Issuu on Google+

Villa Nova: Do sonho a um filme de terror

Prédio pode desabar a qualquer momento no Cruzeiro

PÁG. 13 Nova Lima ganha novas lojas

PÁG. 12 RJ em guerra contra o tráfico. E Nova Lima?

PÁG. 02

Fundo do Baú traz foto histórica

PÁG. 06 Coluna Bastidores com João Vitor Xavier PÁG. 06 Empregos PÁG. 02

. PÁG 08

A Banqueta cumpre o seu papel de ajudar à comunidade

PÁG. 10


A Banqueta

2

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

Emprego

O Rio de Janeiro virou foco de atenção internacional, não pela beleza do estado, mas pelo confronto das forças de segurança com o crime organizado. O conflito começou no domingo, 21, quando bandidos atearam fogo em dois veículos. A Secretaria de Segurança atribui a onda de violência a uma reação de criminosos à implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Na segunda, 22, os criminosos atacaram novamente, disparando rajadas de tiros contra uma cabine da Polícia Militar. Além do atentado, dois carros foram incendiados novamente. Então, no dia seguinte, policiais militares regiram à onda de crimes e realizaram operações em diversas favelas cariocas. Como os ataques continuavam o governador do Estado, Sérgio Cabral, pediu apoio à Marinha brasileira. Na quinta, 25, as equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) iniciaram uma megaoperação na favela Vila Cruzeiro, com o apoio de seis blindados da Marinha, tomando o controle do local, enquanto os suspeitos fugiram para o Complexo do Alemão. Militares do Exército, com apoio de policiais civis, militares e federais, cercaram e assumiram o controle do Complexo do Alemão, o que levou alguns traficantes a se renderem. O governador do Rio anunciou que a Vila Cruzeiro e o Complexo do Alemão terão instaladas UPPs em até seis meses, enquanto isso, a segurança das comunidades será feita pelo Exército. Agora, as forças de segurança prosseguirão com a varredura que está sendo feita nas favelas em busca de armamento, drogas e dos próprios traficantes que dominavam a comunidade, além de buscar reassumir o controle de outras favelas. Este é, sem dúvida, um grande avanço contra o poder do tráfico. Mas vencemos uma batalha, e não a guerra. Há muito que se conquistar, principalmente porque os traficantes e as drogas afligem não só o Rio, mas todo o país. Nova Lima mesmo é refém deste mal. Que esta ação efetuada na Cidade Maravilhosa sirva de exemplo e incentivo para que os demais estados e cidades invistam na segurança pública e no combate às drogas. E em Nova Lima, que as autoridade encarem o problema das drogas, pois em quase todos os bairros da cidade existem pessoas vendendo drogas, nas chamadas bocas de fumo. E vamos além, todas as autoridades de Nova Lima e até mesmo os cidadãos comuns da nossa cidade, sabem onde se vende as drogas e até mesmo quem são as pessoas que vendem, os traficantes, e também aquelas pessoas que fazem os famosos aviõezinhos, que as vendem para os traficantes de determinada região. Mas não sabemos por qual motivo as autoridades de Nova Lima não vão até lá e fecham a boca de fumo, prendendo o traficante. Parece que as autoridades de nossa cidade preferem fazer igual ao Rio, ou seja, fazer vistas grossas, dizendo que a droga é um problema social, ou seja, não é culpa deles e é impossível combater o tráfico de drogas. Mas depois são obrigadas a agir conforme aconteceu no Rio, e quando acontecer vai deixar um rastro sangrento como o que aconteceu lá. Será que nossas autoridades têm medo ou algum rabo preso para não encarar a coisa como segurança pública e combatê-la de frente?

