Issuu on Google+

outubro • 2011

7

N0

Mudanças para o crescimento

Identidade renovada e novo posicionamento pavimentam A estrada de nossa evolução.


palavra do Superintendente Prezado colaborador, Nossa empresa está entrando em uma nova etapa de sua trajetória de sucesso. Muitas mudanças estão ocorrendo, sempre com foco em melhorar nossos negócios e trazer um crescimento sustentado que proporcione mais oportunidades a todos. A Ouro Verde atualizou sua logomarca, que agora está mais moderna, mas sem perder sua identidade. A empresa também apresentou seu novo posicionamento no mercado: nosso foco integral agora é nos segmentos de locação de veículos, equipamentos e serviços, áreas nas quais temos longos anos de experiência. A área de transporte rodoviário foi desmembrada para constituir, juntamente com a ALL, uma nova empresa: a Ritmo Logística. Karlis Kruklis

Portanto, continuamos dando passos consistentes em direção a um futuro que, temos certeza, será brilhante

Diretor Superintendente da Ouro Verde

para todos. Uma nova realidade que também está retratada em nossa Revista Conexão, que ganhou um novo visual para acompanhar essa nossa empolgante caminhada. Boa leitura

expediente

índice IDENTIDADE RENOVADA NOVO POSICIONAMENTO E MISSÃO, VISÃO E VALORES

2

3

4 / 5

REESTRUTURAÇÃO NA TERCEIRIZAÇÃO DE FROTA

6

SGL E AVALIAÇÃO 360°

7

RELAÇÕES E MERCADO

8

NOVA SEDE EM SERTÃOZINHO

9

Revista conexão é uma publicação da Ouro Verde. Supervisão Geral: Hussein Omairy Neto (Gerente de RH & Assuntos Corporativos). Coordenação Geral: Anna Jarenko (Coordenadora de Marketing) e Marlis Burgos (Coordenadora de RH). Colaboraram nesta edição: Adão de Oliveira, Carlos Tristão, Diogo Echeverria, Eduardo Saad, Eduardo Takahara, Eric Pecharki, Hussein Omairy Neto, Kaio Tsuchida, Karlis Kruklis, Ligia Januário, Linomar Pigozzo, Marlis Burgos, Mauricio Dieguez, Odair José dos Santos Alves e Vanessa da Cunha. Redação e edição: Sergio R. Del Giorno e  Daniel Nunes. Jornalista responsável: Sergio R. Del Giorno (DRT 24.224-SP).Projeto gráfico, diagramação e revisão: Doma Design. Tiragem: 1.150 exemplares.

canal aberto

OURO VERDE NA UCP

10

PROJETO-PILOTO COCO VERDE

11

comunicacao@ouroverde.net.br

MAIS ATITUDE

12

Dê o seu recado! Contamos com sua colaboração para deixar a publicação cada vez melhor!

Participe da Revista Conexão Ouro Verde. Mande sugestões, histórias e dicas para


DESTAQUE

OURO VERDE eM EVOLUÇÃO A Ouro Verde está entrando em um novo momento. Sua marca foi revitalizada e está com um visual mais moderno e antenado ao novo momento da empresa, que acaba de se reposicionar no mercado. A atualização da marca foi feita por meio de um minucioso trabalho de “branding”, realizado pela empresa G8 Design com envolvimento dos gestores e do Conselho de Administração. Foram seis meses de elaboração do reposicionamento da marca e construção visual técnica. “A nova marca da Ouro Verde traduz com maior vigor o compromisso com a evolução e a expansão de nossos negócios, assumido desde o primeiro instante. Mais do que isso, ao reproduzi-la como marca de nossos produtos e serviços, pretendemos evidenciar nossa determinação em consolidar o conceito de excelência na qualidade dos serviços prestados, sempre com os olhos no futuro. Onde for encontrada a nossa marca, haverá soluções inovadoras para nossos clientes aliadas à práticas seguras, éticas e ambientalmente responsáveis”, declarou o diretor-superintendente do Grupo Ouro Verde, Karlis Kruklis. A nova marca foi apresentada no aniversário de 38 anos da empresa, em 1º de junho. Um almoço especial com direito a bolo de aniversário foi oferecido aos colaboradores na Matriz, que também ganharam uma camiseta alusiva ao evento e um caderno de anotações com explicação da evolução da marca da empresa.

Momentos da apresentação da nova marca.

