Issuu on Google+


         


Um dos país preferidos pelos alunos da FCH para fazer Erasmus é Alemanha. A posição no centro da Europa influencia fortemente a sua história e estudar no país, que faz fronteira com 9 países (mais do que qualquer outro país europeu), é visto como um desafio. Apesar de algumas dificuldades com a língua e com a cultura, a verdade é que os estudantes que voltam mostram-se satisfeitos e apaixonados pela experiência. MANUEL CAVAZZA e MARGARIDA ALFEIRÃO que fizeram Erasmus na UNIVERSIDADE DE BAMBERG adoraram a experiência e recomendam o país para a mobilidade Erasmus. Manuel, por exemplo, é um firme defensor da vida na Alemanha, mesmo após ter sido multado por não ter parado num stop ao andar de bicicleta às 6 da manhã.


«Este é um dos muitos edifícios que constituem a UNIVERSIDADE OTTO FRIDERICH DE BAMBERG. onde estudo. O slogan do site da Universidade avisa "Uma Universidade espalhada pela cidade", o que significa que as pausas entre as aulas não são para café mas para chegarmos a tempo à próxima aula.»

«Elas são conhecidas pela Baviera inteira ( a zona do Sul da Alemanha) como as CEBOLAS DE BAMBERG. Por mais ridículo que possa soar, o recheio de carne que as compõe é delicioso.»

« Em vez de uma fotografia típica das inúmeras festas de Erasmus que por aqui se passam, resolvi mandar uma fotografia com uma colega minha, alemã. Estávamos num café à espera que o resto de grupo se juntasse e pela frente tínhamos toda a estrutura de um website para desenhar. »

« Sem praia, os banhos de sol alemães, são diferentes dos portugueses e os jardins de cerveja são a alternativa. A partir de abril, sempre que o sol espreita o "Keller“ (porão) enche-se, pior que uma Costa da Caparica em Agosto e o único refresco é a cerveja. E atenção, há uma cerveja típica em Bamberg, a “Rauchte Bier" sabe a bacon. Diz-se que a partir da terceira sabe a pato. Eu não fiquei convencida. »


« Apaixonei-me por BAMBERG assim que cheguei. Um dos meus melhores momentos da minha estadia, foi ir ao Oktoberfest, (direita) que é o famoso festival da cerveja. »

«E ainda dizem que os alemães são pouco amigáveis. Até poemas de amor escrevem nos bancos dos parques!»

«Casais prendem cadeados ao corrimão desta ponte em Bamberg para simbolizar amor eterno.

« Pretzel! O pequeno almoço típico alemão!»

« A melhor parte da experiência Erasmus foi, sem dúvida, os amigos que fiz e tudo o que aprendi com eles!»


A vizinha Espanha é um dos locais preferidos dos alunos da FCH para fazer Erasmus. A proximidade da língua espanhola, o clima fantástico e a cultura, apaixonam os estudantes que acreditam que apesar de Espanha estar “logo ao lado” ainda tem muito para oferecer. As alunas SARA PLÁCIDO, a fazer Erasmus em Madrid, e a aluna SOFIA MIRPURI que estudou um semestre em Barcelona partilham fotografias da experiência no nosso país vizinho.


« Estou a adorar estudar na Universidade de San Pablo CEU. »

« HUEVOS ROTOS (essencialmente, ovos estrelados) CON JAMÓN são deliciosos. O meu prato de eleição em Madrid! »

« Tenho feito muitos amigos! Aqui estou com a Sara, no PARQUE WARNER em Madrid. »

« Adoro os jardins do Retiro em Madrid. Já conhecia o parque antes de vir para Erasmus, mas continua a ser um dos meus locais preferidos na cidade. É lindo! »


« Apaixonei-me por Barcelona e por Espanha. »

«Estudei na Universitat Ramon Llull Facultat de Comunicació Blanquerna. »

«Obviamente que passei pelo Parque Güell! A fama é bem merecida.» «Fiquei viciada em Tapas! A ideia dos famosos aperitivos espanhóis é estimular a conversa porque as não estamos tão focadas em comer (muito!).»

«Eu nas Festes de la Mercè: a celebração da cidade de Barcelona em honra dos santos padroeiros.»

«Durante a minha estadiative de passer pelo Teatro-Museu Dalí que fica na cidade natal do pintor em Figueres na Catalunia. »

« Fazer Erasmus foi enriquecedor, mas os amigos que fiz (de todo o sítio!) foram a melhor parte!»


O país que apaixona por ser o pioneiro

de

ideias

revolucionários

e

democráticos, pela moda, haut cuisine e história, atrai muitos estudantes, todos os anos,

especialmente para a famosa capital em Paris. MARTA SILVA, estudante da FCH, também se sentiu atraída pelo país, mas preferiu a pequena cidade do Norte, Lille, para a sua mobilidade. Longe da azafama das grandes cidades, continuou a ser capaz de visitar os grandes pontos turísticos franceses como a torre Eiffel, mas

experienciou a vida francesa numa vila pacata cheia de habitantes simpáticos e uma comunidade internacional forte e unida.


