Page 1

Ano XIII - nº 769 - 31 de maio de 2014

Cinema

Malévola é uma das estreias em Sorocaba Caderno Negócios e Oportunidades www.jornalipanema.com.br

30 MIL EXEMPLARES - SOROCABA E REGIÃO Fotos: Erick Rodrigues

Obstáculos diários Portadores de necessidades especiais apontam problemas estruturais nas calçadas de Sorocaba, que limitam o acesso das pessoas com mobilidade reduzida Págs. 11 e 12

IPrograme-se IPr

Arquivo Aberto

Thaeme e Thiago

Ex-prefeito e vereador batem-boca na CPI do Saae

entre as atrações da Festa Junina

Caderno Negócios e Oportunidades

Págs. 2 a 4


2 ARQUIVO ABERTO Convocação A bancada do PT na Câmara, composta pelos vereadores Izídio de Brito, Francisco França e Carlos Leite, teve aprovado, nesta semana, o requeri-

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

mento que convoca secretários do Executivo para prestar esclarecimentos sobre o novo edital de contratação de empresa responsável pelo preparo e distribuição de merenda escolar na cidade.

Entre os convocados, estão o secretário de Governo, João Leandro da Costa Filho; o secretário de Educação, José Simões de Almeida Júnior; e o secretário da Fazenda, Aurílio Caiado. A con-

vocação foi considerada “um exagero” pelo secretário de Governo, pois, segundo ele, o edital ainda está em discussão na prefeitura e ainda não foi concluído.

O Governo Federal está realizando grandes

OBRAS DE INFRAESTRUTURA EM TODO O BRASIL. E AQUI EM SÃO PAULO, BEM PERTO DA GENTE.

Linha 17-Ouro do Metrô e Corredores Inajar de Souza, M’Boi Mirim e Berrini Deslocamento mais rápido e mais qualidade de vida para os paulistas. VLT Santos-São Vicente Mais agilidade e eficiência para o transporte público. Rodoanel, Etanolduto Ribeirão Preto-Paulínia, Hidrovia do Tietê e Porto de Santos Impulsionam a economia e geram desenvolvimento para o estado. Ampliação do Metrô e criação de Novas Linhas de Trens e de Corredores de Ônibus Em breve, mais opções de transporte e conforto para a população.

Obras assim abrem novos caminhos para que este seja, cada vez mais, um país de oportunidades. Aqui em São Paulo. E no Brasil inteiro.


ARQUIVO ABERTO

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

EDITORIAL

Embate (I)

Um plano para a

A

Câmara dos Deputados aprovou nesta semana, por unanimidade, o texto-base do projeto que institui o Plano Nacional de Educação (PNE). A votação foi acompanhada de perto por um grande número de professores, estudantes e trabalhadores do setor. O plano estabelece 20 metas a serem cumpridas nos próximos dez anos e entre as principais diretrizes estão a erradicação do analfabetismo, o aumento de vagas em creches, ensino médio, profissionalizante e nas universidades públicas, além da universalização do atendimento escolar para crianças de 4 a 5 anos e a oferta de ensino em tempo integral para, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica. A votação do texto-base, no entanto, foi uma maneira de se ganhar tempo na negociação dos temas considerados polêmicos como o que trata do financiamento da educação, ainda que tenha sido aprovada a meta de atingir a aplicação de 10% do PIB em educação pública ao final de dez anos. O financiamento deve ser debatido novamente nesta semana quando os deputados devem votar os destaques ao texto. Outro ponto a ser debatido é a possibilidade de a União ter de complementar recursos de estados, Distrito Federal e municípios se estes não atingirem o montante necessário para cumprir padrões de qualidade na educação. Nesse sentido, beira à utopia crer que os municípios darão conta do recado. Faltam professores, infraestrutura, materiais e o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) não tem sido suficiente. Embora possa ser considerado um avanço e tenha sido destacado da pauta seguindo os critérios por estar entre as matérias de maior apelo da sociedade, o plano, na prática, pressupõe um longo (e ainda incompleto) caminho, cheio de obstáculos, rumo à oferta de educação com qualidade no país.

Erick Rodrigues

educação Os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga supostas irregularidades no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e os problemas no abastecimento de Sorocaba realizaram, nesta semana, uma oitiva com o ex-prefeito Vitor Lippi (PSDB). Em meio a questionamentos sobre obras de saneamento paralisadas na cidade e supostas irregularidades envolvendo ex-diretores do Saae e possíveis fraudes em licitações, Lippi e o vereador José Crespo (DEM) trocaram ofensas e acusações. “O senhor quer que eu fale dos atos de improbidade e desonestidade? Quer falar da propina que o senhor recebeu? O senhor desrespeitou a cidade. Desonesto, ladrão, isso é que o senhor é”, declarou Crespo.

Embate (II) Após as acusações, Lippi se manifestou. “Como é que eu posso continuar em uma Casa que não me respeita, um vereador que tem uma arrogância tão grande que acha que pode ofender as pessoas. Vereador [Crespo], o senhor não tem caráter. Eu nunca recebi propina de ninguém”, disse o ex-prefeito. Ao final da oitiva da CPI, Lippi concedeu entrevista aos jornalistas e falou sobre as acusações de Crespo. “Eu tive que, em alguns momentos, lamentar a atitude do vereador Crespo e eu gostaria muito que isso não acontecesse mais. Eu não aceito essas calúnias e vou tomar as medidas cabíveis de responsabilidade civil e criminal”, finalizou Lippi.

Federal Foi criada, na Câmara, uma comissão especial para debater a criação de uma Universidade Federal de Sorocaba. O pedido foi apresentado pela bancada dos vereadores do PT e foi apoiada por todos os outros parlamentares. O requerimento afirma que, desde 2006, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em acordo com o Ministério da Educação, implantou um câmpus na cidade prevendo, em seu Plano Diretor, que viria a se tornar a futura Universidade Federal de Sorocaba, o que até o momento não aconteceu. Segundo o vereador Izídio de Brito (PT), a comissão terá a função de abrir o debate na cidade para a chegada de uma universidade nestes moldes, cuja aprovação depende do governo federal.

Não chegou Dois projetos que preveêm a implantação de programas que beneficiem pais que não

conseguem vagas em creches da cidade para os filhos foram aprovados, nesta semana, na Câmara Municipal. Assinadas pelos vereadores Francisco França (PT) e José Crespo (DEM), a apreciação das propostas estava condicionada ao envio de um projeto semelhante da prefeitura, que contemplasse os mesmos benefícios. Assegurado pelo secretário de Educação, José Simões de Almeida Júnior, em abril, o envio do projeto para o Legislativo não ocorreu, o que possibilitou a aprovação das medidas.

Plano Diretor Mais espaço para debates e uma fiscalização eficiente para as ações previstas no Plano Diretor. Essas foram as principais reivindicações do Instituto Defenda Sorocaba (IDS), que reuniu a imprensa, na segunda-feira (26), para apresentar um posicionamento ao projeto apresentado pela prefeitura, que dispõe sobre as diretrizes para o crescimento da cidade nos próximos anos. Segundo o presidente do instituto, Sérgio Reze, o Plano Diretor deve ser discutido com a sociedade com mais cuidado, antes de ser aprovado na Câmara. Na terça-feira (27), o IDS participou de audiência pública, no Legislativo, e expôs críticas ao projeto enviado pela prefeitura, entre elas, a transformação das zonas de chácaras urbanas em zonas residenciais.

Moro de favor

Um dos nomes que constavam como sorteados no programa habitacional Nossa Casa, da prefeitura de Sorocaba, chamou atenção nesta semana. Na planilha disponibilizada no site do Executivo, um dos beneficiários que estavam na lista reserva estava denominado como “Moro de Favor”. De acordo com o secretário de Habitação, Flaviano Agostinho de Lima, as informações foram inseridas pelos próprios interessados nos cadastros. Ainda segundo o chefe da pasta, o nome foi mantido para garantir “a inviolabilidade do sistema e o sigilo dos dados, os quais somente podem ser alterados pelos interessados, com suas respectivas senhas”.

ARTIGO

Fazer a

diferença Digo, seguramente que ou a gente quer ou fica na indecisão definitiva. Eu sempre pensei que devo fazer a diferença naquilo que realizo; não há possibilidade de ficar eterno compasso da espera. Fazemos ou não a diferença por onde passamos, seja no trabalho, escola, faculdade, família, na vida enfim. Não importa para quantas pessoas, basta uma e tudo já se torna válido. Digo sempre: uma amizade vale por uma vida. Um amor, então, nem se fala. Se somos, segundo o evangelho de Matheus, a luz da vida e o sal da terra, por que não iluminamos e temperamos a vida dos nossos semelhantes nas pequenas atitudes, no afeto, querer bem, na ética acima de tudo e assim faremos a diferença? No seu dia a dia, suas atitudes têm realizado efeitos que fazem a diferença na vida das pessoas? Você só faz a diferença onde os holofotes ou câmeras estão presentes? Gostaria de imaginar que está de olho dentro de sua própria casa, comunidade, bem próximo de você. Realmente é que esse ato tenha grande significação para seu semelhante bem próximo a ti. Claro, você já sabe. Muito bem, mesmo sem falar, imagino a resposta: “Eu sei! Eu sei!” Perfeito, ótimo caro leitor (a), que você possa fazer o melhor e que a vida lhe surpreenda. Pense nisso, paz e bem.

