Page 1

EDIÇÃO N.º 51 MARÇO DE 2018 O rapaz dos hipopótamos. Pág.: 2


2

Espaço Monsanto – “eu sou um ouriço” No dia 1 de fevereiro os alunos da sala 3 do jardim de infância da escola Frei Luís de Sousa realizaram uma atividade no Espaço Monsanto. Depois de ouvirem a explicação das características de um ouriço cacheiro, as crianças produziram

o seu próprio ouriço com uma pinha e plasticina. Foi uma atividade onde as crianças puderam usar a sua imaginação e criatividade. Sala 3 do JI EB/ JI Frei Luís de Sousa

Visita de estudo dos 10.º 2ª e 4ª ao Museu da Eletricidade em Lisboa No passado dia 05 de março de 2018, estas duas turmas do 10º ano de Ciências e Tecnologias, da nossa Escola Sede, participaram numa visita de estudo ao emblemático Museu da Eletricidade, no âmbito da disciplina de Física e Química A. Neste local, as aprendizagens no âmbito da Eletricidade e do Eletromagnetismo são exce-

cionais porque se vê ao vivo como estas temáticas foram e são fundamentais ao nosso quotidiano e ao desenvolvimento tecnológico. Conteúdos programáticos de 10º e 11º anos são demonstrados, consolidados e compreendidos de modo único. É um local extremamente rico e que vale mesmo a pena visitar! As imagens que escolhemos para ilustrar a nossa visita são uma do interior do próprio Museu e uma de alguns alunos que participaram na atividade, mas obtida por uma camara de Infravermelhos, “mesmo ao melhor estilo da Física”.

As Professoras Dulce Pires e Yaneth Moreira

O rapaz dos hipopótamos A professora Ermelinda Rosa explorou a história «O Rapaz dos Hipopótamos» com a turma do 4.º B das Laranjeiras. Depois de ouvirem a história os alunos fizeram diversos trabalhos, e um desses trabalhos foi o reconto da história em banda desenhada. Aqui ficam alguns desses trabalhos. A turma do 4.º B das Laranjeiras

Experiências No âmbito do Programa do Estudo do Meio, os alunos do 1ºB da EB1 António Nobre realizaram uma experiência intitulada “Todos os objetos flutuam?”. Os alunos encheram uma caixa transparente com água e juntaram alguns objetos existentes na sala de aula para poderem

verificar quais os objetos que flutuavam Ser cientista é diou não flutuavam: uma rolha de corti- vertido! ça, um botão, uma colher de café, ma EB1 António Nopedra, um lápis e uma tampa de plástibre, 1ºB co. Foram colocando os objetos um a um dentro da caixa e puderam comprovar os resultados obtidos. Verificaram que os objetos que flutuavam eram feitos de materiais mais leves, nomeadamente a rolha de cortiça, o lápis e a tampa de plástico. Depois de terem observado o comportamento dos materiais os alunos registaram a experiência no caderno.

FICHA TÉCNICA Conceção e implementação do projeto: Ana Vilela, Lígia Arruda e Lucinda Marques (Professoras bibliotecárias do AEL) Conceção e montagem gráfica: Alexandre Rodrigues e Carla Rodrigues Periodicidade: mensal (exceto julho e agosto) Envio de artigos: viva.voz@ael.edu.pt Textos: Responsabilidade dos autores ou de quem os envia.


3

Museu da Música No dia 6 de março os alunos do Jardim de Infância da Escola António Nobre visitaram o Museu da Música. Participaram entusiasticamente na atividade intitulada “Piano de Sons”, na qual puderam explorar sons, instrumentos e jogos musicais, manifestando-se com expressões de alegria, espanto e satisfação. No decorrer da atividade, bem como na sua avaliação, as crianças revelaram interesse, entusiasmo e uma boa aquisição das competências musicais exploradas na referida atividade. EB1 António Nobre - Salas JI

Museu Nacional do Teatro e da Dança No final do mês de fevereiro as crianças da sala 2 e 3 do jardim de infância da Escola António Nobre tiveram o prazer de ir visitar o Museu Nacional do Teatro e da Dança. Lá puderam observar muitos dos adereços e técnicas usadas nestas duas formas de arte, bem como explorar e exprimir diferentes estados de espírito em jeito de “fazde-conta”. No final da visita o teatro de fantoches intitulado “A princesa em busca da felicidade” fez as delícias da criançada. Apesar do dia cinzento as crianças ainda tiveram oportunidade de “colorir” e animar o labirinto e os jardins do museu. Ali no jardim ainda observaram as estátuas por ali “plantadas” que mexiam e musicavam ao sabor do vento. EB1 António Nobre – JI – Salas 2 e 3

