Page 1


ELYONAY CARVALHO

VERSテグ DIGITAL VENDA PROIBIDA


Dedico este livro, às milhares de pessoas com quem conversei em bares, clubes, eventos, supermercados, lojas, praças e locais públicos nos últimos quatro anos. Se você estiver lendo isto, quero que saiba que eu estava sendo sincero ao te abordar! Realmente fiquei feliz em te conhecer.


S UMÁRIO

Apresentação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 05 Prefácio. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08 Introdução. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Não existe bicho de sete cabeças. . . . . . . . . . . . . . . . 14 Supere seu inimigo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20 Pense por você mesmo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 Libertem–se das regras. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34 Conheça a lei do magnetismo. . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Crie conexão com seu novo amigo. . . . . . . . . . . . . . . 42 Sobre o autor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5


APRESENTAÇÃO

Olá, eu sou Elyonay Carvalho, um autor desconhecido nacionalmente e quem sabe mundialmente também. Não me julgo um escritor, afinal, faz pouco tempo que descobri a diferença entre ''mas e mais'', por esse motivo, acredito que seria uma desonra para os grandes nomes da literatura me rotularem como tal. No entanto, escrevo este livro com o objetivo de ajudá-los em determinadas situações. Desde criança até os dezessete anos de idade, fui o típico estereótipo de um perdedor. Muito embora, em algumas fases de minha vida esse contexto mudasse um pouco, me proporcionando conhecer pessoas incríveis, porém, o resultado final se mantinha

A ARTE DE SER SOCIAL

5


o mesmo: um rapaz tímido e frustrado. Enquanto criança, era bastante fechado a novas amizades, falava pouco, me comunicava apenas com familiares, restringindo meu verdadeiro eu e vontades. Fui, por muito tempo, motivo de piada na escola, nunca fui o cara mais descolado, sempre mantive poucos amigos. No início de minha adolescência, embora tivesse perdido parte do medo de manter relações com as outras pessoas, ainda me mantinha em uma zona de conforto, chegando a evitar, certas vezes, passar por determinados locais a caminho da escola, para não encontrar algum conhecido, por receio de ter que cumprimentá-lo. Por volta dos meus quinze anos de idade, era um adolescente tido como bonito e atraente por muitas garotas da mesma idade, porém, de nada adiantou, uma vez que fui rejeitado por quase todas que tentei me relacionar, conseguindo meu primeiro beijo com quase dezesseis anos de idade. E é desnecessário mencionar que após o beijo nunca mais falaria com a garota. Por medo e desconforto emocional. Já no ensino médio, embora tenha vindo a me tornar um pouco mais comunicativo, a evolução não era o suficiente, ainda sofria bastante com a falta de habilidade interpessoal. Notando essa dificuldade até mesmo no meu relacionamento com os professores, colegas de turma e alguns amigos mais próximos. Em meados de 2010, resolvi buscar ajuda na internet, chegando a encontrar uma vasta literatura, que se tornara a luz no fim do meu túnel. Ainda naquele ano, um grande amigo, me apresentaria uma série de livros dos mais variados assuntos, desde linguagem corporal, persuasão, liderança, comunicação, PNL (Programação

6

ELYONAY CARVALHO


Neurolinguística) até mesmo, métodos de sedução e conquista. Foi quando resolvi colocar em prática tudo que estava aprendendo na leitura dos livros, comecei saindo de casa e conversando com desconhecidos, indo a festas e eventos com o intuito de conhecer pessoas e me relacionar com o sexo oposto, tinha em mente gerar um ciclo de novas amizades. E hoje, acredito que minha vida seria totalmente diferente se não tivesse tomado a iniciativa de resgatar o controle da situação e correr em busca do tempo perdido. Esta obra, não é apenas um livro de autoajuda, é um troféu que representa a minha vitória, comprova a minha metamorfose. Que este livro seja a luz no fim do seu túnel. Boa Leitura!

A ARTE DE SER SOCIAL

7


P

REFÁCIO

Faz cerca de dois anos, aproximadamente, que o Elyonay e eu mantemos uma boa amizade. Nos conhecermos por meio de um grupo de debates sobre evolução social, que buscava a troca de experiências em assuntos como: timidez, insegurança, iniciativa, programação Neurolinguística, construir ciclos sólidos de amigos, além de sedução e conquista. Inicialmente nosso contato era apenas por redes sociais, mesmo morando na mesma cidade, até um dia ele propor uma reunião pessoal com o grupo, a qual realmente aconteceu, exceto por um singelo detalhe... Apenas eu compareci. Isso estampou de cara, que nós éramos os únicos que levavam mais a sério o

8

ELYONAY CARVALHO


desenvolvimento pessoal, além disso, tínhamos o enorme desejo de evoluir cada vez mais, algo que muitos vêem como vaidade, mas eu vejo como um nobre e digno desejo por dias melhores, e não há motivo para se envergonhar disso. Enfim, nesse mesmo dia a gente conversou sobre empreendimentos, e o que poderíamos construir juntos para alcançarmos nossos sonhos. E foi quando chegamos à conclusão de algo simples e que reside debaixo de nosso nariz, deveríamos apenas começar! Sim, começar! Digo isso, pois é tão claro como um farol, para iniciar uma jornada rumo ao sucesso, o que vem primeiro é o ato de começar, dar o primeiro passo. Entramos de cara em um mercado altamente competitivo, a organização de eventos. Apesar do trabalho árduo, obtivermos bons e maus, resultados. Porém, ganhamos algo maior que o dinheiro, acabamos por construir numerosas e boas amizades, que acabaram por ajudar a construir nosso legado no ramo, logo o que parecia ter dado errado, se mostrou fundamental para o reconhecimento do nosso comprometimento e empenho para alcançamos o novo maior alvo, o sucesso. Ora pois, hoje eu tenho uma banda de metal underground cuja agenda está sempre repleta de compromissos e o Elyonay dispensa comentários, pois hoje ministra palestras muito bem aclamadas pelo público e está sempre sendo requisitado a participar de reuniões com os mais variados seguimentos de representação organizada. No entanto, o que descrevo nos parágrafos acima, felizmente, é apenas cinco por cento de toda a história que daria para ter contado, e deixo aqui a ressalva ao mais importante, todo esse caminho foi consolidado graças ao item mais importante nas

A ARTE DE SER SOCIAL

9


qualidades do Elyonay Carvalho, a sua iniciativa! Quero dizer que todo caminho que exista, mesmo torpe ou exímio, ele só existe graças ao começo, todo e qualquer projeto deve, primeiramente, ser iniciado, senão você vai prorrogando o início e nunca começa, desejo a todos uma boa leitura e excelentíssimo desenvolvimento, caros leitores. Carlos Augusto Músico, Compositor e baixista da banda Bloodfire

10

ELYONAY CARVALHO


I

NTRODUÇÃO

A maior parcela da população mundial, não consegue realizar dez por cento de seus sonhos. Nem mesmo, seus objetivos traçados no inicio de cada ano. Não conseguem encontrar a parceira que julgam ser a ideal, a faculdade que realmente desejam cursar ou o emprego que sempre sonharam. Isso é indiretamente, ou melhor, diretamente, ligada à falta de habilidades de comunicação ou o medo do fracasso. Somos seres sociais, produzidos por processos interativos, nos quais há ação é recíproca. A base da vida social é a interação. Desde pequenos até o último dia de nossas vidas, estamos sempre em constante processo de modelagem e transformação, como por exemplo, a nossa forma de pensar, sentir e agir, ou seja, a formação do que chamamos de personalidade é algo gradual.

