Page 1

O AVENTURAS Jornal mensal da EB1/PE Estreito da Calheta

Edição 102 novembro 2013 Pág. 2 Entrevista à prof. Nélia Inácio Pág. 3 Texto de opinião Odisseia Imersiva

Neste jornal, destaque para as novidades da Feira do Livro a realizar-se em dezembro, numa entrevista com a responsável do projeto Nélia Inácio.

Pág. 4, 5 e 6 Atividades desenvolvidas pelos alunos no âmbito do PE

Halloween

Pág. 7 Atividades da Sala dos 3 anos

Pão por Deus

Pág. 8 Atividades: Pré 4/5 Saída dos alunos dos 4.ºs anos ao teatro

Magusto

Pág. 9 Festividades do mês de novembro Pág. 10 Modalidade de futebol Pág. 11 Passatempos Pág. 12 Rubrica verde

Texto de opinião sobre Imperatriz Sissi da Aústria

estaque d s o m a d al Neste jor n idos no v l o v n e s e hos d aos trabal Educativo o t e j o r P o âmbito d ,5 e 6 Páginas 4

Página 3

Ficha Técnica Responsáveis Prof. Maria José Nunes Alunos do 4.º ano A Professores da escola Propriedade: EB1/PE Estreito da Calheta Telefone: 291 824 176 Fax: 291 824 179 Email: eb1peecalheta@madeiraedu.pt/ Website: www01.madeira-edu.pt/ estabensino/eb1peecalheta Facebook: www.facebook.com/ escola.estreitodacalheta Canal MEO: 956750

Rubrica Verde Página 12

Aprende um pouco sobre o futebol Página 10

50 aventuras

1


Letícia: Boa tarde, professora Nélia. Estamos aqui hoje Catarina: Como sempre, temos uma bancada recheapara lhe fazer algumas perguntas sobre a Feira do Livro das de livros. Vai haver muitos livros em festa? Que que decorrerá na nossa escola, no mês de dezembro. tipo de livros haverá na feira do livro? Prof. Nélia: Boa tarde.

Prof. Nélia: Os nossos livros em festa, costumam ser muitos (os convidados). Vamos apostar nos livros proCatarina: Sabemos que é um evento que dá muito trapostos nas Metas Curriculares, os livros do PNL, muitos balho. O que é que é preciso fazer para organizar uma livros infantis, juvenis, adultos, enciclopédias e para feira do livro? todos os gostos, claro! Prof. Nélia: Dá trabalho sim, é verdade! Primeiro, além da data que temos de pensar mas que aqui já está estipulado que é sempre na época de Natal, temos de pensar em quem vamos convidar, um escritor ou um ilustrador. Depois temos de entrar em contacto com ele ou ela para saber a sua disponibilidade. Posto isto, escolhemos a obra a ser trabalhada com cada turma, fazer os trabalhos e preparar as atividades que serão apresentadas na abertura da feira do livro. Temos essa parte mas também temos de pensar no programa a desenvolve em cada dia da feira, pensar nos cenários, adereços, ensaios, etc. Dá muito trabalho! Letícia: Qual é a empresa que vai fornecer os livros? Letícia: Qual é o objetivo ou objetivos da festa “Feira Prof. Nélia: A FNAC. No ano passado trabalhamos com do Livro”? essa empresa e como correu bem vamos repetir. Prof. Nélia: Uma feira do livro serve para motivar para Catarina: Como já vem sendo habitual, temos muita a leitura, incentivar à leitura pois um bom aluno é um animação ao longo dos dias em que a feira decorre. bom leitor, porque quanto mais se lê mais se aprender, Qual é o programa da feira do livro? enriquecemos o nosso vocabulário. Também serve para conhecer quem está por detrás das histórias, o escri- Prof. Nélia: No dia da abertura a partir das 15h teretor, o ilustrador, etc. mos o escritor e vamos apresentar várias atividades alusivas às obras do escritor convidado, a acompanhar Catarina: Todos os anos traz à nossa feira, um escritor. teremos a Banda Pop Rock da EBS Ponta do Sol a Quem é o escritor convidado? acompanhar e o escritor dará uma sessão de autógraProf. Nélia: O escritor convidado este ano é o António fos. No 2.º dia, teremos o Festival Pequenos Ídolos, ao Castro, não é madeirense mas vive cá. Nasceu em Lu- final da tarde. No dia do encerramento, por volta das anda. Escreve histórias para crianças e é letrista, escre- 10h teremos a apresentação de algumas atividades e ve letras para músicas. projetos trabalhados pelos alunos ao longo do 1.º períLetícia: Como já dissemos a feira decorrerá no mês de odo, e talvez uma pecinha de Natal, mas isso ainda está no segredo dos deuses. E será assim a nossa Feira do dezembro. Em que dias e em que horários? Livro. Prof. Nélia: A abertura da feira do livro está prevista para o dia 16 de dezembro pelas 15h e termina no dia Catarina: Boa sorte no seu trabalho e conte connosco 18 de dezembro. No dia 16 está aberta das 15h às 19h, para colaborar em tudo o que for necessário. Muito no dia 17 das 09h às 19h e no dia 18 até das 09hàs 13h. obrigada pela sua disponibilidade!

