Page 1

Você tem pavio curto?

www.jornalipanema.com.br Felipe Shikama

28 MIL EXEMPLARES - SOROCABA E REGIÃO

Joel Silva/Folhapress

R$ 1,00 Ano XI - nº 662 - 28 de Abril de 2012

Página A-20

Páginas A-2, A-10 e A-11

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

A1


Editorial

Artigo

Dia do Trabalhador O desenvolvimento tecnológico impõe novos ambientes de capacitação profissional, transforma as relações de trabalho e dita modelos de organização ao mesmo tempo que cria o paradoxo de economias sem emprego, em nível mundial. Empresas e administrações públicas hoje transferem para firmas individuais, ou para trabalhadores que dispensaram o patrão e atuam por conta própria, tarefas que antes eram feitas por assalariados que gozavam plenamente de seus direitos trabalhistas, num cenário d e c o n s t a n t e s t ra n s f o r m a ç õ e s . Na semana em que se comemora o Dia do Trabalhador, em 1º de

Você também pode folhear e curtir a edição impressa no Portal do Jornal Ipanema. Acesse: www.jornalipanema.com.br. No coluna Espaço Empresarial os negócios e empreendimentos sorocabanos que aquecem a economia local. Em seu blog, Paulo Roberto Júnior fala da surpresa nas quartas-de-final do Campeonato Paulista e a expectativa para as semi-finais. A Jornalista e psicanalista Andréa Freire destaca o grupo Coesão Poética, de Sorocaba, que realiza o 1º Concurso de Conto “Machado de Assis” e que está com inscrições abertas até o próximo dia 30 de abril. Confira os filmes em cartaz nos cinemas de Sorocaba, com os roteiros e trailers na programação do Portal do Jornal Ipanema.

Reflexão sobre a morte Na tarde da última segunda-feira, o Cemitério Pax recebeu um dos maiores públicos de sua história. Carros estacionavam nos espaços possíveis. Centenas de pessoas queriam se despedir de Fernando Dini Neto (Fô), homenageando-o com palmas e o grito de “vitorioso”. O movimento lembrava Finados, inclusive pelas flores das inúmeras coroas. Uma despertava a atenção: Homenagem de Lula e Marisa. O publicitário Ferdinando Carvalho lembrava que Bolinha (sindicalista Wilson Fernando da Silva, falecido em 7 de dezembro de 2008) e o Fernando Dini tinham livre acesso à Presidência da República no governo Lula. Inclusive, no velório do Bolinha, o presidente Lula esteve em Sorocaba e chorou a morte do amigo. Alterou a agenda para homenagear o líder sindical, que o apoiou desde o início de sua carreira. “Ele viria ao funeral do Fernando, caso não estivesse se recuperando de cirurgia de alto risco”. Fernando Dini Neto sempre ressaltava que cada ser humano tem sua missão. Criativo, ousado, queria transformar o mundo para melhor. E fazia isso através de protestos, instalando outdoors ou publicando páginas em jornais, convocando o povo para discutir política. Desde o início da carreira de Lula, ele esteve presente, muitas vezes oferecendo material publicitário gratuitamente. Mas, não era petista. Ele apoiava os candidatos que mereciam sua credibilidade, como Flávio Chaves, Renato Amary, Oswaldinho Duarte, Marinho Marte e João Donizeti, entre outros. Não se importava com partidos, mas com as ideias e ideais. Com jeito sui generis de ser, Fernando lembrava um sonhador maluco. Estava sempre estudando as pessoas para aproximálas de tudo que fosse bom. Aconselhava, ajudava, exercitava paciência e misericórdia insistindo em livrar os semelhantes das drogas

Ipanema Sistema Gráfico e Editora Ltda CNPJ - 01.142.640/0001-07 Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 199 Lageado - CEP 18.110-008 - Votorantim - SP Fone (15) 2102-0300 - Fax (15) 2102-0302

A2

em torno da afetividade de suas relações diretas com o cliente. A um clique do mouse temos uma gama de serviços disponíveis no ambiente virtual, com sistemas delivery e entregas postais. É uma distância inexistente para esses heróis especialistas e que talvez possa explicar a manutenção, ou até mesmo o aumento, da demanda pelos serviços que eles tradicionalmente oferecem. Uma certeza, porém, traduz a trajetória destes profissionais resistentes: amor, dedicação, seriedade e paixão pelo que se faz. Qualidades que enaltecem todo trabalhador, seja qual for o seu ofício através dos tempos.

Espaço do Rui

On Line No Classificados de Imóveis o internauta encontra as melhores ofertas da região para realizar bons negócios com seu imóvel.

maio, esta edição traz aos leitores histórias de profissionais dedicados cujas ocupações resistem ao tempo, desafiam os avanços tecnológicos – e suas consequências diretas e indiretas nas relações trabalhistas - e mostram o quanto o esforço humano é importante qualquer que seja a natureza da atividade exercida. A l f a i a t e , b a r b e i r o, c a l í g ra f o, mecanografista (especialista em conserto de máquina de escrever) eram profissionais mais comuns à época de nossos avós e hoje, embora praticamente desaparecidos, sobrevivem em um mercado de trabalho historicamente construído

www.jornalipanema.com.br

ou depressão. Estava sempre pronto a ouvir e experimentar o que a vida lhe oferecia. Foi grande amigo do saudoso padre Mauro Vallini, pároco da Catedral. Ingressou no movimento cursilho e, a partir daí, iniciou grande ação filantrópica para atender moradores de rua. Depois, descobriu o Santo Daime e, com o apoio dos seus irmãos, criou a Igreja do Céu Sagrado, construindo o maior templo da religião da selva no mundo. Graças a esse trabalho, ganhou reconhecimento em várias cidades brasileiras, recebendo muitas homenagens. A Câmara Municipal de São Paulo o tornou cidadão paulistano e até mereceu comenda no Japão, entre outras honrarias. Fernando gostava de velocidade. Sempre teve motos poderosas, bem como automóveis possantes. Mas, gostava mais de gente. E tratava seus semelhantes com igualdade, pobres ou ricos. Ele, exercitando solidariedade, conseguiu sensibilizar e recuperar muita gente que havia escolhido caminhos errados, mas se dizia apenas instrumento de forças maiores. Acreditava em Deus e via todas as pessoas como partículas do Absoluto por possuírem o sopro da vida. “Todos precisamos crer para valorizar a nossa vida, a humanidade e construir um mundo melhor”– lembrava. Era um filósofo autodidata, que mergulhava nos livros para aprender sempre. Muitas vezes temos ao lado pessoas brilhantes, que vieram ao mundo para melhorá-lo. Mas, não as valorizamos. Aplaudimos mais quem tem dinheiro, posses, poder. Não valorizamos nem mesmo os professores que nos ensinaram as primeiras letras. Esquecemo-nos de observar o ser humano. Precisamos mudar esse olhar, como o casal Larissa e Douglas Yokoo que lembrou: “O Fernando faleceu no Dia da Terra, que ele tanto quis transformar”. E precisamos nos confortar nas próprias palavras desse grande sorocabano, que no dia 19/10/2001 escreveu: “A morte é apenas o acordar de um sonho”. Portanto, sonhe e ame. O amor está acima de todas as coisas. Rui Batista de Albuquerque Martins é jornalista e publicitário

Bom senso, amigos Aristóteles dizia estar a virtude no meio “In medio stat virtus” e é admirável observarmos a harmonia, o equilíbrio e o bom senso na relação entre as pessoas. É, acima de tudo, uma questão de respeito e educação. No Direito poderíamos avocar o princípio dos direitos e obrigações, ou seja, temos nossos direitos, mas não nos esqueçamos de nossos deveres; novamente o equilíbrio se faz presente em nossas relações. Lembrar ainda que quanto à liberdade, devemos nunca esquecer que a nossa termina onde começa a do outro e vice-versa. Quando tento dormir e meu vizinho ouve o som no último volume ele está invadindo o meu direito de descanso se o horário já se faz tarde. Se isso e outras inúmeras situações ocorrem mais uma vez tem-se o desequilíbrio, e claro, a falta de bom senso. Você caro leitor(a) sofre ou cometeu atos que desequilibraram as relações interpessoais? Você já se sentiu mal com essa situação? Lembro-me de um grande amigo advogado que, por mim questionado sobre o que achava do Direito e sem pensar ou depois de anos de pensamentos disse-me: “Meu caro, o Direito está no bom senso”. E você leitor, me diria: Eu sei! Eu sei! Portanto, meus amigos(as), mais que o Direito, nossas relações diárias devem ser baseadas no bom senso. Pense nisso, com bom senso e boa semana.

Francisco Pagliato Neto é empresário e educador

PARA ANUNCIAR: Gerente Geral - Jornal Ipanema Wilson Rossi comercial@jornalipanema.com.br Gerente de Produção 2102-0306 / 2102-0320 / 2102-0323 / 2102-0325 / 2102-0327 / 2102-0330 Roberval Fernandes de Almeida Gerente de artes Editor Filiação Manoel D. Magueta Benedito Urbano Martins Tiragem - 28.000 exemplares MTB 36504 Distribuição - Sorocaba e Região PORTAL DO JORNAL IPANEMA: www.jornalipanema.com.br Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo da inteira responsabilidade dos seus autores. diretoria@jornalipanema.com.br ________ 2102-0300 redacao@jornalipanema.com.br ________ 2102-0389 comercial@jornalipanema.com.br _______ 2102-0330 financeiro@jornalipanema.com.br ______ 2102-0308 circulacao@jornalipanema.com.br _______ 2102-0335 wilsonrossi@jornalipanema.com.br ______ 2102-0333 arte@jornalipanema.com.br - 2102-0340/ 2102-0342 ___________________________________________

Diretoria Francisco Pagliato Neto Juliana Camargo Pagliato

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Arquivo Aberto Vice de Pannunzio

Temporizadores nos semáforos

Portadores de autismo

Projeto de lei apresentado pelo vereador Francisco França, líder do PT na Câmara Municipal de Sorocaba, propõe implantação de temporizadores nos semáforos equipados com radares nos principais pontos de tráfego do município. De acordo com o autor da proposta, a intenção é evitar acidentes causados por motoristas, que ao avistarem o sinal amarelo, freiam os veículos bruscamente, provocando acidentes que colocam em risco condutores e pedestres.

Através de projeto de lei em tramitação na Câmara Municipal, o presidente do Legislativo, vereador José Francisco Martinez (PSDB), está propondo a criação de uma política municipal de atendimento aos portadores de autismo. O objetivo é possibilitar a identificação precoce da doença, o f e r e c e r t ra t a m e n t o a d e q u a d o, garantir os diretos constitucionais dos portadores e amparar as famílias.

Lei dos bares Jomar Bellini

Aniversário do PPL

Felipe Shikama

O vereador João Donizeti (PSDB) afirmou, durante entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan, na quartafeira (25), que apesar de nunca ter pretendido se candidatar a viceprefeito, está preparado e qualificado para ocupar o cargo. “Temos cinco mandatos de vereador, fomos um dos vereadores mais votados de Sorocaba com mais de cinco mil votos na última eleição”. A declaração de Donizeti, com certeza, já provocou muita ciumeira no ninho tucano.

Suporte regional Já a deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) descartou, durante entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan, na segunda-feira (23), a possibilidade de sair candidata ao cargo de vice-prefeita ao lado do précandidato Antônio Carlos Pannunzio na disputa eleitoral deste ano. “A condição de não sair é exatamente para continuar dando suporte para a nossa região, não só para o nosso partido”, disse.

Desenvolvimento Regional

Dezenas de proprietários e trabalhadores de bares de Sorocaba estiveram, na manhã de terça-feira (24), na Câmara Municipal de Sorocaba. O grupo foi à sessão ordinária para protestar contrariamente à chamada lei dos bares, de autoria do Executivo, aprovada pelos vereadores na semana passada.

Sem diálogo Representando os donos de bares da cidade, o empresário Sérgio Monteiro criticou a ausência de diálogo com os setores envolvidos, para a aprovação da lei. “O principal ponto é que criaram a lei sem consltar a gente. Isso é um absurdo. Estão achando que Sorocaba está em estado de sítio. Tomar uma atitude drástica dessa, de tirar o direito de ir e vir, eu não consigo entender”, reclamou.

“Toque de recolher”

No próximo dia 28 de maio a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano realizará uma audiência pública, em Sorocaba, para apresentar uma prévia do Projeto de Lei que está sendo elaborado pelo Poder Executivo para criação do Aglomerado Urbano de Sorocaba. A informação foi anunciada pelo Secretário Edson Aparecido, a pedido do deputado estadual Hamilton Pereira (PT), durante audiência da Comissão de Assuntos Metropolitanos e Municipais da Assembleia Legislativa de São Paulo, na quarta-feira (25). JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

Cícero Lourenço Pereira, do Sindicato d o s Tra b a l h a d o r e s d e H o t é i s , Restaurantes, Bares e Similares, disse ter recebido a aprovação da lei com surpresa. “A lei, para a gente, é um absurdo. Não se compara Sorocaba com Diadema. Ela é baseada na lei de Diadema, mas que tem outro contexto, lá é uma cidade completamente diferente. É um toque de recolher”.

