Page 1

anoI número01 set2010

www.OUSHbrasil.com.br

Uma revista com a cara do Nordeste

Cultura

Celebrando o Folclore

Beleza

Flashes

Design para o olhar

Os melhores eventos

Gastronomia A rica culinária nordestina

Família

Monitorando os pequenos

Eliezer

Setton Cantador de histórias, músico, poeta e compositor descreve o amor a terra em que nasceu

e mais... meio ambiente, interatividade, olhares, saúde, ação social, moda, shopping, receita do chef, acontece, persona, paixão nacional... Uma revista com a cara do Nordeste


Uma revista com a cara do Nordeste


www.oushbrasil.com.br


Uma revista com a cara do Nordeste


OUSH! / @MWcomDesign

www.oushbrasil.com.br


Uma revista com a cara do Nordeste


www.oushbrasil.com.br


EDITORIAL

08

Alagoas, nordeste brasileiro, terra de marechais, terra de um povo sofrido e guerreiro, terra de homens fortes e corajosos, homens que também choram nas adversidades e aflições, mas que nunca desistem, homens de muita Fé e fibra, homens que não se abalam com pouco, homens que levantam a cabeça, batem a mão no peito acreditando em seus ideiais e seguem em frente, lutando até o fim. A honra e orgulho de ter nas veias esse sangue guerreiro e fazer parte dessa nação, me impulsionaram e motivaram a partir para mais esse desafio, vir em busca de minhas raízes, vir em busca de novos ares, vir em busca de desbravar novos territórios e em busca de novas conquitas.

Bom... Mãos à obra! Aqui estamos, a persistência, o acreditar no sonho possível e sobretudo a Fé em Deus, me inspirou e é com imensa satisfação e felicidade que estamos realizando mais esse projeto, fruto de muito estudo, pesquisa, planejamento, noites em claro, amor, paixão e muita, mas muita dedicação. Fazer acontecer a Revista OUSH! Brasil é como ver mais um filho nascer, é pegar no colo todos os dias, alimentar e ensinar a andar. A Revista OUSH! Brasil nasce com a cara do Nordeste e com o nome já na boca do seu povo, um povo que é e sabe ser muito chique, poderoso e glamouroso, um povo que com sua força completa e movimenta esse país, nasce justamente no mês em que se comemora a Independência do Brasil. Como ambição desejamos ser referenciada como um novo e diferenciado Canal de Mídia, que vem para somar, que vem para contribuir com espaço reservado para os muitos valores dessa terra, cultura, entretenimento, lazer, turismo, moda, gastronomia, saúde, beleza e tudo isso acompanhado de momentos de prazer com uma boa leitura. Temos a convicção de que os próximos minutos folheando nossas páginas serão para você caro amigo leitor, momentos de muita satisfação, reflexão e prazer, ler faz bem a alma, nos leva a mundos distantes e próximos, nos faz refletir e repensar, nos faz formar e compartilhar opiniões, e principalmente nos insere num mundo moderno, onde a comunicação e a informação atualizada é constantemente necessária. Aguardamos seus e-mails ou no twitter @Mrotzeck, enviem suas críticas e sugestões, que em nossa próxima edição teremos o espaço do leitor, queremos que você participe. OUSH! Agora, de mangas literalmente arregaçadas vamos ao trabalho, pois foi para isso que viemos e que a Nossa Senhora dos Prazeres, também nos abençõe... Amém! Boa leitura. Marcio Mrotzeck de Araujo Uma revista com a cara do Nordeste


OUSH! / @MWcomDesign

Rua Engยบ Mรกrio de Gusmรฃo, 263 | 57035-000 | Ponta Verde | Maceiรณ | AL | Telefone 3377.1832 www.oushbrasil.com.br


SUMĂ RIO

10

62

53

46

36

26

58

45

34 28 65

Uma revista com a cara do Nordeste


SHOPPING FLASHES CULTURA

30

FAMÍLIA MEIO AMBIENTE AÇÃO SOCIAL ECO ATIVIDADE OLHARES

66

MATÉRIA DE CAPA BELEZA MODA INTERATIVIDADE

44

16

TREND HOUSE RECEITA DO CHEF CADERNO GASTRONOMIA SAÚDE BUCAL PERSONA

42

ACONTECE PAIXÃO NACIONAL

12 16 26 28 30 32 33 34 36 42 44 45 46 52 53 58 60 62 66

PUBLISHER Marcio Mrotzeck de Araujo | Diretora Executiva Lilian Mrotzeck de Araujo | Jornalista Responsável Renato Silvestre MTB 50968 | Fotografia Jennifer Budukievicz / Marcio Mrotzeck / Image Bank | Colaboradores Fernando Passos / Mônica Casado / Shirley Aguiar / Marly Briseno / Cristina Bertero / Joyce Budukievicz / Lícia Peixoto / Lizandra Mendonça / Juan Corbolán / Dani Pompe | Revisão Joyce Budukievickz | Asses. Jurídica Dra. Jeniffer M. Urakawa | Projeto Gráfico e Execução MW.com - Design | Publicidade [marketing@mwcom.com.br] | Distribuição Gratuita | Periodicidade Mensal Nota da redação A revista OUSH! Brasil não se responsabiliza por opiniões em artigos assinados, todos os dados apresentados nas matérias são de responsabilidade de seus autores, os quais não mantém nenhum vínculo empregatício com a mesma e todos os anúncios foram veiculados mediante prévia autorização das empresas. Os preços de produtos e/ou serviços divulgados nessa edição foram fornecidos por seus fabricantes ou distribuidores e podem sofrer alterações sem prévio aviso. Fica vedada a utilização, sem prévia autorização de textos e/ou fotos em qualquer outro veículo de comunicação. A revista OUSH! Brasil é uma publicação da MW Comunicação e Design Ltda., para maiores informações Tel 82 9646.6777 / 9620.3888 / 8108.6922, entre em contato com nossa redação, sugira temas, envie sua críticas ou elogios. E-mail [redacao@oushbrasil.com.br] www.OUSHbrasil.com.br www.oushbrasil.com.br


SHOPPING

12

Sandália Colcci Dourada Meia Pata R$ 414,00

MP4 Mormaii Amazonas 4GB de Memória R$ 199,00 Maceió Shopping - Loja 231

Vestido Grazi - R$ 107,00 Colar NI - R$ 67,00 Hidratante de Jabuticaba

Sandália Fel+Sea - R$ 179,70

Mahogany

Pink Lou

R$ 32,00

Maceió Shopping - Piso L2

Maceió Shopping - 2º Piso

Uma revista com a cara do Nordeste

As imagens da Sessão Shopping são meramente ilustrativas, os valores informados são de responsabilidade das lojas anunciantes e podem ser alterados sem prévio aviso.

Maceió Shopping - 2º Piso


Bolsa Tuner ES - R$ 289,80 Sandália Clássica - R$ 249,90 City Shoes Maceió Shopping - 2º Piso

Camisa Polo (vários modelos e cores) Aramis Menswear R$ 225,00 Maceió Shopping - Térreo Expansão

Safra Especial 24 Tabletes + Abridor de Vinhos Cacau Show R$ 22,90 Maceió Shopping - 2º Piso

Sandália Colcci Pink Meia Pata R$ 368,00 Maceió Shopping - 2º Piso

www.oushbrasil.com.br


Uma revista com a cara do Nordeste


OUSH! / @MWcomDesign

www.oushbrasil.com.br


Fotos Marcio Mrotzeck

FLASHES

16

Maceió tem vivenciado eventos

ABSOLUTOS

No último 31/07/2010, no Espaço Pierre Chalita, Maceió conheceu o projeto DEXTER´Z, a banda formada por Junior Lima, o DJ Julio Torres e Amon Lima, violinista integrante da Família Lima se apresentou contagiando todos os presentes. A promessa do trio é misturar música eletrônica, clássica e muita percussão. Além de rodar por todo o território nacional, o DEXTER´Z já tem convites para apresentações nos EUA. "É possível que isso aconteça mais pra frente. Por enquanto vamos focar nas nossas performances ao vivo e deixar rolar", disse Junior Lima. Entre essas performances o final de ano em Alagoas, está coroado pela presença da banda.

Uma revista com a cara do Nordeste


O empresário Matheus Vilela que inteligentemente dirige a Invent Produções, promovendo entre outras festas o evento anual de Reveillon ABSOLUTO, garante que o Estado de Alagoas tem agora em seu calendário um dos mais espetáculares Shows de Virada de Ano, as promessas para 2010/2011 são surpreendentes, uma pequena amostra do que temos por vir foi a apresentação da banda DEXTER´Z no Espaço Pierre Chalita.

www.oushbrasil.com.br


FLASHES

18

A festa de lançamento do ABSOLUTO que teve as presenças marcantes da Banda Cannibal, com as participações especiais de Thiaguinho da Affarra, Felipe da Sabaki, entre outros. Também foi destaque pela qualidade do público presente, muita gente bonita curtindo e se descontraindo ao som de boa música. Nossa equipe sempre presente nas melhores festas, foi lá e registrou alguns momentos que agora serão eternizados pela Revista OUSH! Brasil, uma revista com a cara do Nordeste

Uma revista com a cara do Nordeste


Fotos Marcio Mrotzeck

www.oushbrasil.com.br


FLASHES

20

Fotos Marcio Mrotzeck

No último dia 13/08/10, Nado, proprietário do Restaurante Bodega do Sertão, recepcionou empresários do ramo gastronômico para o lançamento do programa "Caminhos do Sabor", o presidente da Abrasel-AL Brandão Júnior do Maikai destacou importância do programa que vem fortalecer o crescimento da gastrônomia do estado. O “Caminhos do Sabor - A União faz o Destino” é uma ação conjunta entre a Abrasel, o Sebrae e o Ministério do Turismo, com o objetivo de aumentar a competitividade dos destinos turísticos, por meio do maior envolvimento empresarial na governança local e da realização de ações de desenvolvimento da capacidade empresarial do setor

Uma revista com a cara do Nordeste


www.oushbrasil.com.br


Fotos Marcio Mrotzeck

FLASHES

22

Maceió está mergulhando de vez no cenário das baladas House Music como acontece nas grandes capitais do país, essa inserção da música eletrônica no cotidiano do público jovem tem conquistado cada vez mais adeptos. E foi nesse gancho que a cidade ganhou no último mês mais qualidade no som eletrônico, a Invent Produções trouxe a Maceió HED KANDI, um house classudo que contagiou os presentes na festa. O palco foi o novo espaço de entretenimento e lazer da cidade, a Casa Unique das empresárias Mariana Pontes de Miranda e Simone Melro que recebeu um bom público

Uma revista com a cara do Nordeste


www.oushbrasil.com.br


FLASHES

24

Fotos Marcio Mrotzeck

Nossa cidade foi contemplada com uma nova "Maison", estamos falando da Casa Deux, dos sócios Karlla Peixoto e Emerson Bernardi, que no último dia 23 de agosto inaugurou em grande estilo, brindando com um delicioso Prosecco na Mário de Gusmão o novo point fashion da cidade. Representando as peças da nova coleção masculina e feminina esteve o estilista Alexandre Herchcovitch, Eduardo Attalah diretor da Sessu também marcou presença no evento da Casa Deux que deu início as suas atividades. O projeto moderno e original com assinatura de Kallyne Sofia, deram a Casa Deux um moderno espaço da moda que exibe as grifes Espaço Fashion, Mandi, Nica Kessler, Ecko, Sessu, Oh Boy, Lucy in the Sky, Faven e V. Rom

Uma revista com a cara do Nordeste


www.oushbrasil.com.br


CULTURA

26

Celebrando o

Folclore Por ASCOM/FMAC Fotos Marcio Mrotzeck

O folclore é peça fundamental na construção da história de um povo, representa as tradições e crenças que passam de geração a geração. As homenagens ao Folclore lembrado no Dia 22 de agosto contam com uma série de atividades que vem sendo realizadas, promovidas da Fundação Municipal de Ação Cultura. A população do bairro de bebedouro e adjacências prestigiou as atividades realizadas no dia 21, na Praça Lucena Maranhão.