A ARTE DE SER SOCIAL

11


Ao longo de nossa vivencia acabamos nos retraindo, deixando de liberar nosso verdadeiro potencial, por medo, por acreditamos que estamos fazendo algo de errado ou fora do comum. Hoje em dia, as habilidades sociais, por exemplo, é reconhecida universalmente como elemento chave, uma pessoa sociável na atualidade, é por definição um líder, igualmente um bom líder será, inevitavelmente, uma pessoa sociável. Mas como você pode se tornar uma pessoa sociável? É possível desenvolver tais habilidades? Essas são as duas perguntas mais frequentes, deixeme responder a última pergunta com um sonoro SIM, quanto à primeira pergunta, este livro, em sua totalidade, será minha resposta. Ele é um guia prático e simples sobre dinâmicas sociais, para qualquer pessoa que tenha esse tipo de dificuldade, espero que este seja útil, pois nele irei descrever situações reais com base em minhas próprias experiências. Antes, uma palavra de precaução: Socializar é algo que se deve aprender. Você aprende, principalmente, com suas experiências, porém, essa prática deve ser guiada por princípios e ideias. Acrescento mais um pequeno lembrete: muitas vezes as pessoas discutem esse assunto como algo fora do normal, pois em suas mentes, acreditam que socializar é uma habilidade natural, que já nasce no ser humano, quando na verdade, essa habilidade pode ser desenvolvida ao longo da vida. E é isso, que iremos aprender neste livro.

12

ELYONAY CARVALHO


CAPÍTULO UM

NÃO EXISTE BICHO DE SETE CABEÇAS

“A timidez, inesgotável origem de tantas infelicidades na vida prática, mas é a causa direta, mesmo única, de toda a riqueza interior”. – Emil Cioran.

Eu era muito tímido – na verdade, ainda sou um pouco. Acredito que a mudança que me ocorreu nos últimos anos, transformou e mudou o destino de minha vida. Pensando bem, não mudou apenas a minha, mas, a de centenas de pessoas. Se pudéssemos mudar uma pequena ação do passado, mudaríamos não apenas o nosso destino, na verdade, mudaríamos o destino de varias pessoas, e causaria um efeito borboleta.

A ARTE DE SER SOCIAL

13


No entanto, Nem todas as pessoas querem sofrer uma mudança, pois o processo é árduo, cansativo, longo, complicado, e sim, muito sofrido. Contudo, não quero que você desista, pelo contrario, o que irei descrever neste livro é um passo a passo do meu processo de transformação, com tudo que utilizei com o intuito de deixar a timidez de lado para, finalmente, assumir o controle da minha vida. Muita coisa teve que mudar. E não pense que foi tudo do dia para noite, levei anos para colher os frutos, porém, com a minha ajuda, talvez, você encontre alguns atalhos.

Antes eu achava que minha timidez era o problema, agora eu vejo que o problema é usar minha timidez como desculpa para não viver. – Verônica H Tudo começou em meados de 2010, e hoje em dia, caso você assista alguma de minhas palestras, e, me conhecesse dessa época, certamente diria que são pessoas diferentes. E eu acredito muito nisso. Acredito que tenha ocorrido uma transformação tão profunda, que talvez, eu tenha renascido das cinzas, assim como uma fênix. E tudo isso, graças ao desenvolvimento do meu poder pessoal. Antes de qualquer coisa, quero que você entenda que há dois tipos de poder no mundo. Um deles é o poder posicional, que depende da posição que você ocupa em determinado contexto, por exemplo, o presidente de uma empresa tem mais poder posicional que o vice, o diretor de sua escola tem mais

14

ELYONAY CARVALHO


poder que o professor. O outro tipo é o poder pessoal, que o individuo carrega consigo vinte e quatro horas por dia em qualquer lugar aonde vá, e que não depende de fardas, cargos, medalhas, títulos ou posição social. Esse poder pessoal depende simplesmente de sua capacidade de ser comunicar com eficiência para alcançar os seus objetivos. Ou seja, depende de sua capacidade de influenciar as outras pessoas através da comunicação. E infelizmente, uma pessoa tímida, é incapaz de influenciar, e consequentemente, desenvolver o poder pessoal. Antes de tudo, lembre-se, influenciar é diferente de manipular. Influenciar é guiar ou simplesmente expirar alguém a fazer algo que será mutuamente benéfica, enquanto manipular, é controlar uma determinada situação para extrair algum tipo de vantagem. Se pergunte quantas vezes já sentiu o coração pulsar mais rápido, o corpo tremer ou até mesmo sentir fraqueza nas pernas. E isso, pelo simples fato de estar diante de alguma pessoa desconhecida, ou por simplesmente, ter de conversar com um professor, quem sabe até, um guarda de trânsito, ou alguém do sexo oposto. Isso já te aconteceu? A timidez pode paralisar qualquer pessoa, de qualquer sexo ou idade. Pode causar ansiedade, pesadelos, indigestão, entre outras sensações estranhas. Mas, será que existe algum remédio para curar a timidez? Particularmente, acredito friamente, que tal cura, não exista. Porém, a timidez pode ser controlada. Ao longo de minha infância e parte de minha adolescência, me tornei uma pessoa retraída ao ponto de evitar contato direto com pessoas que a

A ARTE DE SER SOCIAL

15


princípio, eram desconhecidas. A realidade é que ser tímido te faz esconder-se, te faz a adentrar na zona de conforto, assim se acaba perdendo oportunidades de enfrentar e viver as belezas da vida. Todos nós possuímos um pouco de timidez em determinadas situações. A timidez não é algo anormal, muito pelo contrário, na medida certa, ela pode ser benéfica. Ela nos torna mais racionais, nos impedindo de fazermos coisas das quais poderíamos nos arrepender mais tarde, porém, quando ela é excessiva, pode tornar-se um empecilho para realizarmos tarefas simples do dia a dia. Não podemos, nunca, jamais, deixar de fazer algo por conta de outras pessoas, quando isso acontece, podemos estar deixando uma oportunidade passar e, oportunidades, infelizmente, não voltam.