Semana da Leitura

Na semana da leitura comemoramos a escrita, a leitura e os leitores com um programa extenso e variado. No dia 19 de março, a Professora Bernardette Pereira aceitou o convite da BE e veio conversar com os alunos sobre a escrita e a leitura. Foi assim que, deste modo que iniciamos este ano a Semana da Leitura de 2018 na BE Prof. Delfim Santos "Liberta o leitor que há em ti". A partir do seu livro "Escrito a Roxo" e com uma grande sensibilidade, a Professora Bernardette cativou a atenção dos alunos para a palavra, para a

imaginação e para a criatividade, elementos que consideramos essenciais a todas as aprendizagens. Obrigada, Bernardete por teres vindo mais uma vez a esta "tua" casa onde, durante anos a fio, quer nas aulas de português quer na oficina de poesia, privilegiavas a palavra e o texto poético, cativando os alunos para a poesia. Ensinavas a estética das palavras, das formas, das cores, falavas de poesia e de poetas e ao mesmo tempo, os alunos iam descobrindo neles o poder da poesia e da leitura. A equipa da BE Professor Delfim Santos Durante a Semana da Leitura, o bloco A da Escola Prof. Delfim Santos convida toda a comunidade educativa à Leitura por prazer. O painel central celebra a semana da leitura 2018 e obriga a parar para olhar, ver, e ler as mensagens que vão ao encontro do mote deste ano apresentado pelo Plano Nacional de Leitura (pode ser consulta-

do o link no título). Estão presentes as 5 principais razões para ler, que o Plano Nacional de Leitura sintetizou e que são: Viagem, Criatividade, Sucesso, Amor e as Emoções. Nos outros painéis podem ser lidos e consultados trabalhos de alunos de várias turmas desenvolvidos no âmbito da disciplina de Português. A equipa de BE Professor Delfim Santos


4

Projeto SOBE – Saúde Oral e Bibliotecas Escolares No dia 27 de setembro de 2017, teve lugar uma reunião na Escola Secundária D. Pedro V para analisar e implementar o Projeto SOBE nas Escolas do 1.º ciclo. Nesta reunião estiveram presentes a Profª. Vera da Direção do Agrupamento, a Drª Margarida Toscano da RBE, a coordenadora do 2.º Ano, as PB e duas técnicas de Saúde Oral do Centro de Saúde de Sete Rios. Nesta reunião ficou definido que seriam as turmas do 2.º Ano que iriam participar. As PB apresentaram a planificação das atividades do projeto SOBE a desenvolver ao longo do ano, que foi aceite, e fez-se a Candidatura no site SOBE à atividade "Escovar na Escola". As três turmas do 2.º Ano da EB1 das Laranjeiras participaram no Projeto SOBE. Os alunos desenvolveram, na sala de aula, a atividade que esta-

va planificada para o 1.º Período: «Postais com alimentos que fazem bem aos dentes» . As PB fizeram a seleção destes postais e imprimiram-se aqueles cujas mensagens eram mais apelativas, para serem entregues aos alunos que os oferecerão aos Encarregados de Educação. As atividades do 2º período estão agora a começar em todas as Escolas do primeiro ciclo. Todas as turmas do 2.º ano irão participar na elaboração dos Cartazes, cujo modelo foi definido pela equipa da BE, e destinam -se a uma exposição para comemorar o Dia Mundial da Saúde Oral. Os Cartazes incluem uma pergunta sobre saúde oral à qual os alunos são solicitados a dar a resposta que será inscrita no cartaz da turma. Todos os cartazes já foram entregues aos professores titulares de turma para dar continuidade ao trabalho. A equipa da BE Professor Delfim Santos Todas as turmas do 2.º ano participaram no projeto SOBE. Assim, o dia da saúde oral foi comemorado com uma exposição de cartazes que irá percorrer todas as escolas do 1.ºciclo

de acordo com o calendário que foi apresentado na planificação das atividades deste projeto. Depois dos postais, cada turma fez cartazes em que respondiam à questão que lhes era colocada e aqui a criatividade não tinha limites. O trabalho foi realizado na sala de aula e coordenado pela equipa da BE. Os dezoito cartazes estão expostos agora na EB1 das Laranjeiras até maio, donde seguirão para a EB1 António Nobre. Equipa da BE Professor Delfim Santos

Durante as histórias, disse-nos que ia lançar dois «detestáveis» livros. Iríamos «ODIAR» ouvir estas «PÉSSIMAS» histórias. Esta é uma carta “pequinina, pequenina, pequenina” para lhe dizer que o Rodolfo é mesmo o «PIOR» contador de histórias que já ouvimos! Esperamos que ao ler esta carta não lhe dê um grande “fanico” AH! Por fim, acrescentamos que «NÃO

GOSTÁMOS NADA» das suas histórias e esperamos que «NÃO VOLTE»!

