Page 1

SETEMBRO 2014

1


2

SETEMBRO 2014


EDITORIAL Diretoria Rogério Pereira Maria Regina N. Pereira Jornalista responsável Luiz Gonzaga Neto MTB 11.336 Colunista Hanna Gouvêa MTB 56.918 Fotografia Alê Marques Fotografia Arte e Diagramação Márcia Mendes Colaboradores Mariana B. Spassitempo Relações Públicas Tânia Ferraz Psicóloga Terapeuta Apométrica Maria Rita Costa de Souza Pedagoga Psicopedagoga

Todas as dimensões do consumidor A primavera chegou com suas flores, mas também com a preocupação crescente em relação à crise da água e ao cenário político-eleitoral deste ano da graça de 2014. O quadro geral indica um mundo que vive uma transição e, por isso, ainda não sabemos exatamente para onde estamos indo. Transformações no campo econômico e tecnológico experimentadas na última década têm promovido uma revolução no comportamento do consumidor. Mais exigente, o público já não aguarda o mesmo tempo para uma resposta do Serviço de Atendimento nem adquire um produto ou serviço sem pesquisar o que tem se falado sobre ele. Além disso, o consumidor quer preencher todas as suas necessidades – físicas, emocionais, familiares, espirituais. Em meio a esse turbilhão, a revista Ênfase tem refletido as transformações. Divulgamos dicas de consumo, mas também de comportamento, atitude, frente a temas importantes como a educação e o equilíbrio pessoal. Nesse caminhar, nossa relação com as crianças e com os animais está em constante revisão, com novas descobertas e a consolidação de novos conceitos e consensos. O consumidor-leitor tornou-se assim um ser mais complexo, com várias dimensões. Empresas e profissionais necessitam estar atentos a essa dinâmica. Os estudiosos do mercado estão se aprofundando em movimentos culturais de consumo e inovação, observando aspectos como a necessidade de mobilidade. O consumidor deixou de ser massa ou número e, agora, é uma pessoa, um indivíduo. Precisa ser identificado e localizado sob a ótica do estilo, das experiências e expectativas, hábitos, anseios, medos, sentimentos, sonhos. Esse ser quer significados, mais que produtos e serviços. Diante disso, administrar uma empresa é ter estratégia, mas principalmente missão e valores. O marketing já fala em “espírito” das marcas, em dimensão espiritual do mercado, algo mais ligado à realização pessoal. O consumidor sempre terá o desejo por algo mais, pela transcendência, por “ir além”, não se satisfazer com limites e padrões do passado. E isso significa superar fronteiras e procurar novas visões. Nesta edição, damos mais um passo nesta direção, com a ajuda de nossa equipe e de nossos colaboradores. Fiquem à vontade para interar com nossos conteúdos. Felicidade a todos!

Maria Thereza G. Malpighi Pedagoga e Psicopedagoga Mário Simões Palestrante

Tiragem: 3.000 exemplares

Rogério Nunes Pereira

Editora Ênfase Avenida Santana 880 - V. Helena Atibaia - São Paulo 11 4402-4220 www.revistaenfase.com.br

FOTO DA CAPA: Alê Marques Fotografia Conceitos ou opiniões emitidos em artigos assinados, bem como logotipos e imagens inseridos em anúncios, não são da responsabilidade desta Editora.

A Revista é distribuída nos seguintes condomínios: Atibaia Aclimação Água Verde Ana Augusta Chácara Pedra Grande Clube da Montanha Dom Daniele Estância Atibaia Estância Park Atibaia Flamboyant Grêmio Lince Horto Ivan Maison dos Gamez

Mansão Parque Nova Atibaia Palavra da Vida Panorama Parque Residencial Parque das Garças I Parque das Garças II Parque das Garças III Parque dos Manacás Paulista Garden Pedra Grande Portal das Hortências Portal dos Nobres Portal Gamez Porto Atibaia

Quintas de Sta. Helena Recanto dos Ipês Residencial Altos da Floresta Residencial Atibaia Residencial Bella Vita Residencial Floresta Park San Felipe Santa Mônica Saua Shambala I Shambala II Vila Fiorita Vila Rosato Vila Santa Tereza

Villaggio Conde Passadori Villagio Daniele Villaggio de Cesare Villagio Floresta Villagio Miramonte Villagio Montecarlo

Bom Jesus dos Perdões Alpes Douro Vale do Sol Marf

Caso não tenha recebido a revista entre em contato conosco: (11) 4402.4220 - email: vendas@revistaenfase.com.br SETEMBRO 2014

3


CONTEÚDO

20 26 29 33 39 42 44

ESPECIAL EVENTOS

08

O MEDO DE MUDAR

22

TREINAMENTO E REABILITAÇÃO

28

O QUE É ISSO NA SUA MÃO?

30

CUIDADO COM OS ANIMAIS NO VERÃO

35

CONTROLANDO O XIXI DO ANIMAL

41

TECNOLOGIA EDUCACIONAL: QUAL A DOSAGEM CERTA?

43

POR QUÊ BRECHÓ?

COBRANÇAS INDEVIDAS

BURSITES

LEITURA | INTERNET NA TERCEIRA IDADE

TORNEIO DE SOFTBOL

O BULLYING NÃO TEM IDADE

FESTA DAS FLORES DE ATIBAIA

CAPOEIRA DE ATIBAIA PARTICIPA DE WORKSHOP NA CALIFÓRNIA

47 4

SETEMBRO 2014

DIREITO À PAISAGEM ESTÁ AMEAÇADO PELO CRESCIMENTO DESORDENADO

46


SETEMBRO 2014

5


Esta coluna destaca

A CATIVA NATUREZA COSMÉTICOS ORGÂNICOS, primeira rede de lojas do Brasil a comercializar cosméticos com insumos orgânicos rastreados, chegou a Atibaia no dia 30 de agosto.

Keka e Marcelo Rauchfeld durante o “baphônico” evento “Noivas” no mês de junho. As modelos foram produzidas pela equipe KEKA RAUCH.

6

SETEMBRO 2014

Um click no professor Edu durante mais uma deliciosa e produtiva aula organizada pela loja FESTINHA CHOCOLATE , onde o seu dinheiro vale mais.

Um grande evento no mês de julho marcou a comemoração dos 45 anos da SAAE e o lançamento do Programa Gestão Sustentável da Água.


www.cotidiana.com.br eventos, ações e profissionais que foram notícia no trimestre

Inaugurada no mês de julho a TZ Viagens Atibaia, uma franquia de agência de viagem que oferece serviços de excelente padrão.

A farmacêutica Lissandra Negrini durante entrevista ao programa Cotidiana gravada na Dalissa Farmácia de Manipulação, unidade Alvinópolis.

Esta é a competente equipe 3F Super Troca de Óleo durante gravação do Cotidiana.

Companheiras da Casa da Amizade de Atibaia e Maria Bege, Coordenadora das Casa da Amizade do Distrito e ASFAR, durante reunião na sede do Rotary Club Atibaia no mês de agosto.

O Lema Rotário 2014/2015 diz “Faça o Rotary Brilhar” . É para isso que o Oficial de Intercâmio do Rotary Club de Atibaia Estância Rovaldo Hubber e os jovens intercambistas Gabriel ( Brasil/Austrlália), Bianca ( Brasil/Canadá ), Julia ( Brasil/França) e Mariely ( México/Brasil) estão trabalhando. Quem brilha, ilumina caminhos.

Selfie com minha querida amiga e companheira de trabalho Cristiane Soraggi do Agito Atibaia. SETEMBRO 2014

7


ESPE

Evento: Rey Festas

8

SETEMBRO 2014

Evento: DJ Eduardo Monteoliva Foto: Ronaldo Canale


ECIAL

Eventos

A

s comemorações de final de ano estão chegando e chega também a hora de definir algumas coisas sobre o tão esperado evento. É necessário escolher o tipo de evento que será, o local, as atrações, a roupa certa, onde se arrumar, se poderá levar familiares ou não, como ir e voltar, etc. Para ajudar em suas escolhas, segue um resumido tutorial de itens importantes a serem pensados para quem irá organizar e quem irá participar do evento.