Aqueles que nunca foram tímidos são incapazes de compreender o quanto a timidez pode arruinar as nossas vidas e tornar-nos Pessoas infelizes. – Lourdes Catherine Às vezes acabamos fechando a janelinha de novas relações, mantemos a boca fechada e apenas observamos. Alguns amigos podem até perceber e comentar que estamos quietos. Isso ocorre principalmente quando estamos diante de alguém desconhecido, isso é instintivo, uma espécie de autodefesa, contudo, quando esse fechamento ocorre diante de pessoas do nosso convívio diário, pode ser

16

ELYONAY CARVALHO


um pequeno problema, pode ser o famoso complexo de inferioridade. Você já teve a sensação de que seus amigos são sempre mais bonitos e simpáticos que você? Já se pegou baixando a cabeça em festas quando alguém ameaça cruzar seu caminho? Já ficou ensaiando falas e poses na frente do espelho? Saiba que essas são algumas das marcas registradas das pessoas tímidas. Existem algumas inseguranças que, na maioria dos casos, são as principais causas para tornar as pessoas tímidas, algumas podem ser percebidas facilmente, enquanto outros estão escondidos. As mais tradicionais são:    

Vergonha da aparência física, do corpo ou das roupas. Medo de ser rejeitado por pessoas desconhecidas ou medo de ser rejeitado por pessoas de alto valor social. Receio de ser julgado ou de causar uma péssima impressão. Medo de não ter assunto para manter um diálogo.

O problema é que nossa autoestima é afetada desde a nossa infância. Infelizmente, do modo que somos criados, as repreensões que recebemos ainda na infância, acabam afetando nossa vida adulta. Um estudo feito com um minigravador de voz, próximo a uma criança de quatro anos, revelou que para cada elogio, ele recebia nove repreensões. Isso quer dizer que até os dez anos de idade, ouvimos cerca de dez mil NÃOs, e tais repreensões, deixam nossa autoestima lesada. E isso explica o porquê da maioria das pessoas serem tímidas.

A ARTE DE SER SOCIAL

17


Para todos os efeitos, o seu desempenho profissional e pessoal, nunca será maior que a sua autoestima. Se ela for baixa, seu desempenho também será e vise e versa. No entanto, podemos reverter esse quatro com algumas ações simples.

ADIFERENÇA QUE FAZ ADIFERENÇA As seis dicas a seguir servem de base para o desenvolvimento de sua autoestima. Não são regras fixas, porém, podem te ajudar. 1. Sorria – Existe uma conexão entre o músculo da boca e o cérebro, e no exato momento que sorrimos, mesmo que forçado, um hormônio, chamado de betaendorfina é liberado. E esse hormônio, faz bem a saúde. Foi comprovado cientificamente que quem sorrir, vive mais. E outra pesquisa revelou que as mulheres sorriem mais que os homens, e em media as mulheres vivem, oito anos a mais, que os homens, então definitivamente, sorrir faz bem para autoestima, e consequentemente, a sua saúde. 2. Semelhante atrai semelhante – Este é um fator determinante. Se você abrir a torneira de sua cozinha, sai água, e essa água vai para o esgoto, e o esgoto vai para o rio, e o rio vai para o mar. Entendeu? O ódio vai para quem tem ódio, o amor vai para quem tem amor, né verdade? Sucesso vai para quem tem sucesso.

18

ELYONAY CARVALHO


Faça uma reflexão, quais foram os seus maiores sucessos na vida? Se você a todo tempo pensar apenas no fracasso, infelizmente, você vai apenas fracassar na vida, parece simples, e, realmente é. Pensar no sucesso atrai o sucesso. Pensar em coisas boas atrai coisas boas. Siga esse padrão e aumente ainda mais a sua autoestima. 3. Não pense apenas no dinheiro – Qual foi a ultima vez que você fez algo pelo seu próprio prazer? Noventa por cento de nossas escolhas é baseado no dinheiro. Escolhermos um curso na faculdade porque ele é ‘’garantia’’ de ganhar mais, enviamos o currículo para a empresa que tem uma melhor folha salarial, às vezes, escolhemos nossas relações amorosas pelo interesse financeiro. Não pense assim, faça apenas aquilo que lhe trará prazer, essa pequena ação, será refletida no seu desempenho, que aumentará a sua autoestima, pois um elava o outro. 4. Valorize suas habilidades – Às vezes, tudo é questão de focar nas coisas certas. Por exemplo, será perda de tempo uma pessoa de 1,40 de altura, praticar basquete no intuito de se tornar um jogador profissional. Basicamente, devemos focar nas nossas qualidades. Se você é bom escritor, por que não escrever um livro? Se você é bom com números, por que não cursar matemática? É fundamental reconhecer suas habilidade e focar nelas. 5. As suas companhias refletem a sua personalidade – Se você vive em terreiro de perus, não espere voar com águias. Certamente você conhece alguém que conscientemente – ou não – te coloca para

A ARTE DE SER SOCIAL

19


baixo, seja com críticas, comentários maldosos ou falando mal de você para outros. Eu conheço muitas pessoas assim e tenho certeza que você também. Esse é um comportamento comum de pessoas fracas, diminuírem o valor do próximo, para se sentir bem. Não caia nessa armadilha, eu cai, mas conseguir me libertar e garanto que você também consiga. 6. A falha faz parte do processo – Como você aprendeu a anda? Você caiu e se levantou... E depois, aprendeu. Aqui não é diferente, não estamos mudando sua mesa de lugar, estamos mudando o destino de sua vida. O resultado pode ser importante, mas o processo é mais valioso. Certa vez, meu professor de matemática, fez uma prova diferente, ele nos deu o resultado das expressões numéricas, e simplesmente nos perguntou: ‘’como eu cheguei até esse resultado?’’ era evidente, ele não se preocupava que aprendêssemos o resultado, mas sim, o processo. Pare com a mania de se achar inferior aos outros. Todo mundo tem defeitos e virtudes. Demonstrar certa inibição no modo de se comunicar é perfeitamente normal, só não deixe que isso paralise suas ações. Se você não estiver mesmo disposto a se arriscar em algo, lembre-se: ‘’Se não tentar, jamais descobrirá se as suas chances são grandes ou nulas’’.

20

ELYONAY CARVALHO


CAPÍTULO

SUPERE SEU INIMIGO

DOIS

“As melhores mentes estão caladas com medo de rejeição, num mundo onde predomina o comum”. – Maria Clara Pires Queiroz.

Quando eu tinha nove anos idade, me apaixonei por uma garota pela primeira vez, lógico que, quando você gosta de uma garota, existe um protocolo importante a ser seguido, você não pode simplesmente dizer que gosta dela. Tem que contar primeiro para seu amigo, que conta para a amiga dela, ai você tem sua resposta. Coloquei então o plano em ação. Durante uma noite, estávamos brincando de ''esconde-esconde'' e foi quando recebi minha resposta – a amiga de minha