Carta a Rodolfo Lisboa, 29 de janeiro de 2018 Olá Rodolfo Castro, A turma do 6.ºB queria agradecer-lhe pelo «PÉSSIMO» momento que nos fez passar na biblioteca da nossa escola. «NÃO GOSTÁMOS NADA» das suas histórias. A que «MENOS» gostámos foi a do sol.

“A História da Terra” Entre os dias 15 e 25 de janeiro de 2018 realizou-se a exposição – “A História da Terra”, na Escola Delfim Santos. Nesta atividade estiveram expostos trabalhos realizados na disciplina de Ciências Naturais, por alunos das turmas A, B e C do 7.º ano e na disciplina de Físico-química, por alunos da turma B do 7.º ano. A exposição pretendia dar a conhecer os diferentes períodos da História da Terra, os principais acontecimentos que marcaram cada Era e como evoluíram os diferentes seres vivos. Relativamente à Era Mesozoica deu-se especial enfâse aos dinossauros, visto que os alunos tinham realizado no primeiro período, a visita de estudo à exposição “Dinossauros Alive”. Notícia elaborada pela professora de Ciências Naturais, Albertina Crespo.

Até à próxima, a turma do 6.º B. P.S.: Rodolfo, tudo o que está entre «_» significa o contrário do que escrevemos!


5

ENCONTRO COM A (ES)CULTURA NO MUSEU DA CIDADE No passado mês de fevereiro, os alunos da sala 3 do jardim de infância da Escola Frei Luís de Sousa realizaram uma visita de estudo ao pavilhão branco do Museu da Cidade que integra um conjunto de equipamentos culturais do município de Lisboa e que promove o acesso às artes e à produção cultural. Os alunos puderam assim apreciar a exposição de esculturas e participar numa atividade programada designada de “Um problema bicudo de pôr a cabeça à roda”. As esculturas apresentavam as suas próprias formas e as crianças tinham como objetivo descobrir as formas geométricas escondidas, triângulos, quadrados, retângulos, círculos, losângulos, etc., que lhes estavam associadas. No final, todas as crianças puderam usar as formas geométricas para fazerem as suas próprias construções. Sala 3 do JI EB/JI Frei Luís de Sousa

Ana Sofia Paiva para o JI das Laranjeiras No âmbito da semana da leitura, os alunos da turma 1 do JI das Laranjeiras estiveram presentes numa sessão com a contadora de histórias Ana Sofia Paiva. Ouviram a história “O Macaco do Rabo Cortado”, já devidamente adaptada à atualidade, verificando-se ter sido uma atividade de grande agrado dos alunos. A docente Maria Gomes

A contadora de Histórias, Ana Sofia Paiva esteve na EB1 das Laranjeiras no dia 6 março a contar histórias aos alunos do Jardim de Infância. A biblioteca em colaboração com as educadoras organizou duas sessões para as 5 turmas durante a manhã. A expressão corporal, o movimento e os gestos, a forma de contar, prenderam a atenção dos alunos mais pequenos da Escola que ouviram muito concentrados as histórias que a Ana Sofia tinha preparado. Foram momentos cheios de encanto e magia passados entre lobos maus e lobos bons e uma velhinha muito perspicaz e que vão ajudar a crescer meninos e meninas sem medo e com coragem. A equipa da BE das Laranjeiras

Acrósticos Fazer da biblioteca uma oficina da palavra e da poesia foi uma tarefa que nos propusemos realizar durante a semana da leitura. Pensamos numa atividade livre com ACRÓSTICOS orientada pala equipa da BE e convidamos os alunos a entrar neste jogo poético em que compõem um poema partir das letras de uma palavra escrita na vertical. As palavras que escolhemos são: LER, LEITURA, LIVRO, VIAGEM, CONTOS, FÁBULAS, HISTÓRIAS, BIBLIOTECA... Estes textos eram revistos e corrigidos de forma a que alunos estivessem atentos às palavras que escolhiam e sempre que fosse necessário podiam

substituir algumas para enriquecer o texto final. Os acrósticos vão ser selecionados e inscritos depois pelos seus autores num mural da Biblioteca. A equipa da BE Professor Delfim Santos


