Issuu on Google+

Eliza Gobira Designer Grรกfico

PORT FOLIO Leelagobira@gmail.com - 27 88450791


Eliza Barboza Gobira Designer Gráfico Formação Acadêmica Curso superior em andamento – 6ºperíodo Desenho Industrial (Programação Visual) Universidade Federal do Espírito Santo Habilidades Conhecimento básico – Dreamweaver, Flash, Fireworks e Photoshop Conhecimento Intermediário/Avançado – Illustrator e InDesign Inglês fluente Espanhol intermediário


Identidade Visual


Lorena Ab reu 99

lo ne Me Vivian97-1942

44-3777

w w w .terrad onunca.net .b r contato@te rradonunc a.net.br

99

n rb et. r nunca. errado nunca.net.b w w w .t o d a terr @ s to to en a, conta as e ev a Cost Rua C

aia d ca fest 395, Pr o Nun Terra d SimĂľes, nÂş 00-320 29.1 ylson abo A lha - ES Ve ila V


br 2 et. 94 a.n 97-1 c n 9 nu ) 9 do 27 .rrae 7 / ( t 7 w 7 w w 44-3 99 ) (27

2 .br 94 et 7-1 a.n 9 nc ) 99 u 7 n do (2 rat / er 77 w . 4-37 w w 94 9 7) (2

Terra do Nunca festas e eventos Ltda ME CNPJ: 11.221.313/0001-96 Rua Cabo Aylson Simões, nº 395 Praia da Costa, Vila Velha - ES / 29.100-320 (27) 99971942


E imios E imios Empresa de Software

Armando Motta a.motta@eximios.com 27 3222 2222


E imios

Eximios Av. Nossa Senhora da Penha 176, 1009 Praia do Canto, Vit贸ria - ES | 29070690 3227 9587 | 3227 98 88

E

im io

s


Passagens - Aquaviário (27) 3225-7510 Rua José Neves Cypreste, 870, loja 06 CEP 29.060-200 - Jardim da Penha - Vitória - ES Telefax: (27) 3225-7510 / (27) 8118-3753

Rua José Neves Cypreste, 870, loja 06 CEP 29.060-200 - Jardim da Penha - Vitória - ES Telefax: (27) 3225-7510 / (27) 8118-3753


Rua Jos茅 Neves Cypreste, 870, loja 06 - CEP 29.060-200 - Jardim da Penha - Vit贸ria - ES - Telefax: (27) 3225-7510 / (27) 8118-3753

Rua Jos茅 Neves Cypreste, 870, loja 06 - CEP 29.060-200 - Jardim da Penha - Vit贸ria - ES - Telefax: (27) 3225-7510 / (27) 8118-3753


Embalagem


Integral

Indú str Leite ia Brasile i UHT Integ ra ral

1L

o rçã

ml)

0 (20

79K

4 al =

J

6 3 8 11 17 ** 0 5 21

Kc 114 g 9,0 g 6,0 ant g tico Qu 6,0 rgé g ene tos ,8 r 3 o a Val oidr 0g rb Ca eínas Totais das g 0 t a mg a Pro duras Satur um ser 130 mg r m Go duras trans 0 e e dem 1 2 r bas es po Go duras entar om alor r ac Go a alim nci us v suas r erê Se Fib io ref 0 K J. o das d e ó d 0 d S io 4 n s rio u 8 de lc Cá diá l, o pen res Kca de alo 000 ores icas. V n 2 t * % a de u me ergé o t n die ores o es e elecid d i ma ssida estab e nec D não ** V de ida

r po

po

ral, iteg ite de e l : o tes rat ien tes cit to de e red o Ing bilizan ofosfa sódi e n a est o, mo fato d s o i i sód o, difo e sód TEN i d Ú sód sfato M GL E o f T i tr CON O NÃ

ST ÉR

açã

orm

Inf

D*

%V

l

na

icio

MINI

o

tr nu

IO

DA

AGRICU

RA LTU

Leitelícia Leitelícia

Leitelícia


Desnatado

Leitelícia

Atendimento ao consumidor 0800 123456 www.leitelicia.com.br

Informação nutricional

114 Kcal = 479KJ 9,0 g 6,0 g 6,0 g 3,8 g 0g 0g 130 mg 210 mg

Valor energético Carboidratos Proteínas Gorduras Totais Gorduras Saturadas Gorduras trans Fibra alimentar Sódio Cálcio

FAZENDINHA S.A. Usina de beneficiamento Br 265 km 436,5 Bebedouro - SP CNPJ - 01.536.412/0182-21

%VD*

Quantidade por porção (200ml)