A ARTE DE SER SOCIAL

21


paixonite chegou perto de mim e disse: ‘’Vai tirando seu cavalinho da chuva, ela não te quer’’. Lembro de ter pensado: ‘’Talvez ela goste de garotos mais velhos’’. Fui rejeitado, e por mais que eu tentasse pensar em alguma desculpa, a dor foi intensa e me manteve abalado por muitos anos. Você já foi rejeitado? Eu sim, não apenas uma, tão pouco, duas ou três vezes. Na verdade, fui rejeitado varias vezes. Todos os dias, em todos os aspectos da vida, somos rejeitados. Rejeição é provavelmente a força mais poderosa do universo. Pense nas vezes que foi rejeitado e como a sua reação mudou sua vida. A maioria sempre acaba desistindo ou acaba colocando a culpa em fatores externos. Apenas uma pequena parcela pensa ''Hum, o que eu posso fazer de diferente? O que posso aprender com a rejeição?'' No final, como mencionei no capítulo anterior, o processo pode ser uma grande experiência, ainda assim, acabamos nos preocupando apenas com o resultado final, sem ao menos, valorizar o processo. Rejeição – e medo de rejeição – talvez seja o maior empecilho que enfrentamos na vida para nos desenvolvermos pessoalmente. Deixamos de fazer muitas coisas pelo simples medo de sermos rejeitados, até por pessoas que não têm nenhuma ligação emocional conosco. Isso pode ser observado facilmente no dia a dia. Pessoas que têm dificuldades em pedir informação, chamar alguém para dançar ou vender algo, por exemplo. A rejeição costuma deixar marcas na autoestima, ainda mais, quando a rejeição ocorre na infância, no meio familiar. Nesse caso, as marcas podem ser profundas, e ainda podem influenciar no

22

ELYONAY CARVALHO


comportamento do indivíduo pelo resto da vida. A rejeição ocorre de várias formas: filhos que são abandonados pelos pais, filhos que se sentem preteridos e percebem outro irmão como sendo mais querido, ou até, filhos que recebem muitas críticas e raramente são elogiados, sendo constantemente comparados, negativamente, com outras crianças.

As melhores mentes estão caladas com medo de rejeição, num mundo onde predomina o comum. – Maria Clara Pires Queiroz Na vida adulta a rejeição acontece de outras maneiras: casamentos desfeitos, namoros rompidos unilateralmente, perda de emprego ou cargo, humilhações e amizades desfeitas. Mas, por que é dói tanto ser rejeitado? O que acontece é o surgimento de um sentimento de menos valia, e perguntas começam a surgir em nosso intimo: ‘’Por que minha mãe me abandonou e não me criou?Por que fulano que era tão meu amigo agora age diferente comigo?Por que fulano era o preferido?’’A pessoa rejeitada, no fundo, acaba sentindo que tem algo de errado em si mesma, e esse sentimento, na maioria das vezes, não é bem percebido. Essa é a causa maior da dor, achar que a rejeição ocorreu porque há um defeito em si mesmo, e acreditar que isso foi à causa para ser descartada, desprezada, abandonada e rejeitada. A rejeição é algo comum no cotidiano, entretanto, pode ser utilizada com sabedoria, afinal, podemos aprender com nossos erros.

A ARTE DE SER SOCIAL

23


Vamos fazer uma pequena viagem no tempo, vamos retornar a milhões de anos atrás, na época em que os homens primitivos ainda viviam em pequenas tribos. No período onde o principal objetivo da vida na terra era apenas sobreviver & reproduzir – Esse ainda é o principal objetivo do homem moderno, mas com a evolução, se tornou algo mascarado, contudo, todas as nossas ações no final das contas têm estas duas finalidades, sobreviver e reproduzir. Naquela época, os machos mais fortes, tinham como objetivo procurar alimentos e proteger a família, enquanto as fêmeas cuidavam da cria. No entanto, os machos só conseguiriam se relacionar comas fêmeas, caso abordassem-nas, e se tal abordagem falhasse, eles não teriam uma segunda chance com o restante das fêmeas da tribo, nem mesmo teriam o respeito dos demais machos, isso porque ele comunicaria baixo valor de sobrevivência, pelo fato deter sido rejeitado pela fêmea. Acelerando milhões de anos no tempo, chegando aos dias atuais, deixamos de viver em pequenas tribos, hoje em dia, vivemos em grandes metrópoles, com milhões de pessoas, então, esse medo tornou-se algo ilógico, um medo que estar apenas em nossas mentes, um medo que se manter em nosso cérebro, armazenado no que chamamos de hemisfério direito, mas, falaremos sobre isso mais tarde. Existe alguns fatores que fazem as pessoas terem medo de serem rejeitadas, na verdade, existem varias, entretanto, as destacadas a seguir, são as mais decorrentes. Falta de Objetivos– A falta de objetivos, de foco, é o primeiro grande obstáculo, pois a vida gira em

24

ELYONAY CARVALHO


torno de objetivos. Sem eles, sua vida não fará sentindo algum. Ao estabelecermos um objetivo, acabamos levando em consideração à opinião alheia, e isso, pode acarretar problemas, afinal, as pessoas não querem que você se sobressaia, e com isso, acabam criando barreiras que levamos em consideração, por acreditamos que seremos rejeitados caso não sigamos tais questionamentos, por isso, em muitos casos, acabamos por não estabelecer objetivos grandiosos, e isso, é um grande erro. Medo de fracassar – O medo de cometer erros é um dos maiores motivos que impedem as pessoas de alcançar novas conquistas. O medo de fracassar é o maior motivo dos fracassos. Não fazemos novas escolhas por medo de sermos rejeitados, é tão difícil superar tal medo, que nos mantemos em nossa zona de conforto, esperando as coisas cair do céu, e acreditem, infelizmente, elas não caem, não importa o tempo que você espere. Medo de Críticas – A maioria das pessoas tem medo de serem criticadas, e por isso, acabam não se expressando, impedindo ainda mais seu desenvolvimento pessoal. Deixando de fazer coisas simples, com medo da opinião alheia, deixando assim de viver a própria vida. Zona de Conforto– Muitas pessoas preferem ficar na sua zona de conforto, do que arriscar coisas novas. Ficam na assistindo TV, passar o dia inteiro na Internet sem produzir nada, jogando vídeos Games e muitas outras coisas que substituem o contato social.

A ARTE DE SER SOCIAL

25


As pessoas geralmente adoram comodidade, o que os faz continuar a viver a vida do mesmo jeito, dia após dia. Muitas pessoas evitam mudanças, e se apegam a seus hábitos diários, sempre fugindo do desconhecido. No entanto, ao fazer isso, elas acabam fechando as portas para aventuras emocionantes. – Bel Pesce

ADIFERENÇA QUE FAZ ADIFERENÇA Para te ajudar, separei cinco dicas valiosas que apliquei em minha vida e que funcionaram. Não garanto efeito mediato, pois elas devem ser internalizadas, e isso, demanda algum tempo. 1. Melhore – Você queria aquele trabalho, aquela garota (Essa é a rejeição mais comum entre os rapazes), aquela bolsa de estudos, seja o que for. E disseram não. Olhe bem para você e pense: ‘’O que pode melhorar? O que posso reavaliar?’’ Faça uma auto avaliação, listando o que deu errado, e busque solucionar os problemas. Garanto que posteriormente o resultado passará a ser positivo. 2. Não desista, mude! – Já fui à pessoa que desistiu na primeira tentativa e não cheguei à segunda. Ás vezes, as chances são pequenas. Talvez funcionasse na segunda tentativa, nesse caso em particular, nunca

