Issuu on Google+

Ano XVIII - N° 188 - Julho/2013 - Distribuição Gratuita

Jovens da Rede rumo à JMJ 2013 Rede terá representantes na Jornada Mundial da Juventude, no final deste mês, no Rio de Janeiro Lilian Martins e Ademir Schneider Este ano o Brasil vai sediar, pela primeira vez, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). O evento, que contará com a presença do Papa Francisco, será realizado de 23 a 28 de julho, na cidade do Rio de Janeiro. A Rede de Comunidades estará representada por 10 jovens que com muita garra e dedicação está conseguindo juntar o valor necessário para realizar o sonho de encontrar milhares de jovens do mundo inteiro, ver e ouvir o Papa, pessoalmente. O lema da Jornada deste ano é “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19). Um pouco de história Em 1984, durante o Encontro Internacional da Juventude, realizado na Praça São Pedro, no Vaticano, o Papa João Paulo II entregou aos jovens a cruz, que se tornaria um dos principais símbolos da JMJ, conhecida como Cruz da Jornada. Mas, foi em 1985, declarado pelas Nações Unidas como Ano Internacional da Juventude, que foi instituída pelo Papa a Jornada Mundial da Juventude. Desde então, todos os anos ela acontece em âmbito diocesano, celebrada no Domingo de Ramos e, com intervalos que podem variar entre dois e três anos, são feitos os grandes encontros internacionais. A primeira Jornada Mundial da Juventude foi realizada em Roma, em 1986 e teve como lema "Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês"(1Pd 3, 15). Já, a 26ª edição, que aconteceu em 2011, reuniu cerca de dois milhões de jovens, em Madri, na Espanha com o lema “Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé” (cf. Cl 2, 7). A equipe do Elo Comunitário conversou com os jovens que irão representar a Rede de Comunidades na Jornada Mundial da Juventude para descobrir como foram os preparativos e como está a expectativa para o grande evento que acontece no final deste mês. A ansiedade pela chegada do evento era visível no rosto de cada um. A força de vontade e a criatividade estiveram juntas para arrecadar os recursos financeiros necessários para transformar esse sonho em realidade.

Grupo que irá para a Jornada reunido no Centro de Pastoral no dia 22 de junho

De acordo com Paloma da Rosa, 15 anos, desde novembro de 2012, “quando foi criado o setor jovem do Vicariato, e com a participação no Bote Fé, que foi uma preparação para a JMJ, começamos a fazer pesquisas e nos organizar para juntar dinheiro para participarmos da Jornada”. Conforme Francine Gabriele de Oliveira, 20 anos, o grupo composto por 10 jovens dos grupos de jovens Junp (São Miguel) e Jac (Santa Rita) começou a vender rifas e, no mês de abril, iniciaram a campanha do cofrinho, nas duas comunidades e a venda de trufas. Os 10 jovens viajam para participar

da Jornada no dia 25 de julho, acompanhados do frei Cláudio Júnior e de quatro “tias” que são mães e membros das Comunidades. A expectativa para a chegada do evento é grande. Para Janete da Rosa, uma das tias que acompanhará o grupo, participar da Jornada é uma coisa única. "Não tive, na minha juventude, a oportunidade de conhecer o Papa. É uma experiência que vai ficar pra sempre, vou estar junto com a juventude do bem”. Francine acredita que o evento será "uma oportunidade para encontrar muitas pessoas de lugares diferentes que vivem o que eu vivo e