6 3 8 11 17 ** 0 5 21

Informação nutricional Quantidade por porção (200ml) Valor energético Carboidratos Proteínas Gorduras Totais Gorduras Saturadas Gorduras trans Fibra alimentar Sódio Cálcio

114 Kcal = 479KJ 9,0 g 6,0 g 6,0 g 3,8 g 0g 0g 130 mg 210 mg

FAZENDINHA S.A. Usina de beneficiamento Br 265 km 436,5 Bebedouro - SP CNPJ - 01.536.412/0182-21

%VD* 6 3 8 11 17 ** 0 5 21

* % Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 Kcal, ou 8400 KJ. Seus valores podem ser maiores ou menores dependendo das suas necessidades energéticas. ** VD não estabelecido

MIN IST

Leitelícia

1L

Aviso importante: Este produto não deve ser usado para alimentar crianças menores de um ano de idade, a não ser por indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecões e alergias e deve ser mantido até a criança completar dois anos ou mais.

Atendimento ao consumidor 0800 123456 www.leitelicia.com.br

Ingredientes: leite itegral, estabilizantes citrato de sódio, monofosfato de sódio, difosfato de sódio e trifosfato de sódio NÃO CONTEM GLÚTEN

AA IO D GRIC ÉR

AS BR IL

A TUR UL

Indústria Brasileira Leite UHT Integral

AS BR IL

INPECIONADO 2570 S.I.F.

Ingredientes: leite itegral, estabilizantes citrato de sódio, monofosfato de sódio, difosfato de sódio e trifosfato de sódio NÃO CONTEM GLÚTEN

Semi-desnatado

1L

Indústria Brasileira Leite UHT Integral

AA IO D GRIC ÉR

A TUR UL

MIN IST

* % Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 Kcal, ou 8400 KJ. Seus valores podem ser maiores ou menores dependendo das suas necessidades energéticas. ** VD não estabelecido

INPECIONADO 2570 S.I.F.

Aviso importante: Este produto não deve ser usado para alimentar crianças menores de um ano de idade, a não ser por indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecões e alergias e deve ser mantido até a criança completar dois anos ou mais.


Diagramacรฃo Pรกginas avulsas


Desde a antigüidade, o vinho apresenta-se intimamente ligado à evolução da medicina, desempenhando sempre um papel principal. Os primeiros praticantes da arte da cura, na maioria das vezes curandeiros ou religiosos, já empregavam o v i n h o c o m o r e m é d i o . P a p i r o s do E g i t o a n t i g o e t á b u a s d o s a ntigos S u m é r i o s ( c e r c a d e 2 2 0 0 a . C.) já traziam r e c e i t a s ba s e a d a s e m v i n h o , o que o torna a m a i s a n t i g a p r e s c r i ç ã o m é dica documentada.

28 Comer bem | julho 2007


George Genneve “Nem muito e nem muito pouco” parece ser o princípio para se realçar os efeitos benéficos do vinho sobre a saúde. Entretanto, as autoridades de saúde de vários países têm encontrado dificuldade em espular o que pode ser considerado “consumo sensato”. Na França, a ingestão de até 60 g de álcool por dia é segura para homens. Por outro lado, no Reino Unido, recomenda-se menos de 30 g por dia. Vários são os fatores que influenciam estes limites: sexo, idade, constuição sica, patrimônio genéco, condições de saúde e uso de outras substâncias (drogas, medicamentos etc). Em linhas gerais, um homem pode consumir até 30 g de álcool por dia. Para as mulheres, por diversas razões (menor tolerância, menor proporção de água no organismo etc) recomenda-se até 15 g por dia. A diferença entre consumo moderado e exagerado pode significar a diferença entre prevenir e aumentar a mortalidade3. Além da quandade, a regularidade também é importante para se obter os efeitos benéficos do vinho. Os que exageram nos finais de semana e se poupam nos outros dias podem sofrer todos os malecios da ingestão exagerada e aguda do vinho sem nenhum ganho para a saúde.

O Paradoxo Francês

Uma grande reviravolta na relação entre vinho e saúde ocorreu no início da década de 90 com a divulgação do Paradoxo Francês. Durante um programa de televisão nos EUA, o ciensta francês Serge Renaud mostrou que estudos epidemiológicos em escala mundial evidenciaram que os franceses apresentavam 2,5 vezes menos mortes por doenças coronarianas que os americanos, apesar de fumarem muito e consumirem a mesma quandade de gorduras. A principal explicação para tal paradoxo estaria

no consumo regular e moderado de vinho. Como era de se esperar, após a transmissão do programa, o consumo de vinho nto nos EUA mulplicou por 4. Tal paradoxo foi, posteriormente, publicado na revista inglesa The Lancet, uma das mais conceituadas revistas médicas do mundo, dando origem a uma enxurrada de argos sobre os benecios do vinho sobre a saúde nos tempos modernos.

