Page 1

JORNAL

CAMPOS DO JORDÃO & Cia

16 a 21 de Junho de 2013 - Ano XXIII - nº 968 - Distribuição Gratuita

Verdes Vales

Editora Jornalística Verdes Vales Ltda - Av. Dr. Januário Miráglia, 1750 - Conjunto 4 - Campos do Jordão - SP Editor responsável: Antonio Luiz Schiavo Júnior - Impressão: Gráfica ADC News - Tiragem: 7.000 exemplares

www.jornaldecampos.com.br

Editora Jornalística

VACINAÇÃO CONTRA PÓLIO TERMINA NO DIA 21. PÁGINA 2

ECONOMIA: CRISE DE MOBILIDADE. PÁGINA 4

MANIFESTAÇÕES VIOLENTAS...CUIDADO! POR DIRCEU CARDOSO GONÇALVES* - PÁGINA 4

Com cartazes, rostos pintados e vontade de serem ouvidos, pouco mais de 60 estudantes das escolas Senac e Objetivo, se reuniram em uma manifestação pacífica pelas avenidas de Campos do Jordão, na útima quarta-feira, 19 de Junho. O movimento aconteceu em apoio às manifestações que se desencadearam pelas ruas do Brasil durante as últimas semanas. Depois de uma hora de caminhada pacífica os jovens foram recebidos por alguns vereadores na Câmara Municipal. Outra manifestação está programada para o dia 24 de Junho, segunda feira, com saída do Portal da cidade por volta das 17 h. Até o fechamento desta edição, 1985 pessoas haviam confirmado presença no evento. Outras informações na página 3.

PROPAGANDA, OPORTUNISMO OU PIXAÇÃO? VEREADOR MUDA NOME DA CICLOVIA E ESTAMPA SEU LOGO EM MAIS DE 115 PLACAS NA AVENIDA - LEIA NA PÁGINA 5.

FOTO: DANIEL CARDOSO

SOBE & DESCE Confira na página 2 os temas polêmicos mais comentados por jordanenses e turistas. Faixas e lombadas irregulares e sem sinalização estão novamente na pauta. CONFIRA NA PÁGINA 2.

JORDANENSES TAMBÉM SE UNEM E APOIAM MOVIMENTOS DE PROTESTO FOTO: KADU SCHIAVO

EDITORIAL: A CORDA PARTIU! O Brasil vive mais um momento histórico, com seu povo indo às ruas para protestar contra a tantas mazelas que assolam o país, em sua grande maioria ignoradas pelo poder público. Não se trata de levante, mas de mera lei de física: a corda foi tão tracionada que partiu. Apenas isso. CONFIRA NA PÁGINA 2.


2

JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA

www.jornaldecampos.com.br

16 a 21 de Junho de 2013

A corda partiu! Não se trata de agitação, complô, terrorismo ou outra coisa qualquer, como alguns pais da pátria tentam explicar a mega e justa movimentação de repúdio que se estende por todo país contra o preço dos transportes, insegurança, saúde agonizante, educação burra, corrupção, impunidade, dentre muitos outros argumentos. “A corda quebrou” simplesmente por uma questão lógica de física: não suportou mais tanta tensão. O que estamos todos assistindo, desde o início desses movimentos, primeiramente em São Paulo, Rio e Belo Horizonte e que hoje se estende por todo território nacional, é um desabafo de todas as classes sociais que não suportam mais as omissões e barbaridades cometidas no dia-a-dia contra o povo. Pior, sob os olhares complacentes e quase alheios do poder público. A se repudiar apenas as lamentáveis cenas promovidas por vândalos e marginais que se misturaram em meio às manifestações democráticas, justas e legais para cometerem toda a sorte de atrocidades, depredação de patrimônio público e privado, agressões, furtos, roubos, entre outras insanidades. Houve também episódios de excessos cometidos por forças legais de repressão e que devem ser devidamente investigadas. No calor dos acontecimentos houve excessos de ambos os lados. Certamente não será através de violência gratuita que se chegará ao que todos desejamos: mudanças efetivas, redução nas alíquotas dos impostos, fim do derrame de dinheiro público com obras superfaturadas, combate à corrupção, justiça para todos, respeito ao povo e paz. Não, não há complô contra governo algum. O que ocorre é que povo não consegue mais amalgamar tantas mazelas calado. A questão dos 20 centavos a mais na cobrança dos transportes coletivos em Sampa, Rio etc apenas foram as gotas que faltavam para fazer o copo transbordar. Foi como a corda que partiu ante ao excesso de tensão. Apenas uma questão lógica de física. Antonio Luiz Schiavo Júnior - schiavojr@uol.com.br

Verdes Vales

ANUNCIE AQUI (12) 3664-4368

Distribuição Gratuita Narcóticos Anônimos Se você quer parar de usar DROGAS a ajuda está perto de você! Ligue 24 horas (12) 9775-6779 Reuniões às 3ª e 5ª das 19h:30 às 21h.