Por tradição Bebedouro é considerado um referencial para a cultura local, pois no passado era palco para as mais diversas manifestações culturais. A presidente da FMAC, Guiomar Omena, ressaltou a importância de fazer acontecer às ações voltadas as expressões artísticas principalmente as de raízes. “Nossa proposta é firmar cada vez mais parcerias que envolvam comunidade e artistas”, ressalta. A programação contou com o lançamento da obra de literatura de Cordel dedicada aos Mestres do local produzida pelo professor e escritor Cristiano Kriko, desenvolvido a partir de uma oficina cordelista feita

Uma revista com a cara do Nordeste


no Ponto de Cultura Chã de Folguedos (Bebedouro). Teve ainda as danças com os grupos: Baianas Rosas do Lar e o Guerreiro do Mestre Nivaldo. Para a mestra Zezé que coordena o grupo das baianas, foi uma grande alegria participar desta homenagem a cultura popular. Hoje aos 70 anos a mestra emociona-se ao lembrar que desde adolescente participa de grupos folclóricos em sua comunidade e que até hoje permanece nessa trajetória. “Para nós folclorista estar aqui é um reconhecimento”, diz. Já no domingo dia 22 o Viva Cultura especial realizado na Praça Multieventos no bairro da Pajuçara, foi um verdadeiro encontro dos diversos ritmos e folguedos. Uma multidão de pessoas de todas as idades compareceu a Multieventos para assistir os talentos locais.

Arapiraca, na seqüência o Grupo Batuque alagoano contagiou com sua batida instrumental fazendo todos dançarem. Um dos momentos mais emocionantes foi as cantigas da destaladeiras de fumo de Arapiraca que acompanhadas do mestre Nelson interpretaram canções populares compostas por elas enquanto desenvolve seu trabalho. O encerramento do Viva Cultura teve o agito do Clube do Coco em parceria com os músicos Jurandir Bozo e Eliezer Setton. Ainda em comemoração ao mês do folclore aconteceu na quarta-feira dia 25 de agosto o lançamento da Oficina do mestre Nelson da Rabeca, na sede da FMAC, onde também foi exibido um documentário e rabecas confeccionadas pelo artista.

Na abertura do evento poetas e convidados declamaram versos expostos no Papel no varal. Em seguida foi vez do grupo de Coco Mirim de

Nelson da Rabeca com sua singular humildade e talento refletem bem a imagem do povo nordestino, lutou, persistiu e conquistou seu espaço. Hoje Alagoas preserva essa lenda viva da cultura Nordestina, nosso Nelson da Rabeca! Que Deus o conserve assim saudável e lúcido por muitos e muitos anos

www.oushbrasil.com.br


FAMÍLIA

28

Os riscos da rede mundial para nossos filhos...

Por Joyce Budukievicz Foto Marcio Mrotzeck

A velocidade de comunicação e de troca de informações é incontrolável pelo utilizador. A Internet é o maior meio de comunicação já criado pelo homem. Maior em dimensão, conteúdos, expansão e em rapidez de acesso aos dados nela existentes. Com a adaptação da Internet ao lar e à vida moderna, deu-se lugar à evolução tecnológica sem dar importância aos perigos decorrentes de uma utilização inocente. Todos os pais tentam tomar os devidos cuidados com as crianças relativamente à vida diária: alimentação, hábitos de higiene, perigos de andar na rua, aproximação de estranhos, etc. Pensamos que em casa eles podem estar em frente do monitor porque estão “seguros”. Mas o perigo está lá. Não existe o tal “mundo virtual”. Tudo o que existe no mundo real, existe na Internet. Permitir a utilização da Internet por crianças não preparadas e sem qualquer educação para a realidade “virtual” é o mesmo que abandoná-las na rua, num qualquer beco de uma cidade com um bilhão de habitantes. Com o bom e o mau. Esta situação, aliada à curiosidade das crianças em idade pré-adolescente e adolescente é o que os predadores anseiam para poderem atacar. Os predadores sexuais sabem o que procurar e utilizam o desconhecimento e o descuido dos educadores para expandirem a sua possibilidade de abuso físico.

Oito por cento dos menores revela seu correio eletrônico para qualquer pessoa e mais de 5% já foi assediado por uma pessoa conhecido através da Internet. Estas duas estatísticas dão uma idéia do perigo que existe ao redor dos avanços da rede mundial de computadores, em especial o fato de que delinqüentes sexuais fazem uso da rede para cometer seus delitos. Pesquisas revelam que 76,2% acessam a Internet sem a supervisão de um adulto e apenas 21,2% têm algum tipo de controle familiar. Do total, 64,4% navegam de uma a duas horas por dia. A maioria, 55%, navegam pela rede com o objetivo de bater papo, 41,6% para jogar, 27,2% para buscar informações, 24,1% para revisar seu correio eletrônico e só 20,2% para estudar. Na pesquisa, 50,6% dos entrevistados eram mulheres, a maioria tinha entre 11 e 14 anos. As páginas mais visitadas são o Google, Hotmail e Messenger. Das pessoas que disseram já ter sido assediada por alguém que conheceu na Internet, 66,7% contam que elas escrevem mensagens por em seu correio. 43,2% afirmam que denunciariam uma ocorrência de assédio ou abuso sexual na Internet à Delegacia. As crianças podem ser vítimas de indivíduos que ocultem a sua identidade, aparentando por exemplo ser determinado amigo ou uma criança da mesma idade, que procurem obter informações, marcar encontros ou levá-las a utilizar a webcam. Existem igualmente vírus que se propagam através deste

Uma revista com a cara do Nordeste


Além do mesmo tipo de problemas do instant messaging, associados à dificuldade em confirmar a identidade dos interlocutores, o e-mail é o meio por excelência para a distribuição de publicidade indesejada e muitas vezes fraudulenta - o chamado spam - que pode atrair os mais novos. Um fenômeno mais recente e igualmente perigoso é o phishing, em que uma mensagem de e-mail contendo links falsos para um determinado site tem por objetivo o furto de credenciais de acesso ou de informações pessoais. A distribuição de vírus e outro malware através de e-mail é um dos maiores perigos deste meio, sendo que muitas vezes basta abrir uma mensagem e não fazer mais nada para que o computador fique afetado. Também a partilha de ficheiros na Internet tem os seus perigos, em particular pelos riscos de infecção por vírus, mas também pelo fato de fazer com que, mesmo inadvertidamente, as crianças possam estar a participar em atividades ilícitas, como a pirataria de filmes, músicas ou jogos protegidos por direitos de autor. As redes sociais e os blogs vieram trazer novos problemas. Nestes espaços, muitos jovens revelam demasiadas informações pessoais, detalhes sobre os seus hábitos, etc.. e podem ser também vítimas de indivíduos que disfarcem a sua identidade. Mas mesmo entre os mais novos existem riscos: o “cyber bullying” é uma expressão que designa a perseguição de colegas ou conhecidos na Internet, envolvendo ameaças e ataques nos blogs ou páginas de redes sociais, e que em vários pontos do mundo já teve conseqüências dramáticas para os envolvidos. Por último, a crescente sofisticação dos tele móveis e as possibilidades de acesso à Internet trazem muitos destes problemas para fora do computador (os vírus, os riscos associados ao instant messaging, etc..), tornando ainda mais difícil o seu controle. Não existe uma solução simples para todos estes problemas. É essencial que as crianças se conscientizem dos perigos a que estão sujeitas, pelo que os pais e educadores devem conversar abertamente com elas sobre todos estes assuntos. Devem ainda ser estabelecidas regras rígidas de utilização, tanto relativamente ao tempo passado on-line, como às atividades que são desenvolvidas durante esse período, proibindo por exemplo a divulgação de informações pessoais. Ainda assim, de nada valem estas regras se não existir também um esforço da parte de pais e educadores para compreender os riscos e a tecnologia. Como comprova o estudos, os mais jovens são normalmente os elementos mais conhecedores da tecnologia nas famílias, sendo que dessa forma dificilmente será

www.oushbrasil.com.br

possível garantir que cumpram as regras impostas. Por último, instalar um bom pacote de segurança é essencial para garantir não apenas a segurança dos computadores contra vírus e outros códigos maliciosos, que podem destruir ou furtar informação, mas também para auxiliar pais e educadores no cumprimento de regras e impedir que as crianças possam ser vítimas de determinadas fraudes. Os programas mais sofisticados podem bloquear o envio de determinadas informações através da Internet, ou serem configurados para impedir o acesso a determinados sites ou categorias de assuntos, entre muitas outras funcionalidades.

Conselhos aos pais O que podemos fazer para tentar garantir e aumentar a seguranças dos nossos filhos frente a tela do computador: • Conversar com o seu filho sobre os perigos existentes na utilização da Internet. • Estabelecer regras sobre a utilização e monitorizar o tempo que o menor passa na Internet. • Instalar o computador numa área comum a toda a família ou de fácil supervisão. • Ter conhecimento da atividade que a criança desenvolve na Internet, vigiando-a direta ou indiretamente. Aprenda com ela. • Pedir para as crianças “mostrarem o que sabem” e quais os seus interesses na rede. • Utilizar software de controle, mas nunca deixar de supervisionar a utilização da Internet pessoalmente. • Aprender a bloquear mensagens de desconhecidos. • As páginas eletrônicas que surgem com imagens de pornografia podem facilmente ser evitadas, procure aprender como. • Impedir o acesso de crianças em idade pré-adolescente aos “chat-rooms”. • Controlar o acesso de adolescentes aos “chat-rooms”. • Dialogar com a criança sobre os seus amigos virtuais. • Não iniciar sessões de vídeo (webcam) com desconhecidos. • Não fornecer informação pessoal a amigos “virtuais”. Ex: número de telefone, morada, escola, nome, etc. • Nunca enviar fotografias pessoais a amigos “virtuais”. • Nunca efetuar downloads sem saber o seu conteúdo. • Saber sempre as senhas que utilizam. • Nunca permitir que o seu filho se encontre com alguém que conheceu na Internet ou então, acompanhe-o nesses encontros. Instrua-o no sentido dele o informar quando alguém tenta aproximar-se via Internet. • Não criar ou manter páginas eletrônicas com fotografias pessoais ou de amigos. Lembre-se que assim que as coloca na Internet, perde o controle sobre quem possui essas fotografias. • Saber sempre onde encontram-se os seus filhos. • Tenha sempre conhecimento das atividades diárias dos menores. • Se desconfiar de algo não hesite em contatar as autoridades

SXC.hu

meio, enviando links em mensagens instantâneas que parecem ter como origem um contato conhecido. Outra ferramenta de comunicação especialmente vulnerável é o e-mail, que é uma conhecida fonte de problemas mesmo para os adultos, sendo que os riscos aumentam no caso dos menores.


Uma oportunidade para a vida...

