Issuu on Google+

Educação e Comunicação Multimédia U.C: Design de Conteúdos Educativos II

Proposta de Serviço Educativo

Discentes: Deolinda Zacarias – nº 4201 Elisabete Gomes – nº 4205 Joaquim Oliveira – nº 4272 Margarida Carvalho – nº 4214


Indíce Introdução ……………………………………………………………….....3 Recolha de Dados …………………………………………………..........4  Instituição .................................................................................4  A Mascote ................................................................................4  Missão ......................................................................................4  Visão .........................................................................................5  Públicos ....................................................................................6  Contexto de implementação da Instituição ...............................7 Serviços ...............................................................................................8  Serviços Internos ......................................................................8  Recursos ...................................................................................9 Análise SWOT ....................................................................................10  Análise Global ..........................................................................10  Análise do Serviço Educativo ...................................................11 Actividades ..........................................................................................12 Guião/Planificação ..............................................................................18 Conclusão ...........................................................................................21 Bibliografia/Webgrafia .........................................................................22 Anexos ................................................................................................23

2


1. Introdução

A Quinta Pedagógica na Herdade do Cascavel, que se dedica especialmente a organizar programas didácticos e culturais para as escolas, permite o contacto directo das crianças com a natureza, facultando-lhes o contacto directo com animais e mostrando em simultâneo a sua relevância, quer como objecto de trabalho ou de lazer, quer como objecto alimentar, como os seus derivados. Assim, e no âmbito da nossa proposta do Plano de Acção Educativa, propusemos e implementámos actividades destinadas a crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 9 anos, tendo em conta o papel que este tipo de instituições tem perante a comunidade, sendo uma das suas principais missões contribuir para uma melhor educação e responsabilidade pedagógica e cívica na senda dos seus principais objectivos. Durante um dia, um grupo de vinte crianças teve a oportunidade de aprender a fazer pão, queijo, compotas e ainda de manter um contacto directo com

os

animais

e

a

natureza,

alimentando-os

e

plantando

flores,

respectivamente. Foi planeado um programa de forma a que as crianças, divididas em grupos, realizassem o maior número de experiências possíveis, num ambiente diferente do que é habitual no seu quotidiano, num período de tempo previamente delineado e organizado consoante as actividades previstas e perfeitamente enquadradas na estratégia pedagógica da Quinta.

3


2. Recolha de dados . Intituição “A Quinta “Cantar de Galo” pretende, com a elaboração de programas didácticos, trazer crianças citadinas ao campo e ofercer-lhes a sua realidade, deixando-as disfrutar da verdadeira Mãe Natureza, facultando-lhes contactos directos com os animais e mostrando em simultâneo a sua relevância, quer como objecto de trabalho ou de lazer, quer como objecto alimentar com os seus derivados.” . Organigrama Proprietária da Quinta Sofia Dias Responsáveis pela Quinta Elisabete; Alda; Ana; Sónia

. A mascote

O Zacarias é a mascote da Quinta. É um espantalho que gosta de visitar os meninos enquanto eles estão a desenvolver as actividades. Gosta que chamem pelo seu nome e tem uma música que adora ensinar às crianças para que todas cantem e dancem com ele. Gosta de contar anedotas, adivinhas e de fazer lenga-lengas. Tem um clube, o “Clube do Zacarias”, vários livros com as suas histórias.

4


. Missão

A Quinta "Cantar de Galo" pode desempenhar um papel fundamental na vida de todas as crianças que visitam aquele espaço, ao contribuir para relevar valores fundamentais e importantes numa sociedade, num colectivo. Valores ecológicos, como a paixão e o respeito pela natureza, protecção dos rios, campos e florestas. Os valores sociais, como o respeito pela vida e a solidariedade. Valores sanitários, como a protecção da saúde e o repúdio por formas de vida não consentâneas com os valores da vida humana. Valores demográficos, como o gosto pela vida no campo contribuindo para inverter o sentido da emigração interna, sendo que, sobretudo, os jovens casais cedo deixam as pequenas terras para irem viver para as grandes cidades. As actividades propostas na Quinta “Cantar de Galo” promovem um adequado processo de desenvolvimento e a aquisição de comportamentos e estilos de vida saudáveis, na medida em que estimulam a curiosidade, a criatividade, a capacidade de auto-organização e a iniciativa. O contacto directo com a natureza promove um melhor entendimento sobre as suas transformações, a sua importância e a história. As temáticas aplicadas promovem experiências de aprendizagem activas e estimulantes para os processos de socialização mais elementares tais como a noção de partilha e respeito pelo “outro”, as suas necessidades, a inter-ajuda, a amizade e as relações interpessoais. Promovem e valorizam a aquisição de hábitos de higiene, promovem a aquisição de valores relacionados com a importância da protecção do meio ambiente e dos recursos naturais e, sobretudo, permitem compreender as diferenças entre meio urbano e o meio rural.