SUBINDO

DESCENDO

Campos também se mobiliza e apoia ondas de protesto. A sociedade jordanenses também está ativa em apoio a onda de protestos que ocorre por todo Brasil. Além da grande mobilização através das páginas sociais na internet, na tarde desta quarta-feira ocorreu a primeira passeata de protesto contra as mais diversas mazelas que assolam o país. O movimento, que reuniu só estudantes, teve início em Jaguaribe e se deslocou para Vila Abernéssia, na mais absoluta ordem. Na próxima segunda (dia 24), uma grande movimentação de protesto, reunindo pessoas de toda sociedade, está marcada para acontecer a partir das 17 horas, saindo do Portal.

Faixas e lombadas continuam sem sinalização. A temporada começou com número recorde de visitantes. É estimada, de junho a o final de julho a presença de mais de 1,5 milhão de visitantes em Campos do Jordão. Apesar dos constantes e quase diários acidentes de trânsito, quase todas as faixas para pedestres estão apagadas e sem sinalização aérea (obrigatória) de alerta. O mesmo acontece com as lombadas. Vale destacar que praticamente todas as lombadas existentes em Campos do Jordão estão fora dos padrões estabelecidos pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que disciplina este assunto no CBT (Código Brasileiro de Trânsito, lei federal nº 9.503/97), e que restringe sua colocação. Diz o parágrafo único do artigo 94 da resolução 39/98 do Contran: “É proibida a utilização de ondulações transversais e de sonorizadores como redutores de velocidade, salvo em casos especiais definidos pelo órgão ou pela entidade competente, nos padrões e critérios estabelecidos pelo Contran”. A legislação prevê multa para quem coloca lombadas sem permissão. O responsável pelo quebra-molas irregular, se identificado, ainda poderá ser punido criminalmente por danos materiais e até por homicídio. Batidas e atropelamentos são os casos mais comuns registrados em Campos do Jordão Até quando?.

URGENTE Vacinação contra Pólio termina no dia 21. A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo encerra nesta sexta-feira, dia 21 de junho, a campanha de vacinação contra a paralisia infantil no Estado de São Paulo. De acordo com balanço da Pasta, baseado nos dados informados pelos municípios paulistas, desde o início da campanha, dia 8 de junho, 1,8 milhão de crianças já foram vacinadas em todo o Estado. Até o final da campanha, o Estado de São Paulo pretende imunizar 2,4 milhões (95% das crianças paulistas) contra a poliomielite.

Palácio Alto da Boa Vista. A sede de Inverno do Governo paulista em Campos, está aberta ao público para visitação. Lá podem ser vistos: obras de arte, porcelanas, peças de decoração e mobiliário antigo. Museu Felícia Leirner. O museu está montado ao ar livre junto aos jardins que contornam o Auditório Cláudio Santoro. Lá podem ser vistas diversas esculturas da renomada artista. Museu Casa da Xilogravura. Atelier e mostra permanente com cerca de 2 mil peças de artistas e gravadores de todo mundo. A Casa da Xilo fica em Jaguaribe. Casa do Artesão. Na avenida de ligação entre Capivari e Jaguaribe, defronte aos Bombeiros. Mostra permanente de trabalhos em madeira, como esculturas em placas, couro, metal e grande variedade de objetos de decoração.

Criticas e sugestões: redação@camposdojordaoecia.com.br

EXPEDIENTE: Editora Jornalística Verdes Vales Ltda Jornal Campos do Jordão & Cia (online no UOL)

Registro nº 12 do Livro B-nº1, de Matrícula de Jornal, do Cartório do Oficial de Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Campos do Jordão. Impressão: ADC NEWS - Av. Benedito Bento 131 - São José dos Campos-SP Redação: Av. Dr. Januário Miráglia, 1750 - loja 4 - Shopping Abernéssia Campos do Jordão - CEP 12460-000 - fone: (12) 3664-4368 Jornal associado às entidades: ADJORI-SP e ABRARJ. Editor Responsável: Antonio Luiz Schiavo Júnior - MTB 44.237-SP Diretor Administrativo: Hosana Camargo Schiavo. Diretor de Arte: Carlos Eduardo Camargo Aranha Schiavo E-mail: jornaldecampos@uol.com.br - Tiragem semanal: 7 mil exemplares

www.securitymaster.com.br

JCJ&Cia: 23 anos prestando serviços e informando

Editora Jornalística

Agenda Cultural

Sobe & Desce

SECURITY MASTER Monitoramento de Alarmes Venda - Instalação

Equipamentos de última geração: alarmes, câmeras, sensores etc. Segurança Patrimonial residêncial, comércio, indústria, eventos e Vip. Prestação de Serviços em Hotelaria e Condomínios: Zeladoria, Eventos, Portaria - Recepção etc.

