Page 1

O NOSSO JORNAL Edição Nº3 Direção: Alice Soares - Natália Magalhães | Coordenação: Hercílio Costa - Natália Magalhães

ERASMUS + Ex-alunos realizam estágios na Europa


O NOSSO JORNAL

EDITORIAL

Daniel Teixeira Editor

Depois de mais uma jornada de trabalho da nossa equipa, com a preciosa ajuda da coordenação, e sempre

Fábio Marinho

Paginador

com a intenção de inovar, lançamos com grande orgulho a 3ª edição do “O NOSSO JORNAL”. Este período de tempo foi repleto de atividades proporcionadas aos alunos da EP Fafe, sempre com o intuito de os motivar e manter a sua boa qualidade de ensino. As visitas de estudo, que

nos dão a oportunidade de passarmos um dia diferente e visitar vários locais do país, enriquecendo a nossa cultura e conhecimentos; os concursos que na minha opinião são extremamente importantes, pois trazemnos mais conhecimentos e experiências permitindonos saber melhor como

Miguel Alves

Rui Gonçalves

Paginador

Fotografia

funciona o mercado e dar asas à nossa criatividade; as palestras que nos informam sobre vários assuntos atuais e nos motivam para um mundo melhor. Em suma, uma escola repleta de atividades que nos fazem crescer a cada dia que passa, como pessoas e profissionais.

Daniel Teixeira

Liliana Cunha

Fotografia

PROJETO CIÊNCIA NA ESCOLA

EP Fafe participa na 13ª Edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola”

Cientes da necessidade de promover o empreendedorismo entre os alunos da escola e a importância deste projeto, que tem como tema principal “A ciência e a tecnologia ao serviço de um mundo melhor”, a

pag

2

nossa escola não podia deixar de participar na 13.ª Edição do Prémio Fundão Ilídio Pinho “Ciência na Escola”. Foram submetidos a concurso pela EP Fafe, três projetos, “Bright Handle” das alunas Ana Filipa

Antunes, Catarina Mendes e Cátia Costa da turma 16.5; “On-Time Life Data” dos alunos Fábio Marinho, Cláudia Marques, Cátia Nogueira e Vera Carvalho da turma 16.6; “PayLess” dos alunos Daniel Teixeira, Helena Freitas, José Oliveira, Miguel Alves e Rui Gonçalves da turma 16.5, todos eles do Curso Técnico de Multimédia e coordenados pelos docentes António Almeida e Hercílio Costa. A cerimónia de entrega de prémios de desenvolvimento

decorreu no dia 13 de Janeiro no Fórum da Maia, sendo selecionado para a fase seguinte o projeto “On-Time Life Data”. Foi entregue à escola, na pessoa da sua Diretora Pedagógica Natália Magalhães, um cheque no valor de 500€ para a fase inicial de desenvolvimento do mesmo. Os alunos terão agora até ao dia 20 de Maio para desenvolverem o primeiro protótipo funcional e respetivo plano de negócios.


O NOSSO JORNAL

O REGRESSO À VIDA ESCOLAR Abertura do ano letivo Os dias 16 e 17 de setembro marcaram o arranque do ano letivo. A Direção da escola deu as boas vindas a todos os presentes e aproveitou a ocasião para traçar algumas linhas de orientação para ano letivo de 2015/2016 e reforçar a importância da formação profissional na formação dos jovens, proporcionando-

lhes, uma preparação adequada para um exercício profissional qualificado. A direção da escola aproveitou a ocasião para relembrar que a escola continua a desenvolver mecanismos de aproximação entre as instituições económicas, profissionais, associativas, sociais e culturais, do respetivo tecido social

e empresarial local, facultando aos alunos um contacto mais direto com o mundo do trabalho, preparando-os para uma adequada inserção socioprofissional. No arranque do ano letivo, a direção destaca, ainda, o facto de a escola aumentar o número de turmas e consequentemente o

número de alunos e docentes. No final a direção apelou ao empenho e dedicação de toda a comunidade escolar para fazer deste ano, mais um ano de sucesso. Assim, foi num ambiente de boa disposição que docentes e alunos regressaram à vida escolar.

