Page 1

Juntos pelo Rio Doce


O PROJETO •

A Juntos convida pessoas a unir seus recursos em favor de causas em que acreditam. Após o rompimento da barragem do Fundão, uma grande campanha reuniu mais de 3 mil pessoas que resolveram investir na reconstrução da região. O Elos atua há 15 anos com mobilização e desenvolvimento local e chega à região a convite da Juntos para engajar moradores, poder público, comércio local, organizações e demais interessados em uma ação conjunta que tenha como objetivo um sonho comum, considerando como aspecto fundamental atividades que contribuam para a revitalização das relações humanas e ambientais. O objetivo do projeto Juntos Pelo Rio Doce é sensibilizar e mobilizar a população para construir fisicamente um sonho coletivo, fomentando processos que criem um ciclo de desenvolvimento local sustentável. Neste primeiro momento, realizamos um Oasis em Mascarenhas (Baixo Guandu) e, até dezembro, seguiremos apoiando projetos de futuro que surgiram dessa experiência.


ETAPAS DO PROJETO

1. ARTICULAÇÃO LOCAL E DEFINIÇÃO DA ÁREA DE ATUAÇÃO

Nessa etapa a equipe formada por pessoas do Instituto Elos e da Juntos se reuniu com organizações, grupos e governos que atuam na região.

2. FORMAÇÃO DE AGENTES LOCAIS – VIVÊNCIA OASIS Nessa etapa, um grupo de 30 participantes vivencia uma introdução à Filosofia Elos e Jogo Oasis com o objetivo de fortalecer as habilidades de mobilização comunitária e empreendedorismo da rede local e comunidade selecionada. Ao final, participantes e moradores materializam um sonho coletivo em uma ação no território.

4. ACOMPANHAMENTO DO GRUPO FORMADO

Nessa etapa, a equipe do Elos acompanha o grupo para impulsionar a realização de uma iniciativa comunitária e a multiplicação de novos Oasis na cidade.

3. RE-EVOLUÇÃO – SONHANDO NOVOS SONHOS

Após a materialização de um sonho de curto prazo, os participantes e a comunidade planejam e definem novas ações de médio e longo prazo.


VIVÊNCIA OASIS Mascarenhas – Baixo Guandu – Espírito Santo

O presente relatório apresenta o processo da Vivência Oasis no projeto Juntos pelo Rio Doce, realizada em agosto e setembro de 2016. Vivência Oasis é um convite para líderes de diferentes setores que lidam com ambientes urbanos e rurais altamente complexos e multiculturais, e desejam aprimorar competências para engajar grupos e comunidades numa iniciativa de alto impacto, seja uma intervenção em um espaço público, uma nova estratégia organizacional ou um novo projeto comunitário. Nesta ação, convidamos pessoas das cidades de Baixo Guandu e Aimorés, cidade mineira vizinha, para renovar, construir e estruturar relações afetivas através do olhar apreciativo, que exalta os talentos, belezas e recursos já presentes, essenciais na materialização de sonhos coletivos. Baixo Guandu e Aimorés desenvolveram-se de forma linear acompanhando o curso do Rio Doce, que já havia sofrido muitas intercorrências nas últimas décadas com as instalações de barragens. O rompimento da barragem do Fundão, além de alterar o ecossistema destruindo a vida animal, modificando a areia de suas margens e sua água, afetou diretamente a vida humana. Muitas pessoas abasteciam-se da água do Rio Doce para beber e também para as atividades cotidianas como limpeza das casas, lavagem de roupas, bem como garatiam seu sustento por meio da pesca, agricultura, pecuária e da retirada de areia para venda em construção civil (os chamados carroceiros). Além dessas profissões diretamente ligadas ao rio, há impactos secundários, pois também foram abalados os produtores de minhocas (que forneciam isca para os pescadores) e de adubo para as plantações, além de comerciantes da área alimentícia que tinham como consumidores esses profissionais já citados e também o público que tinha o rio como um ponto de lazer, outra questão extremamente citada na viagem preparatória que realizamos de 27 de junho a 1 de julho.


