Issuu on Google+

Qualidade gerando bons negócios! - ANO II - Edição 5

ESPORTE Talento nas piscinas, nadadora promete se destacar PÁGINA 17

MÚSICA Com trabalho minucioso, morador do sul de Santa Catarina dá vida à instrumentos musicais PÁGINA 20

GASTRONOMIA Culinária mexicana conquista paladares na região

Casas de Pedra

PÁGINA 30

Construídas há mais de 120 anos, as Casas de Pedra de Nova Veneza atraem olhares de todo o Brasil. O patrimônio histórico já foi cenário de um programa nacional de televisão e, atualmente, recebe turistas de todos os lugares. Na bela paisagem, os detalhes nos levam a viajar pelo tempo. PÁGINA 18

3443 2001

3438 8080

3437 1000

3045 5015


índice

r

ma

n

ra

t de

o íci of as e ç IAL ant ian EC ress m al P ES inte as e O ed mo

7

,

as

h un

as od t i fe rte êm de a t os as ZA traç obr A E s L e IAD o BE res deira C I ã F ç Co rda NE cia ve BE Asso sa ÃO a Ca IÇ com ssa U IT a No ST ribu nte N I nt ce Co nefi Be

2 2 8 2 4 3

10

6

de ma ra r o t e f ia nt ped a o t or ur mp a ne i o é rm e nd , afi os a a h o c n t um in fi fo mo br imen s o sã co lho olv te ico, s fi senv n o e t e ar lm xó do DE anh no d ra is e e Ú ça ais g a p s A n o m S om -l ão da nt aç l um Ac xiliá o, me m p i a r u o se a T st t o c sico PE de e que o í s O d s to ios f ND imai s. Ma U m c í M an ido lve ef Os ert vo ben e v ? di bra ue tos s q mui co o nt ar A vime ger Ç e N o DA m m pod e o r C nt ve

12 16

2 | 2013

r sfo

enfatizando negócios

21

24


editorial

EXPEDIENTE JORNALISTA RESPONSÁVEL Vanessa Nórdio - SC 03972JP TEXTOS Mary Cardoso e Vanessa Nórdio PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO Ana Heck – Enfatizze Comunicação FOTOGRAFIA Enfatizze Comunicação e Divulgação IMPRESSÃO Gráfica Soller TIRAGEM 3.500 exemplares PERIODICIDADE Trimestral ANUNCIE AQUI DEPARTAMENTO COMERCIAL (48) 3432-5787 (48) 9994-9138 vilmarjm@ibest.com.br

A Revista Enfatizando Negócios é uma publicação da Enfatizze Comunicação Empresarial. Rod SC – 445, Km 5 Siderópolis / SC CEP: 88860-000 Fone: (48) 3433-5014 enfatizze@enfatizze.com.br www.enfatizandonegocios.com.br CAPA Construídas com pedras, a partir de uma técnica italiana trazida pelos primeiros imigrantes, as Casas de Pedra de Nova Veneza resistem ao tempo e oferecem aos visitantes uma amostra de como era a vida há muitos anos. Também conhecidas como Casas de Pedra Nono Luigi Bratti, em homenagem ao construtor, o patrimônio histórico está localizado bem próximo do centro do município e reserva curiosidades em cada detalhe. Confira a matéria completa sobre as Casas de Pedra de Nova Veneza nas páginas 18 e 19.

Um ano de conquistas E os sonhos jamais se tornarão realidade se não houver esforços, vontade de ir além, de superar as próprias expectativas. Com esta edição, a Revista Enfatizando Negócios celebra o aniversário de um ano e, se o lançamento da revista já era um grande sonho, celebrar esta data é uma realização ainda maior. Há um ano tínhamos dúvidas, hoje temos certezas. Não conhecíamos o caminho a ser trilhado, hoje estamos convictos de onde queremos chegar. Tínhamos em mente muitos objetivos, hoje celebramos a conquista de grande parte deles. Temos certeza de que muitas vitórias ainda estão por vir porque sabemos que para manter um sonho vivo é preciso sustentá-lo com idéias e renová-lo a cada dia. Em um ano foram muitas as situações vivenciadas pela equipe da Revista Enfatizando Negócios. Conhecemos várias pessoas, fizemos amizades, passamos por experiências emocionantes, sorrimos, ficamos ansiosos, mas sempre tivemos em vista nosso grande objetivo: oferecer qualidade e excelência em cada detalhe. Além de impressa, a Revista Enfatizando Negócios agora também conta com versão online, que pode ser acessada por meio do site www.enfatizandonegocios.com.br. Na página web podem ser conferidas todas as edições da revista, bem como várias informações da publicação. Em um ano de trabalho podemos afirmar com convicção que superamos as expectativas e que estamos indo muito além do esperado. Em cada edição, contribuímos com uma entidade beneficente da região, por meio da realização de um pedágio solidário. Sabemos que, de alguma forma, estamos ajudando o meio social, fazendo a nossa parte em prol do próximo. Agradecemos de forma especial, aos parceiros da Revista Enfatizando Negócios, que nos apoiaram e continuam nos apoiando nesta caminhada. Anunciantes que encontraram na revista o espaço ideal para divulgar o empreendimento e contar a história de sucesso da empresa. Para finalizar, recordo de que há pouco mais de um ano, quando projetamos a Revista Enfatizando Negócios, já tínhamos em conta o sucesso que seria esta novidade. Voltamos, portanto, a ressaltar o que foi dito na primeira edição: o resultado deste trabalho é a certeza de que a Revista Enfatizando Negócios veio mesmo para ficar!

Muito obrigada a todos, boa leitura e até a próxima edição! Vanessa Nórdio Jornalista / Editora

enfatizando negócios 2013

|3


arte

Com detalhes precisos,

máquina transforma peças em arte Os detalhes minuciosos parecem ter sido feitos de forma manual e o trabalho finalizado esbanja uma beleza rústica. É assim, dando forma a peças de madeira, que uma empresa localizada na região sul de Santa Catarina, tem produzido objetos que embelezam diversos ambientes. O proprietário, Gilberto Nórdio, agora também aposta em comunicação visual. Para ele, o que vale é o capricho com que cada peça é produzida. As máquinas que “esculpem” a madeira e dão forma a materiais como aço ferroso, ACM, acrílico, MDF, alumínio e outros, no caso do trabalho voltado à comunicação visual, foram produzidas pelo próprio empreendedor, por curiosidade. “Há pouco mais de três anos, estava fazendo uma pesquisa sobre as máquinas para bordados, e percebi que o equipamento para esculpir madeira poderia ser semelhante”, explica. Após a pesquisa, a primeira máquina de esculpir as peças ganhou vida alguns meses depois, e as criações não pararam por aí. “A primeira máquina foi feita em modelo pequeno, depois foi desenvolvida uma um pouco maior e, por fim, uma grande, com corte de plasma, que é a principal máquina utilizada para este serviço”, salienta o profissional.

Desenhos perfeitos As máquinas produzidas por Gilberto Nórdio são automatizadas e levam para os objetos, as artes criadas em computadores. Para garantir beleza, os desenhos, de acordo com o empreendedor, precisam estar perfeitos. “Se errar no desenho feito no computador, a arte final, feita pela máquina, também terá problema. É um sistema muito exato”, afirma. O tempo para que cada peça fique pronta varia conforme o tamanho e o desenho escolhido. “Geralmente as peças ficam prontas em pouco mais de uma hora”, explica Nórdio. Segundo ele, mais de duas mil peças já foram produzidas no equipamento. “É gratificante ver o resultado de nossos esforços”, enaltece.

