Page 1


Editorial

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

02

O que será do esporte lageano após a eleição?

ara os adeptos da vida saudável agregada P a qualidade de vida comunitária essa pergunta é pra lá de pertinente aos candidatos a prefeito da maior cidade da Serra Catarinense. O sugestivo título acima retrata não a preocupação de nossa equipe, mas sim a indagação de milhares de desportistas que apreenderam a gostar

do esporte lageano, que de seis anos prá cá voltou a sorrir de novo, recebendo uma injeção de ânimo, que acreditem: nem o próprio prefeito “Renatinho” imaginou que teria. Confessamos que até hoje ainda não descobrimos quem foi o mentor da idéia repassada ao atleta n°1 da cidade (Renatinho), mas sabe-se que ele escolheu a pessoa certa (Marcelo Kowalski) e lhe deu carta branca para que fizesse e acontecesse, promovendo assim o “boom”, principalmente no setor de base e comunitário, já que toda aquela polpuda verba destinada ao esporte de rendimento foi cuidadosamente diminuída e reinvestida em outros setores. Até mesmo em mídia, acreditem! O projeto

Arquibancada.com surgiu assim, de um estudo de mercado embasado no projeto da própria Fundação Municipal de Esportes, que sejamos francos, é hoje a pasta com maior visibilidade diária na mídia. Todo mundo quer saber o que acontece no esporte. E quando se fala em esporte lembra-se da FME, órgão que gere ou apóia 90% das modalidades em atuação na municipalidade. Lógico, existem as ressalvas, já que muitos esportes ou são de custo muito caro ou gerido por instituições privadas ou independentes. Mas a pergunta é: Independente de quem for o próximo prefeito, teremos a manutenção ou até mesmo a ampliação de tudo que hoje temos? Bem, isso só Deus sabe, já que o futuro a ele pertence, mas o

exemplo a seguir é verídico. Analisem: Seguindo os primórdios conchavos que acercam uma coligação política, durante a repartição de cargos para uma gestabilidade municipal é muito comum assistirmos os partidos com maiores densidades eleitorais ou cabeças de chapa nomear pessoas de confiança para os cargos de secretário da Saúde, Educação, Obras e Habitação. Cujo refluxo administrativo, são as pastas que detém o maior volume financeiro ao longo do ano, e também as que rendem maior visibilidade aos gestores, que seguindo a tradição, se tornam aptos a postulação de novos cargos eletivos, como vereador, prefeito, vice-prefeito e até deputado, já que a política é uma

Acesse: www.adrianomeira.blogspot.com

caixinha de surpresas de origem pouco definida. Só que no contrapé dessa tradição o esporte na administração Renatinho com um orçamento pequeno em comparação as grandes pastas se tornou objeto de visibilidade, que rende popularidade rápida, claro, desde que se saiba gerar resultados. Portanto, o esporte será sim decisivo na próxima administração, mas tomara que não voltemos a viver de promessas e mais promessas e o povo ó, novamente no retrocesso em plena aproximação de uma Copa de Mundo e de uma Olimpíada no Brasil.


www.adrianomeira.blogspot.com

Estadual 1ª Divisão

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

03

Fabrício e Japonês reforçam plantel do Caça e Tiro Graças à janela de transferências e dedicação intensa da diretoria do clube na busca por patrocinadores, pratas da casa que antes eram apenas um sonho de consumo para um futuro próximo na equipe agora são realidades no plantel

M

esmo com os potentes holofotes focando para finais do turno no Estadual de Futsal da 1ª Divisão, a diretoria do Clube Caça e Tiro/Honolulu/ FME dia após dia evidencia a sua preocupação quanto ao futuro da equipe no campeonato. Um dos objetivos têm sido o reforço do plantel e na última semana duas contratações que até poucos dias não passavam de um sonho de consumo muito próximo agora se tornaram realidade. A primeira foi a do ala Fabrício, que após 10 anos longe do futsal lageano retorna fazendo jus ao dito popular – “O bom filho a casa torna”. Ele estava na Espanha e com a defasagem financeira dos clubes naquela região optou em voltar

ao Brasil, tendo como destino o Copagril/Marechal Rondon do Paraná, onde seria reforço para as disputas da Liga Nacional e da Chave Ouro (equivalente a Divisão Especial). No entanto uma demora na transição documental de um país para outro propiciou sua vinda para Lages mediante um acordo de cavaleiros. “Eu já estava até treinando com o grupo, porque essa não é a primeira vez que eles tentam me contratar, só que houve esses percalços com a documentação e o time não quis contrair mais dividas, já que as chances de classificação na Liga Nacional a cada rodada estão mais remotas. Então surgiu esse convite e aceitei, vim para somar e estou muito feliz. Jogar em casa é diferente”, contou o jogador, que já na partida contra

Japonês pensa no futuro

Outro que mal chegou da Europa e já se apresentou ao time foi o pivô Daniel Japonês, que estava jogando no Sporting de Portugal. O jogador tinha mais um ano de contrato para cumprir, mas num comum acordo com a diretoria portuguesa deu baixa na documentação e já estava até acertado com o Guarapuava, seu último time aqui no Brasil, onde foi artilheiro e campeão da temporada 2010 da Chave Ouro do Paranaense, vindo a renovar em 2011. “Recebi a ligação do presidente Capela eu estava na estrada, a caminho de Guarapuava. Lá eu assistiria a um jogo deles e no

dia seguinte assinaria contrato. Só que depois de alguns minutos de conversa eu mudei minha decisão, prossegui a viagem normalmente, assisti ao jogo e dei uma satisfação para a diretoria do clube, disse que voltaria a jogar em casa”, conta o pivô, que já na última segunda-feira (16) foi apresentando ao grupo e iniciou os trabalhos físicos. Não escondendo a felicidade em voltar a jogar profissionalmente por um clube de Lages, após 12 anos só como visitante da cidade, Japonês ressaltou que sua meta é ajudar o Caça e Tiro e voltar a estudar, já que trancou a faculdade de educação física no 6° semestre. “Falta muito pouco para mim se formar e a minha carreira como jogador a cada dia que passa está próxima do fim, a idade chegou. Quero continuar trabalhando na área, seja como fisiologista e até como técnico, mas antes quero aproveitar aí mais uns dois anos e quem sabe jogar até uma Liga Nacional pelo Caça, porque nada é impossível” exemplificou. Daniel lembrou que no mês de agosto o Caça e Tiro será o anfitrião da Liga Sul, um título neste campeonato e a vaga para Super Liga está garantida em 2013 e para um projeto que tem pretensões de disputar uma Divisão Especial já no próximo ano ganhar visibilidade nacional é tudo. “Você

primeiro de tudo passa a ser respeitado pelos adversários e depois a visibilidade do projeto Caça e Tiro será grande e talvez seja essa a oportunidade que a cidade esperava para ter jogadores como Edgar e o próprio Marquinhos jogando com nós”, salientou, avisando que viajaria com o grupo para a disputa do jogo de volta das quartas de finais contra Pinhalzinho. “Minha documentação deve estar a disposição da federação dentro de 7 dias, nesse período eu vou me dedicar aos treinos físicos e se tudo der certo faço minha estreia ainda na semifinal desse turno, estou ansioso”, avisou. Foto: Arquivo

Jocol 2012

Pinhalzinho esteve em quadra. Ao término do jogo Fabrício conta que sentiu um pouco o tempo parado e ressalta que precisará de cerca de 30 dias para se recompor fisicamente, mas com o apoio do grupo na qual ele já conhece espera até um tempo menor para voltar ao seu melhor condicionamento. “Eu vou trabalhar em dois períodos junto como plantel, minha preocupação é a de dar resultados para o time, porque o lado financeiro foi o que menos pesou na hora de assinar e o projeto da diretoria é interessante, tenho contrato até dezembro e a continuidade dele depende do que fizermos ao longo do resto da temporada”, frisou.