6

“DINOSSAUROS ALIVE” No dia 2 de novembro, a turma C do 7.º ano fez uma visita de estudo à exposição “Dinossauros Alive” na Cordoaria Nacional. Esta atividade foi dinamizada pelas professoras de Ciências Naturais e de Físico-química. A exposição pretendia dar a conhecer os diferentes períodos da História da Terra em que os dinossauros viveram e também aspetos relativos à sua morfologia, ao seu comportamento, aos seus hábitos alimentares e à sua extinção. Durante o percurso de exploração da exposição observaram-se mais de 50 dinossauros animatrónicos, fósseis e esqueletos de várias espécies de dinossauros. Durante a visita os alunos participaram no “Dino show” e num ateliê com atividades diversas. Após a visita de estudo, os alunos em grupo, elaboraram a notícia que se segue e que relata alguns aspetos caraterísticos dos Dinossauros e da época em que viveram. Os dinossauros apareceram há pelo menos 230 milhões de anos, e durante 165 milhões de anos, foram a espécie dominante na Terra. Reinaram na era Mesozoica, desde o Triásico até ao final do Cretácico, há cerca de 65 milhões de anos. Um evento catastrófico ocasionou a extinção em massa de quase todas as espécies, com exceção das espécies emplumadas. Inicialmente, os dinossauros habitavam o supercontinente – a Pangeia. O Triásico ocorreu entre 251 e 199 milhões de anos e ficou marcado pelo aparecimento dos dinossauros e das coníferas. Todos continentes estavam reunidos num “supercontinente” – a Pangeia. Sem mares que impedissem o seu caminho, os dinossauros puderam espalhar-se por toda a superfície terrestre. O clima era mais quente e seco que o atual. O Jurássico é o período da era Mesozoica que durou aproximadamente 65 milhões de anos, em que a Pangeia se dividiu em dois continentes – a Laurásia e a Gondwana. Esta divisão permitiu que a humidade vinda do mar atingisse regiões que antes não atingia, o que tornou o clima mais húmido. As altera-

ções no clima fizeram aumentar a diversidade de plantas e a proliferação das florestas. As plantas dominantes são cicadáceas, ginkgos e coníferas gigantes. Neste período surgem as primeiras plantas com flores. A fauna é marcada pela hegemonia dos répteis em todos os ambientes, dinossauros na Terra, pterossauros no ar e plesiossauros no mar. Surgiram as primeiras aves e mamíferos. O Cretácico é o período do tempo geológico da Terra, correspondente ao fim da era Mesozoica e decorreu entre 142 milhões de anos e 65 milhões de anos. Durante este período, ocorreu forte atividade geológica (terramotos), a separação dos continentes, a formação de grandes cadeias montanhosas e a temperatura do planeta Terra aumentou. Proliferaram as plantas com flor, os mamíferos, as aves e os dinossauros dominaram. No final deste período ocorreu a extinção de muitas espécies animais e plantas, incluindo os dinossauros. Os dinossauros dividem-se em duas grandes ordens: Saurischia (os “quadris de lagarto”) e Ornithischia (os “quadris de ave”). Dentro de estas existiram setes principais subordens e famílias: os Terópodes, os Saurópodes, os Ceratopsídeos, os Ornitópodes, os Estegossauros, os Anquilossauros e os Paquícefalossauros. Ao contrário do que se chegou a pensar, a maior parte dos dinossauros não eram carnívoros, mas herbívoros. Os herbívoros alimentavam-se principalmente de cicas, coníferas e de fetos. Alguns carnívoros evoluíram para caçadores muito eficientes comendo só presas que eles próprios capturavam e matavam, enquanto outros eram necrófagos, pois alimentavam-se de dinossauros já mortos. Os dinossauros foram evoluindo de acordo com o seu tipo de alimentação. Assim, as caraterísticas variavam de espécie para espécie, estando algumas espécies mais viradas para o ataque e outras para a defesa. Os corpos atléticos, a locomoção bípede e a vida em grupo facilitavam a captura

