Page 1

Edição nº 2

Você está em dia com a “etiqueta virtu@l”?

5 8

Buscando o melhor resultado 9

planos que motivam

Nov/Dez 2009

Dúvidas? Consulte o Código de Conduta

3

Resultados que inspiram,

|

Um exemplo de vida e de funcionário 10

Unidade de Transportes

investe em inovações e parcerias 11

Novo momento da terceirização da frota garante mais qualidade

e produtividade

A estruturação da Ouro Verde superou os efeitos da crise e permitiu à empresa o aumento de 50% no seu lucro.


EDITORIAL

Atitude para ser

melhor sempre Em setembro de 2008 o mundo acompanhou o estouro de uma crise financeira que fez sucumbir empresas consideradas estáveis e colocou em xeque até mesmo os fundamentos do capitalismo. Jornais e revistas alardearam que o mundo estava diante da maior crise dos últimos 70 anos. Na contramão desse cenário, a Ouro Verde levou seus planos adiante e fez do momento controverso, oportunidade. Hoje, a Ouro Verde comemora 2009 com o expressivo crescimento de quase 30% da receita e de 50% do lucro. Preparada e cada vez mais madura na gestão dos negócios, a empresa iniciará 2010 convicta de que tudo conspira para superar esses números no próximo ano.

Entretanto, muito mais do que números e valores, a Ouro Verde conseguiu evoluir como empresa. E tudo isso foi possível graças à melhor tecnologia desta companhia: os 1.600 colaboradores que movem, todos os dias, a Ouro Verde. Por isso, tenho a satisfação de agradecer a todos pelo esforço diário para impulsionar esta empresa! É importante ressaltar que o sucesso de 2009 só aumenta nossa responsabilidade em fazer do próximo ano ainda melhor. Para isso, vamos ser mais pró-ativos e nos destacar através de atitudes. O sucesso de hoje é perecível, por isso, não podemos nos dar por satisfeitos, temos que estar sempre procurando maneiras de surpreender clientes, fornecedores, gestores e, porque não, a nós mesmos?! Aproveite os últimos dias do ano para planejar seus objetivos pessoais

EXPE D IENTE REVISTA CONEXÃO é uma publicação da Ouro Verde.

e profissionais, da mesma forma como traçamos o

Supervisão Geral: Hussein Omairy Neto

planejamento da empresa. E, no dia 02 de janeiro,

(gerente de RH). Coordenação Geral: André

inicie seu trabalho querendo fazer a diferença,

Córga (Comunicação e Marketing) e Marlis Burgos

mostrando que você é único e inesquecível para a empresa.

(coordenadora de RH). Colaboraram nesta edição: Karlis Kruklis (Superintendente), Marcelo Mokayad (Diretor Executivo de Locação), Daniel Santos (Transporte),

Desejo a todos Feliz Natal e um 2010 excepcional!

Linomar Pigozzo (Logística Ambiental), Fernando Okamoto (Seminovos), Sergio Shaab (Manutenção - Frotas), Eder José Botelho (Etanol) e Fabio Leite (Compras).

Boa Leitura! Karlis Kruklis Superintendente

Projeto Gráfico e diagramação: G/PAC Comunicação Integrada. Redação: Camila Maistrovicz Edição: Verbo Comunicação. Jornalista responsável: Thabata Martin (DRT 05285/2004). Fotos: Arquivos Ouro Verde. Tiragem: 1.600 exemplares.

2


Código de Conduta

A

alta

A Ouro verde “assina embaixo”.

administração

da

Ouro Verde

endossa

o

compromisso

de

todos

os

colaboradores com o Código de Conduta e reforça a relevância deste como um guia para o dia-a-dia da empresa, tratando de importantes questões.