26

ELYONAY CARVALHO


vou saber. Mas, se olharmos para alguns exemplos, podemos perceber que desistir, definitivamente, não é o melhor caminho. Ronaldo Fenômeno, por exemplo, no inicio da carreira, foi rejeitado pela peneira juvenil do Flamengo. Acabou indo jogar no Cruzeiro. Hoje, ele é a maior referência do futebol mundial, além de ter jogado nos maiores clubes do planeta, sem mencionar que foi eleito o melhor do mundo pela FIFA. Se ele tivesse desistido de primeiro, será que o Brasil seria um país penta campeão? 3. Peça conselhos – Foi rejeitado? Que peninha, depois do seu luto, pergunte-se por que isso aconteceu. Sinto muito, mas você será rejeitado a sua vida inteira, de diversas maneiras. Nunca é demais entender os por quês. Às vezes as pessoas falarão o que aconteceu, e, nesses casos, você com certeza se lembrará. 4. Lide com o fracasso – Você foi rejeitado há pouco tempo? Como lidou com isso? Chorou? Desistiu? Colocou a culpa em fatores externos? O problema nunca foi à rejeição, mas sim, a maneira de encarar tal fato. É importante reconhecer o fracasso, reconhecer o ''erro'', e agir diferente da próxima vez. 5. Não tenha medo - Particularmente, prefiro tentar e ser rejeitado, a simplesmente desistir, por medo. Logicamente é mais fácil falar do que agir. Mas, me darei como exemplo. Em 2013, quando comecei a escrever a primeira versão deste livro, enviei um original para dezenas de editoras, e, fui rejeitado por todas elas. O que fiz, desistir? Claro que não, não poderia colocar a responsabilidade do meu sonho nas

A ARTE DE SER SOCIAL

27


mãos dos figurões editoriais. Se eles não gostaram, poderia encontrar alguém que gostasse. Resultado: acabei publicando o livro de forma independente, sem a necessidade de uma editora. E após receber dezenas de E-mails, de pessoas de todas as partes do país, elogiando o livro e propagando a mensagem pelos quatro cantos do Brasil, fiquei imensamente satisfeito com o resultado e feliz por não ter desistido. Mas é claro, a rejeição pode ocorrer de diversas maneiras e em varias ocasiões, como já aconteceu comigo, todos somos rejeitados, você, definitivamente, não é o único. A rejeição faz parte de nossa vida. Após certo tempo, comecei a entender que eu poderia aprender com minhas falhas, a rejeição seria apenas uma forma de perceber onde estava errando na maneira de me relacionar com as pessoas. Aprendi a importância de ouvir um NÃO, e que em longo prazo, aprender com meus erros, tornaria os benefícios bem maiores. Ninguém está livre da rejeição. Então, é melhor aprender a lidar com ela. Caso contrario, vá para um lugarzinho escuro e chore. Mas no final, infelizmente, o problema continuará do seu lado.

28

ELYONAY CARVALHO


PENSE POR VOCÊ MESMO! CAPÍTULO TRÊS

“Aceite o conselho dos outros, mas nunca desistas da tua própria opinião”. – William Shakespeare.

A gente às vezes empaca. Fica infeliz e acabamos jogando tudo para o alto. Talvez estejamos na pior fase de nossas vidas. Talvez você esteja lendo esse livro e pensando: ''Tudo bem, isso tudo é legal, mas é muita tarde para mim''. Que pena que você se sente assim. Já estive nessa situação muitas vezes. O pior, não é a situação, mas sim, aquela sensação chata, de pensar: ''O que será que fulano acha de mim''. Infelizmente, nossa vida não é igual a da TV, nossa vida não é um seriado americano, e eu descobri

A ARTE DE SER SOCIAL

29


isso muito cedo. Até os nove anos de idade, acreditei na magia da TV, no amor mostrado nas típicas comedias românticas, mas após minha primeira rejeição, descobri que o buraco era mais embaixo. O mundo não é, nem de longe, perfeito. E muito menos, as pessoas são felizes. Desde o nosso nascimento, somos condicionados a acreditamos em coisas que não fazem o menor sentindo. Vivemos na maior parte do tempo, no mundo da fantasia, e tal mundo, acreditem, não existe. A primeira coisa que você precisa aprender é pensar por conta própria. A maioria das regras e crenças estabelecidas pela sociedade é baseada em ideias dignas de filmes, e como a sociedade acha que é politicamente correta, alguma dessas crenças são limitantes ao ponto de retrair nosso verdadeiro potencial.

O homem que tem confiança em si, ganha à confiança dos outros. – Desconhecido É necessário fortalecer suas crenças, para se tornar uma pessoa mais confiante internamente. E para obter esse tipo de confiança, você tem que desenvolver atributos que serviram como pilares de uma confiança solidificada, e quanto mais sólidos elas forem, maior será o sucesso na sua vida. Algumas pessoas são tão inseguras que não sabem em que tipo de crenças devem se apoiar. A maioria busca a riqueza, os carros importados, as roupas de luxo e outras coisas que elas acreditam que transmitem valor social,

30

ELYONAY CARVALHO


apenas para sustentar uma falsa felicidade. E quando não possuem estas coisas, acabam acreditando que não são dignas de serem felizes ou até mesmo de se relacionar com as outras pessoas. A confiança é uma habilidade que pode ser adquirida e construída ao longo do tempo, um dos maiores fatores para se tornar uma pessoa confiante é o conhecimento e a experiência. Imagine dois alunos que têm a mesma prova de matemática. Apenas um deles estudou e realmente sabe tudo sobre o assunto. Enquanto o outro, não estudou nem mesmo um pouco. Então a pergunta: ‘’Qual dos alunos estará mais confiante? O que estudou e estar preparado para a prova? Ou aquele que não sabe nada sobre o assunto?’’Deixe-me responder essa pergunta com duas possibilidades: Primeiro – O que estudou tem plena confiança, enquanto o outro aluno está totalmente sem esperança, sua confiança é quase zero. Segunda – Ambos estão com o mesmo nível aparente de confiança, porém, o que estudou mais, estará preparado para demonstrar o que sabe, enquanto o seu colega, apenas transmite uma falsa confiança. É impressionante o tamanho da auto sabotagem em nossas vidas. Às vezes, infelizmente, deixamos de realizar tarefas simples do dia a dia, simplesmente, por não acreditamos no nosso potencial. Você já quis aprender a tocar violão? Oito a cada dez pessoas gostariam de tocar algum instrumento, no entanto, acreditam que é difícil e complicado, e acabam deixando esse desejo de lado. Porém, é humanamente

A ARTE DE SER SOCIAL

31


possível, qualquer pessoa, pode aprender a tocar um instrumento. Acredite é possível. Duvida? Abra agora mesmo o youtube e faça uma pesquisa rápida, posso lhe assegurar, até pessoas sem braços tocam algum instrumento.