4 | 2013

enfatizando negócios


saúde

ACOMPANHAR OS FILHOS BRINCANDO É IMPORTANTE FOR MA DE AUX ILIÁ-LOS NO “Pais, leiam para seus filhos e acompanhem as crianças brincando!” A afirmação é do especialista em neurologia pediátrica, Dr. Jaime Lin. Segundo ele, aprendendo os conceitos de desenvolvimento neurológico, motor e da linguagem, conhecendo e observando as crianças, pode-se transformar uma tarde de diversão em uma importante ferramenta de avaliação. A Neurologia Pediátrica, conforme Lin, é a subespecialidade que se dedica à avaliação do sistema nervoso e muscular da criança e do adolescente. Segundo ele, o ideal é que os pais, junto com o pediatra, acompanhem o desenvolvimento da criança, principalmente quanto à parte neurológica. “O

DESENVOLV IMENTO

cérebro da criança está em constante desenvolvimento e é necessário avaliar que ações as crianças devem executar em cada idade”, explica. Alguns estímulos, de acordo com o doutor, podem contribuir com o desenvolvimento dos pequenos. Segundo ele, as crianças aprendem a dar os primeiros passos por volta dos 14 meses de idade e os pais devem estar atentos a qualquer tipo de atraso, quedas, ou até mesmo cuidar se ao aprender a andar, a criança o faz sempre nas pontas dos pés. “Ofereça brinquedos a uma criança e acompanhe como ela brinca. Veja se ela participa das brincadeiras, se imita gestos, e se tem coordenação e força nas mãos para brincar”, enfatiza. De acordo com Lin, qualquer tipo de atraso no desenvolvimento, seja na linguagem, interação social ou outras questões, deve chamar a atenção dos pais e pediatra, recebendo atenção especial.

Participação no cotidiano dos filhos é fundamental O especialista em neurologia pediátrica, Dr. Jaime Lin, destaca a importância dos pais participarem do cotidiano dos filhos, prestando atenção nas crianças. “Os pais precisam perceber se a criança está andando, falando e até sentando na época correta”, sublinha. Segundo ele, do ponto de vista escolar é preciso que os pais acompanhem as tarefas e estudo dos pequenos, principalmente na parte de leitura. “Alguns estudos apontam que quando os pais lêem com os filhos, quando estes têm em torno de seis meses de idade, o desenvolvimento neurológico é favorecido”, destaca o doutor.

6 | 2013

enfatizando negócios


~

Dona Ivone,

~ inovacao

torcedora ilustre do Tigre Foto: Fernando Ribeiro

Em dia de jogo do Criciúma Esporte Clube no Estádio Heriberto Hülse, lá está ela exatamente no mesmo lugar da arquibancada, torcendo pela vitória do Tigre. A cena se repete há, pelo menos, 35 anos, já que Ivone Camilo Fernandes, conhecida como Dona Ivone, frequenta todas as partidas do Tigre em Criciúma. A paixão é tão grande, que, para acompanhar o Criciúma Esporte Clube em campo, Dona Ivone já deixou de participar de momentos importantes da família, como a formatura de uma das netas. Considerada torcedora ilustre do Tigre, a paixão de Dona Ivone foi incentivada pelo marido. “Um dia ele queria ir ao jogo e insistiu para que eu o acompanhasse. Daquele momento em diante, nunca faltei a um jogo do Tigre no estádio de Criciúma”, afirma. A companhia de Dona Ivone em todos os jogos é um tigre de pelúcia. “Não largo dele”, sublinha.

A admiradora tricolor também coleciona objetos do time, sendo que, em casa, conta com mais de 200 itens nas cores amarelo, preto e branco. “Entre os objetos, tenho toalha de banho, chinelos, camisas – sendo algumas do tempo do Comerciário Esporte Clube – e até relógio de parede”, conta.

Foto: Ulisses Job

Com 69 anos, Dona Ivone afirma que nada a impede de ir ao estádio torcer pelo Tigre. Segundo ela, a final da Copa do Brasil em 1991, foi uma das partidas mais marcantes do Criciúma Esporte Clube da qual participou, sendo que a data é lembrada até hoje com muito carinho. “Jamais esquecerei quando o Criciúma foi campeão, em uma partida que disputou com o Grêmio”, ressalta.

enfatizando negócios 2013 enfatizando negócios 2013

|| 7 7


Guia de Serviços

Laguna

Uma cidade de encantos Cidade turística e reconhecida pelas belezas naturais, Laguna reserva muitas atrações aos visitantes. Com mais de 300 anos de fundação, o município tem muita história para contar. De colonização açoriana, Laguna apresenta um belo conjunto arquitetônico, tombado como Patrimônio Histórico Nacional, belas praias, um dos maiores sítios arqueológicos de sambaquis da América e diversas peculiaridades de uma cidade que se transformou em roteiro histórico cultural. O município recebe milhares de visitantes todos os anos, que buscam conhecer, entre outras coisas, a terra da guerreira Anita Garibaldi, companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi, conhecidos personagens da Revolução Farroupilha.

Pontos turísticos atraem visitantes Os pontos turísticos de Laguna atraem olhares de todo os lugares do

8 | 2013

enfatizando negócios

mundo, estando em destaque a Fonte Carioca, conhecida como fonte da juventude onde, segundo moradores, o poder cristalino das águas dá juventude eterna às pessoas que dela beberem. A Casa de Anita também atrai muitos visitantes, e contém uma urna com terra da sepultura de Anita Garibaldi, do cemitério de Ravena, na Itália. O Farol de Santa Marta, por sua vez, também tem uma beleza encantadora, sendo considerado o maior das Américas e o terceiro do mundo em alcance. O Farol de Santa Marta, de acordo com registros, foi construído por franceses em 1891. Com este imenso potencial turístico, a cidade de Laguna é um dos destinos mais procurados quando se trata de lazer, bem-estar e cultura. Neste cenário também estão os excelentes apartamentos destinados à oferecer conforto aos visitantes, de propriedade do empresário Ernani da Rosa Joaquim.


Foto: Divulgação

enfatizando negócios 2013

|9


sabores

O DOCE SABOR DA REALIZAÇÃO PROFISSIONAL De delicadas mãos surgem doces sabores. É de um espaço singelo, localizado no centro do município de Nova Veneza, no sul de Santa Catarina, que são fabricados produtos como bolachas e doces de dar água na boca de qualquer pessoa. A delicadeza de cada produto e a imensa variedade de opções revela a dedicação em oferecer qualidade aos clientes. Este é o trabalho da doceira Salete Cizeski, que começou a trabalhar no ramo há 14 anos e hoje celebra as conquistas da realização profissional. “Comecei fazendo doces para festas de aniversário e hoje produzimos, além dos doces de festas, bolachas e muitas outras opções”, afirma a empresária. Associada à Cooperativa de Produção Agroindustrial Familiar de Nova Veneza, a Coofanove, Salete vislumbra grandes objetivos. Para a produção, de acordo com Salete, são dois os requisitos fundamentais: paciência e delicadeza. A variedade e a criatividade, segundo ela, são alguns dos principais diferenciais da empresa. “Fiz cursos de decoração para enfeitar os pacotes com laços, botões e fitas, deixando-os bem coloridos. Nos produtos também costumamos fazer muitos detalhes, chamando a atenção das pessoas”, explica. 10 | 2013

enfatizando negócios

A criatividade de Salete já compõe a carteira de produtos com cerca de 20 tipos diferentes de bolachas e mais 20 tipos de doces. Por dia, chegam a ser fabricados cerca de 100 quilos de bolachas e 1.500 unidades de doces tipo trufas. Os produtos, conforme a empresária, não possuem conservantes ou qualquer processo industrial, sendo tudo feito de forma caseira. “Como não há conservantes, até a validade dos produtos é diferente, sendo que as bolachas têm validade de 120 dias, as trufas de 30 dias e os doces camuflados tem validade de 15 dias em função das frutas utilizadas”, justifica.


