__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

PÁGINA1

Newsletter Agrupamento de Escolas do Crato

NESTA EDIÇÃO: Vindimas

1

Dia Mundial do Animal

1

Dia das Bandeiras Verdes

2

Cerimónia do Hastear da Bandeira Verde

2

O período de interrupção letiva foi tempo de renovarmos alguns dos espaços com

O piquenique saudável

3

pintura e mobiliário mais moderno.

3

A comunidade escolar agradece o empenho da Câmara Municipal do Crato em tornar

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza e do Dia Municipal para a Igualdade

a nossa escola um lugar melhor para aprender.

Palestra sobre a Ética no Desporto

3

Pedir os Santinhos

3

Erasmus+ Impact (1)

3

Erasmus+ Impact (2)

4

Erasmus+ Impact (3)

5

Corta-Mato Escolar e Festival das Sopas

6

Fábrica de Histórias

7

Comemoração do Dia Internacional dos Direitos da Criança

7

Rastreio postural

8

Projeto Erasmus+ Impact (Hello, Europe!)

8

EPDRAC

8

Universidade Sénior

9

Dia da Pessoa com Deficiência

9

Projeto Hivemind (2018-2020)

10

Projeto Hivemind (Video Call) Clube de Artes

DEZEMBRO 2018 | N . º 0 1 3

10

11

Feira do Clube de Artes em Articulação com o Eco-Escolas

11

Os nossos peixinhos

11

Cuida dos teus dentes

12

Compota de marmelo

12

Estrela Solidária (campanha de solidariedade)

13

Desporto Escolar

13

Pai Natal na sua noite

13

A aventura do Natal

14

Pai Natal e a sua prenda

14

A Diretora Lúcia Gonçalves


PÁGINA1

Vindimas No dia 27 de setembro fomos visitar a herdade do Gamito. Fomos ver a vasta extensão de vinhas que lá existe. Fomos à vindima. Colhemos uvas que depois foram transportadas para as máquinas para fazer o vinho. Visitamos as instalações da fábrica e vimos as várias fases por que passam as uvas até ao produto final, o vinho. O senhor Marcos ao longo do percurso, explicou-nos como se chamavam os tipos de uvas bem como todo o processo por que passavam. Depois comemos umas uvinhas. Eram muito saborosas. Gostámos muito da visita e da maneira como fomos recebidos. Muito obrigado. (Professora Paula Mendes). No dia 28 de setembro, as turmas do primeiro ciclo e do pré-escolar foram observar as Vindimas que estavam a decorrer na Herdade do Gamito. A nossa turma adorou provar os deliciosos cachos de uvas e aprender como se faz o vinho (alunos da turma B do 1º ano) (Professora Helena Moreira). No dia 28 de setembro, os meninos do pré-escolar foram à Herdade do Gamito ver as vindimas e também comeram uvas que eram deliciosas. Na sala fizeram trabalhos alusivos ao tema. Foi muito divertido (alunos do pré-escolar) (Professora Luísa Martins).

Dia Mundial do Animal Para assinalar o dia do animal trouxemos um dos nossos animais de estimação para a escola e desfilámos com ele no exterior. Ao mesmo tempo, os veterinários explicavam as características de cada animal. De início, alguns animais estavam assustados com toda esta azáfama, mas depois foram ficando mais calminhos, permitindo que lhe fizéssemos festinhas. Foi muito divertido. Aprendemos coisas sobre eles que não sabíamos (alunos do pré-escolar) (Professora Paula Mendes).


PÁGINA2

Dia das Bandeiras Verdes No dia 04 de outubro, a equipa do Eco-Escolas do nosso agrupamento participou no “Dia das Bandeiras Verdes 2018 Galardão Eco-Escolas”. Este evento foi organizado pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), em parceria com o Município de Pombal, e teve como objetivo reconhecer o trabalho realizado nas 1364 escolas aderentes, em 223 municípios do país, a quem, nesse dia, foram atribuídas a “Bandeira Verde Eco-Escolas 2018”, símbolo do desenvolvimento de um trabalho de qualidade no âmbito da educação Ambiental. As 6 Eco-Estudantes que representaram dignamente a nossa escola na cerimónia de Entrega das Bandeiras Verdes foram a Celina Maria, Filipa Milhinhos, Ana Durão, Catarina Matos, Clara Santos e Carolina Castanho, acompanhados pelos professores coordenadores, Gregória Prata e José Ruas. A “Bandeira Verde” é o reconhecimento do trabalho de todos os que contribuíram para tornar mais sustentável o dia-a-dia da escola e da comunidade onde esta se insere e, mais uma vez, a nossa escola foi galardoada relativamente ao trabalho desenvolvido no ano letivo 2017/2018. A referida bandeira foi hasteada no dia 16 de outubro na entrada da nossa escola. Em 2018/2019 vamos continuar a desenvolver projetos/atividades de promoção da Educação Ambiental, no âmbito do programa Eco Escolas (Professores Gregória Prata e José Ruas).