Servidores frustrados Apesar de o novo piso salarial dos servidores públicos municipais ter sido aprovado pela Câmara no dia 15 de abril, o projeto de lei ainda não foi sancionado pelo prefeito Antonio Carlos Pannunzio e, por isso, o pagamento ficou para esta sexta-feira (30), apesar de ser retroativo a 1º de maio.

3

Francisco Pagliato Neto é empresário e educador


4 ARQUIVO ABERTO / ARTIGOS Show de alegria

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Cidadã Sorocabana

ESPAÇO DO RUI

O olhar que bastava Isabela Carnelós, Nany People, Valter Calis e Paulinho Godoi

A mineira Nany People foi a convidada de quinta-feira (29) do programa Breakfast, apresentado por Valter Calis, na Rádio Ipanema. Transbordando bom humor e simpatia, ela falou de sua carreira, que inclui repórter do programa “Novo Comando da Madrugada”, de Goulart de Andrade, na extinta Rede Manchete. Em 1998, atuou na peça “Um Homem é um Homem”, com direção de Alexandre Stockler no Teatro Faap, em São Paulo e mais 16 cidades do interior de São Paulo. Com o fim do programa de Andrade, em 1999, Nany foi repórter do programa “Flash” na Rede Bandeirantes, retornando em 2000 ao “Comando da Madrugada”, desta vez na Rede Gazeta. Foi quando estreou no Programa Hebe fazendo entrevistas e links ao vivo, entre 2001 e 2006. Dali foi para o banco da praça mais famosa do Brasil, integrando o elenco do “A Praça É Nossa” a partir de 2007 até janeiro de 2008. Em 2010 integrou o elenco de artistas de A Fazenda 3.

Por iniciativa do vereador Marinho Marte (PPS), a Câmara Municipal de Sorocaba entregou o Título de Cidadã Sorocabana à ex-secretária de Educação da cidade, a professora paulistana Sheila Katzer Bovo. Durante discurso, Marinho Marte falou sobre a carreira da homenageada, que foi secretária municipal da Educação em Sorocaba de 1997 a 2002. Sheila Bovo também integra o Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba e a Academia Sorocabana de Letras e é representante da Adesg - Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra. É autora de diversas obras, entre elas, o livro “Fernando de Azevedo: Compromisso com a Educação”.

Grafia errada

Visita Tati do Falcão, esposa de Alessandro Rosa Vieira, mais conhecido como Falcão, jogador brasileiro de futsal, um dos destaques da selação brasileira e conhecido mundialmente, que atualmente joga pela equipe da Brasil Kerin, visitou a Rádio Ipanema, sendo recebida pelo diretor Francisco Pagliato Neto. Tati concedeu entrevista ao Jornal da Ipanema e destacou que está gostando muito de morar em Sorocaba.

Placas informativas confeccionadas para receber a seleção da Argélia durante a Copa do Mundo 2014 continham um erro na grafia em inglês do nome do país visitante. Ao invés de “Algeria”, denominação correta, o aviso foi grafado “Argelia”. De acordo com a Urbes – Trânsito e Transporte, as fotos foram tiradas na oficina onde as placas estavam e não chegaram a ser instaladas na cidade. A reportagem do Jornal Ipanema questionou a Urbes sobre quantas placas foram confeccionadas com o erro, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição

Diretoria Francisco Pagliato Neto Juliana Camargo Pagliato

Ipanema Sistema Gráfico e Editora Ltda CNPJ - 01.142.640/0001-07

Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 199 Lageado - CEP 18.110-008 - Votorantim - SP Fone (15) 2102-0300 - Fax (15) 2102-0302

PARA ANUNCIAR: comercial@jornalipanema.com.br 2102-0306 / 2102-0320 / 2102-0323 / 2102-0325 / 2102-0327 / 2102-0330

Editor Benedito Urbano Martins MTB 36504 Gerente Geral - Jornal Ipanema Wilson Rossi

Gerente de Produção Roberval Fernandes de Almeida Diagramação Jefferson Cascali de Lima Tiragem - 30.000 exemplares Distribuição - Sorocaba e Região

___________________________________________ diretoria@jornalipanema.com.br ________ 2102-0300 redacao@jornalipanema.com.br ________ 2102-0389 comercial@jornalipanema.com.br _______ 2102-0330 financeiro@jornalipanema.com.br ______ 2102-0308 circulacao@jornalipanema.com.br _______ 2102-0335 wilsonrossi@jornalipanema.com.br ______ 2102-0330 arte@jornalipanema.com.br - 2102-0340/ 2102-0342 ___________________________________________

PORTAL DO JORNAL IPANEMA: www.jornalipanema.com.br Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo da inteira responsabilidade dos seus autores.

Quando adolescente eu estudei na Escola Industrial “Cel. Fernando Prestes”. O professor Flávio de Souza Nogueira era o diretor e havia professores inesquecíveis, como José Alberto Deluno, Isabel Wey, Zilah Schrepel, Lázaro do Carmo Prestes Miramontes, Maria Inês Fraletti Miguel e Odilla Caldini Crespo, entre tanta gente brilhante. Vivíamos uma época alegre. A escola era dividida em alas masculina e feminina. Os caminhos só se encontravam na quadra poliesportiva, aonde Francisco Moko Yabiku mostrava seu talento, costurando os adversários e marcando gols. Cheios de energia, gostávamos de “aprontar”, mas nas aulas de matemática o silêncio era total. Nela reinava dona Odilla, com seu olhar generoso, sereno, amigo, mas que se transformava quando ela se irritava com comportamentos inadequados. Seu olhar ficava fixo, o semblante endurecia e era o que bastava. Ela nunca alterava o tom de voz. Não era autoritária. Sabia exercer a autoridade. Os anos se passaram. E no dia 22 de maio último, dona Odilla se despediu de nós. Estava com 87 anos. Na última vez que a encontrei com vida, recebi o seu sorriso discreto e enigmático como o da Gioconda. E nas poucas palavras que trocamos verifiquei que ela tinha um carinho especial por mim. Agora, posso confessar a razão. Quando dona Odilla era a primeira-dama de Sorocaba, eu a entrevistei. Por uma questão importante: ela foi a primeira esposa de prefeito que conheci com participação no governo. Teve ampla atuação social. Ela desenhou um modelo de mulher de prefeito que não deveria estar atrás do homem, mas ao lado dele. Com altivez, autoridade e elegância ela mostrou o novo caminho às suas sucessoras. O marido, então prefeito de Sorocaba, José Crespo Gonzales estava inaugurando a Escola Infantil de Santa Rosália, num prédio projetado pelo arquiteto Geraldo Caiuby, onde a criatividade desse profissional despontava. Fui fazer a cobertura do evento. Depois dos discursos e da faixa inaugural, Crespo Gonzales e dona Odilla pediram que eu me reunisse com eles numa das salas de aula, para conversa informal. Fiquei surpreendido quando eles me pediram para não publicar a entrevista. Dona Odilla explicou que a entrevista poderia causar mágoas a dona Neide, esposa do ex-prefeito Armando Pannunzio, que o antecedeu.“Ela tem outro temperamento, fica mais em casa, mas é uma mulher muito inteligente, mais inteligente que eu e não

quero que fique constrangida” – disse. Expliquei que a matéria estava pronta, com fotos, mas o doutor Crespo interveio: “Rui, faço o mesmo pedido. Não como prefeito, mas como amigo da família Pannunzio”. Diante de tanta demonstração de fieldade, deixei de publicar a reportagem sobre a minha grande professora. Meu coração falou mais alto que o profissionalismo. Talvez, por isso, dona Odilla não escondia o carinho especial que tinha por mim. Seu filho, José Antonio Caldini Crespo, antes de ser engenheiro ferroviário, deputado estadual e vereador, foi espeleólogo e explorava as cavernas do Parque Petar, na região de Apiaí. Ainda, atuava no Interact Clube e participava de projetos Rondon, beneficiando famílias pobres. Ele já namorava sua esposa, Lilian Marangoni. Fiz várias reportagens com eles no jornal Cruzeiro do Sul. O tempo passa rápido. Muito. Lembro-me ter encontrado com Crespo e Lilian em poucas ocasiões. Numa delas, perguntei sobre Dona Odilla. Ela respondeu: “Faz um bolo delicioso, reúne a família com perfeição. Ela é mais que sogra, é minha segunda mãe”. Continua exercendo a autoridade? – brinquei. A resposta foi: “Continua. É firme, porém doce”. E definiu sabiamente a sogra:“Ela é uma verdadeira dama”. Dona Odilla marcou sua vida de forma feliz. Foi um belo exemplo de mãe, esposa, avó e, sobretudo, cidadã. A educadora que sempre orgulhou a classe profissional nos deixou. Lilian havia proposto um acordo com ela: “Você é minha última mãe e quando você for, iremos juntas”. Ela concordou, com sorriso meigo. Lilian lembrou isso no velório, com emoção: “Tínhamos esse acordo, mas Deus nos separou”. Não, Lilian – eu pensei no mesmo instante – ela vai estar sempre presente em nossa memória e em nossos corações. Mas, calei-me diante da dor. Agradeçamos a Deus pelos 87 anos que Ele a emprestou para viver conosco.

