a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1


FICA TÉCNICA COORDENADOR GERAL LEANDRO LOUSADA COORDENADOR DE PROJETO HIKARO QUEIROZ COORDENAÇÃO DE REVISÃO JULIA KUSMINSKY COORDENAÇÃO DE DIAGRAMAÇÃO ANA FLÁVIA MARCHETI COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA MARIA ALICE LOMBARDI IMPRESSÃO E ACABAMENTO GRÁFICA SANTA MARTA ICONOGRAFIA IRIS MALTEZ CAPA JUCINARA REIS ERICA MARTINI


QUERIDO(A) ALUNO(A) IMAGINEM UM MUNDO CHEIO DE CORES! PENSEM NO SOL A BRILHAR ATRAVÉS DO AMARELO E LARANJA QUE NOS DÁ O CALOR QUE PRECISAMOS PARA SER FELIZ. NAS NUVENS BRANQUINHAS FEITO ALGODÃO QUE EM SUAS FORMAS DIVERTEM A NOSSA IMAGINAÇÃO. E SE O MAR FICAR REVOLTO E A NUVEM ACINZENTAR, GOTAS DE CHUVA COMEÇARÃO A CAIR E EM UM LINDO ARCO-ÍRIS PODEREMOS BRINCAR. NA ÁGUA VAI UM BARQUINHO DE PAPEL LEVADO PELA CORRENTEZA DA BRINCADEIRA ATÉ O VERDE DA FLORESTA, QUE SE ILUMINA PELO COLORIDO DAS FLORES E DOS ANIMAIS A BRINCAR. JUNTOS PODEMOS TUDO! PODEMOS CURTIR AS CORES DO MUNDO NO CÉU, NA ÁGUA E NA TERRA, CONSTRUINDO UM FUTURO CHEIO DE CRIATIVIDADE E ALEGRIA. COM CARINHO, A EQUIPE DO INOVA.


Ícones EXPERIÊNCIAS EM CAMPO ATIVIDADES QUE RESPEITAM AS CINCO COMPETÊNCIAS GERAIS DA FORMAÇÃO DO ALUNO.

O EU, O OUTRO, O NÓS

ATIVIDADES DE TRAÇOS, SONS, FORMAS E IMAGENS

ATIVIDADES DE CORPO, GESTOS, MOVIMENTOS

ATIVIDADES DE ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

ATIVIDADES DE ESPAÇO, TEMPO, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO ÍCONES QUE INDICAM COMO REALIZAR AS ATIVIDADES.

TRABALHO INDIVIDUAL

TRABALHO EM GRUPO

TRABALHO EM DUPLA

ATIVIDADES DE PESQUISA E CURIOSIDADES

ATIVIDADES COM AUXÍLIO DA PROFESSORA

SINALIZA VALORES INDISPENSÁVEIS À ATUAÇÃO NO MUNDO


Boxes interativos ORGANIZADORES DE INFORMAÇÃO. INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO.

EDUCAR, CUIDAR E APRENDER INDICAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA NÃO ESQUECER

PENSAR, LER E CRIAR CONCEITOS A SEREM ASSIMILADOS NAS DISCIPLINAS

INVESTIGAR, OBSERVAR E DESCOBRIR INDICAÇÃO DE JOGOS, SITES, LOCAIS DE PESQUISAS, MUSEUS, FILMES, LIVROS


UNIDADE 1 CADA UM TEM SEU JEITO

SUMÁRIO

EU SOU ÚNICO ........................................................................................ 12 AUTORRETRATO ...................................................................................... 13 EU SOU EU ................................................................................................. 14 MINHA IDADE .......................................................................................... 18 MINHA TURMA ......................................................................................... 20 O REINO DO ALFABETO ...................................................................... 23 CONHECENDO O ALFABETO ............................................................ 24 AS LETRAS DO MEU NOME ................................................................ 26 AS VOGAIS .................................................................................................. 29 HORA DA HISTÓRIA .............................................................................. 30 AS FORMAS GEOMÉTRICAS ................................................................ 31 MEDIDAS ..................................................................................................... 36 TEXTURAS ................................................................................................. 38 AS CORES ................................................................................................... 40 OBJETOS ESCOLARES ............................................................................ 43


UNIDADE 2 PARECEMOS IGUAIS, MAS SOMOS DIFERENTES AS PARTES DO CORPO ......................................................................... 50 ÓRGÃOS DO SENTIDO ........................................................................ 52 QUENTE / FRIO ........................................................................................ 54 NOSSAS DIFERENÇAS ........................................................................... 59 POEMA: PESSOAS SÃO DIFERENTES ................................................. 62 SEMELHANÇAS ........................................................................................ 65 COMBINAÇÃO ......................................................................................... 66 PERTO E LONGE ...................................................................................... 68 PEQUENO E GRANDE ........................................................................... 69 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL .................................................................. 71 DENTRO E FORA .................................................................................... 78 HIGIENE PESSOAL ................................................................................... 80


UNIDADE 1: CADA UM TEM SEU JEITO VOCÊ JÁ OBSERVOU O SEU? COMO VOCÊ ANDA? COMO VOCÊ FALA? SABEMOS QUE CADA UM TEM SUA IMPORTÂNCIA NO MUNDO, MAS NÃO SOMOS TOTALMENTE IGUAIS. VAMOS DESCOBRIR NESSA PRIMEIRA UNIDADE!


UNIDADE 1: CADA UM TEM SEU JEITO COLE UMA FOTO DE QUANDO VOCÊ NASCEU E UMA ATUAL E PERCEBA COMO VOCÊ CRESCEU.

FOTO EU BEBÊ

FOTO EU HOJE

12


QUEM SOU EU?

AUTORRETRATO: VOCÊ VAI PRECISAR DE: • • • • •

UMA FOTO IMPRESSA; FOLHA DE TRANSPARÊNCIA; UMA CAIXA DE SAPATO USADA; CANETAS MARCA TEXTO; TINTA GUACHE.

COM A FOLHA DE TRANSPARÊNCIA SOBRE A FOTO, TRACE O CONTORNO USANDO AS CANETAS MARCA TEXTO. DEPOIS, COM AS CAIXAS E AJUDA DO (A) PROFESSOR (A), FAÇA A MOLDURA DO SEU AUTORRETRATO.

EDUCAR, CUIDAR E APRENDER INDICAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA NÃO ESQUECER

ALGUNS ARTISTAS TAMBÉM PINTARAM SEUS AUTORRETRATOS COMO A PINTORA TARSILA DO AMARAL, RETRATADA ABAIXO:

AUTORRETRATO TARSILA DO AMARAL - 1924

13


TARSILA DO AMARAL NASCEU EM 1886, EM CAPIVARI, SÃO PAULO E PASSOU TODA A INFÂNCIA NA FAZENDA DE SEU PAI. FOI CASADA COM OSWALD DE ANDRADE, PARA QUEM PINTOU O QUADRO COMO PRESENTE DE ANIVERSÁRIO.

ABAPORU, 1928.

AGORA VOCÊ JÁ PODE MOSTRAR PARA OS SEUS COLEGAS SEU AUTORRETRATO E ORGANIZAR UMA EXPOSIÇÃO DE ARTE EM SUA SALA. EU SOU EU EU SOU EU AGORA E ANTES MESMO QUE MUDE E CRESÇA EU SOU EU PORQUE TENHO RECORDAÇÕES BOAS E MÁS PORQUE ME PAREÇO COM OS OUTROS MAS SOU DIFERENTE PORQUE ME CONHEÇO BEM PORQUE QUANDO FOR GRANDE VOU FAZER MUITAS COISAS MAS, ACIMA DE TUDO, CONTINUAREI A SER EU A MINHA MANEIRA.

14


OBSERVE AS IMAGENS ABAIXO. QUAL SE PARECE MAIS COM VOCÊ? PINTE A QUE SE PARECE COM VOCÊ! MENINO

MENINA

PROCURE EM REVISTAS, JORNAIS OU OUTROS MEIOS IMPRESSOS, FIGURAS DE PESSOAS PARECIDAS COM VOCÊ. RECORTE-AS E COLE-AS NO ESPAÇO.

15


COM O AUXÍLIO DO (A) PROFESSOR (A), PREENCHA AS INFORMAÇÕES ABAIXO:

MEU NOME É___________________________________________________________ TENHO _____________ ANOS. MEU (MINHA) PROFESSOR (A) CHAMA-SE___________________________________ ESTUDO NA ESCOLA____________________________________________________

ESTA É MINHA ESCOLA

16


COM A AJUDA DO (A) PROFESSOR (A) CORTE UM QUADRO USANDO CARTOLINA OU PAPELÃO, EM SEGUIDA DESENHE SEU NOME E SEU ROSTO. VOCÊ VAI PRECISAR DE: • TESOURA, COLA, LÁPIS DE COR, E BARBANTE; • QUANDO ESTIVER PRONTO, MOSTRE AOS SEUS COLEGAS E VEJA O NOME DELES TAMBÉM; • COMO TODOS OS COLEGAS FIZERAM UM CRACHÁ, O (A) PROFESSOR (A) VAI PROVIDENCIAR UMA FOTO DA TURMA. COLE A FOTO NO MURAL E VEJA SE VOCÊ SABE O NOME DE TODOS OS SEUS COLEGUINHAS!