Cerimónia do Hastear da Bandeira Verde O trabalho realizado em prol da educação para a cidadania ambiental, enquadrado na metodologia do Programa Eco-Escolas, resultou na atribuição do GALARDÃO ECO-ESCOLAS 2018, simbolizado na Bandeira Verde. Este reconhecimento (atribuído a nível mundial a cerca de 51000 escolas de 67 países) é simultaneamente um prémio e uma responsabilidade que a nossa escola assumiu e cumpriu com a concretização do Plano de Ação 2017/18. No dia 16 de outubro realizou-se a cerimónia do Hastear da Bandeira Verde com a presença do Presidente da Câmara do Crato, ao qual agradecemos a parceria com o Programa Eco-Escolas. Agradecemos, também, aos Presidentes da União de Freguesias de Crato e Mártires, Flor da Rosa e Vale de Peso, Aldeia da Mata, Monte da Pedra e Gáfete. O hastear da Bandeira Verde tem como objetivo informar a comunidade educativa sobre a prioridade que a escola dá à educação ambiental para a sustentabilidade, na formação integral dos seus alunos (Professores Gregória Prata e José Ruas).


PÁGINA3

No dia 16 de outubro realizou-se, na nossa escola, a atividade: “O piquenique saudável. Juntos das nossas famílias partilhámos as nossas merendas e as nossas conversas. Foi uma

atividade muito divertida (alunos da turma B do 1º ano) (Professora Helena Moreira).

As crianças do Pré-Escolar e os Alunos do 1º e 2º Ciclos colaboraram com a exposição realizada pela Câmara Municipal do Crato na comemoração do “Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza e do dia Municipal para a Igualdade”, em articulação com a componente/disciplina de Cidadania e Desenvolvimento onde se abordou o tema, as disciplinas de Educação Visual e Educação Tecnológica e o Gabinete de Apoio aos Alunos e Família (GAAF) onde se procedeu à decoração dos guarda-chuvas. Colaboração do nosso Agrupamento com a Câmara Municipal do Crato na Comemoração do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza e do dia Municipal para a Igualdade (Professora Gregória Prata).

O grupo de DAC, Práticas de Vida Saudável, convidou para uma palestra o senhor José Carlos Lima, Coordenador do Plano Nacional de Ética no Desporto, e o árbitro internacional João Capela. Esta atividade teve lugar no passado dia 24 de outubro, na sala de convívio da nossa Escola, e contou com a presença de todos os alunos, professores e funcionários. Neste dia ficámos a conhecer a vida e o percurso profissional do árbitro João Capela e aprendemos com o senhor José Lima que devemos ter comportamentos adequados, isto é, ética no desporto e no nosso dia a dia (Professora Teresa Rocha).

No passado dia 31 de outubro os meninos do pré-escolar foram pedir os santinhos. A sala A pediu à sala B e vice-versa. Havia marmelos, nozes, castanhas e muitos doces. As bolsinhas ficaram cheias e as crianças levaram para casa. A tradição foi cumprida na nossa escola com muito empenho e entusiasmo (Professora Luísa Martins).

José Régio – Bonfim – Crato (Escolas unidas no projeto Erasmus+ Impact). O Projeto ERASMUS+ IMPACT é uma Parceria Estratégica entre escolas Europeias, coordenado pela Universidade Holandesa SAXION de Enschede e tendo como parceiros escolas da Holanda, Portugal, Espanha, Finlândia, Itália e Turquia.


