Issuu on Google+

Jumho de 2006 Publicação bimestral N.º 18 Coordenação: Isabel Vaz Ana Lotra

II SEMANA DA EUROPA

Nesta edição Feira do Livro

2

Cursos e profissões 3

Semana da Europa

Decorreu entre 8 e 12 de Maio, a Semana de Europa integrada no Projecto EUPOPA NA ESCOLA. Durante esta semana foi possível percorrer os Espaços da Europa: palco, pista, corredor da Europa, placares, pátio interior, auditório, Centro de Recursos Educativos… pp.4,5

4,5

Dia do Espanhol

6

Dia do Inglês

6

Jazz na Escola

6

Dia do Francês

6

Palestra de Geologia

7

Dias da Informática

8

VIII Feira do Livro Correspondendo à iniciativa da Câmara Municipal da Lourinhã, a nossa escola esteve, mais uma vez, presente na Feira do Livro que decorreu entre 3 e 6 de Maio no local já habitual. Tendo sido acordado em reunião, manteve-se a distribuição das editoras pelas escolas participantes, ou seja, a nossa escola contou com as Editoras Asa e Europa-América e com a colaboração da Livraria Britânica, à semelhança do ano anterior. As novidades foram algumas, as vendas outras tantas, e a expectativa de melhorar o evento ainda maior. (cont. p. 2)

ESCOLA SECUNDÁRIA DA LOURINHÃ


EDITORIAL - Todos a bordo! Vamos zarpar! As mulheres e as crianças choravam no cais, os homens entreolhavam-se de soslaio. Era assim que se dirigia aos seus marujos o comandante da nau que iniciava a grande epopeia dos descobrimentos portugueses. Os conhecimentos náuticos dos tripulantes eram poucos ou nenhuns! Dizia-se que não sabiam o que era bombordo ou estibordo nem sequer nadar. O comandante começava por pendurar um molho de alhos a estibordo e um molho de cebolas a bombordo como forma de iniciar a aprendizagem. Aprendizagem individual, mas essencial à sobrevivência de toda a tripulação. Como todos os processos de aprendizagem era um zarpar rumo ao desconhecido. Vocês, alunos desta escola, que iniciam uma nova viagem rumo ao desconhecido, devem estar cientes de que já não começam do zero absoluto (alguns já sabem nadar!), mas que o caminho é longo pois a aprendizagem é sempre inacabada. O Olhar (ES) deseja-vos vento certo, pela popa, rumo às vossas escolhas.

O sonho é ver as formas [invisíveis Da distância imprecisa, [e, com sensíveis Movimentos da esp’ran [ça e da vontade, Buscar na linha fria do [horizonte A árvore, a praia, a flor, a [ave, a fonte – Os beijos merecidos da [Verdade. Fernando Pessoa, Mensagem

2

Mais um ano está a chegar ao fim e não podíamos deixar de fazer um balanço do funcionamento e das actividades desenvolvidas pelo CRE da escola. Como o nome o indica, o Centro tornou-se um verdadeiro recurso, quer para te auxiliar no teu estudo, quer até para te divertir nos momentos livres. Foi sendo equipado e organizado de modo a que o espaço, já por si agradável, viesse a ser funcional e cómodo para todos os utentes. Uma vez que um dos principais objectivos é que seja um espaço de cultura, foram realizadas várias exposições temporárias ao longo do ano lectivo para dar a conhecer figuras, menos conhecidas, mas não menos importantes, como Gustave Klimt, ou comemorar efemérides como, por exemplo, o nascimento Mozart. Enquanto divulgação, uma das grandes apostas do CRE, expuseram-se as pinturas de Maria Daniel Duarte e o portefólio de Arquitectura de Vera Geraldes, ambas ex-alunas da nossa escola. O Concurso de Fotografia Escola em Mudança, que contou com um número razoável de participantes, também encerrou com uma exposição dos trabalhos a concurso. Não esqueçamos a realização da Feira do Livro e a participação da Escola na Feira do Livro Municipal. Estes certames dão a conhecer muitas novidades e proporcionam a aquisição de títulos interessantes, que vão enriquecendo o nosso fundo documental. O Espaço também pretende ser um local de partilha de saberes. Assim, o Professor Dr. Pedro Fevereiro veio falar de OGMS. O Dr. Jorge Barros, veterinário municipal, falou de Gripe das Aves, um fenómeno sobre o qual pensamos já saber tudo, no entanto,