Buffet: Rey Festas

TIPO DO EVENTO

É preciso escolher se o evento será de dia ou à noite e depois disso, se será um churrasco, um coquetel, ao ar livre ou em local fechado, um show, uma festa, um jantar, um baile temático, etc.

LOCAL

Importante pensar no local, se tem um bom acesso, a quantidade de pessoas que cabem, se tem alvará do corpo de bombeiros, se terá lugar para todas as pessoas ficarem sentadas, etc.

O QUE SERÁ SERVIDO

Os alimentos e bebidas que serão servidos devem variar de acordo com o tipo do evento.

SETEMBRO 2014

9


VISUAL

Não é necessário descrever no convite formal ou virtual o traje do evento, mas é importante que os convidados se preocupem em selecionar um traje que seja adequado ao evento, principalmente se ele for corporativo. As mulheres devem escolher trajes que não sejam muito ousados, curtos ou sensuais para se sentirem à vontade durante o evento. Podem se arrumar em casa ou ir ao salão para fazer um penteado e maquiagem adequados à ocasião. Para os homens, é importante que não vão de chinelo, sandália ou sem camisa (no caso de festas, jantares, coquetéis ou shows.

FESTA DA EMPRESA

FORMATURA 10

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

11


Equipamentos: Bene´s Sound

ATRAÇÕES

É necessário pensar nas atrações que terão durante o evento, um bom DJ, um cantor fazendo música ao vivo, um show de uma banda, apenas o som ambiente, etc. Caso a comemoração seja estendida à família do convidado, é necessário pensar em atrações para as crianças como cama elástica, piscina de bolinhas, escultura de balões, pulapula, escorregadores, infláveis, palhaços ou recreadores.

DIVERSÃO

É muito importante se divertir e aproveitar o evento, mas vale lembrar que se optar por beber, vá de carona, de ônibus ou taxi para preservar a sua vida e a de outras pessoas. Para os que irão beber bebidas alcoólicas, é necessário ter cautela, para não exagerar e dar vexames com os colegas que podem ser do seu ambiente de trabalho pois todos estarão sendo observados.

REGISTRO

Para registrar momentos importantes é interessante contratar um fotógrafo que faça fotos divertidas de todos os convidados. Caso não tenha verba para contratar um fotógrafo, verifique se tem algum convidado que gosta de tirar fotos ou peça para os convidados tirarem as fotos com os celulares e suas máquinas e depois enviem todos para uma pessoa que faça a junção de todas elas para divulgação entre os amigos. Caso todos esses itens estejam sendo lembrados e cuidados com atenção, com certeza o evento será um grade sucesso e pura diversão aos convidados.

Arranjos: Flor & Cia

12 12

SETEMBRO 2014 2014 SETEMBRO


SETEMBRO 2014

13


Festas de

15 ANOS CUIDADO PARA NÃO ESTOURAR O ORÇAMENTO DA FESTA

Antes de começar a organizar a festa é importante sentar com os pais e definir o limite de gastos previstos. É normal ultrapassar um pouquinho, mas é necessário tentar manter os valores dentro do planejamento para não extrapolar. Deve-se colocar na ponta do lápis os gastos com os fornecedores e manter o diálogo aberto com os pais, tentando sempre manter a comemoração dentro do bolso da família, independente de ser uma pequena ou uma luxuosa festa.

ECONOMIZAR NA FOTO E NA FILMAGEM

Essa será a festa da vida da debutante, portanto é necessário registrar esses momentos de forma adequada pois a festa durará algumas horas, mas as fotos ficarão guardadas para sempre de recordação.

CHAMAR UM NÚMERO MAIOR DE PESSOAS CONTANDO QUE ELAS NÃO IRÃO AO EVENTO

Programe-se sempre para receber bem todos os convidados e se prepare para imprevistos. Alguns buffets só permitem que o número de convidados ultrapassem 10% do número de convidados que estavam programados.

SEGUIR O QUE ESTÁ NA MODA E IGNORAR O ESTILO PRÓPRIO DA DEBUTANTE

NOVIDADES: Pulseiras luminosas personalizadas (acima). O finger led (abaixo) tem encaixe para os dedos e emite feixes de luz coloridos. Cada um custa R$ 1,50 em média.

Fique de olho nas tendências para garantir que a festa tenha o que há de mais legal, mas isso não significa que precisa abrir mão do próprio estilo. Caso isso ocorra, a festa pode ficar impessoal e sem personalidade nenhuma. A debutante tem que colocar na festa elementos e atrações que façam os convidados se lembrarem dela, tornando o evento único e especial. Vale lembrar que dependendo do estilo da festa, as meninas chegam a usar até 3 vestidos, um para a recepção dos convidados, outro para dançar a valsa à meia noite e outro para curtir a balada ao lado dos seus familiares e amigos.

Mariana Bicalho Spassitempo Relações Públicas mbicalho83@gmail.com

14

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

15


Guia de A Florista www.afloristamb.com.br

Cafeteria Aromas e Sabores 113402-1072 . 3402-1078

Agito Atibaia 11 99356-2072

Dj Eduardo Monteoliva www.djedumonteoliva.com.br

Alê Marques Fotografia www.ale.fot.br

Emanuelle 11 2427-8030

Ateliê Victória 11 2427-1550

Flor da Pele 11 2427-7771

Bartender Freestyle 11 97459-0436

Flor & Cia 11 4412-0260

Bene’s Sound 11 4413-2588 . 99936-8074

Fran & Du facebook/franeduhair

Arranjo: A Florista

16

SETEMBRO 2014


Eventos Levi Churrascos e Buffet www.levichurrascos.com.br

Rey Festas www.reyfestas.com.br

Loja Teixeira 11 4412-0260

Star Modas 11 4411-9263

Márcia Mendes Eventos facebook.com/mmendeseventos

Sítio São Benedito www.sitiosaobenedito.com.br

Maria Maria Cabeleireiros 11 4402-7089

Theobroma Cacau facebook.com/theobromacacau

Milca Amorim 11 4411-7856 . 96064-3576

Yuppi Modas 11 4411-0781 . 4412-2673

Nádia Santos 11 99822-0123

Evento: Bartender FreeStyle

SETEMBRO 2014

17


18

SETEMBRO 2014


ARTE por Luiz Gonzaga Neto

Beleza é uma questão de escolha

Sonia Mariotti

Executiva de vendas da SH Beauty

A SH Beauty, representante e distribuidora dos produtos da Clorofitum Cosméticos, atua no mercado há dois anos na cidade de Atibaia e região. Vem conquistando a confiança do mercado, criando possibilidade de adquirir produtos, sem a necessidade de deslocamento para cidades vizinhas. Conheça a linha completa de produtos da Clorofitum Cosméticos para tratamento, manutenção e transformação dos seus cabelos com as versões profissionais e a Linha Cliente (VittaEffect) para manutenção. A Clorofitum Cosméticos é referência para os profissionais que buscam produtos inovadores e de qualidade, com matérias-primas selecionadas e de alta tecnologia, proporcionando resultados incríveis! Participação da Beauty Fair 2014, que ocorreu em São Paulo, no mês de setembro. Contamos com a presença de Rodrigo De La Lastra, realizando demostrações com os produtos da Clorofitum.

11 99867-2357 11 99754-3699

shbeautyatibaia@gmail.com Clorofitum Atibaia SETEMBRO 2014

19


?