PÁGINA4

Esta parceria constitui uma rede europeia de promoção de boas práticas, visando a formação de professores em contexto europeu. A Saxion University, em colaboração com a escola de Diepenheim, promove semestralmente uma “Teachers Training Week” (cursos de formação para docentes), em parceria com 16 escolas europeias, visando o desenvolvimento de miniprojectos que proporcionam a partilha de experiências pedagógicas e promovem a Inovação e a internacionalização. O Agrupamento de Escolas José Régio convidou, para parceiros neste projeto, o Agrupamento de Escolas do Bonfim e o Agrupamento de Escolas do Crato. No presente curso, que teve lugar de 5 a 9 de novembro em Stigliano - Itália, seis professores portugueses partilham com os seus colegas europeus uma dezena de miniprojectos já concluídos e prepararam novas atividades de cooperação a desenvolver no presente ano letivo. Em representação do Agrupamento de Escolas José Régio, estiveram presentes os professores Odete Nogueiro, Paula Polainas e António Mendes. A “equipa Régio” apresentou os miniprojectos “Many fish in the sea” - desenvolvido no 1º ciclo e préescolar pela Professora Manuela Silva – e o projeto “Multilinguismo e Rolle play” -desenvolvido na Turma PIEF pelo professor José Janela. As docentes Paula Polainas e Odete Nogueiro irão desenvolver um trabalho conjunto no âmbito da cidadania europeia. O mini-projeto planificado em Stigliano resulta de uma parceria com a Turquia e com a Itália e a designação do mesmo é «United Tree». Trata-se de uma metáfora através da qual se pretende transmitir o conceito de uma união com raízes fortes e que dá frutos, sendo estes últimos a consciencialização da importância de sermos e de nos sentirmos “cidadãos europeus”. O mini-projeto «United Tree», para além das estratégias de internacionalização, irá partir sempre de um trabalho de articulação de três turmas do Agrupamento de Escolas José Régio: uma de 4.º Ano, outra de 6.º e a turma do PIEF. Esta articulação é uma mais-valia que irá enriquecer a partilha com as escolas parceiras. Os novos projetos serão ainda apresentados aos departamentos de Expressões e Línguas e ao departamento do 1º ciclo, por forma a permitir a colaboração de todos os docentes/turmas no desenvolvimento dos mesmos. O Agrupamento de Escolas do Bonfim, representado pelos professores Elisabete Cordas e Joaquim Matias, na qualidade de parceiros convidados do Agrupamento de Escolas José Régio, orgulha-se de ter participado no Projeto Erasmus “Itália IMPACT”, na cidade de Stigliano, onde foram condignamente recebidos pela Coordenadora Italiana do Projeto e restante equipa. A participação consistiu na apresentação de um mini projeto desenvolvido no ano letivo transato pela professora Laura Chagas, o qual despertou bastante curiosidade e interesse por parte dos coordenadores do Projeto Erasmus. Para além do referido, os professores acima mencionados tiveram que planificar em conjunto com professores de outras nacionalidades, nomeadamente, italianos, holandeses e catalães, um novo mini projeto para ser implementado até fevereiro de 2019, que se apresenta como um desafio bastante aliciante, o qual os docentes pretendem desenvolver com todo o empenho e profissionalismo.


PÁGINA5

Este encontro foi bastante profícuo na medida em que resultou na partilha de conhecimentos subordinados às novas práticas educativas e, no qual, a internacionalização e a inovação são encarados como fatores essenciais para o sucesso dos alunos. Num mundo em que as novas tecnologias desempenham um papel tão importante, há que fazer uso delas o mais possível nas nossas escolas, diversificando estratégias e metodologias de trabalho, motivando os alunos e contribuindo para formar futuros cidadãos completos, autónomos, cooperantes e com o verdadeiro sentido de identidade. Resta agradecer toda a disponibilidade e dedicação com que fomos recebidos em Itália e expressar a nossa mais profunda gratidão. O Agrupamento de Escolas do Crato apresentou, neste encontro, a avaliação dos projetos “G.A.M.E.S” e “Good Memories”, desenvolvidos anteriormente pelas professoras Alice Fernandes e Gregória Prata. A Professora Elsa Mourinho refere que: “Foi com enorme satisfação e entusiasmo que abracei o Projeto Erasmus+ Impact a convite do Agrupamento de Escolas José Régio e em representação do Agrupamento de Escolas do Crato, onde trabalho. Foi uma semana de formação muito intensa, onde as palavras de ordem foram inovação, internacionalização, inclusão e integração. Desafio outros professores a participar nesta aventura, visto que este projeto acabou por ser uma experiência bastante enriquecedora e nos fez alargar fronteiras e abrir portas a novas culturas e novos métodos de trabalho. No regresso a casa, além do trabalho que trazemos para dar continuidade nas nossas escolas, trazemos também as novas amizades que fizemos ao longo da semana. Foi, sem dúvida, uma experiência única, revigorante e internacional”. Através do projeto Erasmus+ Impact, esta inovadora cooperação entre escolas portuguesas do Distrito de Portalegre visa inspirar alunos e professores no seu trabalho diário, promover parcerias, reforçar a cooperação Europeia e construir uma nova escola e uma nova Europa, baseadas nos valores da amizade, da partilha e da solidariedade, proporcionando aos nossos alunos o enriquecimento da sua formação pessoal, social e académica, enquanto cidadãos europeus (Professora Elsa Mourinho).


