Page 1

Obesidade Fisiopatologia e Doenรงas Associadas Parte II


Conteúdo Programático Obesidade: Prescrição do Exercício Físico Prof. Me. Guilherme Borges Pereira

-  Definição (Parte I) -  Histórico da Prevalência e Etiologia da Obesidade -  Balanço Energético -  Índice de Massa Corporal, Medida da cintura e Relação cintura/quadril

-  Fisiologia do Tecido Adiposo (Parte II) -  Fisiopatologia das Doenças Associadas -  Síndrome Metabólica, Resistência à insulina, Dislipidemias, Ateroesclerose, hipertensão, Insuficiência Cardíaca, Síndrome metabólica

-  Tratamento da Obesidade

-  Prescrição do Exercício Físico (Parte III)


OBESIDADE E CORAÇÃO Aumento do peso cardíaco Hipertrofia Cardíaca

Aumento da gordura epicárdica


ARTÉRIA NORMAL

ARTÉRIA ATEROSCLERÓTICA


HIPERTENSÃO Alta correlação entre obesidade e valores pressóricos 50% dos obesos (hipertensão) Medidas de relação cintura/ quadril ou cintura mostra uma correlação positiva entre a obesidade central e elevação dos valores pressóricos Perda de peso - queda nos valores pressóricos (0,3 a 1 mmhg)


INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA É a incapacidade do coração em bombear sangue suficiente para que os tecidos possam atender a demanda É decorrente de uma sobrecarga com dispnéia de esforço ou postural e menor tolerância ao exercício A obesidade leva ao aumento da trabalho cardíaco proporcional ao aumento do peso corpóreo.


HIPERTROFIA VENTRICULAR CONCÊNTRICA


Acidente Vascular Cerebral Redução ou suspensão potencialmente fatal do suprimento sanguíneo para uma parte do cérebro que resulta em dano de suas células


ESTEATOSE-HEPATICA NÃO ALCOÓLICA

(

fortemente associada a resistência insulinica e obesidade)


FÍGADO NORMAL

FÍGADO COM ESTEATOSE HEPÁTICA NÃO ALCÓLICA


SINDROME METABÓLICA


OBESIDADE ABDOMINAL

HIPERTENSÃO

RESISTÊNCIA A INSULINA

DIABETES

INFLAMAÇÃO

DISLIPIDEMIA CARDIOPATIA

SINDROME METABÓLICA

ATEROSCLEROSE


Obesidade Visceral 

Resistência à insulina 

SÍNDROME METABÓLICA  Estado inflamatório 

PCR DM II 

PAI‐1 IL‐6  TNF‐α  ResisKna  LepKna 

Inflamação Vascular 

Estresse OxidaKvo 

DOENÇAS CARDIOVASCULARES  DÂMASO, 2009 


Adiposidade normal

Aumento do consumo de gordura e açúcar

Ausência de Atividade Física/Exercício

Balanço Energético POSITIVO

•  Fumo •  Predisposição Genética •  Resposta inadequada ao estresse


Obesidade Subcutânea

Obesidade Visceral

Metabolismo de AGLs alterado

Pouca gordura muscular

Liberação alterada de ADIPOCINAS

Aumento da gordura muscular (Lipídio intracelular)

Pouca gordura no Epicárdio

Aumento da gordura do Epicárdio

Pouca gordura e Função Normal

Aumento da gordura e função alterada

Perfil metabólico NORMAL

Perfil metabólico ALTERADO

Presença de critérios clínicos Ausência de critérios clínicos para sindrome metabólica

para sindrome metabólica


Conteúdo Programático Obesidade: Prescrição do Exercício Físico Prof. Me. Guilherme Borges Pereira

-  Definição (Parte I) -  Histórico da Prevalência e Etiologia da Obesidade -  Balanço Energético -  Índice de Massa Corporal, Medida da cintura e Relação cintura/quadril

-  Fisiologia do Tecido Adiposo (Parte II) -  Fisiopatologia das Doenças Associadas -  Síndrome Metabólica, Resistência à insulina, Dislipidemias, Ateroesclerose, hipertensão, Insuficiência Cardíaca, Síndrome metabólica

-  Tratamento da Obesidade

-  Prescrição do Exercício Físico (Parte III)


