Issuu on Google+

As grandezas físicas podem ser representadas por poliádicos Grandeza física é a denominação genérica que se dá a qualquer variável posta em jogo num fenômeno físico, exceto se ela for de natureza geométrica, caso em que será dita grandeza geométrica (uma distância, área, volume, ângulo etc.). Reconhecemos há tempos que certas grandezas físicas são inerentes a uma direção; e o exemplo mais simples é o esforço muscular que, intuitivamente, tem uma direção, um sentido e uma intensidade, podendo ser aplicado (em princípio) em qualquer ponto de um corpo. Estas são as grandezas (físicas ou geométricas) do tipo vetorial e são representadas por vetores. Devemos reconhecer a existência de grandezas físicas de outro tipo que, em fenômenos de certa natureza, estabelecem relações entre duas grandezas vetoriais (físicas ou geométricas) em correspondência. Elas todas formam um tipo de grandeza que podemos denominar de grandezas diádicas e representadas por diádicos. Esta palavra é a tradução da palavra inglesa dyadic introduzida por Gibbs na sua Análise Vetorial; e dyadic significa uma soma simbólica de dyads, isto é, de pares de vetores simplesmente justapostos. Devemos reconhecer ainda a existência de outras grandezas que ocorrem nos fenômenos físicos e estabelecem relações entre grandes vetoriais e diádicas em correspondência (como um vetor campo elétrico e um diádico de tensões num cristal de quartzo). Podemos denominar esta classe de grandezas de grandezas triádicas. Verifica-se que esse processo de correspondência é típico em física e que todas as grandezas físicas, sem exceção, podem ser enquadradas nessa linha de formação. Dai podermos denominar genericamente todas as grandezas físicas de grandezas poliádicas uma vez que todas elas podem ser representadas por poliádicos. O visitante poderá apreciar algumas informações sobre as possíveis relações lineares entre essas variáveis no §06.04,Cap.IV,Vol.II,T.I das nossas "Lições".


As grandezas físicas podem ser representadas por poliádicos