Page 1

nforma ano 13 / julho de 2012

Com moderação Proteger as crianças das mensagens publicitárias e evitar o consumo exagerado é criar crianças mais saudáveis

Fazer hoje, pensando no amanhã Esse é o lema do ex-aluno da Santi Igor Trisuzzi, que trabalha com sustentabilidade

Congratulations Conheça mais sobre o trabalho de inglês até o 3º ano

Trabalho realizado pela turma do 3º ano B inspirado na obra de Vik Muniz

“Quanto mais coisas você tem, mais terá com o que se preocupar.”

Buda


vai rolar 01, 4ª feira 06, 2ª feira 11, sábado

agosto

Início das aulas do T2 ao 9º ano Início das aulas dos alunos novos do T2 Comemoração do Dia dos Pais na Escola

setembro

outubro

novembro

07, 6ª feira Independência – feriado

05, 6ª feira Não haverá aula – tarde (eleição) 07, domingo Eleição 08, 2ª feira Não haverá aula – manhã (eleição) 12, 6ª feira Nossa Senhora Aparecida – feriado 20, sábado Mostra de Trabalhos do T2 ao 9º ano 26, 6ª feira Não haverá aula – tarde (se houver 2º turno da eleição) 28, domingo Eleição 29, 2ª feira Não haverá aula – manhã (se houver 2º turno da eleição)

02, 6ª feira 15, 5ª feira 16, 6ª feira 19, 2ª feira 20, 3ª feira 23, 6ª feira 24, sábado 26, 2ª feira

07, 6ª feira 08, sábado 10, 2ª feira 11, 3ª feira 11, 3ª feira 11, 3ª feira 12 e 13, 4ª e 5ª feira

Feriado – Finados Feriado – Proclamação da República Ponte Ponte Feriado – Consciência Negra Último dia de aula do 6º ao 9º ano Mostra Santimais Início das Atividades Culturais e Esportivas e da Recuperação do 6º ao 9º ano

dezembro

Término das Atividades Culturais e Esportivas e da Recuperação do 6º ao 9º ano Formatura do 9º ano na escola Último dia de aula do 2º ao 5º ano Torneio interno do 2º ao 5º ano Último dia de aula do T2 ao 1º ano Término das aulas do Santimais Avaliação final do 6º ao 9º ano

expediente Santinforma é uma publicação da Escola Santi R. Abílio Soares, 425 – Paraíso 04005-001 – São Paulo – SP fone: 11 3884-0566 | fax: 11 3051-3733 site: www.escolasanti.com.br e-mail: santi@escolasanti.com.br Coordenação: Adriana Cury Sonnewend e Claudia Rossi Produção editorial: Equipe Santi e Marilia Paiotti Projeto gráfico: Design Emocional: 11 3845-0667 Fotografias: Arquivo Santi Tiragem: 3 mil exemplares Impressão: junho de 2012

convênios e parcerias UNIFORMES Sugerimos que telefonem antes para confirmar os tamanhos disponíveis na loja. A lista encontra-se no site da escola. Free Way 3884-0928 Texblun 3051-3252

ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO Colégio Bandeirantes Colégio Nossa Senhora das Graças Colégio São Luis Escola Lorenço Castanho

TRANSPORTE ESCOLAR Roberto e Luciana 3207-5847 | 9698-6909 | 8147-6294 AVALIAÇÃO AUDIOLÓGICA (audiometria) Fga. Flávia Tonucci de Araújo Lopes R. Maestro Cardim, 560 cj 142 3289-4900


Editorial

Mais um semestre com novos desafios Os primeiros meses deste ano foram intensos e produtivos. Começamos o ano com novos espaços, mais atividades do Santimais e novos integrantes na equipe, com a contratação da nova coordenadora das turmas do 1º e 2º anos, a Damí. Muitos desses esforços foram sugeridos pelos pais, conforme detectou nossa mais recente pesquisa anual. É por isso que acreditamos que essa proximidade e parceria com vocês é fundamental para o aprimoramento da escola e o desenvolvimento dos nossos alunos. Este jornal é mais um canal para manter esse diálogo e, entre os temas desta primeira edição do ano do Santinforma, está o consumismo. Na entrevista com a psicóloga Maria Helena Masquetti, discutimos a necessidade de proteger as crianças do bombardeio publicitário. A psicóloga argumenta que os comerciais têm colaborado para a erotização precoce, a má alimentação e o consumo exagerado. Aliás, consumo consciente é um dos conceitos da sustentabilidade, uma postura que encantou Igor Trisuzzi, ex-aluno da Santi, que hoje trabalha com comunicação pela sustentabilidade. Ele fala, em entrevista ao jornal, sobre a sua formação e a escolha da carreira. Ele conta que a viagem ao Parque Estadual do Petar, promovida pela escola, foi uma das primeiras experiências que o fez despertar para a necessidade de preservação ambiental. E por falar em formação, o ensino de inglês na Santi também é assunto desta edição: treinamento dos professores, desafios de aprendizagem e benefícios da introdução da língua estrangeira desde cedo são discutidos na reportagem. Boa leitura! Adriana Cury Sonnewend Diretora-geral Mosaicos - 8º ano


