendo-me tremer. “Você deveria saber que eu não sou um bom dançarino.” “Esse é o meu trabalho. Contanto que você tenha ritmo e não tenha medo de se soltar, nos daremos bem.” Inclino meu queixo e afundo em seu quente olhar castanho. “Eu tenho um monte de produtos de beleza e roupas. Meu closet transborda de trajes de dança que eu não posso separar, meias de todas as cores e estilos, sutiãs com contas, fita adesiva dupla face, cílios falsos, sapatos de dança... você entendeu. Vestir é o meu trabalho, então não espere que eu desista de uma gaveta para suas roupas de pijama, porque isso não vai acontecer.” Seus lábios saltam entre alegria e contemplação. “Eu não uso roupas íntimas.” Oh doce Jesus. Se eu mergulhasse meu dedo na parte de trás de sua calça jeans, eu deslizaria direto para a sua bunda? Eu poderia estar no lado extremo da saída, mas eu provavelmente deveria esperar pelo nosso encontro antes de brincar com seu traseiro. “Eu não compartilho” ele sussurra. “Eu não trapaceio” sussurro de volta. “Mas não há lugar para homens das cavernas ciumentos na minha linha de trabalho. Eu danço com caras. Uso roupas minúsculas ao redor de caras. Agito minha bunda em salas cheias de homens. Você pode lidar com isso?” Ele geme e desliza sua bochecha contra a minha. “Eu vou lidar.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Continuamos nossa conversa e perdemos a conta de quantas coisas compartilhamos sobre nós mesmos. Ele admite ser um cabeça quente, um viciado no trabalho e um opositor de bebidas alcoólicas que exigem um saca-rolhas, enquanto eu expresso meu amor por alongamentos, massagens corporais e todas as coisas de Beyonce. “No que diz respeito aos saca-rolhas” digo “adoro um copo de vinho tarde da noite, mas sou a favor da variedade de tampa de rosca e economia.” “Você é adorável.” “Assim como suas covinhas.” Ele suspira, e as cavidades sensuais em suas bochechas desaparecem. “Eu tenho que ir trabalhar.” Eu não gosto disso, mas sabia que estava chegando. Desembaraçando minhas pernas de sua cintura, preparo-me para enfrentar o frio. “Peça-me para ficar.” Ele toca um nó embaixo do meu queixo. Tão tentador, mas preciso pensar. Sozinha. Eu nunca subi no colo de um estranho e flertei como uma pessoa louca. Requer uma análise de sentimentos e sanidade. Talvez alguma meditação para uma boa avaliação. Eu me inclino e dou um beijo longe da boca dele. “Antecipação” sussurro “aumenta o prazer.” Seu corpo inteiro fica duro contra mim, mas ele não fecha a lacuna entre os nossos lábios. “Eu ouvi que o mesmo se aplica a problemas.” O problema aumenta o prazer? Com ele, eu acredito nisso. “Você está com problemas?” “Absolutamente.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Então volte hoje à noite.” Eu me afasto e sua boca persegue a minha. “Esta noite.” Com uma mão no peito, paro seu avanço. O ar frio entra quando eu deslizo para fora da moto e ando para trás pelo meu jardim da frente. “Hoje à noite” ele diz, segurando meu olhar. É quase doloroso continuar saindo, mas estou esperançosa em vê-lo novamente. Em algum lugar entre um sorriso e um nome, deixo-me imaginar um futuro cheio de profundos olhos castanhos e covinhas sedutoras. Quando eu alcanço a porta da frente, ele me chama, “Sra. Hartman.” Hartman? Esse deve ser o sobrenome dele. “Sim, Sr. Hartman?” Eu olho por cima do meu ombro. “Eu preciso de um primeiro nome para acompanhar os pensamentos que me distrairão o dia todo.” “Danni.” Abro a porta da frente e inclino contra o batente da porta. “Seu?” “Cole.” Ele fecha a alça do capacete sob o queixo. “Vejo você esta noite, Cole Hartman.” A moto é ligada com um grunhido vibrante e ele me observa, sorrindo, até eu entrar e fechar a porta. Eu descanso minha testa contra a madeira, repetindo cada segundo da minha apresentação para Cole Hartman. E sorrio. O momento chegou ao fim e sei que é apenas o começo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Quatro Dias Atuais

Acordo de um sono profundo com a sensação de alguém me observando. Eu devo ter me sobrecarregado dançando ontem à noite, porque é preciso muito esforço para levantar meu rosto do travesseiro. Ou talvez seja todo o vinho que bebi. Cãibras no corpo. Cabeça pesada. Boca seca. Sim, preciso de café. Arrastando meus olhos, eu gemo com a luz do sol explodindo pela janela do meu quarto. Não há ninguém em vista, mas a respiração pesada atrás de mim sugere que quem está no meu quarto não está tentando ser discreto. Eu rolo e fico cara a cara com enormes olhos castanhos. De pé ao lado da minha cama, minha sobrinha coloca o queixo no peito e me olha por baixo dos cílios grossos. Depois do meu encontro ontem à noite com Trace Savoy e a subsequente garrafa de vinho, não estou preparada para lidar com um demônio de quatro anos chamado Angel. Pior é a cantoria desafinada da minha irmã zumbindo na cozinha. O interrogatório me aguarda.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Talvez eu devesse roubar de volta a chave de casa que ela roubou de mim. Ou trocar as fechaduras. Eu estreito meus olhos para Angel. Longos cachos negros, bochechas rosadas e uma pele escura herdada de seu pai hispânico, ela é a garotinha mais bonita que já vi. Isto é, quando ela não está falando. “É assustador ver as pessoas dormindo” murmuro. Ela levanta um pequeno ombro e juro que vejo um sorriso travesso por trás daqueles lábios de boneca. “Por que você não corre e pega uma xícara de café para tia Danni?” Eu coloco o travesseiro embaixo da minha cabeça latejante. “Jesus te odeia.” Angel pisca, sem expressão. “Ele mesmo contou isso a você?” “Esta é a casa de Deus.” “Na verdade, é a minha casa e trabalho duro pelo dinheiro que paga por isso.” “É o dinheiro de Deus.” “Você ao menos sabe o que isso significa?” Ela se vira para a porta e se curva. “Tome isso.” Um barulho de peido sai de sua boca e ela sai correndo da sala. Controle de natalidade. Isso é o que deve ser feito. Se minha irmã, professora de ensino fundamental pode dar à luz a cria do diabo, só Deus sabe o que eu produziria. Chame-me de egoísta, mas nem sou tentada a descobrir. Tenho um DIU de dez anos para ter certeza disso. Claro, eu preciso fazer sexo para engravidar em primeiro lugar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ainda usando os shorts da noite passada, eu jogo minhas pernas para o lado da cama e sigo o aroma de gordura frita da cozinha. “Você está um lixo.” Bree sorri e empurra uma caneca de café para mim. “Obrigada.” Eu dou um gole na bebida cremosa e suspiro. “Para o café, não para o comentário.” “Os ovos estão quase prontos.” Ela se volta para o fogão. Ela não está aqui para cozinhar o café da manhã para mim. Ela quer as novidades do encontro e fico surpresa que não tenha perguntado ainda. Vestida com seu visual de sempre — short largo de ginástica, regata, cabelo preso em um rabo de cavalo alto em uma faixa elástica —ela assume seriamente o papel de esposa de um treinador de futebol. Dezoito meses mais jovem do que eu, ela compartilha a minha altura, estatura, características faciais... tudo. Só que ela é mais morena. Pele mais escura — bronzeamento artificial. Cabelo mais escuro — L'Oreal Nº.5. Se ela assumisse sua pele naturalmente pálida e seu cabelo loiro, nós passaríamos como gêmeas. “Você não conseguiu o D ontem à noite.” Olhos cinzas — iguais aos meus — encaram-me por cima do ombro. Eu tive duas chances de transar. Placar final 0-2. Cara, eu sou uma merda. Mas ela só sabe sobre um. “Você não sabe o que aconteceu.” Eu termino o café com um par de aspirina. “Você acordou sozinha e mal-humorada.” Ela prepara dois pratos de ovos, bacon e torrada. “Eu sei o que não aconteceu.” “Estou sempre mal-humorada antes do café.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não se você tem um P” ela canta e lança um olhar para Angel, que olha de um canto escuro no corredor. “Eu não fiquei impressionada com o cara que você escolheu.” Eu poderia ter pulado no outro P, se ele não fosse tão... Bem, um idiota. “Come.” Ela desliza um prato cheio na minha frente. “E me diga o que aconteceu.” “Hum.” Eu pego um garfo e dou uma mordida nos ovos mexidos. “Outro cara aconteceu.” Ela engasga com a boca cheia de bacon. “Outro cara?” Eu pulo no balcão e gesticulo para a silhueta vigilante no corredor. “Você vai alimentar a pequena pessoa?” “Angel já comeu.” Bree limpa a boca em um guardanapo de papel. “Que outro cara?” Eu conto a história, começando com a chegada de Mark, seu tatear e a aparência de Marlo Vogt. Quando chego à parte sobre o proprietário do cassino invadindo minha casa, um barulho do corredor me distrai. Angel se senta de costas contra a parede e abraça os joelhos no peito. Com a cabeça inclinada para baixo, ela olha para mim, sussurrando algo em voz baixa. Eu tento ignorá-la. “Trace Savoy comprou o Bissara e me ofereceu um emprego com um aumento de salário.” Quando explico os termos do contrato, o murmúrio indiscernível de Angel se torna mais alto. “Jesus.” Deixo meu prato de lado. “Ela está realmente me distraindo.” “Ela está praticando seu alfabeto.” Bree sorri para a filha. “Você não está, querida?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“hum-humm” diz Angel, sem mover o olhar de julgamento sobre mim. Os sussurros começam novamente. Esforço minha audição e não entendo nenhuma sílaba reconhecível. “Parece latim.” Não parece, mas amo implicar com a Bree sobre a personalidade perturbadora de Angel. “Você tem certeza de que ela não está metida na posse demoníaca?” “Pare com as referências demoníacas, Danni. Eu não estou bem com isso.” Bree coloca seu prato na pia um pouco rude. “Você está fazendo ela ter complexo.” Pode um sociopata ter complexo? “De qualquer forma…” Eu termino de contar os eventos da noite anterior e termino com um suspiro. “Trace com aquela carranca estúpida em seu rosto.” Bree solta um suspiro, sua expressão séria. “Parece o Cole.” “Cole nunca franziu o cenho.” “Exceto quando seu temperamento explodia, o que era o tempo todo. E ele sempre dizia a você sobre trancar a porta.” “Onde você quer chegar?” Eu escorrego do balcão e despejo outra xícara de café. “Você pode separar negócios de prazer? Eu não quero que você… eu não sei, se envolva com esse cara só porque ele te lembra Cole.” Ela nunca foi uma grande fã de Cole. Ele era muito misterioso e grosseiro para o gosto dela. “Eu não estou fazendo nada, Bree.” Eu misturo o creme no café quando uma pontada passa no meu peito. “Trace não é nada como Cole e não vou aceitar sua oferta de emprego.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Mas você precisa do dinheiro.” Sua voz é suave e maternal, irritando meus nervos. “Eu vou encontrar outros empregos.” “Emprego remunerado?” “Sim.” Eu saboreio o café, provando o sabor forte. “Você vai a Gateway hoje?” Ela me prende com o olhar de professora de escola. “Claro.” Eu vou ao abrigo dos sem-teto todos os sábados. Qual é o grande problema? Eu me viro para o demônio-sussurrante no corredor. “Você quer ir dançar no abrigo comigo?” “Não.” Angel se encolhe em uma bola, olhando para mim por cima dos joelhos dobrados. “Você pode usar um dos meus tutus.” Seus olhos se arregalam com interesse. Peguei-a. “De jeito nenhum.” Bree entra na minha frente, com as mãos nos quadris e bloqueando minha visão de Angel. “Você não vai levála para o centro.” “É bom termos um tempo para criar laços.” “Sempre que você cria laços com ela, ela chega em casa com maus hábitos.” “Isso é verdade?” Eu pergunto a Angel. “Redrum” ela sussurra em uma voz diabólica, curvando um dedo minúsculo na frente de seu rosto como se estivesse segurando um fantoche de dedo imaginário. Exatamente como eu ensinei a ela. O riso passa pelo meu nariz. “Vamos, Bree.” Eu puxo o rabo de cavalo dela. “É engraçado.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Tanto faz. É hora de ir, Angel. Dê um abraço em tia Danni.” “Na-não” Ela pula de pé e gira, braços cruzados sobre o peito. “Angel” Bree diz com firmeza. “Dê um abraço na sua tia. Com os braços.” “Não, obrigada.” Eu imito a pose de Angel. “Eu não quero afeição forçada.” Bree faz um barulho irritado na garganta. “Ótimo.” Eu a levo para fora, esfregando o frio dos meus braços e saltando no lugar enquanto ela ajuda Angel a se enroscar no banco de trás. Com ela inclinada e encostada no carro, não consigo resistir a enfiar meu dedão na parte de trás de seu joelho e forçar sua perna a dobrar. Irritada, ela se endireita e dá um passo para o banco do motorista. “Cresça, Danni.” “Isso soa terrivelmente chato e brega.” Ela descansa a mão na porta aberta e olha para mim por cima do carro. “O que você vai fazer sobre a reunião no cassino hoje à noite?” “Irei se eu quiser.” Dou de ombros. contraproposta que vai apertar a bunda dele.”

“Tenho

uma

Seu olhar de desaprovação me encara. “Você não tem ideia do que está fazendo.” “Não saber o que estou fazendo é meio que meu superpoder.” Eu sorrio. “Sim, é disso que tenho medo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Cinco Dias Atuais

“Olhe para todos esses sorrisos.” O padre Rick Ortez se encosta na parede ao meu lado, seu próprio sorriso contorcendo o bigode grisalho. “Estou sempre espantado com quantos deles você pode arrancar na pista de dança.” Não é fácil. Ninguém em um abrigo para sem-teto tem motivos para dançar ou sorrir. Mas sou persistente, porque quando eles finalmente cedem e participam, eles se concentram em aprender os passos e rir de seus pés desajeitados. Nesses pequenos momentos de leveza, esquecem as tragédias que os empurraram para as ruas. Rick dirige o abrigo e ele não usa seu colarinho branco aqui, por isso é fácil esquecer que ele é um padre. Qual é o ponto? Ele quer que todas as pessoas se sintam bem-vindas, independentemente da sua religião, raça ou origem. Em qualquer noite, há cerca de mil e quinhentos moradores de rua em St. Louis. Como a permissão de ocupação do Gateway permite apenas setenta e cinco leitos, o abrigo está sempre no limite máximo. Eu reconheço alguns dos rostos hoje à noite. Aqueles que eu nunca vi antes são os mais difíceis de convencer a dançar. Eles não

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

me conhecem, não confiam nas minhas intenções e eu não os culpo. Mas tenho uma estratégia que funciona. Linha de dança. Qualquer um com duas pernas pode fazêlo. Eu sempre começo sozinha, dançando todos os passos e explicando cada movimento. Depois que atraio uma multidão, eu convenço os mais entusiastas a se juntarem a mim. Eventualmente, mais alguns aceitam. Daí cada vez mais. Estive nisso por horas, mas eles estão finalmente se aquecendo e se deixando levar. “Você não tem que dançar no restaurante hoje à noite?” Rick passa a mão sobre a cabeça careca, observando vinte pessoas de várias idades e vestido balançando através do Cupid Shuffle. Eu não sei que horas são, mas minha reunião das sete horas com Trace Savoy provavelmente está se aproximando. Ou já passou. Eu prefiro desfrutar do pensamento dele esperando. “Minha agenda mudou.” Eu tomo o restante da minha garrafa de água. “Não se preocupe, Rick. Ainda estarei aqui algumas vezes por semana.” Eu gostaria de poder doar mais tempo, mais dinheiro. “Você tem um bom coração, Danni.” Bom e quebrado. Mas ninguém aqui conhece meu passado. Eu vim para Gateway depois que perdi Cole e eu sempre movo o anel de noivado para a minha mão direita antes de entrar. Sem perguntas. Sem passado. Dois anos atrás, eu comecei na cozinha, esperando que o trabalho voluntário direcionasse meu foco para a miséria de outras pessoas em vez da minha. As aulas de dança em linha evoluíram a partir daí. Imaginei que, se meu objetivo fosse colocar sorrisos em rostos problemáticos, encontraria minha própria felicidade no processo. Na maior parte funciona dessa maneira. Às vezes saio

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

daqui sentindo-me mais triste do que nunca, mas esses momentos são raros. Deslizo de volta para a linha de dança, rolando meus quadris e sorrindo para a mulher idosa ao meu lado. Ela está rígida e curvada, sua pele desgastada entrelaça uma vida inteira de dificuldades. Mas seu sorriso desdentado faz meu coração disparar. “Olhe para você.” Eu toco a pele fina como papel de seu cotovelo, guiando-a através de um giro. “Você pegou rápido.” “Oh, eu...” Ela evita, cambaleando e rindo de si mesma. “Eu não sei sobre isso.” Com o meu player de música definido em repetição, o Cupid Shuffle repete mais duas vezes antes do meu celular vibrar no meu bolso de trás. Eu permaneço na linha, girando no ritmo enquanto olho para a tela.

Desconhecido: você está atrasada.

De acordo com meu telefone, são apenas 19h01. Um sorriso levanta minhas bochechas. Se Trace teve que pegar meu número do meu site, aposto que ele realmente não gostou de ter que fazer isso. Saio da fila de dança e adiciono o número dele à minha lista de contatos. Não que eu pretenda falar com ele depois desta noite. Mas eu posso sentir vontade de fazer trotes. Flexionando minha mão, digito uma resposta.

Eu: O atraso no tempo certo é uma arte.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Trace: A pontualidade é uma cortesia profissional. Eu: Você está carrancudo, não está? Trace: Onde você está? Eu: Entre aqui e ali. Trace: É melhor seu aqui ser o cassino.

Ele digita rápido, seus textos chegam depois de segundos dos meus. Eu: O que eu ganho se for? Trace: Um trabalho. Eu: Certo. Aquele que me objetifica. Tentador. Trace: Me diga o que você quer. Eu: Um sorriso seria um bom começo.

Um instante depois, o toque do meu celular toca Try da Pink, e o nome dele pisca na tela. Oh cara, ele é persistente e maldito seja se isso não faz eu me sentir toda alegre por dentro. Aceito a chamada. “911. Qual é a sua emergência?” Depois de um momento de silêncio, sua voz profunda resmunga através da linha. “O que é esse barulho?” Seguro o telefone na direção dos alto-falantes portáteis por alguns segundos e coloco de volta no meu ouvido. “Reconhece isso?” “Não.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Como você não conhece o Cupid Shuffle?” “O Cupid...? Deixa pra lá.” Sua voz aumenta. “Você está atrasada.” “Você já disse isso. Não seja tedioso.” “Isso é foda...” Ouço alguma pancada através da conexão e ele solta um suspiro. “Você está testando minha paciência.” “Você está sendo presunçoso.” “O que isso quer dizer?” “Você assumiu que eu concordei com essa reunião.” “Traga. Sua bunda. Em meu escritório.” Seu tom baixo e uniforme pode dar poder ao seu comando, mas só me faz querer apertar todos os seus botões. “Humm.” Eu volto para a linha de dança, sincronizando meus passos com a música. “Que tal você tentar de novo com a cortesia profissional?” Ele suspira e limpa a garganta com uma expiração pesada. “Posso esperar você esta noite?” “Muito melhor. Você pode me esperar mais tarde.” Desligo a chamada e danço mais três repetições aleatórias antes de dizer adeus aos meus novos amigos. Trinta minutos depois, deixo meu celular e minhas chaves em um compartimento escondido sob o banco do motorista do Midget. Depois caminho pela garagem do Cassino e Hotel Regal Arch e entro no saguão. Luzes brilhantes e sons de eletrônicos cheio de cores agridem meus sentidos, o cheiro rançoso de fumaça faz cócegas em meus pulmões. Um tema industrial domina a decoração, acentuado por numerosos arcos de aço que se curvam e se estendem acima. Pintados de preto e cheios de luz, os tetos decorados brilham como

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

céus estrelados brilhantes.

sobre

milhares

de

máquinas

caça-níqueis

Tinindo, tilintando, ruídos se chocam em uma batalha de melodias conflitantes. É o som dissonante de pessoas desesperadas que enchem os bolsos de Trace Savoy com dinheiro. Enquanto ando pelas máquinas piscantes, ninguém socializa ou olha para mim. Fileira após fileira, os apostadores se reclinam, inclinam-se para a frente e fumam cigarros. Sobrancelhas unidas em concentração. Mãos em prontidão para apertar um botão ou puxar uma alavanca. É hipnotizante. E meio triste. Um caminho de tapetes padrão cascata leva a elevadores prateados do outro lado da área de jogos. Em vez de ir para o 30º andar, ando em direção ao restaurante na extremidade oposta. Deslizando para dentro da sala de jantar vaga, ando ao lado de pilhas de materiais de construção e lonas de plástico. As luzes do teto estão apagadas, os trabalhadores foram embora durante o dia. Se este é o novo local de Bissara, Trace não perdeu tempo para iniciar as reformas. Quando um pequeno palco redondo no centro aparece, sei que estou no lugar certo. Eu passo em direção ao palco, circulando o diâmetro de dois metros. Ele é alto ao nível do peito sem degraus para subir. Então eu tiro meus chinelos e me levanto para ficar na superfície do acrílico escuro. Paredes de vidro separam o restaurante e a área de jogos, amortecendo os sons estridentes e o tilintar dos caça-níqueis. Mas eu posso vê-los — o caleidoscópio de luzes em néon iluminando os rostos sérios dos viciados fazendo o que precisam fazer. São seis milhões de clientes passando pelas minhas portas e descansando os olhos na arte que você cria através do movimento.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O palco é certamente visível a partir das áreas de jogo mais ativas, mas os jogadores não estão olhando ao redor do cenário. Eles se sentam em transe, focados em sua droga, determinados a vencer. Nenhum deles notaria uma dançarina do ventre no restaurante. “Você está perdida?” Uma voz masculina desconhecida sai do canto sombreado perto da entrada. Eu viro e vejo uma figura escura reclinada em uma das mesas. “Não. Você está?” “Eu trabalho aqui.” O homem se levanta e caminha na minha direção, vestido com uma camisa branca de colarinho, calças pretas e colete preto. “Sou um Croupier de BlackJack.” Ele acena para as mesas do cassino além do vidro, onde homens e mulheres usam uniformes como os dele, suas mãos ocupadas com cartões e fichas. Quando ele se aproxima, abaixo-me até a borda do palco e balanço minhas pernas para o lado. Cabelos escuros, estatura esguia e barba aparada, ele não é nem feio nem bonito. Mas eu não confio nesse sorriso. É muito agressivo e pegajoso. “Eu sou James.” Ele estende a mão. “Danni.” Aperto os dedos úmidos e recuo, mantendo a saída atrás dele na minha periferia. “Você não deveria estar trabalhando?” “Estou no intervalo.” Ele lambe os lábios enquanto seu olhar ansioso varre meu jeans skinny e faz uma pausa no meu ombro, que está exposto pelo decote largo da minha camisa desleixada. Os dançarinos não têm vergonha de mostrar a pele e eu não sou exceção. James pode ver tudo o que ele quer, se ele manter as mãos para si mesmo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele se inclina mais perto, descansando a mão no palco ao lado do meu quadril. “Isso pode parecer um pouco agressivo...” “Só é agressivo se você tiver algo agressivo em mente.” “Saia comigo esta noite.” “Porque eu faria isso?” “Bem, você é uma mulher bonita.” Ele se inclina contra a plataforma. “Acontece que tenho uma queda por mulheres bonitas.” Seu sorriso se curva sugestivamente. “Eu saio do trabalho em uma hora. O que você acha de nos conhecermos?” Uma garota inteligente diria a ele para cair fora, mas eu sou gulosa por uma conversa travessa. “O que seria conhecer um ao outro?” Suas sobrancelhas se erguem e ele rapidamente suaviza sua expressão. “Jantar?” “Eu já comi.” "Bebidas?" “E depois o que?” Ele esfrega a parte de trás do seu pescoço. “Uh...” “Diga-me exatamente como você imagina me conhecer, James.” Prendo meu lábio inferior entre meus dentes e o libero. “Ou você está com medo de dizer?” Uma sombra se move na minha visão periférica. Está fora de foco, mas percebo uma silhueta alta na porta atrás de James. Eu não mudo meu olhar. Eu não preciso. A sensação de fúria intensa me diz exatamente quem está na entrada da sala de jantar. “Eu tenho muitas ideias.” James coça a barba e examina o meu corpo com uma intenção repugnante, alheio ao dono do cassino parado atrás dele. “Eu não sei se devo dizer...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“É melhor você falar antes que meu patrão chegue aqui. Ele não faz sexo há anos e isso o transformou em um ogro intolerável e raivoso.” “Você trabalha aqui?” “Não. O que acontece depois das bebidas, James?” “Ok, então estou pensando...” Ele brinca com a gravata. “Vou levá-la para casa. Beijar você. E te tocar. E fazer amor com você.” Eu nem sequer tento esconder minha aliança. “Entediante.” “O que? Qual parte?” “Fazer amor? Cara, você pode fazer melhor que isso.” “Eu não sei o que...” “Você gosta de brincadeiras anais?” Saber que Trace está escutando faz com que seja difícil manter uma cara séria, mas de alguma forma eu consigo. James engasga e aperta a mão sobre o coração. “Sim! Quero dizer, que homem não gosta?” “Seu reto, James. Não o meu. Você já foi perfurado com um vibrador de trinta centímetros?” “Não.” Um rubor sobe até o pescoço e ele recua um passo para trás. “Porra, não.” “Isso é ruim. Poderíamos ter algo lindo juntos.” “É o suficiente.” Trace aparece ao lado de James, seu olhar assassino fixado no outro homem. Reconhecimento amplia os olhos de James enquanto ohJesus-estou-fodido contorce em sua expressão. “Você está demitido.” Trace mostra os dentes, elevando-se sobre James. “Reúna suas coisas e...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Pare com isso.” Eu cutuco um dedo do pé contra a coxa dura de Trace, em seguida, inclino-me em direção a James, sussurrando em voz alta ao redor da concha da minha mão. “Ele não consegue uma ereção. Torna-o insuportavelmente malhumorado.” “Danni.” Trace rosna. “Não se preocupe com ele” digo para James, inclinando-me para trás. “Você não está demitido.” “Sr. Savoy? Senhor?” Ele deixa cair o queixo, praticamente se curvando. “Eu preciso deste trabalho. Eu não falei por mal.” Trace segura as mãos atrás dele, seu olhar firme dirigido a James. “Você estava assediando uma funcionária do cassino...” “Uma convidada do cassino.” Eu cruzo minhas pernas e balanço meu pé. “Eu assediei ele. O pobre coitado não teve chance.” “Isso não foi o que ouvi.” “Parece um problema seu. Verifique sua audição.” “Eu tenho tolerância zero para esse tipo de comportamento no meu cassino.” Sua voz é firme e controlada quando ecoa pela sala. “Tão autoritário e viril.” Eu finjo um arrepio e pisco os olhos para ele. “Sendo a mulher vulnerável e fraca que sou, eu nunca seria capaz de lidar com essa conversa por conta própria.” Um músculo se destaca em sua mandíbula. Talvez ele pegue seu cabelo e arruíne tudo. Cada fio loiro se molda perfeitamente em um estilo texturizado e liso. Mas ele não passa a mão, não aperta os punhos, ou faz qualquer coisa para sugerir uma compostura desenfreada. Não consigo decidir se seu indomável autocontrole é sexy ou preocupante.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“James.” Eu seguro um cotovelo na minha coxa e descanso minha mão sob o meu queixo. “Você vai assediar convidados do casino no futuro?” “Não.” James olha de mim para Trace. “Eu prometo, senhor.” Trace aponta sua carranca para mim e dou a ele uma piscadela brincalhona. “Considere este seu único aviso.” Ele aponta um dedo na direção da porta. “Volte para a sua estação.” “Sim senhor. Obrigado.” James corre para fora do restaurante como se o diabo estivesse respirando em sua bunda. Reclinando-me com os braços apoiados no palco atrás de mim, encontro o olhar de pedra de Trace. “Esperando por alguém?” Suas narinas se abrem e relaxam enquanto ele olha para o relógio. “Ela está cinquenta e três minutos atrasada.” “Ela parece importante. Especialmente se ela o fez arrastar sua alteza de sua torre real para se unir aos plebeus.” “Ela é um pé no saco. Estou repensando o trabalho que ofereci a ela.” “Ela não aceitaria de qualquer maneira.” Seus olhos se estreitam. “Então por que você está aqui?” Eu o olho de volta. “Como você sabia que eu estava aqui?” Ele bufa um som agudo e aponta o dedo para o teto. Lustres de vidro elaborados de todas as cores criam uma sobrecarga de design de mosaico. Um olhar mais atento revela pequenos globos negros em meio ao trabalho de arte. Câmeras. Claro.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você estava me espionando? Eu poderia ter você preso por perseguição.” Eu arqueio uma sobrancelha. “E invadindo minha casa. Algum outro crime que eu deva saber?” “Pare com essa merda, Danni.” “Oh, Trace. Eu não vou cagar em você. Estamos apenas nos conhecendo.” “Sim?” Ele acaricia seu lábio inferior, fico tentada a beija-lo. “Eu ouvi como você conhece os homens.” “Brincadeira anal?” Sua carranca estremece, como se um dedo invisível o puxasse para o lado. “Você sorriu!” Eu finjo um suspiro, apontando para sua boca. “Machucou?” Ele resmunga. Talvez eu possa persuadir um pouco. “Você gosta de um vibrador de trinta centímetros, Sr. Savoy?” Ele olha para a porta vazia e compõe sua expressão como um imperioso chefe de cassino. “Eu vejo que você encontrou o palco. É adequado para a sua rotina?” Uh. Tão bruto. Eu adoraria vê-lo se soltar. Aposto que seria glorioso. “Depende.” Balanço minhas pernas e fico no centro da plataforma. “Ainda repensando a oferta de emprego?” Seu olhar se fecha na minha boca antes de fazer uma lenta descida ao longo do meu pescoço, traçando a forma dos meus seios, meus quadris e o ápice das minhas coxas. Meu corpo inteiro reage, acendendo profundamente dentro do meu núcleo e se espalhando ao inflamar pela minha pele. Meus mamilos

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

endurecem. Meu pulso se acelera e uma dor pulsante se agita entre as minhas pernas. Jesus, esse homem é potente. Tudo o que ele tem que fazer é ficar lá de terno e transmitir desagrados como se fosse uma preliminar. Seus lábios esculpidos se abrem naturalmente, formando uma abertura sedutora naquela carranca, que é emoldurada por um queixo esculpido em ângulos retos. Dominante. Masculino. Muito sexy para um engomadinho. Ele não mudou seu foco da proximidade da minha virilha, então eu estalo meus dedos em sua linha de visão. Aqueles olhos azuis brilham no meu rosto e há algo brilhando nas profundezas. Algo carente, compulsivo e... rancoroso. “Você não gosta muito de mim, não é?” Eu apoio meus punhos nos meus quadris. “Isso não tem importância.” Ele anda ao redor do palco, as mãos cruzadas atrás dele. “Vamos para o meu escritório para que você possa assinar o contrato e...” “Eu não penso assim, Scoot McGoot.” Estico meus braços, apontando o panorama de 360 graus de mesas lotadas de cassinos e máquinas caça-níqueis. “Eu odeio revelar isso para você, porque este é realmente um grande palco, mas ninguém lá fora se preocupa com uma dançarina em um restaurante. Não importa o quanto você me pague.” Ele caminha para o bar, onde se inclina para trás do balcão de aço, desaparecendo de vista. Antes que eu possa perguntar o que ele está fazendo, uma coluna de luz suave me envolve da cabeça aos pés. A fonte brilha debaixo dos meus pés e, à medida que dou um passo à frente, a luz me segue, envolvendo-me efetivamente em uma faixa incandescente.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Tão legal.” Eu pulo de um lado para o outro, cativada pela precisão do sensor de movimento. Ele mexe com alguma coisa na parede do fundo, e uma música pop sensual e acelerada sai dos alto-falantes ocultos. Eu reconheço isso imediatamente. Os vocais profundos do rapper haitiano. A imponente ressonância dos instrumentos de metal. O vibrante clap-clap-clap de percussão. A composição de alta energia de Hips Don't Lie, de Shakira. É uma música que pratico com frequência e meu corpo se contorce para acompanhar o ritmo. “Dance.” Trace segue em direção ao palco e olha para mim. “Por favor.” Extasiada no raio de luz sob meus dedos, tremo de excitação. Seu por favor não é a única razão pela qual eu tiro minha camisa, mas é um poderoso incentivo. Eu duvido que ele use essa palavra frequentemente e de pé diante dele em um sutiã esportivo e jeans de cintura baixa, estou feliz em obedecer. A música bate em mim, definindo o ritmo da minha respiração. Meus braços se movem primeiro, levantando sensualmente, fluindo como uma onda preguiçosa de uma mão para a outra e pegando meus ombros com eles. Eu seguro meus quadris, concentrando todos os movimentos acima do meu peito. Fazendo-o esperar por isso. A maneira como ele olha para mim... Doce inferno, diz tudo o que ele não fala. Sério e forte, seus olhos azuis devoram meu corpo com interesse nu, como se eu fosse linda, como se ele quisesse desesperadamente me tocar, agarrar e me foder. Abotoado e engomado, seu terno se molda à forma musculosa de seu corpo, como se estivesse me desafiando a encarar. Querer. Para conjurar imagens de minhas mãos tirando cada camada imaculada.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O volume fica mais alto e eu me envolvo com a parede abdominal, ondulando os músculos em um tremor ondulante. Seus ombros grossos se elevam com uma ingestão de ar, uma respiração que ele mantém por várias contagens antes de liberar, relaxar e inalar novamente. Eu o afeto — meu corpo, minha arte, meu comando de ambos. Isso me dá uma sensação de poder sobre ele. Não que eu pretenda vê-lo novamente, mas por uma noite, em um restaurante vazio, é revigorante. Quando o ritmo da música acelera, eu pontuo as batidas com movimentos verticais de quadril, batidas externas no quadril, movimentos de ombros e elevações da caixa torácica. O movimento fluido do meu corpo se alinha com os instrumentos, puxando-me para um estado de hipnose que me carrega através da plataforma, flutuando em uma coluna de luz e curvando meus lábios de um canto a outro. Sorrio porque aprecio os gestos sensuais, as linhas melódicas e as curvas do meu corpo. Eu sorrio porque, conforme Trace me observa, seus olhos brilham com voltagem máxima, eletrocutando a curta distância entre nós. Inclinando-me para ele, dou um leve rebolado e encontro seu olhar. Curvando-me mais, abaixo minha cabeça e rolo meus ombros em uma dança própria, presa na música, sustentada pelo momento. De cabeça para baixo, meu cabelo varre o chão, braços pendendo ao lado do meu rosto enquanto meus deltoides — músculo do ombro — abdômen e colo se contraem e saltam em uma coreografia sincronizada de músculos. Lentamente, levanto-me, estendendo meus braços acima da minha cabeça e rolando meus quadris em giros infinitos. Ao baixar as mãos ao lado do rosto, contorço meus dedos em ondas sinuosas

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

e sedutoras, inclinando a cabeça, girando a pélvis e fazendo seu queixo cair ainda mais... Ele fecha a boca, o peito sobe e seus olhos se apertam com a tensão. Eu sei o que ele vê. Memorizei meu reflexo no espelho enquanto balançava e executava as manobras de serpentina. As sacudidas, arrepios e flexibilidade dos meus quadris. A forma feminina se move de um jeito que simula flexibilidade, promiscuidade e energia sexual. Eu sou uma atriz em um palco, provocando emoção e me alimentando das reações. Ou neste caso, uma reação. Coloco um toque extra no meu quadril inclinado e sorrio quando sua mandíbula se contrai em direção a um sorriso. “Você gosta disso?” Seu rosto instantaneamente endurece de volta à pedra, com seus olhos estrondosos. A música chega ao fim e eu diminuo meus movimentos, abaixando meus braços e olhando para o lado e para o chão até que o silêncio cobre o ambiente. Então eu me inclino em uma curva habitual e lhe sopro um beijo enquanto me endireito. Ele pega o nó da gravata e deixa cair a mão. “Vire-se.” “Por quê?” Seus lábios se apertam, escurecendo sua expressão, como se eu cometesse uma blasfêmia ao questioná-lo. Nosso impasse silencioso não dura muito tempo. Estou muito curiosa para não me virar e, quando o faço, minha respiração para. “Uau.” Vinte, trinta... talvez cinquenta pessoas se juntaram do outro lado da parede de vidro. A maioria são homens, mas mulheres também se reuniram. E funcionários. Outros estão perto

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

das mesas mais atrás, os olhos apontados na minha direção, observando. Aceno para a multidão e sorrio. “Por que eles estão...?” “Você é boa, Danni.” Seu timbre vem de algum lugar perto do bar atrás de mim. A luz embaixo dos meus pés se apaga, ocultando-me nas sombras e sinalizando a plateia para se dispersar. “Você realmente acha que eu sou boa, hein?” Eu pulo do palco e deslizo meus pés nos chinelos. “Não apenas boa. Você é cativante.” Trace avança em minha direção e pega minha camisa do chão. Eu pego a mão dele, mas ele puxa de volta e continua a guiar a camisa sobre a minha cabeça. O gesto fraqueja meu fôlego, e quando meu rosto sai pela gola, olho para ele com os olhos arregalados. Concentrado em sua tarefa, ele levanta um braço, depois o outro, deslizando cada uma das minhas mãos lentamente, suavemente, através das mangas. Deixá-lo fazer isso parece tão estranhamente íntimo que não sei como responder. É uma coisa tão pequena, mas faz muito tempo desde que eu tenha gostado disso. Muito tempo, aparentemente, dado o enxame de abelhas mergulhando e zumbindo no meu estômago. Ele endireita a camisa ao redor dos meus quadris e se aproxima, seu dedo seguindo oh-tão-suavemente ao longo do meu queixo. “Ver você dançar é uma experiência excelente. A liberdade em seus movimentos, o prazer em seu rosto... evoca sentimentos que são mais profundos, mais quentes” —ele se curva tão perto que seus lábios roçam meu ouvido — “melhor que sexo.” Calor ondula através de mim. “Você não deve estar fazendo sexo muito bom.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele toca sua testa contra minha têmpora, sua mão voltando para rastrear minha espinha enquanto sua respiração de menta me banha no calor. “Eu imagino que o sexo com você aniquilaria todas as experiências que um homem já teve.” Santo inferno, sinto cada palavra rouca como beijos famintos ao longo do meu pescoço. “O que você está fazendo, Trace?” Ele recua e passa a mão sobre a gravata, sua carranca mais dura, mais furiosa do que antes. “Eu quero terminar esta reunião no meu escritório. O contrato...” “E assim, você estraga completamente um bom momento.” Do bolso de trás do meu jeans, entrego a ele um pedaço de papel dobrado. “Eu tenho uma contraproposta.” Ele pega e caminha em direção à saída, deixando-me ali de boca aberta. Que merda acabou de acontecer? “Espere.” Eu vou atrás dele. “Você não vai ler?” “Vou.” Eu o persigo até os elevadores. E por perseguição, quero dizer correndo, porque suas pernas malditas são longas. Seu comportamento inacessível permite que ele passe pelo cassino sem ser parado ou interrompido por conversas ociosas. A multidão realmente se apressa para sair do caminho. Ele atrai a atenção de todos quando passa, especialmente das mulheres. Sua altura imponente e seu terno caro são notáveis, mas é seu aspecto impressionante — o cabelo loiro sexy, traços esculpidos, ombros largos — que enfraquecem os joelhos e deixam cair as mandíbulas. Sedutor e misterioso, ele é um orgasmo para os olhos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ultrapassando os elevadores públicos, ele caminha por um corredor vazio, onde outro elevador espera. Ele digita um código, e as portas se abrem. “Seu espelhado.

próprio

elevador

pessoal?”

Entro

no

elevador

“Sim.” Ele me segue com a minha contraproposta dobrada na mão. Quanto tempo isso vai durar? Estou pronta para ele ler minhas exigências, perder sua merda e me mandar embora. O painel de botões apenas fornece acesso ao 30º andar, 31º andar e alguns níveis subterrâneos. Ele aperta 30. “O que há no último andar?” Eu me inclino contra a parede em frente a ele. “Minha residência.” Ele mora no hotel? Decepcionantemente prático.

Na

cobertura,

evidentemente.

Quando o elevador dispara para cima, ele desdobra o papel. Seus olhos percorrem minha caligrafia, suas feições estoicas e indecifráveis. Quando tenho certeza de que ele leu tudo, meus nervos entram em ação. Ele não olha para cima, não reage. Minha contraproposta absurda exige um salário que rivaliza com a de um cirurgião experiente. Também inclui outros requisitos, como orçamento para guarda-roupa, vestiário privativo, contribuição para a aposentadoria, assistência médica, férias pagas e bebidas alcoólicas gratuitas nos bares do cassino. O plano de saúde seria bom já que eu não tive cobertura médica desde a faculdade, mas não dou a mínima para o resto. Com movimentos lentos e exatos, ele dobra o papel e o coloca no bolso interno de seu terno. Então ele descansa as mãos no trilho

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

de proteção atrás dele, cruza um sapato brilhante sobre o outro e encontra meus olhos. Sua expressão é firme, inclinando-se para a indelicadeza, mas há uma sugestão de desonestidade profunda nos suportes ao redor de sua carranca. Eu não posso decidir se ele vai me beijar ou dizer algo odioso. É curioso como ele sempre inclina o queixo para baixo, uma maneira que o força a olhar para cima. Desde que ele é tão alto, talvez curvar a cabeça é uma questão de praticidade. Ou talvez seja deliberado, porque ele sabe que o olhar para cima parece mais sombrio e intimidante sob o manto de sua sobrancelha. Eu gostaria que ele não fosse tão atraente ou que eu não estivesse tão encantada com sua personalidade severa. Porque enquanto espero que ele aperte o botão que me mandará de volta para o saguão e fora de sua vida, parte de mim lamenta sabotar essa oportunidade. Preciso do emprego, porém mais do que isso, preciso de alguém com sua determinação impenetrável na minha vida. Um parceiro que vai me desafiar. Um homem que vai se levantar para mim. Um amante que vai inspirar o meu lado celibatário. Não é que eu seja boa em ler pessoas. Não sou. Mas há um ar sutil sobre Trace Savoy, que ele tenta sufocar. Na superfície, ele é muito cavaleiro. Muito arrogante e apático. É uma fachada. Por baixo daquela casca insensível esconde-se um homem sexual, interessado e apaixonado. Eu vislumbrei isso nas rugas de sua expressão, em suas palavras acaloradas e na carícia de seu toque no meu rosto. Eu quero mais disso. Preciso saber se há algo entre nós, algo que poderia crescer, esticar e levantar voo. Procuro seu lindo rosto, procurando por pistas para o que ele está pensando e não encontro nada. “Você está brincando comigo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Sua contraproposta sugere...” Ele desencosta da parede e em dois passos, ele aproxima seu rosto do meu com as mãos no trilho atrás de mim. “Você está brincando comigo.” Ele está deliberadamente me pressionando. Minha cabeça nem sequer atinge o nó em sua gravata, então tenho que inclinar meu pescoço para encontrar o olhar dele. É uma posição que me faz sentir menor, mais vulnerável. Mal sabe ele, que não pode me machucar. Eu já me machuquei — uma dor tão mortal, inconsolavelmente excruciante, que não há mais nada em mim para quebrar. O elevador toca e as portas se abrem. Ele não se move. E esse brilho. Aquele olhar hostil, enfurecido e sexy faz minhas coxas apertarem e minha pele esquentar. “Talvez eu esteja brincando com você.” Quero sentir a curva de sua carranca, então dou a indulgência e acaricio um dedo em todo seu glorioso lábio inferior. “O que vai fazer sobre isso, Sr. Savoy?” Ele me lança um sorriso mordaz que não é um sorriso, pois envia arrepios do meu cóccix até o meu pescoço. “Eu vou aceitar suas exigências.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Seis Dias Atuais

“Aceitar minhas exigências?” Persigo Trace saindo do elevador e através da recepção iluminada no 30º andar. “Você está falando sério?” Seu andar é cadente e centrado quando ele passa por uma pequena área de estar, desliza em torno de uma mesa de recepção de aço e desaparece em um corredor escuro. Paro no saguão vazio, cambaleando de choque e confusão. Eu deveria sair? O instinto me impele a voltar para o elevador, porque ninguém em sã consciência oferece esse tipo de dinheiro, muito menos todos os benefícios que pedi. Será que ele leu a contraproposta? Virando-me para a janela ao lado de um sofá de couro, abaixo a almofada e fico de frente para o vidro. Ao longe, St. Louis Arch se ergue sobre as margens do rio Mississippi, sua curva prateada é como uma alça na cintilante metrópole. Edifícios de várias alturas se espalham em torno dele e entre essas estruturas está o Gateway Shelter. Com seus setenta e cinco leitos já ocupados, eles estarão afastando os sem-teto pelo resto da noite. Eu não consigo parar de pensar nisso enquanto olho pela janela e analiso meus sentimentos. Eu doo cada centavo extra para

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

o abrigo, o que não é muito. Mas se eu aceitar esse trabalho, se Trace levar a sério as minhas exigências salariais ridículas, meu Deus, eu poderia ajudar o abrigo a se expandir, acrescentar mais leitos, comida mais saudável, cobertores mais macios. Ah, as possibilidades! Estou me adiantando. Trace está tramando algo e isso não pode ser bom. Uma dançarina do ventre aumentaria a receita em seu cassino? Talvez. Eu vi a multidão se reunindo no andar de baixo e isso foi sem as minhas fantasias ou os bons serviços de jantar que ele pretende oferecer. Eu sou a melhor dançarina do ventre em St. Louis? Com certeza. Mas ele poderia encontrar uma melhor dançarina fora da cidade e pagá-la apenas o suficiente para se mudar. Isso me deixa com uma conclusão. Ele me quer e seu interesse é pessoal. “Danni!” Ele grita de algum lugar no corredor. “Estou esperando!” Aperto a ponta do meu nariz. Se eu aceitar este trabalho, vou ter que treiná-lo. As Marlo Vogt's do mundo podem pular em cima de suas besteiras grunhindo, latindo e irritando, mas eu trabalho para mim mesma e não me encolho para ninguém. A questão é: eu tenho um interesse pessoal nele? Volto minha atenção para a vista do lado de fora da janela, admiro o reflexo cintilante da paisagem urbana no rio e analiso a situação. Estou atraída por ele de uma maneira que não fui atraída por ninguém desde Cole. Trace poderia ser tanto um trabalho quanto uma solução para minha solidão. Talvez nós vamos foder. Talvez não vamos. Qual é o pior que poderia acontecer? Se ficar complicado, vou sair

