Page 1


Havia um autor que salvou uma flor de pinga em pinga Com muito amor Ele queria brincadeira E saiu pelo fundo do quintal Não pensou nas consequências Mas podia ter sido fatal Ele foi vinte vezes monte abaixo Levar água à flor moribunda Para salvar esta planta Foi uma diligência profunda Caiu uma pétala da cor do arco-íris Pois tinha feito uma coisa corajosa Nunca se tinha visto algo assim E a mãe ficou muito orgulhosa Os pais preocupados Perguntaram aos vizinhos Todos juntos procuraram Em todos os cantinhos

João Pedro


O menino saiu de casa Foi passear na floresta Encontrou uma flor A definhar ao pé da giesta Foi a correr monte abaixo Buscar água ao rio Caminhou vinte vezes E nem sequer deu um pio A flor cresceu, cresceu Foi até ao céu O menino ficou cansado Que até adormeceu Os pais e todos os vizinhos Pensaram que esse rapaz Andava na brincadeira E julgavam-no muito audaz O menino foi um herói Pois deu vida à flor Transformando-a Com poderoso amor

Bruno Sousa


Saiu pelo fundo do quintal Foi uma brincadeira Que o levou a uma clareira Onde viu uma flor divinal É uma flor muito bonita Mas não tem muita cor Por causa do calor, Da solidão e do temor O menino nela reparou E agiu calorosamente Foi ao rio repetidamente E muito catita ficou Um herói foi considerado Pelos pais e vizinhos É muito bondoso E foi cercado de carinhos

Ariana


José Saramago autor Escreveu uma história Uma história bonita Sobre um menino e uma flor Um menino chamado João Uma flor abandonada no monte Sozinha triste e murcha Que ninguém via no horizonte. João correu por essa flor Na perspectiva de a salvar Com gotas de água regou-a A flor cresce e vai alegrar E depois de toda a canseira O menino dormiu profundamente A flor com a sua pétala cobriu-o Para o proteger indefinidamente O menino foi um herói Salvou aquela flor A flor salvou o menino Uma linda história de amor.

Daniel


Eu fui passear E vi uma flor Ela era tão linda Mas não tinha cor Hoje fugi de casa Mas era uma brincadeira Eu sei que não teve graça E o pai sentou-me na cadeira Passei pela rua E senti-me um herói Todos olhavam para mim Como se fosse um cowboy A cor dessa flor Um arco-íris lembrava E eu a olhar para ela Muito feliz ficava Foram à minha procura Os meus pais e vizinhos Porque eu ia inconsciente Por maus caminhos

Cristina


Um dia fui passear E encontrei uma flor Que estava a murchar E reagi com algum fervor Sem regador Reguei a flor E ela cresceu, cresceu, Com esplendor Eu fui um herói E adormeci no chão A flor agradeceu-me Com uma pétala-edredão Um dia fugi de casa Mas era tudo uma brincadeira Foram à minha procura E foi uma grande trabalheira

Jéssica Macedo


Hoje li uma história Que falava de uma flor. Ela estava muito murcha Por causa do calor. O menino viu a flor, Toda curvada e sem cor. E com um imenso amor Foi ao rio com fervor. Logo ficou com uma bela cor E o menino cansado Adormeceu tapado Por uma pétala multicolor. Inês


Havia na mata uma flor Que murchava, murchava Por causa do sol e do calor JĂĄ nĂŁo brilhava Um menino destemido Viu a flor a enfraquecer Quis o problema resolvido Antes do anoitecer Ruben


O autor escreveu uma história Sobre uma grande flor Mas como estava tão murcha Ninguém lhe dava valor Um menino muito especial Pensou, pensou, pensou E teve uma ideia fenomenal E com as próprias mãos a regou Leonardo


Era uma vez uma flor Muito murcha por causa do calor E que precisava de muita água Mas não havia regador Um menino muito empenhado Desceu vinte vezes ao rio E com um pequeno punhado Ofereceu à flor auxílio Considerado pelos vizinhos Num herói se transformou Passava pelos caminhos E esse facto testemunhou

Bruno Alexandre


José Saramago Foi um autor. Na memória eu trago um grande escritor. Foi um grande herói Da sua biografia. Assim ele foi com a sua liturgia. Recorda tempos antigos, Momentos de verdade. Convívio com os vizinhos Momentos de felicidade. No horizonte viu o arco-íris Parecido com uma flor. Uma linda face para te rires E o futuro do grande amor Em Azinhaga ele nasceu De meninice com brincadeiras. Foi assim que ele cresceu Brincando com moças solteiras.

Liliana


José Saramago é um autor Que fez um livro para crianças Sobre uma flor a morrer de calor E um menino a regar sem regador O menino e o escaravelho Distraídos na brincadeira Brincaram, brincaram E só pararam na clareira Cansado de tanto andar Deitou-se a descansar Uma pétala a flor largou E num arco-íris se transformou Junto dos seus vizinhos Num herói se afigurou E todos a aplaudirem Foi assim que o conto terminou

Filipa


a maior flor do mundo quadras  

quadras sobre a obra a maior flor do mundo de josé saramago

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you