Page 1

Edição Especial

EPAVê

15 de abril de 2015

Jornal da EPADRV

Vivências que enriquecem

Formação Certificada “Tratamentos podais e correção de cascos“

Riatour: circuito equestre interno - Aveiro

Visita de Estudo a Andaluzia, Espanha

residência escolar transporte estágios internacionais visitas de estudo internacionais Formações complementares Protocolos com universidades nacionais e internacionais HelioAgro - Parceria EPADRV/Escola Superior Agrária de Coimbra/Universidade de Oslo (Noruega)/Universidade de Aveiro/Planalto das Agras

Infraestruturas da EPADRV 25anos a Crescer pgs. 2 e 3

Viagens por outras terras Experiências que enriquecem pgs. 4 e 5

Rostos e Gerações

O que fazemos é notícia

pgs. 6 e 7

pg. 8

Coordenação: Fernando Manuel Santos

Equipa EPAVê!: Dina Baptista, Fátima Laouini, Ângela Correia, Lídia Santos, Elsa Mourão .::. Colaboração: Comunidade Escolar .::. Edição Gráfica: João Peixe e José Abreu

.


EPAVê • 15 de abril de 2015

Infraestruturas da EPADRV:

Loja EPADRV

HelioAgro

Espaços com história

C

omo forma clara de dar resposta não só à procura cada vez maior por parte dos estudantes mas também como reflexo da evolução dos tempos, a EPADRV viu os seus espaços crescerem e diversificarem-se no decurso destes 25 anos.

SAÍDAS PROFISSIONAIS (variantes Animal e Vegetal)

Picadeiro descoberto (80x40) em sílica para concursos internacionais

empresário agrícola (jovem agricultor) gestão de empresas agrícolas e afins associações agrícolas e afins organismos públicos unidades agroindustriais

Picadeiro descoberto

Paddocks

II

Se nos primeiros tempos, ainda como EPAV, a escola operava na antiga Escola Secundária onde hoje está instalada a Câmara Municipal de Vagos e depois provisoriamente na Escola João Grave, atual Biblioteca Municipal, a mudança para a Gafanha da Boa Hora veio proporcionar um visível alargamento em espaços exteriores e áreas cobertas essenciais para o seu desenvolvimento, indo, desta maneira, ao encontro das necessidades logísticas de cada curso. Desta forma, as valências múltiplas da EPADRV asseguram uma formação de excelência nos vários cursos disponíveis, a saber: Polo de Restauração, Centro Hípico e de Hipoterapia, Parque Tecno-


EPAVê • 15 de abril de 2015

25 anos a crescer

Hipoterapia

lógico, Loja, Residência, Biblioteca, Sala de Convívio e de Jogos, Cantina, Estufas, Vacaria/ Polo de Bovinos, Apiário, entre outros. Alguns destes espaços foram inaugurados recentemente, outros passaram por uma evidente renovação e outros ainda nascerão, pois encontram-se programados para fazer crescer ainda mais a escola futuramente. A evolução da escola deixa orgulhosos todos aqueles que dela fizeram ou fazem parte, já que são o espelho da aposta na formação profissional e na qualificação de jovens bem-sucedidos no mercado de trabalho.

Polo de Restauração

SAÍDAS PROFISSIONAIS

unidades industriais manutenção mecânica e elétrica gestão da manutenção

É um desafio de sempre e de hoje e a escola pública serve esse propósito. Entre o antes e o depois, há todo um processo que traduz o lema da EPADRV: uma escola para todos a qualificar cada um.

linhas de montagem montagens industriais

Polo Tecnológico

2º Polo da Residência

III


EPAVê • 15 de abril de 2015

Aprender... EVENTOS FORA DA ESCOLA RIATOUR

A EPADRV voltou a marcar presença na 2ª edição do circuito de inverno da RIATOUR, na qual foi apresentada pela primeira vez, ao público a Reprise EPADRV, um espetáculo equestre que contou com a participação de vários alunos do Curso Técnico de Gestão Equina. Pela segunda vez consecutiva, os alunos do Curso Profissional de Gestão Equina e os alunos externos do Centro Hípico da EPADRV participa obtendo excelentes prestações. E prova disso mesmo foi o facto de a RIATOUR ter oferecido estágio às alunas Natacha Neves e Luana Martins, com o selecionador nacional Miguel Viana, como forma de recompensar a sua participação exemplar durante as várias provas.

