Issuu on Google+


CE PUBLICIDADE


EUT PUBLICIDADE


GOVE PUBLICIDADE


ERNO PUBLICIDADE


fotos acervo familiar

Índice

9. Editorial

foto arquivo público do DF

14. Opinião 18. Ponto de Vista: Elivaldo Barbosa 20. Indústria 22. Economia e Negócios 31. É a Lei OAB-PI lança Campanha pela Valorização dos honorários

ECONOMIA 32. Alimentação Qual o sotaque da nossa comida? CAPA 48. História Retratos de Brasília

GERAL 40. Justiça Criminalização do adolescente

foto Carol Riedel

10. Páginas Verdes Dora Parentes concede entrevista à jornalista Dina Magalhães

Piauiense na novela Marcela Lago, 8 anos, está realizando um sonho de muitos atores. A piauiense passou na seleção nacional e vai integrar a nova novela Saramandaia. O remake é baseado na obra de Dias Gomes, exibida em 1974. A atriz mirim também fez participação em Amor à Vida, como filha de Bruno e Paloma, interpretados por Malvino Salvador e Paola Oliveira.

foto cidadeverde.com

POR YALA SENA

foto Rao

ni Barbo

sa

Arcebispo no Face O mais novo adepto do Facebook será o arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Furtado de Brito, 65 anos. Ele prepara sua página que será lançada ainda este mês. A igreja permite o uso da rede social. O papa Francisco é seguidor do Twitter e Facebook. O arcebispo quer atrair o público jovem e divulgar as ações da Jornada Mundial da Juventude, que acontece em julho, no Rio de Janeiro.

6 | 05 DE MAIO, 2013 | REVISTA CIDADE VERDE


GERAL 58. Religião A fé que move montanhas

19. O melhor remédio Jeane Melo

Artigo de primeira

62. Esporte Terra de corredores

38. São João das Cidades

GERAL 68. Economia Nosso negócio é música!

Fonseca Neto

Nos vagões da história

78. Lançamentos

72. A Cidade Mirante do Morro do Gritador ESPECIAL 24. Memória A saga de um empreendedor

56. Coreto: Francisco Magalhães

Joelson Giordani Auto Mundo

89. As traquinices do

74. Viver Bem Liana Aragão 80. Gente Perfil com a Secretária de Comunicação Cláudia Brandão

84. Tecnologia

Menino Jesus

Cineas Santos Chão Batido

85. Caderno Oportunidades & Negócios 90. Flashe da cidade Jefferson Xavier Jex

Decisão inédita Um juiz do Paraná obrigou ex-namorado a pagar pensão por causa do status do Facebook. Uma jovem acionou a Justiça para requerer pensão alimentícia e a divisão de bens após o término do namoro. A referência do juiz foram fotos e a declaração de “relacionamento sério”. Ela ganhará pensão de R$ 900,00. O juiz Antonio Nicolau Barbosa Sobrinho, da 2ª Vara de Família, esclarece: “Perfis e postagens em redes sociais podem ter o mesmo valor que uma certidão de casamento”.

Matérias

Colunas/Blogs

Assaltante é morto após roubar joalheria no Centro de Teresina - bit.ly/MorteJoalheria

Péricles Mendel

Briga de garotas em escola do Piauí vai parar na Internet; Veja o vídeo - bit.ly/BrigaColegio

Modelito

Na abertura do Shopping, ministro afirma que seu João “é o cara” - bit.ly/SeuJoaoOCara

Porteira

Jovem vindo de Brasília é morto em casa com tiro na cabeça - bit.ly/MorteMocambinho

Tempo Real

Suspeito de assassinato em missa já havia matado irmão da vítima - bit.ly/MortenaMissa

Desbocada

REVISTA CIDADE VERDE | 16 DE JUNHO, 2013 | 7


A Revista Cidade Verde é um periódico quinzenal da Editora Cidade Verde Ltda. A Cidade Verde, não necessariamente, se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo esse último de inteira responsabilidade dos anunciantes. É proibida a reprodução total ou parcial desta obra através de qualquer meio, seja ele eletrônico, mecânico, fotografado ou gravado sem a permissão da Editora Cidade Verde. Presidente: Jesus Tajra Filho Conselho Editorial: Jesus Tajra (presidente) José Tajra Sobrinho (vice-presidente) Conselheiros: Amadeu Campos, Dina Magalhães, Fonseca Neto, Jeane Melo, Nadja Rodrigues e Yala Sena Diretoria da Editora Cidade Verde: Elisa Tajra

Liana Aragão, Marcos Sávio, Péricles Mendel, Pe. Tony Batista e Zózimo Tavares

Diretoria de Assinaturas e Circulação: Clayton Nobre Riedel Filho e Valdinar Lima Júnior

Impressão: Halley S.A. Gráfica e Editora

Diretoria Comercial: Cristina Melo Medeiros e Marina Lima Diretoria de Publicidade e Marketing: Jeane Melo, Caroline Silveira, Rafael Solano e Itallo Holanda Editora Chefe: Dina Magalhães