Paciência e dedicação como fatores fundamentais do sucesso Com tanta experiência, Salete aconselha as pessoas que estão abrindo o próprio negócio a terem paciência, dedicação e jamais desistirem dos objetivos. “Tudo vale a pena quando reconhecemos os resultados de nossos esforços”, afirma. Segundo ela, quem está iniciando uma empresa precisa ter consciência de que o sucesso não vem de um dia para outro, mas é a soma de muito tempo de trabalho.

Cestas para presentear A beleza e o sabor dos produtos da doceira Salete Cizeski é tamanha que são muitos os casos em que se tornam opções de presente. Pensando nisso, a empresária decidiu produzir cestas com os produtos, e acabou descobrindo mais um nicho de mercado. “O cliente compõe a cesta da forma que deseja, com os produtos que mais gosta”, salienta Salete.

Cooperativa dá força à produtores artesanais Quem conhece o município de Nova Veneza, sabe que além dos pontos turísticos, a gastronomia é um forte atrativo, sendo que grande parte dos produtos são produzidos ali mesmo, por moradores do município, como é o caso da Salete Cizeski. Além das delícias da gastronomia típica italiana, contudo, também ganham espaço os produtos coloniais, como bolos e doces. Com a intenção de reunir, expor e comercializar todas estas delícias de forma organizada, foi criada a Cooperativa de Produção Agroindustrial Familiar de Nova Veneza, a Coofanove. A sede da cooperativa fica localizada na praça principal do município e acabou se tornando mais uma atração turística da cidade. Quem chega à loja fica deslumbrado com tamanha variedade de produtos, que soma cerca de 600 itens entre bolachas, pães, vinhos, geléias, queijos, doces e produtos artesanais e de decoração. A cooperativa tem quase uma década de existência e, atualmente, reúne 22 associados, que contam com marca própria. “Para chegar a esta estrutura, um longo caminho foi percorrido”, ressaltou o presidente da Coofanove, Altair Valdatti.

enfatizando negócios 2013

| 11


cobra

como animal de estimação: um bicho nem tão “fofinho” assim

Os bichos de estimação são verdadeiros companheiros do ser humano. Mas entre tantos animais domésticos para cumprir esta função, como cachorros, gatos e hamsters, tem muita gente que prefere sair do padrão e criar animais mais exóticos em casa. É o caso do estudante Raul Zomer, de Orleans, que tem como animal de estimação, uma cobra. O réptil, da raça Corn Snake, recebeu o nome de Viviane e há três anos faz parte do cotidiano de Raul.

O criador de Viviane afirma que, à primeira impressão, o bichinho de estimação exótico rende espanto e um pouco de medo nas pessoas. “A maioria fica espantada pelo fato de eu criar uma cobra. No começo até meus amigos evitavam vir à minha casa, temendo que a cobra fugisse”, conta.

Mesmo com todos os cuidados com a cobra de estimação, Zomer já passou por algumas situações delicadas com a Viviane. “Já fui mordido enquanto a alimentava, já que ela deve ter “Sempre tive fascínio por répteis e escolhi criar uma cobra em confundido meu dedo com o alimento”, ressalta. Outra vez, casa por ser um animal diferente”, afirma o dono do animal. segundo ele, a cobra escapou do terrário e ficou perdida pela Lidar com as cobras, segundo Zomer, também requer alguns casa, sendo encontrada horas depois, sob a cama da mãe. cuidados básicos, sendo que Viviane recebe muita atenção. “Ela fica em um terrário especial, sempre limpo e aquecido a Apesar de ser algo que atrai a atenção das pessoas, criar aniuma temperatura de aproximadamente 37°C”, explica. O am- mais exóticos em casa requer muita atenção e cuidados. Sebiente do animal, segundo o criador, também precisa ter água gundo biólogos, para ter animais “diferentes” é necessário, e ser calmo, evitando o estresse do bicho. para não ter problemas, pesquisar bastante sobre a espécie escolhida, entendendo sobre as características que precisa ter A alimentação, de acordo com Zomer, é diferente quando a o ambiente em que o animal vai viver e sobre a alimentação. cobra é filhote e quando está em fase adulta. “Quando é pe- Além do conhecimento, segundo eles, também é importante, quena, a cobra se alimenta de dois ou três filhotes de codorna principalmente no caso de cobras, não deixar o bichinho solto (que é uma espécie de ave) por dia. Quando está em fase adul- pela casa. ta, a cobra pode se alimentar de até sete filhotes de codorna por dia, porém pode ficar até três semanas sem se alimentar”, Ressalta-se ainda, que é crime adquirir animais silvestres explica. sem a legalização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama. Somente não é caracterizado como crime se o animal for adquirido de criadouro comercial ou comerciante devidamente registrado no Ibama.

Corn Snake Com comprimento variável entre 1,20 metros e 1,50 metros, a Corn Snake é uma cobra que aceita muito bem o manuseio humano e é considerada um dos 25 melhores pets exóticos. O animal cresce rapidamente até atingir a maturidade, o que pode levar de dois a quatro anos. Uma Corn Snake pode viver de 12 a 15 anos, porém existem registros de cobras desta espécie que viveram cerca de duas décadas.

12 | 2013

enfatizando negócios


enfatizando neg贸cios 2013

| 13


Guia de Veículos

AutoAmurel

Site especial para quem quer vender, trocar ou comprar um automóvel Seguindo a tendência da praticidade, um site especializado em classificados do setor automotivo têm se destacado na região. O site AutoAmurel (www.autoamurel.com.br), de propriedade de Moisés Vieira, está há sete anos no mercado e é totalmente voltado à região sul de Santa Catarina. A página web contabiliza mais de 100 lojas cadastradas, entre revendas e concessionárias, além de anunciantes particulares, e quase dez mil acessos diários.

tem o veículo do seu interesse, além de também anunciar o automóvel que pretende comercializar”, explica o empreendedor. Aperfeiçoamento constante O aperfeiçoamento constante do site AutoAmurel é um dos aspectos positivos da empresa, sendo que sempre há novas ferramentas que contribuem com quem quer vender, trocar ou comprar um veículo. “Trabalhamos para garantir a satisfação de nossos clientes”, ressalta o proprietário da AutoAmurel, Moisés Vieira. Segundo ele, grandes novidades devem fazer parte do site nos próximos meses.