BRECHÓ

Foi-se o tempo em que associávamos brechós a imagens de lugares abarrotados de coisas velhas, maltrapilhas e sem qualquer utilidade. Um tempo em que a grande maioria das pessoas acreditava que os freqüentadores destes lugares eram pessoas desprovidas de recursos financeiros. Há alguns bons anos, os brechós europeus e norte-americanos são freqüentados, tanto por celebridades quanto por pessoas comuns, a condição financeira pouco importa. O objetivo é encontrar nesses lugares algo que possa complementar seu guarda-roupas e que tenha diferencial. Como em boa parte dos segmentos comerciais, os brasileiros pegaram uma carona e conseguiram introduzir os brechós como parte do comércio comum. Voltados a um público diferenciado ou não, acompanhando ou não tendência de moda, esse comércio vem crescendo na medida em que as pessoas estão se conscientizando em relação a valores sustentáveis. Hoje, as lojas especializadas nesse segmento vêm aprimorando seu conhecimento e trazendo com isso características de atendimento como os de uma loja convencional. As peças oferecidas são higienizadas e estão em excelente estado de conservação. Inúmeras são as vantagens de visitar um brechó, venha conferir, aprenda a brecholar ou garimpar. Não importa o que você esteja procurando, tecido, cor, grife, preço. Com certeza existe algo preparado para você. O Bistrô de Panos é um espaço dedicado ao público feminino, fazer compras, bater um papo, tomar um café, folhar uma revista, enfim, você tem mil e um motivos para visitar este lugar. As roupas são impecavelmente lavadas e o espaço oferece um aconchego todo especial, venha conferir. As lojas especializadas neste tipo de produto têm uma preocupação em oferecer aos seus clientes peças nas mesmas condições que em uma loja convencional. Os profissionais qualificados oferecerem o melhor aos seus clientes produtos na maioria das vezes exclusivos e passam por um processo de higienização antes de serem vendidos como lavagem e os ajustes quando necessário. A vantagem de atualizar e renovar seu guarda-roupa em um brechó é por ser uma oportunidade de encontrar peças únicas, 20

SETEMBRO 2014

Modelo: Vitória F. Cippolone - Fotos: Thatiane Silveira

P

or que

com a sua cara, peças que não se encontra mais a venda e sendo uma oportunidade de criar um visual retro para os que gostam da moda vintage. No brechó você encontra de tudo, inúmeros estilos, para todas as idades e gostos, além de peças de marca. O segredo é sempre estar de olho nas peças “novas”, pois não pode se esquecer que são peças exclusivas, por um preço muito interessante e muita gente querendo fazer a diferença no seu visual. Experimente você também!

11 2427-8962 | bistrodepanos@outlook.com

Al. Rio Claro, 50 (Trav. Lucas N. Garcêz - Altura nº 2634)

facebook.com/bistrodepanos


SETEMBRO 2014

21


TERAPIA Por Tânia Ferraz

O medo de mudar São tantas as perguntas que você se faz. Desejando encontrar uma saída para seu conflito. O que faço? Como garantir que estou certo? Você quer mudar, sabe que a mudança é uma possibilidade e que o resultado é positivo ainda que desconhecido. O desconhecido é a causa do seu medo?

Você quer mudar sabe que a mudança é uma possibilidade e que o resultado é positivo ainda que desconhecido. O desconhecido é a causa do seu medo? Quando se sente doente necessita de cura. Daí a importância dos médicos e dos psicoterapeutas, mas quando você se sente sadio necessita evoluir. O caminho da sua evolução só é possível se existir uma vontade, um compromisso de você com você mesmo em querer mudar, caso contrário você só fará planos e viverá de amanhãs sem nada realizar. A sua responsabilidade é nada menos que realizar o seu potencial, respondendo perguntas básicas da sua existência. De nada adiantam diplomas e certificados se não souber responder umas simples perguntas. “Quem sou”? O quanto do meu íntimo eu conheço? O quanto eu me aceito? Se você não se aceita fica difícil a sua evolução. Pode se tornar um crítico sem argumentação pois a liberdade do outro te incomoda. Não admite que alguém se expresse se não disser o que você acredita, o que pensa ou faça. A resistência é uma forma encontrada por você de manter sua integridade. Eu respeito o seu medo, pois também respeitei os meus. E agora eu digo: você pode assumir a sua autonomia, o controle da sua vida, a sua excelência que irá te permitir respirar melhor escolher um caminho mais amplo e ter saúde física e emocional.

22

SETEMBRO 2014

Mascarar a verdade é o que muitos fazem, vivem em um casamento de fachada. São infelizes justificam o tempo todo. Esperam um reconhecimento que não vem por parte do marido ou da mulher. Muitos são desrespeitados e sofrem em silêncio. Sentem-se inferiorizados pelo companheiro ou companheira. ” Será que devemos chamar de companheiro(a)?“ Sofrer por algo que você já não tem! Será que vale a pena? Não existe ex –filhos. Seu papel de Pai ou Mãe você irá fazer da mesma forma ou até melhor. A indecisão é um estado de paralisação. Não temos vontade de nada. E cada vez mais nos sentimos inválidos e doentes. A doença física é o resultado da doença emocional. Depressão, ansiedade e as mais variadas síndromes estão presentes. Vamos encontrar força nas suas mudanças. Superar seus receios. “Lembra cada Não que você fala para uma situação negativa e um Sim que você se diz. Vá atrás da sua alegria de viver. Você nasceu para ser feliz!!!!!! Os verdadeiros amigos irão apoiar as suas decisões e os falsos amigos irão se afastar, criticar estabelecendo em você um medo chamado “CULPA” . Quando não nos deparamos com a VIDA, nos deparamos com a MORTE dos nossos sonhos e das nossas esperanças e do que realmente temos que fazer.


A hora de começar de novo é “AGORA”, seja em um emprego ou no relacionamento. Às vezes é necessário pensarmos em uma situação limite para darmos à vida a devida importância, ou seja, ir além dessa “neurose coletiva” que é totalmente ilusória, fútil, onde existe somente ostentação e o mau uso do poder. Se você se sente fragilizado na vida ou no relacionamento, busque ajuda, que vai te ouvir sem julgamento. Muitas são as mudanças que estão ocorrendo no mundo. Um novo homem surge com novos valores e novas atitudes, buscando um modo pleno de viver. São pessoas, cujo questionamento é de uma natureza essencialmente espiritual. Estão conscientes, familiarizados com estados alterados de consciência com experiência de meditação ou mística querendo encontrar um significado e um objetivo na vida. Seja essa pessoa. Você pode! A evolução consiste em perceber e aceitar o que existe de vilão e de santo em nós, e o quanto estamos comprometidos em superar os nossos desafios que serão eternos enquanto vivermos. Cabe a você ser seu próprio carcereiro ou seu libertador, a escolha é sua. Mude!!!

Tânia Ferraz - Terapeuta

Consultoria em Numerologia Atendimento com Apometria Quântica Clínica Vida Saúde Mental Al. Prof Lucas Nogueira Garcêz, 3514 Jardim Paulista - Atibaia-SP Tel: 2427-3002 / Cel: 99939-5192 taniaferrazconsulta@bol.com.br SETEMBRO 2014

23


24

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

25


CONSUMIDOR INSCRITO NO SERASA INDEVIDAMENTE DEVE SER INDENIZADO POR DANOS MORAIS

A dívida bancária que ultrapassou o prazo de 5 anos não pode ser mantida no SERASA, ou seja, em caso de negativação dos dados pessoais perante os órgãos de proteção ao crédito nasce para o consumidor lesado o direito à indenização por danos morais. Existe uma Súmula do STJ (323) que assim determina: “A inscrição de inadimplente pode ser mantida nos serviços de proteção ao crédito por, no máximo, cinco anos.” É muito comum o consumidor bancário ser lesado em sua moral pela negativação de seus dados nos órgãos de proteção ao crédito. Os juízes têm entendido também que cabe indenização por danos morais em favor daqueles consumidores que já pagaram seus débitos, porém o banco credor não efetuou a retirada do nome do devedor do SERASA. Ou seja, tanto a inscrição indevida, quando a manutenção indevida é passível de indenização por danos morais. A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça condenou o Banco do Brasil a pagar indenização de R$ 9.000,00 mil por danos morais a um agricultor do Rio Grande do Sul. Em dezembro de 1996, o Banco do Brasil enviou ao Cartório de 2º Ofício e Protestos de Buritis (MG) título no valor de R$1.080,24 por falta de pagamento. A dívida foi renegociada e o débito liquidado em junho de 1997. Ainda assim, o banco não retirou o nome do agricultor das listas de restrição ao crédito. Isso lhe causou problemas para obter financiamentos e fazer compra de insumos a prazo. O agricultor entrou com ação de indenização contra o Banco do Brasil, pedindo ressarcimento por danos morais e materiais, pela permanência indevida de seu nome no cadastro da Serasa. A primeira instância negou o pedido, por considerar que não poderia ser atribuída ao Banco do Brasil a culpa pela manutenção indevida do nome do consumidor na lista de devedores. O agricultor apelou para o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. A 2ª Câmara Especial Cível, em decisão unânime, acolheu parcialmente o pedido, para condenar o banco a pagar 50 salários mínimos vigentes à data do julgamento, corrigidos pelo IGP-M, além de 50% das custas processuais e honorários advocatícios de 15% sobre o valor da condenação.