2


Conto de Fadas - A bela “Sissi” e a sua passagem pela Ilha da Madeira

Texto de opinião

Ao passeares de carro ou a pé no Funchal, já deves ter visto uma estátua de bronze, meio verde, mostrando uma senhora muito elegante, em tamanho natural, com um longo vestido de baile, belos cabelos ondulados compridos e um livro na mão esquerda. Na mão direita, os turistas colocam sempre rosas ou outra flor de cor avermelhada, pois o vermelho era a sua cor preferida. Vais agora conhecer um pouco da vida desta dama que era imperatriz da Áustria (estilo uma rainha) que é um país vizinho da Alemanha, onde também se fala o alemão. Em 24 de dezembro de 1837 nascia, no Paço dos duques da Baviera, a mulher que se tornaria uma das mais famosas de seu tempo: a imperatriz Sissi da Áustria. O seu mistério e encanto ainda persiste, hoje em dia. A vida desta soberana é fascinante. Pela sua beleza, teimosia e vontade de ser feliz, coisa que poucas vezes conseguiu ser. O seu verdadeiro nome era Elisabeth Amalie Eugenia Ostererreich-Ungan, conhecida como Isabel da Bavária ou Sissi. Casou aos 16 anos com o seu primo, o belo Imperador Francisco José I e teve uma vida cheia de romantismo, mas ao mesmo tempo, muitas tragédias, entre as quais a morte da sua filha Sofia de 2 anos (diarreia e febre) e depois, do seu filho Rudolph (suicidou-se com 32 anos). Ela própria teve uma morte estranha e trágica, aos 60 anos (Setembro de 1898) atacada com um punhal no coração por um homem italiano, meio enlouquecido, em Genebra (na Suíça). Esteve na Madeira, pela primeira vez em 1860/1861 - de novembro a abril - tinha 26 anos e encantou todos com a sua beleza, com a sua bondade (dava muitas esmolas aos pedintes na rua) mas também revelando alguma tristeza. Procurava nesta terra o tempo quente e agradável, para escapar ao frio do Inverno da Europa Central e recuperar da sua doença pulmonar (tuberculose). Mais tarde, aos 56 anos esteve novamente na Madeira (1893), mas era outra pessoa, marcada pelas rugas da idade e pelo sofrimento, sempre vestida de preto, muito magra (era muito alta, pois tinha 1,73 cm e pesava só 45 kg!) e tão triste pela morte do seu pobre filho Rudolph. A imperatriz Sissi está bem presente na Madeira, como depois, também esteve o seu sobrinho Carlos I da Áustria que veio esconder-se numa mansão alemã na freguesia do Monte e aqui faleceu e foi sepultado (1922). Bem como a sua esposa, a imperatriz Zita que faleceu em 1989 em Viena (Áustria), mas que vinha todos os anos de visita à Madeira, rezar no túmulo do marido, marcando assim a forte ligação da família à Madeira. Sissi foi uma linda senhora que amava mais que tudo a sua liberdade e que viveu à procura de ser feliz, sem realizar o essencial dos seus sonhos, até ao fim: " Gostaria de partir deste Mundo, como um pássaro ou uma nuvem de fumo" escreveu ela um belo dia, sentada no Jardim onde se encontra agora a sua estátua, no centro do Funchal. Por isso, quando os madeirenses e os turistas passam pelo lindo Jardim, junto ao Casino da Madeira, onde ela também passou, não imaginam que há uma flor, igual a uma qualquer outra flor que ela tocou. Porque a vida é feita de memórias, podemos sentir a luz de uma estrela no céu, por mais distante que ela esteja, ou entender o silêncio de uma nuvem ou a dor de alguém que já não está presente, mas que viveu um conto de fadas, sem um final feliz. Prof. Olga Ribeiro