A oportunidade de negócio, segundo o proprietário, surgiu devido à percepção da dificuldade encontrada por quem procurava vender, trocar ou comprar um veículo, sendo que o cliente precisava passar de loja em loja pesquisando valores e condições. “Com o Acesse hoje mesmo o site da site da AutoAmurel, a pessoa pode, do AutoAmurel e confira as principais oferconforto de casa, saber qual revenda, tas da região! concessionária ou anunciante particular

14 | 2013

enfatizando negócios


Foto: Divulgação

enfatizando negócios 2013

| 15


Dança do ventre:

movimentos que envolvem todo o corpo Composta por uma série de movimentos sinuosos, vibrações e ondulações que envolvem todo o corpo, a dança do ventre pode gerar muitos benefícios físicos e mentais. Praticada originalmente em regiões como o Oriente Médio, os movimentos ganharam o mundo e, atualmente, são várias as escolas que ensinam os delicados passos da dança. Caracterizado pela feminilidade, todas as mulheres podem ser adeptas ao ritmo. “A dança do ventre pode ser praticada em todas as idades: as crianças usam mais os movimentos com braços e mãos, já os movimentos de quadris são para mulheres adultas”, explica a professora de dança do ventre, Andreia Torres. A atividade, segundo ela, gera grandes benefícios à saúde. “Entre vários aspectos, a dança do ventre contribui para melhorar a flexibilidade e a postura, além de tonificar os músculos”, explica. A melhora da autoestima é, segundo a professora, outro fator que as praticantes relatam ter obtido com a atividade. Assim como vários outros exercícios que envolvem o movimento do corpo, a dança do ventre também é indicada para pessoas que precisam praticar algum tipo de atividade, mas preferem não ficar somente em academias. É o caso, por exemplo, de Rúbia Nuermberg, que tem diabetes e que recebeu a recomendação médica para participar de alguma dança. “Com a dança do ventre consegui elevar minha autoestima e vivo muito melhor”, afirma.

Origens A origem da Dança do Ventre apresenta várias controvérsias, contudo, de acordo com uma das hipóteses, a dança do ventre teve início entre os anos 7.000 e 5.000 a.C. Segundo estudos, os movimentos, aliados a música e sinuosidade, semelhante a uma serpente, tinham como objetivo preparar as mulheres, por meio de ritos religiosos dedicados a deusas, para se tornarem mães.

16 | 2013

enfatizando negócios


Talento nas pi s ci n as, , nadadora da regiao promete se destacar no esporte ~

A agilidade e o bom desempenho nas piscinas têm revelado os primeiros sinais de que o nome Ana Giulia Zortea será um dos mais falados quando o assunto for competições na natação. A jovem tem apenas 13 anos e já acumula importantes conquistas. E o destaque não é só dentro das piscinas: a menina já participou de programas de televisão e, no ano passado, fez parte do elenco de apoio da novela Avenida Brasil, da Rede Globo. Apaixonada pela natação, Ana Giulia começou no esporte por acaso, ainda na infância, e descobriu um grande talento. “Acompanhava meu irmão, Gustavo, que precisava nadar para superar um problema de asma, e comecei a nadar também”, explica. De lá para cá, a jovem tem demonstrado um grande talento. Segundo ela, o apoio da família sempre foi fundamental. Somando quase uma década na natação, a atleta vem participando de competições desde os nove anos de idade. Atualmente, a esportista concilia os treinos, que acontecem de segunda-feira a sábado, com os estudos. “No período da manhã estudo, sempre com muita atenção para entender bem, e no período da tarde estou no treinamento, sendo cerca de quatro horas de treino por dia”, sublinha. Para a atleta, a natação representa muito. “Minha vida gira em torno do esporte e quero seguir este caminho por muito tempo”, ressalta. Atualmente, a jovem nada na Categoria Infantil I (13 anos) e compete nas provas de 100 e 200 metros Peito, 50 e 100 metros Livre, 200 metros Medley e 100 metros Costa. Entre os grandes objetivos da atleta, está a convocação para a Seleção Brasileira, e a grande meta, que é uma vaga para participação nas Olimpíadas de 2016.

Mais de 400

medalhas conquistadas Em pouco tempo de carreira, Ana Giulia Zortea já revelou os primeiros sinais de que vai longe, e já soma mais de 400 medalhas, sendo mais de 300 de ouro. Os treinadores da atleta, Anderson Goulart e Gustavo Sabiá, destacam que se continuar neste ritmo, a nadadora, que se destaca no nado peito, tem um grande futuro. “Se ela continuar se dedicando aos treinos da forma necessária para o tamanho do objetivo, com certeza poderá ter grande êxito”, sublinham os treinadores.

enfatizando negócios 2013

13

| 17


cultura

Casas de Pedra: em cada detalhe, a recordação de tempos difíceis Pelo caminho parece que estamos voltando no tempo. A estrada de chão e a vegetação densa nos levam para um lugar de intensa tranquilidade. Vez ou outra os muros de pedra contornam a estrada e embelezam ainda mais o trajeto. E, de repente, estamos em frente a uma das mais belas construções do sul catarinense: as Casas de Pedra de Nova Veneza.

Com largas paredes, a construção de mais de 120 anos, resiste ao tempo e oferece aos visitantes uma amostra de como era a vida há muitos anos. Também conhecidas como Casas de Pedra Nono Luigi Bratti, em homenagem ao seu construtor, as construções foram feitas no ano de 1891 e restauradas em 2002, quando foram legalmente tombadas como Patrimônio Histórico Nacional.

As Casas de Pedra de Nova Veneza foram construídas com pedras de basalto, a partir de uma técnica trazida da Itália pelos primeiros imigrantes. As construções, localizadas a cerca de três quilômetros do centro do município, ficam na antiga estrada que liga Nova Veneza ao Distrito de Caravággio, mais conhecida como Estrada Centenária ou Via do Imigrante.

Cuidados da família Entre as pedras, o registro é de um trabalho árduo, que levou mais de uma década para ficar pronto. Para a construção, Luigi Bratti e a esposa Irene conciliavam o tempo do trabalho na lavoura durante o dia e a construção da moradia no período da noite. O conjunto das Casas de Pedra é composto por três edificações de pedras com esquadrias e estrutura de cobertura em madeira. Dispostas lado a lado estão residência e cozinha. Os muros que definem o lote também são de pedra. A terceira edificação, mais afastada, era uma estrebaria, sendo que há um grande sótão, que na época era utilizado para o armazenamento de grãos. A tataraneta de Luigi e Irene, Luana Bortolotto, ressalta que, tempos depois da construção, a casa deixou de ser propriedade da família. Isso, porque, na época, de acordo com ela, a herdeira da casa vendeu a propriedade principalmente porque os filhos sofriam 18 | 2013

enfatizando negócios

muito na escola com as brincadeiras dos colegas, em função de viverem em uma casa tão diferente. “Eles tinham vergonha de morar na casa, pois era longe da escola e tinham que ir descalço pela estrada de pedra para não estragar as solas dos sapatos”, explicou Luana. A situação, de acordo com ela, levou os então proprietários a se desfazerem da residência. Tempos depois, porém, preocupados com a preservação das casas, a família Bortolotto, descendente da Família Bratti, recuperou a propriedade. “O antigo proprietário estava, aos poucos, modificando a estrutura original das casas, e meu avô Ângelo resolveu comprá-las, para que ficassem sob os cuidados da família”, sublinhou Luana.


Estrutura

Casas de Pedra no programa Mais Você, da Rede Globo

Todas as partes das casas foram construídas com pedras encontradas no local, argila e madeira, que foi cortada a facão para fazer a cobertura. O monumento é dividido em três partes. “A primeira parte construída foi a estrebaria, pois os animais precisavam ficar abrigados. A segunda construção foi a cozinha e a sala de refeições, e a terceira construção foi o quarto do casal e dos filhos”, explica Luana Bortolotto. Segundo ela, na época as cozinhas eram construídas separadas do restante da casa, pois havia muito medo de que o local pegasse fogo.