QUANTAS LETRAS HÁ EM SEU NOME?

17


COMEMORAR DO SEU JEITO! TODOS NÓS ADORAMOS COMEMORAR ANIVERSÁRIO! MUITAS COISAS BOAS PODEM ACONTECER NESTE DIA: PRESENTES, ABRAÇOS APERTADOS, BEIJOS, BOLO, DOCINHOS... AGORA QUE VOCÊ CONHECE UM POUCO MAIS SOBRE VOCÊ E SEUS AMIGOS, DESENHE NO BOLO O NÚMERO DE VELINHAS QUE CORRESPONDE A SUA IDADE.

PINTE O QUADRADINHO QUE TEM A SUA IDADE.

CONTE QUANTAS VELINHAS HÁ EM CADA BOLO E COMPLETE NOS ESPAÇOS.

18


UM JEITINHO DE CONTAR E CANTAR! LEIA A PARLENDA:

VAMOS CANTAR! VAMOS COMPLETAR COM OS NUMERAIS DE 1 A 10!

19


MINHA TURMA E SEU JEITINHO! VAMOS CANTAR E CONHECER NOSSOS AMIGOS?

20


UM JEITINHO DE CONTAR E BRINCAR! O (A) PROFESSOR (A): - CONFECCIONARÁ PLAQUINHAS COM O NOME DE TODOS OS ALUNOS; - ORGANIZARÁ UMA RODA COM CADEIRAS E COLARÁ EM CADA UMA O NOME DE UM ALUNO; - COLOCARÁ UMA MÚSICA BEM LEGAL E TODOS DEVERÃO ANDAR EM VOLTA DAS CADEIRAS, QUANDO A MÚSICA PARAR, TODOS DEVERÃO PROCURAR QUALQUER CADEIRA E SENTAR. O ALUNO QUE NÃO CONSEGUIR SENTAR, DEVERÁ PEGAR A CADEIRA COM A PLAQUINHA DO SEU NOME E AGUARDAR FORA DA BRINCADEIRA. LEMBRE-SE QUE O (A) PROFESSOR (A) TAMBÉM DEVERÁ PARTICIPAR. VENCERÁ O ÚLTIMO ALUNO SENTADO.

JUNTO COM OS SEUS COLEGAS, RESPONDA ORALMENTE: • DIGA O QUE VOCÊ GOSTOU NA ESCOLA; • FALE O NOME DOS COLEGAS QUE VOCÊ APRENDEU; • HÁ COLEGUINHAS COM O MESMO NOME? • COMO VÃO DIFERENCIAR O NOME DOS COLEGAS QUE TEM O MESMO NOME?

21


MINHA TURMA E SEU JEITINHO.

22


O REINO DO ALFABETO

ERA UMA VEZ UM REINO ONDE MORAVAM AS LETRINHAS. NESTE REINO HAVIA UM CASTELO MUITO BONITO, ONDE MORAVA UM REI CHAMADO ALFABETO. CERTO DIA, O REI ALFABETO RESOLVEU DAR UMA FESTA, CHAMOU TODAS AS LETRINHAS E FALOU: — CARAS LETRINHAS, AMANHÃ DAREI UMA GRANDE FESTA EM MINHA HOMENAGEM E TODAS ESTÃO CONVIDADAS, PORÉM, AS CONVIDADAS QUE NÃO SE COMPORTAREM NA FESTA SERÃO PUNIDAS. ATÉ AMANHÃ! O SALÃO DO CASTELO FOI TODO ENFEITADO, A BANDA CHEGOU E A MESA DE COMIDAS ESTAVA PREPARADA. ABRIU-SE A PORTA DO CASTELO E ENTRARAM TODAS AS LETRINHAS DO REINO, ALEGRES, ELAS DANÇARAM, COMERAM E SE DIVERTIRAM. MAS ALGUMAS LETRAS FIZERAM MUITA BAGUNÇA NA FESTA, E O REI, ZANGADO, CHAMOU TODAS E DISSE: — AS LETRINHAS QUE FIZERAM BAGUNÇA TERÃO QUE FICAR PARA LIMPAR O SALÃO, AS QUE SE COMPORTARAM PODEM IR PARA SUAS CASAS. ESSE FOI O PRIMEIRO CASTIGO QUE FOI DADO ÀS LETRINHAS. MESMO FICANDO DE CASTIGO, AS LETRINHAS CONTINUARAM A FAZER BAGUNÇA, E SÓ TERMINARAM DE LIMPAR O SALÃO NO DIA SEGUINTE. O REI, ENTÃO, VENDO QUE SOZINHAS ELAS NÃO SE COMPORTAVAM, CHAMOU TODAS AS LETRAS PARA O SEU CASTELO E DISSE: — A PARTIR DE HOJE, AS LETRINHAS QUE FIZERAM BAGUNÇA SÃO CHAMADAS DE CONSOANTES, E AS QUE SE COMPORTARAM SERÃO CHAMADAS DE VOGAIS. PARA PUNIR ETERNAMENTE AS QUE NÃO SE COMPORTAM, PRONUNCIOU QUE DE HOJE EM DIANTE, PARA APRENDER A SE COMPORTAREM, TERÃO QUE ANDAR AO LADO DAS VOGAIS. CASO EU PEGUE ALGUMA CONSOANTE ANDANDO SOZINHA COM OUTRA CONSOANTE, MANDAREI QUE AS PRENDAM NA TORRE DO CASTELO. E ASSIM FOI FEITO, NO REINO SÓ SE VIA AS CONSOANTES COM AS VOGAIS PASSEANDO E, QUANDO SE ENCONTRAVAM, ELAS FORMAVAM VÁRIAS PALAVRAS: PATO, MACACO E SAPO. ADAPTADO DA COLEÇÃO ADOLETRA, MEIRE REZENDE, EDITORA CLARANTO.

23


CONHECENDO O ALFABETO

VOCÊ JÁ DEVE TER PERCEBIDO QUE, PARA REGISTRAR O QUE PENSAMOS, SENTIMOS OU O QUE QUEREMOS CONTAR PARA ALGUÉM, PODEMOS UTILIZAR O DESENHO, A FALA, COLAGENS, A ESCRITA, OS GESTOS, ENTRE OUTRAS COISAS. NA ESCRITA É NECESSÁRIO O USO DE PALAVRAS, QUE SÃO FORMADAS POR LETRAS QUE COMPÕEM O ALFABETO.

24


UM JEITO DE SABER DAS COISAS A, B, C, D, E, F, G, H, I, J, K, L, M, N, O, P, Q, R, S, T, U,V W, X,Y, Z EU CANTEI O ABC AGORA EU QUERO VER VOCÊ. DOMÍNIO POPULAR

ESCREVA A LETRA QUE FALTA DENTRO DE CADA QUADRADO

C

A

G

F

K

I N

P

Q

S W

Y 25

X


CIRCULE AS LETRAS QUE APARECEM NO SEU NOME:

ESCOLHA UM COLEGUINHA E PERGUNTE SEU NOME. O SOM DO NOME DO SEU COLEGA É DIFERENTE DO SEU? ESCREVA O NOME DO SEU COLEGUINHA:

QUANTAS LETRAS TÊM ESTE NOME?

USANDO PALITOS DE FÓSFORO E COLA, FAÇA A PRIMEIRA LETRA DO SEU NOME. VOCÊ VAI ADORAR!

26


VAMOS BRINCAR UM POUCO? RECORTE DE JORNAIS E REVISTAS DIFERENTES FORMATOS DE LETRA E COLE-AS ABAIXO:

O (A) PROFESSOR (A) COLOCARÁ VÁRIAS FICHAS COM SEU NOME E DE TODOS OS COLEGAS. IDENTIFIQUE O SEU NOME ENTRE AS FICHAS. COM UM COLEGA, USE O ALFABETO MÓVEL QUE ESTÁ NO MATERIAL DESTACÁVEL (PÁG. 95) E MONTE SEU NOME, DEPOIS O NOME DE UM COLEGA.

27


COLOQUE O NOME DE SEUS COLEGUINHAS NOS PEIXINHOS. COM A AJUDA DO (A) PROFESSOR (A), CANTE A MÚSICA ABAIXO COMPLETANDO COM O NOME DOS SEUS COLEGAS: “SE EU FOSSE UM PEIXINHO E SOUBESSE NADAR EU TIRAVA _________________ DO FUNDO DO MAR!”

28


VAMOS BRINCAR COM AS VOGAIS!

