Issuu on Google+

Acesse nosso site e estude outras apresentações. Em breve: - Avaliação Física em Academias – Cardiorrespiratória e Treinamento Resistido.

e-saber www.esaber.wordpress.com

Adquira este material na íntegra ou contrate o professor para aula presencial Envie um email para esaber.edu@gmail.com e confira nossos preços, produtos e condições de pagamento. e-saber: Complementando o seu conhecimento.


Prof. Me.Guilherme B. Pereira


Conteúdo Programático - Introdução à Fisiologia Endócrina - Coração: Órgão Endócrino - Músculo: Órgão Endócrino - Tecido Adiposo: Órgão Endócrino - Hormônios Hipotalâmicos e Hipofisários - Hormônios Gonadais - Hormônios do Pâncreas Endócrino - Hormônios da Tireóide e Paratireóide - Hormônios da Supra-renal

* Respostas Hormonais ao exercício


► Composição aproximada do líquido extra e intracelular:


RESPOSTA AGUDA Ocorre no momento da atividade, causando modificações transitórias.

RESPOSTA CRÔNICA Ocorre a longo prazo em função das características fisiológicas.


EQUILÍBRIO

HOMEOSTASE

“Tendência que todos os corpos têm, dentro de certos limites, de manter um meio interno constante.”


Sabendo que a homeostase deve ser mantida para que se sobreviva.

quanto + INTENSO o exercício Mais difícil se torna a

MANUTENÇÃO


FUNÇÕES CORPORAIS


AGE RAPIDAMENTE

AGE MAIS LENTAMENTE

EFEITOS LOCALIZADOS E DE CURTA DURAÇÃO

EFEITOS GERAIS E DE LONGA DURAÇÃO


SISTEMA ENDÓCRINO


Sistema endócrino consiste: • Glândulas e células específicas • Mensageiros químicos (hormônios) • Órgão-alvo ou receptor


ENDÓCRINAS: não possuem ductos e secretam substâncias que se difundem para o sangue, a fim de serem transportadas através de todo o organismo. EXÓCRINAS: possuem ductos secretórios que carreiam a substância diretamente para um compartimento específico ou superfície.


Glândulas Exócrinas Glândulas Salivares

Glândula mamária

Glândulas Sudoríparas


Glândulas Endócrinas Eixo Hipotálamo - Hipófise Tireóide e Paratireóide Glândulas Adrenais Pâncreas

Ovários (mulher)

Testículos (homem)


Glândulas Anfícrina Fígado

Endócrina e Exócrina

Pâncreas

Ducto Biliar Duodeno

Ducto Pancreático


Moléculas sinalizadoras

REGULAM

Funções biológicas

COORDENAM

São substâncias químicas secretadas por uma célula ou grupo de células no sangue para serem transportadas a um alvo distante, onde exercem seus efeitos em baixíssimas concentrações.


OS PROCESSOS CORPORAIS GERALMENTE ESTÃO SOB CONTROLE HORMONAL  Controlam velocidade das reações enzimáticas   Controlam a expressão gênica e síntese de proteínas.   Controlam o transporte das membranas plasmáticas através de segundos mensageiros.

 Induzem a atividade secretória


► Sinalização Sináptica ► Sinalização Parácrina ► Sinalização Autócrina ► Sinalização Neuro-Endócrina ► Sinalização Via Junção Tipo GAP


FIGURE 1. Signal transmission at the neuromuscular junction (the synapse). Nature 436, 473-474 (28 July 2005)


Nature Reviews Neuroscience 2, 185-193 (March 2001)


VĂ­deoonline Transmitindo o conhecimento.

http://www.youtube.com/watch?v=90cj4NX87Yk


► Sinalização Sináptica ► Sinalização Parácrina ► Sinalização Autócrina ► Sinalização Neuro-Endócrina ► Sinalização Via Junção Tipo GAP


Sinalização endócrina

Célula alvo

As moléculas produzidas pela célula sinal percorrem no sangue até a célula alvo

Célula sinal

Sinalização parácrina

Célula sinal

Sinal e célula alvo estão próximas

Sinalização autócrina

Célula alvo

Célula sinal e célula alvo é a mesma


► Sinalização Sináptica ► Sinalização Parácrina ► Sinalização Autócrina ► Sinalização Neuro-Endócrina ► Sinalização Via Junção Tipo GAP


As junções celulares são especializações da membrana plasmática das células que tem como função a ligação entre células vizinhas ou entre células e a matriz extracelular.