No dia 12 de novembro, por volta das 9h00m todas as turmas viram uma odisseia: a pré viu o oceano e toda a espécie de peixes; os alunos do 1º ano viram planetas, estrelas, meteoritos… E aprenderam que o Sol é uma estrela, que a Lua é a melhor amiga da Terra, que todos os planetas rodam à volta do Sol e por isso existe o dia e a noite, que o Plutão já não é um planeta principal (foi despromovido) agora só existem 8 planetas… O 2ºano viu o Big Bang, aprenderam que os planetas formaram-se a partir de rochas, que o planeta Terra antes de ser habitado era feito de lava, que metade dos planetas eram de rocha e outros gasosos e que o Big Bang foi feito a partir da explosão de uma estrela… O 3º ano viu o céu, a simulação do universo, dos planetas, das estrelas, dos astros, viram o Big Bang, … E os alunos dos 4º A e B viram os reis, a história de Portugal, os descobrimentos… Pedro e Núria 4.º ano A

3


Realizou-se no dia 20 de novembro, a prova escolar para apuramento da aluna que representará a escola a nível concelhio, no Triatlo literário. A prova consistia na leitura de um texto, interpretação e uma prova escrita. O júri das provas foi composto por três professoras. A aluna que representará a escola é a Nancy Minotti do 4.º ano B.

O PAÍS DOS CONTRÁRIOS Eduardo Agualusa Era uma vez um gato Gato chamado Felini Felini queria ser grande Grande como uma vaca Vaca de quem ele gostava Gostava mas ela não lhe ligava Não ligava por ele não ser boi Boi foi no que ele se transformou Transformou e começou a pastar Pastar ficou mas a vaca não aceitou Não aceitou então partiu Partiu para o país dos contrários Contrários onde havia elefantes Elefantes pequenos como formigas Formigas, gatos-boi como ele Como ele e vacas muito pequeninas. In Estranhões e Bizarrocos Reconto 2º ano

Reescrevo o poema….

Escrevo à maneira de ….

Continuo o poema….

O gato

O tonto do Minho

Não quero, não

Onde está o gato?

Era um tonto, muito tonto,

[…]

A comer no prato.

Ou melhor, estava a sonhar,

Quero uma ovelha só minha,

Onde está o rato?

Pois queria vir do Minho,

Seja preta ou branca

A roer o sapato.

Sem haver rio nem mar,

Quero cuidar bem dela

Onde está o Martim?

Sempre, sempre de barquinho.

Levá-la a passear até Vila Franca.

A comer o pudim.

4


Os alunos do 2.º ano continuam a corresponder-se com os alunos do Externato Dona Maria Amélia . Já reuniram alguns trabalhos que partilharam com os seus correspondentes. E assim vão enriquecendo a sua biblioteca. A troca de correspondência é uma mais valia para o seu enriquecimento pessoal.

