Issuu on Google+


PM PUBLICIDADE


MT PUBLICIDADE


KIA PUBLICIDADE


KIA PUBLICIDADE


Índice

foto Raoni Barbosa

9. Editorial

foto Raoni Barbosa

19. Opinião 20. Coreto: Francisco Magalhães 22. Ponto de Vista: Elivaldo Barbosa ECONOMIA 26. Economia e Negócios Sérgio Fontenele

CAPA 48. Saúde Nossa comida faz bem?

POLÍTICA 28. Pesquisa Fora da disputa 30. Eleições O Karnak não entra no Palácio da Cidade?

10. Páginas Verdes João Alberto Cardoso Monteiro concede entrevista a Fábio Lima 34. Indústria GERAL 36. Engenharia Um dia a casa cai

por yala sena

E-books em alta

Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil revela um dado animador. O nordestino está lendo mais. Ele lê em média 4,3 livros por ano, mais que a média brasileira, que é de quatro livros. Eles buscam o prazer e conhecimentos gerais. Os principais gêneros lidos por iniciativa própria são: literatura, Bíblia e livros religiosos.

Seguindo a tendência de acesso a novos meios de leitura, o Nordeste aparece bem ranqueado quando o assunto são os e-books. De acordo com a pesquisa, o Brasil tem atualmente 9,5 milhões de leitores de livros digitais, sendo que deste número, 22% estão concentrados nos Estados nordestinos.

Juliana na Serra Um dos assuntos mais comentados no Facebook foi o flagrante de Darlan Ribeiro, que fotografou a atriz Juliana Paes em São Raimundo Nonato, onde grava as primeiras cenas do remake de “Gabriela”. Ela foi fotografada, sem maquiagem, no dia 26 de março, dia de seu aniversário de 33 anos. Juliana está com a pele bronzeada e com cabelão. Veja matéria completa no site www.cidadeverde.com. 6 | 08 DE ABRIL, 2012 | REVISTA CIDADE VERDE

foto Sãoraimundo.com

Nordestinos leem mais


foto Raoni Barbosa

70. Tecnologia

18. A gratidão é a

72. TV O sonho de trabalhar na TV Cidade Verde

Jeane Melo

memória do coração

Artigo de primeira

33. José, o bom carpinteiro

74. Esporte Ja sam iz Piauí

Fonseca Neto

Nos vagões da história

78. A Cidade Buenos Aires: bons ares na zona norte ECONOMIA 58. Investimentos Suzano sob desconfiança CULTURA 40. Teatro Paixão dos turistas 45. É a Lei Lei proíbe inclusão no SPC por empresas públicas

66. Das coisas que não se esquecem (2)

80. Arquitetura e urbanismo A Beleza e a Fé

Cineas Santos

84. Gente Perfil com o arquiteto Ronaldo Veras

88. Gargalhadas

85. Por aí Por aí com Péricles Mendel

Fica a dica!

Chão Batido

levadas a sério

Joelson Giordani 89. Os 7 dons do Espírito Santo - fortaleza

90. Flashe da cidade Tarciana Martins

Pe. Tony Batista Sinal de Deus

Memorial

foto Yala Sena

O médico Clidenor de Freitas, que foi anistiado este ano após 12 anos de sua morte, ganhará um memorial com obras e peças raras de seu acervo particular. O anúncio foi feito pelo filho do médico, José Francisco Dutra Neto (foto). Clidenor, criador do Meduna, tem mais de 260 obras sobre Dom Quixote, editadas em várias partes do mundo, e quadro raro de Cândido Portinari. O memorial ficará no prédio do Meduna. A preservação do local foi uma exigência da família quando vendeu o terreno do sanatório para o grupo Sá Cavalcante, do Shopping Rio Poty.

Matérias

Colunas/Blogs

Fisioterapeuta morre depois de bater carro em árvore na av. Maranhão - bit.ly/AcidenteFisio

Péricles Mendel

Tia de Fernanda contesta versão de Nayra; Carro é devolvido para família - bit.ly/FernandaNayra

Modelito

Aluna de Medicina é eleita mais bela de Teresina e disputará Miss Piauí - bit.ly/MissTHE2012

Porteira

Corretor de veículos é executado com 3 tiros na cabeça na Av. Miguel Rosa - bit.ly/MorteCorretor Tempo Real Exclusivo: Nayra Veloso fala pela 1ª vez sobre o caso Fernanda Lages - bit.ly/NayraExclusiva

Elvira Raulino

REVISTA CIDADE VERDE | 08 DE ABRIL, 2012 | 7


A Revista Cidade Verde é um periódico quinzenal da Editora Cidade Verde Ltda CNPJ - 13284727/0001-90. A Cidade Verde, não necessariamente, se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo esse último de inteira responsabilidade dos anunciantes. É proibida a reprodução total ou parcial desta obra através de qualquer meio, seja ele eletrônico, mecânico, fotografado ou gravado sem a permissão da Editora Cidade Verde.