Formação na EPADRV complementada com visitas de estudo internacionais Consciente da importância que os certames e o contacto com empresas de referência internacional assumem na formação profissional dos seus alunos, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPADRV) continua a apostar nas visitas de estudo internacionais como forma de complementar os planos curriculares dos diversos Curso. Para além das visitas às feiras e empresas internacionais, os programas das viagens contemplaram também uma componente cultural, integrando visitas a zonas turísticas e histórias das cidades. Vítor Silva diretor do curso técnico de Manutenção Industrial

II JORNADA DO CAMPEONATO

Depois de terem participado, na I Inter escolas, alcançando resultados de relevo, a EPADRV voltou a marcar presença em março na II Jornada do Campeonato nacional de equitação Inter Escolar, na Golegã -capital do cavalo, provando o rigor e a qualidade da sua formação.

Formadores e alunos, na Golegã

MASTERCHEF Foi no Estádio Nacional do Jamor que alguns alunos do Curso de Restauração variante cozinha da EPADRV assistiram no dia 17 de Janeiro ao Mega casting do MasterChef - TVI. Este casting do MasterChef contou com a presença de cerca de quinhentos candidatos.

ERASMUS+

O Erasmus é o programa adotado pela União Europeia nos domínios da educação, da formação, da juventude (EFJ) e do desporto para o período 2014-2020. Integra-se na Estratégia, Europa 2020, para fomentar o crescimento e o emprego e promover a igualdade e inclusão

IV

PRINCIPAIS PONTOS DE INTERESSE: - GAYANT Expo, uma das maiores feiras internacionais de maquinação, na área da Manutenção Industrial; - Várias empresas da área, nomeadamente a ETCI e a ARETEC, ambas localizadas na Zone Industrielle les Renardières, Lens; Lycée D’Enseignement Professionnel Jean Moulin.

Permitiu o contacto com as várias máquinas, equipamentos e métodos de trabalho, associados às disciplinas da componente técnica.”

Esta visita de estudo constituiu uma mais-valia para consolidação dos conhecimentos dos alunos, obtidos nas aulas ao longo de todo o percurso formativo.

Bárbara Amorim, 11º TRb, 2º lugar

NACIONAL DE EQUITAÇÃO, NA GOLEGÃ

VISITA DE ESTUDO A DOUAI, FRANÇA

11º ano do curso técnico de Manutenção Industrial e 2º ano do CEF de Serralharia Civil

VISITA DE ESTUDO A PARIS, FRANÇA PRINCIPAIS PONTOS DE INTERESSE: Feira internacional de Agricultura; - Empresas Agropecuárias e Agroalimentares. Mais um ano letivo em que a aposta torna a recair na continuidade da realização de visita de estudos internacionais como forma de potencializar, valorizar e complementar a formação pedagógica e cultural dos alunos que integram os mais diversificados cursos na EPADRV. Neste sentido, o curso Técnico de Produção de Agrária rumou a Paris tendo como mote principal a visita ao Salão SIMA - MONDIAL DES FOURNISSEURS DE L’AGRICULTURE ET DE L’ELEVAGE, integrado no Salão Internacional de Agricultura de Paris.  Destacam-se nesta atividade as visitas a um conjunto vasto de empresas agropecuárias e de transformação agroalimentar de referência, assim como a um Liceu Agrícola - congénere ao tipo de ensino agrícola ministrado na

sociais. A EPADRV promove em 2015 e 2016 o projeto ERASMUS+ EPADRV, cofinanciado pelo programa ERASMUS+ 2014-2020. Este Projeto contempla dez Bolsas de Mobilidade para jovens formandos dos Cursos Profissionais de nível IV e cinco bolsas para Professores e tem como

EPADRV. Houve ainda tempo para os momentos culturais e lúdicos na cidade de Paris. Sem dúvida alguma uma semana rica, do ponto de vista pedagógico e cultural, traduzidos no interesse e bom comportamento demonstrado pelos alunos, que em alguns dos casos manifestaram verdadeiras intenções de realizar a sua Formação em Contexto de Trabalho (estágios profissionais) em algumas das explorações agrícolas/liceus agrícolas visitados. Era também um dos objetivos da visita reforçar laços institucionais por forma a promover e potenciar futuros protocolos de estágios curriculares internacionais. Um agradecimento especial à Direção da Escola por continuar a apostar na continuidade da realização de visitas de estudos internacionais, pelas verdadeiras oportunidades de aprendizagem que proporcionam.”