PÁGINA6

Realizou-se no dia 14 de novembro na EBI JI Professora Ana Maria Ferreira Gordo o Corta-Mato Escolar, onde participaram 105 alunos. Os primeiros seis classificados de cada Escalão/Género representaram a escola no Corta-Mato Distrital no dia 11 de dezembro em Monforte (Professores João Ramos e Teresa Rocha). Alunos, professores e auxiliares assistiram no dia 14 de novembro de 2018 ao corta mato escolar. Pelas 10 horas partiram os primeiros concorrentes do primeiro ano do campo de futebol da EBI/JI Professora Ana Maria Ferreira Gordo. O vencedor do primeiro ano foi o João Pedro. Dos alunos do segundo ano quem chegou em primeiro lugar foi o Djoson, no terceiro ano quem foi o vencedor foi o Rodrigo Neves. Depois dos participantes do primeiro ciclo seguiram-se os infantis A masculinos. O vencedor foi o Martim João do quarto ano, seguiram-se os infantis A femininos. A vencedora foi a Rita Tomé do quarto ano. Seguiram-se os infantis B. O vencedor foi o Pietro Ribeiro do sexto ano. Das infantis B femininas a vencedora foi a Leonor Rodrigues do quinto ano. Logo depois, de todos os outros participantes. Seguiram-se os iniciados masculinos o vencedor foi o Rui Tomás do 9º ano. Das participantes iniciados femininas a vencedora foi a Catarina Madeira do 9º ano. Por ultimo foi os juvenis masculinos, o vencedor foi o Patrick Ferreira. No meio da prova, o concorrente Rodrigo Pereira, do sétimo ano, que corria com os juvenis teve de desistir porque caiu fez uma entorse e teve de ir para o hospital. À tarde decorreu o festival das Sopas. A Escola do Crato celebra o São Martinho com o magusto. Foi um dia muito divertido para todos os convidados: alunos, professores, amigos e familiares dos alunos Cortamato na escola do Crato (Carolina Lopes Castanho, nº3, 7ºA). No dia 14 de novembro, na escola do Crato às 8h30min a maior parte dos alunos prepararam as bancas das sopas e prepararam-se para o Corta – Mato. Cerca das 10h30min começou o Corta – Mato. Primeiro os do 1º ano, os do 2º ano, os do 3º ano, os do 4º ano, os do 5º ano, os do 6º ano e os do 7º ano na parte da manhã. Ao final da manhã, os alunos do 6º e os do 7º ano estavam a aquecer a escola cheia de familiares e professores que confraternizavam entre si, à espera para comerem as sopas. Alunos do 6º e do 7º ano, não estando inscritos, oferecerem água a quem corria; a mesma coisa aconteceu, na parte da tarde, com os do 8º ano. Por volta das 14h30min, foram atribuídas medalhas, pela Diretora da Escola aos três primeiros alunos, de todos os anos que participaram no Corta-Mato. Sopas e Corridas (Raul Motaco, nº11, 7ºA). No dia 14 de novembro, na Escola do Crato, por volta do 12h30min, ocorreu o tradicional "Festival das Sopas". Todos os alunos da Escola tinham que levar sopas para servir. Nesse dia, todos os Encarregados de Educação, familiares e amigos dos alunos se dirigiram à escola, onde encontraram muitas variedades de sopas. As sopas foram servidas pelos respetivos alunos a todas as pessoas que lá estavam. Depois de todas as sopas servidas, professores, alunos, familiares e toda a comunidade, conviveram, dançaram, cantaram. Toda a gente se divertiu. Da parte da tarde, realizou-se também, o magusto com boas castanhinhas assadas. E assim decorreu, mais um ano o grande "Festival das Sopas" com muita diversão e alegria. O melhor "Festival de Sopas" do destrito de Portalegre e arredores (Soraia Marques, nº13, 7ºA) (Professora Otília Moroso).