Rua Inácio Caetano, nº 941 - Vila Abernéssia Fones: 3668-9898 // 3664-1750

M.C. Contabilidade

Manoel Carlos Monoo Pereira Tec. Contabil CRC 1-SP164201/O-5

- Assessoria Contábil

- Imposto de Renda Física e Jurídica

- Assessoria Fiscal

- Abertura/Encerramento de Empresas

- Assessoria Trabalhista

- Obtenção de "Habite-se"

- Assessoria Previdenciária

- Certidões de INSS, Cartórios etc.

NOVO ENDEREÇO! R. João Rodrigues Pinheiro, 167 - Vila Abernéssia - Fones: (12) 3662-2774 3662-5686 - 3662-5994 - 3662-3412 - E-Mail: mc-contabil@uol.com.br

DROGARIA CENTRAL Medicamentos e Perfumaria - Produtos de Qualidade

Vantagens do Cartão Preferencial: Entrega Sem Taxa, a partir de R$10,00

Produtos com até 50% de desconto!

Pague em até 3 x Sem Juros!

Disk 0800.102.093 - 3662-5307

Faça-nos uma visita: Av. Januário Miráglia, 910 - Abernéssia


TURISMO

www.jornaldecampos.com.br

JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA 16 a 21 de Junho de 2013

3

ESTUDANTES PROTESTAM EM APOIO A O S M O V I M E N TO S P O P U L A R E S O pequeno grupo não se intimidou com a falta de adeptos e saiu em protesto pela contramão da Avenida Dr. Januário Miráglia, em apoio às manifestações populares que tomaram conta do Brasil durante esta semana.

FOTOS: KADU SCHIAVO

Com cartazes, rostos pintados e vontade de serem ouvidos, alguns estudantes das escolas Senac e Objetivo, se reuniram em uma manifestação pacífica pelas avenidas de Campos do Jordão, na útima quart-feira, dia 19 de Junho. Por volta das 15h20 o grupo, que chegou a ter cerca de 60 adeptos seguiu pela contramão da Av. Januário Miráglia a partir da padaria Roma, em direção à Abernéssia. Gritando coros de união, concientização e protestos contra a Copa do Mundo, falta de investimentos em Educação e na Saúde, os manifestantes seguiram pela contramão até Abernéssia, onde ganhou a “escolta” da PM e DSV, que até então, só acompanhavam de longe pela paralela avenida Frei Orestes. Na mesma medida em que o pequeno grupo ganhava reforços em seu contingente, ia perdendo alguns adeptos durante a caminhada. Depois de uma hora de caminhada, os manifestantes chegaram na porta da Câmara Municipal, onde se comprimentaram. Em seguida foram convidados a entrar e recebidos por alguns vereadores. Entre eles, Filipe Cintra, Salim Rachid, Gilmar, Mirinho e Paulo da Sobriedade.

COBRARAM E FORAM COBRADOS

“ATÉ AGORA, O MAIOR PÚBLICO QUE A CÂMARA MUNICIPAL RECEBEU EM 2013” Mesmo com o grupo reduzido, já que nem todos aceitaram o convite de entrar na Câmara Municipal, os manifestantes foram elogiados por alguns vereadores, que afirmaram que este ano, até então, a Casa não havia recebido um público tão grande como o daquela tarde. Os vereadores foram questionados sobre alguns velhos problemas, com destaque para a Saúde. Alguns chegaram a perguntar onde estava o Prefeito e o Secretário de Saúde, foi quando os vereadores perceberam que, infelizmente, apesar de terem passado em frente ao gabinete do Prefeito em Abernéssia, alguns manifestantes não sabiam que nem ele e nem o secretário de Saúde não trabalham na Câmara Municipal. Assim começou uma pequena sessão de perguntas e respostas sobre como funciona a máquina pública, onde Filipe e seus colegas tentavam explicar ao público toda a burocracia que envolve os processos de uma administração municipal. Talvez este tenha sido esse um dos motivos que fez o público jovem se desinteressar pelo assunto e em menos de uma hora começaram a deixar o local discretamente.