RPPN Por Fernando Passos

30

MEIO AMBIENTE

SXC.hu

Geógrafo e Consultor Ambiental

Em primeiro lugar quero saudar a todos e enfatizar

o que realmente é uma RPPN. Além das áreas de

que é um imenso prazer iniciar este comentário sobre

conservação ambiental previstas no Código Florestal

o meio ambiente, ou seja, os assuntos ligados a este

- que em nosso País são basicamente as chamadas

tão importante tema que é vital para nossa qualidade

APP’s - Áreas de Preservação Permanente (matas

de vida e das gerações futuras que esperemos

ciliares e morros), as Reservas Legais (20% da

que sejam repetidos em outras oportunidades nas

propriedade) e as áreas de banhado (sujeitas a

edições que virão desta nova mídia escrita do Estado

alagamentos permanentes ou sazonais) existem

de Alagoas a “OUSH! Brasil”, que se apresenta nesta

outras áreas protegidas denominadas Unidades

tão diversificada revista.

de Conservação, como os Parques Nacionais e

Bem, é a minha intenção nesta oportunidade é mostrar aos leitores a importância de uma modalidade de UC – Unidade de Conservação: As RPPN’s - Reserva Particular do Patrimônio Natural, que criada em 1990, para legitimar as intenções conservacionistas de proprietários rurais e elevada a categoria de UC em 2000, através da lei 9.985 que aprovou o SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Seremos repetitivos, mas é providencial para explicitar melhor o conceito e a intenção de mostrar

Estaduais, Reservas Biológicas e Estações Ecológicas. Uma destas categorias chama-se Reserva Particular do Patrimônio Natural, ou simplesmente RPPN. Tais áreas são regulamentadas pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). Como o próprio nome diz, as RPPN’s são áreas particulares, transformadas em Unidade de Conservação por iniciativa totalmente espontânea do proprietário, que continua com a posse sobre a terra, mas passa a obrigatoriamente submeter-se às normas de uso previstas no SNUC. Para que uma área possa ser reconhecida como RPPN, deve possuir relevante

Uma revista com a cara do Nordeste


importância pela sua biodiversidade ou pelo seu

• Facilitação em obter crédito junto ao Fundo

aspecto paisagístico, ou ainda por ter características

Nacional do Meio Ambiente para desenvolvimento

ambientais que justifiquem sua conservação. Ao

de atividades de baixo impacto como o ecoturismo

implantar uma RPPN, o proprietário deve contratar

e pesquisa científica;

de Manejo da área, definindo como a mesma será utilizada dentro das práticas de mínimo impacto (ou seja, uma utilização sustentável). Outro aspecto de fundamental importância para as RPPNs é seu caráter perpétuo, ou seja, mesmo que a propriedade venha a ser vendida no futuro, aquelas áreas definidas como RPPN’s continuam sendo consideradas como tal, e o novo proprietário deve obrigatoriamente dar continuidade à conservação de seus ambientes dentro das normas. Regionalizando o tema, é importante informar que em Alagoas foi criado o decreto estadual 2.050 em fevereiro de 2006, onde o IMA - Instituto de Meio Ambiente, passou igualmente como o IBAMA a reconhecer áreas preservadas como RPPN’s,

• Preferência na análise de pedidos de concessão de crédito agrícola para projetos a serem implementados em propriedades que contiverem RPPN’s em seus perímetros; • Reconhecimento oficial da relevância ambiental de sua a propriedade, pelo fato dela passar a fazer parte do SNUC, tornando-se conseqüentemente área prioritária para investimentos em conservação ambiental; • Apoio e orientação do Poder Público para o manejo e gerenciamento da RPPN; • Oportunidade de ganhos financeiros, através do desenvolvimento de atividades de ecoturismo e educação ambiental, podendo o status de RPPN funcionar como um bom instrumento de marketing;

e isto alavancou esta modalidade de Unidade de

• Apoio, cooperação e respeito das organizações

Conservação no Estado, onde passou de apenas 07

ambientalistas.

RPPN’s em Alagoas para 28 no total em 04 anos de criação da RPPN Estadual. Estas Reservas Particulares do Patrimônio

estão divididas em Alagoas em 24

localizadas no Bioma Mata Atlântica e 04 no Bioma Caatinga (as únicas UC’s neste Bioma no Estado)

Não é apenas o proprietário quem se beneficia da criação de tais Unidades de Conservação. Os Municípios que as possuem, podem ser contemplados com uma parcela maior do ICMS (através do ICMS Ecológico), enquanto a natureza lucra com a

Existem hoje no Brasil, várias entidades, ONG’s,

conservação da biodiversidade e dos ecossistemas,

associações de proprietários que apóiam, fomentam

o que por sua vez melhora a qualidade de vida da

a criação e gestão de RPPN’s, com relação às

população. Segundo MARTINS (2003) *, “as Reservas

Associações existe uma confederação Nacional:

Particulares do Patrimônio Natural representam um

A CNRPPN, que busca dentre vários projetos que

dos primeiros passos para envolver a sociedade

encabeça o apoio as RPPN’s já criadas e as futuras

civil na conservação da diversidade biológica, além

RPPN’s que virão.

de estar contribuindo para a proteção de áreas

Além do ganho de preservação o proprietário obtém alguns benefícios com esta ação em prol do meio ambiente e com a criação de uma RPPN, fica oficializada uma parceria entre o Poder Público e proprietário das terras, em uma espécie de acordo de cooperação cujo maior beneficiário é o ambiente

significativas dos diversos biomas existentes em nosso País, levando a gerações futuras os benefícios da manutenção da sua biodiversidade e, em muitos casos contribuindo também para a proteção e recuperação de itens importantes como os nossos mananciais hídricos”.

natural. Isto traz, de formas diretas e indiretas, diversos

Esperamos pela expansão das áreas a serem

benefícios ambientais e sociais para os proprietários (e

ofertadas por diversos proprietários rurais como

também para a comunidade), entre os quais:

futuras RPPN’s e que os nossos remanescentes de

• Isenção de ITR (Imposto Territorial Rural); • Classificação da área como Produtiva, para efeitos de reforma agrária;

www.oushbrasil.com.br

Mata Atlântica e Caatinga sejam perpetuados para nossos filhos e que eles desfrutem de um ambiente mais saudável, mais verde e mais humano

* Martins, B. M. K. - Desenvolvimento do Ecoturismo em RPPNs no Mato Grosso do Sul (Monografia de Bacharelado em Turismo, Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal / UNIDERP) Campo Grande, MS, 2003.

SXC.hu

uma equipe de técnicos para desenvolver um Plano


AÇÃO SOCIAL

32

Tratar e acolher Por Mª Cristina Bertero

Texto original de Sidléia Vasconcelos

Rede de atendimento a dependentes químicos cresce, mas não atende demanda Eles vivem em função do vício. Chegam a um ponto

Comunidade Infantil

em que não tem mais controle de nada; perdem sua

A preocupação agora se volta também para um público

sanidade mental, comportamento e agem como

ainda mais frágil e vulnerável a riscos sociais: As crianças.

instinto. Começam a ter surtos nervosos, perdem

As comunidades acolhedoras estão estudando um

amigos, emprego e até a família os abandonam. É

projeto que visa implementar uma instituição desse fim

assim que milhares de pessoas vivem no mundo das

voltado para essa faixa da população. “Sabemos que

drogas, principalmente o crack, considerada uma

as drogas estão afetando crianças a partir dos nove

epidemia no Brasil. Para alguns, a luta para vencer

anos de idade, por isso a iniciativa de se criar uma

essa dependência é constante. Mas, infelizmente, nem

comunidade infantil. Sabemos que é um trabalho muito

todos procuram ajuda; muitos porque não querem

complicado, mas estamos estudando, e se for posto

admitir a doença, outros por desconhecimento das

em prática será uma iniciativa pioneira no país”, observa

unidades de tratamento e acolhimento.

Salete lembrando do apoio incondicional das igrejas

Em Alagoas, cerca de 50 pessoas são atendidas

tanto católicas quanto evangélicas que tem contribuído

diariamente na Casa de Acolhimento a Pessoas com

bastante para o fortalecimento dessas instituições.

Dependência Química, que fica localizado na Rua

Leitos

Silvério Jorge, 500, por trás do Museu Theo Brandão, no Centro de Maceió; e mais de 500 dependentes químicos estão em fase de tratamento nas 14 comunidades terapêuticas espalhadas em todo o estado. De acordo com a coordenadora do projeto Acolhe Alagoas, da Secretaria de Estado da Paz, Salete Beltrão, a procura pela recuperação da dependência química esta cada vez mais avançando. Hoje são diversas unidades de atendimento distribuídas em

programas de combate à dependência. Agora, através da Secretaria de Saúde tem uma meta, no que diz respeito à abertura de leitos para tratamento de desintoxicação. No momento estão sendo escolhidos os hospitais que irão disponibilizar essas vagas para aquelas pessoas que estão em fase de abstinência. Dependência atinge todas as classes

toda Alagoas. “Além do atendimento psicossocial e

A droga não escolhe classe social nem raça, atinge

psiquiátrico, a Acolhe Alagoas faz triagem e direciona

todas as camadas sociais. A faixa etária mais atingida

pacientes para o tratamento adequado a cada caso.

aqui em Alagoas é a partir dos 14 anos, e de famílias de

Com esse serviço, as pessoas que buscam a cura

baixa renda, mas é muito grande o índice de consumo

da dependência e que passam pela triagem e são

de drogas por integrantes de famílias de classe média

encaminhadas às comunidades terapêuticas e aos

e alta e já representam cerca de 30% nas estatísticas.

Centros de Apoio Psicossociais (Caps)”, explica.

Estima-se que atualmente, no Brasil, exista cerca de 600

Salete recomenda que as famílias procurem ajuda na

mil usuários de drogas, um aumento de quase 100%,

Casa de Acolhimento, para que a instituição possa

SXC.hu

O Governo do Estado já ampliou bastante os

nos últimos cinco anos. Já em Alagoas, estima-se que

dar conforto e orientação no sentido de fazer alguma

já sejam para quase oito mil dependentes químicos.

coisa. “Quando a família vem nos procurar é porque ela

Locais de tratamento

já está pedindo socorro, não tem reação e não sabe

Na Casa de Acolhimento a Pessoas com Dependência

o que fazer. Fica tão doente quanto o dependente”,

o doente passa por atendimentos psicológicos

frisa. O Acolhe Alagoas vem proporcionando também

e psiquiátricos para então ser feito avaliação, e,

maior condição de atendimento nas comunidades

dependendo do caso, ser encaminhado para uma

terapêuticas que agora recebem recursos oriundo do

instituição e tratamento. “Aqui os procedimentos são a

Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza

triagem (que não existia antes) e exames laboratoriais”,

(FECOEP).

lembra Salete Uma revista com a cara do Nordeste


Por Joyce Budukievicz

Acontece agora em setembro, a última etapa anual da Eco Run, uma competição que traz aos circuitos de rua os princípios de consciência ecológica e sustentabilidade carbono resultante da realização do por meio do plantio

BRASKEM ECO RUN - MACEIÓ - 2010

de árvores.

As inscrições já estão abertas:

Criada com o intuito de despertar a consciência

Data: 26 de setembro de 2010

ecológica e a sustentabilidade, este circuito verde

Local: Praça Multieventos

Esta prova inova ao compensar toda a emissão de

acredita na enorme aderência do corredor com a preocupação ambiental. Com muito verde e intervenções planejadas para causar o mínimo de

www.ecorun.com.br

Percurso: 5K E 10K Horário de Largada: 8h00

impacto e inspirar práticas social e ambientalmente

Horário de retirada do Chip: 6h30 às 7h30

responsáveis, Braskem Eco Run utiliza materiais

Retirada do Kit: A Definir

reciclados e recicláveis em grande parte de sua arena

Obs: Não serão entregue kits na data da prova e após o evento.

e visa o máximo reaproveitamento dos mesmos. Toda a emissão de carbono resultante da realização do circuito é auditada e compensada por meio do

ECO ATIVIDADE

Braskem Eco Run

33

Inscrição:

plantio de árvores.