5


. Visão A Quinta Pedagógica “Cantar de Galo” pretende fazer parte da vida escolar e ficar associada à educação e desenvolvimento das crianças bem como a um ano lectivo pleno de sucessos, dirigida, sobretudo, aos estabelecimentos de ensino (público e privado), com especial incidência para o 1º e 2º ciclos do ensino básico. Para tal, é estratégia da sua administração proporcionar anualmente à escolas e às crianças uma oferta regular de temática que possam contribuir para a formação de cidadãos motivados e consciencializados para as questões decorrentes de um desenvolvimento sustentado, num ambiente que reconstitui uma imagem de ruralidade. A Quinta “Cantar de Galo” pretende assumir-se como um recurso complementar, facilitador da aquisição e aprendizagem de conhecimentos e valências transmitidos pelo professor / monitor na sala de aula. É por isso que o programa de oferta de actividades para escolas ou outros grupos organizados passa pela realização de actividades temáticas diversas, organizadas e acompanhadas por técnicos da Quinta, e actividades menos formais, que o professor/monitor poderá trabalhar e orientar de acordo com os seus objectivos. Ser uma referência no ramo e projectar-se cada vez mais junto da comunidade escolar de Norte a Sul do País é o grande anseio da administração deste espaço que periodicamente promove e implementa novas actividade, de modo a ir ao encontro dos desejos das instituições e das necessidades das crianças.

6


. Públicos A Quinta Pedagógica “Cantar de Galo” dispões de actividades para todos os públicos, embora o público mais frequente sejam as crianças e o público escolar. A nossa proposta de Serviço Educativo pretende chegar aos públicos mais carenciados e com necessidades especiais. Numa primeira fase vamos intervir juntos das IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social com crianças entre os 6 e os 9 anos.

. Contexto de implementação da Instituição A Quinta “Cantar de Galo” localiza-se na Herdade “O Cascavel”, em Fajarda – Coruche. Trata-se de uma Empresa que organiza programas didácticos e culturais para as escolas, cujo objectivo é levar crianças dos centros urbanos ao campo para tomarem conhecimento e contactarem com outra realidade. Nesta quinta pedagógica, as crianças, assim como as suas famílias, podem desfrutar da natureza e privar directamente com os animais, assim como compreender e valorizar a sua importância, quer como objecto de trabalho, quer como meio de alimentação e sobrevivência do homem.

7


3. Serviços A Quinta Pedagógica “Cantar de Galo” oferece aos visitantes os seguintes serviços: - Loja da quinta - Livraria - Cafetaria - Clube de fãs do Zacarias - Parque temático - Zonas verdes - Circuitos rurais

. Serviços internos: - Serviços educativos - Serviços técnicos - Administração - Cozinha - Sala de leitura - Sala multimédia - Sala de trabalhos manuais

8


.Recursos - Boas acessibilidades (de carro e a pé) - Acessibilidade própria para pessoas portadoras de deficiência motora para as zonas interiores - Wc´s adequados e com condições higiénico-sanitárias para utilização regular - pessoas portadoras de deficiência motora - crianças - Salas com muita luz natural e devidamente equipadas para as várias estações do ano - Cozinha devidamente equipada para se cozinhar - Salas apetrechadas com os materiais indispensáveis às actividades previstas para os respectivos espaços

9


4. Análise SWOT Análise global Forças

Oportunidades

- Equipa com formação - Instalações amplas

- Criação de parcerias/protocolos - Novas oportunidades para o mundo rural - envolvimento da comunidade escolar e valorização cívica e cultural das crianças

Fraquezas

Ameaças

- Débil promoção e divulgação do - Falta de informação por parte da espaço. população -O web site contém pouca informação - Utilização precária do espaço e está em reconstrução há já alguns anos; não contém formulário para - Redução de receitas questões; não está preparado para informar o visitante das condições e -Dúvidas sobre a sua sustentabilidade valências da Quinta

. Análise do Serviço Educativo Situação Actual

Estratégias para atingir os fins

- Existente, mas ainda deficitário de - Estabelecer parcerias com entidades conteúdos - Dinâmica e flexibilidade de novas actividades e eventos a criar

10


Situação futura desejável

Recursos necessários

- Diversificar as actividades, criando - computadores, máquinas de filmar, programas próprios que vão ao máquinas fotográficas encontro das necessidades das escolas e anseios das crianças.