OS VEREADORES COBRARAM A PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO NAS SESSÕES DA CÂMARA. “Somos funcionários de vocês, é importante que fiscalizem o nosso trabalho”, afirmou o presidente Filipe Cintra, cobrando uma maior participação da população nas audiências públicas e sessões da Câmara que, por algum motivo, andam desprestigiadas, seja por falta de divulgação ou por falta de interesse do povo. O saldo foi positivo, o diálogo foi bom e não chegou a ser ríspido. Para os vereadores uma prévia do que os espera caso a população realmente comece a lutar pelos seus direitos. Para os manifestantes, muitos deles com títulos de eleitor recém impressos, o evento foi um exemplo de determinação e força de vontade na luta pelos direitos.

Segudo uma das organizadoras da manifestação, eles não tinham como objetivo entrar na Câmara Municipal, a passeata acabaria em frente ao local como um ato simbólico.

#VEMPRARUACAMPOS: Outra manifestação esta programada para a próxima segunda, dia 24 com saída do Portal da Cidade às 17h. Até o fechamento desta edição (20/06) eram 1.985 os confirmados na página do evento no Facebook.


4

OPINIÃO

JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA

www.jornaldecampos.com.br

16 a 21 de Junho de 2013

MANIFESTAÇÕES VIOLENTAS...CUIDADO!

ECONOMIA: CRISE DE MOBILIDADE

As manifestações contra o reajuste das passagens de ônibus, trem e metrô, cada dia mais violentas, em São Paulo e Rio de Janeiro, as duas maiores cidades brasileiras, chegam a um nível preocupante e merecem uma seríssima reflexão.

Em apenas dez anos, entre 2002 e 2012, uma frota adicional de 1,6 milhão de carros passou a circular na cidade de São Paulo. Isso equivale a uma média de 13 mil automóveis a mais todo mês nas ruas do município. Considerando o total de veículos, (inclui ônibus, caminhões, motocicletas e outros) o acréscimo na frota em circulação no território paulistano, no mesmo período, ultrapassou 2,6 milhões de unidades, equivalente a um incremento de 22 mil por mês. Os investimentos na infraestrutura viária e no transporte coletivo de alta capacidade foram insuficientes para atender a expressiva demanda por locomoção na cidade de São Paulo nos últimos anos. Esse descompasso tornou inevitável a crise de mobilidade no município. Periodicamente analiso a situação do trânsito paulistano por conta do impacto econômico desse componente do “custo São Paulo”. Seguramente, dado o peso da economia paulistana no PIB nacional, esse fator assume importância crescente em termos de comprometimento da competitividade brasileira. No relatório divulgado este mês (apresentei um primeiro estudo em 2009) mostro que o caos no trânsito da principal economia do País atinge valores espantosos. A lentidão de circulação implica em perdas bilionárias de dois tipos: o tempo ocioso das pessoas no trânsito e os gastos pecuniários impostos à sociedade. O primeiro tipo é um conceito chamado de “custo de oportunidade”. Considerando apenas os períodos críticos dos congestionamentos pela manhã e tarde/noite e o custo da hora de trabalho esse valor foi de R$ 30,2 bilhões em 2012. Em 2002 essa perda foi estimada em R$ 10,3 bilhões. O segundo tipo refere-se aos gastos monetários derivados da reduzida velocidade de circulação dos veículos comparativamente a uma hipótese de velocidade considerada ideal. Contempla desembolsos referentes ao consumo adicional de combustível pelos carros e ônibus, o impacto dos poluentes na

por Dirceu Cardoso Gonçalves*

Além de reivindicar se realmente é esse o seu objetivo -, sem esperar pelo resultado da reivindicação, os agressivos ativistas partem para a depredação de alvos que nada têm de relação com sua luta. E depois, cinicamente, dentro de um script, atribuem os distúrbios à perda de controle da situação decorrente da repressão policial. Desde que a reivindicação surgiu, a violência das manifestações tem aumentado. Além dos veículos e terminais de transporte de massa, também restam depredados, cabines policiais, lixeiras, bancos, shoppings, lojas e até igrejas. A população fica encurralada entre os manifestantes e a polícia, com verdadeiro risco à sua integridade física e à própria vida. Tudo porque o lugar por onde tem de transitar foi transformado em praça de um bestial confronto. As autoridades, que detêm a concessão dos transportes e a segurança pública têm a obrigação de impedir que cenas como essas continuem ocorrendo. É de sua responsabilidade fixar tarifa justa para os serviços concedidos e garantir o seu funcionamento para que a po-