Por exemplo:

Como é controlado o uso de sistemas eletrônicos na empresa? É ético receber presentes e brindes dos clientes ou fornecedores? Qual comportamento deve ser adotado perante clientes, fornecedores e colegas de trabalho? As respostas para estas e tantas outras dúvidas inerentes à rotina de trabalho agora estão formalizadas no Código de Conduta da Ouro Verde, que foi distribuído para todos os colaboradores da empresa. O documento formaliza os princípios e valores éticos que conduzem a atuação da organização e, no caso de descumprimento das diretrizes estabelecidas, também determina quais providências serão tomadas. “O Código de Conduta é a principal referência para os colaboradores quanto a ética; um guia em caso de dúvida, além de deixar claro o jeito de ser, agir e pensar da Ouro Verde, reconhecida pelo mercado por sua postura íntegra e honesta”, avalia Hussein Omairy Neto, gerente de RH e Assuntos Corporativos da Ouro Verde. Com a implantação do Código de Conduta, ele passa a ser considerado primordial na avaliação dos funcionários. “Para a empresa, respeitar o que está determinado pelo Código de Conduta tem o mesmo peso dos resultados práticos do trabalho”, conclui.

Programa de Trainees

atrai jovens talentos para a Ouro Verde Batizado com o nome MOVE, palavra inglesa que pode significar ‘transportar, prosseguir, avançar’, o programa de trainees da Ouro Verde selecionou jovens profissionais recém graduados nas áreas de engenharia mecânica, agronomia e administração. Os novos talentos começam a trabalhar em janeiro, após terem passado por um intenso processo seletivo, no qual deixaram para trás mais de 300 concorrentes. “A equipe irá agregar seu potencial e sua motivação para a empresa”, comemora Marlis Burgos, coordenadora de RH.

O programa terá duração máxima de um ano e meio, período em que os profissionais percorrerão todas as áreas da empresa, além de participarem de treinamentos, elaboração de projetos e constantes avaliações.

Conforme explica Marlis, o MOVE é mais um mecanismo para preparar futuros gestores da Ouro Verde. “A empresa está em ampla expansão, então é preciso ter um processo de sucessão bem delineado, que garanta a perenidade deste crescimento”, considera.

3


Logística Ambiental

direcionada para soluções em sustentabilidade Há muito tempo, a preocupação com o meio ambiente deixou de ser

brasileiros não dão a destinação correta aos resíduos urbanos. “A

apenas discurso. Encontrar soluções concretas de sustentabilidade

legislação ambiental está cada vez mais acirrada e as empresas

é um desafio, que objetiva garantir qualidade de vida e bem-

idôneas se preocupam muito com a preservação do meio ambiente.

estar da população. Na Ouro Verde, responsabilidade com o Meio

A Ouro Verde está focada para prover essas soluções”, enfatiza.

Ambiente é prioridade. Desde 2002, a empresa atua na área de logística ambiental, desenvolvendo atividades de coleta de resíduos nas cidades do Piraquara e Paranaguá, no Paraná, e também no município do Rio de Janeiro, onde está o principal negócio. Com a nova configuração dos negócios da Ouro Verde, a Logística Ambiental será administrada como ‘unidade de negócio’, o que torna as perspectivas de crescimento ilimitadas. O gerente de negócios responsável pela área, Linomar Pigozzo, aposta na prospecção de novos negócios, tanto para clientes novos, quanto para os que já estão na carteira. “Estamos nos habilitando e, principalmente, nos capacitando para atuar junto aos grandes geradores de resíduos, como hotéis e supermercados. No Rio de Janeiro, com grandes eventos como, a Copa do Mundo e as Olimpíadas, as oportunidades são muitas”, comemora. Linomar aponta que 95% dos municípios

Departamento de Compras adota sistema

100% on-line

Um moderno sistema de compras, totalmente on-line, foi recentemente implantado pelo Departamento de Compras para potencializar as atividades de gestão da área. Denominado Saphira, contemplará todos os envolvidos no processo de compras: requisitante, fornecedor e comprador. Pessoas chaves dos departamentos da Ouro Verde receberam treinamento para utilizar o sistema e ficarão responsáveis por centralizar as solicitações. Fábio Leite, gerente de compras, destaca que o sistema agregará vantagens como agilidade, controle e produtividade. “A transparência é outro ganho importante. O colaborador solicita a compra pela internet e depois acompanha todo o processo, sabendo sob qual alçada está cada fase. Também temos maior assertividade na negociação com os fornecedores, pois está tudo registrado no sistema web”, avalia. Com a centralização das demandas, haverá, ainda, redução de custos, pois o mesmo item será adquirido de uma só vez para todas as áreas, permitindo maior poder de negociação. “O sistema tomará conta da parte mais operacional, o que possibilitará à área de compras se dedicar mais ao trabalho analítico. Teremos um salto significativo de qualidade de nosso trabalho”, considera Fábio. O cadastro dos fornecedores também evolui, agora ele pode ser feito diretamente no site da Ouro Verde, através do link fornecedores. Assim, é a Ouro Verde cada vez mais moderna, cada vez mais ágil.

