Page 5

foto Manuel Soares

De olho na balança A vida moderna tem mudado os hábitos da população. Com o estresse e a correria do dia a dia, nem sempre os brasileiros param para fazer uma refeição adequada, apelando para os perigosos fast-foods. A falta de tempo também é desculpa frequente para não praticar exercícios físicos regularmente. E o resultado desse comportamento é um aumento gradativo de pessoas consideradas obesas. Longe de ser apenas uma questão de estética, a obesidade é um problema de saúde, uma vez que provoca uma série de complicações ao organismo, como doenças cardíacas, diabetes e até câncer. Portanto, o sobrepeso passou a ser uma preocupação de saúde pública para evitar os desdobramentos causados pelo desequilíbrio na balança. Na reportagem de capa desta edição, a Revista Cidade Verde ouviu vários especialistas sobre o assunto e revela aos seus leitores os riscos a que um paciente obeso está submetido, bem como as orientações sobre uma alimentação saudável e os exercícios que devem ser praticados para que o corpo possa ficar em forma. Outro tema em destaque é a qualidade da carne que compramos nos mercados e frigoríficos. Depois da divulgação da Operação Carne Fraca, realizada pela Polícia Federal, os consumidores ficaram receosos na hora

de escolher o produto. Mas não há motivo para pânico, como explicam os profissionais ouvidos pela nossa reportagem, que ainda ensinam como escolher uma carne saudável e sem risco de contaminação. Ainda falando de saúde, um perigo que trazemos junto ao nosso corpo, praticamente o tempo inteiro, é o telefone celular. Embora não seja visível aos nossos olhos, uma quantidade impressionante de fungos e bactérias está presente nos aparelhos de telefone, com potencial para desenvolver várias doenças. São equipamentos que acumulam muita sujeira e que, por estarem em contato direto com as mãos e o rosto de quem os utiliza, merecem uma limpeza cuidadosa, como nos mostra a reportagem que começa na página 24. O uso do carro-pipa, pensado para ser uma resposta emergencial para um problema secular, já completou dezoito anos, sem que a solução definitiva para a seca tenha sido implantada. Até hoje, a população dos municípios piauienses da região do semiárido é obrigada a esperar o dia em que o caminhão vai trazer a água que não chega normalmente pelas torneiras. Uma vergonha que já merecia ter sido extinta da nossa realidade. Cláudia Brandão Editora-chefe

REVISTA CIDADE VERDE | 2 DE ABRIL, 2017 | 5

Revista Cidade Verde 160  

Obesidade

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you