Rui Batista de Albuquerque Martins é jornalista e publicitário

VANDERLEI TESTA

Rosana e Gastão Moura: um belo testemunho de vida profissional A festa do casamento de Anne e Fernando. Eu estava como convidado e padrinho. Um privilégio. Além do ambiente gostoso e familiar a convivência com os casais padrinhos sempre é uma oportunidade única de ganhar novos amigos. Partilhando da mesma mesa o casal Rosana Furquim Moura e Gastão Moura Neto de Botucatu. Ele é professor e diretor da Sociedade Paulista de Ortodontia- SPO Unidade Botucatu. Conversamos bastante na festa. Pais da Renata e do Guilherme eles têm um neto. Uma família que sabe valorizar as raízes maternas e paternas e que coloca o ser humano em primeiro lugar. A profissão escolhida pelo casal é a odontologia. Trabalham em seus consultórios de Botucatu e em São Paulo, capital, tendo entre seus clientes o Felipe Massa. Conhecendo a trajetória do Gastão Moura como um profissional determinado o resultado só poderia ser sucesso. Conquistou a medalha da Academia Tiradentes de Odontologia. Recebeu a homenagem em São Paulo da Medalha e Diploma Pannain, a maior outorga da Odontologia brasileira. Defendeu tese de doutorando na Universidade Sagrado Coração de Jesus, recebendo o título de doutor em Biologia Oral. Em nossa conversa, beliscando uns salgadinhos do lindo casamento do seu aluno sorocabano Fernando Camargo Mathiazzi passamos um tempo falando de suas viagens à República Dominicana para dar aulas. Apesar da aventura em

enfrentar os desafios do local, suas palavras manifestam entusiasmo em cada detalhe pela formação que proporciona aos jovens dentistas dominicanos. Entre seus sonhos está a criação e instalação em Sorocaba de uma unidade da Sociedade Paulista de Ortodontia. O desenvolvimento de cursos de aperfeiçoamento, especialização e atualização em Ortodontia parece-me ser uma vocação de amor à profissão que assumiu desde quando brincava de dentista em Araçatuba, onde nasceu. A visão humana está presente na ampliação da SPO para a nossa cidade. Além de formar novos jovens profissionais poderá possibilitar atendimento à população mais carente, cumprindo sua missão científica e social. Bem-vindos a Sorocaba amigos Rosana e Gastão. Um belo testemunho de vida merece ser partilhado como exemplo, em especial neste mês de maio, onde comemoramos o Dia Internacional da Família. Vanderlei Testa é jornalista e publicitário leia este e outros artigos diários de Vanderlei Testa no Portal www.jornalipanema.com.br


PAULINHO GODOI OI

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

5

paulinhogodoi@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br

Feijuca

do Santo A quarta feijoada do Educandário Santo Agostinho foi um sucesso, mesmo com a chuvinha que não deu trégua. O segredo da receita é o amor. E não faltou amor e solidariedade no evento. O grupo Palasamba animou a feijuca e essa edição bateu recorde de vendas dos convites e muita gente ficou de fora, mas aguarde que logo tem novidade

Vera Pagliato

Ruth Antunes Lemos, Lilian Rose e Marize Peres Pereira

Aline Peres Pereira

Francine Ramires Cristiani Pagliato e Isabella Pagliato Franciulli

Laelso Rodrigues


6

GABY CAMARGO PUSTIGLIONE

JAK CATENA A

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

gaby@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br

Inverno com rendas e básico

É Pra Jak! News

Rendas, bichos e o famoso pretinho básico. Essas são as tendências para o inverno na Petit Poá. Luciana Scarpa, Rita e Junior Cunha receberam a imprensa e convidados para apresentar a nova coleção.

>> Daqui uma semana não adianta“mal humorar”por

conta do desafinamento das esganiçadas, xexelentas, popozudas, e vuvuzelas que vem junto com os jogos da Copa.

>> Se nem sempre o que se vê da janela é o Corcovado, o

por Jak Catena

negócio é beber, rir e“bem-humorar”. Pra isso opções de bares não faltam. No Kingsford Pub, que vai do jazz ao rock em sua programação semanal, tem até equipe de atendimento internacional.

Amanda Sanson e Caio César Luciana Scarpa

Ana Brun

Heloísa Sciarra Gisele Aith

Simples Assim

@Tripp

>> Em mais uma Mostra Interativa

de Noivas, os casais que subirão ao altar em 2015 tiveram a experiência de como será o “big day”. Entre as atrações promovidas pelos fornecedores para festas, os noivos convidados degustaram e conheceram as tendências e lançamentos essenciais para uma festa dos sonhos!

Junior e Rita Cunha com Alex Ruivo

>>Alunos de Relações

Internacionais da faculdade Esamc Sorocaba preparam uma cartilha online para cidades (Sorocaba, Itu e Porto Feliz) que vão hospedar as delegações da Copa do Mundo.

>>Informações sobre as características, sociedade, cultura e poder de compra dos países, podem ser acessada por todos os internautas. O objetivo é saber o que cada país pode oferecer e agregar.

>>Só quero saber quem Manu Rodrigues e Guilherme Nobre foram até de branco

>> Pra você que quer chegar lá,

nada é improdutivo. Depilação, por exemplo, é o começo de qualquer expectativa. Peito liso para os titios é um upgrade!! hahahhaha.

Valéria e Célio Dalbelo

Bullying* Use com Cuidado*

Virado à Paulista

beneficente Bruno Picini e Paulo Rodrigues

7

jakcatena@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br

A diretoria e voluntários da Liga Sorocabana de Combate ao Câncer receberam convidados no Recanto Monteiro Lobato para um delicioso Virado à Paulista em prol da Liga Sorocabana de Combate ao Câncer.

>> Chega o dia que seus olhos lacrimejam,

a voz fica embargada, a garganta irritada, e se o ouvido começar a coçar, você vai espirar sem parar. Hahahahah, não é amooooooor é alergia!!!

>>

Silvério Oliveira, Tânia Caldarola e Antunes Oliveira

E segundo dr. Marco Antonio Guerra, do Hospital Santo Antônio de Votorantim, e professor de Medicina de urgência da FCMS –

>> Não entendi porque o secretário PUC assim como o amor hehe, as alergias são uma reação exagerada do organismo ao contato com certas substâncias como poeira, fungos, ácaros, alimentos, medicamentos, metais etc.

>> Mas o grande vilão é aquele cachecol

guardado, desde o Inverno passado, não higienizado, que será desfilado por aí, e seu nariz pode ser o do cara ao lado!!

de Comunicação da Prefeitura de Sorocaba está sendo chamado de Rodrigo Bondonaldo!!!!!!!!???? hehe.

Durma com essa!

fará a cartilha “Fique esperto turista” – com o objetivo de alerta-lo sobre os maus costumes: trânsito minhocário, rachas na madrugada, buracos nas calçadas, lixos nas ruas, vagas de gestantes, idosos e deficientes são para todos, que ouvir música em altíssimos decibéis, no carro ou em casa poooode.

>>Tudo pode no país da

Copa, onde até a injustiça é desigualdade !!!

“O país quer construir estádios, quer fazer trem bala, e continuar vivendo miseravelmente”. Eduardo Giannetti, economista e pensador brasileiro.


8

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

ROTEIRO ROTEIRO GOURMET GOURMET

8

ALE SCAPOL A JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

alescapol@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br

MOUSSE RÁPIDA DE MARACUJÁ COM CALDA

INGREDIENTES Mousse: 1 lata de leite condensado 1 lata de creme de leite com soro 1 lata de suco de maracujá Calda: Polpa de dois maracujás 1 xícara de água 1/2 xícara de açúcar

MODO DE PREPARO Bater os ingredientes da mousse no liquidificador e colocar em tacinhas Levar ao fogo os ingredientes da calda até reduzir mais ou menos por 20 minutos Coloque a calda em cima da mousse e leve para gelar. É uma delícia.

Marta Antunes, Renata e Solange Scapol, Livio Carmona, Fatima de Luca e Mileide Schuab

Inauguração Agora em Sorocaba mais uma opção para você viajar. A Planeta Turismo acaba de inaugurar com a proposta de um atendimento diferenciado e eficiente. O evento de inauguração foi animado como uma viagem! Claudia Jubilut, Xenia Milone, Claudia Basstos, Sonia Rezende

Considerações

sobre viagens: ■ Considero viajar a melhor coisa que você pode fazer de roupa. ■ Dinheiro não compra felicidade, mas compra passagens internacionais, que é quase a mesma coisa. ■ Melhor sofrer às margens do Rio Sena do que sofrer no Parque das Águas.

Ana Paola Lossurdo, Renata Scapol e Ademir Munhoz

■ Existe coisa mais chata do que gastar tempo da sua viagem procurando as encomendas do seu “amigo”? ■ Existem lições que não se aprendem nos livros, mas sim no fim daquele vôo. ■ As pessoas não fazem viagens, as viagens fazem as pessoas!