Audiência pública O vice-presidente da Câmara, Marinho Marte (PPS), conversou com membros do grupo e articulou a realização de uma audiência pública, para discutir os pontos polêmicos da

lei. A audiência, segundo Marinho, foi marcada para o dia 11 de maio, às 9h30 e será presidida pelo vereador Rozendo de Oliveira (PV).

Irredutível Na quarta-feira (25), o prefeito Vitor Lippi (PSDB) já havia afirmado, durante o Jornal da Manhã da Jovem Pan que, mesmo com o protesto de proprietários e funcionários de bares na Câmara de Vereadores, não adiaria a sanção da lei que regula o funcionamento dos estabelecimentos após as 23 horas. Irredutível, Lippi foi enfático ao dizer que não mudará de ideia. “Não cabe aos donos de bares isso, mas ao poder público. Cada um tem o seu papel. Se o dono do bar quiser vender bebida, ele vai vender. Ao poder público, cabe entender o que é melhor para a sociedade”.

Compreensão Para Lippi, os sorocabanos ainda não entenderam a importância e o alcance da lei. “Ninguém vai fechar, mas sim exigir um alvará especial”. Segundo o prefeito, apenas campanhas educativas não são suficientes para resolver o problema. “Queremos que o final de semana não se transforme numa tragédia como vem acontecendo hoje”.

No último sábado (21) o Partido da Pátria Livre (PPL) de Sorocaba comemorou um ano de existência. Filiados, simpatizantes, autoridades e convidados participaram de um encontro festivo ocorrido no Salão Ipanema, na Vila Angélica. Representantes de outras legendas como o PSD, PT do B, PSD e PSDB de Votorantim participaram da festa. Além do pré-candidato a prefeito pelo PSD, Helio Godoy, se encontraram com o presidente do PPL, Sebastião Teixeira, a deputada estadual do PSD, Rita Passos e o prefeito de Itu e coordenador regional do partido, Herculano Junior.

Debate verde O PV de Sorocaba realizou em sua sede, mais um debate através dos “Modulos de Capacitação”. O tema abordado foi: "Legislação Eleitoral". No mês de maio, o PV de Sorocaba vai debater o tema: "O que queremos de políticas públicas para a população de Sorocaba". Segundo o presidente do PV, Jessé Loures o partido pretende discutir e ouvir os pré-candidatos, simpatizantes e saber o que filiados querem para a cidade.

Primeiros socorros O deputado estadual Carlos Cezar (PSB) deve apresentar nos próximos dias um projeto de lei para que estudantes de 12 a 15 anos recebam curso de primeiros socorros nas escolas públicas do estado. O objetivo do projeto é fornecer aos alunos instruções básicas para que os jovens saibam agir rapidamente em casos de urgência médica, antes da chegada de profissionais da saúde.

www.jornalipanema.com.br

A3


Arquivo Aberto O projeto de lei do vereador Caldini Crespo (DEM), que pretende instituir o chamado IPTU progressivo, chegou para votação em segunda-discussão na sessão de quinta-feira (26), mas recebeu uma emenda do vereador Francisco Moko Yabiku (PSDB) e acabou saindo de pauta. A emenda prevê que a lei, se aprovada, só entre em vigência após a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Físico e Territorial, prevista para acontecer, segundo Yabiku, até o final de 2012. “Uma empresa já foi contratada para, junto com a prefeitura, revisar o Plano Diretor. O objetivo [da emenda] é evitar injustiça e o povo que não tem nada a ver [com a especulação imobiliária] acabe pagando o pato”.

Boicote Autor do projeto de lei, Crespo considerou a emenda “uma tentativa de boicote”. “Talvez pressionado por interesses, a meu ver, menores, ele está pretendendo jogar o projeto para as calendas”, criticou, destacando que, antes de o projeto ir à votação, foram realizadas audiências públicas.

Lei dos bancos O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo julgou improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade

movida pela Febraban contra a Lei Municipal nº 8146, de abril de 2007, de autoria do vereador José Francisco Martinez (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Sorocaba. Há cinco anos, a determinação que obriga as agências bancárias do município a isolarem visualmente as pessoas que são atendidas nos caixas eletrônicos foi suspensa por força de uma liminar. Durante esse período a Secretaria Jurídica da Câmara Municipal recorreu ao Tribunal, para que a ação fosse julgada improcedente, revogando-se a liminar. O desembargador Jurandir de Souza Oliveira, relator da ação, destacou em seu voto “a importância da lei para prevenção de crimes”, principalmente as chamadas “saidinhas de banco”.

Vitória

Presidente da Câmara e autor da lei questionada no tribunal, o vereador José Francisco Martinez (PSDB) comemorou a decisão da Justiça e lembrou que a proposta teve o apoio do Sindicato dos Bancários, de autoridades em segurança pública e dos próprios usuários de banco, que passarão a ter privacidade nos momentos de serem atendidos nos caixas eletrônicos, com a implantação de barreiras físicas. “A medida irá representar proteção não só do bem material, mas da vida dos munícipes que fazem operações retirada de dinheiro nos bancos”, reforça.

Em campanha A única mulher a disputar à prefeitura de Sorocaba, Iara Bernardi (PT), além de ter promovido a vinda da senadora Marta Suplicy, tem sido vista nos quatro cantos da cidade em encontros com lideranças dos mais diversos segmentos. O ex-secretário de Cultura de Votorantim e ex-presidente da Lei de Incentivo à Cultura de Sorocaba (Linc), Werinton Kermes, irá dirigir e produzir a campanha de Iara na tv. Já o ex-vereador e ex-deputado estadual Raul Marcelo (PSOL), o mais jovem postulante à Prefeitura de Sorocaba, também tem mantido uma agenda intensa de encontros com lideranças, pré-candidatos a vereador de seu partido e representantes de movimentos sociais. O pré-candidato do PSDB, Antonio Carlos Pannunzio esteve reunido, na última semana, no gabinete do prefeito Vitor Lippi (PSDB). O mesmo adentrou ao Paço através do elevador exclusivo do chefe do Executivo. Segundo fontes, além de assuntos de campanha, uma

análise inicial teria sido feita de funcionários do Paço que poderiam estar desalinhados com a candidatura tucana, visto que muitos integraram o governo do então prefeito e précandidato do PMDB, Renato Amary. Já Amary tem dedicado grande espaço de sua agenda no contato com lideranças dos treze partidos que já declararam apoio à sua précandidatura. Também tem realizado reuniões de trabalho com a equipe de campanha, incluindo-se o marqueteiro político Antonio Melo. A précandidatura de Amary, aliás, já vem se utilizando fortemente da internet, ocupando espaço nas redes sociais. Embora muitos apostem que Hélio Godoy (PSD) não leve sua candidatura até o fim, o précandidato tem mantido a agenda de postulante à sucessão do prefeito Vitor Lippi. Na semana passada, o vereador participou de encontro com militantes do Partido da Pátria Livre (PPL).

Toyota no segundo semestre Em visita à Prefeitura de Sorocaba, na quarta-feira (25), Satoshi Aoki, gerente geral de projetos da Toyota Corporation, confirmou que a montadora inicia as atividades na cidade no segundo semestre, com produção de 70 mil carros por ano. Ele esteve em reunião com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mário Tanigawa, e, ao lado do coordenador executivo da montadora para o Mercosul, Yoshitomo Kanehara, e da assistente de projetos, Miki Shigenobuo, Aoki também anunciou que a Toyota Brasil já vem trabalhando para ampliar a capacidade de produção para 150 mil unidades em curto prazo.

Gui Urban/Secom

IPTU Progressivo

Finalização A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Obras e Infraestrutura Urbana, intensifica os serviços para a conclusão do auditório no Núcleo Central do Parque Tecnológico para a inauguração do espaço em 4 de junho, com a realização da 1ª Conferência Internacional de Inovação em Parques Tecnológicos.

Pavimentação na Vila Haro O vereador Claudio do Sorocaba I (PR), por meio de requerimento aprovado na Câmara Municipal, solicita a pavimentação asfáltica da rua Armando Arruda Pereira, na Vila Haro, a partir no número 90 até o final da rua. Os moradores do bairro procuraram o vereador com um abaixoassinado em que reivindicam à prefeitura a realização da obra.

Liderança Inovadora

Gui Urban/Secom

O prefeito Vitor Lippi (PSDB) voltou na terça-feira (24) do seminário “ S a l t o s d e A p r e n d i z a g e m ”, promovido pelo Instituto Mind Group, no World Trade Center, em São Paulo, com mais um troféu para Sorocaba. Desta vez, a estatueta dourada homenageia a “Liderança Inovadora” do município na área da Educação. Convidado a falar sobre os avanços no setor nos últimos anos, Lippi disse que o aprendizado passa, necessariamente, pela melhoria da gestão da Educação. O prefeito apresentou os resultados da aplicação dos conceitos de Cidade Saudável e Cidade Educadora, atribuindo ao desenvolvimento escolar à promoção da equidade social.

A4

www.jornalipanema.com.br

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Meio Empresarial

C&C inaugura loja de 7.200 m2 ampliação da loja C&C Sorocaba é para o consumidor que dispõe de pouco tempo para procurar os produtos que necessita e precisa de variedade e facilidade em sua compra. Ao trazer esse perfil de loja para Sorocaba, contribuímos com a região na geração de novos postos de trabalho e renda”, ressalta Gonçalves.

A C&C Casa e Construção inaugurou na quinta-feira (26) a nova loja de 7.200 metros quadrados, que conta com todos os serviços da rede, como o exclusivo serviço de Arquiteto C&C, com profissionais que auxiliam gratuitamente os compradores para as melhores decisões, entre outros. A nova unidade C&C Sorocaba tem mais de 52 mil itens em construção

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

e decoração e é a 43ª loja do grupo. O novo home Center C&C Sorocaba Raposo faz parte do processo de expansão da rede de varejo para o novo conceito das lojas C&C – organizadas por ambientes, como uma casa. “A nova loja da C&C gerará cerca de 200 empregos diretos e 600 indiretos, explica o diretor geral da rede, Jorge Gonçalves Filho, “A

Fotos: Juliana Moraes

Evandro Luz Lopes, gerente regional; Jorge Gonçalves Filho, diretor geral da rede e; Henrique Borriello, gerente

www.jornalipanema.com.br

A5


Guyma Baddini

Colorido Esse é o título do CD de Hugo Rafael, o vencedor do programa de novos talentos do Raul Gil e que agora, em 2012, vai sair país afora para divulgar seu trabalho. O pré-lançamento foi no Clube de Campo Sorocaba, que trouxe muita sorte e sucesso para Hugo Rafael. O show foi sensacional.

Fotos: Paulino Godoi

Janaina e Carlos Augusto D’Almeida

Lilian Gonzaga

A6

www.jornalipanema.com.br

Eliana e Gerson de Mello Marcelo

Zilá Gonzaga

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Educação

Fluência em idiomas, como o mandarim, contribui para quem busca boa colocação no mercado Cida Haddad Ter fluência em um idioma é parte essencial para quem busca uma boa oportunidade de emprego. De acordo com Daniel de Carvalho Luz, presidente da APRH (Associação dos Profissionais em Recursos Humanos de Sorocaba), hoje vivemos em um “mundo sem fronteiras”, então o aprendizado do Inglês é mais que essencial, na opinião dele. Como exemplo do uso do idioma no dia a dia de uma empresa, Luz cita as conferências feitas entre plantas de diferentes localizações. Ainda quanto ao aprendizado de uma língua, ele lembra que não é somente falar que é essencial, mas sim a escrita também. Após ter a fluência no Inglês, Luz afirma que é interessante buscar o aprendizado de outros idiomas, seguindo a origem da empresa para a qual se trabalha, como o alemão, japonês e mandarim. O engenheiro Michel Almeida, 30 anos, sabe bem da importância de aprender inglês e outros idiomas. Entre as viagens a trabalho, ele esteve em Xangai, na China. Ele afirma que o conhecimento que tinha quanto a idiomas era o inglês e algo que chamou a atenção dele é que o inglês é falado na maioria entre pessoas mais jovens. No dia a dia,

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

a dificuldade também era encontrada em situações como compras. Ele recorda que a comunicação com os comerciantes chineses não era feita muito com palavras, já que eles mostravam o valor das compras na calculadora. Outra dificuldade notada foi que na China são falados muitos dialetos, o que deixava a compreensão mais difícil ainda. Almeida diz que no momento aprende japonês e não descarta mais para a frente aprender o mandarim.