O Rio Doce era um ponto turístico muito frequentado por moradores de ambos os estados, o que movimentava a economia local, além de ser também um lazer acessível para a população de menor poder aquisitivo. Os moradores da região, tanto os que vivem nas comunidades às margens do rio como nos centros, referem-se ao desastre como a “morte do rio” e como uma ameaça à preservação da identidade da população e da vida como um todo. Além da sobrevivência física, o rio tem valor histórico e afetivo. Hoje, deixou de ser o lugar da contemplação, lazer e brincadeiras e tornou-se um elemento nostálgico, que remete a luto e insegurança sobre o futuro, uma vez que não há nenhuma sinalização de resolução para a questão. No mutirão da Vivência Oasis houve construção de mobiliário, área de convivência, mirante, jardinagem, pintura, reforma da quadra e instalação de parquinho. Os encontros comunitários foram realizados na Escola Municipal Aládia Trindade Paiva e na casa da moradora Monique, com participação ativa de uma média de 50 pessoas por encontro e 150 pessoas durante as oficinas do mutirão.


MASCARENHAS E SEUS MORADORES Mascarenhas é um distrito de Baixo Guandu (desde 1950, é denominado oficialmente Quilômetro 14 de Mutum, porém o nome popular segue sendo mais utilizado) formado tradicionalmente por pescadores que foi o primeiro centro da Cidade, tendo abrigado todos os serviços públicos e até um cinema. Grande parte da população já tinha tido sua dinâmica de vida abalada na década de 1970 com a instalação da barragem e hidrelétrica inaugurada em 1974. Parte da população recebe uma indenização mensal atrelada à esta obra, porém muitos moradores dizem que os valores praticados já não são mais adequados, bem como não considera o crescimento das famílias. O ISES atua na comunidade por meio de uma parceria com a Vale do Rio Doce apoiando uma cooperativa de costura chamada Iluminart, que utiliza uma sala na escola local para se reunir e produzir. A diretora e equipe escolar colocaram-se muito abertos e dispostos a oferecer o espaço para a Vivência Oasis. Abriga uma parada do trem que faz o trajeto Belo Horizonte-Vitória.


POR QUE MASCARENHAS?

Ao conhecer algumas comunidades, vimos em Mascarenhas um solo fértil e com grande potencial para seguir frutificando após a primeira mobilização e os 3 meses de acompanhamento. O trabalho realizado na cooperativa de costura é incrível e já promove um vínculo e cuidado comunitário, que pode ser muito potencializado se conseguir extrapolar aquele grupo de mulheres e envolver outras camadas da população, como os homens e os jovens. Apesar de pertencer a Baixo Guandu, a comunidade é territorialmente muito isolada da cidade e se vê esquecida, abandonada. Da parte prática, entendemos que podíamos contar ali com o apoio da Cooperativa de Costureiras na divulgação de vagas e também da unidade de saúde, com toda a infraestrutura da escola e com o apoio governamental, uma vez que a prefeitura colocou-se disposta a articular seus serviços para que a ação acontecesse, bem como havia uma clara sinalização de possíveis pontos de atuação e do sonho macro – o reestabelecer a relação com a água/com o rio.


VIVÊNCIA OASIS Mascarenhas – Baixo Guandu - Es

Os participantes da Vivência Oasis exercitam o trabalho em equipe, o olhar apreciativo e a escuta ativa, antes de saírem para caminhar pelo bairro e conhecerem seus moradores.


OLHAR

O primeiro passo da Metodologia Elos ĂŠ o Olhar. Esse ĂŠ o momento de desenvolver uma visĂŁo apreciativa sobre a comunidade e seu ambiente: mapear as belezas, a riqueza de recursos e possibilidades.


OLHAR

Atividade na Comunidade: Reconhecimento das belezas e recursos através do exercício do olhar apreciativo. Os participantes receberam orientações de como olhar focando na abundância e saíram pelo bairro para buscar as BELEZAS e RECURSOS. Algumas das belezas listadas foram: árvores, pássaros, união, pessoas atenciosas, igreja, hortas, música, casas antigas, paisagem. Os principais recursos mapeados foram: madeira, posto de saúde, escola, ferrovia, mão de obra, creche, o sol, o rio, pedras, entre outros.

