Page 12

eles, extirpando dela homens e animais, 20e Noé, Danei e Jó se encontrassem aí, por minha vida — oráculo do Senhor Iahweh — certamente em virtude da sua justiça não conseguiriam salvar nem filho, nem filha, mas apenas as suas próprias vidas. 21Com efeito, assim diz o Senhor Iahweh: Do mesmo modo, ainda que eu envie a Jerusalém os meus quatro castigos terríveis, a saber, a espada, a fome, os animais ferozes e a peste, a fim de extirpar dela homens e animais, 22sobrará nela um resto que conseguirá escapar — filhos e filhas —, trazidos para fora. Eis que saem a ter convosco e podereis ver o seu comportamento e os seus atos. Certamente vos consolareis do mal que eu trouxe sobre Jerusalém, sim, de tudo quanto eu trouxe contra ela. 23Eles vos consolarão, quando virdes o seu comportamento e os seus atos, e sabereis que não foi em vão que fiz tudo quanto fiz nela — oráculo do Senhor Iahweh. 15 Parábola da vinha — 1A palavra de Iahweh me foi dirigida nestes termos: 2Filho do homem, por que seria a parreira mais preciosa do que todas as plantas sarmentosas que se encontram entre as árvores do bosque? 3Por acaso se tira dela madeira para fazer alguma coisa? Ou tira-se dela uma estaca que possa servir para pendurar alguma coisa? 4 Ei-la lançada no fogo para ser consumida. O fogo consome-lhe as duas extremidades. A parte média fica queimada; porventura servirá ainda para alguma coisa? 5Já quando estava intacta, nada se podia fazer com ela; quanto mais agora que o fogo a consumiu e ela ficou queimada, que se pode fazer ainda com ela? 6Pois bem, assim diz o Senhor Iahweh: Como aconteceu com a parreira entre as árvores do bosque, a qual pus no fogo para ser consumida, assim tratei os habitantes de Jerusalém. 7Voltei a minha face contra eles. Escaparam do fogo, mas o fogo há de consumi-los e sabereis que sou Iahweh, quando puser a minha face contra vós. 8Farei da terra uma desolação, visto que cometeram infidelidades, oráculo do Senhor Iahweh. 16 História simbólica de Jerusalém — 1A palavra de Iahweh me foi dirigida nestes termos: 2Filho do homem, mostra a Jerusalém todas as suas abominações. 3Tu lhe dirás: Assim diz o Senhor Iahweh a Jerusalém: Por tua origem e por teu nascimento, tu procedeste da terra de Canaã. Teu pai era amorreu e tua mãe, hetéia. 4Por ocasião do teu nascimento, ao vires ao mundo, não cortaram o teu cordão umbilical, não foste lavada para a tua purificação, não foste esfregada com sal, nem foste enfaixada. 5Nenhum olhar de piedade pousou sobre ti, disposto a fazer-te qualquer dessas coisas por compaixão de ti. No dia em que nasceste foste atirada ao pleno campo, tal era a indiferença que te mostravam. 6Ao passar junto de ti, eu te vi a estrebuchar no teu próprio sangue. Vendote envolta em teu sangue, eu te disse: "Vive!" 7Fiz com que crescesses como a erva do campo. Cresceste, te fizeste grande, chegaste à idade núbil. Os teus seios se firmaram, a tua cabeleira tornou-se abundante, mas estavas inteiramente nua. 8Passei junto de ti e te vi. Era o teu tempo, tempo de amores, e estendi a aba da minha capa sobre ti e ocultei a tua nudez; comprometi-me contigo por juramento e fiz aliança contigo — oráculo do Senhor Iahweh — e tu te tornaste minha. 9Banhei-te com água, lavei o teu sangue e ungi-te com óleo. 10Cobri-te com vestes bordadas, calcei-te com sapatos de couro fino, cingi-te com uma faixa de linho e te cobri com seda. 11Eu te cobri de enfeites: pus braceletes nos teus punhos e um colar no teu pescoço; 12pus uma argola no teu nariz e brincos nas tuas orelhas e um belo diadema na tua cabeça. 13Tu te enfeitaste de ouro e prata; os teus vestidos eram de linho, seda e bordados. Alimentavas-te de flor de farinha, mel e azeite. Assim te tornavas cada vez mais bela, até assumires ares de realeza. 14A tua fama se espalhou entre as nações, por causa da tua beleza que era perfeita, devido ao esplendor com que te cobrias, oráculo do Senhor Iahweh. 15Puseste a tua confiança na tua beleza e, segura de tua fama, te prostituíste, prodigalizando as tuas

31 ezequiel  
31 ezequiel  

documentos igreja

Advertisement