Page 1

EDIÇÃO N.º 48 DEZEMBRO DE 2017

Natal na biblioteca da ES D. Pedro V. Pág.: 2

Natal na biblioteca da EB 2,3 Prof. Delfim Santos. Pág.: 10

Chegou o Natal! Pág.: 9

Intercâmbio de Natal. Pág.: 9


2

Natal na biblioteca da ES D. Pedro V No início do ano letivo, os alunos dos 7.º e 10.º anos visitaram a biblioteca para tomarem conhecimento do modus operandi do espaço. Foi-lhes solicitado que escrevessem uma frase iniciada por “Para mim, um livro é…”. A árvore de Natal exposta nos vidros da biblioteca é constituída por essas frases. É interessante e curioso ver os grupos de alunos à procura do seu papelinho! A árvore de Natal foi feita pelo aluno Hugo Tomás Fernandes, turma 11.º 7, Nº 12, ES D. Pedro V. PB da ES D. Pedro V

FICHA TÉCNICA Conceção e implementação do projeto: Ana Vilela, Lígia Arruda e Lucinda Marques (Professoras bibliotecárias do AEL) Conceção e montagem gráfica: Alexandre Rodrigues e Carla Rodrigues Periodicidade: mensal (exceto julho e agosto) Envio de artigos: viva.voz@ael.edu.pt Textos: Responsabilidade dos autores ou de quem os envia.


3

Visita ao Parque Florestal de Monsanto

do Monsanto. Foi muito giro, as crianças puderam ouvir uma história no meio da natureza, desenhar e aprender um pouco sobre alguns animais. Chegando à escola fizeram o registo com a professoA sala 1 do Jardim de Infância da E.B.1 ra Inácia que está a desenvolver o proFrei Luís de Sousa foi ao Parque Florestal jeto “Emergência da Escrita”.

EB1/JI Frei Luís de Sousa

Visita de Estudo ao Lisboa Story Center No dia 28 de novembro de 2017, a turma B do 3ºano da Escola Frei Luís de Sousa, foi ao Lisboa Story Centre. Quando chegámos explicaram-nos as regras da Visita e o percurso que iria ser realizado. Entregaram uns auscultadores ligados a um audioguia, para podermos acompanhar a história de Lisboa que ia ser contada e mostrada nos ecrãs e espaços ao longo do percurso.

Durante a Visita fomos acompanhados pelas personagens Henrique, Oli e João. Vimos imagens e ouvimos informações sobre os primeiros habitantes e sobre a construção de Lisboa. Também vimos a passarola, contruída por um padre que tinha como objetivo voar. O que mais gostámos de ver e de ficar a conhecer foi a história sobre o Terra-

moto de 1755, causador da destruição de Lisboa. Também gostámos de um holograma sobre a reconstrução da cidade de Lisboa. Foi uma tarde muito divertida em que aprendemos e ficámos a conhecer a nossa cidade de Lisboa. EB1/JI Frei Luís de Sousa

Fundação Calouste Gulbenkian – “Arte em movimento” De quantas maneiras diferentes podemos olhar para uma obra de arte? Será possível ver através do movimento do corpo? Pode uma visita a um museu transformar-se numa pequena coreografia? Este foi o mote para que no passado mês de novembro os alunos da turma 3 do Jardim de Infância da Frei Luís de Sousa realizassem uma atividade na Fundação Calouste Gulbenkian intitulada “Arte em movimento”. A atividade desenvolveu-se com a observação e exploração das obras expostas no museu traduzindo-se depois em peque-

nos gestos ou movimentos. No final, a soma dos gestos e o percurso feito pelas obras de arte transformou-se numa

coreografia. As crianças aderiram com bastante entusiasmo e interesse em todos os momentos da visita. Sala 3 do JI EB/JI Frei Luís de Sousa