Lucieni e Carlos Ballis


RENATA L MOECKEL

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

9

9

renatamoeckel@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br

SOCIAL

Lente

da Re

Em nossa lente desta semana, foco no Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, o MACS, que teve seu grandioso projeto iniciado e que dará origem à sua nova, ampla e definitiva sede, localizada no prédio da antiga Estação Ferroviária de Sorocaba. Assinado pelo renomado arquiteto Pedro Mendes da Rocha, o projeto, que será dividido em três grandes etapas, harmonizará traços contemporâneos à estrutura histórica do edifício. A primeira fase, que compreende um anexo à estrutura já existente, soma mais de 900 m2, equivalente a um investimento de R$ 2,4 milhões, verba repassada, em sua maior parte, pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio de sua Secretaria de Estado da Cultura, além da contrapartida da Secretaria de Cultura de Sorocaba. A previsão é que esta parte da obra seja concluída até o final deste ano. De acordo com a presidente do MACS, Cristina Delanhesi, a obra de ampliação do museu é pioneira na cidade, ao manter as características originais do prédio

histórico, aliadas ao que há de mais moderno em termos de arquitetura. “Será diferente do processo de restauração. Trata-se de uma requalificação do prédio, em que a arquitetura histórica será mantida, ao mesmo tempo em que receberá uma intervenção arquitetônica contemporânea”, detalha Cristina. Contribuindo para a implantação da política pública cultural em Sorocaba e promovendo a recuperação do patrimônio e do acervo histórico local, a obra total de ampliação do museu, com todas as etapas, soma 2.100 m2, em um investimento total de R$ 10 milhões. A expectativa é que, a partir de 2015, com tudo pronto, a capacidade de circulação de pessoas no MACS dobre. O público visitante vem crescendo ano a ano, de 6 mil, em 2012, para 12mil, em 2013, com expectativa de chegar a 30 mil, após o término completo da expansão. Segundo Cristina, enquanto segue a reforma do novo prédio, as atividades continuam sendo realizadas no Chalé Francês, sede provisória do museu. Para a secretária de cultura e lazer de Sorocaba, Jaqueline Gomes da Silva, o projeto do novo MACS enriquecerá o cenário cultural da cidade, permitindo que mais pessoas tenham acesso às atividades promovidas. “É um projeto completo, com um acervo muito rico e ações que envolvem toda a cidade. Com certeza, um trabalho que deve ser exaltado”, afirma.


10 CORPO EM FORMA & SAÚDE

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Pesquisa

clínica

realidade que traz o Brasil a uma nova era de acesso a medicamentos novos

P

esquisa Clínica é um trabalho científico envolvendo seres humanos para avaliar e observar a ação dos medicamentos em um determinado

tipo de doença. “Qualquer investigação em seres humanos, objetivando descobrir ou verificar os efeitos farmacodinâmicos, farmacológicos, clínicos e/ou outros efeitos de produto(s) e/ou identificar reações adversas ao produto(s) em investigação com o objetivo de averiguar sua segurança e/ou eficácia.” (EMEA, 1997). Com a história do Beagles de São Roque, gerou uma grande confusão na cabeça das pessoas, pois muitos ainda acham que os indivíduos que participam destes estudos são cobaias! Não! Os pacientes que participam de Pesquisa Clínica são voluntários. Voluntários são pessoas que desejam participar por livre e espontânea vontade em um estudo de pesquisa clínica e dão o seu consentimento para isto, seguindo severas regras. Já Cobaias, são pessoas ou animais submetidos a testes sem seu consentimento. Antes de participar de um estudo, o vo-

luntário esclarece todas as suas dúvidas, lê e assina o Termo de Consentimento de Livre e Esclarecido (TCLE), um documento elaborado pelo pesquisador e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) que descreve como será conduzido o estudo, fornece os riscos potenciais e as informações mais importantes para quem irá participar. Durante o andamento da pesquisa, caso seja a vontade do voluntário, ele pode se retirar em qualquer momento, sem nenhum prejuízo para ele, voluntário. O CEP é um órgão institucional, composto por cidadãos representantes de diferentes setores da comunidade civil e religiosa, responsáveis pelas decisões sobre a ética de pesquisas para assim proteger a

integridade e direitos dos voluntários participantes. Até chegar a etapa de Pesquisa Clínica, os tratamentos já passaram por outros testes, para assim iniciar testes em pacientes, e são testados simultaneamente em diversos países, para se ver as diferenças regionais genéticas, que podem alterar o tratamento, e também para que se possa fazer em um curto espaço de tempo, pois quanto mais rápido consegue-se um numero estatisticamente significativo, mas rápido estas novas terapias estarão disponíveis para a população geral. Com a pesquisa clínica, muitas notoriedades e pessoas simples tiveram acesso a medicamentos em desenvolvimento, muito antes de entrarem no mercado e, com isto fizerem mudar a realidade, ampliar a expectativa de vida e em muitos casos chegar à cura. Martti Antila é alergologista


CAPA 11

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014 Erick Rodrigues

Sem acesso

Deficientes físicos e visuais relatam dificuldades em circular pelas calçadas de Sorocaba

Por conta de buracos e desníveis das calçadas, Carlos Botelho é obrigado a se locomover pela rua

Erick Rodrigues

A

rotina do aposentado Carlos Botelho, de 54 anos, é permeada por riscos. Cadeirante desde os oito meses de idade, vítima de poliomielite, ele é obrigado a se locomover pela rua, entre os veículos, para percorrer pela Vila Fiore, bairro onde mora. Isso porque transitar pelas calçadas da região, segundo Botelho, é inviável. Buracos, desníveis, degraus e guias sem rebaixamento foram apontados pelo cadeirante como os problemas que o impedem de transitar normalmente. “Utilizando a rua, eu acabo pondo minha vida em risco. E, também, posso colocar em perigo a vida de outras pessoas, se me envolver em algum acidente de trânsito”, teme o aposentado. De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), responsável por estipular normas para a construção e adaptação de edificações, espaços e equipamentos públicos às condições de acessibilidade, um espaço só pode ser considerado acessível se for alcançado, acionado, utilizado e vivenciado por qualquer pessoa, inclusive com mobilidade reduzida. O risco que Botelho assume todos os dias é ocasionado pela falta de acessibilidade que encontra pelas calçadas da cidade, locais que deveriam ser destinados ao trânsito de qualquer pedestre. “Perto da minha casa tem uma feira, o barbeiro e o supermercado que eu frequento e, em todos esses locais, eu vou pela rua, porque não há condições de usar a calçada”. As dificuldades relatadas pelo cadeirante não ficam restritas ao bairro em questão. Para participar das reuniões do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, que são realizadas na sede da Secretaria de Desenvolvimento Social da prefeitura, na região central da cidade, Botelho também precisa encarar calçadas problemáticas. “Sorocaba não atende às necessidades dos cadeirantes. Nós nos locomovemos pela cidade porque precisamos, mas as condições

das calçadas não nos dão segurança”, declara. As calçadas da região central de Sorocaba também são motivo de queixas de Magno Donizetti de Oliveira, de 48 anos. Cadeirante, ele aponta a rua Álvaro Soares como uma das mais críticas em relação à acessibilidade. “As calçadas da região possuem buracos e grades, que dificultam o acesso das cadeiras de roda”, explica. Oliveira aponta problemas, até, na construção de rampas de acesso no centro de Sorocaba. “Algumas rampas podem ser consideradas adaptações, mas não obras de acessibilidade, pois não foram construídas no mesmo nível da calçada”. Para demonstrar a dificuldade à reportagem do Jornal Ipanema, o cadeirante precisou descer a rampa com a cadeira virada de costas. “Por não estar no mesmo nível da rua, se eu descesse de frente, eu cairia”, relata.

“Sorocaba não atende às necessidades dos cadeirantes. Nós nos locomovemos pela cidade porque precisamos, mas as condições das calçadas não nos dão segurança” Carlos Botelho Vítima de um acidente de elevador aos 35 anos, Oliveira disse que sua visão em relação à locomoção mudou muito. “Quando eu não estava na cadeira de rodas, esse mundo era invisível para mim. Hoje, aquela pessoa que viveu no passo não existe mais. Agora, eu vejo as dificuldades e percebo que o mundo é feito sem acessibilidade”. Sobre as reclamações dos cadeirantes quanto à acessibilidade nas calçadas, a prefeitura de Sorocaba, através da Secretaria de Mobilidade, Desenvolvimento Urbano e Obras (Semob), informa que há um Plano Diretor de Transporte Urbano e Mobili-

dade (PDTUM), que deve ser votado na Câmara Municipal após apreciação dos vereadores. A Semob frisa, também, que dentro da política nacional de acessibilidade, Sorocaba desenvolveu um trabalho de recuperação de áreas públicas, que foi iniciado na região cen-

tral, considerando algumas praças e as vias do entorno. A pasta destaca, ainda, que “toda essa área foi recuperada e foram implantados pisos táteis e rampas” e que “as novas avenidas e corredores viários são projetados com acessibilidade, inclusive nas reformas e revitalizações”.


12 CAPA

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Fotos: Erick Rodrigues

Falta de fiscalização

As calçadas da região central de Sorocaba são motivo de queixas do cadeirante Magno Donizetti de Oliveira

Obstáculos para os deficientes visuais O

s cadeirantes não são os únicos que enfrentam dificuldades de locomoção em Sorocaba. As calçadas também são obstáculos a serem superados pelos deficientes visuais. Edson de Miranda Mello, de 18 anos, convive com o problema todos os dias, ao andar pela cidade. Deficiente visual desde os primeiros meses de vida, por conta de um descolamento de retina, ele relata problemas com as calçadas do Parque Vitória Régia, bairro em que mora. “Lá não tem como andar na calçada. Por conta dos buracos, entulhos acumulados e pisos quebrados, só posso me locomover pelo meio-fio”. A utilização do meio-fio é uma tentativa de Mello em procurar um ponto de referência para

Vanessa Junia Cortal, da Asac, ensinou técnicas de mobilidade a Edson de Miranda Mello, que é deficiente visual

se locomover. Isso porque, segundo a técnica responsável por orientação e mobilidade da Associação Sorocabana de Atividades para Deficientes Visuais (ASAC), Vanessa Junia Cortal, os deficientes visuais são orientados a andar próximos às paredes. “Nós ensinamos que eles precisam usar a parede como ponto de referência. Quando são obrigados a usar o meio-fio para orientação, é porque a calçada está intransitável. Só que isso é extremamente perigoso”, explica. Mello aprendeu as técnicas de mobilidade na ASAC, que está sediada na rua Sete de Setembro, no centro da cidade. Mas, o jovem encontrou dificuldades, também, para chegar ao local. “Além das calçadas, nós precisamos lembrar, também, que existem outros aspectos que a cidade precisa melhorar quando falamos em acessibilidade, como pontos de ônibus, instalação de semáforos sonoros e avisos visuais”, frisa a técnica em mobilidade. Todos esses obstáculos precisam ser levados em consideração por Vanessa na hora de passar as técnicas de orientação e mobilidade aos deficientes visuais. “Nós vamos às ruas para que eles aprendam a superar as dificuldades”, afirma Vanessa. A profissional ressalta, ainda, a importância da instalação de pisos táteis e direcionais e sinais de trânsito sonoros para a orientação dos deficientes visuais. Entre todos os problemas, Mello classifica o estado precário das calçadas como o mais grave. “Nós temos que enfrentar essas calçadas horríveis. Sorocaba não é uma cidade acessível para nós”, termina o jovem.

