Page 1


S

umário

A Páscoa, na tradição pagã, era a celebração da deusa da primavera. Esta era representada por uma mulher que segurava um ovo em sua mão, acompanhada de um coelho. Símbolo da fertilidade e prosperidade, não poderíamos deixar de retratar em nossa capa itens tão tradicionais alusivos à data. Prosperidade e felicidade, esses são os votos da Revista Ênfase aos seus leitores, colaboradores e amigos. Feliz Páscoa! Arte e fotografia: Anderson Luis Bonioli Modelo: Victória Costa de Souza Nunes Pereira Agradecimentos: Munik Chocolates (ovos de páscoa) Luciana Braga (maquiagem e cabelo).

26

32

O Poder da Oração

26 32 39 41 44 65 72 73

Atibaia está bem no freestyle skate

O Grande Dia - lista de casamento Maquiagem da Noiva Contratando Serviço de Buffet

Paixão de Cristo movimenta o bairro do Portão pelo quarto ano

41

Sumário 4

08 12 19 21 23

Arte - Grupo teatral Arcênicos Receita - Colomba Pascal Receita - Bacalhoada Presentes Acupuntura a laser Especial Mulher

Guia de Compras


Expediente

Hora de arregaçar as mangas

EDITORA ÊNFASE

Diretoria Rogério Nunes Pereira Publicidade Aparecida D. de João Patricia Aragone Rodrigues Revisão de texto Juliana Carvalho Santos Millena Lúcia Simões Leme Jornalista responsável Luiz Gonzaga Neto MTB 11.336 Fotos Anderson Luis Bonioli

Arte e diagramação: Editora Ênfase Regina C.Trovijo Telles Cardoso

Gráfica Off Set. Fotolito e Gráfica São Paulo -SP. Tiragem: 3.200 exemplares

A Revista Ênfase é uma publicação da Editora Ênfase Rua Lourenço Franco , 349 - Cj. 4 Cep 12940.620 - Atibaia - São Paulo

Telefone: 11 4402-4220

e-mail: vendas@revistaenfase.com.br

www.revistaenfase.com.br Conceitos ou opiniões emitidos em artigos assinados, bem como logotipos e imagens inseridos em anúncios, não são da responsabilidade desta Editora

Próxima Edição em Junho

Anuncie aqui ! Expediente 6

Notícias de crise não devem assustar o mercado de Atibaia. Temos, neste momento de apreensão, de arregaçar as mangas e lutar, com garra, pela recuperação do terreno perdido, se é que perdemos algo neste período. A crise tem muito de fantasia ou pesadelo, fazendo com que as pessoas percam freqüentemente o pé da realidade. É verdade: muitas vezes, os economistas têm a necessidade ou prudência de desenhar cenários ruins. Ou seja, não dá para julgar as previsões em economia da mesma forma que em outros eventos científicos. Vivemos um momento de grande incerteza econômica, notícias ruins são publicadas na mídia, mas é preciso ter calma e avaliar a situação com cuidado. O medo é o pior conselheiro para o enfrentamento dos efeitos da crise financeira mundial, alertou Luiz Gonzaga Belluzzo, um dos principais interlocutores do presidente Lula, quando o assunto é política econômica. “Acho que toda a sociedade está alerta para isso, está disposta a enfrentar. É preciso não temer os efeitos da crise. O medo é o pior conselheiro que se pode ter nesse momento. Ao mesmo tempo não se pode subestimar os efeitos de uma crise que é geral, internacional, que não vai poupar ninguém”.

Nesta linha de pensamento, o consumidor e o empresário não devem se assustar. Se eles se assustarem e se retraírem, além do que é necessário para a própria proteção, claro que o efeito sobre os demais vai ser ruim. Se eu paro de gastar, você para de ganhar. Se eu não compro o seu produto, prejudico sua renda. Com isso, você prejudica o outro. É uma reação em cadeia que não devemos alimentar. Atire a primeira pedra quem nunca passou por uma crise financeira, problemas de produtividade ou falta de estímulo em suas equipes de vendas. Mas não encare os períodos de vacas magras como o final dos tempos, recomendam os gurus da administração: “As crises precisam ser vistas como momentos propícios para grandes viradas”. No alfabeto chinês, o mesmo símbolo que significa crise também quer dizer oportunidade. Vamos, então, procurar oportunidades e apostar que atravessaremos, serenamente, todas as borrascas.

Rogério Nunes Pereira.

A Revista é distribuída nos seguintes condomínios Aclimação Água Verde Ana Augusta Arco-Íris Chácara Pedra Grande Clube da Montanha Dom Daniele Estância Atibaia Flamboyant Grêmio Lince Horto IVCA Maison dos Gamez Mansão Parque

Nova Atibaia Palavra da Vida Panorama Parque Residencial Pqe. das Garças I- III + Solar Parque das Garças II Parque dos Manacás Paulista Garden Pedra Grande Pinheiral Portal das Hortências Portal Gamez Porto Atibaia

Quintas de Sta. Helena Recanto dos Ipês Residencial Atibaia Residencial Floresta Park San Felipe Santa Mônica Saua Shambala I Shambala II Vila Fiorita Villaggio de Cesare Vilagio Miramonte

Caso não tenha recebido a revista entre em contato conosco: (11) 4402.4220 - email: vendas@revistaenfase.com.br


O poder da oração: a fé remove montanhas A fé remove montanhas. Para aquele que acredita, esta é uma verdade que atravessa os tempos. Basta orar com força para obter qualquer que seja a graça – material, emocional, física ou espiritual. Com diferentes rituais e sob diversas religiões, a prece percorreu os séculos da história humana e não perdeu seu lugar no coração dos homens. A oração serve para pedir conselhos, tomar decisões acertadas ou simplesmente nos traz o conforto de saber que não estamos sozinhos, diz Joseph Murphy no seu livro “Técnicas de Terapia da Prece” (Nova Era). Ele apresenta relatos e orientações sobre o poder da prece no cotidiano e sobre como realizar grandes feitos, concentrando as energias no poder do pensamento. Nesse sentido, a prece, mesmo sem a necessidade de remover montanhas, tem a dimensão de uma sabedoria do Infinito. Maravilhas acontecem quando rezamos e, muitas vezes, nem percebemos. Mas quem sabe rezar? Ou todos já nascemos sabendo algum tipo de reza? A prece pode fazer parte das atividades diárias? A prece é comum nas situações de emergência, em momentos de perigo ou grande preocupação e estresse, na doença ou quando a morte está à espreita. Mas precisamos esperar pela tensão para rezar? Há várias abordagens da fé. Nesse sentido, a prece é uma comunicação íntima e pessoal com Deus, que pode acontecer a qualquer hora ou lugar. A eficácia da fé dependeria de forças universais e estaria ligada umbilicalmente ao princípio de cura. Grandes rezadores sempre foram vistos como grandes curadores. Ralph Waldo Emerson, escritor americano, definiu a prece como a “contemplação das verdades da vida do ponto de vista mais alto”. Livro dos Livros, a Bíblia sempre nos ensinou a dedicar a mente e a atenção às Verdades. Sob esse ângulo, o desejo é uma prece – saúde, felicidade, segurança, paz, prosperidade, etc. Marcos 11:24: “Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que o receberais e será assim convosco”. Não que a arte da prece, que implica mudança de opinião e espírito de descoberta, passe necessariamente pelo simples e humano pedido. Não precisa pedir nada a Deus. Para isso, há técnicas de prece – visualização, Arte & Cultura 8

filme mental, técnica de Baudoin (esforço mínimo, estado semelhante ao sono), método afirmativo, caminho argumentativo e método do decreto (existe uma relação entre o subconsciente e a saúde). Mais que uma exposição pública, a fé é um movimento interior. Daí, o poder transformador da oração, principalmente das atitudes negativas que precipitam as circunstâncias infelizes do cotidiano. Annie Kirkwood: “A segurança vem de dentro. Cada um de nós se sente a salvo confiando na orientação interior”. Segundo Kirkwood, mestres, guias, padres, gurus, pastores, pajés, curadores e anjos funcionam apenas como auxiliadores nesse propósito. “Eles são seus colaboradores na obtenção dessa ligação interior”. Cleuza Veneziani Costa escreveu “O Grande Livro das Orações – para todos os fins” (Madras), “O Livro Sagrado das Orações” e “Os Salmos da Bíblia”. Ela relaciona orações para qualquer momento ou objeto: antes das refeições, ao anjo da guarda, a santos, santas, contra a doença, para proteger o carro, etc. Ela tentou reunir orações de interesse permanente. Exemplo é Oração da Fé, que começa assim: “Senhor Deus, criador do céu e da terra! Poderoso é o Vosso nome, grande é a Vossa misericórdia”. Bênção do Pão, que assim se inicia: “Senhor Jesus Cristo, Vós que sois o pão da vida, o pão que desceu do céu para dar vida aos homens”. Se há formas de rezar, há várias formas de reza: bênçãos, ladainhas, credos, salmos, súplicas. “Entendi que o estudo dos salmos estava paralelamente ligado ao dos anjos. Compreendi que essas orações eram como uma ‘ponte’ ou uma ‘âncora’ para contatar os seres angélicos. Desde então, passei a recomendar sua leitura. Tive a oportunidade de verificar, nas pessoas, várias mudanças, em suas ações e mesmo em sua fé”, conta Mônica Buonfiglio, em “Salmos”. Carlos Alves, no boletim Refrigério, aponta que “os bem-conhecidos homens e mulheres da Bíblia obtiveram poderosas respostas às suas orações. Temos ultimamente considerado as vidas de Samuel, de sua mãe e de David e ficamos impressionados com as respostas que obtiveram de Deus às suas orações. Elias, Eliseu, Isaías, Jeremias, Ezequiel, Josias, Daniel e muitos outros são a prova de que a oração feita por um justo

tem grande poder junto de Deus”. O exemplo de Jesus é sempre citado: nos montes, passava noites em oração. “Não foi só nos tempos bíblicos que Deus operou pequenas e grandes coisas, em resposta às orações do Seu povo. Ainda hoje Deus tem levantado centenas de obreiros, que O servem dedicadamente em vários países do mundo, mesmo expondo a própria vida e confiando somente na fidelidade de Deus. Acreditam piamente que foi o Senhor que os chamou e confiam no poder da oração”, apontou Alves. Em “O Poder da Oração”, Ricardo Marques cita Tiago 5:16: “... e orai uns pelos outros, para que sareis”. Ou seja, a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. “Nossas aflições podem ser físicas, emocionais ou espirituais. Às vezes, os problemas e desafios parecem ser impossíveis de se resolver, mas nada é impossível para Aquele que nos criou, que nos conhece pessoalmente e conhece todas as coisas. Mas Ele espera que exerçamos a fé antes de receber certas bênçãos”. Marques observa que “estudos revelam o poder da oração”. O dr. Randolph Byrd, especialista de doenças do coração do Hospital Geral de San Francisco, Estados Unidos, escolheu 400 pacientes que foram admitidos à unidade de tratamento intensivo de doenças do coração. Ele dividiu essas pessoas em dois grupos: um grupo recebeu cuidados médicos rotineiros do hospital, chamados de “grupo de controle”; o segundo grupo recebeu não somente cuidados médicos rotineiros mas também orações; esses foram chamados de “grupo de orações.” Para eliminar qualquer preconceito de seleção, ele deixou um computador determinar quais pacientes iriam fazer parte de cada grupo. As pessoas que se reuniram para orar pelo grupo de orações receberam apenas o nome dos pacientes e informações básicas sobre sua condição médica. Todos os pacientes, pertencendo a ambos os grupos, assinaram um formulário de autorização, no qual foram informados da possibilidade de que poderiam ou não receber orações em seu favor. Desta forma, nenhum dos pacientes sabia com certeza se estava recebendo orações em seu favor ao mesmo tempo, assim todos tiveram chances iguais. Todos os pacientes, seus amigos e pa-


continuação: O Poder da Oração. rentes tiveram liberdade para orar por si próprios caso o desejassem. Nenhuma sugestão foi dada de que deveriam orar por si mesmos. Além disso, nem os funcionários do hospital, nem os pacientes sabiam quem estava recebendo orações. Isso é muito importante em um estudo científico. O dr. Byrd descobriu que o grupo que recebeu orações se saiu muito melhor do que o grupo que não havia recebido orações. Vários benefícios foram notados no grupo que recebeu orações. Eles tiveram menos probabilidade de desenvolver falha congestiva do coração e edema pulmonar, no qual os pulmões ficam cheios de fluído; eles tiveram cinco vezes menos a necessidade de usar antibióticos; apenas alguns tiveram que usar ventiladores e receber respiração artificial; apenas uns poucos desenvolveram pneumonia ou tiveram enfartos. Todos os benefícios mencionados acima foram estatisticamente significativos. Estudos seguindo estritos padrões de análise também foram realizados comparando a eficácia dos vários tipos de orações. Um destes estudos foi realizado pela Fundação Spindrift, em Salem, Oregon, Estados Unidos, que se especializou nos estudos da oração. Para o propósito deste estudo, orações foram classificadas em dois tipos: a “oração direta” e a “oração indireta”. Uma oração direta tem um desejo específico e um resultado específico em mente. Já a oração indireta é somente o conhecimento da existência da pessoa que irá receber a oração. Esta oração é simplesmente para manifestar o melhor potencial daquele indivíduo, ou para que o melhor resultado aconteça para aquela pessoa. A oração indireta é a oração do tipo “seja feita a tua vontade”. Este estudo foi também realizado com a germinação de sementes. As sementes que receberam orações sempre germinaram mais que as sementes que não receberam nenhuma oração, e as sementes que receberam orações indiretas germinaram mais do que as sementes que receberam orações diretas. A Fundação Spindrift concluiu que os dois tipos de oração trazem benefícios, mas que as orações indiretas foram de três a quatro vezes mais efetivas. Portanto, “feliz o homem cuja força está em ti, em cujo coração se encontram os caminhos aplainados”. Amém!