Melhoramento do texto:

O Pinto Borrachudo (continuação) Logo que saiu do palácio, o Pinto Borrachudo encontrou outro rei que o levou para o castelo. Já caminhava há alguns dias quando chegou ao castelo. O Pinto deu as moedas ao rei e ele deixou-o solto. Para ajudar decidiu lavar o chão. Tudo à sua volta estava seco então ele usou a ajuda do rei para limpar. Algumas semanas depois, os campos estavam cobertos de erva e de flores . A partir daí a erva estava verde e depois o rei foi brincar com o Pinto Borrachudo. André Manuel 2º ano

5


Com base na obra “O gato e o escuro”, de Mia Couto, os alunos do 4º B tiveram de dar continuação a uma parte da história e ilustrá-la de acordo com o que imaginavam. Aqui ficam alguns trabalhos criativos! Quando passou os limites estava escuro, foi para dentro e tudo aconteceu. Era o mundo dos gatos, o gato ficou eufórico. Depois voltou para trás e ficou da mesma cor, ficou muito confuso! Enfim, voltou a passar, mas ele não aguentou e foi explorar o lado da lua. Encontrou milhares de gatos, até que viu um templo dos gatos, onde tinha a coroa real dos gatos. Samuel 4ºB

O gatinho ganhou muita coragem atravessou o seu corpo todo e ficou admirado por ver a noite. Os olhos dele brilhavam pareciam os pirilampos a piscar. A noite era tão bela que o gatinho adormeceu. Quando acordou foi visitar aquele lugar, o gatinho gostou e ficou lá muito tempo. Mas, tinha que voltar para a luz e fez-se de maroto para a mãe não desconfiar! Nancy 4ºB

“É tempo de Outono” É tempo de Outono, Há ventos, há chuvas.

Aqui ficam duas das canções aprendidas pelos nossos alunos nas aulas de Música, próprias da época e que vieram dar vida à comemoração do Pão por Deus e Magusto.

“1,2,3 Castanhas” 1,2,3, castanhas eu vou-te dar, 1,2,3 castanhas para brincar. Castanhas assadas no lume a estalar, nós vamos assa-las até nos fartar.

Abundam os frutos, Apanham-se as uvas. Há pêros e pêra, Há mangos, romãs Castanhas e nozes, e muitas maçãs. Pelo Pão-por-Deus, se me apetecer Alguns destes frutos, eu hei-de comer.

6


No mês de novembro aprendemos as formas geométricas (quadrado, círculo, triângulo, retângulo), com diversas atividades: canções; histórias; registos; jogos; Réplica do quadro de Pablo Picasso “A menina com o barco”; fizemos um ficheiro das formas com tamanhos pequenos, médio e grande; fomos à sala de informática aprender no quadro interativo as formas geométricas...mas iremos voltar e aprender mais no quadro interativo sobre as formas geométricas...

No dia da pintura fizemos uma réplica do quadro de Pablo Picasso: “ A menina com o barco”...observamos que o Pintor utilizou muito a forma geométrica do triângulo para pintar a sua tela ficou belo!...

- Também aprendemos os números; 1; 2 e 3. Aprendemos canções e danças; histórias lindas como “Os 3 Ursinhos”; fizemos números gigantes; puzzle para a área da matemática e muitas coisas mais...

- Celebramos também o “Pão por Deus”; “Halloween”; Dia de S. Martinho com o magusto. Assistimos numa tenda enorme...um filme sobre os “Oceanos”, foi muito interessante! No mês de novembro fizemos e aprendemos muitas coisas...

Registo do Rodrigo sobre os Oceanos

7


No mês de novembro na sala dos 4/5 anos fizeram-se muitas atividades relacionadas com as áreas de desenvolvimento. Trabalhou-se a matemática (formação de conjuntos e figuras geométricas), a escrita (ligação de palavras iguais), a área vocabular( nos registos do fim de semana) e registos gráficos. Atividades que exigiram de nós bastante concentração e destreza na utilização dos materiais. Vejam só o que fizemos!!!

Relatório da ida ao teatro (“Teatro às três pancadas”) e à Quinta Berardo (Jardim Tropical Monte Palace), pelos alunos do 4.º ano A e B.