A acessibilidade de deficientes físicos e visuais é lei, em Sorocaba, desde 2010. De autoria do vereador José Crespo (DEM), a medida determina a padronização dos passeios públicos e estabelece especificações técnicas das calçadas em caso de reformas ou novas construções. Segundo a lei em vigor, “A execução, manutenção e conservação das calçadas deve garantir a mobilidade e acessibilidade para todos os usuários, assegurando o acesso e deslocamento de qualquer pessoa pela via pública, independente de idade, estatura, limitação de mobilidade ou percepção, com autonomia e segurança”. Apesar de a lei vigorar há quatro anos, segundo Crespo, não existe fiscalização para a medida. “A acessibilidade ainda está muito no discurso, inclusive com os agentes públicos falando a favor. Mas, ela não é aplicada no mundo real. A prefeitura não tem fiscalização, deixando o campo livre para desequilíbrios sociais”, relata o vereador. “As calçadas de Sorocaba são uma lástima. As cidades montanhosas, como a nossa, sofrem mais com esse tipo de coisa. Mas, também faltou cultura e fiscalização nos anos passados. Calçada boa é aquela em que o cadeirante tem autonomia para transitar”, finaliza Crespo. Sobre a fiscalização da lei, o secretário da Fazenda, Aurílio Caiado, afirma que a administração municipal reconhece que os desníveis em calçadas da cidade consistem num problema crônico, de difícil solução em curto e médio prazo. “Já é consenso dentro da Secretaria a necessidade de se criar legislação que estabeleça normas claras e objetivas em relação ao assunto, em especial às normas técnicas a serem seguidas a fim de preservar o nivelamento dos passeios públicos das ruas de novos bairros, ao mesmo tempo em que estabelecem regras para adequação das situações de desníveis existentes”. A prefeitura informa, ainda, que, em 2013, o setor de fiscalização registrou 1920 notificações relacionadas a problemas em calçadas, como desníveis, obstruções e falta de manutenção, que resultaram em 150 autuações. Neste ano, o Executivo realizou 141 notificações e cinco autuações.

O vereador José Crespo (DEM) é autor de uma lei de acessibilidade, em vigor na cidade


NEGÓCIOS E

OPORTUNIDADES

31 de maio de 2014 - edição 769 www.jornalipanema.com.br

Qualicorp inaugura franquia em Sorocaba A iniciativa faz parte do plano de expansão da empresa para a complementação dos canais de distribuição Alana Damasceno

Alana Damasceno

A

Qualicorp, uma das maiores administradoras de benefícios do país no segmento de planos de saúde coletivos, inaugurou na semana passada sua franquia em Sorocaba. A iniciativa faz parte do plano de expansão da administradora, complementa seus canais de distribuição e abre novas oportunidades de negócios para os corretores locais que trabalham com a empresa. A empresa oferece planos de saúde coletivos por adesão, viabilizados em parceria com entidades de classe, junto às operadoras (Bradesco Saúde, SulAmérica, Amil, Intermédica, Omint e Sistema Unimed, entre outras). “A presença de uma loja física da Qualicorp na região possibilitará à população de Sorocaba facilidade na pesquisa e contratação de planos que aliam qualidade de atendimento, preços reduzidos e condições especiais”, diz Jorge Luiz Gualberti Martins Rocha, vice-presidente de

vendas e marketing. O executivo reforça que as franquias chegam para complementar o sistema de distribuição da empresa, que conta com equipe própria e corretores parceiros em diversas regiões do país. “Nossa equipe é altamente especializada e possui grande conhecimento das necessidades da população local. Com a inauguração da franquia, vamos aprimorar nossas condições de comercialização e apoio aos clientes. A população só tem a ganhar”, finaliza. A Qualicorp também disponibiliza um canal de comunicação para empreendedores interessados em se tornar franqueados. As informações podem ser obtidas pelo e-mail: franquia@qualicorp. com.br ou pelo telefone (11) 3191-4805. Sobre a Qualicorp Constituída em 1997, a Qualicorp é hoje a maior administradora de benefícios do país no

João Drumond, superintendente regional de São Paulo; Leandro de Freitas, supervisor; Sílvio de Castilho, da unidade de Sorocaba e Carlos Eduardo, gestor de franquia

segmento de planos de saúde coletivos para categorias profissionais e empresas. Atua em

nível nacional, possui cerca de 1.700 colaboradores e administra planos coletivos para mais de 470 entidades de classe profissionais de 2.255 empresas clientes. Atualmente, a companhia representa aproximadamente 4,6 milhões de beneficiários, considerando todos os segmentos de atuação. No segmento de categorias profissionais, a Qualicorp reúne as pessoas em grandes grupos de afinidade a partir de sua profissão ou área de atuação, por meio de parcerias com entidades de classe profissionais. Com a escala obtida por essa coletividade, a Qualicorp promove negociação junto às operadoras para obter planos de saúde coletivos em condições diferenciadas e preços reduzidos. No segmento empresarial, a Companhia presta consultoria na contratação, implantação e gestão de planos corporativos, além de oferecer outras soluções em gestão de benefícios.


IPANEMA

2 AMBIENTE

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO | POR RENATA MOECKEL / JULIANA MORAES

Troca de chuveiro elétrico por modelo a gás é mais vantajosa, apesar de custo de obra

C

huveiros aquecidos fazem parte de boa parte das residências brasileiras. Há duas opções para se aquecer a água do chuveiro: via energia elétrica ou por gás. Porém, a água aquecida tem um custo: representa até 25% do consumo mensal de energia de uma casa durante o inverno, só perdendo para a geladeira e o freezer. Segundo especialistas, o chuveiro a gás gasta menos energia que o chuveiro tradicional. O chuveiro a gás é mais econômico pois o metro cúbico do gás geralmente é mais barato que o kilowatt/hora (kWh) da conta de luz. Nessa constatação, é levado em conta apenas o consumo de energia de cada tipo, e não o consumo de água e as adaptações que devem ser feitas nas tubulações para poder levar a água quente até onde ela será . Para aproveitar a água quente do chuveiro sem correr riscos de segurança é importante tomar alguns cuidados, tanto na hora da instalação quanto na hora do uso. O ideal é escolher um local externo da casa ou uma área bem arejada, como a lavanderia, por exemplo,

Segundo especialistas, o chuveiro a gás gasta menos energia que o chuveiro tradicional. O chuveiro a gás é mais econômico pois o metro cúbico do gás geralmente é mais barato que o kilowatt/hora (kWh) da conta de luz para fazer a instalação do aquecedor de água. No caso de chuveiro elétrico, o aterramento deve ser feito de maneira adequada, ligando o fio terra do chuveiro à fiação de aterramento da casa (ou do apartamento) - e não cortar o fio terra, como muita gente faz. Outra recomendação é não mexer no chuveiro com o equipamento ligado. Isso previne que a pessoa leve um choque elétrico por entrar em contato com uma parte energizada.


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

3


IPANEMA

4 AMBIENTE

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO | POR RENATA MOECKEL / JULIANA MORAES

Portas ou paredes móveis? Não só de divisórias vivem as divisões das paredes. As portas de correr pode ser uma solução bonita, útil e até mais barata na divisão dos ambientes.

A

possibilidade de integrar ou separar espaços conforme as necessidades do momento é a maior vantagem de substituir a divisórias comuns e a alvenaria. A instalação deve ser feita por profissionais pois requer rebaixamento para o encaixe dos trilhos no trecho onde a porta irá deslizar, instalação de contramarco – estrutura de madeira que contorna o vão – e em alguns casos pode ser necessário a colocação de uma verga para arrematar o acabamento da parte superior da porta. Um profissional experiente deve ser chamado para analisar as plantas hidráulicas e estruturais e dessa forma fazer o calculo e delimitar a área que pode ser quebrada

ou haverá a necessidade de reforço. Essas informações são importantes até mesmo na hora a escolha do material da porta, que não pode sobrecarregar a estrutura com peso das folhas ferragens e guarnições. Mas a beleza, utilidade e originalidade faz a diferença.