O que eles dizem sobre a prece? O estado de vigília faculta a lucidez e a neutralidade. A harmonia, o silêncio interior e a oração, conseguidos nesse estado, valem para a purificação do planeta e constituem ajuda considerável na sua transmutação magnética. Assim, entende Trigueirinho, pensador que tem grupos de estudos em diversos pontos do país e no exterior, incluindo Atibaia. Já os budistas recitam os sutras, ensinamentos de Buda, com a energia de plena consciência, fé e compaixão. Se a palavra “oração” for entendida em seu significado profundo, ou seja, como prática de plena consciência e concentração, então se pode dizer que recitar o sutra ou cantá-lo também é oração. O judaísmo valoriza também a oração. Jerusalém seria o centro espiritual do universo, no qual se erguerá “uma casa de oração para todas as nações” (Isaías 56:7). O estudo da Torá é o primeiro de todos os mandamentos e vem até antes da oração, explicou Walter Santangelo, em texto para a revista Mundo e Missão. A liturgia cotidiana do judeu compreende três orações: a da noite, a da manhã e a da tarde. O objetivo da oração é renovar a fé com um ato que confirma a identidade judaica e a esperança em Deus. Segundo o mesmo autor, a oração pode ser feita em particular ou em público. “Você deve sentar-se em silêncio antes de decidir sobre qualquer assunto importante, pedindo ao Pai as Suas bênçãos. Então, por trás do seu poder estará o poder de Deus; por trás da sua mente, a mente dEle; por trás da sua vontade, a vontade dEle”, recomenda Paramahansa Yogananda, um dos grandes exemplos para os seguidores do pensamento oriental, em “A Lei do Sucesso”. Ainda dentro desse universo, mais próximo da filosofia esotérica, que não se limita às fronteiras tradicionais entre as seitas, quando os estudantes de teosofia ou crentes das diferentes religiões pensam em Deus, Krishna, Cristo, Buddha – ou meditam no Tao, na Lei, em Zoroastro, em Jeová ou Parabrahman – eles estão concentrando seu pensamento em metáforas culturalmente criadas que simbolizam, em última instância, os seus próprios eus superiores ou Almas Espirituais. Frei Betto aponta que “a oração é o hábito que nutre a mística. Mesmo Jesus

reservava, entre sua atividade, momentos exclusivos de acolhimento do Pai em seu espírito. Ele ‘permanecia retirado em lugares desertos e orava’ (Lucas 5, 16). ‘Ele foi à montanha para orar e passou a noite inteira em oração a Deus’ (Lucas 6, 12). Para aprofundar a fé, a oração é tão importante quanto o alimento para nutrir o corpo ou o sono para recuperar energias”. Por seus ensinamentos místicos, os bahá’ís ensinam que a oração é um meio de comungar com Deus, como também um momento de reflexão e meditação. Eles usam-na para expressar sua gratidão ou súplica. Na fé Bahá’í, não há orações congregacionais, com exceção de alguma ocasiões, nem qualquer tipo de ritual ou dogma relacionado à oração; cada indivíduo pode recitar em silêncio sua oração ou ler em voz alta, enquanto outros indivíduos a escutam como se eles próprios estivessem lendo. No site www.islam.org.br, encontrase uma descrição do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos: “Os árabes distinguiramse pelo seu apurado gosto literário, pelo que conseguiram gozar e apreciar as boas peças de literatura, que o Alcorão lhes facultou. Sentiram-se movidos pelo seu tocante tom e atraídos pela sua extraordinária beleza, encontrando nele a maior satisfação e a mais profunda alegria, ao ponto de memorizar a maior parte do Livro. O seu estilo rítmico continua a ser admirado e acarinhado por todos os muçulmanos e por muitos não muçulmanos”. Hoje, muitos muçulmanos, homens e mulheres, fazem a recitação diária de uma parte do Alcorão, em orações e vigílias noturnas. A recitação do Alcorão é para os muçulmanos uma forma elevada de adoração e uma prática diária. A palavra Alcorão literalmente significa “leitura por excelência” ou “recitação”. Enquanto o ditava a seus companheiros, o Profeta lhes assegurava que era a Revelação Divina que ele havia recebido. Ele não ditou tudo de uma só vez: as revelações chegavam-lhe em fragmentos, de tempos em tempos. Tão logo ele recebia uma, costumava comunicá-la a seus companheiros e pedir-lhes não somente que a aprendessem de cor – para que a recitassem durante a prática das orações -, mas também que a escrevessem e que multiplicassem as cópias. E até hoje as orações se multiplicam, agora pela Internet.

9 Arte & Cultura


História da Páscoa até o chocolate

“A religião, até hoje, não teria existido sem uma parte de ascetismo, de devoção, de maravilhoso”, diz o escritor E.Renan em “A Vida de Jesus”, de 1863. Quando se fala da Páscoa, a vida de Jesus vem à memória, que nos ficou de referências desde a infância, nas reuniões religiosas, nos filmes, nas encenações de teatro. Segundo o site Educaterra, na páscoa Jerusalém lotava. Acredita-se que a cidade não comportasse mais de 50 mil habitantes, na época de Jesus Cristo. Durante as grandes festas judaicas, multidões de todas as partes do País de Canaã para lá afluíam. Vindo da Galiléia, sentindo-se ameaçado pela polícia de Herodes Antipas, Cristo fez uma entrada triunfal na cidade santa. Para afirmar publicamente que o seu reinado, ao contrário da monarquia herodiana, era o império dos simples, adentrou pelo portão montado em um jumentinho. A multidão local, lançando Hosanas, recebeu-o como “o filho de Davi”, herdando do lendário rei o poder de fazer curas e operar milagres. Só que o recém-chegado logo se indispôs com muitos. A Palestina, na ocasião chamada de País de Canaã (da cor púrpura, em fenício), estava ocupada pelas legiões romanas desde que Pompeu fizera de Jerusalém seu quartel-general, no ano 63 a.C. Sabendo que a única maneira de manter uma certa autonomia dos judeus era aliando-se aos romanos, o rei Herodes, dito o Grande, da etnia dos ismodeus judaizados, resolveu associarse inteiramente aos desígnios de Roma. Desde o ano de 38 a.C. ele, com o beneplácito dos triúnviros Marco Antônio e Otávio, fora indicado como Rex amicus et socius populi Romani.

Arte & Cultura 10

A política de Herodes foi sempre apoiar o principal caudilho romano, posição essa que não era bem vista pelo seu povo. Mas o que poderia fazer o pequeno reino de Israel frente às águias imperiais cujas asas estendiamse por boa parte do mundo europeu e mediterrâneo? Assim é que os hebreus tiveram de aceitar a submissão ao Regime do Protetorado. Quanto Herodes o Grande morreu, no ano 4 a.C. (data que virou festa judaica), seu reino foi dividido numa tetrarquia entre seus filhos. O próprio povo, por meio dos altos sacerdotes, intercedeu junto às autoridades de ocupação para que os poderes tirânicos da dinastia herodiana fossem limitados por Roma. A Páscoa (do hebraico Pessach, significando passagem) como a conhecemos é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da cristandade. Na Páscoa, os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo (Vitória sobre a morte), depois da sua morte por crucificação que teria ocorrido nesta altura do ano, em 30 ou 33 d.C. O termo pode referir-se também ao período do ano canônico, que dura cerca de dois meses, a partir desta data até ao Pentecostes. Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pessach, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egito. A última ceia partilhada por Jesus e pelos discípulos é considerada, geralmente, um “seder do pesach” – a refeição ritual que acompanha a festividade judaica, se nos atermos à cronologia proposta pelos Evangelhos sinópticos. O Evangelho de João propõe uma cronologia distinta, ao situar a morte de Cristo por altura da hecatombe dos

cordeiros do Pesach. Assim, a última ceia teria ocorrido um pouco antes desta festividade. Os termos “Easter” (Ishtar) e “Ostern” (em inglês e alemão, respectivamente) parecem não ter qualquer relação etimológica com o Pesach (páscoa). As hipóteses mais aceitas relacionam os termos com Eostremonat, nome de um antigo mês germânico, ou de Eostre, uma deusa germânica relacionada com a primavera que era homenageada todos os anos, no mês de Eostremonat, de acordo com o historiador inglês do século VII, Beda. É sugerido por alguns historiadores que muitos dos atuais símbolos ligados à Páscoa (especialmente os ovos de chocolate, ovos coloridos e o coelhinho da Páscoa) são resquícios culturais da festividade de primavera em honra de Eostre. Depois, foram assimilados às celebrações cristãs do Pessach, após a cristianização dos pagãos germânicos. Os persas, romanos, judeus e armênios tinham o hábito de oferecer e receber ovos coloridos por esta época. Um ritual importante ocorria no equinócio da primavera, onde os participantes pintavam e decoravam ovos (símbolo da fertilidade) e os escondiam e enterravam em tocas nos campos. Este ritual foi adaptado pela Igreja Católica no principio do 1º milênio depois de Cristo, fundindo-a com outra festa popular da altura chamada de Páscoa. Mesmo assim, o ritual da decoração dos ovos de Páscoa mantémse um pouco por todo o mundo nesta festa, quando ocorre o equinócio da primavera.


Organize-se para

O Grande Dia A organização de casamentos é sem dúvida uma atividade extremamente prazerosa! É realmente o dia mais importante de nossas vidas, principalmente para as noivas, e essa emoção somente será suplantada quando ocorrer outra experiência maravilhosa, fruto dessa união, que é o nascimento de um filho. Mesmo que a organização do casamento se inicie com muita antecedência, nas últimas semanas, e principalmente no dia do casamento, os noivos estarão totalmente envolvidos com os preparativos pessoais, em um estado de elevada emoção e ansiedade, além do desejo imenso de aproveitar cada minuto da recepção, com os seus convidados. Na mesma situação estarão os seus pais, irmãos e amigos. E esses tão sonhados e esperados momentos passam rápido demais...., só ocorrerão em um determinado dia, por uma única vez, sem direito a repetição no próximo ano, como é comum nos eventos corporativos, quando se tem a oportunidade de fazer melhor! É importante então definir, com certa antecedência, quem poderia cooperar com todo esse planejamento e coordenação, e ainda executar a supervisão da cerimônia e da recepção, acompanhando enfim, todos os momentos desse dia, contribuindo para garantir que tudo seja preparado, organizado e realizado, exatamente como vocês tanto desejaram, sonharam, solicitaram e contrataram! E seria injusto encarregar alguém da família ou o melhor amigo para assumir essa tarefa e, portanto, ser privado de participar de toda essa alegria com a mesma descontração! fonte: www.sylviaqueiroz.com.br

Lista de Contatos Alianças Joalheria Russomano Rua José Alvim, 123 Fone: 4412-1166 Marfy Joalheria Rua Thomé Franco, 247 Fone: 4411-2999 Tic Tac Store Rua José Bim, 169 Fone: 4412-2332

Buffet América Buffet Un.I-Al. Lucas Nogueira Garcez, 2204 Unidade II - Av. Atibaia, 470 Fones: 4412-6221/4412-5344

Especial Noivas 12

Atlântida Eventos Al. Lucas Nogueira Garcez, 3393 Fone: 2119-7400 Buffet Império da Arte Av. Santos, 243 Fone: 4412-3262 Fritz Buffet Al. Lucas Nogueira Garcez, 4225 Fones: 4411-0362 / 7335-6636 Premier Buffet Rua Dom Pedro I, 124 Fone: 4402-2878 Rey Festas Rua Antonio da Cunha Leite, 2155 Fones: 4416-7063 / 8348-4666 Sítio Vale do Sol Estrada da Mackenzie, 3507 F: 4412-8437 / 7150-7940 / 9651-5513


Lista de contatos Convites

Decoração

Música para casamento

Atelier Leila Ferreira Av. Bandeirantes, 222 Fones: 4411-2098 / 9596-9179

Flor & Cia Praça Guilherme Gonçalves, 41 Fone: 4412-0260

Magda Jarussi Av. Campinas, 196 Fones: 4412-4690 / 9414-1758

Graficarte Av. Brig. José Vic. Faria lima, 54 Fones: 4412-6016 / 4411-2336

M.M. Floricultura Rua José Alvim, 416 Fones: 4412- 9331 / 4411-8108

Sweet Memory Band Rua Presidente Dutra, 61 Fone: 4412-1716

Churrascos

Fotos

Pousada

Compostela Grill Al. Lucas Nogueira Garcez, 2420 Fone: 4411-7661

Emerson Morelli Fotógrafo Rua dos Crisântemos, 474 Fone: 9602-4919

Portal das Águas Av. Amador Peçanha Franco, 1236 Fone: 4418-4728

Espetinhos MIMI Al. Lucas Nogueira Garcez, 3065 Fone: 2427-7000

Flores Vídeo Produções Rua Pedro Cerbino, 156 Fone: 4412-5687

Sitio Milena Estrada Lamartine, 120 Fones: 3866-2569 / 9624-5730

Espetinhos Wilson Av. São João, 875 Fones: 4411-7206 / 4402-7499 ServCerve Al. Lucas Nogueira Garcez, 2638 Fone: 4418-1921

Dia da Noiva

Lista para presentes (Casamento)