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

do show de dança do ventre e focar no ensino e em outros empregos paralelos. Mas antes de considerar seriamente isso, preciso saber melhor suas intenções. Uma pequena caminhada me leva pelo corredor até a única porta aberta no final. Dentro de um enorme escritório luxuoso, ele está sentado atrás de uma mesa de vidro com suportes de aço em forma de mini arcos. Sua atenção não deixa o laptop na frente dele, seus dedos batendo nas teclas. “Estou de olho em você.” Ando em direção a ele e circulo a mesa para ficar ao lado dele. Ele não repara em mim quando envia o que parece ser um contrato revisado para a impressora do outro lado da sala. Sentado em uma cadeira de couro duro, ele está quase no nível dos olhos comigo, seu cabelo loiro sexy está perto o suficiente para o aroma amadeirado de seu xampu chegar ao meu nariz. Depois de mais alguns cliques no teclado, ele desliga o laptop e gira a cadeira para posicionar os joelhos no lado de fora dos meus. “Você está de olho em mim?” “Claro que sim.” Inclino meu quadril e coloco meus polegares nos bolsos de trás do meu jeans. “Essa coisa que você está tramando entre nós? Com a visita em casa, o palco do seu novo restaurante e o salário obsceno? É mais que um negócio.” Ele apoia o cotovelo no braço da cadeira, esfrega a mandíbula e olha para mim com desinteresse. “Como isso faz você se sentir emocionalmente?” “Emocionalmente?” Empurro minha cabeça para trás, lutando pelo que dizer. “Você diz merda aleatória apenas para manter as coisas interessantes?” “Depende. Você está interessada?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele tem desprezo e sarcasmo como um perito na arte, mas acho que talvez isso seja sua tentativa de humor? “Você é muito divertido, Trace” afirmo. “Você também é estranho.” Estranho de uma forma indescritível, intrigante, aposto que ele é tão pervertido como o diabo. “Você realmente leu minha contraproposta?” “Eu li.” Ele rola a cadeira para trás, levanta para atravessar a sala e retorna com o documento da impressora. “Eu aceitei todas as suas demandas, exceto a programação. Não vou pagar a você trezentos mil dólares por ano para trabalhar duas noites por semana.” Engasgo com a menção do salário, embora eu seja a única que escreveu a oferta. Foi apenas um número que tirei da minha bunda. E se eu pedisse mais? Qual é o seu ponto de ruptura neste negócio? Ele coloca o contrato na mesa ao meu lado e lá está, declarado em negrito, a sua exigência de cinco noites por semana. Quarta a domingo. Três à meia-noite, com um intervalo de uma hora. “Eu tenho uma agenda lotada.” Cruzo meus braços. “Eu vou te dar duas noites.” “Cinco noites e você vai concordar com um contrato de um ano com a opção de renovar.” Ele está acima de mim devido a sua altura e toca a linha de assinatura do contrato. “Assine aqui.” De jeito nenhum eu vou concordar com um ano. “Três noites, e você receberá um aviso de duas semanas se alguma vez eu ficar entediada com sua personalidade brilhante.” Ele aperta as mãos atrás das costas e olha para o documento. “Cinco noites por semana e você pode ter seu aviso de duas semanas.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Porra, como posso diminuir isso? Eu ando para longe dele, andando em circulo pelo escritório, enquanto penso. Quem é este homem, este senhor dos tempos modernos, que se senta atrás de uma escrivaninha, chamando as pessoas à sua presença e rejeitando contratações e demissões? Seu escritório é simples, porém luxuoso, com seus tons de cinza, lâmpadas e mobília com tema arquitetônico, valida seu status rico e poderoso. Mas não há fotos ou prêmios. Nenhum troféu ou diplomas emoldurados. Não há um vestígio do homem por trás do terno. “Quantos anos você tem?” Eu olho por cima do meu ombro e o encontro de frente para a parede de vidro que emoldura o Gateway Arch à distância. “Trinta.” Ele não olha para mim, embora provavelmente possa ver meu reflexo na janela. “Você?” “Vinte e oito.” Eu giro, caminhando de volta para ele. “Como você se tornou o dono de...” Aceno uma mão para o escritório. “Tudo isso?” “Tudo isso?” “O maior hotel e cassino do centro-oeste.” “Pais ricos.” Não tenho certeza do que me surpreende mais — sua sinceridade ou a frieza em seu tom. “Fundo fiduciário?” Eu descanso um ombro contra o vidro ao lado dele. “Herança. Eles morreram há alguns anos atrás.” Oh. Meu peito aperta. “Eu sinto muito.” Eu suavizo minha voz. “Como eles...?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você desperdiçou o suficiente do meu tempo hoje à noite.” Ele joga uma caneta na mesa atrás dele. “Assine o contrato, Danni.” Respiro fundo. “Não faça isso. Se eu ultrapassar o limite com você, apenas me diga. Você não precisa ser um idiota.” Ele se abaixa, aproximando o rosto do meu e forçando minhas costas contra a janela fria. “Você está tendo dificuldade em entender os papéis aqui, então vou deixar claro para você.” Ele escova o nariz pelo meu cabelo. “Você não me conhece e não vai me conhecer. Deste ponto em diante, você fará o que eu digo com muito mais respeito do que me mostrou até agora.” “Eu não sei sobre a última parte, mas conheço você.” Deslizo meus dedos sob a lapela do paletó dele. “É mesmo?” Ele não empurra a minha mão e em vez disso descansa seu peso em um braço apoiado contra a janela acima da minha cabeça, sua boca a centímetros da minha. “Sim.” Inclino o queixo para encontrar seus olhos árticos. “Você não namora ou faz relacionamentos. Você fode. Então você as manda para casa com um tapinha na bunda.” Ele franze a testa de um jeito que só ele pode fazer parecer indecente. “Você transmite intimidação e superioridade da classe alta” digo, “porque você quer que todos pensem que você é indiferente e intocável. E talvez você seja.” Empurro a parede rígida do seu peito. “Mas ser indiferente e intocável é como ser um babaca e isso não é uma característica especial. O mundo está tomado por idiotas. Você não precisa ser inteligente, rico ou de boa aparência para se juntar a esse clube.” Seu olhar se estreita, cortando como lasers azuis. “Eu também conheço você, Danni Angelo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Oh sim?” Deslizo meus dedos pelos botões de sua camisa. “Diga.” Seus olhos seguem o movimento, uma sobrancelha loira arrogantemente arqueada. “A única coisa que você odeia mais do que um idiota é um cara que não é um idiota.” Endireito minha coluna contra a janela. “Isso não é...” “Caras sensíveis te aborrecem e o elogio deles não os leva a lugar nenhum. Idiotas fazem seu pulso acelerar e sua calcinha ficar molhada, especialmente quando eles lhe dizem quando, onde e quão duro.” Calor se reúne entre minhas pernas e meus dentes colidem. Maldito seja. “Você é o tipo de prato que parece atraente, cheira delicioso e tem um gosto ainda melhor.” Ele me dá um olhar frio cheio de julgamentos. “Mas depois de algumas mordidas, isso se torna uma decisão ruim.” Uma respiração abrasiva se aloja na minha garganta e meu rosto se enruga. “Qual é o problema, Sr. Savoy? Está com muito medo de experimentar algo profundo e estimulante para uma mudança?” Ele sorri e eu não gosto do brilho satisfeito em seus olhos. Eu saio do espaço confinado entre ele e a janela, procurando distância. “Você está uma bagunça.” Ele olha para a minha mão onde eu giro a aliança de prata no meu dedo direito. Deixo cair meus braços para os lados enquanto a indignação atinge meu sangue. “Eu não estou...” “Eu poderia te foder agora, bem aqui e dar a você mais prazer do que o filho da puta que te deu esse anel.” Seu braço se estende e sua mão envolve minha garganta.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Como ele se atreve a insultar Cole e me maltratar assim? Eu deveria me enfurecer com ele, mas quando meu batimento cardíaco salta contra o punho que prende meu pescoço, meu corpo inteiro lateja de forma irregular, excitada e desenfreada. “Provoque-me” digo com uma voz estrangulada. Ele usa seu aperto para me forçar para trás até que a beirada de sua mesa bate nas minhas pernas. “Não importa o quanto eu faça você gozar, você irá para casa e chorará ao dormir pelo homem que ainda ama.” Ele me libera e se endireita. “Você é uma bagunça emocional e não quero fazer parte disso.” Raiva explode, queimando minhas bochechas. “Eu sou humana.” Eu me movo em direção a ele e empurro seu peito. “Uma profundamente apaixonada, uma pessoa de sangue quente, seu idiota insensível.” Ele me permite empurrá-lo, sua expressão vulcânica e a respiração, sai quente e rápida, embebendo o ar entre nós. Se ele não quer qualquer parte disso, por que exigiu que eu viesse aqui e aceitasse esse emprego? Seus sinais mistos são enlouquecedores. “Eu não entendo o que você quer.” Viro e me movo para a mesa onde o contrato aguarda. “Eu farei o trabalho sob os termos negociados, mas não vou assinar nada.” Eu não o ouço se aproximar de mim quando a proximidade abrasadora de seu corpo envolve minhas costas. Ele escova meu cabelo para o lado e seus dedos deslizam com pressão diabólica sobre minha nuca, ao redor da minha garganta, estendendo-se em direção ao meu peito e deslizando sob o decote da camisa enquanto seu polegar acaricia a base do meu crânio. Então a respiração dele está lá, uma fornalha de sedução fazendo cócegas no meu ouvido e arrepios na minha pele.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu quero ver seu corpo se mexer.” Sua boca roça meu ombro nu. “Cinco noites por semana. No meu cassino.” Assistir você dançar... Isso evoca profundos, mais quentes, melhores que sexo.

sentimentos

mais

Isso é uma fantasia dele? Assistir uma mulher mexer seus quadris sem tocá-la? Exceto que ele está tocando, sua mão escorrega do meu pescoço, desce pela minha omoplata e serpenteia minhas costelas para agarrar minha cintura. É tão bom estar em braços fortes e masculinos que arqueio contra ele e balanço meus quadris. Em vez de se afastar, ele balança comigo — um movimento lento e instintivo que vacila ao ritmo de nossas respirações. É inesperado, viciante e insano. Mas eu afundo no ritmo, glorificando-me com a sensação de sua poderosa estrutura segurando minha bunda. Ele percorre a palma de sua mão livre em toda a minha clavícula, unindo meu peito com o antebraço e me abraçando contra ele. “Eu amo seu corpo, porra.” “Mas não a minha personalidade bagunçada?” Minha cabeça cai de volta em seu ombro. “Exatamente.” Meu estômago endurece. “Que coisa cruel de se dizer.” “Você não parece ofendida.” Ele toca seus lábios no meu pescoço e esfrega seus quadris contra mim. O comprimento de aço de sua ereção cutuca e esfrega, deixando pouco à imaginação. Duro e grosso, o homem está excitado. Mas estou presa em suas palavras. Ele está interessado em meu corpo, em me observar, mas nada mais? Ele está me abraçando, passando as mãos pelas minhas curvas, evitando meus

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

seios e todos os lugares abaixo da minha cintura. Se outro homem me tocasse assim com sua excitação pressionado contra mim, eu saberia sua intenção. Mas Trace deixou claro que ele não me quer, pelo menos não na cama. Então, por que ele está me segurando? Seu desejo é evidente no suspiro de suas respirações e na dureza de seu pênis. Quero exigir uma explicação. Mas temo que ele me afaste e caramba, eu não estou pronta para voltar para o frio da solidão. Já faz muito tempo desde que fui segurada por um homem poderoso e sexy. Não só isso, ele sabe como se mover. Nós não estamos realmente dançando, mas há liberdade e ritmo natural no balanço de seus quadris, ambos os quais são tentações mortais para minha alma amante da música. “Você dança?” Pergunto. “Quando a necessidade surge.” “Dança de salão em festas extravagantes?” “Claro.” Ele morde meu pescoço. “Dance comigo. Eu quero ver seus movimentos.” “Não.” Seus dentes pressionam contra a minha pele. Descanso minhas mãos em seus quadris atrás de mim, seguindo as linhas estreitas de seu terno e saboreando os contornos e recortes de músculos tensos sob o tecido. “Você só quer assistir?” “Exatamente.” Ele arrasta o nariz ao longo da minha garganta. “Depois de me ver dançar, acontece o quê?” “Acontece nada.” A mão debaixo do meu peito se desloca para cima, perigosamente perto de onde quero.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu sinto sua ereção, Trace. O que você faria se eu o agarrasse?” “Faça e descubra.” Sua voz é rouca e grossa, mas ouço a ameaça aguçando as sílabas. Se eu o apalpar, esta pequena dança termina. Eu poderia ser ousada o suficiente para envolver minha mão em seu pênis, mas a rejeição iria doer. Ele parece contente em apenas ficar aqui, balançando e moldando suas mãos em minhas curvas e mergulhos do meu corpo. É confuso e reconfortante. Se ele estivesse simplesmente me acariciando como Mark havia feito ontem à noite, eu saberia como responder. Mas isso é diferente. Seus lábios acariciam meu pescoço adoravelmente, eroticamente, atraindo-me para um transe que mexe com a minha cabeça. Se eu tivesse algum autocontrole, terminaria essa reunião e iria para casa. Mas eu anseio por suas pequenas doses de afeição, tenho fome de beijá-lo e sinto vontade de tirar minhas roupas e derreter sob seu toque, sua boca, suas estocadas. Sexo com ele seria turbulento e totalmente satisfatório. Meu pulso martela com o pensamento de lutar com ele, brigando e fodendo em um emaranhado de membros escorregadios de suor. Talvez ele esteja certo. Eu gosto de um idiota desafiador e sou levada a explorar o enigma desse homem irritante. Mas ele acha que sou confusa. Quanto mais isso entra em minha mente, mais eu quero provar que ele está errado. Na verdade, estou começando a achar que ele está intencionalmente tentando me irritar. Torcendo em seus braços, levanto na ponta dos pés e procuro seu olhar glacial. “Você está tramando algo.” “Eu não estou.” Seu tom é rigoroso, indiferente.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você está. Você está jogando com minhas emoções. Fazendo apostas na minha libido.” “Você está fazendo piadas de cassino agora?” Ele solta uma risada — um único som de humor sem humor. Sua expressão impassível me enfurece ainda mais e eu empurro seu peito. Ele recua, mas eu fico com ele, empurrando até ele esbarrar na janela atrás dele. “Você não pode amar meu corpo” digo, segurando minha palma contra a lapela de seu paletó “e não querer me foder.” Deus querido, o que deu em mim? Eu realmente preciso transar. É como se ele tivesse ativado uma substância química no meu cérebro que me roubou toda vergonha. Sua respiração acelera novamente e ele levanta os braços contra a janela de cada lado da cabeça, como se estivesse se abrindo para mim. Ou se segurando. “Quero que me diga tudo.” Eu pressiono minhas palmas contra as dele, pressionando-o na prisão dos meus braços. “Apenas me diga o que é isso para que possamos seguir em frente.” Se alguém entrasse, pensariam que estou prendendo-o contra o vidro, mas esse não é o caso. Embora suas costas e mãos estejam pressionadas contra a janela, ele é mais forte, maior e mais agressivo. Ele está permitindo isso e o piscar de seus olhos me diz que está gostando disso. “Você quer saber se eu pretendo transar com você?” Seus dedos se entrelaçam ao redor dos meus. Então ele abaixa a cabeça. Antes que eu possa piscar, ele me beija. Um brutal beijo que suga o ar dos meus pulmões e dispara meu pulso. Eu antecipo o chicote de sua língua, mas nunca vem. Seus dentes pegam meu lábio inferior, sinto uma pontada aguda de dor e ele se inclina para trás.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não” ele diz friamente. “Eu não vou fazer sexo com você.” Mas esse beijo. Permanece na minha boca como um rastro de fogo. “O que?” Eu cavo minhas unhas nas palmas das mãos dele. “Por que diabos você me beijou?” “Porque eu posso.” Ele nos gira, invertendo nossas posições. Em vez de se aproximar, ele se afasta e se abaixa na cadeira em sua mesa. “Boa noite, Danni.” Meu olhar cai para a coluna grossa de seu pescoço, o colarinho branco engomado e os ombros quadrados sob o tecido rígido de seu paletó. Focado em seu laptop, ele liga a tela e lança uma planilha, seu comportamento todo a negócio, inquestionavelmente me dispensando. Talvez eu esteja delirando, mas parece que fiz um pouquinho de progresso, se contar com aquele beijo irado. Minha curiosidade está mais aguçada do que nunca, meu fascínio nem chega perto de estar satisfeito. Não é como se eu quisesse um relacionamento com ele, mas eu não posso me impedir de lembrar a sensação tórrida daquela mão enorme em volta da minha garganta ou imaginá-la atravessando minha bunda nua, batendo e avermelhando minha pele enquanto ele me penetra com golpes contundentes. Sem dúvida ele é enorme, duro como pedra e forte em toda parte, uma imagem que produz ondas de pulsações através dos músculos há muito negligenciados entre as minhas pernas. Cristo, eu preciso sair daqui. “Ligue para mim quando o restaurante estiver aberto.” Caminho em direção à porta. “Você estará aqui amanhã de manhã.” Ele não olha para cima do laptop.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Por que eu deveria...?” “Você vai se encontrar com o RH e preencher sua papelada. Oito horas.” Ele alcança sob a borda de vidro da mesa e um zumbido agudo soa por cima. “Não se atrase.” A porta se solta da parede e se abre para mim. Eu me movo para o corredor para evitar colidir com a parede de aço se movimentando. Ele se fecha, e o som de tranca eletrônica anuncia que ele me trancou para fora de seu escritório. Uma risada chocada escapa dos meus lábios. Aposto que essa atitude de idiota faz com que ele se sinta todo poderoso e autoritário. Eu quero ficar aborrecida com isso, mas, em vez disso, acho sua inaptidão social estranhamente viciante. Quando saio do 30º andar e atravesso a garagem, meu sangue aquece e meu coração bate violentamente, entusiasmada, pela primeira vez desde Cole.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Sete Três Anos Atrás

Stay de Rihanna toca no meu celular, que está no contra piso de madeira compensada do meu novo estúdio de dança. O aroma de serragem, suor e excitação infunde o ar enquanto eu balanço meus quadris e estudo meu reflexo nos novos espelhos pendurados. Cole se ajoelha vários metros atrás de mim, instalando a última barra de balé no cômodo que ele recentemente adicionou na parte de trás da minha casa. Poeira cobre sua calça jeans velha e desbotada, seu tronco musculoso nu e ondulando com o músculo exausto. Ainda não consigo acreditar que ele construiu uma sala de dança. Quem faz isso? Quando ele me mostrou os desenhos e me disse que iria pagar por tudo, eu solucei lágrimas horríveis de alegria. Então eu tentei dissuadi-lo disso, o que aprendi que é um esforço desperdiçado quando sua mente está feita. Já se passaram nove meses desde que nos encontramos na rua naquela manhã fatídica. Nós fodemos como animais naquela primeira noite e ele se mudou um mês depois. Dizer que tem sido um redemoinho é um eufemismo. Cada segundo de cada dia é uma névoa quente de toques, beijos e delírios intoxicantes que obscurece nossa consciência do mundo ao nosso redor.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Inseparáveis ao ponto de paixão, estamos doentes, obsessivos, nunca nos cansamos de estar juntos. Eu não posso imaginar essa febre desaparecer. É muito forte, muito real, muito profunda e internamente entrelaçada na fibra do meu ser. Seus densos cílios se levantam e seus olhos castanhos se conectam com os meus. A necessidade de beijá-lo me atinge diretamente no peito e meu pulso entra em um ritmo selvagem. É possível que duas pessoas se beijem demais? Quando nossas bocas não estão unidas em uma paixão agressiva, estamos sorrindo estupidamente um para o outro. Como agora. Aquele sorriso dele me dá sensações e suas covinhas me desafiam a me aproximar, por um gosto, um toque, por uma fusão de corpo inteiro e todas as outras coisas de Cole. “Você está me distraindo, baby.” Seu olhar escurece, deslizando preguiçosamente pelo meu corpo. “E?” Eu levanto o cabelo da minha nuca úmida e seguro no topo da minha cabeça. Agora que tenho sua atenção, eu movimento meus músculos do abdômen, contraindo minha espinha e deixando meus quadris fluírem sensualmente com a música provocativa. Eu me sinto boba dançando em suas botas de trabalho pesado, mas ele exigiu que eu as usasse para proteger meus pés. Sempre tão exigente e protetor, mas ele faz isso de uma forma que me faz sentir cuidada e amada. Uma garota poderia se acostumar com isso. Ela poderia se apegar. O que eu estou pensando? Estou bem apegada. Sentado em seus calcanhares, ele passa as costas de uma mão sobre sua testa brilhante. “Se você vai me provocar com essa bunda sexy, faça isso no poste.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele me surpreendeu com o poste de stripper algumas horas atrás, tendo instalado enquanto eu estava fazendo algumas tarefas. Ainda não dancei, decidindo guardar o programa erótico até depois de termos tomado banho. “O que você tem que fazer esta noite?” Eu danço em direção a ele, cantando junto com Rihanna, torcendo meus quadris e sensualmente movendo meus braços acima da minha cabeça. “Danni, você está me matando aqui.” Ele geme e seus dedos apertam a broca na mão. “Eu ia começar o chão de madeira hoje à noite.” Estou tentada a fazer beicinho, mas não vou. Ele está fazendo isso por mim e sou muito grata. Eu estarei agradecendolhe com o meu corpo a noite toda, porque minha nossa, ele usa sujeira e suor como uma estrela do rock sexy tatuada. “Pare de me olhar assim.” Sua mandíbula flexiona, sua expressão em uma tempestade de desejo desenfreado. “Cristo, você está me deixando duro.” “Eu gostaria de poder parar, mas quando vejo você, tudo que quero fazer é rasgar suas roupas e enrolar minha buceta em torno de seu pau.” Ele enrola os dedos contra a coxa e olha ao redor da sala inacabada, uma batalha interna forçando seu lindo rosto. Ah, ele quer me foder, mas ele sabe tão bem quanto eu que essa antecipação faz com que seja muito mais quente. “Se você se comportar” ele diz, seu tom duro e intransigente, “vou te dar meu pau. Quando eu estiver pronto.” Um arrepio pulsa através de mim. Uma coisa é certa. Ele vai me foder duro e obscenamente, dominando-me de uma maneira que eu nunca imaginei querer ou desfrutar. Agora que experimentei o tipo de sexo de Cole, nunca mais vou voltar a

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

grunhir e tatear no escuro com um homem passivo. Espero nunca mais tocar em outro homem. Ele volta sua atenção para a barra de balé, mas sei que ele está ciente de todos os meus movimentos. Cada vez que eu balanço meus quadris, agito meus pulsos, ou passo minha língua ao longo dos meus lábios, um sorriso toma conta de sua boca. Sua calça jeans está tão baixa em seus quadris que o corte em forma de V de seu torso se destaca em total relevo. Eu quero traçar os cumes esculpidos com meus lábios e lamber essa trilha fina de cabelo no mergulho sombreado atrás de seu zíper. Agora meu coração está vibrando. Minha boca está seca e meus mamilos se apertam contra o laço do meu sutiã. Eu continuo a dançar ao redor da sala, e sua respiração acelera. Os músculos de seus ombros ficam tensos, atraindo meu olhar para a serpente negra tatuada em torno de seu bíceps e ao longo do lado de seu pescoço. Ele está coberto de tinta — ambos os braços, peitorais, costas e em volta de toda uma coxa. Todas são cobras negras. Ele tinha uma cobra de estimação no ensino médio, o que ele alega ter lhe dado uma reputação perigosa. Uma reputação que ele fez jus. A maior parte. Acho que ele é cheio de merda. Seu sex appeal sozinho faz cair calcinhas onde quer que ele vá. Minha playlist muda para a próxima música da Rihanna, We Found Love. O compasso mais rápido levanta minhas bochechas e acelera meu corpo em um ritmo mais rápido. Eu giro através da sala, ensacando restos de construção e armazenando ferramentas não utilizadas. Estou tão perdida na música que mal sinto o calor do verão. O ar condicionado não está instalado na nova sala — uma tarefa em uma lista interminável de tarefas a serem concluídas antes que eu possa começar a ensinar em meu próprio estúdio. Só

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

de pensar nessa oportunidade, enche-me de amor pelo homem que me presenteou. Eu giro e salto para a música, pingando de suor. Eu tenho sacudido minha bunda com rigor pelas últimas cinco músicas. Então eu tiro minha camisa e arremesso como se estivesse fazendo um strip-tease. O som da broca faz uma parada agonizante. “Merda.” Cole esfrega o dedo no buraco errante que ele apunhalou na parede e cerra os olhos para mim. “Isso foi sua culpa.” “Minha?” De pé diante dele em um sutiã de renda branca, shorts curtos e botas de trabalho enormes, dou-lhe um olhar inocente. “Por quê?” “Você sabe porquê.” Seu olhar cai para o meu peito e ele passa a mão no rosto. Um olhar de contemplação cruza suas feições e ele aponta para o canto mais distante. “Traz a caixa de ferramentas.” Arrasto o recipiente de metal pesado para ele e me ajoelho ao lado dele. “O que você precisa?” “Você.” Seus olhos brilham. “Você já me tem. O que mais?” “Há uma pequena caixa na parte inferior.” Ele brinca com o anexo na broca. Uma pequena caixa? Eu cavo ao redor e minha mão bate em algo macio e quadrado. Algo fora do lugar entre as bordas de metal de suas ferramentas. Enquanto levanto o pacote minúsculo, meu coração dispara em minha garganta. Uma caixa preta inconfundível que só pode conter uma coisa.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Cole?” Minha voz sussurra. “Abra.” Ele se inclina para mim de joelhos e, quando sua sombra cai no meu rosto, sinto-me lavada com uma luz ofuscante. É o sorriso dele. Meu próprio raio de felicidade. A primeira e última coisa que eu quero lembrar. Meus dedos tremem quando abro a tampa e um anel brilha sob as luzes do teto. Uma aliança de prata simples, sem diamantes ou pedras. Meu peito se contrai e minha garganta queima, ardendo com uma emoção não derramada. “Eu não peguei um diamante por causa de algo que você disse uma vez. Para cada dedo receber um anel, outro dedo deve puxar um gatilho.” Ele cobre meu rosto, seus olhos procurando os meus com preocupação desnecessária. “Você disse que detestava o preço humano das pedras preciosas.” “Eu disse” sussurro. “Detesto.” “Eu pesquisei e descobri que mesmo os diamantes que não são de exploração, vêm de indústrias corruptas que cometem crimes horríveis contra a humanidade.” Eu aceno, mãos tremulas, olhos cheios de lágrimas de gratidão. “Você está certo, Cole. Obrigada.” Eu pego a mão dele. “Muito obrigada por dedicar um tempo para entender isso. Este anel é... é perfeito.” Ele solta um suspiro e fica de joelhos, puxando-me contra ele, peito a peito, coração com coração. Suas mãos deslizam em volta de mim e se espalham sobre o meu traseiro. Então ele abaixa a testa na minha e emite o comando que desejo ouvir. “Case comigo, Danni.” Um riso de lágrimas brota quando repito suas palavras do dia em que nos conhecemos. “Com certeza.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Sim.” Ele sorri maliciosamente. “Mas preciso que você diga a resposta apropriada.” “Sim.” Eu sorrio com lágrimas nos olhos. “Eu serei sua Sra. Hartman.” Ele pega a caixa das minhas mãos, agarra a minha nuca e puxa minha boca para a dele. “Porra, eu te amo” ele respira no beijo com tanta adoração que faz meu coração doer. Eu digo de volta, mas o movimento da sua língua ilumina minha voz, rouba meu ar e embaralha meu cérebro. Eu beijei muitos homens nos meus vinte e quatro anos e cada beijo aplicou a mesma mecânica. Lábios ansiosos, passando línguas e o temido compartilhamento de cuspe. Desde que conheci o Cole, percebo que um beijo real é mais do que o movimento das bocas. É uma inspiração. Uma criação de algo insondável e atemporal. E a arte de beijar começa e termina com Cole Hartman. Ele beija como se sua missão na vida é devorar cada respiração que eu tomo e devolver com uma infusão de amor. Seus lábios estão firmes, suas mãos ativas, seu corpo inteiro se agitando e balançando contra mim. A intensidade vive em seu sangue, dominando suas emoções e atitude. Ele não faz nada meia-boca, especialmente quando se trata de mim. “Eu preciso de você” ele diz rudemente enquanto sua boca se move ao longo da minha mandíbula para fixar no meu pescoço. “Estou imunda.” “Nenhuma questão sobre isso. Você é minha pequena boneca sexy.” Ele agarra a parte de trás dos meus joelhos e me vira de costas. Eu não bato contra o chão, porque o braço dele está lá, pegando minha queda. Eu não sei quando ele tirou o anel da caixa,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

mas está em sua mão enquanto ele rasteja sobre mim e desliza no meu dedo. “Encaixa perfeitamente” dizemos juntos. Seu sorriso possessivo vale mais do que uma mina cheia de pedras preciosas. Meu peito transborda com mais amor do que pode aguentar. “Eu vou quebrar você esta noite.” Ele morde meu mamilo através do sutiã. “Isso é antes ou depois de eu drenar suas bolas?” “Sim.” Ele se move para o meu outro seio, deslizando para baixo o sutiã para expor meu mamilo duro. “Bom.” Eu gemo, arqueando contra a sensação perversa de sua boca talentosa. “Eu não quero sentir meu rosto ou mãos depois que você terminar comigo.” “Eu vou usar você.” Ele desabotoa meu short e o puxa, levando minha calcinha com ele. “E abusar de você.” “Faça.” “Eu vou dividir você pela metade.” Ele se ajoelha entre as minhas pernas e abre minhas coxas largamente, aproveitando ao máximo minha flexibilidade. “A qualquer momento seria ótimo.” Eu me contorço debaixo dele, querendo, sofrendo, latejando com a excitação molhada. “Quando eu puxo seu cabelo, você grita por ele, implorando para te foder mais forte, mais profundo.” “Porque eu amo seu pau. Agora pare de me provocar e me enlouquecer, seu maldito bastardo.” Ele ri intensamente, com fome e cai em cima de mim, atacando minha boca com uma urgência sem fôlego. Qualquer que

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

fosse a restrição, ele estava se segurando. O braço nas minhas costas evita que minha pele nua escorregue contra o piso lascado, mas ele está tremendo agora, lutando para me suspender enquanto ele mói a braguilha de seu jeans contra minha boceta. “Só me coloque no chão.” Eu alcanço entre nós e tento abrir o jeans dele. Com um grunhido profundo, ele se levanta, puxando-me com ele. A sala gira e minhas costas batem contra uma parede espelhada. Ele me levanta, envolve minhas pernas em sua cintura e empurra a mão entre nós, mexendo no zíper. O som irregular de sua respiração permeia o ar, o bálsamo do trabalho duro e perfume masculino enche meus pulmões. Tudo isso me deixa louca com necessidade. Eu seguro suas duras nádegas através do jeans e esfrego contra sua mão, esfregando minha umidade em cima dele. “Maldição, você está encharcada.” Sua parte traseira muscular flexiona em meu aperto e ele abandona seu zíper para empurrar seus dedos dentro de mim. Puta merda, eu o sinto em todos os lugares, acariciando dentro de mim, sua língua na minha boca, sua pele escorregadia e quente deslizando contra a minha. Eu quero beijar e lamber cada centímetro dele, mas ele está coberto por uma camada dourada de serragem. “Chuveiro” eu respiro contra seus lábios. Ele grunhe de acordo e tira os sapatos e jeans. Sem cueca, claro. Meu rebelde sexy não possui um único par de roupas íntimas. Nu, ele me segura contra o comprimento inchado de seu pênis e sai do estúdio de dança pela cozinha, indo em direção ao banheiro. Eu me agarro aos seus ombros, chupando seus lábios cheios e apertando minhas coxas ao redor de sua cintura.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Nós não vamos muito longe antes que ele encontre uma superfície firme — a frente da geladeira — e bata com seu pau dentro de mim. O impulso forte arranca um gemido rouco de sua garganta, e suas mãos tremem e se flexionam em minhas coxas. “Porra! Oh porra, porra!” Eu convulsiono em torno da invasão espessa e coloco meus dedos em seus cabelos, segurando. “Foda-me como se você me possui.” “Eu possuo você.” Ele empurra seus quadris, dirigindo-se a mim implacavelmente, enquanto puxa minha cabeça para trás e força meus olhos a encontrarem o brilho feroz dele. “Eu quero que você goze. Seus gritos. Seu prazer. Me dê isto.” Eu gozo. Grito seu nome enquanto uma onda de luxúria se eleva e constrói uma pressão insuportável que explode em faíscas ondulantes de sensações. A batida de seus quadris me impulsiona através do orgasmo, batendo-me contra a geladeira e enviando garrafas de cerveja ao chão. Seu peito se ergue e suas pupilas se dilatam quando ele me segura em um contato visual inabalável. “Você é tão gostosa gozando no meu pau.” Ele sorri com selvageria e continua a empurrar enquanto os tremores de prazer se contorcem e sacodem meus membros. “Deus, eu amo sua buceta.” “Minha buceta te ama” digo através de respirações difíceis. “Você deveria colocar um anel nela.” Ele fica tenso e sua resposta sai como um rosnado. “Um piercing?” “Claro.” Seu pau dá um forte puxão dentro de mim. “Amanhã. Estamos ocupados esta noite.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele tira meu corpo pegajoso da geladeira e me leva pelo corredor até o banheiro. É um espaço minúsculo e parece ainda menor desde que ele se mudou. Com sua estrutura larga e volumosa, ele é como um urso batendo nas paredes e tropeçando na banheira e no vaso sanitário. Quando eu estico um braço para ajustar a temperatura da água no chuveiro, ele me segura em seu pau, empurrando-me para cima e para baixo e chupando meu pescoço. “Eu quero adormecer dentro de você hoje à noite.” Ele puxa meu lóbulo da orelha em sua boca e circula um dedo ao redor do meu clitóris, levando-me ao vício do orgasmo induzido por Cole. Qualquer mulher que alegue que não gosta de sexo não tem sido o alvo do pau de Cole. Infelizmente, eu não teria dificuldade em encontrar muitas dessas mulheres, porque ele abriu caminho pela área da grande St. Louis. Meus dentes se chocam e interiormente amaldiçoo meus pensamentos inoportunos. Seus dedos param no meu clitóris e ele se inclina para trás. “O que há de errado?” “Nada.” Eu beijo seus lábios entreabertos. “Besteira.” Ele entra na banheira e posiciona minhas costas sob o jato quente. Eu suspiro e relaxo contra seu peito, deslizando minha bochecha contra sua mandíbula desalinhada. “Eu estava pensando em seus dias de sacanagem.” “Eu não penso sobre isso. Nunca.” Ele se desloca, pressionando-me contra os azulejos para que ele possa embalar meu rosto em suas mãos. “Minha vida começou no dia em que nos conhecemos. Não há antes. Só você.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu traço um dedo ao longo de sua testa escura, ao redor do canto externo de um profundo olho marrom e sigo o ângulo esculpido de seu rosto. “Você é lindo.” Ele aperta os olhos. “Eu não sou fã de...” “Atraente.” “Melhor.” Ele dá um sorriso sexy e arrasta o nariz ao lado do meu. “E viril.” Aperto sua bunda dura, deliciando-me com a sensação de pele macia sobre o aço. “Assim é que se fala.” Eu amo o jeito que ele inclina a cabeça para me seguir com os olhos. Sempre que estou em seus braços, ele mantém seu rosto perto do meu, sempre observando, estudando, tocando sua testa, lábios, nariz ou bochecha, como se ele não pudesse chegar perto o suficiente, respirando, cheirando-me e saboreando minha pele. Sua atenção é incomparável. Eu nunca conheci ninguém como ele. “Foda-me, Cole.” Eu chupo sua boca e esfrego minha língua contra a dele. “Encha-me.” Ele sai de mim e me gira para encarar a parede. Seus braços balançam em direção à borda embutida ao nosso lado, enviando xampu e sabão para o chão enquanto ele agarra o que está procurando. Lubrificante. Meu estômago revira e eu empurro minha bunda como uma devassa. Ele lubrifica seu pênis e deixa cair o frasco. Então sua mão desliza sobre meu abdômen, entre minhas pernas e três dedos afundam dentro. Levanto-me na ponta dos pés e ajusto as palmas das mãos contra os azulejos, minhas pernas tremem contra o prazer que percorre meu corpo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Sua outra mão pressiona contra as minhas costelas, logo abaixo do meu peito, segurando-me apertado contra ele. Eu agarro essa mão, entrelaçando nossos dedos e apertando com força. “Estou pronta, Cole.” Ele tomou minha virgindade anal duas semanas depois que nos conhecemos e fode minha bunda em cada chance que ele recebe. É a fraqueza dele. Um vislumbre daquele buraco enrugado e ele não consegue se controlar. Ele já está ofegante na minha orelha, moendo e esfregando-se contra mim enquanto seus dedos entram e saem da minha buceta. Ele é um caso perdido. “Eu não vou ser capaz de me segurar” ele rosna. Como se ele soubesse de outro jeito. Não só ele é duro como uma rocha, é bem-dotado também. Longo e largo com uma grande cabeça. Eu vou sentir cada centímetro desse pau lindo. Ele acomoda a ponta larga contra o meu apertado buraco de músculos e morde a pele sensível abaixo da minha orelha. “Empurre de volta, baby.” Eu recuo, relaxando. Seus dedos se enroscam dentro de mim, agarrando minha buceta e me manejando onde ele me quer enquanto ele afunda na minha bunda. “Jesus, porra.” Não tem muito espaço. Eu não vou durar. Meu corpo já está preparado, avançando para a queda em êxtase. Pelos grunhidos ofegantes no meu ouvido, ele está bem ali comigo. Ele adora anal, mas nunca dura muito quando me leva desse jeito. É muito bom, tão apertado e erótico que ele sempre termina em poucos minutos. “Danni.” Ele bombeia em mim freneticamente, erraticamente, todo o seu corpo tremendo com a necessidade de gozar. “Eu vou…”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele geme, baixando a cabeça no meu ombro e batendo em uma parada dentro de mim. “Você está gozando?” Eu pergunto. “Ainda não, mas porra, você é incrível.” Ele retoma empurrando, tocando-me com urgência enquanto o polegar faz coisas diabólicas para o meu clitóris. “Você precisa gozar.” “Eu não posso.” Ainda não. “Você irá.” Sua mão desembaraça da minha e se move para o meu peito para beliscar meu mamilo. “Mais uma vez.” Eu derreto contra ele, limpo minha mente e cavalgo o prazer de seus impulsos, o jogo de seus músculos contra mim e o calor de sua respiração no meu pescoço. “Beije-me.” Eu inclino meu pescoço para ele. Sua boca trava na minha, forçando minha cabeça para trás para aprofundar o beijo. Então eu sinto isso. Os minúsculos pulsos de êxtase deslizam entre minhas pernas e florescem para fora, inundando minhas terminações nervosas, fortalecendo, consumindo, tomando conta de todo pensamento. Eu grito. “Ahhhh, Deus, Cole. Eu estou gozando, estou gozando, estou gozando.” Uma lufada de ar escapa de seus pulmões e ele engasga, sacode seus quadris e grita “Danni! Oh, droga, Unnnngh!” Seu pênis lateja e incha dentro de mim e eu gostaria de poder ver seu rosto, o beicinho de seus lábios, o completo e absoluto olhar de satisfação que sei que está transformando sua expressão. Ele é incrivelmente bonito quando goza. Mas eu o sinto — a tensão escorrendo de seu corpo, as ondas de choque persistentes rastejando sobre sua pele e a carícia de sua

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

mão relaxando entre as minhas pernas para acariciar meu corpo carinhosamente. É quando seu lado doce faz uma aparição, quando ele está solto e saciado e me envolve sem a necessidade de foder. É um momento rápido — o homem tem uma taxa de recuperação ridiculamente rápida — mas eu aceito. Vou levá-lo assim mesmo, posso pegá-lo. Ele me lava e eu o lavo. Então nós nos limpamos e desmaiamos nus na cama. Estou deitada em cima dele, as pernas entrelaçadas, com o queixo apoiado no meu punho no peito dele. Olhamos um para o outro, satisfeitos em ficar sem palavras ou movimentos por longos minutos. Suas mãos descansam na minha parte inferior das costas e de vez em quando, seus dedos rastejam ao longo da minha bunda, como se procurasse a abertura que ele gosta de brincar. Quando minhas pálpebras começam a ficar pesadas, seu timbre quebra o silêncio. “Como está sua bunda?” “Ela sente falta do seu pau.” “Insaciável.” “Diz o cara de três vezes por dia.” “Você é a única mulher que pode me deixar mais excitado depois do sexo.” “Eu deveria tomar isso como um elogio? Estou começando a pensar que não estou satisfazendo você.” Ele me puxa para o peito e endurece os olhos. “Eu nunca vou ter o suficiente de você.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meu corpo se vira e eu abaixo meu rosto para o pescoço com cheiro de Cole. “Eu ia dançar no poste para você hoje à noite, mas você me esgotou.” “Você pode fazer isso amanhã depois que eu colocar um anel em sua buceta.” Como me sinto sobre isso? Eu mordo o interior da minha bochecha, mexo um dedo no oco de sua garganta e decido que parece divertido. “Eu vou fazer um piercing no lábio. Não quero agulhas no meu feijão.” “Eles não conseguiriam de qualquer maneira. Você tem um clitóris minúsculo.” “Eu tenho?” Levanto minha cabeça para ver seus olhos. “Incrivelmente minúsculo.” Ele se inclina e beija meus lábios. Eu não fazia ideia. Não é como se eu comparasse o tamanho do clitóris com minhas amigas. E eu não quero pensar em como ele conhece a anatomia feminina o suficiente para fazer tal afirmação, mas o pensamento já está lá, roendo minha confiança. Ele sabe o caminho em torno de uma buceta porque ele é incrivelmente atraente, com um desejo sexual que rivaliza com Genghis Khan, que tem fama de ter centenas de filhos. “Você sabia que Genghis Khan tinha de duas a três mil mulheres em seu harém?” Eu giro a aliança de prata no meu dedo. Suas sobrancelhas se erguem quando ele me observa mexer. “Eu não estive com muitas mulheres, Danni.” Ele não parece tão certo e meus nervos se inflamam. Ele nunca usou camisinha comigo. Nem mesmo a primeira vez. Ele jurou que estava limpo e eu tenho um DIU. Isso me incomoda por um tempo, mas não o suficiente para falar disso. Até agora, com o anel no meu dedo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Tiro a aliança e esfrego a superfície brilhante. “Existe uma chance de pequenos Coles estarem correndo pelo mundo? Quero dizer, isso não mudaria nada entre nós. Eu só quero estar preparada e...” “Não.” Ele aperta minha mão. “Danni, olhe para mim.” Levanto meus olhos e afundo nas profundezas devastadoras dos seus. “Eu sempre fui cuidadoso” ele diz com seriedade. “Eu sempre usei proteção.” “Mas você não usou comigo.” Ele tira a aliança da minha mão e a segura na frente do meu rosto, captando a luz da lâmpada próxima. Alguma coisa está gravada no lado de dentro? Uma inscrição? Eu agarro seu pulso e inclino mais perto, girando a aliança em seu aperto. Uma Promessa ~ Um Para Sempre Meu queixo treme e minha voz me abandona. “Você é minha para sempre, Danni.” Ele devolve o anel ao meu dedo e acaricia minha bochecha. “Eu não precisei de proteção com você.” Eu aceno e me aproximo, tocando meus lábios nos dele. “Obrigada.” Ele me segura por vários minutos antes de expirar o ar que está preso em seu peito. “Precisamos conversar sobre o casamento.” “Temos muito tempo.” “Nós não temos.” Ele me cutuca e as rugas ao redor dos olhos me assustam.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“O que foi?” “Eu tenho que sair da cidade por um tempo.” “O que?” Escorrego dele e sento. “Quando? Por quanto tempo?” Ele se desloca, colocando as costas na cabeceira da cama e puxando o lençol pela cintura. “É trabalho. Eu tenho que fazer essas viagens às vezes. Fora do país.” Se fosse um final de semana ou uma viagem de uma semana, sua expressão não seria tão grave. Meu estômago revira. “Por quanto tempo, Cole?” “Um ano.” Meu coração para. “Não. Diga a eles que você não pode fazer isso.” “Não posso fazer isso, baby.” Ele se inclina para a frente, deixando cair a cabeça e evitando contato visual. Uma confissão. Quando ele não pode olhar para mim, isso significa que a pior notícia está chegando. “Por quê?” É tudo que posso dizer. Meu corpo inteiro está em choque. “Eu trabalho para uma agência do governo que implanta...” “Você é um auditor de merda!” “Deixe-me terminar.” Sento e cruzo os braços para esconder meu tremor. Isso não deveria me incomodar tanto. Nós só estamos juntos há nove meses, mas caramba, eu não me separei dele por uma única noite desde que nos conhecemos. Eu nunca fui essa pessoa, essa criatura dependente e carente que não pode viver sem um homem. Mas agora eu sou e me odeio por isso.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Desculpe.” Endireito meus ombros e encontro seus olhos. “Continue.” “Audito registros de liberdade de informação e fui designado para o terminal de petróleo de al-Bashrah nas águas do sul do Iraque. Estou entrando como gerente de projeto para garantir que o governo não esteja sendo ferrado pelos empreiteiros.” “Você está indo para o Iraque. Por um ano." Deixo isso descansar por um segundo e meço minha respiração. “Quando você vai?” “Próximo mês.” “No mês que vem” repito. “Quando você quer se casar?” “Eu não sei.” Eu não posso nem pensar nisso, mas sei que tenho que fazer isso. Ele está saindo. “Eu meio que te odeio agora” digo sem convicção. “Odeie-me o quanto você quiser.” Ele agarra meu queixo e espera até eu encontrar seus olhos. “Nós vamos nos casar. Podemos fazê-lo agora ou daqui a um ano, mas vai acontecer.” Eu vou passar um ano sozinha. Posso fazer isso como sua noiva ou como sua esposa novinha em folha. Lágrimas inundam meus olhos e derramam em minhas bochechas, resultando em uma piscina salgada no canto da minha boca. “Maldito seja, Cole.” Eu levanto a mão para empurrar seu toque para longe, mas meus dedos enrolam em torno de seu antebraço em vez disso, segurando com um desespero dolorido. “Um fodido ano.” Ele me puxa para o seu colo, coloca minhas pernas ao redor de seus quadris e me abraça apertado contra seu peito. “Não posso tolerar o pensamento de estar longe de você.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu vou com...” “Não. Não é nem uma opção.” Meus olhos se arregalam. “Você estará em perigo?” Ele ri — um som vazio que eu nunca o ouvi fazer — e passa a mão pelo meu cabelo. “Não.” “Então por que eu não posso ir?” Mãe de Deus, estou choramingando? “Você tem uma companhia de dança para dirigir. Além disso, civis não são permitidos perto das plataformas de petróleo estrangeira. Você não pode estar lá.” A gravidade da situação se instala e o nó na minha garganta queima em brasa. Nenhum Cole sorrindo por um ano. Sem andar na parte de trás de sua moto. Sem strip tease no poste. Sem mãos dadas em jogos dos Cardinals. Sem compartilhar cervejas no quintal. “Sem sexo por um ano.” Deslizo meus dedos pelo seu lábio inferior. “Eu vou ficar me masturbando com as lembranças de você dançando nua.” Sorrio com tristeza. “Você vai voltar para mim?” “Sim.” Ele levanta minha mão e toca seus lábios na minha aliança, seus olhos brilhantes e inflexíveis. “Eu prometo.” Uma promessa. Um para sempre. “Eu vou esperar por você.” Dobro meus braços em volta do pescoço dele e toco minha boca na orelha dele. “Eu esperaria por você para sempre.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Oito Dias Atuais