ESPAÇO CRE

Giuseppe Arcimboldo, Bibliotecário

muito se aprendeu sobre o assunto, desde a sua origem a conselhos úteis e práticos, nas duas sessões realizadas. Numa área diferente, contámos com a presença de Nuno Rasteiro, discípulo do Mestre Cláudio Fung, que fez uma sessão experimental de Tai Chi. Foram lançadas as raízes de um projecto que se pretende extensível a todos, por isso, contamos com a vossa colaboração. Estão já na forja ideias para o próximo ano lectivo, no sentido de tornar ainda mais activo o Centro e de continuar a proporcionar grandes aumentos de cultura e lazer.

VIII Feira do Livro (cont.)

Porém, é de referir a maior variedade de livros disponíveis, bem como a sua actualidade, tendo-se traduzido numa maior preocupação por parte das editoras na selecção de títulos a enviar. A literatura juvenil marcou a presença nesta feira tendo facilitado, de certo modo, um dos objectivos da mesma, isto é, estimular a leitura nos jovens e lembrar-lhes que os livros ainda existem. É importante salientar a participação das alunas do Curso de Acção Social que, sob a orientação da Professora Joana Contente, souberam animar o espaço da feira tendo encantado muitos dos seus visitantes. Um grande agradecimento a

todos os professores que deram, de alguma forma, o seu contributo para que esta actividade fosse possível, pois, tratando-se de uma representação da escola, o envolvimento deverá ser também no colectivo. Do mesmo modo, foi indispensável a colaboração prestada por alguns funcionários nas tarefas de bastidores, algumas das quais bastante duras, como por exemplo, as deslocações e transporte das pesadas caixas de livros. Em ambiente de convívio, puderam-se observar as preferências literárias do nosso público, aconselhar um ou outro livro, e ainda, fazer uma escolha de novos títulos para a nossa Biblioteca. É sem dúvida uma aposta que implica grande empenho, um número considerável de horas de trabalho, mas que, no final, deixa a sensação de mais uma tarefa realizada e mais alguns objectivos alcançados. O Centro de Recursos


Allons en France 2006 Club de Français

Concours pour les élèves de français, réalisé par le Service de Coopération Linguistique et Educative de I'Ambassade de France au Portugal en collaboration avec I'Association Portugaise des professeurs de Français.

Cette année, 50 étèves de français continuation (10ème, 11ème et 1ème années) ont participé à ce concours. Le thème « La francophonie fait son cinéma !» a motivé les élèves à utiliser les tic - rechercher des informations sur un thème ; à comprendre des documents écrits sélectionner et classer des informations. En plus, comme question subsidiaire et personnelle, ces élèves ont créé un slogan publicitaire en travaillant les compétences de I'écrit. Cette participation a été très fructueuse parce qu'elle a permis aux élèves de travailler plusieurs compétences et objectifs de I'apprentissage.

Prémio Traduzir 2006 Sarah Féré et Ana Veríssimo (11 ème année) ont participé au concours «Prémio traduzir » 2006, réalisé par Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Ciências Humanas. Ces élèves ont traduit un extrait du Roman d’ Amélie Nothomb, "Biographie de Ia faim" , de 2004.

Un grand merci à mes élèves d'accueillir avec autant d'enthousiasme tous ces défis ! Je remercie aussi tous mes élèves qui ont participé, tout au long de I'année, au club de français, spécialement les élèves : Catarina, Marta, Flávia, João Carlos (10°F) ; Ana Rita Fernandes et Berenice (11°D). Club de Français, Prof.ª Graça Elias