OPINIÃO DOS ALUNOS

Rui Freitas | 23.1

Letícia Pereira | 16.7

Marco Marinho | 19.2

Joana Carvalho | 8.8

A Escola Profissional de Fafe é acolhedora e recebe muito bem os alunos, fazendo com que eles se interessem pelos conteúdos escolares. Escolhi este curso (Técnico de Frio e Climatização) porque é um curso muito interessante e tem muita procura de emprego. Os professores são espetaculares, nós temos todo o apoio que precisamos da parte deles. Estou a adorar esta experiência.

A Escola Profissional de Fafe tem boas condições para receber os alunos. O curso pelo qual optei (Técnico de Multimédia) tem várias saídas profissionais. Até agora tenho ganho grandes conhecimentos a nível de multimédia. A respeito dos professores tratam-nos como amigos e não como simples alunos e dispõem-se a ajudar quando precisamos deles.

A EPFafe é bastante interessante e estou a adorar. Gosto do meu curso (Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores) pois gosto das novas tecnologias e gosto de aprender mais sobre elas. A maioria dos professores explicam bem e são bastante compreensíveis e ajudam sempre no que for preciso.

A escola é bastante acolhedora e tem as melhores condições possíveis para os alunos. O curso por que eu optei (Técnico de Vendas) é muito interessante e pode fornecer bastantes saídas a nível de emprego. Os professores não podiam ser melhores. Para além de professores, são amigos e estão sempre prontos a ajudar. pag

3


O NOSSO JORNAL

HALLOWEEN

FAFE FILM FEST

Criaturas demoníacas invadem a escola

Festival de Cinema

acesa, bem como as famosas doçuras ou travessuras “trick or treat. Assim, com muitos doces e travessuras à mistura e com o tradicional Karaoke, a escola foi transformada num ambiente assustador de divertida animação. Uma tradição cada vez mais enraizada na nossa cultura, fez do dia de Halloween um dia diferente para toda a comunidade escolar. A escola foi decorada a rigor com objetos e temas assustadores, como caveiras, teias de aranha,

mortos-vivos e demais seres que pertençam ao imaginário popular. Nesta comemoração não faltaram os principais símbolos do Halloween, fantasias de bruxas e as abóboras com feições humanas iluminadas através de uma vela

MOSTRA DO ENSINO PROFISSIONAL

EP Fafe demonstra projetos, realizados pelos alunos, em Guimarães No passado mês de dezembro a ANESPO (Associação Nacional das Escolas Profissionais) com o apoio da ANQEP (Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional) e das Escolas associadas, região norte, organizaram uma Mostra Regional do Ensino Profissional no Instituto de Design de Guimarães. A demonstração de projetos nas áreas da multimédia, eletrónica e informática, marcaram a

pag

4

participação da EPFafe nesta iniciativa. Na área da multimédia destacamos a demonstração de um estúdio de televisão e a apresentação de alguns projetos desenvolvidos pelos alunos. Outros trabalhos em exposição/demonstração foram na área de informática, em que destacamos a maquete “Fábrica inteligente”, concebida pelos alunos de informática e os projetos

“Club Leds”; “Robot”; “Detetor à distância” e “Comandos Bluetooth”, criados pelos alunos de eletrónica e automação e computadores. Esta mostra do Ensino Profissional serviu de “ponto de encontro” para a troca de conhecimentos e de experiências ao nível do trabalho que é desenvolvido nas escolas profissionais, mostrando a toda a comunidade um pouco do que melhor se faz no ensino profissional.

Decorreu em outubro de 2015 a 5ª edição do Fafe Film Fest, festival de cinema organizado em Fafe, com uma programação que abrangeu sessões de cinema, debates e música, concurso de curtas e longas-metragens, entre outras iniciativas. Mais uma vez alunos e professores participaram nesta iniciativa arrecadando mais um prémio com a sua curtametragem “Pretérito Imperfeito” realizado pelo aluno Daniel Teixeira, juntamente com o professor Pedro Teixeira, contando ainda na equipa: Rui Gonçalves, Helena Freitas, José Miguel Oliveira, Miguel Alves, Cátia Costa, Catarina Mendes e Fábio Marinho.