Vestibular Unificado 2013

Foram divulgadas as datas do Vestibular Unificado PUC-SP 2013. As inscrições estarão abertas entre 28/10 a 22/11; a prova será realizada dia 2/12; e os resultados serão divulgados em 18/12. Também já estão definidas as obras literárias cuja leitura é exigida para a seleção: Memórias Póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis), Sentimento do Mundo (Carlos Drummond de Andrade), Til (José de Alencar), Viagens na Minha Terra (Almeida Garret) e Vidas Secas (Graciliano Ramos). Mais informações: www.vestibular.pucsp.br. A programação dos principais eventos dos vestibulares das Fuvest, Unesp, Unicamp, Unifesp, ITA, PUC-SP e PUC-Campinas foi definida conjuntamente pelas instituições, em reunião para permitir aos candidatos interessados a participação nesses processos seletivos.

www.jornalipanema.com.br

A7


Teylor Soares

teylor@jornalipanema.com.br

O fim dos bares Na semana passada foi aprovada a lei que obriga os bares a fecharem às 23 horas e a partir disso muita gente começou a achar que será o fim dos bares. Essa semana teve uma manifestação na Câmara Municipal contra a lei. Mas, mesmo assim, não foram muitos “interessados”. Aliás um problema grave... reclamar é fácil, mas na hora de participar ninguém aprece....e esse é um recado para todos.

Tânia e Bozó Vicelar

Claudio Cordeiro

Rafael Correa

Vale dizer que para os bares que já estão funcionando, eles apenas têm que apresentar uma licença especial com algumas “novas” exigências: 1 - Inscrição Municipal 2 - Auto de vistoria do Corpo de Bombeiros 3 - Licença de funcionamento da Vigilância Sanitária 4 - Laudo de tratamento acústico do local (quando tiver música ao vivo). 5 - Acesso a portadores de necessidades especiais 6 - Alvará de construção, reforma ou ampliação 7 - Parecer favorável de uma comissão especial ou seja, nada além do que qualquer outro estabelecimento correto deve ter. E para deixar claro, eu não sou a favor nem contra a nova lei, sou a favor de locais para nos divertirmos, mas com responsabilidade e segurança.

Júlio Salvo

Petit Poá deixar de Campanjáhalançda m tempo, mas eu não podia ou a nova campanha há algu vez mais,

A Petit Poá a equipe que, cada que estão demais. Méritos falar das fotos da campanha styling é do Flávio Tenguan o ipe, equ Ricardo Camargo e arrebenta. As fotos são do equipe da Petit Poá, Luciana . Parabéns também para a e o make é do Willy Morales anh am tod o o pro ces so. mp es, que sem pre aco Nev ine Jan e ha Cun Rita Sca rpa ,

A8

www.jornalipanema.com.br

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Gaby Camargo Pustiglione

gaby@jornalipanema.com.br

Parabéns Gilmara Fleury comemorou seu aniversário na Mandala Chopperia, onde recebeu o carinho de seus amigos para um brinde mais que especial.

Isis Leite Lemos, Pedro Santos e Maisa Leite Lemos

Pequenos Morangos O Grupo Educacional Morangos, com sede em Portugal, reuniu profissionais da área e imprensa para divulgar a primeira unidade internacional na cidade de Sorocaba e as detentoras da marca Morangos no Brasil são as irmãs Maisa e Ísis Leite Lemos. Pedro Santos, dono do grupo Onebiz, detentor da marca Morangos mundialmente, veio exclusivamente de Portugal para o lançamento da unidade em Sorocaba que será inaugurada no segundo semestre, a princípio só para berçário e pré-escola. A metodologia de ensino é inovadora no Brasil e tem como base a filosofia do amor e acolhimento.

Márcio Lacava e Gilmara Fleury

Helder Arruda

Aniversariantes

Mauren Susie Ferreira Silva

Sábado (28) – Fábio Munhoz Sábado (28) – Marco Túlio Proença Sábado (28) – Artur Hess Sábado (28) – Osvaldo F. Soares de Barros Sábado (28) – Mateus Soares Domingo (29) – Pamela Mussi Domingo (29) – Flávio Nelson da Costa Chaves Domingo (29) – Madeilene Caputo Segunda-feira (30) – Salete Mussi Bonito Segunda-feira (30) – Luciana Ruello Segunda-feira (30) – Marina Oliveira Pinto Segunda-feira (30) – Nilza Benedetti Terça-feira (1/5) – Francisco Nottolini Quarta-feira (2/5) – Claudio Cordeiro Quarta-feira (2/5) – André Moron Quarta-feira (2/5) – Douglas Valle Quinta-feira (3/5) – Iza Inglês de Souza Sexta-feira (4/5) – Daniel Castanho Sexta-feira (4/5) – Ana Moreno Sexta-feira (4/5) – Paulo Walter Leme dos Santos

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

A9


Dia do Trabalho José Isquierdo Moreno, alfaiate: “Era comum os homens encomendarem seus ternos no alfaiate porque não tinha a roupa já pronta na loja”

Fotos: Juliana Moraes

“A minha [profissão] praticamente já acabou. Em São Paulo mesmo só tem dois ou três técnicos [exercendo a atividade]”, lamenta, aos 80 anos, o mecanografista Antônio Carlos Pereira

C

omo uma máquina do tempo, a memória do alfaiate José Isquierdo Moreno, 77 anos, nos remete à uma época em que praticidade, agilidade e pressa, não eram atributos determinantes da sociedade sorocabana. “Era comum os homens encomendarem seus ternos no alfaiate porque não tinha a roupa já pronta na loja”, resume. Imprescindíveis em um passado recente, algumas profissões, como a de Isquierdo Moreno, apesar de ameaçadas de extinção, ainda resistem ao tempo. Por enquanto. “A minha [profissão] praticamente já acabou. Em São Paulo mesmo só tem dois ou três técnicos [exercendo a atividade]”, lamenta, aos 80 anos, o mecanografista Antônio Carlos Pereira. O profissional, que há mais de cinquenta anos se dedica ao conserto de máquinas de escrever, atribui a eminente extinção de sua profissão ao advento dos microcomputadores. “Eu só continuo porque ainda tenho muitos clientes e gosto de fazer restauração de relíquias. Só vou parar quando eu morrer”, destaca.

A10

Já o barbeiro Aparecido Rosa de Paula, o Cido, não acredita que sua profissão será extinta, mas já planeja pendurar as chuteiras - ou melhor, passar o navalhete para as mãos de seu herdeiro. “Hoje o número [de barbeiros] é bem menor. Eu já estou parando e deixando para o meu filho. Ele é preguiçoso, mas vai bem também”, comenta, sem revelar a idade. O salão de barbearia de Cido, aliás, fica no interior do Mercado Municipal de Sorocaba e, inusitadamente, divide espaço com frutas, especiarias, carnes e peixes. “Eu comecei no sítio, cortando o cabelo dos vizinhos. Quando eu tinha 17 anos eu fiz um curso para aprender. Com 18 anos eu abandonei e fui trabalhar com outras coisas. Só depois, com 40 anos, eu voltei. Estou aqui [no Mercado Municipal] h á 2 1 a n o s ”, c o n t a . Com sessenta e quatro anos dedicados

Felipe Shikama

Felipe Shikama felipe@jornalipanema.com.br

Miriam Salcedo: “Justamente pelo advento da tecnologia acredito que a tendência seja cada vez mais se valorizar o trabalho manual” às linhas e agulhas, cinquenta deles atendendo no mesmo endereço - a avenida Coronel Nogueira Padilha, no Além Ponte -, Isquierdo Moreno lembra que a profissão com a qual sustentou sua esposa e seus três filhos já foi bastante popular. “Só aqui nessa rua existiam outros sete alfaiates”, relembra. Ele recorda que às vésperas do Natal, com o aumento das encomendas, chegava a empregar até três funcionários. “Quando eu tinha vinte e poucos anos, eu amanhecia trabalhando. Criei meus três filhos só na agulha. Eu não tenho queixa da remuneração, tudo o que eu tenho foi conquistado como alfaiate”, constata. O profissional, que já confeccionou ternos até mesmo para prefeitos de Sorocaba, relata que o declínio pela procura de alfaiates começou em meados da década de 1970, por causa do aparecimento “de roupas prontas”. “Os jovens querem tudo na hora, então hoje eu faço e alugo as roupas. Fazer,

para vender mesmo, agora é muito pouco. O terno é de vez em quando, às vezes um ou dois por mês. Antigamente eu

chegava a fazer cinco ou seis por semana”. Foi durante as férias escolares, como curiosidade, que Miriam Salcedo começou a observar o ofício de seu tio, um dos calígrafos mais respeitados de São Paulo. “Com o tempo passei a ir quinzenalmente para me aprimorar e o trabalho na área foi uma consequência, pois não haviam muitos profissionais na cidade”, conta. Calígrafa há aproximadamente 20 anos, Miriam não acredita que as múltiplas possibilidades dos computadores irão colocar em xeque sua atividade profissional. Ao contrário. “Justamente pelo advento da tecnologia acredito que a tendência seja cada vez mais se valorizar o trabalho manual”, avalia. Entretanto, Miriam sabe que a quantidade de calígrafos é cada vez menor. “Hoje em dia as pessoas quase não escrevem, é tudo digitado em computador, nas escolas as crianças apredem a ler e a digitar. Como multiplicar uma profissão que é essencialmente de escrita? Acho que as crianças e adolescentes de hoje não teriam paciência de aprender”, constata. Considerando sua profissão também uma “arte”, Isquierdo Moreno não pensa em largar a linha e agulha para descansar. “Eu me aposentei faz tempo, estou aqui mais para não ficar parado. Enquanto a gente tiver saúde, a gente vai estar aqui”, finaliza.

Aparecido Rosa de Paula, o Cido, barbeiro, não acredita que sua profissão será extinta, mas já planeja pendurar as chuteiras - ou melhor, passar o navalhete para as mãos de seu herdeiro

Ameaçadas de extinção, profissões resistem ao tempo

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

A11


Corpo em forma & Saúde

O barulho que faz o crack As pedras queimadas durante o uso fazem barulho. Daí o nome de crack, que é produzido a partir da cocaína, juntamente com bicarbonato de sódio ou amônia e água. Tal composto pode ser fumado ou inalado após ser queimado em cachimbos improvisados, como latas de alumínio ou tubos de PVC. As pedras menores podem ser misturadas a cigarros de tabaco ou maconha, sendo chamados de piticos, mesclados ou basucos. A fumaça tóxica atinge o pulmão, cai na corrente sanguínea e atua no cérebro, que é o responsável pela dependência. Finalmente, após agredir diversos órgãos (pulmão, cérebro, coração etc), é eliminado pela urina. A cocaína é consumida pela humanidade há cinco mil anos, mas suas propriedades estimulantes do humor foram conhecidas somente no século XIX com o isolamento da eritroxilina. O subproduto

A12

www.jornalipanema.com.br

chamado de crack surgiu na década de 1990, sendo considerada a droga dos pobres e dos menores de idade. Em nosso país existem dois milhões de usuários, segundo o Ministério da Saúde, podendo chegar a seis milhões pelos cálculos da Organização Mundial da Saúde. Pelos estudos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), um terço dos usuários encontra a cura, outro terço mantém o uso e o restante morre, sendo 85% dos casos decorrente da violência. A cocaína agride o sistema nervoso, provocando oscilações do humor (euforia e tristeza), dificuldade de raciocínio, problemas de memória e concentração. Na intoxicação aguda o indivíduo apresenta pupilas dilatadas, excitação, pensamento acelerado ou desorganizado, pulso e pressão arterial aumentados e comportamento agressivo, imprevisível e violento. As principais consequências do uso da cocaína são doenças pulmonares, moléstias psiquiátricas (psicose, paranóia e alucinações) e problemas no coração (infarto etc). Infelizmente ainda não existe uma droga específica para o tratamento dos dependentes do crack, mas é preconizada a internação para desintoxicação por 7 a 14 dias.