Cristal Presentes Rua Benedito de Almeida Bueno, 444 Fone: 4412-9591 Biazetto Enxovais e Decorações Rua Benedito de Almeida Bueno, 498 Fone: 4411-1898

Roupas Aluguel Zulma Noivas Rua José Alvim, 165 Fone: 4411-6222

Viagens

Daniele Hair e Spa Al. Prof. Lucas Nogueira Garcez, 2016 Fone: 4418-2107

Bonarte Rua José Pires, 66 e 72 Fone: 4413-0223

Anima Tour Rua Atílio Russomano, 347 Fone: 4412-5359

Jacques Janine Al. Prof. Lucas Nogueira Garcez, 2213 Fones: 4413-3000 / 4418-2727

Papelaria Global Av. São João, 213 Fone: 4412-4901 Rua José Alvim, 189 Fone: 4413-1713

Atibaia Turismo Rua José Lucas, 279 - Sala 1 Fones: 4413-4498 / 9654-2942

Luciana Braga Rua Adolfo André, 370 Fone: 4402-1368 Rosane Brasil Al. Prof. Lucas Nogueira Garcez, 2642 Fone: 4411-2497

Endless Av. da Saudade, 74 Fone: 4412-5884

Locação de Carruagem Charretes Atibaia Rua Prof. Alexandrino Silveira Bueno, 257 Fones: 4411-3170 / 9989-4443

13 Especial Noivas


Com que roupa nós vamos ? Uma tonalidade imprópria, um acessório exagerado ou um modelo mal escolhido. As regrinhas de etiqueta também devem ser aplicadas à moda, em especial quando serão usados pelos principais personagens de um casamento. Para não errar, a sugestão é usar e abusar do bom senso e seguir algumas dicas certeiras. No final, tudo sairá como manda o figurino, literalmente. 1. A Noiva Uma regra simples serve para orientar a noiva em todos os aspectos do casamento, seja na produção de beleza, na escolha do vestido, no tipo de recepção ou nos acessórios e nas flores que vão compor a decoração: tudo deve ficar mais requintado à medida que o horário da cerimônia se aproxima da noite. Ou seja, quanto mais tarde, mais brilho e luxos podem aparecer.

Especial Noivas 14

2. O Noivo Após as 20 horas, o noivo pode optar pelo uso do fraque, do meio fraque ou da casaca. Os pais e os padrinhos devem acompanhar o mesmo estilo. Se for um traje não tão formal, a dica é apostar em ternos escuros, estruturados e com um colete no mesmo tecido. Nesses casos, os sapatos sociais de amarrar são os mais adequados para finalizar o visual. 3. Os Pais Os pais dos nubentes devem se pautar a partir da escolha do noivo. Se a escolha for recair sobre o uso de ternos, é de bom-tom não usar um modelo idêntico ao do outro pai presente no altar. Para que isso seja possível, deve-se entrar em acordo antecipadamente, recomendação que também se estende às mães do casal.

4. As Mães Para evitar constrangimentos, as mães do futuro casal podem entrar em concordância quanto aos tons dos trajes escolhidos. Caso tenham intimidade, o acordo pode se estender também às madrinhas. A prioridade na escolha das cores é sempre das mães. 5. Damas e Pajens O traje da daminha não precisa ser exatamente igual ao da noiva. Pelo contrário: é melhor que seja de outra cor e tenha um corte diferente. Já a vestimenta do garoto deve manter, no paletó (ou colete) e na calça, os mesmos tons e padrões. Para finalizar, sapatos de verniz pretos são perfeitos. Fonte: www.casamentoperfeito.com.br


15 Especial Noivas


Flores para Casamentos Um elemento fundamental da decoração são as flores. A escolha delas depende de vários fatores: o significado das espécies escolhidas, o estilo do casamento, a estação do ano e, claro, a beleza. Casamentos na Primavera A Primavera é a estação das flores. O clima ameno, de calor agradável, é ideal para uma decoração de cores claras, suaves e delicadas. Uma boa idéia é utilizar arranjos que misturem flores com frutas típicas da estação e com ervas aromáticas, como o alecrim. O tradicional arroz jogado sobre os noivos ao final da cerimônia pode ser substituído por pequenas flores coloridas típicas do campo.

Especial Noivas 16

Casamentos no Verão O frescor do Verão deve influenciar na escolha da decoração e das flores dos casamentos nesta estação. Dê preferência às cores claras, que provoquem uma sensação de frescor e calma. Tons de azul e o branco são ideais para todos os elementos da decoração, inclusive para as flores. Os arranjos podem ser feitos com espécies diversas, variando entre as duas cores, como as hidrângeas, que nascem em branco e lilás. Casamentos no Outono No outono deve optar por uma decoração acolhedora como os tons de terra, o amarelo e os tons de vermelho. Nos arranjos florais e no buquê da noiva pode misturar as flores com folhas e galhos secos e frutos típicos da estação.

A decoração das mesas e outros arranjos podem ser feita com rosas amarelas, laranjas ou vermelhas, complementada com frutas típicas e galhos de árvores, folhas e musgos. As flores da época são as rosas, as dálias, as gardênias e as orquídeas. Casamentos no Inverno O clima frio do Inverno possibilita um casamento muito elegante e acolhedor e na decoração devem predominar as cores quentes, como o amarelo, o dourado e o âmbar. Os arranjos florais podem misturar várias flores, valorizando as suas cores, em uma combinação vibrante. O buquê pode ter a mesma combinação ou implementar com cristais pequenos. As flores ideais são os lírios, as margaridas, o azevinho e as gardênias. Fonte: www.floraweb.com.br


Lua-de-mel de presente? Aproveite mais essa novidade! A viagem de lua-de-mel é sem dúvida um momento muito esperado por todos os casais que planejam o seu casamento. Não é apenas pela viagem, mas também por ser a primeira viagem que o casal faz oficialmente casados. Muito embora o casamento não seja uma ocasião para a solicitação de presentes, os convidados costumam retribuir como forma de agradecimento pelo convite enviado e por terem sido lembrados a participar de um momento tão especial na vida de vocês com a compra de algo que julgam ser necessário à vida do novo casal. Muitas vezes os convidados não sabem como retribuir esse convite e nem como substituirão o tradicional faqueiro que escolheriam como presente. Uma das formas utilizadas é substituir a lista de presentes que seriam feitas em lojas desse segmento por cotas da viagem de lua-de-mel. Existem algumas empresas e agências de turismo que já trabalham com essa facilidade. A forma de pagamento e o valor a ser pago em contrato com a agência de viagem será pago pelos noivos que podem abrir ou utilizar uma conta conjunta para que os convidados possam fazer o depósito. A empresa de RSVP estará autorizada a informar que os noivos já possuem a casa mobiliada ou que estão de mudança e por esse motivo não fizeram a lista de presentes, mas que o convidado pode contribuir se quiser com a viagem de lua-de-mel. Os dados da conta serão passados aos convidados para que os mesmos possam efetuar o depósito em conta. Sem dúvida os convidados ficarão felizes em participar de mais esse momento e vocês poderão aproveitar a luade-mel de maneira única. Fonte: www.partie.com.br 17 Especial Noivas


Por onde começar? Os casais de noivos querem se casar e fazer uma belíssima festa, mas não fazem idéia por onde começar. Primeiro faça uma lista com calma e coloque todas as pessoas que deve convidar. É sempre bom lembrar que quanto maior a quantidade de convidados, maior o gasto com a festa. Em um segundo momento, deve-se rever e refazer a lista se necessário. É importante também nessa fase estabelecer uma estimativa de verba que se pretende gastar com o casamento. Agora é hora de procurar pelo local da cerimônia e da festa. Sempre observar o tamanho dos locais para ser compatível com a quantidade de convidados que se pretende ter. Uma dica mais econômica é realizar a cerimônia no mesmo local que a festa,

Especial Noivas 18

pois assim, não será preciso conciliar a disponibilidade de data nos dois locais. É muito importante se informar se os locais escolhidos possuem lista de profissionais cadastrados e se há possibilidade de levar outros profissionais de sua escolha. Feito isso, é hora de começar a conhecer os profissionais para fazer a escolha certa para seu evento acontecer com sucesso: coral, DJ ou banda, Buffet, decoração, foto e vídeo, etc. É importante pesquisar de 03 a 04 profissionais no mínimo para cada item, e escolher o que melhor se adequar as suas expectativas e verba disponível. Escolha por profissionais qualificados e que possam garantir o serviço contratado, que tenha preço justo e de preferência que tenha referências.

Não esquecer a escolha dos deliciosos docinhos e dos convites de acordo com a sua festa, sempre contando com uma quantidade maior de convites, pois podem ocorrer erros na hora de caligrafar e vocês podem ter esquecido aquela pessoa querida na hora de colocar no papel. O traje do noivo, pais, padrinhos, damas e pajens podem ser alugados sempre observando o horário da cerimônia. Para finalizar, questione todos os profissionais ou empresas sempre quando não concordar ou achar determinado item inadequado. Substitua se for o caso, dê sugestões, pois a festa deve refletir o estilo dos noivos. Fonte: www.vseventos.com.br


Maquiagem da Noiva 1) A maquiagem da noiva deve ter cores pastéis. Evite sombras em tons esbranquiçados, muito escuros ou coloridos, como azul e verde. 2) Um bom maquiador irá escolher os tons de acordo com a cor da pele e do vestido. A maquiagem também deve ser aplicada de acordo com o formato do rosto da noiva. 3) Cuidado com o ruge nas bochechas. Se você exagerar, vai aparecer nas fotos com duas rodelas vermelhas no rosto. O ideal é usar um tom de pó compacto mais escuro que o tom da pele, ao invés do ruge. 4) Atenção quando usar o corretivo. O ideal é passá-lo e, depois, usar um pó translúcido por cima para retirar o brilho e a oleosidade. Então, usa-se em todo o rosto o pó do tom escolhido para a sua pele. 5) O batom não deve ser muito escuro, senão sua boca vai ficar muito destacada nas fotos, também não pode ser pálido e sem graça. Tons em rosa e pêssego com meio brilho são os mais indicados. 6) Brilho excessivo na maquiagem também pode deixar sua cara branca nas fotos, pois o flash das câmeras provoca um clarão que reflete a luminosidade do rosto. 7) A maquiagem da noiva pode ter brilho, mas sem exageros. 8) Lembre-se de usar maquiagem à prova d’água para resistir às lágrimas. 9) É essencial que você faça um teste de maquiagem alguns dias antes da cerimônia e tenha certeza que é do seu gosto. Não deixe para descobrir no dia do evento. 10) Peça para alguma pessoa levar na bolsa um kit de emergência: um espelhinho, batom ou gloss, cotonetes e pó compacto para retirar o brilho excessivo da pele sempre que precisar. Fonte: www.casamentoecia.com.br 19 Especial Noivas


Decoração de Flores para o Casamento A decoração com flores do casamento precisa ser linda, pois é uma das partes mais importantes na festa e na cerimônia do casamento. Procure maneiras criativas de adicionar flores belas e coloridas para seu dia especial. As flores podem ser usadas de várias maneiras e em vários locais para decorar o ambiente do seu casamento, tudo depende da sua imaginação e de quanto você pretende gastar. Aqui segue uma lista de locais que podem ser decorados usando flores. Flores para Igreja; Flores para o salão de recepção; Buquê de flores da noiva; Flor na lapela (para o terno do noivo ou pai); Buquê da dama de honra; Flores nos vestidos; Flores para decorar a mesa e/ou o bolo de casamento; Pétalas de flores para serem lançadas sobre os noivos ao saírem da igreja; Flores na limousine; Rosas para presentear as mães durante a cerimônia; Buquê para as avós ou outras convidadas especiais; Flores para decoração do local onde serão feitas as fotografias do casamento; Flores para o cabelo da noiva ou das daminhas. Ou seja, você pode usar flores para decorar qualquer coisa ou ambiente.

Como Escolher as Flores para o Casamento Escolher as flores certas para o seu casamento é importante, e há vários fatores decisivos. Tipos, arranjos, flores reais ou artificiais e as cores são os detalhes mais importantes que você deve considerar antes de fazer sua escolha.

Contrate um Florista ou Artista Floral Contratar um bom florista pode ser meio caminho andado. Bons artistas florais têm um conhecimento abrangente de boas cores e combinações e terão uma variedade de arranjos e designs que você pode escolher para as flores do casamento. Fonte: www.casamento-noiva.com Especial Noivas 20


Contratando serviço de Buffet O Buffet é um dos serviços mais importantes que se tem na recepção do casamento. Contratar um bom serviço de Buffet significa para os noivos não se preocuparem com a comida, quantidades, cardápios, serviços com garçons, material como louças, etc. Lembrando que nem sempre o mais barato é o melhor negócio. Na preparação do casamento o Buffet ocupa o segundo lugar de preocupação em valor e importância perdendo apenas para o vestido da noiva. Ao contratar o serviço de Buffet veja se está incluso no orçamento e serviço

todo o material necessário para a realização do evento, tais como copos diferenciados para as bebidas, pratos, talheres, toalhas de forro, capas de cadeira (caso sejam de plástico), guardanapos de pano, serviço de gelo, transporte até o local, etc. Geralmente o Buffet deve se responsabilizar por todo o pessoal necessário, tais como: maitres, garçons, cozinheiros, ajudantes, barman experiente, etc. Bebidas como whisky, vinho e champanhe geralmente ficam por conta dos noivos, mas alguns Buffets se encarregam da bebida, cobrando somente a utilizada. Porém em ambos os casos, os Buffets proporcionam copos, gelo e

garçons a mais para servirem as mesmas, sem cobrar a mais por isso. Confira o tempo de duração do serviço (aproximadamente quatro horas) e se o Buffet se predispõe a realizar por maior duração, cobrando mais ou o mesmo por isso. Certifique-se de que o Buffet se encarreguará de levar recursos para o caso de exceder o número de convidados; geralmente eles providenciam isso em até aproximadamente 10 % do total contratado.