CIRCULE AS VOGAIS DAS PALAVRAS ABAIXO:

SAPATO

RELÓGIO

MELANCIA

MARGARIDA

AVIÃO

VESTIDO

PEIXE

JANELA LEÃO

ALGUMAS PALAVRAS MUDAM DE SIGNIFICADO APENAS TROCANDO AS VOGAIS. VEJA SÓ: BOLO

LIA

TIA

COLA

BOLA

LUA

TUA

COLO

29


SEU JEITO SUA FORMA HORA DA HISTÓRIA O (A) PROFESSOR (A) LERÁ A HISTÓRIA CHAPEUZINHO AMARELO. DESCUBRA COMO ESSA PERSONAGEM SUPEROU SEU MEDO MUDANDO APENAS ALGUMAS LETRAS. ELA FOI ESCRITA POR CHICO BUARQUE DE HOLANDA EM 1979. ALÉM DE ESCRITOR, CHICO TAMBÉM É DRAMATURGO, COMPOSITOR E CANTOR.

CHICO BUARQUE DE HOLANDA

PENSAR, LER E CRIAR CONCEITOS A SEREM ASSIMILADOS NAS DISCIPLINAS

CRIANÇAS GOSTAM MUITO DE BRINCAR, PRINCIPALMENTE NA ESCOLA, ONDE A DIVERSÃO NÃO ACABA.VAMOS NOS DIVERTIR MAIS UM POUCO? ATIVIDADE: USANDO UMA FOLHA DE PAPEL BEM GRANDE, DEITE SOBRE O PAPEL E, COM UM LÁPIS DE CERA, SEU COLEGA DEVE DESENHAR SEU CONTORNO. DEPOIS DE DESENHADO, VOCÊ VAI PINTAR O SEU CONTORNO. AGORA É A VEZ DO SEU COLEGUINHA.

30


FORMA E JEITO: VAMOS PRATICAR! SUA TURMA DEVE GOSTAR MUITO DE BRINCAR. QUAL DESTAS BRINCADEIRAS É A SUA PREFERIDA? VOCÊ SABE ESCREVER O NOME DELA? REGISTRE UTILIZANDO A ESCRITA DE FORMA ESPONTÂNEA.

VOCÊ E SUA TURMA FARÃO UMA VOTAÇÃO PARA ESCOLHER A BRINCADEIRA PREFERIDA DA TURMA. FAÇAM UM CARTAZ COM OS NOMES DAS BRINCADEIRAS E O NÚMERO DE VOTOS RECEBIDO POR CADA UMA. VOCÊS PODERÃO ESCOLHER UMA DELAS PARA BRINCAR DEPOIS! AS FORMAS GEOMÉTRICAS UMA DAS BRINCADEIRAS PREFERIDAS NAS ESCOLAS SÃO OS BLOCOS DE MONTAR. COM ELES PODEMOS CRIAR O QUE NOSSA IMAGINAÇÃO MANDAR. PEÇA PARA O (A) PROFESSOR (A) CRIAR UM MOMENTO EM QUE VOCÊS POSSAM BRINCAR COM ELES.

31


VAMOS PRATICAR!

QUADRADO

CÍRCULO

RETÂNGULO

TRIÂNGULO

CONTE ABAIXO QUANTAS FIGURAS GEOMÉTRICAS EXISTEM IGUAIS E DEPOIS ESCREVA A QUANTIDADE DE CADA UMA.

32


PINTE O CACHORRO CONFORME A LEGENDA.

CIRCULE OS OBJETOS QUE APRESENTAM SEMELHANÇAS COM AS FORMAS GEOMÉTRICAS.

33


RELACIONE OS OBJETOS ÀS FORMAS CORRESPONDENTES:

34


FORMAS CRIATIVAS DE SE ENVOLVER UTILIZANDO AS FORMAS GEOMÉTRICAS APRENDIDAS E O MATERIAL DESTACÁVEL (PÁG. 93),VAMOS CRIAR UM DESENHO COLORIDO E DIVERTIDO. VEJA OS EXEMPLOS:

35


TODOS NÓS JÁ FOMOS BEBÊS UM DIA. COM O PASSAR DO TEMPO, VAMOS CRESCENDO, ADQUIRINDO NOVAS CARACTERÍSTICAS, MUDANDO NOSSA VOZ, ALTURA, PESO, ETC. O (A) PROFESSOR (A) MEDIRÁ A SUA ALTURA E A DE SEUS AMIGOS COM UM BARBANTE. COMPAREM UNS COM OS OUTROS E DEPOIS COLEM NA PAREDE DA SALA. ENTÃO, QUEM É O MAIS ALTO? MENINA MENINO

36


PINTE DE AZUL QUEM É O MAIS BAIXO E PINTE DE VERMELHO QUEM É O MAIS ALTO DA FAMÍLIA.

PINTE AS FORMAS GEOMÉTRICAS PEQUENAS DE AMARELO, AS MÉDIAS DE VERDE E AS GRANDES DE AZUL.

37


DO JEITO QUE PODEMOS SENTIR! VAMOS FAZER UMA “CAÇA A TEXTURA”! PRECISAREMOS DOS ITENS ABAIXO: • • • •

FOLHAS DE ÁRVORES; FOLHAS DE PAPEL EM BRANCO; GIZ DE CERA; DIFERENTES MOEDAS.

COLOQUE A FOLHA SOBRE: AS FOLHAS DE ÁRVORES, A LIXA DE PAREDE E AS DIFERENTES MOEDAS. RISQUE COM O GIZ DE CERA DEITADO DA SUA COR PREFERIDA E COM OS OLHOS FECHADOS, SINTA CADA TEXTURA. AGORA RECORTE PARTE DAS TEXTURAS QUE VOCÊ CRIOU E COLE NO QUADRO ABAIXO:

38


AGORA VAMOS COLAR E PREENCHER O INTERIOR DAS FORMAS GEOMÉTRICAS. O QUADRADO COM ALGODÃO, O CÍRCULO COM FEIJÃO, O RETÂNGULO COM AREIA E O TRIÂNGULO COM CASCA DE LÁPIS.

39


CORES

AS CORES ESTÃO EM TUDO E FAZEM PARTE DO AMBIENTE EM QUE VIVEMOS E CONVIVEMOS. VAMOS APRENDER UMA MÚSICA SOBRE AS CORES?

PARÓDIA DA MÚSICA “ATIREI O PAU NO GATO” O AMARELO ESTÁ ALI LI LI E O VERDE DE DE ONDE ESTÁ TÁ TÁ? OLHE PARA CIMA MA MA NÃO SE ASSUSTE TE TE É NO TETO, É NO TETO QUE ELE ESTÁ, UAU! VEJA AQUI O VERMELHO LHO E O AZUL ZUL ZUL ONDE ESTÁ TÁ TÁ OLHE PARA O LADO DO DO NÃO SE ASSUSTE TE TE É NA PORTA, É NA PORTA QUE ELE ESTÁ, UAU!

40


DESAFIO ADIVINHE QUAL É A MINHA POSIÇÃO. MEU NOME É CARLOS. ESTOU DE MÃOS DADAS COM UMA MENINA, ELA TEM OS CABELOS LOIROS E ESTÁ DE CAMISETA AZUL, EU TAMBÉM TENHO UMA PEÇA DE ROUPA AZUL. ONDE ESTOU? CIRCULE-ME.

PINTE A CASINHA DE ACORDO COM A LEGENDA:

AMARELO VERMELHO AZUL VERDE

41


CRIANDO SIGNIFICADO SEU JEITO SUA FORMA, VAMOS BRINCAR!

VAMOS CRIAR FORMAS DIVERSAS? VEJA OS MATERIAIS NECESSÁRIOS: - FOLHAS DE PAPEL DE CARTOLINA OU CARTÃO COLORIDAS; - MOLDES DE FORMAS GEOMÉTRICAS; - TESOURA E COLA; - HIDROCOR DE VÁRIAS CORES.

COM A AJUDA DO (A) PROFESSOR (A) ENCONTRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM JORNAIS E REVISTAS E MONTE UM MURAL UTILIZANDO CARTOLINA FORMANDO OUTRAS GRAVURAS DE ACORDO COM SUA PREFERÊNCIA.

42


ASSIM COMO AS PESSOAS, AS SALAS DE AULA TAMBÉM PODEM SER DIFERENTES. ESTAS IMAGENS MOSTRAM ALGUMAS SALAS DE AULA DIFERENTES, CIRCULE AQUELA QUE MAIS SE PARECE COM A SUA. MARQUE OS OBJETOS QUE SÃO SEMELHANTES NA SUA SALA E NA SALA QUE VOCÊ CIRCULOU.

43


QUAIS SÃO OS MATERIAIS QUE VOCÊ UTILIZA NA ESCOLA?

VEJA OS NOMES ABAIXO. CIRCULE AS LETRAS QUE SÃO DIFERENTES. ESCREVA NOS QUADRADOS ABAIXO AS LETRAS QUE APARECEM NAS DUAS PALAVRAS. BOLA

COLA

44


OBSERVE AS GRAVURAS ABAIXO E LIGUE, COM CORES DIFERENTES, OS MATERIAIS ESCOLARES AOS NOMES CORRETOS.