4


você está em dia com a

“etiqueta virtu@l”? Antigamente, era necessário redigir uma carta, envelopar, postar, esperar vários dias até chegar ao destinatário. Hoje, em poucos minutos redigimos um e-mail e, quase instantaneamente, ele é recebido. Com tanta facilidade, esquecemos que o e-mail foi baseado no correio convencional, por isso, deve seguir regras de etiqueta semelhantes. Lembre-se: seu e-mail corporativo é uma ferramenta de trabalho, um veículo oficial que carrega o seu nome e o da empresa. Por meio do correio eletrônico, você transmite sua imagem para gestores, colegas, clientes, fornecedores. Opte pelo bom senso para navegar e não afundar na internet! • Seja conciso e objetivo, porém, não esqueça de mencionar todas as informações importantes na mesma mensagem para não enviar um e-mail cada vez que se lembrar de um detalhe. • Preste atenção na grafia das palavras e na pontuação. • Não anexe arquivos desnecessários. • Evite fontes em caixa alta, coloridas ou que dificultem a leitura. • O ‘assunto’ deve ter ligação com o conteúdo do e-mail. • ‘Copie’ somente as pessoas realmente interessadas naquele conteúdo. • Antes de enviar, revise o texto e analise se a mensagem está compreensível. • Se o assunto for complexo, opte por trata-lo pessoalmente ou por telefone. Para os e-mails vale uma máxima de comunicação

Menos é Mais.

Programa Evolução Fique de olho no seu desempenho!

Com o encerramento do segundo semestre e, principalmente, de mais um ano de muito trabalho, é hora de analisar tudo o que feito e se planejar para os desafios que virão. A Ouro Verde está preparando a segunda edição do Programa Evolução, que visa certificar, o nível de performance e competência da equipe, assim como propor alternativas de desenvolvimento aos colaboradores.

Através de avaliação de Desempenho, a Ouro Verde busca descobrir talentos, recompensar e desenvolver seus colaboradores. Preparem-se para a avaliação e aproveitem a oportunidade.

5


Resultados que inspiram,

planos que motivam A estruturação da Ouro Verde superou os efeitos da crise e permitiu à empresa o aumento de 50% no seu lucro. Todos os setores da Ouro Verde, unidades de negócios e corporativos, foram impactados por mudanças positivas em 2009. Segundo o superintendente da empresa, Karlis Kruklis, o crescimento da Ouro Verde é resultado de um intenso trabalho que começou a ser desenvolvido em 2008 e preparou a empresa para encarar com sucesso o desafiador ano de 2009. “Investimos num programa de reestruturação interna, repensamos os fluxos e processos e, ainda, trabalhamos para manter o volume de investimentos, explorar os segmentos onde atuamos, além de novos nichos de mercado”.

6


“Hoje sabemos quais operações promovem maior lucro e como direcionar as menos lucrativas para otimizá-las.” Ganhos e conquistas em toda a empresa - Karlis explica que a profunda análise dos contratos, realizada pelo Departamento Financeiro, foi fundamental para a evolução das áreas de negócio. “Hoje sabemos quais operações promovem maior lucro e como direcionar as menos lucrativas para otimizá-las”, completa. Na área de Transporte, o executivo destaca o somatório entre as análises contratuais e a implementação do CCO (Centro de Controle Operacional) como os grandes trunfos. Para a Locação, além da otimização dos contratos, vale ressaltar o trabalho intenso de reorganização da precificação dos serviços aliado a mudanças na manutenção dos equipamentos. O Departamento de Recursos Humanos e Assuntos Corporativos tornou-se um gestor estratégico dentro da companhia, com mecanismos para atrair e reter os melhores profissionais. “Hoje, os programas e benefícios da Ouro Verde são compatíveis com os de grandes multinacionais”, aponta Karlis. Ele também ressalta a evolução das atividades de comunicação interna e marketing do setor. Em paralelo ao investimento nas áreas que já existiam, foram estruturadas outras duas: Compras e Tecnologia da Informação.