Com os olhos vendados eu senti uma visão 3D. - Juliana, pesquisadora no Instituto Terra.


As palavras mudas foram sentidas; Entre a luz e a sombra que veio do dia; Me deixando levar pelo desconhecido; Para sons que não eram vistos; Ouvir o que o vento veio mostrar; E abraçar.

Poesia criada a partir do exercício de percepção sensorial - Arlon Mattos, participante Vivência


AFETO

“Encontre a pessoa por trás da beleza e dos recursos: Que valores se escondem por trás das belezas, das histórias e da cultura local?”. Este é o mote para que os jogadores comecem a se conectar com as pessoas da comunidade.


AFETO


AFETO

Na prática do Afeto, senhor Cristiano, um dos moradores mais antigos de Mascarenhas e participante da Vivência Oasis, trouxe um álbum de fotos da sua família e juventude, compartilhou histórias e experiências de vida com os demais.

Estou muito feliz de ver pessoas de tantos lugares que nós não podemos chegar, mas vieram até aqui. Fiz novos amigos e sei que sempre temos a aprender. - Cristiano


SONHO

Depois de descobrir belezas, recursos e talentos, os mobilizadores são convidados a conversar com a comunidade sobre seus sonhos. É um momento de muita conexão, onde os participantes da formação criam espaço para que os atores expressem suas melhores e mais profundas aspirações coletivas, indo além da prática comum de identificar problemas. Quanto mais genuíno, profundo e precioso é o sonho coletivo, maior apoio ele tem por parte de toda a comunidade. O diálogo propicia uma ponte que conecta os sonhos de cada um com os do outro, propiciando uma construção conjunta. Esta conciliação gera também a sensação de pertencimento, segurança e confiança nas relações de vizinhança criadas e na apropriação comunitária dos espaços.


Encontro de Talentos e Sonhos


Atividades para jovens

Melhorar quadra

Segurança Atividades para crianças

Plantio de flores

Limpeza das calçadas

Mirante

Geração de Renda

Feiras e festas

Piscina

Palco Quiosque

Reflorestamento e Paisagismo

Recuperação do Rio Doce

Eventos comunitários Cooperativa de pescadores


CUIDADO O convite aqui é para que todos projetem juntos os sonhos que serão realizados nos dias de Mão na Massa. É também nesse momento que ocorre a captação de recursos, quando os participantes da formação, moradores e apoiadores pensam juntos sobre parcerias e materiais que possam ser usados durante o mutirão. O Encontro de Projeto é o momento de definir as prioridades a serem executadas em dois dias, além de projetar em uma maquete física onde será alocado cada sonho. Os participantes da vivência foram mais uma vez impulsionados a estar junto com a comunidade e apoiá-la a colocar nas maquetes seus sonhos a partir da praça, mas pensando em como ela se extrapola pro bairro. Este encontro trouxe grandes aprendizados para todos, uma vez que exigiu muito o exercício de escuta, compreensão das diferentes opiniões e busca do consenso dos temas polêmicos, como as muitas atividades que atingem a diversidade nos grupos etários da comunidade.


Elaboração da Maquete


Projeto esquemático – vista geral CAMINHO DAS MEMÓRIAS DO RIO DOCE REFORMA DA QUADRA E ÁREA DE ESTAR: quiosque, vestiários, mesa de piquenique, parquinho

CANTEIRO CENTRAL jardim e estar TOTEM DO CAMINHOS REFLORESTAMENTO Plantio de árvores de Mata Ciliar

REMOÇÃO DE ENTULHOS

CANTINHO DOS PESCADORES MIRANTE DAS MEMÓRIAS

RIO DOCE


Preparação do mutirão

O grupo de moradores definiu as prioridades a serem realizadas durante o mutirão, sendo definidas como prioritárias: a revitalização das áreas comuns já existentes (como a quadra e entorno) e o mirante. Vários moradores participaram de ações prévias, como limpeza dos banheiros, do quiosque e do setor onde foi instalado o parquinho.