poder trocar experiências”, explica. “Vou ver a juventude que tem espalhada pelo mundo, conhecer a realidade de jovens que buscam as mesmas coisas que eu busco”, essa é a expectativa de Kathelyn Rodrigues, 18 anos. Com ideia semelhante, André Gonçalves, 16 anos, afirma que será uma oportunidade de “ver o Papa, coisas novas, lugares diferentes, pessoas diferentes”. Já Éder Fonseca, 17 anos, resume a expectativa na seguinte frase: “Não sei se terei outra oportunidade de ver tanta gente boa num lugar só”. Para Kevin Reis, 18 anos, ver jovens do mundo todo reunido significa “ver que não estou sozinho. Que existem grupos de jovens no mundo inteiro. É uma oportunidade única, magnífica”, destaca. Franciele Karine de Oliveira, 20 anos, afirma “a experiência é única porque a Jornada é no nosso país. Seria muito ruim olhar tudo pela televisão, sendo tão perto”. Além das pessoas que foram listadas com seus depoimentos, também participarão da jornada os jovens Dhenifer Rodrigues e Felipe Isoppo e as tias Reni de Oliveira, Marlene Berlitz e Maristela do Amaral. De 16 a 20 de julho, acontece a Semana Missionária, que antecede a Jornada Mundial da Juventude, onde a Rede de Comunidades vai acolher 15 jovens da França que serão hospedados nas famílias da Rede. As famílias que puderem oferecer estadia podem entrar em contato com a secretaria da Rede. A Jornada está perto! É final de julho. E o grupo que representará a Rede já sabe como irá compartilhar essa experiência com todos que não terão a oportunidade de participar desde grandioso evento. Eles irão filmar para fazer um "diário de bordo" da viagem e mostrar tudo o que pensam e sentem em cada momento.

Os jovens da Rede agradecem a todas as pessoas que colaboraram para a realização desse sonho. Quem ainda não contribuiu com os cofrinhos, pode ajudar com qualquer valor nas comunidades São Miguel e Santa Rita ou na secretaria da Rede. Colabore você também!


2

Elo Comunitário - Julho/2013

Fique Ligado

Missas e Celebrações

Festa em louvor à padroeira N. Sra. do Perpétuo Socorro

Julho/2013

Tríduo 03/07 - 20h - Frei Olávio Dotto 04/07 - 20h - Frei Marino Rhoden 05/07 - 20h - Frei Franklin Freitas Carreata 06/07 - 17h30 - Saída em frente à igreja. Procissão e Missa Solene 07/07 - 10h

Santa Rita de Cássia 06/07 – 20h Missa 07/07 – 10h Missa/Batizado 13/07 – 20h Missa/Dízimo 14/07 – 10h Missa/Dízimo 20/07 – 20h Missa 21/07 – 10h Missa/Batizado 27/07 – 20h Celebração 28/07 – 10h Celebração Todas as quartas-feiras atendimento de confissões às 19h e missa às 20h.

Almoço Festivo 07/07 - 12h - Salão Comunitário Tarde Festiva/Baile 07/07 - 14h30 - Animação Super Banda Real Obs.: Levar talheres. Convites à venda por R$ 18,00 com as coordenações das comunidades e na secretaria da Rede

Festa em louvor à padroeira Santa Clara Tríduo 31/07 – 20h – Missa - Frei Flávio 01/08 – 20h – Missa - Frei Paulo 02/08 – 20h – Missa - Frei Orestes

Almoço Festivo 04/08 - 12h - Salão Comunitário Tarde Festiva/Baile - Animação da banda Vida Nova

Procissão e Missa Solene 04/08 - 10h - saída da escola Mario Quintana

Obs.: Levar talheres. Convites à venda por R$ 18,00 com as coordenações das comunidades e na secretaria da Rede

Programação do mês de julho 3 - 14h - Palestra sobre saúde - CPS 4 - 20h - Reunião do CAE - CPS 4 - 20h30min - Depoimento/Apresentação do ECC - CPS 13 - 17h - Encontro de Pais do 1º e 2º ano da Eucaristia - Perpétuo Socorro 13 - 18h - Encontro de Pais do 2º ano da Eucaristia - Santa Rita 14 -15h - Chá do Coral Vozes do Vale - Santa Rita 18 - 20h30min - Reunião de Círculo do ECC - CPS 20 - 08h30min - Missão da Pastoral da Criança - Santa Rita

20 - 15h - Chá das Capelinhas e Grupo de Convivência - Santa Rita 20 - 15h30min - Encontro de Pais do 1º e 2º ano da Eucaristia - São Francisco 21 - 12h - Almoço de Confraternização dos Dizimistas - Santa Clara 25 - 14h - Formação para Agentes da Pastoral da Saúde - Santa Clara 25 - 20h30min - Explicativa do ECC - CPS 27 - 14h - Formação Catequético-Litúrgica - CPS 31 - 20h - Tríduo da Festa de Santa Clara - Santa Clara