Eu não vi o Trace no cassino quando me encontrei com o RH na manhã seguinte ao nosso confronto. Na verdade, eu não o vi nem ouvi falar dele nas últimas três semanas. Passei esse tempo embaralhando minha agenda, liberando a noite em aulas de dança, fazendo junção de aulas. Então poderei dançar cinco noites por semana. No Cassino Regal Arch. Por trezentos mil dólares por ano. Caramba. Porra. “O que há com você, parceira?” Nikolai O'Shay solta minha mão no meio de um passo esquerda e direita de samba, seu sotaque caribenho se contrai com o esforço. “Você precisa lubrificar a linha de cintura.” Em outras palavras, não estou mexendo meus quadris como se estivessem lubrificados. Eu esperava que ele não notasse. Mas claro, ele notou. Somos parceiros de dança desde a faculdade e entretemos os eventos do salão de festas algumas vezes por ano,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

como a festa de Natal do prefeito. Fizemos um show na outra festa de quatro de julho da Anheuser-Busch, e só temos seis semanas para conseguir esse número. One More Night de Maroon 5 bate nos alto-falantes do meu estúdio de dança. A coreografia é complicada, mas as batidas cadenciadas funcionam para o Samba. Se eu encontrar meu ritmo, seremos perfeitos. “Tenho muita coisa em mente.” Eu me inclino e descanso minhas mãos nos joelhos, tentando recuperar o fôlego. “Conte ao seu garoto tudo sobre isso.” Nikolai desliga a música, dá um pulo correndo e desliza pela pista de dança, terminando de costas com as pernas cruzadas e os olhos prateados olhando para mim. A transpiração brilha em seu cabelo bem encaracolado, que ele mantém em um corte curto e pintado de loiro. Meio irlandês, meio afro-caribenho, ele nasceu e cresceu em Trinidad. Seu sotaque é como se ele quisesse cantar enquanto fala e seus olhos pálidos e sua pele escura lhe dão um visual exótico. “Eu prefiro focar no ensaio.” Eu coloco um pé em seu peito e levanto o queixo com a ponta do meu sapato de salto alto. “Vamos começar do início com aquela passagem travada.” Ele enrola a mão em volta da minha panturrilha e seu olhar percorre minhas pernas nuas, meu short de lycra e sutiã esportivo. “Você precisa liberar um pouco dessa tensão, garota.” Ele pisca. “Posso ajudar com isso.” Nikolai é um dos melhores dançarinos do meio-oeste. Ele também modela e terminou recentemente uma campanha publicitária para a United Colors of Benetton. Mas sua habilidade natural é o flerte. Chegar às mulheres é tão involuntário para ele quanto respirar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Fizemos sexo durante e depois da faculdade e nos últimos meses, considerei aceitar seus avanços novamente. Mas sei que me arrependeria disso. Um, ele é o mais próximo que tenho de um melhor amigo. Dois, monogamia é uma língua que ele não fala. E três, ele realmente não é tão bom na cama. “Que tal eu despejar todos os meus problemas em você” digo, dando um passo em direção ao sistema de som “depois de fazermos o número novamente.” “Tudo bem.” Ele fica de pé, passa a mão em sua calça solta e endireita o pescoço. “Vamos fazer isso.” Quando a música começa, nós tomamos nossas posições e deslizamos pelos leves e pequenos passos de dança. Balançando para a direita e para a esquerda, sempre girando, dobrando e endireitando, criamos um movimento giratório unificado, dois corpos balançando para frente e para trás como um pêndulo. Eu me concentro em adicionar pequenos levantamentos no final de cada batida, jogadas sutis que ressaltam a minha pélvis e destacam os movimentos. Meus pés doem nos calcanhares, meus pés cobertos de calos. Mas eu forço através disso, empurrando contra o chão para apoiar em meus dedos e absorver as subidas do meu corpo. Logo, estou com os quadris lubrificados e deslizando pela área. “Esta é a minha garota.” Nikolai se vira, girando em uma volta completa. Uma batida soa na porta do estúdio de dança. Ele me puxa para uma posição fechada, dobrando-me para trás enquanto grito com a cabeça pendurada para baixo, “Entre! Está aberto!” É uma tarde de sexta-feira. O visitante pode ser qualquer um dos meus alunos. Ou minha irmã passando depois da escola. Embora ela nunca bate.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ando por uma volta circular, girando para envolver minhas pernas em volta da cintura de Nikolai, de costas para a porta. Ele gira contra mim, as mãos atravessando o meu traseiro e o peito nu flexionando sob meus dedos. Então ele para abruptamente e deixa cair meus pés no chão, olhando para quem entrou. Paro, viro e fico cara a cara com Trace Savoy. Mãos em seus quadris e expressão tempestuosa, ele aponta seu mau humor para o outro homem. Oh, agora isso será interessante. Cole odiava Nikolai, mas isso era um problema de ciúmes. Quem sabe que bicho mordeu na bunda de Trace? “O que você está fazendo aqui?” Eu ajusto os shorts de lycra onde eles se juntaram desconfortavelmente ao redor da minha coxa. “Verificando.” Trace muda seu olhar impaciente para mim. Nikolai desliga a música e se junta ao meu lado. “Quem é o durão?” “A razão pela qual minhas noites não estão mais disponíveis. Nik, conheça o Trace. Trace, este é Nikolai.” Eles não apertam as mãos nem trocam saudações costumeiras. Nikolai cruza os braços sobre o peito nu. Trace mantém sua postura ampla, mãos atrás das costas, coluna reta. Ele está vestindo um terno preto hoje, a camisa engomada e azul como os olhos dele. Sem gravata. Os primeiros botões estão abertos, oferecendo uma visão tentadora de seu pescoço forte. “Estou indo.” Nikolai desliza em volta de mim, puxa sua camisa e calça seus sapatos. “Não, espere. Nós precisamos...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Já estive nessa situação antes.” Ele se move em direção à porta, gesticulando entre Trace e eu. “Uma vez é o suficiente.” Trace levanta uma sobrancelha questionadora. Tenho certeza que ele adoraria ouvir tudo sobre a noite em que Nikolai conheceu o final sangrento do punho de Cole, mas não é da sua conta. “Não há nada acontecendo aqui.” Eu dou a Nikolai meu olhar zangado, que funciona exatamente com ninguém. “Certo.” Ele ri e balança a cabeça. “Ligue para mim, parceira. Nós teremos aquela conversa que você prometeu.” Eu fecho minhas mãos ao meu lado enquanto ele dá a Trace um aceno e sai, desaparecendo pela porta. “O que aconteceu com o espelho?” Trace acena para o buraco que está lá há dois anos. “Auto piedade aconteceu.” Eu deixo o espelho quebrado como um lembrete de como eu costumava parecer, de modo que eu nunca me permita alcançar aquele nível de entorpecimento, de embriaguez novamente. “Eu posso consertá-lo.” “Não, obrigada.” Eu pego uma toalha e limpo o suor do meu rosto e pescoço. “Para o registro, essa é a segunda vez que você espantou um homem da minha casa.” “Eu não fiz nada.” Ele atravessa a sala, examinando cada detalhe do trabalho duro de Cole com seus irritantes olhos de águia. “Parece que você tem dificuldade em segurar os homens.” Meu sangue ferve e meu pulso dispara nas alturas. “Nikolai é um dos meus muitos amantes. Ele sempre volta.” Ele faz uma pausa, vira a cabeça para mim e estreita os olhos. “Você não está transando com ele.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Embora ele esteja certo, a convicção em seu tom me faz querer bater seu traseiro firme. Eu giro e passo pela porta que leva à cozinha. “Você sabe como eu sei disso?” Ele corre atrás de mim, elevando a eletricidade pela minha coluna. “Eu não me importo.” Eu pego uma garrafa de água da geladeira e fecho a porta no meu caminho para o chuveiro. “Se você estivesse abrindo as pernas para ele” ele diz, encostado no batente da porta do banheiro “ele não teria saído tão rapidamente.” “Você não sabe...” “Você recusou tantas vezes que ele está condicionado a aceitar sua rejeição.” Como ele sabe disso? E por que ele ainda está aqui? Ainda mais preocupante, por que eu não o expulsei? O terno preto abraça sua silhueta alta e musculosa. Por mais quente que esteja do lado de fora, aposto que sua pele está úmida e sexy sob o tecido caro. E duro. Como mármore banhado pelo sol. Sua mandíbula esculpida, maçãs do rosto definidas e nariz reto formam um plano de fundo real para a nevasca que se agita naqueles olhos azuis celestes. Com o botão do colarinho aberto e algumas mechas loiras caindo ao acaso do penteado jogado para trás, esse é o mais casual que já o vi. Ele está me prendendo de uma maneira deliberadamente nervosa, mas sem esforço, que faz com que seja muito fácil encará-lo. “Você precisa parar de fazer isso.” Ele descansa a mão no bolso da frente de sua calça. “Fazer o que?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Dar-me esse olhar. Eu não vou te foder.” Então ele abre a boca e eu me lembro por que não gosto dele. “Você está confundindo meu olhar de aborrecimento.” Entro no chuveiro e ligo a água. “Por que você ainda está aqui?” Ele me observa de um jeito que me faz sentir desprotegida e frágil. Mas ele não pode me machucar. Ele pode ficar lá e fazer o que ele quiser no seu julgamento silencioso. Estou tomando banho. Eu coloco meus polegares sob o cós do short e pergunto com meus olhos: Você vai me ver se despir? Ele se vira e sai pelo corredor. Ouço o som da porta dos fundos enquanto me seco e entro na banheira, mas não consigo ouvir nada sobre a água jorrando. Seria melhor se ele fosse embora. Exceto que estou morrendo de vontade de saber a verdadeira razão pela qual ele apareceu. Verificando, ele disse. O que merda isso significa? Ele está vagando pela minha casa agora? Além da moto de Cole e do quarto de hóspedes repleto de roupas de dança, não tenho nada de valor. Não que eu esteja preocupada que um homem de sua riqueza roube alguma coisa. Mas ele pode roubar informações, pode recolher minhas fraquezas do santuário no meu quarto. Que é exatamente onde eu o encontro depois de tomar banho e me envolver em uma toalha. Empoleirado na cama desfeita com os lençóis emaranhados embaixo dele, ele segura uma foto de Cole e eu em suas mãos. Eu a puxo de seu aperto e guardo de volta na cômoda onde inúmeras outras enfeitam a superfície.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“O que você está fazendo aqui?” Eu corro em direção ao armário, pegando sutiãs e calcinhas das roupas sujas espalhadas pelo chão. “Esperando por você. Tornou-se um fetiche.” Eu olho por cima do meu ombro e o vejo levantando uma tira preta do chão. Eu corro em sua direção e agarro da mão dele antes dele pressionar no nariz. “Adicione farejar na sua lista de perversão.” Eu aperto a toalha em volta do peito e volto ao closet. “Realmente, Trace. Por que você está aqui?” O closet é profundo o suficiente para ficar fora de sua linha de visão quando deslizo em uma blusa de renda branca e um shortinho de brim. “O novo Bissara está quase terminado. Abre na semana que vem e quero que você veja.” “Você poderia ter ligado.” Eu deslizo meus pés em chinelos dourados e saio do closet, correndo os dedos pelo meu cabelo loiro molhado. Ele observa minha aproximação, seus olhos surpreendentemente desprotegidos e selvagens, como uma tempestade de neve no inferno. Então, lentamente, eles mergulham, traçando meus quadris, minhas pernas e subindo para demorar em meus seios. Meus mamilos ficam duros contra o tecido fino e meu peito parece pesado e coçando. “Trace.” Ele pisca, muda o foco para o santuário das fotos de Cole na minha penteadeira e pigarreia. “Você está esperando o seu noivo voltar?” O ar sai dos meus pulmões e agarro o anel de noivado que não saiu da minha mão direita desde a noite em que conheci Trace.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu esperei por ele por um longo tempo.” Meu peito aperta com uma emoção horrível. “Ele não vai voltar.” Pergunte-me porque, Trace. Faça-me dizer por que tenho sido tão solitária. Ele se levanta e caminha para fora do quarto. “Vamos lá.” Eu recuo, cambaleando com a mudança repentina de humor. “Ir aonde?” Eu o sigo pela cozinha. “Tenho planos hoje.” “Mude-os.” Ele pega meu telefone do balcão e entrega para mim. “Onde está sua bolsa?” “Eu não carrego uma bolsa e não vou mudar meus planos.” Eu puxo um prendedor de cabelo para fora da gaveta e amarro meu cabelo em um coque. “Talvez eu passe pelo cassino mais tarde. Talvez eu não vá.” Eu me espremo por ele na passagem estreita entre os balcões, passo pelo estúdio de dança e saio. “Onde você vai?” Sobrancelhas loiras formam um V acima de olhos azuis impacientes. “Negócios.” Eu circulo o MG Midget amarelo e retiro a chave do bolso debaixo do assento. Seus olhos se arregalam e ele coloca a mão na testa. “Você mantém sua chave do carro em seu carro?” Eu dou de ombros e solto o capô conversível, dobrando-o para trás enquanto o sol bate nos meus ombros. “Você trancou a casa?” Ele pergunta, exasperado. “Não, papai. Eu não vou demorar muito.” Eu subo no banco do motorista. “Onde está a chave da sua casa?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Debaixo do vaso de flores ao lado da porta. “Está comigo.” Enquanto abro as janelas, ele entra na casa. Ele se foi por alguns segundos, presumivelmente trancando a porta da frente, antes de voltar para trancar a porta dos fundos. Meu sorriso vem com uma forte onda de nostalgia. Sua paranoia é muito parecida com a de Cole. Deveria ser irritante, mas em vez disso eu acho conforto nisso. “Você vive a minutos do centro da cidade.” Ele segura a porta do lado do motorista, inclinando-se para olhar para mim. “Você vai ser roubada.” “Caso você não tenha notado, não tenho nada para roubar.” Eu deslizo a chave na ignição. “Eu nem tenho televisão.” A menos que eu conte o que Cole deixou para trás, que está trancado no porão. “Você tem uma moto cara em sua sala de jantar” ele diz. “E o que impede um ladrão de esperar lá dentro para levá-la quando voltar?” Ele soa como Cole. Eu coloco os óculos de sol e deixo a cabeça cair no banco. Preciso ir ao banco antes que ele feche. Ele se endireita, estudando-me por um momento com frustração escrita em suas feições elegantes. Então ele tira um envelope do paletó e oferece para mim. “O que é isso?” Eu pego, mas ele não solta. “Um adiantamento do seu pagamento.” Ele ainda não solta. “Com medo que eu volte atrás?” “Você não assinou o contrato.” Ele solta o aperto.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu disse a você que eu estaria lá e vou.” Abro o envelope e espio o cheque. Oh doce querido Jesus, são muitos zeros. O pagamento de um mês inteiro. Meu coração bate contra minhas costelas e minhas mãos tremem. “Eu vou levar você.” Ele abre a porta. No espelho retrovisor, vejo um elegante sedã preto estacionado no meio-fio. “Você quer dizer que seu motorista vai me levar?” “Sim.” “Não, obrigada.” Eu puxo a maçaneta da porta, tentando fechá-la. Ele puxa de volta, parando meu movimento. “Qual é o problema?” “É um lindo dia. Eu quero o vento no meu rosto.” A maioria dos caras cederia. Você quer ser um pé no saco? Bem. Não vale a pena discutir. Mas não Trace. Ele é teimoso, confrontador. Um homem que consegue o que quer. “Saia.” Ele abre a porta mais larga. “Irei dirigir.” Minha cabeça se levanta. “Você vai dirigir... isso?” Ele olha para o interior minúsculo, como se não pudesse acreditar que foi ele mesmo que sugeriu a ideia. Caio na gargalhada. “E o seu cabelo perfeito?” Ele solta um suspiro e passa a mão sobre as mechas sensuais. “Você vai caber aqui?” Eu ainda estou rindo, lembrando da primeira vez que Cole apertou seu corpo enorme atrás do volante.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Trace é mais magro que Cole, mas o espaço para as pernas será apertado. Bem apertado. “Estamos prestes a descobrir.” Ele me arranca do banco como se eu não pesasse nada e me larga do outro lado do câmbio. Enquanto eu caio contra a porta do passageiro, ele alcança debaixo do assento do motorista que desliza para trás com um grito enferrujado. Então ele tira o paletó e olha para o espaço inexistente atrás dos assentos, como se tentasse descobrir onde guardar seu traje de design. “Experimente o porta-malas.” Olho para ele por cima dos meus óculos escuros, sorrindo. Pernas compridas caminham para a traseira do Midget. O porta malas geme ao abrir. “Você só pode estar brincando comigo.” Ele fecha e retorna de mãos vazias. Deslizo o envelope para o console central e encontro seus olhos. “Às vezes eu encho o porta-malas com gelo e uso como refrigerador para cerveja.” “Isso explica a ferrugem.” Ele abaixa sua estrutura de um metro e noventa atrás do volante. Depois de se contorcer um pouco e suspirar, ele trabalha os joelhos ao redor do volante e fecha a porta. “Essa coisa é uma armadilha da morte.” “Se você vai reclamar...” “Onde estamos indo?” Ele gira a chave na ignição. Eu dou a ele as instruções para o banco. “Você sabe usar as marchas?” Ele me lança um olhar irritado, mas sob a carranca pesada esconde-se um vislumbre de alegria. Seu sorriso disfarçado.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Tenha cuidado, Trace. Eu posso ter a impressão de que você está se divertindo.” “Certo.” Ele trava o cinto de segurança e espera que eu faça o mesmo, depois partimos. Quando ele se direciona para a rua e se afasta, o sedã segue atrás de nós. “Ele vai nos seguir o tempo todo?” Eu tiro os chinelos e apoio meus pés no painel. “Sim. Meu motorista sabe sobre reanimação, então ele poderá nos ressuscitar quando formos atropelados por um Mini Cooper.” Eu bufo e olho para o rosto dele. O quase sorriso no canto da boca dele me arrepia e puta merda, ele ri. É um som grave, com um sorriso cheio e tudo mais. A visão é de tirar o fôlego. Seu cabelo bagunça ao vento, sua pele brilha sob a luz do sol. Posso não gostar dele, mas meu Deus, eu não me importaria de me esfregar inteirinha nele. Essa coisa que estamos fazendo, essa dança de empurra, puxa e flerta, é a melhor preliminar que me lembro de ter em muito tempo. Quando chegamos ao banco, ele fica no carro para fazer uma ligação. Eu originalmente queria vir aqui retirar algum dinheiro para viver na próxima semana, mas ao depositar o enorme cheque, acrescento outro propósito à minha visita. Depois que o caixa do banco me entrega o cheque nominal do Gateway Shelter, volto para o carro com o gosto de lágrimas felizes no fundo da garganta. “Mais algumas paradas.” Eu localizo o sedan preto a alguns lugares de estacionamento de distância. “A farmácia da Schnucks em Gravois é a próxima.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele dirige o Midget no tráfego, passando as marchas como um profissional. “O que você precisa lá?” O bastardo intrometido não precisa saber que eu compro receitas para os meus vizinhos. “Estou sem camisinha.” Eu mostro-lhe um sorriso. É difícil dizer que emoção essas feições aristocráticas transmitem, mas tenho certeza de que não é entusiasmo. “Vamos parar no cassino no caminho de volta” ele rosna. Na farmácia, ele entra comigo, carrancudo como um selvagem mal-educado quando acrescento um pacote de camisinhas Trojan Magnum XL à prescrição de artrite da Virgínia. “Pare de fazer cara feia.” Eu pego algum dinheiro do meu bolso. “Não são para você.” O jovem atrás do caixa nos observa através de seus óculos hippie. Trace pega a bolsa da mão do homem e sai da loja em toda a sua glória temperamental. Pago ao caixa e passo o tempo vagando pelos corredores. Quando saio, ele não está no carro ou em qualquer lugar à vista. Minha garganta se aperta. Ele saiu? Enquanto examino o estacionamento em busca do motorista, um braço se prende em volta da minha cintura por trás. Eu vislumbro a manga azul da camisa de Trace antes dele bater minhas costas contra o prédio, envolver a mão em minha garganta e cobrir minha boca com um beijo ardente.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Nove Dias Atuais

Lábios perfeitos deslizam sobre os meus. Bíceps perfeitos flexionam sob minhas mãos. Perfeita insanidade rodeia dentro de mim e gira o mundo fora dos eixos. Trace afunda a língua na minha boca, punindo-me com traços bonitos, brutais e inebriantes. Sua mão desliza em volta do meu pescoço, unida com a outra na parte de trás da minha cabeça, segurando-me a ele enquanto aprofunda o beijo. Todo pensamento se foi, destruído completamente sob a fúria de seu ataque. Eu provo sua raiva ardendo abaixo, mas também há posse, aceitação e desejo reverberando através de cada carícia. O zumbido da energia sexual pulsa entre nós quando ele me levanta, pressiona minhas costas contra a parede de tijolos da farmácia e lambe mais fundo, mais rápido, dentro da minha boca. Ele parece selvagem e imprudente sob a minha pele, os dedos beliscando meu traseiro, os dentes colidindo contra os meus. Eu me rendo ao crescente frenesi da fome, os lábios roçando, os peitos arfando, nossos gemidos baixos e abafados pela necessidade.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Em algum lugar próximo, uma porta de carro bate. O tráfego ronca à distância. O barulho dos carrinhos de supermercado vem e vai. E Trace não mostra sinais de recuar. Ele se alimenta dos meus lábios como se estivesse morrendo de fome, sua boca dura e implacável, suas mãos amassando os músculos da minha bunda. Ele me prende tão firmemente contra ele que sinto seu volume de aço entre as minhas coxas, o comprimento de sua ereção inchando contra a minha buceta e a corrida de suas respirações consumindo as minhas. A necessidade de me agarrar a este momento enrola meus dedos em seus ombros, exigindo que ele continue. Não pare. Seus lábios pressionam mais forte contra os meus e eu o beijo de volta com uma loucura febril que convulsiona através de mim como um terremoto, vibrando meu corpo e me queimando. Sons desesperados de ganância saem da minha garganta e ele geme em resposta, seu corpo poderoso enrolado no meu e tremendo contra mim. Eu arqueio para longe da parede enquanto o prazer irradia através do meu núcleo, pulsando entre as minhas pernas e encharcando minha calcinha. A intensidade do beijo é chocante, a sensação de sua língua quente de cetim esmagadoramente erótica. Desliza contra a minha com violência, maestria e suspiros, meus seios estão esmagados contra seu peito e meus lábios estão formigando e inchados. Cedo demais, sua boca se afasta, deslizando para minha orelha, ofegante, rosnando, sussurrando “Porra.” Ele abaixa meus pés no chão, mas fica perto, apertando-me enquanto ele puxa as mangas dos punhos e olha para sua ereção. “Para onde vamos agora?” “Segundo round?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não é isso que eu quero dizer.” Ele coloca a mão na parede acima da minha cabeça e, discretamente, ajusta sua protuberância com a outra mão. “Precisa de ajuda com isso?” Ele recua e faz uma careta para mim com os lábios cheios e úmidos. Então ele se vira e caminha na direção do meu carro. “Não, não, não.” Corro atrás dele. “Nós vamos falar sobre isso.” Ele continua determinado em seu caminho e retira a chave do carro do bolso. “Droga, Trace.” Eu corro mais rápido. “Aquele beijo” — aquele explosivo beijo ardente que balançou o chão sob os nossos pés — “muda tudo.” “Não muda nada.” Ele entra no Midget. O carro geme e balança sob seu peso. Eu poderia ter rido se não estivesse tão irritada. Ainda estou tremendo de êxtase, o que só inflama minha determinação. Eu me recuso a deixá-lo fingir que isso não aconteceu. “Você beija todas as mulheres que você não quer foder assim?” Entro no carro e olho por cima do console para encará-lo. “Eu beijo muitas mulheres.” Seus olhos fixam em mim, duros e imperiosos. “Quem, no entanto, é sempre quem eu quiser.” Ele liga o motor. “Coloque o cinto de segurança.” Meu coração parece estar encolhendo, mas não faz mal. É apenas uma decepção, uma emoção que eu sei lidar. “Você diz que não quer complicações.” Eu me inclino, empurrando meu rosto no dele. “Mas você está flertando com isso,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

e querido, eu vou flertar de volta. Então coloque isso no bolso e acaricie-se quando estiver sozinho à noite.” “Você estava certa sobre uma coisa.” Sua carranca se torce em algo duro e implacável. “Eu não namoro. Eu fodo. O que significa que nunca estou sozinho à noite.” Minha respiração se aloja na minha garganta e eu recuo, endireitando-me no banco e prendendo o cinto de segurança. Uma sensação de queimação ondula através da minha mandíbula. Ciúme, provavelmente. Mas o sentimento é rapidamente esmagado pela punhalada de uma ferida antiga e não curada. Uma ferida infligida por outro homem. Eu giro a aliança de prata no meu dedo, arrastando a inscrição gravada com mentiras contra a minha pele. É fácil culpar Cole pelas minhas mágoas mais profundas, porque eu nunca senti uma dor real até que ele desapareceu da minha vida. Essa é a dor que está esmagando minhas vias aéreas agora. Lutar sem esperança e sem volta pelo homem que perdi. “A próxima parada é o centro da cidade.” Eu dou a Trace o endereço do Gateway Shelter e deslizo os óculos de sol, escondendo a umidade que sai dos meus olhos. “Essa não é uma área segura a qualquer hora do dia.” Ele inclina a cabeça, olhando-me com o canto do olho. “O que você precisa fazer lá?” “Se você não quer dirigir, seu carro está bem ali.” Eu movo um dedo em direção ao sedan preto estacionado a poucos metros de distância. Ele olha através do para-brisa, seu polegar deslizando para frente e para trás no volante. Então ele empurra o Midget em marcha e sai do estacionamento. Cinco minutos depois, o silêncio entre nós mói contra os meus ossos, mas não tenho mais nada a dizer para ele. Por isso,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

conecto meu telefone ao sistema estéreo de som, seleciono uma música e aumento o volume. Down de Marian Hill bate nos alto-falantes e eu me movo com o ritmo, cantarolando, balançando no banco e levantando as mãos enquanto o vento bate no meu cabelo. Ele me olha de relance, mas evito seus olhos e a indelicadeza que tenho certeza que encontraria ali. No momento em que ele estaciona no Gateway Shelter, sintome mais fortalecida. Equilibrada. Com o cheque nominal na mão, eu atravesso a porta lateral e encontro o padre Rick fazendo o inventário dos suprimentos de comida na cozinha. “Danni!” Ele abaixa a prancheta e alisa o bigode. “Eu não tinha certeza se você viria hoje.” “Eu não vou ficar para dançar esta noite.” Não com Trace e seu humor atrás de mim. “Só queria entregar isso.” Rick aceita o cheque dobrado, com o olhar fixo em Trace. “Você vai apresentar o seu amigo?” “Trace Savoy.” Trace avança e oferece uma mão. “Prazer em conhecê-lo, Trace. Eu sou Rick.” Eles apertam as mãos e Rick dirige seu sorriso para mim. “Danni é nosso verdadeiro anjo. Sua capacidade de fazer as pessoas sorrirem é um presente de Deus.” “Eu não sei sobre isso.” Olho para a carranca eterna no rosto de Trace. “Parece que tenho o efeito oposto em algumas pessoas.” Rick olha de um lado para o outro entre nós criando rugas em sua careca. “Eu preciso ir” digo. “Mas voltarei no final desta semana.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Trace segura a porta para mim e eu quase saio antes que Rick faça um som de asfixia atrás de mim. “O que é isso?” Ele sussurra. Um olhar por cima do meu ombro confirma que ele está olhando para o cheque. “É uma doação.” Eu aponto o braço rígido de Trace. “De Trace Savoy.” Em vez de jogar junto, Trace caminha até Rick e olha para o cheque. Com um brilho de desaprovação quando olha para mim. “Dê-nos um minuto” digo para Trace. “Eu vou encontrá-lo no carro.” Sua mandíbula se aperta, como se estivesse lutando contra uma resposta. Ele endireita o botão do colarinho com um puxão furioso e sai pela porta. “Não se preocupe com ele.” Eu volto para Rick. “Nós brigamos como dois irmãos.” “Aquele homem não olha para você como um irmão.” Rick estreita os olhos. “Você está bem, Danni?” “Eu estou bem” Pego seu antebraço e dou um aperto reconfortante. “Trace comprou o restaurante que eu danço. Nós apenas temos alguns desentendimentos para trabalhar.” “E isto?” Ele aponta o cheque. “É pagamento honesto.” Eu recuo, em direção à porta. “Você vai fazer coisas incríveis com este lugar.” Suas bochechas ficam vermelhas. “Obrigado, Danni. Há um lugar especial esperando por você no céu.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não me inscreva ainda, padre Rick.” Com uma risada, eu deslizo através da porta e me preparo para o inferno em forma de olhos azuis flamejantes. “Dez mil?” Trace me rodeia no instante em que dou um passo para fora. Lá se foi o me espera no carro. Balanço minha cabeça e passo por ele. “Isso é mais da metade do seu salário.” Ele segura meu cotovelo. “Meu salário.” Puxo meu braço para longe. “Gasto o quanto eu quiser.” “Você precisa...” “Poupe-me.” Acelero meus passos, subo pela porta do passageiro e entro no carro sem me preocupar em abri-lo. “Eu não vou deixar...” “Cale a boca, Trace.” Descanso minha cabeça no assento e fecho meus olhos. “Eu não quero ouvir isso.” Mantenho meus olhos fechados durante a curta viagem do abrigo para o cassino. O silêncio é volátil, aumentando e escurecendo como uma tempestade. Eu vou cair fora e ir para a minha irmã. Porque ir para uma casa cheia de memórias tristes soa ainda menos atraente do que sair com um dono de cassino rabugento. Eu sei que sou impulsiva com dinheiro e homens e praticamente tudo, mas por que Trace se importa com como eu vivo minha vida? Como ele poderia estar ofendido por alguém doando dinheiro para uma boa causa? Talvez eu não devesse dar a ele tempo para organizar seus pensamentos. Seu julgamento não pronunciado carrega o ar ao

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

meu redor, fortalecendo, eletrizando. Quando ele entra na garagem subterrânea, o barulho do vento para e ele abre a boca. “Você mora em um buraco de merda, dirige um carro de merda e veste…” Abrindo meus olhos, endireito-me no assento para encarálo. “Continue. Termine essa frase.” Seus olhos estão severos sob as luzes do teto. Ele estaciona o carro em um local reservado ao lado de um elegante carro esporte cinza e desliga o motor. “Você usa sandálias” ele diz para o para-brisa, “do corredor de liquidação de uma farmácia. Você precisa de dinheiro desesperadamente, mas você o entrega como se não fosse nada.” “Se eu te envergonho, tire sua bunda pretensiosa do meu carro e volte para sua cobertura chique onde você nunca passa uma noite sozinho.” Meus dedos se enrolam nos chinelos de liquidação e meu coração bate na base da minha garganta. “Demita-me ou não, mas pare de julgar a minha vida.” Suas sobrancelhas se juntam. “Você não me envergonha.” Ele abre a porta do motorista e levanta seu corpo alto do carro. Não há mais ninguém ao redor e pouquíssimos carros estão estacionados. Provavelmente estamos em um nível privado da garagem. Ele fecha a porta e se apoia no para choque, de frente para mim. “Com o dinheiro que você vai ganhar, você pode viver mais confortavelmente. A menos que você continue doando tudo.” “Estou confortável. Eu gosto do meu buraco de merda e da merda de carro e minhas sandálias de farmácia. São só coisas.” Tiro o cinto de segurança e me inclino para a frente com meus cotovelos nas coxas. “Você sabe o que me faz feliz, Trace? Pessoas.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Relacionamentos. Conexões.” Levanto minha cabeça para olhar para ele. “Alguma vez já se apaixonou?” “Não.” Ele respira cansado. “Eu não penso assim. É por isso que deixo sua maldade ser direcionada a mim. Eu não tolero seus insultos. É só...” Suspiro e arrumo meu prendedor no cabelo que está uma bagunça pelo vento. “Eu tenho pena de você, Trace.” “Você tem pena de mim?” Endireitando a coluna, ele coloca as mãos nos quadris e me observa penteando meu cabelo. “Eu realmente tenho. Todo o dinheiro do mundo não vai comprar a melhor das felicidades.” Ele agarra a borda da porta e se inclina, os olhos como lâminas azuis. “E onde está sua felicidade agora, Danni?” Meu coração balança com uma pancada dolorida. Abaixo minha cabeça e olho minhas mãos no colo, apertando o anel de noivado. “Ele me deixou” sussurro. “E depois morreu.” Sem querer, um conjunto de tristeza oprime meus sentidos, selando meus ouvidos e escurecendo as margens da minha visão. Trace desaparece na minha visão periférica, mas seus passos estão lá, circulando a traseira do carro. Ele tira o paletó do porta malas. Então a porta do passageiro se abre e uma mão estendida aparece embaixo do meu rosto. “Vamos” ele diz baixinho, suavemente. Olho para a mão, totalmente ciente da imprevisibilidade que vem com ela. Palavras cruéis e beijos apaixonados. Contracheques ultrajantes e humor volátil. Carrancas e risos. Silêncio e brincadeiras. Quem sabe o que ele vai fazer depois?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele é perito em expressões engessadas, mas sua indiferença é superficial. Se Trace Savoy não fosse afetado por mim, ele não estaria aqui agora, oferecendo-me sua mão. Seguro seus dedos e permito que ele me tire do carro, em direção à saída e dentro do elevador. Enquanto subimos, ele me apoia no corpo dele com a minha bochecha no seu peito. Isso é bom. Tão profundo, perfeito e maravilhosamente bom. “Eu sinto muito.” Ele cobre a parte de trás da minha cabeça. “Por sua perda. E pelo jeito que eu falo com você. Não sou um bom homem.” Minha garganta aperta com o inesperado pedido de desculpas. Talvez haja esperança para ele ainda. “O primeiro não é culpa sua” digo, “e podemos trabalhar no segundo.” “Você é incrivelmente otimista.” Ele apoia o queixo na minha cabeça. “Já ouviu o ditado, um otimista ri para esquecer, e um pessimista se esquece de rir?” “Não, mas parece que foi escrito por um realista.” O elevador apita quando as portas se abrem e espero ouvir o som de centenas de máquinas caça-níqueis. Mas está silencioso. Quando levanto a cabeça, ele me leva para um enorme ambiente desconhecido. “Onde estamos?” Vejo uma cozinha aberta à esquerda e uma área de jantar à direita. Além da gigantesca sala de estar em frente, uma parede de vidro traz o horizonte de St. Louis para dentro da casa. “Esta é a sua cobertura?” “Sim.” Ele me deixa trêmula na entrada, joga seu paletó sobre uma cadeira e entra na cozinha.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu pensei que você ia me mostrar o restaurante.” Eu não deveria estar aqui. Quero dizer, quero estar aqui. Meu interesse em ver seu espaço privado está bem acima do meu desejo de vê-lo nu. Mas meu atual estado de espírito está no lado frágil, na versão confusa. Eu já estou imaginando as inúmeras mulheres que ele desfilou para dentro e para fora desse apartamento de solteiro. E que apartamento. É como algo saído de um filme da Marvel Hero, com uma sensação de armazém industrial, tubos expostos, colunas de tijolos e vigas de madeira crua. Muito robusto e masculino, mas também na moda da maneira que só dinheiro como o dele pode comprar. “Tem sido um longo dia.” Ele sai da cozinha aberta com duas Bud Lights. “Eu vou lhe mostrar o restaurante outra vez.” “Isso é... muito legal.” Eu me aproximo do elevador, sem saber por que ele me trouxe aqui. “Obrigado.” Ele se abaixa sobre um sofá marrom claro perto das janelas de dois andares e coloca as cervejas em um grande baú vintage que serve como um pufe. Então ele se reclina, abre as pernas do jeito que um homem faz quando está relaxado e aponta um dedo para mim. “Venha aqui.” Eu movo meus pés, absorvendo todos os detalhes da cobertura. A maioria das superfícies tem um acabamento de cimento ou aço inoxidável. Luminárias de cobre pendem dos tetos do loft e pequenos rebites prateados correm como costuras ao longo das paredes. Com todos os tubos metálicos, concreto e juntas estruturais brilhando, o espaço deveria ser frio e pouco convidativo. Mas não aqui. A mobília é escura, volumosa e macia. Tapetes ricamente coloridos cobrem o piso de ébano em tábuas largas. Cortinas espessas emolduram a parede de múltiplos andares de janelas em

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

segmentos. Jesus, essas cortinas devem ter doze metros de comprimento. Há muito tijolo — nas paredes, na lareira e na base da enorme ilha de cozinha. Acima, claraboias brilham com a luz do sol entre as vigas de madeira rústica. E como em seu escritório, aqui também não há fotos ou lembranças pessoais. Seus pais estão mortos, mas não há um sinal de sua vida juntos em qualquer lugar nesta sala. Talvez eu seja a única que precisa de um santuário de fotos para lidar com o sofrimento? “Você tem irmãos?” Eu me aproximo do sofá, paro alguns metros à frente dele, fixada em seu contato visual. “Eu sou filho único.” É por isso que ele é tão rígido? Ele nunca aprendeu a compartilhar ou brincar com os outros? Sua calça preta está engomada até mesmo depois de entrar e sair do Midget. Quem passa a roupa? Um mordomo? Uma empregada? Alguma mulher com quem ele dormiu na noite anterior? Pare com isso, Danni. “Sente-se.” Ele dá um tapinha na almofada ao lado dele. “Se você falar comigo como um cachorro, eu posso rastejar em seu colo e lamber seu rosto.” Ele mantém o braço dobrado, como se aceitasse minha ameaça. Homem intrigante e volátil. Eu me lembro do nosso beijo ardente e do quanto já sinto falta da sensação de seus lábios aveludados. Mas a indiferença que recebi imediatamente depois que ele enfiou a língua na minha garganta me levou a escolher o meu lugar perto dele.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu não sabia que você era um cara que gostava de Bud Light.” Pego uma cerveja. “Eu não sou.” Ele bebe da garrafa e faz uma careta. “Mas você gosta disso.” Como ele...? Oh, certo. Eu estava bebendo cerveja na primeira noite em que ele foi à minha casa. Sua atenção aos detalhes é estranha. Arrepiante. E um pouco cativante. “Você estocou sua geladeira” digo, passando a mão pelo meu cabelo emaranhado, “sabendo que eu viria aqui?” “Sim.” Um lampejo de desonestidade dança em seus olhos. Antes que eu possa questioná-lo mais, o elevador dispara. Três garçons se apressam, vestidos de terno e carregando bandejas de pratos arredondados. Permaneço sentada e Trace se junta a mim. “As pessoas podem ir e vir” sussurro “na sua cobertura?” “Eu posso bloquear o elevador com o apertar de um botão.” Ele se move em direção à cozinha. “Eu espero que você goste de comida marroquina.” “Eu gosto.” Suspeita estreita meu olhar. “Quando você pediu comida?” “No abrigo dos sem-teto, quando você me mandou para fora.” Os garçons saem tão silenciosos e apressados como chegaram e reconheço um deles do Bissara. Quando o elevador se fecha, viro para Trace. “Esta é a comida requintada que você servirá no novo restaurante?” “Sim. Algumas amostras dos pratos.” Ele estende um braço em direção aos pratos. “Venha. Você não comeu o dia todo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O aroma rico de especiarias permeia a sala, uma infusão de limão, canela, gengibre e cravo. Minha boca saliva enquanto monto nossos pratos com zaalouk, cuscuz, carne de vaca, cordeiro, anchova e pão frito sem fermento. Eu o sigo de volta para o sofá, equilibrando o prato pesado em minhas mãos. “Eu acho que preciso de um prato maior.” “Ou de um estômago maior.” “Ah não. Eu vou comer tudo isso. Assista e aprenda.” Eu gemo e cantarolo durante a refeição sem uma única palavra decifrável. Foda-me, é muito bom. Melhor que bom. O velho Bissara não teria sido capaz de competir com isso. Quando a última migalha é raspada do meu prato, eu me inclino para trás e tento desembaraçar os nós no meu cabelo. Nada vai domar essa merda sem uma escova. “Você contratou um novo chef?” Pergunto. “Eu trouxe um chef de Nova York para projetar a culinária e ensinar o chef existente como prepará-la.” “Uau. Isso é muito legal da sua parte. Tenho certeza de que o chef do Bissara ficou aliviado em manter o emprego.” “Ele manteve o emprego porque trabalha para receber quase nada. Estou dirigindo um negócio, Danni e tomo decisões com base no lucro. Não na emoção. Faria bem a você se lembrar disso.” “Claro.” Eu cerro meus dentes. “Quase pensei em você como um humano por um segundo. Minha culpa.” Eu me movo para recolher os pratos sujos, mas ele me impede, empilhando-os e levando para a cozinha. Fico no sofá enquanto ele faz uma ligação, sua voz é baixa demais para eu entender o que ele está dizendo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele inclina o bocal para longe do queixo e pega meu olhar do outro lado da sala. “Você deixou a receita no carro. Você precisa disso?” “Não, não é meu.” Virginia não ficará sem comprimidos de artrite por alguns dias. Além disso, preciso sair em breve. Brincar com Trace Savoy está causando estragos no meu cérebro já confuso. “Isso é tudo” ele diz ao telefone, terminando a ligação e voltando para o sofá. “Obrigada pelo jantar.” Eu fico de pé, puxando a bainha curta dos meus shorts. “Eu vou indo.” “Fique.” Ele se inclina para trás no sofá, olhando para mim. “Por quê?” “Assista a um filme comigo.” Essa é a última coisa que eu esperava que ele dissesse. Este dia só fica mais e mais estranho. “Que filme?” Eu mordo o interior da minha bochecha. Eu não deveria ficar. A qualquer segundo, algo grosseiro e horrível vomitará de sua boca sexy e eu me arrependerei de ter ficado por perto. Ele pega o controle remoto e a tela na parede liga. “Dirty Dancing.” Meu pulso acelera. “Por que você sugeriu esse?” “Você tem o cartaz do filme emoldurado em seu quarto.” Oh. Duh. “Não é o melhor filme de todos os tempos?” Seu polegar se move sobre o controle remoto, sua atenção na TV. “Eu nunca vi isso.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“De jeito nenhum.” Eu pressiono a mão contra o meu coração enquanto a excitação percorre meu sangue. “Como nesse mundo inteiro isso é possível?” “É uma maravilha que eu tenha chegado tão longe sem essa experiência” ele diz secamente. “Merda nenhuma.” Eu tropeço em suas pernas com pressa para subir no sofá ao lado dele. “Prepare-se para ser surpreendido.” E assim, estou comprometida em passar a próxima hora e quarenta minutos com o Trace Dirty-Dancing-Virgin Savoy. Enquanto ele aluga o filme, o elevador toca novamente. E agora? Ele me entrega o controle remoto e atravessa a sala para cumprimentar quem quer que sai do elevador. Eu não posso ver em torno de sua estrutura alta, então estico meu pescoço e me inclino. Os mesmos três servidores varrem a cozinha, juntando as travessas e os pratos sujos. Mas eles não estão sozinhos. Alguém está do outro lado de Trace. Quando ele se desloca, longas e finas pernas entram em vista. Um terno feminino envolve um corpo curvilíneo. Cabelos castanhos escuros caem em torno de ombros magros. A pele dourada brilha em um rosto que não estou muito feliz de ver. Marlo Vogt entrega a ele uma sacola de presentes preta e, enquanto trocam palavras muito silenciosas para os meus ouvidos, seus dedos deslizam ao redor de sua cintura, descansando em seu quadril com familiaridade. Meu estomago vibra, mas não consigo desviar o olhar. Porque eu sou uma masoquista do caralho. Em saltos de doze centímetros, ela é apenas dois centímetros ou mais pequena do que ele. Eles parecem que foram feitos um

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

para o outro. Usando boas roupas. Posturas elegantes. Perfeitamente penteados. Lindos. Eu quero amordaça-la. Ela não me poupa um olhar quando volta para o elevador com os servidores e desaparece de vista. Trace toca em um painel digital na parede de tijolos. Bloqueando o elevador? Então ele se junta a mim no sofá e coloca a sacolinha de presente no chão. “Você quer outra cerveja? Chá de menta? Caf...” “Por que eu estou aqui e não ela?” Minha voz é mais alta do que eu pretendia, perfurando, acusando, exigindo. Seu olhar aquecido toca meus olhos, em minha garganta e abaixa, examinando o comprimento do meu corpo enrijecido. “Eu gosto de olhar para você.” Olho para ele sem expressão. Ele não quer fazer sexo comigo. Ele acha que sou confusa. Mas ele gosta de olhar para mim? “Eu não sei o que dizer sobre isso.” Sorrio um pouco desconfortável. “Não diga nada.” Ele começa o filme e a introdução toca no plano de fundo de Be My Baby. Ele se acomoda, apoiando os sapatos brilhantes em um tronco e esticando um braço ao longo das costas do sofá atrás de mim. Eu não estou pronta para deixar ir a conversa que ele acabou de varrer para debaixo do tapete, mas sou atraída para a tela da TV compulsivamente, extraordinariamente absorvida no filme que me define. Cena por cena, deslizo cada vez mais em direção à beirada do sofá, inclinando-me, saltando, recitando as palavras de cor. Sim, eu sou dessas. Em seguida, vem uma das minhas partes favoritas, quando Baby carrega uma melancia e assiste Johnny Castle dançar o ritmo

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

proibido na pista de dança pela primeira vez. Eu vibro com a necessidade de pular e sacudir minha bunda através dos passos exatos. “Você sabe como fazer isso?” A voz de Trace quebra meu transe. Eu assusto, endireito-me para olhar para ele. “O que?” “Você pode dançar assim?” Ele acena para os corpos se contorcendo e batendo na tela. “Sim” sussurro melancolicamente, voltando para o filme. Garoto, eu sempre posso.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Dez Três Anos Atrás