objetivos principais: - promover oportunidades de aprendizagem no estrangeiro para indivíduos, dentro e fora da União Europeia; - promover a inclusão social e bemestar dos jovens; - desenvolver competências básicas e

Filipe Ribeiro diretor do curso técnico de Produção Agrária

11º e 12º ano do curso técnico de Produção Agrária

transversais; -empreendedorismo, competências digitais e multilinguismo com pedagogias inovadoras; promover a inovação, o empreendedorismo e a empregabilidade.


EPAVê • 15 de abril de 2015

Além Fronteiras EVENTOS FORA DA ESCOLA COGUMELOS SHIITAKE

Na opinião dos alunos, estas visitas são uma oportunidade única de estarem em contacto com empresas de referência no mundo empresarial internacional e de enriquecerem a sua formação profissional. Segundo os diretores de curso  e os  responsáveis pela organização das visitas, estas são, sem dúvida, uma mais-valia e uma oportunidade única para os alunos. Fernando Ribeiro

VISITA DE ESTUDO A JEREZ DE LA FRONTERA, ESPANHA

organizador da visita de estudo monitor de equitação

PRINCIPAIS PONTOS DE INTERESSE: - Fundación Real Escuola Andaluzia del Arte Equestre; - Yeguada de la Cartuja. As visitas de estudo internacionais são mais do que conhecer novas realidades, são uma forma de crescer enquanto homens e mulheres e constituem verdadeiros momentos de aprendizagem. Este tipo de iniciativas que a escola proporciona são uma mais-valia para todos, mas também uma forma indireta de motivar os alunos a gostarem de estudar e de continuarem a sua formação. Os alunos que

participaram nesta visita embora constituíssem um grupo bastante heterogéneo, revelaram-se unidos e mostraram que são capazes de representar a escola como ela merece, com orgulho e bom comportamento. Concluímos que esta viagem foi claramente um momento muito enriquecedor na formação dos alunos, mas também uma excelente forma de  a escola fazer contactos futuros para lugares de estágio.”

11º e 12º ano do Curso Técnico de Gestão Equina e 2º ano CEF de Tratamento e Desbaste de Equinos

Dina Ribau

Renato Oliveira diretor do curso técnico de Restauração

diretora do curso técnico de Turismo Ambiental e Rural

VISITA DE ESTUDO A MADRID, ESPANHA PRINCIPAIS PONTOS DE INTERESSE: - Feira Madrid Fusión, uma das maiores feiras gastronómicas internacionais; - Escola Superior de Artes Culinárias - Le Cordon Bleu; - Palácio Real de Madrid;  - Valle de los Caído;  - Museu do Prado; - Museu Centro de Arte Rainha Sofia. A Viagem de estudo a Madrid teve como objetivo fortalecer os conhecimentos e as aprendizagens dos alunos do curso de restauração. Neste sentido foilhes proporcionada  a presença na Madrid Fusión, uma das maiores feiras de gastronomia internacional. Entre muitas outras experiências socioculturais pelo centro de Madrid, destaco ainda a visita à

ESTÁGIOS INTERNACIONAIS Consciente da importância que a Formação em Contexto de Trabalho (FCT) tem no processo de formação curricular e profissional dos seus alunos, a EPADRBV aposta em parcerias e protocolos com empresas de excelência a nível nacional e internacional, de forma a permitir aos alunos dos diferentes Cursos aplicar os

Curso Técnico de Restauração e Curso Técnico de Turismo Ambiental e Rural

Escola Superior de Artes Culinárias - Le Cordon Bleu - líder internacional no setor da restauração, hotelaria e gestão e uma das melhores escolas internacionais. Le Cordon Bleu é considerado o guardião das técnicas da culinária francesa. Efetivamente, esta visita de estudo contribuiu para o desenvolvimento e enriquecimento dos conhecimentos dos nossos formandos, sobretudo a nível cultural, profissional e pedagógico, visto que lhes foi oferecido um grande conjunto

de experiências diversificadas em contexto real, proporcionando-lhes uma aprendizagem interessante e diferente da sua rotina escolar.”

conhecimentos adquiridos ao longo de cada ano. Ao longo do curso, os alunos têm três experiências de estágio. A escolha dos locais depende das competências e aptidões dos alunos e do seu desempenho. Este ano o Curso Técnico de Gestão Equina aproveitou as férias da Páscoa para dar início à FCT

em prestigiadas coudelarias nacionais e escolas de equitação internacionais, cuja aprendizagem e experiência se tornará muito enriquecedora para a sua vida profissional futura. Holanda, França, Suíça e Alemanha são alguns dos espaços internacionais nos quais os nossos alunos estão a estagiar.