Mobilização de recursos Além da doação de mudas pelo Instituto Terra e o apoio nos serviços da Prefeitura Municipal de Baixo Guandu, o grupo de participantes da Vivência Oasis foi extremamente participativo e criativo no momento de mobilizar recursos: conseguiram apoio em comércios locais; empréstimo de ferramentas em obras do entorno e de moradores; doações de feijão, arroz, frango, carne, verduras e legumes no bairro e nos comércios na Cidade. Viva a abundância!


MILAGRE - mão na massa

A etapa do Milagre convida jogadores, comunidade e voluntários a colocar a mão na massa para materializar os sonhos. Por meio do Jogo Oasis, todos dividem-se em grupos e definem frentes de trabalho. O convite é sempre para que cada pessoa ofereça seus talentos e venha em sua melhor versão. Ao final do dia, pode-se notar o poder do coletivo em ação.


Time Quadra e Pintura

ANTES: O complexo onde localiza-se a quadra, os vestiรกrios, o quiosque e o parquinho estava em um estado bastante degradado.


Time Quadra e Pintura

No final de semana do mutirão, muitas pinturas surgiram e a praça que era cinza agora tem o piso da quadra colorido e demarcado, as grades com desenhos e as paredes dos espaços comuns bem criativos! A inspiração foi o Rio Doce, seu ecossistema e cultura ribeirinha.


Time Quadra e Pintura

A estrutura do alambrado e a tela da quadra foram completamente reformadas. TambĂŠm a arquibancada foi reformada e ganhou um novo colorido.


Time Quadra e Pintura


Time Quadra e Pintura DEPOIS


Time Quadra e Pintura

O quiosque foi reformado e servirรก como um espaรงo comunitรกrio para oficinas de arte e brinquedoteca.


Time Parquinho

O parquinho Ê formado por um brinquedo multiuso com balanço, gangorras, casinha e escorregador.


Time Parquinho DEPOIS


Time Mobiliário

A praça ganhou a revitalização dos bancos e mesas existentes e novos mobiliários como mesa de piquenique, pergolado e espreguiçadeiras. Após a revitalização, tudo está sendo bastante utilizado!


Time Mobiliรกrio DEPOIS


Time Paisagismo e Mirante

ANTES: O espaço onde hoje existe o mirante para o Rio Doce era um antigo ponto de descarte de lixo e entulho. Para a preparação do terreno, foram retirados cerca de 6 caminhões de lixo.


Time Paisagismo e Mirante

O primeiro passo foi limpar e preparar os canteiros com flores e forração de folhas, pintar os bancos e cuidar da delimitação dos espaços com pedrisco. O time do paisagismo tem se mantido muito ativo na rega dos canteiros.


Time Paisagismo e Mirante

DEPOIS


Time Paisagismo e Mirante DEPOIS


CELEBRAÇÃO

Depois de tantas realizações, nada melhor do que celebrar! A Celebração é a sexta disciplina da Filosofia Elos, momento em que todos se reúnem para ver o que construíram juntos na praça. É também mais um momento de apreciar os diferentes talentos da comunidade. Os moradores se organizaram para oferecer um grande churrasco comunitário, celebrando as conquistas coletivas, com apresentação da fanfarra da escola e muita dança!


RE-EVOLUÇÃO

A Re-Evolução, última disciplina da Metodologia Elos, é um convite a impulsionar um novo ciclo de realizações a partir do que foi vivido. É o momento de pensar no futuro, de acolher os aprendizados e planejar ações a partir da iniciativa e autonomia de cada comunidade, de cada pessoa, encaminhando a energia mobilizada até aqui para materialização de novos sonhos.


RE-EVOLUÇÃO

•Grupo da Pintura: Terminar o rodapé da quadra, meio-fio, grades do jardim, quiosque (lado de fora) e barco das Memórias do Rio Doce.


