Issuu on Google+

 

 

Era  uma  vez...imagens  e  histórias  

 

Sónia  Dantas   1    


Índice     4  .  A  Árvore  dos  amigos   6  .  A  amiga  Vânia   8  .  Os  Dois  Vizinhos   10  .  O  macaco  Evan   12  .  Olá  amigo   14  .  A  história  da  Poderosa  Ana   15  .  O  gato  Tatu   17  .  O  pássaro  Poderosinho   19  .  A  Gata  Poderosa,  o  Gato  Poderosinho  e  o   Gato  preto.  

 

  2    


3    


A  Árvore  dos  amigos     Era  uma  vez  uma  árvore  cheia  de  pássaros.     Cada  um  deles  tem  seu  nome:  João  Carlos,  Vânia,  Cláudia,   David  e  Raquel.     Esta  árvore  é  constituída  por  amigos  e  professores.   Os  pássaros  são  muito  coloridos  e  todos  diferentes.     Há   um   pássaro   que   gosta   muito   de   chatear   e   de   brincar.   Que  gosta  de  varrer  e  de  cantar.  Esse  é  o  João.     O  pássaro  Vânia  é  muito  bonito,  vaidoso  e  brincalhão.     A   Cláudia   é   um   passarinho   muito   mimado,   só   faz   asneiras   e   é  muito  resmungão.   O   David,   esse,   é   um   pássaro   que   gosta   muito   de   brincar.   Quando   algum   viajante   vem   a   Portugal,   tira-­‐lhe   uma   foto   e   ele   está  sempre  a  perguntar  aos  amigos  se  já  está  tirada.   A  Raquel  é  bonita,  simpática  e  é  muito  amiga.     Mas  somos  todos  amigos.     A  minha  árvore  é  assim!...  

 

 

4    


5    


A  amiga  Vânia      

Tenho  uma  amiga  chamada  Vânia.  Tem  27  anos  e  mora  na   Póvoa  do  Varzim.    Tem   cabelos   castanhos,   lisos,   compridos   e   soltos,   esvoaçantes  como  as  folhas  do  Outono.  Os  seus  olhos  castanhos,   como   duas   avelãs,   iluminados   por   uma   ligeira   maquilhagem.   Adoro  o  seu  sorriso  encantador.   É   muito   bonita,   amiga   das   pessoas   e   está   sempre   pronta   para  ajudar  os  outros.  Muitas  vezes  gostaria  de  falar  com  ela  mas   é   impossível.   É   professora   na   escola   da   pintor   José   de   brito,   dá   aulas  de  matemática.   É   escuteira   na   Póvoa   do   Varzim   e,   como   tal,   tem   um   trabalho  educacional  e  de  voluntariado.     Gosto   muito   dela   porque   é   amiga,   educada,   brincalhona   e   simpática      

 

 

6    


7    


Os  Dois  Vizinhos     Numa  árvore,  moram  dois  passarinhos:  mãe  e  filho.   A  mãe  é  grande,  forte  como  uma  velha  galinha,  tem  rabo  grande  e   pesado,  patas  pequenas  como  uma  pomba  e  bico  longo  e  afiado.   Na  cabeça,  tem  uma  linda  crista  dourada  que  parece  uma  coroa.   Os  seus  olhos  são  muito  bonitos,  azuis  como  o  mar  em  dia  de  sol.   É  um  pássaro  colorido,  com  asas  verdes  e  cinzentas  mas  incapazes   de  voar.   A  mãe  é  muito  preocupada,  e  dá  muito  carinho  ao  filho  porque  só   tem  aquele.     O   filho,   esse,   é   um   caçapinho   e   ainda   está   no   seu   ninho   amarelo,   muito   feito   pela   mãe   com   muito   carinho   e   dedicação.   É   um   filho   muito   chato,   dá   muito   trabalho   e   problemas   à   mãe   porque   não   tem   pai   que   o   ponha  na  linha.      

O   ninho   está   pousado   no   ramo   de   uma   grande   árvore   que   fica  

mesmo  ao  lado  da  minha  “árvore  dos  amigos”.     Somos  todos  amigos.    

 

  8    


9    


O  macaco  Evan    

Era   uma   vez   um   macaco   que   se   chamava   Evan.   Era   alto,   forte,   tinha   uma   boca   grande,   orelhas   grandes,   olhos   pequenos   com   umas   sobrancelhas   espessas   e   cabelo   Castanho   com   um   corte   espetado   para   cima.    

 Este   macaco   não   era   um   qualquer,   era   muito   importante   porque  

jogava   futebol.   O   seu   sonho   era   ser   jogador   profissional.   Quando   estava   bom  tempo,  chamava    pelos  amigos  e  formavam  uma  pequena  equipa.    

