Page 1

Ano XII - nº 718 - 1 de junho de 2013

www.jornalipanema.com.br

28 MIL EXEMPLARES - SOROCABA E REGIÃO

Corpo em Forma

Especial Educação

Profissional de música precisa estudar muito Pág. 6

Alimentação saudável

para evitar quilinhos extras no inverno Pág. 11

Dia Mundial do Meio Ambiente debate a sustentabilidade Caderno Negócios e Oportunidades

Fotos: Sérgio Rat to

Exemplos de

VITALIDADE

Eles estão na faixa dos 70, 80 e 90 anos. A idade não importa. São ativos, alegres e sem medo de começar novos projetos Págs. 15 e 16


2

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


ARQUIVO ABERTO

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

EDITORIAL

O exemplo da melhor idade

S

egundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a expectativa de vida do brasileiro atingiu 74,08 anos em 2011, um aumento de 3,65 (três anos, sete meses e 24 dias) em relação a 2000. E novas projeções indicam que em 2025 o Brasil terá aproximadamente 32 milhões de pessoas acima de 65 anos ,15% da população total do país. Quando isso ocorrer, o Brasil ocupará o sexto lugar no ranking dos países com pessoas acima de 60 anos. O conceito de envelhecer passa por transformações ao longo dos anos. Chegar à chamada melhor idade, há dez anos, era bem diferente dos dias de hoje. A vida na velhice já não significa aquela etapa exclusiva para descanso. Pelo contrário, para muitos se apresenta como uma nova chance de reinvenção. Idosos cada vez mais ativos esbanjam disposição, como mostra reportagem especial desta edição. Mas é com base nessa nova tendência de aumento da expectativa de vida é que ações nas mais diversas áreas como saúde, educação, trabalho e segurança assumem papel importante na formulação de políticas públicas voltadas à melhor idade. Acompanhar estas projeções tornase imperioso ao governo, em suas três esferas administrativas, criando-se cada vez mais condições para que os idosos tenham qualidade de vida e sejam maioria deste protagonismo de verdadeiros exemplos de que sentir-se útil é uma necessidade vital; de que ter mais tempo, disposição e oportunidades para fazer o que gosta faz toda a diferença nesta etapa da vida.

Chacoalhão no PT Você soube pelo jornalista Djalma Benette, o Deda, na coluna “O D DA da Questão”, no ar às segundas, quartas e sextas-feiras na Rádio Ipanema que Glauber Piva, que foi radialista da antiga rádio CBN de Sorocaba e secretário da Cultura de Votorantim na gestão de Jair Cassola e até o mês passado era diretor da Ancine (Agência Nacional de Cinema) mudou seu domicílio eleitoral para Sorocaba. Ele queria ser o presidente da Ancine, mas a ministra da Cultura, Marta Suplicy, não quis. Então ele deixou a diretoria da entidade e por orientação do exministro da Casa Civil, José Dirceu, e de Rui Falcão, presidente nacional do PT, Glauber Piva voltou para casa e assume o PT sorocabano com o compromisso de oxigenar o PT local, atrair novos filiados e viabilizar a própria candidatura a prefeito de Sorocaba em 2016. Essa ação não interfere em nada na eleição de 2014: Hamilton Pereira segue candidato a deputado federal e Iara Bernardi e França são candidatos a deputado estadual.

Sabotagem Crespo dispensou as testemunhas e ainda não definiu se elas serão convocadas novamente para prestar depoimentos na CPI. Dizendo-se “indignado”, ele afirmou que o líder do governo, Paulo Mendes (PSDB), teria sabotado a reunião. De acordo com ele, a extraordinária foi marcada em cima da hora, para prejudicar os depoimentos. “Estou indignado e revoltado com a atitude destes colegas. Nos bastidores, a prefeitura tem medo das verdades que estão sendo levantadas na CPI”.

CPI Os trabalhos da CPI continuarão na terçafeira (4), nesse dia a portas fechadas, para tratar da denúncia de formação de cartel de obras públicas durante o governo Vitor Lippi (PSDB), apresentada por um empresário do ramo, cuja identidade não pode ser revelada, por enquanto.

Maioria Empacou A semana política das sessões ordinária e extraordinárias da Câmara não rendeu. Na verdade até rendeu, mas não trabalho: muita discussão. Um embate entre os vereadores travou tanto a sétima rodada de depoimentos da CPI (Comissão de Inquérito Parlamentar) das Obras Atrasadas, quanto a votação no projeto de lei do Executivo que permite o convênio com o BOS (Banco de Olhos de Sorocaba) para a criação da UPH (Unidade Pré Hospitalar) da Zona Leste.

Já o líder do governou negou que tenha sabotado a CPI. De acordo com ele, a maioria dos vereadores elegeu como prioridade a votação do projeto que cria a UPH Leste. “Ele poderia ter tomado os depoimentos em qualquer recinto da Câmara”, ponderou. O fato é que a sessão extraordinária não durou mais que 20 minutos depois que Crespo dispensou as testemunhas.

Mudou de ideia Jomar Bellini

Já sabia Desde o começo dos trabalhos legislativos já circulava a informação pelos corredores da Câmara de que os membros da Comissão de Justiça – Anselmo Neto (PP) e Marinho Marte (PPS) – iriam pedir vista para analisar as seis emendas que foram propostas pelo vereador Izídio de Brito (PT). Diante disto, o presidente da CPI, José Crespo (DEM) pediu a suspensão da sessão extraordinária em que a UPH estava sendo discutida. Pronto. Os ânimos afloraram e o tempo fechou no plenário. Nem a presença do secretários Armando Raggio (Saúde) e João Leandro (Governo) garantiu a aprovação da UPH.

Bate-boca O vereador Cláudio do Sorocaba I (PR) polemizou com José Crespo, defendendo que a saúde tem prioridade sobre os trabalhos da CPI e que a votação do projeto da Unidade Pré-Hospitalar não poderia ser interrompida. Com isso, Crespo pediu que sua solicitação de suspensão das sessões extraordinárias fosse votada no painel, mas a maioria decidiu não suspendê-las. Indignado, por ver inviabilizada a realização da oitiva da CPI, Crespo ocupou a tribuna para se desculpar com os depoentes convidados.

3

De acordo com Mendes, havia um consenso com Anselmo Neto (PP) para que ele desse o parecer naquele momento. E realmente não foram poucos os momentos em que eles conversaram ou, ate mesmo, discutiram ao pé do ouvido durante as sessões, durante os possíveis “embargos auriculares”. Num determinado momento, Neto mudou de ideia. De acordo com o jornalista Deda, Anselmo estava bastante nervoso ao final da sessão e disse que Marinho o teria alertado sobre um possível bloqueio nos repasses das emendas para as entidades, que está bloqueada pela prefeitura, caso a UPH Leste fosse aprovada.

Nada O embate de fato não vai mudar nada e o

ARTIGO

Pare e pense

O

tempo vai passando e com ele vamos tendo um olhar diferente sobre os obstáculos que vão se opondo a cada um de nós. Por vezes concluímos que não adianta darmos, literalmente, murros em ponta de faca, que o rio vai correr para o mar e fundamentalmente não possuímos o controle de tudo. Acho mesmo que podemos e devemos aceitar mais as coisas, pois elas existem para aprendermos com humildade. Notarmos como somos frágeis e o orgulho de nada vale para esse estágio de aprendizado que ora vivenciamos. Normalmente gente poderosa se acha eterna. Que tolice. Mas é assim que geralmente acontece: arrogância, intolerância, ignorância e mais uma porção de ânsias. Na realidade, muitas vezes, ao nos relacionarmos com as pessoas e depositarmos expectativas nelas, na verdade esquecemos que inicialmente nos relacionamos com nós mesmos; sim isso mesmo, não percebemos ou não queremos crer nisso e aí fica mais fácil culpar os outros por frustrações, erros, medos e assim por diante. Muitos não querem se enfrentar, por isso não têm tempo livre nunca, sabe por quê? Medo, medo de encontrar consigo mesmo; acreditem isso existe. Sabe aquele tipo de pessoa que odeia fim de semana, aí está um sinal bem visível. Pois bem amigos, pensar, refletir, exige algum exercício e talvez disciplina pessoal, mas se você praticar não vai parar mais e verá que vai se conhecer mais e será dia a dia mais feliz. Claro que você pensaria em silêncio a frase de todas as semanas: “Eu sei! Eu sei!” Ora, se tudo sabe, que bom fico feliz de estar praticando a reflexão cotidiana como um bom hábito de vida. Então pare, pense e tenha uma ótima semana.

Francisco Pagliato Neto é empresário e educador


4 ARQUIVO ABERTO / ARTIGOS projeto que cria a UPH Leste será aprovada na próxima segunda-feira (3). O texto de autoria do Executivo autoriza a prefeitura a celebrar convênio com o BOS (Banco de Olhos de Sorocaba) visando a implantação, estruturação, operacionalização e gerenciamento da nova UPH. O projeto prevê o repasse de R$7.742.402,70 ao BOS no exercício de 2013 e R$ 23.227.208,52 no próximo ano.

Crítica de peso O secretário de Esportes, Francisco Moko Yabiku (PSDB), cansou de ser criticado pelo vereador Tonão Silvano (PMDB) durante as sessões do Legislativo sorocabano. Na terça-feira (28), ele não segurou e disparou críticas no Facebook. “Existe vereador de peso nesta cidade que diz que não verifico ‘in loco’ os problemas do esporte. Talvez tal vereador devesse deixar de ficar ‘in loco’ na sua confortável cadeira do Legislativo e me acompanhar por todas as visitas frequentes que faço em cada Centro Esportivo”. Yabiku ainda convida Tonão para visitar junto com ele pessoalmente os centros esportivos para ver que a realidade do vereador “está um tanto quanto defasada”.

Happy Hour O prefeito Pannunzio promoveu mais uma happy hour com os vereadores no começo

da noite de terça-feira (28). Desta vez o convite foi realizado a todos os 20 parlamentares pelo secretário de Governo, João Leandro. Na primeira vez o encontro foi realizado na forma de churrasco e os parlamentares presentes hoje são chamados pela oposição na câmara de “bancada da picanha”.

No sexto O encontro foi realizado no sexto andar do Palácio dos Tropeiros e apenas os vereadores do PT (Carlos Leite, Francisco França e Izídio de Brito) e Marinho (PPS) não compareceram. Todos os outros foram.

Cargos a vista De acordo com a coluna “O ‘D’ da Questão”, os vereadores já estão com um projeto pronto para a criação do cargo de sétimo assessor nos gabinetes. No final de 2011, cada parlamentar já ganhou o sexto funcionário. Os cargos são comissionados, ou seja, de livre escolha pelo político. É difícil algum vereador comentar livremente a questão e dar a opinião sobre o tema. Há ainda quem defenda, como Anselmo Neto, a opção de se criar o cargo, mas com a exigência de que o profissional seja graduado ou tenha experiência na área de jornalista. Vale lembrar que, hoje, 62% dos cargos que compõe o quadro trabalhista da Câmara Municipal são comissionados.