Uma marca no tempo Confira a evolução da marca da Ouro Verde através de sua história.

A nova marca - As cores são mantidas, por representarem luz, calor e meio ambiente. - O camelo, animal de força e resistência, é capaz de suportar adversidades e chegar ao mais alto dos montes. Seu novo desenho reforça a ideia de movimento e energia, de capacidade e expansão. Isso lembra, acima de tudo, que a Ouro Verde é uma empresa séria e responsável, que tem a transparência e o comprometimento em seus alicerces. - A nova logomarca ganhou percepção tátil, tridimensionalidade e volumetria, combinando com a nova era 3D. - Com essas mudanças e com a utilização de uma tipografia moderna, a marca comunica-se melhor com todas as mídias, incluindo as digitais.

conexão - 3


DESTAQUE

NOVO POSICIONAMENTO Em sua trajetória de crescimento constante e seguro, a Ouro Verde dá mais um passo na consolidação de seus negócios com um novo posicionamento de mercado. Em 30 de junho de 2011, a Ouro Verde anunciou a criação de uma empresa de logística em parceria com a ALL (América Latina Logística). Sua unidade de transporte rodoviário foi separada para formar a Ritmo Logística. A Ouro Verde agora está mais focada nos segmentos de locação de veículos, equipamentos e serviços. Veja a seguir o que diz sobre o novo posicionamento o gerente de Recursos Humanos e Assuntos Corporativos, Hussein Omairy Neto.

O que representa “Passamos a nos posicionar como uma empresa de locação de veículos, equipamentos e prestação de serviços. Manteremos os mesmos expressivos crescimentos que tivemos nos últimos anos, mas com foco exclusivo nas Unidades de Negócios de locação e serviços .”

Modelo que funciona “A empresa torna-se ainda mais forte nos segmentos em que atua. Demonstra que o modelo organizacional adotado vem dando certo, com muita ênfase em resultados superiores e de governança corporativa, primando pelas práticas de transparência e prestação de contas ao mercado. Mostra também que a empresa está preparada para alçar voos ainda mais altos.”

Perspectiva de mercado “No planejamento estratégico para os próximos anos está definido um forte crescimento nos segmentos em que atuamos. Aproveitaremos as oportunidades geradas pelas demandas de infraestrutura existentes no País e também pelos eventos esportivos, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos.”

Entusiasmo com o momento “Este é um momento muito motivador. Está no DNA da Ouro Verde a capacidade de se reinventar e empreender para aproveitar sempre as oportunidades que o mercado oferece.”

O foco dos colaboradores “Nosso diretor-superintendente, Karlis Kruklis, sempre diz que uma empresa excelente é feita por pessoas excelentes. Estamos sempre buscando pessoas com princípios e valores alinhados aos da organização. Nós as capacitamos e desenvolvemos para atingirmos resultados superiores e assim compartilharmos e celebrarmos juntos essas conquistas. O sucesso da Ouro Verde é o sucesso da nossa gente.”

4


Nossos valores Com a nova realidade da Ouro Verde, tornou-se necessário reformular a Missão, a Visão, os Valores e as Competências da empresa. Esses elementos ganharam novos significados para acompanhar a evolução da Ouro Verde. Vale saber que essa atualização foi realizada juntamente com as análises para a elaboração do planejamento estratégico para os próximos anos e contou com a ajuda da consultoria INDG (Instituto de Desenvolvimento Gerencial).

Missão Oferecer as melhores soluções em locação de veículos, equipamentos e serviços através de parcerias de longo prazo, visando criar valor para os clientes, acionistas e colaboradores.

Visão Ser referência em gestão nos negócios em que atua

Valores Transparência, excelência operacional, flexibilidade e visão de dono.

Competências Foco em resultado, senso de prioridade, foco no cliente, criatividade, capacidade de estabelecer parcerias e resiliência.

conexão - 5


NEGÓCIO

Reestruturação na terceirização de frota A Locação de Veículos | Terceirização de Frotas passou por diversas mudanças. Em primeiro lugar, a área de Operações da Unidade teve algumas grandes movimentações, como a aposta no jovem talento Luiz Dairiki, que entrou na empresa por meio do Programa de Trainee. “Muitas oportunidades também foram criadas, com promoções para coordenadores, supervisores e analistas, criando um clima de satisfação e de novos desafios na área”, diz Mauricio Dieguez, diretor de Locação de Veículos. Já a área Comecial da Unidade foi totalmente reestruturada com a criação de uma gerência Comercial assumida por Eduardo Kossatz Saad. A área foi segmentada para atender diferentes tipos de clientes e foram contratados novos gestores e consultores comerciais para atender a essa segmentação, um diferencial no mercado. Também foram criados novos níveis de cargo e revisada toda a política de remuneração variável. “Essas iniciativas devem se traduzir em melhores resultados para a área”, completa Mauricio.