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

5


6

IPANEMA

AMBIENTE

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO | POR RENATA MOECKEL / JULIANA MORAES

Jogando

em casa

Saiba como preparar o ambiente para receber amigos durante a Copa

R

eunir os amigos em casa para assistir aos jogos da Copa é a opção de muitos torcedores. Mesmo que a tolerância para festejos, em geral, seja maior nessa ocasião, é preciso ficar atento às regras do condomínio e à política da boa vizinhança. Os moradores e os funcionários devem ser orientados, por exemplo, a evitar o uso de fogos de artifícios, que podem provocar acidentes graves. Também devem se manter atentos à segurança, já que assaltantes, cientes da distração por causa das partidas, podem resolver agir. Esses cuidados valem tanto para os condomínios que vão organizar eventos na área comum como para aqueles em que a festa ocorrerá dentro dos apartamentos. É o caso da advogada Marcela Monteiro de Barros Guimarães, 36, que planeja assistir aos jogos com dez amigos. Uma empresa vai preparar os lanches e enfeitar o imóvel. “Na última

Copa, vimos os jogos na casa de um amigo, que também decorou o espaço. Dessa vez, será na minha.” Condomínio deve estudar rotina para dia de jogo Os problemas mais graves que podem surgir durante as comemorações são os relacionados à ação de bandidos, ao uso de fogos de artifício e à soltura de balões. E, para evitá-los, uma medida simples e eficaz costuma ser tratar do tema em reunião com os moradores e distribuir um comunicado.

Especialistas em administração condominial recomendam que o uso de fogos pelo condômino seja proibido nos prédios, já que podem provocar acidentes graves. “Os fogos podem estar umedecidos por causa de armazenamento ruim e demorar a estourar. A pessoa acha estranho, abaixa o rojão para ver e estoura na direção dos outros”, diz o capitão do Corpo de Bombeiros de São Paulo Marcos Palumbo. Quanto a balões, soltá-los é crime, e a proibição vale inclusive para os pequenos. Em relação aos riscos de assalto, é preciso destacar que moradores e funcionários, apesar do clima festivo, devem permanecer atentos, evitando, por exemplo, aglomerar-se na portaria. Para agilizar a entrada de carros, é recomendável que os moradores forneçam a lista de convidados ao porteiro.

“Os funcionários têm de ter muita atenção. Uns estão querendo ver o jogo, e outros, invadir o prédio”, diz Dostoiéviscki Vieira, diretor da associação Pró-Síndico (associação de síndicos). Hubert Gebara, vice-presidente de administração imobiliária e condomínios do Secovi-SP (sindicato do mercado imobiliário), diz que o prédio deve, inclusive, decidir se os funcionários assistirão às partidas, a fim de não comprometer a vigilância. (Daniel Vasques/Folhapress)


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

7


IPANEMA

8 AMBIENTE

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO | POR RENATA MOECKEL / JULIANA MORAES

Marca

própria Opções para revestimento proliferam em tamanho e formatos Com aspecto rústico, a linha Iurie, da Lepri, ganhou duas novas cores neste ano e tem vários formatos. Indicado para pisos e paredes de áreas externas e internas (inclusive fachadas)

Peças básicas e soltas permitem compor o ambiente de forma única e personalizada. Vale brincar com as diversas cores de uma mesma linha. Os sextavados da linha Chérie, da Portobello, são favos lançados em cores e intensidades variadas

H

á quem prefira comprar a obra pronta a arriscar uma criação própria - uma questão de estilo ou de habilidade. Quando o assunto é revestimento, tem para todo tipo. No geral, as peças estão maiores e mais finas, com vasta oferta de estampas e relevos. Embora práticas na hora de decorar, as “placas” limitam a personalização, segundo Chico Zelesnikar, do escritório ArqDonini. Para o arquiteto, vale ousar na ideia, com itens básicos que deêm um resultado único. Misturar peças de uma mesma linha, com texturas iguais e cores diferentes, é outro trunfo, assim como evitar estampas marcantes. Em relação às cerâmicas, porcelanatos e vinílicos que imitam de pedra a madeira e levam estampas (feitas em alta definição), fique atento ao efeito “plastificado”. Uma dica é ver o material contra a luz e tocá-lo. A designer Cristina Barbara adverte para o “modismo” de produtos brilhantes e com muita informação. “No geral, a leitura deve ser mais limpa”, diz ela.

Impressão em alta definição em porcelanato permite estampa e ranhuras que remetem a madeiras centenárias. A coleção Arbo HD, da Cerâmica Portinari, mimetiza o carvalho e peroba, e tem o formato 20 x120 cm. Tem versão para área externa (antiderrapante) e espaços internos R$ 178 o m

Revestimento NeoPrint, da Neobambu, feito de bambu que mistura grafismos vintage ao aspecto de madeira desgastada. Disponível em réguas de 96 x 9,6 x 1,5 cm e no formato 91,5 x 9,6 x 1,4 cm. Pode ser usado em pisos e painéis


CLASSIFICADOS 9

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Advocacia

Diversos

Informática

Artigos para Festas

Medicina e Saúde

Serviços Profissionais

Estética e Beleza

Aulas e Cursos


10 CLASSIFICADOS Avisos e Editais

10 I PROGRAME-SE Sábado (31/5) ■ TRIBUTO ESPECIAL THE SMITHS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014 ■ CORRA QUE O TUBINHO VEM AÍ Em sua temporada em Sorocaba, Tubinho, considerado “O Rei do Riso”, traz espetáculos diferentes a cada dia da semana. Destaque para as peças humorísticas “Corra que o Tubinho vem aí”, “Tubinho e Todo Mundo em Pânico” e “Tubinho, o soldado trapalhão”. A partir das 21 horas. Entradas R$ 15 cadeira sem número e R$ 20 cadeira numerada. O Circo do Tubinho fica na avenida Dom Aguirre, 2801. Informações: (15) 98142-2669. ■ SALADA SAMBA ROCK O grupo apresenta um repertório de músicas populares e com ritmo muito contagiante, além de uma energia incomparável. A partir das 21 horas. Entrada R$ 8. A apresentação acontece no Boêmio 493 (rua Aparecida, 493, Santa Rosália). Informações: (15) 3357-3897.

A banda inglesa, famosa nos anos 1980, The Smiths recebe um tributo especial em uma apresentação da banda Panic Smiths Cover. O show acontece a partir das 22 horas. Entrada R$ 15. A apresentação acontece no Pirilampus Bar (avenida Comendador Pereira Inácio, 1081 – Vila Assis). Informações: (15) 3211-8353.

■ SARAU CABIRU O Coletivo Cê promove o Sarau Cabiru, festa que acontece no bairro da Chave em Votorantim, com intuito de promover o encontro de artistas, agitadores culturais e pessoas interessadas no poder transformador da arte. Na programação estão previstos oficina de skate, show da banda Instinto, exibição de curtas metragens e performance do Coletivo Cê. A partir das 15 horas. O evento é inteiramente gratuito. O Sarau Cabiru acontece na rua Olério Verlangieri – bairro da Chave, Votorantim. Informações (15) 9 8805-5849. ■ FESTA DIA DA TOALHA O Asteroid Bar realiza mais uma festa Enterprise – Dia da Toalha, que reúne uma homenagem aos nerds, geeks e zumbis. As atrações musicais ficam por conta dos DJ’s Renan Moraes, Talitha Andrade, Mario Bross, entre outros. O show fica por conta da banda Genki Force. A partir das 22h30. Entrada R$ 15 consumação R$ 35. O Asteroid Bar fica na rua Aparecida, 737 – Vila Santana. Informações: (15) 3329-2767. ■ FEIRA DOS PAÍSES

Com uma realização da BY Brazil – Feiras e eventos, a feira reúne diversos stands com artigos de mais de 10 países diferentes entre eles, Indonésia, Índia, Turquia, Rússia, Peru e Brasil. A feira segue até o dia 8 de junho. Ingressos de R$ 4 a R$ 6. O evento acontece no Iguatemi Esplanada – Ala Sul – Piso Terraço (avenida Gisele Constantino, 1.850 - Votorantim).


I PROGRAME-SE 11

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Domingo (1/6) ■ THAEME E THIAGO

A tradicional Festa Junina de Sorocaba traz a dupla Thaeme e Thiago em apresentação especial, no Parque das Águas. O evento começa às 16 horas e o show está previsto para começar às 22 horas. A festa segue até o dia 8 de junho. Ingressos R$ 10. A 35ª Festa Junina de Sorocaba acontece na avenida Dom Aguirre, no Parque das Águas. ■ PATATI PATATÁ A dupla infantil se apresenta na tradicional Festa Junina de Sorocaba no Parque das Águas. O evento começa às 16 horas e o show está previsto para começar às 20 horas.

Quinta-feira (5/6) ■ BONS TEMPOS AQUELES A Cia de Arte e Canto “Udemo” apresenta o musical “Bons Tempos Aqueles”, espetáculo que conta fases dramáticas da história da música brasileira. Na peça, são interpretadas canções de Chico Buarque, como Cálice e Roda Viva. A apresentação acontece no Centro Arquidiocesano de Pastoral de Sorocaba (avenida Dr. Eugênio Salerno, 60). Informações: (15) 3232-8718.

Sexta-feira (6/6) ■ FORRÓ ANTÔNIO FREIRE A tradicional Festa Junina de Sorocaba recebe o forró de Antônio Freire no Parque das Águas. O evento começa às

18 horas e o show está previsto para começar às 22 horas.Ingressos R$ 3. ■ NATIRUTS

Encontro das Tribos apresenta o show do grupo Natiruts em Sorocaba. No repertório sucessos como Andei Só, Liberdade, “Reggae Power” entre outros. A partir das 21 horas. O show acontece no Recreativo Campestre (Rua Francisco Paulo Braion, 650 – Guadalajara). Informações: (15) 3031-4335.