Quem perdeu a confiança não tem mais o que perder. – Públio Siro Mas, não pense que somos os únicos culpados por desenvolvermos essas crenças limitantes. Desde pequenos, somos condicionados a isso. Quantas vezes você já ouviu ‘’Você não pode fazer isso’’, muitas vezes, eu suponho. Acabamos internalizamos o NÃO PODER dentro de nosso subconsciente. Uma criança de quatro anos, por exemplo, recebe nove repreensões para cada elogio. E a psicologia moderna explicada que para compensar cada repreensão, temos que receber quatro elogios. No final da contas, acabamos lesando nossa autoestima ainda na infância. Existem dezenas de pilares que elevam a confiança de uma pessoa, eles podem ser internos e externos. Os internos têm a tendência de serem mais sólidos, pois eles são difíceis de perder. Já os externos, por sua vez, não são tão sólidos quanto os internos, já que aparência física, dinheiro e fama, podem acabar em um piscar de olhos, porém ambos são importantes. Alguns atributos externos são desnecessários, muito embora, eles sejam consequência de algumas

32

ELYONAY CARVALHO


atitudes que partem de atributos internos. Seus pilares, serão a base do seu poder pessoal. Pilares Internos:      

Bom Humor Inteligência Instinto de líder Carisma Sinceridade Ter objetivos e metas de vida

Pilares externos     

Beleza física Riqueza financeira Força Status social Altura

Às vezes nos colocamos em situações nas quais ficamos altamente desconfortáveis, ao ponto de desistir do que planejamos fazer, simplesmente por termos ou absorvermos pensamentos negativos e limitadores. Quase noventa e nove por cento das pessoas, já passaram por essa situação, limitar o próprio potencial e duvidar de sua capacidade.     

Eles não vão gostar. Eles vão rir de mim. Outra pessoa pode fazer em meu lugar. Eu não vou conseguir Eles não vão aceitar minha opinião.

Nesses casos, é de fundamental importância que se tenha algumas crenças solidificadas que vão te ajudar a conquistar o seu sucesso.

A ARTE DE SER SOCIAL

33


  

Eu sou bom em muitas coisas, por diversas vezes já obtive diversos êxitos, e nada me impede de tentar e consegui-los novamente! Basta fazer, o que vai acontecer não importa agora! O importante é fazer e apenas fazer. Se acontecer algo ruim basta trabalhar para solucionar o problema e partir pra próxima, ao invés de ficar chorando.

Pensamentos de dúvida e limitação atacam-nos onde somos mais vulneráveis, onde nos sentimos inferiores, onde acreditamos que tenhamos alguma falha, entenda, se eles vencerem, você perde, permanecendo preso e com medo de explorar o verdadeiro potencial de sua vida. A grande parcela da população mundial está constantemente preocupada com a avaliação alheia, colocando a opinião de terceiros à frente das próprias. Então a partir disso, você pode concluir que aprendendo as ferramentas explicadas neste livro, você já estará à frente de milhões de pessoa.

34

ELYONAY CARVALHO


CAPÍTULO

LIBERTE-SE DAS REGRAS

QUATRO “Se você obedece todas as regras, acaba perdendo a diversão”. – Bob Marley

Estávamos sentados numa mesa de barzinho, todos – inclusive eu – já haviam fracassado em alguma coisa. Os questionamentos eram os mesmo, os ''por quês'' dos fracassos, e isso era evidente em nossas cabeças. Para o fracasso com as mulheres, atribuíamos à falta de dinheiro. Para o fracasso no vestibular, atribuamos o problema ao sistema governamental. Para a falta de emprego, atribuamos à falta de oportunidade.

A ARTE DE SER SOCIAL

35


Naquela mesma noite, retornei para casa com aqueles questionamentos martelando em minha cuca. ‘’O que realmente estava acontecendo de errado em minha vida? Por que nada estava dando certo? Onde estava o problema?‘’ Foi quando percebi: O problema nunca foi o fracasso, mas sim, minhas justificativas para tal. Era evidente, se eu mudasse a maneira de enxergar o fracasso, talvez o resultado mudasse. Nossas crenças é apenas um reflexo de nossas ações. Se pensarmos em coisas grandes, certamente, faremos feitos incríveis. Muitos dizem que é preciso vê para crer, eu discordo disso, na verdade, é preciso crer para vê. Imagine se nas grandes crises econômicas os trabalhadores ficasse em casa esperando a crise passar, certamente ela nunca acabaria. É preciso pensar para acontecer, e logo em seguida, colocar a mão na massa.

Quem é um manual de regras está apto a lidar com máquinas e não com pessoas. – Augusto Cury Certamente você já assistiu ao filme The Matrix – caso não tenha assistido, sugiro que assista. – No filme é trabalhado discussões sobre dominação e liberdade, ilusão e realidade, verdade e mentira, consciência e percepção, religião e estilo de vida. E juntos, formam um emaranhado contextual propício para reflexões sobre a nossa realidade.

36

ELYONAY CARVALHO


Na vida moderna, as pessoas recebem diariamente, muito mais informações do que nos séculos anteriores, notícias de lugares distantes, detalhes da vida de celebridades, anúncios, programas de televisão, filmes e imagens que tornam o tempo saturado pelos assuntos referentes ao autoconhecimento cada vez menor. As pessoas acabam por preocupar-se apenas com acontecimentos que não fazem parte de suas vidas. Por exemplo, Quantas pessoas se preocupam com a situação política do país durante a Copa do Mundo? As mesmas que se preocupam com ela o resto do tempo. Aquelas que preferem esquecer suas vidas cotidianas para assistir os jogos e viverem a ilusão das derrotas e vitórias da seleção, que não influenciam de maneira alguma a sua vida objetiva, geralmente, não se preocupam com a política, por achar que esta, não faz parte da sua realidade cotidiana.

Se eu tivesse cumprido todas as regras, eu nunca teria chegado a qualquer lugar. – Marilyn Monroe Inegavelmente, desde que nascemos estamos vinculados, independente de sua vontade, a uma família, a um status social, a uma classe e a um estado. E temos nossa existência disciplinada por uma grande variedade de normas sociais. Que se encontram estabelecidas em nosso meio.

A ARTE DE SER SOCIAL

37


A matrix exerce uma pressão enorme, a sociedade não quer que você pense diferente, te colocando medos e regras que não existem, para que você seja obediente e controlável. E caso quebre alguma delas, tentarão te fazer sentir-se mal, dizendo que você está errado, que é um louco, que só quer aparecer. E, por isso, às vezes, não somos como queremos ser. No contexto atual, não seria tão raro encontrar pessoas que fazem certas coisas pensando na reação das outras, quando você é uma pessoa fraca, acaba entrando no estado vácuo de validação. Os vácuos de validação acabam perdendo a sua espontaneidade, se tornando um mero robô social, moldado a fazer o que a sociedade acha certo, que deve nascer, crescer, casar, trabalhar muito para ter uma vida estável e ter uma família normal. Basta parar por alguns instantes e analisar as influências que recebemos todos os dias, seja através de filmes americanos, nos ensinando o que é o amor ou de uma propaganda de cerveja, insinuando que se você beber, consequentemente, será mais desinibido. Somos moldados a acreditar em certos valores e não percebemos como isso pode atrapalhar diretamente a maneira como agimos. Essas são algumas crenças que você terá que abandonar para começar a entender como funciona a Engenharia Social, além de aplicar em sua vida tudo que será aprendido ao longo dessa obra. Você já se sentiu preso a correntes? Já sentiu que não era livre de verdade? Que alguma coisa estava te prendendo? Creio que você estar ligado a matrix de alguma forma. Uma maneira simples e eficaz de se libertar é esquecer totalmente o que te coloca para

38

ELYONAY CARVALHO


baixo emocionalmente e, se livrar dessa dependência de aprovação. Conheço muitas pessoas que trabalham em lugares que não gostam, estão cursando o curso que não querem, fazem coisas apenas para chamar a atenção. Você, meu amigo, infelizmente, anda vivendo a vida de qualquer pessoa, menos a sua. Liberte-se, faça o que você acredita ser prazeroso, trabalhe no que você gosta, escolha o curso que você se identifica, faça o que você quiser, com intuito de agradar apenas uma pessoa, VOCÊ MESMO!