FBI

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

ESPAÇO DO RUI

Raizes da Espanha Sorocaba conta com ¼ da sua população composto por espanhóis e descendentes (cerca de 150 mil pessoas). Por isso, o engenheiro e defensor do patrimônio histórico da cidade, Sérgio Benedito Abib Aranha, fundou a Casa de España Don Felipe II, em homenagem ao seu avô espanhol. Depois de conseguir a sede em comodato e outras vitórias, transferiu a presidência ao empresário Luiz Calvo Ramires, que tem atividades comerciais em Sorocaba, Campo Grande e até no exterior. Sérgio tinha certeza que Ramires conseguiria unir muito mais a família espanhola. E foi feliz. Luiz Calvo Ramires é filho dos espanhóis Carmem e Santiago, que construíram o antigo pontilhão da rua Padre Madureira, composto de pedra sobre pedra a fim de sustentar os trilhos da Estrada de Ferro Sorocabana. Com o dinheiro adquirido, compraram o primeiro armazém da família. Luiz Ramires, trabalhando desde menino, alcançou sucesso no comércio e, com ousadia, procurou a direção da Mercedes Benz, tornando-se revendedor da marca na região. Posteriormente, tornou-se o principal reflorestador brasileiro, com fazendas no Mato Grosso, para onde levou investidores, em três Boieng e um Bandeirantes, especialmente fretados por ele. Nessa época viajei com ele para Brasília e, no IBDF – Instituto Brasileiro de Defesa Florestal, Luiz foi recebido com tapete vermelho: “Quando sobrevoa suas fazendas, não se sente um sheik, com as árvores apontando para você como torres de petróleo?” Isso porque o governo federal pre-

tendia desenvolver um programa de combustível utilizando pinus, o que não veio a concretizar. Mas, Luiz nunca se dobrou. Sempre marcou sua vida pela ousadia. Esse empresário que diz: “Toda pessoa nasce com um dom, mas precisa descobri-lo e utilizá-lo para o bem comum”, com sua visão empreendedora montou uma equipe para dirigir a Casa de España. Após muito trabalho, obteve notoriedade até na Espanha, a ponto do cônsul geral espanhol, Ricardo Martinez Vázquez, ter visitado a instituição no dia 22 de maio. A cultura espanhola está sendo valorizada e, como consequência, uma série de investimentos vai ocorrer em Sorocaba. A cidade é a bola da vez e, inclusive, o prefeito Antonio Carlos Pannunzio, ao receber o cônsul geral e a diretoria da Casa de España, solicitou a instalação de uma universidade espanhola no município. Ainda, Ricardo Vázquez disse que iniciará estudos para uma grande cidade do seu país ser irmã de Sorocaba, visando investimentos, intercâmbios, atividades culturais etc. A empreendedora Casa de España - que está com programa de TV dirigido pelo jornalista e historiador Sérgio Coelho - é motivo de orgulho para os espanhóis e descendentes, que podem visitá-la, frequentar seus cursos, biblioteca e, inclusive, descobrir os caminhos para conhecerem um dos mais belos países do planeta. Rui Batista de Albuquerque Martins é jornalista e publicitário

O Fabrício Guilherme é o exemplo de determinação Os delegados de Sorocaba, José Humberto Urban Filho, titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e Alexandre Cassola, da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), participaram de um treinamento com agentes do FBI no começo deste mês. Foram abordados vários assuntos durante o congresso internacional, dentre os quais análise de técnicas modernas de investigação policial, abordagem quanto às interceptações telefônicas e combate ao crime organizado. O curso foi ministrado pelos agentes americanos Charles Shields, Gregory Houska e Clifford Swindell.

Ipanema Sistema Gráfico e Editora Ltda

CNPJ - 01.142.640/0001-07 Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 199 Lageado - CEP 18.110-008 - Votorantim - SP Fone (15) 2102-0300 - Fax (15) 2102-0302

Filiação

Diretoria Francisco Pagliato Neto Juliana Camargo Pagliato Editor Benedito Urbano Martins MTB 36504 Gerente Geral - Jornal Ipanema Wilson Rossi Gerente de Produção Roberval Fernandes de Almeida

diretoria@jornalipanema.com.br ________ 2102-0300 redacao@jornalipanema.com.br ________ 2102-0389 comercial@jornalipanema.com.br _______ 2102-0330 financeiro@jornalipanema.com.br ______ 2102-0308 circulacao@jornalipanema.com.br _______ 2102-0335 wilsonrossi@jornalipanema.com.br ______ 2102-0330 arte@jornalipanema.com.br - 2102-0340/ 2102-0342

Diagramação Jefferson Cascali de Lima

______________________________

Tiragem - 28.000 exemplares Distribuição - Sorocaba e Região PARA ANUNCIAR: comercial@jornalipanema.com.br 2102-0306 / 2102-0320 / 2102-0323 / 2102-0325 / 2102-0327 / 2102-0330

PORTAL DO JORNAL IPANEMA: www.jornalipanema.com.br Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo da inteira responsabilidade dos seus autores.

Há uma nova novela da TV Globo “Amor à Vida”. Recebi nesta semana uma lembrança desse canal de televisão com chocolates e um cartão onde está escrito: “O que todos deveriam ter é amor à vida”. Na hora que li pensei no casal Daniela Valente e Fabrício Guilherme. Amigo de longa data, começou seu estágio de publicitário na VT. Dessa experiência profissional partiu para abrir a sua própria agência com a Dani. Fui ao casamento deles em Votorantim. Uma bela cerimônia religiosa para dois jovens que acreditam no amor e em Deus. Vieram os filhos, dois meninos. Fabrício na sua ousadia partiu para novos caminhos como consultor de marketing do Sebrae-SP. Dani toca a agência e cuida da criançada, enquanto o Fabrício passou por uma experiência de vida no Hospital Albert Einstein. É o amor à vida que o faz superar os obstáculos e como ele mesmo disse no facebook: “Matando um leão esfomeado todo dia e dando graças a Deus por cada dia”. Fantástica a recuperação do Fabrício. Ao se referir a Dani, sua emoção fala o que está lá no fundo do coração: “Feliz porque a Daniela, a melhor mãe do mundo, se desdobra em 500 vezes com nossos filhos e comigo”. O nome da novela deixa de ser

uma história irreal para o amor à vida de quem está ao nosso lado. A realidade da luta pela vida e superação do Fabrício é um exemplo para todos. O carinho e o amor das mensagens postadas que leio no facebook é um sinal do valor da amizade ao casal e aos filhos. É nessa hora que refletimos como é bom ter amigos. Um tesouro que precisamos cativar diariamente em nossa passagem por este mundo. Quantas orações e palavras de fé, coragem, otimismo e esperança recebidas por Dani e Fabrício. Fico feliz em repetir o que já disse a eles no dia da cirurgia: “Vinde Espírito Santo, enchei o coração do Fabrício e acendei nele o fogo do vosso amor”. Sei que Ele acendeu no Fabrício e deu uma luz nova à sua existência entre nós. Nesta semana de Corpus Christi a família já estará reunida em Sorocaba.

Vanderlei Testa é jornalista e publicitário leia este e outros artigos de Vanderlei Testa no Portal www.jornalipanema.com.br


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

5


6

ESPECIAL EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO E CARREIRA

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Sensibilização através dos sons M

usicalizar significa tornar-se sensível à musica. Segundo a professora de musicalização Érica Maldonado, que é pedagoga, licenciada em música há sensibilização através dos sons. “Antes eu acreditava na musicalização no sentido de conhecer as notas musicais, a importância de classificar sons etc. Hoje eu questiono muito os métodos de musicalizar no Brasil. Musicalizar significa tornar-se sensível à musica. Então musicalizar pode

ser simplesmente fazer a pessoa sensibilizarse com o som e não ensiná-lo notas e som padrão como verdades absolutas. No Oriente temos uma diversidade sonora na música muito maior que aqui no Ocidente. As nossas canções, quase sempre tonais nos levam a reproduzir um conhecimento musical do dito ‘erudito’, do dito música culta e nos distancia da polifonia africana ou das variações atonais da Índia, por exemplo”, afirma. Ela conta que é professora de música há 17 anos e iniciou os estudos com piano erudito, aos 7 anos, no conservatório musical e lá estudou 10 anos antes de começar a dar aulas, aos 17 anos. “Naquela época aprender música era um treino infindável. Eu tinha 16 anos quando minha professora descobriu que eu tinha ouvido absoluto (esse tipo de ouvido que ouve todas as notas, ruídos de portas, vozes, instrumentos, tudo com nomes de notas musicais e tira qualquer música no ouvido). Quando entrei para a faculdade de música, anos mais tarde, descobri o quanto era raro e interessante essa habilidade” diz.

Para ser um profissional de música Érica Maldonado

Érica diz que se pudesse dizer o que fazer para ser um profissional de música ela diria: estude. “Goste de música, mas goste mais de estudar música. Para ser um profissional você deve ter destreza nas mãos ou na voz. Para ser um professor de música, além disso, você precisa saber ensinar, precisa ter didática e ter paciência com o outro, porque nem todo mundo tem o mesmo tempo e dedicação que você, mas muitas pessoas sonham em tocar”, diz. Segundo ela, para quem quer apenas tocar um instrumento a dica é: tocar um instrumento com naturalidade pode demorar, mas a vida passa do mesmo jeito. “Daqui a cinco anos, se viva, eu terei 39 anos, tocando mais um instrumento ou não. Então, daqui cinco anos você será cinco anos mais velho, se tocar um pouco por dia, que seja, daqui a cinco anos terá o prazer de tocar razoavelmente bem o instrumento que desejar, e, de repente , realizar seu sonho.

Relação da música com o brincar Atualmente, Érica faz doutorado em Educação, com pesquisa em Ensino de Música em escolas, na USP, e afirma que a história da música na escola é um caminho muito mais longo do que podemos imaginar. Ela começa desde o início com falta de professor especializado e falta de pessoas que estudam música. “Com esse estudo eu pretendo colher algumas informações que possam

contribuir com o estudo da cultura e da música no nosso país. Estou estudando a relação da música com o brincar. Quer coisa mais deliciosa que brincar e dançar? Ouvir livremente uma música ou tocá-la do fundo do coração, sem se preocupar com partituras e ou seguir algo estipulado pelo outro, mas a relação do som de qualidade e a vida da criança deve ser preservada”, afirma Érica Maldonado.


GABY CAMARGO PUSTIGLIONE

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

7

mais fotos: www.jornalipanema.com.br / gaby@jornalipanema.com.br

Agostinho e Cassia Pinto

Gastronomia e cultura árabe

Arlete e Ademir Silva

Dança do ventre e gastronomia da cultura árabe marcaram mais um jantar beneficente promovido pela diretoria da Creche Especial Maria Claro. A noite aconteceu no sábado, 18 de maio, e contou com a presença da sociedade sorocabana.

Claudinei Matieli Deise Correa e Jô Soares

Lucia e Flavio Pereira de Souza

Luiz Carlos Comitrê e Maria Celeste Festa

Oslei e Sueli Di Bernardi

Cyra Gagliardi

ANIVERSARIANTES Domingo (2) – Iara Bernardi Segunda-feira (3) – Djalma Benetti Terça-feira (4) – Adriana Petuco Quarta-feira 05) – José Antonio Caldini Crespo

Quarta-feira (5) – Sérgio Latuf Quinta-feira (6) – Adalberto Nascimento Sexta-feira (7) – Ana Paula Freire

7


8

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

9


10

PAULINHO GODOI JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

paulinhogodoi@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br rnalipanema.com.br

1

Marjorie tello

Tony recebe convidados

Niver da Má Marjorie Tello, a princesinha da Fátima, já se tornou uma mulher. Completou 21 aninhos com muito sertanejo e rodeada de seus amigos. O“churras”rolou em sua casa e quem esteve por lá e saiu de“Robert”na foto foi Jorge Instagram Aflashbookson. Foto de Ana Rodrigues. Esse não perde um acontecimento na cidade.

3

O especial de Tony Germani no Rancho da Costela foi emocionante. Toda família reunida, amigos e convidados especiais deram uma “palhinha” na noite de seresta. Muito elegante e emocionada, Tony lembrou de sua irmã Maria Germani e cantou e encantou sucessos de grandes intérpretes. A noite foi deliciosa e nossa “Rainha da Seresta” mereceu todos os aplausos que recebeu, porque quem nasce rainha, jamais perde a majestade.

2

Caiu na rede Com as novas tecnologias as pessoas podem postar de tudo tanto nas redes sociais como no aplicativo Instagram. Mas todo cuidado é pouco. O Facebook tornou-se um diário, bem ao estilo Bridget Jones e você pode ser alvo de comentários bondosos e maldosos. Então cuidado com o que você posta, porque caiu na rede, não é peixe. É fato e foto. Uma das “rainhas do Instagram” sem dúvida é a querida Denise Bercial. Outra que sempre posta seus looks é Patty Pessutti. Outra que você dificilmente vê em fotos é a fotógrafa Fernanda Pontes, porque sempre está do outro lado da objetiva, mas alguém registrou um momento de descontração da nossa amiga. Então cuidado, estou de olho! E minha língua é quase cruel. Ufa! Fui salvo pelo “quase”. Hahahah.