11


5. Actividades A Quinta Pedagógica embora disponha de um leque de actividades educativas não dispõe de um Serviço Educativo. “Cantar de Galo” tem ao dispôr dos seus visitantes um conjunto de actividades: - ordenhar vacas - tosquiar ovelhas - plantar árvores - trabalhar em hortas - alimentar animais - fazer compotas - amassar o pão - tiragem da cortiça - treino de um cavalo toureiro

O nosso grupo de trabalho propõe duas actividades: 1. Organização de visita de uma IPSS durante as férias de Verão 2. Elaboração, por parte dos alunos, de materiais resultantes das actividades efectuadas durante a visita. Nestas duas actividades pretendemos valorizar o trabalho desta Quinta por proporcionar de forma criativa e lúdica experiências e momentos ricos de conteúdos programáticos. O contacto com a Natureza e o leque de programas que apresentamos, permite que as crianças da cidade e neste caso deste tipo de Instituições possam vivenciar situações diferentes das quais estão habituadas.

12


Os programas estimulam a curiosidade, a criatividade, a capacidade de autoorganização e iniciativa.

Actividade 1: “Eu na Quinta” Destinatários: Crianças de IPSS entre os 6 e os 9 anos Sessões: 1 Frequência: Com marcação prévia

Atelier “Vem amassar o teu pão”

Materiais: alguidar, colher de pau, rolo da massa, touca, avental, 1kg de farinha, 2 colheres de sopa de açúcar, 2 copos e meio de água morna, 1 copo de óleo, 1 colher de sal, 1 ovo, 50 g de fermento Duração: 30 minutos

Nos alguidares mistura-se o fermento com água morna. Junta-se o açúcar, óleo, sal e ovo. Bate-se com a colher de pau alguns minutos. Aos poucos juntase a farinha de trigo e vai-se misturando muito bem com as mãos. Em seguida deixa-se a massa a descansar para crescer, durante uma hora. Os monitores dão às crianças uma massa previamente feita. As crianças dividem a massa de acordo com o pão que pretendem fazer e levam o pão ao forno de lenha para este coser.

Atelier “Vem aprender a fazer queijo”

Materiais: leite, coalho do leite, vinagre, manteiga, temperos, formas apropriadas, colher de pau, facas, panelas, coador, termómetro de cozinha, fogão, escorredor de plástico Duração: 30 minutos 13


Primeiro aquece-se o leite numa panela grande e vai-se verificando a temperatura com o termómetro. Ao atingir 35 graus, retira-se a panela do fogão. Mistura-se o coalho previamente dissolvido com a água e o sal, mexendo sempre com a colher de pau. Tapa-se a panela e coloca-se num lugar arejado, sem mexer durante uma hora. Entretanto os monitores dão uma massa previamente feita às crianças. As porções de massa são colocadas num escorredor de plástico, girando muito devagar para a saída total do líquido. Quando parar de pingar, despeja-se para uma forma apropriada e deixa-se assentar entre 6 a 12 horas, dependendo da temperatura ambiente e mais tarde ao frigorífico para que saia o líquido todo. Como não é possível aguardar por todo este processo, os monitores dão novamente às crianças os queijos já assentes. Em seguida estes batem a forma e retiram-no da mesma, batendo levemente no seu no fundo.

Atelier “Compota da avó”

Materiais: tacho, maçãs, açúcar amarelo, faca, canela Duração: 30 minutos As crianças cortam as maçãs previamente cozidas, em pequenos pedaços e colocam-nas dentro da panela. A panela é posta ao lume com as maçãs e as crianças juntam-lhe açúcar amarelo e canela. De vez enquando vão mexendo com a colher de pau. No final os monitores mostram às crianças o resultado final.