Uma aventura no Teatro Baltazar Dias e no Jardim Tropical Monte Palace No passado dia 19 de novembro, pelas 13h00m, as turmas A e B de 4º ano, juntamente com as Professoras Sónia, Branca e Olga saíram da nossa Escola rumo ao Funchal, no autocarro da Câmara Municipal. Iniciámos a visita de estudo na movimentada Av. Arriaga, indo ao Teatro Baltazar Dias assistir à peça “Teatro às três pancadas”, dividida em III atos. Ou seja, a peça incluía as histórias: de um fotógrafo do século XX que tirava fotografias perfeitas; de um homem simplório, atormentado por moscas à volta da cabeça e ainda a de um camponês que cultivava abóboras mágicas. Terminada a sessão teatral, ainda apreciámos a beleza do Teatro que possui um auditório muito elegante, de estilo antigo restaurado. Voltámos ao autocarro e prosseguimos a visita, percorrendo 5 km de estrada até à freguesia do Monte, onde fomos visitar uma parte da Fundação José Berardo, mais conhecida por Quinta Berardo. O seu verdadeiro nome é Jardim Tropical Monte Palace, sendo um dos sítios mais encantadores de toda a nossa linda Ilha da Madeira. Mal chegámos, lanchámos junto à bilheteira e logo surgiu uma guia, muito simpática chamada Teresa Gomes que nos acompanhou durante toda a visita. Começámos por observar plantas e árvores exóticas, algumas milenárias (oliveiras do Alqueva – Portugal). Toda esta flora é originária de vários continentes, incluindo da Laurissilva da Madeira. Tivemos ainda ocasião de visitar duas galerias expositivas dedicadas a “Minerais e gemas raras – pedras preciosas e semi-preciosas” de todo o Mundo e a “Esculturas contemporâneas de África - Zimbabué”. Ao caminharmos pelas Alamedas do Jardim, observámos painéis enriquecidos com belas pinturas (em azulejo) que remontam desde o século XVI até ao XX. Essas pinturas e gravuras contam “A História de Portugal” e nomeadamente, “As Aventuras dos Portugueses no Japão”. Posto isto, ainda pedimos um desejo secreto (pessoal) à estátua de um Buda Pensador e terminámos a visita vendo algumas aves de gaiola (periquitos, canários, pintassilgos, tentilhões, …) e algumas galinhas europeias à solta, sem qualquer medo de nós ou dos turistas que por lá passeavam. Por fim, regressámos ao nosso autocarro, onde o Sr. Fernando (motorista) nos esperava. Voltámos ao Estreito da Calheta, cansados, mas satisfeitos, por uma tarde muito bem passada. Redatores: Alunos do 4ºA e 4.ºB e Prof. Olga (correção ortográfica)

8


No dia 31 de outubro realizou-se na escola a comemoração do Halloween. Os alunos do 4ºA dirigiram-se às salas de aula para o tradicional "Trick or Treat" e recitaram poemas sobre a festividade. Foram também confecionados doces pelas docentes de Educação Especial para todos os alunos e docentes da escola. Durante a semana foram dinamizadas atividades de modo a que os alunos conhecessem a festividade e cultura de outras línguas, nomeadamente a da Língua Inglesa. Esta temática contou também com o apoio da docente de TIC durante a pesquisa de informação na internet sobre o Halloween, sendo estes e outros trabalhos realizados pelos alunos expostos no painel criado para a atividade. Relatório da atividade (prof. Juliana Leite)

A comemoração do Pão por Deus teve inicio as 10h45m no refeitório da escola. As prés cantaram o pão por deus, juntamente com os professores presentes e outras músicas alusivas ao tema a todos os alunos da escola. Todas as crianças participaram com entusiasmo, foi um momento divertido. Posteriormente dirigimo-nos a casa da Professora Helga (mãe e tia de duas crianças da pré) para pedir o Pão por Deus. Entretanto no percurso convidaram-nos para ir a casa de mais uma Encarregada de Educação do 4º ano A e também para a "Quinta das Vinhas". Por fim, fomos a casa da Dona Olga (avó de duas crianças das prés). É de salientar que em todas as casas fomos bem recebidos. Foi notório o entusiasmo das crianças na partilha dos bens alimentícios em todas as casas e no convívio. Desde já agradecemos a colaboração dos encarregados de educação. Em relação ao turno da tarde, estava previsto após o lanche reunir as crianças por turmas com o respetivo professor para a partilha dos bens alimentícios, mas devido talvez à falta de cooperação e espirito de equipa gerou-se confusão entre os alunos. Em suma, a atividade teve aspetos positivos e um negativo, a cooperação entre todos. Relatório da atividade (Educadora Natacha)