São usadas comumente drogas como os sedativos (diazepam etc), anticonvulsivantes, antidepressivos etc. A síndrome de abstinência deve ser combatida somente com substâncias para os sintomas, tais como náuseas, vômitos, diarreia, pupilas dilatadas, pulso acelerado, bocejos repetidos, ansiedade, inquietação etc. Após a fase de pós-intoxicação, devese ficar atento a pensamentos ou atos suicidas. Também encaminhar para tratamento ambulatorial, com a supervisão constante de um psiquiatra, afim de evitar as gravíssimas recaídas. Finalmente, a ajuda pode e deve ser procurada junto a Secretaria ou Conselho Municipal de Saúde ou, ainda, o Ministério Público. A lista de lo cais para atendimento pode ser obtida acessando www. enfrenteocrack.org.br ou 0800 510 0015. Professor Doutor Mário Cândido de Oliveira Gomes, infectologista e clínico geral

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Corpo em Forma & Saúde

Como resgatar um relacionamento? Estamos vivendo um momento único de avanços tecnológicos, descobertas que trazem à humanidade grandes vantagens e muitos benefícios. Porém esse momento traz junto a falta de orientação, vamos chamar assim, de como utilizar tantos avanços sem comprometer o que realmente é e há de bom! Explico melhor: não é raro ouvir em atendimento psicoterápico (terapia) de meus pacientes algumas “descobertas” que aparentemente parecem “simplistas” e, no entanto, são simples. O quanto o exercício respiratório pode minimizar a ansiedade, a angústia sem precisar de psicotrópicos (antidepressivos e outros) em casos onde existe, na verdade, uma “depressão existencial” e não química. Ou como terapeuta sexual ver o rosto surpreso de casais quando passo de “tarefa de casa” iniciar por irem namorar no “escurinho do cinema”.... Simplista! Como uma especialista nessa área faz tal sugestão? Não. Simples!!! Vivemos, há anos, com tanto e tudo tão descartável, que nos “confundimos” em como estabelecer limites nesse “descartável”. Como as relações interpessoais, por exemplo, e aqui onde estabeleceremos nossa reflexão? Uma caricatura simples para refletirmos: Ninguém compra, luta para ter um patrimônio, por melhor que seja em sua qualidade e deixa anos sem manutenção e cuidados! Ao menos não deveria. Afinal não seria nada inteligente deixar deteriorar ou até ser depredado um “bem”. Quem dirá então quando nos referimos ao “bem humano”, vidas que vamos conquistando durante nosso histórico de vida! E na maioria das vezes diante dessa rotina atribulada e extremamente competitiva vamos todos nos perdendo e deixando de cuidar e zelar por um patrimônio de valor incalculável e tão perecível!! A começar, por exemplo, o cuidado das palavras, zelo nas atitudes que, no mínimo, seriam elementos de boa educação, que, em especial, são deixados de lado nas relações afetivas e, em especial, as afetivas/amorosas. Isso porque temos, mesmo que insconscientemente,

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

segurança de não correr o risco de perdemos o afeto – uma zona de conforto que vai se instalando. Há que se refletir como estão nossas relações como um todo e o que podemos fazer de imediato para resgatá-las, isso acreditando que há o que ser resgatado. Ou, então, termos coragem de “adquirir novo bem” e ai sim levando em conta essa reflexão, construir um patrimônio humano precioso que precisa ser lapidado e cuidado um dia de cada vez e inclusive entender que terá várias “metamorfoses” (mudanças) durante o “caminho”. Entender que o afeto e o afeto/ amoroso são bênçãos “deliciosas”, que nos são dados de graça e pela Graça, há que cuidarmos, de forma simples, porém consciente e responsável! Osmeire Tobias Mendes, psicóloga clínica e terapeuta sexual

www.jornalipanema.com.br

A13


Renata Moeckel

renatamoeckel@jornalipanema.com.br

Coaching ajuda nos preparativos do casamento Maio é o tradicional mês das noivas, uma das épocas preferidas para casar O casamento é um rito de passagem importante na vida de qualquer pessoa e uma festa especial, com inúmeros detalhes e pessoas envolvidas. Ter planejamento e paciência é fundamental para minimizar o estresse natural que antecede o matrimônio. “Mesmo com a divisão das tarefas, a noiva fica mais sobrecarregada do que o noivo e, sem auxílio profissional, os preparativos podem se tornar um fardo para o casal”, observa Bruno Juliani, Master Coach Trainer e diretor geral da Academia Brasileira de Coaching (Abracoaching). A ajuda profissional citada por Juliani não se refere à contratação de cerimonialistas, consultores ou assessores de casamento, profissionais que também são essenciais para

preparar o evento, mas sim do coach. Do inglês técnico ou treinador, o coach é o profissional que aplica um método de desenvolvimento humano denominado coaching – ou treinamento. “Esta metodologia reúne técnicas e conhecimentos de várias áreas, como a neurolinguística e a terapia cognitiva comportamental, com o objetivo de concretizar metas”, explica. O coaching ajuda os noivos a conduzirem todo o processo do casamento de forma estruturada. O estresse deixa a cabeça confusa e as emoções, que nesta situação ficam à flor da pele, tomam a frente nas decisões. Sem plena consciência das ações e escolhas, os noivos podem ficar insatisfeitos, ainda mais estressados

e não desfrutam deste momento. “O investimento financeiro e emocional exigido pelo casamento não deve ser maior do que a felicidade, a alegria e a realização proporcionadas pela união de duas pessoas”, ressalta.

Iguatemi investirá R$ 6,5 milhões no Esplanada Shopping em 2012 A Iguatemi Empresa de Shopping Centers investirá em 2012 cerca de R$ 6,5 milhões na revitalização do Esplanada Shopping. O projeto prevê a substituição do piso do shopping, instalação de portas automáticas nas portarias B e C, obras de infraestrutura e uma nova comunicação visual. Em 20 anos de atividade e uma posição bastante consolidada no varejo do interior de São Paulo, o Esplanada Shopping prepara-se para ocupar um novo patamar no mercado, evoluindo para um conglomerado de uso misto no segundo semestre de 2013, quando passará a fazer parte do Complexo Iguatemi Esplanada com a inauguração do Shopping Iguatemi Esplanada. Com este projeto, a Iguatemi Empresa de Shopping Centers pretende entregar à população o mais completo complexo d e u s o m i s t o d a r e g i ã o, com o melhor mix de moda, gastronomia, lazer, tecnologia, cultura, casa/decoração e serviços, proporcionando aos clientes uma experiência diferenciada e solução das necessidades em um único lugar. Administração A Iguatemi Empresa de Shopping Centers (IESC) assumiu em 16 de março a administração

A14

www.jornalipanema.com.br

Juliana Moraes

Aléssio Boranzi, gerente geral do Esplanada Shopping e Charles Krell, vice-presidente de operações do Iguatemi do Esplanada Shopping, que passa a ser o 12º empreendimento sob gestão do Grupo. Recentemente, a Iguatemi também aumentou sua participação no empreendimento, com a aquisição de mais 4,85% do shopping, passando a ter 38,22% do centro de compras. “O aumento da nossa participação e, agora, a gestão do shopping demonstram a importância da região para os nossos

negócios”, explica o presidente da companhia, Carlos Jereissati Filho. A Iguatemi também trabalha na inauguração de um novo shopping, ao lado do Esplanada. O Iguatemi Esplanada tem inauguração prevista para o segundo semestre de 2013 e receberá investimentos de R$ 311,3 milhões. O projeto prevê, no futuro, u m a i n t e g ra ç ã o e n t r e o s d o i s empreendimentos, o que permitirá que o complexo se torne o maior pólo de consumo de toda a região.

Eliminar obstáculos Com auxílio do coach e a aplicação do coaching, o casal é capaz de determinar as prioridades, estabelecer as ações necessárias para atingir os objetivos e eliminar os obstáculos que impedem a realização das metas. “Se for necessário, o coach solicita tarefas que visam o desenvolvimento de habilidades e competências que são importantes para que o matrimônio se torne realidade. Os noivos precisam ter foco e alinhar seus valores e crenças às suas aspirações e a missão do coach é fazer com que o casal consiga visualizar o melhor caminho”, acrescenta Juliani. O coaching serve como apoio para enfrentar todas as demandas e conciliar os desejos e expectativas da noiva e do noivo. Além disso, promove o equilíbrio das emoções e dos aspectos financeiros. “O dinheiro exerce dois papéis – de bonzinho e de malvado. Na maioria das situações ele é ruim, pois não é fácil de ser obtido e vai embora com facilidade. Ajustar o orçamento às necessidades é uma tarefa difícil, principalmente quando o assunto é casamento, mas que pode ser facilitada com o coaching”, destaca João Alexandre Borba, Master Coach, psicólogo e instrutor da Abracoaching. Borba afirma que é comum os pais dos noivos darem o seu pitaco em cada decisão relacionada à cerimônia, a festa e até mesmo à casa dos pombinhos. O coaching pode ser útil para os pais entenderem a sua importância e os seus limites, mostrando como auxiliar os filhos neste processos sem causar constrangimentos e conflitos. “Este é um momento do casal e os pais têm que compreender isso. É natural que eles sintam necessidade de estar perto e, sem exageros, a presença do pai e da mãe é imprescindível neste momento para dar apoio, carinho e atenção”, esclarece. (fonte:Toda comunicação). Em Sorocaba há o grupo Mara Magalhães Treinamento e Desenvolvimento Humano. Telefone (15) 3211-4139 ou e-mail: mara@ grupomaramagalhaes.com.br

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Gastronomia

Pizza em casa Juliana Moraes

Sempre atender às necessidades dos clientes, com todo o conforto. Foi com esse objetivo que os proprietários da Pizzaria da Rita, desde 2008, oferecem o chamado rodízio de pizzas em casa. No próximo mês de m a i o, a P i z z a r i a d a Rita completa 19 anos e, de acordo com os proprietários Rita Maria Zanon Fonseca e Luiz Antônio da Fonseca, o preparo das pizzas em locais fora da pizzaria, foi um diferencial somado à tradição e qualidade dos serviços já oferecidos anteriormente. Com o rodízio a domicilio, explica Rita, a única “preocupação” é aproveitar os bons momentos com amigos, familiares e até colegas de trabalho. Segundo os proprietários, é levada uma “verdadeira estação gastronômica” com equipamentos como forno (a gás, com sabor semelhante ao forno à lenha), além do pizzaiolo e equipe. Muitas são as opções de recheios também oferecidos, para as pizzas doces e salgadas. De acordo com Rita, se o cliente quiser algum ingrediente diferente para a pizza é só deixar acertado isso com os profissionais da pizzaria.

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

Rita Maria Zanon Fonseca e Luiz Antônio da Fonseca

www.jornalipanema.com.br

A15


Paulinho Godoi

paulinhogodoi@jornalipanema.com.br

Hortência Aparecida Nicola Peranovich

De salto alto

Bruna Peranovich

A16

www.jornalipanema.com.br

A coleção outono/inverno da Ambycê Calçados e Acessórios está de arrasar. O coquetel reuniu clientes que ficaram apaixonadas pela nova coleção, que vem colorida e seguindo as tendências das passarelas. Então amiga, não deixe de conhecer a loja, porque você terá um atendimento VIP e a Hortência é encantadora. Garanto que você vai fazer sucesso e suas amigas vão querer saber onde você adquiriu seus sapatos e acessórios. Não faça a má, conte que foi na Ambycê Calçados.

Telma Cerqueira

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Mercado de Trabalho

País deve ter 42 novos shoppings até o fim do ano Impecável a partir das 7h30 da manhã, por 10 horas Há seis anos, comecei a atuar no segmento de luxo vendendo carros das marcas Citröen e Audi. Não entrei nesse ramo por acaso. Planejei e estudei bastante. Tive de aprender a falar inglês e espanhol. Cursei administração de empresas e fiz uma especialização em gestão comercial. Hoje, sou gerente da Rimowa, loja de malas, nos Jardins (zona oeste de São Paulo). A valise mais barata custa R$ 890,00. A mais cara sai da prateleira por R$ 4.890,00. Fui convidado para gerenciar a Rimowa que será inaugurada no JK Iguatemi. Para me manter informado leio dois jornais e vários sites de notícias na internet logo cedo. Assisto a telejornais com olhar atento. Os clientes gostam de conversar sobre atualidades na hora da venda. Geralmente, comentam sobre economia, política e entretenimento. Tenho que interagir com propriedade, além de ter uma boa retórica para dar prosseguimento à conversa. Perfeição matinal O mercado de luxo exige s a c r i f í c i o s . Te n h o d e e s t a r impecável para a jornada diária, que chega a durar 10 horas. Acordo às 7h30 durante seis dias por semana. Tenho de estar com barba feita e roupa bem alinhada.No sábado, eu mesmo lavo e passo o paletó e todas as seis camisas que vou usar durante a semana. Não reclamo desse ritual porque não me vejo fazendo outra coisa da vida.

Apesar da alta demanda, bons profissionais são raros; salários podem chegar a R$ 60 mil Daniella Antunes, 18, acorda seis dias por semana às 6h30, improvisa escova no cabelo, maquia o rosto com produtos caros, toma café e sai de casa, em Barueri (a 30 km da capital paulista), rumo ao shopping Iguatemi Alphaville. A garota simples da periferia fica do lado de fora. Às 10 horas, já de ‘uniforme’, assume o papel de aprendiz de executiva de vendas da multimarcas Belier, onde um par de sapatos custa R$ 870,00. No ônibus, a caminho do trabalho, folheia revistas de moda. ‘Preciso estar super antenada se quiser evoluir’, considera. O máximo do glamour? Ser diretora de estilo de uma marca internacional. Para chegar lá, estuda administração na Unip (Universidade Paulista). Segundo dados da Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), 42 shoppings serão inaugurados em todo o país até dezembro, sendo 17 deles no estado de São Paulo (dois na capital). O mais suntuoso é o JK Iguatemi, cuja abertura está suspensa. Somente para São Paulo, a Dulce Salles Recrutamento e Seleção, uma das principais nesse segmento, está com 50 vagas abertas em lojas de luxo - de rua e de shoppings. Os salários vão de R$ 6.000,00 (vendedor, sem incluir a comissão) a R$ 60 mil (diretor de estilo). Mas esses postos não são para qualquer um. Fotos: Isadora Brant/Folhapress

Eduardo Rodrigues, 33, diz que trabalha com luxo, mas leva vida difícil, pois precisa estar sempre impecável na hora do trabalho JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

“Estudei feito louca a história da marca”

Paula Pascoaline, 24, vendedora de jóias no Shoppinh Cidade Jardim se preparou para atender uma clientela rica e exigente