Entrevista

Será que precisa? O consumo exagerado incentivado pela publicidade infantil pode prejudicar o desenvolvimento das crianças

A criança brasileira está entre as que mais assistem à televisão: são quase 5 horas por dia, em média, segundo os dados do Ibope. Esse longo período, somado à ausência de regras para a publicidade infantil, faz com que as crianças sejam expostas a milhares de comerciais que prometem suprir com produtos carências como a sociabilidade e a necessidade de brincar. O tema tem despertado a atenção de educadores e legisladores, que discutem restrições à propaganda dirigida ao público infantil. O instituto Alana é uma das entidades que participa desse diálogo. Maria Helena Masquetti, psicóloga do instituto, conta, em entrevista ao Santinforma, como os pais podem e devem dizer não, e, assim, proteger seus filhos do consumo exagerado.

SANTI Qual a visão da senhora em relação à propaganda infantil? MARIA HELENA As crianças brasileiras são abordadas diretamente pela publicidade infantil, uma vez que as mensagens dos anúncios são dirigidas a elas e não aos pais. Em outras palavras, é atribuída às crianças a decisão de adquirir ou não tal produto. O problema é que elas ainda não conseguem entender que o discurso e as imagens estão sendo colocados para dissuadi-las, pois ainda não possuem julgamento crítico para entender se tal produto traz benefícios ou não para elas e quais seriam eles. Diante dessa vulnerabilidade, acabam sendo convencidas de que aquele brinquedo ou alimento vai responder pelos seus anseios e resolver suas carências.


SANTI Quais as consequências que a exposição às mensagens publicitárias traz ao desenvolvimento das crianças? MARIA HELENA São muitas, podemos citar as principais. Por exemplo, a publicidade da indústria de alimentos incentiva a obesidade infantil. As informações nutricionais e os benefícios daquele alimento, que seriam úteis aos pais, dão lugar a embalagens coloridas e distribuição de brindes, feitas propositalmente para atrair as crianças. Outro ponto importante é a erotização precoce: a mensagem publicitária contém temas adultos e quer vender produtos que fazem parte do universo adulto, como lap tops e celulares. Outro exemplo são as bonecas que, na maioria das vezes, não representam um bebê, mas uma mulher adulta, emancipada e sensual. Por fim, há também uma questão social do incentivo à violência. A publicidade não diferencia o segmento social ao qual se dirige, provocando nas classes mais carentes um desejo que não pode ser suprido e uma ilusão de que aqueles produtos são necessários para a inserção na sociedade.

SANTI Qual o papel dos pais nesta situação? MARIA HELENA O comportamento dos pais muitas vezes ajuda a criar um círculo vicioso. Eles vão buscar sempre ter os meios de prover os brinquedos e produtos anunciados, achando que assim vão responder ao anseio de seus filhos. Com isso, trabalham mais, ficam mais estressados e dispendem menos tempo e atenção com as crianças. Esse quadro acaba aumentando a carência das crianças, uma carência que a publicidade promete suprir com produtos.

SANTI Como romper esse ciclo? MARIA HELENA É preciso criar hábitos familiares que não envolvam a mídia (internet e TV), tais como leituras, tocar instrumentos e atividades ao ar livre. Os pais precisam criar alternativas de entretenimento tão atrativas quanto a TV. Desta forma, as crianças vão desenvolver capacidades de interação e sociabilidade, discernimento e autoconfiança, o que as deixará mais aptas a julgar as mensagens que recebem. Um ponto fundamental é que os pais voltem a ter confiança na própria capacidade de educar e instruir. Atualmente, a mídia atribui o poder de decisão à criança e os pais estão inibidos; cabe a eles dizer não ao que a mídia diz sim.