RECUPERADOR DE CRÉDITO - Desejável experiência com cobranças por telefone, telemarketing receptivo ou ativo, vendas. Escolaridade: 2° grau completo. Salário: R$ 510,00 + comissão. Benefícios: Vale transporte, vale refeição, assistência médica e odontológica, convênio farmácia. Enviar CV para o e-mail cristiane@solucoesempresariaisrh.com.br, colocar no assunto "Recuperador de crédito." VENDEDOR INTERNO - Grande oportunidade de atuar em uma empresa de telefonia (autorizada VIVO), na área de vendas diretas a clientes em shopping. Salário fixo + comissões, VT, plano de saúde e odontológico. Disponibilidade de horários. Ensino médio completo. Interessados favor enviar currículo para halessandrah@yahoo.com.br ASSISTENTE FINANCEIRO - Salário a combinar. Benefícios: VT, refeição, assistência médica. horário: 08 às 18h. Sexo: feminino. Experiência em contas a pagar e receber,controle de cartões de crédito,conciliação diárias,extratos eletrônicos e rotina financeira. Interessados encaminhar currículo para camila@inovar-rh.com ESTÁGIO DE INFORMÁTICA - 02 vgs. Req.1° ao 5° período em curso (área da informática) ou técnico em informática em curso. Atendimento a usuários, suporte em infraestrutura de TI (rede, hardware e software), suporte a implementação de sistemas. Instalação e suporte de software, instalação e suporte em sistemas e redes. Bolsa estágio: 450,00 + transporte. Acesse o link para concorrer a vaga http://www.ceviu.com.br/url/2/MTc3MTIw

Direto da Comunidade

Rua inacabada favorece crime e prática de sexo “Já tem anos que a Rua Roberto Alvisi, abaixo da Rua Lauro Magalhães Santeiro, próximo à "Savassinha", é uma vergonha. Não é asfaltada e cheia de mato. À noite o local é muito perigoso, ficam maconheiros e pessoas praticando sexo. Os moradores já solicitaram que a rua seja terminada, porque uma pequena parte é de calçamento e a outra é terra pura, a rua é inacabada... Para se ter idéia, o nome da rua não consta nem no catálogo. Gostaríamos de pedir a Prefeitura para terminar a rua e a polícia para nos ajudar com a ronda à noite.” José Gomes Bairro Bom Jardim

RESPOSTA: A reclamação do leitor foi enviada para Prefeitura. Não recebemos resposta.

Parcialmente nublado

Mín: 16º Máx: 26º

Parcialmente nublado

Mín: 17º Máx: 26º

Jornal A Banqueta de Notícias - 52ª Edição - CNPJ: 11.160.970/0001-70 Diretor: Frederico Sarti Mendes Jornalista responsável: Lidiane Oliveira - MG 14764 JP Estagiária de jornalismo: Juliene Jardim Diagramador: Elton Corrêa David Email: abanqueta@gmail.com Comercial:Clauzy Barbosa 9847-9631 Fernanda Camba Sarti 9988-1110 / 8569-2926 Gráfica Editora Sempre 15.000 exemplares

Parcialmente nublado, chuvas no periodo da tarde

O mês de dezembro começa chuvoso em todo o estado de Minas Gerais. Uma frente fria chegou ao estado no dia 1º e uma nova frente fria chega no domingo. A previsão é de tempo nublado com chuvas no final de semana em Nova Lima. Prof. Ruibran dos Reis Minas Tempo

Mín: 16º Máx: 24º

Alô Banqueta

RJ EM GUERRA CONTRA O TRÁFICO. E NOVA LIMA?

GARÇOM - Vaga para Nova Lima. Necessário ter experiência na área. Interessados ligar para Bruno no 3541-1301 ou 8495-3459.

Gostaria de agradecer pela matéria veiculada na última edição que diz respeito à cerimônia de posse dos membros do Comtur NL. Gostaria também de parabenizar pelo primeiro ano do jornal, e dizer que sou leitora assídua deste semanário que tão jovem já atrai pela veracidade, clareza e imparcialidade. Que continuem fazendo um jornalismo com seriedade e, principalmente, respeito ao transmitir as informações. Renata Couto de Souza Diretora de turismo e presidente do Comtur NL


Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

A Banqueta

3


4

A Banqueta

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10


Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

A Banqueta

5


A Banqueta

6

Bastidores

com João Vítor Xavier

VILLA ELEGE SEUS NOVOS CONSELHEIROS NA SEGUNDAFEIRA Os bastidores continuam fervendo nas eleições do Leão. Wilson Otero Filho confirmou sua candidatura à Presidência do clube e só admite retirar sua candidatura se o candidato de consenso seja Jairo Gomes. Mário Borges e o ex-presidente Nélio Aurélio são os outros nomes que são falados para a disputa do cargo. Uma coisa é certa: o próximo presidente do Leão terá que trabalhar muito. A tabela do Mineiro não foi boa pra equipe. Vai jogar dois clássicos em Nova Lima (Cruzeiro e América) e enfrentará também Ipatinga, Caldense, jogos que têm uma tendência de equilíbrio e jogaria como favorito apenas contra o Guarani, de Divinópolis. O mais difícil destes jogos será o Cruzeiro, logo na segunda partida da competição. Nas quatro primeiras rodadas, o Villa sai três vezes: Tupi (1ª rodada), Funorte (3ª) e o Democrata de Valadares (4ª rodada). Na sexta rodada, pega o Uberaba, no Triângulo, o Atlético em Sete Lagoas, pela 7ª rodada. E na penúltima rodada, vai a Teófilo Otoni jogar contra o América.

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

Esporte João Vítor Xavier é jornalista, apresenta o programa Bastidores, na Rádio Itatiaia. E foi eleito deputado estadual majoritário em Nova Lima.

CRUZEIRO GARANTE CUCA CONTRA PALMEIRAS Cruzeiro conseguiu efeito suspensivo no STJD para o técnico Cuca, que comandará o time na decisiva e última rodada do Brasileirão, contra o Palmeiras, na Arena do Jacaré. Com Roger em grande fase e Montillo, o treinador celeste poderá escalar Gilberto na ala esquerda, no lugar de Diego Renan. Jonathan, suspenso, será substituído por Rômulo e Fabrício continua o tratamento no abdômen. Será um jogo para quem tem coração forte e, principalmente, nesta rodada, o bom e velho radinho terá papel fundamental. Os torcedores ficarão de ouvidos ligados no Serra Dourada e no Engenhão, secando Corinthians e Fluminense. Para a Raposa levantar a Taça, basta o empate dos dois times e a vitória celeste diante do Palmeiras. Eu acredito que o homem da mala branca vai ser decisivo nesta última rodada.

DANIEL CARVALHO DE FORA POR MAIS TRÊS MESES A cirurgia no ombro de Daniel Carvalho foi um sucesso, mas o jogador precisará de três meses para sua recuperação. Tomara que seja a última contusão do meia, pois se continuar assim, é bom o Galo ir pensando em um novo substituto para o jogador. A sorte do Atlético é que o time já está livre do rebaixamento, porque: Réver, suspenso, não joga. Werley e Lima, contundidos também estão praticamente fora. Depois de espantar o fantasma da Série B, o Galo pode garantir uma vaga na Sulamericana com uma vitória sobre o São Paulo. Nos bastidores, Kalil e Maluf trabalham para contratar dois laterais e um volante para a temporada 2011. Faz bem, pois quando não tem Zé Luiz, a equipe fica muito vulnerável no meio campo. E, nas laterais, as contratações não deram o resultado esperado. Fernandinho e Leandro devem ser liberados, o mesmo acontecendo com Rafael Cruz e Diego Macedo. Outro que não deve ficar é o goleiro Aranha, que admitiu uma incompatibilidade com a Massa.

Esta semana vamos falar de uma das equipes do esporte especializado mais importante que já existiu em Nova Lima. É a Associação Atlética Novalimense, que foi fundada em 07 de setembro de 1950 com o objetivo da prática do esporte especializado. A história da Atlética é longa e repleta de fatos históricos, não só na parte esportiva como também na social, com a realização de memoráveis festas, bailes e artes cênicas. A equipe de vôlei feminino que homenageamos esta semana foi a estrela máxima da agremiação. Mas a Atlética tinha também equipes de basquete masculino que participavam ativamente dos campeonatos da 1ª e 2ª divisões, organizados pela Liga Novalimense de Basquete. A Atlética participava dos eventos organizados pela Federação Mineira de

Enquete Associação Atlética Novalimense

No Fundo Do Baú Atletismo e também dos campeonatos da Federação Mineira de Vôlei. A foto desta semana é de um jogo-treino realizado na quadra do Liceu em 1956, em que o time de vôlei feminino do Atlética enfrentou a Seleção Brasileira adulta de Vôlei. A equipe era comandada pelo Lacerda, uma lenda viva do esporte especializado de Nova Lima. Em pé: Nancy Couto, Maria Efigênia Carvalho, Marlene Alevato, Irene Bernarde e Virgínia Allen. Agachadas: Iris Bernarde, Maria José Couto, Elizabeth Assunção, Maria Helena Couto e Renilda Sarti.

