Page 1

Distribuição gratuita - Venda proibida

Jaú - Ano 5 | Edição 51 | Mensal - Novembro 2014

lli Lu Chiaro

vai conquistar você!

Motor energia O universo sobre rodas novembro azul Homens em foco Gente Fina Silvia Guedin


2 Revista Energia


Revista Energia 3


4 Revista Energia


Editorial

Novos tempos, novos desafios

Ano 5 – Edição 51 – Jaú, Novembro de 2014 Tiragem: 10.000 exemplares Revista Energia é uma publicação mensal da Rádio Energia FM Diretora e Jornalista responsável Maria Eugênia Marangoni mariaeugenia@radioenergiafm.com.br MTb. 71286 Diretor artístico: Márcio Rogério rogerio@radioenergiafm.com.br Repórteres Heloiza Helena C. Zanzotti heloiza@radioenergiafm.com.br Marcelo Mendonça marcelo@radioenergiafm.com.br Tamara Urias tamara@revistaenergiafm.com.br

Trabalhar com comunicação é uma missão emocionante

Revisão de textos: Heloiza Helena C. Zanzotti revisao@revistaenergiafm.com.br

H

Criação de anúncios: Well Bueno arte@revistaenergiafm.com.br Fotografia: Douglas Ribeiro foto@revistaenergiafm.com.br

Projeto gráfico: Revista Energia Social Club social@revistaenergiafm.com.br Colaboraram nesta Edição Camila Perobelli Colunistas Alexandre Garcia Ana Gabriela P. Roperto Brenda Ruffo Giovanni Trementose João Baptista Andrade José Fernando Mendonça Paulo Sérgio de A. Gonçalves Professor Marins Wagner Parronchi Comercial Carlos Alberto de Souza Joice Lopez Moraes Sérgio Bianchi Silvio Monari Impressão: Gráfica São Francisco Distribuição: Pachelli Distribuidora Revista Energia Rua Quintino Bocaiúva, 330 | 2º andar CEP: 17201-470 | Jaú - Fone: (14) 3624-1171 www.energianaweb.com.br Elogios, críticas e sugestões leitor@revistaenergiafm.com.br

Foto: Cláudio Bragga

Diagramação Junior Borba (14) 99749.6430

á 23 anos a Energia se destaca como emissora líder em audiência no segmento oferecendo informação de qualidade e divertindo muita gente, inclusive a nós mesmos.

Ao longo destes anos experimentamos ideias, criamos novos conceitos, formamos opiniões. Queremos sempre surpreender nossos leitores e parceiros, e para isso temos que evoluir e inovar a todo momento. Assim, estamos em um constante processo de aprendizado, sempre atentos aos novos desafios e oportunidades que virão. Trabalhamos com seriedade, mas ao mesmo tempo com muita descontração e alegria em todas as ações que realizamos. E isso é o que você vai encontrar em mais uma edição da RE, que traz o especial Motor Energia, um guia com o que há de melhor no mercado automotivo. Nossa matéria de capa apresenta Lulli Chiaro, sucesso na trilha sonora da novela Vitória, lançando álbum inédito pela Sony Music. Falando de saúde, a matéria Novembro Azul faz um alerta aos homens sobre a importância da prevenção do câncer de próstata. Silvia Guedin dá um exemplo de voluntariado no Gente Fina e na coluna Perfil conheça Márcia Reis, uma gaúcha apaixonada por motovelocidade. Os desafios de quem quer ser um músico, os benefícios da homeopatia e muito mais estão à sua disposição na RE. Enquanto isso, nossa equipe está dando os toques finais na festa mais esperada do ano: dia 16/11, no novo Montana Mix. Nos encontramos lá. Boa leitura!

Quero anunciar comercial@revistaenergiafm.com.br A Revista Energia não tem responsabilidade editorial pelos conceitos emitidos nos artigos assinados, anúncios e informes publicitários.

Maria Eugênia


NESTA EDIÇÃO

09 Motor Energia 45 Beleza 49 Raça do mês 56 Homeopatia 68 Música 74 Escolha certa 76 Jardinagem 86 Saúde 89 Arquitetura

SEMPRE AQUI

ÍNDICE

42 Perfil 44 Jurídico 46 Radar 47 Opinião 48 Consultoria 50 Pediatria 52 Gente Fina 58 Garota Energia 60 Capa 62 Quem Fez Jahu 63 Look de Artista 72 Varal 80 Social Club 90 Trabalho e Previdência 91 Vinhos 92 Pense Nisso 93 Guia da Gula 94 Boa Vida

Nossa capa: Lulli Chiaro Foto: Arquivo pessoal Produção Gráfica: Junior Borba

HelpLine Sinalizações

ENTRE, FIQUE À VONTADE

Foto: Douglas Ribeiro Projeto Comercial e Criação: Leandro Carvalho Diagramação: Junior Borba Textos: Heloiza Helena C. Zanzotti e Tamara Urias Revisão textos: Heloiza Helena C. Zanzotti Anúncios: Well Bueno e Agências Fotos: Douglas Ribeiro, Arquivo pessoal, internet e divulgação

Escolhemos o que há de melhor no setor automotivo

MOTOR

HELPLINE PERSONALIZAÇÃO E PROTEÇÃO PARA SEU VEÍCULO

IMPRESSÃO DIGITAL DE ALTA QUALIDADE Revista Energia 9

58 Garota Energia Distribuição gratuita - Venda proibida

Jaú - Ano 5 | Edição 51 | Mensal - Novembro 2014

Lulli Chiaro

vai conquistar você!

MOTOR ENERGIA O universo sobre rodas NOVEMBRO AZUL Homens em foco GENTE FINA Silvia Guedin


Revista Energia 7


Mais luz para você!

U

tilizar produtos ecologicamente corretos, preservando o meio ambiente, contribui para o desenvolvimento sustentável do planeta. Assim, vale a pena conhecer a linha Ecoforce, disponível na BBZ Materiais Elétricos. São produtos que irão valorizar seus espaços, gerar economia e contribuir para sua segurança. Luminárias solares Nada melhor que uma boa iluminação em seu jardim, sem executar qualquer tipo de instalação. As luminárias solares convertem a luz solar em eletricidade e armazenam em uma bateria, que alimentará a peça durante seu funcionamento à noite. Sem manutenção, sem fios, sem precisar ligar ou desligar. Refletores e Luminárias Led Ideal para iluminar ambientes externos, entradas de casa, jardins e quintais, proporcionando segurança para áreas escuras. Acende automaticamente quando detectado movimento. Inclui temporizador para controlar tempo que luz permanece acesa. Na BBZ Materiais Elétricos você sempre encontra a solução ideal com beleza, economia e sustentabilidade.

8 Revista Energia


HelpLine Sinalizações

Entre, fique à vontade

Foto: Douglas Ribeiro Projeto Comercial e Criação: Leandro Carvalho Diagramação: Junior Borba Textos: Heloiza Helena C. Zanzotti e Tamara Urias Revisão textos: Heloiza Helena C. Zanzotti Anúncios: Well Bueno e Agências Fotos: Douglas Ribeiro, Arquivo pessoal, internet e divulgação

Escolhemos o que há de melhor no setor automotivo

MOTOR

HELPLINE personalização e proteção para seu veículo

impressão digital de alta qualidade Revista Energia 9


10 Revista Energia


Revista Energia 11


12 Revista Energia


Qual fluido pode ser utilizado nas transmissões automáticas?

Devo realmente trocar o fluido de transmissão? Qual é o período recomendado?

O

s veículos equipados com transmissão automática não consomem fluido (óleo), a não ser que tenha vazamento. Respeitar a hora certa de trocá-lo é de suma importância, pois com a troca do fluído são retiradas as partículas indesejáveis geradas após certo desgaste natural da caixa. O recomendado é trocá-lo de 40 mil em 40 mil quilômetros, e em veículos com usos severos de 30 mil em 30 mil quilômetros. Mas sempre antes de fazer a troca deve-se fazer uma análise do fluido, para ver se não tem fuligem de materiais e fragmentos metálicos.

Troca de óleo de câmbio automático

E

ste é um detalhe muito importante a ser respeitado. A gama de fluidos no mercado é grande, mas quem vai determinar qual o óleo correto é o técnico reparador, pois ele está apto a identificar qual deve ser aplicado na transmissão e não irá colocar qualquer um, pois a premissa de que todos os óleos são iguais não procede. O profissional da área tem que saber principalmente qual o grau de ponto de fulgor do fluido, sabendo disso ele pode indicar a aplicação correta. Sendo assim, o maior inimigo da transmissão automática é a alta temperatura, ou seja, se aplicar o fluido errado, este não suportará a caloria e a transmissão automática se degradará gradativamente.

Câmbio automático

Você sabia?

a alavanca seletora pode ser manuseada com o veículo em movimento Muitos dizem que não se deve mexer na alavanca em movimento. Mas na verdade a utilização da alavanca é uma forma de se obter maior rendimento e durabilidade da transmissão em algumas situações. É indispensável que se mude a posição para maior segurança e proteção da caixa automática. Um exemplo é sempre que houver um esforço além do normal deve-se usar a posição 1 – ou L, desta forma a transmissão estará preparada para maior esforço. Como no caso de usar para puxar um trailer, descer uma serra ou subir um aclive muito forte.


Clayton Lifan Motors C

onsiderado o veículo mais vendido entre as marcas chinesas em 2014 no país, o SUV Lifan X60 tem superado marcas e modelos tradicionais no mercado brasileiro. Desde a inauguração da concessionária autorizada em Jaú, o veículo tem sido sucesso de vendas na cidade e região. Caracterizado pelo generoso pacote de equipamentos e pelo amplo espaço interno, o Lifan X60 oferece a melhor relação custo-benefício do segmento. Reconhecido pela força do seu motor 1.3 a gasolina e pelo baixo custo de aquisição e manutenção, o Foison possui freios ABS, airg bag duplo e a maior caçamba da categoria VUCs. Lançado nacionalmente na metade do mês de outubro, o sedã compacto 530, já disponível na Clayton Lifan Motors, tem sido o queridinho da categoria. Os carros da Lifan Motors têm garantia de até cinco anos. Com atendimento exclusivo, de qualidade e trabalhando com as melhores financeiras do mercado, a Clayton

Lifan Motors apresenta financiamento com excelentes taxas, além de aprovação on-line, rápida e sem burocracia. Para fazer revisão, o local conta com profissionais especializados e a assistência técnica é feita na Clayton Lifan Motors, que possui uma oficina mecânica com aparelhos de última geração. Quer conhecer mais sobre os veículos? Visite a concessionária exclusiva da marca e faça um test-drive.


A loja conta com um amplo showroom e profissionais especializados para fazer assistência técnica dos veículos da marca Lifan

Revista Energia 15


A

escolha de um som automotivo deve estar adequada ao cotidiano e gosto do motorista e seus passageiros mais frequentes. Há 18 anos no mercado, a Toka Som é referência na qualidade quando o assunto é som e acessórios automotivos. Trabalhando com produtos de alta qualidade para carros nacionais e importados, a empresa oferece venda e instalação de som, insulfilm, alarmes, centrais multimídias, consertos de vidros e travas elétricas. Dentre os diferenciais está o desbloqueio de central multimídia original de todos os veículos, além da grande variedade de produtos a pronta entrega. Com atendimento personalizado e alto nível técnico, a empresa apresenta a seus clientes a melhor solução custo-benefício para suas necessidades. Com um moderno showroom em suas instalações, revistas e catálogos do mundo do som e acessórios automotivos, a Toka Som oferece a condição ideal para que o cliente tire todas as suas dúvidas, desde uma simples configuração de som até um sistema completo, inclusive para competições. O sucesso da Toka Som é fruto da confiança dos clientes, conquistada devido ao comprometimento com a qualidade e procedência dos produtos novos e originais, legalizados dentro das normas da ABNT.

16 Revista Energia


Boas dicas!!! Cuidando do sistema elétrico Referência em sistema elétrico e injeção eletrônica, a Auto Elétrica Apolo está no mercado desde 1992. Com experiência no assunto e profissionais treinados, a empresa oferece serviços de auto elétrica em geral, venda e troca de baterias, injeção eletrônica - diagnósticos de falhas, manutenção e limpeza de bicos injetores, revisão preventiva, limpeza e descarbonização da TBI, dos bicos injetores e outros, conserto e reparação de alternadores, motores de partida e do limpador, troca de correias. Sob a direção de Evandro Zanon e Flávia Roberta Zanon, a empresa zela pela honestidade e qualidade no serviço. Outro diferencial está nos melhores preços do mercado em se tratando de baterias. Tel.: (14) 3622.8745 Rua Santa Bárbara, 409

A manutenção pode evitar acidentes! Para o principal sistema de segurança dos automóveis funcionar corretamente, a manutenção preventiva dos freios deve estar em dia. Determinadas peças requerem atenção especial como pastilhas no freio a disco e lonas no sistema a tambor. Ruídos ou trepidações no pedal são sinais de que algo está errado. Se a manutenção for feita logo no início, o problema pode ser rapidamente solucionado, evitando complicações. O fluído de freio também é algo que requer atenção. Há quinze anos no mercado, a Auto Freios Jaú dispõe de funcionários treinados para melhor atender os seus clientes. Trabalhando com produtos de qualidade para automóveis, caminhonetes, vans nacionais e importadas, a empresa preza pela excelência nos serviços e satisfação do cliente. Tel.: (14) 3624.4399 Av. Caetano Perlati, 355


18 Revista Energia


Trânsito seguro é nossa missão! Aprender a dirigir é o desejo de muitas pessoas. Há quem aguarde ansiosamente os dias para completar a maioridade e ganhar independência através da habilitação.

H

á mais de 30 anos no mercado, a Auto Escola Gabriel reúne tradição e experiência para oferecer o melhor em educação para o trânsito. Com estrutura moderna, instrutores credenciados pelo DETRAN-SP, carros novos, excelência no atendimento, infraestrutura moderna, a Auto Escola Gabriel vem realizando um importante trabalho de conscientização e formação de condutores capacitados.

Tendo como missão formar motoristas conscientes e responsáveis em busca de um trânsito mais humano, a Auto Escola Gabriel oferece aos seus alunos cursos de primeira habilitação de carro e moto. Auto Escola Gabriel, há três décadas formando os melhores condutores!