Assinante - R$ 26,00 até 05/09 após: R$ 36,00.

È o pilar da parceria entre O2 e WWF, por meio do

Individual - R$ 31,00 até 05/09 após: R$ 41,00.

qual R$ 1 de toda inscrição realizada nos mais de 80

Inscrição + associação clube O2 - R$ 155,90 até 05/09

eventos anuais é repassada a ONG.

após: R$ 165,90

Apesar de todo o circuito ser em área plana, o sol intenso de Maceió promete não dar trégua, será

Kit do Corredor: Camiseta de poliamida, Sacolinha de

necessária um bom preparo e boa hidratação, ela será

treino, Medalha (pós evento)

a maior aliada durante a prova. Portanto prepare-se, garanta sua vaga nesta que promete ser mais uma prova de que estamos Imagens Divulgação

realmente preocupados com o Meio Ambiente. As cidades inseridas no circuito Eco Run são: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Porto Alegre e Maceió.

Imagens Divulgação

www.oushbrasil.com.br


OLHARES

34

MarĂŠ baixa,

maravilhosas paisagens se revelam e o Mar se assemelha com o SertĂŁo Por Marcio Mrotzeck Fotos Arquivo pessoal

Uma revista com a cara do Nordeste


Aqui cada vez mais, dá gosto de viver... Olhar para qualquer um dos lados e se surpreender com cada ângulo, é isso o que acontece quando se anda alguns metros mar a dentro nos diários períodos de Marés Baixas. A primeira impressão ao ver os currais sob o forte Sol com ausência da água, é de se estar na seca do Sertão. Quem de vocês nunca caminhou até o Farol numa maré baixa? Ahhh... Não sabem o que estão perdendo! Poder vislumbrar de perto essa natureza rica, viver no local aonde a maioria dos humanos "passam férias", não tem preço! Se você ainda não foi, vá... perca alguns minutos e ganhe muito em inspiração para continuar a caminhada diária. As tantas belezas naturais, as infindáveis paisagens, as belas paisagens cenográficas que temos aqui nesse estado maravilhoso sem custo algum, bastando apenas atravessar uma avenida merecem um pouco mais de nossa atenção e de nossos cuidados e respeito. Pegue a família olhe um dia no calendário de Tábua de Marés, organize esse passeio que para quem vive aqui, nasceu aqui e nunca visitou vai ser inesquecível, tenho uma prima com pouco mais de 30 anos, nascida em Maceió, que me diz nunca ter ido ao Farol da Ponta Verde caminhando, muito difícil de acreditar mas essa é a realidade de muitos alagoanos, acredito que isso de pelo fato de ter tão fácil essa possibildade, por ter sempre ali a sua disposição. Mas dá tempo, pois nem o Mar nem o Farol vão fugir... As belezas naturais encantam a todos, a vida encanta e vira arte, a arte encanta e ganha vida, a arte e a vida encantam ganhando e inspirando a vida, foi num passeio desses que encontramos uma cena inspiradora de vida e arte e imortalizamos também essa imagem, o Engº Paulo de Tarso Lemos Santana, um pernambucano radicado em Alagoas planejou esse feito, pois como nós, pesquisou a Maré e no dia 11/08/10 quando a mesma apontava -0,1 m com pico mais baixo as 10:41h, lá estava ele imortalizando a paisagem sob a ótica "en Plen air" (uma expressão francesa que significa ao ar livre). Inspirado em pintores impressionistas como Claude Monet, Camille Pissarro e Pierre-Auguste Renoir, que deram grande ênfase à pintura en Plein air, Paulo desenvolve com primor sua técnica e já está em seus planos organizar uma amostra de seus trabalhos na cidade de Maceió, onde poderá ser conferido ao vivo e a cores a obra "O Farol", por nós também imortalizado.

Curiosidades com relação as Marés, a Lua, o Sol e a Terra. Na verdade a Lua atrai todos os corpos em sua direção, mas como as águas dos oceanos fluem mais livremente, a mudança é mais visível. Quando a Lua e a Terra estão alinhadas, a Lua exerce atração, no ponto mais próximo, sobre a água do mar. Também a força gravitacional do Sol interfere nas marés, apesar de menos intensamente. Nas luas nova e cheia as marés ficam mais agitadas pois é neste período que os astros Terra, Lua e Sol estão alinhados, ou seja, a força gravitacional devido à Lua e ao Sol somam-se formando a "maré alta", no entanto nas luas minguante e crescente a posição do Sol e Lua formam um ângulo de noventa graus, prevalecendo assim a força devido a Lua, embora a atração do Sol (maré solar) minimize a maré lunar com pouca intensidade e forma se a "maré baixa". Uma curiosidade sobre o tema é que, por exemplo, poderíamos citar que a lua não se encontra na órbita da linha do equador, ela move-se semanalmente ao extremo 28° 30´ (28 graus e 30 minutos) acima e abaixo da linha do equador, causando as marés em praticamente todos os pontos do nosso planeta. Outra curiosidade é que se a Lua atraí todos os corpos em direçao a ela, por que não sentimos ou somos atraídos também em direçao a ela? Não somos atraídos para o centro da Terra? O raciocínio é lógico, a Lua atrai todos os corpos sim, só que a gravidade da Terra é mais forte do que a gravidade da Lua, então por isso que a gravidade da Terra prevalece sobre os corpos. Caso não existisse a Lua, a gravidade da Terra seria ainda mais forte, e nós seríamos mais "pesados" Para se consultar as previões de Tábuas de Marés, acesse: https://www.mar.mil.br/dhn/chm/tabuas/index.htm www.oushbrasil.com.br


CAPA

36

Um autêntico representante da cultura, poesia e música alagoana

Em sua edição de estreia, a OUSH! escalou a Cultura para sua matéria de capa. A Música foi o segmento privilegiado e Eliezer Setton foi o artista escolhido pela abrangência e diversidade temática de sua obra. Procurado para uma entrevista e consultado sobre o seu interesse em ser “capa de revista”, ele quis saber o porquê da escolha do seu nome, principalmente quando soube que o editor geral da publicação não era seu conterrâneo e fazia pouco tempo que estava morando em Maceió. Tomando a palavra, bem a seu jeito, ele tratou de descobrir o que sabíamos sobre ele que justificasse o convite que lhe fazíamos e, a partir daí, o papo rolou farta e descontraidamente, tal o entusiasmo com que ele fala de seus múltiplos projetos. Foi só deixar o gravador ligado e fazer alguns apontamentos. O resto foi com ele mesmo. E haja assunto sobre os mais variados temas e áreas de atuação, mas tudo passando pelo fio condutor da música. A música que ele faz, a que ele canta e a que ele pesquisa pra aprender sobre suas histórias e seus autores.

Uma revista com a cara do Nordeste


Não há quem não morra de amores pelo meu lugar

Setton Por Marcio Mrotzeck Fotos Arquivo pessoal Eliezer Setton

www.oushbrasil.com.br

Foto Marcio Mrotzeck

Eliezer


CAPA

38

O que mostraremos a seguir é o panorama de uma carreira que vem se consolidando, gradual e simultaneamente, em Alagoas e no Brasil.

OUSH! Diante da multiplicidade de interesses que se constata em sua trajetória artística, qual o seu foco neste momento? ES – Divulgação é a palavra de ordem. Posso dizer que até agora eu produzi bastante, mas não divulguei nada. Claro que estou radicalizando. Falando numa linguagem de guerra (e o mercado é um campo de batalha), estou concentrando minha artilharia na divulgação. É como quando um artesão que trabalha em casa, e tem sua clientela no boca a boca, resolve sair pra ir à luta e expor seus trabalhos nas feiras, praças etc., assumindo todos os elos da cadeia produtiva.

OUSH! Valendo-me de sua linguagem de guerra, como você planeja atacar o seu alvo? ES – Reportando-me ao momento em que me descobri compositor, eu apostava que seria a minha música na voz de um artista de projeção nacional, o passaporte para minha carreira e para o sucesso. Assim, simples e inevitavelmente como causa e efeito. E olhe que eu, de cara, firmei parceria, na condição de letrista, com Oswaldinho do Acordeon que eu conhecera num “Pixinguinha”, aqui em Maceió, no final dos anos 70.

OUSH! Eita! Foi bater longe no túnel do tempo. ES – Fiz essa digressão retroativa pra mostrar que o caminho era esse mesmo. Eu só não imaginava o tempo que ia levar o processo. Através do Oswaldinho eu cheguei aos bastidores do primeiro time do cenário nacional e pude constatar que o bicho era maior do que eu pintava. E foi numa parceria nossa que eu vi pela primeira vez o meu nome num disco do tamanho do Brasil. O LP/K-7/CD chamava-se “Encanto”, a música “Na hora H”, a artista Elba Ramalho e o ano 1992. Exatos 15 anos depois da minha primeira música gravada em 1977, estava eu debutando na música, em rede nacional.

Foto Marcio Mrotzeck

OUSH! Chegou mais perto, mas ainda estamos 18 anos longe dos dias de hoje. ES – É uma maioridade! Mas a partir dali as coisas tomaram impulso e eu fui sentando praça no forró. Uma revista com a cara do Nordeste


Em 1994 – Zinho, Jorge de Altinho e Canta Nordeste;

OUSH! Que acontecimentos foram esses que

1995 – Zinho, Jorge e Canta Nordeste, de novo,

determinaram sua postura atual diante da carreira?

Marinês e Mastruz com Leite (Cabeça com Bóbi); 1996 – Dominguinhos, Waldonys, Novinho da Paraíba, Os três do Nordeste, Zinho e Jorge, outra vez; e eu mesmo assumindo a carreira de forrozeiro com “Cio do Grão”, meu disco de estreia.

ES – O Hino de Alagoas é o marco zero dessa história. A partir dele, o público começou a me ver como o cara que canta Alagoas. O melhor é que ele nasceu junto com “Não há quem não morra de amores pelo meu lugar”, música onde eu retrato uma iconografia alagoana bem abrangente. Isso me levou a participar do “Alagoas de Corpo e Alma”, projeto do governo que viajava pelo Brasil divulgando o Estado, onde

Não atingi ainda um milhão de cópias, mas me orgulho de dizer que sou recordista em “não vendagem” de CD. Pelo menos uma vez por dia alguém me pergunta: “Onde a gente pode comprar seus discos?”

eu entrava, depois do clipe de abertura, atacando de one man show em apresentações cujos roteiros eu escrevia a partir das pesquisas que me levavam a coisas que relacionassem Alagoas ao Estado que visitávamos.

OUSH! Eis que surge um roteirista? ES – E, de quebra, um pesquisador que tem me abastecido com os conhecimentos gerais que ilustram minhas performances musiconversadas.