Equipe Comercial da Locação de Veículos | Terceirização de Frotas: mudanças para atender a diferentes segmentos de clientes

fLEXIBILIDADE E MOTIVAÇÃO Em um ambiente no qual as empresas e colaboradores sofrem cada vez mais mudanças econômicas, sociais e organizacionais, formas de remuneração variável flexíveis e motivadoras são uma forma de estímulo à busca de resultados. Desde julho, a Unidade de Locação de Veículos | Terceirização de Frotas conta com o Foco – Programa de Remuneração Variável, um atrativo para a produtividade direcionado à equipe Comercial. Com um método bastante simples, o programa tem como objetivo facilitar o acompanhamento dos resultados e da performance dos colaboradores a fim de remunerá-los de forma justa e transparente, de acordo com o desempenho e produtividade de cada um. “Buscamos considerar a parte prática do trabalho, o que o colaborador traz de retorno para a empresa, aumentando as receitas”, explica Eduardo Kossatz Saad, gerente Comercial da Unidade. O sistema atual é mais prático e objetivo do que o anterior, que continha muitas variáveis na obtenção de bônus, o que dificultava o entendimento dos colaboradores. Para Kaio Tsuchida, analista de Remuneração, o Programa Foco é uma metodologia simples, mas com ela a organização poderá amarrar suas estratégias, a começar pelo Desdobramento de Metas. A princípio o programa foi implantado na Terceirização de Frotas, mas o objetivo do RH Estratégico é que, até o final deste ano, ele seja estendido a todas as áreas comerciais da Ouro Verde. “Faremos adaptações, mas a metodologia e o objetivo serão os mesmos: premiar o bom desempenho”, diz.

6


SGL em nova fase O SGL (Sistema Gestão Liderança) retomou suas atividades em agosto. Em 2010, o foco dos treinamentos com os líderes da Ouro Verde foi nas competências comportamentais. “Foi um trabalho de nivelamento entre todos”, diz a coordenadora de RH, Marlis Burgos. Já este ano o foco é em formação em negócios. Serão três módulos ministrados pela Universidade Positivo, que vão abordar temas em marketing, finanças e liderança. São dois níveis de formação: a Escola de Liderança capacita os coordenadores, e a Academia de Gestão, os gerentes. Outra novidade para este ano é o SGL Plus, que também terá

A Aula Inaugural do SGL 2011 ocorreu no dia 26 de julho com palestra do professor José Pio Martins, reitor da Universidade Positivo, sobre Cenários Econômicos e Perspectivas 2011, e contou com presença do diretor superintendente Karlis Kruklis

parceria de instituições de ensino. Este módulo será voltado para a formação de executivos, e seu público será formado pelos gerentes seniores e diretores. “Precisamos de um quadro cada vez mais capacitado, que traga inovações e resultados. Este programa também é um estímulo à atração e retenção de talentos e à preparação de pessoas para as linhas de sucessão da empresa”, afirma Marlis.

Vitrine para os negócios Entre os dias 10 e 13 de agosto a Ouro Verde participou da M&T Peças e Serviços, considerada a maior feira de equipamentos para construção e mineração da América Latina. A Unidade de Locação de Equipamentos e Serviços marcou presença com um estande, na primeira participação da nossa empresa em uma feira desse porte. O evento, realizado em São Paulo, teve em 2011 sua primeira edição voltada apenas para peças, serviços e locadores e reuniu cerca de 351 expositores, sendo 126 estrangeiros, e aproximadamente 25 mil visitantes. “Tivemos a visita de diversos clientes e prospects, sendo algumas empresa de destaque no mercado, como a Odebrecht, Petrobras, CR Almeida, Vale, entre outras. Estamos estudando projetos em conjunto com algumas delas, o que pode gerar negócios para os próximos meses”, diz Carlos Tristão, gerente Comercial da área. A participação também serviu para reforçar o novo posicionamento da empresa no segmento de locação de veículos, equipamentos e serviços. “Como a Ouro Verde pretende atuar no segmento da construção civil, nossa participação foi muito importante, pois proporcionou uma exposição positiva junto ao mercado. Durante a feira foi possível fortalecer parcerias com atuais fornecedores e clientes, além de abrir muitas portas a novos clientes”, completa Odair José dos Santos Alves, supervisor de Operações da Unidade. conexão - 7