Estadual 1ª Divisão

TN 10 comemora com o filho a boa fase no Estadual Futsal

C

om 14 gols anotados e um não computado pela Federação Catarinense de Futsal, Adriano Gonzatto, o popular “Tio Nanas” (TN10), é o artilheiro do Clube Caça e Tiro/Honolulu/FME na 1ª Divisão do Estadual de Futsal. Ele é o terceiro da lista na competição, que tem Anderson Rodrigues Martins, atleta do Futsal Schumann/ Seara/FMES como líder com 18 gols, três a mais que Gerson Luís Paranhos do Fundação Fexponace/Moitas. Aliás, Gerson foi o carrasco da equipe lageana no confronto disputado no Jones Minosso, foi de seus pés que saíram os gols de empate e os dois últimos na partida em que o Caça e Tiro vencia por 05 a 02 e nos minutos finais acabou derro-

tado pelo placar de 08 a 05. “Não gosto nem de lembrar essa partida, mal dormi naquela noite”, confessa o jogador, que com a chegada do treinador Juninho obteve mais liberdade taticamente, jogando de beck, quando antes era utilizado como ala ou pivô. A boa fase individual de Nanas ele atribuiu também aos companheiros, já que mais da metade do plantel ele jogou contra ou junto em outras equipes da cidade e aos poucos criou afinidade ao longo desse período de clube, sendo que as maculas iniciais da temporada ele garante que já deixou para trás. Por diversas vezes ele chegou a ser criticado e até sondado pelos críticos para deixar o clube, já que estava na reserva e o time bem ou mal vinha obtendo resultados. “Eu vim para cá jogar, por meu

futsal em prática e somar com o grupo. Lógico, a gente discute porque não gosta de perder, mas o futsal é assim e com o Juninho no comando ele me devolveu a confiança através de seus esquemas táticos e assim venho trabalhando. Eu jamais pensei em sair daqui, o Caça tem um projeto que é disputar a Divisão Especial no próximo ano e pretendo estar junto”, detalha o jogador, que assim como boa parte do grupo vem treinando em dois períodos. O camisa 10 ainda se reveza entre os trabalhos diários no Caça e Tiro, na prefeitura como diretor na secretaria de Turismo e ao final de cada tarde (de segunda à sexta) ocupa a bancada do programa Copa e Cozinha da Band FM, junto com o comunicador Ricardo Córdova e convidados. Mas nota-se que uma das

motivações do jogador não vem só do trabalho, mas sim da vida pessoal. No último jogo em casa contra Pinhalzinho ele não balançou as redes e o Caça empatou em 03 a 03 pelas quartas de finais do primeiro turno, mas nem por isso ficou aparentemente chateado, até desfilou alguns minutos pela quadra com o filho Vitor de 1 anos e 1 mês. “Eu confesso que não tenho do que reclamar. Mais cedo ou mais tarde nós vamos se acertar em quadra, o trabalho diário está surtido evolução e os resultados vão ser conseqüência disso” garante


Citadino da LARS

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

05

Título com sabor de recomeço no Ivo Silveira

Futsal

E

m jogo de placar anormal para uma decisão de campeonato tão equilibrado, o Mabril/Ki-Bola/Ofertão goleou o Vidrosul/WL Madeiras e conquistou de maneira invicta o 18° Campeonato Regional de Futsal Livre – Troféu Ki-Bola Esportes, da Liga Atlética Região Serrana (LARS). A partida aconteceu no último dia 07, no ginásio Ivo Silveira e terminou com marcador de 07 a 02. Os gols do Mabril foram anotados por Evandro (3), Pablo (3) e Hismail, com Rafael, o popular “Beiço” descontando duas vezes para o Vidrosul. Pouco mais de 100 pessoas assistiram ao jogo, que apesar da rivalidade, foi disputado somente na bola, com vitória

parcial de 02 a 00 para o Mabril. Na fase complementar o Vidrosul chegou a igualar o marcador, mas a nove minutos do término iniciou-se a redenção dos comandados de Zé Elias. Até o marcador de 04 a 02 a quatro minutos do término de jogo tudo parecia indefinido, as duas equipes se alternavam no ataque, trabalhavam o rodízio e exploravam principalmente as jogadas em velocidade pelas alas e detalhe, com poucas faltas. Foram apenas oito nos 40 minutos de bola rolando com cronometro parado.

Personagens

Só que o jogo ganhou dois personagens que fizeram a diferença. O primeiro foi o goleiro “Preto” do Vidrosul, que acabou se contundido deixando a

quadra após inúmeras defesas. O outro foi seu substituto, Julio César, que assumiu a “batata quente”. Ele falhou em dois gols. O Vidrosul ainda tentou um goleiro linha nos minutos finais e sofreu mais um, porém a partida já estava definida. Diga-se de passagem, o título só corou a paixão do treinador Zé Elias pelo futsal lageano. Com o apoio de alguns empresários como o da própria Ki-Bola Esportes e o da rede de Supermercados Ofertão de Otacílio Costa, resgatou alguns jogadores que estavam parados e os uniu a outros que são jovens, mas bem experientes e formou um time de campeões. “A gente só tem que agradecer o apoio dos patrocinadores e, principalmente, dos jogadores, porque essa equipe marca uma

nova fase de nosso trabalho pelo futsal de Lages”, destacou. Para quem não lembra, após o término repentino do Associação Marka/Bastos, Zé Elias até tentou montar uma nova equipe para a 1ª Divisão do Estadual, mas acabou ofuscado pelo ciclo de interesses políticos e pode se dizer que teve até parte de suas ideias de trabalho plagiadas por outros cartolas da cidade.