O NOSSO JORNAL

FEIRINHA DE S.MARTINHO EP Fafe solidária “Ajudar a Carolina” A feirinha de São Martinho organizada pela escola, no passado dia 11 de novembro, teve um cariz solidário e contou com elevada participação de toda a comunidade local, que abraçaram esta causa e fizeram deste dia, um dia muito especial. Na inauguração da feirinha estiveram presentes o VicePresidente da Câmara Municipal de Fafe, Pompeu Martins, Hernâni

Costa Presidente da Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, entre outras individualidades do concelho. Esta feirinha foi composta por 14 “barraquinhas”, as quais foram decoradas a rigor por alunos e docentes da escola. Os alunos, venderam, a preços simbólicos, muitos produtos característicos desta época de S. Marinho, não podendo

faltar as tradicionais castanhas assadas. Todos os que visitaram a feirinha puderam ainda assistir a jogos tradicionais, danças e muita música popular à mistura (bombos, concertinas…). Todos vestiram a “camisola da EPF” e canalizaram as energias para ajudar a Carolina Martins, uma menina de Fafe com leucemia. Segundo, Pompeu Martins “Esta iniciativa

demonstrou a vitalidade da Escola Profissional de Fafe e o reforço da sua ligação à comunidade”. Fruto do empenho e dedicação de toda a comunidade escolar, esta feirinha foi um sucesso. Fazendo um balanço desta atividade, é, sem dúvida, uma experiência a repetir.

pag

5


O NOSSO JORNAL

ERASM

PROGRAMA DE ESTÁGIOS NA EUROPA UM CASO DE S

Ex-Alunos aplicaram os conhecimentos em empresas europeias Ao abrigo do projeto XPTO+_Erasmus+, a Epfafe acompanha o percurso de 17 ex-alunos que partiram para vários destinos da europa, rumo a uma nova experiência de estágio. Itália, França, Espanha, Irlanda e Reino Unido são os países que acolhem os jovens oriundos dos Cursos de Vendas, Gestão Informática e

pag

6

Multimédia, abrindo as portas do conhecimento e competitividade através de estágios financiados. As mobilidades têm a duração de 14 semanas, sendo que a primeira inclui um curso intensivo da língua do país de destino a as restantes semanas consistem na realização de um estágio profissional e na participação em várias

atividades interculturais, sociais e pessoais. Três dos jovens que participaram neste fluxo tiveram depois do primeiro estágio a oportunidade de fazer um outro estágio num outro país. Salientamos também o facto de neste fluxo um dos jovens ter sido convidado para trabalhar na empresa onde fez o estágio internacional.

Carlos Cunha aluno do Cu Carlos Cunha, um caso de sucesso, conta-nos em entrevista a sua experiência de estágio internacional e como a sua vida mudou após esta aventura…. O que te levou a candidatares-te ao programa ERASMUS+? R.: Através da EPFafe tomei conhecimento do programa ERASMUS+, e mais concretamente o projeto XPTO+. Uma das principais razões da minha candidatura foi sem dúvida o enriquecimento do meu curriculum e tentar uma maior aproximação ao mercado de trabalho europeu. Considero uma mais-valia a realização de um estágio internacional financiado que me permitiu adquirir novas competências e desenvolver as minhas capacidades linguísticas, pessoais e profissionais. Como foi a tua adaptação/integração a uma nova realidade, país, língua e estágio? R.: Parti em mobilidade no dia 13 de Setembro para Bordéus onde permaneci cerca de 14 semanas ao abrigo do projeto XPTO+. Adaptei-me com facilidade, no entanto o primeiro impacto à chegada a um novo país nem sempre é fácil, deixar o conforto da nossa


O NOSSO JORNAL

MUS +

SUCESSO

urso Técnico de Multimédia os meus conhecimentos na área do Photoshop e illustrator. A comunicação era facilitada através da utilização da língua inglesa e do bom relacionamento com funcionários e chefes. Facilmente compreendi os objetivos propostos, e esforcei-me para os atingir.