1

Fabi Matiello, Tony Germani e Gladis Negretti

2

Tony Germani e Mazé Muraro

3

Menudo

Denise Bercial, rainha do Instagram Fernanda Pontes, a fotógrafa Patty Pessutti em NY


CORPO EM FORMA / SAÚDE 11

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Alimentação saudável e nutritiva para evitar quilinhos extras no Inverno

O

Inverno é uma época em que as pessoas ficam mais em casa. Quando saem, os programas costumam ser idas a restaurantes, a barzinhos aconchegantes, ou às reuniões com amigos para fazer um fondue ou comer uma pizza. Durante esses meses frios é quase inevitável ganhar alguns quilinhos. Algumas dicas especiais de alimentação ajudam a prevenir o aumento de peso nesse período. Se preferir alimentos quentes, no almoço ou no jantar, você pode substituir a salada por verduras e legumes cozidos ou sopas e cremes. Mas evite acrescentar ingredientes que aumentam muito o número de calorias, como o creme de leite, o requeijão e o pão. Ao invés disso, incremente suas receitas com quinoa, linhaça triturada, gérmen de trigo, gergelim torrado ou aveia. Todos são saborosos, nutritivos, mas não tão calóricos. Para a sobremesa, ao invés de chocolates e doces, prefira as frutas que podem ser levadas ao forno como, por exemplo, banana e maçã assadas. Ambas ficam deliciosas com canela. Para as crianças pode ser utilizado um pouco de açúcar ou mel, para decorar e dar um gostinho mais doce. Os

açúcares demerara e mascavo são opções mais saudáveis e saborosas que substituem o açúcar branco. Consumir muito vinho para se manter aquecido no Inverno também pode ser um problema, pois se compararmos o valor calórico do álcool ele é próximo ao da gordura (cada grama de álcool prove sete calorias e cada grama de gordura fornece nove calorias, enquanto que cada grama de carboidrato e proteína fornecem quatro calorias). Prefira um chá de ervas bem quentinho, que ajuda a manter o corpo aquecido e faz bem. Se o prato principal for o fondue, lembre-se de que todas as suas versões são muito calóricas. Para controlar o consumo, sirva uma salada ou um caldo de legumes como entrada. Além disso, é possível reduzir as calorias do fondue fazendo algumas trocas: na receita de queijo, substitua os queijos gordos por cream cheese e mussarela light, e utilize legumes como cenoura, tomate cereja ou perinha e pepino. Os pães também podem ser consumidos, mas com moderação e de preferência os integrais, que alimentam e saciam mais rapidamente. Para o fondue de carne, utilize água ao invés de óleo (veja a receita na página 12). Já o fondue de chocolate deve ser servido acompanhado

de muitas frutas. Lembre-se de que o Inverno não deve ser uma desculpa para comer mais. Na verdade, deve ser o momento de se preparar para o próximo Verão. Por isso, continue a frequentar a academia, invista em uma alimentação equilibrada e saudável e beba

bastante água. Mariana Lourenzo Jacob Nutricionista colaboradora da Total Care Especialista em nutrição na infância e adolescência – Unifesp Mestre em Nutrição - Unifesp


12

ROTEIRO GOURMET

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Fondue de

carne light Por Mariana Lourenzo Jacob

Ingredientes 1 kg de filé mignon 1 l de água 1 fio de azeite Alho, sal, cebola a gosto Ervas desidratadas de sua preferência (manjericão, ervas finas, orégano, cheiro verde) Para os molhos 1 potinho de maionese light 1 potinho de mostarda 1 potinho de catchup 1 potinho de barbecue Alho torrado desidratado Linhaça triturada Gergelim Ervas finas 1 potinho de geléia de uva 1 potinho de chutney de manga

Modo de preparo Jogue um fio de azeite na panela de fondue. No fogão, refogue o alho, sal e cebola. Jogue a água e prove. Deve ter o sabor que gostaria de encontrar na carne. Acrescente as ervas e deixe ferver bastante. Enquanto a panela está no fogo prepare a carne cortando o filé com a faca ligeiramente inclinada e em tirinhas. Disponha em uma vasilha rasa, cubra com um filme plástico até o momento de servir. Acenda o réchaud do seu aparelho de fondue conforme as instruções do fabricante. Transfira a panela para o réchaud. Faça os molhos misturando a maionese com catchup, depois com a mostarda, outro com o alho, ervas, e o que mais você inventar. Apenas o barbecue, a geléia e o chutney não devem ser misturados à maionese. Coloque cada molho em uma vasilhinha e sirva. Mergulhe as tirinhas no caldo da panela e aguarde até cozinhar levemente. Depois é só mergulhar no molho desejado. Serve cinco pessoas. Valor calórico aproximado: 460 kcal


RENATA MOECKEL

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

13

renatamoeckel@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br Juliana Moraes

Café com

Documentário de mentira

Renata Carvalho Valente, batalhadora, de caráter reto e ilibado, Renata é também doce, presente, uma grande amiga para seus amigos... Vinda da cidade de Itapeva para se estabelecer em Sorocaba, formada em contabilidade há 20 anos, trouxe para cá sua experiência no ramo de seguros e hoje é uma das sócias e atua na Humber Seguros. Apaixonada pelo trabalho, ela nos conta que é preciso se “policiar’’ para reservar algum tempo para o lazer, caso contrário o trabalho a envolve o tempo todo e explica: “Hoje minha estrutura na empresa é muito enxuta, por uma escolha atual de gestão - que é trabalhar mais agora que tenho gás e deixar pra distribuir mais com a equipe quando eu estiver mais cansadinha, com o passar dos anos. Eu amo viajar e quero viajar mais, aproveitar mais a vida mas a situação atual me limita em tempo. De qualquer forma, mesmo levando trabalho para casa algumas vezes, os finais de semana são sagrados para curtir com a familia e os amigos.” Renata considera a honestidade como a característica mais importante em uma pessoa e o bom humor a mais legal. Ao contrário, mentiras e falsidade são, para ela, tudo de pior. Renata diz que amigos verdadeiros são raros, mas existem e são uma dádiva na vida de quem os tem. Sobre Sorocaba Renata comenta: “Com a admirável evolução que teve nos últimos 12 anos, a cidade me conquistou, primeiro para o lazer, pois substituí o stress da capital, fiz bons amigos até que toda minha vida social se estabeleceu mesmo aqui. Com isso veio também a oportunidade

de trabalho. Dediquei-me com afinco nesse mercado tão competitivo e tão vasto e, com a graça de Deus, cinco anos depois, posso dizer que minha empresa está sólida e em crescimento. Se Sorocaba é tudo isso, é porque os Sorocabanos são mais ainda, pois recebem e acolhem muito bem a quem vem de fora”. Para fechar, perguntamos à Renata quais os fatores preponderantes, em sua opinião, para se alcançar o sucesso e ela respondeu: “Creio que a pessoa deve ter: amor, dedicação, afinco, estar pronto a servir. Estes são alguns que conheço, mas ainda estou procurando o caminho das pedras, pois ainda tenho um bom chão até chegar ao sucesso. Prometo contar quando eu souber. E vou saber!”

Criado e dirigido por André Moraes, o“documentário” MPB - A História que o Brasil Não Conhece - é antes de qualquer coisa, uma das ideias mais criativas que ja vi para curtas-metragens. Com depoimentos “de mentira” dados por personagens verdadeiros e divertidíssimos como os de Sérgio Mallandro, Jair Oliveira, Afonso Nigro e boas histórias envolvendo nomes bem conhecidos do público como Luiz Caldas, Compadre Washington e Michael Sullivan, faz o público se envolver gradualmente com o que assiste e fica difícil, até para os mais ranzinzas, não curtir a brincadeira: Ao perceber o potencial da MPB, com o sucesso de Ari Barroso, Carmen

Divulgação

Bicolor Black and White Clássico é clássico né? Mais uma vez presente nas passarelas mundiais looks bicolor em preto e branco, como estes da coleção Banana Black. Além de elegantes por natureza, são tons contrastantes que são perfeitos para criar efeitos surpreendentes e alongar a silhueta.

Abraço com carinho... Para estas três queridas Danielle, Vera e Verônica Moscatelli que vêm mandando muito bem (entre outras atividades pois essa “mulherada” é forte - risos) na linda loja Brigadeiro Kids . Vale uma passada pela rua Artur Gomes para compartilhar da simpatia desse trio, das belas peças e delicias da loja.

Miranda e Tom Jobim lá fora, agentes de uma corporação secreta são enviados ao Brasil com o objetivo de destruir a música nacional. Bem escrito e feito para provocar o riso, “MPB – A História que o Brasil Não Conhece” é imperdível, tem 17 minutos de duração e está disponível para ver visto pela internet.


14

CORPO EM FORMA SAÚDE

14

ALE SCAPOL JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 alescapol@jornalipanema.com.br / mais fotos: www.jornalipanema.com.br Fotos: Flávio Angelin

Tânia e Bozó Estela Festa

Feiju O Botequim do Bozó realizou a sua tradicional Feijoada no último sábado. Estava deliciosa, como sempre. Gosto muito da cozinha de lá, é muito caprichosa. O clima do bar também é sempre agradável e familiar. E tem novidades por aí... em breve a casa estará abrindo para o almoço, com novidades deliciosas no cardápio! Não vejo a hora!

As bombinhas nas doenças dos pulmões

B

ombinha é um aparelho utilizado para levar alguns medicamentos para os pulmões, assim como o comprimido leva o remédio até o tubo digestivo, com absorção para o sangue. A bombinha pode conter um medicamento para dilatar os brônquios (asma, doença pulmonar obstrutiva crônica etc), uma medicação anti-inflamatória ou a associação de ambas. Apesar da larga experiência com a utilização desse dispositivo, ainda hoje se observa grande resistência e muito preconceito por grande parte da população. Assim, quando se fala em introduzir medicamentos por via inalatória através das famosas bombinhas, como no caso da asma, as pessoas ficam desconfiadas pelos possíveis efeitos colaterais, como agressão ao coração etc. A crença de que as bombinhas viciam ou fazem mal provavelmente decorre do fato de que alguns pacientes com asma utilizam somente a medicação broncodilatadora, que atua relaxando a musculatura em volta dos brônquios, dando alívio à falta de ar e chiado no peito. Tal produto isolado e sem a associação com anti-inflamatórios, apenas controlam os sintomas, mas não evitam a recorrência das crises. Ora, em longo prazo, podem ocorrer crises mais graves da enfermidade, menor resposta ao tratamento, precisando do uso mais frequente

dessa medicação, dando a impressão da dependência ou do vício. As doenças que limitam o fluxo de ar dentro dos pulmões, em virtude da diminuição do calibre dos brônquios, devem e precisam desse tipo de medicação, cujo destino é alcançado por meio de diversos aparelhos, como o nebulímetro dosimetrado (bombinha), nebulizadores de jato, ultrassônicos (inaladores) e os nebulizadores de pós-seco. Tais enfermidades, como a asma e a doença pulmonar obstrutiva crônica, provocam falta de ar, desconforto no peito e limitação para as atividades diárias, podendo levar à insuficiência da respiração e dependência total com as bombinhas. Tais pessoas têm dificuldade de locomoção ou realização de qualquer atividade física, como banho, alimentação etc. É a final dessas doenças, quando não tratadas de forma correta, com orientação médica e assistência da fisioterapia respiratória. Nestes casos, a medicação mesmo em doses corretas pode não funcionar, trazendo grande sofrimento ao infeliz portador, que vive todos os minutos do dia e da noite com fome de ar. Por isso, não entre no clube dos que desconfiam das bombinhas, pois tal método de introdução de medicamentos já é utilizado há mais de quatro mil anos. Professor Doutor Mário Cândido de Oliveira Gomes é infectologista e clínico geral

Roberta Pimenta

Luly Santana e César Franchim

Daniela e Daniel Colli

Ricardo e Derci Raffaele

Larissa Spagnuolo


CAPA 15

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 Fotos: Sérgio Ratto

O melhor da vida

é viver mais Ser mais velho agora também é sinônimo de que a vida continua repleta de atividades Marília Pagliato

