Page 1

TRABALHO      DE HISTÓRIA


Apresentação Escola Municipal Professor Edilson Duarte Tema: Escravidão no Brasil,Leis Abolicionistas,Sociedade do Açúcar. Grupo: Emanuella,Marcela,Mayara,Raquel,Millene e Maria Eduarda. Professora: Cirlene


Introdução

Vamos falar sobre as Leis Abolicionistas,a Escravidão no Brasil e a Sociedade do açúcar.


Desenvolvimento Escravidão no Brasil-A história da escravidão no Brasil, escravidão negra africana no Brasil Colônia, tráfico de escravos, os navios negreiros, trabalho escravo nos engenhos e nas minas de ouro, os castigos, as revoltas, os quilombos, carta de alforria, fim da escravidão, Lei do Ventre Livre, Lei dos Sexagenários, Lei Áurea, Abolição da escravatura Sociedade do Açucar-A sociedade brasileira dos séculos XVI e XVII estava dividida em dois grupos principais: senhores e escravos.


Escravidão no Brasil

A escravidão começou no Brasil no século XVI. Os colonos portugueses começaram escravizando os índios, porém a oposição dos religiosos dificultou esta prática. Os colonos partiram para suas colônias na África e trouxeram os negros para trabalharem nos engenhos de açúcar da região Nordeste.


Lei do Vento Livre

Declarava livres todos os filhos de escravos nascidos no Brasil. Assim, liberrtava os donos de escravos da "onerosa" obrigação de alimentar os filho escravos, que seriam "livres".


Abolição

A abolição foi movimento social e político ocorrido entre 1870 e 1888, que defendia o fim da escravidão no Brasil.Termina com a promulgação da Lei Áurea, que extingue o regime escravista originário da colonização do Brasil.


Lei dos Sexagenários Declarava livres os escravos com mais de 65 anos, o q significava libertar os donos de escravos da "inútil" obrigação de sunstentar alguns raros ****** velhos que conseguiram sobreviver à brutal exploração de seu trabalho.


Lei Áurea Declarava livre os escravos no Brasil. A luta política pelo fim da escravidão é conhecida com Campanha Abolicionista, participaram dessa luta muitos intelectuais, jornalistas, políticos e escritores. A abolição não foi só obra dessa elite


Lei Ausébio de Queiroz Esta lei, promulgada por D. Pedro II, dizia que a partir daquela data estava proibida a entrada de escravos pelos portos brasileiros. Por quê não deu certo? Como a coroa conseguiria fiscalizar um litoral com mais de 20.000km de extensão e a proibição vinha apenas do litoral, porém muitos africanos vinham da costa oeste da África, pelo Indico e depois pelo Pacífico e desembarcavam na costa do Chile e vinham para cá.


Lei Feijó 1831 - Lei Feijó, que abolia o tráfico negreiro. Foi uma lei feita por pressão da Inglaterrra e para agradá-la. Daí a expressão "para inglês ver" existente até hoje.


Lei Nabuco de Araújo 1850 - Lei Nabuco de Araújo, que dava penas mais duras aos traficantes de escravos. Já se vê aqui que a lei de 1850 quase não pegou...


Sociedade do Açúcar

O Açúcar era um produto considerado uma especiaria em solo europeu, um artigo de luxo, o que lhe assegurava um alto preço. Esse fator somado à experiência portuguesa de cultivo da cana e a produção de açúcar nas colônias da ilha da Madeira e no arquipélago de Açores somado as condições favoráveis que tínhamos para o cultivo em solo brasileiro.


Imagens


Conclusão Conclui que a escravidão não devia existir ,pois é um modo de descriminar e agredir os escravos, os preconceitos contra pessoas de cores diferente e raças diferentes eram muito crueis, cores de peles diferentes eram motivos de descriminação,preconceito e escravidão no Brasil.

Mayara silva millene  

Atividade desenvolvida no Laboratório de Informática sobre História do Brasil com os alunos do 8º ano da professora Cirlene de história.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you