Meus pulmões se apertam. Os músculos das minhas pernas queimam e a transpiração se agarra à minha nuca. Mas eu não consigo parar de sorrir quando Nikolai me joga para longe, puxando de volta e me batendo contra o seu peito úmido. Seu sorriso é tão grande quanto o meu, porque puta merda, nós pregamos a rotina. Em um mês, vamos agitar o St. Louis Microfest, tomando o palco principal com nossa moderna compilação de cenas da dança do Dirty Dancing. A acústica do meu estúdio troveja com a música e com o peso dos nossos pés. Ele envolve um braço em volta dos meus quadris, o outro pendurado frouxamente ao seu lado enquanto ele bate com força contra mim, as estocadas fluidas de sua pélvis rivalizando com a de Patrick Swayze. Arqueio para trás, penduro minha cabeça de cabeça para baixo em triplo X e movimento com a ondulação do corpo dele. Então ele me leva de volta ao peito. Agora, para a parte difícil. Com uma respiração determinada, eu me impulsiono para cima, levantando meu torso e quadris enquanto empurro contra ele. No meio do salto, sou transformada em um tipo de aço duro. Ele me tira do chão, aproveitando o meu impulso, levantando-me acima da cabeça e travando os cotovelos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ah! A excitação percorre meu corpo enquanto eu coloco meus joelhos em seus ombros, aperto as dobras da minha saia rosa e bato o tecido transparente ao redor da minha cintura no ritmo da música. A virilha do meu collant se contorce a centímetros de seu rosto, mas não é disso que se trata. Ele está sorrindo para mim, suspendendo meu peso e falando as palavras de Talk Dirty de Jason Derulo. Estou tão consumida na dança e na música, que não ouço Cole entrar. Eu não o sinto até que seu braço se agarra em volta da minha cintura e me arranca dos ombros de Nikolai. Eu não o vejo até que seu punho passa por mim e colide com o nariz do outro homem. O sangue jorra no peito nu de Nikolai e ele cambaleia para trás, colidindo com o espelho e segurando seu rosto. “Cole!” O vento sopra dos meus pulmões e meus joelhos se prendem em horror. “O que é que você fez?” Com a expressão firme e olhos brilhando com fogo negro, ele recua para outro soco, empenhado em colocar meu parceiro de dança através da parede. Minhas pernas me impulsionam para frente e me atiro no caminho do seu ataque. Eu quase sinto os quatros dedos no rosto enquanto ele redireciona seu punho para o espelho atrás de Nikolai. Vidro quebra, e os braços de Nikolai vêm ao meu redor, nos afastando da bomba de testosterona e fúria. Eu bato no botão de desligar no sistema de som, mergulhando o quarto em um clima ofegante, sem fôlego e com dificuldade de respirar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Cole se aproxima de nós, flexionando as mãos ao lado do corpo e as veias do pescoço esticadas. “Que porra é essa...?” “Não chegue mais perto!” Aponto o dedo para ele e giro em direção a Nikolai. Oh Deus, o sangue se esvai de seu nariz torto, a cartilagem está contorcida e incha rapidamente. Eu pego uma toalha e a seguro para estancar o sangramento. “Estou saindo daqui a duas semanas!” Cole grita atrás de mim. “É isso que você vai fazer enquanto eu estiver fora?” “Dançar com meu parceiro de dança?” Eu giro ao redor, a voz subindo. “Sim, Cole. É melhor você acreditar que é exatamente isso que eu vou fazer.” Cole e eu nos apaixonamos tão facilmente, naturalmente, perfeitamente. Mas eu estaria mentindo se dissesse que nosso relacionamento sempre foi fácil. Seu temperamento é explosivo, seu ciúme é desagradável e turbulento nos melhores dias. “Onde está a sua aliança?” Ele olha para a minha mão esquerda com acusação assassina. Merda, esqueci de colocá-la de volta. “Balcão do banheiro. Eu tirei para depilar minhas...” “Nunca tire isso!” Seu rugido ecoa pelas paredes. “Pare de gritar comigo!” Eu grito de volta. “Eu não posso fazer isso.” Ele anda pelo lugar, enfiando os dedos pelos cabelos e os apertando na cabeça. “Eu não posso estar do outro lado do mundo pensando em você esfregando sua buceta em cima de outro homem.” “Eu te avisei. Na manhã em que nos conhecemos, eu disse nada de ciúmes. Este é meu trabalho. Você me disse que poderia lidar com isso.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu também disse que eu era impetuoso e você me disse que poderia lidar com isso.” Ele tem razão. Eu posso lidar com isso. Mas… “Nikolai não fez parte disso.” Eu passo para o lado e coloco a mão no peito do meu amigo. “Você vai desfoder isso e eu quero dizer, corrigir isso agora. Eu quero que se humilhe, Cole.” “Danni, não faça isso.” Nikolai olha para mim sobre a toalha ensanguentada contra o nariz. “Eu quero reverências e desculpas sinceras” digo para Cole. “Se o Nik sair daqui sem te perdoar, você vai sair com ele.” Ando em direção à cozinha e despejo uma taça de vinho enquanto seus passos se arrastam até o banheiro. Um momento depois, a voz de Cole atravessa a casa. “Eu não gosto de você.” Cristo. Aperto a ponta do meu nariz e solto uma respiração pesada. “Entendo.” O sotaque acentuado de Nikolai ressoa através de sua voz de dor. “Mas só porque transei com sua garota na faculdade — Ai! Porra! Você não precisa pressionar tanto.” Armários batem. A torneira liga e desliga. Então o timbre rouco de Cole preenche o silêncio. “Eu sinto Muito.” Mais silêncio. “Eu estou lutando com...” Cole solta um suspiro, e algo bate na parede do banheiro. “Está me matando deixá-la, e estou enlouquecendo de preocupação. Mas não há desculpa para descontar em você. Eu não gosto de você, mas confio em você. Porque se você colocar o seu pau em qualquer lugar perto...” “Isso é uma ameaça” grito da cozinha. “Não é um pedido de desculpas.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você sabe” ele grita de volta, “eu aliviei aquele soco no último segundo. Seu nariz não está quebrado, então não há nada para perdoar.” Eu reviro meus olhos e os deixo cuidar disso. Vou para a frente da casa, recosto-me no sofá e espero. Quinze minutos depois, eles saem do banheiro, sem camisa e sem expressão. “Bem?” Eu olho para Nikolai com expectativa. “Ele te ama.” Nikolai passa um dedo pelo nariz, os olhos prateados brilhando de dor. Meu peito aperta. “Sim mas...” “Ele está com medo, parceira. Fodendo de medo, ele vai sentir sua falta quando estiver fora.” Nikolai esfrega atrás de sua cabeça loira, o canto da boca levantando em um pequeno sorriso. “Ele e eu nunca seremos amigos, mas vou lhe dar uma folga. Ele sente muito. Eu o perdoo. E meu rosto não parece tão ruim depois que ele limpou.” Seu nariz está inchado, mas parece mais reto na luz. Eu volto minha atenção para Cole, onde ele está a poucos metros de distância, as mãos nos quadris e os olhos sem piscar, fixos nos meus lábios. Ele parece destruído, desolado, e tudo o que quero fazer é enrolar meu corpo ao redor dele e devolver o seu sorriso. “Já que Cole não estará aqui quando dançarmos no Microfest” diz Nikolai, arrastando a alça de sua mochila por cima do ombro, “nós vamos executar a rotina para ele amanhã. Uma apresentação privada.” “É sério?” Pergunto.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Um músculo salta na bochecha de Cole, seu olhar ainda está preso na minha boca. Com o peito nu, seu desconforto é evidente em seu abdômen. As tatuagens, a barba, os ombros largos — tudo nele é intimidador. Eu devo dar crédito ao Nikolai por não se encolher. “Ele quer ver o quanto trabalhamos.” Nikolai anda de costas para a porta da frente. “E como somos incríveis pra caralho, porque caramba, nós temos essa coreografia.” Ele segura um punho no ar e abre a porta. “Tudo bem, Nik.” Eu rio. “Te vejo amanhã.” Quando a porta se fecha atrás dele, Cole ergue os olhos para os meus. O fogo, o vento, a energia mística que define a conexão entre nós, inflama, abastece e nos une. Ele caminha em minha direção, nossos olhares consumindo um ao outro. Baixando de joelhos diante de mim, ele envolve seus braços em volta da minha cintura e enterra seu rosto no meu colo. “Eu estou tão incrivelmente triste, baby.” Eu passo meus dedos pelos seus cabelos castanhos indisciplinados. “Eu também sinto muito.” Ele levanta a cabeça. “Pelo quê?” “Por isto.” Eu me abaixo e aperto suas bolas. Ele assobia e vai para trás, mas eu o sigo até o chão, aterrissando em cima de seu peito e apertando meu punho em suas bolas. “Essa é a última vez que você vai machucar um dos meus amigos.” Meus lábios roçam contra os dele, suavizando minhas palavras.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Entendi.” Ele grunhe de desconforto, com seu hálito quente e perfumado ventilando meu rosto. Deitado de costas com os braços para os lados, ele não me empurra, não tenta sair do meu aperto entre suas pernas. Mas ele me domina de outras maneiras. Com o peito sem camisa, calça jeans baixa e o pau duro empurrando contra a minha mão. Acrescente a barba por fazer da sua mandíbula, o olhar ardente em seus olhos e não tenho nenhuma chance. Meus ossos se transformam em massa. Minhas entranhas formigam e meus dedos soltam ao redor de suas bolas. A raiva e o lamento de momentos atrás se dissipam, substituídos por algo mais fundamental. Mais forte. Nós. “Você é linda pra caralho.” Ele levanta as mãos, colocandoas ao redor do meu rosto. “Eu não suporto a ideia de outro homem te tocando, olhando e fantasiando sobre você.” “Você é o único que eu vejo, Cole.” Descanso minha testa contra a dele e falo cada palavra com um beijo amoroso. “Você é o único quando está aqui. Quando não estiver aqui. No próximo ano. Para sempre.” Fechando os olhos, ele enfia a mão no bolso e segura meu anel. “Se você nunca tirá-lo novamente, serei o homem mais feliz do planeta.” “Não vou tirá-lo.” Eu deslizo a aliança prateada e enrolo meus dedos ao redor dela. “Eu prometo.” “Bom. Agora, e aquele outro anel?” Ele percorre as camadas da minha saia de dança, suas mãos ficando mais ásperas, mais urgentes em sua caçada. “Você que me diz.” Eu ajusto minha posição em cima dele, montando em seus quadris e juntando a saia em volta da minha cintura.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele propôs duas semanas atrás e no dia seguinte, ele me levou para pegar meu piercing. O procedimento foi feito por uma mulher bonita, claro. Provavelmente uma de suas velhas companhias de merda, mas eu não perguntei. O passado é passado. E o futuro? Lidarei com isso quando chegar. É o presente que eu abraço forte — em seus ombros largos, para ser exata, quando ele senta e toma minha boca. Seus braços são minha órbita, circundando meu corpo. Seus olhos são meu centro de gravidade, colocando-me em perfeito equilíbrio. E os dedos dele são as minhas oito maravilhas do mundo enquanto afundam entre as minhas pernas e fazem minhas cordas vocais gritarem seu nome com admiração. Então, com a virilha do meu collant empurrado para o lado, ele desliza seu pau duro para dentro. “Danni” ele rosna, seus dedos cavando em meus ossos do quadril. “Você é tão maravilhosa.” Seus músculos tremem, e aperto meu controle sobre ele, trancando nossas bocas juntas, nossos beijos desesperados, frenéticos, e carregados com o tormento. Aguentar um ano sem ele será um tipo especial de inferno. Mas tem uma data de expiração. Um ano. É só um pontinho no espaço de sempre.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Onze Dias Atuais

“Danni.” O rugido da voz de Trace me traz de volta ao presente e engulo o nó na garganta. Garota idiota. Este não é o momento nem o lugar para ser atropelada pelo passado. Especialmente não depois do nosso dia estranho de tarefas, beijos e ser convidada para vir na sua cobertura. Eu me endireito no sofá e estico meu pescoço. O filme está em pausa e a intensidade do seu olhar pressiona contra a minha pele. “O que você tem?” Seu tom é suave, mas há algo a mais nisso. Preocupação? Irritação? Quem sabe? “Eu devo ir.” “E perder o melhor filme de todos os tempos?” Eu viro para olhar para ele, pegando um raro brilho de calor em seus olhos azuis. “Você está gostando de Dirty Dancing?” “Eu estou.” Ele inclina a cabeça para baixo, estudando-me por baixo das sobrancelhas loiras. “É profundo. Igual a você.” Meus lábios soltam uma respiração presa. Isso foi um elogio?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele toca meu queixo, cutucando-o para fechar minha boca. Então ele aperta o play no controle remoto e se estica no sofá. Eu copio sua pose, deixando minha cabeça cair para trás e a tranquilidade me acalmar. Através das janelas, o sol vai embora, deixando manchas de roxo profundo no céu. Está ficando tarde, mas nenhuma parte de mim quer se mexer. Minhas pálpebras estão pesadas e o sofá é tão quente e confortável. A respiração quente ao meu lado me faz querer ficar para sempre. Não demora muito para eu perder a luta contra o sono. Quando acordo, os créditos rolam na tela e minha bochecha repousa em algo macio sobre aço. Não apenas minha bochecha. Meus braços e pernas abraçam um pilar quente de músculos. Eu movo apenas o meu olhar, seguindo o comprimento de nossos corpos, para baixo, para os nossos pés. Ele está coberto de meias pretas e apoiado no braço do sofá. Meu pé em torno de suas panturrilhas, tão pálido e pequeno contra sua calça escura. Meu joelho está dobrado sobre a coxa, a centímetros do volume macio entre as pernas. Meu braço está em seu peito, meu outro braço debaixo do seu ombro. Meu pescoço fica tenso, mas não são nossas posições que me assustam. São seus dedos correndo ao longo do meu corpo, sobre o meu quadril e de volta para cima. Para baixo e para cima, para baixo e para cima, ele está me acariciando. E eu gosto. Amo isso. Muito mesmo. Fecho meus olhos e vou cair no sono novamente. Eu quero ficar aqui, envolvida neste lindo paradoxo de homem e fingir que ele também quer isso.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu sei que você está acordada.” Sua voz reverbera em seu peito. Droga Eu me movo contra ele, descanso meu queixo em seu peito e caio no azul cristalino de seu olhar. “Perdi o final do filme.” Ele tira um fio de cabelo do meu rosto. “Eu sei porque você gosta tanto.” Eu o encaro. “É uma exigência de trabalho.” Ele não se move para nos desembaraçar, aparentemente está esperando que eu saia. Duvido que ele se aconchegue muito com mulheres, nem mesmo com aquelas que ele não quer foder. Levantando-me de joelhos, eu imediatamente sinto falta do calor do seu corpo. Tanto é que minhas unhas apunhalam minhas palmas enquanto eu escorrego do sofá. A chuva salpica as janelas do chão ao teto, e o céu escuro gira com nuvens ainda mais negras, velando o brilho da paisagem urbana. Chuva não é o ideal para mim, já que a capota do Midget está abaixada, e é difícil colocar. Eu gemo com a tarefa que tenho em frente e escaneio o chão para os meus chinelos. Quando eu os tirei? “Tenho que colocar a capota no meu...” “Você não vai a lugar nenhum esta noite” ele diz com naturalidade. “O que? Por que não?” “Está chovendo e escuro. Você está cansada e eu não preciso estar em lugar algum.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Mas onde eu iria dormir? Virando, examino a cobertura do tamanho de um depósito. A cozinha e área de jantar se abre para a sala de estar monstruosa. Há um corredor que leva a... um quarto? Vários quartos? Eu me dirijo nessa direção, viro para o corredor mal iluminado e enfio a cabeça na primeira porta. Uma sala de ginástica do tamanho da minha casa se estende em direção a uma parede de vidro. Além das janelas há uma piscina na cobertura, a água azul iluminada está ondulando sob a chuva. “Pessoas ricas” resmungo, “tem todas as coisas.” “De fato.” Sua arrogante autoafirmação respira contra a minha nuca. Eu continuo pelo corredor, parando na única outra porta. Seu quarto. Ele passa por mim e coloca uma sacolinha em uma mesa alta. Eu quero saber o que está nessa bolsa, mas veio de Marlo. Se o relacionamento deles estiver em um nível de dar presentes, prefiro não saber. Por que isso importa? Trace é um trabalho, não um amante ou namorado ou até mesmo um amigo. Exceto que estou de pé no limiar do seu quarto, pensando na possibilidade de dormir em sua enorme cama king-size-docassino. As paredes de tijolos expostos trazem o ambiente de um armazém para este espaço, com grandes janelas panorâmicas, uma varanda privada e uma vista enorme do rio Mississippi. A roupa de cama escura contrasta com o tom elegante de vermelho no mobiliário listrado ao redor de uma lareira e tela de TV montada na parede. É masculino e industrial. Moderno e acolhedor.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Este é o único quarto?” Eu inclino um ombro contra o batente da porta. Ele concorda. “Eu vou dormir no sofá.” “Para quantas mulheres você diz isso para que fiquem?” Sua cabeça cai e suas mãos caem para seus quadris, como se ele estivesse irritado com a minha pergunta. Eu não consigo entendê-lo. Ele desaparece em um armário e retorna um momento depois com uma camiseta clara. “Você pode usar isso para dormir.” É uma bela camiseta xadrez, com uma divisão entre os ombros e listras brancas perfeitamente alinhadas. Eu não posso imaginar o quanto custou e ele quer que eu durma nisso? Eu puxo os botões pelos buracos. “Eu nunca concordei em ficar.” Ele levanta uma sobrancelha. Sim, foi uma coisa estúpida a se dizer. Nós dois sabemos que não vou a lugar algum. “Você pode se vestir no banheiro.” Ele aponta um dedo para a entrada do banheiro. “Eu sou uma dançarina. Nós trocamos de roupa em qualquer lugar e em toda parte.” “Faça como quiser.” Ele volta para o armário e fecha a porta parcialmente, bloqueando minha visão. Cara, ele é um osso duro de roer. Falando nisso, o que estou fazendo? Eu deveria seduzi-lo? Ignorá-lo? Jogar com ele? Jogar duro para ficar com ele? Estou tão sem prática, não sei por onde começar. Mas sei o que quero.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele. De preferência em cima de mim, mas vou aceitar ele atrás, embaixo e de cabeça para baixo. Eu sou flexível. Eu tiro minhas roupas e lingerie, puxo sua camisa e abotoo a frente até os meus seios, deixando exposto o pescoço e ao redor do meu peito. Depois enrolo as mangas de três metros de comprimento e deixo o colarinho escorregar no meu ombro. Mas não antes de eu cheirar o tecido e tremer um pouco. A porta do armário se abre, e juro por Deus, o homem que emerge me transporta para a era dos reis vikings e batalhas bárbaras. Alto, magro e sem pelo, ele se move com graciosa intensidade em direção à cama. Músculos ondulam em suas costas enquanto se abaixa na cama. Fios de cabelo loiro rebeldes caem sobre sua testa enquanto ele pega as roupas que deixei no chão. Sua calça de pijama da marinha está tão baixa em seus quadris esculpidos que eu tenho que engolir a baba da minha boca. “O que?” Sua cabeça se inclina. Ele sabe o que. “Você... uh...” Bom Deus, estou gaguejando. Tonta. Pulsando entre as minhas pernas. “Dê-me um minuto. Isso é muito para absorver.” Ele me dá a mesma checada de corpo inteiro, seus olhos brilhando sem defesas. Com um ar de casualidade. Toda a grandeza e formalidade foram descartadas com o terno. Ainda assim, ali, todo esculpido e confiante, ele parece mais formidável do que nunca. “Você faz uso daquela sala de treino, hein?” Eu circulo sua postura rígida, devorando os pedaços de músculo e o pelo dourado rodeando seus antebraços e abaixo do umbigo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele segura a gola que está pendurada no meu ombro e desliza para o meu pescoço, fazendo com que o outro lado caia. “Eu deveria ter te dado uma camisa maior.” Uma risada me escapa. “O zangado de repente faz piadas quando põe pijama? Esse é o seu superpoder?” “Isso não é um superpoder.” Seus lábios se contraem por uma fração de segundo antes de voltarem ao arco natural para baixo. “Poderia ser. Atrair mulheres inocentes em seu quarto com seu olhar enigmático. Aí você sai de pijama e pronto! Risos e confusão. Como um palhaço.” “Você é louca.” Ele balança a cabeça, estudando-me atentamente. “É inevitável. Então o que vem depois?” Eu pulo no colchão e penduro as pernas, uma de cada lado. “O que uma festa do pijama com Trace Savoy implica?” Ele inala o ar silenciosamente. Eu não namoro. Eu fodo. O que significa que nunca estou sozinho à noite. Minhas narinas se dilatam. “O que essa festa do pijama envolve?” Ele esfrega a parte inferior de sua mandíbula e se vira para a sacola de presentes na cômoda. Eu me inclino para frente enquanto ele remove... uma escova de cabelo? Minha mente faz uma viagem rápida para Naughtyville e meu traseiro lateja em memória dos desejos mais sombrios de Cole. “Você poderia avermelhar uma bunda com isso.” Os dedos de Trace apertam em torno do cabo da escova, sua expressão em chamas.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu agito meus cílios. “Só estou falando por falar.” “A escova é para os nós em seu cabelo.” “Chato.” Assim pensei. No momento em que ele rasteja na cama e toca na minha barriga, percebo que algo monumental está prestes a acontecer. Ele se reclina ao meu lado, apoiado em um cotovelo com nossos corpos alinhados. “Olhe para o outro lado.” Eu viro minha cabeça e abraço o travesseiro embaixo dele enquanto admiração zumbe na minha barriga. Seus dedos correm pelos meus cabelos até a cintura, juntando as mechas pesadas nas minhas costas. Quando a escova larga substitui suas mãos, não consigo parar o suspiro ondulando em meus lábios. Ele começa nas extremidades e sobe gentilmente, afetuosamente, cuidando dos emaranhados como se soubesse o que está fazendo. “Obrigada”, resmungo feliz. “Isso é muito bom.” “De nada.” É o sentimento mais estranho e surpreendente. Eu nunca tive um homem escovando meu cabelo. Especialmente um de terno elegante e bem-feito. Inferno, eu me esforço para imaginá-lo penteando seu próprio cabelo. Homens ricos com motoristas não fazem isso. Assassinos em série sim, são o tipo que esfrega uma loção em sua pele. “Você vai me cortar em pedacinhos quando terminar?” “Sua mente é um lugar assustador.” “Às vezes. Você já fez isso antes?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

A escova faz uma pausa no meio do curso. Então ele recomeça com movimentos cuidadosos. “Não.” Grandes passos para o chato Savoy. Bom para ele. “O que mais você pode fazer com essas mãos?” Eu pergunto. “Eu não vou responder a isso.” “Medroso.” Ele continua parado. Quieto e calmo pra caralho. Então, lentamente, metodicamente, ele coloca a escova no colchão na minha linha de visão. Preocupação arrepia minha espinha. Agora sim, o aborreci. Ele enrola meu cabelo em volta do seu punho e, com um puxão de lacrimejar os olhos, ele estica meu pescoço em um ângulo desconfortável. “Pare de me provocar.” Sua boca toca minha orelha, a carícia suave está em desacordo com o tom dele. “Você não vai gostar da consequência.” “Eu quero a consequência. Mostre-me, Trace.” Sua respiração sai apressada, áspera, e sua mão aperta, causando dor através das raízes ao longo do meu couro cabeludo. Eu me contorço contra seu aperto, odiando e amando a antecipação. “Não.” Ele me libera, modera a respiração e calmamente pega a escova. “Decepcionante.” Eu quero socar o colchão. “Acostume-se com isso.” “Não tem necessidade.” Eu viro para o meu lado, de costas para ele. “Eu não vou perseguir alguém que não me quer.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Estou sem sexo há três anos, e agora estou morrendo de vontade de ter isso. Trace desencadeou algo dentro de mim, algo que despertou minha libido. Mas há muitos homens por aí. Muitos paus grandes e duros que estariam mais do que dispostos a me darem uma noite para lembrar. Então, pelos próximos vinte minutos, eu simplesmente aprecio o prazer da escova deslizando pelo meu cabelo ritmicamente, hipnoticamente. Ele continua a me acariciar muito tempo depois que os emaranhados são suavizados, suas respirações são firmes e compostas, saindo em sincronia com a mão. Eu devo ter adormecido, porque quando abro meus olhos, a escova está no colchão e seu corpo quente pressionado contra minhas costas. Sua respiração não está mais estável. Está irregular e superficial. E a mão dele... está esfregando minha coxa nua por baixo da camisa. Não estou usando calcinha, e cada vez que seus dedos se arrastam para cima, eu sofro para levantar a minha perna para que ele possa esfregar onde eu mais preciso dele. Isso é loucura. Que jogo ele está jogando? A metade boêmia da minha alma, de espírito livre, incentivame a jogar junto. O que é a vida sem uma pequena aventura? Mas a metade quebrada, a metade que lembra o que é amar e perder, encolhe-se de medo sob cada carícia furtiva de sua mão. Fico quieta, porque tenho certeza que ele vai parar de me tocar se eu me mexer. Isso só pode significar uma coisa. Ele está escondendo seus sentimentos de mim. Ele disse que nunca esteve apaixonado, mas talvez algo ou alguém em sua vida o tenha feito ser desconfiado e cauteloso.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Talvez seja apenas a natureza dele, por isso não demonstra emoções. Ou talvez eu o intimide? Isso é engraçado. Seus dedos se arrastam para cima, seguindo a curva do meu quadril sobre a camiseta. Quando ele chega ao meu cotovelo, ele suaviza seu toque ao longo do meu braço, estendendo-se em direção a minha mão, onde ela repousa sobre a cama. Ele enfia os dedos nos meus, circulando, lentamente. Então ele toca a aliança de noivado e sua respiração para. Ele puxa o braço para longe, desliza silenciosamente para fora da cama e caminha na direção da saída atrás de mim. Estico meu pescoço e o vejo sair com as mãos entrelaçadas no cabelo e a tensão apertando seus ombros. Algo aconteceu, e tem tudo a ver com o anel no meu dedo. Na minha mão direita! Eu rolo de costas e olho para as vigas expostas no teto arqueado. Se eu for atrás dele e pressioná-lo a falar, ele vai recuar com uma tagarelice odiosa e batendo no peito. Ou ele se transformará em uma estátua e me dará respostas inúteis de uma só palavra — o que é pior. Envolvendo os cobertores em volta de mim, tento afundar no sono, mas meu cérebro não desliga. Por que ele se preocupa com uma peça de joalheria na minha mão direita? Porque esse anel simboliza tudo. A vida que amei. O homem que perdi. A felicidade que nunca vou ter.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Se meu noivado com Cole é um ponto de discussão para Trace, por que ele não pergunta sobre isso? Por que ele não pergunta como Cole morreu ou porque eu ainda uso o anel? As respostas que faltam me deixam bem acordada. Confusa. Debatendo e agitada. Ansiosa. Bufando e praguejando. Que se dane. Eu tiro as cobertas e encontro Trace na sala de estar. Empoleirado em uma extremidade do sofá, ele está inclinado para a frente com os cotovelos apoiados sobre os joelhos, bebendo uma bebida âmbar em um copo de cristal. Uma garrafa está na mesa à sua frente. Uísque. Eu paro na distância de um braço e coloco minhas mãos nos meus quadris. Então eu as abaixo, porque é um confronto. Com a cabeça inclinada para baixo, ele só levanta os olhos e me encara, com toda a força de seu olhar. Ele não diz nada. Não digo nada. Estamos nos comunicando. Eu solto um suspiro e abaixo para sentar na mesa, de frente para ele. “O que passa pela sua cabeça quando você vê isso?” Estendo minha mão direita e a aliança prateada reluz na luz da lâmpada. Ele toma um gole do uísque. “Seu noivo poderia ter se empenhado um pouco e pelo menos comprado um diamante para você.” Minhas bochechas inflamam, e o rápido aumento da raiva arde meus olhos. “Diamantes são sinônimos de ganância, escravidão e assassinato. Ninguém teve que morrer pelo meu anel.” Dou uma respiração aguda. “Cole me deu exatamente o que eu queria.” “Exceto um casamento.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu recuo e meus dedos se fecham em punhos. “Por que você diria algo tão frio e cruel?” “É a verdade.” “Uma verdade que eu vivo a cada segundo de cada dia” sussurro, à beira das lágrimas. “O lembrete é impiedoso e desnecessário.” Eu não preciso disso. Quanto mais tempo passo com ele, mais me sinto como um tapete que ele usa para tirar a merda dos sapatos. Eu me levanto com as pernas bambas e passo em direção ao corredor para trocar de roupa. Esta sou eu, sendo forte e poderosa. Resmungo. Até a voz dele vagar pela sala. “Você é o tipo de mulher que um homem se casa.” Meus pés grudam no chão, meu coração trovejando por mais. Mais dessa declaração. Parece um elogio, mas vindo dele, pode ser qualquer coisa. Eu preciso deixá-lo, trocar de roupa e dar o fora. Mas sei o que vai acontecer. Irei divagar com sua declaração, perguntando se ele quis dizer isto ou aquilo ou... foda-se! Eu quero respostas. Ele não se move, o peito ainda curvado sobre os joelhos, a mão enrolada em torno do seu uísque. “Explique o que você quis dizer.” Eu refaço meus passos, parando a poucos metros do homem responsável pelo meu estado de espírito volúvel. “Por que sou o tipo de mulher que um homem se casa?” “Você é compreensiva.” Ele encontra meus olhos. “A doação no abrigo. A prescrição de artrite sabe-se lá para quem? Sua aversão à indústria de diamantes. A maioria das mulheres nem sequer pensa no sangue derramado pelos diamantes. Elas só querem o anel — aquele com o maior preço.” Ele engole o último

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

gole de uísque e olha para o copo vazio. “Esse tipo de empatia traduz-se em compaixão, apoio e encorajamento para com o seu parceiro.” Meu coração bate e meu cérebro está em curto-circuito. Eu não sou uma pessoa religiosa, mas sinto a forte necessidade de orar sobre isso para quem estiver ouvindo. “Você é intelectualmente desafiadora” ele diz. “Direta, honesta e genuína — tudo isso supera a beleza superficial. Um relacionamento físico é... legal.” Seus lábios formam um sorriso pecaminoso e voltam a franzir o cenho. “Mas quando um homem encontra uma mulher com quem ele pode ter uma conversa significativa, ele não se cansa dela. Nunca.” Minha boca está aberta e eu a fecho. Como faço para processar isso? O que diabos eu digo? Obrigada? Foda-se? Meu Deus, eu nunca conheci um homem mais complicado e confuso. “Para completar, você é... esteticamente agradável.” Seus olhos vagam por mim, fazendo-me tremer. Então ele pega a garrafa de uísque e enche seu copo. “Você cuida do seu corpo, o que significa que você vai cuidar dele.” Dele. Algum homem sem nome que não é Trace. “Eu apostaria meu cassino” ele diz, “não há uma mulher no mundo mais bonita que você. Eu deveria saber. Estive cercado por mulheres bonitas a maior parte da minha vida.” “É o bastante.” Eu cruzo meus braços sobre o peito, tremendo com a necessidade de chorar ou rir ou perder a porra da minha mente. “Por que você está me contando isso?” “Um homem não te fode sem querer mais. Sem querer a longo prazo. Mas eu não estou procurando o para sempre. Eu não vou namorar com você ou te foder ou casar com você.” Ele bebe do copo, engolindo o uísque em sua boca. “Não estou destinado a você, querida.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Sua petulância é como agulhas se arrastando debaixo da minha pele. “Eu não entendo” digo. “Você está apaixonada por outro homem.” E aí está. Endireito minha espinha, uma tentativa de desmentir o tremor no meu queixo. “Ele se foi. Ele não vai voltar.” “Diga isso ao seu coração. Ele perdeu o memorando.” Isso é verdade? Eu cheguei tão longe nos últimos dois anos. Eu posso passar dias, às vezes semana, sem quebrar. E posso falar sobre ele agora. Sobre a sua vida. Sua morte. Mas não posso remover o anel dele. Meus dedos apertam em torno dele e Trace encara seu reflexo. Eu tento me colocar no lugar dele. Se ele estivesse preso a outra mulher, uma mulher que perdeu anos atrás, isso levantaria minhas suspeitas. Talvez eu fosse admirar a beleza dele de longe, mas eu não iria o perseguir. Não ficaria presa. “Então é isso.” O peso da rejeição empurra meus ombros. Ele me quer aqui porque gosta de olhar para mim. E escovar meu cabelo. E ele acha que é interessante conversar comigo. Eu também gosto de olhar para ele, e felizmente escovaria o cabelo dele. Mas falar com ele é como caminhar ao longo da borda de um vulcão. Às vezes ele é quieto e tolerável. Às vezes ele vomita crueldade e maldade. Meu olhar se dirige para o elevador. Eu não me importo se são três da manhã com chuva. “Eu preciso...” “Você não vai sair” ele diz severamente. “É o meio da noite.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Tudo bem, porque se eu vou continuar a trabalhar aqui, precisamos ter outra conversa. Uma que aborda a maneira como ele fala comigo. Eu circulo a mesa e sento no sofá a alguns metros dele, enfiando as pernas debaixo de mim. “Para um executivo de primeira classe, suas maneiras deixam muito a desejar.” Ele se reclina de novo, equilibrando o copo em sua coxa, o peito nu e os olhos focados em mim. “O tamanho da sua conta bancária não faz você elegante” digo. “É a dignidade com que você se comporta e o respeito que demonstra aos outros. Se você tem uma atitude feia e menospreza as pessoas ao seu redor, não importa quem projeta seus ternos ou quão elegante é sua cobertura. Nada disso importa.” Endureço minha voz e dou a ele um contato visual firme. “Se quer que eu trabalhe com você e saia com você, me respeite. Respeite minha inteligência e, acima de tudo, respeite meus sentimentos.” Ele me observa por um momento, suas pupilas grandes e sem expressão. “Você coloca tanto esforço em tudo que faz?” “Nas coisas que são importantes, sim.” “Isso é notável. E raro.” A sinceridade arranha sua voz. Ele coloca o copo na mesa e torce a tampa para fechar na garrafa de uísque. Então ele coloca os dedos juntos entre os joelhos e olha para as mãos. “Você se esforça pela grandeza incalculável ou consciência de que está fazendo isso. Isso é fortalecedor. Isso me inspira a ser uma versão melhor de mim mesmo.” Seu elogio aperta meu peito e puxa minhas sobrancelhas juntas. Isso me deixa desconfortável, mas prefiro isso a qualquer dia do que seus comentários ofensivos. Ele levanta um braço ao longo das costas do sofá, chamando-me para deslizar por baixo dele. Eu não deveria ceder à minha necessidade desesperada de carinho, não com esse homem.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Mas uma voz no fundo da minha mente me incita a viver o momento. Enquanto corro através das almofadas e descanso minha bochecha em seu peito, outra voz interior sussurra, Como isso é diferente de namorar? “Você está cansada?” Ele pega o controle remoto e distraidamente passa os dedos pelo meu cabelo sem nós. “Totalmente acordada.” “Quer assistir Dirty Dancing?” Concordo com a cabeça e, dez minutos depois, caio no sono, fantasiando em dançar obscenamente com Trace Savoy.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Doze Dias Atuais

“Não me entenda mal. A cozinha é excelente.” Um homem distinto com cabelos grisalhos em um terno alinhado me para na parte de trás do restaurante de Trace. “Mas o peixe à Chermoula não é a única coisa que me interessa comer esta noite.” Entendo o seu convite perfeitamente. O homem é velho o suficiente para ser meu pai, e ele está olhando para a minha saia de dança do ventre chiffon como se quisesse rasgá-la. Com o pau dele. É hora de fechar e ninguém está por perto para testemunhar o confronto. Estou tentada a atropelar esse olhar pervertido e só voltar na próxima semana. Mas sou uma empregada aqui e levo meu trabalho a sério. “Obrigada” proprietário.”

digo.

“Vou

passar

seu

feedback

para

o

Falando no diabo. Lá vem ele, atravessando a sala de jantar com toda sua glória carrancuda. Já passa da meia-noite e Trace parece como um milhão de dólares, recém engomado e com a energia vibrante em seu terno escuro. Acabei de dançar por oito horas seguidas e sinto como se estivesse morta e coberta de glitter.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Já faz três meses desde que passei a noite na cobertura de Trace e não voltei lá desde então. Não porque ele não tenha me convidado. É tudo confuso. A tensão sexual que inflama o ar sempre que estamos juntos não é unilateral. Ela se estende e dispara entre nós sem alívio, sem resolução, sem fim. Eu disse que não o perseguiria e tive muitas distrações para me impedir de aceitar os convites dele. Cinco semanas atrás, Nikolai e eu dançamos Samba em nossa apresentação na celebração de Quatro de Julho no Arch. Eu também tenho feito malabarismo com as aulas de dança em casa e o abrigo entre as noites que trabalho aqui. Essa rotina está me matando, e depois de muito debate interno, decidi transferir meus alunos de dança para Nikolai. Ele ensina em outra escola e precisa da renda mais do que eu. Eu sempre posso ter os alunos de volta, se e quando esse show do cassino não vingar. Enquanto Trace se aproxima das mesas vazias, dou a ele um olhar que o faz parar. Ele diminui o seu ritmo, pairando a uma distância atrás do cliente assustador no restaurante. “Você faz danças privadas?” A língua do homem desliza como uma lesma moribunda ao longo do lábio inferior. “Pagarei generosamente pela variedade de colo.” A bile sobe pela minha garganta. Eu pareço uma dançarina exótica? Minha mini saia vermelho-cereja envolve meus quadris e se prende a uma mini anágua dourada. Lantejoulas e missangas decoram o sutiã, uma faixa de cetim vermelho está em torno da cintura e outra faixa combinando de cetim está no braço. O traje de dança do ventre é feminino e artístico. Certamente não foi projetado para uma dança de colo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Levanto meu queixo e encontro seus olhos redondos. “Você sente falta do centro do quadril quente e úmido da sua mãe?” Lá se vai a minha tentativa de levar o meu trabalho a sério. “Minha mãe o que?” Seu rosto se enruga, aprofundando o franzido de rugas em sua testa. “Seus quadris. Você passou nove meses lá. Eu suponho que é por isso que você está olhando para o meu com um desejo patético.” Seus ombros se contraem e seu olhar se dirige para a saída. “Você não precisa ser desagradável.” “Sério? Você acabou de me pedir uma dança no colo.” “Desculpe-me” ele murmura, fugindo ao sair do restaurante. Garçons fluem ao redor das mesas, coletando pratos e tomando distância ao redor da montanha poderosa que está me encarando. “O que você está olhando?” Apoio minhas mãos nos quadris. Trace olha por cima do ombro, como se eu não pudesse estar me dirigindo a ele. “Estou falando com você” digo. “O homem com a eterna carranca.” Segurando as mãos dele atrás de si, vem em minha direção. “Tática interessante lá. Ele nunca mais vai olhar para a mãe da mesma maneira.” “Oh, por favor. Todos os monstros têm problemas com a mãe. Essa foi uma sessão de terapia gratuita. Talvez eu deva começar a cobrar.” “Fique comigo esta noite. Nós podemos assistir a um filme e...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não.” Deus querido, eu quero. Muito. Muito. Muito. Saio do restaurante antes de mudar de ideia. Mas ele está bem atrás de mim, nervoso e rosnando. “Por que não?” “Eu tenho planos.” Com uma garrafa de vinho e um vibrador chamado Dimples. É uma caminhada de cinco segundos até o meu camarim, onde entro e fecho a porta em sua carranca sexy. Exceto que seu sapato impede que a porta feche. Depois ele põe a mão dele. “Você está me evitando.” Ele invade. “Estou evitando abraços no seu sofá e escovadas longas em sua cama.” “Por quê?” Ele fecha a porta atrás dele e cruza os braços. Por quê, ele pergunta? Porque, oh por que? Porque estou com tesão e quando estou perto dele, quero tirar sua roupa, lambêlo e foder o lindo rosto dele. “Estou atraída por você.” Entro no banheiro luxuoso que ele projetou só para mim. “Essa atração me faz querer as coisas que você está muito claramente negando.” Enquanto ele me segue, tento tirar o fecho do sutiã frisado nas costas. O chuveiro com jatos embutido é o paraíso, então eu sempre tomo banho aqui antes de ir para casa. Além disso, tirar minhas roupas é uma maneira certa de fazê-lo desaparecer. Mas dessa vez ele não sai. Afastando meus dedos, ele rapidamente libera o fecho. Meu coração dispara e minha mão vai para o meu peito, segurando as taças do sutiã no lugar. “Trace.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Danni.” Ele se aproxima, mais perto, até que sua gravata roça minha espinha, suas palmas seguram meus ombros nus, e sua testa descansa contra a parte de trás da minha cabeça. “Suba comigo.” Isso soa como um convite para mais de um filme. Então, novamente, tenho uma imaginação hiperativa e isso sai direto da minha boca. “Estou com fome, Trace.” “Eu vou te alimentar.” “Você vai alimentar o que nós dois queremos?” Suas mãos apertam meus ombros e sua respiração se acelera. Ele está pensando, querendo, mesmo que não admita isso em voz alta. Em um momento de insanidade, solto meu aperto no sutiã e o deixo cair no chão. Meus mamilos endurecem contra o ar frio, e minhas respirações captam o ritmo da dele, ficando mais alta, mais curta, cheia de desejo. De pé atrás de mim, ele não pode ver meus seios, mas se ele abaixar as mãos apenas alguns centímetros, ele poderia segurálos, brincar com eles. Deus me ajude, faz tanto tempo desde que fui tocada lá. Tenho que morder minha língua para me impedir de implorar. “Eu não deveria estar aqui” ele sussurra. Se ele está tentando se convencer, não funciona porque suas mãos já estão se movendo sobre o meu corpo. Uma mão varre minha parte superior do peito e a outra acaricia um caminho ao redor do meu quadril para apertar meu abdômen. Meus seios estão pesados, formigando por atenção, mas ele os ignora. Com os braços cruzados ao meu redor, ele segura minhas costas em seu peito enquanto sua boca abaixa, acariciando

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

ao longo do meu pescoço, pressionando com mais força, ficando mais áspero, até que ele está beijando, chupando e mordendo avidamente minha pele. Cada lambida e mordida dispara uma corrente de prazer entre minhas pernas. Eu deixo minha cabeça cair para o lado, dando-lhe melhor acesso. A mão no meu abdômen se movimenta mais, mergulhando, afundando abaixo do cetim e lantejoulas para acariciar o pelo aparado da minha buceta. Ai Jesus. Por favor, não pare. Eu me derreto contra seu peito, minhas mãos caindo para os músculos duros de sua bunda e cavando o tecido de sua calça. Nós dois estamos ofegantes, tremendo, gemendo enquanto ele avança mais profundamente entre as minhas pernas, deslizando sobre a pele molhada de minhas dobras. Seu pau duro cutuca meu traseiro e meus joelhos enfraquecem. Estrelas aparecem na minha visão, e as batidas do meu coração ruge em meus ouvidos. Se seus longos e confiantes dedos mergulharem dentro de mim, eu estarei acabada. Vou gozar imediatamente e todo o cassino vai me ouvir. Mas não me importo. Preciso disso. Eu preciso dele. Ele pressiona seus quadris contra minha bunda agressivamente, freneticamente, simulando sexo. Eu me extasio na reivindicação, no calor de suas duras expirações no meu pescoço, os dedos traçando a minha buceta e o enorme corpo curvado ao redor do meu. Dentes mordem meu ombro e sua respiração se fortalece em um profundo gemido. Até que ele toca no piercing no meu grande lábio. Sua respiração é interrompida e todo o seu corpo fica imóvel. “O que há de errado?” Meu estômago vibra, sufocando as chamas da minha excitação.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Suas mãos deixam meu corpo e ele recua, tomando todo o ar com ele. A mesma reação que ele teve quando tocou a aliança no meu dedo há três meses. “É apenas um piercing.” Estou congelada com a expectativa. Espero que ele saia disso e termine o que começou. O silêncio opressivo empurra minhas costas. Eu cruzo o braço sobre o peito nu e luto para evitar que meus ombros se curvem. Então eu viro para encará-lo. Com uma mão na parede apoiando sua postura caída, ele segura a outra mão sob o nariz, como se estivesse me cheirando em seus dedos. “O que acabou de acontecer?” Minha voz é baixa, rouca. Seu olhar se ergue, encarando-me quando a mão dele fecha em um punho e cai ao seu lado. “Um lapso de julgamento. Perdoe-me.” Ele se endireita, ocultando sua expressão. “Eu cometi um erro.” Minhas vias respiratórias se contraem e arrepios passam por mim. Sinto-me ferida, insultada, mas a dor é minúscula. Eu aguentei pior. Sobrevivi por coisa pior. Nada se compara a enterrar meu coração em um túmulo de cinzas e meu corpo parece reconhecer isso. Meus membros ficam dormentes. Meu peito se ergue e a sensação de pressão dos meus olhos evapora. “Boa noite, Trace” digo baixinho e giro em direção ao chuveiro para ajustar a torneira. A porta se fecha atrás de mim, mergulhando-me na fria familiaridade da solidão. Eu não saio até lavar o suor, a maquiagem, o brilho... e o ressentimento.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Talvez eu seja muito indulgente, mas em minha mente, não há nada para absolver. Para um homem reservado, ele foi direto comigo. Ele é atraído pelo meu corpo, mas ele não quer o relacionamento confuso. Sim, ele teve um momento de fraqueza. Eu também. E ele se afastou antes de ir longe demais. Antes que me machucasse. No fundo, admiro sua contenção. Adicionando à minha indulgencia, lembro da minha conversa com o padre Rick no abrigo de sem-teto no início desta semana. Eu doei a maior parte da minha renda e enquanto deixava um cheque, Rick mencionou que o Regal Arch Cassino combinou meus presentes com uma proporção de 3 por 1. Para cada dólar que eu doar, Trace tem dado três dólares às escondidas. Talvez ele tenha visto a oportunidade de uma redução de impostos. Mas depois de toda a sua reclamação sobre o meu dinheiro, ele entra de cabeça? O que está tramando? Quando saio do banheiro, o provador está vazio e silencioso. Mas ele deixou algo para trás. Um envelope, apoiado contra uma lata de spray de cabelo na penteadeira. Pego um vestido casual sem alças, deslizo em alguns chinelos e abro o envelope. Dentro está uma passagem para um concerto e, enquanto leio a impressão, meu coração bate contra as minhas costelas. Apresentando Beyonce no Américas Center & The Dome É um bilhete único para amanhã à noite em um camarote de luxo. Eu vi a minha artista favorita ao vivo uma vez, e foi de uma seção muito longe. Mas para assisti-la de um camarote privilegiado? Em uma suíte privada? Puta merda, eu vou explodir. Saio do vestiário em um frenesi de excitação, percorrendo o longo caminho pela área de jogos para procurar por Trace. Ele pode ter me deixado insegura e frustrada, mas não ofusca o quanto sou grata pela passagem. A necessidade de agradecer pessoalmente me

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

faz escanear todos os seus pontos habituais — o restaurante, as mesas de jogo, dois dos três bares, o saguão. Então eu o vejo a seis metros de distância, escondido no canto do terceiro bar com uma linda morena no colo dele. Ele está olhando diretamente para mim. Meus passos se detêm e o ingresso do concerto se amassa na minha mão. Eu gostaria de ser uma daquelas pessoas que podem esconder suas emoções. Eu quero dar a ele um sorriso, talvez até mesmo um pequeno aceno, e continuar como se não houvesse um aperto invisível ao redor das minhas costelas, esmagando meu peito. Seja legal, Danni. Não exagere. Os músculos do meu rosto ignoram minhas exigências. Eles se contorcem, se unem e ficam frios, expressando tudo que eu não quero que ele veja. Humilhação. Dor. Arrependimento. Se eu tivesse aceitado o convite dele naquela noite, aquela mulher não estaria passando as mãos pelo cabelo dele, esfregando as tetas grandes com G maiúsculo contra ele, ou sussurrando em seu ouvido. Ele não estaria do outro lado da sala, olhando para mim com frieza amortecendo seus olhos. Rejeitar sua oferta para subir significava que eu estaria sozinha esta noite. Mas não vale o mesmo para ele. E esse é o golpe que borra minha visão e vira meus pés em direção ao elevador. É uma longa caminhada através de uma curta distância enquanto luto com as lágrimas condenáveis em meus olhos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Segurando meu queixo para cima e mantendo o andar casual, sinto que todo mundo está olhando. Mas eles não estão. Ninguém olha para longe das máquinas de caça-níqueis que piscam. Ninguém se importa. Isso é bom. Sou apenas a dançarina temporária, cansada e ansiosa para chegar em casa depois de uma longa noite de entretenimento. Se eu for sincera, minha reação não é racional. Nos últimos três meses, observei mulheres penduradas em Trace. Assisti sua mão descansar em suas costas. Assisti seus olhos brilharem quando ele fala com elas, bebe com elas no bar. Ele é um jogador. Nós não estamos juntos, não somos exclusivos, nem nada. Mesmo que parecesse algo há quinze minutos atrás. Minha imaginação escava. Senti todo o peso de sua excitação no banheiro, sei que ele saiu agitado e totalmente excitado, e vai aproveitar isso com a mulher que irá desfrutar da liberação de sua tensão sexual. A mulher que ele vai levar para a cama hoje à noite. Em vez de mim. Por um momento, considero parar em um bar a caminho de casa e escolher um homem para passar a noite. Seria tão fácil. Eu fiz isso muitas vezes antes de conhecer o Cole. Exceto que encontros de uma noite perdeu o valor depois que descobri o que é ser adorada e amada por um homem que segura meu coração. Eu nunca mais vou voltar a sair com um homem passivo. Talvez seja mentira. Talvez seja exatamente o que o meu futuro reserva. Mas não esta noite. Não estou a esse nível de desespero.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Quando chego ao meu carro, meus olhos estão secos e minhas mãos não estão mais tremendo. Olho para o ingresso de concerto amassado, indecisa entre rasgá-lo e endireitar os vincos do amassado. Meu entusiasmo em ir foi esmagado, mas eu realmente quero agir como criança sobre isso? Ele me deu um presente, não uma promessa de ser meu namorado. Antes que eu perca a coragem, digito um texto rápido. Eu: Obrigada pelo ingresso do show. Segundos depois, um texto vibra no meu celular. Trace: Vou buscá-la às 7 da noite. Ele vai comigo? Eu deveria ter adivinhado isso. Talvez ele traga a morena que está no colo dele. Faça um trio. Um gemido escapa da minha garganta e jogo minha testa contra o volante. Por que no inferno eu me importo? Porque eu sou estúpida. E solitária. E posso estar me apaixonando por ele. Surpreendida pela direção dos meus pensamentos, levanto a cabeça e pressiono a mão contra o meu coração acelerado, enquanto uma violenta mistura de emoções passa pelas minhas entranhas. Estou me apaixonando por Trace.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Treze Três Anos Atrás