NEGÓCIO

relacionamento Próximo A Ouro Verde agora tem na web um espaço de relação com o mercado. No site da empresa (www.ouroverde.net.br), a seção ‘Relação com Mercado’ contém os relatórios de administração, os demonstrativos financeiros e o relatório de rating da agência de risco internacional Fitch Ratings. “Esta é mais uma iniciativa do Grupo Ouro Verde estabelecendo as melhores práticas de governança corporativa”, diz Karlis Kruklis, diretor superintendente da Ouro Verde. A empresa atingiu nos últimos dois anos uma média de crescimento na casa dos 25% ao ano, quadro que foi possível graças ao enorme volume de investimentos entre os anos de 2009 e 2010, que chegaram a R$ 600 milhões. Um relacionamento cada vez mais próximo com investidores possibilita novos negócios e contribui para o crescimento

Espaço na web para as relações com o mercado

sustentável de longo prazo.

Com ainda mais recursos A Ouro Verde está captando mais recursos para manter sua estratégia de crescimento. Em maio, a empresa concluiu a sua segunda emissão

Inspirando confiança

de debêntures, avaliada em R$ 165 milhões. No ano passado, o grupo já havia feito o seu primeiro lançamento, de R$ 75 milhões.

Mais uma boa notícia sobre a saúde financeira da Ouro Verde: no mês de julho, a Fitch Ratings, agência de análise de risco do

“Por meio do mercado de capitais, as debêntures são conhecidas

mercado financeiro mundial, elevou o nosso rating corporativo

hoje como a principal fonte de captação de recursos por parte das

de BBB+(bra) para A-(bra). É o reconhecimento do fortalecimento

grandes empresas”, diz Eduardo Takahara, diretor de Finanças da Ouro

contínuo na geração operacional da caixa da Ouro Verde.

Verde. Devido à sua versatilidade, elas se ajustam às necessidades de financiamento das companhias.

Essa medição é utilizada para analisar os riscos de fazer negócios

A estratégia é deixar a empresa preparada para investimentos futuros,

chances de a organização abrir novos negócios, inspirando

como, por exemplo, para a renovação de frota. Outra meta é aumentar

mais confiança”, afirma Eduardo Takahara, diretor de Finanças

a liquidez no curto prazo e suprir a necessidade de captação de

da Ouro Verde.

recursos prevista para os próximos anos.

com as empresas. “Quanto melhor o rating, maiores são as

O rating A-(bra) é equivalente ao de empresas como a Gafisa S/A, Galvão Engenharia S/A e GOL Linhas Aéreas Inteligentes S/A.

R$ 165 milhões para investimentos: segunda emissão de debêntures foi um sucesso

8

Segundo a agência, liquidez robusta e crescente e rentável base de negócios influenciaram no resultado que classifica a empresa como uma das dez maiores de locação no Brasil.


Nova sede em Sertãozinho Agora a Ouro Verde está melhor estruturada em Sertãozinho (SP). No mês de agosto foi inaugurado o novo prédio da Unidade de Locação de Equipamentos e Serviços | Etanol na cidade, em um evento que contou com a presença de clientes e fornecedores. “Agora podemos melhorar nosso mix de produtos ofertados, levando ainda mais soluções ao segmento sucroenergético. O local é amplo e vai nos permitir maior desenvolvimento das atividades, onde poderemos propiciar locação de equipamentos por prazos menores e, em um futuro próximo, disponibilizaremos equipamentos usados para venda”, explica Ligia Januario, coordenadora Administrativa da Unidade. A meta é cada vez mais diversificar as atividades e aumentar ainda mais o número de usinas, que hoje são 38 espalhadas por todo o Brasil. “Atuamos em diversos Estados ofertando locação de equipamentos e serviços e prevemos forte crescimento para os próximos anos, otimizando e ajudando a desenvolver todo o processo de apoio à colheita da cana, preparo do solo, plantio e o transporte até a unidade industrial”, diz. O evento de inauguração reuniu representantes de fornecedores, como John Deere, Valtra, DMB Plantadeiras, Mercedes-Benz, Randon, Gascom e Volvo. Uma equipe do nosso cliente LDC também marcou presença. Momentos da inauguração das novas instalações em Sertãozinho