Esta foi uma das enquetes mais acirradas. Em 1º lugar, com 30% dos votos, ficou Luis do 7 Irmãos. Em segundo, com 20% dos votos, ficaram Alex Dundun e Cléber. A terceira colocação ficou com Adriano Capeta e Mauro, ambos com 15% dos votos.

Resposta da enquete anterior Quem foi a melhor jogadora do Atlética de 56? Envie sua resposta para enqueteabanqueta@gmail.com. O resultado você confere na próxima edição.


Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

A Banqueta

7


A Banqueta

8

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

No ano de 2003, o então presidente do Villa Nova, Anísio Clemente Filho, o Anisinho, que comandou o clube no biênio 2003/2004, deu início a construção do Centro de Treinamento do Villa Nova. O terreno do CT, com área de ± 480.000 m² foi cedido pela AngloGold e está localizado nas margens da antiga estrada para Rio de Peixe (hoje estrada Via de Integração que vai ligar o Centro de Nova Lima ao Jardim Canadá), a dois quilômetros da MG030, logo após o trevo de Honório Bicalho, próximo à APAC. O projeto previa a construção de três campos gramados, com tamanho oficial FIFA; quadras esportivas e para treinamento dos goleiros; vestiários; alojamentos; departamento técnico; departamento médico; auditório; salas para diretoria, imprensa, musculação e fisioterapia; restaurante e todas as demais instalações de apoio necessárias à preparação dos atletas de futebol do Villa Nova, em especial os das categorias de base.

Vista de todo o terreno com a terraplanagem concluída

O CT é hoje um mar de pedras

Vista parcial dos campos 1 e 2

Altura do bota-fora no local onde seria construída a parte de alojamentos, vestiários, estacionamento, etc

Vista parcial do estacionamento e do Campo 1 Maquete do Centro de Treinamento

Bota-fora funcionando a todo vapor

COMO ESTAVA A OBRA EM 2004?

COMO ESTÁ, HOJE, O CT DO VILLA NOVA?

No final do seu mandato, em dezembro de 2004, Anisinho deixou as seguintes obras finalizadas:

O Jornal A Banqueta recebeu uma denúncia de que hoje o Centro de Treinamento do Villa está sendo usado como bota-fora da estrada que a Prefeitura está construindo às margens do CT.

Levantamento topográfico Terraplanagem de todo o projeto Drenagem completa do terreno Poço artesiano Todos os taludes com gramas plantadas

Como a linha editorial do jornal é contra o denuncismo, a equipe do jornal A Banqueta foi até o local para verificar, e constatou que, realmente, o terreno do CT está sendo utilizado como bota-fora e, grande parte de tudo o que foi feito no CT já acabou. Mas o que assustou a equipe é que o funcionamento do bota-fora é intenso. De cinco em cinco minutos chega caminhão no terreno para despejar terra e pedra.

Erosão toma conta de parte do terreno


Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

A Banqueta

9

Carlinhos Rodrigues: como presidente do Conselho Deliberativo é responsável pelo Villa Nova desde 2005. A Banqueta tentou falar com o prefeito mas não conseguiu.

Zuca: atual presidente do Villa alega que não sabia que o CT virou bota-fora.