Farias em terceiro

Já o terceiro lugar ficou com a equipe do Farias Construções/ Madeireira Vargas, que derrotou o Ki-Cópias de Correia Pinto pelo marcador de 03 a 02. A partida foi pra lá de amistosa, já que as duas equipes atuaram desfalcadas de seus principais jogadores. Na semi-

final o Mabril venceu por 08 a 01 o Farias, que despontava como franco favorito ao título. Já no outro confronto o Vidrosul nos segundos finais de jogo bateu o Ki-Cópias por 06 a 05, após estar perdendo de 05 a 02. O capitão Pablo do Mabril foi o artilheiro da competição com 14 gols. Wilton Tanello, goleiro do Mabril a Melhor Defesa, sofreu 17 gols em nove jogos. O troféu Disciplina ficou com o Ki-Cópias, que recebeu apenas 05 cartões amarelos. Segundo o presidente da Lars, Jaime Refinski “Sujeira”, a competição teve a participação de 13 equipes sendo 8 de Lages e 5 da região (São Joaquim, Campo Belo do Sul, São José do Cerrito, Ponte Alta e Correia Pinto), com as disputas iniciando dia 8 de maio.


Futsal

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

07

Atlético é tricampeão da Série “A” do Jocol Fazendo jus ao regulamento a equipe do bairro Centenário venceu pela terceira vez a competição e manteve a hegemonia com o Ajáx(quatro vezes campeão) sobre a modalidade que é uma das mais disputadas dos Jogos Comunitários de Lages sou a jogar melhor, teve pelo menos umas três chances reais de gols, mas como o futsal é rápido e prevalece a pontaria e também a sorte, o gol que sacramentou a vitória do Atlético saiu dos pés do capitão Ronei em finalização fraca, no meio da trave, aos 34min07seg. Tinha muita gente na frente do goleiro Bandeira ele chegou a segura-la, mas acabou soltando. Resultado: ela supostamente passou totalmente pela linha e o árbitro Olavo Telles bem posicionado, estava na linha de tiro de canto (escanteio) correu para o centro validando o gol.

Polêmicas

O capitão Ronei recebeu das mãos do desportista Matias Ribeiro a premiação

Jocol 2012

O

Atlético FC do bairro Centenário é o campeão da Série “A” do Futsal Livre do Jocol. Venceu na decisão o São Lourenço do bairro da Várzea, pelo marcador de 02 a 01.Tiago Capeta e Ronei marcaram pelo Atlético, com o artilheiro Bixiga descontando para o São Lourenço. Os gols foram anotados todos no segundo período de bola rolando, já que na primeira etapa prevaleceu o equilíbrio das duas equipes, com os goleiros Alexandre (do Atlético) e Bandeira (do São Lourenço) sendo os destaques do confronto, que, di

ga-se de passagem, era um dos mais esperados da competição. No entanto, as baixas temperaturas afugentaram o público das arquibancadas do Jones Minosso e restou tão somente aos jogadores o dever de esquentar a partida.

A disputa

Na fase complementar o panorama amistoso da primeira etapa ganhou ares de decisão, com um futsal rápido, objetivo e bem estudado pelas duas equipes, que no português claro, só jogaram bola. O respeito foi mútuo entre os dois plantéis

de jogadores (a maioria bolei ros da cidade), sem nenhuma jogada violenta ou conduta que desabonasse a disputa. Tiago Capeta “benzeu” o marcador aos 28min16seg, numa cobrança de canto, com chute a meia altura. Ele contou com a ajuda do guarda metas Bandeira, que não conseguiu segura-la deixando a cair após a linha. Dois minutos depois aconteceu o empate do São Lourenço. O pivô Bixiga escorou cobrança de falta do ala Magrelo em jogada de finalização forte, alta e sobre o corredor da barreira. Após o gol o São Lourenço pas-

Jogadores do São Lourenço reclamaram dizendo que não foi gol. A partida chegou a ser momentaneamente interrompida, mas torcedores que estavam no alto das arquibancadas também disseram que foi gol, portanto, prevaleceu a decisão do árbitro, Na seqüência o “Miss Bumbum” da Várzea, o popular “Tio Guila” foi para quadra como goleiro linha, mas o jogo já estava praticamente decidido. Só que a 12 segundos do fim, houve uma falta, a quarta naquele período. A equipe do Atlético experiente, fez valer o regulamento. Ou seja, demorou em formar a barreira, o cronometro continuou andando e quando zerou a anotadora terminou a partida. Desta forma, não foi executado o tiro livre, para repúdio dos jogadores e torcedores do São Lourenço e alegria do Atlético, que iniciou a comemoração do tri. Jogadores do São Lourenço foram questionar os árbitros

Éder Burigo e Olavo Telles. Eles questionavam o porquê de não parar o cronometro,

porque não foi cobrado a falta e também o segundo gol que em suas opiniões a bola ficou em cima da linha e só para fazer um “retro”, cobravam do ano passado, quando perderam a semifinal para o Ajáx em jogo tumultuado, onde segundo disseram a arbitragem também influenciou. Somando tudo, foi uma batessão de boca geral. Depois de muito disk e disk, alguns jogadores se conformaram, já que muito sabiam que está no regulamento do Jocol que o cronometro no futsal é corrido, portanto a arbitragem apenas seguiu o que manda o regulamento. Telles foi o mais pressionado, mas utilizou-se da experiência e manteve o resultado.

Vila Comboni em terceiro

Já na decisão de terceiro lugar deu Vila Comboni, depois de empates de 4 a 4 no tempo normal, 1 a 1 na prorrogação e 03 a 02 nos pênaltis, com o ala Alex Folha chutando em cima do goleiro Gustavo. O que chamou atenção nesse jogo foi o popular Fabiano Kekêti jogando como goleiro, já que o guarda metas Kaká se machucou. A premiação aconteceu ainda na quadra, mas sem a presença dos jogadores do São Lourenço. Esse foi a sétima edição da competição, que tem a hegemonia detida pelos clubes do Ajax com quatro títulos e agora pelo Atlético Centenário, tricampeão.


Futsal

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

09

Cruzeiro goleou Bahia na decisão da Série “B”

Jocol 2012

N

o clássico do bairro da Penha pela decisão da Série “B” do futsal do Jocol deu Cruzeiro “C” no lugar mais alto do pódio. A equipe do presidente João

Laércio foi totalmente superior ao Bahia do popular Daboit e venceu pelo marcador de 06 a 01. Os gols foram anotados por Fabrício (2), Alan (2) e Fabrício Melo (2), em jogo de 12 faltas, limpo,

de poucos momentos de bola parada, mas de pouca técnica, leia-se muito mais na vontade. O Cruzeiro fez 2 a 0 na primeira etapa, marcou um gol logo a 15 segundos de jogo e ampliou aos 14 minutos. Na fase complementar gol veio cedo novamente, aos 13 segundos, e de lá pra cá foi só “cozinhar o galo” até o apito final, chegando a mais três gols e sofrendo um de pênalti. A equipe azul do bairro da Penha teve sempre a maior posse de bola, mas aceitou o convite do Bahia que atuou desfalcado de pelo menos quatros jogadores e caiu no tradicional “peladão”, terminando o jogo com a vitória (placar elástico), mas devendo as atuações brilhantes que teve ao longo da competição. “O importante é o título, jogamos conforme a postura do nosso adversário em quadra”

comentou ao final de jogo o veterano Servilho, que ao lado de outro veterano Gilmar, eram os vovôs da equipe, que ajudou o clube assumir a ponta da tabela pelo título Geral da maior competição amadora do Sul do País. Já Evaldo Daboit, presidente do Bahia lamentou muito, mas si conformou com o resultado. Ele perdeu atletas punidos pela Comissão Disciplinar, que não deu mole. Ou seja, como a equipe não se classificou para a segunda fase da série C do Futebol de Campo, as penas foram em dias e com isso impossibilitou de ambos jogar a decisão. “Meus meninos não fizeram nada, apenas reclamaram da arbitragem que foi muito tendenciosa, fomos prejudicados. Mas tudo bem, se jogássemos completo poderíamos ter feito uma partida mais equilibrada hoje” analisou. Constrelar em terceiro