As Casas de Pedra de Nova Veneza sempre se destacaram pela beleza. O espaço ganhou ampla notoriedade, porém, há pouco tempo, quando foi o cenário do quadro “Tem Visita”, do programa Mais Você, da apresentadora Ana Maria Braga, da Rede Globo. A reportagem mostrou para todo o Brasil as belas paisagens das Casas de Pedra de Nova Veneza. “A equipe do programa Mais Você convidou toda a nossa família para passar uma noite nas casas. Minha avó até fez uma polenta, como se estivéssemos vivendo há muitos anos na residência”, salientou a familiar dos proprietários, Luana Bortolotto. Conforme Luana, depois que as Casas de Pedra foram mostradas em rede nacional pela televisão, o número de visitantes cresceu consideravelmente. “São muitos os turistas que passam por aqui, sendo a maioria deles do estado vizinho, Rio Grande do Sul, e de São Paulo”, ressaltou. Uma das turistas que estava visitando as Casas de Pedra no dia em que a equipe da Revista Enfatizando Negócios fez a reportagem, a paulista Mônica Valéria dos Santos Rosa, destaca que as belezas de Nova Veneza são encantadoras. “Ao visitar as Casas de Pedra, o sentimento é de estar voltando no tempo. É uma visita que jamais esqueceremos”, sublinhou.

Abertas à visitação As Casas de Pedra de Nova Veneza estão abertas à visitação todos os finais de semana. O cenário também é bastante utilizado para os books fotográficos, sendo que neste caso, é necessária a permissão dos proprietários das construções. Colaboração: Prefeitura Municipal de Nova Veneza

enfatizando negócios 2013

| 19


música

De um t�abalho delicado e minucioso, inst��mentos musicais ganham for�a A arte de modelar instrumentos musicais como violões, guitarras e baixos, mudou a vida de um morador do município de Sombrio, no sul de Santa Catarina. Vilmar Barbosa da Cunha descobriu o talento por acaso, já que queria aprender a tocar violão e como não tinha o instrumento decidiu fabricá-lo. O que era brincadeira acabou se tornando fonte de renda para Cunha, que já produziu mais de mil instrumentos musicais. A profissão de Luthier, como é conhecido o profissional especializado na construção e reparo de instrumentos musicais de corda, iniciou após Cunha ter precisado deixar o então local de trabalho, em uma industria da região, em função de alguns problemas de saúde. “Comecei fabricando brinquedos, mas encontrei maior fascínio no desenvolvimento de instrumentos musicais”, enfatizou.

Em cada instrumento musical, o carinho pelo trabalho As pesquisas e o aperfeiçoamento constante fizeram com que Vilmar Barbosa Cunha adquirisse total domínio na fabricação dos instrumentos musicais. “O primeiro passo é definir o material a ser utilizado, depois é desenhar e, enfim, começar a parte prática, que é cortar, lixar, arrumar os detalhes, fazer a pintura e o acabamento”, explica. Segundo ele, cada instrumento leva em média três meses para ficar pronto. O valor, de acordo com o Luthier, pode variar conforme a exigência do cliente. “O que determina o preço é o material utilizado e alguns detalhes do equipamento. Geralmente, os valores ficam entre R$ 650,00 a R$ 3.800,00”, ressalta. Além da fabricação, Cunha também atua no conserto de instrumentos musicais.

É gratificante ver instrumentos sendo utilizados “É gratificante ouvir uma banda tocar com os instrumentos fabricados por mim”. A afirmação é do luthier Vilmar Barbosa Cunha, que destaca que mais gratificante do que ver o produto pronto é ver o produto sendo utilizado. “É uma sensação única que motiva a fazer sempre o melhor”, salienta. Segundo Cunha, são muitos os cantores e grupos musicais da região que procuram os serviços. “Procuro fazer um bom trabalho e os músicos acabam indicando o serviço uns aos outros”, finaliza.

20 | 2013

enfatizando negócios

O primeiro violão de Vilmar foi fabricado há mais de 18 anos, com pedaços de uma mesa de escola, sendo vendido posteriormente pelo valor de R$ 25,00. “Todas as madeiras que eu encontrava acabavam virando instrumentos musicais”, ressalta. Com o tempo, segundo ele, a técnica para a produção dos objetos foi sendo aperfeiçoada e a matéria-prima selecionada com mais cautela. “Comecei a pesquisar mais sobre o assunto e os instrumentos musicais foram melhorando”, afirma. De acordo com o Luthier, hoje os objetos são fabricados com materiais especiais, sendo muitos deles provenientes de outros estados brasileiros.


Baunilha: sabor e aroma que vem das orquídeas Pudim, sorvete, bolacha... São muitos os alimentos que conhecemos com sabor e aroma de Baunilha. Mas você, alguma vez, já parou para se perguntar o que é a Baunilha e de onde vem esta matéria -prima? Para surpresa de muitos, a sabor e o aroma adocicado da Baunilha é proveniente de uma planta, um flor conhecida no mundo inteiro: as orquídeas do gênero Vanilla. De flores verde-amareladas, a Vanilla é uma planta muito comum e bastante utilizada de forma ornamental. O fruto da orquídea, de onde vem a Baunilha, é caracterizado por uma vagem alongada. É do interior destas vagens que estão os minúsculos grãos, que exalam um cheiro perfumado e doce da Baunilha autêntica. A substância química que dá o aroma da Baunilha é a Vanilina.

Considerada uma especiaria luxuosa, o nutricionista Marco Antônio da Silva explica que, atualmente, a maioria dos produtos disponíveis no supermercado composto por Baunilha, apresenta aroma e sabor artificial. “A Baunilha verdadeira é um produto com um custo muito superior”, ressalta. As propriedades da Baunilha, de acordo com o nutricionista, são de ordem gastronômica, pelo inigualável aroma e sabor que apresentam. De acordo com Silva, ainda não existem estudos que comprovem a funcionalidade da Baunilha em relação à saúde humana.

Beneficiamento da Baunilha Até que a Baunilha esteja pronta para a utilização, são diversos os processos de beneficiamento. Os frutos apenas são colhidos quando as vagens mudam da cor verde-claro para a cor verde-escuro. Feita a colheita, os frutos passam por um processo de “cura” onde, as favas são desidratadas lentamente, sendo inicialmente imersas rapidamente em água aquecida com temperatura em torno de 70ºC, e, em seguida, levadas para secagem, por quatro a seis dias ao sol, terminando à sombra em tabuleiros. Fonte: ceplac.gov.br | Foto: Divulgação

enfatizando negócios 2013

| 21


Moedas transformadas em símbolo de amor e união

Com simples moedas, ele é capaz de produzir um dos maiores símbolos do amor e da fidelidade: as alianças. Há 15 anos, esta é uma das principais funções de Manoel Albino. Morador de Içara, o artesão já fabricou em torno de duas mil alianças, sendo que muitas delas foram compradas por pessoas de outros estados e até do exterior. A produção das alianças, segundo Albino, requer muita prática, sendo que no início uma aliança podia demorar até um dia inteiro para ficar pronta. “Hoje, com habilidade e conhecimento, é mais fácil produzi-las. Uma aliança simples pode ficar pronta em uma hora. Já a aliança anatômica leva até duas horas para estar finalizada”, explica. De acordo com ele, a experiência adquirida ao longo do tempo contribuiu para oferecer ainda mais qualidade nos produtos.