4

LISBOA STORY CENTRE

No dia 21 de novembro, os meninos das salas 3, 4 e 5 do Jardim de Infância da EB1/JI das Laranjeiras foram conhecer o Lisboa Story Centre no Terreiro do Paço. Foi sem dúvida uma visita muito interessante, através da qual tivemos oportunidade de conhecer um pouco

da história da cidade de Lisboa desde a sua fundação até aos dias de hoje. Através da utilização de áudio-guias em que usámos auscultadores e um transmissor, ouvimos a história da cidade e em simultâneo visualizámos filmes em diversos ecrãs. Vimos igualmente a reconstituição física de espaços e de episódios históricos, a réplica de embarcações e estruturas arquitetónicas, a impressão em grande escala de ilustrações de época e a projeção de diaporamas. Entre outras coisas, ficaram a saber que houve um grande terramoto em Lisboa que destruiu a cidade, que houve também um tsunami e que a cida-

de foi reconstruída pelo Marquês de Pombal. Sem duvida que esta visita despertou o interesse dos pequenos pela história da cidade, bem como o interesse por fenómenos naturais, pela arquitetura, os inventos da época (passarola).

Museu do Oriente – Atividade “Animais que dão que falar”

Os meninos das salas 3, 4 e 5 do Jardim de Infância da EB1/JI das Laranjeiras participaram com grande interesse na atividade “Animais que dão que falar", no Museu do Oriente.

Conheceram um pouco do Oriente, da sua cultura e história, ao mesmo tempo que tentavam encontrar os "animais que dão que falar" e que andam à solta pelo Museu do Oriente. Foi um desafio para as crianças do nosso Jardim que de uma forma lúdica e divertida enriqueceram os seus conhecimentos sobre uma cultura diferente.

Cantor de ópera (Rosa)

O Teatro em contexto escolar Nós, as turmas do 2º ano, da escola nº 120 das Laranjeiras, vimos com as nossas professoras, no mês de novembro, o teatro “Super-Heróis”, que veio à nossa escola. Ficámos maravilhados com a Super Tina e o Super Tó, que foram os superheróis deste teatro. Eles tinham uma missão muito importante, que era aju-

dar as pessoas com medo, a lidar com esse sentimento. Nós rimos muito, cantámos e até aprendemos uma dança. Aprendemos que o medo serve para nos alertar dos perigos, mas não nos pode paralisar, há que superá-lo, e mandá-lo embora, só assim podemos ser super heróis. Gostámos muito e no final batemos

Museu de S. Roque No passado dia vinte e oito de novembro, os alunos da turma 2 do Jardim de Infância das Laranjeiras realizaram uma atividade no âmbito do passaporte escolar, “Há animais no Museu” no Museu de S. Roque. A atividade desenvolveu-se através de um jogo de pistas sobre animais. Aquando da sua descoberta, ouviram uma história sobre esse animal e posteriormente foram convidadas a descobri-los nas obras de arte expostas no museu. As crianças aderiram com bastante entusiasmo e interesse as propostas dos monitores participando com alegria e empenho na execução das mesmas. A Docente, Zélia Reis

muitas palmas. EB1/JI das Laranjeiras – 2º A, 2ºB e 2ºC


5

Culinária no Jardim de Infância das Laranjeiras Durante a estação do outono a sala 3 e 4 do Jardim de Infância das Laranjeiras tem vindo a realizar com as suas crianças diferentes e variadas actividades de culinária que têm a ver com a época. Após conhecerem os diferentes cereais e frutos do outono

foram confeccionadas algumas receitas: pão de trigo e manteiga para o barrar e marmelada. Quando da confecção do pão e da manteiga tivemos uma visita boa e inesperada, a professora Francelina que nos contou a lenda de uma rapariga portuguesa muito valente e corajosa “A padeira de Aljubarrota”.