«Estudei na Université Catholique de Lille. Adorei – a meu ver era muito parecida com Hogwarts. Mágico!»

« O ‘cliché’ francês. Foto de uma típica patisserie que existem em todo o lado. Representam verdadeiramente a cultura francesa.»

«Com os colegas da minha residência, Notre Dame, num torneio entre residências. Ganhámos!

« Um dos pratos que descobri em França: as famosas moules frites, muito típicas no Norte. Deliciosas!»

« Também tive a oportunidade de visitar Paris e dar um saltinho à Disney.»


Conhecida, simultaneamente, como o país em força de bota, o coração da Igreja Católica, fonte de cultura interminável e o país das pizzas e das massas e, o fascínio de Itália é evidente. Desde a ascensão do Império Romano que o país é conhecido pela qualidade da sua arte, arquitetura e cultura, visto que o modo de ser, de pensar e de viver italiano trouxe excelentes pintores como Da Vince e Michelangelo. A aluna TATIANA SANTOS escolheu Florença como destino Erasmus na Itália, enquanto o presidente da Associação de Estudantes, JOÃO MARINHEIRO, optou por Roma.


« Apaixonei-me pela cozinha italiana.A bolonhesa (em cima) é a melhor de Florença e até as saladas são espetaculares. A minha preferida é La caprese (em baixo).» « Estudei na Universita degli studi di Firenze . »

« Em Florença consegui ver a pintura de Boticcelli, O Nascimento de Vênus, ao vivo!» « O melhor grupo que podia ter feito – ‘As Bambinas em Veneza’ – Visitar Itália não teria sido igual sem os amigos que fiz.»

« Vou ter saudades da Suíça!»

« … A Fontani de Trevi. Espetacular.»

« … A Catedral del Firori Firenze.».»


« Sinto que consegui ir a todos os pontos “essenciais” em Itália. Desde o Coliseu, em Roma, à Torre de Pizza, à Piazza del Duomo e a Piazza Michelangelo!»

« Vou ter saudades da Suíça!»


«Eu estive em Roma durante cinco meses e estudei na LA SAPIENZA - UNIVERSITÀ DI ROMA»

«A fotografia foi tirada na PONTE SANT’ANGELO, a caminho do Vaticano, durante

a

época

natalícia.

É

dos

caminhos que mais gostava de fazer em Roma, porque vivia a cerca de 15 minutos a pé, e dava-me uma paz de espírito absolutamente dominante. É um quadro sublime que guardo comigo para sempre.»

« O símbolo de Roma por excelência. Curiosamente, apenas fui visitar o interior do COLISEU já no final do período Erasmus e à saída quis registar este monumento imponente. Mais de dois mil anos de história e continua por lá, quase como se estivesse a proteger a cidade, até ao fim. É um edifício monumental: há poucos que nos arrebatam a vista de imediato, mas este é um deles.


«Apesar de estudar em Roma, Itália é um património turístico imperdível! Visitei mais de uma dezena de cidades!»

« NÁPOLES foi a primeira viagem que fiz de mochila às costas. Demorei mais de uma hora a conseguir chegar a este CASTEL SANT’ELMO mas o prémio final compensou o esforço com esta panorâmica (esquerda). Nápoles, apesar de poder ter os seus perigos, é charmosa pela sua fronteira piscatória e o seu aspecto bairrista. Há uma intimidade contagiante que nos faz sentir em casa... e também longe dela.!»

«Consegui esta fotografia no topo da PIAZZA DI SPAGNA. Esta praça estava sempre cheia e acabava por ser um ótimo local de convívio ou, ainda melhor, para um belo passeio ao final da tarde. Era um ponto de encontro frequente

para

estudantes

turistas..»

«TRASTEVERE, onde vivi. É como um pequeno mundo dentro do planeta Roma,

que

pela

sua

arquitetura

característica e os seus restaurantes locais, nos desvendam um ambiente privado, de secretismo. Era um ótimo sítio para jantar, beber um copo ou simplesmente perdermo-nos nas suas ruas estreitas e antigas. Tenho muitas saudades disto. »

« Vou ter saudades da Suíça!»

e...


Com

um

longa

história

de

neutralidade e sem entrar numa guerra a nível internacional desde 1815, a Suíça é um país tranquilo. As quatro línguas oficiais –alemão, francês, italiano e romanche, tornam os suíços uma nação eclética, sem uma base étnica ou linguística em comum. Contudo, tal não reduz o sentimento de patriotismo e identidade dos Suíços que se unem em redor de valores compartilhados como a democracia e a neutralidade. A aluna FILIPA PACHECO escolheu a Suíça como destino de Erasmus e estou na Università della Svizzera Italiana em Lugano.


« Estudei na USI Università della Svizzera italiana !»

« Eu, no topo de um dos três castelos de Bellinzona, uma cidade perto de Lugano. Tem uma vista linda!»

« No Duomo di Milano!»

