Issuu on Google+

Escola de Fotografia Expandida


Fluxo:

(cs) sm (lat fluxu) 1.Ato ou efeito

de fluir. 2.Substância que facilita

a fusão de outras. 3.Curso, corrente. 4.Deslocamento de matérias ou de energia entre

regiões distintas. 5.Movimento

do líquido que vem encher um espaço ou que passa por ele.


A Fluxo é uma Escola de fotografia que propõe a seus alunos um ensino fundamentado em experiências visuais. Utilizamos recursos de outras linguagens artísticas a fim de surpreender o aluno, exigindo dele um estado de atenção e sensibilidade permanente. Estas devem ser características centrais de um fotógrafo. Desta maneira, facilitamos o encontro com a autoralidade – tanto individual como coletiva, com a intenção de despertar processos criativos em fotografia. Produzir uma imagem é também produzir um discurso, é querer dizer algo além da captura do instante fugaz armazenado dentro da câmera. Ainda que o ato da fotografia seja um tanto íntimo e solitário, é apenas nossa relação com o mundo que produz e refina nossa habilidade de representação. Ensinar a fotografia é um desafio fascinante que exige criatividade além da retórica. Realizar práticas e vivências que colocam o aluno no constante movimento de adiantar-se a situações, sabendo selecionar aquilo que se apresenta da maneira mais harmônica e sintética, faz com que as aulas da Fluxo tornem-se verdadeiras experiências coletivas. Em turmas de até 16 alunos a Escola aborda diferentes linguagens fotográficas e visuais, transitando do clássico ao contemporâneo. Além de fornecer o embasamento técnico necessário para que o aluno tenha controle sobre o resultado esperado, na Fluxo os cursos são orientados para o encontro de uma linguagem visual própria.


Fotografia, ato de gravar a luz e dar forma a partir dela, é uma equação resolvida pelo homem e não pelas tecnologias. Estas devem estar a seu serviço. Fotografar é muito mais que aprender a operar uma câmera, é desvendar-se para outras percepções e atenções, é educar o olhar para o disparo seletivo em busca da harmonia das formas. Neste sentido, todos os professores da Fluxo produzem e pensam a fotografia de maneira contemporânea e ampliada, estão comprometidos com a conscientização imagética dos alunos e com a alimentação de seus processo criativos, apresentando novas possibilidades de relação com o ato de fotografar. Diretores: Evelyn Hunsche Ruhl e Danilo Christidis


Encontre sua proporção áurea

Φ


Corpo Docente Danilo Christidis

É fotógrafo autodidata e artista urbano. Desenvolve ensaios e projetos nas áreas da antropologia visual indígena e arte urbana como forma de expressar sua principal questão: o confronto e antagonismo existente entre cidade e meio ambiente e a relação da sociedade com seus povos originários. Também propõe intervenções urbanas, como o projeto Estante Pública e Exorcismos Urbanos, ambos premiados pela FUNARTE. Atualmente está produzindo em co-autoria com o fotógrafo indígena Vherá Poty um livro de fotografias que retrata o modo de ser e estar no mundo dos Mbyá-Guarani.

Romy Pocztaruk

Mestre em Poéticas Visuais pela UFRGS, Romy trabalha com fotografia, vídeo e performance e vem realizando exposições no Brasil e no exterior. Após temporada em Berlim, onde desenvolveu trabalhos na Takt Kunstprojektraum, foi contemplada com a Bolsa Iberê Camargo para realizar residência no Bronx Museum em NYC. Em 2012, fez residência no Sunhoo creatives in residency na China. Desde 2007 participa do projeto coletivo Percursos com a artista Marina Camargo. Foi uma das artistas selecionadas para o projeto Rumos Itaú 2011/2103 e tem obras no acervo da pinacoteca de São Paulo.


Edu Rabin Após sua graduação na Unisinos/RS em 2006, Rabin residiu na Espanha, onde trabalhou em empresas especializadas em cinema digital e produtoras reconhecidas no mercado europeu. Atualmente reside em São Paulo e trabalha como diretor de fotografia. Entre seus trabalhos recentes estão: Contrafuego, documentário rodado no México sobre a liberdade de expressão na imprensa daquele país, o programa Papo de Mallandro, produzido pela Urca Filmes, para o canal Multishow e a mini-série A Vida De Rafinha Bastos, produzido pela Zeppelin Filmes, para o canal Fox. Seu primeiro curta-metragem como diretor, Perro en el columpio (2008), ganhou três prêmios no 15/15 International Film Festival da Austrália.

Luis Caruso

Profissional com artigos publicados em sites como UOL Tecnologia, Caruso atende atualmente as principais agências de publicidade do Brasil. Com 13 anos de experiência no mercado gráfico e publicitário, passou por grandes empresas em São Paulo, como Takano Editora Gráfica, Olho Design Gráfico, Desktop e Grupo PhotoPro. Já ministrou cursos em escolas como Photoshop Conference, Expoprint, Digital Imaging, Faculdade CCAA (RJ), Senac São Paulo, Senac Porto Alegre, Faculdade Prudente de Moraes, assim como cursos específicos para empresas, como Projac (Rede Globo), Ulises Comunicação (Barcelona), Jornal do Povo e Agência ESCALA.