casa e país em troca de novas vivências num país que nos é totalmente desconhecido…mas o certo é que no final já sentia este novo país como sendo a minha nova casa. Na primeira semana realizei um curso de língua intensivo (francês) que para além do contacto com a língua facilitou a integração e adaptação ao país. O alojamento foi partilhado com colegas de várias nacionalidades que permitiu uma maior abertura ao conhecimento de novas culturas. A integração na empresa foi fantástica, tive o privilégio de trabalhar com excelentes profissionais que se mostraram sempre

disponíveis para auxiliar no que fosse necessário, deram-me autonomia para por em prática os meus conhecimentos na minha área de formação. Que balanço fazes da tua experiência de estágio internacional no âmbito do programa XPTO+? R.: O balanço que eu faço da minha experiência no programa é bastante positivo. Tornei-me uma pessoa mais autónoma, capaz de ultrapassar obstáculos e com iniciativa. O meu estágio decorreu na empresa “Happybulle”, especializada na gravura em jóias onde tive o privilégio de trabalhar com pessoas fantásticas, que me permitiu desenvolver

És um caso de sucesso profissional, em março partes para Bordéus a convite da empresa que te acolheu em estágio, quais são as tuas espetativas? R.: Penso que a “Happybulle”, empresa onde estagiei, gostou do trabalho que desenvolvi e assim surgiu a proposta de trabalhar em Bordéus. Não sei se serei um caso de sucesso, mas antes de entrega e dedicação, esforcei-me para cumprir os objetivos que me foram propostos. Gosto do que faço e é muito gratificante ver o nosso trabalho reconhecido. Em março estou de regresso a Bordéus, sou um privilegiado, agora com contrato de trabalho, tenho como objetivo principal continuar a evoluir profissionalmente e aperfeiçoar o idioma. De que forma a tua formação base adquirida no Curso Profissional de Técnico de Multimédia

contribuiu para o sucesso alcançado? R.: A formação adquirida foi um dos fatores principais no estágio, pois apenas tive de pôr em prática tudo aquilo que aprendi ao longo dos 3 anos. A minha função na empresa era processar imagens, trabalhar com o Photoshop e Illustrator, criar desenhos e fazer o respetivo processamento dos desenhos que os clientes nos enviavam para gravura em jóias. Tudo foi facilitado devido aos conhecimentos que já possuía na área, que me permitiu desempenhar com profissionalismo as tarefas propostas. Que mensagem deixarias aos colegas da Escola que pretendem abraçar a experiência de um estágio internacional? R.: Aconselho vivamente a participação no ERASMUS, é a experiencia de uma vida. São 14 semanas de companheirismo, divertimento e crescimento profissional. Se tens espirito de aventura, gostas de viajar, conhecer novas culturas este é o programa para ti. É uma ponte para novos contactos e possível integração no mercado de trabalho onde tudo pode acontecer….

pag

7


O NOSSO JORNAL

DIA DO DIPLOMA

CONFERÊNCIA NET TALKS

Alunos da EP Fafe recebem diplomas de curso A Escola Profissional de Fafe procedeu, no dia 14 de dezembro à tradicional entrega de diplomas aos alunos que concluíram, no ano letivo 2014/2015, os Cursos Profissionais de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos, Técnico de Vendas e Técnico de Multimédia e o Curso Vocacional de Comércio, Multimédia e Informática. Em sessão realizada nas instalações da Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto,

entidade proprietária da Escola Profissional de Fafe, o momento foi de reconhecimento, de reencontros, de abraços e do “matar” saudades entre alunos, docentes e membros da direção presentes. Na oportunidade, Hernâni Costa, presidente da Associação Empresarial, felicitou os alunos, desejando-lhes os maiores sucessos pessoais e profissionais. “O vosso sucesso é o nosso sucesso”, afirmou Hernâni Costa, não deixando

de enaltecer o “bom ensino” ministrado na Escola Profissional de Fafe, considerando-a já uma referência a nível nacional. Além dos diplomas de curso, a aluna Ana Isabel Lopes Antunes, do Curso de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos, recebeu o Diploma de Mérito, que distingue o melhor aluno da Escola Profissional de Fafe, no ano letivo 2014/2015.

AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL Educação ambiental na escola

pag

8

No seguimento de um parceria realizada entre a Autarquia de Fafe, a Resinorte, empresa multimunicipal de triagem, recolha, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos do Norte Central, e as escolas do Concelho, a nossa deu o primeiro passo nesta parceria, iniciando-a com uma ação de sensibilização que decorreu no dia 19 e 20 de janeiro e teve como principal objetivo sensibilizar os alunos e toda a comunidade educativa para a importância da

reciclagem, incutindolhes pequenas atitudes sustentáveis a praticar no dia-a-dia, que farão a diferença na construção de um mundo melhor. Esta ação abrangeu cerca de 310 alunos, os quais ficaram sensibilizados para a questão da

preservação ambiental. No final desta ação foram entregues à escola Eco-Bags para serem colocados em todos os espaços escolares, incentivando todos a fazem da reciclagem uma prática diária.

Foi na década de 90 que o mundo assistiu ao despoletar da internet em todo o mundo. Este fenómeno permitiu um contacto mais direto entre todos, o acesso a uma informação global à distância de um click, muitas vezes ignorandose os perigos que ela acarreta. Foi neste sentido que, e tendo em conta o crescente recurso a tecnologias de informação e a falta de cuidado com a exposição de dados pessoais que põe em causa a privacidade de cada um, a Escola organizou, em colaboração com a DecoJovem, uma sessão de esclarecimento sobre os perigos da utilização de informação online. Esta sessão contou ainda com a participação de docentes da Universidade do Minho e Instituto Politécnico do Porto que nos falaram sobre “o ser criativo e respeitar os direitos de autor”.


O NOSSO JORNAL

2º FÓRUM DE EXPORTADORES DA CPLP EP Fafe dinamiza 2º Fórum de Exportadores da CPLP

Nos dias 17 e 18 de Dezembro decorreu no Parque de Exposições de Braga o 2º Fórum de Exportadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), uma organização da União de Exportadores da CPLP (UE-CPLP) que contou com a presença de mais de 190 expositores de todas as áreas do tecido empresarial desta comunidade. A EP Fafe, propriedade da Associação Empresaria de Fafe, Cabeceiras

de Basto e Celorico de Basto, serviu de suporte à apresentação do Instituto de Formação da CPLP, do qual a associação empresarial é fundadora. A escola deslocou para o local alguns alunos do curso Técnico de Multimédia e vários recursos técnicos. Proporcionando assim aos alunos a possibilidade de montaram e operarem um estúdio de televisão onde entrevistaram diversas personalidades do panorama empresarial

e político dos 9 países da CPLP. Destacam-se as entrevistas a Salimo Abdula, empresário Moçambicano líder da Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP); Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga; Fátima Lopes, empresária portuguesa; Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Eleito. O Instituto de Formação da CPLP foi fundado pela CE-

CPLP, pela União de Exportadores da CPLP e pela Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto com o intuito de promover o ensino, formação e a qualificação profissional dos cidadãos dos países pertencentes à CPLP bem como capacitar e desenvolver as empresas e economias desses países.

pag

9


O NOSSO JORNAL

ESCOLAS EMPREENDEDORAS IN.AVE

EP Fafe volta a participar no projeto Escolas Empreendedoras In.Ave

Decorreu no dia 12 de Janeiro, na EP Fafe, para os alunos do ensino profissional e no dia 23 de Fevereiro para os alunos do ensino vocacional uma sessão de esclarecimento sobre o projeto Escolas Empreendedoras IN.AVE que já vai na 3.ª edição. Nestas sessões estiveram presentes Tiago Rodrigues e Joana Oliveira da Geslearning que deram a conhecer aos alunos este projeto e as condições de participação, sensibilizando todos os presentes para a importância do empreendedorismo

nas escolas. Para dar o seu testemunho de participação neste projeto estiveram presentes os alunos Fábio Marinho, Cátia Nogueira e Vera Carvalho da turma 16.6 de Técnico de Multimédia, que no concurso anterior chegaram à final intermunicipal arrecadando o 3.º prémio com o projeto “ScutsPT”. Esta sessão contou ainda com a participação dos coordenadores do projeto IN. AVE na Escola, os Docentes António Almeida e Hercílio Costa. Após esta sessão têm vindo a ser dinamizadas

outras sessões, com a participação dos alunos que demonstraram interesse no projeto, onde têm sido aplicadas ferramentas de estímulo à criatividade que têm proporcionado várias ideias que agora deverão ser desenvolvidas para concurso.