OUSH! E sua relação com os hinos? ES – Depois de ter me apropriado do Hino de Alagoas, OUSH! Oba! Nasce uma estrela? ES – Vá lá que seja! Só que aí o coco muda. Tudo muda. Ampliam-se horizontes, compromissos e responsabilidades. Deixo de priorizar a colocação de minhas músicas nos discos dos outros e passo a pensar mais na minha carreira, pero sin perder la ternura . Mas continuo a ser gravado pelos “colegas”.

fui convidado a aprender o Hino Nacional. Isso me colocou nos momentos cívicos das solenidades e eventos. Dois desses momentos foram marcantes pela amplitude e repercussão: o Hino de Alagoas que eu cantei no jogo CSA 2x1 Vasco e o Hino Nacional no jogo Brasil 0x0 Colômbia, pelas eliminatórias da Copa de 2006.

Leci Brandão, Alcymar Monteiro, Santanna, Brucelose

Também canto o Hino de Maceió, o de Santana do

e outros artistas/bandas prestigiam meu trabalho de

Ipanema e o de Chã Preta, tendo já gravado os três.

compositor, enquanto minha carreira segue seu rumo

Já cantei o de Penedo e o de Arapiraca, mas não os

e eu tento aprender o “caminho das pedras”.

gravei ainda. Num evento ítalo-brasileiro, cantei o da Itália.

OUSH! Já aprendeu o caminho das pedras? Como está lidando com as pedras do caminho? ES – É um aprendizado constante, mas a conjunção astral proporcionada por uma sequência de acontecimentos,

Mas o fruto maior do meu envolvimento com os hinos é o CD “Brasil – Hinos à paisana”, em fase de lançamento, onde eu canto os dez mais representativos hinos do cancioneiro cívico brasileiro.

que me caracteriza num amálgama e me colocou diante

OUSH! Sua participação cívica nos eventos esportivos

de uma encruzilhada de única via: é seguir ou seguir;

foi o que o levou a fazer música pros times de futebol

é fazer ou fazer; é abraçar ou abraçar a carreira em

daqui?

tempo integral, aproveitando as oportunidades que

ES – A priori não, mas depois deu uma boa liga. Eu já

se oferecem, decifrando as que não se revelam e inventando as que se prestem a causa maior de inserirme efetivamente no mercado. www.oushbrasil.com.br

gostava de futebol e lembro-me de ter pensado fazer música pro meu CSA. O danado é que, atendendo

Fotos Arquivo pessoal

uns mais e outros menos recentes, fundiu a diversidade


CAPA

40

a uma sugestão do radialista Antônio Guimarães, fiz

de CD. Pelo menos uma vez por dia alguém me

primeiro uma música pro nosso maior adversário, o

pergunta: “Onde a gente pode comprar seus

CRB, pra só depois fazer a primeira das três que fiz pro

discos?” Aí eu esfarrapo uma desculpa: “Logo estarei

poderoso AZULÃO. Em seguida, vieram a do ASA e a

disponibilizando-os e divulgarei o local.”

do Coruripe. O fato de ter feito música para outros times além do meu, me permite transitar em todas as torcidas, principalmente porque as músicas foram de gestação espontânea e as respectivas gravações bancadas por mim. Outra coisa importante nessa história é que quando eu levanto a bandeira de Alagoas posso agregar até torcidas rivais, mesmo sendo azulino confesso.

OUSH! Mesmo com tantas e tão diversificadas investidas bem sucedidas, você diz que agora é que vai buscar seu espaço nacional. O que faltou pra que isso acontecesse antes ou desde sempre? ES – Nada. Não faltou nada. Cada momento foi vivido e desenvolvido nas condições que se apresentavam. Intuição pura e certeza que queria o que buscava, sempre achando que encontraria o sucesso quando quebrasse a próxima esquina. Claro que a ideia que eu fazia de sucesso era fama e fortuna. Mas como

Meus problemas se acabaram! E os do meu público também. Meus discos estão à venda no Museu Théo Brandão, na praia da Avenida. Claro que isso só vale pra quem estiver em Maceió. Para os de fora e pros comodistas, vale acessar settoneliezer.blogspot.com e pleitear um atendimento personalizado.

OUSH! Eliezer, se houver alguma coisa que você gostaria de acrescentar, fale agora ou cale-se para sempre! (risos) ES – Aí eu vi vantagem! (risos) Se você não levanta essa bola, ia parecer um show onde o artista guarda as músicas mais esperadas pra cantar no bis, só que o público levanta e vai embora sem perguntar: Por que parou? Parou por quê? Então, vamos às boas novas (algumas, não tão novas, mas oportunas) que me deixam todo ancho:

não diz o cearense Falcão, isso é tudo, mas não é

• Em 2009, “Não há quem não morra de amores pelo

100%. Hoje, posso dizer que sucesso é o aprendizado

meu lugar” foi a página de Alagoas na Agenda da CEF,

acumulado, ao longo dos anos e dos trabalhos

com distribuição nacional;

realizados, que compõe minha bagagem e me permite pensar grande e voar alto com os pés no chão. Se é que isso é possível. (risos)

• Também em 2009, Elba Ramalho voltou a gravar música minha. Desta vez foi “D’estar”, no disco “Balaio de Amor” pela Biscoito Fino; • Além do CD dos hinos, que eu já falei e que tem um apelo

OUSH! Quando você fala de trabalhos realizados se

nacional, estou lançando também o “Alagoaníssimo”,

refere a CDs e shows. Qual a importância de cada um?

que é quase uma coletânea, não fosse por uma música

ES – Os shows são decorrência dos CDs e nos dão o

inédita e pela inclusão dos hinos de Alagoas e de Maceió,

“palco” que é o contato direto com o público. É assim

que até então não tinham residência fixa;

que testamos o nosso produto e a receptividade à

• E pra fechar a conta, passando a régua, tem música

nossa performance. Os CDs são o registro das nossas

minha e de Targino Gondim no disco novo de Gilberto

tentativas de atingir um milhão de cópias. (risos) Como

Gil. O disco é “Fé na Festa” e a música é “Maria Minha”.

dizia Setton Neto, meu pai, o CD fica para posteridade.

Acho que não esqueci nada. Qualquer coisa, eu telefono ou mando email.

OUSH! Quantas “tentativas de atingir um milhão de cópias” você já fez? ES – Oito, até agora. Cio do Grão (1996); Das coisas da minha terra (1998); Ventos do Nordeste (2000); Oração do Forró (2003); O Carnaval Alagoano de Eliezer Setton (2004); Amores do meu Forró (2005); Brasil – Hinos à paisana (2009); Alagoaníssimo (2010). Não atingi ainda um milhão de cópias, mas me orgulho de dizer que sou recordista em “não vendagem”

OUSH! Só mais uma pergunta: resumindo a ópera, como você define Eliezer Setton? ES – Prefiro resumir o forró. (risos) Eliezer Setton, o Déu, para os de casa e os da infância, o filho do Setton, para os mais velhos, o alagoaníssimo, para os conterrâneos mais arraigados, é cantor, compositor, economista e comendador. Um forrozeiro cantador de hinos Uma revista com a cara do Nordeste


Fotos Arquivo pessoal

“Nossos ídolos ainda são os mesmos...” Só que agora, eles cantam nossas músicas

www.oushbrasil.com.br


Foto Chico Brandão

o olhar

Por Mônica Casado

Novo circuito de sobrancelhas vira hit entre as clientes

Uma sobrancelha bem desenhada é capaz de mudar toda a expressão

TENDÊNCIAS:

Summer 2011

do rosto. Apostando nisso, o Fios de Cabelo apresenta seu mais novo serviço: o Circuito de Sobrancelha, assinado pelos designers Roseni Araújo e Inaldo Amaro. Disponível desde o início do mês, já virou hit nos salões: “Quem experimenta uma vez, dificilmente deixa de incluí-lo em sua agenda de beleza”, diz Roseni. Durante o processo, o designer analisa o formato do rosto, utiliza ferramentas para medição, faz as correções necessárias com pigmentos de acordo com o tom dos fios, e por fim, realiza a delineação. “É um trabalho diferente da simples limpeza dos fios excedentes”, explica Inaldo. “Há um estudo personalizado, que realmente valoriza o olhar.”

Os designers Roseni e Inaldo realizam algumas das etapas do circuito de sobrancelhas: olhar valorizado.

CHANEL MODERNO Dentre as tendências apresentadas no workshop da Intercoiffure, realizado em Maceió, um dos destaques foi a releitura do Chanel. Em versões desfiadas e assimétricas, o modelo, inspirado na estilista francesa Gabriele Chanel e até então referência das mulheres clássicas, deverá fazer a cabeça das brasileiras na próxima estação em diferentes fios e texturas.

TRANÇANDO OS FIOS Outro clássico que volta repaginado é a trança. Sinônimo de penteado recatado, ela agora ganha um aspecto mais fashion e despojado, e serve de base tanto para propostas casuais como para criações elaboradas.

MAQUIAGEM: Os favoritos dos maquiadores Ficar sem maquiagem é como estar sem uma peça de roupa ou sem brinco. Faz muita falta! No início, pode até ser difícil, mas é uma questão de hábito. Aprende-se aos poucos e, de repente, vira algo automático. O importante é identificar quais produtos você tem mais habilidade de uso. Veja alguns dos meus produtos favoritos (e de muitos maquiadores profissionais!). Eles vão fazer toda a diferença na sua nécessaire: 1- Corretivo MAC Studio Finish Concealer SPF 35 FPS (já tinha experimentado de tudo, e encontrei a “Paz de Espírito sem olheiras” com esse) 2- Base líquida Mary Kay Medium Coverage: um item com um precinho muito acessível e, como tem cobertura média, fica muito natural; 3- Sombra Iluminadora Lâncome Color Desing Smooth Hold Shimmer 4- Sombra marrom Lâncome Color Design Lézaro Matte: para um esfumado leve, sem marcar, apenas de efeito 5- Rímel The Colossal Volum Express Maybelline: volume para o dia, ou Lancôme Hypnôse: clássico dos clássicos, imbatível. Para noite ou qualquer momento que eu queira muito efeito nos olhos 6- Blush Summer Rose MAC Beauty Powder: efeito rosado natural. Uma revista com a cara do Nordeste

Fotos Divulgação

BELEZA

42 Design para


OUSH! / @MWcomDesign

www.oushbrasil.com.br


Cherry Pompe

MODA

44

Afinal, moda é arte?

Respondam-me pois essa pergunta não quer calar.

Como exemplo de arte na moda, a marca suíça Akris, apresentou, numa de suas coleções, vestidos em tecidos nobres com motivos que nos remetem bastante às telas de Claude-Monet. O estilista Albert Kriemler, prefere afirmar que os florais e paisagens estampadas em suas peças não são cópias de Monet. Porém, basta olhar para constatar de onde veio sua inspiração:

Imagens Divulgação

Muitos respondem de pronto: moda não é arte, é comércio (e ponto). Talvez pelo fato de muitos acreditarem que a arte propriamente dita não pode ser algo tão efêmero e descartável, que mude com tamanha constância por entre as estações do ano. Para muitos, a arte é definida como atemporal, já a moda… Nem sempre!

Por Dani Pompe

O que dizer sobre os valorosos croquis desenhados por estilistas que, numa folha de papel, conseguem transmitir todos os traços de um modelo singular de roupa, sob a forma de desenho e pintura?

SXC.hu

Percebemos que, ao longo dos anos, a moda passou a ser valorizada também como arte, servindo como tema de inspiração para muitas coleções internacionais, como as consagradas marcas Prada, Dolce & Gabanna, Chlòe, Louis Vuitton, Miu Miu, Anna Sui, Chanel, Versace, lssey Miyake, Akris, entre outras. Porém, não podemos desmerecer o outro lado da moeda: aquele em que o objetivo final é garantir lucro nas vendas - mesmo que a criação da peça não seja lá essa “obra de arte” -, ou, simplesmente, sugerir tendências...

