Page 8

VISIBILIDADE LÍDERES GLOBAIS DA TÄLLBERG FOUNDATION Rodrigo Alonso foi considerado um dos quatro novos Líderes Globais da Tällberg Foundation, por conta de sua atuação no Instituto Elos. Ele se junta a um grupo de pessoas de todo o mundo cujo trabalho é um exemplo de liderança necessária no século XXI. “Estes quatro líderes surpreendentes são globais ao seu alcance, incansáveis em seus esforços, inovadores em suas abordagens e operam em conjunto com valores universais”, disse Alan Stoga, presidente da Fundação Tällberg. “Eles provam que grandes líderes estão alcançando os desafios de nossos tempos. Nosso objetivo ao homenageá-los não é apenas chamar a atenção para o seu trabalho, mas também provocar uma conversa sobre os tipos de líderes necessários hoje”. Os outros 3 Líderes Globais Tällberg de 2017 são: Rebecca Heller, diretora e cofundadora do Projeto Internacional de Assistência aos Refugiados (IRAP), sediado em Nova York com atuação global, que organiza estudantes de Direito e advogados para desenvolver e fazer cumprir um conjunto de direitos para refugiados; Fiorenzo Omenetto, professor de Engenharia da Universidade Frank C. Doble e Professor de Engenharia Biomédica da Universidade Tufts de Boston, foi pioneiro no uso da seda como plataforma para tecnologia avançada com aplicação em fotônica, optoeletrônica e nanotecnologia; Bright Simonsé um ativista e empreendedor social de Gana, cujo trabalho alia tecnologia e sabedoria ancestral para criar estratégias e programas de desenvolvimento social e econômico na África.

06

A seleção dos Líderes Globais Tällberg faz parte dos esforços da fundação para incentivar novas visões sobre liderança. Os quatro premiados de 2017 foram escolhidos por um júri internacional que avaliou 220 indicações de 50 países recebidas por meio de um processo aberto online. As nomeações incluíam empresários, líderes políticos, ativistas sociais, artistas, tecnólogos, acadêmicos, entre outros. Mais infos: http://www.tallbergfoundation.org/announcement/

100 MELHORES ONGS PARA SE DOAR A iniciativa do Instituto Doar e da Revista Época premiou as 100 melhores ONGs de 2017 a partir de um conjunto de mais de 1500 inscrições, dentre as mais de 300 mil existentes no Brasil. “Metodologias, pedagogias e procedimentos de cada ONG com seus públicos não podem nem devem ser comparáveis, muito menos ranqueados. Mas a gestão e a transparência dos recursos, sim. Foi isso que medimos e é assim que queremos seguir: premiando ONGs cujos dados são mensuráveis e objetivos”, relatou o Instituto Doar sobre o processo de escolha. Composta por representantes da ÉPOCA, do Instituto Doar e do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo da Fundação Getúlio Vargas, a comissão julgadora avaliou cinco princípios gerais: causa e estratégia, representação e responsabilidade, gestão e planejamento, estratégia de financiamento e comunicação e prestação de contas.

Profile for ELOS

Relatório Elos 2017  

Advertisement