5 à 5ª Encontro com Profissionais No passado dia 25 de Maio, a nossa escola teve o prazer de receber três antigos alunos das áreas Económico-Social e Humanidades, a fim de partilharem o seu percurso académico e experiência profissional. A palestra teve início com o Dr. Jorge Antunes, licenciado pela Universidade de Lisboa - Faculdade de Letras em Geografia ( Planeamento e Gestão do Território) e uma pós-graduação em Sistemas de Informação Geográfica. Através da apresentação “Geografia e o Geógrafo”, deu-nos a conhecer a temática “Geografia” e os motivos que o levaram a escolher este curso. Actualmente, trabalha na Câmara Municipal de Torres Vedras na área em que se licenciou. De seguida, falou-nos o Dr. Renato Henriques, licenciado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e a trabalhar no Finibanco em Torres Vedras. Como cada um defende o que é seu, o Dr. Renato explicou-nos quais as vantagens em prosseguir estudos na sua área e em fazer ERASMUS. Aconselhou-nos ainda a sermos

aplicados e a não termos medo de fazer trabalhos menores mesmo que tenhamos um curso superior. Por fim, partilhou connosco a sua experiência a Dra. Vera Mota , licenciada em Comunicação Social pela Universidade do Minho e com uma especialização em Relações Públicas, que estagiou numa agência de consultoria em Imagem de Comunicação e Relações Públicas onde trabalha actualmente. Para ficarmos com uma ideia do que é a Comunicação Social nos dias de hoje, a Dra. Vera deu-nos informações básicas e explicou-nos que este é um curso de cultura geral, pois aprende-se um pouco de tudo. Como moderadora da palestra tivemos a professora Isabel Santos e como organizador desta actividade, o GAPA Gabinete de Apoio ao Aluno, na qualidade do professor Fernando Santos. Desde já o nosso muito obrigada a todos os profissionais que se disponibilizaram a comparecer nesta sessão, ao GAPA, por organizar este evento, e aos professores e alunos por encherem o auditório da nossa escola. Ana Carolina e Nádia Faria-12º G

INSTANTES Quero dizer-te algo, não consigo, o teu estado desencadeou em mim um instante, uma tensão que não consigo desbloquear, fiquei como que incapacitado de agir. Estes fenómenos remetem-nos para a incapacidade de lidar com a situação. A situação é a obra do instante... perdeste com isso, ainda que eu me tenha tornado outro, por motivos de mudança. A mudança opera, transforma... esta é a actividade de circunstância. A vida é um instante que já terminou, um ápice que escapa aos mortais, um breve adeus entre os diversos adeus, para silenciar nos recônditos da eternidade. A vida é este instante de estar aqui e logo desaparecer dos pontos de controlo. Interrogo-me numa tensão constante sem que alguma resposta me cause acalmia, por mais consciente que seja das realidades. Este instante encontra-se em saturação, na própria tensão de existir. A vida suscita-nos interrogações todos os dias e a tendência é desvendar o que não se deixa mostrar... neste momento, a impotência do humano exibe-se na sua condição, face ao embate do nada. Evoco-te e de nada serve, nada passa da emissão de um som, como se fosses esse som... as coisas pautam-se por repetições de sons em circunstância. As pessoas são pontos em movimento que se perdem lentamente. Todos tendem à extinção, mais dia, menos dia, esta é a verdadeira condição, é uma passagem, ao ritmo do tempo, por instantes não pensados.

Prof. Jorge Ferro Rosa

ESCOLA SECUNDÁRIA DA LOURINHÃ


SEMANA D

Não sou nem ateniense nem g Mun

Decorreu entre 8 e 12 de Maio, a Semana de Europa integrada no Projecto EUPOPA NA ESCOLA.

O dos Castelos A Europa jaz, posta nos cotovelos: De Oriente a Ocidente jaz, fitando, E toldam-lhe românticos cabelos Olhos gregos lembrando. O cotovelo esquerdo é recuado; O direito é em ângulo disposto. Aquele diz Itália onde é pousado: Este diz Inglaterra onde, afastado, A mão sustenta, em que se apoia [o rosto. Fita, com olhar sfíngico e fatal, O Ocidente, futuro do passado. O rosto com que fita é Portugal.

Durante toda a semana ocorreram várias actividades centradas na dança, na música, no teatro e outras perfomances associadas à Europa. Pudemos comemorar também os dias do Espanhol, do Inglês e do Francês. Para além de complementar o projecto do ano anterior, este vai ao encontro, entre outros objectivos, da comemoração dos 20 anos de adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia e hoje União Europeia, bem como a referência ao ano de 2006 como o ano da mobilidade profissional. Na EUROPA: Programas Sócrates, Erasmus, Comenius, Leonardo Da Vinci, Processo de Bolonha, Eures, Europass, Europe Direct, Centro Jacques Delors, Provedor de Justiça Europeu…