Curso Pastoral da Criança Guilherme Vinicius - Luciano Bartsch - Postulantes Concluiu-se no dia 18 de junho, com a Celebração de Envio o curso de capacitação de oito novos Líderes da Pastoral da Criança. A etapa de capacitação teve início no dia 13 de maio e visou a formação de Líderes para a atuação na Pastoral junto à Rede de Comunidades São José. A Pastoral da Criança tem por missão a continuidade do projeto de Jesus Cristo que com sua presença anunciava a esperança de um mundo mais humano e solidário: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10). Que Deus abençoe os novos líderes no caminho do seguimento de Jesus Cristo junto às crianças de nossas Comunidades.

Você na Capa - atenção, você que realiza um trabalho leigo em nossa Rede de Comunidades. Agosto é mês

das vocações e o Elo Comunitário quer ouvir o seu testemunho e colocá-lo na capa da próxima edição. Envie para elocomunitario@redesaojose.org.br ou entregue na secretaria da Rede. Participe!!!

São Miguel 06/07 – 19h Missa/Bênção 13/07 – 19h Missa/Dízimo 20/07 – 19h Celebração 27/07 – 19h Missa/Batizado Santa Clara 07/07 – 19h Missa/Bênção 14/07 – 19h Missa/Dízimo 21/07 – 19h Missa/Batizado 28/07 – 19h Celebração

Perpétuo Socorro 14/07 – 8h30min Missa/ Dízimo 21/07 – 8h30min Missa/ Batizado 28/07 – 8h30min Celebração Toda 1ª sexta-feira de cada mês atendimento de confissões às 19h e missa às 20h. São Francisco 07/07 – 10h Celebração 14/07 – 10h Celebração 21/07 – 10h Celebração 28/07 – 10h Missa/Dízimo/ Batizado Imaculada Conceição 07/07 – 9h Celebração 14/07 – 9h Celebração 21/07 – 9h Celebração 28/07 – 9h Missa/Dízimo/ Batizado

Prestação de Contas Gastos de maio/2013 Rede de Comunidades São José Especificações ECAD

R$ 126,43

Taxa contabilidade da Cúria

R$ 115,00

Rateio assessoria jurídica/Cúria

Neste mês de julho o Elo Comunitário traz para a reflexão a 21ª Admoestação de São Francisco de Assis que aborda o tema da alegria. Verdadeira e falsa alegria 1 Bem-aventurado o religioso que não sente prazer nem alegria senão nas santas palavras e obras do Senhor 2 e por elas conduz os homens em júbilo e alegria ao amor de Deus. 3 E ai do religioso que se deleita com palavras ociosas e fúteis e com estas leva os homens ao riso. Para refletir: “Nunca sejais homens e mulheres tristes: um cristão não o pode ser jamais! Nunca vos deixeis invadir pelo desânimo! A nossa alegria não nasce do fato de possuirmos muitas coisas, mas de termos encontrado uma Pessoa: Jesus, que está no meio de nós; nasce do fato de sabermos que, com Ele, nunca estamos

R$ 300,00

Côngrua Frei João Carlos

R$ 413,87

Côngrua Frei Paulo

R$ 620,49

Côngrua Frei Cláudio Junior

R$ 620,49

Salário da secretária

R$ 901,00

Salário serviços gerais

R$ 519,00

Elo Comunitário

R$ 175,00

Telefone

R$ 120,00

Energia Elétrica

R$ 190,77

Combustível

R$ 125,00

Quota patronal

R$ 160,00

Água, luz e telefone - casa paroquial

sozinhos, mesmo nos momentos difíceis, mesmo quando o caminho da vida é confrontado com problemas e obstáculos que parecem insuperáveis… e há tantos! (...) Sigamos Jesus! Nós acompanhamos, seguimos Jesus, mas sobretudo sabemos que Ele nos acompanha e nos carrega aos seus ombros: aqui está a nossa alegria, a esperança que devemos levar a este nosso mundo. E, por favor, não deixeis que vos roubem a esperança! Não deixeis roubar a esperança… aquela que nos é dada por Jesus! (Trecho da homilia de Papa Francisco no Domingo de Ramos)