das presas. Os espigões ou as massas ajudavam na defesa contra outros animais. A vocalização dos dinossauros ainda permanece como um mistério para os especialistas. Como nos animais atuais, os sons podem ter sido importantes para os dinossauros em diversos aspetos da sua vida. Podiam ser usados para indicar a localização, chamar companheiros, pedir ajuda, atrair parceiros sexuais, afastar rivais e predadores, demonstrar o estado de humor, etc. Pensa-se que podiam emitir sons semelhantes a roncos, a cantos, a mungidos, a rugidos, a chiados, a piados e a rosnados, de acordo com as espécies. O estudo dos crânios podem dar pistas sobre a vocalização destes animais. São várias as hipóteses que procuram explicar o desaparecimento dos dinossauros. Contudo, existem indícios de que o principal responsável pela sua destruição foi o impacto de um asteroide tão devastador que destroçou o ecossistema global em apenas alguns dias. O impacto causou uma explosão colossal que vaporizou instantaneamente o asteroide, projetando uma nuvem de gás e poeira para a atmosfera ´que terá causado meses de escuridão, chuva ácida e incêndios gigantes em todo o planeta. Muitos animais teriam morrido em resultado da explosão e das consequentes alterações nas condições climatéricas. Os dinossauros talvez fossem especialmente vulneráveis a estas modificações na ecologia da Terra. No entanto, outros animais conseguiram sobreviver a esta crise. Em Portugal existem muitos vestígios da existência de dinossauros tendo sido encontrados 25 dinossauros diferentes. Além de fósseis, também foram descobertos trilhos de pegadas. Alunos da turma C dos 7.º anos da EB 2,3 Delfim Santos com a colaboração da professora de Ciências Naturais, Albertina Crespo

se teatro só restam as primeiras bancadas parte da orquestra e onde era o palco. Passámos depois pelo Museu de Lisboa, e fomos ver um relógio de sol. Os romanos utilizavam os relógios de sol. O relógio de sol servia para ver as horas, pela posição do Sol. Sempre que a luz do sol mudava, criava um movimento da sombra do ponteiro do relógio ao longo do dia. No sítio onde estava a sombra, marcava uma hora.

Cada um de nós construiu um relógio de sol. Adorámos esta visita de estudo.

O Teatro Romano em Lisboa Nós, as turmas do 2º ano, da escola nº 120 das Laranjeiras, fomos com as nossas professoras, no 2º período fazer uma visita de estudo, às ruínas do Teatro Romano, em Lisboa. Vimos como o povo romano fixou-se em Lisboa, na altura chamada terra da Felicidade, “Felicitas Julia Olisipo”. Eles construíram há dois mil anos, no tempo do imperador Romano Augusto, um teatro. Quem chegava pelo rio Tejo, a primeira coisa que via era esse teatro, símbolo do poder do império. Hoje, des-

EB1 das Laranjeiras – 2º A, 2ºB e 2ºC


7

Ana Luísa Pais A autora do livro Socorro! Sou uma adolescente! , Ana Luísa Pais esteve na Biblioteca Professor Delfim Santos, no dia 22 de março. Foi uma atividade realizada com o apoio da Leya e da Direção, tendo sido efetuadas duas sessões, uma para o 7ºano e outra para o 8.º ano. A autora, a par da temática do livro falou de problemas da adolescência associados aos aspetos emocionais e físicos, à relação com os pares, com a família, com a escola... e

respondeu a questões que foram colocadas pelos alunos. O ambiente informal em que decorreu a atividade permitiu aos alunos uma troca de opiniões e uma abordagem de temas que por vezes não é possível em situação de sala de aula. No final todos os alunos gostaram e mostraram interesse na leitura do livro. A equipa da BE Professor Delfim Santos

de março, com o apoio da Editora Leya. Deste modo, ao mesmo tempo que damos a conhecer o livro, os alunos podem ir lendo os excertos que escolhemos para o painel e pensar nalguns assuntos que considerem importantes e que poderão abordar com a autora. Equipa da BE Professor Delfim Santos

Socorro! Sou uma adolescente! de Ana Luísa Pais Este livro foi escolhido pela equipa da BE para o painel das "Leituras ao Almoço" do Bloco A. Mostramos aos alunos excertos do livro que vai ser apresentado na Biblioteca, pela autora, dia 22

Vota com EMOJIS!!! Durante o mês de março e para celebrar a Semana da Leitura, os alunos leitores expressaram as emoções sobre os livros que leram, no painel da biblioteca. Escolhemos os 10 livros mais requisitados pelos alunos [Top 10], organizamos o painel com as imagens das capas dos livros e oferecemos os emojis.