Consulte mais dicas no site do Instituto Alana. No espaço, você também pode denunciar propagandas abusivas. www.criancaeconsumo.org.br

Não há ainda uma lei expressa no Brasil que proíba a publicidade dirigida ao público infantil. No entanto há alguns instrumentos legais que tratam dessa questão na Constituição Federal, no Código de Defesa do Consumidor (CDC) e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Além disso, em 2006, o Código de Ética adotado pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) adotou regras contrárias à publicidade imperativa ao público infanto-juvenil.


“Fluent English”


Ensino de inglês de 3 a 8 anos na Santi completa o semestre com ótimos resultados O domínio da língua inglesa não é apenas uma exigência do mercado de trabalho, mas uma necessidade para se comunicar numa sociedade multicultural como a nossa. E, geralmente, quanto mais cedo acontece o contato com a língua estrangeira, melhor a pronúncia. Alguns estudos recentes consideram também a possibilidade de que esse contato colabore com o processo de alfabetização. A introdução da língua estrangeira ainda na infância pode facilitar o entendimento de que a linguagem é uma expressão da realidade, que uma palavra em determinada língua é uma das formas possíveis de se expressar e essa abstração pode ajudar as crianças a ver a escrita como mais um código. A Santi reformulou, há cerca de um ano, o ensino de inglês para os alunos de 3 a 8 anos. O objetivo do programa é ensinar o idioma dentro da proposta pedagógica da escola. “Queremos fazer com que os alunos entendam que a língua é uma ferramenta para a comunicação e tem um uso social. Desta forma, criamos situações cotidianas na sala de aula para as quais as crianças desenvolvem a habilidade de se comunicar em inglês”, afirma Bianca Segai, professora de inglês da Santi. “O ensino é gradual e natural de maneira a reproduzir a forma como as crianças aprenderam a língua materna”, acrescenta a também professora de inglês da escola Ligia Duran. “O professor é um guia que vai conduzir esse processo, mas o sujeito é o aluno”, continua ela.


“Fluent English”


Para debater questões como material didático, processos de avaliação e situações específicas de aprendizagem, os professores da Santi contam com o apoio da Target, uma consultoria parceira da escola nesse projeto. Sandra Baumel Durazzo, sócia-fundadora da Target, faz um balanço positivo do trabalho realizado até o momento. “Sabemos que quanto mais cedo se aprende um idioma estrangeiro, maior a chance de se adquirir os fonemas típicos daquela língua e, portanto, melhor a pronúncia”, afirma ela. As aulas acontecem no horário regular. A complexidade dos assuntos e do estudo aumenta de acordo com a maturidade dos alunos, de forma a desenvolver quatro habilidades em inglês: compreensão e produção oral e compreensão e produção escrita. No primeiro ano, por exemplo,

o foco é aumentar o vocabulário, identificar os sons típicos da língua, formular perguntas e também ampliar o contato com o alfabeto em inglês e com a palavra inglesa escrita. No segundo ano, além da evolução da compreensão e produção oral, também é dada ênfase à leitura e à escrita permitindo aos alunos identificar as palavras na forma escrita e escrever as que já incorporaram ao vocabulário. Já no terceiro ano, o objetivo é fazer com que as crianças incorporem a leitura de pequenos textos e diálogos. Essa evolução é feita sempre respeitando à diversidade de experiência acumulada que cada aluno tem com o idioma. Para a professora Bianca, esse é um dos grandes desafios do ensino de língua estrangeira para um grupo de crianças: criar atividades que contemplem essa diversidade, fazendo com que todos se sintam instigados e avancem na aprendizagem.


Mural 1

Giovanna Corominas Visconde - T5B Anike Arenstein - T4A

Isabela, Manuela Dupas ,Beatriz Del Nero, Natalia Santos , Joana Asquino - 1D Anna Catharina de Izelli Greco - T5A Ana Clara Salgado Geraldes - T3B


Espaço dos Alunos Shakespeare e seus atos dramáticos

O remédio maravilhoso de Jorge O livro é bem interessante. É de um menino chamado Jorge e do remédio que ele faz. A avó de Jorge é bem chata e resmunguenta. Jorge fez um remédio novo para avó dele, mas não deu tão certo. A avó do menino cresceu e cresceu tanto que ela quebrou o telhado. Será que ela vai voltar ao normal? Descubra o maravilhoso remédio de Jorge.