Esta visita tornou-se uma maisvalia para os alunos de Turismo Ambiental e Rural, uma vez que foi uma oportunidade única de vivenciar a Cultura, a História e a Arte de Madrid. Para alunos de um curso em que se privilegia na sua formação as disciplinas de História da Cultura e das Artes,

Turismo, Técnicas de Acolhimento e Animação e Línguas Estrangeiras, a viagem tornou-se por si só muito rica em conteúdos. Os alunos conheceram os recursos e as potencialidades turísticas locais e regionais de Madrid; visualizaram o atendimento e a orientação dada, nos diferentes museus que visitaram; praticaram a língua espanhola num contexto diferente do habitual, o que se torna uma mais-valia para a sua formação linguística e técnica. Destacaram-se também neste itinerário o Parque del Retiro, onde observamos estátuas de reis de Espanha, o Valle de los Caídos, o Palacio de Velazquez, no qual pudemos ver também uma exposição de arte contemporânea, o Palacio de Cristal, o Palácio Real de Madrid, a praça Puerta del Sol onde encontramos o Kilometro 0, a Plaza Mayor e o Mercado de San Miguel, com o qual ficamos encantados.”

Débora Amorim, 12º TGE, Alemanha

Alunos de Produção Agrária visitaram a Quinta Vale de Murta, na Figueira da Foz, para conhecerem melhor o processo de produção de cogumelos shiitake em troncos de carvalho e eucalipto. Esta visita de estudo possibilitou também a aprendizagem de matérias que estão a ser desenvolvidas na Provas de Aptidão Profissional dos alunos participantes nesta iniciativa, nomeadamente, Sílvia Neves, Miguel Calado, Sónia Valente.

PRESENÇA EM FEIRAS A partir de Março, a EPADRV marca presença em diversas feiras educativas e formativas com o intuito de divulgar a oferta formativa escolar e profissional existente, bem como motivar, sensibilizar e informar os jovens e famílias acerca de oportunidades profissionais que os seus cursos oferecem. A Futurália, a maior oferta educativa, formação e empregabilidade em Portugal, na Fil, Lisboa, foi a primeira paragem. Ao longo de quatro dias, os alunos da EPADRV prestaram esclarecimentos sobre a oferta formativa da EPADRV, junto do público escolar e deram a conhecer as diferentes valências da escola. Muitos foram os jovens que manifestaram interesse pela nossa escola, havendo mesmo quem já tivesse garantido a sua inscrição para o ano letivo 2015/2016, em diversos cursos. O mês de março ficou ainda marcado pela presença da EPADRV na 48ºFeira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação - Agro 2015em Braga e na Feira de Março, em Aveiro. Maio está reservado para a

Agro 2015 - Braga

participação na Expoflorestal 2015, em Albergaria- a-Velha, a maior feira florestal nacional de referência no setor. Em junho, o destino será a Feira Nacional de Agricultura de Santarém, a 29ªFiacova/8ª Feira do Cavalo, em Oliveira do Bairro, e a 2ª Feira Agrícola, da Murtosa. Mesmo em período de férias letivas, a EPADRV não pára e, em julho, participará na XXV Expofacic – Festas do Concelho 2015, em Cantanhede e na feira Agrícola - Ovar Rural, em Avanca.