Fonte: www.casamentoecia.com.br

21 Especial Noivas


Nasce uma profissão: o fotógrafo Quando a França ainda vivia um período de instabilidade política, em meados do século XIX, surgiu uma nova profissão, reconhecida mais tarde também como arte: o fotógrafo. Durante a Renascença, uma lente foi colocada num pequeno orifício e obteu-se uma melhor qualidade da imagem. A câmara obscura começou a se tornar cada vez menor, até se transformar em um objeto que pudesse ser levado para qualquer lugar. Já com um tamanho portátil, no século XVII, a câmara obscura era utilizada por muitos pintores na execução de suas obras. Foram muitos os estudiosos que, ao passar dos anos, acrescentaram novas descobertas sobre fotografia.

Especial Noivas 22

A fotografia de fato surgiu no verão de 1826, pelo inventor e litógrafo francês Joseph Nicéphore Niépce. Em fevereiro de 1827, ele recebeu uma carta de Louis Daguerre, de Paris, que manifestou seu interesse em gravar imagens. Em 1829, tornaram-se sócios, mas Niépce morre em 1833. Seis anos depois, em 7 de janeiro de 1839, Daguerre revela à Academia Francesa de Ciências um processo que originava as fotografias ou os daguerreótipos. A fotografia atraiu a atenção de tantas pessoas que, movidos pelo entusiasmo, tornaram-se adeptos daquela técnica. Assim, tanto em Londres como em Paris, houve um boom na compra de lentes e reagentes químicos. Os fotógrafos e suas câmeras fotográficas (caixas de formas estranhas) co-

meçavam a registrar suas imagens. Fotografar tornou-se uma atividade em franca expansão. Rapidamente tomou conta do mundo. Em 1853, cerca de 10 mil americanos produziram três milhões de fotos, e três anos mais tarde a Universidade de Londres já incluía em seu currículo a fotografia. Em junho de 1888, com George Eastman, surge a Kodak. A fotografia tornou-se mais popular com este tipo de câmera que era bem mais leve, de baixo custo e simples de operar. A fotografia deu ao homem uma visão real do mundo, tornando-se assim, um instrumento para captar registros da História. Fonte: www.fotoserumos.com


Paixão de Cristo movimenta o bairro do Portão pelo quarto ano É o quarto ano da montagem deste espetáculo e o segundo com o apoio do Orçamento Participativo, projeto que destina parte do orçamento municipal para os bairros. O grupo de teatro Sal da Terra é o responsável pela encenação da Paixão de Cristo no bairro do Portão. O espetáculo será apresentado no dia 10 de abril, a partir das 19h30. O grupo nasceu na década de 90 na paróquia do bairro do Portão, incentivado pelo trabalho do padre Carlão, já falecido, que foi um grande agitador cultural e político. O trabalho consiste na teatralização da Via Sacra, representando as passagens e culminando com a crucificação de Cristo. Segundo Noel Reis, que cuida da direção e produção ao lado de Viviane Rodrigues, o espetáculo contará neste ano com cerca de 100 colaboradores, entre atores e equi-

pe técnica, todos do bairro do Portão e vizinhança. Segundo Daniel Fernandes, um dos incentivadores do projeto pela movimentação na comunidade, a idéia é que a apresentação tenha continuidade e faça parte do calendário cultural oficial da cidade. Em 2007, o trabalho recebeu uma moção de congratulações da Câmara Municipal, por iniciativa do então vereador Ismael Dentinho. “Toda essa produção tem o número aproximado de 2.500/3.000 espectadores. Isso merece destaque, porque contribui para a nossa comunidade, oferecendo cultura e lazer de boa qualidade”, comentou Dentinho. “A encenação é marcada pela competência e organização”. A emoção é muito forte e os atores

chegam a chorar em ensaios e na apresentação, comentou Noel Reis, irmão de João Carlos Reis, o ator que fazia o Mazzaroppi na Escolinha do Professor Raimundo, programa do humorista Chico Anysio. A Paixão é entendida como os últimos cinco dias que Jesus Cristo passou vivo e que foram emocionantes, tanto para ele como para seus seguidores. Sua entrada triunfal em Jerusalém na semana da páscoa judaica, os tumultos que sua presença causou ao redor do Templo Sagrado, as altercações com os fariseus, a última ceia, a traição, a prisão, o julgamento, a flagelação e a crucificação. São acontecimentos rápidos, avassaladores, impactantes até hoje, que compõem os atos do Drama da Paixão. Esse episódio trágico é até hoje representado no mundo inteiro pelas comunidades cristãs.

23 Arte & Cultura


Condomínio Morar em condomínio exige participação e consenso Seja na vertical ou na horizontal, os condomínios ganham cada vez mais espaço e preferência por parte das construtoras. Ao morar em uma casa, nos chamados “condomínios fechados”, a opção é por mais espaço, lazer e, claro, a sensação de estar protegido. A função de administrar um condomínio é do síndico, mas a de zelar é de todos. É importante a convivência pacífica entre os moradores. Participar das decisões que afetem diretamente a vida comum é importante para estabelecer prioridades e melhorias no condomínio.

Arte & Cultura 24

Direitos e deveres O primeiro passo para uma convivência pacífica e justa no condomínio é saber o que a lei dispõe sobre este assunto. Para tanto, o novo Código Civil estabelece algumas obrigações e direitos dos moradores. Confira alguns exemplos:

- Direitos Dispor da sua unidade e das áreas comuns, sem infringir as normas do regulamento interno, da convenção e da legislação vigente; um quarto dos condôminos, juntos, pode convocar uma

assembléia sem intermédio do síndico.

- Deveres Contribuir em dia para as despesas do condomínio na proporção de sua fração ideal. Não realizar obras em sua unidade que comprometam a segurança da edificação ou alterem a fachada.

Fonte: www.secovipr.com.br


25 Arte & Cultura


Atibaia está bem no Freestyle Skate Em um sábado de fevereiro, aconteceu no CEU Butantã, em São Paulo, o Campeonato Brasileiro de Freestyle Skate. Atibaia foi bem. A cidade sempre foi sinônimo de bons skatistas nesta modalidade, desde os tempos de Paulinho Brígida, que nos anos 80 trouxe inúmeros títulos nacionais para a cidade. No Freestyle, não há a necessidade de rampas, apenas de piso plano e aparelhagem de som, para que os competidores possam coreografar a sequência de suas manobras e montar sua própria rotina. Isnard Rocha, Matheus Navarro “Palitinho” e André Albertini “Teco” foram os representantes de Atibaia neste evento, que atraiu skatistas do Rio de Janeiro, São Paulo, São José dos Campos, Osasco, Mauá, Sorocaba e São Vicente, reunindo cerca de 50 competidores. No amador, “Palitinho”

demonstrou domínio técnico e aproveitou muito bem seus quatro minutos de apresentação, o que lhe rendeu a sexta colocação. “Teco” ficou em décimo quinto em sua primeira participação em um campeonato de skate. Já o campeão amador foi Lucas Mansano, de São José dos Campos.

atrair divisas e promover Atibaia como pólo do freestyle nacional”, comentou Isnard, que tem o apoio da Brothers Skate Shop, Contati Contábil Atibaia e Programa Soul Skate.

Isnard Rocha conquistou o sétimo lugar na categoria profissional, que teve como vencedor Renê Shigueto, skatista de reconhecimento internacional. “Este ano, vamos trazer uma das etapas do circuito brasileiro aqui para Atibaia, em parceria com a Confederação Brasileira de Skate (CBSK). Para isso, precisaremos da ajuda de lojistas e empresários locais, com o intuito de Palitinho, Isnard e Teco

Arte & Cultura 26


Natação Natação mergulha na avaliação de biomecânica A realização da “1ª Clinica de Biomecânica Aplicada à Natação” em março no Colégio Objetivo, em Atibaia, teve o intuito de analisar e melhorar o desempenho dos nadadores. A avaliação permite a observação minuciosa de detalhes, o que faz a diferença na execução do nado. Quando os atletas e técnicos podem analisar os estilos e o desempenho em detalhes, não apenas a avaliação muda, mas o resultado final tem tudo para melhorar. A palestra e a clínica foram ministradas pelo biomecânico da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e do Esporte Clube Pinheiros, Paulo Cezar Marinho. Segundo ele, esse trabalho ajuda o treinador e os atletas na identificação de erros comuns, que estão associados à técnica de determinado estilo. “Para isso, utilizamos seis câmeras filmadoras, que registram as imagens no meio externo e aquático. A partir daí, são analisados alguns parâmetros inerentes às saídas, viradas, chegadas e nado limpo, adotando como referência modelos apresentados pelos melhores nadadores do país e do mundo”, explicou. Para a comissão técnica da equipe SEL/CAA/Objetivo/AMHA, essa nova tecnologia no esporte tem grande importância. Com seus resultados, é possível reconhecer também o que precisa ser mudado nos treinamentos. Segundo o auxiliar técnico, Felipe Nunes, a clínica é um meio de verificar se os métodos da natação de Atibaia estão em evolução ou não, conforme o trabalho de grandes treinadores. A equipe SEL/CAA/Objetivo/ AMHA conta com a parceria da Oficyna Fashion e da Terapia Nutricional. Para informações sobre convites, acesse: www.natacaoatibaia.blogspot.com. Adriana Nabholz - terapia nutricional 27 Arte & Cultura


A importância dos Recursos Humanos Independente do porte da empresa, do seu faturamento, do impacto dentro do mercado em que atua, um fato é concreto: a empresa sempre terá que assegurar o equilíbrio entre os recursos existentes em suas atividades. Normalmente, observamos os gestores preocupados com os aspectos operacionais, comerciais ou financeiros, mas não podemos deixar de mencionar os talentos que estão inseridos em seus departamentos. A gestão de pessoas ganhou papel importante dentro das organizações, passando de burocrática para estratégica, tendo um papel de destaque que permite alinhar as pessoas aos objetivos da empresa, através de importantes ferramentas de custo acessível à alta eficá-

Arte & Cultura 28

cia como criatividade, comunicação e mensuração de resultados. Mesmo que a empresa não tenha um departamento formal de gestão de pessoas, como nos casos das microempresas e empresas de pequeno porte, o seu administrador pode adotar práticas e políticas de Recursos Humanos. De que forma? Fazendo um planejamento formal sobre a vaga, que deverá ser preenchida com base em suas atribuições e na cultura organizacional e nivelar aos requisitos do candidato, que deverá preenchê-la e assim aumentar as chances de contratar um colaborador ideal para aquela atividade. É preciso observar também os talentos que já estão inseridos na rotina da empresa, orientando-os e motivando-os

constantemente para que se envolvam e se comprometam mais com o sucesso da empresa e a sua realização pessoal e profissional. Estar atento aos talentos humanos da empresa é estar em sintonia com seu próprio sucesso. Regiane Oliveira Responsável pela RM Desenvolvimento em Recursos Humanos.

Venha nos conhecer! Rua José Ignácio, 177 – 3º andar sala 8 Centro – Atibaia Telefone: (11) 4402-4078


29 Arte & Cultura


Aluguel Aluguel de imóvel nas férias Antes de alugar um imóvel para passar as férias, alguns cuidados são fundamentais para evitar dores de cabeça. De acordo com a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor, é importante visitar o local antecipadamente para verificar se não há problemas e se o imóvel corresponde às expectativas do grupo. Outra recomendação é buscar corretores ou administradoras legalmente habilitados. Depois de escolhido o imóvel, é necessário que seja elaborado um documento detalhando suas condições. O documento deve ser assinado tanto pelo proprietário como pelo consumidor e anexado ao contrato. E na hora de verificar se o preço a ser pago pelo aluguel condiz com o mercado na região, a orientação é que seja feita uma pesquisa em anúncios de aluguéis. A localização e o fácil acesso aos diversos tipos de comércio, como padaria, mercado e farmácia são pontos que devem ser levados em conta. Vale lembrar que no contrato de locação devem constar os nomes completos do locador e do locatário, localização e descrição do imóvel, lista dos móveis e utensílios existentes, bem como o estado em que se encontram, as datas de entrada e saída, forma de pagamento e valor do aluguel. A Lei de Inquilinato especifica que o prazo de locação de temporada não pode ultrapassar 90 dias e que o pagamento dos aluguéis pode ser exigido antecipadamente.

Fonte: http://www.minhatv.net

Arte & Cultura 30


Atibaia na UNIP Dentista de Atibaia participou de banca examinadora na Unip

O dr. Márcio Nakao defendeu tese na Unip. Na banca, o dr. Daldy Marques, o dr. José Theodoro Pinto e o a dra. Vitória Moscatiello.