Uma empresa com a missão de ser um agente transformador na formação dos condutores, para uma maior responsabilidade e cidadania no trânsito.

Serviços oferecidos:  Primeira habilitação  Reciclagem  Adição de categoria Você merece o melhor:  Atendimento diferenciado,  Alto índice de aprovação,  Agilidade, confiança e credibilidade,  Equipe altamente qualificada e mais de 30 anos de tradição!


R

“Certeza de Bons negócios”

eferência em qualidade e idoneidade, o completo centro automotivo Confiança Jaú nasceu em 11 de dezembro de 2010, com o objetivo de servir a população de Jaú e região com serviços relacionados a veículos das mais diversas marcas, prezando sempre pela excelência e bem-estar. Em função da localização estratégica e amplitude do terreno, os idealizadores puderam agregar em um único local os mais variados serviços como Posto de Combustível, Loja de Conveniência, Auto Center e Loja de Carros e Motos. Para finalizar o projeto, em abril deste ano uma grande festa marcou a inauguração do imponente salão de eventos, onde as pessoas poderão desfrutar momentos marcantes de sua vida como congressos, festas, shows, entre outros. A qualidade dos produtos comercializados disponíveis é o grande marco das empresas, onde há certeza de bons negócios. Em função disso, a empresa coloca à disposição combustíveis de qualidade no posto de combustível; serviços com requinte e produtos exclusivos são encontrados na loja de conveniência; no auto center há uma boutique à disposição com o melhor em rodas, pneus, alinhamento, freios e suspensão; motocicletas das mais diversas marcas, com a revisão em dia e garantia, são encontradas na loja de motos, além de peças, acessórios e equipamentos. E dando suporte a todo este empreendimento está a Imobiliária Confiança Jaú e a Advocacia Paghete, presente na cidade desde 1992, ou seja, há mais de 22 anos servindo e realizando sonhos de várias famílias de Jaú e região.


Boas dicas!!! Onde o seu veículo é tratado com carinho Recém-chegada ao mercado, a Rizzo Auto Mecânica está atenta às novas tecnologias automotivas e tem sido destaque entre as empresas de reparação de veículos. Trabalhando com equipamentos adequados, peças de qualidade, profissionais treinados e certificados pelos órgãos competentes, a empresa tem atendido e gerado satisfação para clientes de veículos nacionais e importados, em todas as áreas do ramo automotivo. Com atendimento personalizado e sob os cuidados dos proprietários Fábio e Paulo, a Rizzo Auto Mecânica oferece serviço de injeção eletrônica, freio, câmbio e mecânica em geral. Também faz troca de óleo e filtros, baterias, escapamentos em geral e presta socorro. Tel.: (14) 3416.7830 Rua Rui Barbosa, 2038

O melhor está aqui! Localizada em uma das principais avenidas de Jaú, a Eurocar Multimarcas é uma revenda de veículos seminovos, periciados, com procedência, revisados e com garantia. A empresa possui atendimento de qualidade, parceria com todos os bancos e financeiras, além de facilidade na aprovação e as melhores taxas de financiamentos. Não perca tempo, compre seu seminovo com quem mais entende do assunto. Esse mês a Eurocar multimarcas comemora seu segundo aniversário e convida todos os clientes e amigos para visitá-la, conhecer o atendimento e o estoque. Acesse o site www.eurocarjau.com. br, confira a variedade e qualidade dos veículos, consulte multas e pontos e faça sua proposta de financiamento. Tel.: (14) 3416.5460 Av. Ana Claudina, 86

Entretenimento de qualidade para o seu veículo Nada melhor que desfrutar um som de qualidade no trajeto para o trabalho ou no lazer do fim de semana. A Inovasom é uma empresa familiar que atua desde 1982 no ramo de som, alarme, insulfilm e acessórios automotivos. A equipe composta por Marcos, Bruno e Maurício está sempre pronta a atendê-los com rapidez e qualidade, e atualizada com as novidades do cenário automotivo. Eles ressaltam que a principal diferença entre um som bom e um ruim está quase sempre na instalação. Instalações mal feitas geram diversos problemas ao veículo. Entre os diferenciais da empresa estão a parceria com os magazines da cidade, com instalação de CD e DVD gratuitamente, e a película de controle solar profissional com cinco anos de garantia. E você nem precisa agendar o seu serviço. Aos sábados a empresa tem horário diferenciado. email: inovasomacessorios@hotmail.com

Rua Quintino Bocaiúva, 419 Tel: (14) 3416.3412


Sandra com a sobrinha Lorena

Faça de sua habilitação uma

oportunidade de emprego

O

alto índice de desemprego na área calçadista de Jaú tem instigado as pessoas a procurarem novas formas de trabalho, entre elas motoristas de van, ônibus e caminhões. Fundada em setembro de 2013, a Auto Escola Mais é especializada em habilitação profissional nas categorias D e E, e possui parceria nos cursos Mopp para cargas perigosas, coletivos e veículos de transporte escolar. Com foco na qualidade, a Auto Escola Mais é dotada da melhor infraestrutura e treinamento para você tirar sua habilitação. As aulas são ministradas por profissionais altamente capacitados e os veículos são de primeira linha. Além disso, possui parceria com a Barracred, o que facilita muito na hora do pagamento. Venha para a Auto Escola Mais e transforme a sua vida!

24 Revista Energia

“A ideia em tirar habilitação para que eu pudesse dirigir van surgiu quando comecei a levar minha sobrinha Lorena para a escola. Observando o mercado, que está crescente, e vendo a possibilidade de aumentar a minha renda, desloquei-me até a Auto Escola Mais. Lá encontrei uma equipe atenciosa, paciente e muito profissional. Assim que concluir o curso de transporte coletivo, vou comprar a minha van e começar a trabalhar”. Sandra Ribeiro da Silva, 51 anos, vendedora autônoma


Seu

veículo

nas melhores

mãos S

hopping Car Centro Automotivo é um espaço diferenciado, que oferece agilidade, segurança e comodidade na hora de cuidar do seu veículo. Empresa solidificada e reconhecida no mercado graças ao seu profissionalismo, na Shopping Car você dispõe de técnicos treinados e capacitados em suas funções, atendimento de qualidade e parcerias com renomadas marcas nacionais e internacionais em componentes automotivos. Além disso, a Shopping Car possui ambiente agradável em duas lojas para seu maior conforto. Pneus, rodas, molas esportivas, suspensão, troca de óleo, serviços de mecânica em geral e manutenção preventiva dos veículos, com checagem gratuita de mais de 40 itens. Shopping Car: os melhores equipamentos e serviços estão aqui.

Shopping Car: os melhores equipamentos e serviços estão aqui!


Motor

Moto com efeito ouro no cromado, faixas decorativas em ouro e detalhes em fibra de carbono


!

HelpLine Personalize

ou envelope

Tendência mundial, a adesivagem de veículos tomou conta das ruas do Brasil comprovando que nós somos, sim, apaixonados por carros

Texto Heloiza Helena C Zanzotti

A

adesivagem de veículos (conhecida por envelopamento, no caso da adesivagem completa) confere ao seu carro, caminhão ou moto um ar moderno, e o diferencia de todos os outros. E quem não quer andar naquele carro que chama a atenção por onde passa, ainda que não seja o modelo mais caro da marca? envelopamento transparente Já imaginou comprar um carro novinho, usá-lo durante alguns anos e a pintura continuar como no dia em que você comprou? Pois isto já é realidade. Além de um visual elegante, a adesivagem confere proteção à pintura original do carro, que ficará imune à ação dos raios do sol, chuva, sereno e de arranhões e riscos superficiais que afetam apenas a película, e esta pode ser facilmente trocada. A sensação de quem envelopa seu veículo é a de ter um carro novo, e se você se

cansar pode retirá-la e terá seu carro original, tão conservado quanto estava antes da aplicação. As cores mais procuradas pelos motoristas são preto fosco, efeito fibra de carbono e o adesivo transparente, preferido por quem quer proteger a pintura e manter as características originais do veículo. Além disso, estudos realizados pela polícia revelam que um carro que contenha alguma coisa diferente, como adesivos, chama mais atenção, levando o ladrão a escolher outro que seja mais comum. Marketing No caso de empresas, a adesivagem é uma excelente ferramenta de divulgação. Estudos divulgados em diversos sites indicam que um veículo de empresa que roda em média 100 km ao dia, será visualizado por no mínimo 40 pessoas por km rodado, ou seja, 4.000 pessoas dia. E tudo isso pagando apenas


o serviço de adesivagem. E tem mais, devido às mudanças nas leis relacionadas à publicidade, com o intuito de deixar as cidades limpas, o uso desse tipo de propaganda tornou-se a melhor opção de divulgação de um produto ou marca. HelpLine Adesivar um veículo total ou parcialmente é um processo que requer muito cuidado na escolha do profissional. Cada veículo deve ser estudado com muito carinho e é preciso analisar o estilo e a proposta do cliente, para que o resultado final seja harmônico e o proprietário fique satisfeito. Se você está pensando em adesivar seu veículo, está na hora de conhecer a HelpLine. Atuando no mercado de Jaú desde 2000, a empresa que começou pequena, produzindo adesivos e banners, cresceu. Hoje a HelpLine é um birô de impressão digital de alta qualidade, com serviços exclusivos e custo competitivo. Qualidade total Com estrutura ampliada, a HelpLine investiu pesado em novos equipamentos como impressão em alta resolução, mesa de luz, máquina de verniz, mesa de corte e laminação brilho ou fosca. Também equipou o barracão onde são realizados os serviços de ferragens, pintura e grandes envelopamentos. Mão de obra qualificada e em constante treinamento garantem sempre as melhores soluções com as mais novas técnicas disponíveis no mercado. Na HelpLine é assim, produtos e serviços com respaldo técnico e garantia, durabilidade, acabamento visual superior e prazo de entrega pré-agendado e respeitado. Ou seja, cuidado total com o seu veículo.

Efeito Cor

em peças cromadas

Antes teto black piano

depois

Atenção em todos os detalhes Na HelpLine, cada veículo é único. Assim que entra para algum serviço ele é identificado, é feita uma ficha de check list para controle interno e toda movimentação é realizada por funcionários treinados e habilitados. Fotos do antes e depois registram toda a execução do serviço aprovado pelo cliente e ele só é liberado após check out de qualidade. E enquanto todo o processo é realizado você pode ficar tranquilo: seu carro, caminhão ou moto fica em local trancado e com seguro do prédio. A HelpLine faz Não importa o tamanho da sua necessidade. A Help Line preocupa-se em solucionar os problemas dos seus clientes dentro do leque de serviços que oferece, seja uma unidade até os serviços de uma empresa de grande porte. Qualidade de materiais, produtos exclusivos e serviços realizados com honestidade e seriedade são diferenciais que fazem com que a HelpLine tenha seus clientes fidelizados. 

Envelopamento Transparente

Máscara de lanterna

Antes

depois

detalhe fibra de carbono

faixas esportivas

proteção emborrachada transparente


Gerais  Adesivos, etiquetas, lacres, rótulos  Ímã de geladeira, cartões de visita  Banners, bandeiras, flâmulas.  Placas em PVC, acrílico, galvanizado, ACM.  Sinalização interna de prédios e empresas.  Crachás, impressões em laser e xerox  Personalização de vitrines e paredes  Personalização de geladeiras e armários  Decoração em residências (painéis, adesivos de parede)  Personalização de capas de celulares e notebooks  Quadro de controle para empresas  Adesivos de segurança  Luminosos, front lights  Painéis e placas em ACM  Letras caixa em aço inox e galvanizado pintado Automotivos  Adesivagem de veículos, caminhões, motos, caixas de motos  Personalização de carros, caminhões e motos  Proteção de pintura para motos de uso diário  Detalhes em fibra de carbono e aço escovado  Efeito cor ou fibra transparente em emblemas cromados  Teto em black piano, branco super ou fosco  Máscara de faróis em vários tons de cinza e preto  Máscara de lanterna em vários tons de cinza, preto ou cores

 Proteção de pegador de porta (riscos de unhas)  Proteção emborrachada para rodapé interno das portas (riscos de saltos de sapatos)  Proteção emborrachada para proteção das bordas da caçamba de camionetes  Frases para para-brisas e vidros traseiros  Perfurado com propaganda para vidro traseiro e laterais  Adesivagem de propaganda empresarial  Envelopamento total com propaganda de empresas  Envelopamento total fosco ou de fibra de carbono  Envelopamento parcial ou total de transparente cristal automotivo  Personalização de motos speed, chopper de trilha e motocross  Faixas e adesivos decorativos ou esportivos


Revista Energia 31


Fatal Moto Peças

absolutamente tudo para sua moto

H

á 12 anos no mercado atendendo Jaú e região, na Fatal Moto Peças o motociclista dispõe de todos os acessórios, peças e serviços para motos, qualquer que seja sua marca ou modelo. Pioneira na modalidade Pit Stop, que é a troca rápida de peças com o melhor serviço da cidade, na Fatal você praticamente nem precisa parar a sua moto, pois os técnicos qualificados e treinados da Fatal fazem tudo com muita agilidade, o que garante economia de tempo, dinheiro, e você ainda conta com peças de primeira linha.

Especializada em motos acidentadas, a Fatal possui serviço de resgate e equipamentos com tecnologia de ponta, tudo para deixar sua moto novinha, e para que você pilote com total segurança. De itens básicos como pneus, baterias, relação, escapamentos e freios, a equipamentos fundamentais como capacetes, capas de chuva, botas, luvas ou jaquetas, na Fatal você encontra preço justo e excelência em serviços. Qualquer que seja o seu problema, a Fatal Moto Peças tem a melhor solução. Pensou moto, pensou Fatal!