O Magusto é uma festa popular. Grupos de pessoas, amigos ou famílias, juntam-se à volta de uma fogueira, para assarem castanhas, especialmente no dia de S. Martinho. No dia de São Martinho, 11 de novembro, na nossa escola, fomos aos Castanheiros fazer um magusto para comemorar a data. Os professores assavam as castanhas, enquanto os alunos brincavam e pintavam as caras com as castanhas assadas e bocados de cinza da fogueira. Houve a oportunidade ainda dos alunos do 4.º ano A e B tocarem algumas músicas alusivas ao tema, na flauta. Os restantes colegas acompanharam cantando. Este dia também foi comemorado nas aulas: na curricular com vários exercícios, nas aulas de música com canções e lendas, e na plástica com desenhos. Mariana José 4.º ano A

9


Objetivos do jogo: Marcar golos na baliza do adversário e evitar golos na nossa baliza.

2 3

Legenda:

1

5 9

Campo onde e realizam os jogos:

6

8

1 – Linha de meio campo 2 – Linha Lateral 3 – Linha de fundo ou de baliza 4 – Círculo central 5 – Grande área 6 – Pequena área 7 – Linha de golo ou de baliza entre os postes 8 – Marca de grande penalidade 9 - Baliza 10 – Local de marcação de canto

4

10

Número de jogadores titulares de cada equipa: São onze sendo um o guarda-redes e os outros dez de campo. Número de árbitros que compõem a equipa de arbitragem para um jogo oficial: São quatro, sendo um o árbitro principal, dois árbitros auxiliares (juízes de linha) e um designado de quarto árbitro. Principais regras: - O jogo tem a duração de noventa minutos, sendo divididos em duas partes de quarenta e cinco minutos entre estas duas partes existe um intervalo de quinze minutos. - Apenas podemos jogar a bola como os pés, à exceção do guarda-redes que pode tocar ou agarrar a bola na grande área. Os outros jogadores podem jogar a bola com as mãos só e apenas quando realizam o lançamento de fora. - O jogo começa no círculo central, com um colega a passar a bola ao outro com o pé, após o árbitro efetuar o apito inicial. - O jogo começa ou recomeça no círculo central, no início da primeira parte, no início da segunda e após cada golo. - É golo quando a bola ultrapassa a linha de golo ou de baliza, entrando na baliza. - Quando a bola ultrapassa alinha lateral é fora, ficando com a posse de bola e efetuando o lançamento de fora a equipa contrária àquela que tocou por último na bola antes de esta sair. - O lançamento de fora é efetuado com as mãos. - É ponta pé de baliza quando a bola ultrapassa linha de fundo ou final, sendo esta tocada por último por um jogador da equipa que ataca. - É ponta pé de canto quando a bola ultrapassa a linha de fundo ou final sendo esta tocada por último por um jogador da equipa que defende. Na próxima edição mostraremos alguns gestos técnicos de futebol.

10


Ingredientes para o bolo: 3 ovos 1 chávena de açúcar 1 chávena e meia de farinha ½ chávena de chocolate em pó Meia chávena de leite 150g de manteiga 1 colher de rasa de pó royal

Ingredientes para o pudim: 1lata de leite condensado 4 ovos 2 latas (leite condensado) de leite normal

Ligar o forno a 180.ºC, colocar o tabuleiro com água uma vez que este bolo coze em banho Maria. Barrar uma forma redonda sem buraco com caramelo. Preparação do bolo: bater o açúcar com os 3 ovos inteiros. Adicionar a manteiga derretida e mexer novamente. Juntar a farinha, o chocolate, o fermento e a meia chávena de leite, bater bem, deitar na forma sobre o caramelo e reservar. Preparação do pudim: bater muito bem todos os ingredientes ao mesmo tempo e deitar sobre a massa do bolo. E nesta altura que a massa do bolo “engole” o pudim e este sim fica em contacto com o caramelo ... Isto tem certamente uma Explicação química! Vai ao forno a cozer um banho maria cerca de uma hora. Desenformar depois de arrefecer completamente.

