Page 1

Distribuição gratuita - Venda proibida

Jaú - Ano 4 | Edição 33 | Mensal - Maio 2013

Mães e empresárias Alaélia Bassan conta como conciliar o papel de mãe e o próprio negócio

Especial noivas Dicas para o grande dia

capinhas de celular A moda que veio para ficar

gente fina Maria Júlia Valdo Mascaro


2 Revista Energia


Editorial

Ano 4 – Edição 33 – Jaú, Maio de 2013 Tiragem: 10.000 exemplares Revista Energia é uma publicação mensal da Rádio Energia FM Diretora e Jornalista responsável Maria Eugênia Marangoni mariaeugenia@radioenergiafm.com.br MTb. 71286 Diretor artístico: Márcio Rogério rogerio@radioenergiafm.com.br

Revista Energia E

Editora de texto: Karen Aguiar redacao@revistaenergiafm.com.br Criação de anúncios: Raul Galvão arte@revistaenergiafm.com.br

Repórteres Karen Aguiar Marcelo Mendonça jornalismo@revistaenergiafm.com.br Diagramação BV Gráfica (14) 3622-2851 Projeto gráfico: Revista Energia Fotografia e Produção Fotográfica Leandro Carvalho foto@revistaenergiafm.com.br Social Club social@revistaenergiafm.com.br Colunistas Alexandre Garcia Antonio Paulo G. Trementocio Caroline Pierim Giovanni Trementose João Baptista Andrade Marcelo Macedo Mário Franceschi Netto Paulo Agnini Professor Marins Colaboraram nesta edição Antônio Orselli Érika Lopez Flávia Cardoso Ricardo Izar Jr. Comercial Caio Belotto Francelin Jean Mendonça Joice Lopez Moraes Sérgio Bianchi Silvio Monari

Foto: Cláudio Bragga

Assistente de redação e revisão de textos: Heloiza Helena C. Zanzotti revisao@revistaenergiafm.com.br

nquanto produzíamos a revista de março, decidimos que no mês de maio faríamos uma edição especialíssima da Revista Energia, afinal, é o mês das mães, das noivas e aniversário de 3 anos da nossa revista. E nada melhor que comemorar tudo isso em grande estilo e com quem faz a diferença para nós: você, leitor. Bem, entre pensar, elaborar, criar o projeto e lançar esta edição, tivemos menos de um mês. No “making of” da revista, muito trabalho, dedicação e profissionalismo de toda nossa equipe resultaram neste presente que agora chega às suas mãos e que ficou incrível; confesso que estou encantada! A nossa edição de maio, além de estar recheada de assuntos interessantes, personalidades bacanas, fotos incríveis, traz o Caderno Especial de Noivas, um guia com o melhor em decoração, buffet, vestidos, cabelo e maquiagem, som e iluminação, estúdios de fotografia, enfim, tudo para fazer do seu casamento um grande evento! Para nós foi uma delícia mergulhar nesse mundo das festas de casamento e a Revista Energia fez isso de maneira impecável! A gente escolhe o conteúdo, fotos, anúncios de cada Revista Energia com tanto carinho, que nem vou ficar aqui “tomando seu tempo”, quando eu mesma não vejo a hora de começar a ler! Fique à vontade para virar a página!

Impressão: Gráfica São Francisco Distribuição: Pachelli Distribuidora Revista Energia Rua Quintino Bocaiúva, 330 | 2º andar CEP: 17201-470 | Jaú - Fone: (14) 3624-1171 www.energianaweb.com.br Elogios, críticas e sugestões leitor@revistaenergiafm.com.br Quero anunciar comercial@revistaenergiafm.com.br

Maria Eugênia

A Revista Energia não tem responsabilidade editorial pelos conceitos emitidos nos artigos assinados, anúncios e informes publicitários.

Revista 3


82

NESTA EDIÇÃO 06 Curiosidades 18 Tecnologia 22 Religião 30 Trabalho 41 Especial noivas 100 Ética 106 Sociedade 112 Tendências

Varal: Peças para arrasar em qualquer ocasião

SEMPRE AQUI 10 Radar 12 Jurídico 14 Pense Nisso 16 Especial Profissões 20 Raça do Mês 26 Gente Fina 32 Garota Energia 34 Unimed 40 Quem Fez Jahu 72 Capa 78 Look de artista 82 Varal 88 Look Kids 90 Moda 92 Fitness 94 Social Club 102 Gourmet 103 Guia da Gula 104 Boa Vida 105 Vinhos 114 Empresarial

41 Especial Noivas

4 Revista Energia

ÍNDICE

26 Gente Fina: Maria Júlia Valdo Mascaro

Distribuição gratuita - Venda proibida

Caderno Especial Noivas:

Projeto: Leandro Carvalho Diagramação: BV Gráfica Redação e Revisão: Heloiza Helena C. Zanzotti Anúncios: Raul Galvão / Agências Fotos: Leandro Carvalho / Divulgação Colaboradores: Érika Lopez Flávia Cardoso Karen Aguiar Marcelo Mendonça Capa: Nossa capa: Fernanda Arrabal Foto: Leandro Carvalho Produção Gráfica: BV Gráfica Beleza: Tide Júnior Style: Stella Midena Jóias: Safira semijoias Locação: Savana

Jaú - Ano 4 | Edição 33 | Mensal - Maio 2013

Mães e empresárias Alaélia Bassan conta como conciliar a maternidade e a gestão do próprio negócio

ESPECIAL NOIVAS Tudo o que você precisa saber para o grande dia

SÃO JORGE O guerreiro da Capadócia

GENTE FINA Maria Júlia Valdo Mascaro

Nossa capa: Alaélia Bassan Foto: Leandro Carvalho Produção Gráfica: BV Gráfica Beleza: Tide Júnior


Perfil Curiosidades

Boliche: esporte ou lazer? Texto Érika Lopez

Q

uem já jogou, aprova! E quem ainda não conhece o Boliche deve ter a curiosidade de jogar. Segundo a Confederação Brasileira de Boliche (CBBOL) há várias versões de como surgiu esse jogo. Em maio de 2007 uma equipe de arqueólogos descobriu, após escavações realizadas na área de Kom Madim, a 100 quilômetros da capital do Egito, uma espécie de sala de um jogo bastante similar ao Boliche. Essa sala não tem teto e o chão é coberto por blocos de granito. Neste local, cientistas italianos encontraram duas bolas (feitas com o mesmo material que o chão), utilizadas no jogo. Os arqueólogos afirmaram que foi

a primeira vez que se descobriu uma construção com essas características no Egito. Outra lenda conta que guerreiros de tribos antigas divertiam-se após as batalhas, usando os ossos das coxas de seus inimigos como alvos a serem atingidos. Os crânios eram lançados, colocando-se o polegar e outros dedos nas cavidades dos olhos, similar a uma bola de Boliche atual. De acordo com historiadores, a versão moderna desse jogo nasceu por volta do século III ou IV, na Alemanha. Nessa época tinha conotação religiosa e era jogado com nove pinos, colocados em forma de losango. Os fiéis jogavam pedras em


direção a um bastão que carregavam para se proteger. Esse bastão era chamado de Kegel, que representava o céu. Dessa forma, quem conseguisse derrubá-lo estaria se livrando dos pecados. Fala-se que Martinho Lutero gostava tanto desse jogo que mandou construir uma pista particular em sua casa. O jogo de Boliche tomou um grande impulso no início do século XX, primeiro nos Estados Unidos e depois se expandiu pela Europa.

Fotos: Divulgação

ESPORTE OU LAZER? Embora muitas pessoas achem que é uma simples diversão, o Boliche tem feito muitos campeões nas inúmeras competições realizadas em todo o mundo, porém, não é muito divulgado. Como competição, o esporte chegou no Brasil nos anos 60, sendo praticado inicialmente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Com o passar dos anos foi se popularizando e, atualmente, o boliche está em constante expansão, ganhando cada vez mais adeptos. Parece fácil, mas para participar da disputa é preciso muito treino, pois existem muitas técnicas para jogar da maneira correta, além de planejamento, muita concentração e autocontrole. Há quem prefira esse esporte apenas como um lazer. As regras são simples e costuma agradar tanto crianças, quanto adultos. De acordo com a CBBOL, no Brasil há mais de 200 centros de Boliche e por volta de 2.000 pistas. São Paulo possui, aproximadamente, 1/3 dos centros e pistas que, se consideradas pela média internacional de 600 praticantes por pista, resultariam em uma estimativa de

Revista 7


1.200.000 praticantes por todo o país. Em 2007, nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, nosso país ganhou a medalha de prata no masculino.

DIVERSÃO GARANTIDA Para a garotada que ainda não pode frequentar as “baladas”, é uma ótima opção. Existem alguns centros que oferecem pistas de boliche profissionais e automáticas, com DJs e lanchonete que serve sanduíches e refrigerantes. Já os adultos gostam de se reunir com os amigos e fazer disputas, além de tomar uma cervejinha e comer uma porção. É o que o empresário Anderson Vieira faz. “Pelo menos uma vez por mês eu combino com a minha turma e vamos jogar boliche. Faz dois anos que me “apresentaram” esse esporte e eu adorei. A gente aproveita para colocar o papo em dia e se divertir”, diz. Anderson brinca e conta que joga razoavelmente. “Não é muito difícil aprender. No começo você erra bastante os pinos, a bola vai direto para as canaletas, mas praticando dá para pegar o jeito. Tem bolas de todos os pesos e a pessoa vai se adequando”, finaliza.


Revista 9


Radar

Boa

Por Alexandre Garcia

E

Raiva na volta

stou na Toscana, rodando entre vinhedos, oliveiras e os coloridos campos primaveris desta região da Itália. Estradinhas rurais, todas asfaltadas e sem buracos. Dirijo há dez dias, inclusive em Roma, e não encontrei congestionamento em lugar algum. Na autostrada, uma advertência que falta no Brasil: sua vida vale mais que um SMS. No exterior a gente percebe mais as mazelas com que estamos acostumados a conviver. Não vi lixo, não senti mau cheiro, caminhadas noturnas em ruelas escuras e nenhuma insegurança. Já exploramos a pé quase dez belas cidades e, é claro, nada encontrei que lembrasse algum tipo de favela. E meus colegas jornalistas dizem que a Itália está em crise. Constatações nada diferentes do que tenho observado todos os anos no bom, relaxante, enriquecedor e restaurador tempo de férias. Fui a Norcia, na Umbria, por causa do Brancaleone da Norcia. Os que viram o filme do Mario Monicelli sabem de que estou falando. Os que não viram, sabem agora o que estão perdendo. De Norcia, subi as montanhas Sibilinas – morada das lendárias Sibilas. Cobertas de neve a partir dos mil metros. Gente ainda esquiando com três semanas de primavera e a despeito da grande mentira do Al Gore sobre o aquecimento global. Em Spoleto, nos encantamos com as obras etruscas, romanas e medievais de engenharia. E, é claro, fomos rever Assis, ainda mais atraente depois que o encantador Papa adotou o nome de Francisco. Já na Toscana, passei ontem por uma obra planejada no

10 Revista Energia

fim da Idade Média: um canal para desviar as águas de um tributário do Tibre, para que se tornasse afluente do Arno. Águas que iriam para Roma, provocar inundações, transferidas para a direção de Florença, fertilizando um extenso vale. Pois a obra foi realizada há duzentos anos. Ontem passei sobre o canal, desci do carro depois da ponte para fotografar. O canal de Chiana saneou e fertilizou o vale. Há duzentos anos. Dom Pedro ainda não havia declarado a Independência e o canal desviando águas de uma bacia hidrográfica para outra já estava cumprindo suas funções. No Brasil, gente que não sabe disso, ao falar do desvio de águas do São Francisco, insiste no nunca antes – que soa divertido. Daqui da janela do hotel em Montepulciano vejo as colinas da Toscana plantadas, arborizadas, coloridas por flores da primavera e, lá no fundo, o Lago Trasimeno onde, 200 anos antes de Cristo, o cartaginês Aníbal deu uma surra nos romanos matando 16 mil legionários, mas não conseguiu chegar a Roma. Nós, brasileiros, por algum motivo não conseguimos chegar, embora sonhemos com glórias romanas. Em PIB, estamos na lanterna dos Brics e no grupo de baixo dos latino-americanos, mas isso é nada perto de nossa precária qualidade de vida. E, daqui da Toscana, vou me convencendo de que não deveríamos viajar ao exterior. Porque na volta, ficamos com raiva. Com raiva de nós mesmos, pois somos os responsáveis pelos que elegemos e responsáveis pelo que somos e pelo que deixamos de ser.


Jurídico

Por Giovanni Trementose

PEC das Domésticas P

ouca gente sabe, mas além das empregadas domésticas responsáveis pela limpeza de residências, também se enquadram nessa categoria de trabalhadores as babás, cozinheiras, jardineiros, caseiros de imóveis urbanos e rurais, motoristas particulares, cuidadores de idosos, dentre outros. Por ser uma categoria tão abrangente, a profissão encontra-se regulamentada há tempos por meio da Lei 5.889 de 11/12/1972. A principal novidade em relação à categoria está na promulgação da Proposta de Emenda Constitucional nº. 66/12, que passou a vigorar em 03/04/2013. A PEC das Domésticas, como ficou conhecida, visa a assegurar ao empregado doméstico os direitos já adquiridos pelos trabalhadores urbanos e rurais, dentre os quais destacamos jornada de trabalho de 8 horas diárias e 44 semanais, horas extras, adicional noturno, FGTS obrigatório, seguro-desemprego, salário-família, auxílio-creche e pré-escola, seguro contra acidentes de trabalho e indenização em caso de despedida sem justa causa. As duas principais mudanças que passam a valer imediatamente são: a jornada de trabalho de oito horas diárias e

12 Revista Energia

44 semanais e o pagamento de horas extras que deverão ter acréscimo de, no mínimo, 50%. Para regulamentar os demais direitos o Ministério do Trabalho e Emprego determinou a criação de uma comissão especial, que vai interpretar e esclarecer a PEC. A previsão é de que em aproximadamente três meses a mesma já esteja devidamente regulamentada. Portanto, orientamos empregados e empregadores que fiquem atentos à nova regulamentação, para que os primeiros façam valer seus direitos e os últimos atendam às novas determinações legais.


Revista 13


nisso

Pense

LUIZ MARINS Antropólogo e escritor. Tem 26 livros publicados e seus programas de televisão estão entre os líderes de audiência em sua categoria. Veja mais em www.marins.com.br

Por Professor Luiz Marins

Eu ganhei; nós empatamos; vocês perderam...

C

onheço chefes que confundem “autoridade” com “autoritarismo”. São do tipo “Eu ganhei; nós empatamos; vocês perderam”. Quando as coisas dão certo é graças a ele. Quando dão errado, a culpa é do time e não dele. A palavra “autoridade” vem do latim augere que significa “fazer crescer”. Assim, o verdadeiro chefe, o verdadeiro líder é aquele que faz sua equipe crescer, fazendo com que cada um de seus liderados tenham condições de dar tudo de si para que o time ganhe. Ele não apenas desafia cada um dos membros de sua equipe para que o time vença, mas, e principalmente, ele “se” desafia para que cada membro da equipe cresça em benefício de seus companheiros e do time. Chefes com ego inflado, cheios de si, não formam times vencedores. Eles vivem como se estivessem o tempo todo defronte a um espelho, se olhando, se vendo, se admirando. Cheios de si, na sua mente não há espaço para mais ninguém. Eles preenchem com sua arrogância e soberba todos os espaços. Muitos chefes me perguntam por que seus colaboradores não se comprometem. Muitas vezes sou obrigado a dizer que a maior parcela de culpa recai sobre os próprios chefes, que não dão es-

14 Revista Energia

paço para que os colaboradores se comprometam. Fazem uma gestão pelo medo. Punem o erro honesto e assim impedem, de fato, seus subordinados de criar, inovar, tentar, propor. Conheço chefes punitivos que criam equipes mentirosas. Num processo de autodefesa seus liderados jamais contam a verdade. A informação é enfeitada, dourada, maquiada, falsificada para que ele não destile sua ira sobre as pessoas. Quem perde? O próprio chefe é claro e, como consequência direta, a empresa, os clientes, enfim, todos. Não há ganhador, todos perdem. Liderar pessoas não é fácil e não é para qualquer um. É preciso que chefes sejam formados como verdadeiros líderes que sabem que seu papel principal é fazer seus liderados crescerem, e não ele próprio. Pense nisso. Sucesso!