Completo sortimento de peças e acessórios para todo e qualquer tipo de motocicletas

32 Revista Energia


Boas dicas!!! Compromisso com você Presente no mercado há mais de 45 anos, tudo o que você pensar para o seu carro você encontra na Avante. Mecânica, funilaria e pintura, som e alarme, colocação de insulfilm e a mais avançada tecnologia em equipamentos para manutenção em injeção eletrônica, câmbios automáticos e controle de poluição. O atendimento personalizado e a equipe altamente capacitada garantem aos clientes os melhores serviços com qualidade, rapidez e eficiência. Lembre-se: revisões preventivas são muito mais baratas que manutenção corretiva; conferir alinhamento de direção a cada 5.000 km aumenta a durabilidade dos pneus e a higienização do ar condicionado a cada 3 meses é fundamental para sua saúde. Precisou, conte com a Avante: seu carro sempre novo, com toda tranquilidade para você! Tel.: (14) 3622.3796 Rua Major Prado, 1004

Sua segurança está aqui. Amortecedores danificados provocam desgaste prematuro nos pneus, comprometem a capacidade de frenagem do automóvel e causam perda de estabilidade, o que ocasiona sérios riscos para os ocupantes do veículo. Faça uma avaliação na Jaú Amortecedores, que trabalha com amortecedores novos e remanufaturados, serviços especializados em toda a parte de suspensão de carros, troca de óleo, escapamento, freios, alinhamento e balanceamento. Além do novo serviço de colocação de insulfilm, a Jaú Amortecedores trabalha com alarme, trava, som, vidros elétricos e o diferencial: amortecedores rebaixados e suspensão preparada, com serviço e peças de qualidade total. Tel.: (14) 3626.5871 Rua Rangel Pestana, 1042

Revista Energia 33


Revista Energia 35


36 Revista Energia


Boas dicas!!! Solução em câmbio automático Definitivamente o câmbio automático ganhou as ruas e a preferência do consumidor. Além de diminuir o desgaste físico do motorista, esse tipo de tecnologia quebra menos. Entretanto, se você precisar de assistência em câmbio automático você tem a Romatec, que possui serviços de diagnóstico rápidos e precisos, e equipamentos de última geração.Posto autorizado da Automático Brasil, a Romatec é especializada em câmbio automatizado, dualogic, easytronic, CVT e semiautomático. E também faz análise e troca de óleo de câmbio, manutenção preventiva e mecânica em geral de carros nacionais e importados. Quando precisar conte com a Romatec e siga a dica: verifique sempre se o óleo do seu câmbio automático está em dia e evite panes. Loja 1 Tel.: (14) 3624.6593 Rua Edgard Ferraz, 939 Loja 2 Tel: (14) 3626.5500 Av. Netinho Prado, 55

Dica Energia - Fique por dentro A nova lei de trânsito que entrou em vigor no último dia 1º de novembro modificou 11 pontos no Código de Trânsito Brasileiro. O valor das multas, no caso de motoristas que praticam manobras perigosas, sobe de R$ 574 para R$ 1.915,40. A infração inclui arrancadas bruscas, derrapagens e freadas intencionais, além de rachas. Para ultrapassagens em local proibido (faixa contínua, por exemplo), o valor será reajustado em 500%, indo dos atuais R$ 191,54 para R$ 957,70. Em todos os casos, o condutor perde o direito de dirigir temporariamente e tem o veículo apreendido. As penas para os crimes no trânsito eram de até quatro anos no regime semiaberto. Agora, podem chegar a 12 anos de reclusão em regime fechado. A medida pretende diminuir em 50% a mortalidade no trânsito até 2020.


38 Revista Energia


Revista Energia 39


40 Revista Energia


Revista Energia 41


Perfil

Fotos: Arquivo Pessoal

Acelerando sem vaidade

Batemos um papo com a gaúcha que está acelerando nas pistas Brasil afora Texto Marcelo Mendonça

M

árcia Reis, 40, também adora escrever sobre poesias e motivação, e ainda encontra tempo para ser uma super mãe. Ela morou em Erexim, no norte do Rio Grande do Sul, até o fim de 2013, quando mudou-se para Jaú. Na rua da sua casa foi onde a paixão por motos nasceu. “Com treze anos eu já dividia espaço com os meninos para aprender a andar, era meu passatempo preferido, parecia dar uma sensação de liberdade muito grande”. Só começou a correr anos depois, ainda em competições extraoficiais, usando sua própria moto, que ela “depenava” para participar dos eventos. “Como minha moto não era específica para corridas, eu adaptava para participar, ainda em competições femininas, somente”. Ela havia acabado de comprar uma moto Ninja 250cc, e trocado 42 Revista Energia

três meses depois por uma 600cc. Na época, Márcia conta que a principal dificuldade para participar das corridas era conseguir patrocinadores, já que a modalidade exige um bom investimento. “O preparo da moto existe a cada etapa. Os pneus são trocados depois do treino e às vezes durante a prova, a manutenção da equipe, dos mecânicos requer um alto valor para manter a moto nas pistas”, diz.

Sinal verde Em 2011 ela fez o curso de pilotagem para se profissionalizar nas pistas “É preciso se especializar, afinal, não é nada parecido com andar nas ruas de moto, nas pistas é totalmente diferente”. Após o curso, era preciso buscar um patrocinador forte, para que pudesse entrar nos campeonatos. A busca levou mais de


um ano. A SAF - Rio de Janeiro, representada por Octavio Sereno, é um grupo de empresários que investe na categoria e já patrocinava outras duas corredoras, e agora decidiu apostar e patrocinar Márcia. A partir daí as provas não eram mais somente com mulheres. “Colocou capacete e macacão, é homem”, diz ela sobre correr também com pilotos. Em 2014 já foram quatro provas, sendo a primeira em Interlagos, depois Goiânia, Curitiba e Santa Cruz do Sul, ainda faltando uma etapa até o final do ano. Márcia participa do campeonato uma vez por mês, e ainda está se acostumando com a 500cc. O restante do tempo é dividido entre track days (nome dado para treinos fora das corridas oficiais) e treino diário de resistência e condicionamento físico na academia. “Estamos nos preparando para o ano que vem, com o Octavio como Chefe de Equipe, e com Nivaldo e Guilherme Campos, da Moto Power para, aí sim, poder brigar no grid, até porque sem estrutura você não chega, e existem equipes muito fortes”. O preparo antes das provas é também um desafio, “Precisei perder 10 kg, a manutenção da academia é diária com personal, acompanhamento nutricional e suplementação, pois o desgaste a cada prova é muito grande”. Ela é uma das seis mulheres participantes do Campeonato Brasileiro, num total de 230 pilotos inscritos, divido nas categorias 250, 500, 600 e 1000 cc .

Fora das pistas “Neste momento da minha vida posso dizer que está tudo perfeito, mas nem sempre foi assim. Agora minha família respeita a minha paixão por motos e pela velocidade, e a minha filha está curtindo mais e me acompanha nos eventos. Todos estão me apoiando bastante, principalmente meus amigos, e isso me motiva cada vez mais”. Formada em Contabilidade e Administração, ela tem MBA executivo e é pós-graduada em Administração Hospitalar. Também já palestrou sobre “Motivação Pessoal e Profissional”, tema de um de seus livros. Publicou, ainda, “Poesias e contos da nossa gente” e “Um anjo dentro de mim”. Com essa mistura de adrenalina e a calma das páginas literárias, Márcia vai se empenhando cada vez mais na busca pela evolução, não só nas pistas, mas também na vida. No final da nossa entrevista, ela agradeceu a todos os patrocinadores, ressaltando que sem eles nada disso seria possível, e que cada um tem uma parcela no seu crescimento. Hoje seus patrocinadores são a SAF - Rio de Janeiro, Academia Personal, Melise Bisoff - Nutricionista, Monsta Suplementos e Fitness, Lilian Breda Cabelo e Estética. Ela diz, ainda, que a busca por patrocínio nunca para, o que já está buscando para a temporada 2015 do Superbike Series Brasil. 

Revista Energia 43


Jurídico

Por Wagner Parronchi juridico@revistaenergiafm.com.br

A súmula 385 do STJ e a vida real A súmula 385 do STJ causou furor na comunidade jurídica e um estrago sem precedentes na vida de milhares de consumidores

P

ara melhor compreensão da matéria deste mês, súmula é o registro “resumidíssimo” da interpretação pacífica ou majoritária adotada por um Tribunal a respeito de um tema específico, a partir do julgamento de diversos casos similares (precedentes), cujo objetivo é orientar a sociedade e promover a uniformidade das decisões, ou seja, para que a partir da edição da súmula os juízes passem a utilizá-la em suas decisões a respeito do mesmo tema. Ocorre que muitas vezes a súmula é interpretada sem o atento estudo dos casos que deram origem à mesma, fazendo-se uma interpretação meramente literal de sua redação que, como dito acima, é um registro “resumidíssimo” do entendimento do tribunal que a editou. Foi o que aconteceu em milhares de julgados por todo o país a partir de maio de 2009 acerca da súmula 385 do STJ, que foi editada de forma perigosa e muito resumida: “Da anotação irregular em cadastro de proteção ao crédito, não cabe indenização por dano moral, quando preexistente legítima inscrição, ressalvado o direito ao cancelamento.” Referida súmula causou um verdadeiro estrago na vida dos consumidores brasileiros que tiveram suas ações decididas muitas vezes sem o mínimo de sensibilidade aos contratempos da vida real, aquela em que muitos de nós brasileiros vivemos, em que um dia está tudo bem e no outro tudo “vira de cabeça para baixo”, seja porque perdeu o emprego, ou quebrou sua empresa, ou ficou doente, enfim, aquela que não pedimos nem contribuímos para tê-los. A súmula parecia fechar os olhos para esses consumidores, colocando os inveterados maus pagadores e os

44 Revista Energia

que passaram por dificuldades momentâneas no mesmo “saco” e a partir de então não mereciam qualquer reparação pela “negativação” de seu crédito por dívida indevida. Ocorre que a súmula não retratou de forma fiel os julgados que a precederam, causando uma avalanche de decisões equivocadas, inclusive com expedições ilegais de ofícios aos bancos de dados de inadimplentes para que informassem a existência de cadastros baixados, excluídos, prescritos e cancelados, sem levar em consideração os precedentes e a delimitação do tema do recurso repetitivo (art. 543-C do CPC), o qual também deu origem à súmula que nasceu da interpretação adotada pelo STJ a partir de oito julgados que discutiram a negativação do nome do consumidor, levada a efeito pelos mantenedores de bancos de dados sem a comunicação prévia de que trata o art. 43, § 2º do Código de Defesa do Consumidor, independentemente da dívida ser ou não devida. Logo, a súmula 385 do STJ somente seria aplicável nas hipóteses em que a indenização é pleiteada em face do órgão mantenedor do cadastro de proteção ao crédito, que deixa de providenciar a notificação prevista no art. 43, § 2º, do CDC antes de efetivar a anotação do nome do devedor no cadastro. Neste caso, tendo o consumidor outras pendências regularmente inscritas atuais (não baixadas, prescritas, excluídas ou canceladas), não seria o ato da falta de comunicação capaz de causar qualquer sofrimento extraordinário, o que não pode ser dito em face do ato de uma inscrição indevida, a qual, por si só, já causa um sofrimento injusto, independentemente ou não da existência de qualquer anotação regular atual ou baixada.


Beleza

Renovada e de bem com a vida!

Estamos a um mês das festividades de final de ano e nada como estar linda para participar de todas elas

H

14 3622.8364

Jorgin Cabelo e Estética

Formas e Cores Vanessa tem o tom de pele quente e ao adequá-la às tendências da moda, onde cores como amarelo e laranja chegam com tudo, foram usadas mesclas de tons quentes e frios na maquiagem. Para os cabelos foi usada a técnica de ombré tropical, onde as cores quentes se difundem com as frias e dão o ar do verão. Antes do corte, as especialistas analisaram o formato do rosto de Vanessa. “Diante da simetria do rosto, o estudo revelou que sua imagem deve ser planejada no formato losangular, que remete a um estilo dinâmico e repleto de sensualidade, por isso optamos por um corte em linhas retas, mas com movimento”, afirma Francine. Após verificarem que seu corpo se encaixa no formato ampulheta, as viagistas recomendaram à jovem roupas em cortes retos e equilíbrio quanto às estampas.

Saúde e bem-estar Para melhorar a qualidade de sua pele foram indicadas seções de limpeza de pele. Quanto à alimentação, a nutricionista Ana Carolina Quagliatto, parceira das visagistas, sugeriu à Vanessa incluir em sua alimentação o óleo de semente de uva. “Por ser rico em ômega 6, ele ajuda na manutenção da integridade da pele, pois ativará a microcirculação sanguínea tendo grande afinidade com a elastina e o colágeno”. Outra dica importante compartilhada é aplicar o óleo na pele. Este segredinho ajudará nos aspecto das estrias. Ao final desta consultoria é indiscutível a mudança de Vanessa, não só visualmente falando. Hoje podemos dizer que a jovem se transformou em uma nova mulher! Se você gostou das dicas e quer se transformar, que tal agendar um horário no Jorgin Cabelo e Estética e conhecer o que o visagismo tem para lhe oferecer?