O

s cabelos brancos e finos, as rugas no rosto e o olhar marejado são traços que o tempo deixou em Latuf Latuf, 90 anos. E só. Para ele, a idade só significa mais experiência. Mas, sem se im importar com a idade avançada, o advo advogado faz questão de cuidar de seus negócios e trabalhar em sua segura guradora. Parou de advogar há seis ano anos mas conta que acabou transform formando o trabalho em hobby. Lat permanece em seu escritório Latuf du durante oito horas por dia, onde ap aproveita para acompanhar os notic ticiários sobre política. Muito religi gioso, ele dá conselho para quem d decidir optar por viver com plen nitude. “Eu me sinto bem e meu

anos Latuf Latuf, 90

73 Antônio Fulan,

conselho é que os velhos não se entreguem à depressão”, diz. Casado há 58 anos, Latuf tem três filhos e três netos e ensina que dormir bem e alimentar-se de forma saudável são segredos para a vitalidade. Outro ponto importante é manter o comprometimento com o trabalho, algo que ele acredita ser diferente hoje em relação aos jovens de sua época. “Eu estranho a decadência dos hábitos de educação e costumes que se esvaíram com o tempo. Por exemplo: eu ainda voto”, relata. Manter-se ativo é a palavra de ordem para quem chegou à terceira idade como o presidente da Fundação Ubaldino do Amaral, Laelso Rodrigues, 81 anos, pai de dois filhos e avô de três netos. “Eu trabalho, vou para as reuniões e ainda jogo tênis com meus netos”, descreve, lembrando de algumas de suas atividades. A longevidade é uma característica cada

vez mais presente na população brasileira e por isso é importante estar preparado. “Quando eu era criança todo mundo pretendia viver até os anos 2000 e a expectativa de vida no país era de 55 anos. Hoje eu vivo um dia de cada vez na esperança de viver muito ainda”, diverte-se. Outro exemplo de vida ativa em Sorocaba é o advogado e ex-vereador Américo de Carvalho Filho que continua advogando aos 78 anos em seu escritório na região central. “Ter uma ocupação na terceira idade é renovar a auto-estima. Essa satisfação faz com que as pessoas durem mais”, avalia. Por outro lado, o advogado explica que não se sente muito valorizado por causa de sua idade. “Eu tenho mais experiência agora, posso ajudar mais, porém no melhor período da minha vida profissionalmente sou obrigado a me aposentar por causa de uma lei”, reclama.

anos

Um pouco

Momento de aproveitar a vida

Américo de Ca rvalho

Maria Corrêa

Filho, 78 anos

de Araújo, 82

anos

Nem tudo é trabalho. Esses ‘jovens’ da terceira idade sabem muito bem como se divertir e a importância de manter atividades esportivas, de lazer e bem-estar. A aposentada Iracema Aparecida Matucci, de 73 anos, não perde uma ‘balada’. “Eu danç ir ao teatro, viagens, faço adoro dançar, ginástica e ajudo uma ONG com trabalhos voluntários”, diz, d explicando uma rotina para p nenhum jovem botar defeito. d Iracema, aliás, nutre tr uma paixão especial pela dança d e participa de todos os ba bailes que consegue ir, até fora da cidade, onde aproveita para faz fazer muitos amigos. “Tenho qu que ser ativa, não se pode esmo morecer. Eu já fui moça e se eu

soubesse o quanto é tão bom aproveitar a vida eu teria começado antes”, avisa. Jandira Camargo, 92 anos, abandonou as agulhas e a confecção de roupas finas, mas jamais deixou de manter-se em atividade: ela adora receber visitas e passear, além de ler, cuidar do seu jardim, ir à missa, fazer palavras cruzadas e auxiliar entidades beneficentes da cidade. “A minha cabeça é boa e a cabeça é que governa o corpo. Eu sinto que ainda posso fazer o que eu quiser mesmo que com algumas limitações”, explica. Independente, ela prefere manter sua privacidade morando sozinha e não esconde a vaidade, uma característica que ela carrega desde a juventude. Solitária em casa? Jamais, pois Jandira tem quatro filhos, 12 netos e 13 bisnetos e adora reuni-los.

de música Para Antônio Fulan seus 73 anos são pura felicidade. O militar aposentado trabalha em sua oficina mecânica e ainda se dedica à musica. Para curtir o hobby, ele formou um grupo de canto para a igreja que frequenta e ainda revela que gosta de colecionar garrafas de aguardente artesanal armazenadas em seu “Cantinho da Cachaça”. Ficar parado, para ele, é impossível e a idade não interfere em seu desempenho, pelo contrário, dá mais animação para continuar em uma rotina bem agitada. “Eu acho que o trabalho enobrece e dignifica o homem. Não sei ficar parado, gosto de inventar e o trabalho é a saúde”. Pai de cinco filhos e avô de nove netos, Furlan acredita que o combate ao sedentarismo é uma arma importante para se manter bem e saudável. “Você tem que lutar contra a preguiça. Mesmo sem aquele pique de antigamente é preciso continuar a agitação para manter a vivacidade”, ensina.


16 CAPA

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Fotos: Sérgio Rat to

de Mello, 83 anos Rubens Cardoso

Laelso Rodrig Jandira Camar go,

ues, 81 anos Aparecida Mat

92 anos

ucci, 73 anos

Manter a boa forma é

sinônimo de bem-estar P

ara a ex-tecelã Maria Corrêa de Araújo, de 82 anos, a prática de esporte só contribuiu para sua saúde. “Eu faço hidroginástica e basquete todos os dias. Não vivo mais sem exercício físico”, afirma. Mesmo morando com a filha, Maria avisa que prefere fazer tudo sozinha e que adora conhecer lugares e pessoas. “Eu participo de excursões e pratico esportes. Nesses lugares eu conheço muita gente e adoro fazer novas atividades”. Para pessoas acima dos 60 anos algumas atividades físicas são mais recomendadas, como: natação, alongamen-

to, caminhada, bicicleta, musculação, ioga, pilates e corrida. Para a professora de Educação Física, Fabiana Catani, trabalhar com idosos é muito recompensador pela possibilidade de trocar experiências e deixar-se contagiar pela animação do grupo. Com eles, diz a professora, não falta energia. Um dos alunos mais aplicados da turma de hidroginástica, Rubens Cardoso de Mello, de 83 anos, diz que a academia é parte essencial da sua rotina. “Eu gosto muito das aulas, é muito agradável para a minha saúde e eu ainda faço muitos amigos”, justifica, dizendo que não se sente velho e mantém a vaidade em alta.

Os brasileiros estão

vivendo mais

Segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2012 a expectativa de vida de brasileiros era de 74 anos e 29 dias. Trata-se de um aumento de três meses e 22 dias em relação a 2010 e de 3,65 anos sobre o ano de 2000.

De acordo com a expectativa de longevidade, é possível medir a qualidade de vida das pessoas. Isso significa que quanto mais tempo as pessoas vivem em um país, maior é o indício de que e saúde e condições de vida naquele local têm sido adequadas.

Programação especial Para aqueles que gostam de atividades físicas a dica é aproveitar para conhecer a ginástica e o futebol masters, além do pilates, hidroginástica e alongamento na ACM (Associação Crista de Moços de Sorocaba). Informações pelo telefone: (15) 32349110. Já no Sesc Sorocaba o público da terceira idade pode participar de oficinas como: “Arte milenar japonesa”,

“Chá da Tarde”, “Dança Circular e Alongamento”, “Palestra Especial Dia Mundial do Combate à violência contra a pessoa idosa”, entre outras atividades, tudo de graça. Mais informações pelo telefone (15) 3332-9933. Há ainda atividades também no Grupo Terceira Idade “Unidos do Sesi Votorantim” que promove ações mensalmente e tem atualmente 380 integrantes. Para saber mais sobre o grupo: (15) 3353-9203. O Clube do Idoso “Carlos Alberto Moura

Pereira da Silva” também é uma opção para quem não quer ficar sozinho em casa. Na instituição é oferecido curso de informática, academia, aula de ginástica, dança circular, tai chi chuan, aula de ritmo, caminhada monitorada etc. Informações pelo telefone (15) 3233-9014. A Chácara do Idoso também conta com atividades esportivas, lazer, leitura, entre outras. A sede fica na rua Manoel Affonso esquina com a rua Ubirajara, na Vila Progresso.

Para quem quer estudar este é o momento certo. A Uniso (Universidade de Sorocaba) oferece cursos para a terceira idade: atividades físicas personalizadas, coral, criatividade, arte e saúde, dança e alongamento, espanhol, filosofia, fotografia, francês, informática, inglês, ioga, italiano, memória e envelhecimento saudável, sapateado, entre outros. Mais informações pelo (15) 2101-4061.


NEGÓCIOS E

OPORTUNIDADES

1 de junho de 2013 - edição 718 www.jornalipanema.com.br

“Leitura no Jardim”: projeto terá atividades lúdicas

I

ncentivar crianças de 2 a 10 anos a desenvolver o hábito da leitura é o principal objetivo do projeto “Leitura no Jardim, um começo, muitos meios, sem fim”. A organização do evento foi feita por alunos do curso de pós-graduação em Administração e Organização de Eventos do Senac Sorocaba em parceria com a Prefeitura de Sorocaba por meio da Secretaria da Cultura e Lazer. No dia 8 de junho o Salão do Parque dos Espanhóis vai ser invadido por atividades lúdicas como: Biblioteca Infantil e Contações de Histórias; Leitura no Jardim e Oficina de Livros, Carrinho Vai e Vem, Pintura de Rosto, mini cidade do trânsito, oficina de arte com jornal, e o palco para apresentações de música e teatro. As atividades acontecem das 11 às 16 horas e são gratuitas. O evento é voltado para todos os interessados e recebeu a ajuda de importantes

parceiros como o historiador José Rubens Incao. Sobre a iniciativa dos alunos Incao lembra que a leitura é um hábito adquirido através de estímulo “constante e permanente”. “A Biblioteca Infantil de Sorocaba participa deste projeto como parceira no grande e sem fim objetivo de promover a leitura entre as crianças”, resume. Em pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), o levantamento mostra que um cidadão brasileiro comum lê, em média, quatro livros por ano. Desse número, apenas 2,1 livros são lidos até o final, seja por falta de tempo, desinteresse ou falta de conhecimento sobre o assunto abordado. Mais informações sobre as atividades e horários do evento podem ser obtidas na página oficial no facebook “Leitura no Jardim”, pelo e-mail dos alunos: posgraduacaoeventos@outlook.com ou mercia.sbruns@sp.senac.br.


2 ANÚNCIOS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Estética e Beleza

Empregos

Advocacia

Aulas e Cursos

Medicina e Saúde

Artigos para Festas Diversos


ANÚNCIOS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Orações

Avisos e Editais

Serviços Profissionais

3


4

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Mercado apresenta novidades na linha de chuveiros e monocomando

N

Linha de chuveiros traz cores vibrantes

a Hidráulica Reis, muitos produtos de qualidade podem ser encontrados, entre eles, os da Docol que entre as novidades apresenta a linha de chuveiros Lumina, exclusivo modelo resultado do Prêmio Docol Arquitetando, que ganha nova versão com desviador de água. O desviador tem mangueira flexível em aço inoxidável de longo alcance (1,80 m) e completa as funcionalidades dos chuveiros equipados com restritor de vazão. As formas integradas do Lumina proporcionam um jato retilíneo e uniforme, o que garante plena satisfação e bem-estar na hora do banho. O produto permite o funcionamento a partir de 11 litros de água por minuto e opera perfeitamente em alta e baixa pressão. A linha é composta por co-

res vibrantes (Black, Green, Bordeaux, Blue e Chrome), com acabamento de alta resistência e durabilidade, mantendo sua qualidade por muito mais tempo. Novo monocomando Vale a pena também conferir na Hidráulica Reis o novo monocomando Epic da Docol. Inspirado em formas orgânicas e na matemática da natureza, o novo misturador monocomando Epic possui um design original e equilibrado. O produto oferece perfeita usabilidade para controlar a vazão e a temperatura em um único comando. A Docol sabe que no Brasil há um grande número de residências que têm o abastecimento de água em baixa pressão. Por isso, o monocomando Epic foi desenvolvido para funcionar

perfeitamente a partir de 2 m.c.a (metros de coluna d´água), mesmo equipado com arejador. Outro destaque do produto é o cartucho cerâmico de alta performance, que proporciona leveza no uso, além de impedir vazamentos. O misturador monocomando Epic também vem acompanhado de válvula de saída de água de alta vazão. Na versão bica baixa, com 22,2 cm, é indicado para cubas de sobrepor e embutidas e o modelo bica alta, com 28,8 cm, é perfeito para cubas de apoio. A coleção é composta ainda por torneira de mesa e parede, misturador de mesa, acabamento para registro, ducha higiênica e misturador para bidê. Todos os metais possuem acabamento cromado biníquel, o que lhes dá garantia de durabilidade por muito mais tempo.