Imagens Divulgação

E mais, o que dizer sobre as maravilhosas produções de vestes desenvolvidas para as passarelas de moda, que, não raramente, nos impressionam pela tamanha criatividade ali apresentada, inclusive pela atmosfera que a compõe: iluminação, maquiagem, música.

Neste contexto, pode-se considerar que moda, além de arte, também é cultura, não é mesmo?! E, mais além, costumo considerar a moda como uma “estampa”, ou melhor, uma “segunda pele” que reflete um tanto a nossa identidade particular, da qual representamos, através de roupas, acessórios e também dos calçados, aquilo o que realmente combina conosco, aquilo com o que, de fato, sugerimos como forma de apresentação, de identidade Uma revista com a cara do Nordeste


INTERATIVIDADE

Por Lizandra Mendonça

Pesquisa revela que 38% dos internautas usam redes sociais diariamente e que o Brasil é o país que mais utiliza esses recursos. Um estudo da Deloitte divulgado em junho passado aponta que as redes sociais e os programas de mensagens instantâneas e de texto são usados todos os dias por 38% dos internautas brasileiros. No total, 86% dos entrevistados declararam usar essas mídias. A pesquisa mostrou que o País possui 36,8 milhões de internautas ativos e 13,7 milhões com internet em casa.

Brasil é país que mais usa redes sociais no mundo Outra pesquisa revela que o Brasil é o país que mais utiliza a Internet para fins sociais. Segundo a Nielsen, empresa de pesquisa de mercado, 86% dos usuários de internet, no Brasil, estão em redes sociais e passam uma média de cinco horas por mês conectados a esses sites. Já os Australianos são os que passam mais tempo acessados a estas mídias, mais de sete horas por mês. De acordo com a pesquisa, cerca de 22% do tempo gasto navegando na Internet é voltado para o uso de redes sociais e é a primeira vez que três quartos dos usuários online do mundo estão visitando estes sites. Além disso, o número de pessoas que acessam essas redes aumentou 24% em relação ao mesmo período do ano passado e a quantidade de horas passadas nelas quase duplicou. As redes sociais mais procuradas mundialmente são o Twitter, o Facebook e o YouTube e, no Brasil, a lista inclui o Orkut. O Google liderou em termos de alcance mundial, com 82% dos usuários de Internet visitando o site todo mês e permanecendo por uma média de um minuto e meio. O Twitter, como mídia espontânea, por sua vez tem atraído cada vez mais adeptos, pois a velocidade das informações processadas é incontrolável, campanhas são diariamente disparadas via Twitter, os TT´s ficam variando constantemente, quem não se lembra do #CALABOCAGALVAO? Que perdurou dias durante a copa, chegou até o topo dos TT´s mundial. Dias atrás uma campanha nos chamou atenção e merece destaque aqui, trata-se da Campanha de Thiago Victor de Minas Gerais, um rapaz de 21 anos soropositivo desde 2001, ele criou a seguinte hashtag #1milhaosempreconceito. www.oushbrasil.com.br

A campanha se resume em mostrar que juntos, somos mais fortes que o preconceito. A meta? Reunir um milhão de seguidores no twitter para o Thiago, voluntário do Grupo Vhiver. É pensar grande? Talvez. Mas talvez seja apenas pensar do tamanho que a causa merece. A lógica é simples: você ajuda seguindo o Thiago. O Thiago ajuda o Grupo Vhiver. E o Grupo Vhiver ajuda os soropositivos com apoio psicológico, alimentação e assistência básica. Use a hashtag #1milhaosempreconceito. Espalhe nas redes sociais, siga o @thiagovhiver e mostre seu apoio. Nós já estamos fazendo nossa parte e você? Vamos ajudar uma causa que valoriza a vida! Saiba mais, acessando: www.1milhaosempreconceito.com.br

Imagens Divulgação

Imagem Divulgação

Redes Sociais

45


Mega Evento

Por Marcio Mrotzeck Fotos Jennifer Budukievicz

S.Mag Todeschini Trend House´10 em sua 4ª edição proporcionou a Maceió um verdadeiro mergulho no Circuito Mundial da Moda

TREND HOUSE

46

A Revista OUSH! Brasil, como Canal de Mídia tem como seus principais valores a "imparcialidade" e como missão visamos principalmente mostrar o que há de melhor, exaltando os valores do nosso rico e glamouroso Nordeste, em especial a cidade de Maceió AL, no cumprimento de nosso papel como veículo de comunicação, temos nessa edição destaque especial para o evento que foi o foco na mídia local e nacional em meados de agosto de 2010. Em nossas próximas páginas temos um resumo de tudo o que rolou nos 4 dias de evento, realizado no excepcional espaço da Todeschini Móveis, foram mais de 1.500 cliques e flashes, de desfiles, bastidores, gourmet, tudo da melhor qualidade e aqui publicamos uma parcial da díficil e demorada seleção de imagens, tem muita, mas muita gente bonita, gente daqui e gente de fora. Um evento muito bem organizado e planejado, de proporções dignas de uma capital de estado e que merece todos os elogios pelos méritos conquistados em sua execução, resumindo-se uma digna "Festa da Moda". Fomos lá conferir bem de perto a tão cogitada e anunciada “TrendHouse´10”, no Twitter, nos Blogs, para onde se olhava se viam posts, textos, anúncios da tão esperada Semana de Moda Alagoas, foram 4 dias de muita passarela, muito brilho, muito luxo, muitas cores e novidades para um público bem seleto que visitou as dependências e conferiu toda a estruturada armada nas dependências da Todeschini Móveis de Jorge Amorim, um evento com iniciativa de James Silver, que chegou a sua 4ª edição, consagrando-se no calendário anual do Estado, deixando muitas boas lembranças e saudades e expectativas para o próximo ano.

Marcada pela diversidade explorada no quesito atratividade (moda, cultura, estética, calçados, jóias, decoração, bem-estar, fitness, turismo e gastronomia), o evento teve saldo muito positivo para o setor de Turismo do Estado, pois foram acolhidos em Maceió jornalistas de várias partes do país, a TrendHouse´10 teve Fernanda Vilela, filha do lendário Senador Teotônio Vilela, como madrinha do evento, uma pessoa que sempre apoiou e prestigiou os criadores locais coroando o evento com todo o seu carisma e elegância. Os trabalhos foram iniciados com uma OffTrend, onde foi possível conferir no ShowRoom da Viver de Arte, uma excepcional exposição em homenagem à criadora alagoana Maria (Bonita) Cândido Sarmento, onde foi possível apreciar um acervo literalmente garimpado com peças e fotos de criações da estilista desde o início de sua carreira, sob direção de Ana Maria e Rosa Piatti. Terminal açucareiro do Porto de Maceió sediou a abertura do evento com um desfile de moda da grife Maia Piatti, sob trilha sonora de música ao vivo. Nos demais dias, a loja Todeschini funcionou como sede e tenda de desfiles. Abrindo a sede do evento, com um cast de belíssimas alagoanas completado por modelos importadas diretamente de São Paulo e beauty por conta de Gabriela Cabus e equipe, maquiadas com Lancôme e O Boticário ao som dos DJ´s Cordista, Lyah e Ygor Alves da HUG Management, estava pronta a passarela da TrendHouse. Desfilaram pelo palco grifes como: SNC, Flu Look, Larissa Nunes, Mary Design + Marta tenório, Zoe + Arezzo, Neo, Tom de Pele e Colcci. Agora vamos conferir as imagens que falam por sí só...

Uma revista com a cara do Nordeste


muitagentebonitaessaéacaradonordeste muitagentebonitaessaéacaradonordeste muitagentebonitaessaéacaradonordeste

www.oushbrasil.com.br


muitagentebonitaessaĂŠacaradonordeste muitagentebonitaessaĂŠacaradonordeste muitagentebonitaessaĂŠacaradonordeste

Uma revista com a cara do Nordeste


muitagentebonitaessaéacaradonordeste muitagentebonitaessaéacaradonordeste muitagentebonitaessaéacaradonordeste

www.oushbrasil.com.br


muitagentebonitaessaĂŠacaradonordeste muitagentebonitaessaĂŠacaradonordeste muitagentebonitaessaĂŠacaradonordeste

Uma revista com a cara do Nordeste


muitagentebonitaessaéacaradonordeste muitagentebonitaessaéacaradonordeste muitagentebonitaessaéacaradonordeste

www.oushbrasil.com.br


RECEITA DO CHEF

52

Filé ao Funghi Por Marly Briseno Foto Divulgação

Dona Marly Briseno, 75 anos, gentilmente nos cedeu essa maravilhosa receita, inaugurando a Sessão Receita do Chef, hoje a especialidade de Dona Marly são os famosos Bolos de Casamento, mas o Livro de Receitas que ganhou de seu esposo a mais de 50 anos, continua em perfeito estado e é sempre muito úrtil na cozinha.

Ingredientes: -

100 gs de cogumelo seco (Funghi) 2 Xícaras d’água morna 1 Cebola ralada 1 Colher de manteiga 1 Xícara de vinho branco seco 1 Tablete de caldo de carne 1 Colher de sopa de farinha de trigo Pimenta do reino a gosto 1 Lata de creme de leite

Modo de Preparo: Coloque o funghi de molho em água morna, durante 1 hora. Depois escorra reservando o caldo. Doure a cebola ralada com a manteiga, coloque o funghi e o vinho. Deixe cozinhar um pouco, coloque o caldo de carne e 1 xícara do caldo reserve. Quando ferver

bem, acrescente a farinha de trigo, desmanchando em um pouco de caldo, deixe engrossar e coloque o creme de leite. Se ficar muito encorpado coloque mais do caldo reservado. A pimenta coloca-se a gosto.

Preparando o Filé: 1 Filé com menos de 2 quilos Ingredientes: sal, pimenta do reino e louro. Faça uma mistura com o sal; 1 colher de sopa, com 1/2 colher de chá de pimenta branca e com o louro, bem cortadinho. Espalhe a mistura em todo filé, besunte o filé com manteiga, enrole bem em papel alumínio e deixe na geladeira por 2 horas. O filé deve estar bem enxuto, para não criar salmoura. Coloque numa frigideira em fogo alto, 2 colheres de óleo, 2 colheres de manteiga e 1 colher de chá de açúcar. Quando a frigideira estiver bem quente, coloque o filé (sem o papel alumínio) e deixe dourar bem todos os lados. Ponha o filé em assadeira teflon com o molho que se formou por 20 a 25 minutos no forno. Desligue e sirva o molho de fungi à parte

Uma revista com a cara do Nordeste


Gastronomia caderno especial

Por Marcio Mrotzeck Fotos Jennifer Budukievicz

Bodega do Sertão............54 Picuí...............................55 Four Bistrot....................56

produção

Cordeiro com Polenta By Patrizio Brescacin

www.oushbrasil.com.br


Gastronomia

caderno especial

Carne de Sol gratinada com Queijo

Especialidades do Sertão do Brasil Os muitos bulês, compõem a imagem singular da Bodega

a casa serve 45 pratos diariamente no buffet (R$ 31,90/ Kg). Novidade, a carne do sol valente vem desfiada, puxada na cebola roxa com manteiga de garrafa e pimenta

A gastronomia alagoana se completa com o Restaurante

doce. Receitas típicas como a buchada de bode ganham

Bodega do Sertão, criada por Nado (alagoano) e Francy

destaque. Entre as sobremesas, há doce de jaca, de coco,

(paraibana) e que é sucesso há cinco anos.

mamão e pudim de café. À noite, o bufê oferece também

O restaurante atrai a atenção dos clientes com sua arquitetura voltada para as raízes nordestinas, mobiliário rústico, ambiente aconchegante, com espaço climatizado e pratos saborosos e apreciado, como sarapatel, carne de sol com nata, buchada, carneiro, cuscuz, arroz de queijo,

macaxeira, inhame, cuscuz e sopas. O café-da-manhã é servido apenas aos domingos. E mais, os clientes ainda podem se deparar, logo na entrada, com uma bodeguinha (local de venda) de produtos típicos, como cachaça, doces, pimentas, biscoitos caseiros e cordéis. Muito bom... OUSH!

baião-de-dois, tapiocas e bolos diversos e agora também grelhados. Um salão em formato de bule, com 10 metros

Restaurante Bodega do Sertão

de altura, é uma das atrações da casa, que o inscreveu

Av. Jatiúca, 62 - Jatiúca - Maceió/AL

no Guinness Book para concorrer como o maior desses

Tel +55 82 3327.4446

utensílios no mundo. Especializada em comida nordestina,

www.bodegadosertao.com.br

Uma revista com a cara do Nordeste


tradicionais receitas com ingredientes únicos, de sabores peculiares e que fazem parte da cultura culinária regional. Estes e outros borbulhantes elementos fazem parte de um dos estilos gastronômicos mais ricos e difundidos do Brasil.