TRATAMENTO DA OBESIDADE


TRATAMENTO   Objetivo:   Redução ponderal

  5-10% do peso inicial   Melhora da comorbidades   Velocidade de perda ponderal recomendada

  2-4Kg/mês ( perda de massa magra)

  Comportamental   Dieta   Atividade física / Exercício Físico   Modificação comportamental   Medicamentoso   Cirúrgico


DIETA •  Dietas baseadas em princípios alimentares saudáveis e que incluem um pequeno déficit calórico apresentam melhor prognóstico em longo prazo, pp/ se associadas a outras estratégias de tratamento •  0,5 a 1,0 kg/sem -  500-1000Kcal/dia. •  Eficaz, bem tolerada e manutenção da perda ponderal superior à dietas muitos restritivas.


DIETA HIPOCALÓRICA BALANCEADA Calorias

Valor calórico total

Carboidrato

55-60%

Proteínas

15%

Gorduras

< 30%

-AG saturados

<10%

-AG poliinsaturados

<10%

-AG monoinsaturados

10-15%

Colesterol

< 300 mg/dia

Fibras

20-30 gr/dia

Vitaminas/sais minerais

Suplem. em dietas < 1200 Kcal

Álcool

Mínimo ou nenhum

Água

1500-2000 ml/dia


TRATAMENTO FARMACOLÓGICO   Indicação   IMC > 30 kg/m2   IMC > 27 kg/m2 + comorbidades

  Antes da indicação terapêutica   Investigar          

Hábitos alimentares Padrão de atividade física Sintomas depressivos Comorbidades Tratamentos prévios


TRATAMENTO FARMACOLÓGICO   Modulação do Apetite   Sibutramina  

10-20 mg/dia

  Dietilpropiona  

25-75 mg/dia

  Femproporex  

25-50mg/dia

  Mazindol  

1-3 mg/dia

  Disabsortivos   Orlistat   120mg X 3


TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DADOS

Período

Média de perda pondera (Subtraída do placebo)

Sibutramina

Metanálise 24 estudos

52 sem

-4,45 Kg

Orlistat

Metanálise 23 estudos

52 sem

-2,78Kg

Dietilpropiona

Metanálise 13 estudos

6-52 sem

-3 Kg

Rimonabanto

Revisão sist. 4 estudos

52 sem

-4,9 Kg


TRATAMENTO CIRÚRGICO


TRATAMENTO CIRÚRGICO   Indicações   Diversas tentativas de tto convencional sem sucesso   INSUCESSO = redução peso não-satisfatória e/ou nãosustentada - 5% ou + por ≥ 5 anos

  IMC ≥ 40, mesmo na ausência de comorbidades   IMC entre 35-40 kg/m2 + comorbidades   IMC entre 30-35 + comorbidade GRAVE

  Faixa etária indicada:18-60 anos   IMC + comorbidades de risco há pelo menos dois anos + ttos convencionais (mínimo de 3 meses com insucesso ou recidiva)   exceto: IMC > 50


TRATAMENTO CIRÚRGICO   Exclusão   Adição à drogas/álcool (exceto: abstinência há + de 2 anos)   Doença mental   Doença clínica grave (angina instável, IAM recente, etc)   Câncer (exceto: remissão mínima de 3 anos)


TRATAMENTO CIRÚRGICO


Conteúdo Programático Obesidade: Prescrição do Exercício Físico Prof. Me. Guilherme Borges Pereira

-  Definição (Parte I) -  Histórico da Prevalência e Etiologia da Obesidade -  Balanço Energético -  Índice de Massa Corporal, Medida da cintura e Relação cintura/quadril

-  Fisiologia do Tecido Adiposo (Parte II) -  Fisiopatologia das Doenças Associadas -  Síndrome Metabólica, Resistência à insulina, Dislipidemias, Ateroesclerose, hipertensão, Insuficiência Cardíaca, Síndrome metabólica -  Tratamento da Obesidade

-  Prescrição do Exercício Físico (Parte III)


Obesidade Fisiopatologia e Doenรงas Associadas Parte II

Parte II.I-Doencas associadas  

Material didático da aula do Prof. Me. Guilherme Borges Pereira. Aborda a Fisiopatologia e Doenças Associadas, Histórico da Prevalência e Et...

Advertisement