pulação possa se locomover nas suas necessidades. Aos insatisfeitos há que se informar, detalhadamente e com toda a transparência, o porque do valor das passagens e estes, se ainda restarem insatisfeitos, dispõem de instrumentos judiciais e sociais para contestar e até protestar. Mas nunca pela pauta da violência, que todos sabemos como começa, mas ninguém é capaz de prever como pode terminar. Não se pode ignorar, ainda a existência do crime organizado, que pode se infiltrar, potencializando os distúrbios e provocando mais danos materiais, mortes e até a instabilidade institucional, seu permanente objetivo. Os governos, por seus instrumentos e responsabilidades, devem informar, dialogar e garantir o direito do cidadão. Se ele pretende manifestar-se contra aquilo que o incomoda – no caso o preço das passagens -, é democrático que possa fazê-lo. Mas sua manifestação não pode tolher o direito de ir e vir dos demais e jamais danificar o patrimônio público ou privado. Quando o faz, em vez de manifestante, torna-se criminoso e, como tal, tem de ser reprimido. A repressão deve ser

o último recurso. Se as autoridades administrarem as tensões, dificilmente terão de recorrer à força. Também é importante acabar com a impunidade; se os vândalos tivessem a certeza de que pagariam caro pelos seus atos, certamente não os cometeriam. Mas a leniênciaoficial os fez perder o respeito à autoridade e às instituições. Se não for dado um fim a tudo isso, logo outras manifestações, por diferentes motivos, surgirão. Não será de estranhar se a turba vier a exigir até a renuncia de governantes. Aí não restará aos democratas de plantão nada além do que beber no cálice amargo dos artigos 137 a 139 da Constituição, que regulam o estado de sítio. Perto do que poderá acontecer em nosso país, em razão do clima de corrupção, impunidade e insegurança hoje aqui reinantes, a chamada “Primavera Árabe”, que varre o Oriente Médio, poderá ser comparada a um inocente filme de enredo infantil... Nota: Ten. Dirceu Cardoso Gonçalves é dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo). Endereço de e-mail: aspomilpm@terra.com.br

por Marcos Cintra*

“A crise de mobilidade em São Paulo custa por ano mais de R$ 40 bilhões para o País, valor equivalente a 1% do PIB brasileiro e 7,5% do PIB paulistano” saúde da população e o aumento no custo do transporte de carga. As perdas somadas nesses itens somaram R$ 10 bilhões em 2012. Em 2002 foram quase R$ 7 bilhões. A crise de mobilidade em São Paulo custa por ano mais de R$ 40 bilhões para o País, valor equivalente a 1% do PIB brasileiro e 7,5% do PIB paulistano. As perdas causadas pelo caótico trânsito de São Paulo demandam ações de parcerias envolvendo os três níveis governo e a iniciativa privada. É preciso estabelecer um mix de ações de curto médio, e longo prazos que alivie gradativamente os bilhões que vão para o ralo todos os anos. Algumas ações passam pela aceleração da expansão e modernização da rede de transporte sobre trilhos (metrô e trens), investimento em terminais de transbordo para ônibus e a substituição da tributação sobre o preço dos automóveis pelo ônus maior sobre seu uso. No âmbito viário, é necessário investir na revascularização do trânsito através de pequenas intervenções que criem vias alternativas de circulação em áreas críticas de congestionamento. Reduzir esse desperdício é um desafio aos gestores públicos. Essa ação terá efeito benéfico para a economia do País. NOTA: Marcos Cintra é doutor em Economia pela Universidade Harvard (EUA), professor titular e vice-presidente da Fundação Getulio Vargas. Endereços: mcintra@marcoscintra.org www.facebook.com/marcoscintraalbuquerque

CLÍNICAS MÉDICAS Dr. Marcelo Faria

Ginecologia - Obstetrícia

Reprodução Humana (CRM-SP 44.188)

Atende: Hospital S. Camilo p/ Convênios (Particulares: R$ 120,00) R. Ver. Agripino Lopes de Morais 101 - V. Matilde - Fone: 3668-9000

Dr. Márcio Franchi Stievano

Ortopedia - Traumatologia

(CRM-SP 75.455)

Atende no Hospital São Camilo - Convênios e Particulares (R$120,00) Rua Vereador Agripino Lopes de Moraes 101 - Vila Mathilde Telefones: (12) 3668-9001 // Cel: (12) 9784-7476

Dr. Mauro Amâncio Di Agustino

Clínica Geral - UTI Móvel (para remoções) Diagnóstico por imagens - ECG - RX - Ultrassonografia Home Care (atendimento domiciliar) Atendimentos no Hospital S. Paulo (Convênios e Particulares) Telefones: (12) 3668-9010 - 9145-2527 - 7819-8900