Visita ao Teatro São Luiz No dia 24 de novembro fomos ao Teatro de São Luiz ver uma peça chamada: Eu Gosto muito do Senhor Satie. A peça foi contada por a atriz/ pianista Joana Gama que nos contou sobre a vida de Erik Satie e tocou no seu piano de cauda algumas das suas músicas. Antes da visita, fizemos uma pesquisa sobre Erik Satie e ficamos a saber que foi um grande compositor e pianista francês do século XX, mas a Joana Gama contou-nos algumas curiosidades que não conhecíamos como a sua grande adoração pela coleção de guarda-chuvas e por andar a pé. O Senhor Satie andava sempre muito a pé com um guarda-chuva, quer fizesse

sol ou chuva. Um dia até perdeu o seu guarda-chuva e ficou muito triste. Ouvimos ainda algumas das suas músicas tocadas pela Joana que tinham nomes muito difíceis de pronunciar, mas eram todas muito bonitas e que despertaram muitos sentimentos em nós, umas tinham um ritmo mais rápido e outras com um ritmo mais lento que nos transmitiam mais calma e serenidade. Foi a primeira vez que a maioria de nós foi ao Teatro de São Luiz e adorámos tanto o espetáculo como o Teatro que é muito bonito, grande e muito luxuoso, com uma arquitetura muito antiga. Ficámos sentados no placo como se

Inovar é divertido No dia 30 de novembro os alunos da EB1 António Nobre tiveram uma manhã bem divertida! O laboratório Boehringer Ingelheim disponibilizou materiais alusivos à sustentabilidade e reciclagem para que os alunos pudessem dar largas à imaginação e realizar construções de acordos com

temas sugeridos. A atividade intitulada “Inovar é divertido” contou com a presença dos avós dos alunos, que foram orientadores desta atividade disfrutando de uma manhã bem divertida e diferente com os netos. Os alunos do 1ºB divertiram-se muito e puseram a imaginação à prova que resultaram em “obras de arte” bastante imaginativas. No final da manhã pequenos e graúdos partilharam um lanche saudável. Alunos e avós estão de parabéns! EB1 António Nobre, 1ºB

fossemos atores e no final a Joana ainda deixou alguns dos nossos colegas tocar no seu piano. Achamos que eles nunca se irão esquecer desse momento. No final da visita recebemos ainda um livro chamado de Claro e Escuro, para nos ajudar mais tarde a relembrar dos espetáculos que iremos ver enquanto formos pequenos. Gostámos muito desta visita que fizemos e já estamos ansiosos por continuar a registar no nosso livro Claro e Escuro as próximas visitas. A turma do 4ºA


6

Visita de Estudo à Fundação Calouste Gulbenkian No dia 29 de novembro de 2017,nós, os alunos da turma do 1ºA, da EB1 Frei Luís de Sousa, deslocamo-nos de autocarro, à Fundação Calouste Gulbenkian, para vermos uma exposição de arte temporária, intitulada: “Espelho meu, espelho meu…”. No museu estava uma senhora chamada Susana que nos recebeu. A Susana mostrou-nos quadros, espelhos antigos, estátuas… e explicou-

-nos como surgiram os primeiros espelhos. Nós aprendemos que antigamente, antes de existirem os espelhos, as pessoas viam nos lagos o seu reflexo. No final da visita, a Susana lançou-nos um desafio: tentarmos, durante a semana, ver o nosso reflexo em outras superfícies que não sejam espelhos! Durante esta semana, o Guilherme diz que viu o seu reflexo numa torneira, a Madalena na televisão desligada, o João diz que viu a sua imagem num lago, a Pâmela num computador desligado e a Carolina Martinho num garfo… Alguns comentários de alunos acerca

da visita de estudo: “ Gostei muito de ver os quadros porque são giros mas alguns metem medo.” - Sofia “A parte que gostei mais da visita foi a história do “Espelho meu…”- Cristiano “Gostei de ouvir falar sobre a origem dos espelhos.” – Guilherme “Gostei de ver a minha imagem no espelho grande” – João “Gostei muito de ver os espelhos e uma estátua” – Gabriela Tinoco “Gostei muito de ver um espelho com umas coisas douradas…”- Stefany Autores da notícia: alunos do 1ºA da EB1 Frei Luís de Sousa