Colaboradores desta edição: Ascom Fiepi, Ascom Sesc e Senac Editores de Arte/Diagramadores: Airlon Pereira Souza e Cícero Willison Revisão: Luiza de Marilac Veras Uchôa

Revista Cidade Verde e Editora Cidade Verde Ltda Rua Godofredo Freire, nº 1642 / sala 35 / bairro Monte Castelo Teresina, Piauí CEP: 64.016-830 / CNPJ - 13284727/0001-90 email: revista@cidadeverde.com / fone: 86 . 3131 . 1750

Repórteres: Arlinda Monteiro, Caroline Oliveira, Fábio Lima, Lena Mendonça e Raoni Barbosa Redação (articulistas): Cecília Mendes, Cineas Santos, Elivaldo Barbosa, Eneas Barros, Fonseca Neto, Francisco Magalhães, Jeane Melo, Joelson Giordani,

ASSINATURA


foto Melissa Christofolleti

Retrato em branco e preto O fotógrafo francês Henri Cartier-Bresson, considerado por muitos como o pai do fotojornalismo, costumava afirmar que “fotografar é colocar na mesma linha de mira, a cabeça, o olho e o coração”.

palácios e monumentos. Fontenelle também mirou e flagrou o vaivém dos candangos, dos primeiros habitantes, dos eixos rodoviários que até hoje formatam a capital da República.

Com mil ideias na cabeça, o olho atento e o coração pulsando forte, o fotógrafo Mário Fontenelle clicou o nascimento da capital federal. É mais um ilustre piauiense desconhecido, que a nossa história cultural esqueceu de registrar e que a Revista Cidade Verde encontrou, revirando o baú da memória.

Viajou por várias capitais brasileiras, tornando-se mecânico de pista e, posteriormente, mecânico de bordo. Foi em uma dessas viagens que conheceu o presidente JK, ao qual passou a servir como fotógrafo, tendo sido também um amigo.

Da cabeça desse parnaibano, nascido em 1919, saíram ideias que se tornaram fotos geniais. Em preciosos ângulos ele registrou a construção de Brasília passo a passo. No olho do furacão, dentro do canteiro de obras que era a “vermelha” Brasília em construção, Fontenelle viu tudo através de lentes das máquinas fotográficas que ganhou do presidente Juscelino Kubitschek. Nada escapou ao seu olhar atento, capturou a história sendo escrita. Ele estava na gênesis da construção de Brasília e fotografou o chamado sinal da cruz – que o urbanista Lúcio Costa desenhou para pôr em prática os sonhos do presidente JK e do arquiteto Oscar Niemeyer, cortando o cerrado deserto para construção do Plano Piloto. Seu coração estava em cada foco, nas obras dos principais

Sua terra o esqueceu, porém, as fotos ficaram eternizadas por meio do resgate feito pelo Museu Vivo da Memória Candanga, em Brasília. Como uma foto velha em tom sépia, Fontenelle saiu da história em 1986, quando morreu praticamente abandonado, num asilo do Núcleo Bandeirante. Por meio de uma matéria do jornalista Fábio Lima, da equipe da Revista Cidade Verde, o Piauí talvez passe a conhecer mais este piauiense, que só tinha cabeça, olhos e coração para a fotografia e eternizou sua obra com imagens reveladas, literalmente, de rolos de filmes que agora emergem do baú da memória brasileira. Dina Magalhães Editora-chefe

REVISTA CIDADE VERDE | 16 DE JUNHO, 2013 | 9


Entrevista POR DINA MAGALHÃES

Dora Parentes

dinamagalhaes@cidadeverde.com

foto Carol Riedel

Dora: fazendo arte Ela nasceu Doralice Andrade Parentes, em Piripiri, e tornou-se uma artista plástica internacional, a nossa Dora Parentes. Sua arte ganhou o mundo por meio de suas telas. Como toda artista genuína, Dora Parentes é absolutamente pessoal dentro de toda essa multiplicidade, pois suas obras têm inconfundíveis selos de expressão. O trabalho de Dora é inspirador. Ela diz que procura adequar as formas estéticas para as telas, seja na sua visão de lindos cavalos, na leveza dos movimentos femininos ou na exuberância da natureza. Estreou como pintora no Rio de Janeiro, ainda na década de 60, onde iniciou a carreira no Salão Nacional de Belas Artes, obtendo Menção Honrosa. Realizou mais de 70 exposições individuais no Brasil, EUA e Europa. Dora Possui obras na Pinacoteca da Funarte, Museu Histórico do Maranhão, Caixa Econômica Federal de Brasília, Petrobras (Rio de Janeiro), Secretaria Estadual de Cultura (em São Paulo), Casa da Cultura Equatoriana, Centro Cultural Correios Rio e Salvador, Museu de Arte do Parlamento de São Paulo, além dos inúmeros colecionadores que, conscientes do valor estético e financeiro de sua arte, investem e estão sempre adquirindo novas obras. 10 | 16 DE JUNHO, 2013 | REVISTA CIDADE VERDE


Revista Cidade Verde Ed 60