LÁPIS DE COR

CADERNO

TESOURA

LÁPIS

45


COMPLETE OS NOMES DOS MATERIAIS ESCOLARES COM AS VOGAIS FALTANTES. L____PIS G____Z T____NT____ C____L____ PESQUISE, RECORTE E COLE GRAVURAS DE MATERIAIS QUE VOCÊ USA NA ESCOLA:

46


ENTRE OS OBJETOS ABAIXO HÁ UM QUE NÃO UTILIZAMOS EM SALA. CIRCULE-O.

47


UNIDADE 2: PARECEMOS IGUAIS, MAS SOMOS DIFERENTES VIMOS NA UNIDADE PASSADA QUE CADA UM TEM SEU JEITO. QUAL A COR DOS SEUS OLHOS? VOCÊ SE PARECE MAIS COM QUEM? COM SUA MÃE OU SEU PAI? VOCÊ SE CONSIDERA DIFERENTE DE SEUS COLEGUINHAS? DE QUE MANEIRA? ESSAS E OUTRAS PERGUNTAS IRÃO LHE ACOMPANHAR NESSA UNIDADE, DIVIRTA-SE!


AS PARTES DO CORPO SUA TURMA TEM USADO BASTANTE AS PARTES DO CORPO PARA BRINCAR, CANTAR E JOGAR. FAÇA O QUE A MÚSUCA PEDE! “CABEÇA, OMBRO, JOELHO E PÉ JOELHO E PÉ CABEÇA, OMBRO, JOELHO E PÉ JOELHO E PÉ OLHOS, OUVIDOS, BOCA E NARIZ CABEÇA, OMBRO, JOELHO E PÉ.” PROCURE EM JORNAIS E REVISTAS PARTES DO CORPO HUMANO E MONTE UM BONECO BEM DIVERTIDO NO ESPAÇO ABAIXO:

50


NOSSOS AMIGUINHOS ESTÃO COM PARTES DO CORPO FALTANDO.VAMOS AJUDÁ-LOS!

PRECISO DELES PARA PODER ABRAÇAR... O QUE ESTÁ FALTANDO?

PRECISO DELAS PARA PODER CORRER E ANDAR... O QUE ESTÁ FALTANDO?

NÃO CONSIGO TE VER, CHEIRAR E FALAR... O QUE ESTÁ FALTANDO?

NÃO CONSIGO VER NEM CHEIRAR... O QUE ESTA FALTANDO?

51


DIFERENTES SENTIDOS EM SENTIDOS DIFERENTES.

ÓRGÃOS DOS SENTIDOS ATRAVÉS DOS SENTIDOS, NÓS PERCEBEMOS O MUNDO. SÃO ELES: VISÃO, AUDIÇÃO, TATO, OLFATO E PALADAR. VAMOS LIGAR AS FIGURAS AOS SENTIDOS?

VISÃO

AUDIÇÃO

OLFATO

TATO

PALADAR

52


PINTE OS DESENHOS DE CADA UM DOS CINCO SENTIDOS.

VOCÊ SABIA QUE A PELE É O MAIOR ÓRGÃO DO CORPO HUMANO? SENTINDO A TEMPERATURA QUAIS SÃO AS SENSAÇÕES QUANDO O DIA ESTÁ QUENTE? FAZ DE CONTA QUE VOCÊ ESTÁ COM MUITO CALOR E TODOS ESTÃO SUANDO. VAMOS NOS ABANAR PARA REFRESCAR! E COMO SABEMOS QUE ESTÁ FRIO? O QUE SENTIMOS? VAMOS ESFREGAR UMA MÃO NA OUTRA PARA ESQUENTAR!

53


OBSERVE OS DOIS MENINOS. • UM PARECE ESTAR COM MUITO CALOR, ESTÁ USANDO BERMUDA E CAMISETA REGATA. • O OUTRO ESTÁ COM MUITO FRIO, VESTINDO CALÇA, BLUSA, TOUCA E CACHECOL. PODEMOS SENTIR CALOR QUANDO A TEMPERATURA DO AMBIENTE ESTÁ ELEVADA E FRIO QUANDO A TEMPERATURA DO AMBIENTE ESTÁ BAIXA. ASSIM TAMBÉM PODEM SER OS ALIMENTOS E OBJETOS, QUENTES OU FRIOS. UTILIZE AS IMAGENS NO MATERIAL DESTACÁVEL E COLE OS ALIMENTOS E OBJETOS ÀS TEMPERATURAS EM QUE SE ENCONTRAM. QUENTE

FRIO

54


PESQUISE EM REVISTAS, JORNAIS OU OUTROS MEIOS IMPRESSOS, O QUE VOCÊ MAIS GOSTA DE COMER. COLE NO QUADRADO OS ALIMENTOS QUENTES E OS ALIMENTOS FRIOS NO CÍRCULO.

55


JEITOS DIFERENTES PARA PARTES IGUAIS VAMOS CRIAR DESENHOS UTILIZANDO NOSSO CORPO? COM O AUXÍLIO DO (A) PROFESSOR (A), PASSE TINTA NA PALMA DAS SUAS MÃOS E CARIMBE NA FOLHA. ESPERE SECAR E CRIE UM DESENHO!

56


AGORA USE SEUS PÉS PARA FAZER O CARIMBO E DEPOIS USE SUA CRIATIVIDADE PARA USAR O SEU CARIMBO PARA FAZER UM DESENHO BEM BONITO :

57


JUNTOS PODEMOS TUDO! AGORA QUE VOCÊ JÁ REALIZOU SUA OBRA DE ARTE, ESTÁ NA HORA DO DESAFIO. JUNTANDO AS DUAS MÃOS, TEMOS QUANTOS DEDOS?

6

5

10

8

PARECEM IGUAIS, MAS SÃO DIFERENTES! ENCONTRE AS DIFERENÇAS E ACERTE A BRINCADEIRA!

58


SOMOS TODOS DIFERENTES, MAS JUNTOS FAZEMOS A DIFERENÇA!

SER DIFERENTE, MAS IGUAL AO MESMO TEMPO TEM DESSAS COISAS. NEM MELHOR NEM PIOR, APENAS DIFERENTE, DESTE MODO DEVEMOS RESPEITAR A TODOS, PORQUE ENTENDEMOS QUE CADA UM TEM SEU JEITO E O JEITO DE CADA UM É O QUE O TORNA ESPECIAL.

59


FAÇA UM DESENHO DOS SEUS MELHORES AMIGOS, QUE JUNTO COM VOCÊ FAZEM A DIFERENÇA.

60


NOSSAS FAMÍLIAS TAMBÉM SÃO DIFERENTES. REPRESENTE COM UM DESENHO ESPECIAL A SUA FAMÍLIA.

61


VAMOS LER O POEMA?

PESSOAS SÃO DIFERENTES SÃO DUAS CRIANÇAS LINDAS MAS SÃO MUITO DIFERENTES! UMA É TODA DESDENTADA, A OUTRA É CHEIA DE DENTES... UMA ANDA DESCABELADA, A OUTRA É CHEIA DE PENTES! UMA DELAS USA ÓCULOS, E A OUTRA SÓ USA LENTES. UMA GOSTA DE GELADOS, A OUTRA GOSTA DE QUENTES. UMA TEM CABELOS LONGOS, A OUTRA CORTA ELES RENTES. NÃO QUEIRA QUE SEJAM IGUAIS, ALIÁS, NEM MESMO TENTES! SÃO DUAS CRIANÇAS LINDAS, MAS SÃO MUITO DIFERENTES! RUTH ROCHA

AS PESSOAS TÊM SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS, NÃO SOMOS TOTALMENTE IGUAIS UNS AOS OUTROS. DEVEMOS, ASSIM, RESPEITAR TODAS AS PESSOAS.

62


SENTIDOS DIFERENTES PARA UMA MESMA VISÃO. AGORA ILUSTRE A POESIA QUE NÓS LEMOS.

63


LIGUE OS OBJETOS DE ACORDO COM AS SEMELHANÇAS DE CORES.

64


VAMOS CRIAR PERSONAGENS? VOCÊ PRECISARÁ DE PALITOS DE PICOLÉS GROSSOS, (COMO OS QUE OS MÉDICOS USAM) OU TIRAS DE CARTOLINA, CANETINHAS, RETALHOS DE TECIDO E COLA. • USE AS CANETINHAS PARA DESENHAR SEUS PERSONAGENS; • FAÇA AS ROUPINHAS COM OS TECIDOS. DEPOIS DE PRONTO É SÓ BRINCAR COM SEUS AMIGUINHOS!