Visita ao Palácio e Tapada de Mafra

Nos dias 11 e 13 de outubro de 2017, os alunos de 6.º ano, das turmas A, B, C e D realizaram uma visita de estudo ao Palácio e à Tapada de Mafra. O Palácio de Mafra foi construído no reinado de D. João V, tendo como decoração a arte Barroca, um dos mais importantes monumentos deste estilo em Portugal. A guia que nos acompanhou no palácio esteve sempre atenta e respondeu com clareza e delicadeza a todas as questões que lhe colocámos. Informounos que inicialmente era um Convento para apenas 13 frades, mas acabou por se tornar num grande edifício onde chegaram a viver 300 frades da Ordem de S. Francisco. Este convento é um monumento alto, imponente e belo. Por dentro continua

a ser “robusto”, bonito e também muito espaçoso, mantendo várias salas. Das muitas salas que vimos, a que mais apreciámos foi a “Sala da caça “que estava decorada com peles e ossos de animais. Ficámos a saber que D. João V conseguiu essa imensidão de “materiais” porque a sua atividade favorita era a caça! Continuando com a nossa visita, deparámo-nos com uma exposição de aves de rapina. Após a visita ao Palácio de Mafra dirigimo-nos para a Tapada de Mafra, zona de lazer real e onde a importância da caça nasce desde a sua fundação, em 1747. Iniciámos a visita à Tapada, com uma demonstração de aves de rapina. Através das explicações que nos foram

dadas, percebemos que estas espécies surgiram ao longo do tempo e para além disso, têm grande capacidade para voar. Seguidamente tivemos um agradável passeio de comboio, onde nos deparámos com várias manadas de cervos e ainda com um javali com as suas crias e muitas outras espécies de árvores que existem nesta floresta diversificada. Por último tivemos uma apresentação sobre a “vida” das abelhas. Foi uma visita de estudo muito divertida e gratificante, pois aprendemos “ao vivo” muitas das coisas que não vêm nos livros! Por alguns minutos, sentimonos autênticos príncipes e princesas!!! Algumas curiosidades referidas pela guia no Palácio:  No Convento existe um corredor, entre a Torre do Rei e a Torre da Rainha, que tem 232 metros;  O sino mais leve existente no convento pesa 30 kilos e o mais pesado pesa 10 toneladas;  A Biblioteca do séc. XVIII tem aproximadamente 36 mil livros;  A Biblioteca tem morcegos, que ajudam a preservar as obras. Tiago Ferreira, nº27, turma 6.º D

Os nossos lanches A turma do 3º A da escola E.B./J.I. Frei Luís de Sousa, durante a semana do dia Mundial da Alimentação, fez pesquisas sobre os alimentos dos seus lanches. Aprendemos a ler os rótulos das embalagens: a quantidade de açúcar, hidratos de carbono e sal que consumiam. Assim, distinguimos os lanches mais saudáveis dos menos saudáveis. Também fizemos uma experiência para descobrir se todas as bebidas são sau-

dáveis. Com dentes de porco e as bebidas Coca-Cola, Iced-Tea, leite simples e água vimos o que acontece quando bebem estas bebidas. A água e o leite simples são as bebidas mais saudáveis porque a água não alterou o dente e o leite simples deixou o dente mais branco. O Iced-Tea e a CocaCola são as bebidas menos saudáveis porque modificaram os dentes, que ficaram muito castanhos. Estas pesquisas foram importantes porque aprendemos coisas novas e interessantes. Foi divertido desenhar o que observámos e foi diferente do que cos-

tumamos fazer. Turma 3º A FLS


7

Lisboa Story Centre As turmas do 3º ano A e B da escola E.B./J.I. Frei Luís de Sousa fizeram uma visita de estudo ao museu Lisboa Story Centre no dia 28 de novembro à tarde. As turmas foram divididas em pequenos grupos e receberam um áudioguia: um aparelho com auscultadores que conta a história de Lisboa desde a sua origem até aos nossos dias à medida que percorremos a exposição. Aprendemos que a origem do nome

da cidade vem da lenda de Ulisses, um grego que visitou Lisboa. Outros povos também visitaram a nossa cidade: os Fenícios e os Romanos. Com os Cruzados, veio um conde francês, que foi o pai do primeiro rei de Portugal. Ouvimos falar sobre as batalhas entre Portugal e Espanha, o tratado de Tordesilhas, os Descobrimentos, a arte e os animais de outras zonas do mundo, a passarola de Bartolomeu de Gusmão,