R$ 66,00

Encargos sociais

Suporte técnico Sistema Pastoral

Conhecendo Francisco

Saídas

TOTAL

R$ 67,18 R$ 379,14 R$ 4.899,37

Contribuição das comunidades para as despesas Santa Rita de Cássia

R$ 2.067,67

São Miguel

R$ 747,06

Santa Clara

R$ 545,03

N. Senhora do Perpétuo Socorro

R$ 1.037,58

N. Sra. da Imaculada Conceição

R$ 41,50

São Francisco de Assis

R$ 20,75

São João Batista

R$ 20,75

Sede TOTAL

R$ 419,03 R$ 4.899,37


Elo Comunitário - Julho/2013

Patrocinadores

Vida na Igreja

O papel do Visitador Geral No dia 19 de junho de 2013 esteve conosco o nosso Visitador Geral, Frei Valmir Ramos. A pedido da equipe do Jornal Elo Comunitário, eu, Frei Paulo Eduardo Müller, fiz breve entrevista com ele. A entrevista completa está no site da Rede de Comunidades. ELO COMUNITÁRIO: Frei Valmir nos faça uma breve apresentação sua e da missão (trabalho) como Visitador Geral? Frei Valmir: Sou Frei Valmir Ramos, franciscano, tenho 48 anos, moro em Bebedouro, SP, a 380 km da Capital. A missão que tenho de Visitador Geral consiste em visitar e conversar com cada frei franciscano que está no RS e faz parte da Província de São Francisco de Assis. Esta Visita dará elementos objetivos para elaborar um relatório sobre a vida e atuação dos freis para ajudar nas reflexões e decisões do Capítulo (assembleia) a ser realizado no próximo mês de outubro. ELO: Quais são as grandes questões da vida da Ordem Franciscana hoje (luzes e desa-

fios)? Frei Valmir: O próprio São Francisco de Assis com Santa Clara continuam como um grande luzeiro no horizonte da humanidade de hoje. Ele são respeitados por todos os grande líderes religiosos do mundo. A Ordem Franciscana no mundo tem grande responsabilidade e consegue, por exemplo, um espaço na ONU para apresentar alternativas de paz. Ela está presente na Terra Santa há tantos séculos e é muito respeitada. Está presente em quase todos os países do mundo. Os desafios começam diante da realidade de hoje quando a pessoa humana não é respeitada com toda sua dignidade. Existe muito trabalho para poucos freis. Muitos deles são idosos e já trabalharam muito. Na Europa tem pouquíssimos jovens e ainda menos vocações. Outro desafio é manter-se fiel ao projeto de Deus de construir seu Reino num mundo ganancioso que não respeita a pessoa e a natureza. O desrespeito ao outro está provocando muita violência. O desrespeito à natureza está provocando muita destruição. Parece que não se

vive com responsabilidade pensando no futuro. ELO: Qual a contribuição da missão franciscana para a Igreja e para a sociedade? Frei Valmir: São Francisco de Assis quis que a fraternidade que ele estava criando estivesse sempre a serviço de Jesus Cristo e nunca se afastasse da Igreja. Desde então, os franciscanos atuam na Igreja como irmãos que evangelizam e mostram a grandeza e a misericórdia de Deus para com todos os povos. O jeito de ser de São Francisco tornou-se uma proposta de fraternidade a ser vivida dentro da Igreja e na sociedade. Sua simplicidade e humildade cativaram e ainda cativam tantas pessoas. A pobreza voluntária abraçada por causa do Evangelho é modelo de desapego das coisas materiais e de con-

fiança na providência de Deus. O respeito às pessoas fez de São Francisco o “irmão universal”. Por isso a missão franciscana propõe à sociedade de hoje um comportamento respeitoso a todas as pessoas e à natureza de modo que todos convivam em paz e harmonia. ELO: Que mensagem você quer deixar para o povo da Rede de Comunidades São José? Frei Valmir: A Rede de Comunidades é uma forma de ser Igreja que assume a missão de construir o Reino de Deus no meio da humanidade. Desejo que todos desta Rede sejam muito abençoados para que o Evangelho de Jesus Cristo continue difundindo-se entre todas as famílias. Que todos rezem a Deus pelos freis franciscanos para sejam fiéis ao carisma e à missão.