O dr. José Theodoro Pinto, professor de odontologia e dentista com consultório em Atibaia, foi convidado e participou de banca examinadora na Universidade Paulista (Unip), em São Paulo, em fevereiro. Ele integrou um grupo de especialistas que examinou a dissertação “Sistemas de carga imediata na implantologia bucal”, do cirurgiãodentista Márcio Masaru Nakao, apresentada na Faculdade de Odontologia da Unip. O evento teve, como coordenadora e presidente da mesa, a dra. Vitória Moscatiello. O orientador foi o dr. Daldy Endo Marques e o coorientador, o dr. Luiz Antonio da Silva Souza. No final, depois de ouvir considerações detalhadas sobre seu trabalho, o dr. Márcio Nakao conquistou o título de especialista. Para o dr. José Theodoro, foi uma experiência interessante analisar uma dissertação, que incluiu várias citações de seus trabalhos como pesquisador. Ao fazer seu agradecimento, o dr. José fez uma citação de São Tomás de Aquino: “Se a meta principal de um capitão fosse preservar seu barco, ele o conservaria no porto para sempre”. “Quando defendi minha tese, que teve na banca examinadora o dr. Rafael Andrade Moscatiello e a presença da professora e dra. Vitória Moscatiello, lembrei-me das aulas de metodologia científica. O profº dr. Wassal dizia que uma tese dissertativa deve ser muito bem executada, destacando o trabalho como se fosse um filho”, acrescentou o dr. José. O dentista e professor de Atibaia terminou sua fala com uma frase do filósofo Edward Thornlike: “As flores murcham, os palácios caem, os impérios desintegram-se. Só as palavras sábias permanecem”. 31 Arte & Cultura


Arte Grupo Teatral Arcênicos leva trabalho para Curitiba No dia 12 de janeiro, o Grupo Teatral Arcênicos, de Atibaia realizou no Centro de Convenções a apresentação gratuita do espetáculo “Uma estória de muitas estórias”. Compareceram por volta de 300 pessoas para acompanhar o trabalho do grupo que, neste ano, foi convidado a participar do Festival de Teatro de Curitiba, em março, na categoria fringe.

O texto teatral, criado coletivamente, foi inspirado na obra literária “A Formiguinha e o Floco de Neve”, com direção de Rogério Brito, atuação de Thiego Torres e Durval Mantovaninni. Participam os músicos Roger Siddartha e André Veronezi tocando ao vivo, e a iluminação foi feita por Adilson Cunha. O grupo realizou a apresentação para mostrar ao público, familiares, amigos e empresários o trabalho em andamento. Assim, o público de Atibaia teve a oportunidade de acompanhar e conhecer o projeto Literatura Teatral.

No ano passado a viagem para Curitiba foi possível graças ao apoio das empresas Compostela Grill, Viação Atibaia São Paulo, Identitá Comunicação e Prefeitura da Estância de Atibaia, além dos amigos Mauro Mizuno, Rogério Brito, Marta Alvim, Anderson Costa e Alexandre Marques. Para que este intercâmbio ocorra de maneira sustentável, o Grupo Teatral Arcênicos necessita de apoio cultural dos empresários da cidade. Contato: www.arcenicos.ato.br e-mail:ciasapa@yahoo.com.br 8408-0395 ou 8774-0075. Arte & Cultura 32


Adaptação Escolar A adaptação escolar costuma ser mais complicada e prolongada quando a criança convive um longo período somente com os familiares sem contato com outras pessoas e crianças. O começo de vida escolar é muito difícil para pais que sofrem ao deixar seus filhinhos tão pequenos na escola. Normalmente essa costuma ser a primeira separação dos pais com seus filhos e sem dúvida é uma cena muito comovente, e só quem passa por esta experiência sabe expressar o sentimento que é deixar a criança na escola aos soluços apelando de braços estendidos para o socorro materno. As mães que conduzem seus filhos às escolas pela primeira vez sentem na pele ao vê-los num pranto incontido e, na maioria das vezes, não sabem como agir. Algumas são levadas pelo desejo inconsciente e choram abraçadas a eles, sem perceber que podem dificultar ainda mais o processo de adaptação à escola. Outras ficam deprimidas ao perceber que seu filho adaptou-se com muita facilidade e nem dá bolas pelo fato de ali ficar e passam essa insegurança à criança que sente a “tristeza” da mãe e assim inicia-

se uma complicação no processo de adaptação, pois a criança deseja ficar com ela para não vê-la chorar. Algumas dicas que ajudam os pais e filhos a superar o período de adaptação escolar: 1. Obedeça aos horários de entrada e saída. A criança que chega atrasada pode sentirse deslocada. O atraso na saída pode criar a fantasia de que os pais não voltarão mais; 2. A assimilação da rotina da escola depende da assiduidade. O conhecimento desta rotina deixa a criança mais tranqüila e segura. Evite ao máximo que seu filho falte à escola; 3. Não é indicada a permanência dos pais e familiares na escola, por dois motivos: - A criança tem com a falsa impressão de que é apenas mais uma atividade em família, e os mesmos sempre estarão presentes. A frustração será muito maior quando procurá-los e não encontrá-los; - Muitas vezes a criança sente-se insegura e tímida ao aproximar-se de outras crianças e ou até mesmo das professoras e auxiliares querendo sempre a participação

da mãe, pai, avô, babá, entre outros nas atividades escolares; 4. A insegurança dos pais dificulta o processo de adaptação. Portanto, é importante comunicar claramente e sem mentiras como funciona a rotina da escola. Nunca deixe a impressão de que está pedindo permissão à criança para deixá-la na escola; 5. Não deixe que seu filho chore para pressioná-la a ficar na escola. Os professores têm a noção exata de quando o choro não é somente um recurso de chantagem emocional; 6. O período de adaptação varia em cada criança. Não há prazo mínimo ou máximo para o completo entrosamento e adaptação; 7. Julgamos necessários para um bom andamento do processo de adaptação que os pais conversem muito explicando a importância da escola tanto no processo de alfabetização quanto na convivência social da criança; 8. A Estação Criança aproxima a criança do meio escolar através de uma convivência gradativa com o meio social da escola, fazendo com que a criança tenha confiança no espaço a ser explorado juntamente com as pessoas que nele trabalham e finalmente a todo o grupo e rotina a ser seguida;

33 Arte & Cultura


continuação: Adaptação Escolar 9. Na educação infantil devemos fazer com que a convivência escolar seja composta de momentos alegres, despertando a curiosidade e estimulando as descobertas, sempre respeitando a opinião de cada criança mostrando vários caminhos para melhor compreensão das atividades sugeridas em sala de aula como lições e trabalhos para casa; 10. Lembre-se sempre de que seu filho existe para o mundo. A adaptação escolar é apenas o início de várias etapas de socialização com grupos fora do eixo familiar. Quanto mais cedo a criança é iniciada na convivência social, mais fácil será a sua adaptação, como seu progresso e facilidade de comunicação, convívio e aprendizado. Andréa Simone Silvestre Pedagoga

Você faz o seu caminho Obter cada vez mais conhecimento, conquistar novos horizontes e realizar sonhos são as principais aspirações das pessoas no mundo de hoje, já tão globalizado. Por isso é importante estarmos sempre empenhados e preparados para esse futuro que chega rapidamente. E adquirir conhecimento faz com que nossos objetivos fiquem mais fáceis de alcançar. As campanhas publicitárias das faculdades, escolas de cursos profissionalizantes e de ensino de línguas mostram ferramentas das quais essas pessoas, principalmente os jovens, precisam para obter informação e assim construir seus futuros. Mas devemos ficar atentos para que não sejamos enganados com promessas de aprendizado no curto prazo. Sabemos que para se ter um bom aproveitamento em qualquer curso precisamos de esforço e dedicação. No entanto, também é muito importante conhecer a história, a metodologia e os profissionais envolvidos nessas escolas, pois faz com que tenhamos mais segurança nos serviços que estamos contratando e/ou investindo para nós ou para nossos filhos. Dessa forma, independente da idade, unir prazer, motivação e qualidade é fundamental para o aprendizado das pessoas. Maisa Pereira Arte & Cultura 34


Tia Fátima 10 ANOS Essa história tem inicio como todas: um ponto que vai se tecendo, juntando pedacinhos, remendos... Encontramos pessoas que trazem retalhinhos que combinam e se juntam em nossos sonhos. Assim nasceu a Escola Tia Fátima há 10 anos. Mas a história começa bem antes disso. O ponto de partida brotou no coração de Margarida de Fátima, caçula de 10 irmãos que apesar de todas as dificuldades financeiras nunca perderam a garra e a hombridade. Com muita luta e ajuda a jovem conseguiu se formar normalista e ingressar no magistério em 1977, no “Parque infantil”(hoje EMEI Florêncio Pires de Camargo). Foi lá que a jovem professora tornou-se a “Tia Fátima”. Depois de 20 anos, findou-se o tear da colcha de retalhos naquele cenário. Mas no coração da Tia Fátima havia ainda muito que construir, e quis o feliz destino que neste tempo ela constituísse uma família unida que acreditava e trazia cada um, um retalhinho que combinava com sua colcha de sonhos: suas duas filhas formaram-se educadoras e seu filho e esposo acreditaram que poderiam ajudar a administrar sua nova empreitada: continuar no caminho da educação. Em 1999 nasceu a Escola Tia Fátima, hoje convivendo e contribuindo com mais de 200 famílias na educação de seus filhos. O que fazer quando um história como essa transcorre em vias de sucesso e alegrias, superando as dificuldades sem perder a retidão, nem esquecer de seus próprios princípios? AGRADECER! A Deus, aos colaboradores, amigos, à cidade que nos acolheu e acreditou em nós e por que não, a nós mesmos, por não desistirmos e trabalharmos unidos num mesmo sonho... hoje na mesma realidade!

Tatiana Ferraz Gimenes Ianelli (filha da Tia Fátima) Diretora da Escola

35 Arte & Cultura


Direitos naturais das crianças 1. Direito ao ócio: toda criança tem o direito de viver momentos de tempo não programado pelos adultos. 2. Direito a sujar-se: toda criança tem o direito de brincar com a terra, a areia, a água, a lama, as pedras. 3. Direito aos sentidos: toda criança tem o direito de sentir os gostos e os perfumes oferecidos pela natureza. 4. Direito ao diálogo: toda criança tem o direito de falar sem ser interrompida, de ser levada a sério nas suas idéias, de ter explicações para suas dúvidas e de escutar uma fala mansa, sem gritos. 5. Direito ao uso das mãos: toda criança tem o direito de pregar pregos, de cortar e raspar madeira, de lixar, colar, modelar o barro, amarrar barbantes e cordas, de acender o fogo. 6. Direito a um bom início: toda criança tem o direito de comer alimentos sãos desde o nascimento, de beber água limpa e respirar ar puro. 7. Direito à rua: toda criança tem o direito de brincar na rua e na praça e de andar livremente pelos caminhos, sem medo de ser atropelada por motoristas que pensam que as vias lhes pertencem. 8. Direito à natureza selvagem: toda criança tem o direito de construir uma cabana nos bosques, de ter um arbusto onde se esconder e árvores nas quais subir. 9. Direito ao silêncio: toda criança tem o direito de escutar o rumor do vento, o canto dos pássaros, o murmúrio das águas. 10. Direito à poesia: toda criança tem o direito de ver o sol nascer e se pôr e de ver as estrelas e a lua. Rubens Alves Acredito que o texto fala por si. Ele demonstra o quanto é bom ser criança e o dever do adulto de respeitar a infância. Precisamos lembrar nossas infâncias para poder entender e respeitar nossos filhos. Airam Cristine Borzani dos Vales. Pedagoga e Diretora da EEB Flor de Lis Arte & Cultura 36


Suco fresco é receita de saúde

Mais capacidade física, saúde vascular, controle da pressão arterial, sono de qualidade e energia são benefícios que os sucos frescos podem oferecer. Além de prevenir algumas doenças sérias, o hábito de tomar sucos garante vitaminas e sais minerais para uma vida mais saudável. Tudo isso sem contar que a ingestão sistemática de sucos é um modo natural de perder peso, especialmente no caso de sucos de vegetais, que contém baixas calorias e pouca gordura. O corpo retira das fibras de frutas frescas e hortaliças os líquidos de que precisa e, ao tomar sucos, é eliminada uma etapa do processo digestivo, que é extrair o líquido das fibras. Mas é importante observar que somente o suco fresco conserva nutrientes e é livre de aditivos e conservantes. Sucos servidos imediatamente após o preparo apresentam 95% do valor alimentício da fruta ou hortaliça. Vale lembrar também que o uso de alimentos crus diminui a quantidade de toxinas no organismo, privilegiando inclusive o relaxamento. Alimentos puros suavizam a pele, tornam os cabelos mais brilhantes, beneficiam a respiração e contribuem para diminuir gripes e resfriados. As vedetes A cenoura é uma excelente fonte de beta-caroteno, que funciona como antioxidante e neutraliza moléculas nocivas à saúde. Também hortaliças como agrião e couve-flor se encaixam nesse grupo. Já o suco de maça é indicado para acompanhar receitas com hortaliças e garantir, em alguns casos, mais sabor. As frutas cítricas são excelente fonte de vitamina C. Encontrada apenas nas plantas, a clorofila é outro elemento que traz muitos benefícios para a saúde, especialmente no combate ao crescimento de tumores. Fonte: http://www.alobebe.com.br 37

Gastronomia


Receita Muffins de Chocolate

Ingredientes: 250 g (1 e 3/4 de xícara) de farinha de trigo 2 colheres (chá) de fermento em pó 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio 2 colheres (sopa) de cacau em pó ou chocolate em pó 175 g (3/4 de xícara) de açúcar 1 pitada de sal 150 g (3/4 de xícara) de gotas de chocolate meio-amargo, mais 1/4 de xícara para decorar 250 ml (1 xícara) de leite 90 ml (1/3 xícara mais duas colheres chá) de óleo 1 ovo 1 colher (chá) de extrato de baunilha Pré-aqueça o forno a 200°. Em uma tigela, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato, o chocolate em pó, o açúcar e o sal. À parte, misture o leite, o óleo, o ovo e a baunilha. Acrescente os ingredientes líquidos aos secos de uma só vez. Misture apenas até incorporar, lembrando que a massa de muffins deve ficar “empelotada” mesmo. Misture as gotas de chocolate à massa. Encha forminhas de muffin até 2/3 da capacidade. Distribua as gotas restantes por cima da massa, e asse por 15 ou 20 minutos, fazendo o teste do palito. Rende 12 muffins. Fonte: http://quichedemacaxeira.blogspot.com