Um grande elogio No início de agosto, a Ouro Verde recebeu uma importante homenagem da Valtra, um de nossos principais fornecedores. A condecoração “Melhores Clientes da Valtra”, além de parabenizar pela inauguração da nova sede da Unidade Etanol, em Sertãozinho, foi concedida para simbolizar o quanto a Ouro Verde é importante para a fabricante de tratores, de quem somos clientes há sete anos. “Temos muito orgulho pela homenagem. Cada vez mais sabemos que o trabalho junto aos fornecedores deve ocorrer numa verdadeira rede colaborativa. Na integração com o cliente, é fundamental a interação com as indústrias, fabricantes e montadoras que desenvolvem os melhores ativos e equipamentos do mercado”, afirma Adão de Oliveira, gestor Comercial da Unidade Etanol. A placa, que ficará exposta em uma parede das novas instalações, foi entregue por representantes da Coopercitrus, uma das maiores concessionárias Valtra.

O diretor superintendente da Ouro Verde, Karlis Kruklis, com a placa de homenagem

conexão - 9


GENTE

Ouro Verde na UCP Desde o inicio da safra de cana-de-açúcar deste ano, a usina UCP (Unidade Conquista do Pontal), em Mirante do Paranapanema (SP), também conta com os serviços da Ouro Verde no transporte da colheita até a usina sucroalcooleira. Nossos veículos e funcionários atuam na logística da cana da lavoura até o pátio da UCP, usina pertencente ao Grupo ETH. “Com essa nova Unidade de Negócio, agora são três as grandes operações de transporte da nossa empresa para o Grupo ETH, com quem trabalhamos também nas usinas de Eldorado, no município Rio Brilhante (MS), e Alcídia, em Teodoro Sampaio (SP)”, afirma Diogo Martins da Silva Echeverria, trainee da Ouro Verde na área de Etanol.

convênio farmácia: mais um benefício Com o intuito de facilitar o acesso à aquisição de medicamentos, a Ouro Verde, a partir de agosto, passou a disponibilizar o Convênio Farmácia, mais um benefício aos colaboradores. Por meio de um convênio com a Good Card, empresa brasileira de gestão de cartões de benefícios, as compras podem ser feitas em 16 mil farmácias credenciadas em todo o Brasil, sem anuidade ou tarifas. “O processo é simples, basta apresentar o cartão farmácia e um documento com foto”, explica Vanessa da Cunha, da área de Responsabilidade Social da Ouro Verde. O limite mensal é de 20% da sua remuneração, e o prazo de pagamento pode chegar a 40 dias, conforme a data da compra. O cartão farmácia está liberado desde o dia 15 de agosto.

10

Mais foco para a sede das Olimpíadas 2016 A Ouro Verde está cada vez mais atuante nas soluções voltadas à cidade do Rio de Janeiro. Desde agosto, a Unidade de Locação de Equipamentos e Serviços | Logística Ambiental está fornecendo à Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana da cidade) mais ferramentas para viabilizar a limpeza pública da “Cidade Maravilhosa”. Dentre as ações estão a remoção de galhos de árvores e raspagem de ruas para desobstrução das pistas, além do recolhimento de entulhos. “O contrato de dois anos, renováveis por mais 24 meses, foi firmado após vencermos mais uma licitação junto a Comlurb, em disputa bastante acirrada com mais sete competidores, dentre eles empresas tradicionais deste segmento”, conta Linomar Pigozzo, gerente da Unidade. O lote é composto por 20 pás-carregadeiras articuladas, 12 pás-carregadeiras compactas (BobCats) e nove reboques. Com isso, a Ouro Verde aumenta ainda mais sua contribuição com a limpeza da cidade, que já é feita com mais de 70 caminhões de nossa Unidade.


RESPONSABILIDADE

LUGAR DE Coco NÃO É NO LIXO Com a consciência ambiental aumentando ao redor do mundo, cada vez mais as ações de preservação buscam soluções criativas para garantir o desenvolvimento sustentável. No Rio de Janeiro, a Ouro Verde vem poiando o projeto-piloto de reciclagem do coco verde, que recolhe uma imensa quantidade de coco descartada nas praias da Cidade Maravilhosa. A iniciativa é uma parceria com a Prefeitura Municipal do Rio com participação da Fundação Orla Brasil. “Entendemos que todas as ações que trouxerem benefícios socioambientais precisam ser apoiadas e incentivadas”, afirma Linomar Pigozzo, gerente da Unidade de Negócios Logística Ambiental. Estima-se que o descarte de coco seja responsável por aproximadamente 70% do lixo das praias cariocas e seus entornos. Além do recolhimento, a empresa destina o material para uma entidade que beneficia as fibras do coco, que serão utilizadas de várias formas.