SUPERMERCADO BONALUME LTDA Av. Alexandrino de Alencar, 949 Morada do Vale 1 - Gravataí - RS CEP: 94080-430 Fone/Fax: (51) 3490-6100

Celebrando a Vida

Notícias

Amor-Exigente

O almoço do grupo Vida Nova de Amor-Exigente que foi realizado dia 9 de junho foi um sucesso. Queremos agradecer a todos que colaboraram de alguma maneira para a realização desse evento; com patrocínios, doação de brindes e principalmente com suas presenças, que lotou o salão da Igreja Santa Rita de Cássia. Queremos agradecer também a presença do Sr. Cláudio Lugo, presidente da Apaex, Associação Porto-Alegrense de Amor-Exigente, Arlete Colvara Lugo e Arlene que vieram prestigiar-nos. Comemoramos sete anos do grupo

e o Aniversario de Frei Flávio Guerra, pessoa muito importante para nós, pois foi dele a iniciativa da fundação desse grupo. Muito obrigada às pessoas que não são ligadas ao grupo e ajudaram a abrilhantar o almoço, doando o seu tempo e seu trabalho. Agradecemos à Márcia, ao Hélio e à equipe do buffet (D`Supreme) pois foram eles que com muito amor fizeram toda a comida, trabalhando voluntariamente. Contem conosco, nós contamos com você. Sozinhos estamos perdidos. Em comunidade encontramos nossa força.

ATENÇÃO!

A data de fechamento da próxima edição do Elo Comunitário será dia 21 de julho. Mande suas fotos e informações até esta data para a edição de agosto. E-mail: elocomunitario@redesaojose.org.br ou na Secretaria da Rede.

5 passos para se tornar dizimista 1o - Deseje ardentemente conhecer o que é o dízimo e o que ele significa para a comunidade cristã nos dias de hoje. 2o - Leia as passagens bíblicas que tratam o tema, mas sempre compreendendo a dimensão histórica, cultural e, por fim, doutrinária. 3o - Procure a pastoral de sua paróquia e tire as dúvidas que restaram de suas pesquisas. 4o - Entre em oração e, com Deus, faça seu voto de fidelidade. Lembre-se! Não se preocupe com números percentuais 5o - Faça sua inscrição no plantão ou na secretaria paroquial. Renove a casa mês sua aliança com Deus diante do altar, em sua comunidade.

Cantinho Solidário Construindo solidariedade com a sua participação! Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 14h30 às 18h, no Centro de Pastoral e Solidariedade

Colabore com o Banco de Alimentos! Basta levar suas doações nas missas das comunidades ou na secretaria da Paróquia.

Distribuidora de embalagens produtos de limpeza e bazar 51 9183.6162 51 9101.1142 51 9528.3116 Av. Alexandrino de Alencar, 594 - M. do Vale 1 - Gravataí/RS possamai.joao@hotmail.com

3


4

Elo Comunitário - Julho/2013

Espiritualidade

Realidade

Somos Fruto da Solidariedade Frei Orestes Serra, Ofm. Quando hoje olhamos tão grande é nossa Rede de Comunidades São José. Com suas Comunidades em sua maioria, bem estruturadas Igrejas, centros comunitários, salas de catequese, farmacinhas, Centro de Pastoral e Solidariedade com seu multiuso e já bem adiantado, o tão sonhado Ginásio de Esportes da Comunidade Santa Rita. Devemos nos perguntar como conseguimos em pouco mais de 20 anos tudo isso? É importante voltarmos no passado e nos lembrarmos, que através de cada tijolo erguido está uma grande rede de solidariedade. Que vem desde Igrejas e pessoas amigas dos freis na Alemanha, Itália e Bélgica, assim como entidades Internacionais como A Missionszentrale der Franziskaner, Adveniat que através de campanhas nas Igrejas, escolas e nas famílias buscavam levantar fundos para enviar para projetos em nosso país. Claro somado aos esforços de tantas campanhas e promoções feitos em nossas comunidades. Olhando para nossa realidade ainda temos muito que fazer especialmente nas comunidades Imaculada Conceição,