PÁGINA7

Foi no dia dezasseis de novembro que os alunos das turmas do 3.º e 4.º ano iniciaram a sua participação no projeto Fábrica de Histórias, acompanhados pelos respetivos professores mais duas professoras de apoio. O ponto de partida para esta aventura d’escrita foi a zona da Ribeira dos Moinhos, em Flor da Rosa, local de história viva e natureza singular enriquecido pelo trabalho do homem e, como tal, excelente local para fazer uma observação atenta e uma exploração usando todos os sentidos. Na visita a esse local onde se encontram ruinas de um moinho e de uma ponte (talvez medieval) no meio de paisagem pedregosa, os alunos foram guiados pelos dinamizadores do referido projeto e foram convidados a “sentir” a Natureza, a observar o local atendendo aos pormenores captados pelos quatro sentidos: visão, audição, olfato e tato. Claro que o paladar não foi excluído mas apenas para saborear o lanchinho da manhã. Os alunos foram divididos em dois grupos, enquanto a turma do 3º ano registava as suas observações sob a forma de desenho, na qual se revelaram verdadeiros e habilidosos artistas, a turma do 4º ano registava por escrito as sensações captadas como resposta a perguntas/desafios lançados pela recém-amiga Marina, nas quais a imaginação e poder de observação permitiram descobrir surpresas bem agradáveis. Todos esses registos vão ser compilados e trabalhados nos “bastidores” do projeto e, posteriormente, em sala de aula com a colaboração de um famoso escritor cujos livros têm subido às luzes da ribalta. Aguardamos ansiosamente para ver o produto final desta aventura d’escrita (Professores Fernando Lopes, Glória Raposo, Manuela Matos e Maria João).

Comemora-se, todos os anos, a 20 de novembro o “Dia Internacional dos Direitos da Criança” porque foi a 20 de novembro de 1959 que se proclamou mundialmente a Declaração dos Direitos das Crianças e foi a 20 de novembro de 1989 que se adotou a Convenção sobre os Direitos da Criança. O objetivo da data é salientar e divulgar os direitos das crianças de todo o mundo. Na nossa escola, a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento em articulação com Educação Visual e AEC de Artes, os alunos e crianças, do Pré-Escolar, 1º, 2º e 3º Ciclos, realizaram trabalhos e fizeram uma exposição para dar a conhecer os direitos das crianças e alertar os adultos para que se certifiquem de que todas as crianças estão a beneficiar dos seus direitos, não esquecendo que, como dizia Oscar Wilde, “A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes” (Professora Gregória Prata).


PÁGINA8

No passado dia 27 de novembro, com a autorização pais, foi realizado o Rastreio Postural aos alunos do 3º e 4º anos do 1º ciclo, pertencentes ao Agrupamento de Escolas do Crato EBI/JI Profª Ana Maria Ferreira Gordo. No rastreio o objetivo foi detetar e encaminhar problemas posturais que poderão comprometer o ótimo desenvolvimento das crianças. Esta atividade foi promovida pela UCC com a colaboração do Fisioterapeuta António Semedo, da URAP. A informação será encaminhada para o medico de família, para avaliação e encaminhamento. Rastreio Postural UCC Crato/Saúde Escolar e URAP. António José Jesus Sobreira Semedo (Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica – Fisioterapia) (Assistente Social Marisa Serra).