William Shakespeare foi um homem que soube escrever dramáticas peças. Morava em Stafford Upon Avon. Mas você sabia que ele roubou um teatro? Tomou um chá de sumiço por sete anos? Vestia os amigos de mulher? E quase que a rainha cortou-lhe a cabeça? Este livro mostra a vida de William Shakespeare e suas melhores peças (dentro e fora do teatro). Elas são: Romeu e Julieta, Ricardo III, Noite de reis, Mercador de Veneza e muitas outras. O livro é muito interessante e inteligente. Se quiser descobrir seus maiores segredos e curiosidades, leia o livro!

O autor é Roald Dahl e a editora é Editora 34. Esse livro tem 124 páginas. Pedro Sakamoto – 4º ano A

William Shakespeare e seus atos dramáticos de Andrew Donkin. Ilustrações de Clive Goodard e editora Cia. das Letrinhas. Esse livro tem 176 páginas. Cecília Céspedes Guizzo Gomes da Silva – 4º ano B

Canal Santi

Meu filho traz o livro da biblioteca para casa e não quer ler. Como devo proceder? A falta de interesse pela leitura do livro da biblioteca pode estar atrelada a vários fatores, por isso, o mais importante é observar e conversar com a criança para descobrir o que a provoca. Muitas vezes, pode estar associada ao próprio livro, ou seja, a escolha pouco acertada, seja porque o livro é longo demais, o gênero não agrada aquele leitor ou simplesmente porque aquela narrativa não lhe despertou a curiosidade.

Participe do SANTInforma!

Colabore enviando dúvidas, ideias e sugestões. Faça parte do dia a dia da comunidade Santi! santi@escolasanti.com.br

No entanto, quando a situação se repete com frequência, é sinal de que outros motivos estão influenciando a recusa. Pode ser que o pequeno leitor já esteja encantado com outras leituras em casa e que, por este motivo, não queira abandoná-las para ler o livro da biblioteca ou ainda, que de fato, esteja com pouca vontade de dedicar seu tempo às maravilhas da literatura, desejoso de empenhá-lo em outros afazeres. Neste caso, é importante combinar um horário para a leitura do livro trazido da escola. Vale lembrar que a escolha/leitura de livros da biblioteca não é algo opcional e sim, mais uma das propostas em que os estudantes da Santi devem se envolver e participar como esperado. Em contrapartida, a ideia não é que a leitura seja feita “por obrigação”, portanto, é importante contar para a professora sobre a recusa da criança para que a mesma possa acompanhar ainda mais de perto e sugerir bons títulos para motivar o (a) aluno (a).


Ex-aluno

Trabalho pelo planeta O ex-aluno Igor Trisuzzi descobriu o gosto pelo meio ambiente nas viagens de estudo do meio. Hoje trabalha com sustentabilidade e fala sobre a importância da Santi na sua formação.

Qual foi o papel da Santi na sua formação e desenvolvimento? Sempre fui muito apoiado e educado dentro dos muros dessa casa tão querida que é a Santi. Tenho um carinho muito grande até hoje pela Luiza (Maria Luiza Faria), coordenadora do Ensino Fundamental II naquela época, que sempre me aconselhou tão bem! Isso sem contar no meio acadêmico. Na Santi, obtive a base para os desafios que viria a enfrentar, como a FUVEST.

Quais são suas lembranças daquela época? Lembro que descobri minha predileção pela área de humanas, durante minhas aulas de artes e de redação/literatura, mas sem deixar que a área de exatas se transformasse num “monstro de sete cabeças”. Também não tem como não lembrar das aulas de Educação Física com o professor Orlando (numa época em que a quadra não era coberta e tínhamos que secá-la para poder jogar!). Além disso, meu melhor amigo conheci na Santi. Só tenho excelentes recordações dessa época! A Santi ajudou a formar seus valores? Sempre recebi muito apoio dentro da Santi. A coordenadora, sempre com suas xícaras de chá e bons conselhos, nunca me faltou. Quando eu precisava, estava ela lá para me aconselhar e para puxar a orelha... Foi uma época em que estava me formando como pessoa e devo muito do que sou hoje à Santi. Serei eternamente grato!