o terramoto de 1755, o marquês de Pombal, a gaiola usada na construção de casas após o terramoto, o assassinato do rei D. Carlos e do seu filho D. Filipe e do 25 de abril de 1974. Gostámos muito desta visita ao museu e recomendamos. Achámos muito interessante, importante e diferente aprender e descobrir coisas novas sobre a cidade de Lisboa. Turma 3.º A FLS

operacional. Inicialmente foi explicado aos alunos a utilidade do espaço em que se encontravam. De seguida, a formadora, apresentou aos alunos uma mala que continha alguns materiais cuja sua funcionalidade está relacionada com a medição (balança, termómetro, relógio e fita métrica). Foram feitas diversas perguntas aos

alunos sobre algumas obras de arte, como por exemplo: “Qual será o objeto que serve para medir esta obra?”, “Quanto pesa uma ideia?”, “Serão cores frias ou cores quentes?”. Os alunos mostraram-se muito curiosos e participaram de forma entusiástica durante toda a sessão. Foi um dia divertido em que aprendemos muito sobre esta temática.

Visita à Gulkbenkian do 2º A No dia 7 de dezembro de 2017, durante o período da tarde (entre as 14:30 e as 16:00), a turma A do 2.º ano da Escola Frei Luís de Sousa, visitou a Fundação Calouste Gulbenkian, no espaço da Coleção Moderna. Essa visita tinha como tema: Conta, Peso e Medida. Inicialmente a turma foi dividida em duas partes, sendo uma das partes acompanhada pelo professor da turma e a outra pela assistente

Projeto da água Os alunos do 2.º B estão a realizar um projeto sobre a ÁGUA, com o qual querem descobrir qual a importância desta. Vamos mostrar-vos o que já descobrimos e nas próximas edições continuaremos a dar-vos informações importantes sobre a ÁGUA! A água PARA QUE SERVE? Para beber; Para cozinhar; Para lavar os alimentos; Para cuidar da nossa higiene; Para cuidar da higiene da casa; Para regar as plantas; Para lazer; … ONDE POSSO ENCONTRAR ÁGUA? Nos rios;

Nos lagos; Nas cascatas; No mar; Nas rias; Nos esgotos; Nas canalizações; Nas piscinas; Nas fontes; … COMO POSSO POUPAR ÁGUA? • Posso recolher a água da chuva, para utilizar na rega. • Fechar sempre bem as torneiras. • Devo tomar duches rápidos. • Enquanto ponho gel duche e champõ devo desligar a água. • Guardar a água fria (para reutilizar na casa de banho) enquanto espero que chegue a água quente.

Ida à Quinta Pedagógica dos Olivais No dia 21 de novembro, fomos à Quinta Pedagógica dos Olivais, fazer a atividade “Ser Veterinário por uma Hora”. Começámos por vestir uma bata de veterinário e ouvir as explicações do que íamos fazer. Observámos os coelhos e as suas

características, depois penteámos os seus pelos com uma escova, e auscultámos o nosso coração e o do coelho. Por fim, visitámos a quinta. 1.º Ano Turma B, Escola Frei Luís de Sousa, Professor André Godinho

• Fechar a torneira enquanto escovo os dentes ou utilizar um copo. • Lavar os legumes num alguidar com água e depois reutilizá-la na casa de banho. POSSO BRINCAR COM A ÁGUA? Podemos brincar na praia, no rio, nos lagos e piscinas que tenham Nadador Salvador. Não podemos brincar com balões de água porque desperdiçamos água. Não devemos utilizar piscinas individuais pois gastamos muita água potável.