Gastronomia

38


Receita - Colomba Pascal INGREDIENTES: Fermentação: 45g de fermento biológico 1/2 xícara de chá de água morna 1/2 xícara de chá de açúcar 1 xícara de farinha de trigo Massa: 150g de manteiga sem sal 1 xícara de chá de açúcar 1 pitada de sal 1 colher de sobremesa de óleo emulsificante para pães Essência de panetone a gosto 1 cálice de conhaque 1 ovo 3 gemas 300g de farinha de trigo Recheio: 150g de frutas cristalizadas 150g de passas brancas e pretas 100g de chocolate meio-amargo picado

Cobertura: 2 claras 250g de açúcar de confeiteiro MODO DE PREPARO: Fermentação: Misturar com as mãos os ingredientes, colocando a farinha aos poucos. Deixe dobrar de volume. Massa e Recheio: Bata a manteiga, os ovos, as gemas e o açúcar até dobrar de volume. Junte os ingredientes fermentados, acrescente os demais ingredientes da massa, por último a farinha e bata na batedeira até a mistura se desprender do recipiente. Deixe dobrar de volume. Junte o recheio de modo uniforme, coloque em duas formas próprias para colomba, aplique a cobertura e deixe crescer no-

vamente. Leve ao forno médio a 180º até dourarem. Cobertura: Misture todos os ingredientes. Tempo de Preparo: 3 horas - Rendimento: 2 colombas Fonte: www.pratofeito.com.br

39

Gastronomia


Receita Pudim Expresso

Ingredientes: Massa: 1 lata de leite condensado 1 e 1/2 xícara de água 1/2 xícara de biscoito Maria picado 3 ovos 1 colher (sopa) de manteiga sem sal 1 colher (chá) de essência de baunilha Cobertura*: 80 g de chocolate meio-amargo derretido em banho-maria Nozes Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador e despeje em forminhas refratárias untadas com manteiga e polvilhadas com farinha de trigo. Pode ser feito em 4, 6 ou 8 forminhas. Leve ao forno por 35 minutos (quanto maior a quantidade de formas, mais rápido assa). Despeje a cobertura de chocolate e ponha uma noz em cada pudim. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por 2 horas. Pra ficar mais expresso, coloque por um tempo no freezer. *A cobertura da receita original era chantilly com coco ralado. Fonte: http://quichedemacaxeira.blogspot.com

Gastronomia

40


Receita - Bacalhoada Bacalhoada Rendimento: 8 porções Ingredientes 1 kg de bacalhau salgado sem pele(s) e sem espinhas 6 unidades de batata em rodelas 1 unidade de pimentão vermelho em rodelas 1 unidade de cebola em rodelas 4 unidades de tomate maduros 1 caixinha de extrato de tomate 1/2 xícara (chá) de salsinha picada 1/2 xícara (chá) de cebolinha verde picada 2 unidades de ovo cozido azeitona verde sem caroço a gosto 1 xícara (chá) de azeite de oliva 1/2 xícara (chá) de óleo de soja sal a gosto pimenta-do-reino preta a gosto parmesão para polvilhar a gosto farinha de rosca para polvilhar a gosto

Modo de preparo Deixe o bacalhau de molho em água fria de véspera. Pela manhã, troque a água. Ferva o bacalhau em duas águas (Duas fervuras). Reserve a água da segunda fervura para cozinhar as batatas. Depois das batatas cozidas, corte em rodelas, bem como o pimentão, a cebola e o tomate. Coloque em uma panela grande o azeite e o óleo. Acrescente o tomate, o pimentão e a cebola. Tampe a panela e coloque em fogo brando. Quando atingir o ponto de cozimento, junte o extrato de tomate com um pouco de água. Baixe o fogo para tomar a consistência ideal de molho. Assim que estiver no ponto, coloque as azeitonas picadas. Num pirex grande, arrume em camadas da seguinte forma: primeiro: uma camada de molho; segundo: lascas de bacalhau; terceiro: rodelas de ovos; quarto: outra camada de molho, polvilhada com queijo ralado; quinto: mais

uma camada de bacalhau, ovos, molho, até completar o prato. Sobre o queijo da última camada, polvilhe farinha de rosca. Leve ao forno por mais ou menos 10 minutos, na temperatura máxima. Fonte: http://cybercook.terra.com.br/

41

Gastronomia


O setor de autopeças e a crise financeira A crise financeira que atingiu em cheio as principais economias do mundo, ainda demonstra força. A crise está fazendo as bolsas de valores do mundo todo despencarem, alta do dólar, aumento das taxas de juros e inflação crescendo cada dia mais. Com isso, as alternativas vão surgindo conforme a necessidade, e o setor de autopeças vêm se adaptando a estes novos dias. Parte da indústria de autopeças registra demissões e cortes no investimento. Só no mês de outubro calculam-se mais de 700 demissões. O presidente do Sindicato da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), Paulo Butori, admitiu que novos cortes devem ocorrer.

Autos & Motos 42

Além das demissões, as indústrias estão buscando outras fórmulas para não dispensarem os funcionários. Uma delas são as férias coletivas, que já começaram a ser anunciadas pelas montadoras. Mas apesar da indústria sofrer os impactos da crise, segundo o presidente da Andap, Frederico dos Ramos, a diminuição das vendas de veículos novos vai ajudar o mercado de reposição. “Muitas das pessoas que gostariam de comprar um carro novo, vão deixar de comprar. Isso faz com que elas permaneçam com seu carro antigo e realizem a manutenção preventiva”, explica Ramos. Já no varejo, as empresas estão aten-

tas à crise e buscam medidas para enfrentá-la. Segundo o presidente da Sincopeças – SP, Francisco Wagner de La Torre, muitos varejistas já perceberam que é necessário manter dinheiro em caixa e não fazer novas compras. Outro ponto que de La Torre ressalta é o crédito. “Com a crise, o acesso ao crédito está mais restrito. Já é possível sentir no varejo a dificuldade de acesso”, explica o presidente.

Fonte: Revista Sincopeças – Ano 38 – Edição 440 – Dezembro 2008.


Mercado pode sofrer desabastecimento de peças para reparo de automóveis O ritmo de negócios no setor automotivo se mantém aquecido, mas há um fator que deve preocupar a todos. Os carros fabricados e vendidos com certeza, em algum momento, precisam de consertos e muitos proprietários de veículos recorrem às peças de reposição produzidas pelos fabricantes independentes. Há cerca de um ano, o setor vem sofrendo com a pressão das grandes montadoras de automóveis, que intensificaram a adoção de medidas judiciais para proibir tanto a fabricação quanto a venda de peças de reposição alternativas. Atualmente, cerca de duas mil indústrias independentes ajudam a abastecer mais de mil distribuidores, 40 mil varejistas e 120 mil oficinas em todo o Brasil.

O mercado independente é responsável pela manutenção de cerca de 90% da frota circulante nacional. Segundo estudo feito pela Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças, apenas 13% dos proprietários de carros procuram concessionárias, que cobram preços muito maiores do que os dos praticados pelos independentes. Mas o que acontecerá com o setor de reposição de autopeças caso os independentes sejam proibidos de atuar no mercado? As montadoras estão preparadas para atender à grande demanda de peças? Conseguirão suprir a demanda de componentes de veículos mais antigos? É hora de reavaliar essa ação que pode fazer dos cidadãos reféns das montadoras. Além de pagar os altos

preços cobrados pelas concessionárias, aumentando assim seus gastos com reparos dos automóveis, alguns podem ficar com seus carros parados em função do desabastecimento do mercado. Os consumidores devem ficar alertas na hora de adquirir um novo automóvel. A falta de dinheiro para o reparo com peças originais pode fazer com que os automóveis fiquem inativos e sucateados. Em diversos países, esse movimento a favor do mercado independente de reposição de autopeças já aconteceu e foi a voz do consumidor que falou mais alto. Fonte: www.transportemundial.terra.com.br

43 Autos & Motos


Presentes 2

1

3 4

1- Arranjo Artificial ranúncula da Flor & Cia Pça Guilherme Gonçalves, 41 Fone 4412-0260

5 - Conjunto de colar com pingente e brincos em prata envelhecida Da Rose Jóias e-mail: rosenaturajoias@bol.com.br Fone: 9958-1224

2 - Body De Chelles com meia 7/8 3- Conjunto Belle’s da Hipnosy Rua Papa Paulo VI, 15 Fone: 4412-2331

6 - Linha Royal Jelly Jafra o poder de transformar vidas representante Antonina Vendrell Fone: 4411-9933 / 9965-9935

6

4- Túnica em algodão da India da Rishikesh Al Lucas Nogueira Gârcez, 2049 Fone: 4402-2444

5 Moda 44


Presentes

8

7

9 10 7 - Vestido longo de cetim amassado 8 - Vestido balone de tafetá 9 - Vestido de tafetá degradê da D’s Rô moda feminina Rua José Pires, 26 Fone: 4412-9009 10- Conjunto Skim da Ouse e Use 11 - Short Doll em Chiffon com bojo da Dell Lara da Lin D Liz Al. Lucas Nogueira Gârcez, 1270 Fone: 3402-3071

11

45 Moda


Presentes 13

12 12 - Conjunto em veludo da Comic’s R. Benedito de Almeida Bueno, 464 Fone: 4413-0806

14

13 - Bolsa em couro K’ Moss 14 - Sandália Ramarim da Biazetto calçados e acessórios R. Benedito de Almeida Bueno, 373 Fone: 4402-1975 15 - Camisola Brupi 16 - Camisola Liebe da Biazetto moda intima Rua Benedito de Almeida Bueno, 381 Fone: 4402-7243

15 16

Moda 46


47 Moda


Presentes 17 - Vestido em viscolycra com paetê 18 - Vestido rayon cafta da MBotaro Rua Clóvis Soares, 372 Fone: 4411-5691

17

19 - Óculos feminino Forum 20 - Óculos masculino Ferrati da Ótica Atibaia Rua Benedito de Almeida Bueno, 467 Fone: 4411-7438

18

21- Chapéu que bloqueia 98% da radiação solar 22 - Pijama e cueca de modal da Empório Althernativo Rua José Ignácio, 25 Fone: 4418-3100

19

20 21

22 Moda 48


Presentes 23

23 - Calças Jeans com stretch R$ 69,90 da Zatch Av. São João, 347 Fone: 4402-3759

49 Moda


Presentes

24 26

25 24 - Porta temperos artesanal 25 - Suporte e panelas de ferro vários tamanhos da Agromania Rodovia Fernão Dias Km 49,6 Fone: 4416-7016 26- Arranjo p/ parede em ferro 27 - Banqueta alta p/ bar 28 - Baús e arcas nacionais e importadas do Trem Mineiro Al. Lucas Nogueira Garcêz, 3539 Fone: 4411-4692

27

29 - Orquídea Faleonópolis da Flor & Cia Pça Guilherme Gonçalves, 41 Fone: 4412-0260

28

29 Moda 50


Presentes 30- Tartaruga Tigre D’ água brasileira (autorizado pelo Ibama) da Carpalândia Rua Manoel de Toledo, 150 Fone: 4411-5926 31 - Shiva entalhado em madeira da Índia 32 - Máscara de Ganesh da Índia da Rishikesh Al. Lucas Nogueira Garcêz, 2049 Fone: 4402-2444

30

31

33 36 34

32

33 - Vaso em cristal tcheco lapidado a mão 34 - Taças venezianas lapidadas a mão 35 - Cachepot limoges francês da Ana Presentes Al. Lucas Nogueira Garcêz, 1100 lj 08/09 Fone: 4411-3235 www.anapresentesatibaia.com.br 36 - Orquídea Catléia da Flor & Cia Pça Guilherme Gonçalves, 41 Fone: 4412-0260

35 51 Moda


Presentes 37

38

40

37 - Kit de higiene p/ o bebĂŞ do Atelier Cleusa Marques www.cleusamarques.com.br Fone: 4412-1751 / 9972-9011

39

38 - Brindes personalizados 39 - Almofadas personalizadas do Studio Leny http://linhapersonalizadalene.blogspot.com Fone: 4416-7466 / 9775-4562

40 - Macaquinho de linho da Reno Baby do Trem das Cores Al. Lucas Nogueira GarcĂŞz, 3261 Fone: 4413-0937 41 - Sim.Sabedoria da Zhaq Decorando http://zhaqshowroom.blogspot.com Fone: 4416-7466 / 9775-4562

41 Moda 52


53 Moda


Presentes

42

43 42 - Jogo de panela inox da Tramontina 43 - Cafeteira programável Britânia 44 - Forno elétrico Britânia das Lojas Global Loja 1: Av. São João, 213 Fone: 4412-4901 Loja 2 : Av. José Alvim, 189 Fone: 4413-1713

44 45 - Video Game Nintendo-Wii (Destravado) 46 - Câmera digital Sansung 10.2 mega pixels com tripé e memória de 2 Gb da Tic Tac Store Rua José Bim, 169 Fone: 4412-2332