O  guarda-­‐redes  era  o  Avatar.  

 

Os  defesas  eram  Shocs  e  Dulti.  

 

Os  adversários  eram  o  Billy  e  o    Johny  no  meio  campo.  

 

Certo   dia,   lembraram-­‐se   de   ir   jogar   contra   outra   equipa.   Então,  

foram   jogar,   tudo   na   maior.   Foi   quando   o   Evan   levou   com   uma   bola   no   nariz  e  começou  a  sangrar  e  o  jogo  acabou.   Os   seus   amigos   disseram   que   era   melhor   ir   às   urgências   mas   ele,   feito   teimoso,  disse  que  aquilo  não  era  nada  e  que  no  dia  seguinte  estava  bom.    

Então   assim   foi.   Comeu   e   foi   para   a   cama.   Mas,   na   manhã   seguinte,  

levantou-­‐se  e  vestiu  uma  camisola  que  tinha  um  desenho  de  uma  árvore.   Tomou   o   pequeno-­‐almoço   mas,   quando   foi   lavar   a   cara   e   olhou   para   o   espelho,  o  seu  nariz  estava  inchado  e  começou  a  chorar.   Pensou   no   que   os   amigos   lhe   tinham   dito   e   foi   ao   hospital.   Lá,   disseram-­‐lhe   que   tinha   o   nariz   partido.   Foi   operado   e,   a   partir   daí,   teve  

 

cuidado  a  jogar  a  bola.  

10    


11    


Olá  amigo    

Olá  amigo,   Este   ano   não   vou   poder   ir   à   tua   terra   porque   tive   o   meu   pequeno   filhote.   O   meu   pequeno,   Sérgio,   está   em   Santa   -­‐   Marta,   na   ama   enquanto   eu  trabalho.   Se  puderes,  manda-­‐me  umas  fotografias  daí  para  eu  guardar  como   recordação.   Eu  também  vou  tirar  algumas  para  te  enviar  para  ai  a  fotografia  do   Sérgio.   Com   muitas   saudades,   me   vou   despedir   de   ti   porque   o   rapaz   está   brincar  com  peças  pequenas  que  pode  engolir  e  tenho  que  estar  atenta.   Mando-­‐te  um  grande  beijinho.  Muitas  felicidades,  e  tudo  de  bom.   Manda   noticias   que   eu   cá   espero   pelas   tuas   cartas.   Temos   muita   pena  de  não  podermos  ir  ai.   BEIJINHO.  

 

Teresa    

12    


13    

 

 


A  história  da  Poderosa  Ana    

Tenho  uma  amiga  chamada  Poderosa  Ana.   É   alta,   magra,   tem   cabelos   aos   caracóis   como   as   ondas  do  mar,  e  também  madeixas  vermelhas.   Tem  olhos  castanhos,  como  a  terra.     Vive  em  Viana  do  Castelo  com  o  seu  filhote,  também   poderoso.   Ela   é   muito   linda,   como   o   arco-­‐íris,   amiga   das   pessoas  e  gosta  de  ajudar.   Quando   está   bem-­‐disposta,   está   sempre   na   brincadeira  e,  principalmente,  gosta  de  chatear.   O   seu   filhote   é   muito   bonito:   é   moreno,   tem   uma   crista   encaracolada,   de   cor   castanha,   e   os   olhos   castanhos.   Só  sai  à  mãe  em  duas  coisas:  lindo  e  poderoso.  

 

  14    


O  gato  Tatu     Era  uma  vez  o  gato  Tatu  que  subiu  para  cima  de  uma  árvore…   O  Tatu  é  grande,  forte  como  um  elefante,  tem  um  rabo  de  silicone  e   é  muito  pesado.  Os  seus  olhos  são  como  umas  batatas.  O  seu  pêlo  é  macio   e  colorido,  os  bigodes  tão  grandes  que  precisa  de  ir  à  tosquia.   Tinha   que   ir   ao   veterinário   fazer   um   novo   look.   Pensou   bem   e   decidiu   fazer   madeixas   e   pôr   extensões,   de   várias   cores.   Quando   foi   ao   veterinário,  viu  uma  bela  gata,  ficou  atraído  e  muito  encantado  com  ela.   Começou  a  tentar  meter  conversa…  

 

-­‐   Minha   bela   flor,   tu   és   muito   importante   para   o   meu   coração!   A   minha   vida  não  tem  sentido  sem  ti,  se  não  estiveres  ao  meu  lado!     15    