Rui Carneiro, 12º TGE, Holanda


EPAVê • 15 de abril de 2015

Rostos e gerações que fizeram a Ao longo dos 25 anos da história da EPADRV, muitos foram os rostos que fizeram parte da escola e que contribuíram, cada um com a sua especificidade, para que a mesma crescesse e evoluísse tanto a nível humano como formativo. Aqui ficam três exemplos dessa partilha A EPADRV foi fundada no ano letivo 1989/90, pela mão da Eng. Augusta Vieira, uma das fundadoras da EPADRV, no ano letivo de 1989/90, juntamente com Dina de Oliveira – que foi a primeira Presidente do Conselho Diretivo da escola – e ainda por Artur Mourão, que se tornou adjunto da Direção. A candidatura foi feita em fevereiro de 89 e, no ano letivo seguinte, a Escola Profissional de Agricultura de Vagos (EPAV) nasceu como escola, uma vez que a candidatura havia sido validada. A

SAÍDAS PROFISSIONAIS

centros hípicos escolas de equitação organização de eventos equestres gestão de empresas de produção de equinos coudelarias empresas de turismo equestre

Eng. Augusta Vieira

EPAV era uma escola pública de gestão privada. Para ser pública, tinha de ter uma escola pública promotora, que foi a Escola Secundária de Vagos. Esta, a Câmara de Vagos e a Cooperativa Agrícola tornaramse os parceiros da EPAV. A equipa no órgão de gestão representava a Escola Secundária de Vagos e a escolar arrancou no agora edifício “antigo” em Vagos. A mudança para a Gafanha da Boa Hora ocorreu no ano de 2000, pois o edifício não dispunha de espaço suficiente que desse resposta à crescente população escolar. Reformei-me em 2013, trabalhei durante 23 anos ao serviço da EPADRV. Como docente, trabalhei sempre na área agrícola mas isto depois de 13 anos na gestão da escolar. Os maiores obstáculos que encontrei foram, primeiramente, a falta de espaço, a demora na cedência do terreno, a gestão financeira, algo sempre difícil, e enquanto Vice-Presidente. Como docente, não senti grandes dificuldades,

apenas alguns casos de indisciplina que classificaria como normais e comuns nesta profissão. Agora à distância do tempo, considero que não investi como devia na família, nem em mim mesma, vivi muito para a escola, talvez demasiado. No entanto, as compensações existiram: ver a concretização do projeto desta escola foi uma delas. Ter assistido ao evidente crescimento da escolar foi outra, é gratificante constatar a evolução da EPADRV. Também a nível humano posso dizer que se tratou de uma experiência fortíssima, com compensações a nível interpessoal e interrelacional, tanto com alunos como colegas. Relativamente ao Curso de Produção Agrícola, do qual fui sempre coordenadora, verifico que o curso evoluiu e que foi sempre atraindo e trazendo alunos para a escolar. Acrescento que daqui saíram bons técnicos nesta área, seguindo alguns para instituições superiors e outros conseguindo trabalhar por conta própria. Como disse, neste momento encontrome reformada. Tenho ainda várias ambições pessoais: dar continuidade à minha atividade agrícola, gerindo as áreas florestais que possuo, atualizar-me com a Academia dos Saberes, onde estou inscrita em três disciplinas, ler – adoro ler! – e ainda viajar, algo que tem sido condicionado por alguns problemas de saúde. Gostaria ainda de deixar uma mensagem para os alunos da EPADRV: apostem na vossa formação integral, só a componente agrícola não chega, é preciso investir no conhecimento e na formação como pessoas, para serem bem sucedidos na sociedade. Além disso, confiem na agricultura, ela é um dos grandes pilares da economia de um país. A todos os colegas desejo força, perseverança e persistência… Não é fácil ser professor neste momento. Para o órgão de gestão, desejo que continuem com o dinamismo de sempre. E aos funcionários um agradecimento pelo carinho que sempre me deram ao longo do tempo em que fiz parte da EPADRV. “

Fernando Neves fez parte da EPADRV de forma dupla: como aluno, primeiro, e como professor, depois, encontrando-se neste momento no continente africano. Entrei na EPAV em setembro de 1990. Estudava no liceu da Figueira da Foz (Escola Dr. Joaquim de Carvalho) uma das escolas com maior referência nacional na época mas que para mim não me dizia muito. Os meus pais tinham um talho e uma quinta e eu gostava muito das atividades agrícolas e dos animais. Então soube que em

Fernando Neves

Vagos havia uma escola que tinha umas disciplinas agrícolas. Decidi inscrever-me na EPAV no Curso Técnico de Gestão Agrícola, o único existente na escola no primeiro ano. O meu objetivo era ter motivação para concluir o ensino secundário, conseguindo estar numa área que gostava imenso com aulas práticas e não ter de estar numa sala de aulas apenas com aulas teóricas com matérias que muitas vezes não me diziam nada na escola secundária “normal”. No primeiro ano, a EPAV funcionou na Escola Secundária de Vagos, nas salas que estavam livres. As aulas práticas eram num terreno no Lombomeão e íamos para lá na carrinha Bedford, de seis lugares, do Eng. João Marques, cerca de quinze alunos e as alfaias. Os alunos que não cabiam iam a pé para o terreno. Terminada a formação, em 1994, surgiu a oportunidade de poder ingressar no Curso de Instrutores de Equitação em Mafra.