Escassez Dulce Salles, proprietária da empresa de recrutamento, afirma que o segmento é o mais exigente do comércio. “O mercado 'premium' vende desejo. Poucos candidatos compreendem o que isso significa”, avalia. A maioria dos recrutadores não confessa, mas boa aparência é condição “sine qua non”. Viviane Gonzalez, diretora regional da Business Partners Consulting, especializada em consultoria de RH e desenvolvimento organizacional, explica que muitas marcas estrangeiras que estão no Brasil estabelecem um perfil bem específico para o candidato. Por exemplo, ele deve ser jovem, falar três idiomas, estar bem informado e ter “atitude de rico” - seja lá o que isso signifique. De acordo com a vice-presidente da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos), Elaine Saad, uma das principais dificuldades para quem quer enveredar pelo setor é encontrar espaço. As marcas procuram, sim, os bons profissionais na loja ao lado e tentam seduzilos com ganhos salariais e viagens. A escassez de bons vendedores levou a lojista Elis Mello, 39, da Belier, onde Daniella trabalha, a apostar no treinamento de uma equipe sem experiência. “Eu ensino tudo: postura, como conversar com o cliente, ser sutil e discreto. Quem tem talento fica”, detalha ela. (Ullisses Campbell/Folhapres)

Pa u l a Pa s c o a l i n e , 2 4 , aprimora o conhecimento com viagens internacionais e leitura para ganhar a clientela Consegui o meu primeiro emprego aos 16 anos em uma indústria química que fabricava solventes em D i a d e m a ( A B C Pa u l i s t a ) . Nunca imaginei que um dia trabalharia vendendo artigos de luxo, até que, em 2007, fui chamada para fazer parte da equipe da grife Jackie Usava por indicação de uma amiga. Cheguei perdida, mas estudei feito louca a história da marca. Comecei a vender bastante e descobri que tinha vocação para atuar no segmento de luxo. Graças ao meu desempenho, passei a ganhar bem, frequentar círculos sociais altos, fazer viagens internacionais e gostar de coisas caras, como joias e roupas de grife. Em 2011, fui contratada para trabalhar com joias na Noia Carolina, no Shopping Cidade Jardim. Na ponta da língua Percebi que era preciso estudar ainda mais, pois cada peça tem uma história diferente. A pérola “South Sea”, por exemplo, é retirada de uma ostra que vive nas profundezas do oceano. É exigido ter essa história na ponta da língua para impressionar o cliente quando ele fica indeciso. Quem consome esses produtos enche o vendedor de perguntas. Venda demorada Já vendi peças de R$ 70 mil, mas esse tipo de negócio é trabalhado por meses até o cliente passar o cartão. Uma das maiores lições que aprendi nesse setor é que as aparências enganam, pois nem sempre o cliente mais alinhado é o mais rico. Os que chegam com roupas simples compram as peças mais caras. Os bem vestidos costumam pechinchar e pedem até para parcelar.

www.jornalipanema.com.br

A17


Artigos Sangria Toda vez que entro em São Paulo, vou pensando para que serve uma cidade grande assim? Nela, eu perco as pessoas que gostaria de encontrar; demoro demais no que faço e, me transformo num inconformismo estranho que mistura pouco tempo pra muito espaço. As metrópoles têm um lado bom, mas a cara do convívio solitário; a cor do progresso ao som do desespero, da pressa. Pois naquela manhã cinza, barulhenta e em meio àquele povaréu que se debatia sem se reconhecer, um desses malucos de rua me ofereceu um poema. Eu ri sem jeito e ele começou a gritar sua amostra grátis de poesia: “decepção de amigo é como sangria, falseia o vinho e mente com alegria”. O sinal abriu... Acelerei... Parei mais à frente e, aquele verso não me saía da cabeça. Se incomoda e não sai da cabeça é porque precisa ser enfrentado... Trânsito parado... No ônibus cheio de gente ao meu lado, era nítido o quadro: a morena bonita paquerava descaradamente o sujeito à sua frente, enquanto de mãos dadas às suas, o marido cochilava. Andou... Acelerei... Parei de novo... E a cena continuava... Eu torcia para o marido acordar, ela para que dormisse o sono eterno. Contradições! A falsidade é assim, ela contradiz nossos melhores sentimentos. É o empréstimo sem

devolução daquilo que nos é caro; a dívida não paga pelo golpista; o uso das nossas relações mais estreitas pelo oportunista; a mentira dita sobre o que não aconteceu; a aliança do amigo com nosso pior desafeto; a confiança que se emprestou a alguém e que, de repente, se vê alardeada; a decepção daquela gelada em público porque há no local, pessoas mais interessantes... Mas de todas as traições, a pior ainda é perder quem se ama para o melhor amigo. Perdoar o amor perdido é até possível, mas o amigo... E na hora em que se descobre a traição, nem adianta argumentar, só veneno cura a raiva. Veneno no copo do outro, claro! O trânsito continua parado e o andarilho de São Paulo não consegue terminar seu poema. Sigo pensando que ele tem razão. Decepção de amigo é mesmo, como sangria, falseia o vinho e mente com alegria. E isso incomoda é verdade, mas também passa. Afinal, a vida pode até ser feita de aceleradas e paradas, mas não ser um desses velhacos já é matéria prima suficiente para fazer, apesar de tudo, um novo e bom dia. Lilian Rose Lemos é advogada

O diálogo de um bebê anencéfalo com um anjo Meu primeiro dia na barriga da mamãe foi uma festa. Eu era do tamanho do ponto final desta frase. Na primeira semana de gestação já era um ponto e vírgula. Cheguei a oito semanas parecendo um feijão no exame feito na clínica médica. Todos que viam a mamãe falavam que eu seria uma belezinha. Cresci no ventre pensando, até que um dia um anjinho falou comigo que eu teria poucos minutos de vida depois do meu nascimento. Ele explicou que alguns bebês são chamados por Deus para fazerem parte dos anjos especiais. Estaria entre eles e, para isso, teria que passar os meses na barriga da mamãe com o que o pessoal lá de fora do meu mundo chama de anencéfalo. Meu anjinho explicou que eu nasceria com a ausência do cérebro e cerebelo. Teria depois de dar meu primeiro chorinho de vida e ser acariciado pelas mãos da mamãe somente 51 minutos de existência junto de meus pais. Iria dali direto para o colo da virgem Maria e receberia uma cabecinha novinha do papai do céu. Fiquei feliz em saber tudo isso. O que me deixou triste foi ouvir do meu anjinho que os doutores da lei, como no tempo de Jesus, estavam decidindo pelos direitos da minha morte. Eu poderia ser abortada. Chorei ao lado do meu anjinho. Queria tanto viver todos os meses na barriga da mamãe e mesmo só tendo alguns minutos ao lado dela e de papai, seria o bebê mais feliz do mundo. Teria até um nome e um registro e o dia que eles também fossem para o céu estaria por lá para recebê-los com a mesma alegria

A18

www.jornalipanema.com.br

que tive quando passei os nove meses em companhia deles. Não adiantou um montão de mães e pais irem em passeata até o sinédrio para falarem que são contra o aborto. Teve até gente que disse que seria uma decisão humana e correta. Que pena eles não perguntarem para mim. Eles acham que por ser um pequeno embrião na barriga da mamãe não tenho vida. Sinto tudo como se fosse os filhos desses doutores e das pessoas que foram a favor da minha condenação ao direito de nascer. Eu respirava e tinha batimentos cardíacos. Quem ama de verdade sabe o que senti quando me levaram para um fim violento. Meu anjinho ao meu lado disse que fizeram a mesma coisa com Jesus. Inocente, ele também foi morto porque tinha uma cabeça muito boa, só pensava em ajudar as pessoas. Agora que Ele ressuscitou e provou ao mundo que veio para dar vida em abundância a todas as pessoas criadas pelo seu Pai neste tempo tão bonito da Páscoa, vem a justiça cega e me condena em nome da liberdade de decisão da mulher e de um código chamado penal. Minhas mãozinhas, pezinhos, dedinhos, olhinhos, boca e corpinho estão em paz entre os anjinhos especiais no coração de quem me deu o sopro da vida. Vanderlei Testa é jornalista e publicitário Leia mais de Vanderlei Testa no Portal www.jornalipanema.com.br

Reconhecimento Pensar em justiça social em geral nos leva a considerar tão somente questões de redistribuição dos recursos, erradicação da miséria e condução dos indivíduos a um patamar na escala social continuamente melhor. E de certa forma, temos percebido, numa análise isenta de paixões ideológicas e partidárias, que tais avanços são reais nas últimas décadas em nosso país. A questão que se coloca é justamente se isto basta para que efetivamente tenhamos justiça. Não será muito difícil concluir que não. A contemporaneidade apresenta uma demanda tão ou mais importante que a redistribuição: o reconhecimento. Mas o que efetivamente deve ser reconhecido? Segundo uma das mais importantes correntes do pensamento contemporâneo, o reconhecimento das identidades, tanto individuais quanto coletivas é imprescindível para que haja efetivamente justiça inclusive no âmbito social. Esta corrente de pensamento recebe de forma geral o nome de Teoria Crítica. O que seria reconhecer identidades? Não se pensa aqui no mero ato de definir nome, sobrenome e local de nascimento a alguém, mediante a outorga de um documento oficial. O que se quer é que a autenticidade de cada ser, bem como de cada grupo ao qual este ser pertence seja reconhecida não como uma excentricidade ou possibilidade exótica, mas como igual com direito a ser diferente. Nossas sociedades há muito deixaram de ser monoculturais e hoje vivenciamos em boa parte dos agrupamentos humanos aquela que talvez seja a marca distintiva de nosso tempo: o multiculturalismo. Marcado por diversidade de etnias, gêneros, preferências, valores e portanto culturas, cada sociedade tem

diante de si o desafio de reconhecer todas estas identidades, que passam a exercer uma justa luta por reconhecimento. Isto se dá à medida que percebo que existe uma distorção ou negação no reconhecimento de minha identidade como negro, homossexual, mulher, nordestino, surdo, cadeirante ou idoso, por exemplo. Talvez pior do que a negação seja a distorção, pois ela tem o poder de promover uma internalização conceitual errada sobre mim mesmo. A formação das identidades individuais e coletivas depende do real reconhecimento que tenham por parte do outro, do diferente, a fim de que possa se autoafirmar como tal. Este reconhecimento é conceitual e mesmo jurídico: para ser um cidadão é preciso que se perceba que posso ser o que sou identitariamente e ter o devido reconhecimento. Não será preciso “branquear” um negro, “masculinizar” uma mulher, “sudestizar” o nordestino ou “jovializar” o idoso, culturalmente falando, é claro, para que isto aconteça. Cada indivíduo ou grupo deve ter sua identidade reconhecida, pois como dizia o filósofo canadense Charles Taylor “o reconhecimento errôneo não se limita a faltar ao devido respeito, podendo ainda infligir uma terrível ferida, aprisionando suas vítimas num paralisado ródio por si mesmas. O devido reconhecimento não é uma mera cortesia que devemos conceder às pessoas. É uma necessidade humana vital”. Marcello Fontes é professor de Filosofia na Universidade de

Carreira solo Tudo na vida tem dois lados, mas sempre temos que optar por um. Parece que há em nós, duas almas gêmeas, uma do bem e outra do mal. E elas vivem lutando, o tempo todo, a cada escolha. Hoje vou defender a solteirice e que me perdoem as noivas de casamento marcado. Acredito que num mundo tão globalizado e liberal como esse em que vivemos, a defesa da solteirice não inclui orientação sexual, apenas podemos dividir a humanidade em dois grupos: os solteirossexuais e os casados. Os casados que me desculpem, também, mas com tanta coisa boa nesse mundo, ser solteiro é fundamental! É uma adrenalina diária, afinal, sozinho não se quer estar e assim, procura-se companhia em todos os cantos e possibilidades. Entendam: não se procura sexo e sim companhia, carinho e bons momentos sem compromisso ou rótulo. Para isso existem os clássicos dizeres quando a situação aperta:“o problema não é com você, eu é que não estou bem;“você é uma pessoa incrível, mas apareceu em um momento errado”e tantas outras desculpas... Ser solteiro é sair correndo do shopping até o carro em dia de chuva e achar tudo engraçado. Ser casado é ir buscar o carro, se encharcar na chuva e mesmo assim, ouvir que o tempo úmido estraga o penteado. É ainda mais: se casar fosse bom não engordava, emagrecia de satisfação. Pense no que é a pelada no final de semana: de um lado os solteiros e magros, do outro os casados barrigudos. E se sua genética for boa, meu amigo, não se preocupe, seu cabelo não será tão generoso assim, quero dizer, se ainda os tiver. Raciocinem comigo: se tenho casa, comida e roupa lavada, pra que casar e perder o ninho da mamãe? Se você mal consegue lembrar o dia que vai cair o cheque da conta do bar da esquina, aquela que fecha por mês o custo do happy hour

depois do trabalho; você realmente vai lembrar o dia em que vocês se conheceram? O dia em que se beijaram pela primeira vez? Dia, mês, hora,lugar e como começaram a namorar? E o aniversário de casamento? Fora lembrar quando ela, o pai, a mãe e a irmã nasceram... Quem gosta de você, gosta de namorar... Então, cuidado! Quando ela falar em casamento, a primeira desculpa a ser dita é: “Amor, branco engorda, você sabe!”– elas entram em pânico! A segunda: “não vivo sem minha mãe, ela terá que ir junto” – desespero total! E a terceira e não menos importante: “eu caso, mas você nunca poderá reclamar das toalhas que sempre esqueço molhadas em cima da cama, pois nem minha mãe faz isso” – saem correndo e você estará livre! Agora, se você, é uma gatinha e arrumou um sapo que jura ser príncipe, diga a ele o valor do seu cabeleireiro, manicure, massagem e tudo mais que, daqui à frente, vocês na melhor das hipóteses dividirão o prejuízo. E, na pior, diga a ele que essa despesinha vai ter que se somar àquelas que competem ao chefe da casa honrar. Ah! Não se esqueça de contar que toda quarta, bem no horário do jogo, sua avó tem a tradição da reza do terço que é passada para toda família, de geração em geração; coisa impossível de se desmarcar e à qual ele deverá comparecer, deixando o futebol para depois. Fácil,né? Todos esses argumentos ainda não lhe convenceram a fazer carreira solo? Ótimo, a mim também não...