A  gata  Sissi  ficou  muito  emocionada  e  desmaiou.  O  gato  Tatu  teve   que  lhe  dar  assistência.  E  lambeu-­‐lhe  o  focinho.   A  gata  acordou  e  disse:   -­‐  Meu  príncipe  de  cavalo  branco!   O  gato  fez  um  convite:   -­‐  Queres  namorar  comigo?   Ela  respondeu:   -­‐  SIM,  meu  príncipe  encantado!   Assim,  começaram  a  namorar.   Foram   passar   férias   para   cima   de   uma   árvore   bela,   maravilhosa   e   cheia  de  flores.   Ele,   no   meio   de   tanta   flor,   como   por   magia,   ofereceu-­‐lhe   um   belo   anel  e  pediu-­‐a  em  casamento.  Foram  logo  marcar  a  data.   Nesse  dia,  o  gato  Tatu  estava  maravilhoso  com  o  seu  fato  de  noivo,   mas  muito  nervoso  e  ansioso  com  a  chegada  da  Sissi.   A   gata   Sissi   chegou   com   um   deslumbrante   vestido   de   noiva,   em   cima  de  um  cavalo  preto.   Depois  de  ela  chegar,  foram  para  a  igreja  e,  quando  saíram,  levaram   com   muito   arroz   e   até   houve   foguetes.   Foram   num   coche   puxado   pelo   cavalo  de  que  ela  tanto  gostava.     E  assim  foi  …   Foram  muito  felizes  para  sempre!  

 

SISSi  &  TATU!  

16    


O  pássaro  Poderosinho     Era  uma  vez  um  pássaro  que  gostava  muito  de  pousar   numa  árvore  perto  de  muitos  pássaros.   Ele  é  grande,  gordo,  tem  um  bico  muito  grosso  e   comprido  e  tem  o  bico  às  cores.   Os  olhos  com  várias  cores.   O  corpo  às  riscas  multicolores.  

 

E  as  suas  asa    coloridas,  às  pintas.   17    


Ele  tem  uma  crista  grande  com  cores  quentes  e  frias.   O  bico  dele  toca  nos  galhos  da  árvore.   A  crista  não  é  uma  qualquer,  é  muito  especial.   É  o  arco-­‐íris.   Quando  ele  estava  a  cantar,  já  era  noite.   O  céu  limpo,  bonito,  com  umas  nuvens  especiais.   Uma  delas  é  um  coração.   O  sol  já  estava,  há  muito,  contente  com  a  desgarrada.   A  lua  era  muito  pequena,  e  ele,  quando  não  tinha  amigos,   inventava  canções  para  a  lua  adormecer.     As  crianças  iam  à  janela  vê-­‐lo  a  cantar.     Chamavam:  “Poderosinho,  anda  cantar  uma  canção  para   nós  adormecermos”.       Ficou  com  o  nome  de  Poderosinho,  o  pássaro  que   cantava  ao  desafio.     E  assim  foi.          

 

  18    


A  Gata  Poderosa,  o  Gato  Poderosinho  e  o  Gato  preto.   A   Gata   subiu   para   uma   árvore   brilhante,   forte,   linda   com   uma   bela   paisagem   onde   via   uma   maravilhosa   cidade   com   árvores.   Era   uma   vez   uma   gata   chamada   poderosa   e   um   gato   mais   pequeno  que  é  o  seu  filho  e  o  gato  preto  é  o  seu  marido.  Eles  são   grandes,   fortes,   lindos   e   os   seus   olhos   azuis   e   tem   todos   os   bigodes  bem  aparados.  O  seu  pêlo  é  brilhante  forte  em  vitaminas  

 

e  em  cálcio  e  é  muito  bonito  mas  também  tem  muitas  cores.     19    


O   seu   filhote   Poderosinho   é   muito   lindo,   manso,  

brincalhão,  atrevido  e  divertido,  mas  nas  suas  brincadeiras  parte   tudo   desarruma   e   rasga   as   cortinas   todas.   Dona   Ana   não   acha   graça  nenhuma!   Fica  muito  zangada  e  chateada  e  ralha  com  a  mãe  Poderosa   que  está  no  computador  ou  no  telemóvel  em  vez  de  tomar  conta   do  filho.   A   mãe,   muito   aborrecida,   teve   que   ir   à   loja   da   dona   Berta   comprar  novas  cortinas.       O  seu  marido,  muito  zangado  com  a  despesa,  disse:   -­‐   Bem   feita.   Para   a   próxima   tens   que   estar   atenta   ao   Poderosinho.   Ralhou  com  o  seu  filho  mas  não  adiantou  de  nada.   O   gatinho   continuou   a   fazer   asneiras   nas   cortinas,   nas   suas   brincadeiras,  porque  estava  na  idade  da  tolice.     A  gata  passou  a  levantar  as  cortinas  todas  as  manhãs  para  não   ter  mais  despesas  e  Dona  Ana  a  chamá-­‐la  a  atenção.  

 

 

20    


Era uma vez.... imagens e outras histórias.