Moedas argentinas são as ideais para a produção de alianças Objeto que remete ao compromisso, as alianças fabricadas por Manoel Albino têm, como matéria-prima, as moedas argentinas. “São objetos que geram um resultado melhor, com mais qualidade”, enfatiza. Segundo ele, as alianças produzidas com moedas apresentam grande durabilidade e dificilmente perdem o brilho.

A gratificação em ver o resultado dos esforços O artesão produz uma média de 20 alianças por mês e os preços dos objetos variam conforme o modelo escolhido. “O valor da aliança simples gira em torno de R$ 80,00, já a aliança anatômica, que é dupla, custa cerca de R$ 120,00”, conta. Conforme Albino, a maior recompensa do trabalho vem da gratificação em ver os objetos finalizados. “Fico muito feliz quando vejo as pessoas utilizando as alianças produzidas por mim”, ressalta. 22 | 2013

enfatizando negócios

A filha do fabricante, Cleide Albino Arceno, e o marido, utilizam alianças feitas com moedas e relatam que quanto mais o tempo passa, mais brilho ganha o objeto. “Quando casamos, preferi uma aliança de ouro, mas depois acabei pedindo uma aliança de moeda ao meu pai”, afirma Cleide. Segundo ela, as alianças são muito resistentes, até porque o marido trabalha na construção civil e, enquanto a aliança de ouro estava ficando arranhada, a aliança produzida com moedas está perfeita.


Videogame e fisioterapia: aliados em prol da saúde

Há tempos os videogames despertam a curiosidade das pessoas e, muito além de uma simples brincadeira, a ferramenta tem atraído a atenção dos profissionais da área de saúde. O que era apenas brinquedo acabou se tornando, portanto, grande aliado em alguns casos, como em tratamentos de fisioterapia. Um dos métodos em que o equipamento é utilizado foi desenvolvido pelo fisioterapeuta Moisés Moraes Antunes, em um hospital do sul de Santa Catarina, e faz com que o paciente execute os movimentos necessários do tratamento de maneira descontraída, por meio dos jogos interativos do videogame. “O objetivo é mudar a rotina do paciente, com jogos que estimulam os movimentos”, afirma. Segundo ele, com o auxílio dos aparelhos de videogame é possível trabalhar a coordenação motora, o raciocínio lógico, o equilíbrio e a força das pessoas. Conforme Antunes, o procedimento tem causado efeitos diferentes de acordo com cada paciente, porém os resultados sempre são positivos. “Alguns acabam recordando lembranças boas da infância, o que gera bem-estar”, sublinha. De acordo com o fisioterapeuta, os movimentos combinados de braços, pernas e tronco auxiliam significativamente na recuperação dos pacientes, inclusive com redução de medicamentos.

Brincadeira que proporciona bem-estar Com o auxílio do videogame, os tradicionais movimentos das sessões de fisioterapia são substituídos por interessantes exercícios de jogos esportivos. “O novo método faz com que o paciente pratique movimentos de esportes como boliche, tênis e golf, que movimentam bastante o corpo”, explica o fisioterapeuta Moisés Moraes Antunes. Segundo o especialista, o procedimento com jogos interativos pode ser realizado em pacientes com idade a partir de cinco anos e em apenas alguns casos clínicos, como pós-operatório, pacientes em tratamento quimioterápico e idosos em geral, prevenindo a síndrome da imobilidade.

enfatizando negócios 2013

| 23


especial

Há quase quatro décadas embalando gerações “Matusa! Matusa! A Máquina do Som!”. Quem nunca ouviu esta chamada nas rádios do sul de Santa Catarina, certamente desconhece boa parte da história musical da região. A Banda Matusa existe há quase quatro décadas, já embalou gerações, animou festas, uniu casais, e continua agitando muitos eventos. Falar da Banda Matusa é falar de um grupo que acompanhou a evolução da música e da sociedade e que sempre trabalhou para proporcionar momentos de lazer e bem-estar às pessoas. As músicas tocadas pela banda sempre tiveram ritmos intercalados, fator que contribuiu significativamente para agradar várias pessoas. Atualmente, dez integrantes formam a banda, sendo a maioria da mesma família, de sobrenome Cândido. Com quase 40 anos de existência, a Banda Matusa possui dois CDs gravados, sendo o primeiro gravado em 2009, com 14 faixas, e o segundo gravado em 2012, com seis músicas. “O primeiro CD foi uma grande conquista e o segundo foi produzido tendo em vista divulgar ainda mais a banda”, afirma o integrante mais novo do grupo, Rubens Paulo de Souza Cândido. Uma apresentação no exterior também faz parte da trajetória da banda. O show aconteceu em 2005 durante o 1º Encontro de Catarinenses em Boston, no Estados Unidos. “A apresentação foi prestigiada por brasileiros que moravam no país norte-americano e foi um sucesso”, ressalta Cândido. Segundo ele, o Matusa também já foi homenageado pela Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina, pela relevância do trabalho. Para Cândido, a principal característica que faz com que a Banda Matusa permaneça atuante de geração em geração, é o carinho dos integrantes do grupo pela profissão. “As coisas dão certo quando tudo é feito com amor e dedicação. Sem estas características, não estaríamos há tanto tempo na música”, salienta. Segundo ele, não há maior recompensa do que os elogios que a banda recebe após os shows. “Receber este carinho é muito gratificante, uma sensação única e especial porque fizemos algo que gostamos”, sublinha. 24 | 2013

enfatizando negócios


O começo Em 1977, no município de Forquilhinha, de forma tímida, surgia um grupo musical que logo alçaria vôo e se tornaria um dos mais conhecidos na região: a Banda Matusa. No início, a liderança do grupo estava nas mãos de Benedir Gomes, que deixou o grupo algum tempo depois, e Valdemar Cândido, conhecido como Neném, que até hoje permanece na banda. Em meados dos anos 80, com a saída de alguns integrantes do grupo para outros trabalhos musicais, a Banda Matusa passou a ser composta, aos poucos, por familiares do Neném. Do surgimento até a ascensão do grupo musical, muitas foram as dificuldades, sendo que no princípio, a banda fazia apresentações com instrumentos musicais emprestados. O transporte para os locais de show também era um obstáculo. “O grupo foi superando as dificuldades, investindo em equipamentos e se consolidou na região”, afirma o integrante Rubens Paulo de Souza Cândido. O nome Matusa é uma referência ao personagem bíblico Matusalém. A intenção do primeiro dono do grupo, Benedir Gomes, era que a banda tivesse vida longa. E essa história já tem quase 40 anos.

Repertório e apresentações diferenciadas Apesar de contar com um repertório de diversos ritmos, o sucesso da Banda Matusa também se deve à atenção com o público. “Estamos sempre nos atualizando, mas, sem dúvida, as modas musicais são grandes influenciadoras das apresentações”, destaca o integrante do grupo, Rubens Paulo de Souza Cândido. Segundo o músico, os shows do Matusa sempre são diferentes, sendo que a sequência das canções é escolhida conforme a animação do público. “Procuramos organizar repertórios de forma a agradar a variedade de gostos do público”, explica. De acordo com ele, a banda utiliza um sistema digital, em que se pode escolher qualquer música do repertório para ser tocada em qualquer momento da apresentação.