45 46

Moda 54


55 Moda


Conforto Dicas para melhorar a iluminação em casa 1. Trocar a iluminação direta (de lustres) pela indireta (de luminárias e abajures). A sensação de conforto é imediata e você se sente em casa e não na loja do bairro ou no shopping mais próximo. 2. Se optar por lâmpadas fluorescentes econômicas, certifique-se de que elas não fiquem aparentes. Nada mais pouco glamouroso do que uma lâmpada caindo para fora da luminária, por mais bonitinha que ela seja. Hoje já existem modelos com formatos similares ao das lâmpadas incandescentes comuns. 3. Ainda no quesito lâmpadas econômicas, prefira as de luz amarela em vez da luz branca. O efeito é muito mais acolhedor no ambiente. 4. Na cozinha, o ideal é ter uma luminária com lâmpada fluorescente e também luminárias com luz indireta para criar um clima mais aconchegante na hora do jantar ou de circular pelo ambiente fora dos horários de pico. 5. Luz de velas é sempre um bom truque para conseguir um ambiente romântico e irresistível. Mantenha castiçais ou suportes de velas espalhados por ambientes como o quarto e a sala. 6. No banheiro, a luz branca ainda é imbatível, seja por meio de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes, pelo menos junto ao espelho, para garantir que a maquiagem saia bem-feita. No restante, o clima pode ser suavizado com luminárias de parede ou lâmpadas econômicas com luz amarela. 7. Se decidir reformar a casa ou construir, uma boa dica é conversar com um profissional que elabore um projeto de iluminação de acordo com seu gosto. Hoje existem milhares de equipamentos para ter uma iluminação inteligente em casa, luzes acendendo automaticamente em alguns pontos da casa e por aí vai. Fonte: http://estilo.uol.com.br

Casa & Jardim 56


57 Casa & Jardim


Por que exportar? Os avanços da tecnologia permitem comunicações imediatas com as mais distintas regiões do planeta, possibilitando que os mais diversos negócios sejam efetuados, diariamente, com empresas de variados e distantes países. Isso faz com que empresas estrangeiras possam vir concorrer com as empresas brasileiras dentro de nosso próprio país. As vantagens são: Diversificação de Mercados A estratégia de destinar uma parcela de sua produção para o mercado interno e outra para o mercado externo permite que a empresa amplie sua base/ carteira de clientes, o que significa correr menos riscos, pois, quanto maior o número de mercados ela atingir, menos dependente ela será. Aumento da Produtividade

Casa & Jardim 58

Quando uma empresa começa a exportar, sua produção aumenta numérica e qualitativamente. Isso ocorre devido à redução da capacidade ociosa existente, que é obtida por meio da revisão dos processos produtivos. Melhora da Qualidade do Produto Ao ingressarem no mercado internacional, as empresas adquirem tecnologia, pois os países desenvolvidos exigem dos seus fornecedores normas e procedimentos que, com o tempo, são internalizadas e passam a ser rotineiras e, assim, todos os seus negócios serão feitos dentro dessas normas. Diminuição da Carga Tributária As exportadoras podem utilizar mecanismos que contribuem para uma diminuição dos tributos que normal-

mente são devidos nas operações no mercado interno. São chamados de Incentivos Fiscais. Quando se trata de uma exportação, é importante que o produto possa alcançar o mercado internacional em condições de competir em preço e, por isso, ela pode compensar o recolhimento dos impostos internos. Melhoria da Empresa Geralmente, quando uma empresa passa a exportar ela obtém melhoras significativas, tanto internamente (novos padrões gerenciais, novas tecnologias, novas formas de gestão, qualificação da mão de obra, geração de emprego e valor à marca) quanto fora (melhoria da imagem). Fonte: www.aprendendoaexportar.gov.br


59 Casa & Jardim


Fatores importantes na decoração e remodelação de uma cozinha Os principais desafios na decoração de uma cozinha são obter o máximo de conforto e ter um espaço aconchegante com uma boa distribuição. O uso de armários para guardar os objetos é uma excelente solução para manter a sua cozinha arrumada. Distribuição dos elementos A área onde irá guardar os alimentos, deverá estar situada à entrada da sua cozinha enquanto que a pia deverá estar o mais próximo possível da máquina de lavar louça. Por sua vez a zona onde vai confeccionar os alimentos, deverá estar pelo menos a uma distância de 50 cm da zona das águas. Nesta zona também poderá colocar um microondas porque é utilizado com mais frequência. O número de armários que pretende

Casa & Jardim 60

instalar depende das suas necessidades, mas nunca deverá esquecer-se de que as suas necessidades vão crescendo com o passar do tempo, por isso, é recomendado que instale armários com uma extensão de pelo menos 5 metros. Localização da zona de trabalho A melhor solução é colocar a zona de trabalho junto do local onde confecciona e armazena os alimentos. Desta forma, conseguirá uma melhor distribuição dos elementos da sua cozinha. Em cozinhas pequenas de forma retangular, o mais indicado é instalar uma barra corrida num dos lados opostos da cozinha de forma a servir de mesa para as refeições. Caso tenha uma distribuição em forma de “L”, pode distribuir os

elementos de forma a aproveitar o canto colocando uma bancada e uma mesa. Aproveite os cantos para comer Caso possua um espaço generoso, a melhor solução é a utilização de bancada extensa, onde pode fazer pelo menos uma refeição por dia. A zona de refeições pode ser dispensada, usando uma mesa ao lado da parede, ou ao lado de uma porta de vidro ou ainda no centro da cozinha. Sempre que possível, recomenda-se que a zona de refeições seja um pouco diferente do resto da cozinha, usando uma separação física ou simplesmente com alguns elementos decorativos. Fonte: www.interiores-pt.com


Espaço DECOR PASSION decorar é nossa arte, decorar é nossa paixão. Decorar consiste na arte e prática de planejar e arranjar espaços, escolhendo e/ou combinando os diversos elementos de um ambiente, estabelecendo relações estéticas e funcionais que dependam do fim a que se destina. Enfim, tornar os espaços belos e harmônicos. Como toda a arte, a decoração somente é bem executada com paixão. E foi com este espírito que em meados de 2008 foi criada a DECOR PASSION, um apaixonante show room, destinado às pessoas de bom gosto, que compartilham conosco a paixão pela arte de decorar. A DECOR PASSION oferece aos seus clientes todos os tipos de revestimento: - Pisos laminados nacionais e importados, sempre com alta qualidade e renome como a Bramax e a alemã Kronotex; - Carpetes; - Lambris em madeira; - Papel de parede e a última moda em decoração em paredes - o revestimento em tecido. Na DECOR PASSION você também encontra: - Persianas rolô, romana, horizontal e vertical; - Cortinas de todos os modelos e tecidos diferenciados; - Cabeceiras para cama box; - Tapetes sob medida; - Tapetes artesanais confeccionados em todas as regiões do oriente, dentre as quais, Irã, Paquistão, Turquia, Afeganistão, Romênia, China, India, Egito e Rússia, peças únicas, conferindo exclusividade à decoração. Outro diferencial da DECOR PASSION é a possibilidade de confecção de tecidos com acabamentos especiais tais como, impermeabilização, antichama e antimicrobiano, este último não permite a proliferação de fungos e bactérias, responsáveis por doenças alérgicas, respiratórias e também pelo forte odor que aparece quando a casa fica fechada. Tais tecidos podem ser utilizados em cortinas, colchas e afins. A equipe da DECOR PASSION terá imenso prazer tanto em receber sua visita, quanto em visitá-lo, sem nenhum custo. 61 Casa & Jardim


Casas Pré-fabricadas de Madeira A madeira Grapiá é de qualidade e resistência comprovada ao ataque de cupins além de passar por um rigoroso processo de seleção. Conforto: a madeira é um isolante natural, térmico e acústico. O conforto de uma casa de madeira é percebido através da temperatura sempre estável, e também possui uma manta de isolamento térmico no telhado para aumentar ainda mais o conforto. Certamente as visitas indesejadas preferem utilizar portas ou janelas para invadir uma casa. Sendo assim, a regra vale para qualquer construção de qualquer material. Completando: é tão fácil atravessar

Casa & Jardim 62

uma parede de madeira como uma de tijolos! Fogo: como toda construção, em qualquer material, uma casa de madeira está sujeita a se incendiar, se motivada por algum fator externo ou por um incêndio provocado. Jamais, porém, pegará fogo sozinha. Praticidade: o sistema de construção é prático e de qualidade incontestável. A obra é extremamente rápida e controlada por equipe técnica. Economia: a economia na construção é significativa comparada aos métodos convencionais, uma vez que o processo reduz custo de materiais e tempo de mão-de-obra.

Durabilidade: existem no mundo milhares de construções em madeira. Algumas delas chegam há mais de 300 anos, como em alguns templos do Oriente. A expectativa de duração de uma casa de madeira, com a devida manutenção, é superior a 90 anos. Manutenção: as casas de madeira exigem pouquíssima manutenção para mantê-la sempre nova. Existe um verniz especial, com filtro solar de grande durabilidade. É recomendado que a primeira manutenção de verniz seja feita 1 ano após a conclusão da sua casa, e as demais aplicações de verniz somente a cada 3 ou 4 anos. Fonte: www.vtn.com.br


PAISAGISMO A ex-planta do mato As Bromélias são plantas nativas em nosso país, e há algumas décadas sequer seria possível pensar que essa planta poderia participar dos jardins da frente de uma edificação. Era uma planta do “mato”. Isso parece pejorativo, mas era assim que era dito. Agora sabemos que é uma nobre planta de nossas matas, e essa consciência mudou toda a idéia antiga, não só sobre as bromélias, mas também em relação a tantas outras plantas com imenso potencial ornamental, que são igualmente nativas aqui, em nossa terra.

Jardim Residencial - Nelson Giusti A água, cada vez mais utilizada nos projetos de paisagismo, pode apresentar-se sob diversas formas, em movimento ou repouso, de modo naturalista ou formal, quebrando a monotonia ou favorecendo o relaxamento. Vai depender da finalidade a que o jardim se propõe e da criatividade do paisagista.

Projeto de Cascata e Paisagismo Nelson Giusti Arquitetura& Paisagismo Nelson Giusti

63 Casa & Jardim


PÓLEN APÍCOLA O grão de pólen, parte reprodutora masculina da planta, é normalmente utilizado pelas abelhas (Apis mellifera) como fonte de proteínas, carboidratos, vitaminas e sais minerais. Elas coletam o pólen, aglutinando-o em bolotas, mediante néctar e substâncias salivares, levando às colméias em seus cubículos e armazenam-no em alvéolos separadamente do mel, para a sua alimentação e a cria (BARTH, 1989). Essas bolotas são coletadas na entrada da colméia, através de telas coletoras instaladas no seu exterior. O pólen tem de ser retirado diariamente dessas telas de acordo com a umidade do ar, pois esta contribui para a sua deterioração. Após a retirada, o pólen deve ser rapidamente submetido a um processo de secagem e limpo de substâncias estranhas e aí poderá ser consumido pelo homem. Cada grão de pólen contém uma variedade enorme de nutrientes. Seu maior uso, hoje, é como suplemento alimentar, sendo indicado para o equilíbrio funcional e harmônico do organismo humano, produzindo bem-estar e vigor físico (KRELL, 1996). Foram isoladas de amostras de pólen apícola nacional as três vitaminas antioxidantes: beta-caroteno (pró-vitamina A), o ácido ascórbico (vitamina C), e o alfa tocoferol (vitamina E) (Oliveira, 2006). Os antioxidantes são capazes de estabilizar os radicais livres, responsáveis por muitas doenças degenerativas características do envelhecimento, que podem tanto ser provenientes do meio externo (alimentação) como resultantes naturais do metabolismo humano (ELLIOT, 1999).

Fonte: Paulo Afonso Peçanha Apicultor, pós-graduado em Gestão Ambiental e Sustentabilidade www.apiariopecanha.com.br

Estética & Saúde 64


Acupuntura a Laser A acupuntura a laser é uma forma de estimulação dos pontos de acupuntura utilizando o Laser de Baixa Potência. A sigla LASER significa em português Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação. No campo médico/fisioterápico a radiação laser proporcionou inúmeros avanços. Podemos estabelecer duas áreas de atuação da radiação: aplicações cirúrgicas e aplicações terapêuticas. Os tipos de Laser são classificados segundo a sua potência de emissão: Power laser: Laser com radiações de alta potência, utilizado nos atos cirúrgicos que fazem uso do raio laser. Mid-laser: Radiações com potências medianas, sem o potencial destrutivo do laser de alta potência. Exemplo: Laser de Arseneto de Gálio (AS-Ga). Possuem efeitos terapêuticos, com indicação para tratamentos mais profundos, articulações e músculos.

Soft-laser: Radiações com baixas potências e também sem potencial destrutivo. Em acupuntura são utilizados os tipos de laser de média e baixa potência, sem potencial destrutivo, ou seja, radiações com potência inferior a 1W. A acupuntura possui bases que não são alteradas pela introdução do laser, que aqui se presta apenas como instrumento de viabilização dos mesmos efeitos proporcionados pelas agulhas. Comparativamente à acupuntura, a laserterapia procura, a partir da avaliação dos efeitos proporcionados pelo aporte energético da radiação, compreender e utilizar estas reações como recursos terapêuticos. Efeitos terapêuticos gerais secundários da radiação laser: - Efeito analgésico. Na acupuntura, a partir de zonas reflexas, por atuação

sobre o cérebro, diminui os níveis de bradicinina e ativa a liberação de endorfinas, que também atuariam como inibidores da sensação dolorosa. - Interferência na síntese de Prostaglandinas. - Eliminação de substâncias algógenas. - Efeito antiinflamatório, antiedematoso e normalização circulatória. - Efeito bioestimulativo trófico tissular. - Efeito cicatrizante. - Equilíbrio energético local.