Durante nossa visita ao local, conversamos com o vigia Adilson Alves Carmo, que ganha um salário mínimo e não recebe salário há 14 meses, além de 13º e férias. Com relação ao CT, ele confirma que antes era organizado. “Quando cheguei estava tudo bonitinho, terraplanado, com os taludes prontos para os dois campos. Embaixo seria outro campo, os prédios e o poço artesiano. Estava tudo pronto, mas não foi feito mais nada. Há dois anos está sendo usado como bota-fora, colocam pedras aqui. Eles falam que vão tirar, acho difícil.” Outro problema do Villa é o salário que não é pago aos funcionários. O vigia explica que, por não receber salário há mais de um ano, sua vida é difícil. “Se não fosse minha mulher, eu estava passando fome. A diretoria não dá satisfação, só fala que não tem pagamento.”

No local onde seriam construídos dois campos, a altura do bota fora já é de +- 10 metros


10

A Banqueta

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

Bairro Boa Vista terá melhorias depois de matéria veiculada no Jornal A Banqueta Na edição 49 do Jornal A Banqueta, veiculada no dia 12 de novembro, noticiamos que o bairro Boa Vista poderia ter melhoras na calçada se a Prefeitura empenhasse em ações de segurança para o bairro.

para alargar a rua de acesso ao bairro e melhorar a segurança – desde que não colocasse em risco a estabilidade do talude e a segurança do prédio -, que a empresa estava à disposição para conversar com a Prefeitura.

Conversamos com a Gerente de Comunicação e Comunidades da AngloGold Ashanti, Liliane Lana, que disse ter enviado ofícios à Secretaria Municipal de Segurança pedindo melhorias para o acesso ao bairro Boa Vista. A gerente também disse que se houvesse interesse que alguma parte do barranco da Casa Grande fosse cedida

O bairro receberá melhorias. A Prefeitura construirá um passeio com 300 metros de extensão e quatro metros de largura na Rua Enfermeiro José Caldeira Brant, usando parte do terreno da Casa Grande cedido pela Anglogold. A previsão de término da obra é em fevereiro do próximo ano.


Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

A Banqueta

11

Inauguração de lojas fomenta o comércio de Nova Lima Em menos de uma semana, três lojas foram inauguradas no Centro da cidade: O novo pavimento da Casa Estrela, que ocorreu nesta quinta, 31; Das Marias, nesta quarta, dia 30, e a filial da Cristiano Colchões, na última sexta, dia 26/11.

CASA ESTRELA A Casa Estrela é uma das mais representativas lojas do comércio de Nova Lima. Com mais de 70 anos de existência é um exemplo de pioneirismo, sendo uma das poucas no município a experimentar uma sólida evolução ao longo de décadas. Apesar de ser um grupo tradicional, a Casa Estrela vem se mostrando cada vez mais inovadora ao promover ações mercadológicas em sintonia com as tendências da atualidade. Ações comerciais planejadas, investimento em recursos humanos e projetos de marketing são a tônica de um modelo de gestão implantado com sucesso.

Fotos: Lidiane Oliveira

A empresa planeja um novo salto de participação no mercado ao expandir sua loja da matriz, que, no 2º piso, concentrará produtos de casa, cama, mesa e banho, além de uma renovada seção infantil. A loja ficou bem mais espaçosa, com elevador, novos provadores e ambientes decorados que proporcionam mais conforto e facilidade para comprar.

CRISTIANO COLCHÕES

DAS MARIAS

Em apenas um ano, o empresário Cristiano Sarti Barros inaugura outro empreendimento. “Quando se trabalha com excelência em atendimento e produtos com qualidade a tendência é de crescimento, onde clientes satisfeitos nos incentivam a buscar uma linha maior e melhor de produtos. Antes trabalhava apenas com colchões, agora nosso cliente pode contar com uma completa e diferenciada linha de cama, banho, móveis e ambientes planejados”, explica Cristiano, sobre a nova loja.

A idéia veio de Jossaine Pedrosa. A empresária explica por que a loja recebeu o nome Das Marias. “Maria é o nome mais feminino que possa representar as mulheres, pois em qual família não se tem Maria? Marias existem desde antes de Cristo até os dias atuais e, através das transformações das mulheres, com o passar dos anos uma coisa elas nunca deixaram de lado, que é justamente o cuidado consigo. E, a cada dia que se passa, as mulheres estão mais exigentes em busca de novidades, e é isso que as Das Marias se compromete, com um novo conceito de mulher. "

Com relação ao projeto de ter um comércio, Cristiano explica que era um sonho. “Acreditando no comércio de nossa cidade e depois de uma detalhada pesquisa, comecei a realizar o sonho de poder fornecer para nossos clientes, em especial de Nova Lima e região, uma linha de produtos com preço e qualidade.” “Minhas expectativas para o Natal são ótimas, sabemos do potencial do comércio de nossa cidade e região. E esperamos atender não somente nossas expectativas como também de todos os clientes”, conta o empresário.