O tempo acabou, e é um sentimento incendiário, tirando a resistência do meu corpo e queimando o ar em meus pulmões. Um táxi está parado na calçada, brilhando com a luz do amanhecer, esperando para levar Cole para longe de mim. Por um ano inteiro. Antes do sol nascer, nas primeiras horas entre os sonhos e a realidade, eu acordei com ele se movendo dentro de mim, com uma promessa em sua respiração. Através de cada longa estocada de seu pau, ele olhou nos meus olhos e prometeu que voltaria. Que ele vai se casar comigo. Que ele sempre me amará. Sua promessa do para sempre. Foi um adeus no sentido mais brutal, mais agradável e angustiante da palavra. Agora estamos na varanda da frente, firmemente envolvidos um no outro — nossos braços, nossos pensamentos, nossos corações se recusando a deixar ir. Cada parte de nós, separadas e unidas. Uma alma. Um futuro. Uma distância a ser amaldiçoada.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele cobre meu rosto e me beija, sua língua esfregando contra a minha, nossas respirações se fundindo terna e apaixonadamente. Mas a mágoa é avassaladora, golpeando meu peito e causando dor nos recessos mais profundos do meu ser. Olhando em seus olhos, eu procuro e me conecto com ele em um nível cheio de alma. Como se fosse a primeira vez que eu o visse. Ou a última. Sinto que estou o perdendo. Nós só nos conhecemos há dez meses e ele vai se ausentar por um ano. Nosso amor recém-nascido suportará essa separação? E se ele encontrar outra pessoa? Uma beleza exótica para passar suas noites solitárias? “Deixe-me transferir minha renda para sua conta” ele diz ao meu ouvido. “Não.” Nós já passamos por isso. Ele quer pagar minhas despesas e cobrir os depósitos do casamento enquanto ele estiver fora. Quero juntar todo o nosso dinheiro quando ele voltar. Quando nos casarmos. Minha ideia faz mais sentido. “Tão teimosa.” Ele me beija ternamente. “Eu não sei como vou sobreviver um ano sem você.” Seus lábios sussurram contra os meus. “Eu não farei isso de novo.” “De novo?” Meu pulso dispara. Eu tenho estado tão focada em passar o ano que vem, que eu não tinha considerado que haveria mais viagens depois dessa. “Não.” Suas mãos se flexionam contra o meu queixo. “Este é meu último trabalho. Estarei saindo quando voltar.” “Sai agora.” Esperança corre através de mim. “Não vá. Você pode encontrar um novo emprego e...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Shh, baby.” Ele descansa seus lábios contra o meu cabelo, segurando minha bochecha contra seu peito. “Estou sob contrato pelo resto do ano. Mas quando eu voltar, não vou renovar.” Meus ombros afundam e o taxista buzina. Nós dois estamos tensos. Eu o abraço com mais força, meus olhos ardendo com o ataque de lágrimas. Mas me recuso a chorar. Ainda não. Isso é difícil o suficiente para ele. Não vou fazê-lo deixar uma mulher soluçando e triste. “Ligue para mim quando você chegar ao terminal de petróleo de al-Bashrah.” “Eu vou tentar, Danni, mas já discutimos isso.” Meus dedos afundam contra suas costas enquanto minha preocupação pela sua segurança emerge novamente. Os americanos vivem em contêineres de carga convertidos, em uma das extremidades da plataforma de petróleo. Suas refeições são entregues no navio principal. O acesso a um telefone via satélite é limitado e a Internet é irregular. Pode levar meses para eu falar com ele. Pelo menos não tenho que dividir o seu tempo com a família dele. Sua mãe foi embora quando ele era criança, e ele não fala com o pai bêbado há anos. Eu sou seu único telefonema, assim como seu contato em caso de emergência. O taxista buzina de novo, batendo a corneta em rápida sucessão. “Pela graça de Deus, dê-lhes um minuto” Virginia grita de sua janela aberta ao lado. Cole sorri para mim, estalando as covinhas, e eu me comprometo a guardar cada detalhe dele na memória. A pele macia da mandíbula, o profundo chocolate dos olhos, a tatuagem de

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

cobra enrolada em volta do pescoço forte e a postura orgulhosa em couro preto e jeans. “Diga isso de novo.” Eu beijo seus lábios carnudos. “Eu prometo voltar para você.” “Em um ano, Cole.” Envolvo meus braços ao redor de seus ombros, piscando e afastando a dor ardente em meus olhos. “Eu estarei esperando no altar.” “Minha linda noiva. Minha Sra. Hartman. É tudo em que vou pensar.” Ele sai do meu abraço e recua. “Mantenha as portas trancadas.” “Sim.” Olho de volta para o ferrolho que ele instalou. “Ok.” “Eu te amo” ele sussurra suavemente, dolorosamente. “Eu te amo.” Eu desvaneço em seu olhar de adoração, mal me segurando. No momento em que ele se afasta, as lágrimas desabam. Eu as limpo, mas há muitas vindo rápido demais. No momento em que ele está no táxi, meu rosto está encharcado e minha visão borrada. Quando o carro se vai e desaparece a distância, eu me forço a ficar firme, mais forte. Ele estará em casa daqui a um ano. Tenho um ano para planejar um casamento. A maioria das meninas sonha com o bolo, as flores, o vestido. Esta menina sonha em coreografar a primeira dança e vai ser a maior produção na história das danças de casamento. Meu coração parece uma pilha de merda pisoteada aos meus pés, mas tenho um jeito seguro de canalizar a dor. Nos próximos doze meses, Beyonce me ajudará a passar por isso.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

As letras de XO passam pela minha cabeça e vejo um salão lotado de convidados com Cole e eu no centro. Ele, me segurando em seus braços, balançando sua bunda sexy no ritmo. Eu, deslizando pelos degraus de Lambada Zouk com ondas fluidas, movimentos de cabelo e passos sensuais. Juntos, sorrindo, girando, perdidos na intimidade do nosso contato visual. Ninguém vai sair sem dançar no nosso casamento.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Quatorze Dias Atuais

O estrondo de milhares de espectadores ecoa através do camarote. As luzes, a música, a energia dos dançarinos de Beyonce me puxa para o momento, agarrando meus quadris como as mãos de um amante e me levando através do ritmo. Eu tinha dúvidas durante o meu caminho até aqui, sentada ao lado de Trace na parte de trás do seu sedã extravagante e me contorcendo no silêncio desconfortável. Passar tempo com ele, ser casual, fingir que ele não passou a noite anterior com outra mulher — tudo isso me torce e me vira de dentro para fora. Mas agora que estou aqui, pretendo aproveitar a experiência ao máximo. Nós temos um camarote só para nós e Trace mantém distância. Recostado na fileira de trás dos assentos do camarote, ele descansa um tornozelo em um joelho, uma mão contra sua mandíbula e me observa. Intensamente. Enervantemente. Compulsivamente. Eu não perguntei sobre a morena e ele não fez nenhuma tentativa de explicar suas ações. Por que ele iria? Nós não somos um casal. Somos realmente amigos?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

De pé na primeira fila do camarote mais próximo do palco, seguro o corrimão e agito minha bunda para as batidas fortes. Ao longo dos anos, eu criei coreografias para todas as canções de Beyonce, e embora eu não tenha muito espaço para dançar, faço uso de cada centímetro quadrado. Mas toda vez que olho de volta para a minha plateia, demora alguns instantes para recuperar o fôlego. Esse não é o olhar que um homem dá a uma mulher que ele não quer. Seu olhar percorre sobre mim como um fogo que derrete na minha pele e chia no meu sangue. É o tipo de olhar que junta dois corpos em uma união completa, uma fusão selvagem e incontrolável de beijar, lamber e foder. Se ele ficasse atrás de mim e levantasse meu vestido, eu tentaria escapar? Eu lutaria com ele? Pararia meu desejo? Ou deixaria que ele me usasse até que estivéssemos exaustos, moles e saciados? Então eu poderia deixá-lo ir, para voltar para suas mulheres e estilo de vida confuso? Eu devo estar me apaixonando por ele, porque eu não poderia viver sendo uma das suas conquistas rotativas de parceiras de cama. Enquanto o show continua, eu bloqueio o calor do seu olhar e danço para mim, possuída pelos vocais, controlada pelo ritmo, completamente imersa no ambiente. Até que a única música que eu esperava que Beyonce não cantasse ecoa através da cúpula. A música que meticulosamente por um ano.

coreografei

apaixonadamente,

Para uma primeira dança que nunca aconteceu. Sua linda voz canta as letras, tirando o ar dos meus pulmões. Eu balanço os calcanhares e me recupero rapidamente, estabilizando meus joelhos, concentro-me no aqui e agora.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Não posso dançar isso. Eu nem quero ouvir isso. Mas não vou quebrar. Atrás de mim, o camarote é abastecido com comida e bebidas suficientes para entreter vinte pessoas. Subo as escadas, passando a mão casualmente sobre o ombro largo de Trace quando passo. “Quer uma bebida?” Meu sorriso é tenso, forçado. Talvez ele não perceba. Ele balança a cabeça, olhando para mim. Continuo me movendo, focada na caixa de gelo cheia de cerveja. Vasculhando as garrafas, encontro uma Bud Light e tiro a tampa. Dedos quentes tocam minhas costas, que estão à mostra pelo decote do meu vestido. “Você não gosta dessa música?” Odeio. Amo. Eu aceno com a cabeça e tomo a cerveja. Ele tira a garrafa da minha mão e a coloca de lado. “O que há de errado?” Faço um ruído conflitante e olho a cerveja. “Nós podemos ir agora. Ou ficar. O que você quiser.” “Eu lhe fiz uma pergunta.” Ele agarra meu queixo, forçando meus olhos aos dele. “É complicado.” A bainha em camadas do meu vestido curto marfim treme violentamente, transmitindo meu desconforto. “Se eu não quisesse saber, não teria perguntado.” Eu alivio meu queixo de seu aperto e cruzo meus braços. É uma postura defensiva, mas não me sinto segura com ele. Não com esses meus sentimentos. Ele está uns trinta centímetros mais alto que eu, mãos ao lado do corpo, ombros para trás e uma carranca firmemente

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

instaurada. Tão confiante, intimidante e mais sexy do que ele tem o direito de ser. Ele é uma maldição, uma bênção e uma segunda chance, como se as paredes negras da solidão desmoronassem para revelar um vislumbre de luz. Estar perto dele me abala até as raízes da minha alma. Ele está vestindo outro terno escuro, sem a gravata. Alguns botões abertos no pescoço. Se eu não tivesse visto o pijama dele com os meus próprios olhos, eu teria imaginado que ele dormia em um terno. “Você possui um jeans?” Eu pergunto. Sua carranca se aprofunda. “Responda a minha pergunta e eu responderei a sua.” “Tudo bem.” Eu chego perto dele, pego a cerveja e dou um gole generoso para tirar o nó da garganta. “Cole esteve no exterior por um ano, e passei esse tempo planejando nosso casamento, especificamente nossa primeira dança.” “Para essa música.” “Sim.” Eu levanto a cerveja para terminar. Ele intercepta e bebe o resto. Então seu braço vem ao meu redor, puxando meu peito contra o dele. “Eu tenho quatro jeans.” Sua boca se move contra o topo da minha cabeça, sua respiração soprando meu cabelo. “Ouça.” Uma pausa de silêncio. “A música acabou.” “Sim.” Eu olho em seus suaves olhos azuis, minhas mãos caindo no bolso de sua camisa branca. “Há outras músicas que você não quer ouvir?” Ele murmura. Eu nego com a minha cabeça.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Então vamos ficar até o fim.” Ele me leva de volta para a sacada do camarote, para a fila da frente e fica atrás de mim no corrimão. Suas mãos descansam nos meus quadris e sua testa se abaixa na parte de trás da minha cabeça. Talvez ele queira olhar o comprimento das minhas costas nuas para ver minha bunda se mexer. Talvez ele simplesmente queira me manter por perto. De qualquer maneira, é preciso várias músicas antes de eu me soltar o suficiente para dançar novamente e quando o faço, limito meus movimentos a um balanço suave, permanecendo exatamente onde estou. Porque eu amo a sensação de suas mãos em mim. Porque a respiração dele na minha nuca me dá conforto. Porque o calor do corpo dele me lembra como é ser íntima de um homem. Pensei ter perdido minha única chance de experimentar isso — a ilusão de que tudo consome e que só pode ser encontrada em uma conexão romântica. Talvez eu só precisasse de tempo. Ou a pessoa certa. Quando ele me leva até a porta da frente, já passa de uma da manhã. A umidade de agosto permanece no ar e um manto de silêncio se estende na rua encharcada pela lua. Ele pega minha mão, segurando-a entre nós. “Eu tive uma boa noite.” “Igualmente. Obrigada por me levar.” Quando me afasto, percebo que ele não está segurando minha mão. Ele está segurando o anel no meu dedo, apertando-o como se ele quisesse arrancá-lo. Meu peito aperta e minhas sobrancelhas se juntam.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Se você nunca tirá-lo novamente, eu serei o homem mais feliz do planeta. Cole quebrou sua promessa para mim. Ele se foi. Não estou em dívida com a promessa que fiz a ele. Endireito meus dedos e lentamente inclino minha mão para trás, longe do anel. Mas quando a aliança desliza pelo primeiro nó do dedo, Trace solta. Meu olhar fixa no dele, mas ele já está virando, voltando para o carro onde seu motorista espera. Provocando e esquivando. Conectando e afastando. Eu balanço para a direita e ele para a esquerda. Eu estou na balada do Trace Savoy. “Ei, Trace?” Ele faz uma pausa, olhando por cima do ombro. “Eu só queria avisá-lo.” Levanto o quadril. “Sim?” Ele se vira para me encarar completamente, as mãos cruzadas atrás das costas. “Eu encomendei online uma coisa chamada O Decifrador Supremo e estará aqui amanhã.” “Tudo bem” ele diz lentamente. “É garantido decifrar homens confusos e enigmáticos. Centenas de avaliações de cinco estrelas na Amazon apoiam essa alegação.” Eu cruzo meus braços no peito. “Suas manobras evasivas estão prestes a serem expostas. Últimas palavras?” As sombras da noite devem estar brincando comigo, mas eu juro que há um sorriso no rosto dele.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele abaixa a cabeça, sacode levemente, depois se vira com um sorriso inconfundível em sua voz. “Vejo você amanhã à noite, minha pequena dançarina.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Quinze Dias Atuais

Na manhã seguinte, minha irmã maligna me acorda as nove horas, com minha sobrinha e seu marido, David, a tira colo. Eu mencionei no dia anterior que os freios no Midget estão gritando, e agora ela está aqui para se intrometer... quero dizer, consertar. Ou melhor, fazer o David consertar. Com o carro ligado na calçada, ele se estica de costas, grunhindo e tilintando nas ferramentas. Angel se agacha no canteiro de flores, apunhalando insetos com uma vara, enquanto Bree e eu tomamos café no banco embaixo do velho carvalho. Bree conhece todos os detalhes brutais do meu tempo gasto com o Trace Savoy. Depois de contar a ela sobre o show, estou ansiosa para ouvir seus pensamentos. Mas o abate acontecendo atrás de mim faz minha pele arrepiar. “Diga a ela para parar de fazer isso” digo para Bree. “Angel, deixe os insetos em paz.” A bainha do lindo vestido de verão de minha sobrinha se arrasta no chão enquanto ela empurra o graveto repetidamente, cantando “Morrer. Morrer. Morrer.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eles são apenas insetos.” Bree inclina a cabeça, estudando a filha. “Isso é um comportamento normal, certo?” Uma professora da primeira série está perguntando a mim — alguém que nunca está perto de crianças — o que eu considero normal? Quando Angel nasceu, achei adorável que Bree a batizou com seu nome de família, Angelo. Mas se eu soubesse o que sei agora, teria dado a ela o Livro dos Nomes de Bebês: A Edição de Demonologia. “Sim, não há nada de assustador nela” digo secamente. Bree recua no banco. “Ok, então quando você chamou Trace ontem à noite de confuso e enigmático, o que ele fez?” “Ele balançou a cabeça e foi embora, sorrindo.” “O sorriso é novo. Soa como um progresso.” “Progresso? Eu pensei que você fosse contra eu me envolver com ele.” Eu levanto minha caneca de café e a encontro vazia. Droga. “Jesus, Danni. Você já passou da fase do envolver quando você ficou durante a noite na cobertura dele.” Abro minha boca para discutir, mas ela levanta um dedo no ar. “Segure esse pensamento. Precisamos de mais café.” Ela pega meu copo e entra na casa. Passos se aproximam atrás de mim e eu me viro, encarando os grandes olhos castanhos de um demônio. Angel penteia o cabelo rebelde na direção de suas tranças e dá um sorriso inocente. “Eu vou comer sua cabeça.” “Isso parece... complicado.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Vou colocar em uma vara, assar e comer com um garfo.” Ela balança o vestido em volta dos joelhos. “Se você comer minha cabeça, não poderemos ter essas conversas arrepiantes.” Eu estremeço. Ela levanta um ombro. “Eu vou encontrar outras cabeças para conversar.” De onde ela tira essa merda? Levanto minha voz em direção ao carro. “Você está ouvindo isso, David?” “Um pouco ocupado” ele grita de volta. Sim, mas sei que ele está ouvindo e isso é o que eu chamo de negação. Angel vai embora, cantarolando a versão infernal de A-Tisket, A-Tasket. Eu amo aquela criança, mas querido senhor, tem misericórdia, ela me assusta. “O que ela vai procurar?” Bree sai da casa e me entrega uma caneca quente. “Eu mudei de ideia. Há algo realmente perturbador na sua filha.” Ela assopra o café. “Ela está apenas passando por uma fase.” Possessão demoníaca é uma fase? “Então.” Bree fala como se estivesse dando uma bronca. “Você não acha que está envolvida com esse homem?” “Eu não diria isso. Simplesmente não vou seguir um relacionamento com ele. “Por que não?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Ele não quer um, com ninguém. Muito menos comigo.” Meu estômago revira. “Ele dorme por aí...” “Você não sabe disso.” “Eu o vejo com mulheres, Bree. E ele disse que nunca passa uma noite sozinho.” “Ele lhe disse isso... há três meses atrás.” Ela apoia um cotovelo na parte de trás do sofá, seus olhos cinzentos afiados, olhando diretamente nos meus. “Eu acho que ele está esperando por você.” “Isso é ridículo. Esperando pelo quê?” Seu olhar cai para o meu anel de noivado e sua voz suaviza. “Esperando você superar o Cole.” Minha garganta fica seca e torço a aliança no meu dedo. “Está no meu dedo desde que conheci Trace.” “Tudo bem. Mas você pode tirar?” Ela me dá um pequeno sorriso encorajador. “Pelo que você disse, parece incomodá-lo.” Sem me deixar pensar nisso, eu tiro o anel do meu dedo e o coloco no bolso do meu jeans. “Aí está a sua resposta.” Meu coração treme dolorosamente, mas depois de algumas respirações, tudo fica calmo. “Como estamos nos saindo?” Ela descansa a mão no meu antebraço. Fico chateada com a preocupação em seus olhos. Isso me lembra de uma parte terrível da minha vida, os meses que se seguiram ao funeral de Cole, quando ela repetidamente me salvou do abismo induzido pelo álcool em que me entorpeci. É por isso que também sou tão grata a ela. Todo santo dia. “Eu estou bem, Bree. Mas acho que você está enganada sobre o Trace. Ele não está esperando por nada. Quero dizer, não

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

é como se ele estivesse competindo pela minha atenção. Cole está morto e estou aqui solteira e disponível.” “Você está solteira. Mas não está disponível.” “Isso não faz sentido.” Ela olha a caneca de café na minha mão. “Estenda sua xícara.” “Por quê?” “Apenas faça.” Ela guia meus dedos para o cabo e ajusta a posição da caneca sobre um pedaço de grama. “Imagine que a caneca é você e o café é todo seu amor por Cole.” A caneca está cheia, derramando sobre os lados enquanto eu a seguro no lugar. “Isso é estúpido.” “Cale a boca e preste atenção.” Ela está em cima de mim e levanta a caneca, que está igualmente cheia. “Minha caneca representa Trace e todo o amor que ele quer dar a você.” Eu bufo. “Até parece.” Ela me ignora e continua a derramar seu café no meu. Como ela flui pelos lados e na grama, ela continua derramando, com sua expressão tensa de concentração. “Você acabou de desperdiçar todo aquele café” digo. “Talvez você devesse continuar ensinando os alunos da primeira série.” “Eu juro, Danielle” Ela bate as mãos nos quadris, com a caneca vazia pendurada em seus dedos. “Às vezes você é mais difícil que uma aluna da primeira série.” “Eu não sou difícil, Gabrielle. Entendi. Meu cálice transborda porque está meio cheio de merda.” Eu sorrio, sabendo muito bem que não é o que ela está insinuando. “Eu preciso de uma caneca maior.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Errado.” Ela senta ao meu lado. “Eu estava tentando demonstrar um velho ditado chinês. Você não pode encaixar o amor de Trace no amor que você já possui. Você deve perguntar a si mesma...” Ela encontra meus olhos. “Você tem a caneca certa cheia?” “Aparentemente, eu não tenho.” Com um suspiro, olho para a caneca. “Então eu esvazio minha caneca.” “Esvazie a caneca” ela ecoa. “Mas também está cheia do meu amor por você e o demônio...” “Não chame ela assim.” “O anjo, a mãe e o pai.” “Não. Essa é uma caneca diferente. É a caneca de homem.” Pelo amor de Deus. Minha cabeça dói. “E se eu estiver em um relacionamento poli amoroso?” “Você quer isso?” “Bem, não.” Eu não posso nem segurar um homem. “Mas...” “Esvazie a maldita caneca.” Eu faço isso para fazê-la feliz, despejando um delicioso café por toda a grama. Esvaziar a caneca metafórica, no entanto, é muito mais difícil do que sacudir meu pulso. “Vou buscar mais café para nós.” Eu paro, precisando de um momento para me recompor. “Danni” David chama de baixo do carro. “Venha aqui.” “Eu pego o café.” Bree pega minha caneca.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Qual é o veredicto?” Eu passo ao lado de sua posição elevada do chão. Vestindo roupas esportivas, ele adquiriu recentemente um corpo de pai, com um extra no meio. Mas ele ainda é um cara bonito, especialmente para um professor de matemática do ensino médio e treinador de futebol. Ele não move a cabeça debaixo da carroceria. “Quando foi a última vez que você teve seus freios substituídos?” “Umm...” Ele sai em uma espécie de scooter e olha para mim com óleo espalhado em sua testa. “Cole que substituiu?” Eu concordo. “Então, tem pelo menos três anos.” Ele senta e mancha uma toalha sobre o rosto moreno. “Por mais que você pise nos freios, não me surpreende que eles já estejam moendo metal com metal.” Merda. Eu solto um suspiro. “O que isso significa?” “Isso significa que seu carro não sai desta garagem até que eu tenha tempo de substituir os freios.” “Eu posso tê-lo rebocado...” “Vai demorar mais.” Ele recolhe suas ferramentas e se levanta. “Eu posso fazer isso amanhã à noite.” “Você tem certeza? Eu te pagarei.” Ele ri. “Sua irmã me castraria se eu aceitasse seu dinheiro.” Está claro quem usa as calças nessa família, mas quem sou eu para julgar? Eles estão apaixonados e estou com inveja e feliz por eles.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Depois que eles saem, visto uma mini saia de dança e top com alças. Então vou para o estúdio de dança e envio uma mensagem para Trace. Eu: Preciso de um favor. Meu telefone toca em segundos, exibindo o nome dele na tela. “Você sentiu falta da minha voz?” Eu o coloco em viva voz, no chão e me curvo, aquecendo para trabalhar em uma nova coreografia. “Está tudo bem?” Eu me derreto com a preocupação dele pelo telefone. “Os freios do meu carro estão fodidos. Posso pegar uma carona para o trabalho hoje à noite?” Sua exalação de alívio me faz sorrir. Estico meus braços sobre minha cabeça e contemplo minha forma no espelho. “Sim, claro. Vou mandar meu motorista.” Ele faz uma pausa, respirando suavemente através do silêncio. “Isso é tudo?” Nem mesmo perto. Eu quero falar com ele. Compartilhar meus sentimentos, meus pensamentos, meus desejos. Eu quero esvaziar minha caneca. Abaixo até o chão, arqueio em no alongamento para aquecer os músculos da barriga. “O que você está fazendo hoje?” “Administrando um império multimilionário.” “O que isso envolve? Estalar os dedos e contar os presidentes mortos?” “Presidentes mortos?” “Dinheiro.” Eu me viro em uma curva para trás em um alongamento de pescoço. “Você sabe, Jackson, Grant, Benjamin...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Benjamin Franklin não era um presidente.” “Então por que ele está na nota de cem dólares?” O telefone vibra com sua risada. “O que você está fazendo hoje?” “Estou praticando uma nova coreografia de dança do ventre. Quer ouvir a música?” “Eu adoraria.” Um sorriso curva meus lábios. “Espere.” Deixo o telefone no chão e ligo o sistema de som. Mantendo o volume baixo o suficiente para ouvi-lo, volto para o telefone. Um momento depois, Criminal de Britney Spears passa pelos altofalantes. “Fale-me através dos movimentos” ele diz. “Então eu posso visualizá-los.” Energia quente percorre minhas veias. “A dança começa apenas com meus quadris.” Eu os movo, observando meu reflexo no espelho. “Eu estou fazendo movimentos suaves em um oito.” Ele ouve sem interrupção enquanto falo através de cada movimento, arremesso de cabeça e impulso de quadril. Amo o interesse dele em minha dança. Ele pode ser malhumorado e dar somente sinais confusos, mas há algo por trás de tudo, algo por trás daquele terno impecável que me atrai, despertame e faz meu coração palpitar como um passarinho. A primeira e última vez que senti algo assim, foi instantâneo e explosivo, girando, colidindo e soldando Cole e eu juntos sob a força de nossa própria gravidade. Com o Trace é diferente. Parece como sementes. Duas sementes férteis que resistem à seca, à negligência e à tribulação, ao mesmo tempo em que brotam raízes — raízes que crescem uma

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

na direção da outra, construindo uma fundação, estendendo-se e desabrochando, não duas, mas uma única haste, atravessando as rachaduras numa paisagem hostil. Nós vamos crescer em algo bonito. Ou não. A música chega ao fim e sua voz ecoa atrás de mim, em som estéreo. “Toca novamente. Eu quero assistir desta vez.” Eu giro e o encontro encostado na porta, com seu telefone e um conjunto de chaves penduradas em sua mão. O terno de hoje é azul-marinho, com uma camisa azul clara e gravata preta. Sua calça ajustada se encaixa tão bem que meu olhar é atraído para ela, para a maneira como se encaixa e se molda à sua virilha. Ele é tão insanamente, incrivelmente sexy e masculino, é preciso muito esforço para desviar o olhar. Eu gostaria de ter usado algo mais agradável ou pelo menos escovado meu cabelo. Isso é o que ele faz comigo. Faz-me querer rasgar o meu armário, experimentar dez roupas, tomar um banho, maquiar, modelar o cabelo com um spray, provocá-lo e modelar o cabelo um pouco mais. Porque em algum momento nos últimos quatro meses, esse homem me ajudou a superar uma promessa quebrada e me deu uma razão para tentar novamente. Eu o sinto me observando e quando olho para cima, meu batimento cardíaco ricocheteia no meu peito. Com o queixo inclinado para baixo e as mãos descansando nos bolsos, seu olhar percorre minhas pernas nuas, traça meus quadris, faz uma pausa no meu peito. Meus mamilos endurecem, meus seios estão soltos embaixo do top. Eu acho que ele gosta do que estou usando, dada a maneira como os lábios dele se abrem para acomodar a respiração acelerada. Sua atenção cai para a minha mão — meu dedo nu — e sua mandíbula se flexiona. “Você tirou a aliança.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Sim.” Eu limpo minha garganta, sentindo-me estranha. “Você ultrapassou o limite de velocidade chegando aqui?” Ele continua a olhar para a minha mão, uma turbulência de emoções aparecendo em suas feições. Então ele pisca, suaviza sua expressão e levanta a cabeça. “Eu dirijo um carro veloz.” Não sei o que fazer com a reação dele a aliança, então passo em torno dele e saio, protegendo os olhos contra o sol poente. Estacionado atrás do Midget está um carro esportivo de luxo sexy com tinta metálica escura. Rodas altas dão uma postura ampla, a capota reclinável, o interior de couro preto e o aerofólio do para-choque traseiro são demais, tudo grita, Preste atenção em mim. Parece caro e aposto que o interior cheira como ele — rico, sombrio, viril. Eu posso totalmente vê-lo dirigindo... seja o que for. “O que é isso?” Eu pergunto. Ele faz um som de descrença. “Um Maserati GranTurismo.” “É como uma versão mais luxuosa de quarenta anos do meu carro. Olha, eles são da mesma altura.” “Exceto que o meu é muito mais novo. Mais poderoso.” Ele pontua cada palavra com um grunhido aquecido. “Ainda estamos falando de carros?” “Diz você.” Nossos olhos se encontram e se fixam por vários segundos antes de eu desviar o olhar. “Melhor verificar, Trace. Você está perigosamente perto de flertar.” “Eu vim cedo para ver você praticar.” Ele volta para dentro da casa, desaparecendo para dentro.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele disse que estava enviando seu motorista, mas isso não importa. Ele está quatro horas adiantado. Isso é muito tempo para passar com um homem que me amarra em nós. Mas eu quero que ele me amarre. E me beije e me ame e nunca mais me liberte. Respiro calmamente. Vou deixar isso acontecer naturalmente. Eu não vou lutar. Não vou negar isso. Não vou insistir. Mas posso provocá-lo um pouco. Se ele quer que eu pratique na frente dele, darei a ele um show. Entro, coloco Criminal em repetição e tomo minha posição diante dele. Ele encontrou uma cadeira dobrável e se reclinou sobre ela, as pernas abertas, os dedos entrelaçados em seu abdômen liso. Então, sem mexer e nem falar, ele me observa dançar. Um deus em seu trono, com poder imaculado, autoridade, impassível e indiferente. Até eu dançar mais perto, mais eroticamente, colocando tudo o que tenho no movimento do meu abdômen e quadris. Eu chego tão perto que estou balançando no V de suas pernas, movendo meus braços ao ritmo e mexendo o ar em torno de sua postura tensa. Ele se desloca na cadeira, lambe os lábios. Então ele me toca. Um dedo na minha coxa. A ponta de seus dedos entra sob a bainha curta da minha saia esvoaçante. No momento em que a música toca três vezes, ambas as mãos estão em cima de mim, curvadas ao redor das minhas coxas e indo em direção a minha bunda, que está coberta por uma tanga. Em pé, dentro do seu contato visual, perdida na pressão de seus dedos, desisto da coreografia e caio livre na improvisação. Minhas mãos caem para seus ombros, cavando no tecido e músculos abaixo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O desleixo de seu corpo me implora para dançar nele. Embora eu não seja uma stripper, sei o meu caminho em torno de uma dança, tendo passado um ano jogando com Cole. Eu também sei que a preparação, a provocação sexy, é crucial. Quando a música recomeça, levanto minha bunda no ar, empurro meu peito para mais perto do rosto de Trace. Então cutuco de volta em seus ombros, usando seu corpo para ficar graciosamente em linha reta e dou um passo para trás. Os lábios dele se abrem e sorrindo com diversão, eu me viro ao redor dele, inclinando meus quadris para cima e para baixo e passando minhas mãos ao longo do meu corpo. Ele não tira os olhos de mim, torcendo no banco para me ver dançar atrás dele. Com meus pés posicionados atrás de sua cadeira, eu toco sua mandíbula, cutucando-o para olhar para frente. Então eu gentilmente abaixo meu peito em direção à parte de trás de sua cabeça, movendo meu corpo para baixo e torcendo meus quadris com a batida. Agora seria um bom momento para dar um passo para trás e me convencer de tudo o que isso é. Mas todas as terminações nervosas abaixo da minha cintura se enfurecem com o pensamento. Em vez disso, eu chego ao redor dele e corajosamente passo meus dedos ao longo da forma grossa de seu pênis através da calça. Duro e longo, ele puxa minha mão e sua cabeça cai para trás. “Danni.” Deslizando para cima, exploro a extensão esculpida de seu abdômen e corro meu nariz ao longo de seu pescoço. “Você cheira a fome, Trace.” Seu peito se ergue e uma perna se estende, raspando o sapato pelo chão. “Venha aqui.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Uma mão se enrola no meu pulso e deixo ele me puxar pela cadeira. Quando volto à sua frente, dou as costas, contorcendo-me sensualmente, provocando-o entre os joelhos. “Você tem uma bunda fantástica. Nem é grande. E nem pequena.” Sua voz é rouca, crua, sem a habitual eloquência enquanto ele acaricia meu traseiro. “É um formato perfeito que fica incrível em seu corpo.” Encorajada pelo elogio, eu lentamente abaixo em seu colo com as costas para ele, moendo suavemente e tremendo contra a pressão dura de sua ereção. Suas mãos deslizam para as minhas coxas e se movem para cima sob a saia, fixando-se em meus quadris. “Sua pele parece seda” ele respira irregularmente na minha orelha. “E esses rebolados...” Seus polegares acariciam minha cintura. “Eu sonho com essas curvas e com a maneira como você as movimenta. Você é feita para sexo.” Ele toca sua boca no meu pescoço, gemendo. “Cristo, estou tão duro.” Ele percorre ao longo da parte interna das minhas coxas e meu núcleo aperta, pulsa, conduzindo meus movimentos para a música. Eu me inclino para trás e pressiono meu traseiro em seu colo, meus ombros contra seu peito e envolvo um braço ao redor de seu pescoço. “Você sempre cheira a Nag Champa.” Com as mãos debaixo da minha saia, uma afunda entre as minhas pernas, sobre a calcinha. A outra mão, escorrega debaixo do meu top para segurar meu seio nu. “Um perfume tão sexy, potente e exótico. Ficou nos meus lençóis por uma semana depois que você saiu.” “Sua empregada não os lavou?” Eu gemo contra o aperto de seus dedos no meu mamilo. “Eu não permitiria. Não até que eu não pudesse mais sentir seu cheiro.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meu peito palpita. Quem estou enganando? Há uma maldita migração de borboletas decolando dentro de mim. Sua confissão é tão... inesperada. Assim como a sua mão acariciando a virilha encharcada da minha calcinha. Ele está muito duro debaixo de mim. Estou molhada. Por que ainda estamos falando? Eu me lembro que ele estava com outra mulher há duas noites. Inferno, ele poderia ter passado a noite com outra mulher depois de me deixar no show. Pensamentos miseráveis. Mas meu corpo não parece se importar. Seu toque parece bom demais e estou tão agitada com a pulsação do meu próprio coração. “Eu amo seus peitos.” Ele aperta minha pele. “Perfeitamente redondos, tão firmes que me deixa louco a cada maldito dia.” Seu dedo circunda o mamilo. “Aposto que esses pequenos mamilos perfeitos são rosa.” “Veja por si mesmo.” “Vire-se.” Eu não estou totalmente de pé antes que ele me gire para encará-lo, puxando-me para o seu colo, e guiando minhas pernas para escarrancharem nas dele. “Tão linda.” Ele cobre meu rosto, aparentemente hipnotizado por tudo o que ele vê lá. Eu olho nos olhos dele e dou-lhe um sorriso doce e sutil, comunicando que sei o quão fascinado ele está. Sua atenção baixa para o meu peito, e suas mãos seguem, levantando a bainha do meu top com paciência lenta e agonizante. O ar frio escova meus mamilos. Então seu olhar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Rosa.” Sua expressão se intensifica, iluminando-me em chamas. Ele agarra minha bunda e me desloca em seu colo para acariciar meus seios. Eu uso minhas mãos para apertar um pouco ao redor do seu rosto. Suas respirações se tornam superficiais e seus dentes roçam minha pele. Quando ele gira a língua em torno de um mamilo, minha cabeça cai para trás, meus dedos apertando seus ombros em busca de apoio. Mas ele me segura, seus braços me seguram firme enquanto ele me abaixa para o pau rígido preso dentro de sua calça. Ele balança seus quadris para cima, gemendo, suas mãos vagando por toda parte — minhas coxas, meus seios, meu pescoço, sempre voltando para apertar minha bunda. Eu deslizo meu rosto ao longo do lado dele até chegar em sua orelha. Então contorno o lóbulo entre meus lábios e chupo. Isso o deixa louco, suas mãos mergulham em meu cabelo e sua língua varre minha boca. “Você é tão gostosa.” Ele rosna no beijo, os dedos no meu cabelo puxando minha cabeça para um ângulo mais profundo. “Você me deixa louco.” Eu conheço o sentimento. Toda razão me abandonou nos poderosos braços do desejo. Eu o quero, preciso dele, e nada disso é racional. Mas sou pega no ritmo acelerado de suas respirações, a flexão de seu corpo e os movimentos especializados de sua língua. Com minhas pernas enganchadas ao redor das costas da cadeira, minha saia sobe até meus quadris. Eu gentilmente mexo contra ele, balançando para cima e para baixo, como se eu estivesse montando um touro em câmera lenta. A umidade entre as minhas pernas sem dúvida deixará uma mancha em sua calça, e o pensamento me faz sorrir contra seus lábios.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

A música faz uma repetição novamente e ele se afasta, mas não para longe. “Eu não posso mais fazer isso.” Um punho de medo aperta dentro de mim. “Não pode fazer o que?” “Eu não posso continuar fingindo que você não é o primeiro pensamento na minha cabeça quando acordo e a razão pela qual eu não consigo dormir à noite.” Olho para ele em choque. Olhos semicerrados, boca entreaberta, ele embala meu rosto e toca nossas testas juntas. “Eu menti para você.” Meu coração pula. “O que você quer dizer?” “Eu quero você, Danni.” Oh. “Isso não é exatamente um segredo.” Pressiono meu peso em sua ereção. “É mais que isso. Eu te quis desde o momento em que te vi.” Seus dedos apertam o meu queixo. “Eu quero tudo de você.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Dezesseis Dias Atuais

“Você quer tudo de mim?” Meu pulso acelera e minha voz se desvai em uma respiração frágil. “O que isso significa?” “Só quando acho que não posso aguentar mais” Trace diz de forma ríspida, acalorada, “esse desejo, essa necessidade profunda que sinto por você, que me consome até eu não poder mais imaginar um futuro sem você nele.” Minha boca fica seca e a sala gira em torno de mim, desequilibrando-me. “Eu não entendo. Todo esse tempo...” Saio do seu colo e sinto o seu aperto no meu pescoço. Eu não sei o que é isso, mas algo está errado. “Você disse que não iria me foder. Você não queria a bagunça. Por que você mentiria?” Empurro meu cabelo para longe do meu rosto. “Por que está me dizendo isso agora?” Ele se inclina para a frente, abaixando a cabeça e apoiando os antebraços nos joelhos. “Isso não é sobre sexo.” “Sem dúvida” falo, incrédula. “Ok, sim, sexo é… eu quero estar dentro de você. Desesperadamente.” Seus olhos ardem nos meus. “Mas isso não é tudo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu cruzo meus braços sobre o peito. “Preciso saber, Danni.” Passando a mão pelo cabelo, ele solta um suspiro. “Se Cole estivesse neste quarto agora, onde eu estaria? Você me deixaria de lado para ficar com ele?” “Que tipo de pergunta é essa?” O sangue bombeia forte e rápido pelas minhas veias. “Você não estaria aqui, porque eu nunca o deixaria.” “Mas ele deixou você e eu estou aqui. E se nós dois estivéssemos aqui? Quem você escolheria?” “Isso não é justo!” Um arrepio toma conta de mim enquanto ando pela sala e desligo o sistema de som. “A propósito, essa é uma ótima maneira de matar minha libido. Você é o seu próprio obstáculo.” “Responda à pergunta.” Seu brilho não vacila. “Não há resposta. Porque primeiro, Cole está morto. E segundo... ele continua morto. Por que estamos falando sobre isso?” “Eu sou sua segunda escolha?” Seu tom é zangado e de confronto, mas os vincos ao redor dos olhos e a incerteza nessas profundezas azuis param meus pés. O copo certo está cheio? Se Cole estivesse aqui, não haveria escolha. Ele seria meu para sempre. Estava cheio. Ele foi meu para sempre. Esvazie o copo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você não é uma escolha.” Eu dou um passo em direção a Trace e mais um, suavizando minha expressão. “Você é minha segunda chance.” “Não é bom o suficiente.” Eu respiro fundo. “Que pena. Não farei uma escolha que não existe.” “Existe para mim.” Ele se levanta e vai para a cozinha. “Eu não vou viver na sombra dele.” “Sombra dele?” Eu corro atrás dele, a voz subindo. “Do que você está falando?” Ele pega uma garrafa de água da geladeira e enfia na minha mão. “Você não pode me amar, porque você está presa em outra vida com outro homem.” Ama-lo? Por que ele foi tão longe? Porque agora? E não estou presa! “Isso não é verdade!” Eu grito, batendo a água no balcão. “Eu perdi alguém que amava. Sinto falta dele desesperadamente, mas estou seguindo em frente. Eu estou!” Minha respiração fica ofegante enquanto luto para controlar meu temperamento. “O que você quer de mim?” Ele chega em direção ao meu rosto e desliza os dedos sob o cabelo pendurado perto dos meus olhos. Sem tocar minha pele, devagar, com ternura, desliza os fios de volta para expor minha expressão angustiada. “Eu preciso saber se você é minha ou dele.” Ele abaixa a mão, examinando cada contração no meu rosto. O que fiz para deixá-lo tão obcecado por Cole? É o santuário de fotos no meu quarto? A moto na sala de jantar? O anel que eu acabei de tirar esta manhã?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Isso tudo são lembranças. Recordações. Peças fundamentais da minha vida. Eu nunca estaria com alguém que me pedisse para desistir disso. Exceto… se eu fosse ele, se eu entrasse em sua cobertura cheia de lembretes físicos de outra mulher, eu não gostaria disso. Meu coração aperta. Eu perderia a porra da minha mente. Abro a garrafa de água e bebo, acalmando meus batimentos. “E a mulher no seu colo duas noites atrás?” “O que tem ela?” Ele sai da cozinha e faz uma pausa no corredor de costas para mim. “Você estava pensando em como você não pode ficar sem mim enquanto você a fodia?” O silêncio vibra de sua postura rígida. Por que ele está apenas parado ali? Ele pode virar à esquerda em direção aos quartos. Ou ele pode andar com sua bunda sexy pela sala de jantar e sair pela porta da frente. Em vez disso, ele gira para a direita e segura a única maçaneta da casa que evito. “O que há atrás dessa porta, Danni?” Ele torce a maçaneta de vidro, incapaz de abri-la. Eu tento manter minha voz casual, mas falho. “O porão.” Ele levanta a mão e testa o cadeado que instalei dois anos atrás. “Onde está a chave?” Meu estômago inúmeras vezes todos certamente não quero suas coisas pessoais, está do outro lado.

dá um nó. Eu passo por aquela porta os dias. Eu não olho. Não penso nisso. Eu abri-la. Tudo o que Cole deixou para trás — nosso casamento, a vida que perdemos —

Volto para a cozinha e bebo o restante da água. “Foi o que pensei” ele diz baixinho atrás de mim.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Sinto tremores em minhas pernas e minha garganta se fecha. Sinto-me desmoronando e odeio isso. Trace desliza ao meu redor e, por um segundo, acho que ele pode me abraçar. Eu espero, quero, sofro por seus braços para me segurar. “Eu preciso pensar.” Suas chaves tilintam quando ele as tira do bolso. Ele está saindo. “Não vá.” Eu cerro meus dentes ao som suplicante da minha voz. “Vou mandar meu motorista buscá-la para ir ao trabalho.” Sua máscara se encaixa, desaparecendo toda a emoção no esquecimento. Virando-se, ele caminha calmamente pelo estúdio de dança, em direção à porta dos fundos. Sempre indo embora. Sempre tão instável. A raiva treme pelo meu corpo, franzo meu lábio. “Tem certeza de que não quer mais dar uma olhada? Veja se consegue encontrar uma personalidade que não seja uma porcaria?” Seu olhar desligado se conecta com o meu quando ele sai. Eu sigo, flexionando minhas mãos com a necessidade de estrangulá-lo. Seu contato visual direto só me irrita mais. Ele vê como estou chateada e ele é indiferente. Entrando em seu carro sem nenhum cuidado.. “Certo. Vá.” Apoio minhas mãos nos quadris. “Eu estava me guardando de qualquer maneira. Para Mark, o cara ao lado. Lembra dele? Acontece que ele tem uma ereção de trinta centímetros. E não tem medo de usá-la!” Que coisa infantil de se dizer. Mas ver a fúria avermelhando o rosto de Trace? Vale a pena!