Esse é o maior placar de uma decisão desde que foi dividida em séries a modalidade de futsal, perde apenas para o aguçado 09 x 00 que o Ajáx aplicou em 2008 no Petrópolis, que na ocasião era representando pelo Inter Lages Futsal, time que disputava a Divisão Especial do Estadual. Já na disputa de terceiro o Constrelar do popular “Chimila”, que, aliás, não foi visto entre os pouco mais de 100 torcedores que foram ao Jones Minosso, venceu por 04 a 02 o São Cristóvão. Diante das circunstâncias que foi a decisão, o Constrelar era a equipe que poderia protagonizar um confronto mais parelho com o Cruzeiro, mas sabatinou na semifinal, perdeu de 03 a 02 para o Bahia.


Futsal

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

11

Estrela solitária da Várzea é bicampeã do Mais 40

Jocol 2012

O

Botafogo do bairro da Várzea é bicampeão dos Jogos Comunitários de Lages (Jocol 2012), modalidade Futsal Mais 40 anos. Venceu o Atlético FC do bairro Centenário na decisão pelo placar de 05 a 02. Na primeira etapa de bola rolando que terminou com o marcador de 03 a 02, os gols foram anotados pelo capitão Paulinho Lima (2) e Marcos Tortelli para o Botafogo. Niltinho e Schmidt descontaram para o Atlético, que jogou de igual para igual até quando teve fôlego, já que no segundo período a partida teve outro panorama. Futsal de qualidade Explorando sempre o vigor

físico do plantel e as seguidas jogadas de ataque com o goleiro linha Marquinho, o Botafogo marcou mais duas vezes e assegurou o resultado. Uncini e novamente Paulinho Lima marcaram. O Atlético até batalhou o resultado, mas sentiu as dimensões da quadra e também as diferenças de idades de um plantel para o outro. O detalhe foi que apesar da rivalidade, haja vista que as duas equipes decidiram a modalidade de Futsuíço Mais 40 anos em 2011 (vitória do Botafogo), ganhou quem foi ao ginásio, pois assistiu um futsal limpo, de qualidade, bola de pé em pé e com muito “flair play”. Parte dos jogadores integram os times

Veterano e Master do Clube Caça e Tiro que anualmente disputa o Estadual da categoria. CRB vence o Comboni Já a decisão de terceiro ficou entre as equipes do AD. Vila Comboni e CRB/ITP. Com dois gols de Carlinhos e dois de Dauri o CRB assegurou a última vaga no pódio, vencendo por 04 a 01. Ivo Rodrigues, o popular “Seu Boneco” descontou. A partida foi tranqüila, teve apenas 05 faltas em 40 minutos de bola rolando. O coordenador geral do Jocol Benedito Moura fez as vistas da casa entregou a premiação aos finalistas e lembrou que a modalidade é umas das mais disciplinadas dos Jogos Comunitários de Lages.

Natação

Pedro Mattoso estará no brasileiro em Poços de Caldas

Jogos Escolares

P

edro da Silva Mattoso, 14 anos, atleta da equipe Caça e Tiro 1º de julho/ASENA/ FME Lages após ter conquistado uma vaga nas finais do campeonato brasileiro de natação em Aracajú – SE, agora se prepara para representar Santa Catarina nos Jogos Escolares Brasileiros que será na

cidade mineira de Poços de Caldas de 5 a 15 de setembro. Pedro conseguiu três medalhas na fase estadual dos Jogos Escolares (categoria 12 a 14 anos) realizados em Lages em junho, nas provas de 100 e 50 metros livres (ouro) e prata nos 100 metros peito e representará nosso estado nestas provas em Minas Gerais.


www.adrianomeira.blogspot.com

Urubici

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

13

Skyna e Cia levanta o caneco da temporada Um conjunto de nove equipes participou do Campeonato Municipal que teve a duração de 48 dias, 536 gols marcados e como campeões os representantes da localidade de Vacas Gordas, que fizeram ainda o Artilheiro e a Melhor Defesa. Agroplanta - Vice-campeão

Skina e Cia - Campeão

Jocol 2012

N

a noite de 29 julho foi conhecido o campeão da edição 2012 do Campeonato Municipal de Futsal da “Capital Catarinense das Hortaliças”. Os finalistas foram Skyna e Cia da localidade de Vacas Gordas e Agroplanta do bairro Esquina. Em jogo movimentado de 11 gols o Skyna e Cia sagrou-se campeão da temporada, venceu por 06 a 05, sobre a arbitragem da dupla Marquinhos Reis e Adriano Meira,

ambos integrantes do quadro da Associação Lageana de Arbitragens e Eventos Esportivos – ALAEE, da cidade Lages. Na decisão de terceiro lugar a Escolinha de Futsal do André mesmo desfalcada de alguns jovens jogadores que estavam a serviço da Comissão Municipal de Esportes (CME) nos Joguinhos da Fesporte, venceu o experiente plantel do Rebello Seguros pelo marcador de 13 a 10. E fechando a jornada de 45 jogos da competição que teve a duração de 48 dias de bola ro-

lando as terças e sextas-feiras à noite no Ginásio Noé da Costa Ribeiro, se enfrentaram Agrolat e Pra Que Nome pelo quadro de medalhas do quinto lugar. O Agrolat venceu por 05 a 04, com o campeonato atingido a expressiva marca de 536 gols. Média de 11,9 gols por partida.

Premiação

O prefeito Adilson Rodrigues ladeado pelo vereador Gilberto Morgan, árbitro Generi, professor Péricles e por membros da CME e integran-

tes da sociedade local em meio as comemorações da ocasião entregaram as premiações ainda na quadra de jogos. O Skyna e Cia levou mais dois troféus, com o guarda metas Péu o de Melhor Defesa com 41 gols sofridos e o de artilheiro com o ala pivô Klauber, com 37 gols marcados. Segundo Carlos Alcir Henrique, o popular “Carlinhos”, coordenador geral do campeonato, nove equipes participaram das disputas, que tiveram por finalidade o desenvolvimento do

intercambio desportivo entre a municipalidade. “O futsal de Urubici é um dos melhores da região, a cada ano surgem novos talentos e competições como essas nos produzimos qualidade de vida coletiva e ajudamos a descobrir e encaminhar esses atletas.” salientou Carlinhos, lembrando do trabalho feito pelo técnico André Godinho e do apoio que a prefeitura viabiliza através da pasta de Educação, Cultura e Desporto, que tem como responsável a atuante secretária Rita de Souza.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

14

Para vencer, precisamos ter coragem... ... ...