Sexta-feira (13/6) ■ FESTA JUNINA DE VOTORANTIM

Terça-feira (3/6) ■ APIMENTADOS DO FORRÓ

A banda Apimentados do Forró realiza uma apresentação especial, na Festa Junina de Sorocaba. O show está programado para ocorrer às 21 horas. Ingressos R$ 3.

Quarta-feira (4/6) ■ LUCAS LUCCO

A Festa Junina de Votorantim será realizada de 13 a 29 de junho em recinto fechado na Praça de Eventos Lecy de Campos. Haverá sistema de segurança e controle de acesso para garantir o conforto e o divertimento ao público da cidade e também da região que comparece todos os anos. A entrada para a festa será de R$ 3, dando acesso ao recinto do evento, parque de diversões e praça de alimentação. Para as noites de shows especiais (13, 14, 15, 18, 21, 25, e 26 de junho) o visitante que desejar ter acesso às apresentações pagará total R$ 10 e nas noites de 17 de junho (show de Luan Santana) e 27 de junho (show de Thiaguinho), o valor total é de R$ 15. Shows: 13/6 Sorriso Maroto 14/6 Titãs 15/6 Anitta 16/6 Alexandre Silva 17/6 Luan Santana 18/6 Jads e Jadson 19/6 Sambô 20/6 Breno e Caio Cesar

Sábado (14/6) O cantor Lucas Lucco se apresenta na Festa Junina de Sorocaba a partir das 22 horas. Ingressos R$ 10.

■ ARRAIÁ PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA A Paróquia Nossa Senhora Aparecida realiza nos dias 14 e 15 de junho um

21/6 Turma do Pagode 22/6 Patati Patatá 23/6 Rum Paradise 24/6 Renan e Rangel 25/6 Cristiano Araújo 26/6 MC Guime, Pikeno e Menor 27/6 Thiaguinho 28/6 Rodrigo Freitas e Samba Livre 29/6 Galinha Pintadinha e Waltinho Silva

Arraiá beneficente. O evento terá comidas típicas, brincadeiras, quadrilha acontece na Vila Maria dos Prazeres, antiga Sociedade Amigos de Bairro (rua Brasil, 50). Entrada 1 kg de alimento não perecível. A partir das 15 horas. Informações: (15) 3325-3626.

CINEMA ■ NO LIMITE DO AMANHÃ Sala: Cinespaço Villàggio 2 (14 anos) – diariamente às 15h50, 17h50, 19h50 e 22 horas. Quando a Terra é tomada por alienígenas, Bill Cage é obrigado a juntar-se às Forças Armadas e ir para a linha de frente no dia do confronto final. Inexplicavelmente ele acaba preso no tempo, condenado a reviver esta data repetidamente. A cada morte e renascimento, Cage adquire mais conhecimento e, antecipando os acontecimentos, tem a chance de mudar o curso da batalha com o apoio da guerreira Rita Vrataski. ■ MALÉVOLA Sala: Cinespaço Villàggio 4 3D (dublado, 10 anos) – diariamente às 13h50, 15h40, 17h30 e 19h30. Baseado no conto da Bela Adormecida, o filme conta a história de Malévola, uma mulher movida pelo sentimento de vingança e pelo desejo de se manter no poder. Para enfrentar o rei, ela coloca um feitiço na filha dele, Aurora, fazendo com que a garota fique indecisa entre defender o reino dos humanos e o reino da floresta, de que aprendeu a gostar. Quando Malévola percebe que Aurora está prestes a estabelecer a paz entre os mundos, a vilã é obrigada a tomar uma decisão drástica. ■ OS HOMENS SÃO DE MARTE... E É PRA LÁ QUE EU VOU Sala: Cinespaço Villàggio 1 (nacional, 14 anos) – diariamente às 14h10, 16h10, 20 e 22 horas. Ironia. Essa é a definição ideal para a situação de Fernanda, de 39 anos, que trabalha organizando a cerimônia mais importante do imaginário feminino, o casamento, mas é solteira. Forte devota do amor, a produtora lida com os mais diversos tipos de homens e reserva grande parte do seu tempo à procura do par perfeito. ■ DOMINGUINHOS Sala: Cinespaço Villàggio 1 (nacional, livre) – diariamente às 18h20. ■ GETÚLIO Sala: Cinespaço Villàggio 2 (nacional, 12 anos) – diariamente às 13h50. ■ X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO Salas: Cinespaço Villàggio 3 (dublado, 12 anos) – diariamente às 14h10, 16h40, 19h10 e 21h40. Cinespaço Villàggio 4 3D (legendado, 12 anos) – diariamente às 21h30.


12

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


CADERNO

IMÓVEIS

&VEÍCULOS

31 de maio de 2014 - edição 769 www.jornalipanema.com.br


2 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 3


4 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 5


6 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 7


8 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 9


10 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 11


12 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 13


14 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 15


16 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 17


18 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 19


20 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 21


22 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 23


24 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 25

Apartamentos Alugam-se

Comerciais Alugam-se

Terrenos


26 IMÓVEIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Espaço

EMPRESARIAL

Dinossauros invadem shopping em exposição interativa Quem nunca se imaginou voltando à pré-história e ver de perto um dinossauro? Quem for ao Iguatemi Esplanada de até 30 de junho poderá viver essa experiência. As Praças de Eventos das Alas Sul e Norte serão invadidas por réplicas animatrônicas em tamanho real de espécies como o Tiranossauro Rex, Pterossauros e Triceratops na exposição interativa “O Mundo dos Dinossauros”. A entrada é gratuita. Considerada uma das maiores exposições do segmento, a mostra vai permitir que adultos e crianças explorem a Era Mesozoica e conheçam de perto as principais características dos seres pré-históricos e o modo de vida na época de forma interativa, já que os bonecos emitem sons e se movimentam. Para levar os visitantes a esse mundo pré-histórico, monitores treinados por um paleontólogo vão apresentar os dinossauros ao público e explicar um pouco sobre suas características e costumes.

Durante o período da exposição, dinossauros vão invadir os corredores do Iguatemi Esplanada e passear junto com os clientes do empreendimento, convidando-os para conferir a exposição. A exposição será dividida em duas estações, uma na Ala Norte e outra na Ala Sul, cada qual com espécies diferentes, permitindo ao visitante conhecer espécies carnívoras e herbívoras, numa emocionante aula de his-

tória. Na Ala Norte estão espécies como Triceratops, Stegosaurus e o Iguanodon e um portal, onde o visitante pode sentir como se estivesse entrando dentro de um T-Rex. Já na Ala Sul estão espécies como o Tiranossaurus Rex, Dilophosaurus, e voador Pterosaurus, além de um esqueleto de Stegosaurus. No total, a exposição “O Mundo dos Dinossauros” conta com sete réplicas de dinossauros, com até 7 metros de altura, um esqueleto de Stegossaurus, um crânio de dinossauro, dois filhotes interativos de Tiranossauro Rex, que caminharão pelo cenário, dois portais que simulam a boca de um T-Rex e um dinossauro interativo que irá caminhar pelo shopping durante o período da exposição. Além da exposição, que tem entrada gratuita, o evento contará ainda com uma sala de cinema 7D instalada na Ala Sul, onde serão exibidos filmes sobre a vida dos dinossauros, com direito a efeitos especiais que simulam jatos de água e vento, além cadeiras que “se mexem” e um rabo de dinossauro que passa embaixo dos assentos. A sessão dura 5 minutos e os ingressos custam R$ 10,00. Outra atração da exposição vem com os Dino Riders T-Rex (filhote) e Apatosaurus (filhote). Os dois dinossauros de brinquedo levam as crianças nas costas enquanto simulam caminhadas. Os ingressos custam R$ 10,00. Durante o período da exposição, dinossauros vão invadir os corredores do Iguatemi Esplanada e passear junto com os clientes do empreendimento, convidando-os para conferir a exposição. Para levar um pouco deste mundo misterioso e surpreendente para casa, os visitantes podem comprar ovos de dinossauros e fósseis vendidos num quiosque instalado no anexo ao cenário da Praça de Eventos da Ala Sul. Outras informações pelo telefone (15) 3219-9900 ou no site www.iguatemiesplanada.com.br.

Comas recebe doação de cobertores da Gas Natural Fenosa A Campanha do Agasalho 2014 desenvolvida pela Comissão Municipal de Assistência Social (Comas) de Votorantim recebeu esta semana uma doação de cinquenta cobertores da Gas Natural Fenosa. A entrega da doação ocorreu na sede regional da empresa em Sorocaba em um encontro com presidentes dos Fundos Sociais de Solidariedade de onze cidades da área de cobertura da Gas Natural. “Ficamos muito satisfeitos com a iniciativa da empresa em apoiar a campanha do agasalho não apenas em nossa cidade, mas também na região. Essa mobilização que envolve os cidadãos, as famílias e as empresas é que torna possível um trabalho tão importante desenvolvido todo ano, fornecendo ajuda

para quem não teria como se aquecer nos meses mais frios do ano”, comentou a primeira-dama de Votorantim e presidente da Comas, Helena Amália da Silva. De acordo com o diretor-geral da Gas Natural Fenosa em São Paulo, Armando Laudorio, que recepcionou as primeiras damas, a campanha da empresa é resultado de uma parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, que já soma nove anos. Em 2014, as doações foram entregues diretamente aos municípios. Desta forma, na região de Sorocaba foram destinados 600 cobertores para as cidades de: Sorocaba, Votorantim, Itu, Mairinque, Salto, Porto Feliz, Cerquilho, São Roque, Tatuí e Laranjal Paulista.