Dr. Marcelo De Fiore CIRURGIA PLÁSTICA Estética e Reparadora (CRM-SP 50.282) Atende: Hospital São Camilo - Convênios e Particulares (R$ 120,00) Rua Vereador Agripino Lopes de Moraes 101 - Vila Matilde Telefones: (12) 3668-9000 // (12) 9646-4404


www.jornaldecampos.com.br

JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA 16 a 21 de Junho de 2013

5

Propaganda, oportunismo ou pixação? Sabe quanto custa atualmente para colocar uma placa indicativa com o logo do seu comércio em um totem na avenida Principal? A partir de R$ 1.500 por mês. Imagine então quanto o vereador Ricardo Castelfranchi paga para ter mais de 115 logos da sua empresa estampados em placas de trânsito pelos mais de 7 km entre o Portal e o Capivari? A resposta é simples, nada! Pelo menos para os cofres públicos. Artigo e Fotos por Kadu Schiavo

Há quem diga que por trás de uma boa ação sempre existe uma boa razão. Desde que a ciclovia recebeu o nome de sua família (Ciclovia Castelfranchi), durante a gestão do ex-prefeito João Paulo Ismael, o cidadão começou, na maior tranquilidade a adesivar o LOGO de sua empresa em todas as placas de sinalização da ciclovia. Veja bem, a homenagem foi feita para a Família do Vereador e não para a sua revista. Não podemos confundir informação de trânsito com publicidade.

BOA AÇÃO OU OPORTUNISMO?

Não estou tirando o mérito da boa ação do cidadão reformar algumas placas de sinalização da rua, algo que é obrigação da Prefeitura, mas hoje, como vereador, seria obrigação dele fiscalizar esse tipo de abuso por parte de quem quer que seja. Caso isso não seja feito, poderia até ser enquadrado na Lei de Prevaricação.

AFINAL, PARA QUE SERVEM AS PLACAS DE TRÂNSITO, PARA INFORMAR OU FAZER PROPAGANDA?

As Leis foram feitas para serem cumpridas e está claro que o Vereador em questão anda descumprindo algumas delas em seu próprio benefício. Pedimos publicamente para que os demais Senhores Vereadores fiscalizem o uso indevido de placas de sinalização de trânsito na cidade e tomem as devidas providências para determinar à Prefeitura para que eventuais propagandas ilegais sejam retiradas e seu houver taxas e/ou impostos devidos durante os últimos anos pela empresa, sejam cobrados.

VEREADOR MUDOU O NOME DA CICLOVIA: A ciclovia se chama Castelfranchi, uma homenagem à família do vereador recebida em Novembro de 2005, quando o ex prefeito João Paulo Ismael, idealizador e responsável pela construção e inauguração de todo o trajeto do passeio cicístico e entregou a obra para a população.

Se fizermos uma conta rápida, tendo como base R$ 1500/mês o menor preço levantado para publicidade em mobiliário urbano pela cidade, essas 115 placas geraria uma arrecadação de cerca de R$ 172 mil/mês para os cofres públicos, algo em torno de R$ 2 Milhões por ano. A certeza de impunidade do vereador chegou a tal ponto que em Janeiro deste ano, ao fazer outra boa ação e adesivar os capacetes da Guarda Municipal que estavam feios, colou o logo do seu GUIA em todos eles, transformando os servidores públicos de Campos em Garotos Propaganda do seu negócio. Fizemos a denúncia pessoalmente para o prefeito Fred Guidoni em Janeiro. O mesmo achou um absurdo, conversou com os responsáveis pelo SIDEC para que retirassem a propaganda do uniforme da Guarda imediatamente. Aos poucos foi retirada, mais alguns capacetes ainda continuam com o logo “patrocinador”. Até alguns pontos de taxi da cidade agora “pertencem” ao vereador, que se acha dono da cidade. Com alguma manobra mirabolante, que segundo fontes que não quiseram se identificar, envolveria troca de propaganda em sua revista e reforma de alguns pontos, conseguiu mais uma vez estampar sua marca e colocar banners luminosos em alguns pontos de taxi da cidade. Se há 6 meses no poder, o Vereador, que adora sair em uma foto ao lado de obras para forçar seu marketing pessoal e tentar ficar bonito com o chapéu dos outros, se acha dono de Campos do Jordão, imaginem como será daqui a 4 anos?

No detalhe vemos que o adesivo cobre um logo antigo da administração do PMDB (Jardim do Brasil), sinal de que a pixação já dura alguns anos

IMAGINE SE A MODA PEGA?