65


COMBINANDO DIFERENÇAS PASSEAR COM A FAMÍLIA É ÓTIMO, AINDA MAIS SE FOR PARA APROVEITAR UM DIA DE CALOR NA PRAIA! VOCÊ GOSTA DE PRAIA? E DE SORVETE? PRAIA, CALOR E SORVETE É UMA COMBINAÇÃO PERFEITA, NÃO É? ALGUNS OBJETOS E ALIMENTOS SÃO USADOS EM CONJUNTO. QUAL É A COMBINAÇÃO PERFEITA PARA APROVEITAR UM DIA NA PRAIA? PINTE QUAL ROUPA VOCÊ USARIA E O QUE LEVARIA.

66


DIFERENÇAS COMBINADAS AS FAMÍLIAS ADORAM BRINCAR NA PRAIA. QUAIS BRINCADEIRAS VOCÊ E SUA FAMÍLIA FAZEM? DESENHE NO QUADRO ABAIXO.

67


AGORA CIRCULE OS GUARDA-SÓIS QUE ESTÃO MAIS LONGE.

USANDO AREIA, CUBRA A PRAIA ABAIXO E PINTE O RESTANTE DO DESENHO.

68


DIFERENTES MANEIRAS DE VER AS DIFERENÇAS PEQUENO E GRANDE PEQUENAS OU GRANDES, O MUNDO É MESMO CHEIO DE DIFERENÇAS E SE COMPARARMOS OS TAMANHOS DOS OBJETOS E SERES VIVOS PODEMOS VERIFICAR QUE UNS SÃO PEQUENOS E OUTROS SÃO GRANDES. O PEIXE É UM SER VIVO DE VÁRIOS TAMANHOS, FORMAS E CORES. PINTE OS PEIXES PEQUENOS COM A MESMA COR. QUANTOS PEIXES PEQUENOS VOCÊ PINTOU?

QUANTOS PINTAR?

AS PLANTAS TAMBÉM SÃO SERES VIVOS E SÃO IMPORTANTES PARA OS SERES HUMANOS. ALÉM DE EMBELEZAR O AMBIENTE, FORNECEM NOSSO ALIMENTO. OBSERVANDO AS ÁRVORES, CIRCULE A MAIOR.

69

PEIXES

FICARAM

SEM


VOCÊ É UM SER VIVO E IMPORTANTE PARA MUITAS PESSOAS. QUANDO VOCÊ SE DIVERTE, TAMBÉM APRENDE. NOSSAS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS SÃO MUITAS E DEVEMOS RESPEITÁ-LAS SEMPRE. AS DIFERENÇAS TAMBÉM PODEM SER NA ALTURA, ALGUMAS PESSOAS SÃO MAIS ALTAS, OUTRAS MAIS BAIXAS. CIRCULE A PESSOA MAIS ALTA E FAÇA UM X NA MAIS BAIXA.

70


ESTAR BEM É QUERER O BEM! AS PESSOAS DAS FAMÍLIAS COSTUMAM REALIZAR AO MENOS UMA REFEIÇÃO JUNTAS POR DIA. E SUA FAMÍLIA?

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL HOJE EXISTE UMA PREOCUPAÇÃO MAIOR COM A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. O ALIMENTO É MUITO IMPORTANTE PARA NOSSA SAÚDE E SOBREVIVÊNCIA, PRECISAMOS NOS ALIMENTAR CORRETAMENTE PARA TERMOS BOA SAÚDE.

71


OBSERVE ABAIXO OS ALIMENTOS QUE DEVEM FAZER PARTE DA NOSSA ALIMENTAÇÃO. FAÇA UM CIRCULO NOS ALIMENTOS QUE VOCÊ JÁ COMEU:

72


DESCUBRA, NAS SOMBRAS, AS FRUTAS E GULOSEIMAS QUE ESTÃO FALTANDO:

73


CRIANDO SIGNIFICADO PINTE SOMENTE AS CENOURAS DO QUADRO ABAIXO E CONTE QUANTAS TEM:

TEM ____CENOURAS .

74


VAMOS CRIAR? FAÇA DUPLA COM UM AMIGO, O (A) PROFESSOR (A) DISTRIBUIRÁ PRATOS DESCARTAVÉIS, NELES VOCÊS FARÃO UM SANDUÍCHE DIVERTIDO E SAUDÁVEL. OBSERVE OS MODELOS ABAIXO:

75


AGORA FAÇA UM DESENHO DO SEU SANDUÍCHE. ESPERO QUE TENHA FICADO LINDO E GOSTOSO!

76


VAMOS BRINCAR DE CARIMBO? USANDO LEGUMES CORTADOS (BATATA, CENOURA OU BETERRABA) E TINTA, FAÇA CARIMBOS SEGUINDO AS INSTRUÇÕES DO (A) PROFESSOR (A).

COMPLETE COM VOGAIS O NOME DOS LEGUMES A SEGUIR: C __ N __ __ R__

B __ T __ R R __ B__

B __ T __ T __

C H __ C H _

77


FAÇA UM CÍRCULO NO ABACAXI QUE ESTÁ FORA DA CAIXA:

COLE GRAVURAS DE FRUTAS DENTRO DO QUADRO ABAIXO:

78


ALGUMAS FAMÍLIAS PRESERVAM SUAS RECEITAS ESPECIAIS, AS RECEITAS DE FAMÍLIA.VEJA A RECEITA QUE ESTÁ NO LIVRO DESTA MAMÃE: VITAMINA DE FRUTAS

INGREDIENTES: 200 ML DE LEITE 1 BANANA 1 MAÇÃ ½ MAMÃO PAPAIA

MODO DE PREPARO: LAVE E HIGIENIZE AS FRUTAS, COLOQUE EM PEDAÇOS NO LIQUIFICADOR COM O LEITE E BATA ATÉ FORMAR UMA MISTURA CREMOSA.

79


PARA TERMOS UMA VIDA SAUDÁVEL, NÃO BASTA APENAS UMA BOA ALIMENTAÇÃO. OS HÁBITOS DE HIGIENE SÃO MUITO IMPORTANTES TAMBÉM.

CIRCULE AS CRIANÇAS QUE ESTÃO FAZENDO A HIGIENE PESSOAL:

80


TOMAR BANHO É MUITO GOSTOSO E IMPORTANTE, POIS ELIMINA PARTE DAS BACTÉRIAS DA NOSSA PELE. PINTE A CRIANÇA QUE ESTÁ TOMANDO BANHO:

81


OS NOSSOS DENTES TEM COMO PRINCIPAL FUNÇÃO A MASTIGAÇÃO. APÓS AS REFEIÇÕES, RESTOS DE COMIDA FICAM ENTRE NOSSOS DENTES E PARA RETIRÁ-LOS, PASSAMOS FIO DENTAL E ESCOVAMOS BEM. CIRCULE O QUE USAMOS NA HIGIENE BUCAL.

82


CIRCULE AS VOGAIS QUE APARECEM NOS NOMES DOS OBJETOS DE HIGIENE PESSOAL

ESCOVA DE DENTES

CREME DENTAL

VAMOS CANTAR? MÚSICAS

MEUS DENTINHOS MEUS DENTINHOS, MEUS DENTINHOS EU VOU ESCOVAR PARA CIMA E PARA BAIXO PRA PODER LIMPAR. OLHA, DONA CÁRIE EU VOU LHE AVISAR VÁ CAINDO FORA AQUI NÃO É SEU LUGAR. MEUS DENTINHOS SÃO FORTES NÃO VÃO DEIXÁ-LA ENTRAR TRÊS VEZES AO DIA EU VOU ESCOVAR. (MÚSICA BATE O SINO

83

SABONETE


E

U E O MUNDO EM CORES SARAU DE CULTURA FAMILIAR SARAU (DO LATIM SERANUS, POR MEIO DO GALEGO SERUM) É UM EVENTO CULTURAL OU MUSICAL REALIZADO GERALMENTE EM CASAS PARTICULARES ONDE AS PESSOAS SE ENCONTRAM PARA SE EXPRESSAR OU SE MANIFESTAR ARTISTICAMENTE.

84


PROPICIE UM DIA DE APRENDIZADO COM SEUS ALUNOS. “A CULTURA FAMILIAR DE CADA UM”. REALIZAR A ATIVIDADE VALORIZANDO E RESPEITANDO AS CURIOSIDADES, MÚSICAS, HISTÓRIAS, DITOS FAMILIARES, DEMONSTRAR QUE ESTAS SÃO A HISTÓRIA DE CADA ALUNO E QUE ISSO É CULTURA. OPORTUNIZAR AOS ALUNOS QUE APRECIEM OS COSTUMES E AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DE CADA FAMÍLIA. PROMOVA UM ESTÍMULO AO DESENVOLVIMENTO DA CULTURA FAMILIAR A SEUS ALUNOS, SERÁ UMA CONFRATERNIZAÇÃO FESTIVA COM SEUS ALUNOS E FAMILIARES. OBJETIVO ESTA VIVÊNCIA TEM O OBJETIVO VALORIZAR OS COSTUMES E A CULTURA DE CADA FAMÍLIA, RESSALTANDO O RESPEITO E A VALORIZAÇÃO PELAS DIFERENTES MANIFESTAÇÕES CULTURAIS. RESSALTAR A DIVERSIDADE CULTURAL FAMILIAR COMO PROCESSO DE FORMAÇÃO HUMANA DA CRIANÇA. JUSTIFICATIVA VALORIZAR AS CURIOSIDADES, MÚSICAS, HISTÓRIAS, DITOS FAMILIARES QUE FIZERAM PARTE DA FORMAÇÃO INTELECTUAL, EMOCIONAL E DA PERSONALIDADE DO ALUNO. PROPICIAR UM MOMENTO PARA ENTENDIMENTO DA IMPORTÂNCIA DA CULTURA DE CADA FAMÍLIA. APRESENTAR A TRADIÇÃO FAMILIAR E FAVORECER A INTEGRAÇÃO DAS CRIANÇAS EM MOMENTOS ALEGRES PRAZEROSOS E ENRIQUECEDORES PARA O CONHECIMENTO DA DIVERSIDADE.