São Francisco... O grande problema hoje é que com a crise financeira global. Que tem atingido em especial a Europa e o envelhecimento do Velho Mundo. Cada vez menos as Igrejas e organizações destes países estão conseguindo arrecadar dinheiro para investir em ajuda aos países que necessitam. Também levando em conta a situação de miséria que vivem muitos países dos continentes africanos e asiáticos. E o aumento da nossa qualidade de vida, mesmo que pouco sentida por nós, mas é real. E com toda a razão deixamos de ter prioridade na solidariedade Internacional. Dentro deste contexto, cada vez menos poderemos contar com a ajuda e solidariedade Internacional. Diante deste limão é hora de fazermos uma limonada, isto é, buscarmos parcerias, apelarmos para nossa criatividade, e cada vez mais buscarmos sermos solidários entre nós. Afinal, a solidariedade também faz parte do espírito de rede. Por isso é importante valorizarmos nossas conquistas. Sermos agradecidos e nunca esquecermos que somos frutos da solidariedade de muitos.

Cantinho da Saúde

Sobre a NDM1(New Delhi metalobetala ctamase) Weimar Molina Bactéria originária da Índia detectada recentemente em nossos hospitais (Santa, Casa e Conceição) assustou a comunidade por ser ela resistente a todos os mais poderosos antibióticos disponíveis. Associada aos doentes mais graves que temos nos hospitais, os serviços de controle de infecção hospitalar determinaram severo controle e medidas de isolamento de contato dos pacientes nos quais se encontrou a bactéria, ao mesmo tempo em que afirmam que não há motivo para alarde, pois a situação está sob controle em nossos hospitais.

Jornada Mundial da Juventude - Imbuídos nesta mesma fé! Frei Cláudio Júnior,Ofm. Este grande evento religioso que em poucos dias se celebrará em nosso país vem trazendo alegria, motivação e, acima de tudo, fé para os jovens do mundo inteiro e bem como para toda a Igreja. Precisamos compreender do que se trata para, com dignidade, celebrar de forma única a esperança que a Igreja com convicção deposita nos jovens através da jornada. O Beato João Paulo II foi o precursor da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), reunindo desde o primeiro evento milhares de católicos, mas de forma especial os jovens. Desde 1984 esta celebração vem sendo feita a cada dois ou três anos, ininterruptamente. Nos anos de intermédio ao qual não ocorre propriamente dita a jornada, é celebrada e vivida localmente sempre no Domingo de Ramos, através

das mais variadas dioceses pelo mundo. Em cada jornada, o Papa escolhe um tema específico. Os jovens se reúnem na JMJ para refletir, estudar e, acima de tudo, rezar com toda a Igreja. Dentre tantas atividades ocorrem: catequeses, adorações, missas, shows, palestras e grandes momentos de orações, bem como é claro, a presença e importância dos jovens de todas as nações. Na 14ª Jornada Mundial da Juventude temos a merecida honra dessa grande celebração ser na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, com o Lema: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19). O Papa Francisco confirmou desde maio a visita à favela e a Aparecida. Francisco chegará à cidade dia 22 de julho, e ficará até o término da JMJ, dia 28 de julho. É um momento de muita fé e sinalização de confiança aos jovens que são o futuro

de uma sociedade que busca ancorar-se na espiritualidade e presença na Igreja Católica. A Jornada Mundial da Juventude é a manifestação de esperança, observada e confiada na Juventude que por natureza adquire o vigor, o entusiasmo e, acima de tudo, a forma de acreditar com veraz profundidade ao Deus nosso como consta nas palavras de João Paulo II no seu discurso, em 1993, nos Estados Unidos: “...a esperança de um mundo melhor está numa juventude sadia, com valores, responsável e, acima de tudo, voltada para Deus e para o próximo”. Como membros da Igreja de Cristo, sejamos firmes em depositar nos jovens a merecida tarefa de conduzir toda a Igreja na presença viva da grande Ressurreição de um mundo que caminha irmanado ao encontro de Deus.