Nossas placas de trânsito vão ficar parecendo camisetas de jogador de futebol, cheias de “patrocinadores”.

ALÔ PREFEITO, QUEM COMPRAR TINTA PARA PINTAR AS FAIXAS DE PEDESTRES TERÁ O DIREITO DE COLOCAR LOGO DA SUA EMPRESA NO ASFALTO? ACORDA CAMPOS DO JORDÃO!

As Leis foram feitas para serem cumpridas e os Senhores Vereadores deveriam ser os primeiros a dar exemplo!

No fechamento desta edição (20/06) contamos pouco mais de 115 logos na ciclovia, do Capivari até o Portal, em pontos de alta visibilidade por carros, bicicletas e passageiros da EFCJ.


6

JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA

www.jornaldecampos.com.br

16 a 21 de Junho de 2013

EMPREGOS - COMUNICADOS - ATAS - EDITAIS Lancha 16’ Carbrasmar

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DO JORDÃO Estado de São Paulo

Equipada com motor Johnson 90 HP, capota, rádio comunicador, carreta de encalhe, acessórios, doc. OK.

EDITAL Nº 12/CL/13 A Comissão de Licitação da Câmara Municipal de Campos do Jordão comunica a realização de Licitação na modalidade Convite: CONVITE nº 10/CL/13 Objeto: Contratação de empresa para dar publicidade aos Atos Oficiais da Câmara Municipal de Campos do Jordão, em órgão de imprensa escrita de circulação local. Retirada do Edital: 24/06/2013 a 01/07/2013 Horário: das 10:00 às 16:00 hs Entrega do Envelopes: 02/07/2013 – até às 10h30m Abertura: 02/07/2013 – às 11h00 Endereço: Câmara Municipal de Campos do Jordão Rua Inácio Caetano – 490 – Vila Abernéssia Campos do Jordão – SP Informações Adicionais: 12-3668-9600 (Bruno/ Hamilton) COMISSÃO DE LICITAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DO JORDÃO - SP

Compro Honda Fit EX 07/08

Tratar proprietário: (12) 9772-2285.

Automático e em perfeito estado. Tratar com Sérgio: (12) 9792-6900.

CASA VALE ENCANTADO Vendo linda propriedade. Tratar: (12) 3664-1432.

ALUGA-SE SALAS

Com infraestrutura para profissionais liberais. Tratar 3662-4000 A/C Marilene

Quem não é visto...

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DO JORDÃO Estado de São Paulo

Não é lembrado!

EDITAL Nº 13/CL/13

24 anos prestando serviços e informando

A Comissão de Licitação da Câmara Municipal de Campos do Jordão comunica a realização de Licitação na modalidade Tomada de Preço. TOMADA DE PREÇO nº 03/CL/13 Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços de portaria / recepção. Retirada do Edital: 24/06/2013 a 10/07/2013 Horário: das 10:00 às 16:00 hs Entrega dos Envelopes – 11/07/2013 – até às 09h30m Abertura: 11/07/2013 – às 10h00 Endereço: Câmara Municipal de Campos do Jordão Rua Inácio Caetano – 490 – Vila Abernéssia Campos do Jordão – SP Informações Adicionais: 12-3668-9600 (Bruno/ Hamilton) COMISSÃO DE LICITAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DO JORDÃO - SP

POUSADA CONTRATA

Garçom noturno: Período das 19 às 24 horas. Salário R$ 1.130,00 +10 % Experiência mínima comprovada em carteira de 1 ano. Recepcionista: Período das 15 às 23 horas. Salário R$ 1.300,00 + bonificação. Experiência mínima comprovada em carteira de 1 ano. Camareiras: Período das 07 às 16 horas. Salário R$ 1.300,00 + bonificação. Experiência mínima comprovada em carteira de 1 ano. Repositor de frigobar: período das 09 às 19 horas. Salário R$ 1.100,00 + 10 % Experiência mínima comprovada em carteira de 1 ano. Lavadeira profissional x calandra. Período das 7 às 16 horas. Salário R$ 1.500,00 + bonificação. Experiência mínima comprovada em carteira de 1 ano. Vigia noturno: período das 23h às 07h am. Salário R$ 1.300,00 + bonificação. Experiência mínima comprovada em carteira de 1 ano. Promoter: (com boa aparência e fluência verbal) para trabalho temporário. Contrato de 90 dias com início dia 01/06. Período das 10 às 17 h, de 5 feira a domingo. Salário R$ 1.100,00 + bonificação. Não requer experiência. Solicitamos 2º Grau completo ou em curso + CNH. Candidatos: Tratar 2ª e 3ª feira das 09 às 11 horas (não ligar fora do horário). Cel 9794-6879. Enviar currículo para pousada@altodaboavista.com.br