Avenida Frederico Ozanan, n° 770 Revista Energia 45

Texto: Tamara Urias Fotos: Douglas Ribeiro Roupas: Bia Modas Modelo: Vanessa Bergamini

á poucos dias a leitora Vanessa Bergamini, 29, procurou a Revista Energia em função do descontentamento com sua imagem. Acrescentou ainda que por estar acima do peso, tudo o que se refere às tendências da nova estação não se encaixa em suas medidas. Para levantar o astral desta jovem simpática, convocamos quem entende do assunto: as visagistas Flávia e Francine Jorgin. Vanessa foi submetida à consultoria, onde um estudo foi realizado e adequado às suas necessidades. “Foi constatada a importância de agregar a sua postura (ela se enquadra nos conceitos de uma mulher moderna) ao seu desejo e às necessidades apresentadas, como o fato de ser mãe de uma criança de um ano”, relata Flávia. Durante a consultoria, as visagistas perguntaram à jovem o que mais a incomodava. Enfática, Vanessa respondeu que a cor escura dos cabelos. “Por conta da gravidez escureci os fios, mas a cor não me agrada. Quero uma renovação nas madeixas, na pele e também desejo aprender a adequar as roupas da estação à minha atual forma física”. Através dos estudos do visagismo, Flavia e Francine indicaram e executaram os seguintes serviços:


Radar

Por Alexandre Garcia

Segundas intenções A presidente Dilma, no pronunciamento da vitória após as eleições, falou de novo em reforma política com plebiscito – a resposta que dera às ruas de junho do ano passado

P

ois as ruas de junho, que exigiam mudanças e moralização, não foram às urnas no plebiscito de domingo. Ou, pelo menos, não com a mesma força e ênfase. No plebiscito de domingo, o que se perguntava ao eleitor era: “Quer continuar assim?” ou “Quer mudar isso?”. Venceu, por 3 milhões e quinhentos mil votos de diferença a vontade de continuar com o que motivou o protesto das ruas no ano passado. A vontade de continuar foi mais forte e, claro, vai ser acatada. No pronunciamento da vitória, Dilma e Lula vestiram branco, em lugar do tradicional vermelho. Um sinal de paz. E Dilma falou em união e diálogo. Que seja sincera, para o bem de todos. Porque ultimamente temos assistido à pregação de divisão do país por regiões, por tamanho de conta bancária, por cor da pele e até por preferências sexuais. Precisamos de união, como nos tempos em que todos éramos brasileiros. E precisamos de diálogo. Presidente distante dos representantes do povo nunca acabou bem. O governo precisa abrir mão de sua distância majestática, principalmente porque as urnas mostraram forças equilibradas; mais oposição em estados mais desenvolvidos; menos maioria governista no Congresso; e sequelas das eleições em aliados do

governo. Vai ser preciso muito diálogo, o que não aconteceu no governo Dilma. Muito diálogo, transparência e busca de compreensão, porque a Presidente vai receber no próximo mandato o que ela chamaria de herança maldita se tivesse sucedido a  Fernando Henrique, por exemplo. Inflação fugindo de controle, política monetária errante, política cambial debilitada, equilíbrio fiscal maquiado, contas externas estropiadas, dívida pública crescente, excesso de despesas de custeio; aparelhamento de agências, estatais e administração direta – em consequência, corrupção explosiva;  crescimento zero com pressão sobre o emprego; indústria encolhendo; preços administrados irreais; política externa jungida  à vontade de tiranetes regionais bolivarianos – enfim, 2015 será um ano difícil, que seria ainda mais difícil se o candidato contrário tivesse sido vitorioso. O PT ficará, agora, 16 anos no governo federal – talvez 20, se Lula se candidatar para 2018, como é o desejo anunciado do presidente do partido. Por trás do propósito de reforma política, aparece de novo a palavra plebiscito. Uma consulta popular que pode servir para avalizar reformas ou para impor mudanças que não passariam pelo escrutínio do Congresso. Como já se disse em outros tempos Thomas Jefferson, um dos fundadores da nação americana, o preço da liberdade é a eterna vigilância. Ainda que no plebiscito de domingo uma escassa maioria se tenha pronunciado por continuar o governo do PT de Lula, desejo que o branco de Dilma e Lula pacifiquem a inquietação dos espíritos preocupados com as segundas intenções. 

Precisamos de união, como nos tempos em que todos éramos brasileiros


Opinião

Fotos Douglas Ribeiro

“Através da Revista Energia fico por dentro do que está acontecendo na cidade e região, além de acompanhar todas as novidades. Acho fundamentais os assuntos de saúde, comportamento e outros que sempre são abordados de forma clara e objetiva”. Flávia Herrera, 21 Universitária

“A Revista Energia tem uma diversidade de assuntos que me permite saber mais sobre minha cidade e ficar mais próximo dos acontecimentos de Jaú e região. Também acompanho a carreira de muitos jauenses que se destacam no Brasil e no exterior, e que merecem todo o reconhecimento”. Leandro Rozatte, 31 Professor

Revista Energia 47


Consultoria

Por Paulo Sérgio de Almeida Gonçalves consultoria@revistaenergiafm.com.br

Como quebrar um negócio Regras simples para quem quer sair do mercado. Basta colocá-las em prática

A

o atender um cliente, atenda-o de qualquer jeito. Use uma roupa qualquer, deixe os botões do peito abertos e use um bermudão. Use palavras de baixo calão, fale bastante em crise, pois ele deve ter chegado à sua empresa e não tem problema nenhum para resolver, talvez isso irá motivá-lo a se unir a um concorrente seu. Aproveite e faça uma reunião com todos os funcionários e chore tudo o que puder. Reclame que a situação financeira da empresa não anda nada bem e que você prevê cortes na folha de pagamento. Com certeza eles não comentarão sobre isso com ninguém fora da empresa, e não farão comparações com o mercado e empresas do mesmo segmento que o seu. Diga também que só estão ali porque dependem de você, caso contrário, já estariam fora, sendo que você tocaria a coisa sozinho. Isso serve muito para mexer com a autoestima das pessoas e deixá-las motivadas... a sumir da sua frente. Fale muito com todos os parceiros sobre a globalização, da guerra de Israel, da decapitação de prisioneiros, etc. Aproveite e fale mal do governo, e o quanto isso impacta muito no seu negócio, peça para que reduzam bastante o valor dos produtos e ignore que eles também têm custos mensais em suas empresas e, caso não aceitem, diga que irá adquiri-los de outros fornecedores, que a qualidade pouco importa, pois não é algo a ser levado muito em consideração neste momento. E acrescente que os seus clientes talvez nem percebam. Sabe aquele serviço que você não quer fazer na sua empresa

48 Revista Energia

ou, se fizer, terá que contratar outros funcionários, elevando sua folha de pagamento? Mande para os terceirizados e brigue muito no preço. Quanto menor o preço, mais sobrará para você no final, e dane-se o cara. Ele que se vire com o que sobrar. Ah, e não deixe de mandar os produtos mais difíceis para que ele faça, assim ele terá que penar para executar e o custo será ainda menor. Para a sua casa, leve todos os problemas possíveis de sua empresa. Ao sentar-se à mesa, fale com os filhos e com a esposa que a coisa está ficando preta, e que passeios e diversões serão cortados. Mas não deixe de fazer aquela carinha de coitado...

Peça para que o enterre antes mesmo de morrer, porque morto você já está Aproveite agora, que só falta se lamentar com o coveiro, e peça para que o enterre antes mesmo de morrer. Porque morto você já está desde o momento em que quebrou seus negócios, seus sonhos, seu futuro e o de todos que estão à sua volta.  Paulo Sérgio de Almeida Gonçalves é administrador, contador, consultor, palestrante e professor universitário com MBA pela FGV – RJ em Gestão Estratégica de Pessoas; presidente  da AESC – Associação dos Escritórios e Profissionais da Contabilidade de Jaú e região - gestão 2004/2005; atualmente  diretor da AESC Jaú; proprietário do DinamCorp Corporação Empresarial e Contábil; proprietário da Prosol Unidade Jaú e consultor e orientador em desenvolvimento de softwares Prosol – São Carlos


Raça do mês

Fila brasileiro Por Heloiza Helena C. Zanzotti | Foto Douglas Ribeiro

Amigo incondicional, fiel e companheiro

F

orte, robusto, protetor, inteligente, amoroso e com um instinto ímpar para defesa. Assim é o Fila, considerado um dos melhores cães de guarda e companhia. Primeira raça brasileira a ser reconhecida internacionalmente, é um cão de grande porte e suas habilidades para o trabalho também são marcantes. Além de sua aptidão natural para a guarda, inclusive sem precisar de adestramento para isto, o Fila Brasileiro é o cão perfeito para lidar com distúrbios causados por multidões, sendo utilizado por tropas policiais devido à sua coragem e pelo fato de não recuar diante de tiros e bombas. Como possuem um olfato muito apurado e podem seguir longas trilhas atrás de caça ou outros cheiros, esses cães já foram muito usados para buscar escravos fugidos e escondidos nas matas. O Fila adora uma brincadeira, especialmente com as pessoas com as quais convive diariamente. Apega-se rapidamente à família e mesmo bastante jovem já desconfia de estranhos. Um Fila nunca atacará sem razão, mas não gosta de estranhos, mesmo quando estes são autorizados a entrar na casa. Se for preciso pode dar sua vida para defender a família, instinto de fidelidade que só um Fila é capaz de ter. Cães desta raça possuem muita energia e precisam de espaço para correr e manter a forma. Sua altura varia entre 65 e 75 cm (macho) e 60 a 70 cm (fêmea) e podem pesar entre 41 e 50 kg. As cores mais comuns são castanho, preto e marrom escuro, além das variedades tigradas. Doroty, a Dorinha como é carinhosamente chamada, é uma Fila de apenas 7 meses que faz a alegria do dono, Emerson Cristiano Caramano, 42, autônomo. Ele conta que adquiriu a Dorinha em Avaré, através de um amigo, e adora a raça, pois já teve vários Filas. “Ela está comigo há 5 meses, gosta muito de carinho e é brincalhona”, diz. Emerson lembra um dia quando, ao retornar para casa, pas-

Emerson Caramano e Doroty

sou na frente do imóvel e não parou. “Assim que passei a Doroty entrou em desespero, latia e pulava, já era tarde e com tanto barulho minha esposa e minha filha saíram para ver se havia algo errado. A Doroty latia muito, olhando para a rua de baixo, e foi quando virei a esquina que perceberam que ela tinha visto quando passei e me contaram o que fez. A Dorinha percebe o dono de longe, e fica muito feliz!”


Pediatria

Boa

Por Dra Ana Gabriela Pavanelli Roperto pediatria@revistaenergiafm.com.br

Anemia Ferropriva No Brasil a anemia é considerada um grave problema de saúde pública, exigindo políticas de combate à deficiência de ferro

E

sta deficiência é encontrada em todas as classes socioeconômicas e grupos culturais, porém, certas populações correm maior perigo, como as famílias de baixa renda; os casos de desnutrição intrauterina; prematuros de baixo peso ao nascer ou gemelares; as que abandonaram o aleitamento materno precocemente; que substituíram o leite materno pelo leite de vaca sem suplementação de ferro; que receberam dietas pobres em ferro; que apresentam infecções frequentes; que apresentam parasitoses e que apresentam alergia alimentar causada, principalmente, pelo uso do leite de vaca integral. É particularmente comum entre 6 meses e 2 anos de vida, e nas adolescentes do sexo feminino. A anemia por falta de ferro é precedida por um estágio de diminuição das reservas do ferro com posterior diminuição do ferro circulante. Quando aparecem os primeiros sintomas, na maioria das vezes a anemia já é moderada. Os sinais e sintomas são palidez cutâneo-mucosa, apatia, adinamia, fraqueza muscular, desânimo, irritabilidade, intolerância a esforços, piora na performance física e escolar. Crianças anêmicas apresentam um atraso na aquisição da linguagem, da coordenação do equilíbrio corpóreo e do desenvolvimento motor. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) preconiza a suple-

50 Revista Energia

mentação de ferro a partir dos 6 meses de vida para bebês a termo em aleitamento materno, e antes dos 6 meses se o bebê for prematuro ou de baixo peso ao nascimento. Portanto, as mamães devem ficar atentas à alimentação de seus filhos, inserindo alimentos ricos em ferro na dieta das crianças a partir do sexto mês de vida, como carnes; fígado; verduras verdes (brócolis, couve, espinafre, rúcula, agrião); leguminosas (feijão, soja, lentilha; abóbora e beterraba). A distorção alimentar que mais frequentemente leva à Anemia Ferropriva é o prolongamento do uso de mamadeiras de leite como parte importante da alimentação após 1 ano de idade, ou seja, mais de 500 ml de leite de vaca por dia após 1 ano de idade, porque o leite dificulta a absorção do ferro. 

As mamães devem ficar atentas à alimentação de seus filhos, inserindo alimentos ricos em ferro na dieta das crianças a partir do sexto mês de vida


Revista Energia 51


Gente Fina

Silvia

Maria Marola Guedin “Acredito que através do trabalho voluntário sou um meio, um instrumento na mão de Deus”

Texto Tamara Urias Fotos Douglas Ribeiro

52 Revista Energia


Revista Energia 53


E

nérgica e bastante expressiva, a nossa Gente Fina desta edição desde jovem alimentava um desejo: ser voluntária. Diante dos compromissos assumidos sabia que chegaria o momento certo. E ele chegou. Apresento-lhes Silvia Maria Marola Guedin, 61, funcionária pública aposentada, que divide o seu tempo em esposa de Otaviano José Correa Guedin, mãe de Otaviano Junior e Marina Gabriela, presidente da instituição Pró-Meninas e Dra Dapavirada. Mas, se você acha que o trabalho voluntário só iniciou após a aposentadoria, engana-se. Em 2003 foi convidada a ser tesoureira da entidade Pró-Meninas, aceitou o desafio e há quase dois anos assumiu a presidência da instituição. Poucos anos depois tornou-se uma Remédica do Riso, e atuava no hospital nos finais de semana, desejo que habitava há muito tempo seu coração. “Sempre quando eu via os Doutores da Alegria atuando, pensava em um dia ser um clown (palhaço), e hoje eu sou”. Tendo como lema a frase de Madre Tereza de Calcutá, “As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam”, acredita que a diferença se faz através da ação e esta, mesmo que seja a mais simples, quando verdadeira tem o poder de transformar! Convido você, meu amigo leitor, a embarcar no mundo do voluntariado, no qual é preciso ter um item fundamental: comprometimento.

No que o Pró-meninas contribui para a vida dessas garotas? Aqui atendemos 100 meninas de baixa renda, de 6 a 16 anos, e oferecemos aulas de informática, ginástica, artesanato, reforço escolar, entre outras, além da alimentação. Nós temos crianças com os mais variados problemas, algumas vêm por meio de encaminhamento do fórum, porque sofreram algum tipo de abuso. Procuramos fazer com elas saiam daqui preparadas para enfrentar o mundo, por isso conversamos sobre tudo com elas, desde higiene à educação sexual. E foi em função da preocupação com futuro das meninas, em que a mãe tinha que trabalhar e não tinha onde deixá-las, que o Pró-meninas foi

54 Revista Energia

fundado em 1991 por um grupo de senhoras. Quais as maiores transformações que você acompanhou? Nós vemos muitas transformações. Tem uma garota que ficou conosco durante um bom tempo, hoje trabalha em um supermercado e está muito bem. Mas nem todas saem daqui como nós gostaríamos. Enquanto elas estão aqui, procuramos oferecer o melhor e mostrar o que é correto como disciplina, respeito, educação, drogas, gravidez. Mas quando elas saem já não dá para ficarmos cerceando, cuidando. Acho que o importante é termos feito algo, termos plantado a sementinha, o que acontecerá daqui para frente é a escolha de cada uma.