Histórias e momentos inesquecíveis Em quase 40 anos de trajetória, o que não poderia faltar para a Banda Matusa são histórias de situações vivenciadas pelo grupo. Uma das que se destacam aconteceu em um dia em que a Banda Matusa foi chamada para tocar no município de São José dos Ausentes, na serra gaúcha. Ao passarem por um posto da Polícia Rodoviária foram impedidos de seguir viagem porque o caminhão em que estavam os equipamentos tinha 60 centímetros além do comprimento permitido. Para chegar ao local de destino, a Banda Matusa tratou de arranjar um caminhão menor e continuar a viagem com apenas parte do equipamento. Cerca de 50 quilômetros adiante o caminhão quebrou. O jeito foi procurar outro caminhão, que desta vez era ainda menor, e os obrigou a deixar mais alguns equipamentos para trás. Logo a frente o pneu desse pequeno caminhão furou, mas banda seguiu viagem mesmo assim, chegando ao destino e fazendo um excelente baile. Além dos imprevistos maiores, os integrantes do Matusa também já vivenciaram outras situações. “Uma vez uma menina subiu no palco para dançar, eu estava cantando e fui dançar com ela, mas sem querer empurrei e ela acabou caindo do palco”, conta o integrante Rubens Paulo de Souza Cândido.

Equipados para oferecer o melhor A Banda Matusa realiza, em média, 15 bailes por mês, com duração de cerca de cinco horas. O grupo musical já se apresentou em praticamente todos os municípios no litoral entre Torres (RS) e Florianópolis, quase todos as cidades do interior do estado, e também em municípios serranos. Atualmente, a Banda Matusa conta com uma carreta, instrumentos musicais e equipamentos de luz e som de última geração. O grupo já fez a abertura de shows de cantores como Ivete Sangalo, Victor & Léo, Leonardo, Banda Calypso, César Menotti & Fabiano, Chitãozinho & Xororó, Bruno & Marrone, Inimigos da HP, Exaltasamba, Skank, Jeito Moleque, Nenhum de Nós, Latino, entre outros.

enfatizando negócios 2013

| 25


Guia de Construir & Decorar zy Art Piscinas

A excelência em oferecer bem-estar A experiência no mercado e a excelência em qualidade têm feito da Art Piscinas uma referência quando o assunto é bem-estar. A empresa foi fundada em 27 de julho de 2006 e hoje brinda as conquistas de um trabalho feito com comprometimento, tendo em vista sempre superar as expectativas dos clientes.

mercado, a construção e instalação de piscinas tendo em vista o alto nível de qualidade e a completa assistência aos clientes. “Nosso grande objetivo é permanecer entre as principais lojas de piscinas do mercado, sendo referência no segmento”, afirma o proprietário da empresa, Jairo Manoel Fortunato.

Segundo o proprietário, a Art Piscinas atua para oferecer diferenciais aos clientes. “Desde o princípio, temos trabalhado para oferecer novidades e elaboramos projetos como a piscina em vinil com duas profundidades, além de banheiras e spas, que fogem dos tradicionais modelos retangulares”, sublinha. De acordo com ele, a instalação de piscinas em fibra, com grande qualidade e diversos modelos, além das vendas de produtos químicos para o tratamento de água têm contribuído para o crescimento Foco na excelência da empresa. “Agradecemos aos clientes, Tendo em vista garantir a ex- amigos e colaboradores. Estamos, cada celência e qualidade nos produtos e vez mais, nos especializando para presserviços, a Art Piscinas se destaca em tar qualidade”, enfatiza Fortunato. alguns aspectos como a experiência de De propriedade de Jairo Manoel Fortunato e Lisliane de Souza Fortunato, a Art Piscinas atua na construção de piscinas em alvenaria e no comércio varejista de piscinas em fibra bem como na parte de acessórios e produtos químicos para o tratamento de água. A empresa também está presente no segmento de banheiras e spas, móveis externos, e cascatas em fibra e aço Inox.

26 | 2013

enfatizando negócios


Foto: Divulgação

enfatizando negócios 2013

| 27


Traços e cores especiais fazem das unhas verdadeiras obras de arte Pequenas obras de arte têm embelezado, com cores e detalhes, as unhas das mulheres. A tendência segue a moda de roupas e acessórios, além é claro, da influência de atrizes de novelas. “O que está em alta nos acessórios também pode fazer parte da decoração de unhas”, relata a manicure Patrícia Girardi Bussolo. Segundo ela, apesar de as principais ideias para as unhas virem das tendências de moda, as estações do ano também influenciam nas cores e traços, sendo que durante a primavera são bastante utilizados tons claros, perolados e muitas flores. “Os modelos mais solicitados envolvem estampas florais e animais e as conhecidas filhas únicas”, afirma. Além das variações, segundo a manicure, existem modelos que nunca saem de moda, como o tipo “Francesinha”. Segundo Patrícia, em matéria de unhas, o que não faltam são opções de decoração. “Existem inúmeros estilos, como a Francesinha, Filhas Gêmeas, Filha Única, Unhas Marmorizadas, Unhas de Pelúcia, Unhas de Açúcar e Unhas Esponjadas, entre outras”, sublinha. De acordo com a manicure, o tempo para fazer a unha varia conforme a decoração escolhida. “Tudo depende dos detalhes. Se for unha de pés e mãos, o trabalho pode levar cerca de duas horas”, explica. Além da beleza oferecida às clientes, Patrícia também ressalta a importância da higienização dos materiais utilizados para fazer as unhas. “Higienização precisa ser o item principal do trabalho de todas as manicures: os alicates precisam ser bem esterilizados e as toalhas sempre muito limpas”, afirma. Segundo ela, para manter as unhas em bom estado por mais tempo, alguns cuidados importantes podem ser tomados, como usar luvas para os afazeres domésticos, ter cuidado com produtos de higiene e limpeza e, no caso de uso de computadores, também ter cuidado na digitação, que pode danificar as pontas das unhas.

SEMPRE CO NOVIDAD M ES As

28 | 2013

enfatizando negócios

unhas bem feitas, seg trícia Gira undo a ma rdi B nicure Paa autoestim ussolo, têm o pode r de eleva a das mulh r eres. “Faz sentir mais a mulher se realizada, mais bonit De acordo a”, justific com ela, o a. utra carac damental terística fu do trabalh no de manic oferecer n ures é sem ovidades à pre s cli pre chama a atenção” entes. “O novo sem , ressalta. Uma das m ulheres qu e não desc das unhas, uida da be a contado leza ra Elaine C enfatiza q ristina Bru ue unhas b nel, em feitas beleza da valorizam mulher. “F a aço as unh semana e as uma ve gosto muit z por o de mode com detalh los diferen es e cores” tes, , sublinha.


assinantes

Easycomp Internacional Urussanga: contribuindo para o crescimento profissional das pessoas

Favorecer o crescimento profissional das pessoas é um dos grandes objetivos da escola Easycomp Internacional, localizada em Urussanga, que oferece cursos profissionalizantes nas áreas de gestão empresarial, informática e desenvolvimento de projetos. A empresa, de propriedade de Nuniceia e Anesio Bonot, já tem mais de cinco anos e é reconhecida pela qualidade dos serviços prestados.

