Page 56

partido O partido não podia ser mais simples, colocar o maior número de casas germinadas numa quadra, todas as casas têm a fachada da rua direto na calçada, sem recuo nenhum e são térreas, mas possuem um quintal dos fundos. O maior atrativo das casas era os ornamentos externos, que representavam um ideal de ‘beleza’ ou ‘high society’ na época, em cima das janelas da rua , no topo da casa, além de uma coluna coríntia espiral que marca um dos pontos onde dividem-se as casas. Fig 66. Vista Residências da Rua Plínio Martins Bonilha. Fotografia Fernando França, 2017.

programa de necessidades Sala de estar: principal ponto de so-

cialização na casa, tanto para a família quanto com convidados; reuniam-se lá para conversar, descansar ou ouvir o rádio. Quarto: percebe-se que mesmo possuindo apenas dois quartos a maioria das famílias usavam um deles para ser só do casal. Quarto: o outro quarto era destinado para as crianças, havendo uma, duas, ou o número que fosse. Cozinha: não havia sala de jantar, a mesa geralmente era colocada na própria cozinha. Banheiro: havia um banheiro só, para o casal, filhos ou convidados. Alpendre: nos fundos da casa, como se fosse uma transição entre a casa e o quintal, havia um alpendre que servia, provavelmente como área de serviço.

Profile for Erica Bortoletto

MONOGRAFIA - Modos de Morar em São Paulo [4º semestre]  

Monografia elaborada para disciplina de História da Arquitetura e Urbanismo no Brasil I durante o 4° semestre da graduação de Arquitetura e...

MONOGRAFIA - Modos de Morar em São Paulo [4º semestre]  

Monografia elaborada para disciplina de História da Arquitetura e Urbanismo no Brasil I durante o 4° semestre da graduação de Arquitetura e...

Advertisement