Especial profissões

Profissional de Marketing Por Heloiza Helena C. Zanzotti

Consultor de imagem e negócios

O

profissional de marketing  é aquele capacitado para estimular a venda de produtos e serviços, detectando e aproveitando as oportunidades de mercado, com o objetivo de satisfazer o cliente e obter retorno para determinada marca, empresa ou pessoa. Ele é o responsável por traçar e executar estratégias para alcançar os objetivos que a empresa deseja atingir, como lealdade à marca, boa imagem do produto e lucratividade. Trabalha ainda com pesquisa de mercado, coletando e analisando dados sobre o perfil do consumidor e o ambiente socioeconômico, na inovação de produtos que já existem e necessitam de atualização, e com merchandising. Assim, ele tem que ser, acima de tudo, um estudioso do mercado. Mais que estudar para fazer boas campanhas, ele precisa possuir conhecimento sobre diversas áreas e ter plena consciência do que desenvolve - seu trabalho vai muito além de “vendas” e “propaganda”, pois esses dois pilares são apenas pequenas partes de sua atuação. Marketing é a função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define quais produtos e serviços oferecer e para qual público oferecer, planeja tudo o que envolve a rentabilidade de uma empresa, da fabricação

do produto à sua venda, envolvendo desde as necessidades de mercado até o pós-venda (monitorando os pontos fortes e fracos que devam ser melhorados). Segundo Márcio Martins, sócio-proprietário da DPI Agência, foi-se o tempo em que o foco estava no produto que íamos oferecer ao mercado. Hoje temos clientes que, por sua vez, têm necessidades, desejos, e cabe a nós identificar e atendê-los da melhor maneira. Esse acúmulo de diversas funções faz com que o profissional de marketing esteja antenado a tudo que está à sua volta, aos meios de comunicação e mídias digitais, pois eles são as bússolas para toda e qualquer decisão estratégica. Márcio é graduado em Design pela Unesp Bauru, mas percebeu que a demanda da agência vai além de se fazer uma arte bonita. Ao atender clientes cada vez mais exigentes e mercados empresariais cada vez mais profissionais, sentiu a necessidade de fazer uma pós-graduação em Marketing (FGV Bauru), o que relata ter sido muito importante.

Áreas de atuação: O campo de trabalho de um profissional de marketing é muito amplo, podendo estar em agências de publicidade, assessoria de imprensa, relações públicas, mercado editorial, veículos de comunicação, institutos de pesquisa, departamentos de comunicação e marketing de instituições, produtoras de som e imagem, organizações do terceiro setor, entre tantas outras possibilidades.

Mercado de trabalho:

Foto: Jairon Momesso

Marcio Martins, sócio-proprietário da DPI Agência

Em mundo globalizado, onde manter-se atualizado é questão de sobrevivência, o profissional de marketing vem ganhando espaço, sendo visto cada vez mais como consultor de imagem e negócios. Embora estudiosos e profissionais do setor afirmem que o número de profissionais é muito maior do que a oferta de vagas, isto ocorre pela falta de capacitação de profissionais em alguns segmentos como marketing digital, onde faltam profissionais; falta de experiência profissional e de empreendedorismo. As regiões Sul e Sudeste concentram a maior parte dos postos de trabalho, mas nas capitais e nas maiores cidades nordestinas tem aumentado a demanda por este profissional.

Onde estudar: Para quem quer começar, o Senac de Jaú tem alguns cursos rápidos. Há cursos de tecnólogos em instituições na região. A USP- SP oferece graduação com duração de 4 anos. Para quem quer se aprofundar um pouco mais, a FGV de Bauru possui MBA com duração de 2 anos. 16 Revista Energia


Revista 17


Tecnologia

Portal de imóveis, você sabe como funciona? Texto Heloiza Helena C Zanzotti

D

iariamente as imobiliárias estão discutindo quais as melhores estratégias para elevar suas vendas, aumentar as visitas em seus sites e, consequentemente, realizar mais negócios. Com a crescente demanda por habitação, o tempo cada vez mais valorizado e a tecnologia acessível à maioria dos cidadãos, a internet tornou-se o meio mais prático para encontrar o imóvel que se precisa. Desta forma, os sites imobiliários emergem com uma grande força. Desde uma minuciosa pesquisa de mercado até o contato para maiores informações, a forma como cada empresa apresenta seus produtos chega a ser tão importante quanto sua arquitetura e localização. Vender um imóvel não é como vender um bem de consumo qualquer. O imóvel possui formas peculiares de ser trabalhado. Atualmente, grandes em18 Revista Energia

presas estão provando que, cada um a seu posto, promover a união traz resultados positivos para todos. Assim funciona um Portal de Imóveis. Quando alguém está à procura de um determinado imóvel, uma busca pelo Google pode ajudar muito. Entretanto, ela traz os mesmos resultados para quem mora em diferentes regiões. Por este motivo surgiram os portais imobiliários, que ganham força e destaque no processo de pesquisa de imóveis: eles conseguem disponibilizar ao usuário, num único site, milhares de ofertas, sem que eles tenham que navegar em dezenas de sites diferentes uns dos outros. Lembrando ainda que o investimento é baixo e reduz a dependência dos classificados de jornais, atualmente com um alcance muito menor, uma vez que na internet a informação pode chegar a qualquer lugar do mundo, imediatamente. Além disso, nestes

portais apenas empresas constituídas legalmente são aceitas, o que elimina a especulação de terceiros. Assim, é fundamental engajar no dia a dia das empresas o acesso diário a estes veículos de comunicação, e entender que o futuro comprador está presente nestes meios acompanhando e pesquisando tudo o que interessa para ele. Se você é proprietário de imobiliária, não tenha medo. Invista em portais de imóveis. Eles não são seus concorrentes, mas grandes aliados.

Está procurando um imóvel para comprar ou alugar? Nada mais frustrante que ficar horas e horas navegando por diversos sites de imóveis à procura daquele que você quer. Assim, os portais estão chegando para facilitar a busca do usuário, reunindo os melhores imóveis disponíveis


Foto: Divulgação

para aluguel e venda das principais imobiliárias da sua cidade e região. Sem perda de tempo, sem complicações e com todas as informações que você precisa.

Tec Imóveis, a solução para imobiliárias e usuários A Tec Imóveis chega a Jaú com uma inovação na busca por imóveis. Fazendo parte da Tec Web Sistemas, empresa especializada em desenvolvimento de software para internet, surgiu do trabalho dos sócios Guilherme de Castro Rafael, 23, programador, e Tarcisio Giaconi Júnior, 47, empresário que, após intenso trabalho de pesquisa, viram a necessidade de criar um portal de imóveis que facilitasse a vida dos usuários e propiciasse às imobiliárias eficiência, economia e foco no público alvo. Com tecnologia própria, trabalha sempre com novas funcionalidades, melhorando e expandindo o portal na cidade e outras regiões. Direcionado apenas para imobiliárias, não permite a inclusão de anúncios de terceiros. Através de uma área de administração restrita,

a imobiliária pode cadastrar seus imóveis e administrá-los da melhor forma possível. Com um eficiente serviço de importação de dados, permite que os imóveis cadastrados em seu site sejam importados, e possui uma equipe de desenvolvimento que realiza essa importação, dando assistência direta e suporte às imobiliárias. Aos usuários cadastrados, a Tec Imóveis oferece a facilidade da pesquisa de um determinado imóvel unindo todas as imobiliárias em um único espaço, desta forma, o usuário não precisa refazer todo o processo em cada site das imobiliárias, pois em apenas uma pesquisa ele encontra todos os imóveis da cidade de acordo com sua necessidade, além de vantagens como uma área personalizada, a possibilidade de salvar imóveis em seu perfil, organizar imóveis visitados, etc. Pesquisas comprovam que, devido ao crescimento do setor, procurar imóveis na internet tornou-se um hábito entre os clientes, consequentemente, as imobiliárias que oferecem imóveis nos portais possuem um sucesso maior nas vendas. E você, vai ficar de fora?

Revista 19


Raça do mês

Rottweiler

Por Karen Aguiar | Fotos Leandro Carvalho

C

O auxiliar veterinário Everton Benevente e Elias Rodrigues com seu cachorro Negão

20 Revista Energia

onhecidos como cães inteligentes e bravos, os animais da raça Rottweiler são realmente animais de guarda. Territoriais e protetores de sua família e casa, podem ser bem intimidadores e ainda carregam a fama de serem bravos. Porém, informações errôneas e a má criação de alguns exemplares da raça fazem com que as pessoas criem uma imagem deturpada desses cães. Suas características são a grande estatura, que pode chegar a 68 cm, pelagem curta e brilhante, de fácil manutenção. São inteligentes, resistentes e robustos. Uma boa dica é que quando filhote, seu Rottweiler seja apresentado a todos os estímulos como crianças, pessoas de diferentes etnias e outros animais. Nesse caso, pode até acontecer um fato surpreendente, como o que houve com o Rottweiler de três anos do empresário Elias Rodrigues. “Comprei o Negão muito novinho, com o intuito de transformá-lo num cão de guarda, mas peguei tanto carinho que hoje ele fica de guarda apenas de longe, pois prefiro não deixá-lo perto do portão correndo risco de ser envenenado ou maltratado. Só a presença dele já espanta muita gente”. Até aí, nada diferente, não é?! Mas o que nos chamou a atenção foi quando eu e o fotógrafo Leandro Carvalho avistamos Negão deitado, quieto, mas com uma pequena companhia. Repousada bem ao lado do Rottweiler estava Neguinha, uma vira-lata que há dois anos vive ao seu lado. Elias contou que a cachorrinha foi encontrada nos arredores do bairro muito doente, magra, com a pata quebrada. Elias resolveu cuidar dela e a levou à clínica Cevet, do Dr Eduardo Lombardi. Após todo cuidado, castração, entre outras cirurgias, Neguinha se recuperou, conheceu Negão e convivem muito bem juntos. Quanto a pessoas desconhecidas, Negão teima em não aceitar qualquer aproximação. Pior ainda se você estiver de boné ou capacete. Elias nos contou outra história, sobre um calheiro que foi realizar um serviço na fábrica e ficou preso em cima do telhado, ligando e esperando tirar Negão de lá debaixo para descer. “Ele havia quebrado o portão no peito e partido em direção ao prestador de serviço, ao avistá-lo de boné em cima do telhado”, conta Elias, aos risos.


Informe Publicitário

Bem-vindo à festa! Algazarra Festas, um espaço diferenciado, confortável, pronto para seu evento!

C

om amplos espaços à sua disposição para oferecer o que há de melhor em festas e eventos, a Algazarra Festas possui toda a estrutura para uma comemoração inesquecível, além de uma área infantil com diversos brinquedos como La Bamba, Kid Play, brinquedão, basquete eletrônico, cama elástica, casinha de bolinhas, pebolim, Xbox com Kinect, Nintendo Wii, Playstation 3, computador de jogos, campo de futebol, área baby e muito mais. E você nem precisa se preocupar com nada, a Algazarra Festas ainda cuida de toda a decoração e possui serviço de buffet com salgadinhos ou rodízio de pizza, à sua escolha, comandado pelos melhores profissionais. Toda a equipe é preparada para assessorar todos os detalhes da sua festa, supervisionado durante todo o tempo, deixando seus convidados bem à vontade. Durante o evento você tem à sua disposição garçons, seguranças, recepcionistas, monitores e gerente de festa, para que tudo saia perfeito e com segurança. Da disposição dos brinquedos e mesas, aos menores detalhes, tudo foi pensado para que você possa aproveitar ao máximo a festa. Trabalhando com os melhores decoradores e inovando a cada momento, a Algazarra está pronta para servir a pessoa mais importante: você! Veja algumas fotos, agende uma visita e comprove tudo o que a Algazarra Festas pode lhe oferecer! Confira nas próximas edições da Revista Energia a coluna social Algazarra!


Religi達o

Salve Jorge, o Santo Guerreiro! Texto Heloiza Helena C Zanzotti 22 Revista Energia


Imagens: Divulgação

C

om a novela “Salve Jorge” sendo exibida no horário nobre da Rede Globo, a Turquia, Capadócia e São Jorge passaram a fazer parte do cotiano das pessoas em excursões, vestimentas e bordões. Nesta edição, a RE conta um pouco mais da história desse santo, um dos mais venerados do catolicismo e de outras religiões e cultos afro-brasileiros. São Jorge teria nascido na antiga Capadócia, que atualmente faz parte da Turquia e ainda criança mudou-se para a Palestina com sua mãe, após seu pai morrer em batalha. Sua mãe possuía muitos bens e o educou com esmero. Filho de pais cristãos, ainda na infância passou a temer a Deus e a crer em Jesus como seu único salvador. Ao atingir a adolescência, entrou para a carreira das armas, por ser a que mais satisfazia à sua natural índole combativa. Distinguiu-se por sua inteligência, coragem, força física e logo foi promovido a capitão do exército romano, devido à sua dedicação e habilidade — qualidades que levaram o imperador a lhe conferir o título de Conde da Capadócia. Aos 23 anos passou a residir na corte imperial, exercendo altas funções. Nessa época, o então imperador Diocleciano traçou planos para exterminar os cristãos. No dia marcado para o senado confirmar o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião e mostrou-se contra aquela decisão, afirmando que os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos e defendendo com grande coragem sua fé em Jesus Cristo como Senhor e salvador dos homens. Questionado, manteve-se fiel a Jesus, e o Imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos. Após cada tortura, era levado perante o Imperador, que lhe perguntava se renegaria a Jesus para adorar os ídolos. Porém, ele jamais abriu mão de sua crença, mantendo-se firme em seu posicionamento. Por fim, Diocleciano mandou degolar Jorge em 23 de abril de 303. Logo a devoção a “São” Jorge tornou-se popular. Celebrações a ele se espalharam pelo Oriente e, posteriormente, pelo Ocidente. Além disso, muitas lendas foram se somando à sua história, inclusive aquela que diz que ele enfrentou e amansou um dragão que atormentava uma cidade... A idolatria a “São” Jorge cresceu tanto que, em 494, a Igreja Católica o canonizou, estabelecendo cultos e rituais a serem prestados em sua homenagem. Assim, firmou-se a adoração a São Jorge, principalmente em cidades como o Rio de Janeiro, onde desde 2002 é feriado municipal na data comemorativa de sua morte. Cultuado através de esculturas, medalhas e cartazes onde se vê um homem vestindo uma capa vermelha, montado sobre um cavalo branco e atacando um dragão com uma lança, ironicamente, o que motivou o martírio deste homem foi justamente sua batalha contra a adoração a ídolos... O culto do santo ao Brasil chegou com os portugueses, que decretaram a obrigatoriedade da imagem nas procissões de Corpus Christi. Mas, em 1969, o Papa


Paulo VI rebaixou-o a santo de menor categoria segundo a hierarquia católica, e tornou opcional a festividade em sua homenagem, alegando que o santo não tinha registros históricos, apenas relatos tradicionais. Entretanto, em 2000, o Papa João Paulo II conferiu nova relevância a São Jorge como santo de primeira instância da Igreja Católica.

São Jorge, a Lua, os Orixás e a cultura popular São Jorge é o padroeiro da Inglaterra, de Portugal, da Catalunha, da Geórgia, da Sérvia, da Cavalaria do Exército Brasileiro, dos soldados, dos escoteiros e dos corintianos, entre outros. A ligação de São Jorge com a lua é algo puramente brasileiro, influência da cultura africana. Em Salvador, Bahia, o santo foi associado a Oxossi; na Umbanda, a Ogum. A tradição diz que as manchas apresentadas pela lua representam o milagroso santo, seu cavalo e sua espada, sempre pronto para defender aqueles que buscam sua ajuda. Muita gente planta na entrada das casas ou escritórios “espada-de- São-Jorge” ou “lança-de-São-Jorge”, para manter os locais seguros, livres de qualquer malefício. Grandes nomes da música brasileira reverenciaram São Jorge, sua valentia, sua proteção. Jorge Benjor musicou a oração ao santo em “Jorge da Capadócia”, que foi gravada também por Fernanda Abreu, Caetano Veloso e Racionais MC’s. Aliás, o baiano, fervoroso devoto, também compôs músicas ao Guerreiro, entre elas “Lua de São Jorge” e “Cavaleiro de Jorge”. Outros que cantam São Jorge: Ana Carolina, Maria

24 Revista Energia

Bethânia, Jorge Vercilo, Léo Maia, Carlinhos Brown, Zeca Pagodinho e Lulu Santos. Mas a lista não para por aí. Na música “Alma de guerreiro”, de Seu Jorge, São Jorge é citado. A música é tema de abertura da telenovela Salve Jorge, de Glória Perez. A banda inglesa Iron Maiden fala de São Jorge na música “Flash of the Blade”, no álbum Powerslave; a banda norte-americana Toto tem no seu álbum Hidra, de 1979, a música “St George and the Dragon” e a banda brasileira Angra utilizou a imagem do santo na capa do álbum Temple of Shadows. Zeca Pagodinho também gravou em seu álbum Uma Prova de Amor, a música “Ogum”, com uma letra que tem forte apelo ao sincretismo e onde a oração de São Jorge é feita no trecho final da música por Jorge Benjor. Além destes, Moacyr Luz e Aldir Blanc fizeram, em homenagem ao santo, a música “Medalha de São Jorge”, que foi gravada pela cantora Maria Bethânia em 1992.


apresenta

Um novo conceito em tomadas e interruptores Referência na comercialização de materiais elétricos, a BBZ é pioneira em tecnologia, porque entende as necessidades do mercado, estabelece tendências, revoluciona o segmento de materiais elétricos e investe na inovação de formas e funções para que o futuro seja projetado hoje. Por estar sempre inovando e trazendo as melhores marcas e produtos para sua obra, apresenta a linha de tomadas e interruptores da Linha B-LUX Home. Hoje, interruptores e tomadas têm sido desenvolvidos como objetos de design, decorativos, e definem claramente seu espaço em interiores. A linha B-LUX Home cumpre com um alto padrão de qualidade, funcionalidade, beleza e, atualmente, é uma das linhas mais bem conceituadas do mercado. Com qualidade total e preços competitivos, na BBZ você encontra tudo o que precisar no segmento de interruptores e tomadas.