Junior Soriano (junior.sor@gmail.com)

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Ale Scapol

alescapol@jornalipanema.com.br

2

3

Preciosidades

1

Quando uma pedra preciosa é encontrada, geralmente está em seu estado bruto: desfigurada, empoeirada e até mesmo suja. Esses elementos se acumularam com o tempo. É necessário ter muita sensibilidade para reconhecer estas preciosidades. Ao nos depararmos com uma delas, lapidar é preciso, mas requer paciência e zelo. Adriano Amaro é especialista nisto. O talentoso fotógrafo é capaz de reconhecer preciosidades e transformá-las em sucesso. Hoje dedico minha coluna ao seu olhar sensível e extremamente apurado, através destas fotos, que fazem parte do seu trabalho. Curta!

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

4 1

Maíra Teixeira

2

Julia Moraes

3

Giovana Gomes

4 6

5

Michel Scalle

Fernanda Szytko

6

Joow Mendes

www.jornalipanema.com.br

A19


Comportamento

São tantas emoções No instante de fúria, tudo parece conspirar para que você pule no pescoço de alguém: o coração dispara, as pupilas se dilatam, os músculos recebem mais sangue e se preparam para o ataque. Seria um combate feroz se não fosse seu próprio cérebro, que, sem você contar até dez, se lembra das prováveis consequências do embate. É fácil concluir que não existe vida social sem autocontrole. A ciência provou e já deu até o endereço de onde fica a regulação das emoções no cérebro. A boa notícia é que as últimas descobertas dão esperanças aos mais impulsivos: com treino, dá para melhorar o controle emocional. Elisa Harumi Kozasa, neurocientista

do Instituto do Cérebro do Hospital Israelita Albert Einstein, é uma das autoras de um estudo recém-publicado na revista internacional “NeuroImage”. A pesquisa comparou o desempenho de pessoas que meditam com o de quem não medita em uma atividade que exige controle de impulsos.

A20

www.jornalipanema.com.br

Saiu-se melhor quem meditava. “O treinamento em meditação modifica as áreas cerebrais. O córtex fica mais espesso em partes relacionadas à atenção, à tomada de decisões e ao controle de impulsos”, explica. Além de meditação, os treinamentos para autocontrole envolvem terapia comportamental e técnicas de reconhecimento facial de emoções. A ideia não é aprender a engolir sapos ou a forjar um pensamento positivo. “Suprimir a raiva ou o estresse é ‘autoilusão’, não autocontrole. É preciso entender o que causa o impulso, não rejeitá-lo”, diz José Roberto Leite, psicólogo e pesquisador da Unifesp. Emoções são respostas do organismo a estímulos internos ou externos. O que determina o tamanho do pavio da pessoa ou o quanto ela é ansiosa não é só “gênio”. “Há um papel da genética, mas a influência do ambiente e do comportamento são grandes. Q u e m v i ve e m a m b i e n t e s c o m pessoas ansiosas tem mais tendência a ser ansioso”, explica Kozasa. Sentir raiva ou nojo, duas emoções universais, é involuntário e fisiológico: todos sentem. Mas o que será feito com esse impulso pode ser uma escolha, de acordo com a monja Coen, primaz da Comunidade Zen Budista. “Podemos controlar o que fazemos com as nossas emoções. Para isso, é preciso saber reconhecê-las e nomeálas”. É aí que entra a meditação.

Atenção plena “ É c o m o a r r u m a r a c a s a ”, define Stephen Little, instrutor de práticas de redução de estresse e de autocuidado do Hospital Israelita Albert Einstein. “Meditar ajuda a criar caminhos neurológicos mais claros. É como abrir uma brecha entre a emoção e o instante da decisão”. Como o foco da atenção é redirecionado - por exemplo, para a respiração -, a técnica treina a concentração, fundamental para manter o controle. “As distrações contribuem para que sejamos levados pelas emoções, no estilo ‘deixa a vida me levar’”, afirma Little. Em um mundo de distrações, concentrar-se não é nada fácil. Quem nunca meditou pode achar a prática difícil pelo simples fato de precisar ficar quieto, sem estímulos externos. O jeito mais simples de conseguir isso é prestando atenção à respiração. Mas há outras formas, como repetir mentalmente uma palavra ou expressão ou deixar o pensamento fluir. O único porém é que os efeitos não são imediatos. Os melhores resultados aparecem em estudos com pessoas que praticam a técnica há mais de dez anos. “Mas dá para ter uma boa diferença em oito semanas”, incentiva Kozasa. Ela se refere a um programa de 45 minutos por dia, com acompanhamento. A curto prazo, na hora que der vontade de rodar a baiana, o velho truque de controlar a respiração ajuda de verdade. A psicóloga Ana Maria Rossi, autora

do livro “Autocontrole” (Best Seller, 208 pág., R$ 24,90), afirma que, quando alguém tenta se controlar, o principal erro é o de se concentrar exatamente no sentimento que quer inibir. “Pensamos: ‘Não vou ficar nervosa’. Isso só atrapalha. O cérebro não entende a negativa. É preciso mudar o foco”. Ela recomenda a técnica da visualização: “Quem tem medo de falar em público pode se imaginar em uma situação de completo domínio”. Para José Roberto Leite, não basta só pensar no controle emocional. “Controlar as emoções é apenas um dos aspectos. Se eu não tenho ataques de raiva ou de ansiedade, não adianta nada. Há vários tipos de controle”. Segundo ele, é comum a pessoa priorizar uma das áreas - a profissional, por exemplo - em detrimento das outras. “Há várias esferas: a física, a psicológica, a profissional. É preciso encarar a vida como uma empresa que tem que ser gerenciada em vários aspectos, senão vai à falência”. “Respiração de bebê” ajuda a desacelerar Re s p i ra r i n f l a n d o a b a r r i g a , como os bebês fazem, aumenta a oxigenação do organismo, desacelerando os batimentos cardíacos. É a chamada respiração abdominal profunda. Sob estresse, é comum inspirar superficialmente, expandindo o tórax, o que piora ainda mais os sintomas. (Juliana Vines/Folhapress) JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Negócios e

Oportunidades Parte integrante da edição 662 - 28 de abril de 2012 - www.jornalipanema.com.br

Leroy Merlin inaugura primeira unidade para atender Sorocaba e região Juliana Moraes

Cida Haddad A partir do dia 3 de maio, sorocabanos e moradores da região poderão conhecer a loja Leroy Merlin, instalada no quilômetro 101 da rodovia Raposo Tavares, próxima ao Esplanada Shopping. O diretor de loja Leandro do Couto Nunes esteve em visita ao Jornal Ipanema e Jovem Pan e comentou sobre as expectativas quanto à inauguração.

“Utilizamos muito o termo bricolagem, no qual você realmente faz as coisas na sua casa, com suas próprias mãos”, diz. De acordo com Nunes, hoje são 65 mil itens à disposição do cliente, fator considerado um dos principais atrativos da Leroy.

De acordo com Nunes, Sorocaba é uma região que está em crescimento e em sua opinião uma unidade comercial como a Leroy pode trazer muitos benefícios para os clientes. “Hoje nós não temos um local com o conceito da Leroy Merlin que é ‘tudo sobre o mesmo teto’. Em nossas lojas o cliente pode encontrar materiais de construção, itens de decoração e produtos para jjardinagem. Costumamos dizer que ele pode comprar desde o tijolo, a areia, o básico para a construção até uma cortina ou uma persiana para decorar a casa”, ressalta. Ele explica que esse conceito vem do chamado “do it by yourself”, ou seja, o “faça você mesmo”. “Utilizamos muito o termo bricolagem, no qual você realmente faz as coisas na sua

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

casa, com suas próprias mãos”, diz. De acordo com Nunes, hoje são 65 mil itens à disposição do cliente, fator considerado um dos principais atrativos da Leroy, garante o diretor. Entre os diferenciais está também a “Garantia Leroy Merlin do Menor Preço”. Nunes diz que para a empresa o essencial é atender às reais necessidades dos clientes, então é feita uma pesquisa com o público-alvo, para saber o que eles buscam quando o assunto é construção, decoração, jardinagem. Investimento Segundo Nunes, para a loja de Sorocaba o investimento é de R$ 56 milhões. Entre os diferenciais apontados pelo diretor estão a existência de carrinho para seu pet, uma área de

cozinhas planejadas, cursos gratuitos para clientes e profissionais e ainda a certificação com o selo Aqua, em termos de construção sustentável. Ainda na linha de respeito ao meio ambiente, a unidade conta com estação de coleta seletiva, onde a pessoa pode entregar desde lâmpadas, pilhas ou baterias cujo descarte adequado será feito pelos representantes da loja. “Tudo para que seja trabalhado o econômico, o social e o sustentável, o chamado tripé da sustentabilidade”, explica. Quanto ao atendimento ao cliente, há a preocupação com a qualificação das equipes, explica Nunes. Na unidade de Sorocaba são gerados 200 empregos diretos. Após a contratação há também o trabalho de “desenvolvimento” de cada profissional para atuação em 14 áreas diferentes como: material básico, de madeira, elétrica, de ferramentas, tapetes, cerâmica, sanitários, encanamento, jardinagem, ferragens, pinturas, decoração, iluminação e organização.

www.jornalipanema.com.br

B1


B2

www.jornalipanema.com.br

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

B3


Fui

Nova York Cida Haddad O publicitário Marcos Baleeiro esteve em Nova York no final do mês de março. “Foi a primeira vez que estive lá, já conhecia outras cidades dos Estados Unidos, mas realmente Nova York foi fascinante”, comenta. Ele diz que acompanhou dois funcionários da agência Artmaker, da qual é diretor, que foram premiados pela Central de Outdoor do Brasil com uma campanha criada pela agência. De acordo com ele, Nova York é uma cidade fantástica. “A gente se sente em um filme vendo aqueles táxis amarelos circulando, um metrô que realmente funciona e mistura todas as raças e ao contrário do que imaginamos tem um povo muito hospitaleiro e educado, preocupado em fazer o turista se sentir bem. Muitos americanos falam espanhol, o que facilita a comunicação para quem não domina o inglês”, diz. No mês de março já não está tão frio, com a temperatura variando entre 10 e 20 graus, o que torna a viagem agradável, na opinião de Baleeiro, pois em Nova York muitos passeios podem ser feitos a pé. “Manhattan não é tão grande e as muitas linhas de metrô cruzam toda a ilha, além dos taxis que não param de circular durante as 24 horas de uma cidade que não para nunca”, diz. “Fiz alguns outros passeios mais alternativos, pois como amante de blues não poderia deixar de visitar o berço do blues mundial, conheci um bar fascinante chamado TerraBlues e o BBKing Bar, além do tradicionar Hard Rock Café que fica na Times Square. Outro passeio que foi muito legal, foi assistir um jogo de basquete da NBA, entre Nova York e Toronto no tradicional estádio Madison Square Garden. É incrível como eles amam o basquete e transformam um jogo empolgante, organizado e muito emocionante”, comenta.

B4

www.jornalipanema.com.br

Baleeiro visitou os principais pontos turísticos de Manhattan e conta um pouco sobre cada um deles: •Wall Street – “o centro financeiro do mundo, por onde circulam executivos de grandes potências financeiras”. •Central Park – “é um dos parques mais famosos do mundo, possui diversas atrações e áreas de recreação além de servir como locação para inúmeros filmes. Fica praticamente no Centro da Ilha de Manhattan e por ele passa uma das ruas mais famosas do mundo, a Five Street”. •Brooklyn Bridge – “a mais antiga ponte de Nova m York e possivelmente a mais Y linda também. A Broklin l Bridge tornou-se um passeio B imperdível, pois do centro i dela pode-se ter uma vista d única e privilegiada de Manhattan. Cenário perfeito M p a r a u m a s b o a s f o t o s ”. •Times Square – “o ponto • m a i s i l u m i n a d o d e N ova York. Surpreendi-me com os Y gigantescos painéis de led g com propagandas fantásticas, c que fazem a noite parecer q d i a p e l a l u m i n o s i d a d e ”. •Empire State –“ um fabuloso • aranha-céus de 102 andares, a construído em apenas 15 c meses, inaugurado em maio m de d 1931. Durante a construção trabalharam mais de quatro mil operários. Por muitos anos foi considerado o maior edifício do mundo, superado apenas em 1972 pelo World Trade Center. O Empire State é aberto para visitação do público e lá de cima pode-se ter uma vista 360 graus da ilha de Manhattan. É fantástico”. •Five Street – “concentra as maiores e melhores l o j a s d e g r i f e s d e N o va Yo r k , o s l a n ç a m e n t o mundiais acontecem lá” •Estátua da Liberdade – “cenário cinematográfico e símbolo de toda uma geração”.