C

oragem é a habilidade de confrontar o medo, a dor, o perigo, a incerteza ou a intimidação. Uma pessoa corajosa é uma pessoa que, mesmo com medo,

faz o que tem a fazer. Todo dia quando acordamos, esperamos que o dia seja ótimo e sem qualquer tipo de problema, claro, nem sempre isso é possível, muitas vezes o dia é o nosso problema. Coragem é uma boa palavra para quem procura vencer na vida, cair e levantar novamente, sentir dor, mas não desistir, ter medo para conseguir superar e realizar todas as tarefas do nosso dia a dia. É como ser um atleta de futebol e sofrer uma

lesão grave, quando muitos duvidam de você, você acredita em si mesmo para superar qualquer desafio e voltar a ser o que era antes. Passamos da metade do ano, o que fizemos de novo? Ficar na mesma não é possível, afinal à verdadeira coragem e sempre buscar seus sonhos mesmo quando os outros dizem quem ele é impossível.

Essa é para nós Corintianos

Lançamento do Livro Aquelas Camisas Vermelhas

F

oi um grande dia, muitas pessoas, torcedores fanáticos, todos esperando para vivenciar grandes momentos da história do Inter de Lages, fatos e fotos escritos por Maurício Neves de Jesus.

S

er Corinthians não é questão de escolha. Não é uma opção que se faz como quem escolhe um modelo de camisa ou a cor

do carro que irá comprar. Já se nasce alvinegro, é algo que faz parte do nosso espírito. Faz parte de uma mística

O evento contou com a presença de grandes nomes do Futebol de Lages, Zé Melo, Bim, Zezé, Anacleto e Andrade, que compareceu em nossa cidade para o lançamento do Livro. Vale a pena conferir.

que só quem é Corintiano pode compreender.

Grande Abraço!!!

Marechal Deodoro - Centro - Lages/SC


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

15


FLA-LAGES

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

16

Andrade viveu nova emoção no 1º Encontro Rubro-Negro de Inverno

Andrade falou de suas experiências no futebol maisMais de 20de minutos Caça e por Tiro. 350

Torcida organizada

A

Fla-Lages realizou o 1º Encontro Rubro-Negro de Inverno, no Clube

pessoas participaram da festa, que teve como principal atração o ex-jogador e técnico Andrade. Ele adentrou no evento ao som

do hino do Flamengo, acompanhado pela rainha da 24ª Festa do Pinhão, Roberta Cruz, e pela princesa Giulia Fornasari (ambas torcedoras rubro-negras). Andrade falou sobre a carreira profissional, contou várias histórias dos tempos de jogador, e relatou aos mais jovens detalhes da conquista do título brasileiro de 2009, quando era treinador. “Minha história se confunde com a do Flamengo. Joguei em equipes vencedoras, e essa experiência me ajudou a ter sucesso como técnico. E é muito bom ver que esse trabalho é reconhecido por vocês”, disse Andrade, emocionado. Depois, distribuiu autógrafos e tirou fotos com torcedores e simpatizantes do rubro negro. Andrade ainda pôs os pés na calçada da fama da Fla-

Lages, e foi homenageado pela Fla-Otacílio Costa e pela Fla-Neve – de São Joaquim. Está última presenteoulhe com uma caixa de maçã. Durante a festa, o atleta lageano Caio, campeão brasileiro em arremesso de disco, que também é flamenguista, foi homenageado, e ouviu de Andrade as seguintes palavras: “Você é um exemplo de superação, e serve como espelho para aqueles que acham que tudo é difícil. Parabéns, e siga em frente”. Ele ainda pode matar as saudades de alguns amigos dos tempos de Inter de Lages (clube que defendeu em 1991), como Bim, o massagista Imorival (o “Baixinho), Zé Melo e Anacleto (que na época era o presidente). Durante a estadia na cidade, Andrade também participou do lançamento do livro Aque-

las Camisas Vermelhas, escrito por Maurício Neves de Jesus. O presidente da Fla-Lages, Renato Ramos, avaliou o evento como um momento histórico. “Torcedores de todo o Brasil sabem que essa festa está acontecendo, e nos próximos anos certamente teremos flamenguistas até do Norte e Nordeste desembarcando na região para conhecer o frio e participar do nosso encontro de inverno”.

Tênis de Mesa

Modalidade foi tema da formação dos professores de Educação Física

Encontros anteriores abordaram as regras do futsal e o xadrez.

Sec. da Educação

O

constante processo de formação dos profissionais do Sistema Municipal de Educação de Lages desta vez contemplou s professores de Educação Física. Este foi o terceiro

encontro da turma, que recebe orientações sobre várias modalidades de esporte. O objetivo é qualificar o trabalho dos educadores, garantindo um ensino de qualidade na disciplina. As principais regras, os funda-

mentos e as atualizações recentes do Tênis de Mesa foram repassados aos professores. De acordo com o coordenador do setor na Secretaria de Educação, Serginho, esta é mais uma etapa de preparação para os Jogos Escolares do Sistema Municipal de Educação de Lages, o Jesmel, que está acontecendo desde o início do ano. “Já passamos pelos jogos de quadra, agora estamos na segunda fase do Jesmel, com os jogos de mesa. É importante que os professores estejam preparados para treinar seus alunos para a competição”, comenta. Além da interação entre os participantes, quem vieram de várias escolas, a motivação foi o ponto forte do encontro, com uma palestra com o professor formador Érico Paes de Campos.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

17


Copa Sesi

www.adrianomeira.blogspot.com

Klabin campeã no futsal Master e Morphos vice no futebol de campo em Jaraguá do Sul

Jocol 2012

A

conteceu nos dias 14 e 15 de Julho, em Jaraguá do Sul, a Copa Sesi - Fase Estadual, estavam presente 15 empresas totalizando 250 atletas participantes. As modalidades em disputa foram o Futsal Máster Masculino, Futsal Feminino, Futebol Sete Masculino e o Futebol de Campo Masculino. A classifi-

cação final nas modalidades

ficou a seguinte: Futsal Máster, 1º Lugar Klabin de Lages; 2º Lugar Weg de Jaraguá do Sul e 3º Lugar Trombini de Fraiburgo. A Klabin venceu a empresa Tractebel por 5 x 4 no primeiro jogo, no segundo jogo venceu a empresa TROBINI, pelo placar de 9 x 5 e na final venceu a empresa WEG pelo placar de 05 x 03 e se sagrou campeã. No Futebol de Campo Masculino

Livre, 1º Lugar CSM de Chapecó, 2º Lugar Morphos de Lages e o 3º Lugar Tupy de Joinville. A Morphos venceu no primeiro jogo a empresa TUPY(ultima campeã mundial e também já estava a 04 anos invictos e só com duas derrotas nos últimos 08 anos) pelo placar de 03 x 02, no segundo jogo venceu a empresa ELIANE pelo placar de 05 x 01 e acabou perdendo a final para a empresa CSM de CHAPECÓ pelo placar de 02 x 01, ficando com o vice campeonato. Os Campeões do Futsal Feminino, Futebol Sete Livre Masculino e Futebol de Campo Livre Masculino estão classificados para participar dos Jogos Sul Brasileiros que acontecerão em Dezembro na cidade de Blumenau.