RE-EVOLUÇÃO

•Grupo do Parquinho, Vestiário e Estar: Colocar o alambrado para impedir entrada de animais (portãozinho), fazer o piso do pergolado, degrau na entrada da quadra (impedir entrada de areia), colocar um mourão para impedir a entrada de moto e terminar reforma vestiários.

•Grupo do Mirante e Entrada: Contenção com bambu no barranco, terminar a cerca da entrada do rio e checar iluminação com a prefeitura.


RE-EVOLUÇÃO

•Outras atividades: Definiu-se um grupo para cuidar da regularização da associação comunitária; os jovens do NERE do Instituto Terra farão uma proposta de fazer a educação ambiental com a escola e creche (cuidar da horta e reflorestar com os alunos); organização do Dia das Crianças; atividades no espaço revitalizado e formou-se um grupo de pescadores para buscar alternativas no cultivo de peixes, como a piscicultura e confecção de artefatos de pesca.


Estou esperançosa de que a gente pegue gosto por essa semente que vocês vieram de longe para lançar e sejamos unidos” Nilcéia, moradora “Estou muito feliz com a presença desse grupo e acredito nesse projeto. Espero que cada um de nós passe essa mensagem adiante” Thiago, morador “Espero que nós possamos aproveitar essa vinda de pessoas de fora para nos motivar e realizar ainda mais sonhos” Inês, moradora “Estou muito feliz de conhecer uma nova família e tenho certeza de que o projeto vai pra frente porque tem muita gente com força e perseverança nessa comunidade” Danielly Gonçalves, aluna do NERE


METODOLOGIA As atividades realizadas seguem as 7 etapas da Filosofia Elos – Olhar, Afeto, Sonho, Cuidado, Milagre, Celebração e Re-evolução, relacionadas a 3 eixos de atuação (socioambiental, sociocultural e socioeconômico) . O projeto visa estimular e fortalecer a capacidade de ouvir, se conectar, fazer junto, desenvolver a criatividade e a iniciativa para propósito compartilhado, posto que, somente com isso, pode-se dizer que um indivíduo ou um grupo tornou-se autônomo. A capacidade empreendedora e protagonista pode, certamente, mudar o rumo da história deste território. Acreditamos que as lideranças locais de diferentes setores podem juntas olhar com abundância para o Vale do Rio Doce; reconhecer suas histórias e talentos; sonhar um futuro onde as pessoas sejam protagonistas da revitalização da região; desenhar estratégias de transformação; começar já a transformar lugares e desenvolver práticas que, a longo prazo, materializem o Vale do Rio Doce dos sonhos.


Fio condutor: FILOSOFIA ELOS

Um caminho para transformar sonhos em realidade e sonhadores em materializadores de sonhos.

Aprendemos a OLHAR A ABUNDÂNCIA onde muitos veem escassez CRIAMOS O AFETO antes do medo e do julgamento

VALORIZAMOS O SONHO como o melhor impulso para a mudança

PROJETAMOS JUNTO cuidando ao mesmo tempo de nós mesmos, do outro e de um sonho comum COLOCAMOS A MÃO NA MASSA, cooperando para que o resultado seja extraordinário, como um sonho que se realiza.

RECONHECEMOS E CELEBRAMOS a contribuição de cada um na conquista coletiva

E EVOLUÍMOS NA JORNADA, impulsionando a CONSTRUÇÃO DE NOVOS SONHOS!


SOBRE A JUNTOS.COM.VC A Juntos.com.vc já nasceu de pessoas se encontrando, se juntando para mudar a realidade com a qual conviviam. Os fundadores são pessoas que sempre foram voluntárias em instituições e sentiam a necessidade de ter algum outro meio para conseguir captar dinheiro para os projetos que queriam ver realizados acontecerem, sem ser pelos às vezes tão árduos patrocínios e editais. De outro lado, pessoas que eram doadoras e perceberam que não sabiam o que acontecia com o dinheiro que doavam para as instituições, queriam um meio de poder acompanhar os projetos acontecendo. Essas pessoas se encontraram com essas ideias já na cabeça, e acharam que a melhor forma para colocar isso em prática era por meio do crowdfunding, que nada mais é do que uma vaquinha digital, várias pessoas doando pequenos valores para ver o projeto acontecer! Da união nasceu a Juntos!