BBZ Materiais Elétricos

Rua Bento Manuel, 436 Centro - Jaú/SP Fone: (14) 3601.1964 www.bbzeletrica.com.br

Conheça a BBZ Materiais Elétricos e adquira um produto com a verdadeira tecnologia que a loja oferece.

Revista 25


Gente Fina

Maria Julia Valdo Mascaro Texto Antônio Orselli Fotos Leandro Carvalho

Os jovens escolheram ídolos viciados em drogas, e isso é fato. Basta contabilizar o motivo da morte da maioria dos ídolos juvenis dos últimos anos.

D

e bits, bytes, inputs, outputs e prints para projetos educacionais e programas de inclusão de jovens no mercado de trabalho. Talvez este seja o melhor resumo da vida de Maria Julia Valdo Mascaro, a “gente fina” de maio. Quando menina, o que atraía sua atenção eram as obsoletas, mas impressionantes máquinas tecnológicas que começaram a surgir na década de 70. Computadores que facilmente ocupavam um cômodo inteiro de um prédio eram o que mais de moderno existia naqueles tempos. Mas o destino quis que a promissora programadora de sistemas operacionais se transformasse numa das mais elogiadas diretoras do Senac, entre as unidades mantidas pela entidade. Natural de Dois Córregos, Maria Julia nasceu na Santa Casa de Jaú, mas pode ser considerada cidadã do mundo. Com apenas 16 anos já vivia na capital paulista, depois morou por um bom tempo em Bauru e, por causa do trabalho atual, residiu em diversas cidades até que finalmente conseguiu se fixar em Jaú, cidade que não troca por nenhuma, apesar do amor que tem pela cidade natal. Em cerca de duas horas de conversa, a “gente fina” falou sobre a paixão – os computadores, a esperança numa geração melhor que a atual e os temores comuns à sociedade, como as drogas que têm destruído a juventude. A senhora se interessou pela informática numa época em que poucos faziam isso. Por quê? Porque aquilo me atraía demais. E olha que estamos falando de 1975, uma época em que as poucas imagens que tínhamos de computadores eram na TV ou em revistas. E eram equipamentos de vários metros quadrados, que ocupavam salas inteiras, total-

26 Revista Energia


Revista 27


mente o inverso dos computadores pessoais que hoje cabem na palma da mão. Em 76 fui para São Paulo fazer cursinho para o vestibular de Tecnologia de Processamento de Dados. Passei na antiga Universidade de Bauru, que anos depois se transformou no campus da Unesp (Universidade Estadual Paulista). Hoje a informática é algo cotidiano. Como era no início da década de 80? A garotada de hoje não faz ideia da revolução que aconteceu na informática com o lançamento da plataforma Windows. Antes, tudo era muito restrito. Para fazer uma máquina funcionar, você tinha que propor os comandos para que ela executasse as tarefas. A Microsoft popularizou o computador, pois qualquer pessoa podia escrever ou desenhar no monitor, sem que tivesse que escrever programas enormes para fazer o equipamento funcionar. Foi algo sem precedentes na área da ampliação do acesso à informática. Foi exatamente nessa época, mas não por isso, que comecei a me afastar dos computadores e me aproximar mais das pessoas (risos). Comecei lecionando informática numa unidade do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e aos poucos meu lado professora foi aparecendo, até o dia em que eu só me dedicava às salas de aula. A troca da informática pela sala de aula aconteceu naturalmente? Eu entrei no Senac em maio de 1988. No início eram apenas aulas relacionadas ao processamento de dados, mas aos poucos fui me interessando por muito mais coisas que havia à disposição na unidade onde estava vinculada e, quando me dei conta, já era coordenadora do

28 Revista Energia


curso todo de informática em Bauru. De lá para cá fui me especializando em várias áreas da educação, terminei uma pós-graduação em Marketing e iniciei recentemente outra pós, na área de Psicopedagogia. É aquela coisa da paixão pela sala de aula. Essa virtude já se manifestava na infância? Nem tanto. Eu era uma menina igual às outras da minha idade. Brincava, estudava, mas não havia a vontade de ser professora. Eu queria mesmo era trabalhar com informática. Hoje, no máximo, sou usuária do computador lá de casa (risos)! Acha que os interesses dos jovens são diferentes de 30, 40 anos atrás? Infelizmente, sim. Hoje em dia a juventude não tem interesse nenhum em aprender. A facilidade que existe atualmente para conseguir conhecimento é incrível. Na minha época uma pesquisa para a escola demorava horas, e em comparação com esta geração, a internet poderia ser um grande aliado para desenvolver ainda mais as mentes desses meninos e meninas. Mas não é isso que acontece. Outro dia, na TV, vi um cantor de uma banda de rock que foi encontrado morto, por overdose de cocaína. Fiquei chocada ao ver a mobilização dos jovens chorando pela morte dele. Os jovens escolheram ídolos viciados em drogas, e isso é fato. Basta contabilizar o motivo da morte da maioria dos ídolos juvenis dos últimos anos. Isso é chocante no sentido de que os interesses desta geração estão se transformando para pior. Antigamente, as pessoas estudavam para melhorar o padrão de vida da família. Hoje vão à escola porque são obrigadas, e o tempo ocioso não aproveitam para nada além de futilidades. Tenho medo do que pode ser a próxima geração, com base na que temos hoje. É mais difícil criar um filho hoje em dia? Creio que sim. Da minha infância, todos que cresceram junto comigo estão bem colocados profissionalmente, têm família e tudo mais. Não consigo ver estas prioridades na atual geração. Por isso tento ao máximo mostrar ao meu filho o quanto é importante dar valor às coisas. Precisamos nos interessar pelo que temos, pelo que conquistamos. A sociedade sofre, no momento, uma grave falta de valores, sejam cívicos, morais, sociais, enfim, é preciso uma curva na história para que o futuro não seja caótico. Mudaria algo na sua vida? Nunca. Sou agradecida a Deus pela vida que tenho. Uma família maravilhosa, amigos inseparáveis, companheiros de trabalho que me ajudam tanto. Se tivesse que reescrever minha história, não mudaria uma vírgula.


Trabalho

Welton da Silva Bedóia, aluno do curso de Usinagem

Tradição de lutas e conquistas Texto Érika Lopez Fotos Leandro Carvalho

O

Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Jaú e Região tem, como objetivo principal, a defesa dos interesses econômicos, profissionais, sociais e políticos dos seus associados. Dedica-se, também, aos estudos da área onde atua e realiza atividades (palestras, reuniões, cursos) voltadas para o aperfeiçoamento profissional de seus trabalhadores. Através da experiência de longos anos vivenciando a vida sindical, o presidente Gilberto Vicente, juntamente com os compo30 Revista Energia

nentes da diretoria, sentiram a necessidade imediata dos trabalhadores de se adequarem ao avanço das modernas técnicas de trabalho no setor metalúrgico. Diante dessa nova realidade, resolveram criar e já está em pleno funcionamento a Escola Profissionalizante do Sindicato, que atua na qualificação e requalificação dos trabalhadores. “Temos em nosso quadro vários alunos de outras áreas procurando o aprendizado para ingressar no ramo da metalurgia. Temos, tam-


Laércio Aparecido Pessutto, aluno do curso de solda

bém, uma grande quantidade de trabalhadores metalúrgicos frequentando nossos cursos, visando à requalificação, o que lhes proporciona melhores condições de trabalho e, consequentemente, melhores salários”, conta Gilberto. O presidente ainda ressalta que sua maior meta é o trabalho, e suas maiores conquistas são atingir seus objetivos. No intuito de avançar e servir cada vez mais o trabalhador metalúrgico, brevemente será instalada uma clínica médica. Com um atendimento eficiente e humanizado, irá sanar as necessidades de saúde do trabalhador e de sua família.

Cursos  Informática Básica e Avançada (futuramente Mecânica Automotiva)  Solda Mig-Mag;  AutoCAD;  Usinagem em Torno Mecânico;

 Traçado de Caldeiraria;  Metrologia;  Desenho Industrial;  Mecatrônica;  Eletricista Residencial; z

Foto: Arquivo Pessoal

Em breve, novos cursos.

Revista 31


Energia Garota

Luana Magrini

Por Leandro Carvalho

32 Revista Energia


Ficha técnica:

Fotos e Produção: Leandro Carvalho Locação: Museu Municipal Fone: 3626 8569 Looks: Malu Modas Fone: 2104 2848 Cabelo e make:Tide Junior Fone: 3032 0121 Joias: Érica Módolo Fone: 8128 1900 Quer ser Garota Energia? Acesse o nosso site e saiba como: www.energianaweb.com.br Revista 33


34 Revista Energia


A Unimed é mais que um plano, é atenção à saúde.

Homenagem para as mães de hoje, sempre e amanhã!

Gravidez - Orientação Médica é fundamental Página 38

Agenda do Mês Encontro de Cuidadores Público: Acompanhantes de Idosos 13ª Turma Início: 11/05 Término: 08/06 Inscrições no NAS: (14) 3621-4877

ANS-nº 30676-2

Encontro de Gestantes Público: Gestantes 24ª Turma Início: 11/05 Término: 01/06 Inscrições no NAS: (14)3621-4877

Destaques Consulta Médica Agende e compareça Páscoa Solidária Festa no Distrito de Potunduva Expediente Ano 4 - Edição 16 Jaú, Maio de 2013 Informativo Saúde! é uma publicação da Unimed Regional Jaú Diretor Presidente: Dr. Paulo De Conti Diretor Vice-Presidente: Dr. Antônio José Craveiro Faria Diretor Superintendente: Dr. Paulo Fernando Campana Diretor Desenvolvimento e Educação: Dr. José Carlos Berto Diretor Secretário: Dr. Luiz Alfredo Teixeira Junior

Assessora de Marketing e Comunicação: Fernanda de Almeida - Conrerp 2ºr - 4092 Jornalista Responsável: Nádia De Chico - MTB: 46538/SP Redação/Fotos: Fernanda de Almeida e Nádia De Chico Colaboração: Felipe Azevedo Silva e Gisele Magi Diagramação: Revista Energia

Distribuição: Revista Energia Informativo Saúde! Rua Álvaro Floret, 565 - Vila Hilst - Jaú/SP Cep: 17207-020 Central de Relacionamento: 0800 10 53 33 www.unimedjau.com.br Elogios, críticas e sugestões de pauta nadia.chico@unimedjau.com.br

Revista 35


PALAVRA do PRESIDENTE Prezado Leitor,

A

pós 15 anos de sua fundação, a Unimed Regional jaú está se posicionando como Singular de destaque no Sistema Unimed e em nossa região. PouDr. Paulo De Conti cas cooperativas estão em siDiretor Presidente tuação tão sólida do ponto de da Unimed Regional Jaú vista econômico e com um moVice-Presidente da Associação delo de gestão sintonizado às Paulista de Medicina (Estadual) crescentes dificuldades e exigências do instável e complexo mercado da Saúde Supletiva. Sementes bem plantadas dão árvores de bom porte que, se bem cuidadas, tendem a dar bons frutos. Desde o início de sua fundação, a Unimed teve a oportunidade de crescer em ambiente de estabilidade administrativa e em sintonia com as necessidades dos cooperados, colaboradores e dos seus clientes e beneficiários.

Tão importante quanto os tijolos da bela sede administrativa e da solidez da nossa empresa está a filosofia do Cooperativismo, que nos aproxima e nos instrumentaliza para preservar a dignidade do trabalho médico e o zelo pela atenção aos nossos beneficiários. São também protagonistas dessa “Construção” nossos colegas cooperados, nossos funcionários e parceiros hospitalares. O conjunto formado por um sistema de gestão moderno, pelas diretrizes cooperativistas e pela estrutura conquistada até o momento é que permitem a prestação de serviços adequada para oferecer um atendimento de qualidade à saúde de nossos clientes, conjunto este que continuaremos trabalhando para preservar e solidificar continuamente. Dr. Paulo De Conti Diretor Presidente da Unimed Regional Jaú Vice-Presidente da Associação Paulista de Medicina (Estadual)

Conheça os prazos máximos estabelecidos para consultas e outros serviços Prazos Máximos estabelecidos Serviço Prazo Máximo (dias úteis)

Consulta Básica – Pediátrica, Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia Consulta nas demais especialidades médicas Consulta/sessão com Fonoaudiólogo Consulta/sessão com Nutricionista Consulta/sessão com Psicólogo Consulta/sessão com Terapeuta Ocupacional Consulta/sessão com Fisioterapeuta Consulta e Procedimentos realizados em consultório/clínica com Cirurgião-Dentista Serviços de Diagnóstico por Laboratório de Análises Clinicas em regime ambulatorial Demais Serviços de Diagnóstico e Terapia em Regime Ambulatorial Procedimentos de Alta Complexidade - PAC Atendimento em Regime de Hospital-dia Atendimento em Regime de Internação Eletiva Urgência e Emergência Consulta de Retorno

07 (sete) 14 (catorze) 10 (dez) 10 (dez) 10 (dez) 10 (dez) 10 (dez) 07 (sete) 03 (três) 10 (dez) 21 (vinte e um) 10 (dez) 21 (vinte e um) Imediato A critério do profissional responsável pelo atendimento

A Unimed é mais que um plano, é atenção à saúde. 36 Revista Energia


Sem Saúde não há felicidade!!! Consulta médica: Agende e compareça!

C

uidar da saúde com acompanhamento médico é muito importante, por isso a consulta agendada deve ser consulta realizada! Sabia que 20% dos horários agendados por dia nos consultórios ficam vagos por falta de comparecimento do paciente sem aviso prévio? Como existe uma grande procura por médicos em várias especialidades, a falta à consulta sem aviso prévio é um forte agravante, pois quando há desistência, as secretárias chamam pessoas que estão em espera. Ou seja, o horário deixado em aberto poderia se usado por outra pessoa. A Unimed Jaú atende cerca de 15 mil consultas por mês. Se 20% delas forem perdidas para reagendamento, significa que 3 mil pessoas poderiam ter aproveitado esses horários e não puderam. Por isso, é importante que todos avisem se não puderem comparecer ao agendamento, segundo estas dicas:  Fique atento à data e ao horário do agendamento.  Chegue com pelo menos 10 (dez) minutos de antecedência.

 Em caso de não comparecimento na consulta, desmarque com pelo menos um dia de antecedência. (Em casos de contratempo no dia da consulta, avise o consultório assim que puder).  Leve sempre os exames já realizados à consulta.  Não é aconselhável que o paciente solicite por si só os exames, deixe que o médico avalie qual é o necessário.  Não procure o Pronto Atendimento (Pronto Socorro) para consultas que podem ser agendadas (ou seja, que não são urgência e emergência), isso sobrecarrega a estrutura existente para atendimentos de urgência e emergência para aqueles que realmente necessitam.

Consulta Rápida

Para facilitar o agendamento de consultas, a Unimed Jaú possui em seu site a agenda dos médicos. Basta acessar: www.unimedjau.com.br e, no link, “Guia Médico: Consulte aqui a agenda do seu médico”, escolher a especialidade desejada para verificar aqueles que possuem agenda livre para a data mais conveniente para você. Entenda como funciona a regulamentação dessa questão pela ANS -Agência Nacional de Saúde Suplementar, por meio da Resolução Normativa 259 que dispõe sobre a garantia e prazos de atendimentos aos beneficiários de plano privado. *Desde quando está em vigor a norma para o agendamento de consultas? R: A RN 259 entrou em vigor em 19/12/2011. *Quais são os prazos máximos de atendimento por tipo de serviço médico? R:Veja quadro ao lado *Posso exigir um determinado médico para me atender? R: A norma determina que o Plano de Saúde disponibilize um profissional de sua rede, cooperado ou credenciado para o atendimento na especialidade necessária, ainda que não seja aquele de preferência do beneficiário. *Como devo proceder caso não consiga agendamento disponível dentro dos prazos máximos estabelecidos? R: Deve imediatamente comunicar a Unimed Regional Jaú através do 0800-105333 para a indicação de um prestador dentro do prazo estabelecido. Anote sempre o número do protocolo desse atendimento. *Eu mesmo posso procurar pelo serviço particular, e só depois comunicar a Unimed? R: Não. O beneficiário não deve procurar diretamente um serviço particular para pedir posterior reembolso, pois cabe à Unimed, inicialmente, fazer a indicação de um prestador disponível em sua rede, somente havendo direito a reembolso quando isso não for cumprido dentro do prazo estabelecido.