Álcool, taninos, flavonóides, catecinas, resveratrol, etc

Há muito sabe-se que o álcool, consumido em pequenas doses regulares, traz benecios para a saúde. Estudos epidemiológicos mostram que o álcool presente no vinho, cerveja e deslados pode diminuir a mortalidade3 por infarto do miocárdio4, isquemia5 cerebral etc. Entretanto, o vinho é quem mais desperta interesse dos cienstas por apresentar, além do álcool, diversas substâncias anoxidantes em sua composição. Entre os mais de 1000 compostos encontrados no vinho, os polifenóis (flavonóides, taninos, catecinas, resveratrol etc) são os mais estudados. Os polifenóis, derivados de várias plantas, são os anoxidantes mais encontrados em nossa dieta. De acordo com sua origem, apresentam diferentes estruturas químicas. Atualmente, vários estudos têm demonstrado que o resveratrol, um anoxidante natural presente em vinhos ntos e brancos, está associado com os efeitos benéficos do vinho na doença coronária. Além disso, em laboratório, o resveratrol tem mostrado efeito protetor contra o câncer6, embora estes resultados ainda não tenham sido demonstrados na práca clínica. Também controversa é a hipótese de que os flavonóides parecem mostrar um efeito protetor contra doenças cardiovasculares7, atuando sobre o LDL8 (colesterol9 ruim). 29


A LIMENTOS

FUNCIONAIS : SOLUÇÃO

C

om o aumento da expectava de vida dos brasileiros o crescente aparecimento de doenças crônicas como obesidade, aterosclerose, hipertensão, osteoporose, diabetes e câncer, está havendo uma preocupação maior, por parte da população e dos órgãos públicos de saúde, com a alimentação. Hábitos alimentares adequados como o consumo de alimentos pobres em gorduras saturadas e ricos em fibras presentes em frutas, legumes, verduras e cereais integrais, juntamente com um eslo de vida saudável (exercícios sicos regulares, ausência de fumo e moderação no álcool) passam a ser peça chave

PARA DOENÇAS ? na diminuição do risco de doenças e na promoção de qualidade de vida, desde a infância até o envelhecimento. O papel da alimentação equilibrada na manutenção da saúde tem despertado interesse pela comunidade cienfica que tem produzido inúmeros estudos com o intuito de comprovar a atuação de certos alimentos na prevenção de doenças. Na década de 80, foram estudados no Japão, alimentos que além de sasfazerem às necessidades nutricionais básicas desempenhavam efeitos fisiológicos benéficos. Após um longo período de trabalho, em 1991, a categoria de alimentos foi regulamentada recebendo a denominação

de “Foods for Specified Health Use” (FOSHU). A tradução da expressão para o português é Alimentos Funcionais ou Nutracêucos. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), alimentos funcionais são aqueles que produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos através da atuação de um nutriente ou não nutriente no crescimento, desenvolvimento, manutenção e em outras funções normais do organismo. De acordo com a ANVISA, o alimento que alegar propriedades funcionais, além de atuar em funções nutricionais básicas, irá desencadear efeitos benéficos à saúde e deverá ser também seguro para o consumo sem supervisão médica. O surgimento recente desses novos produtos que trazem um “algo mais”, além dos nutrientes já conhecidos, teve influência de fatores como: os altos custos com o tratamento de doenças, o avanço nos conhecimentos mostrando a relação entre a alimentação e o binômio saúde/doença e os interesses econômicos da indústria de alimentos.É importante salientar que antes do produto ser liberado para o consumo deve obter registro no Ministério da Saúde e, para isso,


precisa demonstrar sua eficåcia e sua segurança de uso. O fabricante deve apresentar provas cienficas comprovando se a alegação das propriedades funcionais referidas no rótulo são verdadeiras e se o consumo do produto em questão não implica em risco e sim, em benecio à saúde da população. Lembrando ainda que as alegaçþes podem fazer referências à manutenção geral da saúde, à redução de risco mas não à cura de doenças. As propriedades relacionadas à saúde dos alimentos funcionais podem ser provenientes de constuintes normais desses alimentos como no caso das fibras e dos anoxidantes (vitamina E, C, betacaroteno) presentes em frutas, verduras, legumes e cereais integrais ou atravÊs da adição de ingredientes que modifiquem suas propriedades originais exemplificada por vårios produtos industrializados, tais como: leite fermentado,