FORMAÇÃO CERTIFICADA ABERTA AO EXTERIOR Durante o ano letivo 2014/2015, a EPADRV promove cursos e seminários que não se destinam apenas aos seus alunos, mas que visam a abertura a toda a comunidade exterior. No âmbito do Curso de Produção Agrária, o 1º CURSO CERTIFICADO “TRATAMENTOS PODAIS E CORREÇÃO DE CASCOS” foi aberto a todos os interessados, seguindo-se CURSO PREPARADORES E MANEJADORES DE BOVINOS, dinamizado pelo formador Eng. Pedro Campos (APCRF) e o Seminário sobre PROCROSS EM BOVINOS “UMA NOVA TENDÊNCIA GENÉTICA”,

VI

que registou elevada afluência de produtores de leite de vários pontos do país. Este seminário contou com a presença de convidados que contribuíram com a sua opinião e experiência na implementação do Procross. Seguiu-se o Seminário subordinado ao tema “COMO ESCOLHER O MELHOR PARCEIRO GENÉTICO PARA UM EFETIVO BOVINO”, orientado pela oradora convidada Eng. Ariana Machado da Alta Genetics. Eng. Ariana Machado e Dr.ª Teresa Valente


EPAVê • 15 de abril de 2015

história da EPADRV e aprendizagem e cujos testemunhos se seguem: uma docente e simultaneamente uma das fundadoras da EPADRV, um ex-aluno que viria a ser ele próprio também professor na escola e ainda um ex-aluno que é mais um caso de sucesso na formação que esta escola proporciona. De outubro de 1994 a junho de 1995 frequentei o Curso de Instrutores no CMEFD (Centro Militar de Educação Física e Desportos) em Mafra. Em Setembro de 1995 a EPAV abriu o curso de Gestão Equina e eu fui convidado como formador. Regressar como formador não foi fácil. Primeiro era muito novo, tinha 22 anos. Depois tinha alunos mais velhos que eu. Para concluir, tinha como meus colegas docentes que tinham sido meus professores. No entanto, tudo foi sendo ultrapassado. A EPAV/EPADRV sempre teve uma dinâmica muito forte nas formações que disponibilizou, assim como na sua colaboração com o exterior, quer na criação de bovinos, produção de leite, aulas de equitação, aulas de hipoterapia, estágios em todas as áreas, produção de vegetais para venda e abertura de portas para o exterior com atividades proporcionadas à população. A abertura ao exterior sempre foi uma mais-valia para a escola pela forma de divulgação e angariação de alunos de forma gratuita. Fiquei responsável pelo centro hípico da EPADRV desde março de 2001 de forma permanente, altura em que não havia um aluno exterior e foi possível ver a dinâmica e a quantidade de alunos que a escola tinha quando saí, no final de 2012. Atualmente estou em Angola, onde sou responsável por duas “fazendas” que estão em implementação em duas regiões diferentes do Bengo (perto de Luanda). Se tenho saudades da EPADRV? Recordo um excerto de uma canção do Bonga, cantor angolano, que nasceu em Porto Quipiri, Região do Bengo, local onde passo muitas vezes. “Estou com uma lágrima no canto do olho…”. Foram muitos anos na escola, desde 1990 quase interruptamente.“

Fernando Campos frequentou a EPADRV na qualidade de aluno de um dos seus cursos mais emblemáticos: Restauração. Representa também o sucesso de tantos discentes que, depois da formação na EPADRV, rumam a desafios profissionais e refletem a aprendizagem e a cidadania.