Ano novo, novos desafios - A reunião de planejamento, realizada em outubro, delimitou os planos da Ouro Verde para o próximo ano. “Obtivemos o orçamento como consequência do planejamento, e não ao contrário. Assim, conferimos mais assertividade para a destinação dos nossos investimentos”, revela. O executivo destaca a preocupação dos gestores, para 2010, de continuar a reinventar e a reconstruir, em função do dinamismo que rege o universo corporativo. No Transporte, a grande aposta será a venda dos serviços de inteligência, em especial os relacionados à tecnologia e a soluções de logística por meio dos prestadores de serviço terceirizado e agregados. O desafio da Locação será a implantação das suas cinco unidades de negócio, sempre com o foco em cada uma delas como grande diferencial competitivo. O desenvolvimento constante dos colaboradores será priorizado pelo setor de Recursos Humanos. “A Ouro Verde terá o tamanho correspondente ao número de pessoas boas que tivermos aqui”, considera. Karlis reforça, ainda, a preocupação de manter o crescimento sustentável e estruturado da empresa, e garante que 2010 tem tudo para ser “o grande ano das nossas vidas: a Ouro Verde está estruturada e o mercado está atrativo e aberto”, enfatiza.

7


Criamos Novas Áreas de Negócios

buscando o melhor resultado Segmentada em 6 unidades de negócio, nova estrutura da locação resultará em mais foco e eficiência.

O último trimestre de 2009 foi pontuado por um importante redirecionamento nos negócios da Ouro Verde. O portfólio de serviços da empresa que figurava sob as áreas amplas de ‘transporte e locação’, agora está segmentado em sete unidades de negócio: Etanol; Logística Ambiental; Locação de Equipamentos e Serviços; Venda de Veículos Seminovos; Terceirização de Frota de Veículos; e Rent a Car. A decisão estratégica pretende assegurar maior foco para cada um dos negócios e, assim, o crescimento contínuo, sustentável e estruturado da empresa como um todo. Marcelo Mokayad, diretor executivo de locação – área mais impactada pela mudança –, explica que a Ouro Verde, até então, podia ser considerada uma empresa generalista, o que contribuiu para agregar a leitura completa do mercado e, como consequência, a ampla visão das oportunidades. “Não podemos abrir mão desse grande diferencial e nem da flexibilidade da empresa, principalmente no que diz respeito à área comercial. Porém, com a mudança na estrutura, a empresa passa a tratar de forma especializada a gestão e operacionalização de cada segmento onde atua”, detalha Mokayad. O executivo afirma que, dessa forma, será possível conhecer todas as variáveis que permeiam os mercados da Ouro Verde. “Ganhamos ainda mais profissionalismo e, com isso, mais eficiência”. Apesar dos objetivos, planejamentos e formas de atuar próprios, as unidades de negócio seguirão as políticas corporativas e se relacionarão com toda a empresa, garantindo a unidade na qualidade dos serviços Ouro Verde. Funções como compras,

Locação de Equipamentos e Serviços

Etanol

Venda de Veículos Seminovos

Logística Ambiental

Rent a Car

Terceirização de Frota de Veículos

financeiro, recursos humanos e tecnologia de informação serão corporativas e irão explorar as especificidades de cada negócio. “Essa nova configuração será um processo, que tem como objetivo posicionar a Ouro Verde sempre entre as melhores empresas”, conclui Mokayad.

Novo site reflete

a nova estrutura

Além da estrutura de negócios, o endereço da Ouro Verde na internet também ganhou nova roupagem. O novo site apresenta layout mais moderno, melhor navegabilidade, textos e informações atualizadas sobre a empresa. As mudanças não param por aí. Em breve, o site sofrerá muitas melhorias, como ferramentas de interatividade e outras.

8


Um exemplo de vida e de funcionário O que leva um funcionário se destacar como ‘o melhor’? O borracheiro Cícero Antônio Primo, que ostenta esse título na filial de Alcídia, interior de São Paulo, tem a resposta. “Comigo não tem tristeza, faço tudo que for preciso sorrindo, alegre”, revela. Tanta motivação não deixa transparecer as dificuldades que Cícero enfrentou até seu caminho se cruzar com o do gestor da unidade de Alcídia, Edmo José Garcia. Edmo conta que, no início da contratação dos colaboradores para a unidade, Cícero não foi selecionado. “Por uma obra do destino, no dia da seleção, eu o encontrei pedindo carona para voltar pra casa. No trajeto de 40 km, ele me contou que teve um sério problema com seu casamento, que o fez perder o emprego e passar por sérias dificuldades”, detalha. Há oito meses na equipe, o borracheiro fez valer a confiança que a Ouro Verde depositou nele. Além de competente, é amigo de todos, sempre disposto a contribuir com os colegas. Jovem, com apenas 33 anos, Cícero tem no filho sua grande inspiração. Com a vida em ordem, ele já almeja um novo objetivo, programado para 2010: voltar à escola para concluir seus estudos.