26

SETEMBRO 2014

O Banco do Brasil recorreu ao STJ e este conheceu em parte do recurso para fixar em R$ 9 mil o valor da indenização por danos morais. Para o relator, ministro Raphael de Barros Monteiro Filho, “apanhados os fatos como descritos pela decisão impugnada, resulta inequívoca a responsabilidade do banco pela indevida permanência da inscrição no referido cadastro restritivo de crédito. A responsabilidade atribuída ao ora recursante confirma-se diante da circunstância de que confiara simplesmente na providência a ser tomada pelo Cartório de Protestos, sem que ele próprio, o banco, tivesse promovido alguma medida direta junto ao órgão de proteção ao crédito com o escopo de dar baixa na inscrição”. Também é passível de indenização por danos morais, a inscrição indevida do nome de devedor em cadastros de proteção ao crédito, sem prévia comunicação por escrito. A afirmação foi feita pelo ministro Jorge Scartezzini, da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça, ao dar provimento ao recurso de um consumidor contra a Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre, do Rio Grande do Sul, que deverá pagar indenização de R$ 300. Ele entrou na Justiça, afirmando que, ao tentar fazer compras, foi informado de restrições cadastrais formalizadas pela Brasil Telecom em seu nome, desde 10/6/2003, no valor de R$128,19. Segundo alegou, tais débitos são indevidos e seriam objeto de ação própria. Afirmou, ainda, que jamais foi informado de qualquer pendência no pagamento de contas telefônicas, ou de inscrição de seu nome em cadastros negativos de crédito. Requereu, então, o cancelamento da inscrição negativa de seu nome e o pagamento de indenização por danos morais em valor que deveria ser arbitrado pela sentença. A ação foi, no entanto, julgada improcedente. “A irregularidade no defeito de informação não gera danos morais pela inclusão indevida, pois há simples falha do serviço cadastral de informar ao consumidor o registro negativo”, afirmou o juiz.


A Quinta Câmara Cível da comarca de Porto Alegre manteve a sentença, negando provimento à apelação. “A ausência de prévia comunicação, ainda que macule o ato registral, não pode ensejar a pretensão indenizatória, já que dívida havia, cabendo ao autor a prova de sua inexistência”, considerou. No recurso especial para o STJ, o consumidor alegou ofensa ao artigo 43, parágrafo 2º, do Código de Defesa do Consumidor, além de divergência jurisprudencial. A defesa sustentou ser devida a indenização por danos morais quando ausente a comunicação do registro do nome do devedor em cadastros restritivos de crédito. O recurso foi conhecido. “Na sistemática do CDC é imprescindível a comunicação ao consumidor de sua inscrição no cadastro de proteção ao crédito, afirmou o ministro Jorge Scartezzini, relator do processo, ao votar. “Independentemente da condição que o devedor ostenta – idôneo ou não, fiador ou avalista – tem direito de ser informado a respeito da negativação de seu nome”, acrescentou. Segundo o relator, a comunicação deve, ainda, acontecer antes do registro de débito em atraso. Para o ministro, a afirmação de ausência de danos também não procede. “A simples inscrição indevida do nome do recorrido no cadastro de devedores já é suficiente para gerar dano irreparável”, afirmou. “O fato de não ter sido comprovado pelo autor a superveniência de embaraços por conta da anotação negativa – e com o fito de assegurar ao lesado justa reparação, sem incorrer em enriquecimento ilícito, fixo a indenização em R$ 300,00”, finalizou o ministro Jorge Scartezzini.

COBRANÇA PRESCRITA

INDEVIDA

DE

DÍVIDA

Ocorre que muitas vezes a negativação é indevida por um motivo muito recorrente: o direito de ação de cobrança do banco prescreveu, ou seja, não mais pode ser executado. Na maioria dos casos, as empresas de cobrança enviam aos consumidores uma notificação extrajudicial, além de importunálos com diversos telefonemas informando terem uma proposta imperdível de quitar o débito pagando tão somente 30% do valor da dívida, o que ilude qualquer leigo que está do outro lado da linha. Muitas vezes, a empresa ainda fala que trata-se de uma campanha que o banco está realizando e dá inclusive um prazo para aderir ao acordo. Assim, diante de tal proposta tentadora, além da consciência do cidadão dizendo-lhe que ele deve pagar, obviamente ele acaba realizando o “super acordo” e ainda pensando que fez um excelente negócio. No entanto, as empresas

não tem o direito de exigir o pagamento da dívida utilizando-se de meios coercitivos como a negativação dos dados no SERASA, o protesto em cartório e até mesmo processo judicial. A lei civil brasileira determina um prazo para que as instituições bancárias realizem cobranças do crédito delas perante seus clientes. De acordo com a lei o banco tem 5 (cinco) anos a contar do fato gerador da dívida para realizar cobranças utilizando-se dos meios judicial e extrajudicial (ex. negativação em órgãos de proteção ao crédito ou protesto junto ao cartório etc...). Vale observar que o prazo pode variar dependendo da natureza do débito, por exemplo, para títulos de crédito como cheque ou Nota Promissória, o prazo é de 3 anos. Porém muitas vezes o dispositivo legal não é observado pelas instituições bancárias que sabendo da prescrição vendem o crédito para outras empresas, as chamadas recuperadoras de crédito. Essas empresas compram os créditos do banco por um valor muito menor e a partir daí iniciam uma série de cobranças junto aos consumidores que desavisados pagam a dívida, que apesar de devida, não pode mais ser executada. Ressalte-se: a cobrança de débito prescrito é ilegal e gera para o consumidor o direito de se ver indenizado pelos danos morais. Atualmente os tribunais tem aplicado o entendimento que a simples negativação dos dados do consumidor nos órgãos de proteção ao crédito já gera o dever de indenizar. É o chamado dano moral presumido. Diante disso o consumidor deve ficar atento ao receber uma “proposta imperdível” para quitar um débito gerado há muitos anos. Certamente esse débito está prescrito. Você consumidor que passa por uma situação semelhante, converse com um advogado da sua região e tire suas dúvidas. No entanto, há casos em que ocorre a prescrição da execução do título de crédito, mas o credor poderá cobrar a dívida pela ação monitória e pela ação ordinária, devendo sempre analisar-se caso a caso: tipo da dívida, data da dívida, etc. Assim, caso você esteja passando por uma situação aqui descrita, consulte um advogado para que ele possa resolver a situação e lhe dar a devida instrução de como agir.

11 2427-9289 | 11 99541-1414 renata.lfa@hotmail.com R. Deputado Cunha Bueno, 644B CEP 12.946-291 Atibaia-SP SETEMBRO 2014

27


SAÚDE TREINAMENTO E REABILITAÇÃO

C

onsiderado atualmente por muitos profissionais da Educação Física como o método mais completo e eficiente em termos de condicionamento físico, o Treinamento Integrado é um treino mais amplo e abrangente que se destina não só ao atleta, mas também ao indivíduo comum, que encontra em uma maneira não convencional de treinar uma alternativa para ganhar massa muscular, perder peso, sentir-se mais disposto e melhorar a performance em qualquer atividade que se realiza de forma mais específica, motivada e eficiente, obtendo ainda ganhos de qualidades físicas como força, resistência,

ESPAÇO PERSONAL -

potência, equilíbrio, coordenação motora, flexibilidade, velocidade e agilidade. O ESPAÇO PERSONAL é o primeiro Studio de Atibaia dedicado a esta modalidade e portanto referência da mesma em nossa cidade. Com uma equipe de professores especializada formada por educadores fisicos e nutricionista o ESPAÇO PERSONAL visa atender a todos os públicos: crianças, idosos, jovens, adultos, atletas, pessoas com necessidades especiais ou em processos de reabilitação. Venha fazer uma aula experimental e conhecer este método inovador e eficiente!