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Turismo

Os encantos de Cartagena, na Colômbia Cida Haddad A Colômbia é um destino diferenciado e que não é esquecido pelos turistas. Bogotá, capital do país, é destaque com seus museus, por exemplo. Cartagena e San Andres chamam a atenção pelas atrações históricas e beleza natural. A diretora da Monções Turismo, Cristina Martins, destaca Cartagena das Índias, com suas lendas e história presentes nas ruas e arquitetura e lembra que o local foi declarado como Patrimônio Histórico pela Unesco, além de praias com águas cristalinas. Entre os passeios que mais chamam a atenção dos turistas, Cristina cita o centro histórico com suas casas coloniais de balcões coloridos, praças arborizadas e igrejas coloniais. A Catedral, o Palácio da Inquisição, a Igreja e Convento de San Pedro Claver, a Casa do Marquês de Valdehoyos, os templos de Santo Domingo e San Agustín, a Praça da Alfândega, os parques de San Diego e da Graça, o Convento de Santa Clara, o Teatro Heredia e a casa de Gabriel García Márquez são sempre lembrados pelos turistas. Os balneários também merecem uma visita, como o Bocachica, Ponta Bar ú , Pon ta C ano a s e Ti e r ra b o m b a . A procura também é grande pelas Ilhas do Rosário, pequeno arquipélago que fica a 90 minutos de barco ou 45 de lancha da cidade de Cartagena. A Ilha do Barú é destaque pelas praias de areias finas, brancas e os jardins submarinos. Para quem quer trazer lembranças do local, o artesanato é um presente inesquecível e os materiais utilizados são: argila, bambú, couro e metais preciosos. Os tecidos também rendem belos presentes, quando transformados em redes e chapéus. Quanto à agitação noturna, Cartagena também chama a atenção, com locais como bares e restaurantes, com destaque para a rua Calle del Arsenal. Há ainda passeios com o “Chiva Rumbera”, ônibus que atrai turistas pelo seu ambiente divertido.

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

B5


Turismo

O charme da Costa Oeste dos Estados Unidos

d Cida Hadda

a muitas a reserv n a c a i r e m -a ri o d a C o st ião norte i, p ro p ri e tá e in s ld a e C d Essa reg n r o o Ig eles, a o tu ri st a . a. e Los Ang u em q n a t ci s su rp re sa s e o d d el a s cita como ra n d es es tr ia de Tu r i s m o , a lc o d a s g p r a cerimôn , d ga o ri o w ab r lly o po H o a ibu e os liz al m ca M fa lo como atro Kodak, wn e praias to do. na un hi Lá fica o Te m C do a s as partes ar. Há aind da sc O to de do na a as o, st turi entreg ancisc que encantam ta é São Fr a, si ic vi en on a d M m ol ta u G e San a ponte que merec o o: a famos m tã co es Outro ponto a es ad çõ iz caracter e as atra a tr n ilh E a . m ia u n ad nsider a Califór lcatraz, d Street, co ga prisão A ti ar b an m a wn Lo e a e el Gat io p la C h in a to e um passe ta m b é m p e e sa . e o d in n u ch presídio. Val m a cu lt u ra u o sa d o d n o si tr is n a co m n rs de e a ru a , a dive ão ci sc o , p o n to uitas atrações históricas n a s Fr o ã S m de enimento, La este reserva dial do entret . un ão m rs l Se a Costa O ve ta di pi ca eia de a de lado, na e Strip, via ch a is Th n a io o ic d çã não é deixad a ra tr at ir a o s ni cita como o fi ca se m e co m Vegas. Caldi s Ve g a s n ã s p o r d ia La ra a o h i va 4 2 to n uosos Quem e x u m ona mais l co m fu n ci s i d e ra d o s n o c lagio. l s e ca ss in o s, B O . máticas Palace e e t ’s s r e a t s n e e a r dife as fontes mo C hotéis co i lembra n i m d e l em a o C ã t , s o e e a co n te ce o Bellagi m ú si ca q u ua. e g s á Quanto a e ze d lu s sh o w d e s e ja to a d m a p co m l lâ te o do h as naturais n te s d e sete maravilh s ia l, co m fo ic da if a alk rt a um o o g ad la tero. O Skyw yon, consider us ou helicóp ib na s, ôn r ro O Grand Can po et o m it fe de 1.200 jo passeio é n. a uma altura yo sa an C en do mundo, cu nd sp ra su G o o sobre o ma de vidr nd or ua af e ut at fl m r pl a a ta d a é um ão de es ao M tem a sensaç ma visita u s. e a d a d d n i ri a b qual o turista ce le comenda ré p li ca s d e Caldini re ce ra co m e d u se u m Tu ss a u d s,

B6

www.jornalipanema.com.br

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Turismo

Viagens são opções de presentes para noivos Cida Haddad Atualmente muitos noivos começam a pensar antecipadamente em adquirir móveis e eletrodomésticos para a nova casa e os convidados, na maioria das vezes, ficam sem opções de presentes. Diante dessa situação, a gerente da Sempre Viagens Turismo Karine Sugui Manfredi diz que diante do sonho da lua de mel uma das principais opções de presente aos noivos são as chamadas cotas viagens. Na Sempre Viagens Turismo, a cota mínima desse presente dado pelos convidados é de R$ 50,00, tanto para viagens nacionais ou internacionais. É “aberta uma conta” na qual esse dinheiro é guardado e uma semana antes da viagem, o total é entregue aos noivos para que para que possa contribuir com a quitação da viagem ou até para que eles usem nas despesas durante os passeios. Entre os destinos mais procurados para a lua de mel, os nacionais fazem parte da preferência. Porto de Galinhas, uma vila de Ipojuca, a cerca de 70 km de Recife, é destaque com resorts de alto padrão, com a apreciação das belezas naturais durante um passeio de jangada pelo mangue, andar de buggy pelas dunas e curtir as piscinas naturais. Natal, capital do Rio Grande do Norte, que tem como atrações principais a Lagoa da Coca-Cola, o Cajueiro do Pirangi, o Baobá do Poeta e as praias da Pipa e Barra do Cunhaú.

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

B7


B8

JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

B9


Muro: abrigo para as hortaliças Quem nunca transformou uma embalagem usada em vasinho? Em muitos quintais brasileiros, a prática é uma maneira de aproveitar pequenos espaços e materiais de baixo custo (que acabariam no lixo) para montar uma horta ou uma floreira. Segundo Marcelo Rosenbaum, “buscar alternativas para a reutilização das garrafas plásticas é um esforço da sociedade que contato em minhas andanças pelo país”, diz o designer. Ele se apropriou dessa sabedoria popular ao criar esta horta vertical, na qual dezenas de embalagens PET penduradas em cabos de aço encapados receberam hortaliças e ervas como alecrim e cheiro-verde.

Foto: Douglas Garcia/Divulgação

Renata Moeckel / Juliana Moraes

Horta vertical de garrafas PET, da casa da Família Rodrigues, apresentada no bloco Lar doce lar do programa Caldeirão do Huck.

B10

www.jornalipanema.com.br

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Renata Moeckel / Juliana Moraes

modelo de cadeira. Ou de personas improváveis, como o cantor americano Lenny Kravitz, dono de um escritório de design que veio para apresentar a releitura de uma peça de Starck. Mas a semana também dá vez a quase desconhecidos, desconec-tados da indústria, como os artistas italianos Andrea Mancuso e Emilia Serra, capazes de esculpir em 3D, com fios de náilon e flocos de lã, um cenário com mesa, cadeira, luminária e vaso de flores de tirar o fôlego (veja fotos na cobertura do salão pela Folha. com). Ou a Heinrich Wang, indonésio criado em Taiwan e autor de delicadas

Cerca de 300 mil pessoas de 160 países são esperadas para o evento Sete dias são insuficientes para ver tudo o que acontece na Semana do Design de Milão. Não bastasse o gigantismo do Salão do Móvel, ancorado no moderno polo de feiras projetado por Massimiliano Fuksas, mostras e instalações se espalham

pela cidade em museus, galerias, showrooms das marcas de ponta e exposições temporárias em bairros como Tortona, Brera e Lambrate. A oferta de eventos é interminável, assim como a angústia diante da incapacidade de ver tudo. Não porque tudo seja imperdível, mas porque, na escolha inevitável, pode-se perder uma obra preciosa escondida em poucos metros quadrados de um lugar qualquer. Na semana, Milão vira palco de todos: de estrelas do design, como o francês Philippe Starck, tietado na feira como legítima celebridade pop, a nomes incensados em universos paralelos, como Jean Nouvel, arquiteto autor do projeto do Instituto do Mundo Árabe (Paris) e da torre Agbar (Barcelona), presente à feira para lançar um

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

esculturas em porcelana expostas em uma das salas do edifício da Triennale. A diversidade é alimentada pela potência econômica do Salão do Móvel, responsável por atrair um contingente de quase 300 mil pessoas de mais de 160 países, segundo previsões de seus realizadores para este ano. À sombra do poder de sedução e do dinheiro movimentado pela indústria “mainstream”, florescem milhares de criadores alternativos que se exibem em toda a cidade. E é a soma do estande com a rua que faz de Milão a vitrine do sonho de todos os amantes do design. Na próxima edição o Ipanema Ambiente vai mostrar algumas novidades da Feira. Fique atento. (Vera Guimarães Martins/Folhapress)

www.jornalipanema.com.br

B11


Renata Moeckel / Juliana Moraes

Fácil de mudar de lugar, o biombo cria a privacidade, isola parcialmente as áreas integradas, orienta a circulação e ainda deixa o espaço mais bonito. Feito de MDF ou de ferro, eles podem ser encapados com variados tecidos, sendo simples a sua confecção e ao mesmo tempo bem original.

Divisão flexivel De origem chinesa, o biombo foi introduzido no Japão no século VIII quando os japoneses começaram a fazêlos influenciados pelos padrões chineses. Deram o nome de BYO (proteção)BU (vento). Exata-mente proteção contra o vento, sua finalidade inicial. Sempre decorados com pinturas e caligrafias orientais, eles se difun-diram e se tornaram divisores de espaços. Hoje, ganharam novas funções sendo também usados em cabeceiras de camas, como limitadores visuais em trocadores e closets, como espelhos, como auxiliares e organizadores em cozinhas e oficinas, ou somente como um acessório decorativo.

B12

www.jornalipanema.com.br

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Pet Cida Haddad

Castração é parte essencial quanto à posse responsável de animais

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

A Seção de Controle de Zoonoses, da Secretaria da Saúde promoveu no último final de semana a tradicional feira de adoção de animais, na na Praça Dirceu Doretto, no Parque Campolim. Foram doados 64 animais, sendo que 63 filhotes e um adulto. Destes, 17 são gatos e 47 cães. Além de disponibilizar os animais para adoção, técnicos da Zoonoses orientaram os interessados sobre os cuidados e deveres que devem ser observados por quem deseja ter um bichinho de estimação. A ação faz parte do programa permanente de Posse Responsável de Animais. A veterinária da Unidade de Controle Animal Lilian Nascimento afirma que a orientação sobre a posse responsável é essencial e uma das principais preocupações dos profissionais da Zoonoses durante as feiras, já que é preciso que os futuros proprietários dos animais estejam cientes de que os bichinhos precisam de cuidados para a saúde, quanto à alimentação, bemestar e que um dia envelhecem e terão que ter uma atenção diferenciada. Um dos pontos destacados por Lilian é quanto à importância da

castração. Segundo ela, por mês, são realizados 300 procedimentos na Unidade de Controle Animal. O maior número de castração é em cadelas, seguido de gatas, gatos e cães machos. Além do controle populacional, a castração ajuda até na melhora de comportamento dos animais; por exemplo, para os cães diminui o hábito deles de urinar para demarcar território, o gato macho briga menos, foge menos. Para as fêmeas, auxilia até na redução de problemas no aparelho r e p r o d u t o r, j á q u e 8 0 % d e l a s registram problemas nos aparelhos reprodutores após os sete, oito anos. A idade indicada para a castração é depois do sexto mês ou do primeiro cio, mas a profissional alerta para que os donos estejam atentos para que não haja cruzamento já durante o período do primeiro cio. Depois da castração, o proprietário precisa estar atento à recuperação do animal até a retirada dos pontos. De acordo com Lilian, 80% dos procedimentos de castração são feitos com a população da Zona Norte. Agendamentos para o final do mês de junho e começo de julho já podem ser feitos. Mais informações pelo telefone (15) 3202-8006.

www.jornalipanema.com.br

B13


Espaço Empresarial

Promoção “Acelera Gpaci” vai sortear um Space Fox Trend O Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil) lançou a campanha “Acelera Gpaci”. O ganhador receberá um veiculo novo Space Fox Trend, da Volkswagem, doado pela concessionária Abrão Reze (valor de mercado R$ 45.000,00). Foram colocados à venda 25 mil bilhetes a serem adquiridos ao preço unitário de R$ 15,00. O Gpaci pretende arrecadar R$ 375.000,00 que serão revertidos para o custeio do Hospital Sarina Rolim Caracante. Os bilhetes estão sendo vendidos na sede do Gpaci (rua Antônio Miguel Pereira, 45). Mais informações podem ser obtidas pelo site www.gpaci.org. br ou pelos telefones (15) 2101-6555 ou 2101-6577. O Grupo de Pesquisa e

Assistência ao Câncer Infantil é uma entidade sem fins lucrativos e presta atendimento médico-hospitalar a todas as crianças e adolescentes de zero a 18 anos de Sorocaba e região. A atividade principal do Hospital Gpaci é a prevenção, tratamento e cura do câncer infantojuvenil em pacientes de zero há 18 anos. Segundo a direção do hospital “a participação da sociedade é preponderante para o bom funcionamento do hospital, as despesas de custeio abrangem mais de 50% de toda arrecadação do Gpaci, incluindo assistência médica, quimioterápicos, exames e diagnósticos, materiais médico-hospitalares e alimentação das crianças e acompanhantes.