A ARTE DE SER SOCIAL

39


CAPÍTULO

CONHEÇA A LEI DO MAGNETISMO

CINCO

“Se você vive em terreiro de perus, não espere voar com águias”. – Lair Ribeiro

A atração é uma escolha de iguais. É incrível como semelhante atrai semelhante em quase todas as hipóteses. Antes eu tinha amigos, que assim como eu, pensavam ''pequeno''. E assim que mudei meus quatro mentais, estes ‘’amigos’’, deixaram de ser boas companhias. Mas, não me levem a mal, não foi uma escolha fácil. Naquela época ainda era programado para obedecer às normas padrões. Não me vestia diferente, cortava o cabelo de forma tradicional,

40

ELYONAY CARVALHO


mantinha uma conduta sempre na linha. E quando mudei, e passei a fazer minhas próprias escolhas, fui questionado. Eu estava diferente, e todos perceberam isso. Inicialmente me taxaram de arrogante, afinal, todos odeiam quando alguém se destaca. Deixei de ser apenas mais um na multidão, e isso, não poderia ser aceito por meus velhos camaradas. Foi quando passei a atrair outras pessoas para meu ciclo de amigos, pessoas que pensavam diferentes, que seguiam minha linha de raciocínio e que partilhavam coisas em comum. Veja bem, não estou afirmando que seus amigos serão um par perfeito e concordaram cem por conto com você, todo o tempo. Mas a lei do magnetismo é poderosa, e quanto mais coisas em comum, mais atraídos e amigos serão.

Os opostos nunca se atraem, pelo menos, não aqui. – Desconhecido Você é o que – ou quem – você atrai. Essa afirmação pode lhe causar alguma surpresa, mas as pessoas que fazem parte do seu circulo intimo de amizades, são determinado por quem você é. Por exemplo, quem é seu melhor amigo? Alguém que partilha preferências em comum ou alguém totalmente oposto as sua personalidade? Noventa e nove por certo irão responder a primeira opção. No inicio dos anos dois mil, uma marca de refrigerantes produziu uma propaganda publicitária com o tema ''os opostos se atraem'', uma ideia fácil de vender, afinal, desde

A ARTE DE SER SOCIAL

41


pequenos somos condicionado a acreditar nisso, seja por novelas, filmes ou revistas. Porem, essa regra não se aplica nas dinâmicas sociais, tão pouco, na modelagem cerebral. Se uma pessoa tem características adversas das suas, irão se repelir, mas, se acontecer o contrario, e ela tiver semelhanças, como por exemplo, gosto musica, maneira de se vestir, aspirações profissionais em comum, irão se atrair. Mas cuidado, isso não quer dizer que você e sua‘‘alma gêmea'' serão cem por cento compatíveis. Cada um tem sua peculiaridade, seu modo de agir e pensar, no entanto, algumas dessas ações podem ser semelhantes as suas. E quando isso acontece, ocorre uma atração passiva. Na física aprendemos que positivo atrai negativo e vise e versa, enquanto, positivo repele positivo, assim como, negativo não atrai negativo. No entanto, no campo da modelagem cerebral essa regra não se é valida. Você é o que pensa. Se pensar negativo, atrairá coisas negativas, se pensar positivo, atrairá coisas positivas. Imagine a seguinte situação: Um homem trabalha incansavelmente, dois anos, e guarda oitenta por cento de tudo que ganhou para comprar o carro do ano. Após a compra, infelizmente, acaba batendo o veiculo, com perda total. E como o carro não tinha seguro, acabou ficando sem nada. No entanto, vamos visualizar duas maneiras de lidar com essa situação. Primeiro – Após a batida, o homem, fica totalmente desolado, a todo o momento, pensa apenas no trabalho que deu para juntar todo aquele dinheiro, para no fim, não usufruir de nada. Ele acredita,

42

ELYONAY CARVALHO


infelizmente, que é tarde demais, e não conseguirá, nunca mais, comprar tal carro. Segundo – Após a batida, o homem, agradece por ainda estar vivo, e por não ter acontecido nada com ele, seu pensamento é apenas de gratidão, assim como conseguiu juntar o dinheiro em dois anos, possivelmente, conseguirá o feito novamente, quem sabe até, antes do tempo estabelecido. Acho que deu para notar uma grande diferença, pois bem, agora, quero que você faça uma reflexão: Qual dos dois irá consegui um novo carro? Ok, não precisa nem mesmo responder. Acredito que você já tenha percebido a importância da percepção de seus pensamentos, e o quão poderosa é a lei do magnetismo.

A ARTE DE SER SOCIAL

43


CAPÍTULO

CRIE CONEXÃO COM SEU NOVO AMIGO

SEIS

“Se quiser encontrar alguma pessoa novamente, estabeleça uma conexão emocional com ela”. – Desconhecido.

Quem é seu melhor amigo? Talvez você conheça muitas pessoas, contudo, poucas – uma ou apenas duas – são consideradas seus ''melhores amigos''. Na sua antiga escola, você estudava com cerca de quarenta pessoas, porém, se dava bem apenas com cinco, acertei? Como mencionei em outros capítulos ‘’semelhantes atraem semelhantes’’ e, seus melhores

44

ELYONAY CARVALHO


amigos, são semelhantes a você. É assim que funciona. Quanto mais parecidos forem, mais amigos serão. Tenho uma faixa relevante de melhores amigos, considero que conquistei bons amigos, já que apliquei a lei do magnetismo em minha vida e acabei atraído muitos pessoas com pensamentos e ações comuns as minhas. Mas, cuidado, não é porque alguém pensa igual a você, que ela deverá ser sua nova melhor amiga, outros fatores importantes são avaliados. A Conexão, por exemplo, é um aspecto importantíssimo para criamos amizade e empatia com outras pessoas. Conexão é um senso de entendimento com outro indivíduo. Essa ligação vem de um vínculo de comunhão. Em outras palavras, quando as pessoas são como as outras, elas tendem a gostar umas das outras. Ficar amigo das pessoas é despertar confiança, e isso, dependem muito do nível de conexão que você estabeleceu em meio à conversa. Quando isso acontece, significa que você se conectou com essa pessoa, que vocês se entendem, que estão na mesma frequência. Por exemplo, Vocês gostam do mesmo tipo de musica ou tem os mesmos hobbies. Provavelmente quanto mais coisas tiverem em comum, melhores amigos serão. A partir do momento que nos conectamos com alguém do sexo oposto, em níveis elevados, costuma-se dizer que vocês são almas gêmeas ou foram feitos‘’um para o outro’’. Então, a definição da sociedade de almas gêmeas, é alguém que se conecta em muitas coisas, dividem vários interesses em comum e se entendem. Nesse caso, se você quiser criar algum tipo de conexão com alguém, e se tornar a sua ‘'alma gêmea'’, ou então, melhores amigos, você precisa criar uma conexão ampla e profunda com

A ARTE DE SER SOCIAL

45


essa pessoa. Mas, o que quer dizer conexão ampla e profunda? Quando digo ‘’Amplo’’, quero dizer que você tem que se conectar em muitos tópicos. Quando eu digo ‘’Profundo’’, quero dizer que você tem que aprofundar os tópicos, no nível dos sentimentos.