Fernando Pessoa, Mensagem

A EUROPA – TANTAS CULTURAS E TÃO DIFERENTES NUM PROJECTO COMUM! O que ganham os jovens com a diversidade e a mobilidade das culturas? As vantagens são inúmeras: para além do enriquecimento do currículo, aprendem-se novas línguas, conhece-se meio mundo, passa a haver sempre uma casa em cada canto para as férias, ganham-se contactos para trabalhar, alargam-se horizontes… A curiosidade e a sede de aprender

das novas gerações serão o motor de uma Europa mais competitiva, motivadora, exigente e aberta. Por que não fazer parte disso?” Estas razões seriam motivo para sensibilizar a comunidade escolar para a importância e actualidade do tema Europa e também para fazer cada aluno assumir um papel cada vez mais activo no que respeita à edificação do seu próprio saber. Além de fazer parte do programa curricular de algumas disciplinas, o estudo da Europa é, na era actual da globalização, indispensável a qualquer cidadão português, independentemente do percurso académico ou profissional que este venha a seguir. Finalmente, porque se comemoram os 20 anos da nossa adesão à União Europeia e esta considerou o ano de 2006 como o ano da mobilidade, a SEMANA DA EUROPA integrada no projecto Europa na Escola pretende assinalar este acontecimento.

A Semana da Europa na ESL Programa Geral Durante esta semana, foi possível percorrer os Espaços da Europa (palco, pista, corredor da Europa, placares, pátio interior, auditório, Centro de Recursos Educativos), onde se podia encontrar informação variada, ouvir música, ver filmes, assistir a danças, a um desfile e a alguns momentos teatrais, além de outras perfomances relativas aos 25 países que constituem a União Europeia. O dia de abertura foi dedicado a Espanha tendo havido música e karaoke bem como danças sevilhanas. Foi ainda, apresentado nesse dia o filme “A Residência Espanhola”. O resto do dia foi ocupado por outras actividades e perfomances no âmbito do dia do Espanhol.

jazz

4


sevilhanas

DA EUROPA

grego, sou sim um cidadão do ndo. Sócrates Na terça-feira, dia 9 de Maio, dia da Europa e também do Inglês, destacou-se a apresentação de uma pequena peça teatral da autoria da turma 11ºD (Os Típicos Europeus), um workshop de jazz (O Jazz vem à Escola), um desfile de 75 alunos, subordinado ao tema Os Rostos da União, e ainda danças Hip-Hop. O resto do dia foi vivido

pa, a bela perfomance teatral dedicada a Shakespeare.

O Processo de Bolonha O processo de Bolonha quer construir um Espaço Europeu do Ensino Superior. Com um ensino equiparado em toda a Europa e a mobilidade de estudantes e de docentes, o Ensino Superior deverá ser mais competitivo e coeso. O que quer isto dizer?

com a chamado free time onde o grupo de Inglês teve um papel relevante. O terceiro dia foi dedicado a França, tendo havido momentos de poesia e de acordeão (participação da ex-aluna Teresa Maurício e do colega Jorge Rosa). À hora de almoço, actuaram as meninas do Can-Can tendo

encantado os presentes com uma excelente actuação. Na 5ª e 6ª feira, designados os free/ open days, houve actuações diversas salientando-se, para encerrar a Semana da Euro-

Os objectivos a que nos propusemos com a apresentação deste projecto foram integralmente cumpridos. Os nossos agradecimentos à comunidade escolar participante e assistente (alunos, professores e funcionários), destacando particularmente as turmas que activamente participaram nas actividades (10ºD – desfile, 11ºD – teatro e 11ºE – decoração), as delegadas e respectivos grupos de Espanhol, Inglês e Francês, as professoras Jacinta Cardoso (Desporto escolar – danças) e Joana Contente (perfomances teatrais). Ainda os nossos agradecimentos a todos os colegas que, directa ou indirectamente, tenham colaborado para que esta semana tenha sido possível, aos alunos de outras turmas que participaram em várias actividades, aos “sonoros” Bruno e Miguel, à Comissão Instaladora e ao Olhar(es) pela cobertura realizada. Gratos finalmente, pela colaboração prestada, à Câmara Municipal da Lourinhã, ao Hotel da Praia Azul e ao Centro Jacques Delors. Até pró ano(?), com Bolonha no horizonte!!! Prof. António Sérgio Francisco