Supermercado vai gerar 600 novos empregos em Sorocaba O prefeito Vitor Lippi (PSDB) assinou o 69º protocolo de intenções para instalação de empresa em Sorocaba. Desta vez, o compromisso foi firmado com a empresa Irmãos Russi Ltda., com sede em Jundiaí, que irá instalar um moderno supermercado em Sorocaba. A empresa investirá cerca de R$ 10 milhões para implantação da sua 23ª loja, atuando em 15 cidades das regiões de Campinas e Jundiaí. A loja, que deverá apresentar design moderno,

terá aproximadamente 4 mil metros quadrados e tem previsão de gerar cerca de 600 novos empregos entre diretos e indiretos. Oséas Santos, presidente da empresa, destacou que instalar uma sede em Sorocaba era um desejo antigo dos Irmãos Russi e que agora se tornará realidade. A loja de Sorocaba deverá ser inaugurada até o final do ano, em área próxima à Ponte do Pinga Pinga, no Jardim Leocádia.

Escola adotada evolui mais no Idesp

Em 2006, a Unimed Sorocaba adotou a Escola Estadual “Professor José Osório de Campos Maia e Almeida” com o objetivo de torná-la referência dentro do ensino público regional. Dentre diversos avanços, um corrobora indiscutivelmente o sucesso da iniciativa. O Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo) da escola passou de 2,51, em 2007, para 5,35, segundo o último levantamento, divulgado pelo governo estadual.

B14

www.jornalipanema.com.br

De acordo com Patrícia Bezerra da Silva, gerente do Departamento de Responsabilidade Socioambiental (RSA) da Unimed Sorocaba, em 2009, a evolução do desempenho da escola no Idesp já pôde ser observada. “Naquele ano, a nota recebida foi 4,89”, recordase. Porém, um ano depois, retrocedeu para 4,71. “Diante disso, resolvemos agir para retomar e manter a linha de evolução, sempre em perfeita sintonia com a diretoria da escola”.

Unimed Sorocaba elege novos dirigentes A Unimed Sorocaba elegeu novos membros que ocuparão cargos na Diretoria Executiva e nos Conselhos. Para substituir o oncologista Rodolfo Pinto Machado de Araujo, que dirigiu a cooperativa médica durante os últimos 16 anos, foi escolhido o cirurgião vascular José Francisco Moron Morad, que, até então, ocupava a Superintendência da instituição. Em seu primeiro pronunciamento como novo presidente da Unimed Sorocaba, José Francisco Moron Morad disse:“A Unimed Sorocaba é referência no Sistema Cooperativo. Esta representatividade, sem dúvida alguma, reflete a administração liderada pelo doutor Rodolfo, da qual muito me orgulho de ter feito parte, junto aos demais diretores, os doutores Miguel Villa Nova Soeiro Filho, Carlos Alberto Caniello e Fernando Carvalho e Silva”.

Citroën C-Zero equipa a segurança do Vaticano Na última Sexta-Feira Santa, celebrada em 4 de abril, a polícia responsável pela segurança do Papa e dos palácios do Vaticano, em Roma, participou de uma ação inédita – a utilização de dois veículos Citroën elétricos para realizar a segurança do Papa e dos palácios da cidade. Os modelos escolhidos, C-Zero, já estão em operação regular e se deslocam sem nenhum ruído e sem emissões poluentes pela Praça de São Pedro, por onde circulam dezenas de milhares de fiéis diariamente, principalmente por ocasião das recentes celebrações da Semana Santa.

Indicação de amigo vale desconto em faculdade Para estimular a inclusão educacional, a Faculdade Ipanema lançou a campanha “Quem indica amigo é”, por meio da qual os alunos, docentes, colaboradores da instituição e a sociedade em geral indicam interessados em ingressar nos cursos de MBA e pós-graduação da instituição. Quem se matricular por esse caminho ganha descontos de 50%

nas mensalidades durante todo o curso. Além disso, a pessoa que indicou recebe vale-presente no valor de R$ 100,00. A campanha é válida até 31 de maio. Para mais informações, os interessados devem consultar o regulamento da campanha, que se encontra publicado no site faculdadeipanema.com.br e no Facebook facebook.com/FaculdadeIpanema

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Iprograme-se PÉS DESCALÇOS - SESC ESPETÁCULOS

28/4

Às 16 horas, na Biblioteca Infantil Municipal (rua da Penha, 673 – Centro). Capacidade: 200 lugares. Gratuito.

WORKSHOP DE INICIAÇÃO TEATRAL

2/5 LABORATÓRIO No Asteroid, com a banda Crowning the Insanity, às 19 horas. (rua Aparecida, 737 – Vila Santana).

Das 14 às 17 horas, na Oficina Cultural Regional Grande Otelo

CURSO DE ORATÓRIA E EXPRESSAO VERBAL

FEIRA DE ARTESANATO Entre os dias 28 e 29 de abril, a Feira do Artesanato acontece na praça da Amizade, no bairro Santa Rosália, das 10 às 18 horas.

FRAGMENTOS DA DANÇA 2012 A partir das 16 horas, no Teatro Municipal Teotônio Vilela. Informações e ingressos (15) 3221-3433 - 3211-2406.

Com o consultor empresaria Sebastian Oller Blanch e com a fonoaudióloga Adriana Elena Braga. O curso acontece entre 7 de maio e 11 de junho. Inscrições e informações pelo telefone (15) 2101-0101.

29/4

PROJETO NÓIS QUE TÁ NA TOCA DO LEÃO

A partir das 17 horas. Entrada R$ 10,00. (avenida São Paulo, 2981).

ORQUESTRA SINFÔNICA DE SOROCABA Às 18 horas, sob regência do maestro Eduardo Ostergren, solista, e de Cristina Braga, harpista. (rua Brigadeiro Tobias, 73). Entrada R$ 2,00.

ESPECIAL VIA VIVA A partir das 9 horas, com a apresentação Bike Session Show, do Paraná, que trará coreografia com bicicletas e manobras individuais e em grupo, incluindo a participação do público. Gratuito.

30/4

CARNE DE SEGUNDA

A partir das 19 horas, tem apresentação de dança + pocket show - Mataram Meu Mestre. (rua Carlos José Nardi, 117 – Vila São João). Gratuito.

CLUBE SERTANEJO ESPECIAL

3/5 CABARET BONBON COM PHOTOCOLORS Tributo a Stevie Wonder, Burlesque e mágica, às 22 horas. (rua José Raimundo de Andrade, 650 – Éden).

4/5

CINECLUBE 3ª IDADE UNISO

O filme “O pecado mora ao lado”, a partir das 14 horas, no Núcleo de Educação, Tecnologia e Cultura da Ufscar. (rua Maria Cinto de Biaggio, 130, Santa Rosália) Gratuito.

GUILHERME ARANTES NO CHÁCARA SANTA VICTÓRIA A partir, das 21 horas. (rua avenida São Paulo, 3445), informações: (15) 3237- 0220.

CINECAFÉ – SESC “A bicicleta e o caranguejo – um lugar chamado Alexandra”, de Werinton Kermes e Mirian Cris Carlos, às 19 horas, na Oficina Cultural Grande Otelo. (Praça Frei Baraúna, Centro). Gratuito.

No Santa Victória Cittá, com Renan e Rangel e Waltinho Silva, a partir da 22 horas. (avenida Antônio Carlos Comitre, 520 - Jardim América). Informações (15) 3033-0220.

TOPTOP CLUB POPCORN: FESTA POP NO ASTEROID com os DJs Pita, Poe Bellentani e Flavia Durante (revista Trip/Popscene) , a partir das 22 horas. (rua Aparecida, 737 – Vila Santana).

1/5 DIA DO TRABALHADOR NO ÉDEN Das 17 às 22 horas, com Eliana de Lima, Negritude Júnior, Katinguelê e Art Popular. (rua José Raimundo de Andrade, 650 – Éden). Gratuito.

COMÉDIA INSTANTÂNEA Com Thiago Ventura, às 20 horas. (rua Aparecida, 737 – Vila Santana). NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

5/5

N o A s t e r o i d , c o m Te r r a C e l t a , n a gravação para TV Cultura, mais DJs residentes, a partir das 22 horas (rua José Raimundo de Andrade, 650 – Éden).

10/5 PALESTRA: “COMO RESGATAR UM RELACIONAMENTO?” A partir das 19h30, com a psicóloga e terapeuta sexual Osmeire Tobias Mendes no BOS (Hospital Oftalmológico de Sorocaba. Opcional: um litro de leite ou um achocolatado (doação para instituição Casa de Belém). Veja a programação completa

www.jornalipanema.com.br

www.jornalipanema.com.br

B15


B16

www.jornalipanema.com.br

NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Veículos

Parte integrante da edição 662 - 28 de abril de 2012 - www.jornalipanema.com.br

VEÍCULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

C1


C2

www.jornalipanema.com.br

VEĂ?CULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


VEĂ?CULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

C3


C4

www.jornalipanema.com.br

VEĂ?CULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


VEĂ?CULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

C5


C6

www.jornalipanema.com.br

VEĂ?CULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Espaço empresarial

Uma autêntica Louis Vuitton no Dia das Mães? Em dúvida sobre o que dar de presente neste Dia das Mães? Que tal uma bolsamaleta Speedy 30, um dos modelos mais tradicionais e célebres da grife francesa Louis Vuitton? O melhor é que o presente pode sair de graça. Para transformar o desejo em realidade, basta curtir a página no Facebook da Notre Dame (www.facebook.com/ notredameoficial) e participar do concurso cultural “Dia das Mães Notre

Dame”, respondendo à pergunta: “Por que minha mãe é mais completa que um Citroën?”. De acordo com Camila Bicudo, gerente de Marketing do Grupo Bicudo, ao qual pertencem as concessionárias Notre Dame em Sorocaba e Itu, a participação é aberta a toda e qualquer pessoa, independente de ter ou não um veículo da marca. As postagens podem ser feitas até às 23h59 do dia 8 de maio.

Cursos de MBA e pós-graduação A Faculdade Ipanema está com inscrições abertas para os cursos de MBA em Mercado de Capitais, Redes Sociais e Inovação Digital, Marketing de Serviços, Gestão Estratégica

VEÍCULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

de Pessoas; e pós-graduação em Gestão Educacional e Psicopedagogia Clínica. Para ingressar nos cursos, o candidato deverá apresentar o currículo profissional e, posteriormente, será convidado a participar de uma breve entrevista. Os interessados devem realizar as inscrições pelo site faculdadeipanema.com.br ou pessoalmente, de segunda a sextafeira, das 10 às 22 horas, na sede da instituição, que fica na rua Mário Campestrini, 100, Campolim. Mais informações: (15) 2101-0130.

www.jornalipanema.com.br

C7


C8

www.jornalipanema.com.br

VEĂ?CULOS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Imテウveis

D

Parte integrante da ediテァテ」o 662 - 28 de abril de 2012 - www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D1


D2

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D3


D4

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D5


D6

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D7


D8

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D9


D10

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D11


D12

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D13


D14

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D15


D16

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D17


D18

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D19


D20

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D21


D22

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D23


D24

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D25


D26

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D27


D28

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D29


APARTAMENTOS ALUGAM-SE

CASAS ALUGAM-SE APARTAMENTOS VENDEM-SE

CASAS VENDEM-SE

D30

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


COMERCIAIS ALUGAM-SE

TERRENOS

CHÁCARAS SÍTIOS FAZEDAS

IMÓVEIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012

www.jornalipanema.com.br

D31


D32

www.jornalipanema.com.br

IMテ天EIS DO JORNAL IPANEMA - 28 de abril de 2012


Ipa_662_2804  

Um jornal a serviço da população sorocabana e região

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you