E como aconteceu sua escolha profissional? Logo que terminei o colégio Bandeirantes, ainda não tinha certeza do que queria fazer. Afinal de contas, essa é uma decisão muito importante na vida da gente e a insegurança nessa hora é totalmente aceitável. Então fiz um ano de cursinho, o que me ajudou muito a amadurecer e a ter certeza da carreira que queria seguir. Entrei em Administração na USP, com a intenção de fazer um curso um pouco mais generalista e, no futuro, me especializar em Marketing e Eventos. E é exatamente esse caminho que estou seguindo: me formo no fim do ano na faculdade e pretendo fazer uma pós-graduação com esse foco em 2014. O que te levou à área de sustentabilidade? Antes de mais nada, eu trabalho com Marketing, que é um ramo muito amplo, o que propicia um certo dinamismo na área de atuação. Sempre defendi que devemos trabalhar com o que gostamos e no que acreditamos. Desde muito jovem, eu gosto de assuntos referentes ao meio ambiente. Lembro inclusive que em 2000 tivemos uma viagem de estudo do meio pela Santi (que adorei!) às cavernas do PETAR, o que me instigou mais ainda a atuar nessa área um dia. A oportunidade apareceu no começo do ano, com uma vaga de estágio no Planeta Sustentável, que é um movimento da Editora Abril S/A com a intenção de debater, informar e produzir conhecimento sobre sustentabilidade de maneira sistemática para os mais diversos públicos. A preocupação com o meio ambiente tem crescido cada vez mais. Como você se vê participante disso? E em relação ao planeta? Falar em desenvolvimento sustentável e meio ambiente nos dias atuais não é nenhuma novidade. Sustentabilidade é um conceito que vem sendo debatido há quase 20 anos, apesar de ainda haver resistência por parte do governo e da população como um todo. Contudo, a cada dia se torna mais clara a importância de se ter uma maior atenção e cuidado sobre esse assunto em seus três âmbitos: ambiental, econômico e sociocultural.

Aquecimento global, crises financeiras mundiais, fome: não há como negar os efeitos negativos causados pela falta de desenvolvimento sustentável no mundo. É necessário que atitudes, mesmo que pequenas, sejam tomadas. Ao serem feitas de forma maciça pela população, se tornam um grande diferencial para que o planeta seja sustentável. Você está feliz com suas escolhas? Com certeza! E se não estivesse, estaria buscando algo novo nesse exato momento, que me deixasse mais feliz. Aprendi com a vida que não devemos nos acomodar nunca e que devemos buscar aquilo que nos completa, sempre nos desafiar, nos aprimorar. Você pode nos indicar um livro que tenha importância para você? Um dos meus livros prediletos é o “Mar Sem Fim”, do Amyr Klink. Coincidentemente, conheci Amyr Klink quando estava estudando na Santi e tivemos que ler “Cem Dias entre Céu e Mar”, que também é um livro muito bom. Depois descobri que cursamos a mesma faculdade, quando tive a oportunidade de encontrá-lo pessoalmente. “Mar Sem Fim” é um livro que mostra um exemplo de perseverança e coragem, enfrentando os desafios da vida de frente e indo atrás de ver o mundo com os próprios olhos. E mais do que uma aventura vivida em nossos dias, mostra que o nosso mundo está cheio de belezas que não conhecemos e que devemos cuidar para não as perder. Eu o considero um livro que nos faz nos apaixonar pela vida e dar a ela o valor devido, assim como pelo nosso planeta. Ele também mostra que devemos acreditar e perseguir nossos sonhos, pois um dia chegaremos lá. Recomendo!


Diz que diz “A experiência foi maravilhosa. Eu acho muito gostoso a gente relembrar um pouco da infância, principalmente junto com nossos netos, que são tão especiais. Esse entrosamento entre eles e a família toda, com todo mundo participando da educação e do lazer das crianças, é muito importante.” Maria Izabel , avó do Rodrigo Avezum de Angelis e Isabella Avezum de Angelis (Gêmeos) do T3, sobre a participação no projeto Brinquedos e suas Histórias.

“Gostei muito da palestra, principalmente pela objetividade da Yara, que foi capaz de responder perguntas variadas, desde casos individuais até perguntas mais genéricas, sempre se saindo muito bem nas respostas.” Christianne Ritchie, mãe do Igor Logan Ritchie Olinto do 3º ano C, sobre a 14ª Terça Nobre.