85


DATAS COMEMORATIVAS CARNAVAL

FESTA NA QUAL AS PESSOAS SAEM ÀS RUAS FANTASIADAS. EXISTE DESFILE DE ESCOLAS DE SAMBA, TRIOS ELÉTRICOS, BLOCOS CARNAVALESCOS E AS FAMOSAS MARCHINHAS DE CARNAVAL.

86


CHEGOU A HORA DE PRODUZIRMOS SUA MÁSCARA DE CARNAVAL. USE TINTA COLORIDA E COLE BRILHOS, RECORTE, COLOQUE UM ELÁSTICO. DIVIRTA-SE!

87


CARNAVAL VAMOS APRENDER UM TRECHO DE UMA MARCHINHA DE CARNAVAL? MAMÃE EU QUERO, MAMÃE EU QUERO MAMÃE EU QUERO MAMAR! DÁ A CHUPETA, DÁ A CHUPETA, AI, DÁ A CHUPETA DÁ A CHUPETA PRO BEBÊ NÃO CHORAR! PINTE AS IMAGENS QUE FAZEM PARTE DO CARNAVAL.

89


DIA DA MULHER DIA 8 DE MARÇO COMEMORAMOS O DIA INTERNACIONAL DA MULHER! DESENHE A MULHER MAIS IMPORTANTE DA SUA VIDA:

90


PINTE A FLOR DO DIA DAS MULHERES, RECORTE E ENTREGUE PARA A MULHER ESPECIAL QUE DESENHOU. SEJA CRIATIVO E UTILIZE ELEMENTOS DA NATUREZA PARA DEIXAR SEU DESENHO MAIS BONITO.

91


MATERIAL DESTACÁVEL ATIVIDADE DA PÁGINA 35.

93


ALFABETO MÓVEL:

ATIVIDADE DA PÁGINA 27.

A A A A A E

E

E

E

E

Ê

É

I

I

I

I

Í

Í

O O

A A Á Ã Â E

E

E

Ê

É

I

I

I

I

I

O O O O O 95


96


ATIVIDADE DA PÁGINA 27.

O Ó Ô U U Ú Ú

B

B

B

D

D

D

D

F

G

G

H

H

H

U U U U U B

C

C

C

C

F

F

F

G

G

H

J

J

J

J

97


98


L

L

L

L M

N

N

P

P

P

R

R

R

R

S

ATIVIDADE DA PÁGINA 27.

T T V V V Z

Z

Z

Z W M M M N

N

P Q Q Q Q S

S

S

T T

V X X X X W Y 99

Y

K

K


ATIVIDADE DA PÁGINA 54.

101


MANUAL DO PROFESSOR


SUMÁRIO APRESENTAÇÃO................................................................................................................................................. INTENÇÕES EDUCATIVAS PARA APRENDIZAGEM............................................................................... 00 Proposta pedagógica............................................................................................................................................. Organização didática............................................................................................................................................. ORIENTAÇÕES GERAIS........................................................................................................................................ 1º unidade .................................................................................................................................................................. 2º unidade ...............................................................................................................................................................


APRESENTAÇÃO - GUIA DO PROFESSOR Caro (a) Professor (a) Inova, Reconhecemos o trabalho que desenvolve em sala de aula com seus alunos. Com o objetivo de contribuir neste processo, elaboramos as orientações que apresentam ferramentas de otimização e contribuição do seu planejar na prática pedagógica. A partir de novas abordagens e perspectivas, buscamos aprimorar os processos de aprendizagem e ensino. O avanço da sociedade, as ciências da educação, as novas tecnologias, levam-nos a buscar e se interessar por novos meios e recursos didáticos. Desse modo, propomos um pensamento de ênfase nas inter-relações dinâmicas, historicamente construídas, de intercâmbio entre sociedades e promoção do ímpeto transformador do nosso aluno. Imbuídos de contribuir com o dia a dia escolar, fundamentamos nossa proposta, descrevemos ações de interação a partir das atividades propostas. Ao mesmo tempo colocamos orientações metodológicas, além de sugestões de ampliação do conteúdo. Não precisando limitar-se às atividades propostas, dispomos estratégias para que possa ampliar os conhecimentos da criança, fornecendo informações para o enriquecimento do repertório cognitivo de maneira significativa e dinâmica em nosso material. Além da sequência didática, dispomos de atividades com materiais destacáveis e datas comemorativas, eficazes para essa faixa etária, sem restringir, colocamos como atividades em benefício das ampliações que poderão desenvolver ao longo do bimestre. Na visão da educação prospectiva e transformadora inserida em seu tempo e espaço, propomos um plano de conteúdos baseado nas intenções da Educação Ambiental e dos parâmetros da fase cognitiva. Como forma de colaborar com o seu planejamento, neste guia encontrará orientações didáticas, respostas das atividades, objetivos de aprendizagem e sugestões de ampliação das aulas propostas. Equipe Inova

4


INTENÇÕES EDUCATIVAS PARA APRENDIZAGEM Ter uma atuação na área educacional com ações intencionais que promovam a formação e a transformação fundamentada no poder criativo, ético, participativo, afetivo é o que constitui nossa proposta pedagógica. Construir um futuro humanista e democrático, uma sociedade participativa e sustentável é nosso ideal de inovação. Nesta ideia, nos comprometemos a desenvolver a prospecção investigativa, criadora e transformadora, que acredita que é na compreensão do presente que transformamos o amanhã. Entendemos a escola como ambiente social de formação do homem do futuro, e para isso criamos possibilidades de inovação do amanhã, transformando o hoje. A proposta do material INOVA na Educação Infantil promove a mobilização dos conhecimentos com a intenção de desenvolver as habilidades e construir as competências para a formação integral e cidadã. Os sentidos em cores: • O verde reflexo da esperança; • O amarelo, o sol, a luz nos corações; • O branco a paz e a prosperidade, etc. Podem nos transpor a um mundo de cores e significados divertido. Se pensarmos que as cores representam muitos sentidos no universo, entenderemos que mobilizar seus sentidos dará as nossas crianças uma visão do mundo criativo e cheio de leituras. Ao passo que, seu envolvimento com esses sentidos nos anos iniciais, por meio do projeto CORES DO MUNDO, lhe dará significado e prospecção de seu Poder Criativo, mobilizando a investigação e a exploração do meio na formação das referências para a construção do conhecimento. Trata-se da criança construindo sua história, na promoção e integração participativa e de ação prospectiva nas relações com os ambientes físico e social, contextualizados sempre num ambiente de respeito aos aspectos cultural, ambiental e emocional. A construção do material é fundamentada nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil e, através de temas, desenvolve estratégias que edificam e respeitam todas as etapas da criança e as unidades de valores universais, éticos, sustentáveis e adversos da sociedade atual, chamados de campos de experiência. Para criar e transformar há a necessidade de nortear o trabalho nos aspectos psicológicos, afetivos, emocionais, cognitivos, sociais e culturais. Os temas que permeiam o material são os facilitadores do processo, pois aprimoram a formação humanista. Ao tratar da diversidade há a interação com valores, com a ética, com o meio social, ambiental e cultural, entendendo-se que a abrangência conceitual é a base para a educação integradora, mas a ampliação de sua visão de mundo pode ser seu ímpeto transformador e influência nele. Assim, conduzimos a reconhecerem-se nos ambientes de integração social, seu primeiro encontro com a escola. Vivenciando conceitos, envolvendo-se em atividades lúdicas e criando possibilidades de compreensão de mundo. Entendemos que tudo começa na educação infantil e os maiores aprendizados da vida são cons-

5


truídos nessa fase. Esperamos que nossos alunos gostem e criem significado, aprendendo e transformando o mundo em cores.