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

18

Competições

Parajocol e Jogos da Melhor da Idade estão sendo organizados

A bocha paradesportista é uma das modalidades do Parajocol

Jogos Escolares

A

equipe da Fundação Municipal de Esportes já está preparando as edições 2012 dos Jogos Comunitários Paradesportivos e os Jogos da Melhor Idade de Lages. Ainda não há uma data específica para a realização, mas a FME espera executar os jogos da melhor idade em setembro e os parajocol em outubro. Os professores Ricardo Westphal, Eduardo Troian e Voltaire Todeschini são os responsáveis pela organização dos jogos e montagem das comissões organizadoras. Será a segunda edição dos Jogos da Melhor Idade, que contemplará as modalidades de canastra, dominó, bocha e dança de salão.

Oferecida para as pessoas com mais de sessenta anos, os jogos abrangerão grupos organizados como os associados da secretaria de assistência social e entidades dos diversos bairros na cidade. Os campeões poderão representar Lages nos Jogos Abertos da Terceira Idade em 2013. Neste ano, na cidade de Piratuba, Lages conquistou a medalha de prata na modalidade de canastra. Nos Parajocol, em sua terceira edição, a FME apresentará as modalidades de futsal, atletismo, bocha, xadrez e tênis de mesa oferecidas aos atletas especiais que nos representam nos Parajasc (Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina) e novos paraatletas.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

19


Handebol

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

20

Palmeiras sobra no Jocol com dois títulos

FME

M

antendo a tradição de anos anteriores o SER Palmeiras do bairro Centenário é o campeão da modalidade de Handebol do Jocol. Venceu nos naipes masculino e feminino. As finais acontecer-

am no último dia 8, no Jones Minosso, em meio algumas polêmicas. Primeiro os “WOs” de equipes como o Vila Comboni e Expressinho, depois a utilização de atletas irregulares por parte do Vila Mariza e por fim a baixa adesão de clubes na modalidade, que, diga-se de pas-

sagem, foi a que mais perdeu participantes nesta temporada. Vale lembrar que as equipes do Vila Comboni nesta edição utilizaram atletas todos de Lages, sendo que em anos anteriores sempre importou atletas, mas devido a um pedido de professores local que pretendiam val-

orizar o pratas da casa houve um recuo por parte do presidente Luis Picinini, que perdeu os restos de cabelos com os WOs. “Depois o pessoal reclama quando você trás gente de fora para jogar e de graça, mas tem muito professor e atleta aqui de Lages que não

tem comprometimento. Eu nunca dei um WO em modalidade de quadra como essa, isso é um absurdo”, lembrou. Longe das polêmicas, as equipes do Palmeiras comemoram e muito, principalmente no feminino, onde a equipe é tetra-campeã.

Tênis de Mesa

Federação presenteia mesatenistas de Lages com mesa oficial

FME

A

Associação Lageana de Mesatenistas de Santa Catarina (ALMESC/FME Lages) recebeu na última semana da

Federação Catarinense de Tênis de Mesa, uma mesa oficial novinha. Para os integrantes lageanos, o presente foi uma surpresa, segundo o auxiliar

técnico, professor João Motta, a mesa faz parte das exigências das federações para disputas oficiais, “já temos outras mesas iguais a essa na associação, mas agora podemos melhorar e intensificar os treinamentos”, comenta. Os treinos da ALESC/ FME Lages são realizados todos os dias no Ginásio Jones Minosso de segunda a sexta a partir das 17 horas e são abertos ao público que deseja praticar o esporte.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

21


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

22

São José do Cerrito

Futsal do Carú com bola rolando no Sênior e Interbairros

Regional

S

obre a coordenação de Saulo Andrade, o popular “Saulinho”, o ginásio de esportes Nilo Ferreira da Silva, em São José do Cerrito vem sendo palco das disputas do 8° Campeonato de Futsal Interbairros Masculino Livre e do 9° Campeonato de

Sênior, com jogos acontecendo as quintas à noite e sábado à tarde, a partir das 17 horas. No Interbairros que tem a equipe do Centro como atual campeã, 10 equipes disputam a hegemonia da temporada. Os participantes são: Centro, Melcas, Bela Vista, Nossa Senhora Aparecida, Dom Daniel,

Vila Rosena, Giseli, Cruzeiro da localidade de Toca da Onça e Santo Antônio/Godinho. Já no Sênior são 7 clubes, sendo eles:RR Eletrônica, Melcas, Alemanha, CTG, PM, Lageado e Força Jovem. Entre gols, rivalidades, cartões amarelos e vermelhos, boas risadas e muita

Futebol

qualidade de vida comunitária, um fator em especial chama a atenção nesta edição. São os pais que tiveram a felicidade dividir as mesmas cores de times com os seus filhos, como no caso de Saulinho e Sauluan pelo Melcas, Marcão e Cristian pelo Bela Vista e Nelson e Misael pelo Cruzeiro.

“Existem vários outros casos de parentes nas equipes, mas com certeza esse foi o ano que tivemos o maior número de duplas de pais e filhos, isso é bom, interage e movimenta as famílias, sem contarmos que colabora na geração de qualidade vida”, exemplificou Saulinho

Projeto “Tigrinhos” do Criciúma chega até o Carú

Regional

E

m São José do Cerrito não é só o futsal que merece uma atenção especial da Comissão Municipal de Esportes, o futebol de campo também. A mais nova frente de atuação da equipe está

voltada para o projeto “Tigrin hos”, em parceria com o Criciúma, clube do Sul do estado, que disputa a Série B do Brasileirão. Ele foi implantado no município através de um convênio assinado em fevereiro com validade até o mês de

dezembro deste ano. São 95 garotos com faixa etária de idades entre 10 e 14 anos, assistidos pelo projeto que tem como monitores professores do município que recebem constante qualificação do clube. “Toda vez que se detecta um talento no grupo nos comunicamos ao Criciúma, que assume as responsabilidades de promover uma avaliação minuciosa com o atleta, caso ele seja aprovado passa a fazer parte das categorias de base com todas as despesas bancadas pelo time”, exemplifica Saulo, lembrando que o clube envia os kits com camisas, calções e meias, sendo que a contrapartida do município consiste na contratação de professores e custeio nas despesas para viagens em amistosos nas preliminares aos jogos do Tigre pelo Brasileirão. As aulas acontecem três vezes por semana no gramado do Estádio Manda Brasa.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