O processo de Bolonha é o passaporte para tirar o diploma em Portugal, noutro país da EU, ou em ambos, com garantia de que, no mercado de trabalho agora alargado a toda a Europa, todos terão as mesmas oportunidades de emprego porque todos tiveram um ensino similar. E o melhor de os jovens se moverem com mais facilidade pela Europa é que, enquanto aprendem, conhecem culturas diferentes e aprendem a ser cidadãos verdadeiramente europeus! As linhas de acção deste processo são, essencialmente, estas: . Adopção de um sistema de Ensino Superior com dois ciclos. . Implementação de um sistema de créditos. . Promoção da mobilidade. . Promoção da cooperação na avaliação da qualidade de ensino. Enfim, uma uniformização dos ensinos que aproxime e iguale os cidadãos europeus.

Para saber tudo: www. m ct es.p t/d ocs/f ic he i ros/ processo_bolonha_web_31_ Outubro.pdf

ESCOLA SECUNDÁRIA DA LOURINHÃ


¡FELICITACIONES!

Dia del Español

Estamos muy contentos porque nuestra compañera Tânia Nunes, de 12º F, es una de los Hoy te dejamos algunos provercinco finalistas, a nivel nacional, de la prueva de traducción en lengua española del concurso bios españoles y sus corresponden“Traduzir 2006”, una iniciativa de cias en portugués para que puedas la Universidad Católica de Lisboa dirigida a los estudiantes portu- conocer un poco mejor la lenga españogueses de lenguas extranjeras de la: la enseñanza secundaria. ESPAÑOL A buen entendedor, pocas palabras bastan. Caras vemos, corazones no sabemos. A caballo regalado no le mires el diente. Dios le da pan al que no tiene dientes. Gato escaldado del agua fría huye. Más vale pájaro en mano que ciento volando. Cae más pronto un mentiroso que un cojo. Perro ladrador, poco mordedor. Quien fue a Sevilla perdió su silla. En casa del herrero, cuchillo de palo. Adonde fueres, haz lo que vieres. Matar dos pájaros de un tiro.

Le Jour de La FRANCE Après l´Espagne et l´Angleterre, on a eu le Jour de la France. Teresa Maurício, accordéoniste, est venue animer les pauses de 10.H et midi. Elle a joué des mélodies typiquement françaises tout en nous rappelant les célèbres accordéons de Paris. Une exposition a montré une nouvelle perspective de la France, à savoir : la biotechnologie, la conquête de l´espace, l´évolution des transports, les peintres du XXème siècle, Paris futuriste, le Futuroscope et l´histoire du cinéma français. Pendant toute la journée, on a écouté des chansons françaises de Jacques Brel, Edith Piaf et bien d´autres chanteurs plus récents. A midi et à 14.30 H, les élèves ont participé à deux sessions du concours A la découverte : des jeux de mots et des questions de culture et civilisation française.

6

PORTUGUÉS Para bom entendedor, meia palavra basta. Quem vê cara, não vê coração. A cavalo dado não se olha o dente. Deus dá nozes a quem não tem dentes. Gato escaldado de água fria tem medo. Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar. Mais depressa se descobre um mentiroso que um coxo. Cão que ladra não morde. Quem vai ao mar, perde o lugar. Casa de ferreiro, espeto de pau. Em Roma, sê romano. Matar dois coelhos de uma cajadada só.

Algunos de estos proverbios sirvieron para hacer los marcadores de libros que ofrecimos el Día del Español y para estampar en las camisetas que vestimos ese día. Alumnos de Español de 12º F y 12º G

English Day Once again, on the 9th May, we celebrated English Day in our school, not that English needs much celebrating. We just wanted to remind you that English is not only a school subject but also, and specially, a vibrant dynamic language, spoken by millions of people around the world, or as someone has called it “the world’s biggest brand”. So, we had a taste of the very typical 5 o’ clock tea, with tea and scones; we had music in the session “O jazz vai à escola”, we had dance, and we had a wonderful performance based on Shakespeare’s Romeo and Juliet. Why music, why jazz? Because it was a learning experience, not only on the meaning of jazz and how it is played, but also on its history, on its social and cultural background; and above all because it was a lot of fun. Thanks to all of those who were there to enjoy it. Do I need to tell you why Shake-

speare? Because you can do anything you want with a text that is 400 years old, particularly to show the talent of our students. Thanks for being bold enough to show it. As for the dancing, that was another sparkle of talent from the girls and their teacher. Thanks for making our day even more lively and interesting And there was also a lottery. João Carlos Lúcio won a wonderful toaster and Mrs Mónica Lino a lemon squeezer. Thanks for participating. We wouldn’t have done it without the help of staff, employees and teachers, students, Comissão Instaladora, the whole school community. Thank you. I think it was a wonderful week. For next year, we welcome new ideas. Be brave enough to give us your suggestions and opinions. Grupo de Professores de Inglês