PUBLICIDADE

Presidente: Jesus Tajra Filho Conselho Editorial: Jesus Tajra (presidente) José Tajra Sobrinho (vice-presidente) Conselheiros: Amadeu Campos, Dina Magalhães, Fonseca Neto, Jeane Melo, Nadja Rodrigues e Yala Sena Diretoria de Assinaturas e Circulação: Clayton Nobre Riedel Filho e Valdinar Lima Júnior Diretoria Comercial: Cristina Melo Medeiros, Marina Lima e Albina Santos Diretoria de Publicidade e Marketing: Jeane Melo, Caroline Silveira, Rafael Solano e Itallo Holanda Editora Chefe: Dina Magalhães Repórteres: Arlinda Monteiro, Caroline Oliveira, Fábio Lima, Raoni Barbosa, Sérgio Fontenele Redação (articulistas): Cineas Santos, Elivaldo Barbosa, Fonseca Neto, Francisco Magalhães, Jeane Melo, Joelson Giordani, Marcos Sávio, Péricles Mendel e Pe. Tony Batista Colaboradores desta edição: Edson Almeida, Jânio Holanda, Paulo de Tarso Batista Libório Editores de Arte/Diagramadores: Airlon Pereira Souza e Miguel Araújo Foto/capa: Raoni Barbosa Revisão: Luiza de Marilac Uchôa Impressão: Halley S.A. Gráfica e Editora Revista Cidade Verde e Editora Cidade Verde Ltda Rua Godofredo Freire, nº 1642 / sala 35 / bairro Monte Castelo Teresina, Piauí CEP: 64.016-830 / CNPJ - 13284727/0001-90 email: revista@cidadeverde.com / fone: 3131 . 1750


Um empurrãozinho para mudar sua rotina

Às vezes, o que falta para muitos criarem coragem e mudarem seus hábitos é um exemplo. Em outros casos, é necessário atingir o limite. Não precisei chegar a tanto. Cheguei aos 101 quilos e criei coragem para fazer exames de rotina. Não aguentei cinco minutos na esteira –um fiasco para quem nadava feito peixe há 10 anos. Todas as taxas de colesterol foram para o espaço e o ácido úrico subiu demais para quem já tem histórico de cálculo renal na família. Pensei nos meus pais e nos meus amigos e disse: “Chega”. Com dieta monitorada por nutricionista e acompanhamento profissional para as corridas, perdi 15 quilos, já comemorei meus 10 quilômetros e penso em correr mais. E o custo financeiro nem foi o que muitos pensam. Nosso colega Laércio Andrade também não precisou tomar um susto maior para resolver fazer diferente. Já perdeu 30 quilos e é outro homem. A energia que o telespectador vê na TV Cidade Verde aumentou, o vigor dobrou. Alegria transmitida de segunda a sexta-feira. Tudo fruto de uma mudança acompanhada ao longo de várias reportagens sobre sua dieta e seus exercícios, que viraram quadro do seu programa, Cidade Viva. Hoje, outros colegas também resolveram cuidar mais da saúde, e todos no Grupo Cidade Verde comemoramos o resultado. Ciclismo, corrida, natação, boxe, futebol... Um dia talvez façamos até uma “Olimpiauí” interna.

Mas, como disse no início, às vezes falta um exemplo para criar coragem e mudar tudo. E por isso esta edição da Revista Cidade Verde abre espaço para mostrar o exemplo do Laércio Andrade e até o meu, que sou mais reservado e detesto falar de coisas pessoais publicamente. Mas, tudo bem. Afinal, nós sabemos o quão difícil é fechar a boca para a mão de vaca, a buchada, o sarapatel com cerveja na tarde de domingo, e a panelada com folha de louro e limão (difícil até ler sem salivar, não?). Calorias que os vaqueiros no sertão piauiense queimavam fácil, mas hoje viram tecido adiposo com nossos hábitos sedentários. Além dos exemplos, nossa repórter Caroline Oliveira trouxe a palavra de especialistas em saúde. Contou a história de quem precisou de cirurgia para reduzir o estômago e voltar ao peso ideal. Ouviu nutricionistas para saber como o piauiense pode alimentar-se melhor. E olha só a boa notícia: não é preciso deixar de comer nossas iguarias para ter uma vida mais saudável. É necessário seguir as orientações médicas e perseverar. Exemplo agora não falta. Boa Leitura! Fábio Lima Editor-chefe interino

REVISTA CIDADE VERDE | 08 DE ABRIL, 2012 | 9


Entrevista por FÁBIO LIMA

João Alberto Cardoso Monteiro

fabiolima@cidadeverde.com

Quando João Alberto Monteiro deixou Fortaleza para começar a carreira de arquiteto em Teresina, em 1975, talvez não tenha pensado que fincaria seus pés no Piauí. Como sugeriu um professor da universidade, o cearense aproveitou o mercado em expansão e radicou-se. Mais do que isso, passou a viver e participar do crescimento da capital nas últimas quatro décadas. O secretário municipal de Planejamento elabora projetos de uma Teresina que ele já queria ter visto crescer mais. No entanto, sua preocupação com os aspectos urbanos vai além da condição física da cidade. Compartilhando dos pensamentos de Wall Ferraz, João Alberto lembra que “a cidade é o povo”, e os projetos devem pensar o bem estar do mesmo. As obras devem mais que solucionar um problema pontual, e sim garantir cidadania. João Alberto Monteiro, 59 anos, propõe-se a um debate, a pensar a capital piauiense. A Revista Cidade Verde ouviu um homem que pensa na consciência política dos cidadãos como fator decisivo para o desenvolvimento de Teresina. No entanto, não poderíamos deixar de perguntar sobre obras e projetos em 10 | 08 DE ABRIL, 2012 | REVISTA CIDADE VERDE

foto Raoni Barbosa

Planejando cidadania


Revista Cidade Verde Ed 29