23


Futebol

www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

24

Série “A” teve três grandes rebaixados para a segundona que promete ser inédita em 2013 ACBV, Vila Comboni, Vila Mariza “A” e Boca Júnior estão de volta a divisão intermediária do futebol do Jocol, que com sua popularização inflacionou o mercado de contratações, quem tem dinheiro paga, quem não tem reclama

Já o Vila Comboni do meio campo Lucas (azul) não teve a mesma sorte

Jocol 2012

C

hegou ao fim no último final de semana e sem muitas surpresas a primeira fase das séries “A” e “B” da modalidade de Futebol de Campo do Jocol. Pela série “A” foram rebaixados ACBV e AD Vila Comboni pela Chave A, ambos com apenas 5 pontos conquistados em nove jogos. Já pela Chave B, caíram Vila Mariza “A”/Andradetur com 04 pontos e Boca Junior/Santa Catarina, com apenas 03 pontos ganhos. Leia-se, uma das piores campanhas já realizadas por clubes que aderiram ao descenso nos últimos três anos. A grande surpresa da Chave A foi o Barra Azul do bairro Santa Helena, com duas vitórias e dois empates se manteve na elite, após passar quase toda a primeira fase na zona degola. “Nosso time acordou só na reta final, se tivesse jogado com postura desde a primeira rodada estaríamos classificados. O que faltou foi vergonha na cara, o acesso mexeu com a vaidade de muita gente e o resultado foi esse, escapamos por pouco”, analisa Jean PPT, jogador e um dos dirigentes da equipe, que tem como presidente o popular João Barbosa.

Situação idêntica

Já entre Vila Comboni e ACBV a justificativa é quase a mesma, falta de recursos para grandes contratações. Já na primeira rodada o treinador do ACBV, Sargento Pacheco previa o descenso, uma vez que conseguiu manter no grupo apenas dois jogadores do plantel do ano passado. “Como tínhamos um time jovem, repleto de revelações

os clubes com maior poder aquisitivo aos poucos foram os levando um a um. Uma das grandes janelas para que isso acontecesse foi o Campeonato Amador, lá eles pagam horrores para os jogadores que ficam mal acostumados, quando chega à época do Jocol eles querem ganhar o mesmo tanto e a realidade aqui para muitos times é totalmente outra. Mas não ligo, vamos batalhar para o ano que vem buscar o acesso novamente”, ressalta, lembrando que a série de compromissos com equipes no Citadino de Futsal, Primeira Divisão do Estadual de Futsal, formação da escolinha do Criciúma (Tigrinhos) e até mesmo a política contribuíram para essa recaída. Já no Vila Comboni a situação não é muito diferente, sendo que as ausências de jogadores em partidas fundamentais foi o ponto negativo. “O grupo era bom, jovem, repleto de talentos, mas a cada jogo tínhamos cinco, seis desfalques por motivos de trabalho e na reta final já não tínhamos 11 jogadores para por em campo. Fazer o que, quando você não paga não pode cobrar”, comentou Picinini, que após 16 anos na fila de espera, conseguiu o acesso para a elite do Jocol em 2009, quando derrotou o Milan na decisão. Tradição trocada por dinheiro Na outra chave Vila Mariza “A” e Boca Júnior também são o semblante da falta de recursos. O Vila Mariza que sempre formou grandes equipes, em sua maioria com atletas do bairro, após ter duas equipes na Série “A” do ano passado volta para a série “B”, de onde

Barra Azul do atacante “Zaia” (amarelo) por pouco não voltou para Série “B”

saiu em 2005, como campeão. Parte de seus principais jogadores de destaque foram atraídos pelas ofertas dos grandes clubes, ficaram no bairro somente os parceiros natos dos irmãos Célio e Mariano Andrade, sendo que a ressuscitação do antigo Juvenil, clube hoje dirigido pelo “torcedor mais chato de Lages”, o popular “Nigéria”, também colaborou. Parte dos jogadores do bairro que jogavam a série A optaram em jogar a série C, haja vista o ciclo de amizades e quem perdeu foi o bairro, tem um dos melhores campos da região, torcedores que apóiam os times e nenhuma equipe na série A em 2013. E por fim o Boca Júnior, que voltou a elite após a fusão com o Santa Catarina. No entanto sua passagem foi rápida, apenas nove jogos. Em 2013 terá que refazer toda a suada escalda em torno da série B, que na realidade, também já está inflacionada. Ou seja, quem paga mais monta time de ponta, porque por amor a camisa nos dias de hoje são poucos que jogam. Diga-se de passagem, entre os classificados para a próxima fase, o Dom Daniel e o próprio Industrial da cidade Alta, talvez sejam as equipes mais baratas do certame. Enquanto que Benfica, Vila Maria, Panorâmico, Atlético e Nacional os mais caros. Para essa segunda fase classificaram-se 12 equipes, sendo seis de cada chave. Eles jogarão no sistema de cruzamento de chaves, ou seja, uma contra a outra, os quatro melhores de cada chave avançam para a terceira fase.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

25


www.adrianomeira.blogspot.com

Jocol série B

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

26

Dos rebaixados apenas o União Popular é novidade Juventude do João do Mato, Vila Mariza “C” e Lageadense, desde a segunda rodada eram praticamente certos no descenso, tinham equipes muitas fracas em comparação as demais classificadas para a segunda fase

O Sevilha (de laranja) subiu ano passado e classificou-se para a segunda fase

Futebol

S

e na Série “A” tivemos três clubes de tradição rebaixados, na Série “B” não foi muito diferente, só que sem surpresas, uma vez que desde a segunda rodada desta primeira fase, três dos quatros rebaixados nunca abandonaram a zona de degola. Na Chave “A” caíram Vila Mariza “C” com 07 pontos e Juventude/ Mecânica Barbosa, que ainda conseguiu marcar 04 pontos. Na Chave “B” as vítimas foram o União Popular/Movimento com 08 pontos e o Lageandense, que subiu ano pas-

sado e apenas fez um “Tur” pela “segundona”, já que não marcou nenhum ponto. Na última rodada três fatos chamaram a atenção. Primeiro os “WOs” protagonizados pelo Juventude e pelo Lageandense, depois os clássicos valendo permanência entre Vila Mariza C e Lages, e Sport contra o União Popular. O Vila Mariza que vinha de descenso da série “A” em 2011 (havia subido em 2010, como campeão) perdeu para o Lages pelo placar de 03 a 01. Já o Sport que ganhou a vaga na série “B” deixada pelo “todo po-

deroso” Americano que abdicou as disputas venceu o União Popular por 04 a 02 e se manteve na divisão intermediária do futebol varzeano de Lages. Para essa próxima fase a competição segue os moldes de disputa da série “A”, ou seja, classificam – se quatro equipes de cada chave para a terceira fase, ambos jogando uma chave contra a outra. Posteriormente na quarta fase eles voltam a jogar entre si na chave novamente, os dois melhores de cada sobem para a 1ª Divisão em 2013 e disputam as finais da competição.