Loewenstein, 1966. Ann. NY Acad. Sci. 137: 441-472


Discovered by J.P. Revel & M.J. Karnovsky in 1967.


Coração é um órgão endócrino

?

Peptídeo natriurético atrial (ANP) Peptídeo natriurético tipo-cerebral (BNP)


Atividade Simpática Função Neuroendócrina AVP Corticotropina Apetite pelo sal Ingestão de água

PA

Volume Plasmático

- - -

ANP BNP

Retorno venoso Aldosterona

Vasodilatação periférica Permeabilidade - hematócrito (NPR-A, NPR-B)

FGR Renina


Peptídeos Natriuréticos Uma Nova Regulação da Lipólise Humana


► Sinalização Sináptica ► Sinalização Parácrina ► Sinalização Autócrina ► Sinalização Neuro-Endócrina ► Sinalização Via Junção Tipo GAP


Intrรกcrina Autรณcrina

Parรกcrina

Endรณcrina

Neuro endรณcrina


CĂŠlulas diferentes respondem de forma diferente Ă  mesma molĂŠcula sinalizadora extracelular


O modo de atuação dos hormônios em todo o corpo consiste numa conjugação intimamente interrelacionada, podendo essa relação entre mais de um hormônio ser cooperativa ou antagônica.


Tipicamente, cada cĂŠlula possui de 500 a 100.000 receptores


O efeito que um HORMÔNIO exerce sobre um tecido está diretamente relacionado com a concentração do hormônio no plasma e o número de receptores ativos com os quais ele pode se ligar.


 Controle da Secreção Hormonal.  Taxa do metabolismo ou da excreção.  Quantidade de proteínas de transporte (p/ alguns).  Alterações do volume plasmático.


MODIFICAM A ATIVIDADE HORMONAL A alteração do transporte de membrana A estimulação do DNA do núcleo para iniciar a síntese de uma nova proteína específica Ativação de proteínas específicas nas células por segundo mensageiro Ação depende da natureza do HORMÔNIO


?

O músculo é um órgão endócrino

IL-6, IL-10, TNF-R, IL-1ra

Síntese, armazenamento e secreção de “miocinas - fatores do exercício” A.M.W. Petersen and B.K. Pedersen. The anti-inflammatory effect of exercise. Journal of Applied Physiology 98:1154-1162, 2005.


Brain


ADAPTAÇÕES ADAPTAÇÕE FISIOLÓGICAS S AO ORGÂNICAS TREINAMENTO GERAIS

- Aumento no consumo máximo de oxigênio - Redução do VO2 em cargas sub-máximas

- Aumento da potência aeróbia - Aumento das potências anaeróbias (alática e lática) - Deslocamento do limiar anaeróbio para a direita - Deslocamento do limiar de compensação respiratória para a direita - Aumento do prazer pelo exercício - Redução na incidência de doenças degenerativas - Aumento na performance desportiva - Aumento da reserva funcional. - SAÚDE

guifisiologia@gmail.com


Conteúdo Programático - Introdução à Fisiologia Endócrina - Coração: Órgão Endócrino - Músculo: Órgão Endócrino - Tecido Adiposo: Órgão Endócrino - Hormônios Hipotalâmicos e Hipofisários - Hormônios Gonadais - Hormônios do Pâncreas Endócrino - Hormônios da Tireóide e Paratireóide - Hormônios da Supra-renal

* Respostas Hormonais ao exercício


Prof. Me.Guilherme B. Pereira


Acesse nosso site e estude outras apresentações. Em breve: - Avaliação Física em Academias – Cardiorrespiratória e Treinamento Resistido.

e-saber www.esaber.wordpress.com

Adquira este material na íntegra Material na íntegra inclui: artigos científicos + apresentação com notas de rodapé explicativas + animações + vídeos Envie um email para esaber.edu@gmail.com e confira nossos preços, produtos e condições de pagamento. e-saber: Complementando o seu conhecimento.


Fisiologia Endócrina e Exercício Físico - I