Qual a importância do trabalho em equipe? Dificuldades existem, mas procuramos superar todas. A instituição recebe verba do Estado e da Prefeitura, só que ambas dão apenas para manter as despesas, por isso paralelamente organizamos festas, show de prêmios, entre outros eventos, ou seja, dinheiros extras que vêm do nosso esforço. Acredito que sem a diretoria, as funcionárias e as voluntárias, jamais conseguiríamos deixar o Pró-meninas como está. Aqui todos vestem a camisa da instituição. E nos Remédicos não é diferente. Como foi a primeira vez que se vestiu de Dra Dapavirada? Para você participar do grupo não é simplesmente vestir um jaleco e ir fazer graça, há todo um processo. Após a seleção, você passa por treinamentos com profissionais de diversas áreas, e ao final vem a formatura, ou seja, há toda uma preparação. Mas quando chega o grande dia a emoção é indescritível. Confesso que fiquei bem nervosa. Você chega, se caracteriza e vai com dois Remédicos mais antigos, mas mesmo estando preparada dá um frio na barriga. Nesta hora eu já não sou mais a Sílvia, e sim a da Dapavirada. Como você busca melhorar a Dra Dapavirada? A cada dia eu procuro me aprimorar mais naquilo que quero fazer; leio livros, matérias, artigos e outras publicações sobre o


assunto, compro coisas para o meu personagem (minha filha e marido também vivem trazendo coisas para incrementá-la) e recentemente estive em São Paulo, para assistir a palestra com o idealizador mundial da humanização no ambiente de saúde, Hunter Patch Adams. Ele ficou conhecido internacionalmente após o filme ‘Patch Adams - O amor é contagioso’, interpretado pelo ator Robin Willians. É gratificante este trabalho, às vezes passamos por situações difíceis, mas sempre se aprende. Eu amo o que faço.

Teve algum momento em que foi difícil conter a emoção? Ahh teve! Um dia fui ao quarto de um menino que estava acompanhado do pai, na TMO (transplante de medula óssea) e naquele dia o meu companheiro era o Café com Leite. Perguntamos se podíamos entrar, pois se o paciente disser que não, respeitamos. O pai concordou e entramos no quarto, o garoto estava deitado e assim continuou. Eu e o Café com Leite pulamos, brincamos, viramos de ponta cabeça, fizemos de tudo e nada do menino interagir. Às vezes é assim, você entra no quarto e arranca um sorriso no mesmo instante, outras vezes não. Quando chegou o momento de irmos, eu me abaixei próximo a ele e disse que ia embora porque ele não tinha me dado um sorriso. Ele agarrou o meu pescoço e me abraçou forte. Eu não podia chorar naquele momento, porque ali nós estamos para levar alegria. Ele me abraçou tão forte, que minhas pernas começaram a bambear. Como somos treinados e nunca vamos sozinhos, o meu companheiro imediatamente começou a brincar e me tirou da situação. Acho que o menino estava sentindo a falta da mãe, pois já fazia um tempo que ele estava ali só com o pai. Foram muitas outras situações, mas em todas o nosso objetivo é levar alegria. Parece que quando a gente chega o alívio chega junto, nem que seja por algumas horas. Toda vez que saio de lá, saio com o coração cheio e a sensação de dever cumprido. Depois que começou o trabalho voluntário, você acha que mudou algo na sua vida? Com certeza, tudo o que se aprende durante o trabalho voluntário, você traz para o dia a dia. Às vezes você levanta com dor de cabeça ou um pouco triste, no mesmo instante você para e pensa nas pessoas de lá, o quanto elas lutam pela vida. Neste momento a gente até esquece que está com algum problema. Eu trago muito do que aprendo lá para ajudar essas meninas. Como faz para lidar com a morte dos pacientes? Nós somos treinados para não nos apegarmos ao paciente. Mas somos humanos e não se envolver é difícil, principalmente no caso de crianças. Acompanhei alguns casos de crianças que morreram. A primeira vez foi muito difícil, chorei o dia inteiro, mas o que dá forças é saber que existem muitos outros pacientes que esperam e precisam de você. Qual a sua válvula de escape para as emoções ali vividas? Uma vez por mês participamos de uma oficina e ali soltamos todas as emoções. Lógico que eu choro, fico nervosa, brigo, mas graças a Deus consigo lidar muito bem com estas

Dra Dapavirada

situações, não só pelo apoio dos profissionais que ali estão, mas dos companheiros de grupo, um procura ajudar o outro. Tenho muitos amigos, nós conversamos bastante.

Você encontrou um novo sentido para sua vida? Ah, encontrei. O trabalho voluntário me trouxe algo a mais e não quero parar por aqui. Pretendo ir à casa Ronald, ao Nosso Lar, Apae e outros locais. Tem um monte de lugares onde se pode fazer este tipo de trabalho. Hoje faltam voluntários, vejo por nós, aqui no Pró-meninas temos poucas pessoas que se predispõem. Às vezes, durante um evento, a pessoa vem e diz que adora o trabalho voluntário, que gostaria de fazer algo neste sentido, mas quando você abre as portas e convida, a pessoa não vem. Sabe por quê? Porque para se fazer um trabalho voluntário é preciso ter comprometimento. Você tem que falar eu vou e ir. Não adianta achar lindo, dar o nome e quando for chamado não comparecer. Qual a importância da ação? É fazer os outros felizes e tirar o sorriso de uma criança. A ação que você faz é para contribuir para um mundo melhor. No caso do Pró-meninas é contribuir para que essas garotas, quando saírem daqui, pensem em tudo o que aprenderam e possam ter uma vida melhor. E nos Remédicos é saber que eu fui lá e fiz alguém feliz, enquanto estava passando por um momento difícil de doença. Acredito que através do trabalho voluntário sou um meio, um instrumento na mão de Deus.  Revista Energia 55


Foto: Internet

Homeopatia

Mente sã, corpo são

Banda RockSoba

Tendo como objetivo principal tratar o “doente” e não apenas a “doença”, a homeopatia melhora a condição de vida do paciente, mantém a saúde e leva à cura Texto Tamara Urias

H

á um bom tempo tem crescido o interesse da população pelas alternativas da medicina, principalmente as que têm por princípio melhorar o fator reacional do organismo, fortalecendo-o contra agentes externos, inclusive os emocionais. Entre elas podemos encontrar a homeopatia. Por ser uma medicina de base vitalista, tem como objetivo buscar o princípio reacional pelo qual a doença possa estar se desenvolvendo. Este princípio pode estar no psiquismo, no corpo físico ou na mente, e como tal gerando doenças. Para desmistificar o tema, a Revista Energia convidou o médico homeopata Nelson Mônaco Carboni, que há mais de trinta anos exerce a ciência em seu consultório, e ministra aulas práticas e teóricas em cursos de pós-graduação. 56 Revista Energia

Com o crescimento do setor de medicamentos manipulados alguns itens são essenciais para oferecer produtos de qualidade. De acordo com o farmacêutico e proprietário da Magistral Pharma, Henrique Tadashi Chiba, 32, o medicamento homeopático é feito através da diluição sucessiva de uma substância, e sua utilização estimula o organismo a restabelecer o equilíbrio, sendo as formas farmacêuticas mais comuns os glóbulos e solução líquida. Ele afirma que diante da forte concorrência, para se conservar no mercado é necessário manter o controle de qualidade e de estoque em dia, buscar inovação e ter cuidados com a limpeza e temperatura. “As matérias-primas, as embalagens e os produtos manipulados precisam ser armazenados sob condições apropriadas e seguras, de modo a preservar a identidade, integridade e qualidade, e é isso que fazemos”.


Dr Nelson Mônaco Carboni

Foto: Douglas Ribeiro

Quais os medicamentos homeopáticos mais indicados? Estes podem ser associados a medicamentos alopáticos? Os medicamentos mais indicados podem estar vinculados à época do ano, por exemplo, a primavera tem a Pulsatilla como medicamento mais comum. Ou em uma epidemia, como recentemente enfrentamos a dengue e pudemos contar com um complexo homeopático testado cientificamente e aprovado pela ANVISA. Porém, no tratamento de doenças crônicas os medicamentos variam muito, e de acordo com o fator reacional de cada paciente em sua particularidade. Quanto à associação com os medicamentos alopáticos, isso pode, sim, ser feito em certos casos. Quando a pessoa busca a homeopatia, geralmente já tentou todo o tipo de tratamento alopático. Neste pacientes existe eficácia no tratamento homeopático? Às vezes os pacientes passam por vários tratamentos frustrados, simplesmente por estarem usando medicamentos não direcionados para o princípio da sua doença. É muito comum ver em consultórios homeopáticos, doenças que têm seu fator reacional estruturados em problemas emocionais, sendo tratadas como se fossem somente problemas físicos. Mas quando corrigido o problema com o princípio reacional, as chances de êxito no tratamento aumentam muito. Qual a origem destes medicamentos? Podem ser de várias fontes. Uma delas é a natureza, como as substâncias minerais, vegetais, animais ou ainda de produtos extraídos destes últimos, como por exemplo, o veneno de uma serpente. Porém, mais modernamente a variedade de fontes tem aumentado muito, permitindo que sejam usados elementos do próprio organismo humano, para elaborar os medicamentos a serem ministrados. Como é o tratamento da homeopatia em crianças? A criança tende a ter uma resposta mais favorável, afinal, elas geralmente têm uma energia vital (reacional) mais vibrante, o que facilita em potencial a ação do medicamento homeopático. Também em relação aos obstáculos para a cura, como as interferências dos problemas mentais (emocionais) e também aos psíquicos (morais), elas tendem a possuir menos traumas quando comparados a um adulto. Existe um perfil das pessoas que procuram por tratamento homeopático? Sim, geralmente são portadoras das mais variadas doenças que não encontram uma boa resposta com outros tratamentos.

Porém, não se pode deixar de citar pacientes avessos a qualquer contaminação provocada por substâncias que possam conter algum tipo de toxidade. Existe um tempo determinado para o sucesso do tratamento ou a pessoa terá que utilizar-se da homeopatia pelo resto da vida? Esta questão é muito relativa, poderemos ter desde pacientes beneficiados apenas com uma dose de medicamento até aqueles que passam um bom tempo até seus bloqueios serem razoavelmente eliminados, permitindo com que a cura comece a ser desenvolvida. Como o medicamento age no paciente e de que forma o especialista detecta o problema causal? O medicamento homeopático não possui matéria que possa ser medida quimicamente, portanto a sua ação só pode ser legada a uma dimensão, diferente das que normalmente estamos acostumados. Isso, porém, não é um impedimento para compreendê-la, pois se recorrermos aos estudos da física quântica podemos encontrar neste ramo da ciência uma lógica muito bem estruturada para explicar o princípio reacional da homeopatia. Quanto ao problema causal, este é detectado de forma análoga aos tratamentos clínicos, em síntese, somando-se a história clínica do paciente aos exames que nos permitam fechar um diagnóstico. Tal diagnóstico não obrigatoriamente deverá ser apenas físico. Ele pode estar ligado a uma série de fatores como hábitos de vida nocivos, como os alimentares, emocionais e ou psíquicos, o que exige do médico homeopata uma grande capacidade de observação. 


Energia

Por Paula Mesquita

Gabriella Rosa

Garota

Tel.: (14) 3626 3850 Rua Campos Salles, 256 - Centro JaĂş/SP Paula Mesquita Modas


Ficha técnica:

Fotos e Produção: Douglas Ribeiro Looks e Acessórios: Paula Mesquita Beleza: Sim Beauty Salon Fone: 3416 7110

Que tal ter um dia de beleza, fazer um ensaio fotografico e ainda estampar as páginas da Revsita como Garota Enegia? Traga uma foto sua na sede da Energia, Rua Quintino Bocaiúva, 330 - 2º Andar e preencha o formulário de inscrição. Ai, é só torcer!


Fotos: Divulgação

Capa

Lulli Chiaro “Caminhante, não há caminho. Faz-se o caminho ao andar” Texto Heloiza Helena C Zanzotti 60 Revista Energia


A

frase de Antônio Machado, poeta sevilhano, expressa bem a arte de viver. Nesta viagem chamada vida, a cada passo experimentamos novas experiências que nos transformam. Assim, vamos recriando caminhos, mudando o traçado e construindo nossa trajetória. E começo assim este texto para falar de um caminhante e sua trajetória. Descobrindo o talento Luiz Carlos Claro, o Lulli, nasceu em uma família de artistas: pai escritor, irmã poetisa e outro irmão artista plástico. Assim, cresceu no mundo das artes e não podia ser diferente: com apenas sete anos pegou o acordeom de um vizinho (Adoniram Barbosa, que tornou-se seu grande incentivador) e quando o pai chegou em casa à noite, estava tocando uma música. Desse dia em diante, Lulli não saiu mais do meio musical. Aos 16 anos começou a compor e fez a canção “Jardim de Infância” que, gravada pelo cantor Ronnie Von, virou um sucesso nacional. A partir daí Lulli começou a receber convites. Gravou na RGE, Warner Continental e RCA Victor. Entretanto, embora crescendo em um lar muito voltado à arte, passaram por muitas dificuldades no âmbito financeiro. Com seis irmãos, Lulli começou a viver o conflito de dedicar-se à música, mas sem retorno financeiro, enquanto acompanhava as dificuldades em casa. Isso o constrangia, embora nunca fosse cobrado de nada pelos pais. Outros caminhos Lulli contou à RE que saía sozinho para divulgar seu trabalho, não contava com o apoio de divulgadores e nenhuma estrutura de marketing. “Um dia desci do ônibus, cheguei em uma emissora de rádio e estava uma galera toda, muitos famosos acompanhados de divulgadores, empresários, e eu sozinho. Aí olho aquela fila maluca onde eu estava para poder tocar o disquinho, vi um cara, bati no ombro dele e perguntei: ‘Pai, o que você está fazendo aqui?’ Ele respondeu: ‘Vim ajudar tocar seu disquinho’. Olhei para ele e disse: ‘Pai, você tem dinheiro para pagar um grude? Vamos embora pra casa’. Então resolvi dar um tempo, passei a trabalhar como qualquer um de nós, brasileiros, que vivemos em meio a tantas dificuldades”. Após este fato, Lulli dedicou-se aos estudos, formou-se em Administração, Marketing e Direito, mas nunca abandonou a música.

a este trabalho na Clarins Brasil, porque estamos terminando um estúdio musical muito qualificado”. Vitória Por ocasião do lançamento da novela Vitória, da rede Record, uma série de compositores recebeu a sinopse para poder executar algumas músicas de alguns personagens e Lulli teve o privilégio de ter duas músicas suas na trilha sonora da novela. Uma é o tema da novela, a música Vitória, interpretada pela cantora Rosemary, da qual Lulli fez o arranjo e a composição; e a outra é Eternamente, tema do casal Zuzu e Manel, vividos por Lucinha Lins e César Pezzuoli, canção que Lulli compôs, fez os arranjos e é ele quem canta.