ADIFERENÇA, QUE FAZADIFERENÇA Para criar uma conexão profunda você precisa estabelecer três fatores: Conforto, confiança e intimidade. Conforto – Vem com o tempo, se você relaxar perto de uma pessoa que você acabou de conhecer, essa pessoa também vai se sentir relaxada, e isto vai criar conforto. Também ao falar com pessoas, sugiro que você deixe-as confortáveis o mais breve possível. Isso significa que a pessoa deve estar confortável em você tocar ela, e ela em tocar você ou em conversar sobre qualquer assunto. Confiança – Também vem com o tempo, mas quanto mais você confiar nela, mais ela vai confiar em você. Por exemplo, se você deixar seu celular na mesa em que vocês estão conversando e for ao banheiro, isso vai comunicar, subliminarmente, que você confia nela, e ela provavelmente vai confiar mais em você. No entanto, na maior parte, confiança vem com o tempo,quando a outra pessoa está relaxada e você se abre emocionalmente, compartilhando segredos e outras coisas, você vai criar confiança. Liderar em geral

46

ELYONAY CARVALHO


faz as pessoas confiarem, se você liderar, você decide por elas, elas começam te seguir e a confiar em ti. Intimidade – É etapa mais verbal, isso significa que pra criar intimidade, precisará conversar. É também a parte mais importante de se criar conexão. E a mais complicada. Quando você aprender a criar intimidade, vai se tornar fácil. Primeiro tem que entender a diferença entre conexão ampla e profunda. Por exemplo, se eu encontrar uma garota que conviveu comigo no ensino médio inteiro, e digamos que falemos durante cinco horas sobre as loucuras que vivemos no colégio, trabalhos que fizemos juntos, professores que conhecemos, coisas que aconteceram e as experiências daquele tempo. Depois de falar por cinco horas sobre um único tópico, amanhã de manhã, eu sou o melhor amigo dela? Claro que NÃO. Quem sou eu? Apenas um cara do colégio. Por quê? Porque foi apenas um tópico, não foi amplo, foi apenas uma conversa profunda sobre um único tópico. Mas, se eu variasse entre uns sete ou oito tópicos e fosse fundo em cada um, construiria uma conexão maior, me conectaria em um nível profundo. Se você observar como duas pessoas se comunicam, vai perceber que é na maior parte, troca de histórias. Uma pessoa conta uma história e a outra tem a necessidade de contar uma história em retribuição, algo que se relaciona a história anterior, e tudo se repete, é assim que duas pessoas se conectam. Depois de algumas trocas de histórias, você muda para outro tópico, e então, procede direto para uma história. Por exemplo, você abre um tópico com uma pergunta: ‘’Qual é o seu tipo de musica favorito?’’ E depois faz mais perguntas só para conseguir mais informações sobre esse tópico. E então, se a pessoa não vier com

A ARTE DE SER SOCIAL

47


uma história, você conta uma antes. Porque às vezes, as pessoas têm problemas em se abrir primeiro. Ao invés disso, você se abre primeiro, a pessoa vai sentir mais confiança e conforto. Elas vão se abrir posteriormente. É assim que você se conecta emocionalmente. Quer dizer, você conta uma história sobre um tópico, sobre o seu tipo de musica favorito e então você vai receber o retorno, com uma história relacionada à sua, elas vão se abrir. Mas atenção, Nunca pergunte mais do que duas perguntas de uma vez. Não tente criar conversas fazendo perguntas, ao invés disso, conte uma história. Sempre quando você quiser criar conexão, você se abre primeiro, conte uma história antes. Isso vai garantir que a pessoa vai responder com uma história.

A conexão é uma linha, um fio, que liga em uma única sintonia, duas vidas. – Hadylla Nascimento Dicas para criar conexão: Tente lembrar o nome dela e use durante a conversa. É bem melhor dizer: ‘’E então, Maria, qual seu estilo musical que você mais gosta?’’ Do que: ‘’E então, que tipo de musica você prefere?’’ Porque quando você usa o primeiro nome, parece mais amigável, mais próximo, como se você não fosse mais desconhecidos. Claro, não repita demais o nome dela, faça de tempos em tempos.

48

ELYONAY CARVALHO


Sobre o autor: Elyonay Carvalho Nascido nos anos 90, Elyonay, fundou no ano de 2012, com apenas 19 anos de idade, a sua primeira empresa, a Rio Produções, mesmo ano em que se despedia do cargo de secretario geral da Associação Florianense de Estudantes Secundaristas (2011/2012), no ano seguinte fundou o vlog Mandando a Real, chegando até a apresentar um stand-up, além de liderar um braço das manifestações de junho de 2013, em sua cidade natal, Floriano (PI). Ainda nesse ano, publicou a primeira edição do livro A Arte De Ser Social, no dia 06 de dezembro, de forma independente, mesmo mês em que ministrou sua primeira palestra. Desde pequeno, Elyonay, era o típico menino fechado sem muitos amigos, mas, como o passar do tempo, se transformou em um grande líder, metamorfose que se tornou possível após anos de estudo e muita prática, afinal, o conhecimento não é valido se não for colocado à prova. E todo esse processo é compartilhado em palestras e neste livro. Elyonay é defensor de que todos os sonhos são atingíveis e de que a força está, sempre, dentro de cada um de nós, Só precisamos acreditar.

A ARTE DE SER SOCIAL

49


Para fazer o download deste livro, acesse: https://www.facebook.com/ElyonayCarvalho Esta obra está licenciada sob Creative Commons Atribuição - Uso não-comercial. Você pode:

Copiar, distribuir, exibir e executar a obra.

Sob as seguintes condições: Atribuição. Você deve dar crédito, indicando o nome do autor e endereço do site onde o livro está disponível para download.

Uso Não-Comercial. Você não pode utilizar esta obra com finalidades comerciais. Vedada a Criação de Obras Derivadas. Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.

50

ELYONAY CARVALHO

A Arte De Ser Social (Versão Digital)  

Hoje em dia, as habilidades sociais, por exemplo, é reconhecida universalmente como elemento chave, uma pessoa sociável na atualidade, é por...

A Arte De Ser Social (Versão Digital)  

Hoje em dia, as habilidades sociais, por exemplo, é reconhecida universalmente como elemento chave, uma pessoa sociável na atualidade, é por...

Advertisement