Fernando Campos

Em 2009 terminei o ensino básico e decidir prosseguir os estudos na área de Hotelaria, foi assim que encontrei a EPADRV. Recordo-me de cada momento passado na escola, inclusivamente as primeiras impressões que registei: amabilidade e a vontade de fazer com que todos sejam bem-sucedidos não apenas como profissionais mas também como pessoas. Este sentimento de apoio foi aquilo que mais me marcou logo. Durante os meus três anos de curso a escola alterou-se, cresceu, vi um polo de hotelaria emergir e criar as condições que faltavam até então, para que a escola pudesse garantir condições próprias para os seus alunos do Curso de Restauração, assisti à constante atualização da biblioteca e vi ainda espaços de lazer melhorados. Não senti grandes dificuldades na minha passagem pela EPADRV. Na verdade, o aspeto que sempre falou mais alto foi a importância do sucesso de cada aluno, a qualquer nível, seja pessoal ou profissional, por isso, parece-me correto dizer que a maior compensação foi – e é - o apoio que recebemos. Penso que seria errado negar

que tenho saudades, na vida existem momentos em que sentimos saudades dos bons momentos, das memórias, das pessoas, experiências, por isso é óbvio que a saudade por vezes existe, mas a EPADRV é uma porta que não se fecha, por isso, sempre que vou a Portugal vou lá e almoço com amigos, para recordar os momentos passados num local que tanto nos viu crescer. Atualmente sou Chef de Rang (semelhante a Chefe de Sala em Portugal) num Estrela Michelin: Restaurant and Bar Bohemia, em Jersey, Inglaterra. Somos neste momento uma referência em termos de hotelaria, sendo considerados o melhor e mais reputado restaurante das ilhas do canal inglês. O nosso objetivo é conseguir a segunda estrela nos próximos anos. Para finalizar, gostaria de dizer aos alunos da EPADRV que estão em boas mãos, contudo não se esqueçam que, para serem bem-sucedidos e atingirem patamares de topo em qualquer indústria, necessitam de estar focados, ter paixão e apostar no trabalho árduo, pois nunca pensem que quem tem sucesso o tem por sorte. A sorte somos nós que a fazemos, e para isso é preciso trabalho. Pensem sempre na velha máxima “O único local onde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário”.

SAÍDAS PROFISSIONAIS (variantes Cozinha-Pastelaria e Restaurante-Bar) empreendimentos hoteleiros restaurantes hotéis pastelarias cantinas (empresas, escolas)

Também na área da Equitação, a EPADRV está empenhada em promover a formação complementar dos seus alunos, abrindo as suas portas a todos os interessados. Neste sentido, além da organização do III CAMPEONATO EQUESTRE NACIONAL EPADRV, com provas de ensino e de obstáculos, que é já uma tradição na escola e atrai centenas de jovens cavaleiros de referência nacional, o Curso de Gestão Equina dinamizou também o CURSO DE TREINADOR GRAU I E EXAMES DE SELA 4 E 7 Concurso de obstáculos

Curso de treinador Grau I

VII


EPAVê • 15 de abril de 2015

O que fazemos é notícia DIA DOS AFETOS

DIA DA CIÊNCIA

No âmbito da comemoração do Dia dos Namorados, os alunos do 2ºano de TDE redigiram poemas sobre esta temática, e a turma Vocacional EQUI + comemorou decorando a sala de convívio com mensagens de afeto, escritas em inglês. Ainda no âmbito do Dia dos Namorados, a Secção de Saúde e Ambiente da EPADRV desafiou os alunos a responderem à questão: O que é para ti uma relação de afeto? As respostas foram escritas numa fita e atadas no “gradeamento dos afetos” da escola e posteriormente no auditório da EPADRV decorreu uma palestra sobre a Violência no Namoro, tendo como ponto de partida as mensagens transmitidas pelas fitas do afeto.

No passado dia 13 de Março assinalou-se o Dia da Ciência na EPADRV que incluiu a comemoração antecipada do “Dia do Pi” com diversas atividades para toda a comunidade escolar: o peddypaper “no trilho da EPADRV”, que envolveu a participação de 21 equipas dos vários cursos e anos de escolaridade; a degustação de biscoitos com o formato da letra “pi” do alfabeto grego confecionados pelos alunos dos cursos de restauração; duas sessões de visionamento de dois episódios da primeira temporada de filmes da série Numbers, que possibilitaram a interpretação de alguns fenómenos de investigação envolvendo números; uma exposição de trabalhos e de jogos criados pelo curso vocacional da turma Equi+.

