Page 55

4.1: Relatório do primeiro dia de pintura

No dia dedicado para fazer a pintura mural eu estava com tudo pronto, eu já possuía todos os materiais em mãos e já possuía um acordo com a faculdade, pois já tinha a autorização para começar o trabalho. Neste dia cheguei na faculdade uma hora mais cedo do que de costume, todos os funcionários responsáveis pela manutenção do campus já estavam avisados de que eu iria começar a pintar o muro, O homem que é o responsável pelo campus me disse a seguinte frase: “ontem me avisaram que alguém iria “pichar” o muro da faculdade. Já enxergamos aqui algo que iria me incomodar muito ao longo do dia, as pessoas começam a usar alguns termos que não são corretos como, pichação, vandalismo e rabiscar parede. A parede que foi selecionada para a aplicação do desenho era uma sala utilizada pelo curso de direito, ao saber disso eu fiquei um pouco apreensivo, pois estava preocupado se ao pintar o muro eu estaria atrapalhando a aula de outro curso. Eu precisava conversar com o professor do curso de direito para que ele autorizasse a pintura no momento de sua aula. Eu como aluno de design já possuía em minha mente uma opinião formada sobre as pessoas de direito, minha previsão era que um professor de direito não iria gostar do meu projeto de grafitar os muros. Porém eu estava totalmente errado, quando expliquei meu projeto ao professor ele gostou muito da proposta e disse que se sentiria honrado em ter a sua sala ilustrada. Nesta etapa de execução do projeto, percebi que seria muito mais prático se eu convidasse alguns amigos para me ajudar, (essas pessoas serão citadas nos créditos finais), com isso uma pessoa era o responsável pelas fotos, outras me ajudavam a pintar, e outra pessoa anotava frases importantes que o público dizia, ter pessoas me auxiliando me ajudou muito, pois eu estava muito inseguro em relação ao comportamento das pessoas. A ajuda dos meu colegas foi essencial também pelo fato de que eu teria mais tempo para me comunicar com público e receber o feedback do meu trabalho. Quando começamos a pintar o muro de branco vieram alguns alunos de design que já sabiam que eu iria pintar o mural, eu expliquei toda a proposta do trabalho e eles ficaram muito animados alguns me diziam que gostavam de desenhar e estavam dispostos a me ajudar no que precisasse, alguns desses alunos já estavam preocupados na execução de seus trabalhos de conclusão de curso e acharam muito interessante a minha proposta. Outra pessoa que veio falar comigo neste mesmo momento foi um aluno do curso de publicidade e propaganda, esse aluno é estagiário de uma empresa de energéticos e ele organiza ações publicitarias dentro do campus da faculdade, ele queria organizar um evento publicitário através do meu grafite, isso mostra o poder que o grafite tem de atrair pessoas e de chamar a atenção.

55

O desenho como forma de manifestação política  

trabalho de conclusão de curso feito no ano de 2013, pelo curso de design da instituição de ensino Facamp,

O desenho como forma de manifestação política  

trabalho de conclusão de curso feito no ano de 2013, pelo curso de design da instituição de ensino Facamp,

Advertisement