Aos poucos, os alunos vão mostrando as emoções que os livros despertam e o resultado tem sido surpreendente. A equipa da BE Professor Delfim Santos

Museu de S. Roque Durante o mês março as salas 3, 4 e 5 do jardim-de-infância da EB/JI das Laranjeiras visitaram o Museu de S. Roque, no Largo Trindade Coelho, em Lisboa. Fomos assistir a uma peça de Teatro de Marionetas - " D. Leonor, a Princesa Perfeitíssima" através da qual ficámos a conhecer um pouco da história e vida da ilustre Rainha D. Leonor. Tivemos ainda oportunidade de deco-

rar coroas de reis e de rainhas, de aprender como estes dançavam antigamente e de apreciar algumas obras de arte presentes no museu (pinturas, esculturas, vestuário, mobiliário, talha dourada...) Ficámos também a conhecer alguns factos da sua vida que pela sua vida exemplar, pela prática constante da misericórdia e mais virtudes, alcançou de alguns historiadores o epíteto de

"Princesa Perfeitíssima", inspirado no cognome do rei seu marido D. João II. Á Rainha D. Leonor se deve a fundação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, primeira Misericórdia de Portugal, fundada em 15 de agosto de 1498. Foi uma manhã muito enriquecedora. Educadoras Milena Telhada, Celeste Pena e Mª Fátima Gardete EB/JI das Laranjeiras

Escola a Ler+ "É preciso libertar os livros desse Português organizam sacos cheios de livros de poesia para ler nas aulas. Os alunos escolhem e lêem os poemas Ministro da Educação, Tiago Brandão que mais gostam, trabalham a leitura Rodrigues em voz alta, os gestos e a oralidade Na “Semana da Leitura” os livros de para virem a Biblioteca ler uns para os poesia saem das estantes da Biblioteca outros e participar no ponto de poesia. e vão até às salas de aula nos sacos As Professoras bibliotecárias fazem de poesia. também uma seleção de livros para A equipa da BE e os professores de serem lidos em sala de aula e desafiam incómodo de estarem parados".

vários professores a lerem pequenos trechos nas suas aulas. Todas as turmas da escola disfrutam de leituras durante esta semana. Somos uma escola a Ler+ A equipa da BE Professor Delfim Santos


8

Educar para o Direito A Dr.ª Paula Varandas, advogada criminalista há 22 anos, defende casos de menores. Veio novamente à nossa escola, no dia 09 de março, fazer duas palestras – uma às 10h e outra às 11h45m sobre o tema “Educar para o direito”. Começou logo por nos dizer “Eu não vou estar aqui com palavras caras, vou falar como vocês falam, porque a minha intenção é chegar até vocês."

As duas sessões estavam programadas para alunos da EB 2,3 Prof. Delfim Santos. No entanto, devido às condições climatéricas adversas, os alunos não puderam comparecer. Assim, os beneficiados foram os da ES D. Pedro V, que encheram o Auditório, acompanhados por muitos docentes. PB da ES D. Pedro V

MONSTRINHA Os alunos do Clube de Leitura da biblioteca assistiram a uma sessão da Monstrinha no dia 12 de Março. Havia uma grande expectativa por parte dos alunos enquanto esperavam que a sala Manoel de Oliveira do Cinema S. Jorge se enchesse com mais alunos de outras escolas. Foi a partir das boas vindas dirigidas pela organização do Festival de cinema de animação que rapidamente as histórias, as cores e a magia prenderam a atenção dos alunos. No final houve uma lembrança para todos os alunos e apresentaram-nos a sua opinião sobre os filmes que mais gostaram. No primeiro lugar das preferências ficou o filme "Avó | Grandmother de

Roza Kolchagova, Bélgica (2017) 6' "Um filme sobre pequenas coisas, as que amamos. Uma história tão verdadeira que nos leva a pensar: o que perdemos ao longo das nossas vidas permanentemente ocupadas. E aquilo que sacrificamos ao nos mudarmos em busca de uma vida melhor." No segundo lugar ficou o filme TED de Tada Konjonrak EUA (2017) 3' "Ted é um filme que conta uma história agridoce sobre um homem que cresce para perceber o valor das suas memórias de infância e também da sua poderosa imaginação. Antes do regresso à escola ainda houve tempo para lanchar no passeio da Avenida da Liberdade. A equipa da BE Professor Delfim Santos

Literacia 3Di A Matilde Sampaio Reis Cavaca Gil do 8ºD foi apurada, em Inglês, para a para a Grande Final da LITERACIA 3Di, que se realiza no dia 11 de maio, no Pavilhão do Conhecimento — Ciência Viva, em Lisboa. PARABÉNS e Boa Sorte para a final!!!