11 3402-1176 Lago do Major - Vila Thaís - Atibaia-SP Na confluência Lucas/Bandeirante/Boulevard ( Em baixo do antigo PUB)

28

SETEMBRO 2014


Bursites

SAÚDE por Leila Oliveira

são condições normalmente temporárias, mas podem se tornar crônicas. Nas articulações, ou seja, na junção de dois ossos ou mais existem pequenas estruturas com o formato de bolsas que armazenam líquido sinovial, que é um dos elementos que formam o Sistema Locomotor, junto com os ossos, músculos, ligamentos e articulações. Tem a função de lubrificar as articulações que possuem grande amplitude de movimento permitindo seu movimento suave e indolor. São as chamadas bursas, que têm funções de proteção e amortecimento, destinando-se a reduzir o atrito entre os ossos e a evitar que os tecidos moles ao redor (musculaturas, ligamentos e tendões) sofram pressão excessiva. Em decorrência de variados motivos as bursas podem sofrer inflamações, instalando-se assim, as denominadas bursites. Dentre as principais causas das bursites destacam-se os traumatismos locais, o excesso de movimentos repetidos, as lesões por esforços musculares, as artroses e demais problemas articulares. A bolsa responde a essa inflamação produzindo mais líquido e a bolsa cheia provoca dor ao movimento. Quando é um processo agudo encontramos esse aumento de líquido. Quando é um processo crônico, de longa data, além do aumento de líquido, as paredes da bolsa estão espessadas e ela perde a capacidade de diminuir o atrito entre as partes móveis e apresenta crepitação, que é o “rangido” que percebemos ao colocar a mão na articulação. Temos, em média, 160 bursas no nosso corpo, mas a bursite ocorre com mais freqüência nos ombros, cotovelos, quadril, joelhos e pés. Tem como sintomas dor articular, sensibilidade ao pressionála, rigidez no movimento, inchaço e calor.

A bursite aguda não infecciosa habitualmente é tratada com repouso, imobilização temporária da articulação afetada e um antiinflamatório não esteróide. Por vezes, podem ser precisos analgésicos mais fortes. Como alternativa, pode se injetar diretamente na bolsa uma mistura de um anestésico local e um corticosteróide. Quando diminui a dor, a prática de exercícios específicos é útil para aumentar o grau de mobilidade articular. O tratamento da bursite crônica é semelhante, embora seja menos provável que tanto o repouso como a imobilização sejam eficazes. As bursites que limitam a função dos membros podem ser aliviadas por meio de injeções de corticosteróides juntamente com fisioterapia intensiva, para restabelecer o funcionamento da articulação. Uma vez controlada a dor, deve ser iniciado o trabalho de prevenção e/ou correção dos fatores causais. Como houve muito desconforto, os movimentos acabam limitados e se dá um quadro de tensão e fraqueza muscular, comprometendo as atividades da vida diária. Com a prática do Pilates, a qualidade e o equilíbrio muscular serão enfatizados através de exercícios específicos e holísticos de força, flexibilidade e estabilização. Os braços, pernas e quadris estarão mais preparados para suas funções, a coluna mais alinhada, alongada e fortalecida. Haverá um reequilíbrio dos músculos esqueléticos de forma geral, conduzindo a uma redução considerável dos impactos nas articulações, sobretudo nas bursas, amenizando o atrito e as inflamações.

Pilates aparelho, solo e acessórios Especializado em gestantes, terceira idade e na prevenção e reabilitação de lesões Fortalecimento e condicionamento Técnicas de Yoga Realinhamento Postural Relaxamento Doula e preparação para o parto

Leila Oliveira 11 97393-1972

Evelyn Santos 11 99813-3699

Opção de atendimento domiciliar

Av. Major Alvim, 910 . Alvinópolis . Atibaia-SP SETEMBRO 2014

29


COLUNA por Mário K. Simões

O que é isso na sua mão?

Q

uando Deus decidiu libertar seu povo do Egito, Ele escolheu um homem, pastor de ovelhas, que estava cuidando da sua vida, trabalhando para seu sogro, no meio do deserto. Ao conversar com Deus através da sarça em chamas, Moisés, por causa da culpa do passado, das inadequações do presente, e medos do futuro, elencou uma série de razões porque ele seria o homem errado para aquela missão. Deus, o Grande Comunicador, o Mestre do Audiovisual, perguntou a Moisés: “O que é isso na sua mão?” e ele respondeu: “uma vara” (Êx. 4:2). A vara tinha dois significados. Primeiro, ela representava o trabalho de Moisés: pastor de ovelhas. Em outras palavras, Deus queria usar todo o conhecimento que ele tinha adquirido na sua profissão, lidando com ovelhas no deserto, para no futuro, pastorear e liderar o seu povo naquele mesmo deserto. Segundo, a vara representava a vida de Moisés. A tradição era o pastor ter só uma vara durante toda a vida. Ele marcava em toda sua extensão, os fatos e eventos mais significativos que aconteciam. Aquela vara era um diário entalhado em madeira, um cronograma histórico de sua vida. A seguir, Deus acrescenta outro detalhe: “Leve na sua mão esta vara: com ela você fará os sinais miraculosos” (Êx. 4:17). Em outras palavras, Deus estava dizendo a Moisés: “Eu vou usar todas as experiências do passado (boas ou ruins), todo o seu conhecimento,

todos os seus dons, todos os seus talentos, todos os seus pontos fortes (e os fracos também), toda a sua vida, e também, toda a sua experiência profissional. Não somente isso, mas através de sua vida e profissão, Eu realizarei muitos milagres!” Deus ensinou a Moisés uma lição sobre Propriedade. Deus era dono de todas as coisas, da vida, da vara, da serpente, das mãos de Moisés, dos seus lábios, do tempo, das ovelhas, do povo, das nações e de toda a criação. Deus ensinou a ele uma lição sobre Propósito. Tudo o que Deus cria tem um propósito. Deus tem um propósito para cada experiência e fase da vida. Deus também ensinou uma lição sobre Preparo. Deus estava preparando Moisés em cada etapa de sua vida para cumprir o seu chamado. Deus nunca perde oportunidades. Querido leitor, Deus pergunta a você: “O que é isso na sua mão?” Deus está dizendo: “Quero usar sua vida e o seu trabalho para fazer milagres nos dias de hoje. Quero usar tudo o que você é, que sabe, que conhece, que sente e tem, bem como todo a sua experiência e conhecimento profissional, para influenciar sua empresa, seu trabalho, sua universidade, sua cidade, seu país e o mundo, para mim. Quero que você seja um agente de transformação na sociedade.” Para que isso aconteça, lembre-se destas lições: Propriedade. Deus é dono da sua vida, do seu trabalho, dos seus recursos, seus dons, seus talentos, seu tempo e sua influência. Você é apenas o administrador. Propósito. Deus criou você com um propósito, você tem uma vida para viver, uma missão para cumprir, um legado para deixar. Conheça e cumpra o seu propósito. Preparo. Deus esteve preparando você durante toda a sua vida. Ele não desperdiçou nenhuma oportunidade. Chegou a sua vez. É hora de se dispor e servir as pessoas e fazer a diferença no mundo! Um grande abraço e muito sucesso!