Atelier “Ordenha”

Materiais: balde de plástico, caneca, mangueira, coador, luvas de borracha, detergente em pó e escova Duração: 30 minutos 14


As crianças colocam as luvas. Com a ajuda da escova e da mangueira lavam as tetas das vacas com o detergente em pó, com o objectivo de evitar a contaminação do leite por bactérias e resíduos. Depois começam com o processo da ordenha. Cada actividade tem a duração de meia-hora, os alunos dividem-se em grupos de cinco para fazerem as actividades de forma rotativa. Realizadas as actividades pretende-se que as crianças compreendam a relação e adquiram conhecimento dessas actividades no quotidiano das pessoas, mas que não estão ao alcance de todos. Durante as mesmas, para além de aprenderem e conviverem com uma realidade que lhes era desconhecida, terão que registar via fotografia e/ou vídeo todos esses momentos de modo a utilizá-los numa actividade posterior à visita da Quinta. Entretanto, será realizado um lanche final cujos produtos são fruto do próprio fabrico. Estas actividades permitem estimular a curiosidade, a criatividade, a capacidade de auto-organização e iniciativa, ao mesmo tempo que introduz temáticas e experiências de aprendizagem activas e estimulantes para os processos de socialização mais elementares tais como a noção do “eu” e do “outro”, identificação das necessidades do “outro”; interajuda, amizade, modelos alternativos de identificação, relações interpessoais, etc. Estas actividades permitem ainda compreender as diferenças entre o meio urbano e rural. Nesta actividade integrámos ainda a criação de uma lancheira – “A minha lancheira”, onde se pretende que as crianças criem com papel e marcadores as próprias lancheiras e que no final da visita estas possam colocar lá os produtos que fabricaram nos ateliers que frequentaram e possam partilhar entre todos a refeição.

15


Atelier: “A minha lancheira”

Esta actividade tem a duração de 30 minutos e realiza-se maioritariamente em dias de actividades para as IPSS. Materiais: Cartão, canetas de feltro, lápis de cor, tesouras, cola Duração: 30 minutos

Tratando-se de crianças com particulares especificidades, terão igualmente a oportunidade de praticarem e compreenderem melhor a importância da partilha e da solidariedade. Todas as crianças partilharão os produtos produzidos pelos colegas.

Actividade 2: “O meu filme” Sessões: 5 Materiais: computadores, Duração: Entre 2 a 3h30. Frequência: 4 dias, após visita das IPSS à Quinta

Depois da visita serão seleccionadas pelos técnicos, as fotografias e imagens registadas pelas crianças durante a visita, sendo as mesmas posteriormente colocadas num cd dentro de uma pasta perfeitamente identificada. Este cd será por nós entregue, em mãos, à Instituição, acompanhado por uma ficha-guia (tutorial) com todos os passos que as crianças terão que seguir para aceder à respectiva pasta de imagens. Estando na posse destas imagens, as crianças produzirão depois materiais, nomeadamente vídeo, bruchuras e outros, sendo o resultado final

16


traduzido no envio das suas criações à Instituição que os acolheu durante um dia. Esta actividade pretende pomover a autonomia, a criatividade, a capacidade de auto-organização, dando os técnicos para o efeito informações correctas, acessíveis e adequadas às crianças, valorizando as potencialidades de cada indivíduo e dos grupos.

17


6. Guião/Planificação (materiais)

Actividade 1. Sessão 1 Objectivos pedagógicos da sessão: 1º - Tomar contacto com a vida no campo ; 2º - Partipar em actividades não habituais no seu quotidiano; 3º - Perceber a importância da partilha e da solidariedade;

Tempo

Conteúdos

Métodos; sugestões

Material didático

10h00 – 10h15

Acolhimento das À espera das crianças Folheto sobre a Quinta e crianças na Quinta estarão todos os um lenço colorido de monitores que darão as identificação do grupo boas vindas e informarão sobre as actividades a desenvolver.

10h15 – 10h25

Definição Grupos

10h30-12h30

12h30-14h00

14h00 – 14h15

de Os formadores definem Distribuição de máquinas os grupos e as fotográficas respectivas áreas em que vão iniciar as suas actividades

Actividades dos grupos nos respectivos ateliers, de forma rotativa: - fazer pão - fazer queijo - fazer compota - ordenha Almoço – tempo livre

Os grupos serão acompanhados por um monitor da Quinta e um técnico responsável por este projecto.

Depois de fazerem a sua refeição as crianças podem exercitar-se e brincar na Quinta durante esta pausa. Distribuição de Os técnicos ensinarão a Cartão, canetas de feltro, materiais para a construir a lancheira lápis de cor, tesouras, construção da cola 18


14h15 – 14h45

lancheira Construção lancheiras

das Os técnicos acompanharão e ajudarão à execução das lancheiras.

14h45 -15h00

As crianças colorão os produtos feitos por elas nas próprias lancheiras

15h00 – 16h00

Encontro com o O Zacarias canta Distribuição de pequenas Zacarias – mascote histórias, dança e canta bruchuras com músicas, da Quinta com os meninos histórias e jogos

16h00 – 16h30

Lanche

Partilha dos alimentos que fabricaram

Jogo do tesouro

Os técnicos explicarão o Mapa e lápis jogo às crianças.