Com 12 faixas inéditas em italiano, o álbum lançado pela Sony Music consolida a carreira de Lulli Novo álbum e projetos Certo dia, voltando para casa após uma gravação em estúdio, Lulli conta que ouviu uma antiga canção italiana. “Parei, me deixei levar por aquela emoção e pensei imediatamente em fazer um CD em italiano. Assim acabou acontecendo este novo trabalho que é inteiramente autoral”, explica ele. Todos os arranjos foram feitos em companhia do amigo Giovanni Gigio, com quem Lulli trabalha há bastante tempo. Com 12 faixas inéditas em italiano, o álbum lançado pela Sony Music consolida de vez sua carreira. A turnê de shows deve estrear em Janeiro, e o ritmo dos ensaios está intenso. Sobre esta nova fase, Lulli diz: “Vou seguindo, as coisas vão acontecendo. Não existe privilégio maior para cada um de nós do que simplesmente acreditar em algo e perseguir aquilo em que se acredita. Se acontecer ou não, não importa. Importa é ter mergulhado de corpo e alma, ter acreditado”. 

Clarins Brasil Lulli possui um escritório de advocacia onde ainda atua ocasionalmente, segundo ele, ao lado de pessoas maravilhosas, por isso o escritório segue seu curso, independente de sua presença constante. Mas o mundo de Lulli é a música. “Sou arranjador, produtor, então gosto de uma série de gêneros absolutamente distintos um do outro, gosto mesmo de uma boa música, tenho grande apreço pela poesia, como compositor tenho um gosto musical um tanto eclético”, diz Lulli. Atualmente ele possui uma companhia musical, a Clarins Brasil, onde produz arranjos e composições. “Tenho o projeto de me dedicar com mais força Revista Energia 61


QuemfezJahu

Texto Heloiza Helena C. Zanzotti

Francisco Canhos

N

ascido em Jaú, em 19 de outubro de 1914, Chico Canhos foi o filho mais velho de Antônio Canhos Romero e Maria Alonso Barrios, e teve mais oito irmãos. Desde muito pequeno interessou-se por equipamentos elétricos e chegou a fazer um curso de eletricidade por correspondência. Trabalhava na padaria do pai e vivia inventando coisas como os presépios articulados, que ficaram famosos em toda a região. Por volta dos 18 anos construiu alguns carros alegóricos que impressionavam a todos pela engenhosidade. Uma preocupação de Chico Canhos, na época, eram os chuveiros, que só funcionavam após a pessoa ligar a água e depois a tomada que a esquentaria. E, detalhe, só podiam ser ligados após a água correr, caso contrário queimava o aparelho. Chico, então, começou a pensar em um invento que resolvesse este problema. Em 1927, ainda trabalhando na padaria da família, criou seu primeiro chuveiro elétrico. O invento fez sucesso e como era feito de modo artesanal, ele fabricava um a um e vendia de porta em porta. Em 1940 fabricou o primeiro chuveiro elétrico automático e em 1943 fundou sua fábrica no bairro Santo Antônio, o mesmo onde funcionava a padaria de seu pai. Assim surgia a Eletrometalúrgica Jauense, que pas-

sou a fabricar os chuveiros Canhos para todo o país. Entretanto, embora tenha solicitado a patente, seu procurador deixou de pagar pela licença e a mesma foi perdida. Algum tempo depois a Lorenzetti acabou conseguindo a patente definitiva. Francisco Canhos era conhecido como o mago das invenções elétricas em Jaú e a ele são atribuídas outras criações como fornos elétricos, churrasqueiras elétricas, torradores de café e ventiladores. Segundo o site patentesonline.com.br, em seu nome há solicitação de patentes de inventos como equipamento para defumação de folhas de látex, moto bomba rotativa, sistema economizador de energia elétrica aplicada em refrigeradores, etc. Segundo publicações diversas em seu nome, Chico Canhos chegou a ter aproximadamente 200 patentes registradas de suas invenções. Francisco teve três filhos. Atuante na política, também foi vereador no período de 1948 a 1951. Faleceu de causas naturais, em 27 de Maio de 1988, e está enterrado no cemitério municipal local. A Eletrometalúrgica Jauense permaneceu em Jaú até 1997, quando foi transferida para São José do Rio Preto, cidade em que morava seu neto, Nelson Francisco, que deu continuidade ao negócio. Em sua homenagem, importante via da cidade foi nomeada de Avenida Francisco Canhos.


Look de artista

Revista Energia 63


Look de artista

Fotografia Douglas Ribeiro Modelo Maria Eduarda dos Reis Beleza Sim Beauty Salon Style Vestylle Megastore Locação Floratta


Revista Energia 65


66 Revista Energia


Foto: Caio Cardoso

Música

Banda RockSoba

Em qualquer tom “Pouco importam as notas na música, o que conta são as sensações produzidas por elas” - Pervomaisky, Leonid Texto Heloiza Helena C Zanzotti

A

música é a expressão artística mais antiga conhecida pelo ser humano. Ela exerce funções importantes em nossas vidas e está presente em praticamente todos os momentos que comemoramos. Você pode imaginar a vida sem música? Um filme sem trilha sonora, uma dança sem som...

A data No dia 22 de novembro comemoramos o Dia do Músico e a data foi escolhida por ser o dia da padroeira dos músicos, Santa Cecília. A data celebra os profissionais e artistas que criam, 68 Revista Energia

tocam e estudam as melodias e harmonias. Mas, como anda a profissão de músico no Brasil? Paixão, acima de tudo O músico utiliza seu conhecimento para tocar instrumentos, atuar como solista, integrante de orquestras, bandas e grupos instrumentais. Trabalha em concertos, shows e em estúdios, tocando em gravações artísticas ou publicitárias. Também pode atuar como professor. No Brasil, um curso de Música tem a duração de quatro anos, há diversas universidades que oferecem a formação e a profissão é regulamentada. Entretanto, as difi-


culdades encontradas pelos músicos brasileiros para exercerem o seu trabalho ainda são enormes. A grande maioria é obrigada a assumir múltiplas funções atuando como empresário, assessor de imprensa, divulgador, etc. Na verdade, quem atua como músico, profissional ou não, exerce a sua atividade, antes de qualquer coisa, por paixão. E paixão é o que move a banda jauense RockSoba, que faz rock clássico e tem no elenco Fabiano Boturi, 37, contrabaixo; Karla Tomal,37, vocal; Paulo de Tarso Gonçalves, 37, guitarra e Cláudio Guelfi, 40, bateria.

Com tradição em revelar talentos para o mundo da música, Jaú é berço de grandes artistas que se firmam no cenário nacional. Daqui saem todos os ritmos e estilos, todos os tons, para todos os gostos Dá para viver de música? Em comparação com os anos 1980, quando o rock começou a tomar conta da mídia brasileira, a estrutura das casas de shows melhorou bastante. Os instrumentos musicais e equipamentos também melhoraram muito, mas apesar dessa evolução, são raros os que conseguem viver somente de música. Para Karla, a maior dificuldade é a falta de reconhecimento com relação à qualidade do repertório. “Atualmente o que está em alta é diferente do que fazemos, então é mais difícil encontrarmos locais onde tocam a nossa música”. É claro que isso reflete na parte financeira, e ela completa: “O preço de um show da banda acaba deixando a desejar; o quanto realmente vale o nosso trabalho não condiz com o que as pessoas hoje em dia estão dispostas a pagar”. E essa é a realidade que muitos artistas enfrentam atualmente. Embora façam um som com qualidade excepcional, acabam esbarrando em um mercado restrito. Ainda assim existem artistas que remam contra a maré da música comercial, fazendo com que o seu trabalho tenha a essência de uma verdadeira arte. Música é cultura Karla lembra que o Brasil é um país musical, tem uma diversidade muito grande, mas a seriedade da música, o estudo, o conhecimento de teoria musical ainda caminham a passos lentos em nosso país. Fabiano acredita que é uma questão cultural mesmo: “A educação tem que começar cedo, estudar um pouco da teoria, da história da música, independente de seguir ou não na área. Nossos filhos, por exemplo, apesar de fazermos rock, sabem quem é Tom Jobim, Chico Buarque, Carlos Lyra”. Prazer maior Cláudio conta que desde o início da banda sabiam que não tocariam tanto quanto os estilos que estão na moda. “Tocamos por prazer e a satisfação é enorme em se fazer o que gosta”. Questionado sobre outras atividades ele explica: “Todos nós temos outras profissões das quais tiramos nosso sustento, mas dá para conciliar com a carreira musical. Ensaiamos sempre e quando tem show marcado nos organizamos para mais ensaios. Vamos passar a vida ensaiando porque é o respeito que temos pelo público: fazer um trabalho bem legal”. Isso reflete bem a realidade de quem faz música por aqui: a satisfação pessoal fala mais alto que o retorno financeiro. Está começando na carreira? Para quem pretende enfrentar os desafios de ser músico, Fabiano dá a dica: “Dedicação, persistência e muito estudo”. Mas Cláudio faz um alerta: “No caso de uma banda, é preciso bastante respeito entre os integrantes do grupo, pois cada cabeça é uma cabeça. A gente ensaia anos e de repente, por um atrito de nada, desfaz-se uma amizade. Então, o importante é aceitar as diferenças para as coisas fluírem bem”. E Paulo completa: “Quando estiver desanimado, lembre-se da época em que você começou, a vontade de fazer música, todo o esforço que já fez e siga em frente”. 


70 Revista Energia


Informe Publicitário

A melhor opção

H

á mais de 25 anos no mercado, a rede Sonia Calçados compreende 10 lojas nas cidades da Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Jaú. Sônia iniciou suas atividades levando calçados de Jaú para vender em cidades da região de Campinas, época em que acompanhava o marido, e assim foi crescendo, abrindo as lojas e marcando presença no setor. Com a loja de Jaú em novas instalações, totalmente reformulada e ampliada, a empresa trabalha com calçados diferenciados, das marcas mais conceituadas. Atendendo ao público feminino, masculino e infantil, são produtos clássicos e esportivos, acessórios e roupas que acompanham as últimas tendências da moda. Em 2013 o grupo Sonia Calçados também iniciou suas operações no e commerce, garantindo atendimento aos clientes que não dispõem de tempo para suas compras. Beleza, design, conforto, qualidade e bem-estar, além de ótimos preços, fazem da Sonia Calçados a melhor opção no segmento.

Sonia Isabel Carinhato Zanuto


Varal

Fotos Douglas Ribeiro

Sonia Calรงados

Tom da Pele

Av Netinho Prado, 306 Fone: (14) 3416.1116

Magda Modas

Av. Zezinho Magalhรฃes, 1083 Fone: (14) 3622.2669 72 Revista Energia

Rua Conde do Pinhal, 243 Fone: (14) 3622.4238

Dona Onรงa

Av Dr Quinzinho, 110 Galeria Studio de Danรงa Exupery Fone: (14) 3032.8779


Loja Elite

Rua Botelho de Miranda 106 Fone: (14) 3416.9067 | 3416.9068

Geniou’s Joalheria Rua Amaral Gurgel, 321 Fone: (14) 3625.4253

Revista Energia 73


Escolha certa

O queridinho da vez

Com versões que interpretam as originais ou releituras com franjas, o quimono será objeto de desejo para o nosso verão

O

verão desponta e entre tantos hits que a estação traz, um deles terá presença garantida no closet feminino: o quimono. Com pegada oriental, a peça caiu no gosto da moda e tem dominado as ruas do país. A tradicional vestimenta japonesa ganhou novos recortes e estampas, além de franjas, bordados e aplicações em rendas. Por ser versátil, o quimono pode ser usado nos mais variados eventos e também como saída de praia. O comprimento varia da altura do quadril até o chão. Os tecidos mais usados são a seda, a malha e o algodão. Com a cara do verão brasileiro, ele chega colorido e cheio de estampas, e pode substituir o lenço ou echarpe 74 Revista Energia

de verão, dando vida ao look. Como tem modelagem ampla e mangas bem largas, a dica é combiná-lo com calças sequinhas para não dar volume ao corpo. O sapato varia de acordo com o clima e local. Com o short jeans ele faz um dueto incrível. Se esfriar um pouco, coloque uma meia-calça e pronto. Ao compor com saias, prefira as de couro e jeans. Na hora de compor com um vestido, opte por aquele que traduz o seu estilo (hippie, romântica ou rocker) e coloque o quimono por cima. Outra dica infalível é fechá-lo com um cinto, transformando-o em um belo vestido. Invista em acessórios como colares e chapéus. Aproveite a estação mais quente do ano e abuse desta peça cheia de estilo! 


Fotografia Douglas Ribeiro Modelo Isabela Lilli Beleza Madames Estúdio da Beleza Locação Montana Mix

Revista Energia 75


Jardinagem

Plante esta ideia! São muitos os benefícios de possuir um pequeno jardim em casa ou no apartamento Texto Heloiza Helena C Zanzotti Fotos Douglas Ribeiro

É

isso mesmo! Até em apartamentos é possível ter um jardim gracioso, afinal, plantas em casa alegram, refrescam e dão vida a qualquer ambiente. De acordo com especialistas, a natureza gera uma influência positiva nas pessoas, o que ajuda a desenvolver os sentidos influenciando nossa saúde física e mental. Então, aproveite a primavera, inspire-se e tenha um jardim de acordo com o seu estilo.