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele bate a porta, manobra o carro ao contrário e queima o pneu pela vizinhança. Asfixiada com a fumaça da frustração, eu me arrasto de volta para dentro e fico de pé diante dos espelhos. O que ele vê quando olha para mim? Uma mulher derrotada, presa, eternamente angustiada? Cabelo loiro paira em ondas ao redor do meu rosto e no meu peito. Minhas bochechas brilham com um rubor rosa, meus lábios inchados e separados. E meus olhos cinzentos são brilhantes, sem piscar e cheios de desejo. Eu pareço estar apaixonada. Porque estou. Estou apaixonada por Trace Savoy. “Você conseguiu superar sua própria dor, não é?” Digo ao meu reflexo. “O amor poderia lhe trazer mais sofrimento. Você está disposta a arriscar isso de novo?” A mulher no espelho não tem as respostas, mas quando meu temperamento esfria, fica mais fácil pensar sobre meu confronto com Trace. Pelas próximas horas, deito na minha cama com uma foto emoldurada de Cole e eu na frente de uma árvore de Natal. Nosso primeiro e único Natal juntos. Ele esteve dentro e fora da minha vida em dez meses. Uma quantidade mínima de tempo para um impacto tão duradouro. Seu amor me marcou, deixou sua marca embaixo da minha pele, como uma tatuagem. Eu não preciso de fotos ou de um anel de noivado para me lembrar da euforia, do estado de sonho nebuloso que nos engoliu naqueles dez meses. Sinto sua ausência no meu sangue, em meus pensamentos, todos os dias. Porque o amor não termina com a morte. Não murcha e se desintegra com as cinzas. Ele paira, segue, assombra os vivos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Mas depois de meses de passos em falso e em depressão embriagada, aprendi a lidar com isso. Aprendi a respirar novamente. E nos últimos quatro meses, eu redescobri meu sorriso em um homem que olha através de todas as emoções. Por mais que eu fale sobre Trace ser enigmático e impessoal, eu sou magneticamente atraída por sua confiança, sua força. Ele me desafia, instiga e eu preciso disso. Porque não sou sem defeitos. Ele queria ver o porão. Eu deveria ter mostrado isso a ele. Inferno, eu deveria ter esvaziado o espaço há muito tempo atrás. Mas ele não me pediu para fazer isso. Ele não me pediu para me livrar de nada, nem mesmo dos trezentos e quinze quilos de aço e cromo que estão na sala de jantar. Cole poderia ter o meu sorriso favorito, mas quando descobri a profundidade emocional na carranca de Trace, percebi que o amo mais do que qualquer sorriso. A personalidade charmosa e animada de Cole me conquistou instantaneamente. Contrariamente, a natureza restrita e reservada de Trace me fez perceber quão profundamente sensível ele é debaixo da aparência. Tudo que Trace queria era a certeza de que meu coração não pertencia a outro homem e eu não lhe dei isso. Se fiz alguma coisa, foi reforçar suas dúvidas. Eu realmente fodi tudo. Mas eu tenho um plano para resolver isso e, por plano, quero dizer uma pequena chance de sucesso baseada principalmente na esperança. Ele quer tudo de mim? Isso é o que eu vou dar a ele — a resposta honesta, descarada, de um salto de fé para sua pergunta. Porque ele estava certo. Eu tenho uma escolha a fazer. Uma decisão entre o passado e o futuro. Eu escolho o futuro. Escolho Trace. E esta noite, vou dizer a ele que o amo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Quando seu motorista me pega para o meu turno às quinze horas, meu estômago se torce em nós. Eu reconheço esse sentimento, essa vulnerabilidade. Estou me abrindo, deixando Trace entrar. Ele poderá me fazer feliz. Ou ele poderá me esmagar sob seu sapato brilhante. No cassino, aviso para a equipe do restaurante que vou sair cedo hoje à noite. Nos quatro meses que trabalhei aqui, nunca tirei folga. Mas esperar até a meia-noite para conversar com Trace está fora de questão. Durante cinco horas, eu danço no palco, envolvida no feixe de luz em movimento. Todas as mesas de jantar estão cheias, e a multidão habitual se reúne fora das paredes de vidro. Alguns estão apenas passando e fazem uma pausa para me observar antes de continuarem vagando. Outros ficam por várias músicas, os olhos fixos no balanço dos quadris, hipnotizados. Minha dança tem um efeito similar no Trace. Ele me observa todas as noites, mesmo que apenas por alguns minutos, quando ele atravessa a sala de jantar ou de longe quando faz as rondas no andar do cassino. Mas eu não o vi nenhuma vez hoje à noite. Nem no restaurante, nem na área de jogos. Até o momento que chega oito horas, minha mente é um túnel giratório de dúvidas. “Ela é incrível” diz um homem de uma das mesas enquanto eu saio do palco. “Inacreditavelmente linda.” “Eu venho aqui só para vê-la” outro homem responde do outro lado do corredor. Eu deslizo por mais alguns elogios e me esquivo de dois pedidos para sair. No final do corredor, eu vou para o meu camarim e passo a próxima hora tomando banho, perfumando-me e me preparando. Então eu recuo do espelho de corpo inteiro e observo o resultado.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Um vestido prata sem alças abraça meu corpo do peito à parte superior das coxas. A cor faz meus olhos cinzentos parecerem metálicos e reluzem contra o dourado do meu cabelo. Sapatos de saltos altos combinando completam a roupa. Sem calcinha e sutiã — sou otimista. O gloss labial fosco, o blush da bochecha e a sombra esfumaçada definem meu rosto e meu cabelo se agita em volumosas ondas ao redor dos meus braços. Eu pareço muito sexy, mas não excessivamente enfeitada. Eu também pareço estar a segundos de transar, mas lidando com o nervosismo. Não posso viver me acovardando. “Vá buscá-lo, Danni.” Endireito meus ombros e vou para o andar dos jogos. Uma pequena bolsa com meu telefone e dinheiro balança na minha mão enquanto eu ando de uma extremidade do cassino para a outra. Trace está desaparecido a noite toda, mas as câmeras no teto me lembram que ele pode estar me observando em seu laptop. Eu adiciono um balanço sexy aos meus quadris no meu caminho para o elevador privado dele. Quando comecei a trabalhar aqui, ele me deu uma senha para acessar os escritórios no 30º andar. Eu nunca tentei entrar em sua residência sozinha. Eu suponho que ele está em seu escritório, mas aperto o botão da cobertura por impulso. O 31 se ilumina e minha respiração fica presa. Quando o elevador começa a subir para o andar de cima, considero pressionar 30 e parar primeiro em seu escritório. Mas a curiosidade me mantém imóvel. Por que sua cobertura está desbloqueada? Ele está lá ou a senha que ele me deu desbloqueia. Eu tive esse código por quatro meses. Eu te queria desde o momento em que te vi.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Excitação vibra em minhas veias, erradicando qualquer nervosismo persistente. Eu amo esse homem e seus caminhos misteriosos e desconcertantes. Eu o amo e mal posso esperar para contar a ele. E beijá-lo. E… puta merda, com certeza vou transar esta noite. Quando o elevador se abre no andar da cobertura, minhas coxas se apertam e meu sangue zumbe violentamente. Saio e passo pela cozinha, sala de jantar e sala de estar, procurando, esticando o pescoço e começando a suar. Não há sinal dele e o silêncio é enervante. Entro no corredor e o final está iluminado pela luz em seu quarto. Talvez ele esteja no chuveiro. Talvez ele esteja me esperando na cama, nu e totalmente ereto. Sorrindo como uma tola, eu acelero meu passo. O clique dos meus saltos soa com os meus passos, mas não é a única coisa que ouço quando chego à porta aberta. Respirações pesadas. Um gemido baixo. Meu coração congela no meu peito e eu tropeço no limiar. A cama está perfeitamente feita e vazia, mas sei que ele está aqui e não está sozinho. Uma dor aguda se acende atrás dos meus olhos enquanto sigo os sons ofegantes para a área de estar junto à lareira. Debruçada sobre o braço do sofá está uma mulher com longos cabelos escuros, o rosto pressionado contra a almofada e os quadris em direção ao céu, presos no lugar pelo homem de pé atrás dela. O homem que escolhi. A pessoa que eu amo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Dor esfaqueia meu peito, arrancando o ar dos meus pulmões e balançando meus joelhos violentamente. Eu agarro no batente da porta para me manter em pé, congelada em horror, enjoada sob ondas e ondas de dor horrenda. Ele está arqueado sobre ela, seu peito cobrindo suas costas e a calça em torno de suas coxas. Eles estão no ângulo em direção à porta, ambos vestindo ternos, ela com a saia franzida até a cintura. Eu não posso ver seu pau, mas é claro que ele está enterrado dentro dela. Ele não está empurrando, nem se movendo. Porque ele está olhando diretamente para mim. Eu pensei que ele estava imparcial antes... É como se eu estivesse olhando para outra pessoa. Não há expressão no rosto dele. Nada. Nenhuma carranca. Nenhuma sugestão de luxúria. Apenas... vazio. Como ele pôde fazer isso? Tudo o que ele disse foi mentira. Ele é apenas um jogador. Um mentiroso. E eu me apaixonei por isso. Muito. Cubro minha boca enquanto respirações ofegantes se libertam dos meus pulmões. A mulher se agita, contorcendo seus quadris contra ele enquanto levanta a cabeça e afasta o cabelo do rosto. O rosto impecável de Marlo Vogt. Seus olhos encontram os meus e ela engasga. Sua pele empalidece. Ela chega a empurrá-lo, seu outro braço puxa sua saia para baixo. Envergonhada. Não tão envergonhada quanto eu. Minha pele queima com humilhação, nojo e angústia. Eu me machuquei tanto que a negritude pontuou minha visão e estrangulou minha garganta. Meus pés tropeçam para trás,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

arrastando-me despreocupadamente para o corredor, girando e correndo em direção ao elevador. Eu sinto que minhas entranhas estão rasgando, se separando e sangrando. Como se eu estivesse de luto. Como o dia que destruiu meu mundo da maneira mais irrevogável.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Dezessete Dois Anos Atrás

“Ele se aposentará assim que chegar em casa.” Eu giro em torno de Bree no estúdio de dança, deslizando perfeitamente através dos passos que eu tenho praticado no ano passado. É o meu mecanismo de enfrentamento. Eu posso estar desmoronando por dentro, mas continuo me movendo, continuo dançando. “Eu só preciso ser paciente.” E confiar nele. Eu confio em Cole mais do que qualquer um no planeta. “Eu não entendo porque ele não pode se aposentar antes de sair.” Bree cruza os braços e olha para o teto. “É o silêncio que mais me preocupa.” Ela suspira. “Danni, você deve estar se perguntando... E se ele não aparecer para o casamento? Falta apenas uma semana.” Eu erro um passo, mas ela não percebe. Seus olhos estão fechados, como se isso pudesse esconder a preocupação em seu rosto. “Você pode pelo menos tentar ensaiar os passos dele?” Eu aperto seus ombros e espero por seu olhar encontrar o meu. “Eu quero que nossa primeira dança seja perfeita.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não sou eu que precisa praticar. Mesmo que ele aparecesse hoje, como ele aprenderá essa coreografia em uma semana?” Ele deveria estar em casa há um mês. Algo aconteceu. Sinto como se tivesse um buraco no meu estômago, mas recuso a pensar demais. Eu não posso. Preciso me concentrar no casamento. É a única coisa que me impede de desmoronar. “Vamos ensaiar a música novamente.” Eu ando em direção ao sistema de som. “Não.” Ela bloqueia meu caminho e coloca as mãos no meu rosto. “Eu tenho aceitado isso… essa nuvem de esperança que você está flutuando por tempo suficiente. Estamos há menos de seis dias, e seu noivo está longe de ser encontrado. Você não tem notícias dele há meses...” “Quatro meses.” Eu me viro e caminho em direção ao vestido de noiva pendurado no canto. “Quatro meses, dez dias, vinte e duas horas.” Essa foi a última vez que recebi um e-mail dele. No ano passado, conversamos pelo telefone cinco vezes. Chamadas curtas. A conexão foi horrível, com um atraso de retorno frustrante. Mas ele parecia bem, apenas cansado. Nós trocamos vários e-mails nos primeiros meses. Então eles se tornaram mais esporádicos, com espaçamentos cada vez mais longos entre suas respostas. Até restar nada. “Ele me prometeu que voltará a tempo.” Eu corro a mão sobre a saia de tule branco do vestido. “Nós conversamos sobre o casamento em todas as mensagens. Ele escolheu a data.” Minha voz afina. “Ele disse que poderia aprender a dança em um mês.” E me deixaria extasiada com suas habilidades. Meu peito aperta dolorosamente. Por que ele está há um mês atrasado?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Cada dia longe dele é uma eternidade no inferno. Mas os últimos quatro meses de silêncio, sem ouvir uma palavra, sem saber se ele está bem é como um veneno, pingando em meus órgãos, espalhando toxinas de dúvida e me fazendo ter todas as perguntas que Bree finalmente criou coragem para expressar. Por que ele não disse foda-se e quebrou o contrato de trabalho? Por que ele me deixou? Por que ele não me mandou um e-mail? E se ele não aparecer para o casamento? E se ele nunca voltar? Quando ele parou de enviar e-mails, liguei para o prédio do governo no centro da cidade. Ninguém me conectaria com seu departamento. Eles nem sequer reconhecem seu emprego lá. Quando o ano dele acabou e passou, esperei uma semana antes de aparecer no prédio. Os guardas armados não falavam comigo, não ligaram para o chefe — quem quer que seja — e definitivamente não me deixaram entrar. Não tenho como chegar até ele. Nenhuma maneira de aliviar essa desolação da minha alma. Endireito minha espinha com a lembrança de sua promessa. Ele me ama e fará tudo que estiver ao seu alcance para voltar para mim. Nas duas horas seguintes, Bree e eu relaxamos no sofá na sala da frente, compartilhando uma garrafa de vinho. Ela tem passado mais tempo comigo recentemente, sua preocupação com o meu estado mental se tornando mais evidente a cada visita. “Eu preciso ir, Danni.” Ela olha para o celular. “Ou a família não vai comer.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Obrigada por ter vindo.” Eu me levanto e sigo até a porta. “Você não precisa, mas eu realmente aprecio a companhia.” “Eu sei que você gosta.” Ela me abraça, respirando no meu cabelo, “eu te amo.” “Amo você também.” Ela abre a porta e hesita. “Oh, desculpe. Umm...” “Danni Angelo?” Um homem de meia-idade em um terno escuro olha além de Bree para olhar fixamente para mim. “Sim?” Eu passo ao lado de Bree. “Essa sou eu.” “Eu sou Robert Wright.” Ele junta as mãos na frente dele. Sua expressão é calorosa e amigável, mas há um traço de outra coisa em seus olhos. Inteligência? Rigidez? Eu não posso supor nada, porque não há emoção alguma. “Como representante do GAO, Escritório de Contabilidade do Governo dos EUA, gostaria de falar com você sobre seu noivo, Cole Hartman.” Seu nariz se contorce com uma suave fungada. “Posso entrar?” Uma simples atualização sobre o paradeiro de Cole poderia ter sido feita pelo telefone. Uma visita à casa só pode ser para trazer notícias desagradáveis. O tipo mais cruel de notícias. Meu estômago revira e Bree pega minha mão, apertando com força. “Sim, entre.” Eu me movo em pernas bambas enquanto o buraco no meu estômago se enche de pavor angustiante. “Podemos nos sentar?” Ele gesticula para o sofá, já sentando na poltrona que fica em frente. Bree e eu nos sentamos lado a lado e agarro a mão dela como uma tábua de salvação. Um pedaço de gelo se aloja na minha

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

garganta, congelando minha voz e rasgando minha respiração. O tempo está parado. “Não há maneira fácil de dizer isso, senhorita Angelo.” Seu contato visual é firme, seu rosto é composto. “Houve um acidente no...” Um som baixo e agudo rasteja no fundo de mim, e a dor cegante explode atrás dos meus olhos. Bree envolve seus braços em volta de mim, sua voz baixa. “No terminal de petróleo?” “Sim, o terminal de petróleo. Uma explosão matou vários empreiteiros.” Ele se senta mais ereto, ajustando a sua gravata. “Sinto muito, senhorita Angelo. Cole não conseguiu.” Eu pisco rapidamente quando entendo as palavras que sufocam a vida de mim. Um colapso incontrolável e soluçante sobe para a superfície, mas eu nego, engolindo sem parar para clarear minha voz. “Quando?” Eu pergunto oca, quase como um sussurro. “Quando isso aconteceu?” “Quatro meses atrás. Seus restos mortais foram exumados dos destroços, devolvidos aos Estados Unidos e identificados.” Com o Robert em pé, ele parece fazer um esforço para suavizar sua voz. “Seu corpo foi cremado e seus recursos financeiros serão transferidos para você, conforme o pedido dele. Alguém do nosso escritório entrará em contato para ajudá-la a organizar o funeral.” Bree desembaraça a mão da minha, chorando baixinho enquanto o acompanha até a porta. Eles trocam palavras, detalhes sobre a morte, informações de contato, mas eu não consigo entender sobre o zumbido nos meus ouvidos e a brutal agitação do meu corpo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

É quando o lamento começa. Como a maré enchendo, a dor dispara nas minhas cordas vocais e me dobra. Eu não ouço a porta fechar, não sinto o sofá embaixo de mim, não sinto as lágrimas inundando meu rosto. A dor é tudo que me consome, mutilando meu corpo, torcendo-me em algo irreconhecível e me levando a um lugar sem forma e sem esperança. Os braços de Bree vêm ao meu redor e é onde eles ficam. Ela me segura no funeral. Através do enterro de suas cinzas no dia do meu casamento. Também a visita de mamãe e papai da Flórida. Ela não sai do meu lado até o verão terminar e a escola começar, e ela é forçada a voltar ao trabalho. Eu ouvi uma vez que as dificuldades trazem a verdadeira natureza de uma pessoa para a luz. Se isso for verdade, sou uma mulher profundamente zangada, fervendo de ódio e ressentimento. A raiva é poderosa e incapacitante, como um animal rugindo e andando dentro de mim e emergindo a culpa. Ele me deixou. Ele quebrou sua promessa. Ele mentiu. Ele não vai voltar. Com a amargura que ameaça me sufocar, eu a saúdo. Eu subo na escuridão, carregando uma garrafa de álcool comigo. Quando a bebida não adormece, eu quebro as coisas. Como o espelho, acabei de me desfazer com um quinto copo vazio de uísque. Dois meses depois do funeral de Cole, deito-me de costas no chão do estúdio de dança, fumegando para o teto e observando a imagem quebrada do meu reflexo. Eu pareço um monstro com dentes afiados saindo do meu rosto tão infeliz.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu estou bêbada. Eu não tomo banho desde... sempre. Eu fechei minha escola de dança indefinidamente. Eu cancelei minha vida, meu futuro, tudo. Eu sou boa em refletir. Até agora — olhando para o meu eu fragmentado no espelho. Eu não reconheço a mulher refletida de volta para mim. Ela é horrivelmente triste, patética e fraca. Eu a odeio porque ela não é quem eu pensava que era. Meu cérebro embriagado desperta com a vida e eu me sento, oscilando em desorientação. A luta dói. Viver sem Cole dói. Mas nada é tão doloroso quanto pendurar os pedaços de um sonho. Não importa o que eu escolha — ficar aqui ou seguir em frente — ele se foi. Desistir da vida não o trará de volta. Depois de várias tentativas fracassadas, fico de pé e cambaleio em direção ao chuveiro. Cada passo é pequeno e trabalhoso, mas eu me concentro em colocar um pé na frente do outro. Eu me concentro em ir em frente e me permito um pouco de esperança. Espero que um dia eu olhe para trás e aprecie a distância que percorri.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Dezoito Dias Atuais

Ácido bate na parte de trás da minha garganta e meu reflexo de vômito entra em ação. Eu cubro minha boca e bato a mão contra o botão de chamada do elevador na cobertura de Trace. Ele não me seguiu para fora do quarto, mas isso não significa que ele não vai. Por favor abra. Por favor abra. Cheguei até aqui sem me render ao colapso iminente. Eu só preciso passar pelo cassino, o lado de fora e entrar em um táxi. Então eu posso chorar. Vozes saem do corredor e sons chegam aos meus ouvidos. Seus cabelos se espalharam pelo sofá. Seus quadris pressionados contra sua bunda. Eu não quero um pedido de desculpas, um pretexto ou pior... a visão de sua indiferença rígida. Eu só preciso dar o fora daqui. O elevador se abre e entro, batendo no botão do térreo e prendendo a respiração quando ele se fecha. Sua saia em volta da cintura. Suas mãos ― aqueles dedos masculinos que eu tão desesperadamente desejava em meu corpo― apertavam seus quadris.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu não solto a respiração por todo o trajeto. Se eu fizer, as lágrimas virão. Elas já estão tremendo atrás dos meus olhos, fervendo, queimando, ameaçando explodir. O elevador se abre no nível do saguão e vou para a área de jogos lotada. Encurvada, ombros curvados para a frente, sinto que estou segurando todas as partes que doem. Protegendo-as. Por mais que eu queira ficar ereta, não consigo endireitar minha postura, não consigo tirar ar o suficiente. Quando saio, meu telefone toca na bolsa pendurada no braço. Eu olho para a tela, vejo uma chamada do Trace e desligo. “Você precisa de um táxi, minha senhora?” O carregador do hotel inclina a cabeça para mim. “Sim. Obrigada.” Eu agarro minha garganta, odiando o rangido na minha voz. Ele me leva até o meio-fio, onde um táxi espera, e sou grata pela corrente de ar quente da noite. As lágrimas já estão escorrendo pelo meu rosto e todo o meu corpo se arrepia persistentemente, incontrolavelmente. Na volta para casa, eu envolvo meus braços em volta de mim e descanso minha testa contra a janela, perdida em meus pensamentos miseráveis. Depois de tudo que Trace disse na minha casa, por que ele enfiaria o pau em outra mulher? Ele estava tão absorvido nela que ele não sabia que eu entrei em sua cobertura? Ele não parecia surpreso, culpado ou chateado. Seu rosto estava totalmente vazio. É como se ele soubesse que eu estava vindo e queria que eu o encontrasse com ela. Por quê? Se ele se importasse comigo, por que ele iria tão cruelmente me machucar? Eu limpo o rio de umidade nas minhas bochechas e tento acalmar meu choro. Deus, eu fiz uma bagunça na minha vida.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Como eu fui de amar um homem a amar outro? Eu nem sequer namorei entre eles, eu nem explorei minhas opções. Eu só… Caí loucamente, fixamente, desesperadamente no amor. Novamente. Eu amo dois homens e perdi os dois. Solto um soluço, que abre minha garganta e vibra meus ossos. É um som estridente e irritado que ecoa pelo táxi. O motorista provavelmente está olhando para mim, mas eu não me importo, porque merda, essa porra dói. Eu jurei que Trace não poderia me machucar, que eu não poderia ser devastada assim novamente. Como ele pôde fazer isso? Eu me dou mais cinco minutos de lamentações, lágrimas que sacodem o ombro. Então engulo essa merda e respiro profundamente. Eu prefiro deixar a escuridão me devorar quando ninguém está assistindo, quando estou sozinha e armada com uma bebida alcoólica. O táxi para e anda com o tráfego pesado do centro. À frente, os bares bem iluminados da Washington Avenue iluminam a rua por vários quarteirões. É uma cena que eu costumava ter antes de Cole ― os clubes, a dança, os homens. Talvez eu deva voltar a isso. Encontrar-me de novo. O pensamento de dançar e flertar faz meu estômago ceder. Eu só quero ir para casa e me afogar em uma garrafa de álcool. Não faça isso, Danni. Você chegou tão longe. Antes do meu cérebro me convencer, eu me inclino para frente e encontro os olhos do motorista no espelho retrovisor. “Eu mudei de ideia. Deixe-me lá na 14 com a Washington.” Enquanto Trace está passando a noite com outra mulher, ele tem a satisfação de saber que não estou com outra pessoa. Bem,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

foda-se e foda-se sozinho. Estou com raiva o suficiente, vingativa o suficiente para finalmente pôr fim aos três anos de celibato. Usando a câmera selfie no meu celular como um espelho, limpo as manchas escorridas de maquiagem e as manchas de gloss. Então eu pago o motorista e saio para a calçada cheia de bares. Tudo dentro de mim parece frio e oco. Eu não estou na mentalidade certa para isso. Eu não quero estar em nenhum lugar perto daqui. Mas a imagem de Trace e Marlo juntos colapsa meu peito e move meus pés em direção à entrada do bar mais próximo. Ajustando meu vestido sem alças, eu curvo minha boca em um sorriso casual. Quando entro no bar — um dos muitos que costumava frequentar — o som de graves profundos sacode meu peito. Vários homens e mulheres viram os olhos em minha direção, sorrindo, encarando e fazendo minha pele coçar de desconforto. Existem quatro tipos de homens que examinam a cena do clube para o sexo. O acompanhante — o cara casado olhando para pegar para seu amigo tímido. Os grupos de lobos — o grupo de garotos barulhentos que ganham confiança nos números. O bêbado chorão — o cara que bebeu o suficiente antes de entorpecer suas mágoas e construir alguma coragem. O cowboy solitário — aquele que vem sozinho e não bebe porque sabe que não vai sair sem companhia. É o último que eu busco enquanto examino a multidão de solteiros, dançarinos de clubes e moradoras de apartamento estilo loft. Eu não preciso ir do outro lado do balcão antes de encontrálo. Empoleirado no outro lado do bar, um homem com cabelos escuros curtos e uma camisa me segue com seu olhar. Um copo de água está na frente dele, uma mão descansando ao lado dele, a outra frouxamente enrolada sob o queixo. Ele é atraente de uma maneira maravilhosamente comum. Não há terno abafado, nem

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

tatuagens visíveis ou couro preto. Ele é casual, relaxado e parece nada com os dois homens que partiram meu coração. Eu me espremo através dos corpos, ombro a ombro e roubo um assento vazio no bar, diretamente em frente a ele. Ele não tira os olhos de mim, sua boca se curva de lado. Ele é mais bonito do que eu pensava, com um rosto jovem e olhos brilhantes. Eu imagino que tenha seus trinta e tantos anos. Idade suficiente para saber o que ele está fazendo. Eu peço uma água e dou gorjeta ao barman. Então eu vejo o homem que me assiste o tempo todo me dando um olhar aguçado. Quando ele vier aqui —e ele vai— eu preciso passar por isso. Rasgar o cinto de castidade. Quebrar o feitiço de seca. Seguir em frente com a minha vida. Quando ele termina a sua água e se levanta, eu tenho um vislumbre dos quadris estreitos em jeans descontraídos. Sem desviar o olhar, ele ronda o bar, evitando os bandos de pessoas rindo e vindo direto para mim. Meu sorriso está pendurado por um fio quando eu viro meu pescoço, segurando seu olhar. Ele não é intimidante o suficiente. Não é alto o suficiente. Não é sexy, arrogante ou escandaloso o suficiente. Ele não é Trace. Meu queixo flexiona. Trace está com Marlo, tocando-a, dando-lhe prazer e um pau que eu nunca vi. Espero que valha a pena, porque amanhã ele estará procurando outra garota tola para dançar no palco. O homem de cabelo escuro e de contato visual firme senta ao meu lado. Ele não fala, mas seu sorriso é caloroso e acolhedor. Definitivamente interessado.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Endireito minha coluna para me inclinar em direção ao seu rosto, falando sobre a música. “Alguém já lhe disse que você se parece com Paul Rudd?” “Sim.” Ele bufa. “O tempo todo.” “Isso incomoda você?” “Depende.” Ele se inclina mais perto, seu peito roçando meu ombro e sua boca na minha orelha. “Você acha que Paul Rudd é atraente?” “Sim.” “Então isso não me incomoda.” Minha energia para isso é inexistente. Não estou com vontade de falar ou flertar ou me conectar em qualquer nível, exceto um. Há um jogo que deveria ser jogado aqui, mas se eu o estiver lendo certo, ele não ficará ofendido se eu desistir de alguns passos. “Você quer me levar para casa?” Eu pergunto. “Sim.” Sua garganta balança. “Eu não quero uma noite ou uma chamada pela manhã. Eu tive um dia muito ruim e só quero esquecer isso por algumas horas. Você pode lidar com isso?” “Absolutamente.” “Eu moro a uns dez minutos de distância. Podemos pular a etapa e...” “Vamos sair daqui.” Ele pega minha mão, ajuda-me a sair do banco e me leva para fora do bar. A caminho de seu carro, trocamos nomes — o dele é Jason — falamos sobre o clima úmido, e mantivemos a conversa leve e impessoal. Ele é dono de um Honda Civic fastback, e ele dirige

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

rápido, suas mãos relaxadas no volante e seu pé nunca deixando o acelerador. Os olhares quentes que ele lança em minha direção me dizem que ele está pronto para foder. A protuberância dura em seu jeans confirma isso. Meu corpo não está aquecido, nem perto, e eu preciso que esteja. Se ele fode tão rápido quanto ele dirige, ele vai entrar e sair antes do orgasmo. Eu experimentei muito disso em meus dias de noitada no clube. Com o meu endereço programado no GPS, a tela mostra nove minutos até chegarmos. Nove minutos para fazê-lo gozar. Se eu puder acalma-lo, talvez ele demore comigo quando chegarmos na minha casa. Desabotoando meu cinto de segurança, eu o toco com minhas mãos e lábios, acariciando-o em todos os lugares, acelerando o movimento e fazendo-o gemer. Então eu libero a ereção de seus jeans e envolvo meus lábios ao redor dele. Ele se sacode, grunhe e tem gosto de amaciante. É apenas um boquete, como qualquer outra noite. Um trabalho para mim e um prazer para ele, o que ele faz em sessenta segundos, atirando seu gozo pela minha garganta. Eu me endireito no banco e limpo minha boca, enrijecendo contra uma onda repentina de náusea. Eu não esperava ser despertada por isso, mas a sensação de enrolamento no meu estômago não deveria estar lá. Eu tenho que fazer isso. Eu preciso de sexo. O que diabos está errado comigo? Lágrimas picam meus olhos e eu pisco de volta, forçando todos os pensamentos de Trace para fora da minha mente. “Porque você fez respirações pesadas.

Tangled Lies #1

isso?”

Jason

pergunta

através

de

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu estou esperando que você retorne o favor.” Minha voz é uniforme, apesar da bílis subindo pelo meu peito. “Eu vou.” Ele agarra minha coxa nua, seus dedos escorregando sob a bainha do meu vestido. “Jesus, eu gozei com tanta força que ainda estou tremendo. Essa foi a melhor chupada que já tive.” “O sexo será ainda melhor.” Eu espero, para o meu bem. Ele estaciona de frente a minha calçada e se retorce no banco, olhando pela janela de trás. “Um carro estacionou no seu meio-fio. Eu acho que é um... Maserati?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Dezenove Dias Atuais

Não, não, não. Meu corpo inteiro endurece e minhas mãos se fecham em punhos. Ele não ousaria aparecer na minha casa. Por que ele iria? Ele tem 2.994.463 mulheres no estado do Missouri para manipular, usar e foder. Mas, enquanto estico meu pescoço e olho para a rua, lá está ele, Trace mentiroso Savoy, saindo de sua Maserati e vindo para cá. Em uma explosão de raiva, grito do carro de Jason em direção a ele. “Isto é propriedade privada, seu idiota egoísta e narcisista! Volte para o seu carro e vá para o seu próprio eu fodido!” “Você...” Sua voz estala o ar enquanto seus olhos atravessam o homem atrás de mim. “Saia.” “Eu não quero nenhum problema.” Jason se aproxima do meu lado, mãos para cima em um gesto brando. “Ela quer que você vá e...” “Eu não vou dizer novamente.” Trace se aproxima de nós, seu andar trovejando com autoridade, ombros eretos e braços relaxados ao lado do corpo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Por que você está fazendo isso?” Minhas mãos apertam e agitam com a necessidade de infligir violência profana. “Você não me machucou o suficiente?” Ele para a alguns metros de distância, seu abdômen se contraindo, como se eu tivesse dado um soco nele. Então ele endireita a coluna e endurece os olhos. “Nós precisamos conversar.” “Eu não me importo com o que você acha que precisamos fazer. Eu quero você fora da minha merda de vista!” Eu me viro e corro para a porta dos fundos. “Vamos, Jason.” “Olha, Danni” Jason diz através de uma expiração “eu não quero ficar no meio do que quer que seja isso.” Meus dentes batem juntos enquanto viro e fico boquiaberta com ele. De pé ao lado da casa, ele encara Trace. Se esta é uma batalha de egos, Jason está perdendo de forma espetacular. Enquanto Trace avança, Jason tropeça para trás, os ombros caídos e o olhar voltado para o lado. Cristo, eu realmente sei como escolher. Mas não estou pronta para desistir. “Jason, eu não tenho nenhum negócio com esse homem. Você está vindo?” “Eu... hum...” Ele não vem, porque ele já gozou. Na minha boca. O boquete no carro foi estúpido, estúpido, estúpido. Ele conseguiu seu prazer e agora ele não tem incentivo para ficar por perto. Obviamente, não vale a pena me meter entre o que quer que seja. Meu pescoço tensiona ao ponto de doer quando caminho e sussurro duramente em seu ouvido. “Eu te dei a melhor chupada

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

que você já teve. Você acabou de perder sua chance de descobrir o que mais eu posso fazer.” “Você o que?” O rugido baixo e mortal de Trace bate como um aviso em meus ouvidos. Eu tenho dois segundos para me inclinar para trás antes de seu punho dispersar o ar e bater no rosto de Jason. “O que o...” Jason cai contra o para-choque de seu carro, segurando sua mandíbula. “Droga!” Eu suspiro, oscilando nos meus calcanhares. O jeito que Trace atacou, tão rapidamente, com uma compostura tão aterrorizante, é como se ele não se movesse. Foi apenas um estalo de seu braço, para fora e para trás, sem um grunhido ou engate em sua respiração. “Porque fez isso?” Eu olho para ele com admiração e horror. “Ele ainda está aqui.” Trace muda seus olhos gelados para mim. “Você chupou o pau dele?” “Marlo chupou seu pau?” “Não.” “Pobrezinho. É por isso que você está aqui? Espera que eu caia de joelhos e deixe você foder meu rosto porque eu sou muito ingênua para saber o quão doente você está?” A porta do carro de Jason se fecha e o motor vibra. Eu não o culpo por dar o fora de Crazytown, mas as lágrimas correm de qualquer maneira, queimando meus seios com rejeição e humilhação. Enquanto ele manobra, verifico minha bolsa para ter certeza de que não deixei nada em seu carro. Então ele se afasta sem olhar em minha direção.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Muito bem, Trace.” Busco a chave da minha casa com os dedos trêmulos. “É admirável a sua habilidade de perseguir outro homem na minha casa. Isso não era previsível.” Virando-me, vou para a porta dos fundos com o dedo do meio no ar. “Considere este meu aviso de duas semanas.” Eu não ouço passos atrás de mim quando destranco a fechadura, e por um momento estúpido, acho que ele ainda está de pé onde eu o deixei. Até meu couro cabeludo formigar. Eu apressadamente empurro a porta aberta. Muito tarde. Uma mão cobre minha boca, um braço engancha em minha cintura e meus pés levantam do chão. A bolsa cai no chão enquanto chuto e balanço meus cotovelos, pulsação acelerada, peito arfando, meus gritos frenéticos e abafados. Ele me puxa mais fundo no estúdio de dança, chuta a porta e me libera. “Por que você...?” Ele passa a mão sobre a boca, os olhos forjados com aço. “Por que você colocou sua boca nele?” Eu cambaleio para frente, endireitando meu equilíbrio nos calcanhares com fúria através de mim. Braços para fora e dentes à mostra, eu empurro seu peito e continuo empurrando. “Saia da minha casa!” Ele desliza em volta de mim e caminha para o outro lado da sala de dança. “Responda à pergunta.” Seu tom é tão imóvel e gelado que levanta os cabelos da minha nuca. “Foda-se você!” Eu arranco um sapato e jogo nele. Ele pega facilmente e joga de lado. Então ele tira o paletó, joga-o também e vem em minha direção.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu recuo, porque caralho, ele está com raiva. O rubor em seu rosto, o olhar enlouquecido naquele clarão, a linha dura de seus lábios —ele está se descontrolando, perdendo seu precioso controle, e eu estou encurralada em um maldito canto. Minha respiração acelera e meus músculos ficam rígidos. Eu não acho que ele vai me machucar fisicamente, mas não acho que ele iria foder com outra mulher também. Meu julgamento é uma merda total. Pressionando minhas costas contra um espelho, eu removo o outro sapato e seguro-o como uma arma. “Não chegue mais perto.” Seus passos não diminuem, e em dois passos ele está em cima de mim, sua mão em torno do meu pulso e seu peito duro contra o meu. “Diga-me por que você estava com esse filho da puta.” Lágrimas já estão correndo pelo meu rosto. Eu não posso quebrar em seu abraço, não posso escapar da força de seu corpo caindo sobre mim. Tudo o que tenho é a minha voz e a devastação ligada a ela. “Eu não fiz sexo em três anos.” As palavras amargas raspam a minha garganta, fervendo de auto aversão. “Eu estava finalmente pronta, e você... você...” Ele não me enganou, porque não estávamos juntos. Mas parece muito com a traição que meus ombros se curvam e meu peito desmorona sob mil dúvidas. Eu deveria ter dito a ele como me sentia sobre ele, que me fez querer tentar mais, ser mais forte, sorrir mais. Eu deveria ter dito a ele que o amava. Meu rosto se contorce de dor insuportável, e o sapato cai da minha mão trêmula. “Você enfiou seu pau nela, e eu peguei um cara em um bar. Porque é isso que as pessoas quebradas fazem.” Suas narinas se inflam. “Se tudo que você quer é sexo...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele puxa o nó solto em sua gravata e arranca-a. Então sua mão vai para o cinto dele, abrindo a fivela. “Não!” Eu empurro seu peito, cavando meus ombros contra o espelho atrás de mim. “Não, não, não, você não é...” Ele agarra minha garganta e aperta. “Não diga essa palavra novamente, a menos que você queira dizer isso.” Eu agarro sua mão e olho para ele com olhos lacrimejantes. Ele não está cortando minha via aérea. Não está me machucando também. Mas não consigo me mexer e meus lábios não formam a palavra que estou cantando mentalmente. Não, não, não, não, não… Seu cinto desliza livremente, e o som dele caindo contra o chão dispara uma onda de calor através do meu núcleo. Minha pele aquece. Meus mamilos endurecem e meu pulso fica selvagem. Ele vai me foder e eu não posso deixar. Apenas uma hora atrás, ele estava dentro de outra mulher. Ele não me quer, não me respeita, não dá a mínima para mim. Esta é apenas uma viagem de poder para alimentar seu ego infantil e egoísta. Eu levanto meu queixo e forço meu olhar para as profundidades furiosas dele. Quando sua boca se abre, dou uma joelhada em sua virilha. Ele grunhe, e a mão na minha garganta afrouxa apenas o suficiente para eu torcer para longe. Mas eu só dou dois passos. Ele bate nas minhas costas e nós tropeçamos, nossas mãos voando para apoiar nossa colisão contra a parede. Mas ainda estamos nos movendo, seu peso empurrando para baixo, deliberadamente nos mandando para o chão. Eu aterrisso de bruços com o corpo dele em cima de mim e o braço dele ao redor da minha cintura, amortecendo a queda. Eu tento puxar meus joelhos abaixo de mim para me afastar, mas ele

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

segura firme em meus quadris, sua mão livre agarrada ao redor da minha coxa. Então ele puxa a barra do meu minivestido. Ar frio esfrega contra o meu traseiro nu antes de sua palma bater, acendendo minha pele com fogo. “Porra... Deus, porra!” Meus braços e pernas cedem sob a dor chocante e meu lamento ecoa pelo quarto. “Por quê...?” Ele me espanca de novo e de novo, e o som da mão dele batendo na carne pontua a queimadura dolorida. O braço embaixo dos meus quadris me suspende sobre o seu colo, dando-lhe força para esmurrar minha bunda implacavelmente. Eu luto e grito, mas depois de alguns segundos, isso começa a parecer forçado, como se eu estivesse me fazendo lutar, negar, odiar. Só eu não odeio isso. A cada golpe, a dor se dissolve em ondas lânguidas de calor. Ela escoa pelos meus centros de prazer, acalmando, acariciando e persuadindo meus músculos internos a um espasmo de necessidade. Em uma rápida mudança de seu peso, ele rola em cima de mim, seu peito sufocando minhas costas e sua mão sob meus quadris, entre as minhas pernas, afundando na minha boceta encharcada. Um suspiro enche meus pulmões, a extensão de seus dedos dolorosamente perfeita. Eu não quero isso. Eu não. Não posso... “Maldição, você está encharcada.” Ele agarra o anel no meu lábio e o puxa. “Uma garota tão excêntrica e imunda.” “Não para você.” Eu chuto e me contorço, minha voz dura, arranhando os lugares mais profundos e sombrios dentro de mim. “Nunca.” Exceto que meu corpo me trai, encharcando seus dedos, reprimindo a invasão, e tremendo por libertação.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu empurro meus quadris e arqueio minha espinha, derrubando-o por tempo suficiente para escapar usando as mãos e joelhos. Antes de ficar em pé, seus dedos capturam meu tornozelo e me viram. Com um puxão poderoso, ele me arrasta pelo chão nas minhas costas e separa as minhas coxas. Sem calcinha, estou bem aberta e exposta para o seu olhar ganancioso. Eu me esforço para ficar livre, mas ele é mais forte, maior, suas mãos são impossíveis de afastar enquanto ele abre minhas pernas mais abertas. Seu olhar encontra o meu, e eu sei o instante em que algo muda dentro dele. Sua raiva ainda está presente, mas é eclipsada pela fome crua e desequilibrada. “Não” sussurro, tremendo. Relâmpagos piscam atrás de seus olhos. Então ele levanta meu corpo do chão e enterra seu rosto entre as minhas pernas. Minhas mãos mergulham em seu cabelo, empurrando, puxando e rasgando os fios. Desejo batalha com desgosto. Angústia gera prazer, e estou perdida sob o redemoinho diabólico de sua língua, dividida entre querer e odiar a ele, ansiando por alívio e me desprezando por isso. Eu preciso dele. Eu quero machucá-lo. Eu puxo sua boca contra minha boceta. Então eu o empurro para longe, chorando, cuspindo, “Eu odeio você.” Ele dá mais uma lambida em minha buceta, respira profundamente contra o meu monte e olha diretamente nos meus olhos. “Eu te amo.” Mentira. Ele é doente e torcido, assim como eu. Quando ele volta à minha buceta, lambendo meu clitóris e chupando meu piercing, eu não quero nada mais do que gozar em sua língua. Estou enlouquecida em minha necessidade, e doce

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Jesus, está quase, subindo, curvando os dedos dos pés e minhas costas. Eu deveria dizer a ele para parar, mas não posso. Eu quero— “Oh Deus, oh porra, eu gozando.” O orgasmo cai através de mim, balanço meus membros e grito enquanto gemo e arquejo, meus olhos fixos nos dele, congelados em choque. Sua boca continua a ranger contra mim, forçando-me a montar sua língua com mais força, mais rápido, estendendo o prazer insuportável. Mas quando o êxtase começa a se acalmar e os tremores se contorcem pelos meus nervos, arrependimento afunda. Ele acabou de foder Marlo Vogt e eu deixei ele me lamber até o clímax. Ele não é bom para mim, sua intenção é manipuladora, seu desejo é venenoso. “Saia de mim.” Um soluço sai da minha garganta e coloco meus calcanhares no chão, tentando me afastar. Ele fica comigo, rastejando entre as minhas pernas e cobrindo minha boca com a dele. Enquanto sua língua varre o aroma da minha excitação pelos meus lábios, não consigo parar de pensar em sua traição e minha necessidade de machucá-lo tanto quanto ele me machucou. Eu quebro o beijo, empurrando contra ele enquanto eu zombo. “Você pode provar o seu gozo? Quando eu o chupei no carro, engoli cada gota.” Seu rugido agonizante sacode as paredes e seu punho bate contra o chão ao lado da minha cabeça. Arqueando sobre mim, ele se levanta, seus braços tremendo com a força de sua raiva. Então, respiração com respiração, ele entra. A quietude se instala em seus músculos e seus olhos se suavizam em vidro azul derretido.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meu coração para e recomeça, galopando em um ritmo frenético. Ele é tão lindo. Tão potencialmente masculino e intimidante Eu afundo meus dentes em meus lábios para sufocar meu apelo para ser fodida. Não desista. Não desista. Eu balanço meus punhos e chuto uma perna, batendo no ar. Mas meu corpo traidor quer, quer, quer. Minha buceta lateja e aquece quando ele cinge seus quadris entre minhas coxas e afasta meus golpes. “Diga isso, Danni.” Seu olhar encapuzado mergulha, absorvendo o comprimento do meu corpo, a propagação das minhas pernas, do meu peito e o pulso na minha garganta. É uma leitura lenta, cheia de pecado, veneno e promessa. “Diga-me não, se você não quiser isso.” A sala desaparece e meu cérebro falha. Tudo se estreita nos ângulos de seu rosto e na intensidade que afina suas maçãs do rosto. Para um homem que não pode ser controlado, ele está completamente possuído pelo aperto de seu desejo. Estou bem ali com ele, consumida pelo mesmo fogo sufocante. Há apenas uma maneira de saciar essa necessidade e não é a palavra não. Eu tento dizer isso de qualquer maneira, tentando fazer meus lábios formarem a resposta sensata, mas não é isso que acontece. “Eu preciso de você.” “Você não tem ideia de quanto tempo eu queria ouvir isso.” Ele pega sua outra mão e emaranha no meu cabelo e inclina minha cabeça para trás para segurar o meu olhar. “Eu te amo tanto.” O som do seu zíper ecoa nos meus ouvidos e eu choramingo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Por que eu não posso lutar contra isso? Eu não posso impedir minhas mãos de alcançar entre nós, atrapalhando-me com a sua urgência em puxá-lo para fora. Ele encaixa seu pau na minha entrada e me olha nos olhos. Dá uma chupada em meu pescoço e aperto seus ombros, tremendo, ofegante. Por favor. Ele empurra, e nós gememos juntos, tremendo como se fosse nosso alívio. Enterrando-se o mais profundamente possível, ele me estica, enche-me e me faz queimar. Então ele me fode, grunhindo como um homem das cavernas feroz e sibilando com os dentes cerrados. Ele é um furacão de fúria e agressão, batendo seu pau rapidamente, violentamente e punindo minha boca com beijos profundos e contundentes. Deus me ajude, eu esqueci o que é isso, a sensação primorosa de ser levada, dominada e fodida em um esquecimento insensato. Já faz três anos. Três dos mais longos anos da minha vida e que maneira de quebrar o jejum. Naquele momento atordoado, minha mente bloqueia como eu cheguei aqui, também absorvida pelo pau acariciando dentro de mim, a língua na minha boca e as mãos varrendo meu corpo. Estamos com desejo e luxúria, suor e músculo, pele na pele, dois animais em uma dança de acasalamento, ofegantes, arranhando as roupas e afundando as unhas na carne. Eu rasgo sua camisa, caindo botões pelo chão. Com um grunhido cansado, ele arranca-a dos braços e arremessa. Há uma camiseta por baixo, mostrando protuberâncias de bíceps e veias bombeadas sobre o músculo. Eu quero ver mais dele, mas ele ataca meu vestido, bate seus quadris e rasga meu corpete sem alças pelo centro.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Respirando pesadamente e rangendo os dentes, ele chupa meu seio. Seus lábios são firmes e fortes, sugando minha pele e deixando sua marca. Então ele começa a morder. Forte. O pânico aumenta, destruindo meu transe faminto. Eu empurro sua boca do meu mamilo e me impulsiono debaixo dele. Seus olhos brilham para os meus e ele rosna um ruído baixo e agressivo. “Tão determinada.” Seus impulsos se aceleram, martelando com urgência. “Deus, sim... Sim...” Ele não olha para longe, seus gemidos graves e roucos. “Você é tão gostosa. Maldito céu.” Não deveria sentir tanto prazer. Eu deveria sentir repulsa e lutar contra ele. Ele me espancou! Como eu deixei isso acontecer? Agarro sua bunda para parar seus movimentos, mas os músculos flexionam mais forte contra as palmas das mãos a cada movimentação de seus quadris. Ele é um frenesi de testosterona, batendo em mim como um pistão cheio de luxúria. Seus olhos nunca deixam os meus, observando, adorando com aquele olhar azul-gelo enquanto seus longos dedos deslizam entre nós e se prendem em meu clitóris. Minhas costas se erguem do chão e minhas pernas tremem contra uma inundação de prazer intoxicante. “É isso aí.” Ele circula e esfrega meu clitóris, em espiral em direção ao topo. “Você vai gozar agora.” Sua outra mão envolve minha garganta e gozo. A pressão do coração contra as minhas vias aéreas inflama fogos de artifício através da minha visão e me empurra para um clímax tão explosivo que sinto que estou me despedaçando em um milhão de pedaços. “Essa é a minha garota.” Seus impulsos perdem ritmo, empurrando e aprofundando. “A coisa mais sexy que eu já vi.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Minha cabeça cai para trás enquanto recupero o fôlego, ofegante e gemendo sob os impulsos de seus quadris. Sua mão desliza da minha garganta para o meu rosto e puxa minha boca para a dele. Então ele me beija. Este beijo é diferente, sem a hostilidade habitual. É carinhoso e terno, cheio de tristeza agoniada. Eu me derreto contra seus lábios, alimentando-me, bebendo, caindo no deslizamento suave, nos golpes vagantes e no êxtase do amor. Eu o amo, mas não o perdoo. E quando ele goza, vejo tudo em seus olhos — sua dor e prazer, remorso e devoção, mágoa e paixão. Ele disse que também me ama, mas ele estragou tudo. “Danni.” Ele engasga, gemendo profundamente, guturalmente, todo o seu corpo tremendo enquanto ele mexe contra mim e sua calça através de sua liberação. Quando ele se recupera, sua testa cai na minha e ele me segura, acaricia meu pescoço, suas mãos acariciando meu rosto. O desejo de me enrolar sacode meus ombros. O que eu fiz? O que eu vou fazer agora? Eu não posso estar com ele. Eu não posso amá-lo. Quando ele levanta a cabeça, sua expressão está aturdida, chocada, como se ele não acreditasse que estivesse aqui, que fez isso comigo. Ele parece assustado. Meu peito aperta quando ele sai e se afasta. Eu nunca vi seu pênis. Ele nem tirou a calça e agora está evitando meus olhos. “Trace?” Eu puxo o vestido arruinado ao redor da minha nudez, procurando algo, qualquer coisa para dizer. “Eu não sei o que fazer. Eu não posso…” Não posso estar sozinha agora. “Nós deveríamos conversar.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

De costas para mim, ele recolhe as roupas do chão. Então ele fica lá, de costas. Nenhum queixo levantado em vitória. Nenhuma desculpa sussurrada. Apenas um homem distante, maculado com o gozo de duas mulheres. E, na dissonância do meu coração partido, seu silêncio. Sua mão aperta ao seu lado e se abre. Uma respiração irregular e ele sai pela porta. Minhas entranhas desmoronam, estão espancadas e machucadas. Tanto quanto eu quero chamá-lo e pedir para ficar, eu não vou. Não sou sua garota. A porta se fecha atrás dele e o som oco da solidão ricocheteia através de mim. Eu rolo em direção à parede espelhada, colocando meus joelhos no meu peito. A pressão aumenta em minha cabeça, e as lágrimas estúpidas surgem com uma vingança. Eu nunca me senti tão machucada, e depois... jogada fora. Mas sou a culpada. Eu poderia ter dito não. Eu queria sexo esta noite e agora que quebrei aquele período de seca incapacitante, eu me sinto pior. Porque a intimidade é o que anseio desesperadamente — a intimidade com um homem que me ama. Por um momento rápido, Trace me deu um vislumbre disso. Então ele levou isso embora. Eu não quero nem pensar na nossa falta de proteção. Eu tenho um DIU, mas e quanto a doença? Ele usou camisinha com Marlo? Náuseas roçam no meu estômago. Ele a fodeu... uma hora antes de fazer sexo comigo. Talvez ele esteja voltando para ela agora. Para segurá-la em sua cama. Para amá-la do jeito que eu sofro para ser amada.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Cole nunca teria feito isso comigo. Ele não era nada senão fiel e cem por cento dedicado. Ondas de dor se chocam contra o meu peito e eu bato o punho contra o chão, batendo enquanto choro feio, soluço de auto aversão. “Eu sinto sua falta, Cole. Sinto tanta falta sua.” Antes de morrer, ele arrancou meu coração e segurou-o entre nós, pingando com o sangue dos sonhos. A raiva antiga surge na superfície, quebrando minhas costelas e queimando minha pele. Ele não deveria ter me deixado. Ele colocou seu trabalho em primeiro lugar e destruiu tudo o que tínhamos. Eu preciso de uma bebida. Muitas bebidas. É a única maneira de anestesiar a dor e esquecer. Piscando através da visão turva, encontro meu reflexo no buraco quebrado no espelho. Meu rosto despedaçado, lamentável e quebrado olha de volta, me julgando. Você está desistindo, sua cadela patética? Estou confortável aqui, deitada no chão em uma poça de arrependimento. Eu fiquei viciada em tristeza. É familiar, confiável e sem esforço. Eu sei que é a resignação falando. Desistir é muito mais fácil do que lutar através de todas as cicatrizes. Há tantas coisas me segurando, sufocando minha vontade de respirar. Eu preciso de um propósito. Um motivo para contribuir neste mundo injusto. Eu tenho isso, não tenho? Tenho paixão — dança, família, vizinhos, o abrigo dos sem-teto. É tudo que preciso. O amor não é uma escolha. Nem a vida. Nós nos conectamos ou não nos conectamos. Nós vivemos e morremos. Não há para sempre. A verdadeira luta é fazer o melhor possível, fazer a diferença e apreciar os pequenos lampejos de felicidade.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Estico um braço e olho as rachaduras no espelho. A última vez que olhei para o meu reflexo quebrado foi a noite em que coloquei tudo da minha vida com Cole no porão. Eu apenas joguei tudo para baixo, deixei onde caiu e tranquei a porta. Foi um grande passo então. Hoje à noite, preciso terminar. Forçando-me a ficar de pé, tiro os restos esfarrapados do vestido e retiro meu telefone da bolsa no chão. Então configuro minha playlist para Dancing On My Own, de Calum Scott. Tremendo, puxo uma camisola e calça. Sufocando, pego a chave e meu anel de noivado. Chorando, fico na porta do porão enquanto Calum Scott faz uma serenata nas ruínas do meu coração. Com uma respiração profunda, destranco a porta, acendo as luzes e desço nas lembranças de concreto úmido de Cole Hartman. Quando se mudou, ele assumiu o porão inacabado, enchendo-o de ferramentas, peças de motocicleta, equipamentos de levantamento de peso e outras coisas viris. O cheiro do óleo do motor permanece no ar. Cartazes de punk rock cobrem as paredes. Seu velho futon fica ao lado de várias bancadas de trabalho. Depois, há as coisas que trouxe para cá há dois anos. Suas roupas, colônia, relógios, CDs, decoração de casamento, caixas de fotos e lembranças que colecionei durante nossos dez meses juntos. Mas a visão do vestido branco amassado no chão é o que libera as comportas. Meus olhos se afogam em lágrimas enquanto eu movo meus pés em direção ao vestido. Meus dedos viajam sobre o tule empoeirado e o corpete de pedras. Teria sido um lindo casamento. Nosso casamento teria sido tão épico quanto nosso amor. Minha caixa torácica estremece com a força da minha mágoa quando pego o vestido e o abraço no meu peito.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Não sei quando finalmente enfio meus dedos e ponho o vestido de lado. Eu me movo em uma névoa de turbulência, abrindo as caixas vazias que Bree me deu, vasculhando as camisas de Cole, cheirando cada uma delas e chorando mais. Depois eu começo a empacotar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Vinte Dias Atuais

Na manhã seguinte, acordo no sofá de Cole no porão ao som de passos rangendo as tábuas do assoalho. Meu cérebro lentamente se desperta, meus olhos inchados e coçando. Eu tremo e puxo o cobertor áspero sobre meus ombros. Não, não é um cobertor. Eu dormi com o meu maldito vestido de noiva. O intruso rompe a porta do porão e as escadas gemem sob o piso dos pés. Vários pés. Talvez seja Bree e David. Que horas são? Eu me sento e pego meu telefone. 6h05 Gemendo, eu esfrego minha cabeça. A única pessoa que me acordaria a esta hora é a minha vizinha, o que significa que deixei minha porta destrancada. Novamente. Seus pés entram em vista nas escadas, espremidos em meias de compressão e arrastando os chinelos com a ajuda de sua bengala. Eu me movo para ajudá-la a descer os degraus, mas o segundo par de sapatos me congela na beira do sofá. Mocassins pretos brilhantes. Calças escuras. Pernas longas e poderosas...