“Justamente por ser mulher e em busca de novidades, resolvi inaugurar uma loja onde eu possa oferecer todo conforto, variedades de produtos, bons preços e novidades para o público feminino. Outra coisa importante que eu gostaria de salientar é que os homens devem ser um dos principais clientes da loja, pois encontrarão em um lugar várias opções para presentear sua mulher amada”, convida Jossaine.


A Banqueta

12

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

Pronunciamento do vereador Marcelino do Sindicato na Tribuna da Câmara Municipal na sessão de 30/11/10. Diz um ditado que somente árvore cheia de fruto é que leva pedradas, assim como também é sabido que “ninguém chuta cachorro morto”. Desse modo, fica mais fácil entender a série de ataques que foram feitos à minha pessoa, seja na imprensa ou através de panfletos distribuídos pela cidade. Curiosamente esse tipo de jogo sujo sempre ocorre em épocas específicas, sobretudo próximo à realização de eleições, como a que acabei de disputar na condição de candidato a deputado estadual. Como muitos devem saber, venho de um processo de separação tumultuado, como a maioria das separações geralmente são. Descobri que a pessoa com a qual convivi durante 15 anos não era digna da confiança que havia depositado nela. Até aí nada demais, relações afetivas nem sempre acabam bem. Meu caso também não foi o primeiro e nem será o último em que um ex-cônjuge, com o claro propósito de destruir a outra parte, se põe a fazer acusações de toda espécie. Um sumiço proposital às vésperas das eleições, boatos ardilosamente espalhados pela cidade e a opinião pública tinha farto material para rejeitar as propostas para o legislativo estadual tão cuidadosamente trabalhados por mim e minha equipe. Não ter os votos suficientes para me eleger foi muito menos doloroso do que verificar que havia e há uma conspiração covarde e mentirosa de tentar imputar à minha pessoa fatos que envolvem minha atuação como parlamentar e sindicalista. Nesse caso, a questão fica mais séria porque represento duas instituições da maior importância para o município, como esta casa e o Sindicato dos Mineiros. Por sorte, inverdades, boatos e calúnias sem nenhuma prova se desmoralizam por si próprios e o tempo se encarrega de desmentí-los. Não é por acaso que a história nacional está repleta de casos assim, em que figuras públicas são destratadas em matérias

irresponsáveis pela imprensa – geralmente baseadas em denuncismos – para depois verem a verdade triunfar. O problema é que, muitas vezes, quando a verdade vem à tona, muitas vidas, instituições e pessoas já foram prejudicadas ou destruídas. Mas aí ninguém se lembra mais e os ônus recaem apenas sobre quem foi alvo do denuncismo, como estou sendo neste momento. Chamo a atenção, no entanto, para o conteúdo das “matérias” que foram publicadas a meu respeito. Qualquer um, com um mínimo de bom senso, vai perceber que não são sérias, pois têm como única fonte uma excompanheira enciumada. Mas apenas para que se faça justiça, quero lembrar que trabalho desde os 9 anos e aos 18 fui enfrentar a Mina de Morro Velho. De vida pública tenho mais de 20 anos, uma ficha de serviços prestados à coletividade e um nome cuja lisura sempre fiz questão de manter. Estou na luta sindical desde 1989, e meu ingresso neste setor se deu exatamente por eu não tolerar injustiças e desigualdades. Fiz dessa luta meu mais nobre ideal. E mesmo em meio ao turbilhão que minha vida pessoal se transformou nos últimos dias, não parei de trabalhar e os resultados estão aí para todos perceberem. Mesmo sabendo que não conseguimos agradar a todos, como nem Jesus conseguiu, continuamos na luta. Já na minha atuação parlamentar, sempre fui um vereador combativo e procurei defender os interesses da população na Câmara Municipal ou em qualquer lugar em que eu esteja. Os senhores são testemunhas de que sempre votei com imparcialidade. Quando não concordo com alguma matéria não tenho medo de me manifestar e votar de acordo com a minha consciência. Apresentei requerimentos, projetos e petições visando tornar melhor a vida da nossa gente. E quando vejo os interesses coletivos