« Passeio de natal com as minhas roommates Sana e Chiara. »

«Eu e a minha amiga francesa, Amélie, no dia em que todos nós alunos de Erasmus fomos dar uma volta de gaivota pelo lago de Lugano!. »

«Os famosos chocolates Armani.»

«A paisagem em Lugano era fantástica!»


«Vista do monte mais conhecido de Lugano. Dizem que este monte é o Pão de Açúcar da Europa. É o monte BrÈ! Lindissimo!»

« Subi várias vezes ao monte Brè (direita) de Funicolare, uma espécie de elevador (esquerda). »

« Vou ter saudades da Suíça!»


JOANA CAVALEIRO optou por viajar para fora da Europa através do programa Erasmus Mundus. O Brasil, apelidado o Gigante da América do Sul, foi a eleição. Samba, carnaval, havaianas, caipirinhas, capoeira, bossa nova, o Brasil é um país diverso e encantador… A diversidade cultural do país fascinou a Joana, que decidiu estudar em SÃO PAULO (a maior cidade do país) para descobrir as diferenças, mas também as semelhanças entre o Brasil e Portugal.


« Estou a estudar na Escolade Comunicaçõese Artes(ECA) da Universidade de São Paulo (USP)!»

«Com a Natália,no CORCOVADO,a caminho do céu.!»

«No "trem" que leva ao CORCOVADO, Rio de Janeiro, com a Karen e a Natália, colombianas, e a Flor, argentina, todas alunas de intercâmbio na ECA.!»

«Na exposição de Cazuza, no Museu da Língua Portuguesa, São Paulo, com um casal de amigos brasileiros, a Luciana, a minha "buddy" (semelhante ao “Friend4you” da FCH), que me tem ajudado bastante,e o Bruno..!»

«Na ESCADARIA DA LAPA, Rio de Janeiro, com a Karen, colombiana (à esquerda) e a Flor, argentina (no meio), ambas alunas de intercâmbio na ECA. O espanhol tem sido uma ferramenta muito útil....!»

« A cozinha do Brasilé uma delicia! Caipirinha, feijoada brasileira,quindim de coco: é tudo fantástico.Tenho aproveitado!»


(Imagem de Agatha Kowalska)


« Antes de vir para a FCH estudavana UniversidadComplutensede Madrid. Facultad de Ciencias de la Información (esquerda). Adorei a mobilidadeErasmus e acho que fiz muitos amigos para a vida em Portugal (direita).»

« Em termos de gastronomia:Portugal é perfeito. Um galão e um pastel de nata a acompanhar(esquerda) são o meu pequeno de almoço de eleiçãono bar da FCH e vou ter saudades de almoçar bacalhau com natas (direita).»

« O meu sítio preferido em Lisboa é o Miradouro da Senhora do Monte. Tem uma das melhores vistas da cidade.Sei, porque visiteitodos os Miradouros. É também o mais alto de Lisboa.


« Vim para Portugal da Aix-Marseille Université.»

«Em Lisboaapaixonei-mepela cidade, pelas pessoas,pelos pratos típicos.Adoro bacalhau à Brás (esquerda). Também gostei de visitar os monumentos da cidade e consideroo Padrão dos Descobrimentos (direita) o mais emblemático.»

«Adorei a experiência.Nunca me vou esquecerdas minhas aventuras em Portugal e de todos os amigos que fiz.»


É natural que alguns docentes da FCH também tenham estudado noutros países enquanto estudantes universitários.

Defensoras

ávidas

da

mobilidade estudantil, as professoras ALEXANDRA LOPES e INÊS ESPADA VIEIRA enviaram fotografias das suas experiências. A professora Alexandra Lopes estudou em Heidelberg.

A professora Inês Espada Vieira fez Erasmus em Hamburgo


«Estudei na UNIVERSITÄTHAMBURG. »

« O meu prato ‘de eleição’ .eram as Flammkuchen (Pizza) no Limerick., um bar perto da universidade »

« Um monumento cliché imperdívelem Hamburgo é a Rathaus (Câmara Municipal) de Hamburgo.»

«Contudo,o melhor da minha experiênciaErasmus foram as amizades que fiz.. Aqui estou com a Anna Bernagozzi (italiana) e a minha amiga Nadia Senet (francesa) de quem ainda hoje (e sempre!) sou amiga. »


«Estudei na Karl Ruprecht Universität Heidelberg .»

«Pratos culinários que fiquei a conhecer:Käsespätzle (esquerda) e SchwarzwälderKirsch Torte (direita).»

«Monumento "cliché" que sabia que tinha de ver: HeidelbergerSchloss . O casteloé uma das ruínas mais famosas da Alemanha. »

«Vista de Philosophenweg.»

«Eu (esquerda) e o meu grupo de amigos Erasmus.»


« Estas fotografias são apenas uma espécie de resposta ao pedido

porque não são

representativas. Esta é a parte que não é partilhável porque é aquela em que as pessoas que

conhecemos transformam, para nós, os espaços, e isso pertence a um lugar de recato. »

« Passeios no campo. »

«No Studentenkneipe (bar para estudantes)»



Livro temático - ERASMUS & INTERCÂMBIO NA FCH