No âmbito do Projeto Erasmus+ Impact, os alunos do 3º ano estão a desenvolver um projeto intitulado "Hello, Europe!", em parceria com três escolas europeias, uma da Itália, outra da Holanda e uma outra da Turquia. Os objetivos primordiais deste projeto são pesquisar informação sobre os países parceiros e motivar os alunos para a aprendizagem da língua inglesa. Desta forma, foi realizada a primeira atividade, no passado dia 27 de novembro, na aula de Inglês. Foi gravado um vídeo no qual os alunos se apresentaram e apresentaram a sua sala de aula em inglês. Este vídeo será enviado para as escolas parceiras que, por sua vez, também nos enviarão a sua gravação. No próximo período, a turma irá preparar um poster em inglês com informação detalhada sobre o nosso país para darmos a conhecer às escolas parceiras (Professoras Alice Fernandes e Elsa Mourinho). No passado dia 28 de novembro de 2018, o grupo de DAC - Práticas de Vida Saudável, realizou uma visita de estudo à Escola Profissional e de Desenvolvimento Rural de Alter do Chão (EPDRAC). Esta visita foi preparada pelos alunos nas sessões de DAC. Ao início da manhã, um professor da referida escola recebeu-nos na sua sala de aula e explicou-nos como foi fundada a escola, dando-nos também algumas informações sobre o modo de funcionamento da mesma. De seguida, o professor e os seus alunos foram-nos mostra a horta pedagógica, bem como a estufa. No final da manhã, fomos dar uma volta a cavalo, dentro do picadeiro coberto. O nosso obrigado à EPDRAC pela forma como nos receberam e acolheram! (Professora Elsa Mourinho).


PÁGINA9

No dia 28 de novembro, a equipa de DAC (Domínio de Autonomia Curricular) de Comunicação Digital convidou, para a sua aula, os alunos da Universidade Sénior, com o objetivo de partilharem conhecimentos entre as diferentes gerações, e também para elaborarem Origami. Os alunos inscritos neste DAC, iniciaram a lição com uma breve apresentação do trabalho Projeto que está a ser desenvolvido por uma equipa de 40 alunos e 7 professores. Cada grupo é orientado para um conjunto de tarefas, que no final do período resultará num trabalho final com o contributo de todos os alunos. Em seguida, como os temas abordados eram direcionados para a cozinha, os nossos convidados vieram partilhar conhecimentos relacionados com a disciplina de Matemática, através da demonstração do funcionamento de instrumentos de medida de líquidos e sólidos, utilizados no seu tempo, como por exemplo a balança decimal, os pesos, as medidas de madeira (para feijão, grão e milho). Os alunos realizaram algumas pesagens e medições, com algum entusiasmo e empenho, de objetos utilizados no seu dia-a-dia. Por fim, os alunos prepararam uma surpresa para os convidados e propuseram a elaboração de uma árvore de Natal, com um guardanapo de papel, decorada com biscoitos e smarties. A atividade correspondeu às expetativas, o balanço foi muito positivo. Os alunos, da Universidade Sénior, estavam muito empenhados e deram os parabéns aos alunos da nossa Escola, pela sua iniciativa e pelo convite que lhes fizeram. Ainda referiram que iniciativas destas devem ser repetidas no futuro (Professora Maria João).

No dia 5 de dezembro, assinalámos o Dia da Pessoa com Deficiência, na nossa escola, com a presença do atleta paralímpico Luís Gonçalves, atleta alentejano, natural de Alagoa. Totalmente cego de um olho e com escassa visão no outro, foi medalha de ouro nos 400 metros nos Jogos do Rio de Janeiro em 2016. O atleta do Sporting Clube de Portugal falou da emoção que é subir ao pódio e ouvir o hino de Portugal. Perdeu a conta às medalhas que conquistou em campeonatos do Mundo, Europa e Nacionais. Explicou que a sua diferença o impede de fazer diversas coisas do dia-a-dia, como por exemplo conduzir um automóvel, mas não da sua grande paixão, o desporto, neste caso particular, o atletismo! É um exemplo de capacidade, dedicação e persistência. Mais do que as suas palavras de incentivo e de valorização pelo desporto, foi a mensagem de esperança, de motivação e de coragem que transmitiu aos nossos alunos. O seu exemplo de vida permitiu-nos refletir sobre o que é a (d)eficiência. Tiremos, então, a letra "d" e fiquemos com a palavra "eficiência"! (Professoras Elsa Mourinho e Teresa Rocha).


P Á G I N A 10

Tu, que és aluno do 3º ciclo da nossa Escola, deves ler esta informação com muita atenção! Como sabes, este projeto internacional irá vigorar nos anos letivos 2018/2019 e 2019/2020. Durante este período serão realizados trabalhos que, posteriormente, virão a ser apresentados nas outras escolas europeias. Para isso, vai ser necessário proceder à seleção dos alunos que, com essa função, possam representar a Escola do Crato e os restantes colegas. Assim, candidata-te a ser um dos nossos representantes!!!!!!! São estes os critérios de seleção: - Interesse nas atividades propostas; - Participação ativa e responsável; - Bom domínio da língua inglesa; - Atitude proactiva.