Diferentes estilos Para Heverton L. Teixeira, paisagista, geógrafo, técnico em meio ambiente e especialista em geoprocessamento ambiental, proprietário da Ambiente Jardim, ter plantas em um ambiente melhora a qualidade do ar, estabiliza a temperatura e pode aguçar os sentidos. “Existem plantas agradáveis ao tato, ervas 76 Revista Energia

Clínica Odontológica


aromáticas e medicinais, flores que se destacam pelo perfume. O aroma de algumas plantas ajuda a acalmar e desperta lembranças. Os jardins contribuem para sensação de conforto e valorizam a decoração dando vida e cor ao ambiente”. Jardins sensoriais Pensados inicialmente para deficientes visuais, possuem elementos que despertam os sentidos do corpo, mas ganham cada vez adeptos, afinal, são perfeitos para qualquer um fugir do estresse e relaxar. Compostos por plantas agradáveis ao tato, flores perfumadas e sons suaves, estes espaços aguçam os sentidos, acalmam e despertam boas sensações. Jardins produtivos Cultivar temperos e hortaliças para a culinária e uso medicinal é uma prática que tem sido retomada por grande parte da população. Ter sempre à mão alimentos frescos auxilia na diminuição do consumo de produtos industrializados, além de funcionar como terapia ocupacional, uma vez que atividades de jardinagem aprimoram a condição mental, física e motora.

Ter plantas em um ambiente melhora a qualidade do ar e desperta boas sensações Jardins verticais Falta de espaço não é mais desculpa para deixar de montar um jardim em casa. A alternativa para poupar o espaço é criar um jardim vertical. Segundo Heverton, da Ambiente Jardim, além de deixar o ambiente mais bonito, proporciona vários benefícios como o isolamento acústico e térmico, além de acomodar grande variedade de espécies. “Os jardins verticais refrescam de forma considerável o ambiente”, explica. E ao contrário do que muitos pensam, o valor do investimento não é exorbitante. Monte o seu cantinho Heverton diz que é possível ter um lindo jardim mesmo em um pequeno espaço como apartamento, escritório ou varanda. “Dá para transformar qualquer cantinho da casa em um local atraente e beneficiar-se do contato com as plantas”. Foi o que fez Marcio Flavio Octaviano, 46, cirurgião dentista, que diz: “A Ambiente Jardim executou um excelente trabalho em minha clinica odontológica. Seus profissionais dedicados e qualificados conseguiram criar um clima de total harmonia, proporcionando um ambiente agradável, com leveza e sofisticação”. Lembrando que é sempre importante contar com a orientação de um especialista, pois a falta de planejamento ou de conhecimento pode gerar transtornos como colocar uma planta de porte grande em um local pequeno, ou utilizar plantas tóxicas em locais com frequência constante de crianças e animais.  Heverton Teixeira

Revista Energia 77


78 Revista Energia


Revista Energia 79


Fotos: Douglas Ribeiro

club

Social

1

2

3

Jaú Shopping Todas as terças, quintas e sextas, o Jaú Shopping conta com atrações musicais na Praça de Alimentação. O público, além de prestigiar os artistas, aproveita para saborear as delícias do local. No mês de novembro continua o som ao vivo, de qualidade indiscutível.

4

1. Leonardo Lamesa e Anelisa Fugita 2. Carolina Santos, Murilo Fermino 3. Carolina Monteiro, Giovana Palu, Ana Julia Sylvestre e Alice Malvez 4. Renan Ambrosio, Rafaela Medeiros 5. Wilson Mathews, Gabriela Fini , Marcos Lopes 6. Izabela Rampazo, Stefani Costa, DanielamFrassao

80 Revista Energia

6

5


Fotos: Douglas Ribeiro

El Puerto

1

2

3

4

5

Que tal curtir uma cerveja estupidamente gelada? Com ambiente acolhedor e atendimento de qualidade, o El Puerto oferece deliciosas porções, pratos a la carte e pizzas que têm como marca uma massa fina e muito crocante, recheios de primeira qualidade, ressaltando o catupiry original, marca registrada na casa. Diariamente, a partir das 19h, o forno à lenha está pronto para oferecer as mais deliciosas pizzas. Junte os amigos e venha curtir o melhor point da cidade.

6

1. Carol Agostini, Juliana Bonilha 2. Luiz Fernando Pontalti e Thais Marques 3. Elisa Ramos, Waltinho Pavaneli, Carol Cruz, Guilherme Fialgu, Bruno Stivam 4. Adriano Teixeira, Bruno Oliveira, Lelis Fabiano, Gustavo Kobayashi 5. Luciana Fideliz, Fernanda Costa, Jaqueline Ferraz, Keline Febretti 6. Rogerio Amador, Natalya Garcia, Tiago Ferruci, Marcos Bueno, Fernanda Arrabal

Revista Energia 81


1

Fotos: Arquivo Pessoal

club

Social

Parabéns Na noite do dia 5 de outubro o pequeno Miguel Hidalgo de Carvalho comemorou dois anos. Com o tema Circo, a festa contou com o buffet completo preparado pelo Sabor Express - Rotisserie e Confeitaria. O bolo confeitado e os docinhos confeccionados de acordo com o tema foram bastante elogiados. Cercado de muito carinho dos pais Nilton de Carvalho e Márcia Angélica, familiares e amigos, os olhos do lindo menino brilharam na hora dos parabéns. 1. Marcia Angelica Hidaldo, Miguel Hidalgo de Carvalho, Nilton de Carvalho, Maria Fernanda de Carvalho 2. Miguel Hidaldo de Carvalho e convidados 3. Evilym Hidalgo,Tatiane Hidalgo, Marcia Angelica Hidalgo 4. Marcia Angelica Hidalgo, Nilton de Carvalho, Tatiane Hidalgo, Michel Haddade, Carlos Alberto Peres, Elizabete Peres, Ana Vitoria Haddade, Dita de Carvalho e Neli de Carvalho 5. Equipe Biffe Sabor Express

2

3

4

82 Revista Energia

5


Jorgin Cabelo e Estética Fotos: Arquivo Pessoal

As visagistas Flavia e Francine Jorgin conquistaram mais um diploma de renome internacional: agora em seu currículo incluíram a academia internacional Toni&Guy, onde as irmãs estiveram presentes em um treinamento da academia Britânica na cidade de São Paulo, no último dia 19, para o lançamento da nova coleção Classic.

1. Francine e Flávia Jorgin 2. Flávia e Francine Jorgin

1

2

Revista Energia 83


club

Fotos: Douglas Ribeiro

Social

1

A Natural Sorveteria No dia 30 de setembro ocorreu na Churrascaria Grill a premiação dos melhores da cidade pela empresa Mega Eventos. Em função do melhor sorvete e atendimento, a Natural Sorveteria, sob a direção de José Teles de Ataíde Filho e Rosinéia Miranda Teles de Ataíde, levou o prêmio do segmento. Com uma variedade ampla de produtos, destacam-se os sorvetes sem lactose e diet, os picolés de frutas e as coberturas diferenciadas como estrogonofe de castanha e banana caramelizada, mousse de abacaxi, entre outros. Os produtos podem ser encontrados no Jaú Shopping, em Barra Bonita, Bauru e futuramente em São Manuel. 2

4

3

5

1. Leticia Baraldi e Wildiney Baraldi 2. Jussara Moia, Juliana Ruis, Livia P. Oliveira, Gabriela Ometto e Daiane Kikutake Cunha 3. Silvana Lins Zanzine e Taciana Lins 4. Anna Valentine Garcia, Regina Garcia 5. Fabiana Bonfante, Rose e Felipe Mozer 84 Revista Energia


Informe Publicitário

Proteja seu imóvel

“Somente juntos podemos fazer mais e melhor” (Presidente da ACIJAR)

F

oi com esse espírito que alguns corretores de imóveis resolveram se unir a fim de trocar experiências e atuar em parceira, sempre com o objetivo de ampliar os negócios e, principalmente, atender melhor o mercado imobiliário de Jaú e região. Assim surgiu a ACIJAR (Associação dos Corretores de Imóveis de Jaú e Região). Promovendo a união da categoria, a ACIJAR visa ao fortalecimento da classe, atuando para que as transações imobiliárias sejam sempre efetuadas por profissionais bem preparados, de modo que corretores e empresas imobiliárias conquistem respeito e credibilidade junto à população. Através da realização de cursos, seminários e palestras, a ACIJAR está atenta ao aprimoramento intelectual, cultural e técnico dos seus associados, uma vez que um profissional bem preparado passa mais segurança nas transações imobiliárias. Além disso, ele deixa de ser um corretor de imóveis, evoluindo para um consultor especializado em negócios imobiliários. É papel da ACIJAR fazer com que os profissionais da área falem a mesma linguagem com relação à avaliação dos imóveis, orientando sobre o preço real de mercado, baseado em valor do metro quadrado por perfil de bairro e de construção, metragem total da área, idade do imóvel, etc. Obviamente, tendo também como base de cálculo a média de preços dos últimos imóveis vendidos naquele perfil. Outro fator importante é com relação ao trâmite da venda e as devidas documentações e certidões, a fim de garantir aos clientes segurança e praticidade.

A ACIJAR orienta que você faça seus negócios sempre através de corretor de sua confiança, que esteja devidamente credenciado pelo CRECI (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis). Exija a credencial Dicas da ACIJAR para comprar seu imóvel com segurança  Procure sempre um corretor credenciado  Exponha o perfil do imóvel que deseja  Defina valor e forma de pagamento  Exija documentação regularizada do imóvel, bem como dos vendedores  Faça escritura pública e registre em cartório Revista Energia 85


Foto: internet

SaĂşde

86 Revista Energia


azul Foco no

Com o objetivo de driblar o preconceito, quebrar paradigmas e diminuir as estatísticas, foi criado o novembro azul

A

Texto Tamara Urias

pós o mês de outubro ser marcado pela campanha de mobilização para a prevenção do câncer de mama, chegou a vez de virar os holofotes para os homens. Em função do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, comemorado no dia 17 deste mês, a Sociedade Brasileira de Urologia tem utilizado o mês de novembro para motivar a inclusão, o debate, a orientação e a prevenção do câncer de próstata e de outras doenças que acometem em especial os homens. No Brasil, a incidência estimada é de aproximadamente 60.000 novos casos diagnosticados todo ano. O risco de ocorrência de câncer de próstata é de aproximadamente 62 casos para cada 100 mil homens (9,5% da população masculina). Devido à elevada incidência na população brasileira, sendo o segundo tumor mais comum, ficando atrás apenas dos tumores de pele, recomenda-se que todo homem a partir dos 45 anos procure um urologista para realizar os exames preventivos da próstata. Já os homens que possuem histórico da doença na família, casos no avô, pai ou irmãos, devem procurar o especialista cinco anos mais cedo, ou seja, por volta dos 40 anos. Causas Nas ultimas décadas o número de câncer de próstata tem aumentado significativamente. A idade, a hereditariedade e o estilo de vida são os principais fatores de risco desta neoplasia, que excepcionalmente ocorre antes dos 40 anos. De acordo com o médico urologista Fernando César Sala, as alterações genéticas hereditárias, associadas a influências ambientais como alimentação e estilo de vida, vão influenciar o ciclo celular na próstata, que resultam em um grupo de células defeituosas que não respeitam a ordem normal do crescimento e passam a se multiplicar desordenadamente, agredindo o organismo e mandando, através da circulação sanguínea, metástases para outros órgãos como ossos e pulmão, que serão destruídos pela

doença. O médico complementa que o consumo de gorduras altamente saturadas, principalmente aquelas presentes na carne vermelha e laticínios, o sedentarismo e o hábito de fumar têm um papel importante na ocorrência da doença. “Hábitos de vida saudáveis podem evitar várias doenças, entre elas o câncer. Deve-se ter uma dieta rica em fibras, frutas e vegetais, evitar gorduras, não fumar e realizar atividades físicas regularmente”, salienta. Na fase inicial da doença não existem sintomas, por esse motivo a prevenção através do toque prostático e do exame de sangue (PSA) tem papel fundamental no diagnóstico precoce e consequentemente na cura da doença, descreve o médico. “Para a detecção de câncer, o teste de PSA não substitui o toque retal. Os exames se complementam”. Nas fases avançadas da patologia os sintomas estão relacionados a metástases em outros órgãos causando emagrecimento, dificuldade para urinar, dores nas costas, entre outros sintomas. Tratamento A escolha do tratamento é baseada em alguns dados obtidos pelo urologista, sendo os mais importantes a idade do paciente, a extensão e grau de agressividade do tumor achados nos exames PSA, toque prostático, entre outros. Dentre as opções está o acompanhamento clínico com exames (vigilância ativa), a prostatectomia radical (retirada cirúrgica da próstata), a radioterapia, a braquiterapia, o HIFU (ultrassom de alta frequência), a crioterapia, o bloqueio hormonal e outros. Sala explica que a escolha do tratamento deverá ser feita após diálogo entre urologista e paciente, baseado nos índices de cura e possíveis efeitos colaterais de cada tratamento. Ao ser questionado se este é um câncer agressivo, o médico relata que aproximadamente 90% dos tumores são classificados como de baixo risco e risco intermediário, portanto, a grande maioria dos pacientes, Revista Energia 87


Em Jaú Nos últimos vinte anos o Hospital Amaral Carvalho tem atuado com estratégias nas áreas de prevenção, informação e tratamento do câncer de próstata. O serviço de urologia do Hospital Amaral Carvalho destaca-se por realizar o maior número de cirurgias prostáticas do Brasil, sendo 450 cirurgias por ano. Segundo Sala, o local realiza o programa de prevenção prostática diariamente avaliando, através do agendamento programado, pacientes de toda área de abrangência da instituição. A partir de 2000-2004 passou a padronizar dados que proporcionaram a realização do “Registro de câncer de base populacional de Jaú”, e este tem sido atualizado periodicamente, oferecendo informações ao Instituto Nacional do Câncer e ao Ministério da Saúde, para que possam traçar estratégias para o tratamento do câncer no Brasil. Vencendo o preconceito O empresário José Siqueira (nome fictício), 55, conta que após os cansativos pedidos da esposa, que trabalha na área da saúde, agendou uma visita ao urologista. “Existe um grande preconceito em relação ao toque retal. Em conversas informais, muitos acham que o exame mexe na masculinidade, mas não. Hoje tenho consciência que o diagnóstico precoce vai favorecer a saúde e o não acometimento de doenças”. Siqueira contou

88 Revista Energia

que sentiu certo receio na primeira consulta, mas ciente da importância, já há alguns anos visita regularmente um urologista. Fique atento:  60 mil novos casos estão previstos para 2014  O câncer de próstata é a 2ª neoplasia que mais mata homens no Brasil  44% dos homens brasileiros nunca foram ao urologista  Conheça mais em www.movimentoazul.com.br

Dr Fernando César Sala

Foto: Douglas Ribeiro

quando adequadamente tratados no início da doença, alcança a cura. “Quando os pacientes são tratados na fase inicial da doença, o risco de morte é em torno de 2,9%”, afirma.