PROPOSTA PEDAGÓGICA Vivemos, atualmente, uma cultura transformadora cada vez mais acelerada. Ao falarmos em consciência prospectiva, nos remetemos às possibilidades de inovação e do ambiente educacional. O ímpeto transformador do ser humano, assim como as ações que lhe propiciam vivências de aprendizado, são seu valor de estímulo e conscientização criativa. Ao criarmos estratégias de mobilização do poder criativo, dada a resolução de problemas, damos condições ao aluno de recriar e conduzir, de maneira autônoma, o aprendizado. Desse modo, a proposta pedagógica aqui apresentada, está alinhada de forma a garantir à criança acesso ao processo de apropriação, preparação e mobilização de seus conhecimentos em diferentes linguagens. O elemento norteador da proposta fundamenta-se na prospecção investigativa, na condução criadora e no poder de transformação significativa que evidencia a compreensão das particularidades das relações e sua influência no mundo. As atividades propostas contemplam os eixos de aprendizagem: linguagem oral e escrita, matemática, ciências naturais e sociais, movimento, expressão e apreciação artística, respeitando os campos de aprendizagem a partir dos contextos vivenciados nos momentos didáticos do material. Cada sequência didática predispõe um contexto que se instaura em campos de experiências que dialogam com o mundo da criança, garantindo desenvolvimento das atividades de forma articulada e integrada com valorização e ampliação de seus conhecimentos prévios. A estratégia metodológica utilizada se estabelece na integração dos eixos de aprendizagem em situações desafiadoras de vivência de mundo. Cada área respeitada em objetivos de aprendizagem se estabelece em eixos significativos na articulação das aprendizagens: Em Linguagem Oral e Escrita: expressar, escutar, falar, pensamento e imagem – estimulam a atenção ao mobilizar o aluno à escuta, no processo ativo, com a intenção de assimilação e processamento das informações, orientações e dados para construir e reconstruir. No processo de compreensão, significação e assimilação são estabelecidas associações, novas leituras de linguagem (oral e imagens). As experiências da criança com a cultural oral são importantes, pois é entendido que na escuta das histórias, na participação em conversas, nas descrições, nas narrativas elaboradas de forma individual ou no grupo e nas implicações com as múltiplas linguagens, a criança forma sua identidade e se entende como pertencente a um grupo sociocultural. A imersão nas linguagens deve partir do que a criança conhece, das curiosidades que revela, instigando-a a pensar, ao diálogo, a relações de dados, a participar de situações de leitura e escrita, a formular hipóteses e desenvolver o processo de aprendizado da leitura no mundo das imagens, letras, número, palavras e textos. BASE CURRICULAR COMUM NACIONAL. Proposta Preliminar – segunda versão – Abril/2016 O ambiente da educação infantil deve propiciar aos alunos compartilhar situações comunicativas cotidianas (pensar, imaginar, sentir, narrar, dialogar e conhecer) e oportunizar o contato com parlendas, trava-lín-

6


guas, adivinhas, textos de memória, rodas, brincadeiras cantadas e jogos, participar de relatos de experiências, contação e leitura de histórias e poesias. Conhecer as variedades linguísticas em descobrir as diversas formas de organizar o pensamento BASE CURRICULAR COMUM NACIONAL. Proposta Preliminar – segunda versão – Abril/2016 Matemática: espaços, tempos, quantidades, relações e transformações – ter a curiosidade e a observação como propulsoras da compreensão do meio em que vivem, utilizar da indagação e experimentação, para conhecer características, relacionar, localizar no tempo e espaço, ir construindo um quadro de referências lógicas-matemáticas. As atividades devem ser desenvolvidas considerando as vivências cotidianas, estimular a criança a estabelecer relações, a manipular e explorar diferentes materiais (objetos, brinquedos, jogos) e de diferentes formas como leitura de imagem, histórias, música (integrar os diferentes eixos de aprendizagem) para estabelecer as relações com a matemática como contagem, noções de quantidade, relações temporal e espacial, para que a criança crie explicações, argumentações e registros. Levar a criança a estabelecer relações com conhecimentos que compõem o patrimônio científico, ambiental e tecnológico, além dos saberes tradicionais e locais, para criar uma relação de apropriação e respeito com a sustentabilidade do planeta e constituição de sua identidade e autonomia. BASE CURRICULAR COMUM NACIONAL. Proposta Preliminar – segunda versão – Abril/2016 Natureza e Sociedade: O meio que vivemos: O eu, o outro, o nós – a interação da criança com outras pessoas (crianças e adultos), como o ambiente estabelece referencial. A criança vai se constituindo como alguém com um modo próprio de agir, sentir e pensar. As primeiras experiências e vivências socioculturais e com a natureza viabilizam compreender as características, qualidades, usos e procedência de diferentes elementos da natureza e da cultura, explorando e criando explicações sobre o como, quando e o porquê das coisas. É a compreensão da própria história da criança pela reflexão da reflexão do outro, da diversidade, da observação das relações do homem com a natureza, do ontem e do hoje, projetando como será o amanhã. Movimento: corpo, gestos, formas e imagens – o corpo expressa a singularidade de cada um.As crianças brincam com seu corpo, se comunicam e se expressam, por meio das diferentes linguagens, como música, dança, teatro. É com ele que a criança explora o mundo, visão, audição, tato, paladar, olfato, sensações, movimentos impulsivos ou coordenados. Expressar, brincar, produzir conhecimento sobre si, sobre o outro, sobre o universo social, cultural e ambiental. Conhecer os limites e as suas potencialidades, ir e vir. Oportunizar as múltiplas formas de expressão, exploração, uso de espaço, adquirir a compreensão do seu corpo no espaço, estabelecendo sua identidade. BASE CURRICULAR COMUM NACIONAL. Proposta Preliminar – segunda versão – Abril/2016 Apreciação Artística: traços, sons, formas e imagens – oportunizar o convívio com as diferentes manifestações artísticas, cultural e científica, local e universal, a partir da experiência diversificada, poder levar ao universo de práticas e conceitos singulares.

7


Explorar diferentes e distintos materiais, recursos tecnológicos, audiovisuais e oportunizar ao aluno realizar sua produção cultural, exercitando a autoria coletiva e individual. Desenvolver a sensibilidade, a criatividade, a expressão pessoal. BASE CURRICULAR COMUM NACIONAL. Proposta Preliminar – segunda versão – Abril/2016 O trabalho com os eixos de aprendizagem é integrado e voltado para a formação integral do aluno.Tem como objetivo a construção do conhecimento científico, para que a criança aprenda a distinguir e expressar seu pensamento, ideias, sensações, percepções, emoções, apresentar sua hipótese, seu ponto de vista, argumentar. Construir sua autonomia, valorização da identidade e vivenciar a cidadania.

SEQUÊNCIA DIDÁTICA – LIVRO DO ALUNO Há duas unidades temáticas a serem trabalhadas em cada bimestre, com atividades que integram as áreas de conhecimento, norteadas pelos eixos curriculares e temáticos. Cada unidade traz uma mensagem para o aluno com o objetivo de mobilizá-lo no trabalho a iniciar. Há propostas de trabalhos com as datas comemorativas, bem como consta na parte destacável material para favorecer a dinâmica interativa em sala de aula. Apresenta convites de atividades a serem realizadas com a família, numa proposta de integração família e escola, com o objetivo de passar a mensagem de trabalho participativo, de estar no processo com seu filho (a).

ORIENTAÇÕES GERAIS Plano de Aula A ação de planejar é muito importante para toda e qualquer ação proativa de aprendizado. Ao se constituir um norteador das ações em sala de aula, criamos elos entre as ações intencionais e os objetivos específicos a serem alcançados. Instrumentaliza-se sem dúvida uma tomada de decisão proativa no âmbito do aprendizado significativo. Para uma aula de sucesso é necessário planejamento, intervenção e retomada, práticas que fazem aprimorar e ampliar a prática didática para atingir as metas estabelecidas. O plano de aula em face tem por objetivo claro ser programado com recursos disponíveis. Com metodologias diversificadas e inovadoras, exige pesquisa, integração de toda equipe da escola, que ao conhecer as práticas de sucesso da interação produtiva, agrega benefícios no dia a dia de todos. O Sistema de Ensino INOVA fornece os temas geradores de cada Unidade e deixa claro o tema de cada atividade a ser realizada pelos alunos. Tenha o Guia do Professor ao elaborar o seu plano de aula. Verifique no Guia todas as intenções que cada atividade busca promover, tenha claro o que você deseja ensinar ao abordar cada atividade e estabeleça os objetivos específicos de cada aula. Verifique o conteúdo programático e o conteúdo específico. Faça uma análise do material da apostila do aluno e verifique quanto tempo você poderá trabalhar cada Unidade (I e II) e depois analise o tempo de trabalho para cada atividade proposta. Quando o período de trabalho estiver organizado para cada atividade, analise os recursos disponíveis e defina os materiais a serem utilizados. A metodologia faz referência aos caminhos a serem percorridos para atingir os objetivos, não esqueça que a idade da criança exige8ludicidade, dinamismo e interações, para que a vivência seja significativa. No final de cada processo é importante incluir outro campo que é a Análise do resultado obtido, acrescido de medidas que terão que ser realizadas caso as metas e/ou os objetivos específicos não tenham sido atingidas.


PLANO DO BIMESTRE

13


Gabarito

Gabarito

UNIDADE 1 - CADA UM TEM SEU JEITO.