“A palestrante tem uma riqueza de conhecimento e de experiência, e nos traz tudo isso com muito equilíbrio, o que estimula a gente a pensar e a fazer o melhor pelos nossos filhos. Agradecemos a palestra, parabéns!” Luis Wan Kai Tsai, pai da Hannah Tsai do 1º ano A, sobre a palestra sobre sexualidade, com Yara Sayão.

“As reuniões de pais da Santi são sempre muito proveitosas, pois nos colocam em contato com a ideologia da escola. Como meu filho acabou de entrar no Fundamental II, a reunião se fez mais importante ainda, pois o ciclo mudou. E como sempre, fiquei muito satisfeita com a proposta da escola, com o trabalho de cada professor juntamente com a coordenação. Eu diria até que esses encontros me deixam mais ’segura’, mais próxima da escola e, consequentemente, mais próxima do meu filho.” Samira Haddad, mãe do Guilherme Haddad Freire do 6º ano A.

“É o segundo ano que eu participo do Dia das Mães na Santi, e, como eu sempre falo, foi maravilhoso: toda a integração e principalmente o carinho de vocês com as crianças. Muito obrigada!” Adriana Chalita Mender Abi Samra, mãe do Ian e da Giovanna Müller Chalita de Almeida do T5A.

“Já conheço a Santi há muitos anos e continuo encantada: pela estrutura física, pela história, pelo clima gostoso das famílias se encontrando e, principalmente, pelos desenhos e pelas produções. Observei, inclusive, um mural de desenhos do 7º ano que me encantou, porque, hoje, a maioria das escolas está privando as crianças do exercício do desenho. A gente vê muita alegria, muita devoção, muita entrega e muito estudo no trabalho das crianças. A Santi está de parabéns! ” Fátima Cairo, pedagoga e arte-educadora, sobre a Mostra de Trabalhos.

aconteceu fevereiro Carnaval Confetes, serpentinas e alegria. A folia rolou solta com os bailes de Carnaval para os alunos da Educação Infantil e do 1º ano em 16 de fevereiro.

Extracurricular Circo, robótica, expressão corporal e vivência em inglês. Essas são algumas das novidades do Santimais. Além das atividades, retomamos em fevereiro os plantões de dúvidas do Fundamental II.

Santi Sustentável Alunos voluntários orientados pelo professor de ciências, Ed, retomaram as reuniões de trabalhos do NUPPS. O objetivo do grupo é pensar, criar, planejar e realizar ações sustentáveis na escola e no seu entorno, a fim de sensibilizar e mobilizar a nossa comunidade a respeito da sua atuação e seus impactos.

abril Ensino de Inglês No dia 3 de abril, os pais tiveram a oportunidade de tirar as dúvidas sobre o trabalho realizado com os alunos do 1º, 2º e 3º anos. O conteúdo das aulas e expectativas de aprendizagem foram os principais temas da reunião com a equipe de inglês da Santi.

No ar Os alunos do 5º ano conheceram o cotidiano de uma emissora de rádio durante visita à Rádio Transamérica no dia 13. A iniciativa faz parte do Projeto Rádio, no qual os alunos são responsáveis por realizar um programa que é transmitido durante o recreio e em eventos da Santi.

Reuniões de pais Começaram as reuniões coletivas para os pais de toda a escola, nas quais foram apresentados os professores, a rotina e as propostas para o ano letivo.

março Mural de Preferências Organizado pelos alunos do 2º ano, o projeto contou com listas que revelaram as preferências de cada um e desenhos de autorretrato, produzidos nas aulas de artes. Os pais tiveram a oportunidade de apreciar as obras no Espaço Alternativo até o dia 30 de março.

Viagem ao Carroção Os alunos do 3º ano passaram dias divertidíssimos no Sítio do Carroção, de 26 a 28 de março. Aventuras, aprendizagem, amigos e dias de sol acompanharam nossas crianças em uma viagem descrita por eles próprios como “incrível”.

Meio ambiente Os alunos do 7º ano realizaram o estudo do meio na Ilha do Cardoso. Durante 3 dias – 12, 13 e 14 de abril – tiveram a oportunidade de discutir temas como preservação ambiental, biodiversidade, patrimônio histórico e cultural, unidades de conservação e comunidades locais (caiçaras).

O rato roeu a roupa do rei de Roma Durante todo o mês de abril, os pais das crianças dos T4 trouxeram à turma um trava-língua aprendido na infância. A atividade colaborou para o desenvolvimento da linguagem oral de forma divertida.