“Neste ano, houve uma melhoria expressiva na filial de Sertãozinho. Passamos a contar com sistemas mais claros, uma estrutura mais completa com diversos recursos. Para mim, foi um ano de grande crescimento profissional. Pude conhecer melhor os processos da operação no setor sucroalcooleiro, o que permite aprimorar meu trabalho cada vez mais”. Gleicy Regina Neves | Assistente Administrativo, filial de Sertãozinho – SP

“A área de Transportes teve um ano de trabalho bastante intenso, com a reestruturação de processos e sistemas. Estou certo de que 2009 é decisivo para a Ouro Verde continuar a crescer muito. A partir dessas mudanças, consegui desenvolver minha habilidade de negociação e de relacionamento com todos os colaboradores; a contribuição de cada um é muito importante”. Júlio Kescher | Transportes

“É sempre ótimo trabalhar na Ouro Verde. E, para mim, 2009 foi um ano de bastante trabalho. Rodei o Brasil inteiro – Belo Horizonte, Rio de Janeiro, muitas cidades; fui até para Buenos Aires, sempre com muita segurança, sem imprevistos no caminho. No próximo ano, espero fazer ainda mais viagens!”. Mário Messias da Silva | Motorista

“O que mais marcou o ano de 2009 para mim foi ter retomado meus estudos. Além da realização pessoal, estudar tem contribuído muito com meu trabalho, pois conheço pessoas diferentes, novas ideias, frequento outro ambiente. As mudanças que ocorreram na Ouro Verde também estão sendo muito produtivas, está muito bom para trabalhar. Em 2010, espero encontrar ainda mais desafios”. Rivaldo Camilo Faria | Manutenção de Veículos – Locação

9


Unidade de Transportes investe em inovações e parcerias

Ao longo deste ano, a área de Transporte investiu pesado em inovações

500 mil na construção de uma estrutura completa, com área de box, pátio,

dos sistemas e processos. Os resultados das mudanças já aparecem, como

abastecimento, treinamento, refeitório, administração. “Já alcançamos um

é o caso do CCO (Centro de Controle Operacional). Desde abril, a gestão da

aumento de 10% a 15% no aproveitamento dos veículos”.

frota propiciou um resultado de R$ 2,8 milhões à Ouro Verde, segundo o gerente de engenharia logística, Daniel Machado Santos. Utilizando o mesmo

Parcerias - A Randon, fabricante de 70% dos implementos da Ouro Verde,

software, específico para a gestão logística, a CGR (Central de Gerenciamento

agora presta assistência e manutenção dentro da Ouro Verde. “Temos equipes

de Riscos) possibilitou a execução de um modelo exclusivo de gerenciamento

exclusivas da Randon para cuidar dos caminhões em Curitiba, Cubatão, em

de riscos.

Dias D’ávila (BA) e na nova filial de Marília. Temos a segurança de serviços feitos com agilidade e qualidade”, explica Daniel.

Com o objetivo de agregar maior valor aos serviços de Transporte, foi criada uma ‘Área de Projetos’, responsável por desenvolver, implantar e acompanhar

O gasto com combustível corresponde a 40% do custo do frete. Visando

sistemas logísticos. “Conquistamos clientes muito significativos com este

maior competitividade, foi realizada uma concorrência para a compra

serviço”, pontua. Daniel destaca ainda as ‘Centrais de Frete’, que prevê

de grande quantidade de diesel, em que a Petrobras/BR saiu vencedora.

pontos de atendimento em Curitiba, São Paulo, Recife, Cubatão, Cuiabá e

“Colocamos bombas internas em algumas filiais e fechamos preços muito

Porto Alegre, cujo objetivo principal é angariar clientes pontuais para que

interessantes com os postos BR. Somado a isso, adotamos um sistema

o caminhão da Ouro Verde nunca esteja rodando vazio. ”O projeto trouxe

digital de carta frete, o que gera maior controle dos gastos”, completa Daniel.

aproximadamente um milhão de reais para a Ouro Verde”.