Jocol série C

Competição melhora após a segunda fase Futebol

J

á pelo futebol da Série “C” dos Jogos Comunitários de Lages a competição entra na fase decisiva. Ou seja, quem perder dá adeus ao sonhado acesso a segundona. Na próxima rodada serão conhecidos os 16 finalistas da temporada entre os 64 clubes participantes. Na primeira etapa eles foram divididos em 8 chaves com 8 clubes cada, classificando-se 32 clubes para a fase seguinte, com 8 chaves de quatro times cada. Os dois melhores de cada chave avançam já no próximo

final de semana para os jogos eliminatórios, que serão 16 no total, com oito equipes passando para a quartas de finais. Em outras palavras, quem vencer já garante vaga na Série B de 2013 e ainda disputa as finais da modalidade. Até a presente diversos clubes se credenciaram ao favoritismo do acesso, mas quem acompanha a competição sabe, na série C o segredo é ter plantel, pegada, não ter medo de arriscar e, principalmente, contar com a sorte, já que num único jogo de tropeço a temporada poderá ser toda sacrificada.

O LDU (camisas listradas) em 2011 perdeu a vaga na série “B” para o Frei Rogério

Acesse: www.adrianomeira.blogspot.com


Bicicross

www.adrianomeira.blogspot.com

Alessandra e Matheus voltaram com dois troféus do brasileiro

D

e 06 a 08 de julho os pilotos Matheus Detoffol e Alessandra Antunes competiram em Jaraguá do Sul, na pista anexa ao parque da Malwee pela sétima e oitava etapa do Campeonato Brasileiro de Bicicross. Além do elevado grau de competitividade dos adversários, o frio, a chuva e a pista pesada em virtude da umidade, eles trouxeram para casa dois troféus, sendo um de campeão e outro de vice. Alessandra que é nove vezes campeã catarinense foi vicecampeã na categoria Júnior Woman, para bicicletas aro 14. Já Matheus subiu ao lugar mais alto do pódio na categoria Boys 14 anos. Segundo o Sargento Antunes, treinador da dupla e pai de Ales-

sandra, cerca de 160 pilotos de 09 estados competiu nas duas etapas, que marcou o retorno dos lageanos as pistas, haja vista que esse ano a prioridade de ambos tem sido pelos estudos e não pelas competições como em anos anteriores. “Como a meta deles nessa temporada tem sido os estudos, estamos priorizando somente algumas provas, aquelas que permitem descartes a gente tem focado nos treinamentos. Mas quando sobra uma brecha no calendário competimos, e eles não têm decepcionado, estão bem”, conta o treinador. Aproveitando as férias escolares ambos agora se dedicam aos treinamentos visando a próxima etapa campeonato catarinense, que ainda não tem data e nem cidade definida.

Professores recebem qualificações através de palestras no Jones Minosso

O

s quarenta e dois professores das Academias da Terceira Idade de Lages recebem orientação e treinamentos sazonais para poder atender o público das Academias em nossa cidade. Nos encontros, são fei tos estudos e pesquisas das doenças que fazem parte do cotidiano da melhor idade. As palestras são fomentadas pe

los próprios professores ou por profissionais da área da saúde. No último dia 29 , o grupo conheceu a fundo a doença osteoporose e através de demonstrações, os orientadores aprenderam como repassar os exercícios específicos para as pessoas que sofrem desse mal. Segundo o coordenador dos professores das ATIs, professor Cleonir Costa, todas as palestras e estudos requerem uma

Escolas municipais disputaram o xadrez na segunda etapa dos jogos

Luigi Boff conseguiu duas pratas em Anápolis-GO Sec.Educação

N A

equipe catarinense de natação, comandada pelo técnico de Lages da equipe Caça e Tiro 1º de julho/ASENA/FME Lages foi a terceira colocada no campeonato brasileiro de seleções realizado na cidade de

Anápolis-GO de 6 a 8 de julho. Os nadadores lageanos Marina Neves, 18, e Luigi Boff, 18, também integraram a seleção catarinense e Luigi foi medalha de prata nos revezamentos 4x50 livre e 4x50 medley na categoria masculino júnior 2.

pesquisa forte baseada também em orientações médicas. “É importante também que as pessoas que frequentam as academias consultem seus médicos e a partir das recomendações os professores podem programar os exercícios de acordo com cada pessoa,” comenta o professor. Na Fundação Municipal de Esportes, o grupo de colaboradores tem um cadastro minucioso dos frequentadores das academias, nesse cadastro, além dos dados pessoais, toda a questão física e até doenças dos cadastrados são catalogados e com base nesses dados os professores podem planejar os exercícios e depois de um tempo verem se os resultados são positivos, o que já é visto em muitos casos onde há melhora na qualidade de vida das pessoas que fazem o uso constante das ATIs.

Jesmel

Natação

FME

27

ATIS

FME

Bicicross

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

a segunda etapa dos Jogos Escolares do Sistema Municipal de Educação de Lages (Jesmel), o xadrez iniciou os jogos de mesa na Sede do Pinheirinho e reuniu cerca de 170 crianças de 22 escolas municipais. A categoria contemplou as modalidades sub 11 misto, sub 13 e sub 16 masculino e feminino.Este ano houve aumento do número de equipes participantes. No ano passado somente competiu alunos até 14 anos, o que limitava um pouco a competição. De acordo com o professor de Educação Física do Caic Irmã Dulce, Ricardo Alen

car, o xadrez está inseridona grade curricular das esco las, o que permite uma boa preparação dos alunos para competições como o Jesmel. Os treinos acontecem cerca de quatro vezes por semana, sendo dois durante as aulas e o restante no contra turno escolar, o que resulta em aproximadamente oito horas semanais de preparação. Os alunos iniciam com o xadrez no quarto ano do Ensino Fundamental e desde então participam de vários torneios internos. “Esta é uma forma de incentivar todos os alunos, independente de participar ou não do Jesmel”, conta Ricardo. Eles são valorizados através da conquista

de certificados e medalhas e muitos seguem no esporte, participando de competições de níveis mais avançados. O xadrez exige muita concentração e raciocínio lógico, ajudando o aluno no bom desempenho também de outras disciplinas. “Adoramos o xadrez justamente por ser um esporte que desenvolve bastante as habilidades mentais dos alunos”. Outra forma de incentivo é o sorteio de tabuleiros, confeccionados pelos próprios alunos com materiais recicláveis, como garrafas pet e tampinhas de plástico. “Eles podem levar para casa e treinar à vontade”, explica o professor. O Secretário de Educação, Amilton Werlich, entregou as medalhas e o troféu aos primeiros colocados em cada categoria e agradeceu a participação e empenho de todos.


www.adrianomeira.blogspot.com

Edição No35 - Lages, SC - Julho 2012

28

Jornal Arquibancada Edição 35  

Jornal Arquibancada Edição 35