Veja quadro ao lado Revista 37


Mãe é Mãe

O

segundo domingo de maio é delas! Sim, é dia de demonstrar todo o carinho por aquela que é amor, dedicação, renúncia, força e sabedoria, isso mesmo, é Dia das Mães. A maternidade é uma relação intensa, e uma das provas disso acontece logo na chegada do bebê com a amamentação, um dos gestos mais bonitos que a mãe pode oferecer. “A amamentação supre as necessidades emocionais e diminui a ansiedade de ambos por meio desse primeiro contato pele a pele e olhos nos olhos”, explica o médico coordenador do Núcleo de Atenção à Saúde – NAS, da Unimed Regional Jaú, Dr. Ramiro Teixeira Hernandez, acrescentando ainda que o leite materno contém nutrientes com substâncias

imunológicas que protegem o bebê contra uma infinidade de problemas (infecções respiratórias, alergias, anemias, etc) e previne até a obesidade, além de prover tudo o que a criança necessita no seu comecinho de vida, salvo raras exceções. A mãe que amamenta tem diminuição mais rápida do volume do útero, corre menor risco de hemorragia no pós-parto, de anemia, de contrair câncer de mama e de ovário, é menos propensa à osteoporose e volta ao peso mais rapidamente, além de ser um fator econômico a ser levado em conta, já que o leite materno é suficiente para alimentar o filho até seis meses de idade. Enfim... Filhos, a amamentação é só mais um gesto pelo qual as mamães merecem homenagens nesse dia.

Gravidez é sinal de Saúde!

Gravidez : Orientação médica é fundamental! A Unimed Regional Jaú por meio do NAS – Núcleo de Atenção à Saúde da Unimed disponibiliza para as mamães o Programa Mamãe Unimed, encontros totalmente voltados para as gestantes, com o objetivo principal de informar sobre pré-natal, parto, período puerperal e amamentação, além de diversos ou-

CTU Jaú Boas-vindas às atletas

A

tros assuntos físicos e emocionais que envolvem esse momento. Os encontros são ministrados por profissionais de Saúde da Unimed Regional Jaú, tem durabilidade de 4 semanas e acontece aos sábados, das 8h30 às 9h30. Mais informações entrar em contato com o NAS pelo telefone: (14) 3621-4877.

Tênis de Mesa Jaú UNIMED marca presença na Copa Brasil

s 50 atletas da equipe de Basquete Feminino do Centro de Treinamento Unimed (CTU) da Unimed Regional Jaú receberam, nos dias 08 e 17 de abril, nos polos de treinamento do projeto (Ginásio de Esporte Luiz Liarte e Sesi) os Kits de Boas-vindas ao projeto, com material escolar para incentivo aos estudos. O objetivo do projeto é por meio da prática esportiva, auxiliar na educação, comportamento e socialização dessas meninas, em muitos casos carentes. Dalva que ganhou sua primeira medalha logo na primeira competição oficial que disputou.

A

Em Jaú o projeto conta com a parceria realizada entre a Unimed, Sesi e a Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de Jaú.

Associação Jauense de Tênis de Mesa de Jaú participou entre os dias 11 e 14 de abril da segunda etapa da temporada do Circuito Copa do Brasil, na Arena Santos/SP. A técnica e atleta Daniela Bassi e a atleta Dalva Torelli Higashi representaram a Unimed Regional Jaú em campeonato que reuniu os principais atletas do país, dentre eles Hugo Hoyama, atleta olímpico. Daniela ficou entre as 10 na categoria Absoluto A e Dalva pegou terceiro lugar na categoria Veteranos.

A Unimed é mais que um plano, é atenção à saúde. 38 Revista Energia


AMU/Jaú realiza entrega de chocolates para crianças do Distrito de Potunduva

A

Associação Mulher Unimed – AMU/Jaú entregou as doações recebidas na Campanha Páscoa Solidária e reuniu cerca de 150 pessoas na manhã de 06/04, no salão da Paróquia Santa Cruz, no Distrito de Potunduva, em festa com direito a comes e bebes e teatro infantil. De acordo com a presidente da AMU/ Jaú, Dra. Ana Clotilde De Conti, a campanha foi uma sugestão da Associação Mulher Unimed do Centro Oeste Paulista (Amucop) às AMUs da região e, aqui em Jaú, aconteceu por meio do Projeto Uni-Nutri em parceria com os colaboradores da Unimed Regional Jaú e voluntários da AMU. “Arrecadamos junto aos colaboradores caixas de bombons para as crianças e as voluntárias doaram produtos de limpeza para as respectivas famílias”, conta Ana Clotilde.

A Pastoral da Criança assiste cerca de 100 crianças e 66 famílias dos bairros Fepasa, São José (Cachoerinha), Olaria e Conjunto Habitacional Baiano da Bomba. “O objetivo da Pastoral é resgatar vida de crianças, dar assistência às gestantes e orientar as famílias no desenvolvimento de ações básicas de saúde, nutrição, educação e cidadania”, explica a coordenadora da Pastoral, Maria Aparecida Bomfim Santos. O Projeto Uni-Nutri é idealizado pela Associação Mulher Unimed de Jaú/AMU Jaú em parceria com a Pastoral da Criança do Distrito de Potunduva, com o objetivo de contribuir com as capacitações das agentes da pastoral, além de prestar ajuda financeira e auxiliar em campanhas realizadas, principalmente em épocas comemorativas.

A colaboradora da Unimed, Gisele Antonelli encantou as crianças e adultos presentes com sua alegria e dedicação à causa.

Agentes da Pastoral, colaboradores da Unimed Regional Jaú e voluntários da AMU que estiveram presentes na festa.


QuemfezJahu

Texto Heloiza Helena C. Zanzotti

Amaral Carvalho

Agricultor, pecuarista, médico e político, Antônio Pereira do Amaral Carvalho nasceu em Jaú, em 09 de agosto de 1876, e hoje empresta seu nome à Fundação Amaral Carvalho de Jaú, um dos mais modernos e bem equipados centros médicos do país, especializado em oncologia. Hospital que nasceu da doação feita por seus pais, Domingos e Anna Marcelina, em 1915, de uma área de 25 mil metros quadrados, além de terrenos, bens e recursos financeiros. Seus pais tinham muita preocupação com o grande número de gestantes que morriam no parto, e assim nasceu a “Maternidade do Jahu”, antecessora do Hospital Amaral Carvalho, concebida para atender as parturientes carentes, dando-lhes total assistência. Antônio Pereira do Amaral Carvalho foi o primeiro jauense a formar-se em Medicina, tendo antes concluído a faculdade de Farmácia. Casou-se em 1905 com Anna Marcelina Ferreira do Amaral e teve 3 filhos: Oswaldo, Belisária e Nelson. Foi o primeiro diretor clínico da Santa Casa de Jaú, idealizador da Policlínica e responsável pela concretização do sonho de seus pais, organizando a Maternidade desde o projeto até sua execução, inclusive com a aquisição de equipamentos e formação de um corpo clínico de altíssimo nível. O prédio foi inaugurado em 1935 graças ao empenho do conceituado médico cuja carreira, enriquecida com experiências em vários países, contribuiu para elevar a Maternidade do Jahu a um centro de excelência e referência médica. Ali, exerceu o cargo de diretor clínico perpétuo. Rachel Cesarino de Moraes Navarro, 45, advogada e museóloga, é sobrinha bisneta do Dr. Amaral Carvalho e conta que ele iniciou sua vida pública como vereador, foi deputado e senador, destacando-se por inúmeras proposições de relevância. Mas a medicina foi a profissão que teve como sacerdócio. Após o início das ati-

vidades da Maternidade do Jahu, Dr. Amaral Carvalho visitava as fazendas da região e trazia todas as gestantes para a ala gratuita, onde recebiam alimentação e todos os cuidados antes, durante e por até dois meses após o parto, quando mães e bebês já estavam fortes o suficiente para voltarem para suas casas. Extremamente rigoroso quando se tratava da assepsia e higiene do hospital, verificava pessoalmente a limpeza e cuidados com os pacientes. Embora fosse bastante rígido, também ficou marcado seu lado amigável, acessível e sempre pronto a ajudar quem precisasse. Rachel conta que seguindo os passos do pai, o filho Nelson, também médico, jamais negava atendimento a quem quer que fosse. Certa vez, ao cuidar de um paciente tuberculoso, Nelson adquiriu a doença, vindo a falecer, o que abalou profundamente o Dr. Amaral Carvalho. Segundo Rachel, enquanto líder político na década de 20, ele foi amigo pessoal de Washington Luiz, eleito Presidente do Brasil em 1926. “Em uma visita a Jaú, ele hospedou-se na casa do meu tio”, conta ela. Há relatos na família e entre muitos cidadãos na época, que quando Washington Luiz foi deposto, em 1930, seu paradeiro ficou desconhecido até sua ida para a Europa, como exilado. Nesse período, ele teria ficado hospedado em uma fazenda do Dr Amaral Carvalho, aqui em Jaú. Inclusive, ele precisava ir a São Paulo e depois a Santos, para embarcar. “Meu tio levaria Washington Luiz, mas, para não levá-lo em seu carro e correr o risco dele ser reconhecido, pois era o único carro do tipo em Jaú, levou-o em um “pé-de-bode”, como era apelidado um antigo Chevrolet na época. Quem foi dirigindo foi o Dr. Benedito Montenegro. Acontece que na Serra de Santa Maria, por onde eles foram, acabou o freio do carro, mas eles seguiram viagem assim mesmo. Felizmente naquele tempo havia poucos carros, e a velocidade era muito baixa. Deu tudo certo”, diz Rachel, aos risos. Tendo incentivado o escotismo e sido um dos sócios fundadores do Jahu Clube, reconhecido como homem de grande caráter, Antônio Pereira do Amaral Carvalho faleceu em Jaú, em 03 de janeiro de 1954. Enterrado no Cemitério Municipal, em seu jazigo encontra-se estampada uma coruja, símbolo da inteligência, da ciência e da sabedoria.

Tel.: (14) 3601.7544 | Rua Marechal Bitencourt, 1188


Especial Noivas

Confira dicas para o grande dia Locação Savana

Vestidos Acessórios Decoração e muito mais Revista 41


42 Revista Energia


Sonhou?

A Stella Midena Noivas e Festas realiza!

Revista Energia Especial Noivas


Locação Savana


Q

Impression Brasil exclusividade Stella Noivas

uem casa quer casa, certo? Sem dúvida. Mas quem casa também quer um casamento dos sonhos. A cerimônia, a festa, o vestido... Tudo lindo, perfeito para aquele que será o dia mais importante da sua vida. E todo sonho de casamento começa com o vestido da noiva. Estar mais bonita do que nunca é o desejo de qualquer noiva. E aí vem a escolha dos padrinhos, pajens, daminhas, e seus trajes, é lógico. Para o vestido da noiva, é importante escolher um modelo confortável, que valorize o que ela tem de mais bonito no corpo e que reflita o seu gosto pessoal. E deve-se levar em consideração o horário da cerimónia, o estilo do casamento e, claro, a estação do ano em que ocorrerá a cerimônia. Muitas vezes, a noiva vê um vestido numa revista, acha lindo, mas quando o veste não fica nada parecido com o que imaginou. Aliás, nem sempre o que gostamos é o que fica bem no nosso corpo. Por isso, é fundamental experimentar vários modelos até encontrar o ideal. E para ajudá-la nesse momento tão especial, ninguém melhor que Stella Midena Noivas e Festas. À frente da empresa desde 1976, quando o marido Norberto Midena comprou a loja do pai, Maria Stella Pirágine Midena, formada pelo Conservatório de Música, abandonou a carreira como professora para se dedicar exclusivamente ao mundo da moda, cursando Faculdade de Artes e Estilismo e atualizando-se constantemente sobre todas as tendências. Hoje, Stella Midena Noivas e Festas é referência regional no segmento, realizando o sonho de muitos noivos e contribuindo para engrandecer os detalhes de um dia inesquecível.... Dominando o mercado de trajes sociais, trabalha com vendas, locação e atalier sob medida, com preços especiais e peças exclusivas de vários cantos do país. Além de vestidos importados para noivas, diretamente da Impression Brasil, que elegeu Stella Midena para representar a marca de Nova Iorque. Confeccionando para venda ou primeira locação qualquer modelo que a pessoa queira, ainda conta com estilista para orientação nos trajes, inclusive de madri-

Revista Energia Especial Noivas


nhas, daminhas e pajens. E as noivas ainda podem adquirir o “Pacote Noiva”, onde vai pagando parcelado, mesmo que não escolha a roupa de imediato, e quando chega o dia do casamento já está tudo quitado. Que ótimo, não? E ainda tem o pacote com salão de festas, o Spazio Midena, com buffet próprio, decoração e parceria em serviço de som e iluminação. Quer mais? Pois então anote aí: Stella Midena também trabalha com venda de trajes novos e primeira locação para todos os tipos de festas como formaturas, 15 anos e outras. Com um atelier que atende sob medida e espaços elegantes e agradáveis, a Stella Midena Noivas e Festas está à disposição para receber da melhor maneira, sempre com a atenção, o carinho e o respeito que você merece.

Stella Midena Noivas e Festas Rua Marechal Bittencourt 599 (esquina com Rua Riachuelo) 14 3622 3386 | 9753 4433 | 9131 0001 Spazio Midena Salão de Festas Rua Cel Oliveira Matozinho 182 14 3624 9644 | 9708 2102 Modelos Fernanda Arabal e Vicky Evelyn Acessórios Safira Semijóias Cabelo e Maquiagem Tide Júnior


Safira semijoias

O toque final

A

s joias para seu casamento, normalmente, são os últimos itens a serem escolhidos, pois dependem do estilo do vestido de noiva, sendo elas as responsáveis por completar o visual. O toque final. Uma dica importante é você buscar joias que não atrapalhem, como por exemplo, uma pulseira que a deixe preocupada em não encostá-la no vestido para não estragá-lo, ou que se prenda em todos que você for abraçar. Agora vem a parte mais divertida, a de escolher! Cristal colorido ou transparente, brinco ou colar, um conjunto? Pulseira, bracelete. Tudo depende do vestido. Se ele for simples, você pode abusar das joias e acessórios. Se ele for mais elaborado, é melhor escolher um menor número de peças. Uma dica legal é que, se o vestido tiver pérolas bordadas, continue com elas nas joias, e assim com outros materiais também. Enfim, com todas essas informações é possível confirmar que as joias agregam delicadeza, feminilidade e sofisticação ao visual da noiva. As peças podem ser românticas ou modernas, e devem ser escolhidas de acordo com a personalidade e com o estilo da cerimônia de casamento – formal ou informal. Itens como esses, com qualidade, design e beleza são encontrados com facilidade na Safira Semijoias; uma loja da fábrica, há 20 anos no mercado. Com filiais em Ribeirão Preto, Amparo e há um ano em Jaú, contando com duas lojas amplas, oferecendo para os amigos e clientes muito aconchego, requinte e sofisticação. Quando falamos da marca SAFIRA, das coleções e do design inovador, também estamos contando um pouco da história deles, clientes, amigos e parceiros. Uma formatura, muitos aniversários, dia das mães, dos namorados, casamentos, nascimentos, bodas de prata, de ouro e muitos outros momentos especiais. Datas que fazem parte da vida de muita gente e que, com muita alegria, a equipe da Safira Semijoias se satisfaz em poder comemorar junto.

Revista Energia Especial Noivas


Foto: ADAK

SAFIRA SEMIJOIAS Loja 1 Rua Lourenço Prado, 608 A Loja 2 Rua Major Prado, 390 Centro - Jaú Fone (14) 3621-8549 www.facebook.com/lojasafirasemijoias www.safirasemijoias.com.br


Dia da noiva e do noivo Revista Energia Especial Noivas


O

dia da noiva é muito especial para toda mulher que está prestes a subir ao altar. No entanto, os homens mais modernos também estão aderindo a essa tendência e desfrutando o dia do noivo no intuito de ficar bonito e totalmente relaxado para a cerimônia. O Instituto de Beleza Unique oferece pacotes específicos que englobam serviços onde a mulher e seu futuro marido escolhem quais são primordiais para esse dia tão singular. Os pacotes incluem cuidados especiais com a pele; corpo; cabelo; maquiagem; banhos de sais, espumas e ervas; aromaterapia; acupuntura; manicure e pedicure; spa dos pés, entre outros. Os noivos podem optar pelos pacotes: Bronze Prata Ouro Diamante O Instituto de Beleza Unique visa a otimizar e garantir a satisfação e bem-estar da noiva em seu dia único, oferecendo desde o essencial ao mais completo serviço com café da manhã, almoço, café da tarde e acompanhamento de um profissional para troca e/ ou retoque de penteado e maquiagem da cerimônia para a festa.

Outros Cuidados  Acupuntura clínica e estética  Estética facial e corporal  Tratamento para redução de medidas  Apoio nutricional  Cabelo e maquiagem  Manicure e pedicure  Atendimento feminino e masculino. Instituto de Beleza Unique Aqui, sua beleza é única Rua Dr. Joaquim Gomes dos Reis, 456 - Centro - Jaú - SP. (14) 3416-3814. Facebook www.facebook.com/ institutodebelezaunique Texto Gleicia Bonani Fotos Leandro Carvalho Modelos Ana Laura Castanhasse e Leonardo Aguiar Colaboração Casarão dos Noivos

Equipe Unique


Registre... Reveja... Reviva!!! Fotoshow Studio Digital Rua Governador Armando Salles 261 - Jaú - SP (14) 3624 6582 www.fotoshowjau.com.br facebook.com/fotoshowstudio

V

ocê já imaginou seu casamento sem fotos? Impossível, não é? A cerimônia acaba, o DJ para de tocar, a festa chega ao fim, os convidados vão embora, o que foi alugado é devolvido e os noivos ficam, finalmente, a sós. E depois de tudo isso, o que sobrará do dia mais importante da sua vida? Sem dúvida, as lembranças, filmes e fotografias. Por isso, a cobertura fotográfica é item fundamental de um casamento e deve ser pensada não como gasto, mas como investimento. Algo que, com o passar do tempo, terá cada vez mais valor. Um bom estúdio de fotografia registrará toda a beleza, emoção e carinho que, por causa da correria do dia, você mesmo perdeu. Através do álbum e filme, você poderá reviver o dia do seu casamento e sentir todas aquelas sensações mais uma vez. Muitos noivos acabam se arrependendo de

não ter dado a devida importância ao olhar seus álbuns com fotos mal feitas e mal tratadas, ou um filme sem qualidade.