Segundo ele, essa parceria já gerou uma economia de cerca de R$ 350 mil e, mensalmente, proporcionará ganho estimado em R$ 150 a R$ 200 mil.

Outra inovação significativa é a reforma da filial de Cubatão, que responde pelas principais operações do setor químico. Foram investidos cerca de R$

10


novo momento da

terceirização da frota

garante mais qualidade e produtividade

Pneus, óleo, pastilhas de feio, mão-de-obra mecânica, lataria, lubrificante,

Outra prioridade eleita pela Locação foi a centralização dos fornecedores.

lavagem. Esses são apenas alguns dos serviços que a unidade de Terceirização

“Optamos por nos concentrar em fornecedores com maior qualificação,

de Frota precisa coordenar diariamente. Agora, multiplique tudo isso por uma

preços mais atrativos e que executem o maior número possível de serviços.

frota de 8.000 veículos. É para facilitar essa conta e ganhar mais consistência

Nosso objetivo é reduzir de 470 para 100 fornecedores, capazes de atender

no resultado final do trabalho que a Unidade de Locação implantou novos

80% das nossas necessidades”, avalia Schaab. Segundo ele, a expectativa é

mecanismos de gestão estratégica das suas operações.

reduzir o custo em 10% com essa estratégia e agregar mais qualidade aos serviços executados.

Um dos principais investimentos foi a substituição de um sistema EUROIT, desenvolvido para gerenciar a prestação de serviços de locação. Conforme

Devido à dimensão dos negócios, a área operacional da Terceirização de Frota

explica Sergio Schaab, coordenador de projetos da Terceirização de Frotas

foi geograficamente segmentada, com supervisores que coordenam equipes

(antigo Locação), foram desenvolvidos dentro do sistema módulos especiais

nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. O propósito é estar

para fornecedores e para clientes. “No Módulo Supplier, que é voltado aos

mais próximo dos clientes e dos fornecedores, dominando as características

fornecedores, já tivemos um aumento de produtividade de 160% - antes

específicas de cada região.

eram aprovados 19 orçamentos por dia, hoje são 50”, revela. Além disso, Schaab destaca que o processo ganhou mais segurança e permite fazer

A partir destas ações, questões operacionais ficam bem resolvidas e é possível

projeções para negociar com maior assertividade junto aos fornecedores. No

se dedicar a análises técnicas e estratégicas da área. “Outro ponto muito

Módulo E-client do sistema, foi agregada mais uma ferramenta competitiva

importante é que agora temos um preço fixo de manutenção. Dessa forma,

para a Ouro Verde, em que o cliente tem acesso a relatórios que indicam a

podemos compor um preço atrativo tanto para a Ouro Verde, como para os

produtividade de cada veículo locado.

clientes”, considera Schaab.

Ouro Verde Seminovos

abre sua loja própria Localizada num espaço estratégico junto à matriz da empresa, em Curitiba,

era feita apenas pela internet, mas agora possuímos também um local

a loja oferece aos clientes finais, um mix completo de automóveis, com

apropriado para receber os clientes da melhor forma. Contamos com uma

diversas opções de marcas e modelos, oriundos da atualização da frota do

estrutura completa de atendimento, feito por uma competente equipe

serviço de locação da Ouro Verde.

de vendas”, pontua. Fernando ressalta a possibilidade de financiamento dos veículos por meio de um banco parceiro e aponta o diferencial

Fernando Okamoto, gerente da Ouro Verde Seminovos, destaca que a loja

de uma estrutura enxuta. “A estrutura menor proporciona baixo custo

entrou no mercado com todos os diferenciais competitivos. “Por agregar

de manutenção e, dessa forma, podemos praticar preços ainda mais

o repertório da empresa, a Ouro Verde Seminovos garante a compra de

competitivos”, finaliza.

um seminovo com procedência integralmente conhecida. A venda antes

11


Revista Conexão - 2ª Edição  

Revista direcionada aos colaboradores da Ouro Verde - Dezembro 2009.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you