contrariados não hesito em me manifestar. Voltando à minha esfera pessoal, sei que minha ex-companheira está permitindo ser usada por inimigos ocultos e declarados para desestabilizar minha vida pessoal e política. E para finalizar quero reafirmar que em todos esses anos de vida pública, sempre fiz questão de atuar conforme manda minha consciência. Reafirmo também que todas as pessoas que me caluniaram, difamaram e divulgaram calúnias contra mim estão sendo processados e outras serão. Mas a minha maior resposta a estes ataques tem sido feita da forma como mais sei e gosto: Trabalhando, porque não posso e não devo parar, tenho muitos projetos a realizar. Quero agradecer a minha família, à minha exesposa Jaqueline, ao vereadores Luck e Ronaldes que estiveram comigo no momento que eu mais precisei, ao vereador José Guedes que me prestou solidariedade e aos demais colegas. Sou um homem forte, já passei momentos difíceis e este não é o primeiro. Mas Deus tem me ajudado muito. A porteira por onde passei continua aberta, a estrada é larga e não sabemos ainda quem irá passar por ela. Pode ser qualquer um de vocês. Espero que não, pois só quem passou pelo que eu estou passando sabe o quanto é doloroso! Obrigado! Marcelino Antônio Edwirges


A Banqueta

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

13

Prédio no bairro Cruzeiro está condenado pela Defesa Civil

Casa de 4 andares pre stes a cair

Abaixo do prédio, existem várias propriedades. Se cair, pode matar moradores

A Banqueta tentou contato com Pitisco, mas não conseguimos. Ele é o dono dos dois prédios que desabaram e do que está interditado e prestes a cair.

Maria do Pilar Alves, 63 anos, mora há 16 na Rua Nossa Senhora das Graças, no bairro Cruzeiro, e está vivendo um dilema. Segundo ela, o prédio que se encontra acima da sua propriedade ameaça cair a qualquer momento. “A minha construção é boa, não tem perigo. A Defesa Civil de Nova Lima me garantiu isso. O problema é que, se cair o prédio de trás, cai em cima da minha casa”, conta. “Qualquer estouro que tem a gente acha que a casa está caindo, nem dormimos direito, temos medo.” De acordo com ela, uma construção situada do lado direito desmoronou em janeiro deste ano e outra localizada do lado esquerdo desabou no último dia 6, em cima de uma casa do mesmo terreno. “Essa casa que caiu agora não fez nenhuma vítima porque a Defesa Civil tirou todos os moradores, se não tivesse tirado, ia morrer todo mundo, porque ela caiu à noite. A sorte é que não tinha ninguém”, revela. No prédio que está fadado a cair, não mora ninguém, a Defesa Civil também retirou os moradores. “O engenheiro disse que o prédio vai cair em cima da minha. A minha construção está em perfeitas condições, o problema é a construção do vizinho. Moro com mais duas pessoas. Se a Prefeitura nos der uma casa, a gente sai, mas não sairemos sem ter onde ficar. Se a minha casa estivesse com risco de cair eu sairia, só que o problema não é na minha casa, que construí com tanto esforço. Como vou ser penalizada pela construção dos outros?”, indaga Maria.