A escolha de um bom estúdio Contratar o profissional por telefone ou e mail é furada! Agende uma visita e conheça o trabalho. Peça para ver filmes e álbuns de casamento. Converse sobre o que você vai querer no seu dia. Combine previamente quantidade de fotos, preço, prazo de entrega, condições de pagamento. Veja quanto tempo ele permanecerá no evento. A melhor opção é que o fotógrafo acompanhe a noiva do making of até o fim da festa, quando a noiva joga o buquê. Especialistas afirmam que a contratação dos profissionais que trabalharão com foto e filmagem seja realizada com antecedência de três meses.

Revista Energia Especial Noivas


Foto Show Studio Digital Há dez anos no mercado, a Foto Show realiza cobertura de eventos com profissionalismo e competência. À frente da empresa, Luiz Fernando Souza de Oliveira e Rogério Tadeu Castelo trazem o compromisso de não apenas registrar, mas revelar a magia e a emoção em cada detalhe. E se o assunto é casamento, a Foto Show tem um espetáculo à parte. E-Session: ensaio com os noivos, em uma sessão super descontraída, registrando os últimos momentos do casal antes do casamento. Fotografados espontaneamente, o diferencial fica por conta da produção, do local escolhido e, claro, do profissional. Trash The Dress: É um momento de cumplicidade do casal. Suas imagens reúnem bom gosto, arte e descontração em locações especiais e inusitadas como um sítio, fazenda ou algum outro local que marque a história dos noivos. Making of, todos os ensaios exibidos em telões, TVs, e exibição de todo o evento em tempo real. Confie seu evento a quem tem tradição, experiência e confiabilidade.


É hora de comemorar!

S

e existe um termo que deve ser levado em conta quando você está buscando por um serviço de Buffet para seu casamento, este termo é tranquilidade. Contratar um bom serviço de Buffet significa, para os noivos, não ter que se preocupar com comida, quantidades, serviços de garçons, louças, talheres, copos, mesas, cadeiras, etc. Nada como a tranquilidade de saber que a principal parte de sua festa será cuidada como você deseja. Isso significa que o casal e a família podem desfrutar da festa sem preocupações com detalhes comprometedores quando não organizados de forma adequada.

A importância da escolha do Buffet Responsável por grande parte dos gastos, o Buffet ocupa

o segundo lugar em importância, perdendo apenas para o vestido da noiva, e corresponde entre 30 e 40 % dos gastos totais da festa. Por isso, fazer festa significa um bom serviço de Buffet e é fundamental que a escolha da empresa seja do mais alto padrão possível. A gastronomia é um ponto importantíssimo, os produtos precisam ser da melhor qualidade e todos os detalhes devem ser cuidadosamente planejados, afinal, não é uma comemoração que vá se repetir.

Alguns cuidados na hora da escolha Além do preço do Buffet, lembre-se que ele será contratado para uma comemoração única na sua vida, e especialistas aconselham que isso seja feito com uma antecedência de 6 meses. Os buffets mais comuns são o coquetel, o self

Revista Energia Especial Noivas


Espaço Grevillea Rua Rui Barbosa, 1213 - Ch. Bela Vista Site: www.grevillea.com.br Fone: (14) 3621-7390

service e o jantar, cabendo aos noivos decidir qual se encaixa melhor no perfil de ambos. Procure se informar com pessoas que já utilizaram os serviços do Buffet que você gostou e, sobretudo, acredite no profissional que lhe passa confiança. Bebida gelada no ponto, pontualidade, garçons solícitos e educados, serviço eficiente e alimentos bem preparados e quentinhos são pontos indispensáveis.

Espaço Grevillea: para uma festa espetacular Há sete anos o Espaço Grevillea, um dos mais conceituados salões de Jaú, realiza com perfeição festas e eventos. Além de possuir uma completa estrutura, Joana Izar Romeiro, Marcelo Romeiro e Fábio Izar Romeiro decidiram aprimorar suas funções, e atentos às necessidades de seus clientes desenvolveram a ideia de oferecer um Buffet personalizado, com cardápios diferenciados e exclusivos para

cada tipo de festa. Oferecendo, também, degustação dos pratos disponibilizados. Isto serve para ajudar na escolha do cardápio e transmitir maior segurança quanto ao tempero. A gastronomia do Buffet Grevillea é de excelente qualidade, juntamente com uma equipe altamente treinada, para que seu convidado fique à vontade. E são esses pequenos detalhes que darão aos convidados toda a extensão do capricho que o anfitrião teve para com a festa. O Espaço Grevillea é completo: quem contrata sabe que pode contar com uma linha de montagem perfeitamente profissional. Por isso tem se destacado há tantos anos, com muito profissionalismo e executando cada detalhe para que ele seja único na lembrança de todos. E você perceberá que sua festa foi perfeita quando, depois que quase todos os convidados já tiverem ido embora, você olhar em sua volta, respirar fundo e sentir-se feliz.


POP Show som e emoção

Revista Energia Especial Noivas


C

om toda a preocupação e a preparação para o grande dia, não adianta você contratar o melhor buffet, fazer uma decoração impecável, usar um vestido maravilhoso e, chegar na hora da festa, a banda contratada para animar sua noite e seus convidados não estar à altura do seu evento. A Pop Band Show é uma ótima indicação, pois vem com muitas novidades, começando pelo novo nome e nova estrutura de som, cenário e luz. Com repertório completo, conta com diversidade de músicas e figurinos, som digital, iluminação de última geração e agora com novo cenário, além de escadas de alumínio, vídeo

wall de alta resolução (telas de 42 polegadas) que projeta imagens de acordo com o estilo musical, P.A Line Array palco treliçado, sonorização de última geração (digital), iluminação computadorizada (moving heads), cortina e canhões de led, fogos indoor, efeitos especiais e também seu novo trio elétrico adentrando a festa, surpreendendo e animando os convidados. Um show de animação. Se você planeja sua festa de casamento e pretende ter uma música que valorize este momento tão especial, precisa contratar uma empresa que entenda deste assunto como poucas. Pop Band Show. “Nossa especialidade é o seu casamento!”

POP Show Contato 14 3416 5570 | 9661 1939 | 9661 3824 e-mail popbandshowjau@hotmail.com site www.popbandshowjau.com.br


Sabor do Sonho

Revista Energia Especial Noivas


U

ma das partes mais gostosas das escolhas do casamento é, literalmente, a degustação dos doces que vão enfeitar a mesa e que serão apreciados pelos convidados. Uma tarefa que, além de muito divertida e saborosa, gera mais e mais dúvidas aos casais. Primeiramente, é bom seguir o cronograma e realizar as degustações com, no mínimo, seis meses de antecedência. Não existe quantidade exata de doces, mas a conta mais utilizada é de 5 a 6 doces por convidado. Entretanto, devemos levar em consideração o tamanho da mesa de doces. Se ela for grande, você vai precisar de mais doces para preenchê-la. Mas fique tranquila, o decorador pode ajudá-la nessa tarefa. Assim, a mesa fica mais rica e dá para montar bandejas completas e bonitas. Boas opções são: tentação de morango, cesta de cereja, caramelado de uva, camafeu, brigadeiro chique, bem-casado, damasco recheado, conchinha de pérola, passas tropicais, verrine, trufa de oncinha, copinho physalis, alpino final feliz, entre outros. Em geral, a escolha dos doces de casamento deve levar em consideração o gosto pessoal dos noivos, bem como apresentar opções mais tradicionais de quitutes, que costumam

agradar a todos os paladares. Pensando no processo de produção desde o início, até a chegada de seus docinhos na mesa da festa, é que Elizete Doces Finos possui produtos catalogados em Doces Finos, Bem-Casados e Bolos Cênicos. E, como afirma Elizete C. Delgallo Caetano, é pensando no seu grande dia que todas essas delícias são produzidas com alta qualidade, beleza, sabor e bom preço para todos aqueles que apreciam e sonham em ter a tão bela mesa de doces em sua festa! “A paixão pelos doces nasceu em 1989, ainda adolescente, fazendo com que me dedicasse, aprimorando as técnicas, criando e inovando conforme as tendências do mercado. O resultado foi o grande aumento nos pedidos, pois os clientes que apreciavam os doces indicavam para outros, o que ainda acontece. Assim, para melhor atender nossos clientes, sentimos a necessidade de transformar um trabalho caseiro em uma empresa, sem deixar a essência e a tradição, que faz toda a diferença!”, afirma Elizete, que garante: “O melhor deste trabalho é o resultado final! A satisfação é completa, pois une prazer, dedicação, grandes ideias, amor na profissão e a realização de uma parte dos sonhos dos casais”.

ELIZETE DOCES FINOS Escritório: Rua Virgilio Malta, 20-71 - Vila Mesquita - Bauru/SP Fábrica: Horton Hoover, 6-65 - Jd. Europa - Bauru/SP Tel.: (14) 3204 1928, 9696 9682 e 3019 3531 Loja virtual: www.elizetedoces.com.br Facebook: www.facebook.com.br/elizetedocesfinos


Faça da sua festa um show!

“é nosso lema fazer do seu evento único, buscando sua necessidade, tornando-o inesquecível.”

Revista Energia Especial Noivas


U

ma empresa especializada nas mais diversas soluções para o sucesso definitivo do seu evento, a Art & Festa está sempre atenta a novas tendências, sendo pioneira nas novidades que esse amplo mercado oferece. Atuando em Jaú e região há 10 anos, realiza eventos sociais como casamentos, aniversários, empresariais, inaugurações, lançamentos e outros. Levando com extremo profissionalismo, ética e segurança, soluções inovadoras em som, iluminação e efeitos especiais, os empresários Rogério Reche e Sarita Teixeira garantem a missão de proporcionar aos clientes momentos marcantes e novas sensações com muita responsabilidade e técnica, para tornar sua festa inesquecível. Efeitos especiais, iluminação e som com equipamentos e profissionais de altíssima qualidade.

Conheça os serviços que da Art & Festa para seu evento:  Som/Dj, com várias opções de cabines em treliça, elevadas, redondas, iluminadas, etc.

 Iluminação cenográfica profissional, aérea, em led.  Iluminação especial para igrejas e prédios históricos, entre outros.  Treliças convencionais, Greed Aranha, diversas opções de montagem (pistas, cabines para DJ, bar man, estruturas para banners de todos os tamanhos).  Treliças personalizadas em projetos 3D.  TVs de LCD, painel de TV.  Telões e telão 360.  Cortina de água.  Cortina de Led.  Túnel de Led.  Canhão de Luz Seguidor com projeção de nomes e logos.  Projeção de nomes e logos em moving head.  Pista adesivada personalizada.  Piso chão iluminado.  Piso 100% LED (escreve o nome).  Piso interativo.  Sky Walker / Space Kanon (iluminador de céu).  Escada com elevador e elevador (para entradas e apresentações).  Chuva de prata elétrica e Co2 (com opções de cores e formatos).  Chuva de bolha.  Gelo seco (fumaça rente ao chão).  Fogos in door e cascata in door.

Art & Festa - Efeitos Especiais Rua Raphael de Almeida Leite, 210 - Jardim América - Jaú/SP Tels.: (14) 3624 9440 | 8111 6954 Site: www.artfestajau.com.br


A tradição

religiosa, presságio

de amor eterno Revista Energia Especial Noivas


L

ogo após o pedido corajoso e a felicidade do “sim”, o primeiro grande passo rumo à cerimônia religiosa é a escolha da data. O número de casamentos aumenta a cada ano, e o sonho de subir ao altar e contrair matrimônio optando pelo pacote completo também. Por essa razão, os números no calendário em determinadas épocas são disputadíssimos, com direito a lista de espera. Com a data agendada e a ansiedade com os dias contados, é preciso encarar a maratona de providências. Marcar uma entrevista com o padre, na Igreja Católica, ou com o Pastor, na Evangélica, é fundamental, pois todas as dúvidas poderão ser esclarecidas. Para o casamento religioso evangélico, o batismo pode não ser uma exigência, não há taxa a ser cobrada e, geralmente, a apresentação do RG é

suficiente para a realização da cerimônia, geralmente informal. Porém, como em qualquer outro credo, é imprescindível planejar e agendar com primazia, pois o enlace é considerado um momento importante, em meio a testemunho de familiares, louvores, danças e cantos, para formalizar a união e pedir a bênção para os noivos. Na Igreja Católica é necessário o pagamento de uma taxa e apresentar todos os documentos exigidos: cópia da certidão de batismo, RG dos noivos, protocolo do processo civil, comprovante do curso de noivos, e a licença por escrito de outro pároco caso um dos noivos não pertença à mesma Comunidade Paroquial. Quanto aos detalhes da cerimônia, como a decoração, após verificar as restrições do catolicismo, vale apostar no toque pessoal, na história e estilo

dos noivos. Alguns detalhes pertencem à tradição e devem ser respeitados. A família pode escolher se haverá missa durante o ato, mas para a entrada da noiva as opções de trilha sonora são a marcha nupcial clássica ou alguma música religiosa de preferência do casal. Após a entrega da noiva pelo pai ao futuro esposo, o casal, junto aos padrinhos, faz o juramento de amor e fidelidade até o fim dos dias. Independente da crença, o importante é estar em harmonia com a prática religiosa, a fim de creditar valores, hoje tão escassos, na relação a dois. Sentimentos como respeito, lealdade, amor, paciência, tolerância, carinho e companheirismo, são essenciais na construção de uma nova família, e buscá-los junto a Deus, seja em qualquer Igreja, é sinal de fé e esperança num futuro próspero.


Inovação Studio Isa Dota

No dia mais especial da sua vida você vai querer ficar deslumbrante. Para isso, o Studio Isa Dota cuida de todos os detalhes para você ser a noiva mais linda do mundo. Maquiagem, unhas artísticas, penteados, Mega Hair e muito mais. Sinta-se ainda mais linda no Studio Isa Dota. Alameda Coronel Joaquim de Oliveira Matosinho 89 Tel.: (14) 3626 1249

Estilo Encanto Doce

A sua festa sempre merece ser inesquecível. A Encanto Doce tem guloseimas deliciosas, tudo para você impressionar os convidados. Bolos, lembrancinhas, doces de vários tipos, tudo de dar água na boca. Faça sua encomenda. Tel.: (14) 3032 1066 | 9692 2527 facebook.com/encantodocejau

Revista Energia Especial Noivas


Viagem IC Viagens

Já imaginou sua lua de mel em Cancun, Maceió ou Natal? Viaje com a IC. Escolha o destino e nós cuidamos para que ele seja inesquecível. Planos em 10 vezes sem juros para você fazer a viagem dos seus sonhos. Rua Tancredo Costa, 11 - Jd. Jorge Atalla www.icviagens.com.br Tel.: (14) 3621 1705

Conforto Solplast

Luvas para musculação, chinelos para casamentos e hotelaria feitos em eva e personalizados, lembrancinhas para recém-nascidos e brindes em geral www.facebook.com/solplastjau Tel.: (14) 3621 6745


Aula de Zumba na Academia La Vie 66 Revista Energia


Revista 67


68 Revista Energia


Revista 69


70 Revista Energia


Informe Publicitário

O poder do

sorriso Todo mundo adora dizer que “sorrir é o melhor remédio”, mas a maioria não se dá conta da veracidade deste ditado. Ou também já ouviram que precisamos de mais músculos para franzir a testa do que para sorrir. Alguns estudos dizem que um sorriso movimenta 73 músculos, outros mais recentes mostram que são aproximadamente 40. Na verdade, a quantidade de músculos movimentados depende de qual dos 19 tipos de sorrisos descritos pelo pesquisador norte-americano Paul Ekman, na década de 70, foi identificado. Alguns dos sorrisos educados ou “sociais”, que envolvem músculos menores, ou dos sorrisos sinceros ou “emocionais”, que usam mais os músculos de ambos os lados da face. A felicidade começa no cérebro. Receba um agrado ou um carinho, ache graça em uma piada, experimente sorrir mais e observe como o mundo fica mais agradável, divertido. Um sim-

ples sorriso ajuda a aliviar o stress, pois seu corpo libera endorfinas imediatamente quando você sorri, melhorando o humor e ativando a região do cérebro que produz a sensação de bem-estar. Uma bela gargalhada estimula o sistema imunológico e pode realmente melhorar sua saúde física. O corpo fica mais relaxado quando você sorri, o que contribui para uma vida mais saudável. Sorrir é um dos maiores diferenciais do ser humano. É o caminho mais curto na comunicação entre as pessoas e sinal universal de felicidade. O sorriso é conhecido em todas as partes do mundo e em todas as culturas como representação de felicidade e aceitação entre as pessoas e os povos. Dentro deste contexto, as condições de sua saúde bucal e a estética de seus dentes ajudam a promover um sorriso mais cativante, fazendo o mundo à sua volta também sorrir mais para você. O Instituto Odontológico Madalena – IOM

conta com uma equipe de dentistas altamente qualificada, oferecendo aos nossos clientes um plano de tratamento odontológico diferenciado, visando à qualidade e a saúde bucal de uma forma geral, garantindo sucesso nos resultados, satisfação de nossos clientes, a nossa satisfação e distribuindo sorrisos.