E como Zacarias cantamos louvores a Deus. A nossa convivência foi fraterna. Na noite de sábado vimos um filme que Frei Arno nos trouxe "Como estrelas na terra", nos emocionou e nos questionou. Domingo, dia 24, iniciamos

com a celebração da eucaristia, muito bem participada por todos e continuamos até as 15h o retiro. Agradecemos ao Frei Arno, aos nossos Freis e todos os Freis daquela comunidade pela acolhida fraterna maravilhosa.

Notícias

Retiro de lideranças da Rede Normélia Braga "Olhar de um jeito novo. Mudar o olhar. Olhar para além do que se enxerga. Olhar a própria realidade, pessoal e comunitária." Foi assim que iniciamos nosso retiro, no dia 23 de junho, com Frei Arno Frelich, que nos propôs olhar a própria capela, símbolos, história, naquele espaço acolhedor e silencioso e belo, em Daltro Filho, casa dos Freis. Fomos aproximadamente 23 pessoas Na chegada fomos acolhidos pelos freis, também nosso amigo Frei Luís Fernando

Tavares que mora nesta fraternidade. Iniciamos na capela com uma breve oração conduzida pelo Frei Arno, nos motivando a olhar para além do que se vê... Continuamos rezando e refletindo a partir do evangelho de São Lucas, Zacarias, o Anjo, Isabel, Ana, José e Maria. Personagens que nos encantam, pois confiaram e esperaram em Deus. Portanto viram a salvação acontecer em suas vidas, na vida de seu povo. Com Maria glorificamos a Deus, porque em nossas vidas Ele também faz maravilhas, em nosso dia a dia.

Homenagem ao “Seu Pedrinho” EXPEDIENTE ELO COMUNITÁRIO Órgão Formativo e Informativo da Rede de Comunidades São José Local: Secretaria - Rua Antônio Ficagna, 451 - Morada do Vale I - Gravataí/RS Fone: 3497-7741 | E-mail: elocomunitario@redesaojose.org.br | Serviço de Comunicação da Rede - Equipe Responsável: Ademir Schneider, Aldomiro Schirmann Filho, Berenice Zucchetto, Frei João Carlos Karling, Imgart Schmidt, Joeci Schirmann, Maria Margarida Maciel, Renato Noguez | Jornalista Responsável: Lilian Martins Reg. Prof. 12566 | Impressão: Grupo CG - Fone: 3042-3372 Tiragem: 2.000 exemplares.

Cristiano e Márcia Com. N.S. Imaculada Conceição Lembro-me muito bem dos três anos que moramos fora da Morada do vale I. Continuávamos participando da comunidade N.S. Imaculada Conceição e dependíamos de 2 ônibus para chegar e mais dois para voltarmos para casa. Bem, precisaríamos se não fosse pela disponibilidade de seu Pedrinho que nos pegava em casa todos os finais de semana para levar para a celebração e nos levava novamente para casa. É assim,

com muito carinho, que nos lembramos do nosso amigo com verdadeiras atitudes de um pai. Uma pessoa despreocupada de si e atenta às necessidades dos irmãos. Esta atitude também se refletia nas visitas aos doentes, totalmente disponível para levar a Palavra, a Eucaristia e uma presença amiga para quem precisasse. A Paróquia Rede de Comunidades São José conheceu bem de perto este amor ao serviço. Foi Coordenador da Rede de Comunidades, Coordenador da Com. Santa Rita de Cássia, ministro da eucaristia, membro da Pastoral do

Batismo, do ECC, membro da Coordenação da Com. N.S. Imaculada Conceição, pastoral da liturgia...Ufa! Sem esquecer sua vida pessoal, pai, esposo, avô dedicado e amoroso como só ele. Fica a saudade, mas também o exemplo de cristão sabia levar com humildade, amor e desapego a presença de Jesus. Um estilo de vida simples, levando a todos esta simplicidade e testemunho de Deus em tudo! Agradecemos a Deus por ter nos dado a alegria de conhecer, conviver e aprender com este homem. ”Seu Pedrinho”.


Edição nº 188 - Julho/2013