Cantigas e Canções Os pais dos alunos do T2 participaram de uma contagiante roda de música na Santi. O encontro é parte do projeto que tem como objetivo gerar interação e desenvolver a oralidade por meio do contato com cantigas populares e de roda.


Na mídia

maio Nostalgia e diversão No projeto “Brinquedos e suas Histórias”, as crianças do T3 compartilharam com os colegas seus brinquedos preferidos. A segunda etapa do estudo contou com a visita dos avós à escola, que apresentaram à turma um brinquedo de suas infâncias. As visitas ocorreram repletas de bastante alegria e emoção durantes os meses de abril e maio.

Casa das Rosas Nossos alunos do 2º ano entraram em contato com poesia, literatura e brincadeiras da língua portuguesa em uma visita à Casa das Rosas. As saídas ocorreram em 2 e 9 de maio.

junho Viagem à Toca da Raposa

MARÇO PORTAL PODCULTURA Matéria sobre como a Santi utiliza a poesia nas diferentes etapas da vida escolar.

Autonomia, independência e integração fizeram parte da viagem dos 1ºs e 2ºs anos a um local de inúmeras possibilidades de exploração, com infraestrutura adequada à faixa etária e num dos ecossistemas de maior biodiversidade do planeta – a Mata Atlântica!

JORNAL AGORA SP Santi é usada como fonte em matéria que dá dicas de como evitar a recuperação.

Arraial da Santi

JORNAL AGORA SP Alex Nogueira, professor de Língua Portuguesa, fala sobre o uso das vídeoaulas na escola.

A Festa Junina da Santi aconteceu no dia 16/6, repleta de música, quitutes e companheirismo!

ABRIL

REVISTA PROJETOS ESCOLARES ALFABETIZAÇÃO Matéria sobre o projeto Contos Digitais do 1º ano.

MAIO REVISTA PROJETOS ESCOLARES FUNDAMENTAL I O Professor Orlando, de educação física, fala sobre a comemoração do Dia das Mães na Santi! PORTAL TERRA Elaine Ruiz, coordenadora pedagógica da Santi, fala sobre como as atividades do dia a dia podem ajudar no estudo de matemática.

Integração mães e filhos A manhã do dia 12 foi repleta de alegria! Nossos alunos trouxeram suas mães para passar um dia diferente, com brincadeiras, oficinas e parceria na escola Santi.

PORTAL IG Alunos do Nupss (Núcleo do Pensamento Sustentável Santi) apresentam seu trabalho e dão dicas de sustentabilidade.

Arte moderna Ter contato e estudar obras de artistas plásticos brasileiros foi o objetivo de visita ao MAM, Museu da Arte Moderna com os alunos do 8º ano.

Trocar e reutilizar Literatura e o consumo consciente foram incentivados com o Projeto Trocando Histórias. Durante a nossa Mostra Santi de trabalhos, que aconteceu no dia 26 de maio, os alunos puderam renovar suas bibliotecas através da troca de livros.

REVISTA PROJETOS ESCOLARES FUNDAMENTAL I Profissionais da Santi falam sobre o incentivo à leitura na Educação Infantil.

Viver a história De 31 de maio a 02 de junho os alunos do 6º ano estudaram história brasileira, ciências e artes na prática durante viagem de estudo do meio à cidade de Santos.

REVISTA GESTÃO ESCOLAR Marta Durante, diretora pedagógica da Santi, dá dicas de como escolher bem os livros didáticos. PORTAL APRENDIZ Santi é citada em notícia sobre o Congresso ICLOC

De professor para professor Professores da Santi apresentaram trabalhos no 4º Congresso Práticas na Sala de Aula, do dia 26, evento para mais de 2.500 educadores.

Confira as matérias em nosso site!


mural 2

Cafezinho Simetria Invenção de Hugo Cabret

Gincana em Inglês Museu de arte e cultura da Santi Ciclos de vida Bela adormecida Bháskara Paralelismo

Rua Abílio Soares, 425 Paraíso 04005-001 São Paulo SP Brasil tel.: 11 3884.0566 fax.: 11 3051.3733 www.escolasanti.com.br santi@escolasanti.com.br

IMPRESSO

Santinforma junho de 2012  

Jornal impresso da Escola Santi - junho de 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you