1.º B na Biblioteca S. Lázaro

No dia 2 de março, a turma do 1º ano

B, foi à Biblioteca de S. Lázaro, visitar o espaço e ouvir uma história. Os alunos gostaram de visitar os vários espaços que compõem a biblioteca. Visitaram a sala centenária, os arquivos e a sala dedicada às crianças. No final da visita

JI1 Pavilhão Branco das Galerias Municipais No passado dia 20 de março as crianças da sala 1 do JI Frei Luís de Sousa foram ao Pavilhão Branco das Galerias Municipais ao participar na atividade “Um problema bicudo de pôr a cabeça a andar à roda”. Puderam realizar uma caça ao tesouro pelo Museu em busca das figuras geométricas presentes na coleção do artista Pedro Morais. No final puderam fazer uma composição com figuras geométricas.

ouviram o conto do “João Pé de Feijão”. 1.º Ano Turma B, Escola Frei Luís de Sousa, Professor André Godinho


9

Notícias do PESESEC – AEL - Atividades do 2º Período 2017/18 Durante o 2º período, o PESESEC do AEL desenvolveu diversas atividades que envolveram entusiasticamente alunos e professores e delas vos damos conta com muito sagrado. Começamos por referir que, por solicitação de alguns professores e de acordo com as necessidades de determinadas turmas, foram apresentadas várias sessões extra, em sala de aula, sobre as temáticas consideradas oportunas. Deste modo, as sessões abordaram sobretudo informações associadas a áreas da Educação Alimentar, Educação Sexual, Educação para a Cidadania, Orientação Escolar e ainda outras a pedido dos próprios alunos. Assim sendo, realizaram-se sessões específicas sobre Educação Sexual a cargo da Enfermeira Glória do Centro de Saúde de Sete Rios, no 7º1, e sobre HIV, no 9º2. De igual modo se realizaram sessões sobre Alimentação saudável no 7º1 e sobre Problemas do sono no 10º6, no 12º3 e no 12º4, sendo todas elas apresentadas pela referida Enfermeira Glória. A turma 10º6 teve ainda uma sessão em sala de aula sobre Violência Doméstica dinamizada pela Professora Doutora Míriam Afonso Brigas da Faculdade de Direito da Universidade de

Lisboa. A turma 10º7 recebeu a visita da Escola Segura que apresentou, também em sala de aula, uma sessão sobre a temática da Violência. A turma 12º3 e a turma 12º4 tiveram sessões, em sala de aula, sobre orientação escolar com a participação do psicólogo João Alvarez e várias outras turmas beneficiaram também desta sessão orientadora. Diversas turmas do ensino secundário foram selecionadas para responderem a inquéritos sobre Saúde Mental na Adolescência com vista a um trabalho final de mestrado de duas alunas do ISPA. Foram desenvolvidos, durante o mês de março, os procedimentos necessários que visavam a autorização dos Encarregados de Educação e será dado prosseguimento a este trabalho com a realização dos inquéritos no início do 3º Período. Também se efetuou, durante o 2º Período, o rastreio oral dos alunos cuja data de nascimento assim o exigia. Neste caso, foram abrangidos no rastreio os alunos das turmas 7º1 e 8º2, tendo a higienista Carla do CSSR realizado esta atividade. O PESESEC recebeu também, com muito interesse, na Escola Delfim Santos e

na Escola D. Pedro V, a exposição da Editora Santillana sobre Comportamentos Aditivos, tendo os alunos e os professores participado com muito entusiasmo. A propósito da visita à exposição, os alunos realizaram trabalhos individuais e de grupo associados às várias disciplinas de cada turma. Todas as atividades decorreram com grande entusiasmo e dinamismo, o que foi muito gratificante para o PESESEC – AEL. No 3º Período, o PESESEC - AEL tenciona receber uma nova exposição da Editora Santillana sobre a temática da Educação Sexual - Métodos Contracetivos e contamos com o redobrado interesse de professores e alunos para mais esta iniciativa. De igual modo se realizarão diversas sessões sobre temas fundamentais para a construção de uma saúde e uma cidadania responsáveis, das quais vamos dando notícia no placard da sala de professores. O PESESEC – AEL agradece a participação e o interesse de todos os participantes nas sessões e nas restantes atividades e deseja a toda a família escolar do AEL uma Páscoa feliz e saudável vivida com muita união e muito amor. Maria Gabriela Silva, (Coordenadora do PESESEC – AEL)

life turned around with the sudden conflict and have to take shelter in dangerous and unsafe refugee camps. If they can they’ll try to sail to safe countries, to hope and run from the war. However, most of the refugees can’t run from the war and innocent children are the ones who suffer from it to the most extend. I chose this short film due to its seriousness. This war is occurring in Syria, a country near Lisbon in comparison to Mozambique, my home. It’s happening in our planet, our home and our people are dying and suffering because of it.