Entre as especialidades da casa estão no cardápio sabores peculiares

Ao longo dos anos o chef Wanderson Medeiros tem

Historicamente a culinária do Nordeste brasileiro é pesada

cuidadosamente harmonizados pelo Chef chegam à mesa

e quente. Também, fica difícil imaginar que fosse de outra

em preparações que impressionam tanto paladar quanto

forma, afinal a necessidade do sertanejo por alimentos ricos

os outros sentidos na hora de comer. Um exemplo clássico

em energia e a mistura entre a herança indígena, a cultura

para ilustrar tudo isso é a sobremesa "Gelo do Engenho",

africana e a influência portuguesa, criaram receitas cheias

sorvete caseiro de rapadura paraibana coberto por fios de

criado e implantado no Picuí uma infinidade de receitas da Nova Cozinha Nordestina. Os sabores sertanejos

mel de engenho. Comprovamos e é Imperdível... OUSH!

Restaurante PICUÍ Av. da Paz, 1140 - Jaraguá - Maceió/AL Tel +55 82 3223.8080 / 8840.0176 www.picui.com.br | twitter.com/picui

.com.br Gelowww. dooushbrasil Engenho

Gastronomia

Rapadura, só aqui

Aliado a isso, o terroir nordestino abastece novas e

caderno especial

Sorvete de

de molhos intensos, miúdos, tubérculos e carnes secas.


Gastronomia

caderno especial

Requintados e saborosos

Imagens Divulgação

Polvo grelhado

Ponta Verde, em uma das áreas mais nobres da capital

Pratos Executivos que atendem um público mais exigente

alagoana.

As receitas que influenciam a gastronomia do Four dão a

exuberante jardim. O restaurante possui ainda um deck

volta ao mundo para chegarem às mesas do restaurante

com mesas altas e espaço para encontros informais,

em Maceió, Alagoas. Com expressões de diversas

drinks e petiscos. O chef Thiago Maia ainda aposta na

cozinhas internacionais e também a brasileira, o cardápio

força de outros frutos do mar que chegam frescos à sua

do chef Thiago Maia sempre valoriza os ingredientes da

cozinha e carnes especiais como Mignon de cordeiro,

estação e especialmente os regionais.

Coxas de Rã e Filé de Jacaré. Bora jantar... OUSH!

O aconchegante restaurante possui um salão climatizado que recebe até 28 pessoas com vista para um

Para manter a qualidade de suas preparações o chef renova seu cardápio de três em três meses, seguindo as quatro estações do ano. Inspirados nesse conceito o chef Thiago Maia e o empresário Jonas Araújo abriram o Four Bistrot em março de 2009, localizado no bairro da

Four Bistrot Restaurante R. Pref. Abdon Arroxelas, 214-A Ponta Verde - Maceió/AL Tel +55 82 4141.1004 Uma revista com a cara do Nordeste


OUSH! / @MWcomDesign

www.oushbrasil.com.br


SAĂšDE BUCAL

58

Uma revista com a cara do Nordeste


Coroa Protética

(autógeno), de banco de ossos (alógeno), de espécies diferentes (xenógeno) ou pré-fabricados (biomateriais),

Pilar de Prótese

e só o especialista na área da Implantodontia será capaz de indicar qual o material será necessário utilizar em cada caso. O que faz o implante estar em íntimo contato com o

Implante

tecido ósseo é um processo fisiológico chamado de osseointegração, este período dura em média de 4 a 8 meses, e durante esse tempo os contatos dentários direto no implante devem ser evitados para que esse implante não seja perdido. Em alguns casos após a instalação do implante já pode ser colocada a coroa provisória, devolvendo a estética ao indivíduo, a chamada carga imediata, porém essa coroa deve estar livre dos contatos oclusais. Só após o período da osseointegração

Imagens Divulgação

a coroa definitiva poderá ser colocada, já com os devidos contatos estabelecidos. O custo com o tratamento através de implantes

Implantodontia Por Dra. Shyrlei Aguiar Foto Jennifer Budukievicz

A perda de um dente pode trazer transtornos funcionais e estéticos ao indivíduo, limitando seu convívio social. As próteses convencionais, principalmente as removíveis podem gerar transtornos sociais quando desadaptadas ou quando há pouco suporte ósseo. A Implantodontia é uma das especialidades da Odontologia que mais tem Imagens Divulgação

crescido nos últimos tempos, ela consiste em devolver a estética e a função àquelas pessoas que perderam elementos dentários, através da instalação de implantes osseointegrados, que são materiais capazes de suportar próteses e estão é íntimo contato com o osso. Essa modalidade de tratamento visa reabilitar desde um único elemento dentário até quem chegou a perder todos os dentes. Para a instalação do implante é necessária uma cuidadosa avaliação do tecido ósseo através de estudos clínicos, radiográficos e tomográficos por um profissional especialista, para indicar o tipo de implante a ser instalado ou se antes da colocação desse implante será necessária a realização de enxertos ósseos, nos casos onde há pouco osso que não permita a instalação desse implante. Os enxertos ósseos podem ser do próprio organismo www.oushbrasil.com.br

osseointegrados varia de acordo com o tipo de implante a ser instalado, necessidade ou não de processos de regeneração óssea, o tipo de material a ser utilizado na coroa protética, além o serviço profissional especializado. Após a instalação do implante e a confecção da coroa protética definitiva haverá a necessidade de consultas periódica, a cada 6 meses, para avaliação da integridade do trabalho e estabilidade do implante e dos tecidos, bem como a limpeza meticulosa da área para evitar processos inflamatórios que comprometam a integridade biológica Dra. Shirley Maria Barbosa de Aguiar Cirurgiã Dentista Implantodontista - CRO-AL 2411 / Certificada pela ABO Rua Dr. Antonio Cansanção, 812 - Sala 104 - Ponta Verde - Maceió Telefone 3327.2718 / Celular 8827.3451


PERSONA

60

Poder controlar o seu tempo para estar 24Hs por dia

missão essa que encontrou na atual empresa que

ao lado dos filhos, ao lado do marido e cuidando da

trabalha, e encontrou muito mais que isso, encontrou

família, não tem preço. A possibilidade de proporcionar

tudo o que buscou a vida inteira, trabalhando em diversas

isso a outras pessoas é o que motiva Lilian todos

empresas, de vários segmentos, o "reconhecimento".

os dias, a advogada paulista com fortes raízes em Alagoas, uma mulher de atitude, independente, batalhadora e com muita determinação, mãe de 4 filhos e avó do lindo Arthur. Lilian tem como meta enriquecer a vida das mulheres,

Hoje, Diretora Executiva da multinacional de cosméticos Mary Kay do Brasil, segue o caminho das pedras, caminho esse que vem trilhando há 5 anos, já ajudou a enriquecer a vida muitas mulheres desenvolvendoas para liderança. Com sua garra e vontade já

Enriquecendo Vidas

Por Marcio Mrotzeck Foto Jennifer Budukievicz

conquistou viagens internacionais, prêmios em jóias por reconhecimento do trabalho e até o troféu sobre rodas (um astra sedan na cor rosa), no qual, literalmente desfila pelas ruas desse país, pois o seu trabalho lhe dá essa possibilidade, de desenvolver a atividade Mary Kay em qualquer local por onde ande dentro do território nacional. Hora está em Minas, hora está em Recife, em Salvador, em Santa Catarina, em São Paulo, em Maceió, a vida dela é assim, e dessa forma vai conduzindo sua equipe também ao diretorado. Lilian sempre retorna para o lar, com a sensação de missão cumprida, pois sabe o quanto motivou e inspirou a vida de outras mulheres. Todas as nossas conquistas tem as mãos de Deus, só ele muda as coisas de lugar, e se ele a colocou em terras alagoanas foi para brilhar, poder contemplar a lua nova deixando esse mar prateado lhe dá cada vez mais gás e energia. É assim, a oportunidade bate a sua porta, ela passa uma, duas, três vezes no máximo, se não agarrar, ela se vai e pode não voltar. Portanto, olhar sempre para frente e vislumbrar tudo o que um novo dia de sol nos trás é tudo, é dar oportunidade aquilo que fomos contemplados, é dar oportunidade a vida. Como um trecho da letra da música da Banda Legião Urbana: "Todos os dias quando acordo, não tenho mais o tempo que passou, mas temos muito tempo, temos todo o tempo do mundo"... (Tempo Perdido) Na Mary Kay, Lilian aprendeu um lema: em 1º lugar Deus, em 2º lugar a Familia e em 3º lugar fica a Carreira, aprendeu também que é preciso fazer aquilo que gostaríamos que outras pessoas fizessem por nós. E também que devemos "sempre" fazer o bem, sem olhar a quem Uma revista com a cara do Nordeste


OUSH! / @MWcomDesign

www.oushbrasil.com.br


ACONTECE

62 INAUGUROU Horus abre as portas

Unindo conforto, estilo e grifes famosas a sua disposição Com a presença da atriz Carolina Magalhães, entre outras celebridades, na noite de 26/08 a Horus Brands abriu suas portas. Instalada na esquina da moda, antiga Av. Amélia Rosa, sob uma arquitetura moderna a loja multimarcas vem atender a um público altamente exigente servindo diversas grifes, tais como: Cavalera, Iódice, Carmim, Abercrombie, Hollister, Skunk, Polo Ralph Lauren, Patachou, Lucidez, Camila Klein, Tatiana Gorentzvaig, Cavendish, Nana Kokaev, entre outras. Quem esteve no coquetel de inauguração foi contemplado pelo Buffet Izabel Pinheiro, ao som de DJ Rodrigo Lima e Equipamentos Peixe, sob a produção de Flávius Lessa, o designer da marca Horus Brand é Rodrigo Ambrósio, um dos sócios, o jovem Jonathas Lessa estava irradiante com a inauguração e a boa presença de público. A proposta da Horus é reunir grifes famosas a preços praticados em São Paulo, as coleções de Primavera/ Verão já estão disponíveis. Vale a pena conferir!