Jornal Campos do Jordão & Cia

Revista-Guia Encantos e Sabores

Há 6 anos a mais completa vitrine sobre Campos e região

Ligue: (12) 3664-4368

CLÍNICA VETERINÁRIA

Clínica Animais da Serra Dra. Daniela M. Cruz (CRMV-SP 12.264) Clínica - Banho - Tosa Pet shop - Hospedagem

Rua Brigadeiro Jordão nº 998 - Vila Abernéssia Fones: (12) 3662-5704 - 9725-0151 - 9775-5252


www.jornaldecampos.com.br

JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA 16 a 21 de Junho de 2013

Nosso presente para Campos do Jordão: concerto da Orquestra Instituto Grupo Pão de Açúcar.

Dia 22 de junho às 12h. Concha Acústica - Praça do Capivari. Campos do Jordão será o cenário de um concerto ao vivo da Orquestra Instituto Grupo Pão de Açúcar. A história e a música desses jovens talentos merecem aplausos. Traga a família e venha prestigiar este evento. A Orquestra Instituto Grupo Pão de Açúcar espera por você.

7


JORNAL CAMPOS DO JORDÁO & CIA

www.jornaldecampos.com.br

16 a 21 de Junho de 2013

Olha o que a gente preparou para acompanhar o friozinho. Macarrão italiano Barilla cortes curtos - 500 g ,19 R$

5

R$

Cream cheese Philadelphia 150 g R$

Molho de tomate Raiola vários sabores - vidro 350 g ,40 R$

8

4,99

3

,99

R$

7,99

Café torrado e moído Pilão Senseo com 10 ou 18 sachês 120 g ,90 R$

8

Cerveja Baden Baden Chocolate garrafa 600 ml ,29 R$

Cerveja uruguaia Norteña garrafa 960 ml R$

,99

Cerveja Heineken - barril 5 litros ,90 R$

Linguiça calabresa defumada Sadia - kg ,90 R$

Presunto cozido magro Sadia fatiado - 100 g ,99 R$

Lava-roupas concentrado Ariel Power Pods - 336 ml ,90 R$

15

11

7

1

49

15

R$

LANÇ

AM

14,90

Purificador aerossol Glade várias fragrâncias - 360 ml ,49 R$

7

R$

6,99

ENT

O

Cliente Mais é o participante do programa de relacionamento do Pão de Açúcar.

8

CONFIRA EM NOSSAS LOJAS AS FACILIDADES DE PAGAMENTO. O pagamento pode ser feito em dinheiro, com os cartões do Grupo Pão de Açúcar; de crédito Visa, MasterCard, Diners, American Express, Aura, Sorocred, Good Card, Policard, Unik e outros cartões de crédito de sua cidade; cartões de débito Maestro, MasterCard, Visa Electron, Rede Shop, Cheque Eletrônico, além dos cartões de alimentação Visa Vale, Sodexo, Ticket, Bônus Alimentação e Sapore; confira a relação nas lojas. Entregamos em sua casa, informe-se nas lojas. Casa do Cliente: 0800-7732732. Ofertas válidas para o dia 21/06/2013, ou enquanto durarem os estoques, para a loja Pão de Açúcar Campos do Jordão: Av. Dr. Januário Miraglia, 1.772. Após essa data, os preços voltam ao normal. Para melhor atender nossos clientes, não vendemos por atacado e reservamo-nos o direito de limitar, por cliente, a quantidade dos produtos anunciados. Garantimos a quantidade mínima de 12 unidades/kg de cada produto por loja. Fica ressalvada eventual retificação das ofertas aqui veiculadas. Os acessórios mostrados nas fotos não fazem parte das ofertas e as imagens dos produtos não precificados são meramente ilustrativas. Itens sujeitos à disponibilidade de estoque. Verifique o estoque disponível na loja Pão de Açúcar mais perto da sua casa. Consulte a relação de lojas no site www.paodeacucar.com.br. Fique por dentro das novidades do Pão de Açúcar nas redes sociais:

facebook.com/paodeacucar

twitter.com/paodeacucar

youtube.com/videospaodeacucar

Kit Colgate Luminous White com 3 cremes dentais de 90 g cada Grátis: 1 antisséptico bucal Colgate Luminous White 250 ml ,90 R$

11

968  

Edição 968 de 16 a 21 de Junho de 2013 - Jornal Campos do Jordão & Cia

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you