Revista 71


Capa

AlaĂŠlia Bassan com os filhos Alexandre, Gustavo e o neto Gustavo Serra Bassan

72 Revista Energia


Mães e

empresárias A difícil arte de conciliar o papel de mãe e a gestão do próprio negócio.

Texto Heloiza Helena C Zanzotti | Fotos Leandro Carvalho

M

aio, mês das mães. E logo nos vem à memória aquela típica foto da jovem mãe tranquila, sorridente, com seu bebezinho no colo. Entretanto, vamos falar aqui de mulheres fortes, determinadas, que além do papel de mãe ainda lidam com o desafio de serem empresárias. E de sucesso. É bem verdade que quando uma mulher se torna mãe, todas as outras coisas na vida diminuem de importância: amor, amizades e até o trabalho; o filho passa a ser o centro do seu universo. Certo ou errado, é assim na maioria dos casos. Mas é cada vez mais comum encontrarmos mães que se dividem entre a vida profissional e a maternidade, sem comprometer nenhuma das duas e, o que é melhor, sem culpas. Mães que trabalham fora são mais felizes Segundo pesquisa da Universidade da Carolina, publicada na Revista Isto é, ed 2200, mães que trabalham fora são mais felizes e saudáveis do que aquelas que ficam em casa. A pesquisa acompanhou 1.364 mães durante os dez primeiros anos de vida de seus filhos e demonstrou que mães que trabalham fora têm menos sintomas de depressão, melhor saúde física, menos estresse e maior sensibilidade ao interagir com os filhos. Aqui no Brasil, uma pesquisa realizada pela psicóloga Cecília Russo Troiano com 500 crianças e jovens – metade filhos de

mães que trabalham e metade de mães que não trabalham – indicou que os filhos de profissionais são ligeiramente mais felizes e demonstram ter mais orgulho das mães do que dos pais. De acordo com os pesquisadores, os danos à saúde das mulheres que ficam em casa com seus filhos podem ocorrer porque elas são mais socialmente isoladas, o que aumenta os riscos de depressão. Essas mulheres podem também sofrer mais estresse, por passarem muito tempo em casa com as crianças. Entretanto, apesar destes resultados positivos em relação às mães profissionais, ainda é grande o número daquelas que vivem o grande conflito de conciliar a vida profissional com as exigências da maternidade. Medo de não dar atenção suficiente aos filhos ou de não conseguir corresponder às exigências profissionais ainda atormentam muitas mães modernas. Culpa? Esqueça! O segredo é organização! Trabalhar fora e viver a plenitude da maternidade sem nenhum sentimento de culpa não é tarefa fácil. É preciso coragem, estratégia, criatividade e muito equilíbrio. Mesmo porque ser mãe é coisa de dar colo a vida toda, e para conseguir dar uma boa qualidade de vida para a família é preciso estar bem consigo mesma. Existem mulheres que se sentem realizadas com a tarefa de apenas dirigir o lar. Outras não. Por Revista 73


isso a culpa não deve fazer parte da vida de quem corre atrás daquilo que dá prazer. Tudo na vida é uma questão de escolha, e carreira e maternidade também entram nessa condição. Ainda assim, é imprescindível se preparar para esse desafio. Organizar uma agenda em que tenha tempo para os negócios e a maternidade; saber delegar, priorizar, capacitar e confiar, pois assim sempre será mais fácil administrar a vida de forma mais tranquila. O que não se pode fazer é querer tudo ao mesmo tempo. Ser uma empresária de sucesso, mãe dedicada e esposa sempre disposta é lindo. Nas novelas! Não existe mulher perfeita em tudo, durante todo o tempo. Com a palavra, a mãe empreendedora Mas como dar conta dessa dupla jornada com excelência, comprometimento e dedicação? Com a palavra, Alaélia de Lurdes Castro Bassan. Exemplo de mulher, profissional e mãe, ela conta como conseguiu obter sucesso na vida pessoal e profissional. “É uma questão de prioridade. Um dia precisava me dedicar um pouco mais aos filhos, no outro a empresa exigia mais. É uma divisão entre mãe, empresária, esposa, porque na época eu tinha meu marido com quem também tinha que dividir a atenção. E os filhos, então, era escola, roupa... por exemplo, eu acostumei meus filhos a irem às lojas, escolherem as roupas e depois eu passava para acertar. Não havia tempo para ficar andando de loja em loja, precisava cuidar da nossa empresa. Mas a base de tudo é o amor. O mais importante para mim, hoje, são meus filhos, meu neto e a empresa. Na época havia meu marido também. E a empresa teve sempre um lugar especial na minha vida”. Sobre qual carreira veio primeiro, Alaélia conta que ela e os irmãos nasceram em família de comerciantes. “As pessoas de Jaú acham que eu sou jauense. Eu amo Jaú e me sinto jauense, mas na verdade eu sou gaúcha, de uma cidade que se chama Ametista do Sul, a maior produtora de pedra ametista. Meu pai trabalhava com isso, mas nos mudamos para o Paraná, onde moramos por um bom tempo e onde eu conheci meu

marido, jauense. Meus filhos nasceram naquele estado. Mas faz praticamente 30 anos que estamos em Jaú”. Alaélia lembra que, quando nasceu o primeiro filho, o marido pediu que ela parasse de trabalhar. E ela ficou anos fora do trabalho, dedicando-se aos filhos, ao marido e à sua casa. “Quando meu filho mais novo foi para a escola, na época por volta dos seis anos, voltei à ativa. E me entreguei de corpo e alma para a empresa também, sem nunca me descuidar deles. Hoje eu tenho três filhos formados, dois que fazem parte aqui da empresa, e minha filha que é medica.

Equipe Óticas Precisão

Alaélia e Francisco Bassan com os filhos

Não sou uma supermãe, mas acho que consegui criá-los da melhor forma possível. E sempre ensinei a eles que sucesso é consequência daquilo que a gente faz com amor”. Mas, e o ramo de ótica, como surgiu? A essa questão Alaélia esclarece: “Nós temos muitos compadres no Paraná e um deles estava nesse mercado de ótica. Então eu comecei a me interessar, estudar, e meu marido sempre falando que queria voltar para Jaú. Mas para voltarmos para Jaú tínhamos que ter um foco. Comecei a fazer cursos no ramo de ótica e gostei. Inclusive, abrimos a Ótica


Precisão antes de nos mudarmos para cá. Daí foi dando certo e meu marido falou: é hora de voltarmos para Jaú. Aqui estamos, e não pretendemos sair mais”. O que pensam os filhos... A Re quis ouvir Francine, Gustavo e Alexandre, filhos de Alaélia, que tiveram que dividir com a empresa a atenção da mãe. Francine lembra: “Um fato marcante para mim aconteceu em dezembro de 2003. Fiz uma cirurgia e fiquei uma semana internada. Minha mãe, que trabalhava o dia todo, saía da ótica cansada, com fome e ia direto para o hospital passar mais uma noite mal acomodada e sendo acordada de hora em hora. Mas chegava lá sempre sorrindo e feliz. Uma coisa que marca a minha vida e a de todas as pessoas que convivem com ela é a capacidade que tem de achar o lado bom de tudo, por pior que a seja a situação. Ela é uma mulher completa, mas se fosse para eu escolher algumas palavras para caracterizá-la seriam força, fé, otimismo, alegria, lealdade, amor, honestidade e trabalho”.   Já Gustavo, com poucas palavras, afirma: “Agradeço por tudo que minha mãe fez e faz por mim e por meus irmãos. Ela é uma pessoa maravilhosa, na qual me inspiro muito e tenho muito orgulho em ser seu filho”. E Alexandre completa: “Para mim, o ponto mais interessante da personalidade da minha mãe é a capacidade que ela tem de dividir-se em uma mulher totalmente voltada para a família, filhos e neto, seguindo o exemplo da mulher tradicional, e a empresária antenada, cativante, empreendedora e carismática. Quantas vezes sou surpreendido por pessoas que me encontram e logo soltam vários elogios a ela.. Tenho muita gratidão e felicidade em ser filho de uma pessoa tão maravilhosa.. Uma mulher forte, determinada, cheia de fé, e com um coração sempre pronto para ajudar..” Disciplina e sucesso Ésquilo, dramaturgo grego, já dizia: “A disciplina é a mãe do sucesso”. E Alaélia é um bom exemplo disso. Hoje, encontramos mulheres desempenhando funções em grandes organizações

Alaélia e o neto Gustavo Revista 75


no mundo dos negócios ou à frente da sua própria empresa, sem deixar seu lado feminino de lado. Elas conseguem driblar os desafios do dia a dia e, em paralelo às suas atividades profissionais, conseguem cuidar da família e se manter em constante desenvolvimento. Se a vida é o nosso maior empreendimento, é preciso gerenciá-la bem. Essa será a base da felicidade pessoal e, consequentemente, da felicidade dos filhos também.

Alexandre, Alaélia e Gustavo Bassan

Alaélia e Francine Bassan


Revista 77


Look de artista

78 Revista Energia


Revista 79


Look de artista

Fotografia Leandro Carvalho Modelo Beatriz de Freitas Beleza Tide Júnior Style Vestylle Megastore Joias Bia Nunes Locação Paradido Nail Bar 80 Revista Energia


Revista 81


Varal

Fotos Leandro Carvalho

Ana Maria Fitness:

Rua Marechal Bittencourt, 82 Fone: (14) 3624.7276 - Jaú Rua Tiradentes, 415 Fone: (14) 3652.6454 Dois Córregos

Bia Modas

Rua Humaitá, 1325 Fone: (14) 3624.5149

82 Revista Energia

Arezzo:

Jaú Shopping Piso Superior Fone: (14) 3416.7737

Bia Modas Plus Rua Humaitá, 1310 Fone: (14) 3624.7335


Cintya Barros:

Rua Lourenço Prado, 841 Fone: (14) 3622.4945

Érica Módolo:

Fone: (14) 8128.1900

Charlotte

Av. João Ferraz Neto, 1610 Fone: (14)3621.3902

Conexão Modas Rua Rui Barbosa, 28 Fone: (14) 3622.8477

Revista 83


Varal

Fotos Leandro Carvalho

Gold Silver:

Jaú Shopping - Piso Térreo Fone: (14) 3416.1858

O’ffice Modas

Rua Sete de Setembro, 405 Fone: (14) 3624 1015

84 Revista Energia

M. Officer:

Jaú Shopping - Piso Térreo Fone: (14) 3416.0831

Paula Mesquita

Rua Campos Sales, 256 Fone: (14) 3626.3850 | 3416.6710


Regina Moya

Av. Prefeito Luiz Liarte, 104 Fone: (14) 3626.2833

Feminina

Rua Major Prado, 55 Fone: (14) 3626.8455

Revista 85


Antes e Depois

make-up

Por Heloiza Helena C. Zanzotti | Fotos Leandro Carvalho

Foi maravilhoso! Minha mãe e eu nos divertimos muito. Mais vale a intensidade de um momento que o arrependimento de uma vida toda

M

ãe e filha, Lúcia Aparecida Gasparotto Cremasco e Maria Amélia Gasparotto Cremasco são clientes especiais Contém 1g. Convidadas para fazer nosso look de maio, se divertiram muito durante o ensaio fotográfico. As duas são muito ligadas, super lindas e fotogênicas.  Para preparar a pele usamos produtos Contém 1g da linha MD (multidefition) e Velvet (base e corretivo de alta cobertura). Depois, marcamos o contorno do rosto e iluminamos com Duo Blush Sunkiss/Lightshine. Para o look, sombras compactas e em pó, em cores da estação. Criando um esfumado belo, delineador em pasta preto intenso e muita máscara para cílios Magic Effect. Nos lábios, batom Mate, alta cobertura, que confere muita cor e duração de até 8 horas.  Para o dia das mães a dica é: Kits Belle (necessarie linda) e Paris, kit com sombras, blush e batom em creme para deixar qualquer mãe ainda mais linda!

Contém 1g Jaú Shopping, piso térreo Fone: 14 3416 2914 Roupas: M. Officer

86 Revista Energia


-

Revista 87


Look

kids

Por Leandro Carvalho Por Leandro Carvalho

88 Revista Energia


Crianças Pietra Godói Felipe Gustavo Fazan Florin Danyelle Devito Mateus Rafael Zambello Larissa Ormelezi Doro Locação: Caiçara Clube de Jaú Fone: (14) 3601.2511

Revista 89


Moda Por Caroline Pierim

moda@revistaenergiafm.com.br

90 Revista Energia


A

cor Burgundy, também conhecida como bordô ou borgonha, vem com tudo nesse Outono/Inverno 2013. O tom apareceu com a macrotendência barroca, inspirada na nobreza do século XVIII, em que os tons mais escuros e austeros eram usados para demonstrar poder e riqueza. Por isso a cor, que fica entre vinho e púrpura, é chique, glamourosa e vem para complementar e quebrar a monotonia da mesmice de cores pálidas e escuras do inverno. A tendência não é novidade, estando entre as cores mais usadas no ano passado por ser de fácil combinação e com poder de proporcionar charme extremo ao visual. A cor recebeu esse nome em homenagem ao vinho tinto produzido na Borgonha, região da França. E aí vão alguns looks da Hot Seven de inspiração para vocês! Roupas e Acessórios: Hot Seven Rua Amaral Gurgel, 523 Centro - Jaú Fotos: Leandro Carvalho Modelo: Caroline Pierim Revista 91


Fitness

Por Marcelo “Tchelinho” Macedo

Quente x Frio D

esde a antiguidade o uso do gelo ou do calor no local de uma lesão dos músculos, tendões ou articulações, tem sido coadjuvante no tratamento da dor. Apesar de ambos terem efeitos positivos sobre ela, seus mecanismos de ação sobre os nossos tecidos, fluxo sanguíneo, edema e processo inflamatório são opostos. Por essa razão devemos saber como se comportam, do ponto de vista fisiológico, essas duas modalidades de terapia para que possamos aplicá-las corretamente. A Crioterapia (terapia por frio) é uma modalidade terapêutica frequentemente utilizada no tratamento de lesões musculoesqueléticas agudas. Essa terapia possui diversas aplicações, entre elas: bolsas de gelo, imersão em água gelada e os sprays. Sendo mais utilizado por todos, e com uma maior eficácia, o gelo deve ser aplicado imediatamente após a lesão, na chamada fase aguda, que perdura por 48 horas. O tempo de aplicação varia de acordo com a área e o tamanho da lesão, mas em geral são usados cerca de 20 minutos de terapia. Em grandes porções musculares pode ser aplicada por até 30 minutos. A repetição deve ser feita a cada duas horas, pois esse é o tempo que o tecido resfriado leva para se aquecer nova92 Revista Energia

mente, fazendo com o que o edema não aumente de tamanho. Não devemos colocar nenhuma toalha ou flanelinha sobre a pele, pois seria mais uma barreira para a ação do gelo. A Termoterapia (terapia por calor) é a aplicação de alguma substância que transmita calor ao corpo para alcançar o aumento da temperatura tecidual. Assim como a Crioterapia, esta modalidade também provoca a redução da dor e mais relaxamento muscular. Porém, seus efeitos estão associados ao aumento da temperatura tecidual, do fluxo sanguíneo e do metabolismo. O primeiro é associado a um aumento no metabolismo local, facilitando a chegada de nutrientes e oxigênio, necessários para a recuperação do tecido lesionado, devendo ser aplicado após 48 horas da lesão. Os estudos sobre a Terapia de Contraste, tratamento que alterna a crioterapia (frio) e a termoterapia (quente), demonstram que esse tipo de técnica não tem efeito sobre a temperatura dos músculos. Portanto, os tratamentos com apenas um tipo de agente físico, frio ou quente, são mais eficientes quando comparado ao contraste. Vale dizer que estas são terapias alternativas e de apoio, e que caso as dores persistam, os especialistas deverão ser consultados.


Revista 93


club

Social

1

social@revistaenergiafm.com.br

Com um delicioso coquetel para amigos, clientes e parceiros, a Pró - Modas inaugurou sua loja no dia 25 de abril em Jaú. Localizada à Rua Major Prado 26, centro, o espaço encantou todos que foram conferir de perto os lançamentos da moda outono-inverno 2013.