DEFESA CIVIL O coordenador da Defesa Civil de Nova Lima, o tenente Luizmar Rocha, confirma o desabamento de dois prédios no bairro Cruzeiro neste ano: um no dia 07 de janeiro e o mais recente, no dia 06 de novembro. Vereador José Guedes e a moradora Pilar

Para resolver o problema, a casa condenada deve ser demolida e para isso, o proprietário e a Prefeitura devem autorizar a demolição. “A Defesa Civil falou que vai demolir, mas não pode fazer isso se o pessoal da Prefeitura nem o dono autorizarem. O pior é que o proprietário dessas casas não quer resolver o problema, no último dia que a Defesa Civil esteve aqui ele nem saiu de casa, no dia que a casa caiu ele também não se manifestou”, lamenta. O vereador José Guedes (DEM) foi procurado por moradores e está preocupado. “A Pilar me procurou me contando o problema. E depois de visitar o local, fiquei extremamente preocupado e imediatamente fiz a denúncia na Câmara de Vereadores deste provável desastre que pode vir a acontecer. Agora, se alguém vir a falecer neste local a culpa é única e exclusiva da Prefeitura, estas construções irregulares acontecem há anos e a Prefeitura não toma atitude para resolver o problema.”

Rocha também confirma que outro prédio está condenado. “Cinco engenheiros vistoriaram o local. O laudo técnico apontou riscos e a Defesa Civil interditou o local e retirou as famílias. O proprietário do prédio, conhecido como Pitisco, foi chamado e não quis assinar a solicitação que autoriza a demolição. Ele não tinha nem licença para construção”, conta. O tenente explica que se o prédio desabar, ele cairá sobre outras casas. “O prédio está condenado e o morador está assumindo os riscos. Se acontecer algo, ele será indiciado. Solicitamos à Procuradoria da Justiça providências legais. Aguardamos a autorização judicial para efetuarmos a demolição.” AÇÃO SOCIAL Perguntamos a Secretaria Municipal de Ação Social o que está sendo feito em prol dos moradores que foram retirados do local e o que é necessário para solucionar o problema dos moradores que não tem para onde ir. Não recebemos resposta.


14

A Banqueta

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

Baile de Weider

Zé do Copo estava tomando umas lá no Téo Bar no mercado, e ficou sabendo que em uma cidade próxima à Nova Lima, existem diretoras de escolas municipais que tratam funcionários com falta de educação e com desrespeito. Cuidado diretoras o Zé está de olho em vocês. E dizem as más línguas que existem gravações provando esta falta de respeito com os funcionários. No último fim de semana Zé do Copo foi no Baile promovido pela Lourdinha da Morena Centro Estética e pelo Carlinhos, lá na sede do Morro Velho. O baile foi dos anos 70 e 80. Zé reencontrou vários amigos que ele não via há tempos. Zé quer saber que dia será o próximo baile. Zé do Copo ficou sabendo que Maycol, filho de Sô Eloy Fernandes, está de volta a Nova Lima. Ele assumiu com muita garra o tradicional comércio da família, que é a Relojoaria Tanger, que está há 40 anos no mercado de

era amizade, mas eles andam encontrando muito. Além disso, a esposa está reclamando que o marido está trabalhando demais. Hummmm, Zé já viu tudo, amizade neca, o negócio tá é quente mesmo.

nossa cidade, sempre atendendo os clientes com muita qualidade. Um chegado do Zé do Copo foi socorrer um amigo que estava com o carro estragado lá em uma área escura do bairro Bela Fama. Quando ele ligou, já tarde da noite, disse ao amigo que estava com uma gatinha. Quando o amigo chegou, ele viu que era um homem. Uai, para onde será que foi a gatinha? Zé do Copo viu uma moça bonita, de família boa, andando com um homem casado. Zé até achou que

Este fim de semana Zé do Copo estará fichado lá no Amarelinho. Sábado à tarde não tem coisa melhor que curtir um pagode com gente bonita lá no Amarelinho, que fica no antigo Voo Livre, na Avenida Rio Branco. No dia 12 de dezembro, próximo domingo, a partir das 10 horas, Zé do Copo estará na Festa dos Ariranhas Vip e dos Amigos do Bar do Faria, lá no Cascalho, sob o comando do parceiro do Zé do Copo, o artista Guilherme. O Guilherme prometeu até camisa para o Zé do Copo, mas na verdade ele quer é uma dendeca. Será que o Guilherme vai arrumar?


Nova Lima - 03 a 09 de dez/10

A Banqueta

15


16

A Banqueta

Nova Lima - 03 a 09 de dez/10


A banqueta