biscoitos vitaminados, cereais manais ricos em fibras, leites enriquecidos com minerais ou åcido graxo ômega 3. Um ponto que vale a pena ser comentado, Ê o fato de alguns alimentos industrializados possuírem concentraçþes muito baixas dos componentes funcionais, sendo necessårio o consumo de uma grande quandade para a obtenção do efeito posivo mencionado no rótulo. No caso do leite enriquecido com ômega 3, por exemplo, seria mais fåcil e vantajoso, o consumidor connuar ingerindo o leite convencional e optar pela fonte natural de ômega 3 que Ê o peixe. Primeiro, porque normalmente os produtos industrializados com ação funcional são mais caros, segundo pois o peixe tem outros nutrientes importantes a oferecer como proteínas de boa qualidade, vitaminas e minerais. Portanto, o produto contendo a substância funcional não substui por completo, o alimento de

onde foi rerado tal composto, uma vez que apresenta apenas uma caracterísca deste. Ainda em relação aos produtos industrializados com caråter funcional, Ê importante esclarecer que o simples consumo desse po de alimento, com a finalidade de obter um menor risco para o desenvolvimento de doenças, não angirå o objevo proposto se não for associado a um eslo de vida saudåvel levando em consideração principalmente, a alimentação e a avidade sica. Por fim, uma alimentação equilibrada e variada incluindo, diariamente, alimentos de todos os grupos na proporção correta jå fornece alimentos com propriedades funcionais naturais, sendo desnecessåria a aquisição de produtos funcionais industrializados normalmente com custo mais elevado para obter os nutrientes essenciais e os benecios à saúde. Por Roberta Stella

Alguns cuidados ... Antes de sair por aĂ­ consumindo os alimentos funcionais, a nutricionista Roseli Rossa, da ClĂ­nica EquilĂ­brio Nutricional, lembra de alguns cuidados essenciais que todos devem ter com a comida. No caso de legumes e hortaliças, por exemplo, ĂŠ obrigatĂłrio lavar e higienizar os alimentos, alĂŠm de rerar o mĂĄximo da umidade depois. “Acondicione em sacos plĂĄscos ou em utensĂ­lios fechados na refrigeração. SĂł corte na hora de preparar ou consumirâ€?, detalha. As frutas tambĂŠm precisam ser lavadas e higienizadas, principalmente as que forem consumidas com cascas. “Guarde em lugar fresco e seco quando ainda estĂŁo verdes, ou sob refrigeração quando estĂŁo maduras. Parta somente na hora de consumirâ€?, diz Roseli. Sementes oleaginosas precisam ficar em locais

frescos e em potes fechados. Quando forem trituradas, mantenha sob refrigeração. No caso de cereais e leguminosas, as embalagens devem ser limpas logo depois de serem abertas, para evitar bactÊrias. Outra solução Ê armazenar em um saco plåsco limpo, ou em potes. Os peixes precisam ser sempre adquiridos em lugares confiåveis. O produto deve ser fresco e mando em recipientes fechados, na parte superior da geladeira, atÊ o momento do consumo. Leites e derivados precisam ser mandos obrigatoriamente em recipientes fechados e na parte superior da geladeira. O mesmo vale para os vinhos, quando abertos. Se a garrafa ainda esver fechada, deve ser armazenada em locais secos e frescos, sem presença de luz. Por Marianna Pompeu 33


Unanimidade nacional Um dia, definiu o escritor Millôr Fernandes: “Chico Buarque é a única unanimidade nacional”. Errou por pouco: Chico Buarque jamais agradou aos governantes, vestissem eles a farda estrelada dos generais ou o terno bem-cortado dos sociólogos. Os ex-presidentes Emílio Garrastazu Médici e Ernesto Geisel, que não gostavam de críticas, censuraram; o presidente Fernando Henrique Cardoso, que não gostou de uma crítica, decretou em tom de censura: “Chico Buarque é repetitivo”. Não sendo, nenhum de nós, presidentes da República nem responsáveis pela política econômica que deixou o artista injuriado, resta-nos reclamar do preço do ingresso _ este, sim, uma unanimidade inconteste, que surpreendeu ao próprio Chico Buarque. “Acho que eu não vou (ao show). Tá muito caro!”, brincou Chico, em entrevista ao Correio Braziliense. Mas uma vez superado o trauma de desembolsar de até R$ 160,00 (!!!) para ver e ouvir Chico Buarque, é hora da celebração que não tem preço: o encontro com o mais original de nossos artistas. Rara e já citada exceção, não há quem possa chamar de repetitiva a obra desse poeta em permanente construção, que foi buscar nos gritos dos mercados, no breu das docas, nas velas acesas nos becos deste país uma alma brasileira refletida em gente como o pedreiro que amou daquela vez como se fosse a última, a cabrocha mais bonita que trocou a pista pela galeria e nunca mais foi a mesma, o pivete que zanza na sarjeta e tem as pernas tortas e se chama Mané, as meninas de peitinhos de pitomba que vendem barato suas bugingangas, os malandros com gravata, diploma e capital. De hoje até sábado, vai passar pela Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional o bloco dos que voam para a América e têm saudade (mas não muita), dos que plantam sonhos onde só vento se semeava outrora, dos poetas que a exemplo dos cegos podem ver na escuridão, e daqueles que, olhos nos olhos, compreendem e cantam o amor barato desse nosso suburbano coração _ como essa quase unanimidade brasileira chamada Chico Buarque.