We like to say we’ve left the “Dark Ages” but the way I see it, we haven’t. The occurrence of this type of conflicts only shows how much the world still needs to evolve. Ianisa Noormahomed, 10º3 Nº30

A Monstrinha Last Friday, we saw a short film called “The Box”. It’s about the Syrian conflict and how it affects children. Personally, this short film is, in a way, enlightening as it makes us realize how much the war affects the life of innocent kids. Although I knew about the war happening in Syria, this animation shows me how the lives and feelings of refugee children are. Happy children have their

Projeto sobre as Profissões Durante o segundo Período, foi proposto pelas docentes titulares das turmas do 2ºano da E.B.1/ JI das Laranjeiras um trabalho projeto sobre as Profissões. Foi escolhida por cada aluno uma profissão, e os mesmos partilharam com todos as suas descobertas sobre essa profissão. Este trabalho permitiu que os alunos contactassem com um maior número de profissões e aprendessem de forma divertida os conteúdos do programa de Estudo do Meio. Turmas do 2ºano

All the animated films were good on their own. But one of them “The Box” is really special because this film tells about the Sirya’ war. And I forgot the name of the film with a frog, but that one also gave really a good conclusion. Aakash Thappa, 11.4


10

Liberta o leitor que há em ti O Ponto de Poesia da Biblioteca foi uma das atividades mais participadas da “Semana da Leitura 2018”. Os alunos vieram a Biblioteca, no dia 20 de março, acompanhados pelos professores, no horário que tinha sido estabelecido. Os poemas declamados ou lidos mostraram o trabalho realizado a partir dos sacos de poesia e ao mesmo tempo o prazer da leitura no dia-a-dia dos nossos leitores. Os sacos de poesia são preparados

pelos professores e equipa da BE tendo neçam ao longo da vida. em conta as turmas e as suas preferênEquipa da BE Professor Delfim Santos cias. Esta actividade de leitura é vivida com muito entusiasmo por parte dos alunos que lêem e que querem mostrar o seu trabalho e, ao mesmo tempo são ouvidas com prazer e atenção por parte dos que ouvem. Pretendemos, deste modo, contrariar o distanciamento de muitos alunos em relação ao texto poético e estabelecer elos de leitura, que cremos, que perma-

Ponto de Leitura na BE Laranjeiras A equipa da BE e os professores do 3.ºe 4.º anos organizaram uma sessão de leitura na Biblioteca no dia 15 de março, integrada na Semana da Leitura. As leituras foram preparadas nas salas de aula e os alunos vieram à Biblioteca, de acordo com o horário que foi acordado com os professores. Este ponto de leitura será o início da ativi-

dade "Ler para mim Ler para ti" que se vai realizar em maio na Biblioteca Prof. Delfim Santos. Os alunos foram muito responsáveis e partilharam as suas leituras com muito orgulho e satisfação. Equipa da BE das Laranjeiras

Projeto de articulação vertical No dia 21 de março realizou-se uma sessão do projeto de articulação vertical “Leitura a pares” na qual foi lida, pela professora Cristina Carvalho e alguns dos seus alunos, a história “Uma cadela amarela e vários amigos dela”. De seguida, os alunos do 1º ano e aqueles do Jardim-de-infância que transitam para o primeiro ciclo distribuíram-se por grupos de idade heterogénea e fizeram um desenho alusivo à história; estes desenhos serão compilados num livro como ilustração do reconto da história feito pelas crianças do Jardim-de-infância. As sessões realizam-se alternadamente na sala da turma A e do JI; também o reconto das histórias é feito alternadamente, por cada turma.

Escola Secundária D. Pedro V

Assim se criam o diálogo e a colaboração entre educadores e professores do 1º ciclo, facilitando a transição e uma atitude positiva das crianças do préescolar face à escola. A realização de projetos comuns são também um meio de maior colaboração e de maior conhecimento mútuo sobre o que se faz e aprende na educação pré-escolar e no 1º ciclo. As Docentes Cristina Carvalho e Esperança Moreira JI/grupo 1 e turma A/1º ano da EB1 António Nobre

Estrada das Laranjeira, 122 1600-136 Lisboa

direcao@ael.edu.pt eb23delfimsantos@mail.telepac.pt

Escola Básica 2. 3. Prof. Delfim Santos EB1/JI António Nobre

Rua António Nobre, 49 1500-046 Lisboa

eb1antonionobre@gmail.com

EB1/JI Frei Luís de Sousa

Rua Raul Carapinha 1500-042 Lisboa

escola.freiluis49@gmail.com

EB1/JI Laranjeiras

Rua Virgílio Correia, 30 1600-224 Lisboa

eb1daslaranjeiras@gmail.com

Viva Voz, n º 51, março 2018  

escolas, agrupamento. boletim

Viva Voz, n º 51, março 2018  

escolas, agrupamento. boletim

Advertisement