MARACATU

Baque Alagoano inscrições abertas

Oficina de Maracatu - Maracatu Baque Alagoano Local: Museu Théo Brandão Dias: 25 e 26 de setembro de 2010 (Sábado e Domingo) Horário: das 8:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00 horas Taxa de Inscrição: R$ 20,00 + 1kg de alimento não perecível Instrumentos: agogô, alfaia, caixa (ou tarol), gonguê e xequerê (ou agbê) Informações/Inscrições: Rômulo - 9997.4515 / Pablo - 8844.1340 ou Andressa - 9326.0669 E-mail: baquealagoano@gmail.com Site: www.maracatubaquealagoano.blogspot.com Vagas limitadas: 50 (número de instrumentos do grupo) Quem tiver seu próprio instrumento terá vaga garantida. Venha ser mais um batuqueiro!!! Uma revista com a cara do Nordeste


PARABÉNS loja Cygnus completa 1 ano na Amélia Rosa Moda Primavera/Verão já disponível, venha conferir A loja Cygnus especializada em vestidos e roupas finas, com 16 anos de existência no mercado da moda feminina em Maceió, completou 1 ano de inauguração das suas novas instalações em um belíssimo espaço localizado na antiga Av. Amélia Rosa, no bairro da Jatiúca. As novas coleções estão repletas de vestidos belíssimos e únicos para ocasiões especias, como casamentos, formaturas e eventos. Entre a escolha de vestidos, bolsas e acessórios, você toma um delicioso café ou chá, em um ambiente agradável e totalmente climatizado. Venha conferir!

SERTANEJOS Raphael & Gabriel

representaram AL nos palcos de Barretos 2010 Dupla se apresentou e o resultado não poderia ser outro, mais uma vez, sucesso! A dupla sertaneja alagoana Raphael & Gabriel sensação do momento, brilha em vários palcos pelo Estado afora e rompem barreiras levando o que há de melhor do estilo para o restante do Brasil. Foi tocando sucessos consagrados de Chitãozinho e Chororó, Zezé di Camargo e Luciano, Victor e Léo e composições próprias que agradaram aos diversos públicos e a partir do grande sucesso da música "Uma noite e nada mais" de autoria do cantor e compositor Raphael, os transformando na maior revelação sertaneja de Alagoas. O talento foi apresentando mais uma vez e em grande estilo nos palcos da maior Festa de Peão do país, a Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, interior de SP, quando nos dias 20 e 21 de agosto, a dupla subiu ao palco e encantou com todo seu talento, levando mais uma vez o nome de Alagoas para fora do estado. Conquistas e sonhos aos poucos vão sendo realizados, esbanjando carisma e alegria sem jamais esquecer suas raízes, isso faz parte do perfil da dupla, que sempre é acompanhada de toda sua produção e banda. Parabéns Raphael & Gabriel, desbravando fronteiras como verdadeiros guerreiros imprimindo um tom, um estilo em alta qualidade e com muita competência!

www.oushbrasil.com.br


ACONTECE

64 BLOGUEIROS

Organizam I Bazar O acervo de 12 blogueiras de moda e algumas marcas participaram Foram mais de 500 peças reunidas entre todos os Bloguieros e etiquetadas manualmente pela organização do Bazar além das grifes como Hit, Fullô, Carol Paz, Clube do Importado, Banca de Camisetas, Bolsa de Mão, Tadea Carvalho, Sophie and me e Caju Ameixa que também participaram e quem visitou se surpreendeu devido a grande movimentação e variedade. Tinham blusas da Banca de Camisetas (todas a R$20), peças seminovas para todos os estilos, corner da Hit fazendo o maior sucesso com peças de R$500 por R$40, Bolsa de Mão com estamparia variada, bolsinha da Fullô com caveirinhas a R$10, acessórios phynos da Sophia and me com super desconto. Um dos pontos altos e mais engraçados também era a hora dos sorteios! Teve batom e blush da MAC, bolsas da Bolsa de Mão e da Caju Ameixa, kit da Doce Majestade,

AC MACEIÓ completou 144 anos

da Fullô e outros!

Lado a lado com o empresariado do Estado conquistando espaços

Esse foi apenas o I Bazar, por sinal muito bom, outros estão

Hoje presidida pelo Dr. Geminiano Jurema, a AC Maceió

por vir e a certeza que fica é, quem não for, vai perder!

fundada em 22 de julho de 1866, pelo comerciante José

dia de beleza no Jr Gavazzi, brincos e acessórios, blusa

Joaquim de Oliveira a Associação Comercial de Maceió, como ficou conhecida, é um dos grandes marcos da história cultural da cidade de Maceió. Sua história é um capítulo á parte. Durante muitos anos, o edifício sobreviveu heroicamente, entre a glória e o abandono, produzindo uma história muito particular sobre sua origem, construção e acervo. Sua sede esteve instalada no Centro da Capital da Província até 1869, quando foi transferida para o bairro de Jaraguá. Após a sua restauração em 1999, o Palácio do Comércio, cujo acervo retrata a história da vida econômica da cidade, passa a desenvolver uma série de atividades culturais. Berço da história política, econômica e cultural de Alagoas, nos seus 144 anos, a Associação Comercial de Maceió, edificada para ser um local propício à troca de idéias pelos homens de negócios, continua sendo uma das principais fontes de pesquisa sobre o desenvolvimento do Estado. Muitos são os motivos que fazem desta instituição um manancial da história e da cultura de Maceió.

Uma revista com a cara do Nordeste


UMA DÉCADA de site Maceió 40°

Um dos maiores Portais do estado completa 10 anos de serviços Sob coordenação de Marcelo Freire, o site Maceió 40 Graus completou 10 anos no dia 13 de agosto de 2010. Nesses 10 anos de trabalho, o portal 40 graus conquistou seu espaço no mercado alagoano sendo o único de Maceió a possuir acesso livre em todos os eventos do estado. É o primeiro na mente do público jovem quando este procura notícias relacionadas a entretenimento e registro de eventos (fotos). É considerado o maior portal de cobertura de eventos, com registro de fotos, colunas sociais, informações de entretenimento, cobertura de temas que envolvem os jovens, gravação de programas e transmissão sobre vestibular, via web. Incontestavelmente, o 40 Graus busca a evolução de

BANDA SABÁKI

lança seu 1º CD

informação e novidades que alimentam o público-alvo.

Tocando no estilo Samba Enredo o grupo vai conquistando o mercado

Prova disto, são os dois novos projetos do portal: um

A Banda Sabáki é pioneira no estado no ritmo Samba

concurso de novos talentos para eleger a banda do

Enredo, com apenas 6 meses de mercado a banda

verão e uma nova área dedicada exclusivamente ao

composta por 12 integrantes, tendo como vocalista Felipe

mundo da moda, contando com blog, vlog, loja virtual e

Bassett, músico e compositor alagoano que já passou por

muito mais! É isso que faz o portal Maceió 40 Graus ser

várias bandas até a formação ideal da Sabáki, lança seu

o mais acessado e procurado do segmento em Alagoas.

primeiro CD ao vivo, recheado de vários sambas enredo

suas atividades no que diz respeito a tecnologia da

Acesse: www.maceio40graus.com.br

que são sucesso nacional e outros ritmos, incluindo o tema de trabalho, o samba "Versos da Paixão", de autoria de Felipe, que tem mais de 50 composições próprias. O início foi bem difícil, a banda se apresentava em palcos apenas para mostrar seu trabalho, pois o cachê mal dava para pagar o combustível, mas foi persistindo com espírito guerreiro que a Sabáki conseguiu mostrar o seu valor, imprimindo esse ritmo no estado de Alagoas. As oportunidades foram aparecendo, os contatos e finalmente a crediblidade bateu a porta da banda. A Suprema Produções que também promove e apóia várias outras bandas no estado, entre elas: Cannibal, Affarra, $ifrão, Rabo de Saia e Alex Franco dirigida por André Normande, também apostou na Banda Sabáki. Hoje sócio da banda ao lado de Felipe e Danilo. A banda está com agenda lotada e promete muito mais para os próximos meses. Boa sorte Banda Sabáki!

www.oushbrasil.com.br


Apesar de eu ser um corinthiano fanático, estou a frente de um veículo de mídia. Temos a díficil, mas não impossível missão de agradar a gregos e troianos e acima de tudo sermos imparciais, o espaço PAIXÃO NACIONAL nasce junto da Revista OUSH! Brasil e como ela é democrática, meus amigos apaixonados pelo esporte mais emocionante do mundo, preparem seus textos, pois aguardamos suas histórias também, declarem o seu amor ao clube do coração, contem e gritem aos quatro cantos do mundo o quanto vocês amam as cores das camisas que você honram. Nossa redação aguarda seus e-mails, mandem suas histórias que democraticamente a cada edição estaremos selecionando e publicando, dando espaço a cada uma das diferentes nações. Saudações alvinegras e um abraço a todos!

PAIXÃO NACIONAL

66

Basta ele existir! Tudo começou em 1974 quando eu nasci, é na verdade já nascemos com isso no sangue, o amor a um clube de futebol não é simplesmente plantado dentro do peito, não existe fórmula, nem escola para se aprender a torcer e amar determinado distintivo. Isso vem da alma. O meu amor pelo Sport Club Corinthians Paulista está no DNA, pois mesmo meu saudoso pai tendo nascido em Palmeira dos Índios aqui nas Alagoas, tão longe de São Paulo, era um aficcionado e apaixonado pelo Alvinegro do Parque São Jorge. Paixão por uma camisa supera limites, precisamos saber dosar isso, imaginem vocês quem vivenciou a fila dos 22 anos, 8 meses e alguns dias do Corinthians? E se fosse hoje? Seria diferente? Tenho certeza que não, não é atoa que somos conhecidos como a Fiel Torcida, exemplos memoráveis como a Invasão de 1976 o Tobías estava lá, Paulista de 1977 com Basílio, Democrácia Corinthiana com Dr. Sócrates, o primeiro Brasileirão com Neto em 1990, o Mundial em 2000 com Marcelinho, sempre momentos únicos, especiais e inesquecíveis a lágrima não se cala a emoção de ver o Corinthians em campo é única. Serei Fiel sempre!

Por Marcio Mrotzeck Fotos Arquivo pessoal

Alguns momentos memoráveis que vivenciei, entre eles a honra em ter participado da justa Homenagem a nosso saudoso Idário Sanches Peinado, Campeão Paulista do IV Centenário em 1954, vestir a camisa e representar o SCCP na África do Sul em 2008, tietando Basílio, nosso arqueiro em 1977 e acompanhar meus filhotes nos passos do pai e saudoso avô.

Já vi meu time ser campeão muitas vezes, nesses meus 35 anos, ou foi no estádio, na TV, no rádio, a emoção sempre é a mesma! O momento de um gol é algo inexplicável, não tem como medir, não tem como comparar com qualquer outra emoção ,e quando se houve o hino então... Ah! Como é bom amar o Corinthians! Como é bom sentir essa emoção. Como é bom ser Corinthians! O corithiano não vive de títulos, ele vive de amor ao Corinthians! Basta o Corinthians entrar em campo para ter festa, o Corinthians existindo para nós já é mais do que o suficiente. Ser amante do clube no qual o "Estádio será a Sede Paulista da Copa 2014", realmente não tem preço... Parabéns meu Corinthians pelos 100 anos de vida! Uma revista com a cara do Nordeste


www.oushbrasil.com.br


Uma revista com a cara do Nordeste

Revista OUSH! Brasil - Capa Eliezer Setton - Ano I Edição 01 Set/2010  

by Marcio Mrotzeck de Araujo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you