Issuu on Google+

  F l s . _ 107

Processo: Recorrente: Recorridos:

01508-2009-412-06-00-1(RO) MARIA FEL ICIDADE RODRIGUES MU N ICIPIO DE PETROLINA PARECER EV 002 / 2.010 EMENTA: INCOMPETENCIA DA JUSTIÇA DO TRABAL HO

RELATÓRIO MARIA FELICIDADE RODRIGUES ajuizou reclamação trabalhista em face do M UN ICIPIO DE PETROLINA alegando que foi contratada para trabalhar como agente comunitário de saúde desde 1999. Como se vê da sentença (fl. 75 e segs.) foi declarada a incompetência absoluta da Justiça do Trabalho para apreciar a causa, do que recorre a autora (fl. 86 e segs.) por meio de advogado regularmente constituído nos autos (fl. 8). Contra-razões do Município (fl. 99 e segs.) apresentadas tempestivamente por meio de assessor jurídico constituído apud acta (fl. 42).

FUNDAMENTAÇÃO Dispõe o art. 113 do CPC que “ a incompetência absoluta deve ser declarada de ofício e pode ser alegada, em qualquer tempo e grau de jur isdição, independentemente de exceção”. O parágrafo 2º deste artigo disciplina as consequências da declaração de incompetência absoluta, caso dos autos, assim: § 2º Declarada a incompetência absoluta, somente os atos decisórios serão nulos, remetendo-se os autos ao juiz competente. Em que pese ter sido suspensa a edição de súmula vinculante sobre a matéria, conforme julgamento no dia 30 /09 /2009 da ministra Ellen Gracie, presidente da Comissão de Jur isprudência do Supremo T r ibunal Federal (STF), até que sejam julgados definitivamente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3.395 e o Recurso Extraordinário (RE) 569.056, o certo é que permanece o entendimento de que a Justiça do Trabalho seria incompetente para apreciar a contratação de temporários, comissionados e outros vínculos de direito administrativo. É o caso dos autos. CONCLUSÃO Pelo exposto, curvando-me ao entendimento do Supremo Tr ibunal Federal, opino seja negado provimento ao recurso. Recife (PE), em 28 de janeiro de 2.010. EL IZABETH VEIGA Procuradora do Trabalho

Elizabeth Veiga 100210144958-38725650f0bc4bb88c0047afe37bbbd2


01508-2009-412-06-00-1(RO)