5

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Empresa de metais sanitários

aposta na sustentabilidade

A

Docol Metais Sanitários Ltda é a maior exportadora de metais sanitários da América Latina, pioneira e líder no Brasil na fabricação de produtos que garantem o uso consciente da água desde a década de 90. É parceira da Universidade de São Paulo e da Sabesp na criação do Programa de Uso Racional da Água (Pura), projeto que objetiva o combate total ao desperdício do recurso. Com 56 anos, sua história é marcada pelo empreendedorismo, desenvolvimento tecnológico próprio e respeito ao meio ambiente, presente em todo o processo produtivo. Seus produtos são exportados para mais de 40 países dos cinco continentes, comprovando o posicionamento global da empresa. Ao especificar Docol, o profissional demonstra que sua preocupação

ultrapassa o apelo estético, permeando o campo da sustentabilidade. Design, qualidade e harmonia com o meio ambiente é o que diferencia a Docol no mercado. Novo conceito A empresa aposta na sustentabilidade. Além de oferecer uma ampla linha de produtos economizadores de água, adota este conceito em sua operação industrial, investindo no tratamento de efluentes, diminuindo progressivamente a utilização de água nos processos produtivos e mantendo amplas áreas de preservação de Mata Atlântica em seu parque fabril. Também investe em conscientização e educação ambiental por meio da ONG Água e Cidade, da qual é sócia-mantenedora, e do blog Planeta Água, que compartilha informações sobre meio

ambiente e uso consciente da água. A Docol atua no Conselho Brasileiro de Construção Sustentável, organização que estimula o setor da construção civil a utilizar práticas mais sustentáveis para melhorar a qualidade de vida dos usuários, dos trabalhadores e do ambiente. Também é uma das primeiras indústrias do país a integrar o Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). Internacionalmente, é membro do Green Building Council – referência mundial no desenvolvimento da construção sustentável em edificações e espaços construídos, considerando a concepção, construção e operação. Credenciada como fornecedora de produtos qualificada nos mais rigorosos mercados mundiais, como Cingapura, Nova Zelândia e Austrália, é a única empresa brasileira a obter o selo máximo de economia de água da Wels (Water Efficiency Labelling Scheme).

Novo monocromado possui design original e equilbrado


6

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

A importância das certificações Cida Haddad

D

ia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial doa Meio Ambiente. Na edição desta semana destacamos uma das principais questões ambientais que é a sustentabilidade. Outro ponto é referente às certificações, que são interessantes porque representam olhares independentes sobre o objeto da certificação, quer seja de produto, construção ou do processo produtivo, afirma o professor de pós-graduação em Gestão Integrada em Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança e Responsabilidade Social do Senac Sorocaba Elton Lage Fonseca. De acordo com ele, certificações objetivam avaliar, de forma sistemática,

baseada em regras claras, por profissionais qualificados e treinados. “Uma vez que o processo de certificação é realizado, baseado em um universo amostral realizado durante a auditoria, os resultados desta avaliação são revisados por um comitê técnico que se encontra nas Certificadoras, que são empresas que realizam auditorias, para aprovação. Após esta aprovação, é emitido o certificado, cuja validade varia de norma para norma”, explica. Fonseca complementa que a importância deste processo consiste em garantir à sociedade que as declarações de que tal construção tende a ser sustentável são confiáveis, pois a avaliação ocorreu de forma independente e transparente. Quanto às construções, diz o professor, as certificações se aplicam ao cumprimento dos critérios das normas específicas para

construções sustentáveis. “Por exemplo no modelo americano LEED, Leadership in Energy and Environmental Design ou no Processo AQUA (Alta Qualidade Ambiental), esta última baseada no modelo francês. Cada um destes possui uma lista de elementos que devem ser atendidos para que o empreendimento seja certificado em uma das normas. São critérios: utilização de materiais recicláveis na obra, gestão de resíduos durante a construção, reutilização de água, gestão de energia elétrica, luz natural, ventilação natural, materiais ecologicamente corretos, movimentação de solo durante a obra, respeito ao entorno onde o empreendimento está localizado, entre outros”, afirma.


7

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Crescimentos dos locais sustentáveis

Q

uando o assunto é local sustentável, o professor de pós-graduação em Gestão Integrada em Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança e Responsabilidade Social do Senac Sorocaba Elton Lage Fonseca afirma que tudo começou como um modismo, que depois evoluiu para uma tendência e hoje está se consolidando como uma necessidade. Em sua opinião os recursos naturais são finitos e os custos destes recursos naturais aumentarão devido à sua tendência de baixa disponibilidade. “Na cidade de São Paulo, por exemplo, devido às suas principais características: custos elevadíssimos do metro quadrado, baixa disponibilidade de áreas verdes, demanda alta por edifícios cada vez maiores, mais altos, com mais vagas de garagem, fatores que mostram a tendência de existir um ambiente mais hostilizado, mas por outro lado cresce a tendência de humanizar estes ambientais e também incentivar as construções sustentáveis. Daí a tendência de se investir em construções que usem melhor a ocupação do solo, ambientes com mais áreas verdes, como têm sido as lajes com jardins, que melhoraram o desempenho térmico do prédio assim como tornam os ambientes mais agra-

dáveis e ecológicos”, comenta. Ele diz acreditar que esta tendência está presente não apenas nas construções sustentáveis, mas podemos perceber também em outros segmentos: veículos híbridos, que geram menos consumo de combustível e menos emissão atmosférica, tintas decorativas à base de água, maior uso de materiais recicláveis, equipamentos eletrônicos sem chumbo em suas soldas, “enfim, este século é nossa chance de reverter o ritmo de degradação ambiental instaurado, e isso será possível somente

com a contribuição de todos nós”. As ações são simples, garante ele: separar os resíduos em nossas casas como recicláveis e não recicláveis, preferir usar um ar-condicionado com gás ecológico, apagar as luzes quando não precisarmos do uso delas, optar por equipamentos eletrônicos de menor consumo de energia. Ou seja, ações simples que, juntas, terão uma interferência favorável em nossas vidas e no nosso meio ambiente.

Daí a tendência de se investir em construções que usem melhor a ocupação do solo, ambientes com mais áreas verdes, como têm sido as lajes com jardins, que melhoraram o desempenho térmico do prédio assim como tornam os ambientais mais agradáveis e ecológicos”, comentaa Elton Lage g Fonseca. a.


8

8

8

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Certificação verde O futuro da construção no Brasil

Por Gustavo Capriotti

O

debate sobre a sustentabilidade na construção ganha um espaço cada vez maior no Brasil, que ocupa hoje o 4º lugar no ranking mundial de empreendimentos sustentáveis, de acordo com dados do Green Building Council Brasil - GBCB, organização não governamental que fomenta o setor no país. Essa tendência mundial já está incorporada à realidade de muitas empresas sediadas no país, que buscam reforçar o comprometimento com os padrões de sustentabilidade na construção.

A certificação ambiental de projetos verdes, os chamados Green Buildings, vem impactando significativamente toda a cadeia produtiva da construção civil. Fabricantes de insumos, construtores, arquitetos, projetistas, consultores e instaladores têm tido que repensar e replanejar sua forma de trabalhar, devido às exigências e critérios das certificações. É fato que, após um breve período de resistência inicial, todos esses agentes estão convencidos de que as certificações vieram para ficar, uma vez que são o único instrumento que investidores, compradores e usuários têm como garantia

de que seu empreendimento é realmente sustentável e que terão, portanto, todos aqueles benefícios resultantes de um projeto e de uma construção sustentável. É de se esperar que, com tantas mudanças no trabalho de tantos profissionais envolvidos no desenvolvimento de um empreendimento sustentável, alguma coisa tenha mudado na forma como esses projetos são geridos. E não foram poucas mudanças, ocorreram muitas transformações na gestão de projetos de cinco anos atrás para a atual gestão de projetos. Continua na página 9


9

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Continuação da página 8

Zelar pelos negócios é essencial

J

á faz algum tempo que a economia global acordou para um fato importante: buscar sustentabilidade é também zelar pelos negócios. Em 2006, o economista britânico Nicholas Stern parou o mundo ao apontar as emissões de CO2 como a principal causa do aquecimento global e sugerir que, se nada for feito, o planeta sofrerá catástrofes ambientais da ordem de 20% do PIB mundial até 2050 (algo hoje em torno de US$ 10 trilhões). Os números são impressionantes - ainda mais no caso da construção civil onde o setor consome 40% de todos os recursos naturais do planeta. O Conselho de Green Building dos Estados Unidos (USGBC) credita ao segmento absorção de 40% da energia produzida no mundo e 30% do uso da água potável do globo. A fama de vilão, porém, pode mudar se os agentes souberem transformar urgência em oportunidade. É nisso que

apostam os pioneiros do Green building no Brasil. O mercado está exigindo prédios mais eficientes, que se mantenham atuais por mais tempo. A sustentabilidade vai pelo caminho da ISO 9000. Quem não tiver a certificação ficará de fora! O simples fato de existir um novo agente, indispensável para o desenvolvimento dos Green buildings, que atua junto com o incorporador desde o planejamento do empreendimento, orienta toda a concepção dos projetos, participando ativamente da gestão e compatibilização, monitora a fase de construção e prepara o empreendimento para a operação sustentável, já é um baita indicador de que as coisas mudaram. Sim, a empresa de consultoria para certificação de Green building tem um papel muito maior do que preparar evidências e documentações. E é da interpretação e definição estratégica dos novos indicadores de desempenho do empreendimento que

surge a mudança na gestão de projetos. Critérios dos tradicionais produtos do mercado imobiliário como qualidade, durabilidade, prazo e custo de implantação começam a dividir espaço no empreendimento a ser certificado com novos critérios, como desempenho energético, uso racional da água, conforto e saúde dos usuários e custos de operação. Como qualquer outro setor que incorpora a sustentabilidade no seu business, a construção civil de hoje mede seu sucesso por meio de critérios econômicos (lucro), sociais (pessoas) e ambientais. Para ilustrar como esses novos critérios impactam na gestão de projeto, vamos tomar como exemplo aquele com maior peso nas principais certificações (especialmente na certificação LEED): o indicador de desempenho energético. É pré-requisito,

para certificar um Green building pelo LEED, que ele consuma, quando em operação, 10% menos energia do que um edifício padrão. Essa meta pode chegar até a 48%, caso seja de interesse do desenvolvedor do empreendimento que tem a oportunidade de se beneficiar da redução de custos operacionais. A meta será definida ainda na fase de conceituação do projeto e resultará em um indicador quantitativo, que servirá de norte para todos os projetos que tenham impacto sobre o desempenho energético. Continua na página 10


10

JORNAL IPANEM JO IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Continuação da página 9