Fotos: Leandro Carvalho

Pró - Modas

2

3

4

5

1. Homero Piva e Ana Paula Rochiti 2. Homero Piva, Marlene Pascolat, Ana Paula Rochiti, Guilherme Prado e Gláucia Prado 3. Thereza Rochiti, Ana Maria Rochiti, Ana Paula Rochiti e Malcom Sandes 4. Homero Piva Filho, Homero Piva, Felipe Piva e Ana Paula Rochiti 5. Thereza Rochiti, Homero Piva, Ana Paula Rochiti, Daniel Rochiti, Amanda Rochiti e Daniela Mussi 94 Revista Energia


Tradição, atendimento de primeira, deliciosas porções e chope no ponto! Veja quem não abre mão disso tudo e ainda curte bons momentos no Bar do Português em Jaú. 1

SESI

1. Bruno Freitas, Paulo Mangili e Antonio Alemão 2. Gilson Henrique, Paulo Takaki e Alberto Jorge 3. Rafael Capalbo, Daniela Brufatto e Fernanda Costa 4. Edvaldo Tagi, Melina Alves, Alexandre Garcia e Gabriel Petreca

Uma conquista de Saúde e Produtividade

Fotos: Leandro Carvalho

Bar do Português

Jogos do

Preparem-se! Corrida de Integração SESI Jaú

5km e 10km

2

Dia 26/05 às 8 horas SESI JAÚ Informações:

(14) 3621-1042 ramal 212

3

4

Revista 95


club

Social

1

social@revistaenergiafm.com.br

Fashion Day No último dia 23 de abril aconteceu no Jaú Shopping o Fashion Day, desfile da moda outono-inverno 2013 que reuniu diversas lojas com suas coleções em modelos da agência Mega Model de Bauru. Quem esteve por lá conferiu as tendências da nova coleção de roupas, calçados e acessórios.

2

96 Revista Energia

5

Fotos: Leandro Carvalho

4

3

1. Gilson Henrique, Samira de Bastiani, Val Nogueira e Juliana Real 2. Ronaldo Grizzo, Cláudio Gaziro, Paula Aranda e Ewerton Mello 3. Juliana Bonilha e Sary Modenese 4. Samira de Bastiani e Marlene de Mello 5. Rafaella Cisneiro, Drieli Vicente e Heloisa Ferracioli


M Officer

1

1. Fabiano Ossuna, Fabiana Ossuna e Taciana Borges 2. Mirian Leonelli, Maite Leonelli e Gustavo Leonelli 3. Luciana Almeida, Angélica Nunes e Jaine Alves Fotos: Leandro Carvalho

Sempre acompanhando as exigências do mercado, a M Officer lançou sua coleção outono-inverno 2013. Camisas, vestidos e blusas são pontos fortes da grife que também traz tecidos diferenciados, valorizando o resultado final.

2

3

Revista 97


club

Social

1

social@revistaenergiafm.com.br

Fonseca Fotografias Se inovar é a palavra de ordem dos fotógrafos especializados em eventos, conheça o trabalho de Fonseca Fotografias na Av. Zezinho Magalhães 95. Trash the dress, E-session, making of, álbuns e filmagens para eternizar seus melhores momentos. Confira!

2

3

4

5

1. Ana Laura Fogo 2. Deise Gandia 3. Everton Piccolo e Patrícia Martins Piccolo 4. Deise Gandia e Robson Gandia 5. João Barbetta e Jaqueline 98 Revista Energia


Aniversário

Foto: Antonio L. Teixeira

Foto: Leandro Carvalho

Ao lado dos pais Eder Galli e Marcela Amâncio Silva, a encantadora Maria Fernanda recebeu amiguinhos e familiares na comemoração dos seus 4 aninhos.

Cid Moreira

Eduardo Froes

Foto: Leandro Carvalho

O mais conhecido apresentador de telejornais do Brasil e referência para jornalistas e profissionais de comunicação, Cid Moreira esteve em Jaú no dia 25 de abril, no Aero Clube, onde falou de sua vida e seu trabalho. Na foto, Cid e sua esposa Fátima Moreira.

O badaladíssimo cabeleireiro e visagista com diversos cursos internacionais, Eduardo Froes, sempre presente em eventos beneficentes. Na foto com as modelos Giovanna Carminatti, Juliane Dias e Jéssica Perreira

Revista 99


Ética

Conselho de Ética da Câmara dos Deputados elege Ricardo Izar Jr para presidência Por Luís Filipe Nazar Assessor Parlamentar e Advogado do Dep. Ricardo Izar Jr

N

o dia 02 de abril de 2013 foi anunciado o resultado da votação para a presidência do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. O Deputado Ricardo Izar Jr (PSD-SP) foi eleito com 11 votos ante 10 votos de seu concorrente, o Deputado Marcos Rogério (PDT-RO). O deputado Ricardo Izar sofreu grande pressão para que não concorresse a esse cargo, inclusive com ameaças de retaliação política se persistisse na ideia da disputa pela presidência do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. O próprio partido de Izar se sentiu oprimido em face de tais ameaças da base governista e não apoiou oficialmente a candidatura de Izar à presidência do Conselho de Ética. Contudo, Ricardo Izar manteve sua candidatura avulsa, mesmo à revelia da liderança de seu partido. Toda polêmica aconteceu porque o PMDB e PDT firmaram um acordo para que o comando desse órgão colegiado ficasse com o deputado Marcos Rogério (PDT-RO). Contudo, Izar afirmou que se 100 Revista Energia

candidatou porque não há tradição de acordos para a presidência do Conselho de Ética: “Acordos levariam influência partidária ao colegiado, que precisa ser o mais isento possível”, declarou. O prestígio, ética e ilibada reputação do Deputado Ricardo Izar Jr fizeram com que ele derrotasse de forma democrática a bancada governista na disputa pela presidência do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Além de não querer a disputa por escrutínio, a bancada governista ameaçou, afirmando que um acordo havia sido quebrado e que isso traria consequências. Nesse aspecto temos que ressaltar que não é possível tolerar que acordos partidários, principalmente quando firmados apenas entre dois partidos, decidam o futuro do órgão responsável pela higidez moral da Câmara dos Deputados, de maneira que tais ameaças atentam contra a democracia e moral da casa parlamentar que representa a população. O Deputado Ricardo Izar Jr sempre realizou um trabalho sério,


Fotos: Arquivo Pessoal

honesto e pautado pela ética na sua vida pessoal e pública, trilhando o mesmo caminho de seu pai, que também foi presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados por ocasião do estouro do escândalo do “mensalão” em 2008. Sendo assim, a notável postura e envergadura moral do Deputado Ricardo Izar Jr, ao manter a sua decisão para concorrer e se eleger a esse importante cargo, beneficiou somente a população, que viu a vitória da democracia. Izar resgatou a crença na moralidade da política e da própria Câmara dos Deputados, não apenas por sua conduta reta, mas também pela certeza de que agora todas as representações, denúncias e escândalos serão apurados, investigados e julgados da forma mais justa possível.

Revista 101


Gourmet Por Mario Netto

Mario Franceschi Netto Formado pelo SENAC Águas de São Pedro e pelo Instituto ALMA de Cucina Italiana, já trabalhou no Grande Hotel Águas de São Pedro, Café de la Musique em São Paulo, Ristorante Gellius em Oderzo Vêneto e, atualmente, trabalha no restaurante La Gazza Ladra em Módica, na Sicília.

Fettuccini Alfredo Ciao a tutti,

Este mês falaremos de uma receita italiana que, a meu ver, tem o maior número de variações em todo o mundo. Por se tratar de uma receita muito básica, deixa espaço para a imaginação criar asas. Estou falando do Fettuccini Alfredo. Essa emblemática receita italiana nasceu na eterna Roma, mais precisamente em “via della Scrofa”, pelas mãos do então dono de um restaurante, o senhor Alfredo di Lelio. A ideia do senhor Alfredo foi a de colocar mais manteiga e parmesão ralado à clássica receita do fettuccini com manteiga. Ele chamava a receita criada de “le bionde”, ou seja, as loiras (como todo bom italiano, associando comida às mulheres). O senhor Alfredo criou essa receita porque na época sua mulher estava grávida e misteriosamente havia perdido o apetite durante a gravidez. Foi a própria mulher quem sugeriu que ele colocasse no cardápio do seu restaurante o fettuccini feito para ela. Foi sucesso imediato. Mas a notoriedade veio em 1920, quando um casal de atores de Hollywood, Mary Pickford e Douglas Fairbancks, em lua de mel na cidade, estiveram no restaurante do senhor Alfredo, provaram e se apaixonaram pela receita. Voltando aos Estados Unidos fizeram-na aos seus amigos que, por sua vez, fizeram a receita a outros amigos, tornando-a assim a receita italiana mais conhecida nos Estados Unidos e, posteriormente, no mundo inteiro. Em 1943 o senhor Alfredo vendeu seu restaurante e só em 1950 abriu outro, junto com o filho. O nome dado foi “Il vero Alfredo”, na “piazza Augusto Imperatore nº30”, onde o Fettuccini Alfredo ainda é feito conforme a receita original que foi passada de pai para filho. E em homenagem ao casal de atores hollywoodianos é servido com talheres banhados a ouro.

Ingredientes Receita para 4 pessoas: 400 g de fettuccini 250 g de manteiga de qualidade 350 g de parmesão ralado Sal, pimenta do reino e noz moscada a gosto Água do cozimento do macarrão (um pouco para engrossar e encorpar o molho que se formará com a mistura dessa água, queijo e manteiga)

Modo de preparo:

Numa panela, ferva bastante água salgada para o cozimento do macarrão. Em um pirex redondo e fundo, coloque a manteiga em temperatura ambiente. Quando a água estiver fervendo bem, coloque o macarrão para cozinhar e quando a massa estiver al dente coloque duas conchas dessa água na manteiga, escorra o macarrão e separe mais um pouco da água de cozimento. Coloque o macarrão cozido junto com a manteiga e a água, mexa delicadamente até que a manteiga esteja totalmente derretida. Adicione o queijo ralado e mexa até que o queijo se funda com a manteiga, transformando-se num molho bem cremoso. Se necessário, nesse ponto, acrescente mais um pouco da água do cozimento da massa, acerte o sal e, se quiser, um pouco de noz moscada ralada. Obs: Essa é a receita básica, original, mas a ela pode-se acrescentar aquilo que a sua imaginação quiser: legumes em pequenos pedaços, verduras, milho, ervilha, bacon frito, azeitonas, presunto picado, enfim, use aquilo que lhe deixa feliz!

Buon apetitto i saluti a tutti. Arrivedercci!!!!!

102 Revista Energia


guia da gula

guia gastronômico

Foto: Leandro Carvalho

sabores para todos os paladares

Queijo e Cia Tábuas de frios com produtos frescos e de qualidade você encontra na Queijos e Cia. As mais variadas opções de tamanhos e você escolhe entre cinco tipos de frios e três de queijos. Além da variedade de opções, ao escolher sua tábua na Queijo e Cia você conta com o diferencial do acompanhamento de uma bela cesta de pães e torradas, além do patê, com vários sabores a escolher. Queijo e Cia, a melhor opção para lanches, reuniões e pequenos eventos. De segunda a sábado das 9h às 19h30 Acesse: www.friosqueijoecia.com.br R Humaitá, 1735 Tel: (14) 3624 6701 luciana@friosqueijoecia.com.br

Restaurante A Chácara Neste Dia das Mães leve sua mãe para desfrutar um delicioso almoço num ambiente extremamente agradável, com ampla área verde e espaços ao ar livre. No Restaurante A Chácara, além de você encontrar todos esses itens, poderá degustar porções especiais como picanha grelhada, contafilé à parmegiana, contrafilé com fritas, leitoa à passarinho, frango, liguiça caseira e outras delícias típicas. Venha compartilhar esse dia tão especial com sua mãe. Experimente também um Happy Hour e conheça todos estes sabores!!! De terça a sábado, jantar a partir das 17h30 Sábados, domingos e feriados, almoço a partir das 11h e jantar a partir das 17h30 Rua Cesário Caramano 229 – Jardim América – Jaú (Próximo à Av. João Franceschi) Tel: (14) 8146 1070 // 9641 0607

Revista 103


vida

Boa

Por João Baptista Andrade

Comida na panela O

que nos difere dos animais ditos irracionais é a nossa habilidade de abstrair ideias e conceitos, independentemente do meio que nos cerca. Pelo menos é isso que diz a Ciência (com “c” maiúsculo). Sofisticamos nossos hábitos e comportamentos sociais como forma de diferenciação daquilo que aprendemos a chamar de “selvagem”. Entretanto, eu quero ressaltar ao leitor que ainda pertencemos, em termos de classificação biológica, à classe dos primatas. Tudo bem que o nosso epíteto é de “superiores”. Mas pensando em termos genéticos, nossos quase primos são os macacos, chimpanzés, bonobos e gorilas que vemos nos documentários sobre a natureza, em especial naqueles que retratam a mitológica África. As nossas estratégias de diferenciação, ou de sofisticação, para usar uma linguagem mais apropriada, não representam, necessariamente, a história. Nesse planeta de 4,6 bilhões de anos de idade e de 2,8 bilhões de anos de vida, somos a espécie que mais causou impactos no meio ambiente. Quanto ao uso do garfo, faca, guardanapos e as tais “boas maneiras”, a coisa é bem mais nova. É verdade (segundo o Google) que o casal Domenico Salvo (Veneza) e Teodora de Bizâncio lançou a moda no século 11, mas o povão só se interessou mesmo perto de 1620. Então, essa nossa versão civilizada de primatas é, por inferência, algo muito recente. Posso imaginar a quantidade de antropólogos, sociólogos, biólogos, filósofos e outros especialistas que se incomodou com as contas abrutalhadas que acabo de escrever. A todos os indignados, assumo que sou um caipira que escreve de memória e com tendência a fazer generalizações. Concedo um bilhão de anos para mais ou para menos nas contas sobre o planeta e duzentos anos de lambuja nas contas sobre a história dos talheres, ok? Mesmo assim, o conceito geral da ideia fica: Faz pouco tempo que nos separamos do ancestral comum que nos une aos nossos queridos animais de pelo. Aonde vai essa conversa? Vai ao âmago dos nossos comportamentos. Eu geralmente sigo à risca aquilo que a senhora minha mãe sempre pregou em voz alta, às vezes com o chinelo na mão para dar ênfase: falta de educação, nem pensar! (Aos jovens nascidos e/ou criados depois do Estatuto da Criança e do Adolescente atualmente em vigor, explico que umas palmadas aqui e ali foi o que moldou a sociedade que vocês herdaram... Reclamações para a Editoria da Revista, por favor). O ato de alimentar-se no ambiente social, para nós, inclui certa etiqueta ou ritual. Tudo bem que os dois conceitos (etiqueta e ritual) são meramente geográficos em termos 104 Revista Energia

culturais. Certo e errado simplesmente não existem fora de um determinado contexto social. Dona Célia não dava mole nessas coisas de etiqueta. Às vezes eu chegava da escola, morto de fome, salivando só de pensar naquele arroz com feijão, bife e batatinha frita e... Almoço/aula! Mesa posta com requinte, quatorze talheres, quatro copos e uma sucessão de coisas difíceis de comer. Já tentou espetar uma codorna frita com um garfo de prata? A bichinha parece viva de tanto que se mexe no prato. E não pode ajudar com a faca! E alface? Se não viesse cortada, tinha que ir dobrando com os talheres até ficar do tamanho certo para caber na boca. E pensa que ela aliviava? Qual o quê. Escolhia sempre as maiores folhas só para ficar mais difícil. Era duro, mas teve serventia. Graças aos esforços dela eu não passo vergonha à mesa. Tudo dito e explicado, eu tenho um desafio para os viventes que ainda insistem em ler a coluna: tem coisa mais gostosa que comer uma garfada direto da panela quando não tem ninguém olhando? Se minha mãe fosse viva, me passava no chinelo só pela sugestão de heresia... Até a próxima.


Vinhos

Por Paulo Agnini Especial para Revista Energia

Desfrutando os vinhos do loire A

ampla gama de vinhos do Loire cobre quase todo acontecimento gastronômico. Para aperitivos, há os excelentes espumantes, e os ainda melhores crémants de Saumur e Vouvray, e o Chenin Blanc de Savennières. Para frutos do mar, há a combinação incomparável do Muscadet; para embutidos, Gros Plant du Pays Nantais, um jovem Pouilly-Fumé, Chenin Blanc, um tinto leve frio, ou um rosé seco a meio doce; para pratos mais elaborados de pescados com molho, é melhor um Muscadet, ou um Sancerre

ou Pouilly-Fumé com dois ou três anos de guarda. Para pratos principais, Chinon, Bourgueil e Saumur-Campigny fornecem vinhos jovens, frescos e frutados ao estilo de Beaujolais, ou então o corpo de safras mais maduras, com cinco ou seis anos de envelhecimento. Os Savennières ou Vouvray maduros, secos ou meio doces, podem ser uma alternativa interessante ao Borgonha branco, para certos pratos com molhos cremosos. Sancerre é a inevitável escolha local

para acompanhar queijos fortes; com os queijos mais suaves, os vinhos doces das Coteaux du Layon podem ser excelentes. Jovens, leves, com notas de maçã, doces e bem refrigerados, os Coteaux du Layon podem ser memoráveis para um piquenique. Os vinhos doces botritizados de Bonnezeaux e Quarts de Chaume são alguns dos melhores vinhos de sobremesa da França. Assim como os grandes vinhos doces alemães, eles bastam a si mesmos - talvez sejam melhores sozinhos do que com alguma comida.