Marta Felizardo Arquiteta e Urbanista, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e M.A. Ligthting Designer pela Hochshule Wismar, Alemanha. Viveu e trabalhou em Berlin entre os anos de 2004 e 2010, tendo participado da equipe dos escritórios de iluminação L-PLAN Lichtplanung (2005-2008) e Studio Dinnebier (2008-2010), onde colaborou em projetos de iluminação arquitetônica e urbana, em países como Turquia, Emirados Árabes e EUA. Atendend importantes mostras de arte do sul do Brasil, como Santander Cultural e Fundação Bienal. É membro da PLDA – Professional Ligthting Designers Association

Marcelo Curia

Estudou jornalismo, mas antes de se formar passou a se dedicar exclusivamente à fotografia. Em 2001, lançou o livro e exposição História de Pescador – projeto documental em P&B sobre a vida dos pescadores da Lagoa dos Patos. Colaborador da National Geographic desde 2002, já publicou quase duas dezenas de histórias na edição brasileira e latino-americana

Amauri Fausto

Filho de Fotógrafo, vencedor da Bienal Brasileira de Fotografia na década de 70 e um dos fundadores do Foto-Cine Gaúcho. A fotografia em P&B se tornou sua principal marca, e foi através dela que Amauri registrou O Império dos Filhos do Sol, documentário sobre as civilizações pré-colombianas da Bolívia ao México. Fotojornalista, atuou como repórter fotográfico no jornal Zero Hora e foi Instrutor de Fotografia do SENAC, Casa de Cultura Mario Quintana e das Oficinas de Descentralização de Cultura – Prefeitura de Porto Alegre.


Conselho Curatorial Bernardo Souza

Bernardo José de Souza é curador de arte, professor universitário e colaborador de publicações sobre cultura visual. Atualmente trabalha na Secretaria de Cultura de POA, onde ocupa o posto de Coordenador de Cinema, Vídeo e Fotografia. É professor na Escola Superior de Propaganda e Marketing, onde leciona o curso de Pós-Graduação em Moda. Além disso, é curador associado da 9° Bienal do Mercosul. Desde 2005, vem desenvolvendo projetos de artes visuais para a Prefeitura de Porto Alegre, tais como exposições, ciclos de cinema, publicações, premiações, seminários e programas pedagógicos. É membro dos conselhos curadores do MAC RS, da FUNDACINE e da Fundação Vera Chaves Barcellos. Foi colaborador da revista Vogue e do Jornal Folha de SP.

Bruna Fetter

É doutoranda em História, Teoria e Crítica do Instituto de Artes da UFRGS. Atualmente têm se dedicado à pesquisa e conceituação de projetos em Artes Visuais. Mestre em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da PUC/RS, com a defesa da dissertação Mapas dentro de mapas: estratégias de articulação dentre o local, o regional e o global na Bienal do Mercosul, Bruna traz em sua bagagem profissional experiências diversificadas como a coordenação da equipe de produção executiva da 6ª Bienal do Mercosul; a produção do circuito de Atividades Paralelas da 5ª Bienal do Mercosul; e o desenvolvimento de plano de comunicação do StudioClio – Instituto de Arte & Humanismo.


Serviços Laboratoriais A Escola Fluxo possui toda a estrutura laboratorial necessária para atender desde a revelação até a cópia fotográfica. Auxiliamos na escolha do papel mais adequado e nos processos que podem ser utilizados para a obtenção de uma matriz que dialogue com o resultado que cada fotógrafo deseja obter. Não processamos automaticamente as etapas, pelo contrário, cuidamos de cada detalhe e analisamos junto com o autor do projeto a melhor maneira deste atingir o resultado esperado. Revelamos, copiamos e digitalizamos em 35mm , médio e grande formato. Atendemos em todo o Brasil. Caso você tenha interesse em realizar a revelação e a cópia, alugamos o espaço para a utilização dos equipamentos.


Fluxos que não podem ser contidos A partir da ideia de uma escola de fotografia que é muito mais do que uma escola, a Fluxo se apresenta como um espaço

multidisciplinar que se desdobra para possibilidades em projetos

culturais e artísticos. Com salas de aula, laboratório e espaço expositivo ela já nasce com a missão de se estabelecer como um local arejado de produção, troca e reflexão. Ao se propor a extrapolar os limites do próprio campo da fotografia, explorando a permeabilidade de suas fronteiras com

as artes, o cinema, ou onde se estabelecer diálogo, este espaço

busca compartilhar conceitos estéticos fluídos. Para além da técnica, objetiva uma educação do olhar. Convidamos todos a conhecer de perto a proposta da escola. Mais do que uma programação de cursos, mostras e atividades, vocês encontrarão fluxos de pensamentos que se transformam em imagens que seguem seus próprios movimentos.

Bernardo Souza & Bruna Fetter Conselho Curatorial


www.escolafluxo.com.br R. Tomaz Flores, 134 Porto Alegre, RS (51) 3095 1234 contato@escolafluxo.com.br

Fotos: Danilo Christidis


Fluxo #1