Gradeamento dos afetos

Jogos didáticos - Dia do PI

SEMANA DA LEITURA

De 3 a 5 de março, decorreu, na EPADRV, a “Semana da Leitura – 25 Anos… 25 Leituras”. Este ano, o Departamento de Línguas quis homenagear a EPADRV pelos seus 25 anos de existência, através de várias atividades: “Dou um Livro, Recebo um Livro – 25 livros à Escolha…”; concurso “Hino da EPADRV”; “Ortografíadas – 25 Anos, 25 Frases”; Dia das Línguas; um lanche “poliglota”; Olimpíadas das Línguas; e uma apresentação/palestra “À Conversa com Filipe Monteiro”.

Vencedores do PeddyPaper - 12º Restauração

DIA MUNDIAL DA FLORESTA

Integrada num espaço inteiramente florestal a EPADRV não poderia deixar de comemorar o Dia da Floresta. E foi isso mesmo que fez no passado dia 20 de março, através de um conjunto de atividades sensibilização para o espaço envolvente, que foram do coastwatch, à eco-limpeza e à sinalética. O resultado só poderia ter sido este: Uma Escola mais Limpa e Alunos mais felizes!

DESPORTO ESCOLAR

COMPAL AIR 3x3 Os alunos Miguel Antunes 10º TRA, João Tiago 10º TRA, Guilherme Silva 10º TRA e Guilherme Aroso 10º TPA alcançaram o 1º lugar na fase distrital de Basquetebol 3x3, no dia 04 de março de 2015. No dia 18 de março alcançaram um honroso 2º lugar nos regionais de Basquetebol 3x3 Compal Air, no encontro realizado na Escola Secundária José Estevão. De salientar também a ajuda como árbitros dos alunos Simão e o Bruno, ambos do 12º TR. João Alves [11º TRa] Vencedor das Ortografíadas e das Olimpíadas de Línguas

Equipa vencedora -CompalAir

VIII

ESCOLÍADAS 2015 A EPADRV já está em contagem decrescente para mais uma participação nas ESCOLÍADAS. Depois de escolhida a temática - 25 Anos -, e de selecionados os alunos, é tempo de trabalhar arduamente na preparação das provas de Teatro, Dança, Cultura Geral e Artes Plásticas.

EPADRV COLABORA COM MEETING PORTUGAL 2015 Quatro alunos da EPADRV foram selecionados para receber formação, no Instituto Superior de Marketing, em Aveiro, a fim de participarem na prova internacional de Orientação - Portugal ‘O’ Meeting 2015 que este ano se realizou, simultaneamente, nos Concelhos de Vagos e Mira. Trata-se de um evento de ‘Orientação Pedestre’, integrado no calendário da Federação Internacional de Orientação e no da Federação Portuguesa de Orientação. O evento foi organizado pelo Clube de Orientação de Estarreja (ORI-Estarreja) e reuniu os melhores atletas do mundo. O banquete oficial do Portugal “O” Meeting 2015 também foi efetuado na EPADRV.

CONCURSO GASTRONÓMICO SABORES DA EPADRV Empenhada em promover a criatividade dos alunos e os seus dotes gastronómicos, assim como o espírito e trabalho de equipa, a EPADRV e os Técnicos/Formadores da área de restauração (variante cozinha-pastelaria/restaurante-bar) promovem o Concurso Gastronómico “Sabores da EPADRV” (Master School). Este concurso visa também dar a conhecer os produtos produzidos e confecionados na escola. Pois, afinal, os ingredientes a utilizar na confeção da ementa serão escolhidos e fornecidos pela escola, de acordo com aquilo que é a sua produção própria. Cada equipa, constituída por 3 alunos (dois elementos de Cozinha/Pastelaria e um elemento da componente Restaurante/Bar), participará com um prato principal e uma sobremesa, aos quais se juntará o respetivo serviço de sala (aconselhamento de vinho, digestivo, apresentação do prato etc…)

SAÍDAS PROFISSIONAIS

empresas de turismo em espaço rural autarquias (depto. turismo, postos de turismo) parques de campismo áreas protegidas (parques naturais, reservas) pousadas da juventude unidades hoteleiras agências de viagens empresas e associações de animação cultural

EPAVê Suplemento Abril 2015