Às vezes, ele estica a perna e já não consegue alcançar a bola. Mas parece ser esse o único efeito nocivo do tempo sobre o artista. Aos 55 anos, Chico Buarque compõe, grava e faz show quando quer. Cada vez menos, cada vez melhor. Com 300 mil cópias vendidas do último CD, As Cidades, lançado depois de um silêncio de cinco anos, Chico não está muito interessado em fazer sucesso, principalmente se isso incluir aparições nos programas do Faustão e do Gugu. “Caetano (Veloso) fez a opção dele. Eu quero fazer o que me dá vontade, o que eu acho bom”, afirma, sem criticar o caminho escolhido pelo intérprete de Sozinho. Ausente da Marcha dos 100 Mil (protesto contra Fernando Henrique promovido pela CUT e por partidos de oposição, em agosto de 1999, em Brasília), o autor de clássicos da resistência como Apesar de Você e Cálice (cujas metáforas, admite, ele próprio já não compreende) defende mudanças na política econômica e a investigação de alguns negócios do Governo FHC, como a privatização das teles. E critica o comércio, que tomou o lugar da ideologia, na participação dos artistas em campanhas políticas. “Hoje, cobra-se cachê para cantar não importa para quem.”

Correio Braziliense - Há um intervalo de cinco anos entre Paratodos e As Cidades, seus dois últimos discos. Tempo e Artista, uma das faixas de Paratodos, diz: “Imagino o artista num anfiteatro/ onde o tempo é a grande estrela/ Vejo o tempo obrar a sua arte/ tendo o mesmo artista como tela”. Hoje você grava menos discos, faz menos shows, compõe menos do que antes. O que o tempo fez com o artista Chico Buarque? Chico Buarque - Sou hoje um músico mais completo, um compositor mais exigente que há 30 anos, menos prolixo e mais apurado. Em compensação, com o tempo você perde em fluência, em espontaneidade. Enfim, são vantagens e desvantagens que o tempo traz. Mais vantagens ou desvantagens? O tempo acrescenta com uma mão e tira com a outra. Mas não tenho queixas. Nem do fato de ter completado 55 anos? Não. Quando eu tinha 20 anos, comecei a desconfiar que ia envelhecer (Risos). Mas o tempo vai passando aos poucos, não é assim de uma hora para a outra. Você nem se dá conta. É claro que se aborrece quando estica a perna e

não alcança a bola... Isso quer dizer que o tempo faz mal ao jogador de futebol Chico Buarque. E ao artista? Por que hoje você compõe tão pouco? Por ter me tornado muito mais exigente do que era no início da carreira. Às vezes, quando ouço uma música que fiz aos 20 anos, penso: `Eu podia ter feito muito melhor’. No começo, tinha contratos com gravadoras que me obrigavam a lançar um disco por ano. Hoje, só assino contrato por um disco, que posso renovar ou não. E isso me faz muito bem: gravar quando tiver vontade, quando me sentir bem. E para compor, você também precisa se sentir bem, ou é a inspiração que manda? Pode acontecer de, num relance, eu ter uma idéia, uma inspiração. Mas, cada vez mais, sou em quem vai buscar a música, e não o contrário. Como tenho muitas parcerias, não costumo partir do nada _ parto das melodias dos parceiros. Ou de imagens, como no caso de A Ostra e o Vento, tema do filme do Walter Lima Jr., e de Assentamento, feita a partir do livro (Terra) do Sebastião Salgado. Pode até aparecer uma idéia de repente, mas isso acontece cada vez menos. MÚSICA BRASIL

37


Por quê? Porque, com o tempo, você fica cada vez menos disponível para esse tipo de centelha, perde o gesto espontâneo de sentar, tocar violão... Fica mais exigente: aos 50, você joga mais coisa fora do que aproveita. Você tem mais conhecimento do que tinha aos 20 anos. E como já conhece bem os caminhos, fica mais difícil encontrar um caminho pelo acaso. Conhecendo os caminhos, fica fácil compor? Não é bem assim. Eu sei como buscar, mas não necessariamente como encontrar. Às vezes, acontece de buscar, ralar, e não encontrar. Mas sei que mais cedo ou mais tarde vou conseguir. Na verdade, fácil, nenhuma música é. Mas para quem passa um ano escrevendo um romance, ficar uma semana tentando compor uma música não é tanto tempo assim.