8

Fomos visitar a Estufa Fria e ver uma exposição de dinossauros

No dia 29 de novembro a sala 1 e 2 do jardim de Infância Frei Luís de Sousa foi visitar a Estufa Fria. É sabido que os dinossauros gostam de viajar no tempo e no espaço, É por isso que apesar de estarem extintos há muito, muito tempo estão sempre a aparecer por ai. Esta viajem trouxe-os á estufa fria, e não se ficaram pelo centro de interpretação, o T(rex), instalou-se no interior

da estufa, foi percorrê-la e instalou-se na estufa quente para se aquecer. Cuidado! Psiuuu… escutamos um t-rex zangado. Do seu tempo ficaram vestígios como. Pegadas, ossos, dentes. E ficaram também plantas com características muito semelhante ás desse tempo. Gigante, com origem na Patagónia, ainda existe nos açores … entramos na boca de um tubarão No deserto de Gobi, foi encontrado um fóssil de dois dinossauros em pleno combate. O carnívoro ataca a presa com as garras afiadas, enquanto se defendia , mordendo-lhe um braço. Quando regressamos á escola fizemos desenhos de dinossauros, e coma ajuda de um balão fizemos dinossauros a três dimensões

Li e recomendo Matilde Rosa Araújo –“ História de uma flor” R e com e nd o o livro, porque tem uma história muito boa, que nos ajuda a perceber algumas coisas na vida e que, basicamente a flor conseguiu juntar uma família feliz e, isso é muito bom para mim. Carolina Mestre 7ºG

Ana Saldanha e Basil Deane – “ O Sam e o Som Sam era um rapaz que era gozado pelos seus colegas, mas um dia nas aulas de música, pegou no violoncelo e começou a tocar, mas o problema do Sam era que não sabia tocar. Um dia nas aulas de música Sam começou novamente a tocar e a sentir a música e foi nesse dia que ele esteve em sintonia com o Som. Sara Marques 5ºA Lewis Carroll – “Alice no país das maravilhas” Rick Riordan – “ Percy Jackson e o mar É um clássico que dos monstros” não passa de moO Grover está em apuros! Alguém tem da! É a história de de o salvar do maléfico ciclope Polífeuma menina curiono. Ora, ninguém melhor que outro sa e sonhadora… ciclope e Percy. Eles e Annabeth partimas era muito ram numa missão para salvar a colóatrevida. Certo dia nia, a árvore de Tália e Grover. Ser filho meteu-se na toca de Poseido coelho, sim e a don, Deus toca era grande e do mar, comprida. ajuda mas Alice até quase não resolve adormeceu a descer! Mas de repentudo. Será te… záz!, chegou ao fim. Levantou-se que vão e olhou em volta, viu um coelho e viu conseguir? uma porta com 10cm. Abriu e espreiSerá que tou. Um belo jardim tentador, mas ela vão ter um não cabia. final feliz? Em cima da mesa um frasco diz “bebeErica Assunme” beber ou não beber… tens de ler ção – 7ºJ o livro! Erica Assunção – 7ºJ

José Fanha - “A minha cidade é feita de luz” Este livro mostra o que nos faz viver e o que é a nossa cidade que tem muitos locais para visitar. Também podemos ver que nem toda a gente tem o mesmo estado de saúde e a vida pode ser muito diferente. Por exemplo, há pessoas mais pobres que outras. Por isso recomendo Leonor do Souto Rodrigues 7ºC

Fernando Cardoso - “Flores para crianças” Li este livro porque tenho muita curiosidade em aprender provérbios e em descobrir os seus significados como na página 159, “ Quem vê caras não vê corações” eu acho que significa que não se deve julgar uma pessoa pela cara. Recomendo a leitura deste livro porque acho que vocês vão gostar de saber pequenas frases cheias de verdade. Érica Trindade 7ºG


9

Ida ao Teatro do JI No dia 7 de dezembro as crianças do Jardim de Infância da Escola Frei Luís de Sousa foram ao Teatro Bocage assistir a uma peça de teatro “O sapatinho do Pai Natal”. Esta atividade foi vivida por todas as crianças com grande entusiasmo.