A participação da EP Fafe nesta 3.ª edição visa contribuir para promover o espírito e cultura empreendedora dos alunos participantes formando-os assim como melhores profissionais.

“FELIZMENTE HÁ LUAR”

Alunos da EP Fafe viajaram no tempo

pag

10

No dia 08/03/2016 as turmas do 3ª ano foram ao Centro Cultural e Social do Olival visualizar a peça “Felizmente Há Luar!”, dinamizada pelo Teatro Experimental do Porto. O conflito evocado na peça foi vivido por personagens reais, com existência real no tempo que antecedeu a revolução de 1820 que substitui a monarquia absolutista pelo sistema de monarquia constitucional, mas encontraram

paralelo com o tempo da dominação fascista que, em 1974, foi substituído pelo sistema democrático vigente. Dois momentos da história da vida portuguesa, em paralelo, convergindo para um

mesmo fim de luta pela justiça social, igualdade e liberdade. As movimentações cénicas das personagens prenderam a atenção dos alunos, que absorviam cada atitude

e comportamentos dos atores em cena e despoletaram gargalhadas estridentes que ecoavam no auditório. Os seus olhares acompanhavam todos os movimentos feitos em palco na ânsia do momento seguinte. A peça ganhou, sem dúvida, vida onde cada um desejava ser a próxima personagem!


O NOSSO JORNAL

“MATEMATICOMANIA”

Alunos da EP Fafe foram ver peça de teatro

“Trabalhos de Casa de Matemática?!... À sextafeira?!...” Foi com este mote que a Companhia de Teatro «Educa», de Lisboa, se apresentou e representou, no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, localizada nos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto, no dia 11 de fevereiro de 2016, a peça de teatro “Matematicomania”. Temas como as áreas, volumes, interpretação de exercícios ou estatística, foram apenas algumas das matérias abordadas de uma forma cómica e divertida na peça que mobilizou os alunos do 1.º ano dos Cursos Profissionais de Vendas, Multimédia, Eletrónica, Automação e Computadores, Frio e

Climatização da Escola Profissional de Fafe. A peça desenrolou-se a partir de dois jovens em idade escolar com dificuldades à disciplina de Matemática. A partir deste pressuposto, foram à procura de quem os pudesse ajudar de uma forma rápida e objetiva, a resolver os problemas que lhes incumbiram fazer, para não reprovar o ano. No entanto, a ajuda que eles procuravam, veio de um local que eles não estavam à espera. Nesta peça foram abordadas diversas p r o b l e m á t i c a s relacionadas com o quotidiano dos alunos, sempre de uma forma divertida e cientificamente correta, verificando-se

uma constante interação com o público, tendo mesmo sido solicitada em palco a presença de um dos nossos alunos, o aluno João Moreira, do Curso de Técnico de Multimédia, que por minutos vestiu o papel de ator, representando muito bem a sua personagem. Foi, de facto, uma experiência entusiasmante que proporcionou a todos aprendizagem e diversão, permitindo aos alunos desconstruir um

pouco do preconceito social que existe, de que a matemática é uma disciplina de difícil compreensão. E, alunos e professores acompanhantes da Escola Profissional de Fafe consideraram a apresentação “interessante, original e divertida”, pela forma como o espetáculo foi desenvolvido, com vídeo e representações, havendo a interação entre atores e alunos.

AGENDA DE ATIVIDADES 14 A 18 MARÇO

17 A 19 MARÇO Robot Party

VII Jornadas Literárias

ABRIL

ABRIL

Ação Sensilização Contra o Bulliyng Comportamentos Aditivos

ABRIL

MAIO

Tea Party

Semana Aberta

Prevenção dos Maus Tratos na Infância

JUNHO Atividade Final de Ano pag

11


Momentos

Em destaque os melhores momentos

O Nosso Jornal - 3ª Edição  

Jornal dos Alunos da Escola Profissional de Fafe

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you