Meta

Benefícios

Como o projeto já provou sua eficácia, a Ouro Verde agora busca

De forma socioeconômica, o projeto-piloto de reciclagem

patrocinadores para ampliar a iniciativa, pois há demanda de

do coco verde contribui com comunidades carentes

recolhimento de cem toneladas por dia desse grande poluente,

por meio de cooperativas que utilizam a fibra do coco

que, com boa vontade e dedicação, pode se transformar em

para confecção de artesanatos, vasos para plantas que

matéria-prima e gerar empregos para as comunidades.

substituem o xaxim (uma espécie em extinção), confecção

“Foi através do engajamento da Ouro Verde que isso tudo pôde se realizar. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente mantinha esse projeto no papel há mais de três anos”, explica ainda Linomar.

de pisos que substituem a cerâmica, composição de paredes de gesso, entre muitas outras possibilidades de aplicações em desenvolvimento.

“Ainda por meio da iniciativa, o meio ambiente e os aterros sanitários deixam de receber em cada mês toneladas de cascas de coco. O tempo para decomposição total desses resíduos gira em torno de dez anos”, completa Linomar.

conexão - 11


RESPONSABILIDADE

Voluntariado para todos Dentre muitas formas de as

Isso faz com que as práticas se potencializem e até se multipliquem

empresas promoverem iniciativas

ao longo do tempo. “O voluntariado é uma forma importante de as

solidárias, uma boa ideia é atuar

organizações agregarem algo à sociedade. A participação de todos pode

conscientizando e unindo as

gerar resultados positivos muito eficazes na melhoria da qualidade de

esferas da comunidade, família e

vida de uma comunidade”, explica Marlis Burgos, coordenadora de RH.

colaboradores. Pensando nisso, a Ouro Verde criou o selo + Atitude para incentivar os colaboradores a atuarem como voluntários nas campanhas solidárias da empresa. Esse selo reforça a idéia: Quem tem + Atitude faz a diferença.

Para Vanessa da Cunha, da área de Responsabilidade Social, a Ouro Verde sempre demonstrou seu compromisso com o desenvolvimento, conscientização e solidariedade com os diversos públicos com os quais se relaciona. “A estratégia do + Atitude promete ótimos resultados, demonstrando o quanto as pessoas podem se sensibilizar com as causas sociais”, diz.

Veja alguns dos diversos exemplos das nossas campanhas:

Campanha de Páscoa “Caça aos Coelhos” Além de promover um dia diferença no ambiente organizacional, estimulou os colaboradores a indicarem instituições sociais para receberem cestas de doces e chocolates. A Ouro Verde contemplou a Casa de Passagem Estados, orfanato sediado na região metropolitana de Curitiba.

Campanha Solidária Dia das Mães Esta campanha arrecadou itens de higiene pessoal para senhoras do Asilo Santa Clara de Curitiba e ofereceu um café da tarde especial para as colaboradoras e as mães dos colaboradores em geral.

Gincana para arrecadação de agasalhos A disputa entre equipes incentivou os colaboradores a doarem agasalhos. Este ano a campanha arrecadou 2.058 itens, que foram revertidos para a Campanha Doe Calor da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Hora do Planeta Preocupados com o aquecimento global, aderimos anualmente à “Hora do Planeta”, na qual empresas, governos e a população apagam as luzes por 60 minutos em um determinado dia.

Natal dos Correios Os colaboradores ‘apadrinham’ cartinhas escritas por crianças carentes pedindo presentes ao Papai Noel.

Campanha do agasalho, Dia das Mães e Páscoa: atividades voluntárias em prol das comunidades

Comitê de Responsabilidade Socialriad Com a criação deste comitê buscamos incentivar os colaboradores a atuarem em projetos apoiados pela empresa de acordo com o seu perfil e/ou interesse.

Se você tem interesse em ser voluntário, encaminhe e-mail para

comunicacao@ouroverde.net.br Junte-se a nós e mostre que você também pode fazer diferença!

12


Revista Conexão - 7ª Ed - AGO2011