Chegou o Natal! Os alunos da turma 1 do JI das Laranjeiras prepararam os festejos de Natal na sala e espaço envolvente do JI. No dia 13/12/17 cantou-se e dançou-se, num ambiente acolhedor e alegre, que deliciou todos os presentes. Os festejos terminaram com um lanche -convívio incluindo as famílias. A Docente, Maria Gomes

Intercâmbio de Natal Nesta quadra natalícia, em colaboração entre as famílias/alunos da turma 1 e 2 do JI das Laranjeiras realizou-se um trabalho plástico com material reciclável “Pinheiro de Natal”. O nosso JI ficou mais festivo, cheio de brilho, cor e criatividade… O nosso obrigado a todas as famílias. As docentes Maria Gomes e Zélia Reis

Maria Castanha / Magusto 2017 “Maria Castanha” para exposição no JI. O dia dez de novembro foi celebrado com alegria e intercâmbio das turmas comendo castanhas assadas que adquiriram ao vendedor que se deslocou á nossa escola.

No âmbito do Plano Anual de Atividades, as turmas 1 e 2 do JI das Laranjeiras exploraram e celebraram o dia de S. Martinho, entre os dias seis e dez de novembro. Dentro da temática, exploraram-se as diferentes áreas de conteúdo entre as quais destacamos as expressões, assim imbuídos do espírito da partilha e entre ajuda de que nos fala a lenda foram construídos cartuchos por ambas as salas para serem ofertados no dia do magusto. Por outro lado as famílias foram convidadas a elaborar uma

As docentes Maria Gomes e Zélia Reis

Exposição Ver, Fazer e Pensar Sob o lema Ver, Fazer e Pensar está patente no Bloco A da Escola Delfim Santos uma exposição de trabalhos individuais e coletivos dos alunos do 6º ano, realizados nas aulas das disciplinas de Educação Visual e de Educação Tecnológica, durante o 1º período.

A exposição pode ser visitada até 4 de janeiro e integra também trabalhos realizados pelos alunos da Unidade de Ensino Estruturado para o Autismo nas aulas de Expressão Plástica. Os produtos finais expostos resultam da exploração e recreação de temas,

técnicas e métodos de trabalho presentes nas obras de Giotto, Henri Matisse, Alexander Calder e José Escada. A professora de EV/ET Olga Silva


10

Natal na Biblioteca Escolar Os alunos do 8.º Ano, turmas E. F e G montaram um presépio na Biblioteca com a professora de Físico-Química e chamaram-lhe "Presépio Químico". Vestiram os equipamentos que usam nas experiências no laboratório de Físico-Química: - Gobelé, Colher de Combustão, Balão de Erlenmeyer, Balão volumétrico, Balão de fundo redondo, Almofariz e Pilão... e deram-lhes a vida das figuras do presépio.

Ainda acompanharam este presépio com uma nota onde descrevem as finalidades de cada um destes equipamentos. Boas Festas!!! A equipa da BE Professor Delfim Santos

Festa de Natal No dia 13 de dezembro os meninos da sala 2 do JI das Laranjeiras realizaram a sua festa de natal. Num ambiente de grande alegria e entusiasmo dançaram, cantaram e declamaram para os seus familiares o poema do “Pai Natal”. Todos os familiares das crianças fica-

ram encantados com este momento de partilha e convívio preparado pelas suas crianças. De seguida as crianças ofereceram aos pais uma lembrança que tinham realizado no JI. Por fim, seguiu-se um lanche convívio

partilhado entre todos. A Docente Zélia Proença Reis

Leituras ao almoço No painel do refeitório, para ler en- Natal" para acabarem de ler o que quanto se está à espera do almoço, começaram no refeitório. apresentamos este mês o livro "A noite A equipa da BE Professor Delfim Santos de Natal" de Sophia de Mello Breyner Andresen. Estamos constantemente a motivar os alunos para "Ler em qualquer lado" e, agora é no refeitório na fila para o almoço. Desta vez também tivemos alguns alunos que vieram requisitar "A Noite de

Visita à Casa do Tinoni e ao Museu Nacional do Teatro e da Dança Neste Primeiro Período os alunos do 2º B da EB1/JI António Nobre visitaram a Casa do Tinoni – onde se recordaram regras de segurança em casa, na rua e nos espaços públicos - e o Museu Nacional do Teatro e da Dança – onde ouviram o conto da história “A Princesa Baixinha”. Aqui ficam alguns dos comentários das crianças e suas ilustrações. Casa do Tinoni “Na Casa do Tinoni aprendemos a crescer em segurança e foi fixe.”