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meu pulso dispara e minhas unhas cavam nas palmas das minhas mãos. Trace tem uma cara de pau aparecendo aqui. Quando chegam ao último degrau, Virgínia ergue a bengala e enfia a ponta nas costas, empurrando-o para a frente. “Isso pertence a você?” Ela pergunta. Ele ainda está vestindo a camiseta branca da noite passada, fora da calça e enrugada. A mesma calça e sapatos. Ele não foi para casa ontem à noite? De cabeça baixa e mãos enfiadas nos bolsos, ele só levanta os olhos. Olhos machucados. Acrescente isso a sua expressão desgrenhada e cabelos loiros indisciplinados e luto para processar sua aparência. Ele parece terrível. “Não.” Minha garganta aperta e eu cruzo meus braços. “Ele não pertence a mim.” “Bem...” Virginia bufa. “Eu o encontrei dormindo em um carro na sua garagem.” Ela abaixa a bengala e bate na parte de trás de suas pernas. “Ele disse que conhece você. Encheu minha cabeça com todo tipo de absurdo, de como você pegou o coração dele e ele não o quer de volta.” Meu queixo levanta. “Deixe-me em paz.” Seus ombros se levantam enquanto ele toma uma respiração irregular, seu olhar está submerso em arrependimento. “Danni...” “Não” Meus nervos se arrepiam e puxo o vestido de noiva contra o meu colo. Virginia dá a ele uma carranca. “O bom Deus não tem piedade com mentiras, e cães de caça como você.” “Danni, por favor...” Ele passa a mão pelo cabelo e as coloca de volta no bolso. “Eu preciso...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Como você ousa trazer seus impulsos sexuais à porta de Danni?” Virginia bate nele novamente. “Se Cole estivesse aqui — Deus abençoe sua alma — ele te atropelaria com sua moto até que você parasse de respirar.” Engraçado como ela esnobou Cole todos os dias que ele morava aqui, e agora que se foi, ela não consegue parar de o elogiar. Eu me incomodo com a saia de tule do vestido e olho em volta do porão. Eu fiz um progresso enorme na noite passada. Tudo está embalado em caixas pelas escadas. Exceto o vestido de casamento. Eu não pude deixá-lo ir. Mas me sinto mais forte esta manhã. Coerente. Pronta para enfrentar o Trace Savoy. “Está tudo bem, Virginia.” Eu me levanto e coloco o vestido de lado. “Eu vou lidar com ele.” “Eu sei que você vai.” Ela se inclina contra a bengala. “Quando você terminar, eu tenho uma lâmpada queimada no banheiro. Não posso alcançar a maldita coisa.” “Eu vou acabar um pouco mais tarde.” Eu ando em direção a ela para ajudá-la a subir as escadas. Ela acena, grunhindo um som perturbado. “Eu posso andar muito bem sozinha.” Eu prendo a respiração enquanto ela caminha pelas escadas. Então ela se arrasta pela cozinha e fecha a porta dos fundos. Com uma expiração lenta, passo por Trace e sento no sofá. “Você esteve aqui a noite toda?” “Eu fui.” Ele coça a barba por fazer, vai até o sofá e senta do outro lado com o vestido de casamento entre nós. “Mas não consegui ir e voltei.” “Você dormiu na garagem? No seu carro?” Estreito meus olhos. “Por quê?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu pensei que seria melhor se nós dois dormíssemos sem toda a nossa raiva.” Seu olhar severo, me causa coceira e ardência. Ele parece desanimado, mas sua aparência não faz nada para diminuir sua intensidade. Na verdade, seus olhos estão mais penetrantes do que nunca, sondando e pressionando e me fazendo contorcer. É enlouquecedor o quão profundamente ele me afeta, mesmo agora, depois de tudo o que ele fez. “Diga o que você quer dizer.” Eu flexiono minhas mãos no meu colo. “Então por favor, apenas... me deixe em paz.” Ele se desloca, inclinando-se mais perto, com uma expressão dura e determinada. “Eu não fiz sexo com Marlo.” Eu respiro fundo, meu coração batendo com esperança. E negação. “Não insulte minha inteligência, Trace.” “Juro por Deus, Danni.” Um músculo salta em sua mandíbula. “Eu sabia que você saiu cedo do trabalho e pretendia me confrontar. Eu soube no instante em que você acessou a cobertura.” “Eu não saí cedo do trabalho para confrontar você!” Eu pulo do sofá e fico em pé sobre ele, tremendo. “Eu estava indo para me entregar a você. Tudo de mim!” “Eu sei disso agora.” Ele se inclina para frente e coloca os dedos atrás da cabeça abaixada. “Eu vi você nesse vestido e eu sabia. Eu sabia que fodi tudo. Sabia que passaria o resto da minha vida tentando fazer o certo.” “Exceto que você não fez certo. Você socou meu encontro, me fodeu como um animal enlouquecido e foi embora. Você me deixou no chão como lixo descartado.” Suas mãos apertam sua nuca e seu peito se ergue. “Eu vim aqui ontem à noite para me desculpar, jogar-me aos seus pés.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Então vi você com ele, ouvi o que você fez com ele.” Sua respiração fica mais alta, mais rápida. “Eu me descontrolei, porra.” Ele abaixa os braços, flexiona as mãos entre as pernas abertas. “Não é desculpa, e não posso te dizer o quanto sinto muito.” Ele solta uma risada de auto depreciação. “Não sou bom nisso. Cristo, sou um maldito pesadelo. Eu sei disso, mas estou tentando.” Seus olhos, atormentados e vermelhos, encontram os meus. “Eu quero ser o homem que merece você.” Suspiro e meus ombros caem. “Se você sabia que eu estava indo encontrá-lo depois do trabalho, por que você estava com ela? Eu vi você transando com ela, Trace. Ela estava nua da cintura para baixo e gemendo.” “Marlo trabalha para mim e ela faz qualquer coisa que eu diga para fazer. Incluindo se tocar enquanto eu assisto.” Meus dentes se batem juntos. “Eu não assisti” ele diz rapidamente, furiosamente. “Eu não estava nem duro.” “Você é uma figura.” Dou passos para longe dele, tentando entender suas palavras. “Se você quisesse um relacionamento comigo, por que sabotar isso fodendo outra mulher?” “Eu não transei com ela!” Ele grita, em seguida, abaixa a voz. “Eu tenho câmeras no meu quarto. A transmissão de vídeo é gravada. Eu posso provar. Inferno, você pode assistir os últimos quatro meses de filmagem. Você é a única mulher que esteve na minha cama.” “Eu não acredito em você.” Mesmo que meu coração tolo pareça estar flutuando no meu peito. “Você me disse que nunca dorme sozinho.” “Esse foi o primeiro dia que passamos juntos e era verdade na época.” Ele franze a testa e a esfrega. “Eu não estive com uma mulher desde que nos conhecemos.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Estou muito emocionalmente esgotada para isso. Ele está mexendo com a minha cabeça e quebrando a minha determinação. “E a mulher em seu colo no cassino?” Falo mais alto, apoiando meus punhos nos quadris. “Ou as dezenas de outras que vejo você flertando e bebendo?” “Ontem à noite, com você, foi a primeira vez que fiz sexo em quatro meses.” “Se isso é verdade ou não, você queria que eu acreditasse que você fodeu Marlo. Não faz sentido.” “Quando estive aqui ontem, queria que você me escolhesse. Eu precisava que você dissesse isso.” Ele abaixa a almofada, deixando cair a cabeça para trás e olhando para as vigas. “Eu saí daqui pensando que eu não era nada mais do que um rebote, uma maneira de você se recuperar do único homem que você vai amar.” Ele olha para o vestido de noiva ao lado dele e fecha os olhos. “Quando você saiu do trabalho cedo, presumi que você iria me procurar para dar o seu aviso de duas semanas.” Ele não poderia estar mais errado. Sento no sofá e massageio minhas têmporas. Eu preciso de café. “Estou acostumado a conseguir exatamente o que quero.” Ele me olha nos olhos. “Mas com você, eu estou em completa perda de controle. Os sentimentos que você provoca em mim, a maldita dor que senti ontem quando pensei que você não me queria... eu não estava preparado para isso. Jesus, Danni, nunca me coloquei em uma posição tão vulnerável.” “Isso parece amor” digo baixinho. Ele olha para mim, com algo parecido com desespero em seus olhos. “O amor não é uma escolha, sabe.” Acaricio o tecido do vestido de noiva. “Você não pode controlá-lo. Isso só... acontece, e

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

é melhor você o segurar por toda vida, porque nunca se sabe quando vai perdê-lo. “Eu não deveria ter exigido que você fizesse uma escolha.” Um sorriso de dor curva seus lábios e desaparece em um piscar de olhos. “Mas eu fiz, e sua não-resposta foi incapacitante. Eu estava magoado, ferido...” “Então você armou a coisa com Marlo para me machucar.” Ele concorda. “Sou um filho da puta ciumento e vingativo.” Eu pego o vestido e caminho até uma das caixas pelas escadas — a caixa que contém o anel de noivado. Então arrumo o vestido, dobrando e mantendo minhas mãos ocupadas enquanto penso. Qualquer confiança que eu tive com o Trace está quebrada. Levaria muito tempo para chegar a um lugar saudável com ele. Isso é, se ambos estivermos dispostos a colocar o máximo esforço em algum tipo de futuro juntos. “O que você está fazendo?” Ele pergunta. “Seguindo em frente.” Eu fecho a caixa, endireito a minha postura e olho para o meu progresso. Ele se levanta do sofá, seus olhos suavizam quando ele se aproxima de mim. “A importância dessa declaração não passou despercebida por mim.” Minhas sobrancelhas franzem e fico quieta, esperando que ele continue. “Se alguma coisa acontecesse com você...” Ele está atrás de mim e coloca a mão no meu ombro, guiando-me para recostar contra seu peito. “Se eu te perdesse, se você morresse, não tenho certeza se seria capaz de seguir em frente.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Respiro cansada, tremendo com o calor do seu corpo nas minhas costas. “Relacionamentos nem sempre machucam assim. Quando é bom, é a melhor sensação do mundo. Esses são os momentos pelos quais lutar.” Sua boca abaixa, exalando um suspiro quente contra meu pescoço, como se minhas palavras lhe dessem esperança para nós. “Estamos presos, Trace. Presos em um ciclo tóxico de desconfiança venenosa, ciúme, mal-entendidos e sentimentos bloqueados. Nada disso funciona em um relacionamento duradouro.” Ele envolve seus braços na minha cintura e descansa sua testa contra a minha. “Por favor, não desista de mim.” “Eu não sei o que vou fazer, mas não vou desistir. Temos tanta merda para resolver, a primeira é o seu relacionamento com Marlo.” Ele me gira e segura meu rosto. “Eu nunca fiz sexo com ela.” Confiança. Quebrada. Agarro seu antebraço musculoso. “Eu quero ver o vídeo da noite passada.” “Meu laptop está no carro.” Ele pega minha mão e me leva até as escadas.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Vinte e Um Dias Atuais

Meus pensamentos se juntam em uma confusão enquanto eu sigo Trace para fora do porão. Talvez ele não fodeu Marlo. Talvez meus sentimentos por ele não tenham sido completamente demolidos. Mas isso não faz dele menos do que um bastardo manipulador. No topo da escada, ele fecha a porta e se agita com o cadeado. “Por que você manteve isso trancado?” “Isso levava a um lugar que não existe mais.” Ele descansa seus lábios contra o topo da minha cabeça por um momento silencioso. Então sua mão pega a minha e me leva embora. Na cozinha, ele liga a cafeteira e vasculha meus armários enquanto faz uma ligação. “Eu faço isso.” Eu o empurro para o lado e pego os grãos de café. “Sim” ele diz ao telefone e caminha até a geladeira. “Senhorita Angelo e eu não voltaremos ao trabalho até sexta-feira. Faça os arranjos apropriados.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O que? Sexta-feira é... daqui a quatro dias. Eu giro ao redor, olhando para suas costas enquanto ele tira pacotes de ovos e bacon. “Mande alguém para a casa da senhorita Angelo com uma mala para a semana.” Ele se vira e me dá um sorriso desconfortável. “Jeans e camisetas.” Eu me inclino contra o balcão e cruzo meus braços. “O que você está fazendo?” “Isso é tudo.” Ele olha para o chão por um segundo e puxa uma respiração. “Marlo, espere.” Sua mão vai para a parte de trás do pescoço dele. “Sinto muito pela noite passada. Eu te usei. Estava errado e...” Ele fecha os olhos, escutando por vários segundos. “Entendido.” Ele desliga a chamada e encontra meu olhar de espera. “Marlo deu o aviso de suas duas semanas depois que você saiu ontem à noite.” Eu não a culpo por desistir e não posso deixar de sentir um alívio egoísta. “Ela poderia processá-lo por assédio sexual.” “Ela aceitou o pacote de indenização, que exigia que ela assinasse um termo que me livra de possíveis processos.” “Sortudo.” Eu tamborilo meus dedos no balcão enquanto o desconforto faz buracos dentro de mim. Eu não estou confortável com o tratamento dele. Talvez eu deva deixar passar, mas esse não é meu estilo. “Você acha que não há problema em tratar mulheres assim?” Endireito minha espinha, encontrando seu olhar. “Quero dizer, ela trabalhou para você, e você disse a ela para se masturbar para você em algum jogo nojento que não tinha nada a ver com ela. Isso não está bem.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele desliza as mãos nos bolsos, olha para o chão e solta um suspiro. “Marlo não é o que parece.” “O que você quer dizer?” “Ela não queria apenas transar.” Ele olha para mim, suas sobrancelhas se juntando. “Ela está apaixonada por mim até o ponto de ilusão. Cheguei em casa e a encontrei, não uma, mas três vezes, nua no sofá da minha sala de estar.” “O que? Quando?” “Começou na época em que contratei você. Eu removi o acesso de segurança dela e a demiti.” “Então por que ela ainda estava trabalhando para você?” “Ela trouxe uma equipe de advogados, ameaçando-me de assédio sexual — do qual ela não tinha absolutamente nenhum motivo.” “Com todo o seu dinheiro, você não poderia lutar contra isso?” “Eu poderia.” Ele coça a mandíbula. “Mas escolhi te ensinar uma lição.” “Ao observá-la se masturbar?” “Esperando o momento certo para gravá-la se tocando intencionalmente, consensualmente, no meu quarto.” Oh. “Você mostrou a ela o vídeo?” “Sim, logo depois que você saiu. Ela não hesitou em abandonar suas ameaças contra mim e aceitar a separação.” Ele estreita os olhos. “Eu te disse que eu sou um filho da puta vingativo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele poderia tê-la processado por invadir sua cobertura... nua. Ele poderia ter destruído sua carreira, seu meio de vida. Em vez disso, ele pediu desculpas por usá-la e pagou a ela para sair. Ele se chama de vingativo, mas suas ações sugerem compaixão. De um jeito depravado e fodido. Mas ainda assim, é compaixão e me aquece de dentro para fora. Eu sinto falta de ar. “O que vai fazer com a mala?” “Estamos presos em um comprometidos em resolver isso.”

ciclo

tóxico

e

estamos

“Não pode ser consertado em quatro dias.” “Eu sei disso, mas não vou sair do seu lado. Eu suponho que você preferiria estar em qualquer lugar, exceto na cobertura. Nós podemos passar a semana aqui. Ou no Havaí, Paris, Austrália...” Ele perdeu a droga da cabeça. Eu preparo o café, forçando-me a pensar sobre isso logicamente. Não sei se devo passar o dia com ele, muito menos uma semana do outro lado do mundo. “Eu não vou a lugar algum com você.” “Ficaremos aqui então.” Pisando atrás de mim, ele toca sua testa na parte de trás da minha cabeça. “Eu não vou deixar você, Danni. Nunca.” Meu coração se agarra a essas palavras enquanto meu cérebro grita Mentiras, mentiras, mentiras. Ele agarra meu quadril e puxa meu traseiro contra ele. “Você não vai sair do cassino.” O comando em seu tom me levanta arrepios, mas não faz sentido negar isso. “Eu vou ficar” digo. “Até que você foda de novo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu não vou.” Ele recua. “Onde estão as suas lâmpadas?” Aponto para o corredor. “Armário de roupa. Por quê?” “Eu volto já.” Enquanto sirvo nossos cafés e preparo o bacon, a porta da frente se abre e fecha. Eu olho em direção à janela da cozinha e vejo Trace caminhar ao lado da casa de Virginia, carregando uma lâmpada. Eu sorrio, pensando em quanto inferno ela vai dar a ele. Se ele quiser conquistá-la, terá que fazer muito mais do que trocar as luzes. Mas é um bom começo. Se ele quer me conquistar, bem... pode começar provando que ele vale o risco. Precisa me convencer a pensar nele sem importar o ponto de vista e mesmo que odeio de qualquer maneira. Porque agora, ele é um grande e maldito se. Ele retorna quando começo a quebrar ovos na gordura de bacon. “Como foi?” Eu pergunto. “Ela é uma mulher teimosa.” “Isso é ruim, hein?” Eu rio. “Eu tenho contusões nas pernas daquela maldita bengala.” Ele pega a espátula da minha mão e coloca o laptop aberto no balcão. “O vídeo está carregado. Apenas aperte o play.” Quando ele termina os ovos, sento no balcão e movo o dispositivo para o meu colo. O vídeo começa quando ele e Marlo entram em seu quarto. Não há áudio, mas sinto o constrangimento entre eles. Ele não olha para ela, sua boca se mexe e o dedo aponta distraidamente para o sofá onde os encontrei. Na tela, Marlo toca sua garganta, acompanhando seus passos com paixão em seus olhos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Jesus.” Minha boca seca. “Ela realmente queria você.” A espátula na sua mão faz uma pausa. “A atração não era mútua.” Talvez não, mas ainda é doloroso vê-lo se mover atrás dela no vídeo, vê-la levantar a saia e se tocar para ele. Ele não olha para baixo, sua atenção passando rapidamente entre o relógio e a porta. Sua calça está abaixada, mas sua cueca permanece. Com o rosto enterrado na almofada e a mão trabalhando entre as pernas, ela não parece notar que ele não tirou o pau. Trinta segundos na gravação, eu entro. Ele não agarra seus quadris até aquele exato momento. Ele queria me machucar e o impacto está escrito em todo o meu rosto na tela. Já vi o suficiente. Minhas mãos tremem quando fecho o laptop e coloco de lado. Ele desliza a frigideira do fogão e passa entre as minhas pernas. O tormento contorce sua expressão e seus braços me envolvem. Com uma mão segurando minha nuca, a outra aperta minha espinha, me segurando tão forte que sinto o remorso rolando em seus músculos. “Eu te amo.” Sua boca pressiona contra o meu ombro. “Eu te amo tanto que me apavora.” “Estou com medo também.” Eu o abraço, descongelando no requintado calor de seu abraço. “Um dia de cada vez, ok?” Ele exala pesadamente. “Ok.” Nós comemos lado a lado no sofá da sala da frente, tomando nosso café e nos perdendo em nossos pensamentos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele termina primeiro e se inclina para trás, observando-me. “Você não tem TV aqui nem no seu quarto. Mas há uma muito boa no porão.” “Era de Cole.” “Mas funciona?” “Sim.” Pego nossos pratos e caminho até a cozinha. Ele vai atrás de mim. “Não entendo porque está no porão.” Coloco os pratos na pia e apoio minhas mãos no balcão. “Eu coloquei todas as coisas dele lá embaixo.” “Exceto a Harley.” “Se eu pudesse rolá-la pelas escadas abaixo, eu teria.” Eu sorrio e parece uma careta. “Ver as coisas dele todos os dias não estava ajudando no meu processo de luto. Eu tive alguns meses difíceis depois que ele morreu. Meio que me perdi lá por um tempo.” Em vez de oferecer condolências ou palavras inúteis, ele me dá exatamente o que eu preciso. Enquadrando meu rosto em suas enormes mãos, ele descansa seus lábios contra a minha testa. Deslizo meus braços ao redor de sua cintura e ficamos assim até a campainha tocar. Ele cumprimenta seu motorista na porta e recolhe sua mala de viagem. Então, com a mão dele na minha, ele me leva ao banheiro. “Chuveiro e uma soneca. Parece bom?” Soa perfeito. Eu só dormi algumas horas na noite passada, e duvido que ele tenha dormido bem em seu carro esportivo. No banheiro, ele entra na pequena passagem entre a pia e a banheira. Ele pretende que nós tomemos banho juntos? Minha barriga vibra com o pensamento, o que é ridículo depois do que fizemos juntos na noite passada. Mas eu não o vi nu da cintura para baixo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele agarra a parte de trás de sua camiseta e a puxa sobre a cabeça. Suas mãos caem para suas calças, abrindo seu zíper e empurrando a calça com seus sapatos e meias. Então ele se vira para mim, vestindo cueca preta e nada mais. Toda essa pele impecável e músculos esculpidos fazem minha boca encher de água e minhas entranhas latejarem. Sua beleza é material de lendas, ele exala o tipo de poder e vibração que se encontraria em meio a um cerco Viking. Todo deus mítico começou com uma história baseada em uma pessoa e uma série de eventos. Eu não ficaria surpresa se as divindades nórdicas da guerra, beleza e sexualidade aparecessem na árvore genealógica de Trace. Ele é tão lindo, alto e insanamente intenso que não consigo me impedir de tremer. E é a minha vez de tirar minhas roupas. Eu não sou uma pessoa tímida, nem mesmo um pouco, mas me despir enquanto ele assiste, de repente, parece que estou tropeçando em uma prancha. “Você está nervosa.” Ele toca um dedo sob meu queixo, levantando meu rosto. Meus mamilos endurecem e mordo meu lábio. Todo o drama e mágoa fica de lado, estou inegavelmente atraída por ele. Eu fiquei tanto tempo sem sexo, e agora que eu estive com ele, é como se todos os meus desejos latentes tivessem sido abalados. Nós tivemos sexo furioso — sexo com ódio, amargo, do tipo que te joga no chão e deixa alucinado. Eu não consigo parar de imaginar como seriam outros tipos de sexo com ele. Gentil, brincalhão, excêntrico... Jesus, depois da surra e asfixia, eu sei que ele é um bastardo bizarro. Eu posso não ser capaz de perdoar sua falta de coração, mas não posso ignorar essa fome implacável e forte que ele desencadeou em mim.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Eu só vou lavar você.” Ele passa a mão pelo meu cabelo, sua voz suave e rouca. “Ok?” “Ok.” Eu lentamente solto um suspiro. Ele desliza a cortina do chuveiro para trás e olha para a pequena banheira verde com os olhos arregalados. “Você teve essa mesma expressão quando dirigiu meu Midget” digo. “Eu imagino que Cole experimentou o mesmo horror claustrofóbico quando viu esta caixa verde.” Um tremor gruda na minha garganta. “Você não precisa fazer isso.” “Fazer o que?” “Incluir ele. Falar sobre ele.” “Sim eu preciso. Ele é parte de você, e não quero que você feche essa parte, ou qualquer parte de si mesma de mim. Se você precisar falar sobre ele, quero ser aquele com quem você pode contar.” Ele está tentando, e gratidão arrepia meus membros. Mas há algumas coisas que não vou compartilhar, como quantas vezes Cole me seguiu até a banheira e me fodeu contra cada centímetro quadrado. “Mas eu preciso de algo de você” Trace diz. “Se e quando você me perdoar, preciso que abra espaço para mim” — ele bate no meu peito — “aqui. Entendido?” “Sim.” Meu coração bate, devorando suas palavras e a vulnerabilidade em seus olhos. Eu alcanço a bainha da minha blusa, mas ele afasta minhas mãos e a puxa sobre a minha cabeça. Então ele tira o meu short, seus dedos acariciando minha pele com ternura.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Qualquer nervosismo que sinto por estar nua é silenciado no instante em que ele remove sua cueca boxer. Uma sensação diferente agarra meu corpo enquanto eu admiro a forma gloriosa dele. Apreciação, espanto, desejo — tudo isso expande meu peito com uma grande ingestão de ar. A força e os músculos em seus ombros e braços, os gominhos do seu abdômen e o pau pesado pendurado duramente entre as pernas poderosas me deixam fraca nos joelhos. Estendo a mão e coloco um braço na parede. Inclinado para baixo, ele levanta uma sobrancelha. “Entre no chuveiro, Danni.” Eu movo meus pés e ele me segue. Então ele assume, ensaboando as mãos e massageando meu pescoço, meus dedos e em todos os lugares. Ele é completo, gentil e pecaminosamente sedutor. Ele lava meu cabelo e me vira para a parede, deslizando os dedos com sabão sobre meus seios e entre minhas pernas. Eu deixo minha cabeça cair em seu ombro, nem mesmo tentando abafar meus gemidos. “Você está tornando impossível manter minha palavra.” Ele desliza os lábios pelo meu pescoço, suas respirações quentes e famintas. “Você e seu corpinho lindo.” Ele bate a palma da mão contra a minha bunda, em seguida, esfrega a dor com uma pressão perversa. “Eu quero fazer coisas para você. Coisas que deveriam ser ilegais.” Eu viro no círculo de seus braços e aperto seu rosto. Seus lábios se separam e seus olhos buscam os meus. Então ele me beija — um profundo beijo sem fôlego, cheio de fogo e necessidade. Línguas enredadas, mãos agarradas, nós caímos contra a parede do chuveiro, trancados em um frenesi de desejo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Seu pau inchado pressiona contra a minha barriga, e eu enrolo meus dedos em torno dele, acariciando para cima e para baixo e arrancando um gemido sufocado de sua garganta. “Eu disse que só ia lavar você.” Suas mãos mergulham no meu cabelo e ele balança seus quadris, deslizando seu comprimento no meu aperto. “Você me lavou. Agora você precisa colocar seu pau enorme dentro de mim.” “Danni.” Sua mão cobre a minha ao redor de sua cintura, impedindo meus movimentos. “Eu quero mais do que sexo com você.” Deslizo minha mão livre pelos cabelos dele, maravilhada com a forma como os grossos fios molhados caem perfeitamente despenteados sobre meus dedos. “Estaremos passando os próximos quatro dias juntos?” “Se eu não cometer mais erros” ele diz, dando um beijo no meu pulso, “estaremos passando o resto de nossas vidas juntos.” Meu coração vacila. “Se você ficar aqui, faremos sexo. Importa se é agora ou daqui a uma semana?” “Eu não posso acreditar que estou dizendo isso, mas sim, isso importa.” Ele recua e pega o xampu. “Eu sei o que quero e seu coração não está aqui... ainda.” Seus bíceps se contraem enquanto ele ensaboa seus cabelos. “Não vou negociar desejos de longo prazo por impulsos de curto prazo.” Sua voz é áspera, sua carranca é formidável. É óbvio como é difícil para ele me recusar. Seu impulso de curto prazo parece dolorosamente inchado entre as pernas. Eu recuo, mantendo minhas carícias casuais enquanto o ajudo a me lavar. Dez minutos depois, nos deitamos na cama, nus, com as pernas emaranhadas. Seu corpo envolve minhas costas,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

ficando de conchinha por trás, com a coxa dele entre as minhas. Ele ainda está duro, mas não se mexe comigo. Ele parece contente em apenas me abraçar. Na cama que compartilhei com Cole. O pensamento é indesejado, mas não consigo bloquear. Cole comprou esta cama para mim quando ele se mudou — a cabeceira é de ferro forjado, colchão de espuma, roupa de cama de linho cinza. Seu perfume permaneceu neste quarto por meses depois que ele saiu. “Conte-me sobre ele” Trace diz calmamente. Ele pode ler meus pensamentos? Eu levanto meu pescoço e encontro seu olhar nos porta-retratos do outro lado do quarto. “Eu provavelmente deveria colocar isso fora.” Minha mão bate nos lençóis. “Não faça isso por mim.” Ele tira meus dedos da cama e os enlaça com os dele. “Pretendo me sentir em casa na casa que você dividiu com ele. Vou fazer amor com você na cama, que suponho que ele tenha dormido. Se não consigo lidar com uma foto dele, nosso relacionamento está condenado.” Minha caixa torácica se estica com uma felicidade cautelosa, aperto minha mão ao redor dele. “Você realmente quer ouvir sobre ele?” “Por favor.” Começo com a forma como nos encontramos e depois compartilho os destaques dos dez meses que passamos juntos. Seu projeto e construção do estúdio de dança, as viagens em sua moto, seu ódio por Nikolai. Trace não fala ou fica tenso, e seus braços ficam em volta de mim, embalando, confortando. Minha voz vacila enquanto quando o trabalho de Cole, a razão pela qual ele saiu e a explosão que tirou sua vida.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Você parece com raiva” Trace diz. “Você não pode culpálo...” “Ele escolheu seu trabalho.” “Parece que ele não teve escolha, Danni.” “Você está certo.” Com um suspiro, viro em seus braços para encará-lo. “Eu me agarro à raiva como uma muleta. É só... é mais fácil. Então me deixe ter, ok?” “Estou achando que vou deixar você ter o que quiser.” Ele beija meus lábios. “É mesmo?” Eu me inclino e envolvo meus dedos em torno de sua ereção grossa. “Exceto isso.” Gemendo, ele move minha mão de seu pau para suas costas. “Fale-me sobre sua família.” “Você quer que eu fale sobre meus pais enquanto você está de pau duro?” “Eu quero que você fale sobre eles” ele diz, colocando-me mais perto contra o peito, “para me livrar do tesão.” Nós conversamos por horas sobre tudo e nada. Família e trabalho. Gostos e desgostos. Ficamos longe de conversas sobre o passado ou o futuro, satisfeitos em simplesmente mergulhar no presente. Eu não sei quando adormecemos, mas acordo com um suspiro assustado na porta do quarto. “Merda!” Bree se afasta, gritando no corredor. “Todo mundo lá fora!” Passos soam pela cozinha, presumivelmente David e Angel fazendo uma saída rápida.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Trace deita de costas ao meu lado, descaradamente nu com um braço dobrado atrás da cabeça. Seus lábios não estão sorrindo, mas o brilho em seus olhos sonolentos é inconfundível. O homem não tem vergonha. “Estou confiscando sua chave” digo às costas de Bree e sento. “Você pode tê-la.” Ela joga cegamente o chaveiro em direção à cômoda e o envia para o chão. “Sr. Savoy... uh, Trace... desculpeme por ter visto o seu... hum..”. “Pau?” Eu puxo o lençol sobre seus quadris e contra o meu peito. “Estamos cobertos agora. Você pode se virar.” Um rubor invade seu pescoço enquanto ela nos olha, e seu olhar pousa em sua protuberância sob a capa fina. “Eu não olhei. É como... Eu vi e desviei o olhar muito rápido. Eu nem tenho certeza de que realmente vi isso. Talvez apenas um...” “Você está divagando e olhando.” Eu sorrio e coloco a mão em seu peito esculpido. “Trace, esta é minha irmã, Bree.” Ele segura o lençol no lugar e sobe até a beira do colchão com a mão estendida. “É um prazer conhecer você.” “Oh, umm...” Ela olha para a mão dele por um tempo antes de apertar. “O prazer é todo meu.” Seus olhos se arregalam e suas bochechas ficam vermelhas. “Isso não foi o que eu quis dizer. Quero dizer, é um prazer, mas não esse tipo de prazer...” “Bree.” Eu estalo meus dedos. “Hmm?” “Dê-nos um minuto?” “Certo.” Ela abre a porta e fecha atrás dela. Trace arranca as cobertas e sobe em cima de mim, guiandome para deitar enquanto acaricia meu pescoço. “Ela é...”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Estranha?” “Eu ia dizer adorável. Mas sim, definitivamente desajeitada.” “Ela lida com alunos da primeira série durante todo o dia, não lindos homens nus.” Eu coloco minhas mãos sobre o traseiro musculoso dele e aperto. “Embora, eu admito que nunca a vi tão nervosa. Eu acho que você a intimida.” “Ela é louca por mim.” Ele serpenteia uma trilha de beijos ao longo da minha clavícula. “Ela não é.” Empurro sua mandíbula, tentando não rir com as cócegas de sua barba. “Ela não conseguia parar de olhar meu pau enorme.” Ele ecoa meu elogio anterior com um sorriso. Eu diria que é a última vez que vou inflar seu ego, mas eu estaria mentindo. Porque aquele sorriso... é uma curva incrivelmente sexy em seus lábios, esticando suas bochechas, iluminando seu rosto e me deixando tonta. “Você deveria sorrir mais vezes.” Eu trilho um dedo ao longo de sua boca. “Isso é muito sexy.” Ele separa seus lábios e morde meu dedo com força suficiente para me fazer ofegar. Rindo, ele trilha beijos no ponto delicado abaixo da minha orelha, através da minha garganta, até mordiscar a outra orelha. Eu me contorço sob a estimulação perversa. “Eles estão me esperando.” “Eles sempre vêm sem avisar?” “Sim, mas eu meio que sabia que eles estavam vindo e esqueci. David está aqui para consertar meus freios.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Então é melhor eu sair e ajudar.” Ele desliza para fora da cama e caminha em direção a sua bolsa, os músculos em sua bunda perfeita flexionando a cada passo. “Você sabe como consertar carros?” “Eu costumava ser um mecânico de automóveis.” “Mesmo?” “Não.” Ele bufa arrogantemente. “Mas qualquer um com um pau sabe como trocar os freios.” Dez minutos depois, recostada no sofá de fora com Bree, tomo um Bud Light. “Eu vi o carro chique em sua garagem.” Ela olha para Trace, onde ele se agacha ao lado de David e do MG Midget. “Eu presumi que você estava fazendo aulas de dança com um de seus clientes ricos.” “Eu não faço mais isso.” “Eu sei, mas nunca imaginei que eu entraria e encontraria você na cama com... isso.” Ela engole em seco. “Estou com inveja de você agora.” Eu sigo o seu olhar para a coluna loira de olhos azuis e músculos rígidos na minha garagem. Ele olha para baixo em uma parte gordurosa que ele tirou do meu carro, inclinando seu peso para um quadril e trabalhando aqueles jeans como se fossem projetados para um Viking. A camiseta é branca, ajustada em seus ombros, e mostrando os pontos de definição abaixo. Ele é o epítome da beleza bem definida, o tipo que dilui minhas células cerebrais e fode meu senso em um mingau trêmulo. Até Angel está cativada por ele. Ela não saiu do lado dele desde que saímos. Quando ela inclina sua carranca para ele, ele

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

franze a testa para ela e eles se conectam em algum nível tortuoso e calculista que não entendo. Ela tinha apenas um ano quando Cole foi embora, então Trace é o primeiro homem que apresentei a ela. Observá-los interagir é surpreendentemente agradável. De fato, vê-lo com minha família espalha um calor confortável através do meu peito. Se não tomar cuidado, vou cair num abismo perigoso e consumidor com esse homem. É um pensamento assustador, porque não confio nele. Eu não posso. “Não fique muito animada, Bree.” Eu mantenho minha voz baixa demais para seus ouvidos. “Temos muito o que trabalhar.” “O que você quer dizer?” Enquanto os caras trocam os freios fora do alcance da minha voz, recapitulo tudo o que aconteceu depois que ela saiu ontem de manhã — a lap dance, a briga que se seguiu, o drama com Marlo e Jason, o sexo furioso e seu plano de passar a semana comigo. “Você fez as malas no porão?” Ela toca a garganta, os olhos lacrimejando. “Sim.” “Você esvaziou a caneca!” Oh meu Deus. “Você é tão cafona.” “Cheddar é cafona. Sou sentimental.” Ela me dá um abraço. “Estou muito orgulhosa de você.” Recostando-se, ela segura minhas mãos. “Você tem que perdoá-lo.” “O que?” Meu pescoço endurece e eu me afasto. “Não, eu não vou...” “Ele está ajudando você. Você não pode ver isso?”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu vejo um lindo imbecil com uma bunda bem vestida de jeans, seus músculos se dobrando e flexionando enquanto ele se curva sob o carro. “Eu não quero dizer com o carro. Ele está ajudando você a seguir em frente.” Ela abaixa a voz. “Além disso, com um Bilau como aquele...” “Por favor, não chame isso de Bilau.” “...eu perdoaria qualquer coisa que o homem fizesse.” “Você não perdoaria.” Estico os dedos dos pés, traçando um desenho no chão. “Ver ele com Marlo realmente me machucou.” “Porque você o machucou.” “Eu não fiz isso deliberadamente. Essa é a diferença. Ele é cruel.” “Ele está apaixonado, e você sabe em primeira mão que o amor faz as pessoas ficarem desesperadas e loucas.” Sua atenção se dirige ao homem em questão e ela lambe os lábios. “Você só quer que eu o mantenha por perto para que possa cobiçá-lo.” “Totalmente.” “Isso não ajuda.” Eu me inclino contra a parte de trás do sofá. “Eu estou tentando agir com inteligência sobre isso.” Ela reflete minha postura, lançando-me um grande sorriso. “Você o ama.” “E daí?” Eu levanto um ombro. “Você sempre disse que não há realmente uma escolha no amor.” “Eu nunca pensei que eu iria me apaixonar duas vezes” sussurro.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Todo mundo merece uma segunda chance.â€? Seu duplo significado se instala em mim. Ele merece uma segunda chance e eu tambĂŠm.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Vinte e Dois Dias Atuais

Trace me faz esperar três semanas por sexo. Eu sei que esta noite é a noite, porque ele disse “Nós vamos sair. Use uma saia. Sem calcinha.” Enquanto estou em meu quarto de hóspedes e vasculho cabides de vestidos, a pergunta não é O que vou vestir? O que questiono na minha cabeça é Confio nele? Eu o perdoei? Vou dizer a ele que o amo? Compartilhamos a mesma cama todas as noites, alternando entre a minha casa e a dele. Ele jantou e bebeu vinho comigo, levou-me para festas extravagantes com seus amigos extravagantes, foi em bares e restaurantes de bairros pobres comigo e me acompanhou em visitas à Bree e quando eu dancei no Gateway Shelter. Passei as últimas três semanas analisando todas as suas palavras, todas as ações, tentando entender suas intenções. Tivemos o eu estou limpo, ele está limpo, não precisamos de conversar sobre preservativos. E não houve interações suspeitas com outras mulheres. Quando eu o espio nos bares do cassino, ele