Saída de Campo No passado dia 31 de Maio, decorreu uma aula de campo de Paimogo à Praia de Vale Frades, dirigida pelo professor Nuno Pimentel do Departamento de Geologia da FCUL. Esta saída contou com a participação de alguns alunos do 11º e 12º anos e professores, com o objectivo de conhecer a geologia da região, identificando as suas litologias de modo a valorizar o património geológico. As rochas sedim entares de uma dada região são fruto de um conjunto de condições existentes. Observou-se as litologias e estruturas sedimentares indicadoras dos ambientes deposicionais que as geraram. A saída de campo teve início no forte de Paimogo, onde nos confrontá-

mos com um litoral essencialmente catamórfico. Na Praia de Paimogo, observámos areias micáceas, areias finas e siltes, e a disposição das arribas em camadas. Na Praia do Caniçal, presenciámos uma falha tectónica e o único vestígio de rochas magmáticas. Por fim, na Praia do Vale de Frades foi possível observar uma zona de fundão que se instalou na base da arriba tal como uma laje a descoberto na base da arriba. Através desta saída foi possível relacionar aspectos geomorfológicos e geológicos que traduzem uma longa história de processos e de formas, cuja génese terá tido início há cerca de 150 milhões de anos. Cristiana Matos—11ºB

O maior…o mais importante… O cromossoma 1!! Quem somos? De onde vie- genética humana e 3 141 genes. É de esperar que este seja o cromossoma mos? Para onde vamos? Talvez todos nós, alguma vez na vida, já tenhamos parado para pensar neste tipo de questões…Mas será que fomos capazes de chegar a alguma conclusão óbvia? O ser humano é, sem dúvida, um ser muito complexo. Complexo ao ponto de ainda não conhecermos totalmente a nossa espécie. A Biologia e a Genética dedicam-se a tentar obter respostas para algumas dessas perguntas mais pertinentes. A sequência de bases de cada cromossoma funciona como ponto de partida para o desenvolvimento de estudos a nível da compreensão das funções, variações e evolução do genoma. Uma das últimas conquistas desta ciência, foi o completar da sequência do cromossoma 1, uma investigação que durou 10 anos e na qual figuraram cerca de 150 cientistas pertencentes ao Instituto Wellcome Trust Sanger em Hinxton, Cambridge, e à Universidade Duke em Durham, na Carolina do Norte. O cromossoma 1 é o maior dos cromossomas humanos, contendo, aproximadamente, 8% de toda a informação

mais representativo do genoma humano devido ao seu tamanho e à sua importância na área da medicina: mais de 350 doenças estão relacionadas com modificações da sequência deste cromossoma, entre elas vários tipos de cancro e problemas neurológicos, como a doença de Alzheimer ou a doença de Parkinson. Por outro lado, existem outras implicações biológicas relacionadas com o tamanho deste cromossoma: é aproximadamente seis vezes maior que os cromossomas humanos mais pequenos (21, 22 e Y), o que levanta a questão de como é que a informação é replicada de forma coordenada antes de cada divisão celular. Em concreto, o cromossoma 1 contém 223 569 464 bases azotadas, que, caso fossem tratadas mecanograficamente, ocupariam 60 000 páginas. Catarina Mergulhão – 12ºB

Errata: Na última edição do Olhar(ES), no texto “Botox… da beleza ao cancro!”, onde se lê “...bactéria clorstridium botulinum…” deve ler-se bactéria Clorstridium botulinum; e na página 5, na legenda onde se lê “Actuação do Grupo de Música da Escola Dr. João das Regras…”, deve ler-se Actuação do Grupo de Música da Escola C+S de Ribamar. Aos autores, as nossas desculpas.

