Page 218

Os entraves políticos na era da transição tecnológica da televisão Political barriers in the age of television technological transition Lívia Cirne1 Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) liviacirne@gmail.com

CRUZ, Renato. TV digital no Brasil: tecnologia versus política. São Paulo: Editora Senac, 2008. ISBN: 978-85-7359-755-4

No dia 22 de dezembro de 2007, o presidente Lula decretou oficialmente o início das transmissões dos sinais digitais de televisão. No ano seguinte, o jornalista e doutor pela USP Renato Cruz lançou o livro TV digital no Brasil: tecnologia versus política, na tentativa de desmistificar esse cenário de indefinições no qual estamos inseridos atualmente. A obra, de maneira profunda, conduz o leitor à reflexão ao inferir uma postura crítica sobre a influência política na(da) televisão, desde seus momentos iniciais até a implementação digital. Ao mesmo tempo, a narrativa elucida as características deste novo modelo de televisão que norteará a vida dos brasileiros. Antes da chegada da TVD ao país, os estudos e investigações sobre esta digitalização já estavam sendo desenvolvidos há doze anos. Inicialmente o governo decidiu estimular a pesquisa de institutos e universidades públicas e privadas para a produção de um modelo próprio adaptado à realidade econômica, cultural e social do Brasil, como por exemplo, atenuar a exclusão digital ainda freqüente. Talvez, esse tenha sido o lema da criação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD). A seguir, por falta de incentivo capital, aos poucos a experiência acadêmica e em institutos de pesquisa, bem como a possibilidade da criação de um protótipo genuinamente nacional foi castrada pela falta de recursos, o que, na visão do autor, prejudicou o projeto de inclusão digital, proposto pelo sistema brasileiro. O projeto inicial do governo também visava o estímulo ao desenvolvimento tecnológico nacional, em contrapartida, desde o começo, o Ministério das Comunicações adotou uma postura identificada por Renato Cruz como “antiquada”,

00-eptic-on-line_v-xii_-no-3_sep-dic-2010