Page 49

Caso polêmico O caso mais conhecido no Brasil aconteceu no dia 27 de outubro de 2004, durante uma partida realizada no estádio do Morumbi, entre o São Caetano e o São Paulo. Serginho, 30 anos, zagueiro da equipe de São Caetano, sofreu uma parada cardiorrespiratória aos quinze minutos do segundo tempo. O atleta foi socorrido, mas faleceu pouco tempo depois de ter sido levado ao hospital. O jogador havia sido submetido a exames médicos poucos dias antes, que apontaram algumas irregularidades consideradas normais para um atleta e ele foi liberado pelo médico do time. O caso ainda não foi esclarecido e onze anos após sua morte, ainda existem muitas polêmicas e dúvidas a respeito da avaliação. Causas Gabriel Grizzo Cucato, Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) e Pesquisador Científico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, conta que toda vez que realizamos uma atividade física o coração precisa aumentar seu trabalho com o objetivo de ofertar maior aporte de sangue para as diversas regiões do corpo, principalmente para os músculos exercitados. Com o trabalho do coração aumentado há um transiente risco de eventos cardíacos como, por exemplo, as arritmias, quando o coração bate de forma desordenada. A isquemia, que pode ter como consequência uma parada cardíaca, também está entre as ocorrências provocadas pela prática eventual de esportes. Atleta de final de semana O jauense Diogo Rodrigues Ribeiro, 21, é instalador de acessórios e joga futebol regularmente nos finais de semana. Ele conta que nunca realizou exames específicos para a prática de esportes, diz que já sofreu algumas lesões musculares e que nunca apresentou qualquer sinal de problema de saúde. No entanto, Diogo frequenta academia e faz musculação todos os dias. Essa constância de atividades prepara de certa forma o instalador para o jogo de futebol do fim de semana.

que o risco de ocorrência de algum evento cardíaco é muito menor naqueles indivíduos que realizam atividade física de forma regular. Como é o caso do Orlando Baraldi, 55, representante comercial. Ele jogou futebol nos finais de semana durante muito tempo, mas há dois anos parou com a atividade por conta de uma fratura que sofreu. Mesmo sem jogar futebol Orlando continua praticando outras atividades físicas como tênis, caminhada e ciclismo. Dicas importantes Mudanças no comportamento sedentário como ficar o menor tempo possível na posição sentada, subir escadas ao invés de usar o elevador, levar seu animalzinho de estimação para passear, deixar o carro o mais longe possível e caminhar ao destino final podem ajudar, e muito, na melhoria do sistema cardiovascular, segundo o Dr Gabriel. Assim, o mais importante é que as pessoas se tornem mais ativas, e, consequentemente, o risco de eventos de origem musculoesqueléticas e cardíacos será minimizado.

“A realização de exames cardiológicos e testes físicos é fundamental para quem quer iniciar a prática de algum esporte, ou mesmo exercitarse eventualmente”

Atenção aos riscos Dr Gabriel aponta que em adultos saudáveis, por exemplo, o risco de evento ou complicação de origem cardíaca é de aproximadamente 1 a cada 400.000/800.000 horas de exercício. Assim, em indivíduos jovens, mesmo que realizem atividades físicas apenas nos finais de semana, o risco de evento cardiovascular é extremamente baixo, ao contrário dos riscos de lesões musculares e ósseas, que são aumentadas nesta população. Porém, para pessoas acima de 45 anos com presença de alguns fatores de risco (doença cardíaca prévia, tabagismo, hipertensão arterial, níveis de colesterol anormais, diabetes, sedentarismo ou obesidade), evidências sugerem que o risco de evento cardíaco é extremamente maior. Precauções Como sugestão para as pessoas que se exercitam ocasionalmente, Dr Gabriel recomenda que o ideal seria que elas se tornassem mais ativas fisicamente no seu dia a dia. A maioria dos estudos, de acordo com o profissional, tem demostrado

Orlando Baraldi

Revista Energia 49

Revista Energia 60  

A Revista Energia é uma publicação mensal da Rádio Energia FM. Garanta seu exemplar, gratuitamente, nos pontos de retirada: Posto São João e...

Revista Energia 60  

A Revista Energia é uma publicação mensal da Rádio Energia FM. Garanta seu exemplar, gratuitamente, nos pontos de retirada: Posto São João e...

Advertisement