Mário K. Simões Palestrante, Escritor e Conferencista internacional contato@preparando.com.br www.preparando.com.br 30

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

31


32

SETEMBRO 2014


LEITURA Atibaia recebeu autor para lançamento de sua narrativa fantástica

A

Editora Patuá, a Dobra Editorial e a Casa Das Rosas lançaram neste ano o livro “Sob os próprios pelos: Seres extraordinários”, romance de Marco Aqueiva, professor de literatura na Fesb, natural de Bauru e morador de Atibaia. Em agosto, a programação de lançamento incluiu evento em Atibaia. A narrativa fantástica ocorre em torno das experiências inusitadas de um escritor frustrado, a partir da descoberta, em um sebo, do manual de um certo coletor de risos. Essa descoberta o leva a retornar ao sebo e travar relacionamento com uma figura misteriosa, que lhe serve de guia, dando-lhe margens para buscar quem é numa jornada que oscila entre o onírico e o inexplicável no âmbito do real. Cria-se então uma atmosfera em que o leitor é levado a uma jornada que avança sobre essa coisa monstruosa e impura que tem muitos olhos e patas e desliza insuspeita sob as tramas da

pele e do mundo. Resultado de premiação pelo ProAC, o livro dá continuidade ao trabalho do autor dos livros de poesia “O Azul versus o Cinza & O Cinza versus o Azul” (Patuá, 2012) – premiado pela Secretaria Municipal de Cultura de Atibaia – e “Neste Embrulho de Nós (Scortecci, 2005) – que obteve o 1º lugar no III Prêmio Literário Livraria Asabeça. Aqueiva publicou ainda a novela “Sóis, Outono, Sou?” (Dulcineia Catadora, 2009). O escritor tem ainda poemas e contos incluídos em antologias e revistas impressas; resenhas e críticas publicadas, dentre outros, na revista O Escritor, da União Brasileira de Escritores. Os dois primeiros capítulos do romance agora lançado foram publicados no site Musa Rara, no http://www.musarara.com.br/ sob-os-proprios-pelos.

INTERNET NA TERCEIRA IDADE

U

ma das maiores conquistas de um povo em seu processo evolutivo é o envelhecimento de sua população. Atualmente, o Brasil vive seu processo de envelhecimento de forma galopante: estima-se que em 2025 teremos mais de 30 milhões de pessoas idosas no país tropical, o que corresponderá a 15% da população total. Essa alta porcentagem de idosos no Brasil trará inúmeras mudanças na ordem econômica e a busca por se adequar às necessidades exigentes e sábias desse público será imprescindível.

TECNOLOGIA por Nilton Lara

Para aqueles que acreditam que o público idoso não deve ser lembrado na publicidade e propaganda na web, seguem dados reveladores: De acordo com a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada em janeiro deste ano, cerca de 20% dos idosos brasileiros têm acesso à internet. Segundo o mesmo estudo, o número de pessoas com mais de 50 anos conectadas à web aumentou 222,3% entre 2008 e 2013, ou seja, num período de apenas seis anos, 5,6 milhões de passaram a acessar à internet de forma regular. Esse público crescente está presente na internet, por meio de seus notebooks e smartphones, e busca nos seus acessos páginas com serviços de e-mails, notícias, ferramentas de busca e, mais importante, redes sociais. As redes sociais são as preferidas dos idosos, como as da maioria da população, que buscam manter contato com os amigos e familiares, fazer novas amizades, partilhar fotos, jogar online e aproveitar promoções e concursos exclusivos. Portanto, ao pensar na publicidade e propaganda da sua empresa na web, pense em todos os públicos e não se esqueça da faixa etária mais velha, que, cada vez mais, é um mercado importante, grande e exigente. MW Way - Marketing de Web

Fontes: Senior Tech Daily, Veja, IBGE SETEMBRO 2014

33


34

SETEMBRO 2014


CUIDADOS COM OS ANIMAIS NO VERÃO As doenças de pele em cães e gatos não são exclusividade do verão, porém com a chegada do calor os riscos aumentam. O calor está chegando e as temperaturas já estão dando dicas de que devemos tomar alguns cuidados no verão. Pulgas, carrapatos, moscas e mosquitos proliferam em maior número devido ao calor, podendo causar muitos incômodos em nossos animais de estimação, causando alergias e podendo até deixá-los doentes. A alergia aos ectoparasitas (pulgas, carrapatos, moscas e mosquitos) é a doença de pele mais comum neste período, junto com as sarnas em cães e as micoses em gatos. Dentre os principais sintomas de dermatopatias, estão a queda e a falha da pelagem podendo ou não ser acompanhada de coceira. Por isso é necessária a avaliação de um profissional para orientar o tratamento correto. Nesta época, é comum as pessoas procurarem com mais freqüência o serviço de banho e tosa e é muito importante se certificarem que o local e os instrumentos utilizados, sejam bem higienizados para não se tornarem em um foco de proliferação ao invés de ser uma precaução.

ANIMAIS Seguem algumas dicas para cuidar bem de seu animal e evitar muitos problemas:

1 Para minimizar o calor nos cães muito peludos é interessante

uma tosa feita por um profissional qualificado. 2 Ao dar um banho em seu animal, proteja as orelhas para evitar a entrada de água, evitando assim, muitos transtornos como as infecções de ouvido. 3 A água deve ser morna para não provocar um choque térmico e na última enxaguada deixá-la um pouco mais fria para ajudar a fechar os poros e proteger a epiderme. 4 Use produtos próprios para animais. 5 Certifique-se que seu animal foi bem enxaguado e não deixou resíduos de sabão. 6 Jamais use sabão de coco ou detergentes. 7 Para cães, banho uma vez por semana ou de quinze em quinze dias é o sufuciente. 8 Para os gatos é indicado o banho mensal e principalmente escová-los diariamente. 9 As roupas para cães é recomendável os tecidos de algodão, pois é comum serem sensíveis aos tecidos sintéticos. 10 Observar se seu cão apresenta queda ou falha na pelagem. Se isso ocorrer, procurar um veterinário o mais rápido possível para não agravar os sintomas.

4413-2100 PRONTO ATENDIMENTO,

ATENDIMENTO

VETERINÁRIOS ESPECIALIZADOS

24 HORAS

E RAPIDEZ NOS EXAMES.

www.hovet-atibaia.com.br SETEMBRO 2014

35


36

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

37


38

SETEMBRO 2014


ESPORTE

Atibaia forma novo time e participa de torneio de softbol

A

Associação Cultural e Esportivo Nipo-Brasileira de Atibaia (Acenbra) realizou em setembro os Torneios de Softbol Sub-13 (oito equipes) e Sub-17 (cinco equipes), com a participação de diversas equipes dessas categorias. “Foi um grande torneio e também teve muito trabalho. Como é sabido, é desses eventos que o esporte sobrevive. Para sua continuação, contamos com a colaboração de todos os pais, tanto nos preparativos quanto na sua realização”, afirmou Gino Jum Shinkawa, coordenador do softbol. Os torneios foram no campo da Associação Cultural de Nazaré Paulista. Já na tarde da sexta-feira, 5 de setembro, houve a preparação dos campos pelos pais e da cozinha pelas mães. No sábado e no domingo, a partir das 6h, eles organizaram o café da manhã e as refeições. As atletas das categorias, juvenil e adulto foram requisitadas para função de ajudantes no campo e nas anotações. A equipe de Atibaia Sub-13 teve em sua formação Gaby Albino, Fanny Albino, Letícia Maki Inue, Hillary Tominaga, Beatriz Biazucci Cézar, Larissa Alves de Oliveira, Beatriz Theodoro Pinto, Renata Berzacola Leão, Cecília Yukari Komura, Kauane Aparecida Ruiz e Beatriz Yumi Ishikawa. A equipe de Atibaia Sub-17 foi formada por Sabrina Amy Imamura, Letícia Tiemi Kubo, Julie Saori Jisaka, Kelly Kaori Tsuji, Amanda Yuri Morita Ferreira, Débora Miyuki Furumori, Carla Midori Ilyama, Paula Hikaru Tanaka, Vitória Sue Imamura e Alissa Miki Usami Yoshioka. No início da tarde de domingo, os jogos de Atibaia ainda estavam acontecendo. Sob sol quente, pressão e poeira, as meninas do softbol mostraram garra e disposição para aprender e desenvolver as técnicas do softbol. O time é novo e é dirigido por Mário Jisaka, auxiliado pelo dr. José Theodoro Pinto. O ex-vereador, agora empresário, Pedro Tominaga foi acompanhar a filha Hillary

e também demonstrou seu entusiasmo pelo esporte, que une descendentes de japoneses e brasileiros. Disciplina, empenho, senso de equipe e respeito à hierarquia são alguns dos valores desenvolvidos no esporte. Mario Jisaka, após os jogos, reuniu as meninas para uma preleção. Elogiou os pontos fortes e apontou os pontos fracos na equipe. Ele ressaltou ainda a importância dos patrocinadores para a realização dos torneios: Flora Shinkawa, Agro Aliança, Yamaguchi Zen, Sul Brasil, Hiro Shinkawa, Top Radio, Vidrant, Embalagens Itiban, Kumio Morishita, Kojitani, Contábil Pascoal, Casa de Rações Ohira, Avícola São Sebastião, Tsuji Casa das Bombas, Peixaria Nossa Senhora Aparecida, Ati-Maq, Mary's Cakes, CNA, NDR Embalagens, Estoril Ferros, Alvesmaq, Granilgraf, Maki Elétrica, Hipersol Aquecedores e Automovidros. SETEMBRO 2014