Arquitetura

Boa

Por José Fernando Mendonça arquiteto@ae.arq.br

Arquitetura Hospitalar, um processo de cura! A Arquitetura Hospitalar vem se tornando referência, direcionada para resultados de saúde e qualidade de vida

E

la traz para seus espaços os signos e valores que encontramos em nossas casas, ou seja, um ambiente humanizado, rompendo com a imagem de que o edifício hospitalar seja constituído de espaços escuros e sombrios, grandes corredores confinados, transportados ainda do período medieval, onde os primeiros hospitais provocavam a sensação de insegurança e medo. Os desafios estabelecidos ao Arquiteto são os de criar espaços humanizados, centrados no paciente, colaborando para a sua autonomia, estabelecendo adequadas relações psicológicas com o espaço que o acolhe como elemento fundamental da cura. O hospital traz em sua concepção histórica um estigma de isolamento, onde só se acolhiam pessoas para morrerem ou não transmitirem doenças. Com novos conceitos de Arquitetura contribuindo diretamente com a humanização, incorporando a visão do paciente como uma nova forma de se pensar a Arquitetura de espaços para assistência à saúde, integrando os avanços tecnológicos a uma nova concepção de projetos, onde o usuário possa reconhecer os valores presentes no seu cotidiano. Estes novos conceitos preconizam, além da cura dos males físicos, um suporte emocional para o tempo de internação hospitalar, onde a concepção e desenho dos espaços tenham um impacto positivo na duração da internação e na qualidade de vida durante o tempo de permanência

na instituição. Os projetos atuais devem ser conceituados de funcionalidades, com o desafio de incorporar o conforto ambiental, integrando a tecnologia de ponta da medicina e todo corpo funcional à visão e anseios do paciente, atendendo suas aspirações e angústias. Para o arquiteto existem vários elementos a serem incorporados aos projetos que buscam estabelecer bases para um ambiente adequado às ações de assistência à saúde, como integração interdisciplinar entre arquitetos, médicos, administradores e demais profissionais envolvidos; conforto visual e acústico como iluminação suave e indireta; elementos para a absorção de ruídos; cores suaves e texturas adequadas; obras de arte, podendo explorar o teto, para onde se olha por longo tempo, com elementos estimulantes; o uso da escala adequada, proporcionando aos pacientes o total controle de luzes, temperatura e facilidades como a televisão, facilmente alcançadas a partir do leito; trazer para seus espaços, suas músicas, objetos favoritos e pertences pessoais; dispor de áreas comunitárias para que seus familiares preparem seus pratos prediletos; manter contato com a natureza, pássaros, vegetações, água e animais de estimação. Com tais conceitos, os pacientes e seus acompanhantes terão o conforto que usufruem em suas casas, evitando assim o sentimento de separação e ou abandono, rompendo também a barreira existente entre o paciente e a instituição. 

Revista Energia 89


Trabalho e 1 Previdência Por Giovanni Trementose

empresarial@revistaenergiafm.com.br

Adicional de insalubridade Insalubre é algo não salubre, doentio, nocivo. No âmbito trabalhista, trata-se de algo que pode causar doenças ao trabalhador por conta de sua atividade laboral

T

odo empregado que trabalha exposto a agentes nocivos à sua saúde faz jus ao recebimento de um plus salarial, a fim de compensar a referida exposição. Além do adicional mensal, o empregado também poderá ter direito à aposentadoria especial, modalidade de benefício concedido exclusivamente a trabalhadores que trabalham expostos a agentes nocivos. Para que o empregado tenha direito a receber tal benefício, seja no salário mensal, seja na aquisição da aposentadoria, a legislação define a insalubridade em função do tempo de exposição ao agente nocivo, levando em conta o tipo de atividade desenvolvida, observados ainda os limites de tolerância. O exercício de trabalho em condições insalubres, acima dos limites de tolerância estabelecidos pelo MTE, assegura a percepção de adicional de 40% (máximo), 20% (médio) e 10% (mínimo). A discriminação dos agentes considerados nocivos à saúde, bem como os limites de tolerância mencionados estão previstos nos anexos da Norma Regulamentadora NR-15, e o empregado, quando desligado da empresa ou a qualquer momento enquanto estiver trabalhando registrado, poderá solicitar junto ao empregador documento hábil para a comprovação das exposições aos agentes nocivos.

90 Revista Energia

Atualmente, o documento que contém referidas informações é o laudo conhecido com PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário). Portanto, se você laborou sob condições insalubres e não recebeu o respectivo adicional, provavelmente fará jus ao recebimento do mesmo após comprovadas as situações autorizadoras. Em se tratando de aposentadoria, caberá ainda uma verificação se há a possibilidade da concessão da Aposentadoria Especial. Fique atendo, procure seus direitos! 

A legislação define a insalubridade em função do tempo de exposição ao agente nocivo, levando em conta o tipo de atividade desenvolvida, observados ainda os limites de tolerância


Vinhos Por Brenda Ruffo

Varietal Chardonnay A Chardonnay é a casta branca de maior prestígio no mundo, cultivada em todas as regiões produtoras, degustada por todos

M

uitas pessoas preferem chamá-la como a “rainha das uvas brancas”. Sua origem está associada à região francesa da Borgonha e, para alguns, ela é resultado do cruzamento entre as castas Pinot Noir e Gouais Blanc. Fácil de cultivar, pode ser encontrada em praticamente todas as regiões produtoras. É uma uva versátil, produz desde vinhos brancos secos, passando pelos espumantes e até alguns vinhos de sobremesa. Dependendo da vontade do produtor, pode ser vinificada sozinha (varietal) ou em corte. Pode também estagiar em madeira ou não. Origina vinhos leves e frescos, ou encorpados, quentes, quase doces. Assim sendo, podemos dizer que os aromas e sabores da Chardonnay são muitos, dependendo da região e do produtor. Em linhas gerais, os aromas primários mais encontrados são frutas cítricas e tropicais, florais, amanteigados e amadeirados.

Em boca, ela também pode se apresentar das mais variadas formas: espumante, seca ou doce. É a casta branca que mais se beneficia da fermentação em barrica e do estágio em madeira, além disso, a fermentação malolática normalmente é bem-vinda. Seus vinhos podem variar tanto em acidez e corpo como em frescor e untuosidade. Em climas frios possui acidez e estrutura destacadas. Nas regiões mais quentes apresenta-se com sabor mais intenso e acidez média. Os melhores vinhos apresentam acidez levemente destacada, com o álcool bem integrado numa estrutura complexa e elegante. A textura é envolvente e muitas vezes pode ser untuosa, com corpo médio para maior. A dica desta edição foi a elegante Chardonnay, porém, qualquer outro vinho branco se encaixa perfeitamente com o clima quente atual; vinhos brancos são refrescantes e sempre bem-vindos para acompanhar refeições leves ou serem tomados sozinhos. 

beauty salon

Revista Energia 91


nisso

Pense

Por Professor Luiz Marins

LUIZ MARINS Antropólogo e escritor. Tem 26 livros publicados e seus programas de televisão estão entre os líderes de audiência em sua categoria. Veja mais em www.marins.com.br

O difícil caminho da união O mundo passa por um enorme desafio que é o de conseguir a unidade na diversidade

A

riqueza humana está exatamente na diversidade denações, povos, etnias e opiniões. O respeito à diversidade é essencial para a própria vida. Quanto mais diverso o ecossistema, mais rico em valor. O problema está em conciliar essa diversidade com a necessária unidade para que essa riqueza possa encontrar o necessário espaço para se manifestar e crescer. Sem unidade, a diversidade se transforma em babel, em confusão e cizânia. Escrevo esta mensagem da Europa, onde estamos assistindo a incríveis discussões sobre a separação da Catalunha e dos bascos, após o referendo que propunha a separação da Escócia. Nos Balcãs os conflitos não param. Em quase todos os lugares que olharmos num mapa mundi encontraremos movimentos separatistas. O que os cientistas políticos e sociais nos chamam a atenção,

92 Revista Energia

no entanto, é que deveríamos ser capazes de permitir a diversidade sem comprometer a união. De fato, como seres humanos e políticos, deveríamos ser capazes de, em pleno século XXI, conviver com a diversidade de forma civilizada. Se observarmos bem, o mesmo tem ocorrido no mundo empresarial. Para ter sucesso uma empresa deve ser unida, coesa em busca da qualidade daquilo que produz e no serviço aos clientes. Embora composta de inúmeros departamentos ou filiais, uma empresa deve ser percebida como uma entidade única por seu mercado, para que possa ter sucesso. Infelizmente nem sempre é isso que vemos. Departamentos e filiais vivem lutas internas por poder, o conjunto fica totalmente prejudicado e todos perdem. Na desunião não há vencedores. Pense nisso. Sucesso! 


guia da gula

guia gastronômico

Foto Arquivo Pessoal

sabores para todos os paladares

Sabor Express Rotisserie e Confeitaria Com produtos diferenciados, confeccionados com ingredientes de alta qualidade, o Sabor Express – Rotisserie e Confeitaria oferece doces, salgados, bolos decorados, marmitas, prato feito, frango assado todos os domingos e buffet completo para casamentos, aniversários e confraternizações. Para esta edição apresentamos o famoso prato típico da comida caipira do estado de São Paulo, o virado à paulista. O local é aberto de segunda a sexta até 18h, sábados e domingos até 15h.

Foto Douglas Ribeiro

Av. Arnaldo Bussato, 142 – Cila Bauab - Jaú Disk (14) 3032 5957

Restaurante Estilo Mineiro Localizado em ponto estratégico de Jaú, o Restaurante Estilo Mineiro oferece os mais suculentos pratos quentes e frios da comida mineira e caseira, além de cervejas, refrigerantes e suco natural de laranja. Entre as opções que o local oferece, o cliente pode optar pelo marmitex ou self-service por quilo e à vontade. Nesta edição o Restaurante Estilo Mineiro aguça o seu desejo e convida você a conhecer um dos irresistíveis pratos: o tutu de feijão, que tem como acompanhamento arroz branco e a polenta. Com sabor requintado, o prato tem sido muito solicitado pelos clientes. O horário de funcionamento é das 11h às 14h30. Rua Edgard Ferraz, 762 - Centro - Jaú | Telefone (14) 3624 2194 Rua 7 de Setembro, 1090 - Centro – Bariri | Telefone (14) 3662 0849

Revista Energia 93


vida

Boa

Por João Baptista Andrade

Comida e Harmonização Acredito que nos dias de hoje conseguir viver em paz, ter tranquilidade e agir de maneira serena é algo cada vez mais difícil

M

uito embora exista essa coisa quase científica de combinar vinhos com pratos, texturas e sabores, não é disso que eu pretendo falar. Mesmo porque eu não tenho o menor problema para combinar vinhos e comidas. Simplesmente eu não consumo uma coisa sem a outra. No meu caso específico, a prática levou a certo grau de amadurecimento suficientemente bom. Nem me preocupo em pensar qual vinho vai bem com que comida. Busco um ponto de equilíbrio de intensidades e dá tudo certo. Meu assunto é tão mais singelo... Harmonia. Não culpo as pessoas pela referida dificuldade de viver em paz, porque entendo que a alma humana é uma eterna buscadora. Aliás, a espécie como um todo o é. Foi isso que nos tirou das cavernas, inventou a agricultura, a roda, as viagens espaciais, a Internet e assim por diante. Mas agora que atingimos isso tudo, essa multitude de acessos a informações, o que fazer com ela? Vou ainda mais longe: como conciliar as facilidades da vida moderna com a tranquilidade dos tempos de antanho? Fico me perguntando essas coisas todas porque acredito, cada vez mais, que é preciso estabelecer momentos de calma em nosso cotidiano ultra veloz. Li em algum lugar que as pessoas que têm o hábito de orar vivem mais e melhor. Primeiro eu achei que era proselitismo de um sistema religioso qualquer, mas não. O autor afirmou que não importa qual a religião. Aliás, nem precisa ser religioso. Yoga e meditação funcionam da mesma forma. Quer saber o motivo? Eu conto. Para orar ou meditar o caboclo tem que ficar parado; concentrado naquele momento; enfim, em harmonia consigo mesmo. A minha ficha caiu (lembra quando os telefones públicos ou orelhões usavam fichas?) por esses dias. Acho que eu me enfarei de redes sociais, campanhas políticas, marasmos mercadológicos e outras coisas tão chatas quanto e me dei um tempo. Meu cardápio sempre foi muito mais do que eclético, mas 94 Revista Energia

nessas últimas semanas eu me flagrei comendo de maneira mais frugal, mais simplesinha. Não, não é uma dieta ou coisa semelhante. É só uma vontade enorme de desfrutar ainda mais os momentos das refeições com aqueles que amo. Quer exemplos? Pargo grelhado, arroz de capim santo (troque a água pelo chá na hora do cozimento) e rodelas de abacaxi igualmente grelhadas. Harmoniza. Baião de dois com frutos do mar no lugar da carne. Harmoniza. Cachaça artesanal resfriada (não gelada) servida num copinho sobre um pires; ao redor do pires pequenos pedaços de frutas variadas. Harmoniza. É só comer e beber bem devagar que fica tudo uma maravilha

Acredito, cada vez mais, que é preciso estabelecer momentos de calma em nosso cotidiano ultra veloz Ah, sim; ia me esquecendo. Eu e Tina nos casamos na data originalmente prevista numa praia deserta. Só nós dois num final de tarde tranquilo de uma terça-feira. Trocamos votos e alianças num ritual todo especial e muito planejado. Ela de vestido branco (que escondeu de mim até o último instante) e eu de guayabera (vai no Google) e bermudas. Ambos descalços. A ausência de convidados eliminou a necessidade de discutirmos sobre a festa, decoração, carta de vinhos ou o cardápio. Resultado: uma harmonia só... Até a próxima.


Revista Energia 95


96 Revista Energia

Revista Energia 51  

A Revista Energia é uma publicação mensal da Rádio Energia FM. Garanta seu exemplar, gratuitamente, nos pontos de retirada: Posto São João e...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you