16h30-17h30

Os técnicos os produtos cada criança devidamente lancheira

entregarão para que os coloque dentro da

Actividade 2. Sessão 1 Segunda-Feira

Tempo

Conteúdos

14h00 – 15h30

Apresentação do programa “Movie Maker” e informações úteis para a sua utilização primária

15h30-17h30

Experimentação programa apresentado

Métodos; sugestões

Material didático

Os técnicos explicarão, Projector; com imagens, os computador primeiros passos para trabalhar com o programa e exemplificarão alguns processos do mesmo.

do Os técnicos 4 computadores; acompanharão o ficha-guia desempenho das crianças e ajudarão a ultrapassar as suas dúvidas e dificuldades 19


Sessão 2 e 3 Terça-Feira e Quarta-Feira

Tempo

Conteúdos

14h00 – 17h30

Execução do exercício proposto pelos técnicos, ou seja: realização de um filme que integre todas as imagens (fotografia e vídeo) por si recolhidas durante a visita à Quinta.

Métodos; sugestões

Material didático

Os técnicos 4 computadores; acompanharão sempre ficha-guia o desempenho das crianças, estando sempre perto e disponíveis para ajudar.

Sessão 4 Quinta-Feira Tempo 14h00 – 16h00

Conteúdos

Métodos; sugestões

Cada grupo Os técnicos serão meros apresenta aos expectadores e restantes o filme avaliadores. realizado sobre a Quinta.

Material didático Computador, projector, ficha de satisfação (alunos) e ficha de avaliação (professores)

20


7. Conclusão

A nossa proposta de sreviço educativo tem preocupações com o ambiente e a Natureza. O contacto com a Natureza e o vasto leque de actividades permitem que a criança da cidade possa vivenciar situações diferentes que possam contribuir para o desenvolvimento global. Apesar das dificuldades com que nos depáramos na realização deste projecto, devido à localização da Quinta, ao seu horário de funcionamento e ao facto da administração ainda trabalhar na sua sustentação e afirmação (estando a elaborar o seu regulamento, orgânigrama, e a aperfeiçoar o estabelecimento de parcerias e as relações exteriores), conseguimos recolher informação necessária para o planeamento, elaboração e concepção deste projecto, de modo a ficar consentâneo com os objectivos gerais e específicos da Quinta. Tivemos em linha de conta as linhas mestras da actividade deste tipo de espaços, como compreender as diferenças entre o meio urbano e rural, apelando aos valores ecológicos, introduzindo temáticas e experiências de aprendizagem activas e estimulantes para o processo de socialização, Identificação das necessidades do outros e a inter-ajuda, amizade e relações inter-pessoais. Em suma, tratou-se de um trabalho áreduo, mas aliciante, pois não só aqui apresentamos a actividade e a realidade da Quinta, como também as dinâmicas e diversidade de actividades propostas, que vão ao encontro das necessidades das escolas e dos anseios e expectativas das crianças, principal público-alvo deste espaço pedagógico. Não foi fácil compilar informação sobre este espaço, pelas razões já aqui apontadas, sobretudo porque o contacto pessoal nunca aconteceu, mas através de conversas com os proprietários conseguimos recolher informação que nos permitiu perceber as debilidades da Quinta, a vários níveis, como as áreas que poderiam ser trabalhadas e desenvolvidas.

21


8. Bibliografia/Webgrafia

- Informações/materiais deixados no moodle pela docente

www.cantardegalo.pt http://quintapedagogica.cm-lisboa.pt http://monte-das-arouchas.webnode.com/quinta_pedagogica/ http://www.quintadoseixo.com/quintadoseixo/

22


9. Anexos

Fig. 1 – Quinta “Cantar de Galo” Morada: Herdade do Cascavel (EN 114-3) 2100 Fajarda Telefone: 243 617 876

Fig. 2 – Avançado da Quinta para refeições

23


Fig. 3 – Parque Infantil

Fig. 4 – Parque Infantil

Fig. 5 – Parque Infantil

24


Fig. 6 – Mascote “O Zacarias”

Fig. 7 – Proposta de logotipo criado pelo grupo para a Quinta

Fig. 8 – Meias vendidas na loja da Quinta

25


Fig. 9 – Cuecas do Zacarias vendidas na loja da Quinta

Fig. 10 – Blusa da Quinta

Fig. 11 – Livro de histórias do Zacarias vendido da Quinta

26


Serviços Educativos