Fotos: Eliana Maccari

A ideia de implantação do negócio surgiu a partir da percepção de que faltava um espaço apto a oferecer mais conhecimento às pessoas, principalmente aos jovens, para que tivessem mais oportunidades no mercado de trabalho. “Após uma grande pesquisa, decidimos abrir uma franquia da Easycomp Internacional”, ressalta Nuniceia. Segundo ela, a escola tem franquias em todo o país e até no exterior e soma milhões de alunos formados. “O método de ensino também é diferenciado, sendo que as aulas são individuais e os horários flexíveis conforme disponibilidade dos alunos”, explica.

Diferenciais que auxiliam na aprendizagem A Easycomp Internacional, de Urussanga, oferece muitas vantagens aos alunos, sendo possível escolher o dia e o horário em que se pretende fazer as aulas. Além disso, os cursos são interativos e individuais, com o uso de computadores, o que gera mais qualidade de ensino e garante aprendizagem. “Cada módulo tem seus projetos e, além disso, o estudante também tem horas livres para criar os próprios projetos”, explica a proprietária, Nuniceia Bonot. Segundo Nuniceia, apesar de a escola estar localizada em Urussanga, são muitos os alunos que vem de outros municípios da região. “Estamos sempre com grandes promoções, como para as empresas, que tem a oportunidade de oferecer conhecimento aos colaboradores”, sublinha.

A EasyComp Internacional, de Urussanga, é assinante da Revista Enfatizando Negócios e teve a oportunidade de contar a história do empreendimento. Em todas as edições da revista, um dos assinantes será contemplado, podendo contar a sua história. Assine a Revista Enfatizando Negócios!

enfatizando negócios 2013

| 29


gastronomia

´ CULINARIA MEXICANA

CONQUISTA PALADARES NA REGIÃO A beleza do prato é de deixar qualquer um com água na boca. O sabor é exótico e único, muito diferente do que estamos acostumados no Brasil. A pimenta e os temperos fortes são itens indispensáveis. Quem conhece a culinária mexicana, sabe do que estamos falando. E é apostando justamente na ideia do inusitado, que um restaurante especializado em comida mexicana tem atraído os paladares na região. Com um ambiente totalmente temático, em que cada detalhe nos remete ao México, o alto astral está presente em todos os momentos, principalmente com as músicas típicas, que em poucos minutos parecem nos levar a uma viagem para a América do Norte. A proprietária do espaço, Laís Soratto, destaca que a intenção é justamente esta. “Todo dia é dia de festa por aqui e buscamos transmitir este clima de alto astral a quem nos visita”, afirma. Segundo ela, o local é ideal para curtir momentos junto da família e dos amigos. No cardápio, opções é o que não faltam. “Oferecemos cerca de 30 pratos diversificados e, pelo menos, 30 tipos de bebidas”, sublinha a proprietária. De acordo com ela, alguns pratos e bebidas acabaram se tornando os preferidos dos frequentadores, entre eles os Nachos, que é um prato com queijo e pimenta, na grande maioria servido junto com pequenas porções de feijão, carne e tomate, os Tacos, que é uma tortilha recheada, e a Guacamole, que é um prato feito com abacate e temperos. “Em se tratando de bebidas, a cerveja mexicana também é bastante solicitada”, afirma Laís.

DECORAÇÃO TEMÁTICA E PERSONAGENS MEXICANOS Além da gastronomia, a decoração temática e os personagens mexicanos, segundo a proprietária do restaurante, Laís Soratto, têm atraído a atenção das pessoas. “Todos amam a decoração, as cores, brincam com os chapelões, curtem as músicas e ficam maravilhados com a culinária”, destaca. Segundo ela, as atrações diferenciadas como os Mariachis - que são homens com roupas clássicas, com instrumentos musicais típicos e muita animação - e o tequileiro vestido de Zorro garantem a descontração dos visitantes. “Nosso grupo de músicos veio do Paraguai e sempre estamos renovando a equipe com cantores estrangeiros”, afirma Laís. De acordo com ela, o Zorro, por sua vez, foi um personagem criado pelo próprio restaurante, para agitar e interagir com o público.

30 | 2013

enfatizando negócios


EMPREENDIMENTO FOI FRUTO DE MUITA PESQUISA Até a instalação de um restaurante mexicano na região, muito estudo foi necessário. A proprietária, Laís Soratto, destaca que tudo foi analisado nos mínimos detalhes, tendo em vista oferecer muita qualidade. “Para abrir o empreendimento, foi necessária uma ampla pesquisa de mercado, bem como o completo conhecimento da cultura mexicana para chegarmos o mais próximo possível da realidade do México”, enalteceu.

enfatizando negócios 2013

| 31


Guia de Gastronomia

Toca da Batata

Sabores exclusivos para serem apreciados Os sabores especiais e a grande variedade de opções fazem da Toca da Batata um dos lugares mais procurados quando o assunto é gastronomia requintada. O espaço, de propriedade de Valsi Mazzetto, existe há três anos, e todos os dias oferece o que há de melhor em culinária. “Nas receitas sempre há um toque especial, que dá um sabor exclusivo aos pratos”, afirma Mazzetto. O espaço também é aberto para grupos que queiram fazer confraternização, sendo que, por meio de reserva, eles podem até escolher um cardápio especial. “Preparamos o prato que o cliente desejar, sempre com o gostinho especial que somente nós sabemos proporcionar às receitas”, sublinha o proprietário. Atualmente a Toca da Batata oferece, aos clientes, 29 sabores de batata recheada, sendo três deles doce.

32 | 2013

enfatizando negócios

“A Batata Recheada Doce Parmesana é uma das que mais se destacam, sendo feita com queijo parmesão, uvas passas, castanhas de caju, alho frito e leite condensado”, sublinha Mazzetto. Na gastronomia, além das batatas recheadas, a carne de rã também tem ganhado ênfase. “Está sendo muito bem aceita”, ressalta o empreendedor.

Ambiente familiar Com um ambiente familiar, ideal para encontro de amigos, a Toca da Batata é a primeira e única casa especializada em batata suíça em Criciúma e região. A Toca da Batata está localizada no Bairro Santa Bárbara, em Criciúma, e atende todos os dias, das 16 às 23h30min.


Foto: Divulgação

enfatizando negócios 2013

| 33


instituição beneficiada

Associação Beneficente Nossa Casa Entre brinquedos, atividades e muito carinho, a Associação Beneficente Nossa Casa, fundada em 1999, acolhe crianças provenientes de famílias carentes e que apresentam ambiente hostil para o desenvolvimento físico, social e psicológico. A sede é preparada com quartos, salas, banheiro, cozinha, lavanderia, pátio e playground, sendo tudo adaptado conforme a necessidade dos infantes. Além de acolher crianças e adolescentes em situação de risco social, o objetivo da Nossa Casa é contribuir para o desenvolvimento dos pequenos em um ambiente saudável, longe dos perigos do cotidiano até que, por ordem judicial, eles retornem à família de origem ou à substituta. A Associação Beneficente Nossa Casa está localizada na Rua Vereador Matias Ricardo Paz, 420, no bairro Jardim Maristela, em Criciúma. As pessoas que também quiserem contribuir com a Associação Beneficente Nossa Casa podem entrar em contato com a entidade pelo telefone (48) 3443-6859.

2013 34 | 2013

enfatizando enfatizando negócios negócios

Contribua vo cê também!


enfatizando neg贸cios 2013

| 35



Quinta Edição