Nara (Leão) pediu que eu fizesse uma música no feminino para ela, e deu até o tema: ela queria que falasse dessas mulheres que sofrem em casa enquanto os maridos vão para a rua. Olhos nos Olhos, eu fiz para a Bethânia cantar. Temos cantoras maravilhosas no Brasil, e acho bom fazer canções para elas. E as músicas de protesto, quando saem do armário de novo? De protesto mesmo, fiz poucas, talvez uma meia-dúzia. Sobre a realidade social, continuo fazendo, como Assentamento (sobre os semterra). A verdade é que a linguagem muda com o tempo. Se você pegar as canções do tempo da ditadura, vai ver que as tintas são mais fortes, há menos nuances, até os arranjos e o jeito de cantar eram diferentes.

“Sei como buscar, mas não necessariamente como encontrar.”

Uma parte importante da sua obra foi composta no feminino. Mas no disco novo, apenas uma, A Ostra e o Vento, se enquadra nessa categoria. E no anterior, não há uma única sequer. O que houve com sua alma feminina?

Acho que ela anda meio adormecida. (Risos) Na verdade, quase todas as minhas músicas femininas foram feitas para cinema ou teatro, para personagens femininas, que precisavam ser cantadas no feminino. E eu tenho escrito menos para cinema e teatro do que antigamente, até porque, principalmente no caso do cinema, se produz menos no Brasil. Mas você podia continuar compondo no feminino independente do teatro e do cinema, como no caso de Com Açúcar, com Afeto e Olhos nos Olhos, não? É. Com Açúcar, com Afeto foi a primeira. A 38

MÚSICA BRASIL

E tinha que ter muita metáfora para driblar a censura, não?

Algumas tão obscuras que se tornaram incompreensíveis. Às vezes, eu mesmo não sei o que eu quis dizer com algumas metáforas de músicas como Cálice (parceria com Gilberto Gil), por exemplo. Entrevistei uma ex-censora - sua fã - que se orgulhava de ter contribuído para a liberação de Mulheres de Atenas. Ela disse que bateu o pé, dizendo que a música falava apenas da submissão das mulheres, enquanto alguns colegas censores viam ali uma metáfora do Brasil oprimido pela ditadura militar. Quem tinha razão? Mulheres de Atenas foi feita para uma peça do Augusto Boal, que falava de repressão sexual. Não era nenhuma alusão ao momento do país. Acontece que naquela época havia uma forçação de barra muito grande, tanto a favor quanto contra. Ambos os lados liam politicamente o que não era.


Cancun Onde ficar?

O que comer?

Aonde ir?

Como chegar?

O que fazer?

Quando ir?

S e vo c ê c o n c o rd a c o m a i d é i a d e q u e o m e l h o r d o M éx ic o sã o a s p ra i a s e a s ru í n a s, c o r ra p a ra Ca n c ú n . O m e l h o r l itora l d o p a í s e stá m e s m o l á a á g u a é d e u m azu l p a d rã o Ca r ib e, e a a re i a , fe ita d e fó s s e is d e u m p l â n c to n m ic ro s c ó p ic o, n ã o q u e im a o p é n e m d e b a ixo d o s o l d o m e i o-d i a . A l g u m a s d a s m a is b e l a s ru í n a s f ic a m a l i p o r p e r to, p o is Ca n c ú n é p a r te d a p e n í n s u l a d o Yu c atá n , a te r ra d o s m a i a s, o s m a is ta l e nto s o s a rq u ite to s d a A m é r ic a p ré-c o l o m b i a n a . O s d e t rato re s re c l a m a m q u e Ca n c ú n n ã o p a s s a d e u m a m i n i- M i a m i, e nt u p i d a d e m e g a - re s o r ts e s h o p p i n g c e nte rs e p l a n e j a d a p a ra fu n c i o n a r c o m o u m a e s p é c i e d e rato e i ra p a ra u r ista s . E rg u i d a e m m e a d o s d a d é c a d a d e 70, p o r d e c isã o d o g ove rn o e n o m e i o d e u m p â nta n o o n d e n ã o h a v i a n a d a , e l a fo i b e m p l a n e j a d a e s e to rn o u u m l u g a r i nfe rn a l m e nte d ive r t i d o . D e n o ite, a fa r ra m ov i d a à te q u i l a faz c o m q u e to d o m u n d o f i q u e fe rozm e nte d e c i d i d o a s e d ive r t i r, o q u e to rn a Ca n c ú n u m d e s s e s l u g a re s o n d e é fá c i l a r ra n j a r u m a m o r d e p ra i a , ra p i d i n h o e s e m c o n s e q ü ê n c i a s . B a n h a d a p e l o e sto nte a nte M a r d o Ca r ib e – c o m s e u p e c u l i a r to m d e azu l t u rq u e s a – Ca n c ú n é a m e l h o r fat i a d o l ito ra l m ex ic a n o . N o s 23 q u i l ô m e t ro s d e c o sta , a a re i a c l a ra e fofa l e m b ra a tex t u ra d e ta l c o 16 -- Mundo Afora