Soluções:

André Neto 4.º ano A

Roda da bicicleta

Como será, como será que se chama a um cão com muita febre?

Cachorro quente

Qual é coisa, qual é ela que é redonda como o Sol, tem mais raios do que uma trovoada e anda sempre aos pares?

Novembro : Pré dos 3 anos: Beatriz. Pré dos 4/5 anos: Vítor José e Fabiana Maria. 2º ano: Anderson, Laura e Amanda. 4º ano A: Roberto e Sara. 4.º ano B: Leandro, Petra e Martinho. Professoras: Branca, Lurdes e Nélia.

Pesquisa do André Neto 4.º ano A

11


Rubrica Verde Olá, meninos e meninas! Pois é, o vosso novo Amigo Ecológico Draco Dragoeiro está de volta ao Jornal. Trago novas dicas para vocês, mas primeiro, devo dizer que estou muito chateado porque ainda só recebi 4 retratos mostrando a minha beleza. Acho mesmo que quase nenhum de vocês quer ganhar o prémio que eu vou enviar através da Prof. Olga! O prazo de entrega dos trabalhos foi alargado até ao dia 4 de dezembro. Espero que apareçam desenhos bonitos de árvores dragoeiro e não ponham maçãs penduradas nos meus ramos, porque eu não dou esse tipo de frutos! Esforcem-se e pesquisem no Google: basta escrever imagens de dragoeiro e aparecem logo imensas fotos na Internet! Bons trabalhos e boa sorte! Agora a nossa dica do mês de novembro: Bebidas gaseificadas (com gás) começando pela 7UP, Pepsi ou a mais conhecida Coca-Cola, são extremamente eficazes na remoção da teimosa ferrugem na roupa, plástico ou metal. Porquê? Porque este tipo de bebida contém ácidos cítricos (do limão) que são ótimos na prevenção e eliminação das manchas de ferrugem. Molha um pano com Coca-Cola ou com outra bebida gaseificada e esfrega bem sobre a ferrugem, de forma a retirá-la por completo. Se ficar muito pegajoso, basta lavar o objeto ou a área com água e sabão e secar bem no final. Uma dica ecológica que o Planeta Terra agradece!

20 Curiosidades sobre animais que tu não sabias… 1 - A formiga levanta 50 vezes o seu peso e puxa 30 vezes o seu próprio peso. 2 - A pulga salta 350 vezes a sua altura, o que equivale a uma pessoa dar um pulo de uma altura igual à largura de um campo de futebol. 3 - Neste exato momento, em que estás a ler isto, se estiveres a roer algum objeto, há perto de 100.000 micróbios comendo e depositando as suas fezes na área ao redor da tua boca. 4 - As irritantes moscas domésticas vivem apenas 2 semanas. 5 - Há mais de 2400 espécies de piolhos conhecidas em todo o mundo! 6 - O peso de um elefante recém-nascido é de 100 Kg. 7 - Os touros correm mais depressa a subir uma ladeira do que a descê-la. 8 - O som "quack" de um pato não faz eco e ainda nenhum cientista soube explicar porquê. 9 - Os cangurus não conseguem andar para trás. 10 - Os gatos fazem cerca de 100 sons vocais, mas os cães só conseguem fazer 10 sons diferentes. 11 - Os elefantes não conseguem saltar. Qualquer outro mamífero consegue. 12 - O olho de uma avestruz é maior do que o seu cérebro. 13 - O tubarão é o único peixe que pode piscar os dois olhos. 14 - Há mais galinhas do que pessoas no mundo.

Destaques da próxima edição do jornal “O Aventuras”

15 – A linda gatinha japonesa Hello Kitty é surda e canhota. 16 - Os ratos não vomitam, nunca! 17 - Os olhos de um hamster podem cair, se o pendurares de cabeça para baixo!

Entrevista ao sr. Presidente da Câmara Municipal da Calheta

18 – A rã verde brasileira pode ser congelada e depois descongelada e continuar viva e saudável!

Feira do Livro

19 - Uma girafa pode limpar as suas orelhas com a própria língua!

Festa de Natal

20 - As formigas espreguiçam-se pela manhã, quando acordam.

12

Jornal novembro  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you