Cadeirantes apresentarão handebol e tênis de mesa Neste domingo (1º de junho), a partir das 14 horas, o Plaza Shopping Itavuvu (localizado na avenida Itavuvu, 2182), receberá o encontro dos atletas de handebol adaptado e tênis de mesa da Liga Eiji Nakano, para fazer demonstrações de jogos adaptados ao público. A equipe de handebol fará sua apresentação no estacionamento do estabelecimento, com cadeiras apropriadas para jogo e uma trave. Além disso, os atletas devem interagir com o público e ficarão à disposição para forne-

cer informações sobre o esporte adaptado, local de treino e campeonatos. Os jogadores de tênis de mesa, também, farão demonstrações do esporte. Segundo a responsável pelo encontro e representante da Liga, Luiza Mitsuoka, o intuito é atrair pessoas de todas as idades aos esportes. “A prática esportiva exige disciplina, concentração, condicionamento e coordenação. Além disso, é saudável para o físico e mental de todas as pessoas”.


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 27


28 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 29


30 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

IMテ天EIS 31


32 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014


VEÍCULOS 33

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Espaço

EMPRESARIAL

Campeonato Paulista de Kart anuncia nova categoria para etapa em Itu neste sábado A terceira etapa do Campeonato Paulista de Kart 2014, marcada para o dia 31 de maio na Arena Brasil Kirin, em Itu, terá novidades. Com expectativa de um grande número de inscritos pelo fato de correr na mesma pista que receberá o Brasileiro de Kart, marcado para julho, a organização do estadual decidiu integrar uma nova categoria ao certame nesta rodada. A Copa F400 será disputada em dois finais de semana - o primeiro deles, na etapa do Paulista - e abre espaço para os competidores das categorias de motores quatro tempos. O objetivo é oferecer a esses pilotos, a possibilidade de correr na mesma pista e sob o mesmo regulamento do Campeonato Brasileiro de Kart. Assim como já acontece com as demais categorias do Campeonato Paulista. A Copa F400 será composta por quatro corridas, e a soma de pontos (sem descartes) define o campeão. As duas primeiras corridas serão junto com o Paulista, no dia 31 de maio. E as duas últimas no dia 14 de junho, durante a etapa da Copa São Paulo Light, também em Itu. “Com a entrada a F400 nesta etapa, o Paulista de Kart cumpre seu papel de maior

regional do país, com as mesmas categorias do Campeonato Brasileiro. Essa etapa em Itu, menos de dois meses antes do nacional, deve ser uma das mais movimentadas do ano. E por ter exatamente o mesmo regulamento, será uma boa preparação e um termômetro do que veremos em julho”, comentou Marcello Santos, diretor do Departamento de Kart da Federação de Automobilismo de São Paulo. O Kartódromo Arena Brasil Kirin, em Itu, foi o escolhido pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) para receber todas as categorias do Campeonato Brasileiro de Kart 2014. Pela primeira vez em dez anos, as duas fases do nacional serão realizadas na mesma pista. A primeira delas entre os dias 22 e 26 de julho para as categorias: Mirim, Cadete, Júnior Menor, Júnior, Sudam, Shifter e F4. E a segunda fase entre 29 de julho e 02 de agosto, para definir os campeões de: Novatos, Graduados, Sênior B, Sênior A e Super Sênior. No Paulista de Kart, Itu será a terceira pista a receber o estadual deste ano - que já passou por Interlagos, na capital, e Aldeia da Serra, em Barueri.

Sesi abre vagas para quatro cursos grátis de alimentação em junho O Serviço Social da Indústria, Sesi Sorocaba, oferece vagas para quatro cursos gratuitos na área de alimentação, que serão ministrados em junho. Três deles fazem parte do Programa Alimente-se Bem, que visa ensinar sobre o aproveitamento total de partes não convencionais dos alimentos, como cascas, sementes e talos. São eles: ‘‘Brasil na Copa’’ que ensinará uma receita de cada Estado brasileiro, nos dias 10 e 17/06, terças-feiras; “Festa Junina’’, em 13 e 27/06, sextas-feiras ou 07 e 14/06, sábados; além de “Sopas”, em 24 e 25/06, terça e quarta-feira. Todos os cursos do Alimente-se Bem são realizados das 8h30 às 13h. Já nos dias 11, 18 e 25/06, quartas-feiras, será ministrado o curso “Sabor na Medida Certa - Nutrição e Culinária para Colesterol Alto”, em duas opções de horários, das 13h às 16h50; ou das 18h às 21h30. Os participantes deste curso poderão adquirir um livro de receitas no valor R$ 8,40, com as técnicas e receitas ministradas

durante as aulas, que vão desde higiene e manipulação dos alimentos até técnicas dietéticas e culinárias na elaboração de receitas diversas para auxiliar no controle do colesterol sanguíneo. Os participantes poderão degustar várias receitas que serão preparadas durante o curso, como peixe surpresa, bolo de tangerina, farofa verde, torta de espinafre com ricota, gelado de maçã, vinagre aromático, bolo integral com frutas, pasta de ricota com torradas integral e macarrão ligth. As inscrições já podem ser feitas na Secretaria Única do Sesi Sorocaba, que fica na rua Duque de Caxias, 494, no bairro Mangal. Podem participar maiores de 10 anos de idade mas, no ato da inscrição, o menor deve estar acompanhado dos pais ou responsável legal, munidos dos documentos pessoais (RG e CPF), além de comprovante de residência. Mais informações pelos telefones (15) 3388-0419 / 20 ou pelo e-mail susorocaba@sesisp.org.br.


34 VEÍCULOS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Espaço

EMPRESARIAL

Sebrae-SP traz Loja Modelo para orientar lojistas de Sorocaba e região O Sebrae-SP traz para Sorocaba, pela primeira vez, a carreta da “Loja Modelo Itinerante”, que ficará à disposição de lojistas entre os dias 2 a 5 de junho, no estacionamento da Casa do Turista, ao lado da estação ferroviária. Os atendimentos são gratuitos e serão feitos das 9h às 17h. A Loja Modelo Itinerante traz ao púbico os principais conceitos e tendências do varejo. Com 55 m2 e 15 m de comprimento, a carreta tem a missão de ensinar o lojista a organizar e deixar o ponto de venda mais atraente. No local, será possível ver a disposição de roupas e acessórios, organização de produtos, iluminação ideal para valorizar as mercadorias, e conceitos como visual merchandising. O veículo é totalmente adaptado para receber portadores de deficiência. Entre as novidades, está a identificação de etiquetas por radiofrequência (RFID, do inglês “Radio-Frequency Identification”). A tecnologia é usada como alternativa ao código de barras e permite rastrear o produto durante todo o processo, do estoque à venda ao cliente. De acordo com o gerente do Escritório Regio-

Algumas vezes, pequenas alterações na disposição dos produtos e na organização da loja e vitrine faz com que os produtos sejam valorizados e, consequentemente, mais vendidos nal do Sebrae–SP de Sorocaba, Carlos Alberto de Freitas, a Loja Itinerante apresenta informações e orientações para uma loja de varejo de sucesso. “Nestes dias vamos orientar os empresários sobre as principais técnicas de ambientação, como o visual merchandising, e a tecnologia da automação do ponto de venda. Tudo será feito de forma prática e vivencial sobre as melhores soluções de ambientação de uma loja, como a fachada, vitrine, displays, disposição de produtos, comunicação visual, itens de segurança e tecnologias que estão

disponíveis e ao alcance dos pequenos negócios do varejo”. Para a analista do Sebrae-SP e gestora do Programa Comércio Varejista, Daniela Abdala, a visita à Loja Modelo é uma ótima oportunidade para os lojistas conhecerem as novas tecnologias e as estratégias do visual merchandising aplicadas ao varejo de moda.“Grande parte das estratégias que vamos apresentar os visitantes não necessitam de investimentos altos. Algumas vezes, pequenas alterações na disposição dos produtos e na organização da loja e vitrine faz com que os produtos sejam valorizados e, consequentemente, mais vendidos. Além disso, a inovação na empresa, em especial no processo de gestão e atendimento, é uma forma de diferenciar o estabelecimento e torná-lo mais competitivo”. Informações adicionais sobre como participar da visita à Carreta Loja Modelo Itinerante podem ser obtidas pelo telefone (15) 32244342, ou diretamente no Escritório Regional do Sebrae-SP, que fica na Avenida General Carneiro, 919, Bairro Cerrado.

Unimed Sorocaba celebrou Semana da Enfermagem A Unimed Sorocaba organizou a 12ª Semana de Enfermagem do Hospital “Doutor Miguel Soeiro”, para celebrar com toda a equipe. “É um momento de reflexão e celebração, para que possamos avaliar nossa profissão. As pessoas que escolhem a Enfermagem como profissão são extremamente especiais, pois possuem o dom do cuidar”, disse a gerente de Enfermagem da instituição, Alexandra de Barros Moraes Souza. A equipe se reuniu, no Sorocaba Park Hotel, para uma programação especial que contou com, além de um coffee, a exposição de pôsteres referentes aos protocolos de Segurança do Paciente aplicados na Instituição. Além disso, o educador Minoru Ueda ministrou a palestra “Competência emocional: quanto antes melhor”. Marcelo Chanes, discursou sobre o tema “Segurança do paciente – qual o real papel da enfermagem?” e, para finalizar, houve a apresentação da peça “Empresa com segurança do paciente”.


JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

VEÍCULOS 35


36 VEÍCULOS

JORNAL IPANEMA / 31 de maio de 2014

Jornal ipanema 769  

Um jornal a serviço da população de Sorocaba e região

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you