39


40

SETEMBRO 2014


ANIMAIS osso p o m Co der a n e r p a ra a l o r t con ga? i x e b minha

P

ara corrigir o problema, as pessoas devem evitar tocar o cão inseguro imediatamente; em vez disso, devem entrar em casa sem estabelecer contato olho-no-olho. Após alguns minutos, deve abaixar-se, para diminuir a altura, e, ainda evitando o contato direto no olhar, colocar uma das mãos à frente com a palma voltada para cima, deixando o cão tomar a iniciativa de vir ao encontro. Se ele não vier, a pessoa deve fazer cócegas em seu queixo, mas sem olhar nem falar com ele ainda. Os rituais normais de saudação dos humanos, tais como os contatos olho-no-olho e os ”olá” verbais, são gestos de dominação para cães inseguros. Evitando usar esses rituais, o cão terá oportunidade de melhorar sua autoestima. Ao fazer isso, ele também aprendera a controlar a bexiga. ( Direitos reservados à AMPUB comercial ltda )

PHARMAZOO POLICLÍNICA VETERINÁRIA E FARMÁCIA AGROPECUÁRIA

11 4413-1284 11 4413-2542 11 99603-8224

Clínica e Cirurgia com Anestesia especializada, Raio X, Ultra-sonografia, Internação, Pet Shop e Estética Canina.

R. João Pires, 130 - Centro - Atibaia-SP

www.pharmazoo.com.br

SETEMBRO 2014

41


EDUCAÇÃO Por Maria Rita Costa de Souza

O Bullying não tem idade

H

á 35 anos no magistério fui convidada para coordenar uma EJA (Educação de Jovens e Adultos) de uma escola particular de São Paulo que atende um público de baixa renda. As turmas são bem heterogêneas, com alunos que pararam de estudar há 2 ou 3 anos, e outros que pararam há 20 ou 30 anos, uns com dificuldade em matemática, outros em português e alguns ótimos alunos. Depois de trabalhar com Fundamental I aceitei o desafio. Logo vi que o trabalho seria interessante, mas desafiador, pois as idades são bem variadas, dos 16 até a 3ª idade. Percebi também que eles apresentam comportamentos semelhantes ao das crianças da escola regular. Os professores costumam chamá-los de “nossas crianças grandes” porque no dia-a-dia surgem comportamentos de ciúme, timidez, carinho, insegurança, brigas e o famoso bulling. Enfim nada diferente das crianças. Iniciamos o semestre letivo, e apesar do bom astral, começaram a surgir situações de discussão, ameaça, xingamento e agressão verbal que poderia virar física se não houvesse uma intervenção. Muitas vezes os envolvidos começavam a discussão na sala de aula e continuavam na minha sala. Os mais inflamados, com grande dificuldade em me ouvir. Eu tinha o mesmo sentimento de quando meus filhos eram pequenos e brigavam. Eu os mandava ficar juntos no quarto, e só saírem com o problema resolvido. Dava certo, mas infelizmente na escola eu não podia fazer o mesmo. Tais brigas me preocupavam bastante. Primeiro por serem adultos, e também porque sabiam que por não poderem fazer nada contra os colegas dentro da escola, alguns faziam ameaças para a hora que saíssem. Dois anos se passaram, brigas, implicâncias e bullying continuavam. Eu e os professores conversávamos em classe para acalmar os ânimos, até que um dia, muito incomodada com tal situação, lembrei-me de como trabalhava tais questões com salas de 5º ano. A orientadora da escola na época sempre dizia que para resolver problemas com (pré) adolescentes era importante dar

voz a eles. Ela nos orientava a fazer “Assembleias de Classe”, onde quinzenalmente sentávamos em círculo com os alunos e abordávamos as questões mais difíceis do grupo, durante a reunião todos tinham o direito de falar de incômodos, desrespeitos, brigas e de dar sua opinião ou mesmo de esclarecer um mal entendido. Meu papel era de mediadora, organizava a pauta de acordo com as necessidades e durante a conversa fazia inscrição dos que queriam falar, solicitava opinião dos não envolvidos, mas que poderiam fazer contribuições interessantes à discussão e também dava minha opinião. Com esta prática as brigas diminuíram porque os alunos passaram a se respeitar mais, aprenderam a ouvir, a colocar suas opiniões. Era um exercício de cidadania, onde os alunos se percebiam crescendo. Pensei então “por que não tentar no EJA, já que se comportam como crianças grandes?”. Assim o fiz, e cada professor passou a ser um “Professor Tutor” de determinada classe e quinzenalmente faziam “Reuniões de Tutoria”. Certa vez participei da reunião de uma classe que discriminava duas alunas negras, que estavam quase abandonando o curso. Eu e a professora fizemos então uma dinâmica, na qual quatro alunos saíam da sala, dentre eles estavam dois que lideravam esta postura de discriminação. O resto da classe se dividiu em três grupos e com cada grupo combinamos que lá não seriam aceitos alunos de calça jeans, o outro grupo não aceitaria alunos de tênis e o último não aceitaria alunos com cabelo castanho. Os alunos que se retiraram da sala tinham estas três características que determinavam a não entrada nos grupos. Durante dez minutos eles tentaram, mas os grupos não permitiam a entrada, usavam vários argumentos, alguns até agressivos. Em seguida abrimos a discussão e todos falaram como se sentiram, os que foram rejeitados e os que rejeitaram. O mais interessante é que surgiram falas de alguns que não concordavam com aquela exclusão, mas esta era a ordem, ou então ficaram com vontade de desobedecer, mas não podiam. Depois de iniciarmos as “Reuniões de Tutoria” na escola o vínculo entre alunos e professores se fortaleceu, bem como entre os colegas que passaram a se respeitar e se entender mais. Atualmente são raras as vezes que chegam situações conflituosas para serem resolvidas na minha sala. Seja com jovens, adultos ou crianças, a estratégia possibilita resultados positivos.

Maria Rita Costa de Souza

Pedagoga - Psicopedagoga Coordenadora de EJA - Ed. De Jovens e Adultos Autora de coleção de livros didáticos pra EJA, e Fund. I Assessora e Ed. Inclusiva na escola regular.

mariaritacsouza@gmail.com 42

SETEMBRO 2014


TECNOLOGIA EDUCACIONAL:

EDUCAÇÃO Por Maria Thereza G. Malpighi (Teka)

QUAL É A DOSAGEM CERTA?

A

s crianças já nascem com a habilidade para “manusear” tablets e smartphones. É incrível observar como uma criança de 3 anos interage facilmente com esses equipamentos. O que para nós, adultos, é tão complicado para eles parece ser continuidade das mãozinhas. É importante lembrar que toda experimentação e manipulação devem ser acompanhadas, monitoradas e ter tempo determinado, quando acontece em casa. Já na escola, o uso das diferentes tecnologias deverá ser pensado de modo que favoreça diferentes mediações com a criança. A escola deve usar a tecnologia a favor da aprendizagem, mas nunca substituir uma boa explicação, uma discussão, por um aplicativo, pois algumas atividades são essenciais para as crianças. O lado humano de convivência é integrado por esses momentos. Não só de tecnologia a escola precisa. O caderno é essencial, pois a escrita precisa ser desenvolvida. A atividade de recorte é importante para coordenação motora e não pode ser substituída