Agentes de impacto do

desempenho energético

C

om tantos agentes impactando no desempenho energético, como arquitetura, ar-condicionado e ventilação, luminotécnica, automação predial, instalações elétricas, só para ficar entre as básicas, uma efetiva compatibilização de soluções de projetos de todas essas disciplinas se torna fundamental para alcançarmos a meta de desempenho energético almejado. É nesse contexto que se torna imprescindível uma nova ferramenta dentro do processo de gestão de projetos: a simulação termo-energética. A simulação, no princípio, foi utilizada apenas como exigência da certificação para verificar o atendimento ao critério de redução de consumo da edificação e submissão aos órgãos certificadores. Hoje, ela se tornou uma ferramenta computacional quantitativa para basear inequivocamente o incorporador nas suas tomadas de decisão sobre estratégias e soluções de projeto, comparando

alternativas que antigamente eram defendidas pelos seus criadores, de maneira subjetiva, sem permitir que o incorporador pudesse levar em conta uma das suas principais condicionantes: o quanto, efetivamente, cada solução, ou conjunto delas, pode levar à redução nos custos operacionais do edifício. Os resultados da simulação permitem elaborar estudos de viabilidade econômica e relação custo-benefício de cada estratégia de projeto em um nível multidisciplinar, resultando em uma verdadeira compatibilização de projeto. Essa nova gestão de projetos, que utiliza ferramentas como a simulação computacional para balizar decisões estratégicas de projeto, é a grande responsável pelo desenvolvimento de empreendimentos verdes certificados com custos adicionais mínimos, ao contrário do esperado inicialmente por grande parte dos incorporadores. Decisões como a utilização de vidros de alto desempenho térmico que, à princípio, podem parecer

mais caras, projetos caraas,, se iincorporadas ncor nc o po or ora r daas em p proje jeto tos co com umaa g gestão nesses estão especializada especcia ializada n essess no es novoss in indicadores de desempenho, poderão resultar em gratas surpresas às incorporadoras, inclusive com redução de custos de implantação, neste caso com uma provável economia no sistema de ar-condicionado central a ser instalado no empreendimento. O mesmo vale para avaliar outras soluções até então descartadas subjetivamente sem uma análise financeira adequada e confiável para o incorporador, como a utilização de sistemas de brises, persianas automatizadas, rodas entálpicas para recuperação de calor no sistema de ar-condicionado e até a cogeração de energia. Está por um fio o discurso de que não vale a pena investir um pouco mais porque quem se beneficia são os usuários, e não quem constrói. Numa pesquisa realizada este ano pela consultoria americana Penn, Shoen & Berland Associates (PSB), 73% dos brasileiros garantem que gastariam mais

consumindo co ons nsum mindo do produtos produ duto os ecologicamente corretos. feito aqui, pelo retos Outro levantamento levan a tam m grupo francês Havas, mostrou que 48% estariam dispostos a pagar até 10% mais por um produto sustentável. “Isso já está acontecendo com os clientes corporate, que só querem saber de prédios eficientes”, conta Marcelo Takaoka, presidente do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS). Com compradores mais exigentes, já é possível elevar um pouco o preço de venda, apostando na demanda de Green building e na tendência de queda do valor do condomínio causada pela redução no consumo de água e energia na operação do imóvel. “Sem falar que o construtor ganha em velocidade de venda e gasta menos com estandes, vendedores e material de publicidade, o que reflete na taxa de retorno do empreendedor e na imagem da empresa”, diz Paola Figueiredo, vice-presidente executiva do Grupo SustentaX. Continua na página 11


11 JORNAL IPANEMA /

11

1 de junho de 2013

ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Continuação da página 11

Custos

adicionais irrisórios

A

gestão de projeto sustentável viabiliza um empreendimento certificado com custos adicionais irrisórios quando tem foco na multidisciplinaridade e na interação dos projetos por meio de coordenação e compatibilização efetiva das equipes, quando pensamos na sustentabilidade ainda na fase de conceitualização do projeto e agregada à estratégia do incorporador, e, finalmente, quando usamos ferramentas e estudos quantitativos para a tomada de decisão. Por fim, a gestão de projeto de Green buildings gerou, nos últimos anos, mudanças significativas e positivas na forma de trabalho de grande parte das equipes de projeto, como: a necessidade de conversar mais com as outras equipes de projeto sobre suas soluções para descobrir como elas podem otimizar e melhorar seus próprios projetos; a percepção de que participando de um empreendimento em processo de certificação, guiado por esses novos critérios nos quais a integração, o planejamento e

Gustavo Capriotti Formado em Arquitetura e Urbanismo pela FAAP – SP Especialista em Gestão Integrada da Qualidade, Meio Ambiente e Responsabilidade Social pelo Senac – SP Construções Sustentáveis pelo GBC Brasil – LEED GA

a compatibilização se tornam fundamentais, eles podem ter menos trabalho com correções, adaptações e reelaboração de projetos e, finalmente, a percepção básica e aplicação prática do conceito de que um projeto bom pode não ser um projeto bom em outro lugar, com outros projetistas, outras premissas e outros objetivos.

11


12

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 ARQUITETURA, CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

Reciclagem de

materiais

reduz em até 25% o custo da obra

N

úmeros recentemente divulgados pelo setor da construção civil comprovam que reciclar é sempre o melhor negócio. A reciclagem gera empregos, reduz a po-

luição, economiza energia, melhora as condições de limpeza e higiene no canteiro de obras, diminui a extração de recursos naturais e a quantidade de lixo nos aterros. Em Sorocaba, construtoras economizam de 15%

a 25 25% % no n custo custo usto us o da da obra, o ra ob ra,, co com om a reutilização de rresíduos de esíd es íd duos uos de d m mat materiais atter eriaaiss d de e co construção ons ns e medid di idas co ons nstr trut u ivvas amb mb bienttalme allmen ent corretas. didas construtivas ambientalmente Com Co m 40 anos a de e experiência xper xp e iê ênc ncia ia no mercado, a Construtora Consstr t utoraa Al A Alavanca avan a ca emp emprega mpre regaa um sistema sustentável sust su sten entá táve v l de e rrec reciclagem ecicclaage gem m de resíduos em suas su as obras, obr bras as,, al além md de e ut uti utilizar ilizar ar um uma m tecnologia construtiva construtiv co va ambien ambientalmente nta talm lmen ente te e ccorreta, que evita ev vit ita desperdíci desperdícios. cios os. Um d dos os pri principais rin n exemobra Residencial Reserva do Bosplos é a obr bra do oR Res esid iden encial al R Res e que qu e Ecoclub, Ecoclu Ec lub b, n no o Central Ce Parq Pa Parque, rque ue um projeto com co om previsão prev pr evisão o de de entrega entr en t eg ga pa p para raa jju julho de 2013, que e co omp m orta cin nco torress e um total de 280 comporta cinco apartamentos. Segundo o engenheiro civil responsável, Alisson Alisso son Go G Gouveia uveiaa Batista, Batista, as açõe ações e de responsabilidade sa abilida dade de ambiental a vão desd desde d a reciclagem de papeis, pap pei eiss, plásticos pláásticos e metais p me gerados durante dura du ant nte e a co cconstrução nsttrução até a reu ns reutilização do entulho modulação blocos de alveentu ulh lho e a mo mod dulação dos blo naria estrutural. estrutural Desde o início da obra, papeis e plásticos são selecionados em uma baia separada no canteiro e uma empresa parceira é responsável pela coleta e a reciclagem desse material. Já, os metais são depositados em uma caçamba, para posterior retirada, pesagem e venda para empresas de reciclagem especia-

lizadas. Todo o entulho, como bloco quebrado e sobras de concreto e argamassa, é coletado dos pavimentos, através de dutos verticais, e encaminhado para uma área isolada, onde há um grande moinho para processamento. O material, então, é selecionado e depositado dentro do moedor. Após processado, o resíduo sai, em forma de areia, sob uma tela, onde, manualmente, é executado o peneiramento, resultando em um pó limpo. A outra parte - mais densa - é utilizada como pedrisco. Este é transportado para uma segunda baia e liberado para a aplicação em caixas de esgoto, regularização de pisos e calçadas. Além de todos esses cuidados, a construtora também opta pela utilização de blocos de alvenaria estrutural e sua modulação, para que haja mais eficácia e menos cortes de peças e desperdício. “E preciso planejar as ações sustentáveis desde a planta do empreendimento. No futuro, a maioria das empresas deverá adotar essas medidas que, além de gerarem economia para a obra, mantêm o canteiro limpo e contribuem para a preservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida”, afirma o engenheiro.


I - PROGRAME-SE 13

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

CINEMA REINO ESCONDIDO (livre) Sala: Cinespaço Villàggio 1 (dublado) – diariamente, às 14 e 16 horas ELENA (12 anos) Sala: Cinespaço Villàggio 1 (nacional) – diariamente, às 18 horas SOMOS TÃO JOVENS (14 anos) Sala: Cinespaço Villàggio 1 (nacional) – diariamente, às 20 e 22 horas FAROESTE CABOCLO – ESTREIA (14 anos) Sala: Cinespaço Villàggio 2 (nacional) – diariamente às 14h30, 16h50, 19h20 e 21h40 João deixa Santo Cristo em busca de uma vida melhor em Brasília. Ele quer deixar o passado repleto de tragédias para trás. Lá, conta com o apoio do primo e traficante Pablo, com quem passa a trabalhar. Já conhecido como João de Santo Cristo, o jovem se envolve com o tráfico de drogas, ao mesmo tempo em que mantém um emprego como carpinteiro. Em meio a tudo isso, conhece a bela e inquieta Maria Lúcia, filha de um senador, por quem se apaixona loucamente. Os dois começam uma relação marcada pela paixão e pelo romance, mas logo se verá em meio a uma guerra com o playboy e traficante Jeremias, que coloca tudo a perder. SE BEBER, NÃO CASE! PARTE III – ESTREIA (14 anos) Sala: Cinespaço Villàggio 3 (legendado) – diariamente às 14 – 16 – 18 – 20 e 22 horas Alan está deprimido devido à morte de seu pai. Preocupado com o cunhado, Doug sugere que ele vá até um lugar chamado New Horizons, que pode torná-lo um novo homem. Alan apenas aceita a sugestão após Phil e Stu concordarem em levá-lo. É o início de uma nova viagem do trio, que acaba sendo interrompida bruscamente pelos capangas de um traficante . O malfeitor está atrás de Chow, que lhe aplicou um golpe milionário, e acredita que os três amigos ainda possuam contato com ele. Precisando encontrá-lo a todo custo, eles acabam indo parar no México e, mais uma vez, em Las Vegas.

VELOZES E FURIOSOS 6 (14 anos) Sala: Cinespaço Villàggio 4 (legendado) – diariamente, às 14, 16h30. 19 horas e 21h30. ALÉM DA ESCURIDÃO STAR TREK 3D PRÉ-ESTREIA (12 anos) Sala: Cinespaço Villàggio 4 (legendado) sábado e domingo, às 21h30 Quando a equipe da nave Enterprise é chamada de volta para casa, eles descobrem que uma força do mal, vinda de dentro de sua própria organização, atacou o mundo inteiro, deixando o planeta em estado de crise absoluta. O Capitão Kirk deve reunir toda a equipe e liderar uma grande caça ao homem responsável por essa destruição em massa.

Sábado (1) ■ Festa Junina de Sorocaba Até o dia 9 de junho, de terça a domingo, a 34ª Festa Junina de Sorocaba leva shows musicais para animar o público que prestigia o evento no Parque das Águas, no Jardim Abaeté. No recinto, uma grande praça de alimentação, tocada por 35 entidades assistenciais, oferece cardápio variado e que privilegia as comidas características deste período mais frio, como sopas em pão italiano, lanches de pernil, churrasquinhos e doces típicos. Os ingressos ao recinto custam R$ 3,00 e dão direito a assistir às apresentações artísticas formadas por nomes da produção musical da cidade, além de outros em nível nacional. A noite do dia 8 de junho, penúltimo dia da festa, a dupla Thaeme & Thiago vai animar o “arraiá”. No encerramento da 34ª Festa Junina de Sorocaba, dia 9 de junho, shows de Gian & Giovani, Henrique e Diego, Zé Henrique e Gabriel, Suelen Santos, Brenho e Caio César. Nos dias 8 e 9 de junho os ingressos custam R$ 8,00. A festa funciona de terça a quinta-feira das 19 as 23 horas. Às sextas-feiras o horário se estende até a meia-noite. Aos sábados a abertura do portão acontece às 18 horas e o público poderá curtir as atrações até a meia-noite. Domingo o horário se alonga e os visitantes poderão conferir as barracas de comilança a partir das 15 horas, com encerramento previsto para as 23 horas. Os shows começam às 19 horas e quando houver segunda atração, ela terá início às 21 horas. ■ GRUPO TERRA CELTA Para iniciar a programação de junho do Sesc Sorocaba, a banda Terra Celta apresenta seu trabalho musical neste sábado (1), às 20 horas, no Anfiteatro da Unidade. O show traz para o cenário musical brasileiro um trabalho de vanguarda, fundindo elementos da música celta e brasileira em diversas canções. Há oito anos na estrada, o Terra Celta transporta o público para uma taverna celto-brasileira, onde todas as tribos se reúnem para um único propósito: se divertir! O Sesc Sorocaba fica na rua Barão de Piratininga, 555 - Jardim Faculdade. Informações: (15) 3332-9933. ■ TURMA DA MÔNICA Vai até o dia 9 de junho, o espetáculo “Turma da Mônica no Mundo do Circo” nos seguintes horários: de quarta a sexta, às 20 horas e aos sábados, domingos e feriados, às 15, 17h30 e 20 horas. O evento acontece no estacionamento inferior do Shopping Esplanada (avenida Professora Izoraida Marques Peres, 401 - Alto do Campolim). Informações: (15) 4101-1000. ■ INFANTIL Às 16 horas, começa o espetáculo infantil