Sabias?? Sabias que no âmbito deste projeto vamos contar com a presença na nossa escola de uma aluna holandesa durante cerca de 3 meses, a partir do próximo mês de janeiro? Sabias que a Maartjie vai ficar em casa de uma das alunas da nossa escola Sabias que a Maartjie vai frequentar algumas das aulas dos alunos do 8º e/ou do 9º ano? Sabias que esta aluna vai aprender a falar Português contigo? Sabias que vai ser uma oportunidade única de conhecer diferenças culturais que existem entre pessoas de países da EU? Sabias?? (Professora Adélia Palma).

Assim foi!!!! Conforme combinado, hoje, em dia de articulação curricular, articulámos com uma das nossas escolas europeias parceiras no projeto HIVEMIND. Pelas 9:30, através da aplicação Hangout, estabelecemos contacto visual com os alunos holandeses. Foram feitas perguntas e, de ambos os países, as respostas não tardaram em chegar. A língua de contacto foi, claro, o Inglês e só esse facto é significativo da importância de se falarem outras línguas. Segue-se agora o período de concretização de um trabalho que os nossos alunos irão apresentar em fevereiro, na Holanda. Resta-nos trabalhar para que a participação de Portugal venha a ocupar um lugar de destaque na história deste projeto!!!! (Professora Adélia Palma).


P Á G I N A 11

Mais um ano a funcionar, o Clube de Artes pretende ser um espaço aberto ao desenvolvimento do espírito experimental onde se criam plenas condições para a produção expressiva e para intervenção no ambiente, através do ato artístico. Este clube é orientado para a pesquisa de conceitos e práticas que fundamentam a linguagem plástica, para a manipulação sensível e técnica de instrumentos de trabalho, meios expressivos e para a intervenção crítica e criativa. No primeiro período contámos com a colaboração de 14 alunos e as atividades desenvolvidas foram diversificadas: confeção de pipocas e panquecas; construção de origamis, pompons, confeção de plasticina caseira (slime); construção de objetos de Natal; colaboração com o Eco-Escolas na construção de uma árvore de Natal com materiais reutilizáveis; pintura de vitral; elaboração de marcadores de leitura e blocos de notas (Professora Gregória Prata).

Realizou-se mais uma feira de Natal com os seguintes objetivos: divulgar os trabalhos realizados no clube; incutir o espírito empreendedor nos nossos alunos, reutilizar materiais protegendo, assim, o nosso ambiente e angariar verbas para a compra de novos materiais (Professora Gregória Prata).

Temos agora na nossa sala dois peixinhos um laranja e outro com riscas. Que se chamam Laranjinha e Riscadinho. Tratamos muito bem deles (Pré-Escolar grupo B) (Professora Maria Rosário).

.


P Á G I N A 12

Na nossa sala tivemos uma sessão sobre higiene oral. Foram uma higienista e uma enfermeira que vieram apresentar a sessão. A higienista explicou-nos como e devem lavar os dentes e que cuidados ter para evitar as cáries. É muito importante cuidar dos dentes para não ter outras doenças. (Pré-Escolar grupo B) (Professora Maria Rosário).

Fomos até à horta onde se encontra o marmeleiro e como os marmelos já estavam amarelinhos, colhemos os marmelos e levamos para a sala para fazer a compota de marmelo. Receita:

Depois de feita a compota, metemos dentro de uns frascos ficou muito boa!!! (Pré-Escolar grupo B) (Professora Maria Rosário).


P Á G I N A 13

O desafio era construir uma estrela de Natal estimulando a criatividade dos alunos, professores, assistentes operacionais e administrativos, apelando à participação das famílias. As estrelas foram vendidas para se poder angariar fundos para a compra de alimentos ou outros bens essenciais para aquecer o coração de alguns idosos mais carenciados do Crato. Certos de que não chegaremos a todos, pretendemos, pouco a pouco, aquecer o coração daqueles que tanto precisam de ser acarinhados, especialmente nesta época. Tal como disse Madre Teresa de Calcutá “O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor.” Com esta atividade procuramos, também, tornar os nossos jovens melhores cidadãos do mundo, potenciadores de valores como a solidariedade, partilha, voluntariado e amizade. OBRIGADA a TODOS pela enorme contribuição para que esta campanha de solidariedade fosse um sucesso (Departamento de Expressões em articulação com Cidadania e Desenvolvimento e UCC Crato).