“O presente é a chave do passado” Esta máxima foi-nos revelada no passado dia 27 de Abril na Escola Secundária da Lourinhã numa palestra na área de geologia sobre rochas sedimentares: “Quando as rochas eram paisagens”. Segundo o geólogo Nuno Pimentel da FCUL, as rochas sedimentares não só permitem fazer a datação de muitos estratos, como também reconstituir os ambientes antigos (paleoambientes) em que a origem dessas rochas ocorreu. Mas como é que as rochas sedimentares permitem reconstituir os paleoambientes? Este tipo de rochas preserva marcas (ripple marks; fendas de dessecação; pegadas de animais, etc.) que testemunham interrupções na sedimentação. Os geólogos baseiamse no princípio do actualismo: “O presente é a chave do passado”, para justificar os fenómenos que ocorreram no passado. Verificamos, por exemplo, vestígios de ostras nas arribas da praia de Paimogo e estratificação. Estas revelam que o paleoambiente consistia num mar pouco profundo e de água temperada que, posteriormente, recuou, transformando-se num ambiente de transição, ou seja, num ambiente fluvial/esturiano, em que o agente transportador era o rio. Já na zona de Peniche, verificamos a existência de calcários com lapiás. A fácie destas rochas determina que este local teve um ambiente tropical há muitos milhões de anos. Estas duas reconstituições de paleoambientes baseiam-se essencialmente no princípio das causas actuais. Joana Fanha e Rita Carneiro 11ºB

ESCOLA SECUNDÁRIA DA LOURINHÃ


Os Dias da Informática

Prémios

Prémio  flash disk com capacidade de 256 Mb, Diciopédia de 2005 da Porto Editora atribuído à equipa “Loba Killers”, formada pelos alunos Diogo Fidalgo, Marcelo Dias e Nuno Ferreira.

Prémio  flash disk com capacidade de 128 Mb e livros atribuído à equipa “Dreads de Lisboa”, formada pelos alunos Bruno, Leonel Mateus e Picão.

Prémios  livros e um vale de desconto no valor de 20Є atribuído à equipa “Lammecos”, formada pelos alunos André Oliveira, Luís Ministro e Nuno Malvar.

Câmara Municipal da Lourinhã 8

Por vezes, o esforço dispendido pelos alunos nos trabalhos que realizam é apenas visualizado pelo docente da disciplina que o “encomendou” e pelos colegas de turma. No entanto, dada a qualidade, o empenho e tempo investido na sua realização, estes trabalhos justificam a sua divulgação à Comunidade Escolar. A pensar neste cenário, o Grupo Disciplinar de Informática, nos dias 29 e 30 do passado mês de Março, realizou uma pequena exposição designada por “Os dias da Informática”. Nesta exposição foram dados a conhecer alguns trabalhos dos alunos do curso Tecnológico de Informática e uma versão Alpha de alguns trabalhos de projecto que se encontravam em desenvolvimento na disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação. E como a vida não é apenas trabalho nem estudo, os alunos Ana Catarina Silva, Arnaldo Lupeta, Diogo Fidalgo, Gonçalo Damas, Jason Santos e Suse Silva, do 10º D, coordenados pelo aluno Mário Patrício, do 10º A, organizaram um torneio de jogos informáticos, com a finalidade de demonstrar o funcionamento de uma rede informática através da instalação e utilização do jogo Counter-Strike. Assim, foram constituí-

Clínica de Medicina Dentária Vicente Fernandes, Lda.

O Banco da Nossa Terra ao serviço da Cultura do Concelho

das equipas de três elementos cada, iniciando-se cada eliminatória com duas equipas e um moderador do jogo. Para cada um dos elementos das equipas classificadas em 1º, 2º e 3º lugares existiu um conjunto de prémios (ver caixa). A atribuição dos prémios a cada uma das equipas foi possível devido à colaboração das seguintes entidades: InforAntunes, Porto Editora, Escola Secundária da Lourinhã, ProIlumina, Centro Atlântico, Plátano e Texto Editora, às quais agradecemos

a sua contribuição, bem como à Professora Ana Valentim pela elaboração do cartaz de divulgação do evento. O Grupo Disciplinar de Informática

PROILUMiNA

Farmácia Leal

Caixa Geral de Depósitos

ESCOLA SECUNDÁRIA DA LOURINHÃ


Olhar(ES) 18