“Medo, Medinho e Medão!” realizado pela Cia. Conto em Cantos. A peça é de graça e acontece no Sesc Sorocaba (rua Barão de Piratininga, 555 - Jardim Faculdade). Informações: (15) 3332-9933. ■ RODA DE SAMBA A partir das 16 horas, o grupo de samba e pagode Figura Oito vai agitar a Roda de Samba do Boteco da Vila (rua Assis Machado, 572 - Vila Hortênsia). Entrada franca. Informações: (15) 3346-5005. ■ NOITE DE PUB Às 22h30, começa a noite no Pub (rua Saliba Motta, 104 - Além Ponte) com muita música para o público cansar de tanto dançar. Informações através do e-mail pub@ pubonline.com.br. ■ SERTANEJO ELETRÔNICO A partir das 23 horas, acontece mais uma edição especial do “Sertanejo Eletrônico” com a dupla Pablo Henrique e Diego, além da participação dos DJs Carlitto Toledo e Deivid no Tribeca Café (rua Amélia Ribeiro, 33 - Parque do Campolim). Informações: (15) 3224-2431. ■ MPB E POP ROCK A partir das 21h30, rola muito MPB e pop rock para a galera do Crocodillo Bar e Fun (rua Júlio Marcondes Guimarães, 75 - Parque Campolim). Informações: (15) 3234-1324. ■ SÁBADO DANCE Às 23 horas, a pista vai bombar com muito

dance tocado pelo DJ Anderson Motta, além do melhor do sertanejo universitário com a dupla Kaká e Alexandre no Runa Club (avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, 3026 - Alto da Boa Vista). Informações: (15) 3228-7171. ■ CLASSIC MACHINE Às 17 horas, a banda Classic Machine vai contagiar o público presente com muito rock no Hangover Pub Bar (rua Rafael Dias da Silva, 205). Além de muita música o local conta com bilhar e jogo de dardos. Informações: (15) 3019-3653. ■ BANDA CHAMPU A partir das 22 horas, a banda Champu traz um som indie rock tropical para o Asteroid Bar (rua Aparecida, 737 - Vila Santana). Informações: (15) 3329-2767. >>>> FOTO 6 ■ BANDA EL EFECTO Embalados pela indicação a melhor grupo de rock no 24º Prêmio da Música Brasileira, a banda carioca El Efecto estará se apresentando neste sábado (1), a partir das 21 horas em evento gratuito, no câmpus da UFSCar. O El Efecto é um quinteto de rock alternativo, bastante enraizado na tradição da música brasileira e latino-americana, e tem como principal motivação o interesse em conjugar instigação estética e inquietação política. Em Sorocaba a banda se apresenta no Música na Cidade/Encontro Regional dos Estudantes de Economia com o Grande Grupo Viajante. O câmpus da UFSCar/Sorocaba fica na rodovia João Leme dos Santos, km 110.

■ FESTIVAL DE TEATRO Até 28 de junho, o Serviço Social da Indústria, Sesi Sorocaba, irá receber inscrições para a 12ª edição do Festival de Teatro Estudantil. Podem se inscrever alunos de escolas paulistas públicas e particulares dos Ensinos Fundamental e Médio, além de cursos de teatro, nas categorias Teatro para Criança ou Teatro Adulto. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.sesisp.org.br/sorocaba, no link notícias. As inscrições podem ser enviadas pelos Correios ou entregues diretamente no Sesi Sorocaba, que fica na rua Duque de Caxias, 494, no Bairro Mangal.


14 I - PROGRAME-SE ■ A PRINCESINHA O Brasil vive um bom momento com mega produções de musicais que estão levando aos teatros das capitais, milhares de pessoas. Nesse cenário, o musical Infantil “A Princesinha”, em cartaz no teatro Anhembi Morumbi até 28 de julho, reuniu talentos para fazer a adaptação

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 e direção cênica do espetáculo, assinado pela Fundação Lia Maria Aguiar. A adaptação do texto original foi feita pelo ator, diretor, cenógrafo e produtor cultural Rafael de Castro, que iniciou sua carreira aos 14 anos. Informações: Fundação Lia Maria Aguiar (12) 3663-4293/3663-4658 ou www.fundacaoliamariaguiar.org.

Domingo (2)

de Educação e Cultura) Anselmo Duarte, em Salto o espetáculo “Memórias de um Sargento de Milícias”. ■ CINECAFÉ A partir das 19 horas, o filme “O Sacríficio” é mais um especial na Mostra Tarkovski que conta a história de uma família burguesa sueca que celebra o aniversário do patriarca Alexander, mas a festa é interrompida pela notícia da Terceira Guerra Mundial. A sessão é gratuita e acontece no Teatro do Sesc Sorocaba (rua Barão de Piratininga, 555 - Jardim Faculdade). Informações: (15) 3332-9933.

Sábado (8) ■ FLASH BACK SOLIDÁRIO No sábado, dia 8 de junho, acontece o Flash Back Solidário em prol do Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil), a partir das 22 horas, no Lounge 700 – Boatinha do Ipanema Clube. Informações (15) 2101-6555. Convites ao preço de R$ 30,00 com vendas no Gpaci. ■ 14ª NOITE DO SALMÃO

Quinta-Feira (6) ■ MOSTRA INTERATIVA Das 9 às 18 horas, a exposição interativa Cápsula do Saber mostra ao público os principais problemas que ameaçam a saúde do planeta, como a poluição urbana, desmatamento, secas, lixos tóxicos, furacões, enchentes e descongelamento. O evento é gratuito e acontece na Praça do Campolim (início da pista de caminhada). ■ HISTÓRIA LÚDICA A partir das 16 horas, acontece a contação de histórias no Sesc Sorocaba (rua Barão de Piratininga, 555 - Jardim Faculdade). Este domingo o espetáculo é “O caso das bananas e outras histórias” interpretado pela Cia A Hora da História. O espetáculo é de graça. Informações: (15) 3332-9933.

■ RENAN E RANGEL A partir das 20h30, a dupla Renan e Rangel traz o melhor do sertanejo universitário para a pista do Expresso Sorocabano (avenida Barão de Tatuí, 1037 - Jardim Paulistano). Informações: (15) 34118410.

■ RAÍCES DE AMÉRICA

Jantar dançante beneficente. Uma realização do Rotary Clube de Sorocaba Boa Vista. Será no Salão de Eventos do Lar Escola Monteiro Lobato (rua Antonio Aparecido Ferraz 1.111), no dia 8 de junho, a partir das 20h30. Animação da banda Sexta Dimensão. A arrecadação será em prol das entidades: Integra, Cefas, Casa Lar Manoel José dos Reis e Fundação Rotariana Convite: R$ 110,00. Haverá sorteio de prêmios. Informações: (15) 3237-2097, com Eliane Leme.

Bar (avenida Eugênio Salerno , 187 Centro). Informações: (15) 4141-0702.

Terça-Feira (4) ■ “MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS”

■ LÊ COELHO E OS URUBUS MALANDROS Às 19 horas, o cantor e compositor Lê Coelho apresenta seu novo projeto “Um samba a mais” com foco no samba paulista e influências que vão de Geraldo Filme a Tom Zé, Paulo Vanzolini a Itamar Assumpção. O evento acontece no Sesc Sorocaba (rua Barão de Piratininga, 555 - Jardim Faculdade). O show é gratuito. Informações: (15) 3332-9933. ■ XAVIER E MARCEL Às 22 horas, a noite tem lugar certo para curtir muito som e dançar com a dupla sertaneja Xavier e Marcel no Anastácia

Sexta-Feira (7)

A Cia Teatral Realce traz a Salto no dia 4 de junho, terça-feira, às 10 e 20 horas, na Sala Palma de Ouro do CEC (Centro

Sexta-Feira (14)

Às 20 horas, acontece o show do grupo Raíces de América que mescla instrumentos de cordas andinos, acústicos e elétricos, flautas andinas, transversal, bateria e percussão, que propiciam a realização de uma música que passeia pelos sons latino-americanos. O evento acontece na Sala Palma de Ouro do Centro de Educação e Cultura Anselmo Duarte em Salto. A entrada é franca. Informações: (11) 4602-8693.

2º ARRAIÁ DO CAPS O CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) II B da Rede de Assistência em Saúde Mental Jardim das Acácias, instituição de saúde filantrópica que oferece apoio social e tratamento especializado a pacientes portadores de doenças e transtornos mentais promove no dia 14 de junho, das 18 às 22 horas, a Festa Junina 2013, que reunirá pacientes, familiares, profissionais, colaboradores, amigos e a comunidade em geral. A festa irá acontecer na Praça Nova York, 59. A Praça fica localizada na avenida Washington Luiz, no Jardim América.


VIDA

SAUDÁVEL 15

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Street Dance O

conjunto de estilos da dança de rua recebe o nome de Street Dance. De acordo com Claudia Guerreiro, diretora e professora da escola Spaço Alfa, esses estilos se desenvolvem na realidade gestual do indivíduo, através de movimentos coordenados e harmoniosos, o que faz do corpo uma forma de comunicação. O Street Dance é uma dança criada, inicialmente, pelos breakers. Foi desenvolvida nas disputas e performances de suas festas. Trata-se de um estilo de vida com vestimenta, música e linguajar próprios. É caracterizada por quatro elementos que se dividem em três categorias: música -Rap (DJs e MCs), artes plásticas - Grafite e dança - Street Dance (vários estilos). No Street Dance, de estilos diversos, originais e contemporâneos, encontram-se influências do funk, e pode ser considerado base para o seu desenvolvimento. As origens Por haver, em bairros dos EUA, brigas de gangues na disputa de territórios, com agressões e mortes, um precursor do movimento cultural Hip Hop, Afrika Bambaataa, contribui para que as gangues resolvam suas diferenças através da dança, chamadas “batalhas”, disputas dançantes em que um dançarino “quebra” o outro, no sentido de dificultar a movimentação (batalhas de break) dentro das Block Parties. Com isso, a violência entre as gangues

ameniza-se pouco a pouco . O Hip Hop começou a se destacar nos anos 70, em meio à era disco, partindo do gueto nova yorkino do Bronx para Harlem e Brooklin e, futuramente, para o mundo. A chamada cultura Hip Hop, em 1974, ganha vida e é fundado o Zulu Nation1, criam-se então os quatro elementos. Quem pode fazer? A partir dos cinco anos, quem deseja desenvolver a sensibilidade artística através de uma dança dinâmica e divertida. Acima de tudo é uma dança sem preconceitos de sexo, idade, peso ou altura. Para crianças a partir de 5 anos tem o Street Kids e aulas de Street Dance para turmas de jovens e adultos. Divulgação

Benefícios: Através de movimentos intensos, ágeis e sincronizados, que trabalham simultaneamente as pernas, braços, ombros e cabeça é possível criar um bom condicionamento físico e resistência. Porém, essas não são apenas as vantagens da dança de rua, dependendo da intensidade e do organismo, o aluno pode queimar em média de 300 a 600 calorias em uma hora de aula. O Street Dance é um desafio, tanto para o aluno quanto para o professor, e é capaz de promover vários benefícios corporais e comportamentais. O Street Dance trabalha algumas habilidades motoras, como a coordenação, equilíbrio e ritmo. Além de desenvolver expressão corporal e conscientização de equipe , o Street Dance é uma aula desafiadora. Você supera você mesmo. Você supera os seus limites. A prática do Street Dance desenvolve a coordenação motora, a musicalidade, o ritmo, a expressão corporal e especialmente, a sensibilidade.