e n ã o q u e im a o p é d e j e ito n e n h u m . A e st ru t u ra t u r í st ic a s e g u e o p a d rã o c a r ib e n h o e p o d e s e r v ista a o l o n g o d o B u l eva rd Ku ku l cá n , a a ve n i d a q u e c o r ta Ca n c ú n d e p o nta a p o nta : c o nfo r tá ve is h oté is, re s o r ts, s h o p p i n g s, b o n s re sta u ra nte s e a n im a d a s c a s a s n ot u rn a s . N a s m a r i n a s, vo c ê ta m b é m e n c o nt ra o q u e h á d e m e l h o r e m l aze r e e s p o r te s n á u t ic o s . Co nfo r tá ve is ô n ib u s c i rc u l a m e m to d a a re g iã o d e h oté is e s h o p p i n g s d e Ca n c ú n . Tá x i s ó d e m a d ru g a d a . A r te s a n ato m a i a e re d e s c o l o r i d a s sã o ve n d i d o s n a s e st ra d i n h a s q u e s a e m d e Ca n c ú n . É b o m n e g ó c i o a l u g a r u m c a r ro e faze r c o m p r i n h a s n a re g iã o . A p e n a s c e r t if iq u e- s e d e q u e o s p ro d u to s re a l m e nte sã o l o c a is – h á m u ita m e rc a d o r i a im p o r ta d a d a Ch i n a . A l í n g u a of ic i a l é o e s p a n h o l e a m o e d a c o r re nte é o p e s o m ex ic a n o . N a s á re a s t u r í st ic a s, p o ré m , é p o s s í ve l s e c o m u n ic a r e m i n g l ê s e m u ito s e sta b e l e c im e nto s a c e ita m d ó l a re s . U m M éx ic o m e n o s b a d a l a d o e m a is t ra d ic i o n a l p o d e s e r v isto a 4 5 m i n u to s d e Ca n c ú n , n a R iv i e ra M a y a . A p r i n c ip a l at ra çã o l o c a l é o p a rq u e a q u á t ic o d e Xc a re t . Fa ç a o to u r p e l a c o r re nteza d e u m r i o s u b te r râ n e o, n a s c a ve rn a s d e A ku m a l .


33


Como Chegar Cancun pode ser alcançada por terra, mar e ar. Há estradas de todos os tipos que ligam Cancun com Merida, Uxmal, Campeche, Belize e outras. Pelo ar, há vôos regulares saindo de Miami, Cidade do México, Los Angeles, Nova York e outras cidades. Há também vôos saindo do Brasil com excursões. Por mar, há diversos cruzeiros que, além de Cancun, aportam em muitos outros lugares paradisíacos.

Onde ficar Eis aqui algo que não constitui exatamente um problema. Só na ilha há mais de 50 hotéis à escolha. A maioria das grandes cadeias de hotéis, está aqui representada. Se você procura águas tranqüilas, os hotéis da parte superior do “7” são os mais recomendados. Se o que você pretende são preços módicos, o ideal é hospedar-se em Ciudad Cancun.

Quando ir O clima costuma ser agradável o ano todo, com temperaturas variando entre 25°C e 35°C. De março até novembro é a época mais quente, com máximas de até 36°C e mínimas de 26°C. O sol está presente quase 240 dias por ano, mas de agosto a outubro as chuvas são mais freqüentes.

O que comer

Há excelentes restaurantes, tanto na ilha como na cidade. O forte é a excelente comida mexicana (para baiano nenhum botar defeito!) e os frutos do mar. Grande parte dos bons restaurantes está localizada nos próprios hotéis, assim, para você comer bem, não terá provavelmente que sair do hotel. Muitos hotéis servem o jantar na pérgola da piscina normalmente acompanhado por conjuntos de jazz, de marimbas, de Maria18 -- Mundo Afora

chis ou de “reggae”. Não deixe de experimentar guacamole, tacos, burritos, huachinango, achiote, cabrito al horno de leña e por que não, frutos do mar grelhados ou uma excelente paella. Buen provecho!