SOBRE O INSTITUTO ELOS O Instituto Elos propõe soluções inovadoras para construir o melhor dos mundos de maneira coletiva e prazerosa através de uma fórmula simples: onde em geral se busca escassez, nós buscamos abundância. É cada dia mais evidente que a maior riqueza do planeta é a diversidade. Contamos com essa diversidade na hora de construir estratégias para transformar o mundo. Na nossa visão de mundo melhor, empresas e comunidades, adultos e crianças, governos e sociedade civil, trabalham, convivem, vivem lado a lado e oferecem o seu melhor para o melhor dos mundos.

Essa crença se reflete em uma equipe diversa, uma composição de experiências e um mosaico de saberes que vem sendo montado ao longo de uma história que começou no ano 2000.

O Elos nasceu de um encontro de 5 jovens arquitetos e se tornou uma comunidade multidisciplinar focada em desenhar estratégias para construir o melhor dos mundos começando agora mesmo.

Conheça algumas instituições que fazem parte da história do Elos:


Em 15 anos de trajetória, tivemos nossas ações referendadas por diversas personalidades e organizações nacionais e internacionais:


Algumas experiências com a Filosofia Elos: FORMAÇÃO DE JOVENS E PROGRAMAS ELOS

-Oasis Training Holanda (english) http://www.youtube.com/watch?v=xU7xGFV_eMM&feature=player_embedded - Filosofia Elos https://www.youtube.com/watch?v=BTs63bgWkYY - GSA 2011 https://www.youtube.com/watch?v=6hCv2x87_xE&list=PLVHxJsRp_lMADjvFuOlgOduVyOOPpm3n-&index=4 - História do Museu de Pesca de Santos http://www.youtube.com/watch?v=lCHH-UYB8_g&feature=player_embedded

PARCERIA COM GOVERNOS E ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL

-UNESCO, programa de prevención de violencia http://institutoelos.org/elos-participa-com-unesco-em-programa-de-seguran%C3%A7a-p%C3%BAblica-que-envolve-6ag%C3%AAncias-da-onu/#.Vf858N9_Oko https://www.youtube.com/watch?v=hatJrmViNLY -PNUD, Oasis Training Canaã http://institutoelos.org/oasis-training-canaa-parceria-pnud-prefeitura-canaa-carajas-fundacao-vale/#.Vf88l99_Okp - Ministerio de Cultura Brasil, Elos no Canteiro Mais Cultura http://vimeo.com/20125572 -ONU-HABITAT, Juego OASIS como política pública http://institutoelos.org/unhabitat/#.Vf86IN9_Oko

PARCERIA COM EMPRESAS - Consultoria Natura

http://www.youtube.com/watch?v=6CYwPJqDbv8&feature=player_embedded - Banco Itaú /Programa Trainee, Oasis Cocaia http://vimeo.com/32460814 - Universidad Monte Serrat, Grupo Ânima http://www.youtube.com/watch?v=Oi1yKHkXhiI - Instituto Cidadania Empresarial - ICE, Oasis Santa Isabel http://www.youtube.com/watch?v=hYezG5abvKs&feature=player_embedded


JUNTOS PELO RIO DOCE

Rua Correia de Melo – 85 - Sala 12 Bom Retiro – São Paulo – SP Brasil +55 11 41190038

www.juntos.com.vc contato:

lucas@juntos.com.vc ariel@juntos.com.vc

Rua Marechal Hermes – 37 Boqueirão – Santos – SP Brasil Cep 11025-040 +55 13 3326 4478

www.institutoelos.org

contato:

natasha@institutoelos.org marianafelipe@institutoelos.org sebastian@institutoelos.org

Relatório Vivência Oasis Juntos Pelo Rio Doce  

O projeto Juntos Pelo Rio Doce, parceria do Juntos.com.vc e Instituto Elos, tem o objetivo e sensibilizar e mobilizar pessoas fomentando pro...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you