Durante o primeiro período os alunos do Agrupamento de Escolas do Crato, participaram com muito empenho e determinação nas seguintes atividades do Desporto Escolar: I Encontro de Ténis de Mesa, dia 28 de novembro, na EBI JI Professora Ana Maria Ferreira Gordo; I Concentração de Natação, dia 28 de novembro, em Alter do Chão; Torneio de Basquetebol 3x3, dia 12 de dezembro, na EBI JI Professora Ana Maria Ferreira Gordo; I torneio mini andebol para os alunos do 2º,3º e 4 º ano do 1º ciclo (Professores João Ramos e Teresa Rocha).

Hoje é o dia do Pai Natal, o dia em que ele vai dar presentes a quem se portou bem. Já são 18:00 horas da tarde, e se ele não vier? Ah!!! Já sei! Deve estar a arranjar-se. O tempo vai passando, já são 21:00 horas. O tempo continua a passar e já é meia-noite, o pai natal não veio…já passou da meia-noite e todos foram embora. Ouço sinos ao longe!!! O pai natal apareceu por fim num trenó brilhante a gritar: “Desculpem o atraso, estava a distribuir brinquedos... “E aquele foi o melhor natal de sempre, porque afinal os presentes não importam. O importante foi estar com minha família (Melissa – 3º ano) (Professora Glória Raposo).


P Á G I N A 14

Na véspera de Natal, dia 24 de dezembro, a Margarida estava ansiosa. Os pais dela disseram para ela ir para a cama, mas ela ia ficar acordada toda a noite para ver o Pai Natal. Ela ouviu um barulho e era o Pai Natal na sala. - Ah! Ah! Ah! Tu és o Pai Natal? – perguntou Margarida. - Sou, mas tu não devias estar a dormir, menina?! - Eu só queria ir contigo no trenó. - disse Margarida. - Está bem, podes ir! – disse o Pai Natal. Então foram distribuir as prendas a toda a gente. No fim, quando chegaram a casa, o Pai Natal deu um fato de duende à Margarida e a Margarida deu-lhe um trenó de ouro. No dia a seguir a casa da Margarida estava cheia de prendas. Eu adorei este Natal! – disse a Margarida (Margarida – 3º ano) (Professora Glória Raposo).

Bem, esta história começa assim... Dois dias antes do Natal eu estava sentado no sofá e pensei: ― Nós temos prendas mas o Pai Natal não tem prendas! – E lá fui eu dizer à minha mãe. ― Mãe, posso dar a nossa segunda estrela que diz Feliz Natal ao Pai Natal? ― Perguntei eu. ― Claro que sim! ― disse a minha mãe. Fui ao nosso telefone, liguei ao Pai Natal e disse-lhe: ― Pai Natal podes vir a Gáfete buscar o teu presente? ― Sim! ― Respondeu o Pai Natal. ― E lá veio ele. Mal sairam de casa, as renas ficaram sem energia e não podiam voar e, ainda por cima, os pós mágicos também se acabaram, então ele teve de vir de carro. Lá veio ele de carro para Gáfete. A meio do caminho, no Crato, ele viu um pobre menino só com uma manta e com a roupa rasgada,o Pai Natal decidiu ver se no carro tinha um cobertor e roupa nova para o menino e, adivinha o que ele tinha; tudo o que o menino precisava.Depois de ajudar o menino conseguiu chegar a minha casa,dei-lhe o presente e ele contou-me tudo o que aconteceu e depois voltou para o Pólo Norte. Vitória,Vitória acabou-se a história! (Martim – 3º ano) (Professora Glória Raposo).

Profile for EscolaCrato

Agrupamento de Escolas do Crato - Newsletter do 1º período  

Algumas das atividades realizadas, durante o 1º período, no Agrupamento de Escolas do Crato.

Agrupamento de Escolas do Crato - Newsletter do 1º período  

Algumas das atividades realizadas, durante o 1º período, no Agrupamento de Escolas do Crato.

Advertisement