Aonde ir

Muitos jovens escolhem Cancun, pela incrível variedades de divertimento noturno. As danceterias ficam lotadas e a animação é geral. Veja as mais famosas. Señor Frog’s é a mais famosa danceteria de Cancun. Ela se localiza na região dos Hotéis. Todos os dias o Señor Frog’s decebe seus turistas com animadores, é uma grande festa. Dentro da danceteria há um escorregador que manda os mais alegres para dentro do mar! A marca também vende sua griffe, com bonés, camisetas, jaquetas, etc.., muito procurado pelos turistas! Los Pericos também é um lugar muito animado para você passar as suas noites, com muita música, bebidas e uma ótima comida, Los Pericos tem que estar em seu programa de viajem. La Boom é uma danceteria muito procurada também, as suas noites são tão animadas que você não consegue parar um minuto de dançar. Essa é uma opção muito legal, você comprando o pacote terá uma noite inesquecível. Passara a noite em um barco com diversas atrações, alem do Dance Hall você terá uma ótima refeição e poderá jogar no casino! Estas são algumas sujestões, dentre muitas opções de divertimento na noite em Cancun. Em Cancun também tem o Planet Hollywood e Hard Rock Café que sãobem frequentadas.

Loja Senõr Frogs , muito procurada por turistas.


Leia, escolha, e faça seus planos Ballet Folclorico: Jantar, danças típicas de diversas regiões do Mexico, acompanhadas de músicas dos Mariachis e o colorido dos trajes típicos! Horário: 19:00 às 22:00h Preço: U$40 a U$50 por pessoas (Jantar, Open Bar e Show inclusos) Chichen-Itza: Centro arqueológico da cultura Maia. Localizado no centro da península de Yucatan. Piramides de Kukulcan, Tempo dso guerreiros, são umas das atrações. Horário: 7:30 as 19:00h Preço: U$50 a U$60 por pessoas (onibus, guia, almoço e entrada no parque inclusos) Las Mujeres: A 45 minutos de barco, você irá encontrar uma pequena ilha de pescadores que em épocas passadas foi refugio de piratas. N ailha você encontrará diversas opções de lazer, como mergulhar! E vocês estaram sempre acompanhados de um guia de recreações animando o passeio! Horário: 10:00 às 17:00h Preço: U$40 a U$50 (Barco, Almoço, open bar no barco, e mergulho inclusos) Xcaret: Parque eco-arqueológico fantástico, maravilhosas praias estarão esperando por você. Em Xcaret você poderá andar a cavalo visitar rios subterraneos, e até mesmo nadar com golfinhos! Horário: 9:00 às 17:00h Preço: U$45 a U$55 (onibus, entrada no parque e colete salva-vidas inclusos) Noite Caribenha: Viaje de barco para uma verdadeira festa caribenha, onde você poderá desfrutar de toda magia do caribe.Com muita música, danças, jogos e brincadeiras. Horário: 18:00 às 23:00h Preço: U$50 a U$60 (Barco, jantar, open bar e show inclusos)

Tulum: Tulum é o unnico centro arqueológico a beira mar. O contraste das ruinas com o mar é maravilhoso! Horário: 7:30 às 18:30h Preço: U$45 a U$55 (guias, entrada e onibus inclusos) A maior ilha do caribe Mexicano. Paraíso dos mergulhadores, lindas praias, fantástico mundo submarino e centro comercial. Horário: 7:30 às 20:00h Preço: U$75 a U$85 (onibus, barco e almoço inclusos) Jungle Tour: Passeie pela lagoa de Cancun com Jet-skys por 2 horas e meia, entre os canais, mangues e recifes de corais. Horário: Saídas as 8:00, 9:00, 11:00, 12:00, 14:00 e 15:00h Preço: U$40 a U$50 (Aluguel do Jet, colete salva-vidas, equipamento de mergulho e guias inclusos) Wet ‘n Wild: A famosa cadeia de parque aquatico Wet ‘n Wild, está presente também em Cancun com seus incrivéis toboaguas gigantes. Horário: Abre às 9:00h e fecha às 21:00h -Preço: U$21 adultos e U$16 para crianças até 9 anos. Criada por Deus e e consagrada pelos turistas, assim é Cancún, a ilha mexicana conquistas turistas de todo o mundo , em busca de muito sol, mar e tequila. Planejada quase em laboratório para agradar os turistas, Cancún tem doses calculadas de atrações para todos os gostos, para quem não gosta só das baladas á noite, os esportes no mar, emcima ou embaixo d’agua. Cancun tem de tudo para quem quer experimentar: *Jet-sky *Snorkel *Windsurf *Paraglider *Bananasboat *Lanchas *Veleiros... e muito mais. Mundo Afora -- 19


Fotografia Anal贸gica


Fotografia Digital


Ilha do

mel


Eliza Barboza Gobira Designer GrĂĄďŹ co leelagobira@gmail.com 27 88450791 | 27 32251442


Portfolio