por um jogo. Escutar a professora contando uma bela história é muito mais mágico que um vídeo. A aula prática de laboratório é insubstituível. Enfim, o cotidiano escolar é muito rico e merece ser valorizado sempre. Estamos precisando pensar sobre as tecnologias, elas devem enriquecer o processo, não ser o centro do processo. A neurocientista Suzana Herculano-Houzel publicou na Folha de São Paulo: “ Minha bronca não é com a tecnologia, mas com extremismos para ambos os lados. Assim como a tecnologia não é o demônio , ela também não é a panacéia universal”. Concordo com esse pensamento e é isso que precisamos, enquanto escola, defender a DOSAGEM CERTA. Uma aula pode ser enriquecida com um vídeo, uma imagem, uma animação. Um conteúdo pode ser sistematizado através de um aplicativo. O que jamais pode acontecer é a tecnologia substituir o professor, a lousa, o caderno e principalmente o olhar criterioso e afetivo do professor para o aluno, ou seja, a relação humana deve prevalecer. Acredito que antigos paradigmas precisam ser quebrados, o novo precisa ter espaço, é necessário ressignificar, mas é importante respeitar alguns modelos. Respeitar modelos que são essenciais para o desenvolvimento de nossos alunos e não podemos deixar de refletir sobre os processos. A tecnologia está aí para ser explorada, e professores precisam aprender a usar essa ferramenta como instrumento pedagógico. Assim como no mundo real, o mundo virtual exigem cuidados e olhares atentos, sensíveis e constantes. Que toda essa tecnologia possa ser um recurso bem explorado e com muito planejamento e avaliação, pois em meio a tantas possibilidades, acredito que o esforço na investigação de possíveis formas de uso pode realmente contribuir para a melhoria do processo de ensino-aprendizagem. Ao professor fica a missão de orientar e estabelecer combinados sobre o uso apropriado da tecnologia, da mesma forma que se responsabiliza pelo uso de qualquer material em aula.

Maria Thereza G. Malpighi (Teka)

Pedagoga - Psicopedagoga - Assessora Pedagógica tekamalpighi@hotmail.com SETEMBRO 2014

43


CIDADE Por Hanna Gouvêa

Mais uma vez a Associação Hortolândia de Atibaia brindou a chegada da primavera com a realização da Festa de Flores e Morangos de Atibaia que em sua 34ª edição apresentou o tema “Kizuna”, que significa “ Laços de Amizade “. A abertura aconteceu no início de setembro contando com a participação de diversas autoridades, empresários, meios de comunicação e também da população. O evento foi realizado no Parque Edmundo Zanoni durante todo o mês de setembro, oferecendo diversas atrações culturais, danças típicas como o Bom Odori e Taiko, grupos de dança de vários países, teatro, música e contadora de histórias além da linda exposição e vendas de flores, frutas, artesanato e a praça de alimentação.

Hanna Gouvêa Jornalista 44

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

45


CULTURA

Capoeira de Atibaia participa de workshop na Califórnia

A

capoeira tem crescido em Atibaia. Há grupos e a comunidade reconhece o valor da modalidade na formação de seus filhos. No final de agosto, a Academia de Capoeira Pescadores, que tem 25 anos, realizou o 40º Show e Graduação dos alunos, no ginásio do Elefantão. Mestres da região e de vários estados estiveram presentes, prestigiando o evento, que acontece uma vez por ano. Mestre Carlinhos, presidente da academia, ressaltou a importância da capoeira na parte educacional. Ele, que já participou de vários campeonatos, conquistando vários títulos importantes para a nossa cidade, diz o quanto essa arte está sendo difundida, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Em 2008, Carlinhos representou o Brasil, ministrando workshop no Caribe em San Martin, em 2012 e 2013 nos Estados Unidos também ministrando workshop em cidades como Tucson (Arizona) Hartfod, New Haven, West Haven, Bridgeport e outras cidades do Estado de Connecticut, Newark, New Jersey, Califórnia e Nevada. Também participou e ministrou aula em um dos maiores eventos do mundo da capoeira na cidade de Berkeley (San Francisco), Estados Unidos, na academia do Mestre Acordeon. Em outubro, o mestre voltará para a Califórnia, representando o Brasil em eventos para ministrar workshop. Segundo Carlinhos, “a capoeira é o veículo que mais leva nossa língua e cultura pelo mundo. Agradeço aos meus alunos que assumem as aulas aqui no meu lugar e, principalmente, a minha esposa Laura, meus filhos e todos os colégios onde ministro aulas que me apoiam”. O mestre da capoeira fez ainda um agradecimento especial ao dr. Sergio Nery, fisioterapeuta que tem cuidado de suas lesões durante anos. “Sem esse profissional, eu não estaria mais jogando capoeira. Sem apoio, não somos ninguém. Só conseguimos crescer com a ajuda de pessoas que acreditam em nosso trabalho e nos valorizam”. Carlinhos fez um convite: “Se você tem vontade de aprender capoeira, não importa sua idade ou sexo, venha fazer”. A Academia de Capoeira Pescadores, que também conta com a arte marcial Hapkido (Profº Raphael Brosch), fica na rua João Batista Conti, 805, Alvinópolis, próxima à Igreja Cristo Rei. O telefone para contato é o 99831-1569; o e-mail capoeirapescadores@hotmail.com.

46

SETEMBRO 2014


CIDADE Por Luiz Gonzaga Neto

Direito à paisagem está ameaçado pelo crescimento desordenado O crescimento de Atibaia ameaça o direito à paisagem, principalmente a natural, mas também a urbana. Nos últimos anos, a multiplicação dos empreendimentos imobiliários colocou o desenho natural do município sob o impacto das paredes, fachadas e telhados, tanto de projetos comerciais quanto residenciais. A expansão urbana é condição aceita nas cidades brasileiras, mas a aprovação dos projetos nem sempre respeitou a função estética da paisagem. As montanhas, os lagos, a copa das árvores e as construções históricas são literalmente atropeladas pelo chamado progresso. Por outro lado, os veículos tomam conta da malha viária, apertando as calçadas e deixando pouco espaço para os pedestres apreciarem o entorno. A visão de lagos, como os do Jardim Paulista e do Lago, também foi prejudicada pelo crescimento imobiliário. Segundo texto postado no site www.jurisway.org.br, juristas ambientais, ecologistas, autores da filosofia e da sociologia do direito e do constitucionalismo vêm mostrando “a relevância da beleza paisagística para a qualidade de vida da coletividade, considerando os benefícios que o desfrute do belo traz para a saúde mental e espiritual do ser humano”. Segundo o estudo, “um rápido lançar de olhos sobre as médias e grandes cidades brasileiras evidencia os resultados prejudiciais que o intenso processo de urbanização, decorrente do crescimento populacional verificado no país nas últimas décadas, trouxe à paisagem urbana. O urbanismo moldado à feição da

racionalidade econômica promoveu a construção de um modelo de cidade eminentemente funcionalista e subserviente ao discurso desenvolvimentista, desapegado da valorização do aspecto estético e visualmente aprazível e, com isso, infenso à proteção da paisagem como corolário da qualidade de vida contemplada no texto constitucional”. Recentemente, almoçando no terraço do restaurante Oásis, na rua Clóvis Soares, Alvinópolis, constatei que não havia ali paisagem – apenas construções, fios e postes. Empreendimentos imobiliários, a proliferação de placas de publicidade, a poluição luminosa e a verticalização das construções geraram ruídos e confusão em relação ao cenário natural de outrora, que permitia à comunidade atibaiense o desfrute dos espaços ainda imunes a essa intervenção nociva. Com todo o respeito pela atuação dos poderes públicos, a expectativa é de que Prefeitura e Câmara considerem esses aspectos na aprovação de projetos de urbanização em Atibaia. O valor e a dignidade dos cidadãos também são ameaçados pelo crescimento sem limites, não apenas nos bairros de classe média e alta; o problema é muito pior nos bairros populares da cidade. Voltando ao estudo citado neste texto, o ambiente deve ser contemplado de maneira global, com todos os seus elementos e interações, com equilíbrio entre as forças antagônicas, pensandose no resultado final, que é a preservação da qualidade de vida. Mais que discurso, isso é realização.

SETEMBRO 2014

47


Confira os destaques do programa

48

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

49


50

SETEMBRO 2014


SETEMBRO 2014

51


52

SETEMBRO 2014

Revista Ênfase Ed. 32  

Revista Ênfase Edição Especial de Eventos

Advertisement