- Possibilitar o acesso ao conhecimento através da leitura e da escrita realizando atividades com o nome, UNIDADE CADAdosUMalunos; TEM SEU JEITO. estimulando1 a -oralidade - Criar condições para que compreendam a leitura e seus significados, através das atividades com o próprio nome;

- Possibilitar ao da conhecimento da leitura e da relacionadas escrita realizando atividades com opronome, - Possibilitaroa acesso integração turma, atravésatravés de atividades coletivas, aos nomes das crianças, estimulando oralidade dos alunos; movendo a asocialização entre os mesmos. - Criar condições para que compreendam a leitura e seus significados, através das atividades com o próprio nome; - Possibilitar Página 11 a integração da turma, através de atividades coletivas, relacionadas aos nomes das crianças, proProfessora (a), em roda de conversa, realize a leitura do texto, questione as crianças quanto ao conhecimento movendo socialização entre os mesmos. de documentos de identificação, sua função, a escrita do próprio nome. Solicite Página 11 uma cópia da certidão de nascimento de cada aluno para futura atividade.

Professor (a), em roda de conversa, realize a leitura do texto, questione as crianças quanto ao conhecimento de documentos de identificação, sua função, a escrita do próprio nome. Solicite uma cópia da certidão de nascimento de cada aluno para futura atividade.

14


Professor (a), auxilie na identificação dos livros com nome, turma. Solicite aos que já sabem escrever o próprio nome, que realizem a identificação. Poderá solicitar um desenho sobre a escola para colar na parte interna da capa. Autorretrato Solicite com antecedência uma foto de rosto da criança impressa, folha de transparência, caixa de sapato e tinta guache de cores variadas. A criança deverá produzir seu próprio autorretrato. Incentive-as em suas criações. Prepare uma exposição com os trabalhos desenvolvidos. Reforce o respeito pelas diferenças. Habilidades: - Perceber o nome como característica própria; - Descobrir e conhecer progressivamente seu próprio corpo, suas potencialidades e seus limites; - Respeitar às diversidades; - Desenvolver uma imagem positiva de si (independência e confiança); - Despertar o interesse dos alunos pela atividade de fazer arte e criá-la; - Estabelecer e ampliar as relações sociais (atitudes de ajuda e colaboração); - Desenvolver e utilizar suas diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral e escrita). Página 4 Professor (a), explore os diversos tipos de arte, destaque a pintura. Trabalhe as semelhanças e diferenças entre o retrato e a pintura, salientando que é a mesma pessoa em ambas. Faça a mesma comparação entre a foto impressa e o autorretrato das crianças. Habilidades: - Ampliar o vocabulário; - Trabalhar as diferenças entre as pessoas, gênero, características físicas e emocionais; Página 7 Professor (a), explore a fala da criança, o conhecimento prévio, as relações já estabelecidas. Explore as informações da certidão de nascimento. Habilidades: - Explorar o documento pessoal Certidão de nascimento; - Reconhecer o nome e sobrenome e que este é herdado da família; - Apropriar-se da própria data de nascimento. Página 8 Auxilie na confecção do crachá, estimule a escrita espontânea da criança orientando quando necessário. Estimule a contagem oral e escrita até 10, quantifique e atribua valor real aos algarismos. Habilidades: - Registrar a percepção do mundo por meio da escrita; - Reconhecer a escrita do próprio nome; - Utilizar da contagem em brincadeiras e situações cotidianas. Página 9 Habilidades: - Identificar os números em diferentes contextos; - Utilizar raciocínio lógico-matemático para resolução de situação-problema; - Realizar contagem oral. Página 10

15


Página 11 Realize a leitura da parlenda, estimule que as crianças participem repetindo a parlenda em diferentes velocidades, entonações e gestos. Quantifique os ovos podendo utilizar diversos materiais para confecção (papel picado, bolinhas de papel, isopor, jornal). Sugestão: Confeccionar um cartaz com a parlenda, enfatizando os números, a escrita dos mesmos e a quantificação. Vamos completar com os numerais de 1 a 10?

Habilidades: - Conhecer diversos gêneros textuais; - Realizar e traçar contagem de 1 a 10. Página 12 Habilidades: - Participar de atividades musicais; - Coordenar movimentos corporais acompanhando a música; - Explorar e representar diversas possibilidades de expressões corporais; - Integrar e agregar valores. Página 13 Professor (a), a hora da brincadeira privilegia a aprendizagem, prepare os materiais solicitados com antecedência. As plaquinhas deverão ser confeccionadas com papel resistente e letras bastão e maiúsculas. É uma boa hora para trabalhar regras, resolução de situação–problema. Habilidades: - Participar de brincadeiras ou jogos que ampliem gradativamente a consciência corporal e o movimento; - Participar de atividade em grupo. Página 14 Habilidades: - Aprimorar a fala como recurso de comunicação; - Organizar e expressar o pensamento por meio da fala; - Ampliar o vocabulário.

17


Página 15 Habilidade: - Ampliar as possibilidades de expressão através da arte. Página 16 Professor (a), realize a leitura do texto aos alunos. Deixe claro que se trata de um conto. Ilustre a diferença entre vogais e consoantes e a necessidade do uso combinado delas. Habilidades: - Fortalecer a capacidade de escuta; - Conhecer diferentes tipos de textos; - Desenvolver o hábito da leitura; - Diferenciar vogais e consoantes. Página 18 Professor (a), enfatize as diferentes grafias das letras do alfabeto. Neste módulo trabalharemos com a letra bastão. Sugestão: monte com os alunos um alfabeto ilustrado com objetos e coloque em um varal na sala. Habilidade: - Estimular através da música a aprendizagem. Página 19 Professor (a), permita que as crianças registrem de forma espontânea suas respostas, faça a correção coletiva do exercício. Habilidades: -Trabalhar a capacidade de atenção e concentração de assuntos trabalhados em sala; - Registrar as letras faltantes do alfabeto; Complete com as letras que faltam no alfabeto ilustrado:

18


19


Página 20 Professor (a), sugerimos que seja criado um alfabeto móvel com as crianças, com objetos para ilustrar as letras. Habilidades: - Identificar as letras do próprio nome e de um colega; - Quantificar; - Ampliar a capacidade de escrita; - Comparar a escrita próprio nome com outro. Página 22 Habilidades: - Trabalhar a letra inicial do próprio nome; - Estimular as diversas formas de registro das letras. Página 23 Habilidades: - Ampliar a aprendizagem da letra inicial de nomes; - Reconhecer a letra inicial do seu nome e dos outros; - Estimular a curiosidade. Professor, estimule que as crianças registrem de forma espontânea suas conclusões, proponha que haja interação e auxílio entre a dupla. Página 24 Habilidades: - Trabalhar o movimento corporal; - Interagir com o grupo em situações diversas; - Reconhecer o próprio nome e o do outro. Página 25 Habilidades: - Destacar o uso das vogais; - Experimentar a construção de palavras apenas com a troca das vogais. Página 26 Habilidades: - Interagir com o grupo em situações diversas; - Apreciar diferentes tipos de textos; - Refletir sobre os diversos sentimentos humanos.

20


Página 27 Habilidades: - Interagir com o grupo em situações diversas; - Formar pequenas palavras; - Incluir diferentes palavras e seus significados ao repertório infantil. Página 28 Professor (a), proponha brincadeiras que envolvam o uso das figuras geométricas. Utilize o ambiente escolar para explorar as possibilidades.

Página 29 Habilidades: - Identificar as figuras geométricas círculo, triângulo, quadrado e retângulo; - Ampliação da percepção dos diferentes atributos dos objetos (forma).

21


Página 31 Menina Menino X Habilidade: - Comparar objetos estabelecendo relações entre eles (alto/baixo, pequeno/médio/grande) Página 32 Professor (a), estimule que realizem a comparação entre objetos, pessoas, animais de forma espontânea e dirigida. Azul: os adultos Vermelho: as crianças

22


Página 33 Professor (a), realize as atividades coletivas e individuais não só como os objetos citados nos exercícios, incluir os objetos significativos as crianças. Habilidade: - Participar de atividades que estimulem a percepção de diferentes atributos dos objetos (textura). Página 34

Página 36 Professor (a), estimule a participação de todos, priorizando os movimentos, deslocamentos e cores. Habilidades: - Participar de atividades contextualizadas envolvendo o reconhecimento de cores primárias; - Incentivar a participação em atividades de canto coletivo; - Estimular a coordenação motora através de brincadeiras; - Executar movimentos de locomoção variados. Página 37

23


Página 39 - Observar o ambiente escolar e suas características. Página 40

24


Veja os nomes abaixo. Circule as letras que sĂŁo diferentes. Escreva nos quadrados abaixo as letras que aparecem nas duas palavras.

PĂĄgina 41

25


Profile for Elis Chamusca

Educação Infantil - Grupo 5 - Volume 4  

Educação Infantil - Grupo 5 - Volume 4  

Advertisement