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

intercepta as mãos femininas ousadas em seu corpo. Ele nem sequer olha para elas. Apenas uma foto de Cole está na minha cômoda — a que ele está montado em sua moto e sorrindo com covinhas adoráveis para a câmera. Aos poucos, tristemente, guardei o resto no porão. A questão da moto permanece. Vendo? Mantenho? Trace nunca mencionou isso, nunca me pressionou para limpar as caixas no andar de baixo. Eu sei que ele não está tentando me enganar ou me impressionar. Ele não fez nenhum movimento pedindo uma declaração do meu amor ou do meu perdão. Eu realmente acredito que ele simplesmente gosta de estar comigo, falar comigo e me ver dançar. Sem condições. Nem mesmo sexo. Isso não quer dizer que ele não queira sexo. O homem é complicado. Ele está no chuveiro agora e aposto que o idiota teimoso está se masturbando. Para mim, a abstinência era muito mais fácil quando eu não estava imersa em uma lenta tentação dia e noite. Ele trabalha quando estou dormindo e dançando no cassino. Fora isso, nunca estamos separados. Esta rotina inseparável e celibatária em que caímos parece uma morte lenta e sufocante. Ele me toca castamente e me beija docemente, apesar da tensão sexual que se forma à nossa volta, tirando nosso ar. É espetacularmente eficaz. Ele me cansou com sua paciência e consistência. Mas no final, é a dedicação dele que é a minha ruína. Ele não é mais um se mas quando. Ainda me agarro as dúvidas, mas confio que Trace não vai me machucar intencionalmente. Acho que ele sempre será manipulador. Está na natureza dele. Mas ele vai me manipular? Trair? Foder e me deixar?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele mudou, deixando tudo no passado. Peço a Deus que eu esteja certa. Selecionando um vestido turquesa que termina na altura do joelho, eu o deslizo com um par de saltos alto. É minha noite de folga e passei a última hora fazendo meu cabelo e maquiagem. Entro no estúdio de dança e escolho uma música que expressa tudo o que não tive coragem de dizer a Trace. Enquanto verifico meu reflexo no espelho, Say You Will Not Let, de James Arthur, passa pelos alto-falantes. Sussurrando as palavras, balanço meus quadris gentilmente, levanto meus braços acima da cabeça e fecho os olhos. No momento em que o refrão chega, estou cantando em voz alta e viajando por etapas improvisadas. A música, as letras, as emoções que sinto por Trace ressoam dentro de mim e aceleram minha respiração. Quando abro meus olhos, eu pego seu reflexo no espelho e retardo meus movimentos para uma parada graciosa. Ele se inclina contra o batente da porta atrás de mim, o queixo para baixo, uma das mãos no bolso de sua calça cáqui, a outra segurando uma gravata azul. Ele é uma visão de parar o coração, com carranca e tudo. “Estou pronta. Só vou...” eu me movo em direção ao aparelho de som. “Não.” Eu congelo, presa pela força do seu olhar e é onde fico enquanto a última metade da música toca. As letras são uma confissão de amor lenta, tentativas e erros de compromisso, um apelo para nunca deixar acabar. É a nossa música e sei que ele concorda quando a cabeça dele levanta, com seus olhos procurando os meus.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Quando a música termina, eu libero o ar dos meus pulmões e espero por sua reação. “Eu nunca vi você dançar essa.” Ele não se move, seu contato visual está muito firme. “É uma daquelas músicas...” Eu arrasto a mão pelo meu cabelo. “Eu não estava pronta para sentir isso antes.” Ele se endireita no batente da porta. “Você sente agora?” Eu sinto muitas coisas, mas a principal delas é a aceitação. Aceitação de seus erros e imperfeições, seus dias ruins e mau humor, e o mais assustador de todas, sua mortalidade. Ele pode parecer um deus, mas ele não é invencível. Ele poderia morrer, abandonar-me na dor, mas eu aceito esse risco. Porque estou decididamente, irrevogavelmente comprometida em lutar por um futuro com ele. “Eu sinto.” Meus pés me carregam para a frente, um sapato deslizando na frente do outro. Seus lábios se separam e a gravata em sua mão desliza por entre os dedos, caindo lentamente no chão. Quando chego perto dele, coloco minhas palmas em seu peito, acariciando o tecido macio do botão e saboreando a batida rítmica de seu coração. “Diga que você não vai deixar isso acabar.” Eu olho em seus olhos azuis cristalinos. “Eu não vou deixar, Danni.” Seus braços me envolvem, levantando seu peito para tocar sua testa na minha. “Você está presa comigo.” A tensão se solta dentro de mim, substituída por ondas de calor, esperança, promessa.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu abraço seus ombros e envolvo minhas pernas em torno de seus quadris. “Eu te amo.” Ele perde o fôlego e aperta os braços, enterrando o rosto no meu pescoço. “Eu sinto como se estivesse esperando a minha vida inteira para ouvir você dizer isso.” “A vitória duramente conquistada.” Eu sorrio e acaricio o cabelo cortado em sua nuca. Ele se inclina para trás e olha para a minha boca. “Estes são os momentos que valem a pena lutar.” “Os momentos de absoluta loucura.” Ele captura minha boca em um beijo que nos transporta para uma comunicação apaixonada. O tremor dos nossos lábios confessa nossos medos. O atrito de nossas línguas promete que não tiraremos vantagem um do outro. O confronto dos nossos dentes promete que vamos lutar por isso, por nós. Com os dedos agarrados, as cabeças inclinadas, mergulhamos mais fundo, mais rápido, em um lugar sem limites, onde as almas se tocam e os sonhos incham. Entrelaçados por uma força indomável, nós lambemos e gememos e nos fundimos com o pertencimento e compromisso. É um beijo que define o amor e, quando nossos lábios se separam, sinto-o em toda parte, estendendo-se sob a pele, crescendo, protegendo e perseverando. “Uau.” Ele toca em minha boca. “Isso foi…” “Tão real quanto é possível.” Abaixo meus pés no chão, esfregando meus lábios formigantes. Sua expressão atordoada me faz rir. Então sorrio mais forte, porque ele parece tão perplexo. “Você está pronto para pegar a estrada?” Eu pergunto.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Estou repensando esse plano.” “Ah não. Você me prometeu um encontro sem calcinha.” Um rosnado vibra em seu peito. Mas ao invés de discutir, ele pega a gravata do chão e a segura. “Com ou sem?” “Eu não gosto de sexo casual. Você deveria usar a gravata.” Com um sorriso malicioso, ele se move para a parede espelhada e ergue o queixo, amarrando com eficiência o nó em seu pescoço. “Você está presumindo que faremos sexo hoje à noite.” “Não brinque comigo, Trace Savoy, ou vou foder a sua bunda.” “Tudo o que ouvi foi foder e bunda.” “Palavras perigosas. Devo buscar o vibrador de trinta centímetros para te dar prazer?” Seu peito engata com uma quase risada, e ele olha para o chão, sorrindo para si mesmo. “O que?” Entro em seu espaço, olhando para ele. “Você me faz ridiculamente feliz.” Ele arrasta os dedos pela minha bochecha e enfia meu cabelo atrás da orelha. “É um sentimento novo, como se eu tivesse descoberto uma cura mágica. Mas com isso vem a necessidade irresistível de trancar você longe e protegê-la.” Trancar-me longe? Eu rio. “Eu não irei facilmente.” “Eu não espero nada menos.” Ele agarra meus quadris e me joga por cima do ombro. O ar sai de dentro de mim. Fico pendurada de cabeça para baixo, apoiando minhas mãos nas costas dele enquanto o sangue drena para a minha cabeça.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele gira em direção a um espelho e levanta a saia do meu vestido, expondo meu traseiro nu. “Maldição, eu gostaria que você pudesse ver isso.” Eu estico meu pescoço, tentando vislumbrar meu reflexo, mas o ângulo está errado. Eu vejo a mão dele, enquanto desliza pela minha coxa e desaparece entre as minhas pernas. “Eu fantasio sobre sua buceta rosa e todas as maneiras que irei destruí-la.” Sua voz é gutural e ofegante, seus dedos se arrastando, afundando, torcendo em minha buceta. Calor líquido escorre pelo meu corpo e amortece minhas dobras. Eu me vejo, mole e ofegante, pendurada no ombro dele. “Já está molhada.” Ele empurra a mão, estimulando meus músculos internos e encurtando minhas respirações. “Receptiva pra caralho.” O prazer aumenta, consumindo-me em impulsos de eletricidade. Até que seu toque desaparece. “Ainda não.” Ele me dá um beijo no quadril, ajusta a saia sobre minha bunda e o homem das cavernas me leva para fora da casa, trancando a porta atrás dele. “Você é uma provocação.” Eu me contorço em seu agarre enquanto a entrada da garagem fica embaçada sob seus passos largos e rápidos. Ele ri, joga-me no banco de trás do sedã que está à espera e começa a me provocar durante a viagem de trinta minutos. Não sei para onde estamos indo e não consigo encontrar minha voz para perguntar. Seus dedos são implacáveis, levandome à beira do orgasmo e me afastando antes que eu goze. De novo, de novo e de novo.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ele me mantém em um estado elevado de excitação, provocando e negando ao ponto de inconsciência. Embora, a presença do motorista no carro desaparece no esquecimento. Não é como se eu fosse vê-lo novamente. Os motoristas de Trace são tão consistentes quanto seus humores. “Já chegamos.” Trace desliza os dedos entre as minhas pernas e endireita minhas roupas. Isso não vai funcionar. Minhas entranhas se apertam tão violentamente que estou prestes a explodir. “Eu preciso gozar.” Eu libero o cinto de segurança e balanço uma perna sobre o seu colo, mexendo no seu zíper. “Apenas me foda. Bem aqui.” O motorista — um senhor mais velho de terno preto — sai e fecha a porta. Além das janelas, o único prédio à vista é um posto de gasolina, cercado por um estacionamento lotado e campos de plantações infinitos. Eu moldo meus dedos em torno do seu pau por baixo do zíper. “Tira isso, Trace. Nós podemos ser rápidos.” Ele ajeita a gravata. “Estou pensando na Virgínia em sua calcinha de vovó.” Minha cabeça balança para trás, os olhos arregalados. “Que porra é essa?” “Garantido a demolição de uma ereção.” Ele me levanta do colo e sai do carro, puxando-me com ele. “Este lugar tem o melhor Bar-BQ.” “É um posto de gasolina” resmungo e caminho ao lado dele, minha mão trancada na sua e minhas coxas grudadas. “Eu estou escorrendo pelas pernas.” “Ótimo, é exatamente como eu quero você.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O desconforto continua durante o jantar. Ele mantém as mãos para si, mas aqueles malditos olhos vidrados nunca param de me tocar, acariciando-me e fazendo minha buceta pulsar. E o posto de gasolina no meio do nada? Acontece que serve os melhores sanduíches de carne de porco que já provei. De barrigas cheias, estamos de volta no carro, andando por uma estrada de terra no meio dos campos de milho. Eu acho que é milho. O sol se aproxima no horizonte e tudo o que vejo são caules altas de verde ondulante contra o céu azul desbotado. Descanso minha cabeça no ombro de Trace. “Vamos fazer sexo em um campo de milho?” “Não.” “Em um cavalo?” “Não.” “Em um barraco abandonado com motosserras e um colchão mofado?” Ele aperta a ponta do nariz. “Isso é péssimo.” “Mas vamos fazer sexo. Apenas me diga onde e quando.” “Olhe para fora do para-brisa.” Eu me inclino para frente e vejo algo enorme e colorido refletindo à distância. “O que é isso?” O carro se aproxima, batendo na estrada irregular e sacudindo minha excitação. À medida que o objeto gigantesco cresce e se ergue do campo, assume uma forma redonda e reconhecível. “Cai fora!” Eu suspiro quando um balão de ar quente floresce de uma cesta amarrada ao chão. “Vamos fazer isso?” “Vamos fazer isso.” Ele me observa com diversão.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu olho de volta para ele, sorrindo. “Olhe para você, todo doce e meloso, como um biscoito mole e fofo.” Ele faz uma careta. “Não vamos exagerar a proporção disso.” Olho para o balão. “Isso é proporções épicas, Trace. Enormes estrelas de ouro para você, do tipo que merece boquetes por vários dias.” “Eu só quero você.” Ele agarra meu joelho. “Você por uma eternidade.” “Feito.” Quando saímos do carro, uma mulher de meia-idade e tatuada com um corte de cabelo de duende caminha pelo campo. “Sr. Savoy?” “Você deve ser Lori” ele diz. Eles apertam as mãos e ele me apresenta. “Eu serei seu piloto hoje à noite.” Ela inclina a cabeça para trás, sorrindo para o céu. “Que linda noite para voar. A temperatura está perfeita. Devemos seguir em frente a uma velocidade regular, sem qualquer turbulência. Há champanhe na cesta. Sinta-se à vontade para embarcar. Vamos partir em um minuto.” E é assim que eu me vejo flutuando em um pôr do sol feliz para sempre com o lindo homem dos meus sonhos. Exceto que o homem é Trace e sob a ilusão de romance doce esconde intenção pecaminosa e depravação. Há seiscentos metros no ar, aperto o corrimão do balão de cinco pessoas, perdida na curvatura brilhante da terra e o vento quente e gentil erguendo meu cabelo. Esse é o momento em que ele ataca. Minha saia sobe e uma mão forte pressiona meu cóccix, imobilizando-me contra a parede

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

interna do balão. Dou um suspiro quando ele afasta meus pés e direciona sua palma contra a minha bunda exposta. “Trace!” Meus pulmões arfam e meu traseiro pega fogo. “Pare!” Ele me bate repetidamente, mais forte, mais rápido, grunhindo com respirações pesadas. Eu não sei quais bochechas estão mais vermelhas — minha bunda sob seus golpes ou meu rosto, porque merda, não estamos sozinhos neste balão. Lori está bem atrás de nós, pilotando o queimador. Eu levanto, lutando contra a mão que me prende ao corrimão. Mas, com cada pancada, meu constrangimento começa a dar lugar à excitação. Os ruídos ofegantes que vêm dele não são de esforço. Ele está excitado. Três semanas sem sexo funcionou. Todo aquele controle que ele exibiu a caminho daqui está se desfazendo a cada segundo, e quando as amarras finalmente se partem, sua tensão reprimida está dirigida a mim, em mim, bem dentro de mim, a seiscentos metros de altura. Como um interruptor girando dentro de mim, a dor aguda cai em uma fenda de lava fumegante, penetrando em minhas veias e liquefazendo meus ossos. Eu me inclino sobre o corrimão com a cabeça pendurada no balão. A palmada para. A mão nas minhas costas aperta, agarrando o material coletado do meu vestido e me puxando de volta. Eu olho por cima do meu ombro enquanto ele abaixa de joelhos atrás de mim e mergulha sua língua entre as minhas pernas. Eu tenho um vislumbre por meio segundo de Lori — de costas para nós e com grandes fones de ouvido em suas orelhas — antes de faíscas de prazer borrar minha visão.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

O redemoinho de sua língua rouba minha respiração e treme minhas pernas. Eu engulo sem ar, arranhando a trança de vime da cesta do balão e afundando contra a pressão de sua boca. Deus, ele sabe como comer uma buceta. Não há lapidação suave ou lambidas prudentes. Ele entra lá, enterrando o rosto, trabalhando o queixo e me fodendo profundamente com a língua. Então seus dedos se juntam, mexendo ao longo da minha abertura e juntando umidade. Ele desliza seu toque um centímetro para trás e outro centímetro, violando o franzido do meu buraco traseiro. “Ele te fodeu aqui?” A profunda carranca de sua voz gira minha cabeça e fico cara a cara com olhos azuis ardentes. Doce misericórdia, ele é lindo, com os lábios separados e inchados, as veias do pescoço tensas e os olhos cobertos de desejo. “Ela pode nos ouvir?” Eu olho para a parte de trás da cabeça de Lori e volto para ele. “Não.” Ele morde o interior da minha coxa. “Temos dez minutos antes de ela desligar a música.” Dada a falta de ar e a intensidade em sua expressão, precisaremos apenas de uma fração desse tempo. Ele pressiona o dedo molhado contra o meu reto. “Responda a minha pergunta.” “Sim.” Meu queixo flexiona. “Ele me fodeu lá.” Muito. Suas narinas se abrem e seu dedo afunda além do apertado buraco de músculo, lentamente a princípio, depois porra! Ele me penetra com impulsos implacáveis. Sua boca desce para minha buceta, e tudo que eu posso fazer é me segurar enquanto ele suga, lambe e arranca gemidos da minha garganta.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meus olhos rolam para trás na minha cabeça, e meu peito cai no parapeito enquanto meu corpo inteiro se dissolve em uma tremenda felicidade. O dedo na minha bunda enrola no ângulo perfeito, aplicando pressão requintada. O orgasmo se aproxima e me atinge instantaneamente, chocante e violentamente. Ainda estou gozando quando ele se levanta, se atrapalha com o zíper e me puxa de volta contra seu peito. “Olhos no horizonte” ele respira no meu ouvido. Eu caio contra ele e olho para frente. Quando sua mão segura minha garganta e aperta, eu tremo toda. Seu domínio empurra todos os meus limites e varre o chão debaixo dos meus pés. Cada ação que ele realiza demonstra exatamente quanto esforço e energia ele está disposto a investir em mim. É uma característica que aprecio muito depois de todos os caras não confiantes com quem estive. Como você quer que eu te foda? Eu não sei. Que tal você apenas assumir o controle sem perguntar? Ok, talvez eu apenas deito aqui e não faça nada enquanto você chupa meu pau. Com Trace, tudo está em seus termos, premeditado e cuidadosamente projetado. Os fones de ouvido na piloto nos dão privacidade. A provocação no caminho até aqui garantiu que eu estaria preparada para múltiplos orgasmos dentro do prazo de dez minutos. Ele é arrogantemente controlador, mas isso me faz sentir segura, protegida. Eu amo que ele é um homem tão proeminente — fisicamente poderoso e socialmente influente. Ninguém iria foder comigo. É por isso que eu anseio pelo poder que restringe minhas vias aéreas, controlando meus movimentos e pressionando, duro e quente, contra minha buceta.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu estou molhada, então quando ele meche seus quadris, seu pau desliza para dentro. Mas é apertado e o alongamento é incrível. Com um gemido profundo, ele se enterra ao máximo, estrangulando um suspiro na minha garganta. Então ele se move — com impulsos selvagens e vigorosos que não diminuem nem cedem. Com o meu pulso frenético, ele suspira por entre os dentes e agarra minha cintura, seus quadris martelando e rangendo com desesperada urgência. Meu corpo é seu, a pele dele bate na minha e ele não se segura, acariciando-me para cima e para baixo em seu pau e se masturbando. Eu amo isso, preciso disso. “Mais.” “Eu nunca vou ter o suficiente de você.” Sua mão se flexiona contra a minha garganta, seus grunhidos furiosos e ofegantes no meu ouvido. “Porra eu te amo.” “Sim, sim, sim...” Eu gemo, colocando a mão atrás de mim para tocá-lo, para segurá-lo mais perto. Um grunhido irrompe de seu peito, e ele sai, girando e me levantando antes de me bater no seu pau. Minhas pernas envolvem seus quadris. Meus braços rodeiam seu pescoço e eu o monto, beijo e o persigo até o orgasmo. Nós nos reunimos, olhares fixados, corpos se contorcendo, empurrando e unidos como um só. “Eu também te amo.” Eu descanso meu rosto contra o dele, nossos narizes deslizando juntos e respirando com dificuldade. Depois que recuperamos nossos sentidos e endireitamos nossas roupas, ele está atrás de mim, enjaulando-me contra o corrimão na segurança de seus braços. Passo o resto do passeio observando o pôr do sol enquanto ele faz carinho e beija meu pescoço, sussurrando palavras suaves e promessas famintas.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu não entendi a profundidade de seu apetite sexual até que ele mostrou. Suas mãos errantes e beijos febris não deixam meu corpo, não no balão, nem no carro a caminho de casa, e não quando ele me leva para a minha casa e tranca a porta. Ele nos tira de nossas roupas no estúdio de dança e só então me libera para colocar uma cadeira dobrável no centro da sala. “Senta.” Ele não espera que eu obedeça e vai até o sistema de som, me dando água na boca. “Seu gosto musical está ficando parecido com o meu.” “Você é fã de Beyonce?” Sento na cadeira, mordendo meu sorriso. Aprendi nas últimas semanas que o Elegante Savoy Bem Vestido ouve rap, de todas as coisas. “Eu fui naquele show para você.” Ele mexe com o aparelho de som, e a introdução de Close, de Nick Jonas & Tove Lo, zumbe pela sala. Rondando de volta para mim, ele agarra seu pau endurecido e começa a acariciar. A música estremece com sexo e sedução, mas nada se compara ao olhar predatório naqueles olhos azuis. Calafrios chovem sobre a minha pele nua quando ele se aproxima, encosta minhas coxas com as pernas retas e agarra o cabelo na parte de trás da minha cabeça. A ereção em sua mão está grossa e dura e nivelada com a minha boca. Eu molho meus lábios e olho para ele. “Você quer que eu te chupe?” “Sim.” Uma resposta inflexível, emitida por lábios deliciosos. Eu levanto minhas mãos para segurar aquele belo pau.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Não.” Ele puxa minha cabeça para trás pelo meu cabelo e seus olhos sorriem em chamas azuis. “Tranque seus dedos juntos atrás da cadeira.” Eu sigo seu pedido, a posição puxando meus ombros para trás e levantando meus seios. Nua e trêmula, sinto vontade de leválo à beira do prazer e olho em seus olhos quando eu o mando. Ele arrasta um dedo ao longo do meu queixo e o levanta, mantendo-se ao alcance dos meus lábios. “Se eu nunca sentir o toque de outra mulher, será uma tremenda bênção.” O calor incha no meu peito. “Não se preocupe. Eu vou bater em você com um pedaço de pau.” “Abra sua boca, Danni.” Abaixo meu queixo e ele toca a cabeça grossa do seu pau em meus lábios, deslizando-o ao redor da curva da minha boca. Então ele desliza para a minha língua, avançando, gemendo, flexionando os dedos no meu cabelo. Como não nos limpamos depois do passeio de balão, sinto meu gosto nele e sinto nossa paixão nas mechas de seu cabelo cortado. É obsceno e erótico e descontroladamente irresistível. Suas pernas tremem e a rocha de seus quadris se movimenta de forma lenta e firme. Ele empurra e lambo por todo o comprimento. Ele grunhe e chupo mais forte, mais profundo. Quando ele finalmente solta e cai em um frenesi acelerado, relaxo minha língua e me glorifico na excitação. Ele me dá cada centímetro implacável e irrestrito de seu desejo, e ainda quero mais. Não demora muito para ele gozar, e quando ele goza, sua boca se abre em êxtase, suas mãos apertam meu cabelo e seus olhos ficam fixos nos meus.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Amor significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Para mim, o amor é quando sua felicidade é vital para a minha. O jeito que ele está olhando para mim agora, os olhos brilhando com alegria, eu não poderia estar mais feliz ou mais apaixonada. Naquela noite, nós nos deitamos na cama, nossos corpos pressionados com tanta força que sinto o ritmo do coração dele em minhas veias. Antes de conhecê-lo, eu havia perdido a capacidade de sonhar. Se estou sonhando agora, quero ficar acordada para isso. Eu quero sentir cada maldito minuto disso. Eu só quero senti-lo por tanto tempo quanto eu puder, e talvez, apenas talvez, seja para sempre.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Vinte e Três Dias Atuais

Um mês depois, eu mexo meus quadris no raio de luz em movimento no Bissara. Meus pés descalços deslizam sem esforço pelo palco enquanto dezenas de jogadores e clientes do restaurante olham em silêncio hipnotizados. Eu posso nunca estar na equipe de dança de Beyonce, mas este trabalho é um maravilhoso prêmio de consolação. Estou flutuando em um sonho, presa no ritmo, sorrindo, dançando e totalmente apaixonada. Desde que o meu turno começou apenas trinta minutos atrás, minha energia é ilimitada, flutuando através dos meus membros e soltando minha cintura. Lantejoulas do tamanho de uma moeda de prata brilham e agitam minha calcinha que abraça o quadril, adornam a parte superior do sutiã preto e bandas nos meus braços. O traje de dança do ventre seria tão revelador quanto um biquíni, se não fosse pelos painéis de chiffon até o chão que caem da minha cintura na frente e nas costas. O tecido brilhante balança entre as minhas pernas e expõe o comprimento do meu corpo em ambos os lados. É sedutor e elegante, e não posso esperar até que Trace me veja nele.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Ainda não o vi no restaurante, mas ele virá. Ele sempre vem, só para me ver dançar. Dobrando uma perna na minha frente, equilibro-a em um dedo do pé e rapidamente inclino a pélvis, prendendo as batidas finais. A multidão explode em aplausos quando eu me curvo e me coloco em posição para a próxima música do meu repertório. Exceto que os instrumentais que ecoam pela sala não é o que escolhi. Eu hesito, observando a multidão enquanto Shape of You de Ed Sheeran passa? Então eu o vejo. De pé no canto de trás. Alto e majestoso. Vestido com um smoking preto. Eu aprecio a sensação de arrepio que recebo sempre que olho para ele e descubro que ele já está me olhando. E cara ele está olhando. É o olhar que ele dá logo antes de cair como um maremoto, sufocando, afogando e varrendo tudo até que resta só eu e ele e a respiração que seguramos em nossos pulmões. “Dance” ele sussurra. Eu não tenho uma rotina coreografada de dança do ventre para Shape of You. Então eu improviso, rolando minha pélvis e cruzando os braços com os pulsos sobre a minha cabeça. Enquanto ele vagueia lentamente em minha direção, tento me concentrar em dançar, mas não consigo tirar meus olhos dele. Por que ele está vestindo um smoking? E por que ele mudou meu repertório para essa música? Eu sei que ele ama a minha forma. Ele me disse isso mil vezes. Mas há uma expressão estranha no rosto dele. O que ele tem em sua manga sob medida? Ele lentamente se aproxima do palco, aquele olhar azul-gelo nunca se afasta do meu corpo enquanto eu giro e me estico e ondulo meus músculos. No momento em que a música se

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

desvanece, ele está embaixo de mim, as mãos descansando na beira da plataforma. Eu me abaixo, curvando-me profundamente, mais baixo, mais perto, estendendo a mão para arrastar meus dedos sobre sua mandíbula forte e limpa. Então endireito a minha postura e aguardo a próxima música. Não vem. O restaurante está lotado, e a maioria dos clientes regressa às suas refeições. Outros assistem com curiosidade. “Amar você é instintivo.” Sua voz atravessa a sala, acalmando a multidão. Meu coração dá cambalhotas, aterrissando em algum lugar perto da minha garganta. Eu estou tremendo. Por que estou nervosa? “Amar você é o melhor tipo de autodestruição.” Ele ri para si mesmo. “Deus sabe, precisei de algumas mudanças. Eu ainda preciso, mas você me ama mesmo assim. Sua aceitação é humilhante.” Ele olha para mim, seu olhar nu, vulnerável. “Eu não sou merecedor.” Meu peito engata. “Trace...” “Não me entenda mal. Eu não mereço você, mas não vou deixar você ir. Você é minha, Danni Angelo.” Segurando meus olhos, ele se abaixa para um joelho. A sala de jantar fica quieta, mas uma crescente bateria se eleva dentro de mim. É o ruído de palavras sussurradas, risadas e lágrimas, medos e beijos e dez meses de amor. Com o Cole. Tudo isso pega na minha garganta como uma última respiração.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Mas quando eu exalo lentamente, parece um renascimento. O começo de algo extraordinário. Um novo começo. Uma segunda chance. Com Trace. Minha atenção se aproxima da boca dele, da carranca sempre presente que não está se movendo, não está fazendo a pergunta que segue um joelho dobrado. Movimento ondula pelo restaurante, atraindo meu olhar. Pelo menos meia dúzia de servidores ficam atentos, espalhados pela sala, vestidos de terno preto e segurando bandejas vazias. Um por um, eles seguram aquelas bandejas sobre suas cabeças, cada uma com uma letra pintada em fundo branco. Dez letras. Duas palavras. CASE COMIGO Meu coração bate acelerado e lágrimas nadam em meus olhos enquanto eu os abro para o homem aos meus pés. Um anel é apertado com força em sua mão estendida. Sua expressão enruga com incerteza, mas já estou acenando com a cabeça. “Sim.” Eu caio de joelhos e envolvo meus braços em volta do seu pescoço. “Sim, Trace. Eu vou me casar com você.” Seu alívio é palpável, tremendo por seus ombros. A sala de jantar explode em aplausos, mas seu lindo sorriso é tudo que vejo. Até ele me beijar e, de repente, não estamos no cassino, nem cercados por uma sala cheia de gente. É só ele e eu, estendendo a mão um para o outro, esticando e desabrochando através das rachaduras em uma paisagem outrora hostil.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Sua boca recua, mas não para longe, e sua mão encontra a minha, levantando-a entre nós. Ele segura o anel de prata e, à primeira vista, parece ser um anel simples, curvado para criar uma leve onda. Mas quando ele muda o ângulo, as curvas torcidas criam a ilusão de um símbolo do infinito. Eu pisco, sorrio e levanto meus olhos úmidos para os dele. “O infinito é muito tempo.” “Não é o período de tempo.” Ele desliza o anel no meu dedo. “Mas a profundidade.” Meu peito arqueia com uma respiração profunda, e puxo a gravata preta em volta do pescoço dele. “Você não tem que usar um smoking para propor a mim.” Um sorriso travesso desliza por seus lábios. “Me siga.” Ele me leva até a entrada da sala de jantar, passando por alegres gritos de parabéns ao sair. Através da área de jogos e depois do saguão, ele não diminui a velocidade até chegarmos às portas do salão de baile do hotel. “O que é isso?” Estou descalça e meio completamente despreparada para um evento formal.

vestida,

“Nossa festa de noivado.” Ele me guia para dentro e levanta a voz para a multidão de smoking e vestidos. “Ela disse sim!” Minha respiração acelera enquanto eu examino todos os rostos familiares e sorridentes. Bree e David. Padre Rick e Nikolai. Virginia e muitos dos meus outros vizinhos idosos. Amigos com quem dancei na faculdade. Alunos que eu costumava ensinar. Até mesmo alguns dos funcionários do Bissara. Aperto a mão de Trace, chocada e radiante. “E se eu dissesse não?” “Ah, mas você não disse.” Ele beija o topo da minha cabeça. “Bree tem o seu vestido.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meu vestido? Ela se apressa em minha direção em um turbilhão de cetim até o chão, parecendo uma garotinha. “Puta de sorte.” Ela pega meu braço e me arrasta para uma sala no canto do salão de baile. Dez minutos depois, estou diante dela em um vestido prateado de sereia feito de seda pesada. O corte V na frente me dá um decote sexy. O corpete expõe meus ombros em um estilo moderno com um enorme decote logo acima da minha bunda. A saia de sereia justa na parte de trás, em cascata de seda em um vestido lindo. Eu sinto que acabei de herdar as chaves de um reino mágico. Esta vida não pode ser real. “Você está de tirar o fôlego.” Bree aperta a mão no peito. “Ele escolheu isso?” Deslizo meus pés em saltos de prata cintilantes. “Sim, Danni. Ele organizou tudo isso.” “Quando?” “Um mês atrás.” O passeio de balão de ar quente foi há um mês. A primeira vez que eu disse a ele que o amava. O homem não perde tempo. “Eu não liguei para mamãe e papai.” Ela circula em volta de mim, ajeitando e endireitando a cortina da minha saia. “Eu pensei que você mesma gostaria de dizer a eles.” Ela salta para cima e para baixo, guinchando. “Você vai se casar!” Eu olho para o anel no meu dedo. Irei me casar. O rosto de Cole passa pela minha mente e meu coração dá um forte baque. Esse sentimento dolorido nunca irá embora,

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

porque eu sempre o amarei, sempre sentirei falta de quão feliz eu fui com ele, mesmo que eu encontre alguém que amo tanto. Não me deixe, Trace. “Pronta?” Bree segura meus ombros. No meu aceno, ela passa os dedos pelos meus e me leva até a porta. Atravesso o salão de baile, passando por mesas e comida, conversando animadamente. Aperto a mão de Virginia quando passo e aceno para Nikolai do outro lado da sala. Mas quando vejo o homem lindo no smoking preto, tudo ao meu redor fica escuro. Ele fica sozinho no centro de uma pista de dança, mãos atrás dele, ombros para trás. Seus lábios podem estar curvados, mas seus olhos brilham de felicidade. A saia do meu vestido cobre o chão e se acomoda em meus pés enquanto eu paro a um passo de distância. “Vamos dançar?” Ele acena para um homem atrás de uma cabine de DJ portátil, e um segundo depois, uma discoteca eletrônica ecoa pela sala. Começo a rir, reconhecendo instantaneamente a música. “Eu esperava um número lento e romântico, qualquer coisa além de Get Lucky de Daft Punk.” Eu balanço minha cabeça, sorrindo. “Você está cheio de surpresas, Trace Savoy.” “Eu pretendo passar os próximos setenta anos mantendo você na linha.” Ele estende a mão. “Cha Cha?” Eu jogo minha cabeça de brincadeira e mecho meu quadril em um mergulho. Então me aproximo da mão que me espera. Ele agarra meu pulso, me gira de volta em uma posição de aperto de mão e, assim, estamos dançando.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Cha Cha é uma dança de andamento rápido, com passos afiados em staccato nas pontas dos pés. A maior parte da ação do quadril vem das pernas, fluindo todo o corpo com a música. Eu sigo sua liderança, mantendo meu tronco ereto e meu olhar no dele. Seus passos estão incrivelmente no ponto, ajustando cinco etapas em uma medida e nunca perdendo uma batida. Observá-lo se mover acende uma chama baixa no meu núcleo. O brilho nos olhos dele me queima mais forte. Meu Deus, ele é sexy como o inferno. “Você é bom.” Eu dou um passo para frente, torcendo de um lado para o outro e voltando. “Eu sei.” Ele me gira, puxa de volta e segura minhas mãos entre nós. Eu rio. “Eu posso sentir seu cheiro de arrogância daqui.” Ele me puxa para uma posição fechada, peito a peito, nossos quadris movimentando juntos. “Meu perfume favorito é a sua pele.” Levantando meu braço, ele arrasta o nariz no meu pulso. Eu amo ser pressionada contra o corpo dele. Eu o quero junto a mim dos lábios aos pés. “Meu lugar favorito é seus braços.” Seus olhos brilham enquanto ele balança para frente. Eu balanço de volta na diagonal. “Minha música favorita é sua risada.” Ele me gira na pista de dança, seus passos tão firmes quanto seu contato visual. Eu deslizo contra seu peito e aperto agressivamente a parte de trás do seu pescoço. “Minha expressão favorita é sua carranca.” Rindo, ele luta para segurar essa carranca.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Pelo resto da música, nós dançamos Cha Cha colocando nossas emoções para fora. Minhas bochechas doem de tanto sorrir, e minhas costelas parecem pequenas demais para conter toda a alegria. Balançando, saltando, inclinando-me para trás e dandolhe um beijo, eu o sigo através de cada centímetro quadrado da pista de dança. Irei segui-lo em qualquer lugar.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Capítulo Vinte e Quatro Dias Atuais

Dizem que quando alguém aparece em seus sonhos é porque sentem sua falta. Bem, eles não sabem de nada. O sonho que acabei de acordar estrelou um homem que não pode sentir minha falta. Não é fisicamente possível. Não mais. Não me lembro muito do sonho, mas lembro-me de seus olhos castanhos escuros e covinhas profundas tão claramente que era como se ele estivesse na minha cama, sorrindo para mim. Deito-me de costas e pressiono a mão contra a dor no peito, afastando a névoa do sono. Trace propôs duas semanas atrás, e desde aquela noite, Cole tem estado cada vez menos em meus pensamentos. Mas ele nunca está longe do meu coração. Se houver vida após a morte, espero que ele não esteja sentindo a minha falta. Eu só quero que ele esteja feliz. Tão feliz quanto eu estou agora.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu rolo em direção ao homem responsável pela minha paz recém-descoberta e descanso meu sorriso contra a curva de seu bíceps. Encostado na minha cama e abraçando um travesseiro sob sua bochecha, Trace usa uma careta gentil, mesmo durante o sono. Seu cabelo loiro cai rebelde sobre a testa. Pestanas grossas e escuras se espalham em direção às maçãs do rosto salientes e ao incômodo da barba de um dia. Ele está deliciosamente nu, a linha de sua espinha cortando entre os ombros e a cintura. Eu deslizo meus dedos por esse vale e sigo a curva da sua bunda musculosa. Doce senhor no céu, ele tem uma bunda grande. Dura e redonda, ela se eleva firmemente, formando uma clivagem profunda que adoro brincar. Eu considero escorregar um dedo naquele mergulho sombrio, mas ele precisa descansar. São apenas seis da manhã, e não dormimos até duas horas atrás, graças ao meu último turno em Bissara e seu apetite insaciável depois. Sua respiração vacila fora de ritmo e ele abre um olho. “Você está acordada?” Seu timbre range com surpresa, grogue. Estou tão chocada quanto ele. Eu nunca acordei antes dele. “Shh” dou beijos por cima do ombro dele. “Volte a dormir.” Seus lábios saltam entre um sorriso e uma carranca, e ele se aproxima do meu rosto, deslizando os dedos pela minha bochecha. Um momento depois, seus olhos se fecham e seu toque se afrouxa. Eu o vejo dormir por um tempo, decidida a dormir com ele. Mas isso não acontece. Estou bem acordada e inquieta com o desejo de tomar café com o nascer do sol. Deslizando silenciosamente para fora da cama, coloco uma calça de yoga, chinelos felpudos e uma camisa grande demais.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Depois de uma parada no banheiro, eu faço café e carrego uma caneca fumegante para a área de estar no quintal. O clima de St. Louis em outubro é imprevisível. O chão está quente da onda de calor de ontem. Mas esta manhã, o ar está frio e nublado, criando uma baixa névoa cinza. Mas ainda dá para assistir o nascer do sol. Eu me acomodo no sofá ao ar livre, saboreando o ambiente da névoa que rasteja ao meu redor. Eu sinto como se eu estivesse envolta em uma nuvem de mistério, em alguma terra distante, esperando meu viking sair e roubar um beijo. E me espancar. Uma risada se levanta e balanço minha cabeça. Oh cara, eu estou mal. Eu giro o anel de noivado no meu dedo. Se ele fizesse do seu jeito, nós teríamos nos casado imediatamente, mas ele respeita meu desejo por um grande casamento. Não, não é sobre o grande casamento. Uma primeira dança exagerada. Agora que vi seus movimentos de dança mais quentes do que o de Johnny-Castle, não posso deixar de coreografar uma rotina que nos colocará nos livros de história das melhores recepções de casamento de todos os tempos. Mas a coreografia leva tempo. O mesmo acontece com toda a prática pela qual o colocarei. Estou pensando em um casamento na primavera. Até lá, precisamos descobrir os arranjos da vida. Ele quer que eu mude para a cobertura e eu me recuso a vender minha casa. Eu ainda oficialmente dirijo uma companhia de dança, mesmo que eu não esteja mais ensinando. Quem sabe? Eu poderia voltar a isso algum dia. Ele diz que vai me comprar um novo estúdio em qualquer lugar que eu quiser, e aí está minha hesitação. Eu tenho um

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

estúdio, construído com as mãos nuas de um homem que me amou com o seu último suspiro. Eu não posso simplesmente deixar isso. Trace não está entusiasmado com a ideia de se mudar para o meu pequeno bangalô com sua banheira verde claustrofóbica. Mas ele está aqui todas as noites sem uma única queixa. Talvez eu deixe minha casa ficar vazia e me mude para a cobertura. Isso é o que devo fazer. Com uma respiração decidida, termino o café e passo através da névoa escura em direção à porta dos fundos. Quando chego à entrada da garagem, o zumbido de um motor de carro em marcha lenta retarda meus passos. Soa perto. Muito próximo. Esquisito. Eu viro meus pés na direção da rua — uma rua que não posso ver porque a visibilidade é uma merda nessa neblina. Andando em direção ao lado da casa, eu passo pelo Midget. O motorista de Trace nos deixou depois do trabalho esta manhã, então não deveria haver nenhum outro carro na garagem. Só que tenho certeza de que vejo um amarelo estacionado no final. Um táxi? Minha cabeça, e os músculos do meu pescoço se esforçam enquanto olho através da névoa. Por que um táxi está na minha garagem? A porta do carro bate fechada, e uma figura escura emerge da névoa com uma mochila pendurada em um dos ombros. A silhueta anda como um homem, o contorno de ombros e bíceps inquestionavelmente masculino. E familiar. Meu coração bate em meus ouvidos e minhas mãos ficam úmidas. Ele parece o Cole. Mais fino. Cabelo ligeiramente mais comprido. Seu andar um pouco mais cauteloso. É uma miragem. A densidade da neblina está me enganando.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Mas os olhos dele... inesquecíveis.

olhos escuros do Cole, quentes e

O tremor começa no meu queixo e ondula para dentro, me ferrando. Estou vendo coisas. É a única explicação para a súbita necessidade de esvaziar meu estômago. A três metros de distância, ele deixa cair a bolsa e me encara com o rosto magro de Cole. “Danni.” A caneca cai da minha mão e se quebra na entrada da garagem. Eu estou tremendo, balançando, ofegando uma dolorida respiração em um peito muito apertado para levantar. Eu não posso racionalizar isso. Não é real. Não pode ser real. Eu chego até ele, e minhas pernas não funcionam direito, me empurrando para frente e me jogando em desequilíbrio como um som baixo de garras em minha garganta. Seus braços vêm ao meu redor. Braços fortes. Braços íntimos. Eu conheço a forma, o tom dourado da pele, dos cabelos escuros. Exceto que não há tatuagens. Eu arrasto meu olhar para o pescoço dele, para a pele imaculada acima do colarinho da camiseta. Nenhuma cobra. Nenhuma tinta em lugar algum. “Você não é ele.” Eu empurro contra seu peito, meu ritmo cardíaco se descontrolando. “Eu sei que pareço diferente.” Ele agarra minha cabeça com as duas mãos e coloca seus olhos a centímetros dos meus. “Respire fundo e realmente olhe. Sou eu, baby.” Meu rosto se enruga enquanto olho nos olhos castanhos líquidos que nunca pararam de me assombrar. Lágrimas se acumulam nos cantos, agarrando-se a seus cílios escuros, e a visão de sua expressão agonizante suga todo o oxigênio da atmosfera.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

“Como?” Um soluço escapa, mas eu luto com o próximo. Tudo dentro de mim fica frio e imóvel, minha voz um sussurro áspero. “Como isso é possível?” “Eu tenho muita explicação para dar, mas há coisas que não posso... só preciso segurar você por um minuto.” Ele cobre a parte de trás da minha cabeça e puxa minha bochecha para seu peito. “Cristo, eu senti tanto a sua falta.” O ritmo pesado de seu coração bate em meus ouvidos. “Você não tem ideia do quanto eu te amo.” Meu corpo se derrete contra ele por uma fração de segundo antes do meu cérebro disparar. “Não!” Saio do seu abraço e tropeço para trás, minhas mãos tremendo violentamente. “Onde você esteve? Faz quatro anos e meio! Como você pode fazer isto comigo?” “Shhh. Baby...” Ele chega a mim, seus olhos ardendo de desespero. “Eu estou aqui agora.” “Eu enterrei você!” Eu o afasto enquanto lembranças dolorosas passam pelos meus olhos. “As cinzas… o funeral… eu lamentei por você. Porra, eu chorei para dormir todas as noites por anos. Por que você não me ligou? Mandou-me mensagem?” Minha voz cai em um grito angustiado. “Por que você não voltou para casa?” “Eu sinto muito” ele engasga. “Me mata ver você se machucando. Por favor, não chore.” “Conte-me!” Meus músculos contraem a dor implacável. Eu não consigo parar de encará-lo, devorando os ângulos agudos de seu rosto magro demais, me refamiliarizando com seus maneirismos ferozes, a confiança em seus movimentos e a maneira compulsiva como ele olha para mim. Eu nunca pensei que o veria novamente, e meu cérebro se esforça para entender quem está parado bem na minha frente. Como ele está aqui? De quem foram

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

as cinzas que eu enterrei? Por que ele não está explicando sua ausência? “É complicado.” O desespero em seus olhos endurece. “Confie em mim, eu estaria aqui se pudesse.” “Não, isso não é bom o suficiente. Você nos arruinou e eu preciso entender por quê!” Sua mandíbula se flexiona e suas sobrancelhas se curvam. Eu conheço esse olhar determinado. Ele quer me tocar, me consolar com seu corpo e ele vai me segurar se for preciso. Eu me preparo para uma luta. Ele se aproxima de mim, os ombros erguidos, e para ao som da porta dos fundos se abrindo atrás de mim. Trace. Uma dor aguda atravessa meu peito, parando meu coração. O mundo ao meu redor fica parado, prendo a respiração. Isso está acontecendo, e não posso impedir. Meu passado e meu futuro. Meu primeiro amor e minha segunda chance. Dois corações cruelmente juntos.

de

duas

vidas

separadas

colidindo,

O olhar furioso de Cole bate no meu ombro. “Que porra é essa?” Seu rosto fica vermelho, os olhos arregalados e agonizantes, expressando todas as nuances de choque quando ele vê um homem sair da minha casa às seis da manhã. Eu viro meu pescoço enquanto Trace dispersa o nevoeiro com sua abordagem lenta. Sem camisa, vestindo calças de pijama, ele olha para Cole com uma expressão ilegível.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Meu estômago parece duro como pedra, minha garganta parece estrangulada com um soco de medo. Eu recuo para trás, estendendo a mão em direção a Trace. “Você está com ele?” Cole empurra um dedo trêmulo para Trace, dentes rangendo. “Você está transando com ele?” “Você morreu.” Meu sussurro é atormentado, arrancado das horas mais negras da minha vida. “Você não estava aqui.” Trace enrijece ao meu lado e repenso a minha resposta. Estou com o Trace. Eu estou dormindo com ele porque eu o amo. Eu abro minha boca para explicar, mas Trace fala primeiro. “Você está atrasado.” Três anos e meio atrasado. Eu não posso respirar sob o choque debilitante. Cole está vivo. Ele estava vivo todo esse tempo. E ele não voltou para casa. Trace coloca seus dedos nos meus, apertando com força. “Você me disse para cuidar dela.” Um calafrio desliza pela minha espinha e meu sangue se transforma em gelo. “O que você disse?” Cole está a poucos metros de distância, os bíceps tensionando enquanto ele passa as mãos sobre a cabeça repetidamente. “Você não deveria fazer contato.” Sua expressão se contorce entre devastação e raiva. “Eu te disse para cuidar dela, não foder com ela.” Eles se conhecem. Trace porra conhece Cole e nunca pensou em mencionar isso?

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Eu puxo minha mão da dele e envolvo meus braços no meu corpo tremulo. “Como vocês se conhecem?” “Nós costumávamos trabalhar juntos” Trace diz em uma voz oca. “Auditoria para o governo?” Eu fico boquiaberta com ele, silenciosamente implorando para que ele me diga que tudo isso é algum tipo de piada. “Você possui um cassino. Eu não entendo. Por que você não me disse que o conhecia?” Ele e Cole compartilham um olhar, comunicando algo que está além da minha compreensão. Ou melhor, além da minha credencial de segurança. A implantação no Iraque. O silêncio no prédio do governo. O falso funeral. A remoção de tatuagens. “Você não é um auditor, é?” Eu pergunto a Cole com uma respiração fina, tremendo da cabeça aos pés. “Eu não posso dizer, Danni.” Cole não remove seu olhar de Trace. “Você mentiu para mim.” Minha pele formiga e desorientação varre através de mim quando viro para Trace. “Você também mentiu. Você conhecia Cole e nunca me contou.” Mais lágrimas caem e eu enterro meu rosto em minhas mãos. Eu preciso voltar atrás. Eu preciso pensar. “O que é isso?” Cole corre para frente e agarra meu pulso, seus olhos se concentraram no anel de noivado. “Não.” Seu sussurro cai em um ruído gutural dolorido. “Não, não, não!” Ele puxa o braço para trás e tropeça. Cada músculo visível em seu corpo fica tenso enquanto ele gira e anda como um animal enjaulado, com os ombros erguidos, as mãos apunhalando seus cabelos. Os sons torturados vindo dele ameaçam me deixar de joelhos.

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Quando ele volta, ele parece absolutamente destruído. “Você sentiu tanto a minha falta que fodeu meu melhor amigo? E agora você vai o que? Casar?” Melhor amigo. Quão profunda é essa mentira? Meus ombros se curvam para a frente, destruídos por um ataque de dor e traição. “Eu não quis dizer isso.” Cole corre em minha direção e emoldura meu rosto com as mãos trêmulas. “Eu não estou chateado com você. Eu coloquei você em uma posição terrível e escondi coisas de você. Eu não tinha o direito de esperar que você esperasse por um homem morto.” A dor em sua voz me esmaga e sinto sua dor aterrorizante como se fosse minha. Porque eu nunca parei de amá-lo. Nada disso é culpa minha, e ele sabe disso. Ele está furioso e perdendo sua merda por um motivo. A mulher que ele ama está comprometida com outra pessoa. “Quanto tempo, Trace?” Ele abaixa as mãos e bate o olhar no homem silencioso e pensativo ao meu lado. “Quanto tempo esperou antes que você a atacasse?” “Ele não me atacou!” Eu falo mais alto. “Eu trabalhei em seu cassino por quatro meses antes de nos juntarmos.” “Três anos.” Trace muda ao meu lado, seu tom calmo e firme. “Eu estive apaixonado por ela por três anos antes de fazer contato.” Três anos? O chão gira abaixo dos meus pés. “Ela começou a namorar” Trace diz. “Eu fiz exatamente o que você queria que eu fizesse. Eu mantive os homens fora de sua cama.” Sua voz endurece. “O que eu teria feito de qualquer maneira, porque eu a amo.”

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Raiva ferve nas minhas veias. Eu poderia facilmente direcioná-la para os dois, mas eu mostro meus dentes para Cole. “Você desapareceu por mais de quatro anos. Você morreu! E você não queria que eu encontrasse a felicidade de novo?” Cole se vira, uma mão espalmada sobre a boca. Sua postura tensiona com força e ele solta um grunhido baixo, cheio de advertência. Antes que eu possa piscar, ele gira e bate o punho no rosto de Trace. Trace cai de costas, mas permanece de pé. Com sangue escorrendo de seu lábio, ele não se move para enxugá-lo. Com os braços ao lado do corpo e o rosto inexpressivo, ele não mostra sinais de reagir. Cole, por outro lado, recua o braço novamente. “Pare!” Eu bato um ombro em seu corpo rígido, fazendo com que seu ataque atinja o ar. “Você estava morto! Você não tinha direito sobre mim!” “Você pensou que eu estava morto” Cole se agita, flexionando os punhos ao lado do corpo. “Mas Trace sabia.” Minha mente gira enquanto repenso os últimos seis meses. O que seu noivo pensaria sobre o idiota com quem você estava hoje à noite? Eu não vou te foder. Só não é o nosso destino, querida. Se Cole estivesse nesta sala agora, onde eu estaria? Você me deixaria de lado para chegar até ele? Trace afugentou todo homem que chegou perto de mim. Ele comprou o restaurante que dancei. Definiu minha agenda, então eu nunca tive um fim de semana de folga. Recusou-se a namorar

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

comigo. Empurrando, empurrando, me empurrou para longe, tudo porque eu estava excessivamente obcecada em Cole. Porque ele estava me observando para Cole. E em algum momento, muito antes de conhecê-lo, ele se apaixonou por mim. Sob as ondas maliciosas da compreensão, consigo entender. A atuação com Marlo não era para me machucar. Era uma última tentativa de parar de roubar a namorada de seu melhor amigo. Só que isso não me afastou. Nada disso aconteceu. Porque eu também o amo. Meu coração aperta sob uma realização impossível. Eu amo dois homens, e ambos estão aqui, olhando para mim com o tipo de desespero que destrói uma pessoa. “Você sabia que Cole estava vivo?” Eu sussurro e levanto o meu olhar para Trace. Meu coração drena a luz de seus lindos olhos azuis. “Eu sabia que poderia haver uma chance.”

Continua...

Tangled Lies #1

is a promise one


P a m

G o d w i n

Tangled Lies #1

is a promise one

Profile for Espinhos & Livros

Tangled Lies 1 - One is a Promise Pam Godwin  

trilogia do mesmo casal

Tangled Lies 1 - One is a Promise Pam Godwin  

trilogia do mesmo casal

Advertisement