Fonte: www.akwavita.com.br

65 Estética & Saúde


Yoga no Brasil No sul da Índia Krishnamacharya desenvolveu Asthanga Yoga e no norte Swami Shivananda desenvolveu um estilo mais suave. Através de seus discípulos o Yoga ficou conhecido em vários países do mundo. No Brasil, o Yoga teve início em 1947, quando Sevananda francês criador, do Sarva Yoga (Yoga Integral), apresentou seus ensinamentos em um congresso no Rio de Janeiro. Com a ajuda de sua mulher e seu discípulo, fundou Amo-Pax ,um ashram de Sarva Yoga em Rezende (Rio de Janeiro). A primeira academia no Brasil foi em 1957, do Educador Físico francês Jean Pierre Bastiou, quem levou o primeiro grupo de estudantes à Índia. Em 1958 Shotaro Shimada, que

Estética & Saúde 66

praticava Yoga como um meio de desenvolver a autodeterminação e o aumento da concentração para ajudar em seus treinos de judô, abriu o Instituto de Cultura Yoga Shimada. Alberto Lohman, psiquiatra apoiando-se nos ensinamentos da Amo-Pax, foi o pioneiro a levar para os hospitais psiquiátricos a prática de Yoga. Em parceria com prof. Hermógenes, estendeu esse trabalho aos hospitais não psiquiátricos. Ainda na década de 1960, Caio Miranda escreveu o primeiro livro brasileiro sobre Yoga, introduzindo o Yoga como profissão, ao contrário da direção mística e monástica de Sevananda. Em 1962, é fundada, no Rio de Janeiro a Academia Hermógenes de Yoga. Caio Miranda e prof. Hermógenes foram os

pioneiros na literatura do Yoga no Brasil. Em 1966 o Centro de Estudo Narayana é aberto em São Paulo, por Maria Helena de Bastos Freire que fundou a IYTA no Brasil (Associação Internacional de Professores de Yoga), que segue uma ordem nas aulas de Yoga e uma forma característica de transmitir seus ensinamentos, se fazem distintas de outras linhas, igualmente respeitadas. Desde então o Yoga vem sendo estudado cientificamente, praticado e seus ensinamentos sendo repassados por transmissão oral. Namastê! Leila Oliveira (Padma Studio Pilates) Professora Associada à IYTA


67 Estética & Saúde


Banho e tosa do seu cão O banho pode e deve ser uma experiência agradável para você e seu cachorro. É importante que você tenha alguns cuidados enquanto o banha ou então leve-o a uma clínica ou pet shop de sua confiança. Passo 1 - Escolha um local ventilado, limpo e seguro (para evitar quedas e fugas inesperadas) para banhar seu cachorro. Passo 2 - Escove seu cachorro antes de molhá-lo; assim você retira pêlos mortos, nós e sujeiras da pelagem. Passo 3 - Tenha cuidado para não deixar cair água dentro dos ouvidos de seu cachorro, o que pode facilitar o aparecimento das otites. Para evitar isso, você pode colocar um chumaço de algodão em cada ouvido, mas não se esqueça de retirá-los ao final do banho. Passo 4 - Para evitar desconforto térmico ao cachorro, utilize água de

Animais 68

temperatura agradável para banhá-lo. Passo 5 - Molhe-o por completo com calma, evitando assustá-lo. Passo 6 - Use produtos veterinários de boa qualidade. Existem xampus, condicionadores e sabonetes específicos para cachorros. Consulte seu veterinário e verifique qual produto se adapta às

necessidades de seu cachorro. Passo 7 - Cuidado para não deixar cair espuma nos olhos e, caso isso ocorra, lave com bastante água. Passo 8 - Se seu cachorro tem pêlo médio a longo, não esfregue o xampu de maneira desordenada. Faça movimentos no sentido do pêlo para evitar a formação de nós. Passo 9 - Ao usar condicionador, passe-o por todo o comprimento do pêlo, mesmo que seja longo, encaracolado ou cacheado. Após alguns minutos retire o excesso com bastante água. Passo 10 - Retire o excesso de água com as mãos e depois seque-o com uma toalha. Passo 11 - Se preferir use um secador (não muito quente) para secar toda a extensão do pêlo, evitando a umidade, pois ela causa mau cheiro e favorece o aparecimento de problemas de pele. Fonte: www.merial.com.br


Alimentação saudável para os cães Ração ou comida caseira? A alimentação oferecida deve ser apropriada ao tamanho, idade e atividade do cachorro. Tanto a ração como a comida caseira são permitidas, sendo o uso da ração a opção ideal, além de mais

prática. A comida caseira pode ser mais trabalhosa de preparar que uma ração de excelente qualidade, pois para atender às exigências nutricionais do seu cachorro, é preciso elaborar uma refeição balanceada. Quantas vezes por dia devo dar comida ao meu cachorro? O número de refeições pode variar de 3 vezes quando filhote até uma única vez, quando adulto, no entanto duas refeições são preferíveis após a fase de crescimento.

Mau hálito: questão de higiene e cuidado Para prevenir o mau hálito é preciso cuidar dos dentes quando o cachorro ainda é novo. Não se deve esperar o acúmulo de tártaro para começar a agir, pois com o decorrer do tempo pode haver inflamações das gengivas, perda de dentes e até doenças graves. Os dentes devem ser escovados regularmente e para isso é preciso acostumar desde filhote. Alimentos mais duros e crocantes auxiliam na limpeza dos dentes, pois promovem atrito. Assim, a ração é o alimento mais indicado. Após algum período de acúmulo de tártaro, a única solução é a remoção com um instrumento próprio na clínica veterinária. Fonte: www.merial.com.br

69 Animais


Métodos de alimentação para Aves e Peixes Frutas, verduras e legumes também devem ser servidas em horários determinados e, após certo tempo, retirados se não consumidos. Forneça frutas com sementes, que ajudarão na digestão. Cada ave exige uma determinada mistura de sementes. Há, na internet e na literatura escrita, inúmeras “receitas” de misturas. Uma rápida pesquisa satisfará esse quesito. Aves Há no mercado rações embaladas, enriquecidas com vitaminas, minerais etc.; há também sementes a granel. Caso adquira ração a granel, verifique se o recipiente que a contém permanece sempre fechado e se a ração está limpa, sem sujeiras e principalmente poeira. Muitas lojas pesam determinadas quantidades de ração e a embalam. Essa é a recomendação mais adequada e segura ao animal.

Animais 70

Peixes Os peixes são animais menos comedidos na alimentação. Realmente, o quanto nós colocarmos de comida eles comem, e se estufam. Portanto, além de ficar atento à qualidade da ração, preste bastante atenção à quantidade fornecida. Há inúmeras marcas e tipos de rações.

Escolha pelo menos dois tipos, intercalando-os a cada refeição. Alimentos vivos são muito apreciados e saudáveis. Forneça duas refeições diárias. Estas devem ser consumidas em, no máximo, 5 minutos. Após esse tempo, começam a fermentar, prejudicando a biodinâmica do aquário. Também há inúmeras prescrições de alimentos caseiros que podem ser servidos. Apenas fique muito atento ao consumo delas, que deve ser imediato. Em qualquer situação, mas principalmente em aquário marinho, sobras de alimentos orgânicos são catastróficas para o equilíbrio biodinâmico do sistema.

Fonte: www.saudeanimal.com.br


Castração A palavra castração assusta. Muitas pessoas ainda associam castração à mutilação gratuita e crueldade. Ingenuidade! Comprovações científicas desmentem o preconceito e mostram que a esterilização previne vários problemas de saúde dos animais domésticos. Em cadelas, a cirurgia diminui os riscos de doenças uterinas e quando realizada antes do primeiro cio (que ocorre aproximadamente aos 6 meses de idade), praticamente exclui o risco de câncer de mama. Uma fêmea castrada deixa de atrair a legião de machos à sua porta, não tenta fugir para cruzar e não tem mais cio (sangramento); além disso, ela estará livre da Piometra (infecção no útero) que atinge em média 60% das cadelas não castradas e cujo tratamento inclui a castração. As fêmeas não precisam ter pelo menos uma cria, pois procriar não é sinônimo de saúde.

Nos machos, evita a hiperplasia da próstata e a ocorrência de tumores dos testículos. A castração poupa o animal de algumas reações instintivas ligadas ao aparelho reprodutor. Os machos ficam mais tranquilos, pois deixam de produzir hormônios sexuais que os deixam tão inquietos quando não podem cruzar, deixam de fugir, de tentar ir atrás de fêmeas no cio (o que muitas vezes termina em brigas com outros machos ou atropelamentos), têm menos necessidade de marcar território com urina e ainda continuam guardiões da casa e da família. As vantagens da castração também se estendem aos felinos; diminui em 90% os problemas de trato urinário muito comuns em gatos. As fêmeas não entram no cio (que ocorre a cada 3 meses) e apresentam comportamento mais estável. Os machos perdem o hábito de

urinar pela casa e tornam-se mais caseiros. O animal não engorda devido à castração, e sim pela diminuição das atividades físicas, uma vez que castrado torna-se mais tranquilo. É bom lembrar que uma cadela não castrada e seus descendentes podem gerar em 6 anos, 64.000 animais; da mesma forma uma gata não castrada e seus descendentes podem gerar num período de 7 anos, 420.000 animais. Não existem lares responsáveis para todos! CASTRAR É SAÚDE! Fonte: www.fasprotecaoanimal.org.br

71 Animais


Especial Mulher A psicologia feminina tem os aspectos do observar e cuidar Para marcar o 8 de março, Dia Internacional da Mulher, Fátima Gonzaga, psicóloga do PSF (Programa Saúde da Família), da Prefeitura de Atibaia, preparou palestra para programação realizada pela unidade do Imperial, sob a coordenação da enfermeira Ana Cecília Batista de Sá: Ela começou com uma citação de Erich Neumann: “Ao dar à luz, a mulher é órgão e instrumento de transformação, tanto de si como do bebê. Seu corpo é um veículo inconsciente, através do qual a natureza se reproduz. Ao dar à luz, a mulher transforma-se em mãe. O que nasce dela lhe pertence e permanece ligada a ela. Nutrir, proteger, acalentar e sustentar são funções do feminino materno, com respeito à criança. Essa energia materna instintiva é um poder impressionante da mulher”. Segundo a psicóloga, “a mulher tem aspectos que devemos observar e cuidar. Quando psíquica e emocionalmente cuidada e bem integrada, a mulher traz maior capacidade de intuição, reflexão, autoconhecimento, gosto pela espiritualidade, liberação do coração,

do ser feminino. Assim, ela tem maior facilidade para tornar-se verdadeira, autêntica e perdoar, estabelecendo uma relação com a fonte do seu ser”. Quando a mulher não está conectada com esta natureza feminina, instintiva, pode vincular-se com o seu lado negativo, ou seja, a negatividade interior, como o mau humor, a afoiteza, o julgamento, os comentários rudes, não escutando as reações de seu coração nem as do outro. Nesse estado, são comuns os conflitos nos relacionamentos pessoais e/ou profissionais, explicou a psicóloga do PSF. Dessa forma, mesmo quando a mulher vive no mundo de múltiplas jornadas, ela não deve ficar arrebata (tomada) pela correria e perder sua identidade feminina. Para ser mulher psiquicamente saudável, é preciso harmonizar e integrar os conteúdos positivos e negativos, trabalhar suas emoções em sua inteireza, tornar-se bela com a coragem e a leveza, com o retorno constante à raiz do seu ser, observou Fátima Gonzaga. “Mulher, abençoada seja pela mis-

são da singeleza e das coisas boas da vida. Abra seu coração e entre na sua casa, interior do seu ser, com alma pura. Liberte-se das amarras e permita que tudo brilhe diante dos seus olhos”, convocou a psicóloga. O PSF (Programa de Saúde da Família) do Jardim Imperial realizou em março programação especial dedicada à mulher.Além da Campanha de Alimentação Saudável, a unidade recebeu palestras, nas sextas-feiras do mês, dias 6, 20 e 27 de março – sempre a partir das 8h, no Centro Comunitário do Jardim Imperial, que fica ao lado das instalações do PSF. A abertura da programação foi com a música “Mulher” (Narinha e Erasmo Carlos). Depois, a enf.ª Ana Cecília Sá falou sobre a “História do Dia Internacional da Mulher”; a psicóloga Fátima Gonzaga abordou “A Psicologia Feminina” e o educador físico Marcos Moura teve como tema os “Benefícios da atividade física”. O encerramento foi com a poesia “Ser Mulher”, com a enf.ª Janealva G.M. Delgado.

Dia Internacional da Mulher 8 março Sou seu tempo; Sou a mulher de teus desejos; Sou o azul de tua saudade; Sou a marcha-rancho de teu Carnaval; Sou o trem que atravessa tua noite; Sou a estação de tua chegada; Sou as pinturas de amor que a mim dedicas; Sou o batimento de teu coração por mim; Sou a ausência que te abate; Sou a onda longínqua estendendo-se no mar; Sou o cais onde vagueias; Sou o som do mar que te melancoliza;

Especial Mulher 72

Sou o abraço que te enternece; Sou a eternidade que estará contigo; Sou o perfume e a boca que beijas; Sou tua viagem; Sou teu enigma; Sou tua memória; Sou as flores-violetas que me mandas; Sou as palavras com que em poemas me amas; Sou a música com que em “Sonatas” me celebras. Fernando Palmari.


GUIA DE COMPRAS E SERVIÇOS Casa e Jardim

Estética Saúde

e

Fotógrafo

Informática

Gastronomia

Festas

e

eventos

Floricultura

Serviços

73 Compras e Serviços


Ênfase edição 11  

revista Ênfase edição 11 março de 2009

Advertisement