Revista 105


Sociedade

Seja bem-vindo Ă sociedade

Texto Marcelo Mendonça Fotos Leandro Carvalho

106 Revista Energia


Nicolas Hernandes Lopes tem uma habilidade incrível com as mãos, se comunica bem, é simpático desde que, antes de qualquer visita, ele seja avisado; fala sempre na terceira pessoa e não gosta de brincadeiras que seriam naturais na sua idade. Esses são alguns sinais do autismo, desenvolvidos no caso específico de Nicolas.

D

e acordo com o Dr Drauzio Varella, numa reportagem veiculada em seu site oficial, “Há crianças que parece não aprenderem a reconhecer os códigos que regem a comunicação humana. Alheias à presença dos outros, encerradas num universo próprio e inatingível para todos que as cercam, apresentam padrões restritos e repetitivos de comportamento. Essa tríade de sintomas – dificuldade de interação social, de comunicação e repetição de comportamentos padronizados – caracteriza um transtorno do desenvolvimento conhecido como autismo”. Mas não vamos detalhar o assunto, pois ainda há muito que discutir e descobrir sobre ele. Nesta edição, vamos contar a história de Nicolas e sua mãe, Fernanda Maria Hernandes, enfermeira e percussora do “Movimento Azul”, criado há um mês, antes do dia Mundial da Conscientização do Autista, 02 de Abril, com a intenção de mostrar à sociedade que o autismo está aí e necessita cada vez mais de atenção. Fernanda passou a perceber algo diferente quando Nicolas completou dois anos. “Ele não reconhecia as pessoas, sabia quem era a mamãe, por exemplo, mas não sabia quem era Fernanda, era tudo na terceira pessoa”. A indiferença é uma das principais características do autista. Algo que não chama atenção o prende, no máximo, por 15 minutos. “Nicolas não chorava, era muito quieto e era repetitivo nas frases”, conta ela. Mas para chegar a

essa conclusão Fernanda passou por diversos médicos, até que em uma consulta no Hospital das Clínicas da USP em Ribeirão Preto, onde Nicolas se trata até hoje, foi constatado o autismo. “A família sofre demais para aceitar o problema, achávamos que não era nada, mas mãe é sempre mãe”, diz ela. No Brasil são mais de dois milhões de autistas, a sua grande maioria crianças. Segundo um levantamento da ONU, há mais de setenta milhões no mundo. Como essa difícil aceitação para o problema sempre incomodou Fernanda, junto com seu esposo Rodrigo Hernandes decidiu fazer uma passeata para alertar as pessoas sobre o Autismo e fazer com que a sociedade aceite esse tipo de deficiência.

“O principal objetivo da caminhada foi agregar o maior número de pessoas possível para a conscientização, visando assim a diminuir o preconceito que ainda existe. Sonhando com um futuro em que a sociedade seja mais inclusiva a essas pessoas”. A caminhada do “Movimento Azul” neste ano, em Jaú, teve a participação de mais 350 pessoas vestindo a camiseta com a frase Final do isolamento – Futuro de acolhimento”. Segundo Fernanda, a escolha da cor azul se deve ao fato de que, em cada cinco casos de autismo, quatro são meninos e um é menina. Nicolas tem uma rotina agitada. Faz natação desde os quatro meses, fica o dia todo na escola, acompanhado de Nicolas Hernandes Lopes

Revista 107


uma monitora para um melhor desenvolvimento e à noite se distrai um pouco com celular e o programa infantil Cocoricó, até pegar no sono. “Nos finais de semana, o passeio ao shopping tem a mesma rotina. Escada rolante, depois um novo DVD do Cocoricó e voltamos para casa. Toda vez é esse passeio, se vamos para um lugar não podemos dizer que vamos passear, se não, só vamos ao shopping”. Hoje é uma corrida contra o tempo, diz Fernanda. Segundo ela, o autista tem interesses restritos, portanto, quanto mais trabalhada a sua socialização, melhor seu desenvolvimento. O dia 04 de julho, em Brasília, é considerado como Dia do Orgulho Autista, e Fernanda pretende fazer mais um movimento em prol do reconhecimento da sociedade para o “problema”. Depois da nossa conversa, o fotógrafo Leandro Carvalho clicou Nicolas em diversos momentos. Sempre sorrindo e atento a tudo, no início ele não gostou muito da ideia, mas aos poucos foi se soltando e você confere aqui como ele se saiu.

Lei N 12.764/12 No final de dezembro a presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei, aprovada pelo Congresso, que assegura novos direitos aos autistas. A medida vale para serviços de saúde, educação, nutrição, moradia, trabalho, previdência e assistência social. Devem se beneficiar não só os pacientes com diagnóstico fechado, mas também aqueles casos em que há suspeita. Ao instituir a “Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista”, a lei dá a esse

108 Revista Energia

grupo os benefícios legais de todos os indivíduos com deficiência, incluindo desde a reserva de vagas em empresas com mais de cem funcionários até o atendimento preferencial em bancos e repartições públicas, segundo informou a Agência Câmara. Fernanda Maria Hernandes e o filhos Nicolas


Você confia 100% na água que você e sua família consomem?

É

impossível dizer se uma água é potável simplesmente olhando-a. Aspectos como gosto, odor e cor podem nos levar a aceitar ou recusar um copo com água, mas a aparência não é suficiente para julgarmos sua potabilidade. Uma água “insípida, inodora e incolor” pode conter organismos patogênicos e substâncias químicas extremamente prejudiciais à saúde humana. Apesar das estações de tratamento tratarem essa água, serviço primordial e de suma importância para a população, ainda assim não é totalmente seguro bebê-la, pois ela é exposta a vários tipos de poluição durante o processo de distribuição para as casas. Portanto, quando sai da torneira diretamente para o copo a fim de ser consumida, ela já passou por encanamentos velhos e enferrujados e por caixas d’água sem as devidas manutenções, misturando-se com muitas substâncias nocivas à saúde, podendo causar doenças crônicas ao longo do tempo. Desta forma, a água da torneira é exposta a uma grande variedade de contaminantes de várias origens, não estando, portanto, totalmente segura para nosso consumo. Existem, também, problemas com a água mineral. Por ser retornável, o galão passa por um processo de higienização rigoroso, mas por problemas no transporte, estocagem e manuseios inadequados, todo o processo de assepsia é perdido, ficando o mesmo vulnerável à contaminação por bactérias e coliformes fecais que podem causar doenças. Além do mais, as fontes de água mineral estão sujeitas à poluição industrial e agrícola, e muitas não possuem laudos técnicos. Contando que o nosso corpo é composto por aproximadamente 70% de água, é imprescindível hidratá-lo com uma água saudável e de qualidade, para conservar e prevenir a sua saúde. A Hoken é uma empresa especialista e com larga experiência em desenvolvimento

e soluções em aparelhos para tratamento de água residenciais e corporativos. Os produtos Hoken são sinônimos de alta tecnologia e qualidade, proporcionando total segurança e bem-estar aos seus consumidores. Certificações nacionais e internacionais como a ISO 9001 e o INMETRO/Falcão Bauer, comprovam a qualidade de um produto Hoken. A Hoken é a única empresa da América Latina a receber o selo Gold Seal da Water Quality Association, certificação dada aos processadores com elementos filtrantes Carbomax. Para uma maior comodidade e garantia dos consumidores, a Hoken conta com uma abrangente Assistência Técnica Autorizada, através de franquias presentes em todo o Brasil, oferecendo serviços e peças com o padrão de qualidade Hoken. A Hoken está presente há 10 anos na cidade de Jaú, oferecendo os melhores serviços e produtos, bem como saúde e bem-estar às pessoas. No mês de aniversário da Hoken Jaú, além de você ter até *30% de desconto em toda linha de produtos, também tem a oportunidade de participar do *sorteio de um Kit Saúde (1processador multi 1500 + 1 garrafa termomagnética). Para participar, basta ir até a loja localizada na Rua Humaitá, 1325 – Vila Carvalho, preencher um cupom e responder a devida pergunta. Hoken Jaú! Água saudável todos os dias. Hokenjau

Para mais informações ligue (14) 3625-5198 *30%: promoção válida até dia 29/06/13 *sorteio: Campanha cultural válida de 06/05/13 a 30/05/13 com sorteio dia 03/06/13

Revista 109


ANT ES

IS O P E D

Mudanças sempre são importantes, inclusive para os animaizinhos. A prova disso é Chorona, que passou por uma transformação incrível na Quatro Patas. A cachorrinha da raça poodle chegou à clínica com os pelos desiguais, pois durante uma peripécia ficou toda suja de graxa e, para minimizar a bagunça, seu dono José Carlos Henrique cortou as partes mais comprometidas e correu para a Quatro Patas. Chorona teve um tratamento especial, sendo realizada primeiramente a tosada na lâmina mais alta e, em seguida, limpeza dos ouvidos; então veio o corte das unhas e depois o banho com shampoos, um neutralizador de odores e branqueador. Depois da secagem e escovação, foi feita a finalização na tosa, com direito a enfeites e perfume. Todo procedimento foi realizado pela esteticista animal Giselle Franzon.

110 Revista Energia


Informe Publicitário

As melhores mãos para cuidar dos seus pés!!! P

odologia é a área da saúde que diagnostica e trata as alterações nos pés como calos, calosidades, rachaduras, unhas encravadas, olho de peixe e outros, causados por problemas como diabetes, distúrbios da tireóide, uso de calçados inadequados, etc. Como os pés são a base de sustentação do nosso corpo, são eles que suportam o nosso peso e ficam sujeitos a uma série de problemas. Por isso, é fundamental que sejam bem cuidados. Na Nutrivida Podologia você encontra tratamento especializado para prevenir e tratar desde os casos mais simples aos mais complexos como rachaduras

profundas, que impedem muitas vezes que a pessoa caminhe normalmente. À frente da Equipe de Podologia da Nutrivida, Maria Fernanda Gregio é a única podóloga de Jaú formada por uma Universidade, o que garante segurança e confiabilidade. Com uma equipe multidisciplinar, há mais de dez anos no mercado, a Nutrivida Podologia é um verdadeiro spa para os pés. Massagens: relaxante, reflexológica, com pedras quentes, com velas Hidratação: vapor de ozônio, parafina fria, tratamento de rachaduras calcâneas Ofurô: relaxamento, dores e stress Maria Fernanda Gregio e Jéssica Bueno

Revista 111


Tendência

A moda das capinhas para celular No início, acessórios feitos simplesmente para proteger os aparelhos telefônicos. Hoje, itens que reproduzem desenhos famosos, grandes marcas e até tendências da moda. Texto Karen Aguiar Fotos Leandro Carvalho

C

omo dito e já muito visto, virou moda personalizar o celular com uma capa diferente do tradicional e discreto silicone preto. Atores e atrizes, apresentadores, ícones da moda, entre tantos outros famosos e anônimos entraram de cabeça na febre das capas personalizadas, que tem agitado o mercado da telefonia no país. Antes, quando você passava pelas vitrines de lojas de operadoras e representantes, via aparelhos das mais variadas marcas. Hoje, o que chama atenção é que grande parte das prateleiras expostas nas vitrines não conta mais com celulares e smartphones, mas sim com o xodó dos clientes: as capinhas para celular. “Nossas vendas de celulares aumentaram, no sentido em que as capinhas são procuradas para combinar com eles. Quando começou a comercialização desses itens, só havia modelos para aparelhos como iPhone e Samsung Galaxy SII, agora existem capinhas para todos os modelos. E quando não há uma versão para aquele determinado aparelho, ou a capinha 112 Revista Energia

que o cliente tanto deseja não encaixa em seu celular, alguns não pensam duas vezes em trocar”, afirma a gerente da Vivo do Jaú Shopping, Érica Marques. Até grandes marcas entraram nessa corrida das capas. Lacoste, Swarovski, Cartier e Versace têm modelos exclusivos. Diane von Furstenberg – marca conhecida por introduzir no guarda-roupa feminino o vestido envelope, na década de 1970 – lançou capinhas que repetem os desenhos das estampas dos tecidos da coleção. As capas da Swarovski, de mosaicos de cristais, também chamam a atenção dos clientes. A Quiksilver, uma das principais marcas internacionais de surfe, também entrou na onda. Entre os modelos da coleção, o xadrez multicolorido ganhou a preferência dos meninos. E a Vans, outra marca internacional, mas que explora a linha para Skatistas, tem as solas dos tênis de sua coleção reproduzida nas capas. Uma febre para a molecada e até para os marmanjos, como nosso consultor comercial Serginho Bianchi, que recentemente adquiriu a sua.


Entre os materiais estão as de veludo, emborrachadas, acrílicas. Entre as marcas, as da Ferrari, Heineken, Versace, Empório Armani são apenas algumas delas. Ilustrações, desenhos Disney, Angry Birds, o cantor Psy, gravuras do artista plástico Romero Britto, animal prints, o famoso soco inglês da personagem da atriz Giovana Antonelli na novela das oito, países, times, bebidas e uma infinita variedade. Tão variado quanto os modelos, é o público que tem sido atingido pela novidade. Crianças, jovens, adultos, mães e pais. “Tenho uma cliente de sete anos que ganhou esses dias sua quarta capinha, mulheres de negócios que encomendaram a sua para combinar com a roupa que usará em um determinado evento e até adultos, incluindo pais e mães, que adquiriram capas de desenhos infantis ou divertidas”, conta Érica, que afirma que os preços dos produtos em sua loja variam de 15 a 55 reais. Alexandre Henrique, consultor da loja, afirma que até já presenciou uma disputa por uma capinha. “Eram duas amigas e, ao mesmo tempo em que se confundiam em meio a tantas opções, diziam: ‘ah, se você comprar essa, terei que mudar a minha escolha, vamos ficar com capinhas muito parecidas’”, conta aos risos. E essa necessidade pelo exclusivo é o que Érica afirma ser surpreendente. “Tenho clientes que querem pagar mais, às vezes, só para que eu não faça novos pedidos de uma determinada capa que ele adquiriu. Outros querem exclusividade até nos acessórios, como piercing para celulares e adesivos”, outra febre que vem se fortalecendo no mercado. É acompanhar para conferir o que ainda vem por aí. E você, já escolheu a sua?

Revista 113


Empresarial

Por Antônio Paulo Grassi Trementocio

O profissional liberal e o empregado frente à tributação

A

inda que não pareça, existem grandes diferenças tributárias entre o profissional liberal e o empregado. O profissional liberal é aquele que trabalha por conta própria, sem vínculo empregatício, com total liberdade para exercer a sua profissão; em regra, é sempre dotado de nível universitário ou técnico. Ainda em regra, deve estar registrado em determinada ordem ou conselho profissional ligado à sua especialidade, sendo ele o único que pode exercer essa atividade, o que o vincula totalmente à natureza do de seu trabalho. Nestas condições, algumas atividades são comuns como médicos, advogados, jornalistas, dentistas, psicólogos, entre outras categorias. Feitas essas considerações, passamos a explanar o objetivo desta matéria. Em relação aos impostos, a realização de simples cálculos aritméticos evidencia que o profissional liberal contribui com mais impostos ao fisco do que um empregado com registro em carteira. Inobstante pertencer à categoria de profissional liberal, entende-se que, nos dias atuais, o profissional liberal tem tratamento fiscal constituído em forma de empresa, inviabilizando a geração de renda e de empregos advinda de pequenos negócios nascidos dessa atividade promovida pelos profissionais liberais. Os argumentos são imbatíveis diante dos números. Por exemplo, se observamos uma renda de R$ 5.000,00 para o profissional liberal e para o assalariado, podemos constatar que o profissional liberal poderá pagar mais imposto num montante de até R$ 481,78 mensais, utilizando-se determinados critérios. Se, de fato, pudessem os profissionais liberais escolher entre ter essa condição ou ter os benefícios de carteira assinada, com certeza optariam por essa última condição. Infelizmente, constituir pequenas empresas trata-se de uma real necessidade do mercado em que atuam os profissionais liberais. Enfim, profissionais liberais pagam mais imposto, porém, um dos benefícios dessa condição é que permanecem em atividade, enquanto o assalariado vive em constante risco de 114 Revista Energia

desemprego. Então, entre pagar impostos ou correr o risco do desemprego, talvez o melhor seja continuar na condição de profissional liberal. Assim, infelizmente, a cultura governamental de desfavorecimento da empresa e do pequeno empresário quanto às questões tributárias, aqui referindo-se aos profissionais liberais, continua como uma regra progressiva e descabida. Por todos esses elementos você, que hoje é assalariado e deseja se aventurar na atividade empresarial, tome todos os cuidados necessários quanto a essa decisão, porém, não esqueça de que também sua competência e força o levarão a experimentar o sucesso nessa atividade, com ou sem impostos. Não tenha medo de buscar seus desejos, acredite em você.


Revista 115


116 Revista Energia

Revista Energia 33  

A Revista Energia é uma publicação mensal da Rádio Energia FM. Garanta seu exemplar, gratuitamente, nos pontos de retirada: Posto São João,...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you