16

VIDA

16 SAUDÁVEL

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Cuidado: parar de malhar no inverno faz mal à saúde D urante o inverno nosso metabolismo fica mais acelerado. Isso se deve ao fato do corpo necessitar manter uma elevada temperatura. Desta forma, há um maior gasto de calorias. Há duas maneiras de encararmos esta história. Uma delas pode ser colocar as baixas temperaturas do inverno ao nosso favor, aliando um maior gasto calórico através de exercícios físicos. Outra forma seria ficar em casa, se escondendo do frio e ingerindo grandes quantidades de alimento para saciar o metabolismo, prejudicando a saúde e a estética, ficando cada vez mais gordo e flácido. Com o inverno, há um maior apetite para ali-

mentos mais calóricos e o treino deve ser mantido para que as gordurinhas extras não apareçam. A prática de exercícios regulariza as funções fisiológicas, como o sono e o apetite, além de tornar o coração menos vulnerável a doenças. Fazer exercícios no inverno também é uma excelente estratégia para quem quer chegar em forma no verão. É necessário tempo para adquirir a boa forma com o treinamento, e quanto antes iniciar, melhores serão os resultados. Agora, se você estiver pensando em parar de malhar só porque a temperatura abaixou, lembre-se, ao deixar de malhar por alguns dias você começa a perder massa muscular. Isso acontece

porque há uma interrupção na produção de enzimas responsáveis pela manutenção e aumento dos músculos. Em um prazo de 15 dias há uma diminuição da capacidade aeróbica e o rendimento cai ainda mais, assim como a disposição em trabalhar e estudar. A interrupção brusca dos exercícios fragiliza o organismo. Se a produção de endorfinas – responsáveis pela sensação de bem-estar e liberadas durante os exercícios aeróbicos – for insuficiente, você poderá se irritar mais facilmente e também ter dificuldades para dormir bem. A falta de treino de musculação, prática de esportes, caminhada, corrida ou alongamento, deixa o corpo mais tenso, dificultando as tarefas mais fáceis do dia-a-dia, como colocar a meia, calçar o tênis, pegar algo no chão ou subir escadas. Se exercitar faz bem! E você ainda está pensando em ficar parado?! Essa é a hora de por o corpo em movimento, o verão está chegando e você poderá desfilar mostrando o seu corpo “sarado”, e ainda por cima, um corpo muito mais saudável e bem cuidado, preparado e cheio de disposição para enfrentar as altas temperaturas e o ritmo de final de ano. Vibrações positivas!

Fernando Almeida é fisiologista do exercício e proprietário da Academia Movimento


CADERNO

IMÓVEIS

&VEÍCULOS

1 de junho de 2013 - edição 718 www.jornalipanema.com.br


2 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 3


4 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 5


6 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 7


8 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 9


10 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 11


12 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 13


14 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 15


16 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 17


18 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 19


20 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 21


22 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 23


24 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 25


26 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 27


28 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 29


30 IMÓVEIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

30 IMÓVEIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013 szs Assessoria de Imprensa

ESPAÇO EMPRESARIAL

Prossegue promoção de shopping que vai sortear um carro zero quilometro Os clientes do Plaza Shopping Itavuvu podem concorrer a um carro zero quilômetro em promoção que comemora o primeiro ano do mall da Zona Norte da cidade. A promoção “Plaza Shopping Itavuvu presenteia um show de carro pra você” sorteará um HB20, da Hyundai. A cada R$ 30,00 gastos nas lojas participantes, o consumidor terá direito a um cupom, que deverá ser retirado no balcão de trocas no shopping. É permitido, também, acumular vários cupons fiscais de compras

diversas em dias diferenciados até atingir o valor de R$ 30,00. Contudo, as frações superiores que não atingirem o valor para um segundo cupom serão desprezadas. Os cupons deverão ser depositados até às 22 horas de 18 de julho na urna que fica na entrada do Plaza Shopping. O sorteio será realizado no dia 20 de julho, às 17 horas, com livre acesso do público. O regulamento completo, assim como a lista de lojas participantes, está disponível no site www.plazashoppingitavuvu.com.br.

Programa Barça-Unimed realizou festa em homenagem ao Dia das Mães Os integrantes do programa socioesportivo Barça-Unimed e seus familiares participaram da tradicional festa em comemoração ao Dia das Mães, realizada na sede do Clube Atlético Barcelona. No local, os presentes fizeram teste de glicemia e aferiram a pressão com apoio da Faculdade Anhanguera. As mães cortaram o cabelo com as profissionais da Magicaly Escola de Cabelo e foram maquiadas, com apoio do pessoal do Boticário. Também foram sorteadas cestas básicas e kits de beleza. Os médicos Paulo Húngaro Neto e Miguel Villa Nova Soeiro Filho, respectivamente, vice-presidente e superintendente da Unimed Sorocaba estiveram presentes no evento.

szs Assessoria de Imprensa

O Plaza Shopping Itavuvu recebeu mais uma loja que deverá despertar a atenção dos seus clientes: o Mundo do Quebra-Cabeça, primeira do Brasil especializada nesse tipo de jogo para todas as faixas etárias. O espaço traz um conceito inovador, como produtos nacionais e importados. Além de quebra-cabeças tridimensionais que formam miniaturas reais de monumentos, meios de transportes e estádios dos principais times de futebol nacionais; quebra-cabeças em formato esférico; kits de anatomia tridimensionais, com réplicas de animais e do ser humano, com esqueleto e órgãos para montar; e livros quebra-

cabeça, com histórias em que os personagens e cenários ganham vida pelas mãos do leitor. Há, também, uma vasta linha pedagógica para atender às escolas e instituições de ensino. Segundo Genildo Rodrigues Ferreira, superintendente do Plaza Shopping, este empreendimento abrange um até então inexplorado mercado. “O mall está se tornando ponto de referência para operações inovadoras e exclusivas. O Mundo do Quebra-Cabeça vem para agregar este mix, atendendo às expectativas dos mais exigentes adeptos deste passatempo; escolas; crianças e adultos em geral”.

Parceria entre Unimed Sorocaba e

Hospital Gpaci é fortalecida Dr. Paulo Húngaro Neto e uma das premiadas durante o evento

Médico de Sorocaba é indicado para concorrer à vice-presidência da Isakos O médico Júlio Gali (foto) foi indicado para concorrer como segundo vice-presidente da nova diretoria da International Society of Arthroscopy, Knee Surgery & Orthopaedic Sports Medicine (Isakos). Gali é cooperado da Unimed Sorocaba e coordenador de pesquisas da disciplina de ortopedia da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde (FCMS) da PUCSP. A votação acontecerá no próximo dia 13,

Inaugurada em Sorocaba loja especializada em quebra-cabeças

em Toronto, Canadá. Fundada em 1977, a Isakos é uma associação internacional voltada às especialidades de cirurgias de joelho e artroscopia aplicada à medicina esportiva. Segundo Gali, é a primeira vez que um médico da região concorre a esse cargo. Caso seja eleito, Gali se tornará o segundo brasileiro a representar o País na associação. “Hoje, temos um brasileiro na presidência”, conta.

Foi oficializado o fortalecimento do convênio existente entre a Unimed Sorocaba e o Hospital Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil). “Nossos cooperados podem, agora, utilizar o centro cirúrgico, a enfermaria, a UTI Pediátrica e o Day Clinic desta importante instituição de saúde e, assim, ter mais uma opção de atendimento para seus pacientes infantis, independentemente da sua patologia”, explicou o vicepresidente da Unimed Sorocaba, Paulo Húngaro Neto. Dirigentes da Unimed Sorocaba e do Hospital Gpaci compareceram ao evento, que aconteceu no próprio Hospital Gpaci. Para o presidente da Unimed Sorocaba, José Francisco Moron Morad, as parcerias com a rede credenciada também representam investimento e ampliam a estrutura de atendimento da cooperativa. Segundo o diretor técnico do Hospital

szs Assessoria de Imprensa

Mônica Hungaro e Mára Corrá, da Unimed Sorocaba

Gpaci, Gustavo Ribeiro Neves, os cooperados da Unimed Sorocaba podem contar com três salas para cirurgias de pequeno e médio porte em pacientes adultos e de grande porte em pacientes infantis; sete leitos de UTI Pediátrica para pacientes de zero a 18 anos de idade e 25 leitos de enfermaria.


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 31

Casas Vendem-se

Chテ。caras, Sテュtios e Fazendas

Comerciais Alugam-se

Apartamentos Vendem-se


32 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 33


34 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

IMテ天EIS 35


36 IMテ天EIS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

VEÍCULOS 37


38 VEÍCULOS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

ESPAÇO EMPRESARIAL

Senac São Paulo oferece 31 mil novas vagas

no Programa Via Rápida Emprego

O

Senac São Paulo é um dos executores do Programa Via Rápida Emprego, do Governo do Estado de São Paulo. A ação, coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), conta com o Atendimento Corporativo do Senac São Paulo para oferta de 31.480 novas vagas gratuitas até dezembro de 2014. Serão desenvolvidos 25 cursos de capacitação, que serão executados por 46 unidades da instituição em 163 municí-

pios de todo o estado. Entre os títulos oferecidos estão Agente de Turismo, Jardinagem, Recepção e Atendimento, Informática básica, Gestor de Projetos Sociais, Desenhista de moda. Até o final de 2013, mais de 13 mil trabalhadores serão contemplados. Os alunos selecionados receberão uma série de benefícios do Governo do Estado como material didático, auxílio transporte de R$ 150 e auxílio alimentação de R$ 100. Os alunos que estiverem desempregados, sem seguro-desemprego ou outro benefício previdenciário,

também terão direito a bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o período do curso. Podem participar do programa pessoas a partir de 16 anos, alfabetizadas que residam no estado de São Paulo. Os interessados devem realizar suas inscrições exclusivamente pelo site do Via Rápida Emprego www.viarapida. sp.gov.br. Caso o candidato não tenha acesso à internet, pode se inscrever pelos computadores disponíveis nos postos do Acessa SP ou nas unidades do Poupatempo de todo o estado.

Projeto da ANS estabelecerá novos modelos de remuneração para hospitais A Unimed Sorocaba foi uma das instituições convidadas a integrar o grupo nacional do Projeto Referencial de Implantação dos Novos Modelos de Remuneração de Hospitais, que deverá ser implantado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a partir de 2014. A primeira reunião contou com a presença de dirigentes das entidades de classe e de represen-

tantes dos hospitais e das operadoras que participarão do projeto. Representando a Unimed Sorocaba, estiveram presentes o vice-presidente da instituição, Paulo Hungaro Neto (foto), e, por parte do Hospital Unimed Sorocaba, seu diretor administrativo, Edson Cumpian Paulossi. A participação da Unimed Sorocaba no grupo de estudos se justifica pelo fato de ser uma operadora de plano de saúde que tem seu

próprio hospital e um modelo de gerenciamento de custos amplamente reconhecido dentro do Sistema Unimed – formado por, aproximadamente, 360 cooperativas médicas. Sobre a participação da Unimed Sorocaba, Paulo Hungaro ressalta que o objetivo será contribuir para evitar uma remuneração equivocada dos procedimentos hospitalares.

Gás natural tem alteração de tarifas A Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) definiu os novos valores das tarifas do gás natural canalizado para a distribuidora Gas Natural Fenosa, que opera em toda a região de Sorocaba. Os novos valores, revistos a cada ano, na mesma data, entraram em vigor na sexta-feira (31). As novas tarifas refletem a variação dos itens que as compõem, sendo eles, resumidamente: reajuste do custo do gás e do transporte pela Petrobras no período; variação do IGPM que corrige as margens da distribuidora; recuperação da chamada conta gráfica (diferenças entre o preço do gás natural contido nas últimas tarifas autorizadas e o valor efetivamente pago pela distribuidora à Petrobras) e o fator denominado K, que é um mecanismo de diferenças de margens passadas. Para as grandes indústrias, as tarifas foram reduzidas em até - 2,88%, ainda que as pequenas tiveram reajuste médio de 1,80%. Para os comércios, o preço teve reajuste de 2,66%, em média (300 m3/mês) e, para as residências, de 2,98% (para quem consome 14,5 m3/mês). O gás natural veicular (GNV) teve reajuste de 1,60%, devido à suspensão temporária dos leilões de gás de curto prazo da Petrobras. Ainda assim, o GNV continuará mais competitivo que as demais alternativas de combustível, em razão da autonomia do gás natural veicular, que roda o dobro que os outros.


JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

VEÍCULOS 39


40 VEÍCULOS

JORNAL IPANEMA / 1 de junho de 2013

Jornal ipanema 718  

Um jornal a serviço da população sorocabana e região

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you