“Adorei a visita, aprendi muito.” “A parte que eu gostei mais foi aprender sobre os terramotos.” “Foi muito giro aprender coisas sobre os bombeiros.” “Eu gostei de ir para uma sala e fingir que estava a acontecer um terramoto.” “Na Casa do Tinoni aprendemos os cuidados que devemos ter em casa e na rua.” “Gostei muito de aprender todas as regras, senti que estava mesmo a acontecer um sismo.”

Museu Nacional do Teatro e da Dança “No museu gostei mais da menina baixinha e gostei mais porque foi muito engraçada.” “Adorei os fatos.” “Foi divertido!” “Eu gostei porque não sabia que se aprendia tanto sobre a dança e o teatro.” “Foi muito giro aprender nomes de bailarinos.” “Gostei dos teatros de papel.” “As danças e os teatros, mas que belo mundo!”


11

Literacia 3Di

Last November 130.000 students from all over the country participated in an online quiz that took place in their school library. This was only the first round of a contest called Literacia 3Di that has a total of three phases. A few

students from each school will be chosen to go to the next round. That round will take place from the 26th of February to the 2nd of March 2018. There will be a few winners from each district that will move on to the final phase, which will take place on the 11th of May 2018. The final four winners will be recognized as the national champions of literacy. In addition to the prizes they will receive, which will only be revealed once they announce the winners, they will also get the right to brag about it to their friends and family. Our class 8 D has entered the contest, and so have I!

By Matilde Gil (invited by teacher Paula Barbosa, EB 2,3 Prof. Delfim Santos) Fotos da Biblioteca Delfim Santos

Literacia 3Di Eis os resultados dos apurados para a segunda fase das Literacias 3Di. A segunda fase realizar-se-á entre 26 de fevereiro e 2 de março em Lisboa. Parabéns a todos os participantes e aos vencedores da Leitura, Matemática, Ciências

e Inglês Leitura - Mafalda Maruta Grazina Marques (69.9%) Matemática - João Diogo Santos (52%) Ciência - Vasco Damião Lagarto Fer-

reira Petinga (85.4%) Inglês - Matilde Sampaio dos Reis Cavaca Gil (97.5%) - Guilherme Carvalho Rodrigues (97.5%) A equipa da BE Professor Delfim Santos

Visita ao Museu do Dinheiro com o Clube de Leitura Os alunos do Clube de Leitura "Letra Viva" participaram numa visita de Estudo ao Museu do Dinheiro, no passado dia 13 de dezembro. Quando chegaram ao Museu foram recebidos pela monitora do Museu que, após uma breve explicação do edifício e do Museu, organizou os alunos em equipas para o jogo "A Casa da Sorte" e definiu as regras que tinham de cumprir durante a atividade em que iriam participar. Em seguida convidou os alunos a entrar na máquina do tempo através da história das moedas do mundo e da banca. Os alunos começaram a visita /jogo a pegar numa barra de ouro e foram

Escola Secundária D. Pedro V

respondendo aos desafios que foram colocados durante a visita. No final foram feitas moedas com as fotografias dos alunos participantes e que se encontram no site do Museu. A equipa da BE Professor Delfim Santos

Estrada das Laranjeira, 122 1600-136 Lisboa

direcao@ael.edu.pt eb23delfimsantos@mail.telepac.pt

Escola Básica 2. 3. Prof. Delfim Santos EB1/JI António Nobre

Rua António Nobre, 49 1500-046 Lisboa

eb1antonionobre@gmail.com

EB1/JI Frei Luís de Sousa

Rua Raul Carapinha 1500-042 Lisboa

escola.freiluis49@gmail.com

EB1/JI Laranjeiras

Rua Virgílio Correia, 30 1600-224 Lisboa

eb1daslaranjeiras@gmail.com

Viva Voz, n º 48, dezembro 2017  
Viva Voz, n º 48, dezembro 2017  

boletim, agrupamento, escolas

Advertisement